Estudo sobre o Tabernáculo

Os Sermões em Assuntos Importantes por Rev. Paul C. Jong

 

Os Materiais de Construção do Tabernáculo Que Puseram os Fundamentos Da Fé < Êxodo 25:1-9 >

“ENTÃO falou o Senhor a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada; de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada. E esta é a oferta alçada que tomareis deles: ouro, e prata, e cobre, e azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelos de cabras, e peles de carneiros tintas de vermelho, e peles de texugos, e madeira de acácia, azeite para a luz, e especiarias para o azeite da unção, e especiarias para o incenso, rochas sardônicas, e rochas de engaste para o éfode e para o peitoral. E me farão um santuário, e habitarei no meio deles. Conforme a tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo, e para modelo de todos os seus vasos, assim mesmo o fareis.”



Vidas Pobres

Em um poema intitulado ‘Um Salmo da Vida’, Henry Wadsworth Longfellow escreveu, “não me digas, em penosos números, ‘A Vida é um sonho vazio’!

Porém, se você realmente pensar nisto, a vida dos seres humanos realmente é muito pobre. Embora a vida de todos possa parecer acabar regressando ao pó em vão depois de uma vida solitária e passageira neste mundo desértico, a terra não é o destino final. O destino final da vida de toda pessoa será, por causa dos pecados, para sempre, os terríveis sofrimentos perpétuos do inferno. 

Assim as pessoas são normalmente indiferentes à sua própria morte e ao além após a sepultura. Enquanto moramos neste mundo, as pessoas vivem sem qualquer propósito, indo em direção ao inferno, incapazes de conhecer a Deus que os salvou. Esta é a vida. Mas se isto realmente é tudo aquilo que há na vida, quão pobres e lamentáveis nós seríamos. 

Por tais vidas, o Messias está esperando. Se as pessoas fossem lançadas negligentemente neste mundo aberto só para vagar à toa e desaparecer na escuridão, certamente estariam conduzindo existências lamentáveis e miseráveis. Podemos reconhecer isto dando uma olhada ao nosso redor. 

Outro dia, quando eu estava em um carro, vi um homem velho, com cerca de 60 anos de idade, caminhando ao longo da estrada. Caminhava de costas para mim, a cabeça dele estava inclinada para baixo e os seus ombros encolhidos, em geral se via bastante solitário. Quando eu buzinei, ele se virou, e eu vi que a sua face estava cheia de tristezas. Vendo a expressão daquele homem velho, contemplei-o durante algum tempo. Este homem velho provavelmente estava sentindo quão vazia a sua vida era. A desolação do outono talvez acrescentasse até ainda mais ao seu sentimento de vazio, fazendo-o sentir ainda mais a futilidade da sua vida. Não só a vida deste homem, mas de todo o mundo é, na realidade, verdadeiramente lamentável. 

Com o tempo voando, as pessoas nem mesmo percebem que estão envelhecendo, até que, de repente, descobrem rugas profundas ao redor. Muitas delas enfrentaram tantas dificuldades em suas vidas que nem mesmo tiveram a chance de uma pausa, para dar a volta, e ver por onde elas têm estado caminhando. Embora todos os pais tenham vivido e trabalhado duro por seus filhos e suas famílias, as palavras não podem descrever suas tristezas, já que quando estão enfrentando o seu próprio ocaso, nada permanece de suas vidas. 

Tomados pelas suas emoções, logo estão subjugados pelas lágrimas. Depois de tanto tempo ter passado, e depois de passarem todos esses anos, eles, finalmente, têm uma chance para olhar para trás, e quando o fazem, tudo o que eles podem sentir é quão estranho é este cenário desolado do fim do outono que se acomoda às suas próprias reflexões. Com o outono, quando todas as folhas caíram, e enfrentando só o temido inverno, eles reconhecem que as suas vidas, também, desaparecerão desta maneira. Eles lamentarão, desde já, que levaram tanto tempo para perceber isso. Que esperança terão essas pessoas, quando estiverem a ponto de falecer sem até mesmo conhecer ao Senhor Jesus? Tais pessoas que chegam ao seu final sem terem conhecido ao Messias sempre são lamentáveis. 

Eu também teria vivido uma vida lamentável se não tivesse conhecido o Senhor Jesus. E você? Onde você estaria agora, se você não O tivesse conhecido? Há muitas pessoas neste mundo que, porque não puderam conhecer o Senhor Jesus, se reservam à sua própria infelicidade. 

Quebra-se o meu coração quando penso nessas pessoas, pois existem tantos que se reservaram à sua própria infelicidade. Tudo o que os porcos têm que fazer é só se alimentar até que eles enfrentam o seu fim, mas nossas vidas são diferentes desses porcos, porque nós temos que contemplar e temos que olhar além do presente até o futuro eterno. Muitas pessoas chegam aos seus dias finais cheias de pesares. Embora saibam que há o eterno Reino do Céu, elas reconhecem que são muito incapazes para entrar nele, porque elas permaneceram pecadoras. Há tantos que vivem cheios de tais lamentos que me fazem lamentar e prantear pelos seus destinos penosos. 

Quando nós pensamos nessas vidas, que não podem ir para o bom lugar preparado por Deus, e que estão desaparecidas neste mundo sem terem cumprido o real propósito das suas vidas, só podemos nos compadecer por essas almas e lamentar pelos seus destinos. É por isso que a vida é comparada frequentemente com uma viagem sobre um oceano encrespado e difícil. Em referência à vida, as pessoas dizem que é como viver em tal oceano, enquanto tentam sobreviver na amargura do mundo humano, já que desde os seus nascimentos até às suas mortes, têm que sofrer, queixar e gritar para sobreviver. 

Quando nos lembramos de que isso se trata da vida, percebemos com certeza que explicar a verdade deste Tabernáculo a todas as pessoas e as fazer conhecer ao Senhor Jesus são obras de muita importância. Por quê? Porque Deus dá a estas pessoas pecadoras a sua salvação dos pecados encontrada na própria Casa de Deus pela oferta de holocausto. O Tabernáculo é a Casa de Deus estabelecida no deserto. Nesta Casa de Deus, o Tabernáculo, Deus encontra os pecadores pela graça da remissão dos pecados realizada pela oferta de sacrifício. Deus nos fala, “eu te farei construir Minha Casa onde Eu habitarei, e te encontrarei dentro deste Tabernáculo, sobre o propiciatório”. Só no Tabernáculo, a Casa de Deus, se dá a qualquer um a chance de encontrar a Deus. 

Esta fé na verdade do Tabernáculo não pode ser trocada por qualquer outra coisa neste mundo, e é o bem mais precioso que não pode ser comprado por nenhum preço. Eu creio que para nós que temos a fé Cristã que crê em Jesus Cristo como o nosso Salvador, ter o conhecimento exato e a apropriada fé neste Tabernáculo é o caminho para avançar por uma estrada mais abençoada. 


Vivemos Nossas Vidas Abençoadas

Meu coração está cheio com este pensamento feliz, enquanto deseja saber se há outro qualquer que está vivendo tal vida abençoada como estamos nós vivendo. Embora a vida seja uma existência lamentável, muitas pessoas continuam com as suas vidas permanecendo em completa ignorância ao seu próprio destino. Mas Deus quer que reconheçam quão obstinadas têm sido suas vidas diante dEle, e fazer com que seus corações se arrependam. Por outro lado, eles ainda estão tentando viver as suas vidas sem escutar o evangelho que Deus lhes deu gratuitamente, e sem abrir até mesmo o mais minúsculo espaço nos seus corações. 

Em Êxodo nos fala sobre as dez pragas que Deus trouxe sobre Faraó. Um total de dez pragas foi trazido à terra do Egito. Deus tinha ordenado a Faraó para que deixasse sair o Seu povo que vivia no Egito. Ele disse a Faraó que se ele não O obedecesse, Ele traria dez pragas sobre ele. Mas Faraó não escutou o que Deus tinha lhe dito, resistiu à Sua ordem obstinadamente, e acabou recebendo todas as dez pragas que Deus tinha prometido. A obstinação de Faraó foi um passo errado. Também, a razão por que ele finalmente liberou o povo de Israel só depois de receber todos os castigos de Deus foi porque ele foi tomado por Satanás. Isso se refere à resistência obstinada encontrada em cada um de nós. 

Porém, tais pessoas ainda podem receber o perdão dos pecados, que foi colocado por Deus em Seu Tabernáculo, e viver com Ele em fé. Ainda assim essas pessoas estão tão obstinadas que continuam rejeitando e não crendo na verdade de Deus com a teimosia de um burro. É por isto que há tantas pessoas que não conhecem a Deus de verdade, vivem às suas vidas como pecadoras, e, no final das contas, enfrentam à sua própria destruição. Isto me entristece muito além da aflição. Muitas pessoas estão exageradamente obstinadas diante de Deus. 

Algumas pessoas se rendem durante algum tempo quando enfrentam sofrimentos, entretanto, voltam logo para onde elas estavam antes de rejeitar à vontade de Deus, e retornam, assim, à sua obstinação mais uma vez, para enfrentarem à sua segunda praga. Com esta segunda praga, eles se rendem um pouco. Mas isso não durará muito, porque elas ainda começariam novamente a não obedecer a Deus e O desafiar. E assim são sujeitadas à sua terceira praga, seguida pela quarta, quinta, sexta, sétima, oitava, e nona pragas, até que só se rendem, finalmente, depois da última praga e são destruídas. 

Quando a última praga vier, haverá muitas pessoas que levarão o sofrimento de inferno por não crer no que o Messias tem feito por elas. Quão tolas são a vidas de tais pessoas? É por isso que a vida de todas é tão lamentável. 

Embora a vida das pessoas seja só lamentável diante de Deus, você tem que perceber que se encontrar com Deus no Tabernáculo é uma grande bênção para você, e habitar na Palavra do Tabernáculo com este conhecimento, também. 


As Ofertas Que Deus Demanda de Nós

Deus ordenou a Moisés que subisse ao Monte Sinai e lhe deu toda uma série de Sua Lei. Em primeiro lugar, Ele deu a Moisés os Dez Mandamentos: “Não terás nenhum outro deus além de mim; não te farás imagens nem se curvará diante delas; não chamarás Meu nome em vão; lembrarás do Sábado e o guardará em santidade; honrarás aos seus pais, não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não darás falso testemunho contra o seu vizinho; e não cobiçarás”. Além disso, Deus também lhe disse de outras leis que os Israelitas teriam que guardar em sua vida cotidiana: Eram 613 os mandamentos e leis de Deus no total. 

Esses 613 mandamentos cobriram tais aspectos como, por exemplo, o que fazer quando os Israelitas perdiam o seu gado, o que fazer quando o gado de outra pessoa caísse em um buraco, que eles não deveriam cometer incesto, que se eles tivessem servos haveriam de libertá-los no sétimo ano, que se desejasse que a sua serva se casasse com o seu servo e tivessem um filho, deveriam libertá-lo no sétimo ano e assim sucessivamente. Deus disse a Moisés todas essas leis éticas que os Israelitas tiveram que guardar por fé diante dos olhos de Deus em sua vida cotidiana. 

Deus disse a Moisés que descesse da montanha, juntasse os anciãos, e declarasse os Seus mandamentos. Ouvindo a Palavra de Deus, todo o povo de Israel concordou, e jurou com o seu sangue que obedeceriam a todos os Seus mandamentos (Êxodo 24:1-4). 

Então, Deus chamou a Moisés mais uma vez à montanha, desta vez para lhe ordenar que construísse o Tabernáculo. 

Deus disse a Moisés, “Fala aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada; de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada”. (Êxodo 25:2). Ele então listou a Sua oferta: “E esta é a oferta alçada que tomareis deles: ouro, e prata, e cobre, e azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelos de cabras, e peles de carneiros tintas de vermelho, e peles de texugos, e madeira de acácia, azeite para a luz, e especiarias para o azeite da unção, e especiarias para o incenso, rochas sardônicas, e rochas de engaste para o éfode e para o peitoral”. (Êxodo 25:3-7). 

Existia um propósito concreto atrás de Deus para lhes pedir que trouxessem essas ofertas. Este propósito era o de construir nesta terra a resplandecente Casa de Deus onde não há nenhum pecado e onde Deus a habita, de forma que Ele se encontrasse lá com o povo de Israel e fazer os seus pecados desaparecerem. Porém, isto não significa que Deus lhes disse que trouxessem dinheiro para construir um edifício memorial igual às igrejas de hoje. Os falsos profetas do Cristianismo de hoje estão propensos a aplicar mal esta passagem quando estão tentando construir os edifícios de suas igrejas para satisfazer às suas próprias luxúrias. 

Em contraste, Deus disse para os Israelitas que Lhe trouxessem essas ofertas de forma que Ele as usaria para construir à Sua própria Casa e abençoar a eles abundantemente ali. Na realidade, a razão por que Deus recebeu essas ofertas era para nos libertar de nossos pecados e nos salvar de nosso julgamento. Foi para que o próprio Deus encontrasse, a nós que levamos vidas lamentáveis, lavasse os nossos pecados, eliminasse os nossos pecados, e nos fizesse o Seu próprio povo. 


O Significado Espiritual Escondido nas Ofertas Que Deus Ordenou que se Trouxesse a Ele

Antes que sigamos adiante, primeiro gastemos algum tempo contemplando os significados espirituais dessas ofertas que Deus ordenou que fossem trazidas a Ele. Depois disto, nós examinaremos à nossa fé em sua luz. 


Ouro, Prata e Bronze

Em primeiro lugar, devemos descobrir onde ouro, prata e bronze foram usados. No Tabernáculo, o ouro era usado para o Lugar Santo, o Santo dos Santos, e os artigos que nele se encontravam, inclusive, o candelabro, a mesa de pão, o altar de incenso, o propiciatório e a Arca do Testemunho. O ouro se refere à fé na Palavra de Deus. E a prata se refere à graça da salvação. Nos diz que temos que ter a fé que crê no presente de salvação dada somente pelo Messias, e a fé que crê que nosso Deus levou todos os nossos pecados e foi julgado por nós. 

Em contraste, o bronze, era usado para as bases dos pilares do Tabernáculo, suas cavilhas, a pia e o altar de holocausto. Todos os utensílios de bronze deviam ser enterrados dentro e fixados no chão. Isto se refere ao julgamento dos pecados das pessoas, e o bronze também nos fala que nós seremos condenados por Deus por não guardarmos a Lei e por causa de nossos pecados. 

Então, qual o significado espiritual do ouro, da prata, e do bronze? Eles constituem os fundamentos da fé para receber o presente de salvação dado por Deus. A Bíblia nos diz que todos nós somos pecadores que não podem guardar a Lei completamente, e que, portanto, nós devemos morrer por causa de nossos pecados, e que, em vez de nossa própria morte, Deus veio a esta terra e foi condenado pelos nossos pecados em nosso lugar, se tornando a oferta de holocausto pelos pecados que era dada no Tabernáculo. 

Para resolver o problema de seus pecados, os pecadores levavam um animal puro ao Tabernáculo e, de acordo com o sistema de sacrifício, passavam os seus pecados para o animal impondo às suas mãos na sua cabeça; e a oferta de holocausto que aceitava os seus pecados, então, derramava o seu sangue ao ser morta. Fazendo assim, o povo de Israel, que estava destinado ao inferno (bronze), podia receber o perdão dos seus pecados (prata) e escapar da sua condenação dos pecados pela fé (ouro). 


Os fios, Azul, Roxo e Escarlate e o Tecido De Linho Retorcido


Aqui estão os outros materiais frequentemente usados; fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido. Esses fios eram usados para a porta do pátio do Tabernáculo, na porta do Lugar Santo, e no véu que dividia entre o Lugar Santo e o Santo dos Santos. Esses quatro fios nos dizem a verdade profetizada em Gênesis 3:15, que o Senhor viria como o filho de uma mulher, e nosso Senhor realmente veio a esta terra e salvou os pecadores dos seus pecados sendo batizado e crucificado, e que o próprio Deus nos salvaria. 

Esses quatro fios não só eram usados para as portas do Tabernáculo, mas também para os artigos de vestuário do Sumo Sacerdote e para a primeira coberta do Tabernáculo. Este era o pacto de Deus, que Jesus Cristo viria a esta terra e nos salvaria de nossos pecados cumprindo às Suas obras dos fios, azul, roxo e escarlate. E nosso Deus certamente cumpriu à Sua promessa e realmente nos salvou dos pecados do mundo. 

O ponto mais importante das portas do Tabernáculo é o fio azul. Por que Jesus Cristo, enquanto vindo a esta terra como o Messias, teve que morrer na Cruz? A razão é porque Ele foi batizado. O fio azul se refere ao batismo de Jesus, o fio roxo nos fala que Jesus é o Rei, e o fio escarlate se refere à Sua crucificação e morte. Os fios azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido são os materiais de construção essenciais que constituem o presente de salvação que Jesus Cristo nos deu vindo a esta terra como o Messias e levando todos os nossos pecados nEle. 

Muitas pessoas neste mundo só enfatizam que Jesus Cristo é o Filho de Deus, e que, fundamentalmente, Ele é o próprio Deus. Mas Deus nos fala claramente pelo Tabernáculo que tais ensinos não podem ser toda a verdade. 

O Apóstolo Paulo disse em 1 Pedro 3:21, “Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo”. 

Isto testemunha a nós que Jesus Cristo cumpriu à Sua promessa de salvação e pôs os fundamentos da fé completamente recebendo o Seu batismo, a figura que nos salva. Quem é o nosso Messias? O Messias significa o Salvador, nos diz que Jesus veio a esta terra, foi batizado para levar todos os nossos pecados e todos os pecados do mundo nEle, e, na realidade, levou todos estes pecados com o Seu batismo. 

Deus disse aos Israelitas que construíssem a porta do pátio do Tabernáculo tecendo com fios azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido. E o propósito para nosso Deus, que é o Rei dos reis e o Senhor do Céu, de vir a esta terra na semelhança de homem, era cumprir à verdade dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. Nosso Senhor veio em semelhança de homem e recebeu o batismo de João Batista, o representante da humanidade, que cumpriria toda a justiça de Deus.

Isto era semelhante à oferta de sacrifício do Antigo Testamento que aceitava os pecados dos Israelitas passados sobre a cabeça da oferta pela imposição de mãos do Sumo Sacerdote e que era condenada por estes pecados no seu lugar. Em outras palavras, assim como se realizava a oferta de sacrifício do Antigo Testamento, Jesus veio no Novo Testamento como a oferta de sacrifício pelos pecados de todos os pecadores, foi batizado, crucificado, e, assim, suportou toda à condenação dos pecados do mundo. Jesus cumpriu a verdade do fio azul sendo batizado por João como o Cordeiro de Deus do sacrifício. Com este batismo, Jesus levou os pecados da humanidade sobre Si mesmo de uma só vez. 

A razão por que a maioria dos cristãos se transforma nos tipos de pessoas que são até piores do que as pessoas de outras religiões mundanas é que não puderam conhecer e crer nesta verdade do fio azul, o batismo de Jesus, e, então, não receberam o perdão dos seus pecados de uma só vez. Quando os cristãos não têm a interpretação correta deste batismo que Jesus recebeu para levar os nossos pecados sobre Si mesmo, seus próprios fundamentos não podem ser colocados corretamente desde o princípio. 

Para ser exato, o fio azul é o método e a verdade pela qual o Messias veio a esta terra e levou os nossos pecados nEle. E o fio escarlate se refere ao sangue de Jesus. A razão por que Jesus Cristo foi crucificado, derramou Seu sangue, e morreu na Cruz é porque todos os nossos pecados têm sido passados sobre Ele pelo Seu batismo. Foi porque Jesus levou os nossos pecados Sobre Si mesmo com o Seu batismo recebido de João Batista que Ele, portanto, pôde morrer na Cruz, e foi por causa deste fato que o Seu sacrifício na Cruz por nós não foi em vão. Foi por Jesus Cristo, o Messias, levar totalmente toda à nossa condenação de pecados com o Seu batismo e crucificação que Ele pôde completar à nossa salvação. 

O fio roxo significa que Jesus Cristo é Deus e o Rei dos reis. Embora Jesus Cristo seja o Rei dos reis (o fio roxo), se Ele não tivesse sido batizado por João Batista, o representante da humanidade, e não tivesse levado os nossos pecados sobre Si mesmo (o fio azul), não importaria com quanta dor e sofrimento Ele morresse sobre a Cruz (o fio escarlate), a sua morte teria sido em vão. O tecido de linho retorcido nos diz que a Palavra de profecia que Deus falou no Antigo Testamento está toda cumprida no Novo Testamento. 


O Cristianismo de Hoje Perdeu o Significado do Fio Azul

Ainda há uma tendência marcada no Cristianismo de hoje para ignorar o fio azul entre os quatro passos e interpretar a Palavra de Deus arbitrariamente por si mesmo — este grande pecado seguramente será condenado. 

Os fios azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido usados para a porta do pátio do Tabernáculo nos contam a verdade da salvação que nos salva de nossos pecados, Jesus Cristo, o nosso Messias teve que vir a esta terra na semelhança de homem, e ser batizado e crucificado. Jesus tomou todos os nossos pecados nEle. 

Como Jesus tomou os nossos pecados sobre Si mesmo? Ele os tomou pelo batismo que recebeu de João Batista. Só levando os nossos pecados sobre Ele podia Jesus se tornar o nosso verdadeiro Salvador. É por isso que as portas do Tabernáculo tiveram que ser tecidas desses quatro fios, porque eles nos falam que Jesus, que veio a esta terra foi batizado, derramou o Seu sangue na Cruz, e ressuscitou de entre os mortos, é o próprio Deus. 

Como tal, a porta do pátio do Tabernáculo foi feita desses quatro fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. Jesus é a porta da salvação que nos conduz ao Reino do Céu. Esta porta é tecida dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. Jesus é o Salvador dos pecadores. O batismo de Jesus e Sua crucificação são o presente de salvação que salvou os pecadores dos seus pecados.

Isto se deve a que o Cristianismo de hoje não tem entendido corretamente o batismo de Jesus e não tem sido capaz de encontrar ao Deus real e acabou se transformando em mais uma das diversas religiões mundanas. Então, no que nossa fé se refere primeiro é que temos que pôr o firme fundamento de fé, primeiramente, na verdade dos fios, azul, roxo e escarlate. Este fundamento de fé é, de fato, que o nosso Deus veio a esta terra e salvou a mim e a você dos pecados do mundo pelos Seus fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido. 

Jesus veio a esta terra e completou o presente da salvação que nos salvou de todos os nossos pecados com o Seu batismo e o sangue na Cruz. Para ser mais específico, Jesus veio a esta terra na semelhança de homem, tomou os pecados do mundo nEle pelo Seu batismo, expiou todos os nossos pecados com o Seu sangue na Cruz, e, assim, suportou à condenação de nossos pecados morrendo na Cruz. Este Jesus que assim nos salvou pela água e pelo sangue (1 João 5:4-8), fundamentalmente, é o Senhor da criação que nos fez, e o mesmo que nos deu o presente de salvação que nos redimiu. Este Jesus que nos salvou de todos os nossos pecados e condenação se tornou o nosso verdadeiro Salvador. Isto é o que está nos dizendo os materiais do Tabernáculo. 

Como tal, nós temos que estabelecer à nossa fé firmemente crendo nestes materiais. Crendo neste Jesus, que veio como o nosso Messias e como o nosso próprio Salvador, temos que crer claramente e definitivamente com os nossos corações no batismo que Ele recebeu, em toda condenação que Ele levou por nós sobre a Cruz, e na Sua ressurreição de entre os mortos. O Salvador, que nos deu o presente de nossa salvação de todos os nossos pecados pelo Seu batismo e o Seu sangue que Ele derramou na Cruz, não era só um homem, mas Ele é o mesmo Criador que fez a humanidade e todo o universo. Temos que confessar à nossa fé nos fios, azul, roxo e escarlate. Sem tal confissão de fé, é simplesmente insustentável crer em Jesus como o Salvador. 

Você alguma vez jogou um jogo de expressão labial? Este jogo começa com uma pessoa à qual lhe é dado um cartão com uma oração escrita nele. Primeiro, a pessoa lê secretamente a oração, e, depois, a expressa sem palavras, só dando forma com os lábios silenciosamente. Então, o próximo que lê os lábios passa para a terceira pessoa. Esta pessoa que lê os lábios da segunda pessoa passa, da mesma maneira, para a quarta pessoa, e, assim, segue sucessivamente até que chegue à última pessoa. O objetivo deste jogo é que a última pessoa diga corretamente qual foi à oração original que foi passada pela primeira pessoa. A razão por que este jogo é divertido se dá porque a oração original é distorcida facilmente. Por exemplo, se o jogo tivesse começado com uma oração que dizia, “Ligue o ventilador”, depois que é retransmitida para algumas pessoas, já começa a ser mudada. No fim, a última pessoa talvez diga, “Mande embora o burro”, terminando com uma oração completamente diferente. 

Da mesma maneira que esta última pessoa termina com uma oração totalmente diferente, também o Cristianismo esteve jogando este jogo de expressão labial. Por que é esta a situação? É porque não tem posto o fundamento de fé na crença dos fios, azul, roxo e escarlate. O Cristianismo de hoje não se fundamentou nesta fé dos fios azul, roxo e escarlate. Quando os fundamentos da fé vacilam, não importa quão ardentemente cremos em Jesus e quanto nós buscamos aplicar os Seus ensinos às nossas vidas, simplesmente não podemos fazer isto. 

Quando Deus disse para os Israelitas que Lhe trouxessem às suas ofertas para construir o Tabernáculo, primeiro Ele lhes disse que trouxessem ouro, prata e bronze, e, então, trouxessem os fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido. Esses materiais de construção nos mostram que Jesus nos salvou pelo Seu batismo recebido de João Batista, Seu derramamento de sangue até a morte sobre a Cruz, e por Sua ressurreição. 

Os fios azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido, não só foram usados para as portas do Tabernáculo, mas também para a túnica do Sumo Sacerdote e as cobertas do Tabernáculo. Este é o evangelho que está nos falando como o nosso Senhor Jesus veio a esta terra e como, exatamente, Ele salvou a mim e a você de nossos pecados. Como tal, nos diz quão importante são estes quatro componentes básicos da fé - que são os fios azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido - realmente são para a nossa fé. Baseados nesta Palavra, nós devemos colocar os fundamentos da fé firmemente. Só então poderemos crer em Deus e receber à nossa remissão de pecados, e nos tornarmos em Seus servos que proclamam esta palavra a partir de agora e, quando Deus regressar, chegarmos a ser o povo de fé que podia permanecer confiantemente diante de Deus com esta fé. 

Na Coréia, é verdade que ainda há a bajulação que considera qualquer coisa estrangeira ser melhor. Esta tendência está bem presente entre os teólogos do meu país, que colocam grande confiança no que os teólogos ocidentais dizem, confiando ainda mais nas suas palavras, e até mesmo mais do que na Palavra de Deus. Eles devem ser libertos desta ignorância, e, verdadeiramente, têm que crer na Palavra de Deus, enquanto confiando e dependendo dEle, pela verdade do batismo de nosso Senhor Jesus, do Seu sangue, e do fato de que Ele é o próprio Deus, que, fundamentalmente, é a porta de nossa salvação. 

Assim como o Apóstolo Pedro confessou, “Tu és Cristo, o Filho de Deus vivo”. (Mateus 16:16). Se você crê em Deus, e se crê que o Senhor Jesus veio a esta terra para nos salvar de todos os nossos pecados, então, você também tem que saber e crer que o senhor se tornou o nosso verdadeiro Deus da salvação levando os nossos pecados nEle com o Seu batismo, morrendo na Cruz, e levantando-se de entre os mortos. O batismo de nosso Senhor Jesus e o sangue sobre a Cruz são os fundamentos da verdadeira fé que nos permite receber o presente da salvação. Se nem mesmo pudéssemos crer na fé dos fios, azul, roxo e escarlate, de acordo com a Palavra de Deus, como nós poderíamos chamar isto de verdadeira fé? 


A Lei É a Sombra das Coisas Boas que Haviam de Vir

Os materiais da construção do Tabernáculo mostram para nós que nosso Deus veio a esta terra na semelhança de homem, levou os nossos pecados nEle com o Seu batismo, levou à condenação de nossos pecados com a Sua crucificação, ressuscitou de entre os mortos, e, assim, se tornou o nosso Salvador. Com os fios, azul, roxo e escarlate, nosso Deus prometeu, no Antigo Testamento, que Ele nos daria o presente de salvação. E quem nos deu este pacto não foi outro senão Jesus Cristo, o Rei dos reis, que foi batizado e crucificado por causa dos pecadores. Em outras palavras, este Deus veio a nós como o nosso Deus e Messias. Como tal, nós temos que pôr o fundamento de nossa fé conhecendo e crendo completamente nesta verdade. Crendo no evangelho da água e do Espírito, nós devemos todos receber o presente de salvação. 

O ouro, a prata e o bronze também eram os materiais usados para o Tabernáculo. Estes materiais se referem ao fundamento de nossa fé. Diante de Deus, não podíamos evitar sermos lançados ao inferno por causa de nossos pecados. Mas para pessoas como nós, nosso Deus deu o presente de salvação aos que creem. Como a oferta de sacrifício para toda a humanidade, Jesus Cristo foi batizado por João Batista, crucificado, e, assim, nos salvou completamente de nossos pecados. Não havia nenhum modo para nós escaparmos do inferno, porque nós só sabíamos que estávamos destinados a sermos condenados por nossos pecados, e não sabíamos como poderíamos ter a fé que faz todos os nossos pecados desaparecerem. Mas em Deus estava o presente de salvação. Jesus veio a esta terra e aceitou todos os nossos pecados sobre Si mesmo com o Seu batismo, morreu na Cruz, e, assim, resolveu todos os problemas de nossos pecados e condenação - este é o presente de salvação. 

Somos salvos de nossos pecados por nossa fé, crendo que Deus completou à Sua obra de salvação e nos deu o presente desta salvação. É por isto que Deus disse para trazer a Ele a fé do ouro, de prata e de bronze, porque Ele salvou completamente a esses que não puderam evitar estarem destinados ao inferno, dando-lhes o presente de salvação. É porque nosso Deus nos salvou realmente vindo a esta terra, levando todos os nossos pecados nEle, levando toda à nossa condenação, que nós fomos salvos completamente diante de Deus crendo neste presente de salvação. 

Agora Jesus Cristo se tornou o nosso perfeito Salvador. Temos então que permanecer firmemente com a nossa fé no Seu presente de salvação, pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido, que são os presentes de fé. Deus não quer que acreditemos arbitrariamente e cegamente sem saber nada. 


Pelos de Cabras, Peles de Carneiros Tingidas de Vermelho, e Peles de Texugos


Estes foram utilizados para fazer as cobertas do Tabernáculo. A primeira coberta foi tecida de fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido sobre a qual a segunda coberta de pelos de cabras foi colocada. Então estava coberto por peles de carneiros tingidas de vermelho, e, finalmente, foram colocadas peles de texugos por cima. Deste modo, quatro camadas diferentes de cobertas cobriam o Tabernáculo. 

A coberta que foi colocada por último no Tabernáculo era de peles de texugos. Assim, o que aparecia na superfície das cobertas do Tabernáculo eram estas peles de texugos pretas. Um texugo é uma lontra do mar. O tamanho de suas peles é o tamanho de um homem pequeno, e as peles eram impermeáveis. É por isto que peles de texugos eram usadas como cobertas para a camada superior do Tabernáculo. Por causa disto, a aparência externa do Tabernáculo não era muito impressionante e, certamente, não era muito agradável à vista. Isto nos diz que quando Jesus veio a esta terra por nós, Ele, realmente, veio em forma humilde, sem nada desejável na Sua aparência. 

As peles de carneiros tingidas de vermelho nos dizem que Jesus Cristo viria a esta terra e seria sacrificado por nossa causa, enquanto que os pelos de cabras nos dizem que Ele nos salvaria sendo batizado como a nossa oferta de sacrifício, aceitando os nossos pecados sobre Ele, e sendo sacrificado na Cruz. 

Os materiais destas cobertas do Tabernáculo, em outras palavras, são os fundamentos de nossa fé. Estas verdades são os materiais da construção de fé que, definitivamente, não podem faltar em absoluto. Para nos dar o presente de salvação, Jesus Cristo veio a esta terra como a nossa própria oferta de sacrifício. No Antigo Testamento, Deus estabeleceu o sistema de sacrifício para a remissão dos pecados dos Israelitas: Os animais puros do sacrifício (cabritos, cordeiros, ou touros) aceitavam os pecados dos Israelitas passados sobre eles com a imposição de mãos, e eram mortos no seu lugar, derramando o seu sangue e sendo queimados, salvando-os assim de todos os seus pecados. 

Jesus Cristo veio a esta terra como o Cordeiro de sacrifício e aceitou nossos pecados sobre Ele pelo Seu batismo, que quer dizer, a imposição de mãos. Da mesma maneira que a oferta de sacrifício era morta derramando o seu sangue e sendo queimada no altar de holocausto para aceitar os pecados dos Israelitas com a imposição de mãos, assim, também, fez Jesus Cristo ao levar toda à condenação de nossos pecados sendo batizado e morrendo na Cruz, e nos salvou, assim, dos pecados do mundo. 

Os nomes eram retirados do Livro do Juízo ao se por o sangue da oferta de sacrifício nos chifres do altar de holocausto porque Jesus foi batizado e derramou o Seu sangue, foi assim como Ele completou a nossa expiação eterna com este sangue e destruiu todos os pecados do mundo. Assim, todos os materiais do Tabernáculo falam conosco de Jesus Cristo e os Seus ministérios, enquanto nos dizendo que Ele nos salvou dos pecados do mundo. Desde o Antigo Testamento até o Novo Testamento, a Palavra de que Jesus nos salvou de nossos pecados é a verdade absoluta, completamente livre de qualquer engano. 

Muitos dos cristãos de hoje não creem que Jesus Cristo veio a esta terra como a nossa oferta de sacrifício e levou os nossos pecados nEle com o Seu batismo, mas, incondicionalmente, eles só creem na morte dEle na Cruz. Tal fé Cristã vem de uma porta ilegal do pátio do Tabernáculo tecida somente com os fios, escarlate e roxo, omitindo o fio azul. Eles só têm esta fé errônea que não vê nenhuma necessidade na coberta feita dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido, e creem que, ao invés disso, que tudo aquilo que precisam é somente das duas cobertas de peles de carneiros tingidas de vermelho e das peles de texugos. 

Quando olhamos para as pinturas do Tabernáculo espalhadas ao longo do mundo, a maioria delas foi pintada de tal forma que não podemos achar o mais leve rastro do fio azul. Por causa das pessoas que pintaram esses quadros serem ignorantes do evangelho da água e do Espírito, a porta do pátio do Tabernáculo, nas suas pinturas, está toda coberta em escarlata e cores brancas. Mas tal fé nunca pode ser a fé correta diante de Deus. 

O fio que mais foi usado na porta do pátio do Tabernáculo foi o azul, seguido por ele o fio roxo e logo após, o escarlate, vindo depois, o fio branco. Assim, ao olhar para a porta do pátio, todas estas quatro cores deveriam ser vistas imediatamente. Mas por haver tantas pessoas neste mundo cuja fé está completamente destituída de qualquer conhecimento do batismo de Jesus, eles têm ignorado os quatro fios coloridos usados para o Tabernáculo e, por causa disso, construíram as suas portas do Tabernáculo com apenas dois fios. 

Fazendo assim, eles estão enganando muitas pessoas que já têm somente um conhecimento limitado de Deus e são bastante ignorantes de Sua Palavra. Estes são falsos profetas. Referindo-se a estas pessoas, o próprio Jesus os descreveu como o joio que o Diabo semeou entre o trigo (Mateus 13:25). Em outras palavras, elas se tornaram as pessoas que espalharam falsas mentiras omitindo o fio azul de suas pinturas da porta do pátio do Tabernáculo. É por isto que tantas pessoas permanecem pecadoras até mesmo enquanto elas creem em Jesus, e mesmo apesar de suas fés em Jesus elas estão todas destinadas à sua destruição por causa dos seus pecados. 

Nosso fundamento de fé tem que permanecer firme. De que serviria levar um longo período de vida religiosa por suas almas quando tudo está fundamentado sobre uma base falsa de fé? A Fé equivocada será derrubada em dado momento. Não importa o quão bonita seja a nossa casa, de que serviria se nós construíssemos esta casa sobre um fundamento defeituoso de fé? Embora diligentemente você servisse a Deus, se seu fundamento de fé fosse defeituoso, você só teria construído à sua casa sobre a areia; e quando as tempestades viessem, os ventos se levantariam e haveria inundações, tudo se derrubaria imediatamente. 

Mas o que haver de fé cujos fundamentos são sólidos, nunca cairá, não importa o quanto seja abalado. Deus nos falou que uma casa construída sobre a “Rocha” da verdade tecida dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido nunca cairá. Realmente está é a situação. Qual é a fé da “Rocha?”. É a fé que crê na verdade dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. A fé daqueles que construíram tal casa nunca se desmoronará. É por isto que é importante para a nossa fé ter um fundamento firme e sólido. Se nós crermos sem entender exatamente o que o Senhor Jesus fez por nós, então essa fé se transformará em uma falsa fé religiosa, não desejada por Deus. 


Madeira de Acácia, Azeite e Especiarias

Os pilares do Tabernáculo, o altar de holocausto, as tábuas e os artigos do Santuário eram todos feitos de madeira de acácia. Madeira, na Bíblia, normalmente implica os seres humanos (Juízes 9:8-15, Marcos 8:24). A madeira aqui também se refere a nós em nossa natureza humana; que esta madeira de acácia ser usada para os pilares, o altar de holocausto, e o próprio Tabernáculo nos diz que assim como as raízes das árvores de acácia estão sempre enterradas debaixo da terra, nossas bases são tais que não podemos evitar pecar por todo o tempo. Todas as pessoas devem admitir que simplesmente não podem evitar continuar sendo injustas e pecarem constantemente.

Ao mesmo tempo, a madeira de acácia também implica à humanidade de Jesus Cristo. O Messias que veio na semelhança de homem e levou todos os pecados do mundo, e foi julgado vicariamente por causa de toda a humanidade. Ele é o próprio Deus e, portanto, a arca, a mesa de pão, o altar de incenso e as tábuas do Tabernáculo eram todas feitas de madeira de acácia revestidas com puro ouro. 

O azeite para a luz e as especiarias para o azeite de ungir, e para o doce incenso, referem-se à fé que oferecemos a Jesus Cristo. Jesus Cristo é o Messias que salvou a mim e a você. O significado do nome “Jesus” é “o que salvará Seu povo dos seus pecados” e o nome “Cristo” significa “o Ungido”, portanto, isto nos diz que Jesus Cristo é o próprio Deus e o Sumo Sacerdote do Céu que nos salvou. Obedecendo à vontade de Deus, nosso Senhor Jesus veio a esta terra em semelhança de homem, foi batizado, se sacrificou na Cruz por nossa causa, e nos deu, assim, o presente de salvação. O papel do Sumo Sacerdote que foi tomado por Jesus, nos deu a nossa salvação, e, realmente, foi a obra mais bela. 


Pedras de Ônix e Outras Pedras para serem Colocadas no Éfode e no Peitoral do Sumo Sacerdote

São mencionadas doze diferentes pedras preciosas que seriam fixadas no éfode e no peitoral do Sumo Sacerdote. O Sumo Sacerdote usava túnicas, então se vestia com uma bata azul, e um éfode por cima da bata. Então, o peitoral era colocado sobre o éfode que era usado durante a cerimônia de sacrifício e sobre este peitoral foram colocadas doze pedras preciosas. Isto mostra para nós que o papel do Sumo Sacerdote era abraçar o povo de Israel como também todas as demais pessoas de todo o mundo em seu peito, ir diante de Deus, e Lhe dar as ofertas de sacrifício. 

Jesus, o Sumo Sacerdote eterno do Céu, também abraçou todas as nações do mundo no Seu peito, deixou o Seu próprio corpo para levar os nossos pecados nEle com o Seu batismo e ser sacrificado em nosso lugar, e, assim, consagrou o Seu povo para Deus Pai. As doze pedras preciosas que foram colocadas no peitoral se referem a todas as nações deste mundo, e o Sumo Sacerdote que o usou se refere a Jesus Cristo que salvou e abraçou em seu peito a todas as nações do mundo. 

Assim, estas eram as ofertas que nosso Deus disse aos Israelitas que trouxessem para construir o Tabernáculo para Ele. Há um significado espiritual no fato de que Deus lhes disse para construir o Tabernáculo, Seu lugar de morada, com estas ofertas. O povo de Israel sempre permaneceu pecador, porque eles não podiam guardar a Lei que Deus lhes tinha dado. É por isto que Deus lhes falou por Moisés sobre construírem o Tabernáculo e lhes deu o sistema de sacrifício pelo qual o perdão de pecados foi concedido pelas ofertas de sacrifício dadas no Tabernáculo. Em outras palavras, Deus eliminou todos os pecados dos Israelitas aceitando às suas ofertas, usando todos essas ofertas para construir à Sua Casa, e os fazendo, então, Lhe darem as ofertas de sacrifício ali, de acordo com as exigências do sistema de sacrifício. Foi assim como Deus pôde habitar no Tabernáculo com o povo de Israel. 

Porém, há muitos cristãos nesta terra que simplesmente não creem nos fios, azul, roxo e escarlate e no tecido de linho retorcido. Quando Deus lhes disse que trouxessem ouro, prata, e bronze a Ele, por que eles não creram na verdade implícita nestas ofertas? 

Acaso não estamos todos destinados ao inferno por causa de nossos pecados? Você tem crido no Cristianismo como em mais uma das muitas religiões mundanas deste mundo porque você nunca admitiu estar destinado a ir para o inferno? Se for assim como você tem crido até agora, então você tem que se arrepender e tem que retornar à fé dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. E você tem que perceber que diante dos rígidos mandamentos de Deus você é uma massa de pecados, e que você está destinado ao inferno por causa destes pecados, e tem que crer no evangelho da água e do Espírito. 

Agora, você tem que crer no evangelho da verdade que diz que, ainda quando você estava destinado ao inferno, nosso Senhor Jesus veio a esta terra como o Messias, aceitou os seus pecados sobre Ele com o Seu batismo, levou estes pecados à Cruz e se sacrificou através do derramamento do Seu sangue nela, e, assim, salvou a mim e a você de nossos pecados e de nossa condenação. Sem crer no evangelho da água e do Espírito manifestado nos fios, azul, roxo e escarlate, nós nunca poderemos pôr completamente os nossos fundamentos de fé. 


Temos Que pensar nos fundamentos de Nossa Fé

Deus nos diz que tenhamos a fé dos fios, azul, roxo e escarlate; nós devemos perguntar para nós mesmos se realmente temos esta fé dos fios, azul, roxo e escarlate, ou se nós cremos na verdade manifestada somente nos fios, roxo e escarlate, enquanto omitimos o fio azul. 

Precisamos olhar para nós mesmos e ver se estamos ou não tomando de Deus o tipo errado de fé que só se ajusta ao nosso próprio gosto. Quando Deus nos diz que trouxéssemos os fios, azul, roxo e escarlate para Ele, não estamos, por acaso Lhe dando fios de nylon preto? “Deus, O fio que pediste parece ser inútil para o Tabernáculo, e pode se apodrecer com a chuva. E também é bastante cansativo procurá-lo e o trazer até aqui. Tente este fio de nylon ao invés do outro. Eu posso garantir que durará pelo menos 50 anos, talvez até mesmo 100 anos se Tu o conservares bem. E até mesmo se Tu o enterrares na terra durante mais de 200 anos, não apodrecerá. Não é isto maravilhoso?”.

Por acaso, não é isto que estamos dizendo a Deus? Também temos que dar uma olhada em nós mesmos e temos que considerar se realmente não estamos tomando este tipo de fé narcisista e supersticiosa a Deus. E se temos tido tal fé, nós temos que nos arrepender agora mesmo. Em outras palavras, nós temos que nos converter. 

Há muitos entre nós que pensam que eles são realmente bons cristãos, mas olhando mais de perto, os seus conhecimentos estão enganados, como também a fé. 


O Misticismo Que é Prevalecente Hoje No Cristianismo

Misticismo é o que os cristãos ordinariamente creem principalmente. Estas pessoas não têm nenhuma ideia do que a Palavra de Deus está dizendo de fato. Porque elas não conhecem a Palavra de verdade que o Messias lhes deu, elas creem e seguem ao Senhor Jesus de acordo com os seus próprios sentimentos e emoções. E estão convencidos de que tais sentimentos são a verdade. E porque eles oram fervorosamente a Deus por si mesmos, e seguem às suas próprias emoções e sentimentos que sentem nas suas orações, eles não podem discernir o que exatamente é a verdadeira fé em Deus. 

Assim, crendo em Deus de acordo com as próprias emoções e sentimentos de pessoas que flutuam amplamente dentro dos próprios pensamentos, o que eles têm é a fé do misticismo. As pessoas que creem assim em Deus são conduzidas pelos sentimentos que adquirem quando jejuam, quando louvam, quando creem, quando fazem às suas orações matinais, quando sobem à montanha para orar, quando pecam, quando oferecem às suas orações de arrependimento, e, assim, sucessivamente - todas elas são pessoas místicas. Em outras palavras, viver uma vida de fé sustentada sobre os sentimentos pessoais não é a fé de fios, azul, roxo e escarlate que o Messias falou. 

Talvez até uns 99.9% dos cristãos de hoje têm sido místicos. Em outras palavras, não é nenhum exagero dizer que, com exceção da Igreja Primitiva, todo o Cristianismo tem seguido o misticismo. Aqueles que não têm a fé nos fios, azul, roxo e escarlate estão iludidos em pensar que os seus próprios sentimentos são, de algum modo, a fé por si mesma. Afirmam ter visto e encontrado a Deus nas suas orações, e nos dizem o bem que se sentem sempre que eles estão louvando. 

Eles dizem, “Estamos reunidos em louvor, e erguemos para cima as nossas mãos e juntamente nos arrependemos de nossos pecados. Seguramos à Cruz e executamos um ritual ao seu pé, e, então, nossos corações ficam incendiados, e Cristo vem a ser tão intensamente amável. Sentimos tanta gratidão e cremos ainda com mais fervor que Senhor lavou todos os nossos pecados, enquanto mais percebemos que é por que Ele derramou o Seu sangue. Amamos a experiência em sua totalidade”. Mas quando um dia as suas emoções passam, eles dizem, “Mas tudo aquilo que sentimos secou, e temos pecados em nossos corações”. Isto não é outra coisa senão a fé do misticismo. 

Apesar das diferenças denominacionais ou sectárias, cada Cristão necessita da fé que crê na verdade dos fios, azul, roxo e escarlate. A fé de todos aqueles que não têm esta fé dos fios, azul, roxo e escarlate, que Deus falou, é mística e supersticiosa. Essas pessoas não estão dando a Deus à fé dos fios, azul, roxo e escarlate, mas a fé de fios de nylon. Em outras palavras, eles estão de um modo que Deus nem mesmo olha. 

Você alguma vez viu às cordas grossas que amarram barcos nos cais? Os místicos ofereceriam alegremente para Deus este tipo de material. Quando o nosso Deus nos diz para trazemos os fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido, algumas pessoas levam esta corda grossa a Deus, dizendo-Lhe, “Deus, aceite esta fé!”. E algumas pessoas levam para Ele até mesmo correntes de ferro que amarram navios grandes uns aos outros e ao cais. Tendo reunido um monte destas correntes de ferro grossas, oferecem aos pés do Senhor Jesus, enquanto Lhe pedindo que o aceite. 

Mas Deus nos disse que trouxéssemos à fé de fios, azul, roxo e escarlate. Ele não nos disse para trazermos a Ele correntes de ferro. Ainda assim muitas pessoas estão levando a Ele o que aparentar ser melhor aos seus próprios olhos ou o que seja mais fácil para eles acharem. Embora haja pessoas que vão a Deus com correntes de ferro, cordas, fios de nylon, e ainda varas, Deus, na realidade, só recebe a oferta dos fios, azul, roxo e escarlate. Deus tem dito que a única fé que Ele aceita é a fé dos fios, azul, roxo e escarlate. Como tal, nós temos que levar esta fé dos fios, azul, roxo e escarlate diante de Deus. 


O Messias não Recebe Qualquer Oferta

Os Israelitas também tiveram que levar a Deus ouro, prata, bronze e doze pedras preciosas para serem colocadas no éfode e no peitoral. Ainda assim há algumas pessoas que levam cobre ou ferro a Deus. Acaso Jesus está operando um lixo de reciclagem, como se Ele fosse aceitar todos os tipos de coisas? Claro que não! 

Jesus não é alguém que aceita qualquer tipo de lixo. Ele não opera um lixo de reciclagem, recebendo qualquer material inútil que você traga a Ele. Jesus é o Messias que quer nos dar à Sua misericórdia dos fios, azul, roxo e escarlate que perdoa todos os nossos pecados, e que quer nos dar o seu verdadeiro amor. É por isto que Jesus é chamado como o Rei de amor. Nosso Pastor realmente é o Rei de amor. Jesus realmente é o nosso verdadeiro Messias. Este Messias tem posto à fé que Ele quer de nós, definindo certas características como absolutamente requeridas. Só quando nós formos diante de Deus com esta fé, Ele nos dará o que nos prometeu. 

Ainda assim vemos que entre aqueles cuja fé no Messias está baseada no seu conhecimento enganado dEle, há alguns cuja teimosia está além de qualquer descrição. Eles são simplesmente perversos e malvados, tanto como o Faraó que insistiu em seus caminhos obstinados diante de Deus. Quando Moisés disse a ele, “Jeová se revelou; deixe o Seu povo sair”, Faraó replicou, “Quem é este Jeová?”. 

Quando a existência de Deus foi explicada a ele, ele teria sido certamente melhor se tivesse se rendido e cedido a Ele depois de calcular os custos e benefícios de sua necessidade. Se ainda assim ele absolutamente não podia crer e teria que insistir na sua obstinação, ele poderia ter tentado sustentar durante algum tempo, mas depois de um par de pragas, deveria ter se rendido. Quão tolo e lamentável foi para Faraó ainda se manter na sua teimosia e desobedecer à Palavra de Deus, até mesmo enquanto estava infestado por rãs que cobriam à sua nação inteira? 

Não só rãs, mas piolhos também infestaram o palácio de Faraó. À esquerda e à direita, onde quer que as pessoas se virassem, em todos os lugares na terra inteira do Egito estava cheio por piolhos, e ainda assim Faraó não se rendeu. Como pode alguém viver enquanto que em todos os lugares está cheio de piolhos? Nesta situação, ele deveria ter percebido, “Porque eu desobedeci a Deus, Ele está mostrando para mim que realmente é o Rei. Eu posso ser um rei de meu império nesta terra, mas eu não sou nada se comparado a Ele. Embora seja o rei da maior nação na face desta terra, e ainda tenha poder sobre o mundo inteiro, Deus é mais poderoso do que eu sou, e Ele está me trazendo estas pragas por causa de minha desobediência”. Isto é como ele deveria ter se rendido. 

A coisa mais sábia para Faraó fazer teria sido se render depressa depois de ver por si mesmo o que seria o custo da sua resistência. Embora quão poderoso fosse Faraó, se ele chegasse à conclusão de que não havia nenhuma forma de se opor a Deus, tudo o que ele teria que fazer era se render a Ele, dizendo, “Certo, Deus, Tu toma o primeiro lugar; eu tomarei o segundo lugar”. Mas porque Faraó recusou se render assim, a sua nação inteira e as pessoas foram infestadas por piolhos. 

Por causa disto, nenhum egípcio poderia fazer absolutamente nada. Quando todo mundo foi atormentado implacavelmente por piolhos, como podiam fazer qualquer outra coisa, para tentar se libertar dos piolhos? Nós podemos imaginar a estes pobres egípcios correndo por todos os lados com tochas tentando se libertarem dos piolhos, talvez ainda queimando às suas próprias casas no processo, e o fedor dos piolhos queimados enchendo às suas aldeias. 

Há coisas que o homem pode fazer, e há coisas que o homem não pode fazer. Porque Deus é o Senhor dos Exércitos, é Deus quem preside sobre a vida e a morte, felicidade e infelicidade, bênçãos e maldições. Quando este for o caso, em lugar de colocar confiança em nós mesmos e tentando se levantar contra Deus devemos pensar racionalmente e alcançar à conclusão lógica de abandonar à nossa obstinação. Entre nós mesmos, podemos insistir no próprio caminho e tentar prevalecer sobre os outros, mas ao lidar com o Messias, isto já não é possível. 

Nós temos que pensar em que tipo de pessoa que nós realmente deveríamos ser diante de Deus. Temos que considerar seriamente se deveríamos nos opor a Deus, ou se os nossos corações realmente deveriam permanecer suaves e submissos. E temos que chegar à conclusão definitiva de que todos nós devemos ser submissos diante de Deus. Diante dos homens, podemos agarrar-nos em nossa teimosia e, às vezes, podemos enfrentar às suas consequências, mas diante de Deus, nossos corações devem ser absolutamente submissos. 

 “Deus, eu fiz errado” - esses que admitem isto são os que escolheram o jeito certo. Estas são as pessoas que podem ser salvas das suas vidas amaldiçoadas. Já que para esses que tinham deixado a Deus por causa dos seus pecados, o modo de serem sustentados nos braços de Deus e serem alimentados de Sua água que dá a vida serão nascer de novo pela água e pelo Espírito, o que podemos esperar de nossas vidas, quando tais vidas se passam infrutíferas e gastas no deserto deste mundo, flutuando ao redor de sua terra vazia e estéril sem qualquer propósito, só para retornar a ser um punhado de pó? 

O único caminho para nós, que vamos retornar ao pó e estamos destinados para sermos lançados no lago de fogo, ser salvo é crer no evangelho da água e do Espírito e, assim, receber o perdão de nossos pecados. Isto é para as vidas desesperadas e sem esperança que estão destinadas à destruição eterna por permanecer contra Deus e para que os seus pecados sejam milagrosamente lavados novamente diante de Deus pelo Seu misericordioso amor, o amor da salvação. Então, todos nós devemos ser revestidos desta salvação. 

Como pode alguém, sendo um mero mortal, desafiar a Deus? Quando Deus nos disser para trazer tais e tais ofertas, nós devemos obedecer à Sua Palavra. Olhando para a passagem principal acima, onde Deus nos fala que ofertas precisamos trazer a Ele, nós devemos todos dar conta, “Ah, assim que é o tipo de fé que Deus está nos pedindo que trouxéssemos a Ele”. 

No peitoral do Sumo Sacerdote, eram colocadas doze pedras preciosas. E embaixo do peitoral do juízo, o Urim e o Tumim, que querem dizer literalmente “as Luzes e as Perfeições”, e tinham que ser colocadas para que o Sumo Sacerdote pudesse levar o juízo certo sobre os filhos de Israel. 

Isto se refere a que os servos de Deus podem fazer julgamentos íntegros sobre os seus filhos espirituais de fé através do derramamento da luz do Espírito Santo que mora neles e pela Palavra de Deus. 

Todos nós devemos perceber, agora, que diante de Deus, a verdade dos fios, azul, roxo e escarlate é a verdadeira salvação que nos traz à vida, e, à parte disso, nada se constitui em nossa salvação. Tudo isto está baseado na Palavra de Deus, clara e verdadeira. 


Todos os Materiais do Tabernáculo estão Relacionados com A Salvação do homem De seus Pecados

Ainda assim, mesmo necessitando, as pessoas obstinadamente ainda recusam crer. Então, o que acontecerá a eles? Eles nunca serão salvos. Diante de Deus, nós temos que lançar fora também às nossas tolices. E temos que esvaziar os nossos corações. Nós temos que pôr de lado os nossos próprios pensamentos e teimosias diante de Deus, e, ao invés disso, devemos obedecer à Sua Palavra e Lhe dar os nossos corações. Nunca temos que ter algo contra Deus, insistindo em nossos próprios caminhos obstinados. Podemos fazer isso diante de outras pessoas, mas como cristãos, nós não podemos fazer isso, ao menos diante de Deus, simplesmente. E ainda assim as pessoas tolas se levantam contra Deus e só são submissas diante de outros homens. Isto é o que está errado com elas. Nós temos que nos ajoelhar diante de Deus e admitir que o que Deus falou conosco é certo. 

E temos que crer e confiar na Palavra dos fios, azul, roxo e escarlate. Fé é confiar na Palavra de Deus. Quando nós nos lançamos aos pés de Deus, confessamos todas as nossas dificuldades diante dEle, e humildes pedimos que nos ajude, Deus certamente nos responderá. Então temos que aceitar o que Ele fez por nós com gratidão. Isto é do que se trata na fé. Então, de que forma absurda e louca poderíamos mostrar a Deus algo mais que não seja os fios, azul, roxo e escarlate, trazendo a Ele fios de pesca ou correntes de metal? Trazendo alguns fios inúteis diante de Deus e dizendo a Ele, “Esta é a minha própria fé. É assim como eu tenho crido tão fortemente. Esta é a fé que eu particularmente tenho mantido”, - isto simplesmente não é fé, mas sim um néscio diante de Deus. 

As pessoas têm que render-se sem teimosia diante do Messias. Em outras palavras, diante de Deus tem que dobrar-se à sua vontade. Nós devemos todos reconhecer a nós mesmos diante de Deus. E temos que reconhecer de acordo com o que Deus diz a nós e como Ele decide para nós. Nenhuma outra coisa à parte disto é a fé correta dos cristãos. Obedecer e crer de acordo com a Palavra de Deus é a postura correta e o coração dos fiéis. Isto é o que nós temos que ter em mente diante de Deus. 

Desde já, entre nós mesmos, podemos nos ostentar de nossas próprias realizações pessoais, comparar-nos um ao outro, competir um contra o outro, e desafiar um ao outro. Também, embora esta seja uma prática inútil que mede aos que são essencialmente os mesmos diante de Deus, entre os seres humanos, isto é algo em que temos poucas opções de escolha, porque estamos metidos nisto continuamente. 

Até mesmo filhotes de cachorros reconhecem quem são os seus donos, e se submetem a eles e os obedecem. Em outras palavras, até mesmo os cachorros obedecem aos seus donos, reconhecem às suas vozes, e só seguem aos seus donos. Quando cachorros são reprovados pelos seus donos, eles reconhecem os seus males, abaixam as cabeças em obediência, e tentam voltar atrás para estar no bom lado de seus donos fazendo todo tipo de coisas engraçadas e pequenos truques. Enquanto os animais ainda fazem isto, as pessoas continuam desafiando a Deus seguindo à fé dos seus próprios pensamentos. Em outras palavras, eles continuam querendo se agarrar a Deus até mesmo enquanto ainda insistem nos seus próprios caminhos e em seus próprios pensamentos.

Com os fios, azul, roxo e escarlate, Deus fez desaparecer todos os pecados da humanidade, e tudo aquilo que Ele disse é que tenhamos uma fé que crê nas obras de nosso Senhor Jesus. Ainda assim as pessoas permanecem obstinadas e desafiando a Deus. 

O Senhor Jesus nos disse que trouxéssemos a Ele todos os nossos pecados, e fez que todos desaparecessem com os fios, azul, roxo e escarlate, Ele nos deu à remissão de pecados. Mesmo Deus nos dizendo que Lhe trouxéssemos à fé dos fios azul, roxo e escarlate, ainda há pessoas que não creem nisto, e estão desse modo, desafiando o seu próprio Dono. Estas pessoas serão amaldiçoadas. 

Quando elas não trazem ao Messias a fé que Ele quer, mas trazem à fé que Ele não deseja, Ele só pode estar aborrecido. Elas continuam trazendo às suas necessidades diante de Deus e dizem a Ele, “eu mantive à minha fé até aqui e deste modo bom. Congratule-me por esse trabalho bem feito!”. Deus os congratulará só porque guardaram esta fé, quando na realidade esta fé tem sido simplesmente inútil por todo este tempo? 

Pode haver vezes em que a obstinação seja requerida adequadamente em nossas vidas. Mas a obstinação de fé errônea é completamente inútil diante de Deus. Deus usou os fios, azul, roxo e escarlate fazendo desaparecer os nossos pecados. A Bíblia não diz que Ele só usou o fio roxo, nem que Ele usou só o fio escarlate, ou, ainda pior, que Ele usou correntes de metal, da mesma maneira que não há nenhuma menção de ter usado fios de nylon. Dentro da Casa de Deus, e dentro da Sua lei de salvação dada a nós, o Messias exigiu de nós à fé dos fios azul, roxo e escarlate. 

“Os cristãos” se refere aos que creem e seguem a Jesus Cristo. Então nós também somos cristãos. Porém, há tantas pessoas que não nasceram de novo apesar de crerem em Jesus como o seu Salvador, que não receberam a remissão de pecados e que não têm a fé dos fios azul, roxo e escarlate - esses são meramente os cristãos nominais destinados ao inferno, porque eles creem de acordo com os seus próprios caminhos. Deus abandonará essas pessoas, porque são apenas religiosos, e não verdadeiros cristãos. 

Pelo menos diante de Deus, todos nós devemos ser honestos, e reconhecer como somos realmente. Em todo momento, em todo minuto e segundo, temos que confessar que fomos destinados ao inferno por causa de nossos pecados. Diante do Messias, nós devemos ter a fé dos fios, azul, roxo e escarlate. Crer assim é a coisa certa a fazer. E sempre que nós confessarmos, temos que nos lembrar do que o Messias fez por nós, que Ele foi batizado para nos libertar dos pecados e foi julgado por nossos próprios pecados com a Sua crucificação, e reconhecer, também, à nossa salvação em todas as vezes que orarmos. Esta é a fé que Deus exige de nós. 

Nós nunca podemos agradar a Deus, a menos que nós façamos exatamente como o Messias quer que nós façamos. Por quê? Porque como Ele se tornou o nosso Salvador eterno pelos fios, azul, roxo e escarlate, nós precisamos crer em todo momento no que Deus fez por nós. Como a fé dos fios, azul, roxo e escarlate é verdadeira, precisamos ainda mais para a remissão de nossos pecados que cometemos em todos os dias. 


Agradar-se-ia Deus Se Nós Déssemos O Produto de Nossos Próprios Esforços?

 

Se nós fôssemos dar a Deus as coisas da terra, não só estaríamos acumulando a ira de Deus sobre nós, mas nós também estaríamos cometendo um grande pecado desafiando a Ele. Tal fé é traição, já que se opõe a Deus. Nada neste mundo, não importando o quão precioso e caro que possa ser jamais poderá agradar a Deus. Trazer a Deus tais coisas materiais deste mundo nunca será a fé certa que pode ser elogiada por Deus. Não importa o quanto bom que possa ser nas condições mundanas, Deus não aceitaria tais coisas materiais. Nós temos que ter a fé que realmente Deus quer de nós, e Lhe dar esta fé. 

Nossa fé deve ser do modo que creia na Palavra de Deus como ela é realmente, uma fé que leve exatamente às ofertas que Deus pediu de nós. O tempo todo, em cada momento que passa, temos também que reconhecer o que Deus fez por nós, e temos que admitir nossas próprias fraquezas e insuficiências. Nós temos que nos lembrar das abundantes bênçãos que Deus deu a nós, e temos que saber exatamente e crer no que Ele fez por nós, e saber que Ele voluntariamente nos encontrou. 

Temos que lançar fora toda a fé do misticismo, e só temos que ter a fé que crê na Palavra falada por Deus. As ofertas desta fé são o que nós temos que dar a Deus. Só quando damos a Deus às ofertas da fé correta Ele será agradado, nos encontrará e aceitará à nossa fé. E é quando nós fazemos dessa forma que Deus nos dá todas às suas bênçãos que Ele tem posto e preparado para nós. 

Quando nós enfatizamos a Palavra, portanto, nós temos que contemplar, “qual é a fé que realmente Deus quer de nós? Que tipo de oração é que Ele quer?”. Nós percebemos, então, que a oração que Deus quer de nós não é outra senão a oração dentro da fé. Nosso Deus quer de nós as orações que são oferecidas dentro da fé da salvação dos fios, azul, roxo e escarlate, dentro da fé que aceita o que Deus nos deu. Tudo o que Deus quer de nós é esta oração de gratidão dentro da fé; Ele nunca aceitará qualquer coisa de nossa própria criação que queiramos dar ou por aos Seus pés. Nós devemos perceber que nunca devemos fazer isto. 

Deus está nos falando, “Não, não, essa não é a fé que eu quero de você. Eu fui batizado e crucificado por você. Eu recebi o batismo para fazer todos os seus pecados desaparecerem. E porque eu tive que levar os seus pecados sobre mim e ser julgado por esses pecados, eu morri na Cruz. Eu sou seu Salvador, mas, fundamentalmente, eu sou também o seu Deus. Eu sou o Rei dos reis, mas porque eu também sou o seu Deus, eu vim a esta terra e cumpri tudo. Eu quero que verdadeiramente creia em Mim, reconheça a Minha autoridade em seu coração, e confesse de todo o coração que eu sou o seu verdadeiro Deus”. Foi com esta a intenção que Deus nos deu os fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido. E esta é a fé que Deus exige de nós. 

Nós realmente temos que ter esta fé dos fios, azul, roxo e escarlate. Você pode pensar, “Bem, ainda se vive bem. Eu ainda vou muito bem, e as coisas estão boas. Se não está quebrado, por que consertar isto? Por que eu tenho que crer exatamente deste modo? Se eu acredito deste modo ou daquele, eles não são todos os mesmos?”. Não, eles não são os mesmos! Se você tem alguma outra fé que não seja esta, em seu coração, então, você não foi absolutamente salvo. Porque em tais corações os pecados ainda se encontram, você tem que tornar o seu coração e voltar à fé que verdadeiramente crê no evangelho da água e do Espírito. 

Os corações desses que creem no verdadeiro evangelho e desses que não, fundamentalmente, são diferente uns dos outros. Deus sabe isto, e nós também, que somos nascidos de novo. Quando você vier, a saber, você tem que se voltar. “Deus, eu realmente sou pecador. Por favor, me salve”. Quando você direcionar o seu coração e buscar à sua salvação, Deus o encontrará com a Sua verdade. 


Nosso Deus Nos Salvou de Todos os Nossos Pecados

Nosso Deus foi batizado e crucificado por nós. Como está escrito em Mateus 3, isto é o que Deus fez por nós. Nós cremos nisto. Nós Lhe agradecemos por isto. Quando Jesus foi batizado, todos os nossos pecados foram passados sobre Ele. Quando Ele foi crucificado, foi porque, antes, Ele tomou todos os nossos pecados, para que pudesse levar estes pecados à Cruz. Ele não foi julgado somente por nossos próprios pecados, mas todos os pecados do mundo inteiro. 

Quando nosso Senhor nos diz que trouxéssemos a Ele às ofertas dos materiais de construção para o Tabernáculo, ou sempre que Ele nos disse qualquer coisa, Ele sempre procedeu com uma sequência. Ele sempre nos diz, “Tragam fios, azul, roxo e escarlate para mim”. O fio azul sempre vem primeiro. E Ele segue isto com a Sua menção do tecido de linho retorcido, dizendo-nos que creiamos na Palavra de Deus. O crer no sangue da Cruz primeiro e, depois, no batismo de Jesus pode parecer correto à primeira vista, mas isto está, na realidade, errado. Jesus foi batizado primeiro para que Ele pudesse, a seguir, derramar o Seu sangue na Cruz. Eu estou dizendo novamente a você que nunca é certo crer primeiro no sangue da Cruz e, depois, no Seu batismo. Deus nunca permite tal fé. 

Vindo a esta terra na semelhança de homem, quando o nosso Senhor fez 30 anos, Ele foi batizado, primeiro, para poder levar todos os nossos pecados nEle. E depois de ter feito assim, Ele levou estes pecados do mundo à Cruz, foi julgado com a Sua crucificação, ressuscitou de entre os mortos, se tornando, assim, o nosso Salvador. Como tal, temos que crer no que o Senhor Jesus fez por nós de acordo com a ordem, na qual, Ele cumpriu as Suas obras. É assim como nós temos que crer. Só então nossa fé poderá permanecer íntegra, nunca ser confundida, nem sequer abalada. E quando compartilhamos o evangelho a outros, nós temos que fazer adequadamente. Noutras palavras, nós temos que crer de acordo com o que agradaria a Deus, de acordo com o que Ele colocou para nós. 

Que oferta de fé está pedindo Deus para que lhe traga? Ele não está dizendo que traga a fé dos fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido? Você tem esta fé? Você não está, por acaso, crendo na ordem inversa? “Se eu acredito deste modo ou daquele não importa. Eu ainda creio, e isso é tudo o que conta. Eu creio primeiro no fio escarlate, e, depois, nos fio azul, e, a seguir, no fio roxo”. Se for assim como você crê, então, você tem que crer novamente. Deus nunca aprovará esta Sua fé. 

Nosso Deus é o Deus da justiça e da verdade. Como tal, Ele não aprova uma fé errada. Porque a fé não pode permanecer quando a sua ordem estiver toda confusa, Deus não pode aprovar esta fé mesmo se Ele quisesse. Da mesma maneira que nós não podemos tentar colocar outro fundamento depois de ter terminado à construção de uma casa. Foi porque Jesus tomou os nossos pecados com o Seu batismo que Ele pôde, então, ser crucificado. 

Nós temos, então, que crer de acordo com o que Deus nos disse. Esta é a colocação da pedra angular para a fé correta. Porque Deus nos salvou corretamente, justamente e integramente, nós não podemos mudar a Sua ordem no nosso próprio entendimento. Se nós crermos sangue da Cruz primeiro e, depois, no batismo de Jesus, esta fé está simplesmente errada. E o pecado ainda é achado nos corações desses que creem assim, já que seus pecados não foram lavados por causa da ordem errada de suas fés. Isto é verdadeiramente maravilhoso. Nada mais que isto é a verdade surpreendente. 

Diante do Messias, muitos de nós estamos habituados a crer no sangue de Jesus na Cruz. Nós cremos, “Jesus tomou todos os meus pecados e levou todo o meu julgamento através do derramamento do Seu sangue na Cruz. Portanto, fomos salvos completamente. A nossa salvação veio de Cristo que morreu por nós na Cruz. Qualquer um que crê nisto, agora, é salvo”. Então percebemos o significado original do batismo de Jesus. Assim, sobre a nossa fé errada, só agregamos à fé de verdade. O que aconteceu, então? Aconteceu que os nossos pecados não desapareceram na realidade, porque este tipo de fé é meramente intelectual e doutrinário, e não pode ser a real e verdadeira fé de nossos corações. 

Se sua fé estiver assim, você tem que se voltar depressa e mudar isto. Em primeiro lugar, você tem que admitir, explicitamente, que a sua fé não está correta, e que você tem que renovar seu fundamento de fé imediatamente. Tudo que você tem que fazer é mudar a ordem de novo. “Tendo vindo a esta terra, quando o Senhor Jesus foi batizado por João Batista no Rio Jordão, Ele tomou todos os meus pecados. E é porque Jesus foi batizado que foram passados todos os pecados do mundo para Ele, e, desde então, foram passados todos os pecados do mundo para Ele, incluindo todos os meus pecados que também foram passados para Jesus. E, por isso, Ele derramou o Seu sangue na Cruz para pagar os salários de todos os meus pecados e, também, os do mundo inteiro”. Isto é como você deve crer. 

“Quem se importa se eu acredito deste modo ou daquele outro? Tudo o que importa é que eu creio nestes quatro ministérios do Senhor Jesus. Por que sou tão teimoso em insistir nesta ordem?”. Por acaso, você se une a esse ponto de vista? Então, você tem que por esta verdade no seu coração: Jesus morreu na Cruz só depois que foi batizado. E esta é a verdade, pela qual, você tem que crer. 

O Espírito Santo nunca aprova à injustiça. Deus, o Espírito Santo, só aprova à nossa fé quando nós cremos no que o Messias fez por nós nesta terra, exatamente, como é. O Espírito Santo não diz, “Assim que crê nessas quatro obras de Jesus. Amém. Se você crê corretamente ou em uma ordem contrária, se você crê deste modo ou daquele, está bem se tão somente crer de qualquer maneira. Amém. Certo, você é, então, Meu filho”. 

Jesus, o Messias, veio a esta terra de acordo com o mandamento de Deus, o Pai, e fez tudo de acordo com as instruções do Pai. Foi assim como Ele viveu os Seus 33 anos de vida nesta terra. Vindo a esta terra, Ele completou à Sua obra por nossa salvação. E depois de ser batizado e crucificado, ressuscitou e ascendeu ao Céu, de onde Ele nos enviou o Espírito Santo. 

Deus, o Espírito Santo, habita nos corações dos que receberam a remissão de pecados, e Ele aprova a fé desses que creem no que o Senhor Jesus fez por eles como realmente é. E é por isto que nós nunca podemos crer de acordo com os nossos próprios pensamentos. Embora você e eu, verdadeiramente, acreditemos em Jesus, por acaso, você não crê na ordem inversa ou confusa? Nesse caso, você tem que crer de novo e crer da forma correta. 

Quando você faz assim, o Espírito Santo trabalha em seu coração. Embora estejamos cheios de falhas, o Espírito Santo mantém os nossos corações firmes, está conosco, e nos outorga à Sua graça quando nós nos prostramos diante dEle. O Espírito Santo nos dá poder. Ele nos dá força. Ele nos conforta. Ele nos abençoa. Ele nos promete um futuro brilhante. E a esses, entre nós, que creem, Ele os leva de fé em fé para não perderem a entrada no Seu Reino eterno. 

E é isto que precisamos quando cremos no que Deus fez por nós, ou quando Ele nos diz que tragamos às nossas ofertas a Ele - isto é, temos que crer que Ele nos salvou com a água e o Espírito. Todos os artigos dentro do Tabernáculo são importantes porque nos falam constantemente sobre o segredo de nascer de novo da água e do Espírito. Portanto, em outras palavras, através de muitas coisas do Tabernáculo Deus quer nos dizer acerca de uma coisa - o evangelho da água e do Espírito. 


Para Nossa Fé, Os Seus Fundamentos São Muito Importantes

Se construirmos a casa de fé sem primeiro pôr firmemente o fundamento de nossa fé, por mais que nós creiamos em Jesus, mais pecados acumularemos, e entre mais orações de arrependimento que façamos, pecadores mais hipócritas nos tornamos. Mas quando nós cremos no presente de salvação, que nosso Senhor Jesus nos salvou com os fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido, então, nós podemos nos tornar os filhos perfeitos de Deus. Então, nós devemos acreditar na verdade dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido, e, assim, devemos nos tornar os filhos de Deus. 

Esses cujo fundamento de fé é completo sempre poderão realizar seus sacerdócios na brilhante luz, até mesmo quando eles estiverem cheios de limitações. Noutras palavras, eles podem cumprir tais tarefas do sacerdócio como que verdadeiramente abraçando todas as pessoas deste mundo nos seus peitos, orando a Deus pela remissão dos pecados delas, e servindo a este evangelho diante de Deus. 

Em contraste, para esses cujo fundamento de fé não está claro, quanto mais tempo se passe, mais hipócritas eles se tornam. Eles ficam maus. Tornam-se religiosos ainda mais hipócritas. Como o nosso Senhor Jesus nos falou que podíamos conhecer uma árvore por seus frutos, os frutos nascidos de tais pessoas são todos asquerosos, ruins, imundos e hipócritas. Porém, esses, que nascem de novo, entre nós, não são hipócritas. Eles são todos frutíferos. Embora eles tenham as suas próprias falhas, eles são verdadeiramente sinceros. Eles reconhecem às suas próprias fraquezas e males, e sempre vivem no meio da luz resplandecente. Porque o nosso Deus foi batizado e crucificado para destruir todos os nossos pecados, e porque Ele, realmente, fez todos os nossos pecados desaparecerem, crendo nesta verdade, nós recebemos a remissão de nossos pecados. O fundamento de nossa fé é verdadeiramente sólido; entretanto, nós somos insuficientes porque ainda cometemos pecados e somos fracos; mas, mesmo assim, as nossas vidas brilham, e isto é porque os nossos corações estão sempre limpos e sem pecados. Por causa de nossas limitações podemos nos desviar em algumas ocasiões, mas porque realmente estamos sem pecados, não vamos conduzir outros a desviarem-se conosco para a destruição. Embora sejamos insuficientes, nós caminhamos não obstantes, no caminho que agrada Deus, movendo à frente passo a passo e servindo ainda mais ao Evangelho. Isto se torna possível porque Jesus nos salvou perfeitamente. 

Se Jesus Cristo, o nosso Messias e Salvador, não tivesse nos salvado completamente com os quatro fios, nós nunca poderíamos ter sido salvos. É porque Ele nos salvou e por causa disto que nós cremos, proclamamos o Evangelho, e louvamos a Deus com a nossa fé. É por nossa fé que damos graças a Deus, é por nossa fé que Lhe servimos, e é por nossa fé que O seguimos. Isto é o que nos tornamos agora. Em outras palavras, nós nos tornamos naqueles que agradam a Deus com a fé. Nós nos tornamos naqueles cujo fundamento de fé permanece firme. 

Esses cujos fundamentos de fés não são colocados corretamente têm que pôr isto novamente. É por isto que Hebreu 6:1-2 diz, “Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, E da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno”.

O que nos diz esta passagem? Nos diz para conhecermos e confirmarmos claramente, e que firmemente ponhamos o fundamento para tais perguntas como: “Por que Jesus foi batizado?”; “Este batismo é o correspondente no Antigo Testamento à imposição de mãos?”; “Viveríamos de novo?”; e, “Qual é o juízo eterno?”. Nos diz para ter a fé completa e que coloquemos o seu fundamento firmemente como desde o princípio, de forma que não sejamos movidos nem forçados a colocar outro fundamento novo para estas coisas. A fé que crê nos fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido é a fé completa que crê que o nosso Deus completou à nossa salvação perfeitamente. Nós temos que permanecer firmemente sobre este fundamento de fé, e temos que caminhar a partir daí. Nós temos que correr a carreira da fé. 

Algumas pessoas interpretam à passagem anterior de Hebreus dizendo que não podemos dizer novamente que nossos pecados foram passados para Jesus pelo Seu batismo, e que a passagem está nos falando que não precisamos construir o fundamento de fé novamente. Mas Deus nos teria dito que reconstruíssemos o nosso fundamento de fé tendo sido este construído corretamente no início? Esta passagem nos fala que os que não têm o fundamento de fé correto devem aprender e colocar este fundamento em suas fés, e esses que têm o fundamento de fé corretamente devem fazer isto mais firme e sólido ainda, e correr adiante. 

Para nos salvar, Deus ordenou a Moisés construir o Tabernáculo e aceitar às ofertas de Seu povo. Ele ordenou ao povo de Israel que trouxessem ouro, prata e bronze; fios, azul, roxo, escarlate e o tecido de linho retorcido; e pelos de cabras, peles de carneiros tingidas de vermelho, peles de texugos; e madeira de acácia. Da mesma maneira que estes materiais estavam colocados, o nosso Senhor Jesus, realmente, nos deu o presente de salvação libertando a mim e a você dos pecados do mundo. Desta maneira, Deus tinha dito aos Israelitas que trouxessem estas ofertas a Ele, que construíssem o Tabernáculo e pusessem o sistema de sacrifício, e, assim, perdoou os pecados dos Israelitas que Lhe deram às suas ofertas de sacrifício de acordo com as exigências deste sistema de sacrifício. 


Nossa Fé é Completa Crendo nos Fios, Azul, Roxo, Escarlate e no Tecido de Linho Retorcido Que Nos Predisse do Cumprimento Perfeito De Nossa Salvação por Jesus Cristo

Se nós, incapazes de crer na verdade perfeita cumprida por Jesus Cristo, não colocamos o fundamento de nossa fé firmemente de uma vez, nossa fé poderá ser movida continuamente. Sem o conhecimento, realização, e fé no fato de que nosso Deus nos salvou completamente, nós vamos todos, no final, terminar tentando alcançar à nossa salvação por nossos próprios esforços. Tal fé não é completa, mas está equivocada. 

Vejamos Hebreus 10:26-31: “Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do testamento, com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo”. 

A passagem nos diz que se pecamos voluntariamente depois que recebemos o conhecimento da verdade, já não resta nenhum sacrifício pelos pecados, mas só um temível julgamento. Aqui, esses que pecam voluntariamente depois de ter recebido o conhecimento da verdade se refere aos que não creem nem sequer no evangelho da água e do Espírito como já sabem. Nós temos que crer na verdade de que Deus nos salvou com os Seus fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido, que Ele nos salvou com ouro, prata e bronze, e que Ele fez o teto do Tabernáculo com as cobertas de fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido, de pelos de cabras, de peles de carneiros tingidas de vermelho, e de peles de texugos. Nós devemos todos conhecer estas coisas claramente e por o fundamento de nossa fé firmemente. 

Nosso Senhor Jesus nos prometeu que Ele nos salvaria completamente, e quando o tempo veio, Ele foi batizado para levar os nossos pecados nEle, morreu na Cruz, ressuscitou de entre os mortos, e, assim, realmente nos salvou completamente. Nós então fomos salvos perfeitamente crendo em Jesus Cristo que pôs completamente o fundamento de nossa salvação. 

Mas aqueles que conhecem esta verdade e ainda recusam crer nisto, seguramente encararão o temível julgamento de Deus quando o dia do Juízo Final vier. Os seus corpos não morrerão, mas para sempre sofrerão. A Bíblia nos diz que haverá uma terrível indignação para eles, e que seus sofrimentos no inferno serão tão grandes que se descreve isto como sendo salgado com fogo (Marcos 9:49). Nos diz ainda que haverá só uma certa expectativa de julgamento, e a terrível indignação que devorará aos seus adversários. 

Quando apenas falhando em cumprir esta Lei nos leva a este terrível julgamento, quão maior o julgamento será para esses que não creem na salvação dada pelo Filho de Deus? É por isto que nós devemos todos crer em Jesus Cristo como o nosso Salvador, no Senhor que veio a esta terra na semelhança de homem e que levou todos os nossos pecados nEle com o Seu batismo, que levou estes pecados do mundo à Cruz e levou toda à condenação de pecados com a Sua crucificação, que se levantou de entre os mortos e que agora vive. 


Portanto o Fundamento de Nossa Fé deve Ser Colocado Firmemente

Por que Deus disse a Moisés que construísse o Tabernáculo? Quando nós olhamos para cada objeto de todos os materiais usados para o Tabernáculo, podemos ver que todos eles manifestam a verdade de que Jesus Cristo veio a esta terra na semelhança de homem, levou os nossos pecados nEle com o Seu batismo recebido de João Batista, levou estes pecados do mundo à Cruz e morreu nela, ressuscitou de entre os mortos, ascendeu ao Céu, e está sentado à direita do trono de Deus Pai, e, agora, se tornou o nosso Deus eterno. De sua porta até o pilar e suas bases de bronze, todos os artigos do Tabernáculo nos mostram à verdade do Evangelho. Noutras palavras, o Antigo Testamento inteiro está nos falando sobre o batismo de Jesus Cristo, o sacrifício dEle, à Sua identidade, e sobre as Suas obras de salvação. 

Do Antigo Testamento ao Novo Testamento, porque Jesus Cristo fala conosco do evangelho da água e do Espírito - isto é, do evangelho dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido - aqueles que sempre creem nesta verdade também falam dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido sempre que eles têm uma chance. E porque eles estão pregando e ouvindo com muita frequência, às vezes, podem se esquecer de até mesmo o quão preciosa que esta verdade é. Mas quão importante é esta verdade? É como se estivéssemos vivendo no reino do Rei Salomão quando o ouro precioso e a prata eram tão abundantes que eram achados como pedras, e porque nós ouvimos esta Palavra de verdade todos os dias na Igreja de Deus, nós poderíamos em algumas ocasiões tomar esta salvação como um feito. Mas você tem que se lembrar disto: esta verdade não pode ser ouvida em qualquer lugar fora da Igreja de Deus, e sem esta salvação ninguém pode ser salvo, nem por o fundamento de uma fé sólida. 

A fé com que você e eu fomos salvos é a convicção no fato de que o nosso Deus nos salvou completamente e pôs o fundamento de nossa fé firmemente com os quatro fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido. Deixe-me reiterar mais uma vez que nós devemos todos acreditar nisto em nossos corações. Deus nos prometeu, e da mesma maneira que Ele prometeu, Ele veio a esta terra como a Semente de uma mulher (Gênesis 3:15), levou todos nossos pecados nEle com o Seu batismo, e levou toda à condenação de nossos pecados à Cruz, ressuscitou de entre os mortos, e, assim, nos salvou perfeitamente. Porque esta é uma verdade simples que é tão fácil de explicar e entender, nós podemos pregar no mundo inteiro todos os dias este evangelho. Claro que, ainda há muitos lamentavelmente que não sabem esta verdade. Porém, ainda mais lamentável que esses que não sabem desta verdade são esses que não creem mesmo permanecendo na Igreja de Deus. 

Embora verdadeiramente você tenha recebido a remissão de seus pecados, seus pensamentos ainda podem ser perversos, mas pelo menos os seus corações se tornarão mansos. Mas os hipócritas que não são assim, entretanto, podem tentar se pintar exteriormente para continuarem pensando que enganariam a Deus e a incontáveis pessoas todos os dias. Você e eu temos que pôr o fundamento de fé firmemente. E nesta salvação que nosso Deus estabeleceu tão firmemente para nós, nós temos que nos colocar diante de Deus crendo nisto. 


A Fé Que Permanece Firme Como os Componentes do Tabernáculo

Deus nos disse para trazermos tais ofertas e construirmos o Seu Tabernáculo. Você e eu devemos se tornar as pessoas de fé que creem que Jesus Cristo veio a esta terra e, assim, nos salvou espiritualmente. Nós temos que nos manter firmes diante de Deus tendo o tipo de fé que é como os materiais de construção usados para o Tabernáculo. Você crê? Você realmente tem este tipo de fé? Pela Igreja de Deus, ainda está sendo pregado o evangelho da água e do Espírito. E por ser este o mesmo fundamento da verdadeira fé, eu não posso enfatizar isto o suficiente. 

Tantas igrejas e denominações deste mundo permanecem ignorantes da verdade de que Jesus aceitou todos os pecados sobre Ele com o Seu batismo, e, ao invés disso, só creem no sangue da Cruz. Até mesmo nestas circunstâncias, o nosso Deus ainda nos permitiu encontrar a verdade. A razão por que Jesus foi pregado e perfurado na Cruz é porque Ele foi batizado por João Batista no Rio Jordão. Foi porque Ele aceitou todos os pecados do mundo sobre Ele com o Seu batismo, que foi crucificado e perfurado na Cruz. 

Como tal, a fé desses que afirmam ter recebido a remissão de pecados só crendo no sangue da Cruz é uma falsa fé que, sem importar quão devotos eles possam ser, desmoronará eventualmente. Indiferentemente de como incansavelmente eles preguem às multidões em alta voz que creem em Jesus, as suas fés que creem só no sangue da Cruz, apenas oferecem às suas orações de arrependimento, e nem mesmo podem resolver os seus próprios problemas de pecados, porque está construída sobre um fundamento defeituoso que simplesmente se desmoronará quando a chuva chegar, o vento soprar, e a inundação vier.

Eu não tinha ouvido falar do batismo de Jesus em nenhum detalhe durante mais de 10 anos, mas Ele me encontrou com a Sua Palavra da verdade, e eu pude nascer de novo da água e do Espírito. Agora, eu sei que há muitas pessoas no mundo inteiro que estão buscando esta verdade, mas não têm, contudo, alcançado isto. Eu quero falar a todos eles, de forma que eles possam ouvir à verdade da água e do Espírito, e de forma que eles recebam a remissão dos seus pecados crendo nos seus corações. 

Antes de você nascer de novo, você, também, provavelmente levava uma vida religiosa. Naquele tempo, você não tinha ouvido falar dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. Não só isso, você provavelmente não tinha ouvido falar do evangelho da água e do Espírito, muito menos que nossos pecados foram passados para Jesus quando Ele foi batizado. 

É extremamente importante aos cristãos saberem e crerem na verdade dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido como realmente ela é. Só quando o fundamento de fé é colocado com os fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido é que podemos permanecer firmes e sólidos em nossa fé. Se você não tem crido assim até agora, nunca é tarde demais - tudo que você tem que fazer, agora, é crer assim. Só quando você crê assim você será salvo completamente, ponha seu fundamento de fé firmemente, e estabeleça à sua fé neste fundamento. 


Estes que Estão na Igreja de Deus Também têm Que Colocar Seu Fundamento de Fé Firmemente

Mateus 24:40 diz, “Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro”. Quando nós estamos professando crer na mesma verdade e servindo o mesmo evangelho juntos na Igreja de Deus, o que poderia ser mais trágico se alguns de nós fôssemos deixados para trás mais tarde? 

Porque a Palavra de Deus é intelectual e cortês, a fé não pode ser forçada por coerção de ninguém. Assim, quando você escuta a Palavra de Deus pregada educadamente a você, você tem que crer nisto com uma mente aberta, centrando à sua mente no fato de que você está, na realidade, ouvindo à Palavra de Deus. Quando o povo de Israel ouviu o que Moisés lhes disse, eles não consideraram isto como as suas próprias palavras, mas como a própria Palavra de Deus. Igualmente, quando lhe é dito sobre o que a Palavra de Deus diz, você precisa conferir para ver se você crê realmente ou não de acordo com esta Palavra de Deus. Você precisa considerar à Palavra de Deus com uma cabeça fresca, para, então, crer, de fato, no que lhe está dizendo. 

A Bíblia elogiou os crentes de Bereia pela atitude mental aberta deles em cima da Palavra de Deus. Dos crentes em Bereia, diz: “Ora estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim”. (Atos 17:11). Em resumo, eles creram racionalmente na Sua Palavra como eles foram ensinados. 

A verdadeira fé vem de um coração justo e racional que procura à Palavra. Faria sentido ser forçado a crer contra a sua vontade? Até mesmo se alguém fosse forçar outra pessoa a crer, isto, na verdade, seria completamente inútil, já que ela estaria sendo forçada e não necessariamente creria no que querem que creia. Diante de Deus, tudo depende de que a pessoa creia de sua própria vontade. Se alguém não crê quando a ele foi dita a mesma história uma e outra vez, então, não há nenhum outro caminho, mas, por isto, esta pessoa terminará no inferno. 

Então, todo pecador ao longo deste mundo merece à nossa compaixão, mas se alguns de nós não cremos na Sua Palavra como realmente é, até mesmo se nós estivermos todos debaixo do mesmo telhado da Igreja de Deus, então, eles são dignos de lástimas. Como poderia ter alguém mais digno de lástimas do que esses que, entre nós, terminam no inferno? E como é que eles permaneceram fisicamente na mesma Igreja de Deus conosco? 

Jesus teve doze discípulos, e, entre eles, só Judas não creu que Jesus era o Messias e o Salvador. Assim Judas sempre chamou Jesus como Mestre. Também, Pedro chamava Jesus às vezes como Mestre, mas eventualmente, ele veio a crer de outra maneira e confessou, “Senhor, Você é o Cristo e o Filho de Deus. Tu és o Filho de Deus, o Salvador que veio fazer meus pecados desaparecerem. Você é o Deus da salvação”.

Em outras palavras, a fé de Pedro era diferente da fé de Judas. Depois que Judas traiu a Jesus e O vendeu, ele se se enforcou e morreu. Embora Judas tivesse estado com os outros onze discípulos, no fim, ele não reconheceu quem era Jesus Cristo, realmente, e, assim, terminou no inferno. Em contraste, Pedro foi salvo reconhecendo a Jesus Cristo e crendo nEle como o Seu Salvador, apesar do fato de que era um homem impaciente e com muitas falhas. 

Igualmente, a salvação depende se a pessoa conhece à verdade e crê nisto em seu coração ou não. A pessoa não pode crer na verdade quando ela não conhecer isto. Porém, se as pessoas não creem na verdade ainda elas a conheçam, elas ainda enfrentarão os maiores castigos (Lucas 12:48). É por isto que Deus está nos falando que o fundamento de nossa fé deve ser firme e justo. 


Como Está a Nossa Fé? 

O fundamento de nossa fé foi fortalecido agora? Está firme? Você crê que Deus o salvou definitivamente? Pela água e pelo Espírito, nosso Senhor Jesus realmente nos salvou sem dúvida alguma. Isto não é algo estranho que só a nossa denominação está ensinando, mas é o que Deus prometeu no Antigo Testamento e que Jesus cumpriu, de fato, no Novo Testamento - Isto é, assim é como realmente Cristo nos salvou. 

Jesus é o Rei dos reis (o fio roxo) que veio a esta terra na semelhança de homem, levou todos os pecados do mundo nEle com o Seu batismo (o fio azul), levou estes pecados à Cruz e foi crucificado (o fio escarlate), ressuscitou de entre os mortos, e, assim, nos salvou. Ele prometeu que faria assim no Antigo Testamento, e Ele nos salvou cumprindo realmente esta promessa no Novo Testamento. Você crê? Nenhuma coisa à parte disso é a colocação do sólido fundamento de fé. 

Há centenas de milhões de cristãos ao longo do mundo, e ainda assim para a maioria deles, o fundamento de fé permanece frágil. Podemos descobrir se as pessoas têm ou não a fé correta olhando os muitos livros Cristãos que estão agora disponíveis. Os autores destes livros tendem a serem líderes de comunidades Cristãs, e, lendo os seus livros, podemos descobrir se eles têm ou não o conhecimento correto da verdade. Se até mesmo um destes líderes for ignorante e não crer na verdade ainda que ele a conheça, então, todos os que seguem a tal líder estão destinados ao inferno. A triste realidade é que quase ninguém conhece a verdade, são poucos entre um milhão deles. É por isto que os poucos de nós que conhecem esta verdade têm que proclamar o evangelho fielmente ao longo de todo o mundo. 

Deus está operando através de nós. Você e eu não podemos evitar pregar o evangelho, já que não proclamar este evangelho da água e do Espírito, ao longo do mundo, é semelhante a cometer um grande pecado diante de Deus. Na realidade, se nós verdadeiramente não seguimos e servimos esta obra em fé, então, realmente, estaríamos cometendo um grande pecado diante de Deus. Este é o pecado de enviar pessoas ao inferno enquanto sabemos que podemos deter isto; simplesmente é um pecado imperdoável que as pessoas terminem no inferno em sua ignorância porque esses, entre nós, que conhecem à verdade mantêm-se com as suas bocas fechadas. 

Se nós não cumprirmos à tarefa designada a nós, estas pessoas protestarão contra nós, já que se trata de uma tarefa obrigatória. A Bíblia nos adverte, enquanto diz, “Mas se, quando o atalaia vir que vem a espada, não tocar a trombeta, e não for avisado o povo, se a espada vier, e levar uma vida dentre eles este tal foi levado na sua iniquidade mas o seu sangue demandarei da mão do atalaia”. (Ezequiel 33:6). Nós que primeiro temos conhecido e crido temos que levar adiante esta tarefa de atalaia. 

Eu dou graças a Deus por ter nos dado este evangelho e por nos permitir conhecer esta verdade. Eu Lhe agradeço mais ainda quando eu percebo que somos poucos os escolhido neste mundo que sabem desta verdade e creem neste evangelho. Nós pregamos o evangelho da água e do Espírito a muitos pastores e crentes leigos ao longo do mundo inteiro, mas em todos os dias temos confirmado que antes não havia ninguém que, de fato, conheceu e creu neste evangelho. Por nós, os pastores do evangelho da verdade da água e do Espírito têm surgido ao longo do mundo. Como nós, eles, também, têm o fundamento sólido de fé, e estão espalhando esta fé sólida. 

Se houvessem muitas pessoas espalhando o evangelho, nós poderíamos respirar mais facilmente, mas, infelizmente, ainda não há tantas pessoas neste mundo que conhecem e creem nesta verdade. Muitos superestimaram as realizações da Reforma na história do mundo. Quando nós examinamos isto em detalhes, nós podemos descobrir que os reformistas tinham perdido o primeiro botão do fundamento de fé bíblica durante a Reforma, e que o demais que seguiu também foi mal colocado. Apesar de corrigir estes enganos posteriores, com o primeiro botão ainda perdido, ainda continua com defeitos; como tal, a história de Cristianismo deve ser reescrita. 

Eu espero e oro para que você esteja diante de Deus sobre um fundamento sólido de fé e que sobre este fundamento de fé, viva por amor de servir o verdadeiro evangelho. Quando você viver para o evangelho, seu coração, naturalmente, será cheio de alegria, e seu coração será transformado em espiritual. E, enquanto o Espírito Santo encher o seu coração e operar nele, estará todo transbordante de alegria. 

Mas se você não vive para o evangelho, mas procura só os desejos de sua carne até mesmo quando recebeu a remissão de pecados e conheceu o evangelho da água e do Espírito, você acabará vivendo uma vida sem sentido e vazia.

Eu agradeço a Deus que tem nos dado este evangelho precioso, e por nos dar gratuitamente à nossa salvação. É minha oração e esperança que todos vocês possam examinar às suas fés mais uma vez, e recebam o presente de salvação perfeito pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido.

Voltar para a Lista