Estudo sobre o Tabernáculo

Os Sermões em Assuntos Importantes por Rev. Paul C. Jong

 

A Fé Manifestada na Pia <Êxodo 30:17-21>

“E falou o Senhor a Moisés, dizendo: Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar; e a porás entre a tenda da congregação e o altar e deitarás água nela. E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés. Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao Senhor. Lavarão, pois, as suas mãos e os pés, para que não morram; e isto lhes será por estatuto perpétuo a ele e à sua semente nas suas gerações”. 



A Pia no Pátio do Tabernáculo

Laver

Material: Feita de bronze, sempre estava cheia com água. Significado espiritual: Bronze significa o juízo de todos os pecados da humanidade. Para levar a condenação de todos os pecados da humanidade, Jesus levou os pecados do mundo nEle sendo batizado por João Batista. Como tal, o significado da pia é que nós podemos ser lavados de todos os nossos pecados crendo que foram passados para Jesus com Seu batismo. 

Os sacerdotes que serviam no Tabernáculo também lavavam as suas mãos e os seus pés antes de entrarem no Tabernáculo e, assim, evitavam à sua morte. Bronze se refere ao julgamento de todos os pecados, e a água da pia se refere ao batismo que Jesus recebeu de João Batista, pelo qual Ele levou os pecados do mundo sobre Si mesmo. Em outras palavras, a pia nos fala que Jesus Cristo aceitou todos os pecados passados sobre Ele e levou a condenação destes pecados. A água na pia significa, no Antigo Testamento, o fio azul do Tabernáculo, e no Novo Testamento, o batismo que Jesus recebeu de João (Mateus 3:15; 1 Pedro 3:21). 

Assim, a pia se refere ao batismo de Jesus, e é o lugar onde nós confirmamos à nossa fé no fato de que Jesus levou todos os nossos pecados, incluindo os nossos pecados atuais, e os lavou todos de uma vez por todas pelo batismo que Ele recebeu de João Batista há mais de 2.000 anos atrás. 

Há os justos neste mundo que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. Eles são os que receberam a remissão dos pecados crendo que todos os seus pecados foram perdoados pelas obras de Jesus Cristo manifestadas nos fios, azul, roxo, escarlate e no tecido de linho retorcido. Porém, porque os justos que receberam a remissão de pecados ainda são insuficientes na carne, eles não podem evitar pecar a cada dia, e tais pecados são chamados pecados atuais. O lugar onde os justos, que têm recebido a remissão de pecados, que têm resolvido os seus pecados não é outro lugar senão esta pia. Sempre que os justos cometem pecados atuais, eles vão a pia no pátio do Tabernáculo e lavam as suas mãos e os seus pés. E eles, assim, podem confirmar o feito de que Jesus Cristo já tem como perdoados todos os seus pecados atuais, porque creem na Palavra escrita de Deus.

Na Bíblia, água, em algumas ocasiões é usada para se referir também à Palavra de Deus, mas o significado mais importante da água é o batismo de Jesus. Efésios 5:26 diz, “Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra”. E João 15:3 diz, “Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado”. A pia habilita os santos que receberam a remissão dos pecados a possuírem a evidência de que Deus perdoou todos os seus pecados com água não importando quão insuficientes que suas carnes sejam. 

1 Pedro 3:21 e 22 afirma, “Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo; o qual está à destra de Deus, tendo subido ao céu, havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potências”. Um pouco antes destes versículos Pedro explica o significado espiritual da água nos dias de Noé. Embora Noé tivesse advertido aos pecadores, as almas aprisionadas pelos pecados, da inundação que limparia à civilização de toda a sujeira deste primeiro mundo, só oito almas foram salvas através da água. A água da inundação naquele momento fez perecer a todos aqueles que não creram na Palavra de Deus. E Pedro extraiu do incidente de inundação que o batismo de Jesus Cristo é o correspondente a esta água. Como tal, a pia é o lugar onde nós confirmamos à nossa salvação uma vez mais diante de Deus, em duas situações, quando somos salvos e depois de sermos salvos.

Os santos que têm sido salvos de seus pecados pela fé e estão vestidos da graça de Deus crendo na água da pia (o batismo de Jesus), no bronze (o juízo de Deus por todos os pecados), e em que Jesus Cristo os libertou dos seus pecados. Até mesmo quando estivermos cheios de debilidades e limitações que dificilmente nos permitam reconhecer a nós mesmos como justos, podemos confirmar que somos totalmente justos comprometendo à nossa fé no batismo de Jesus (o levar os pecados, a água) e a Sua morte na Cruz (a condenação dos pecados, o bronze). Porque cremos na Palavra de Deus que já nos salvou de todos os nossos pecados e da condenação destes pecados, nós sempre podemos nos tornar os justos que estão sem pecados. 

A Palavra de Deus na qual nós cremos fala que Jesus Cristo já levou os nossos pecados nEle pelo Seu batismo recebido de João Batista, derramou o Seu sangue na Cruz para levar toda a condenação de pecados em nosso lugar, e nos salvou, desse modo, completamente de todos os nossos pecados. Deus colocou a pia no Pátio do Tabernáculo para que pudéssemos confirmar com a nossa fé que somos não importando quais sejam as circunstâncias, os que temos sido salvos perfeitamente de todos os nossos pecados.


Você foi Liberto Eternamente de Todos os Seus Pecados atuais? 

Durante a Última Ceia, depois de compartilhar o pão e a bebida da Páscoa com os Seus discípulos, Jesus, antes de morrer na Cruz, quis lavar os pés de Pedro e dos outros discípulos com água. Porque Jesus já tinha levado todos os pecados dos discípulos pelo Seu batismo recebido de João, Ele quis lhes ensinar a verdade da pia. Jesus lhes falou que depois que fosse batizado, Ele, como o Cordeiro da Páscoa, pagaria à dívida (morte) pelos pecados sendo pendurado no madeiro. Como tal, os doze discípulos de Jesus, mesmo permanecendo insuficientes depois de crer nEle, nunca mais voltaram a ser pecadores. 

Igualmente, o fato de que Jesus lavou os seus pés confirmava o que a palavra de verdade testificava - que Jesus já tinha lavado todos os pecados do mundo. Foi assim como os discípulos sempre puderam pregar às pessoas do mundo que Jesus é o Salvador e proclamar o evangelho da água e do Espírito que Ele já tinha cumprido (Hebreu 10:1-20). A pia permite aos justos que assim tenham sido salvos de todos os pecados crendo na verdade, recordar o batismo de Jesus. Também lhes dá a convicção de salvação que lhes fora dada pelo próprio Senhor Jesus. 


A Bíblia não Menciona o Tamanho da Pia

Enquanto o tamanho de tudo no Tabernáculo é registrado, o tamanho da pia não é. Isto nos mostra que, de fato, Jesus, o Filho de Deus, que levou os nossos pecados nEle com o Seu batismo, é infinitamente grande. Também nos fala que o amor de Jesus que nos salvou de nossos pecados e condenação é ilimitado. A pia manifesta o grande amor de Deus que é imensurável. Os humanos estão atados e continuam pecando enquanto vivem. Mas levando todos os pecados do mundo nEle pelo Seu batismo recebido de João, e sendo crucificado, e derramando o Seu sangue na Cruz, Jesus destruiu todos os nossos pecados para sempre. 

A pia foi feita derretendo os espelhos de bronze das mulheres que serviam no Tabernáculo (Êxodo 38:8). Isto significa que na Palavra de Deus se resplandece uma luz de salvação sobre os pecadores os retira das trevas. Nós temos que perceber que Deus fez a pia de forma que Ele poderia lavar os nossos pecados. Esta Palavra de verdade tem mostrado à luz sobre os pecados das pessoas escondidos no profundo de seus corações, lavou os seus pecados para sempre, e lhes deu a remissão de pecados, e os tornou, assim, nos justos que foram justificados. Em outras palavras, a pia faz o papel de testemunhar claramente à verdade de que Jesus Cristo nos salvou completamente, os pecadores, com a Palavra de Deus. 


A Pia Também foi Feita de Bronze

Você sabe qual é o significado do bronze que foi usado para fazer a pia? Bronze se refere a nenhuma outra coisa senão a condenação dos pecados que teríamos que enfrentar. Para ser mais preciso nos diz que Jesus carregou todos os nossos pecados até a Cruz com o Seu batismo e foi condenado em nosso lugar. Éramos nós que supostamente seríamos condenados por nossos pecados, mas, através da água na pia, nós podemos confirmar uma vez mais que todos os nossos pecados foram lavados. Esses que creem nisto se tornam naqueles que têm sido julgados através de sua fé e, portanto, já não encaram mais o juízo. 

A pia cheia de água está nos falando, “Pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido, Jesus já limpou os nossos pecados e nos salvou completamente deles. Ele o limpou”. Em outras palavras, a pia é a prova positiva para os justos que receberam a remissão de pecados, de que eles foram lavados dos seus pecados e foram salvos. 

O Altar de Holocausto significa o julgamento do pecado, enquanto que a pia, relacionada ao fio azul entre os materiais do Tabernáculo, nos fala que Jesus levou todos os nossos pecados nEle com o Seu batismo no Novo Testamento. 

Nós só podemos entrar no Santo Lugar quando nós abrimos e entramos pela porta do Pátio do Tabernáculo, passamos pelo altar de holocausto e, a seguir, passamos pela pia. Esses que podem entrar no Tabernáculo onde Deus habita são os que passaram claramente pelo Altar de Holocausto e pia pela fé. Só esses que receberam a remissão de pecados crendo na verdade da pia no Pátio exterior do Tabernáculo podem entrar no Santo Lugar. 

Quando alguém tenta entrar no Santo Lugar através de sua própria força, fogo sairá do Santo Lugar e devorará esta pessoa. Até mesmo os filhos de Arão tentaram isso, mas, na realidade, morreram como resultado (Levítico 10:1-2). Esses que são ignorantes da justiça de Deus ao levar o pecado e a condenação e ignoram esta verdade serão colocados à morte por causa dos pecados. Pessoas que tentam entrar no Reino de Deus crendo de acordo com os seus próprios pensamentos em vez de crer na Sua salvação de pecados elaborada abundantemente certamente encararão o juízo de fogo por seus pecados. Por causa do julgamento inevitável de pecados, tudo o que os espera como consequência é o inferno.

Jesus completou a nossa salvação de pecados com os fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido de forma que nós possamos entrar no Santo Lugar. Estás crendo nesta verdade que fomos salvos completamente de todos os nossos pecados? Deus estabeleceu o Seu plano para salvar à humanidade dos seus pecados ainda antes da criação do mundo, e nos fez saber à Sua vontade em detalhes na Bíblia através do fio azul (o batismo de Jesus), do fio escarlate (a morte de Jesus na Cruz), e do fio roxo (Deus se fez homem) na Bíblia. E, de acordo com este plano, Ele realmente salvou todos os pecadores dos seus pecados e iniquidades pelas obras de Jesus manifestadas nestes fios, azul, roxo e escarlate. 

1 João 5:4 diz, “... e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” e é seguido pelo verso 10 que diz “Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu”. Qual é o testemunho da salvação? O evangelho de verdade que nos deu à nossa salvação pela água, pelo sangue, e pelo Espírito é o testemunho de nossa fé no Filho de Deus (1 João 5:6-8). Em outras palavras, só o evangelho da água e do Espírito no qual cremos é a evidência de que Deus nos lavou de nossos pecados e nos fez o seu próprio povo. A única maneira para nós sermos salvos de todos os pecados, entrar no Santo Lugar, se alimentar do pão de vida dado por Deus, e viver na Sua graça é crer em nada mais senão no evangelho da água e do Espírito. Crendo no evangelho da água e do Espírito que limpa os nossos pecados, devemos, agora, ser salvos e viver nossas vidas de fé nos unindo com a Igreja de Deus. 

É pela verdade do evangelho da água e do Espírito que nós podemos nos alimentar sobre a Palavra de Deus na Sua Igreja, estarmos unidos a Ela, e viver como justos cujas orações são ouvidas por Deus. Quando cremos nesta verdade, podemos nos tornar os justos que têm a fé dos fios, azul, roxo e escarlate, e que vivem vestidos na graça de Deus diante da Sua presença. A vida de fé que só pode ser vivida pelo povo de Deus vem unicamente pela crença na água, no sangue, e no Espírito. Nós podemos ser salvos de todos os nossos pecados crendo com os nossos corações no batismo de Jesus, no derramamento de seu sangue e morte, e que Jesus é o próprio Senhor. A fé que tem permitido viver na Igreja de Deus é a fé nos fios, azul, roxo, escarlate e no tecido de linho retorcido. 

Hoje em dia, muitas pessoas estão dizendo, “tudo o que temos que fazer é crer em Jesus; por que aborrecer com toda esta complexidade? Não desperdicemos o nosso tempo com conversas inúteis e tão somente creiamos de qualquer forma que nós considerarmos que é apropriada”. A tais pessoas, nós podemos parecer ser os encrenqueiros do Cristianismo, mas o que está absolutamente claro é que se as pessoas crerem em Jesus sem receber a remissão de pecados, elas terão que enfrentar a condenação eterna. O não crê totalmente no evangelho da água, do sangue e do Espírito é uma fé defeituosa e falsa. Na realidade, é não crer em Jesus como o Salvador. 

Se eu, para ganhar o favor de algum estranho, insistir cegamente a este estranho, “eu acredito em você”, esta pessoa ficaria convencida? “Este sujeito realmente creria em mim”, e eu estaria contente com isto? Pelo contrário, ele provavelmente diria “Você me conhece? Eu acho que não o conheço”. Se eu digo novamente a ele, “Mas eu ainda creio de qualquer maneira em você”, e olhando para ele com olhares sérios na tentativa de fazê-lo se sentir bem, estaria, então, contente com isto? É mais provável que ele só me veria como um psicopata insensato, que está tentando ler o seu pensamento e ganhar seus favores. 

Tampouco o Senhor Jesus se agradaria por pessoas que só cressem nEle cegamente. Quando nós dizemos, “eu creio em Deus, eu creio em Jesus que é o Salvador dos pecadores”, nós estamos como que professando à nossa fé nEle, mas somente depois de O conhecer e crer em como Jesus cuidou das nossas iniquidades de pecadores, essas palavras teriam um real sentido. Se crermos de forma néscia ou cega, como se não tivéssemos nenhum caráter, nós nunca poderíamos ser salvos. Nós só somos salvos quando primeiro cremos e conhecemos claramente como Jesus fez os nossos pecados desapareceram. Quando nós dizemos que cremos em alguém, colocamos à nossa verdadeira confiança nesta pessoa porque o conhecemos suficientemente bem e consideramos que esta pessoa é confiável. A confiança colocada em alguém que não conhecemos bem quer dizer que estamos mentindo, ou somos insensatos e nos dispomos a sermos traídos. Como tal, quando nós professarmos crer em Jesus, temos que saber exatamente como Jesus fez todos os nossos pecados desaparecerem. Só assim não seremos abandonados por nosso Senhor Jesus no último momento e entraremos no céu como os filhos de Deus nascidos de novo.

A verdadeira fé que pode nos conduzir ao Céu é a fé nos fios azul, roxo e escarlate. Em outras palavras, a real fé é crer no evangelho da água e do Espírito que nos tem salvado pela água (o batismo de Jesus), pelo sangue (a morte de Jesus), e pelo Espírito Santo (Jesus é Deus). Nós temos que saber quão grande é a graça de nosso Senhor que nos salvou, e crer nisto, já que crer nesta verdade nos conduzirá à nossa salvação. 

Se a fé das pessoas é completa ou não se determina só por se esta pessoa conhece a verdade ou não. Você só pode crer em Jesus como seu Salvador quando você crer no evangelho da água e do Espírito com seu coração. E esta fé em Jesus como o nosso Salvador que nos deu a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito é a verdadeira fé que nos salvou de todos nossos pecados. 


A Pia é a Afirmação da Salvação Que Perdoou os Nossos Pecados

A pia estava cheia de água. Foi colocada bem em frente do Santo Lugar. A pia é o lugar onde lembramos que nós recebemos a remissão de pecados, e afirmamos que a recebemos pela fé. É a afirmação do fato de que Deus limpou todos os pecados dos crentes. Da mesma maneira que os sacerdotes que serviam no Santo Lugar lavavam as suas mãos e os seus pés na pia sempre que se sujavam, esses que receberam a remissão de pecados, sempre que eles pecam, também lavam tais pecados se lembrando e afirmando uma vez mais, pela Palavra de Deus, que Jesus também destruiu estes pecados que os sujaram e os expiou definitivamente por eles da mesma forma que sendo condenados vicariamente. 

Nós nos sujamos porque não podemos evitar continuar pecando enquanto vivemos neste mundo. Então, com o que deveríamos limpar todos estes pecados que nos sujam? Nós os lavamos crendo que Jesus Cristo, o Rei dos reis, veio a esta terra há mais de 2.000 anos na semelhança de homem para salvar os pecadores, levou os pecados nEle pelo Seu batismo, derramou o Seu sangue na Cruz, e, assim, perdoou os pecadores de todos os seus pecados. Nós podemos receber a remissão de pecados e lavar os nossos pecados atuais também só quando cremos na verdade de que Jesus tomou todos os pecados sobre Si mesmo sendo batizado. Nós podemos receber a remissão de pecados e também lavar os nossos pecados atuais, em outras palavras, só quando cremos nesta verdade de que Deus já lavou todos os nossos pecados através dos fios, azul, roxo e escarlate. 


Nós temos Que ter a Fé Que Conhece e Crê Na Verdade da Pia

Sem fé na pia, nunca podemos entrar no Santo Lugar onde Deus habita. Nossas ações não podem ser sempre perfeitas. Porque nós temos faltas, nós pecamos às vezes. Mas a salvação que Deus nos deu é perfeita, já que a Palavra de Deus é perfeita. Porque Deus lavou às nossas limitações com a Sua perfeita salvação, nós podemos entrar corajosamente no Santo Lugar pela fé. Esses que não passaram pela pia nunca poderão entrar no Santo Lugar. Nós somos elegíveis para entrar no Santo Lugar pela nossa fé na verdade de que Jesus veio a esta terra há 2.000 anos e destruiu todos os pecados do mundo com o evangelho da água, do sangue e do Espírito profetizado pelos fios, azul, roxo e escarlate. Sem crer que o Senhor Jesus já destruiu todos os nossos pecados e nos tornou sem pecados, nós não podemos entrar no Santo Lugar. 

Como não podemos entrar no Santuário de Deus sem crer nos fios, azul, roxo e escarlate, se nós não crermos no evangelho da água e do Espírito, não poderemos desfrutar da bênção de ir diante do trono da graça de Deus crendo na Sua Palavra e na Sua Igreja, não podemos orar e receber a Sua graça, e nem viver como os seus servos e santos. Nós poderemos viver às nossas vidas na Igreja de Deus com os nossos companheiros crentes, ouvindo e crendo na Sua Palavra e orando a Ele, só quando crermos que Deus já nos salvou de todos os nossos pecados pelos fios, azul, roxo e escarlate. 

A pia é a confirmação final de nossa salvação dos pecados. Deus colocou a pia bem em frente do Santo Lugar e a encheu de água para dar à afirmação da fé a esses que creem no evangelho da remissão de pecados. Esta pia limpa à consciência suja dos justos que creem.

Leiamos 1 João 2:1-2. “MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo”. Amém. 

Se pecarmos, temos um Defensor com o Pai, Jesus Cristo, O Justo. Jesus lava os nossos corações sujos com água limpa. Um dia antes de ser crucificado, durante a Última Ceia, Jesus se reuniu com os Seus discípulos, verteu água em uma bacia, e começou a lavar os pés deles. “Quando eu fui batizado, levei todos os seus pecados, incluindo os pecados que vocês ainda cometerão depois, e eu serei condenado na Cruz em seus lugares. Eu também tomei os seus pecados futuros sobre Mim mesmo, e Eu os destruí. Eu me tornei o seu Salvador”. 

Foi para dizer isso que Jesus lavou os pés de Seus discípulos durante a última Ceia da Páscoa. Mas a Pedro, que recusou ter os seus pés lavados por Jesus, Ele disse, “O que eu faço não o sabes tu, agora, mas tu o saberás depois”. (João 13:7). Jesus quis se tornar o Salvador perfeito desses que verdadeiramente creem no evangelho da água e do Espírito. Para esses que creem nos fios, azul, roxo e escarlate, Jesus se tornou o Salvador eterno. 


O Uso da Pia

The Use of the Laver

A pia foi usada para lavar toda a imundícia dos sacerdotes quando trabalhavam no Tabernáculo dando ofertas a Deus. Era necessário lavar as sujeiras que os sacerdotes obtinham ao matar as ofertas de sacrifício, retirando o seu sangue, e cortando-as em pedaços para dar a Deus estas ofertas que expiariam os pecados do povo de Israel. Quando os sacerdotes estavam sujos enquanto davam estas ofertas, eles tinham que se lavar com água, e a pia era o lugar onde toda essa imundícia era limpa. 

Sempre que nós pecamos, se espiritualmente ou em nossa carne, e sempre que nós nos sujamos rompendo os mandamentos de Deus, temos que lavar toda a nossa imundícia com a água desta pia. Os sacerdotes, sempre que os seus corpos tocavam qualquer coisa impura ou suja, tinham que lavar as partes sujas dos seus corpos com água, quisessem ou não. 

Assim, da mesma maneira àqueles que creem em Deus, tendo contato com algo impuro ou sujo, é usada a água da pia para lavar toda essa imundícia. Em resumo, a água da pia foi dada para ser usada para se lavar a imundícia do nascido de novo. Como tal, a pia contém a misericórdia de Deus. O objetivo da pia não é ser um objeto opcional que nós podemos escolher para crer ou não crer, mas é ser um objeto absolutamente necessário para esses que creem em Jesus. 

Deus deu o tamanho para todos os outros objetos no Tabernáculo, especificando quanto cúbitos deveriam ter de altura, comprimento e largura. Mas Ele não especificou o tamanho da pia. Esta é uma característica particular só da pia. Isto manifesta o amor infinito que o Messias deu a nós, que cometemos pecados todos os dias. Neste amor do Messias foi encontrado o Seu batismo, uma forma de imposição de mãos que lava todos os nossos pecados. Tinham que usar muita água quando os sacerdotes se sujavam executando seus deveres, a pia sempre deveria estar cheia de água. Assim o tamanho da pia dependia desta necessidade. Porque a pia foi feita de bronze, sempre que os sacerdotes se lavavam com a sua água, pensavam no juízo pelos pecados. 

Os sacerdotes que estavam servindo no Tabernáculo tinham que lavar toda a sujeira das suas mãos e dos seus pés com a água da pia. Se o bronze manifesta o juízo de Deus, a água manifesta o lavar dos pecados. Hebreu 10:22 diz, “... e o corpo lavado com água limpa” e Tito 3:5 diz, “... pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo”. Como estas passagens, a Palavra do Novo Testamento nos diz também muito sobre lavar a imundícia com a água do batismo. 

Se os sacerdotes lavavam a imundícia nas suas vidas com a água da pia, nós, os cristãos nascidos de novo de hoje, podemos lavar todos os nossos pecados atuais cometidos em nossas vidas crendo no batismo de Jesus. A água da pia do Antigo Testamento mostra para nós que o Messias veio a esta terra e lavou todos os pecados do mundo com o Seu batismo que Ele recebeu de João Batista.

Pela Bíblia, Deus nos fala que não só os pecados cometidos pelo povo de Israel, mas, também, que os pecados atuais cometidos por todas as pessoas da história humana inteira foram todos passados para Jesus com o batismo que Ele recebeu de João Batista. Quando Jesus foi batizado por João, Ele disse em Mateus 3:15, “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu”. Recebendo o Seu batismo, da mesma forma que a imposição de mãos, de João, o representante da humanidade, Jesus aceitou todos os pecados da humanidade sobre o Seu próprio corpo. 

Então, crendo no fato de que todos os nossos pecados foram passados para Jesus, o Messias, pelo Seu batismo, nós podemos todos ser, também, lavados de todos os pecados imundos de nossos corações. Porque já passamos todos os nossos pecados para Jesus Cristo crendo nesta verdade, tudo o que temos que fazer, agora, é somente crer que o Filho de Deus levou os pecados do mundo até a Cruz, foi crucificado e derramou o Seu sangue, se tornou à oferta de sacrifício perfeita para a humanidade inteira, e, assim, nos libertou de todos os nossos pecados. Você crê nisto em seu coração? Esses que verdadeiramente creem que o Messias se tornou a nossa própria oferta de sacrifício são salvos eternamente. 


Os Problemas dos Pecados Atuais Também podem Ser Resolvidos Crendo no Batismo de Jesus

A Bíblia nos fala como podemos lavar todos os nossos pecados atuais? Como os sacerdotes lavavam a sujeira com a água da pia no Antigo Testamento, no Novo Testamento, podemos receber a remissão de nossos pecados atuais crendo que Jesus cumpriu a justiça de Deus levando todos os pecados do mundo nEle pelo Seu batismo recebido de João. No fim, todos os pecados são lavados crendo na verdade. 

Quando o povo de Israel dava às ofertas pelos pecados a Deus, eles traziam ao Tabernáculo um animal de sacrifício puro como uma ovelha ou cabra, confessavam os pecados e os passavam para estas ofertas impondo às mãos sobre as suas cabeças, e matavam essas ofertas de sacrifício que aceitavam os seus pecados. Eles cortavam à sua garganta e, então, tiravam o seu sangue, pondo-o nos chifres do Altar de Holocausto e vertiam o resto no chão (Levítico 4). Até mesmo um ano de pecados eram todos remetidos de uma só vez pela fé através da oferta pelos pecados no Dia da Expiação (Levítico 16). No final, nós recebemos a nossa remissão de pecados com o mesmo método que se usava para as ofertas de pecados no Antigo Testamento - isto é, crendo no batismo do Messias que veio para destruir os nossos pecados e no Seu sangue vertido na Cruz. 

A imposição de mãos do Antigo Testamento é o mesmo que o batismo que Jesus recebeu no Novo testamento. Nosso Messias se ocupou e lavou todos os nossos pecados sendo batizado por João e crucificado. Quando é pela obra do batismo do Messias e do Seu sangue vertido na Cruz que Deus nos salvou perfeitamente de todos os nossos pecados, que mais há que nós tenhamos que fazer para sermos perdoados de nossos pecados? O que nós temos que lembrar e crer é que ainda que pequemos diariamente em nossas vidas por causa de nossas fraquezas, todos estes pecados já foram lavados por Jesus Cristo que veio da água e do sangue. Embora nós creiamos em Deus, por causa de nossas limitações, ainda caímos em nossas fraquezas e transgressões. Mas nosso Senhor Deus que conhece tudo isso nos salvou enviando o Messias a esta terra, e O fez levar todos os pecados da humanidade nEle pelo Seu batismo, e O sacrificou. 

Ao colocar o Altar de Holocausto e a pia no Pátio do Tabernáculo, Deus nos permitiu lavar todos os nossos pecados atuais cometidos diariamente antes que nós entrássemos no Santuário, a Casa de Deus. Mas isto não significa que tenhamos que lavar os nossos pecados atuais com as orações diárias de arrependimento. Pelo contrário, é nossa fé no batismo do Messias e no Seu sangue na Cruz que limpa todos os nossos pecados. Deus tem posto que quando o justo comete erros, pecados e males depois de crer em Jesus, eles devem ser lavados de todos esses pecados crendo no batismo que o Messias, o Senhor Jesus, na pia, recebeu. 

Muitas pessoas estão propensas a considerar que a carga dos pecados passados para Jesus e Seu juízo por eles como a mesma coisa, amarrando-se cegamente em um único pacote. Mas porque nós cometemos pecados atuais diariamente devido às nossas fraquezas, o lavar de pecados e o juízo de pecados devem ser separados em dois. O batismo que Jesus recebeu de João Batista e a morte dEle na Cruz foi para levar todos os nossos pecados nEle, ser julgado por estes pecados, e nos salvar perfeitamente deles. Nesta fé, nós podemos, assim, receber o julgamento de nossos pecados. Como tal, o problema de nossos pecados atuais cometidos diariamente deve ser resolvido crendo no batismo do Messias. É unindo estes dois componentes, o batismo e a Cruz, que a única e perfeita salvação é completada. Esta é a verdade da remissão perfeita de pecados. No que se diz como a solução para o problema de nossos pecados, temos que pensar e crer nisto separando o batismo de Jesus e a Cruz. 

Quando os sacerdotes matavam os animais de sacrifício no Tabernáculo, eles estavam sujos pela sujeira e sangue espirrado. Nós não podemos nem mesmo imaginar quão imundo eles estavam. Os sacerdotes tinham que lavar toda essa imundícia, mas se não tivesse nenhuma água na pia do Pátio do Tabernáculo, eles não poderiam fazer isso. Não importa se fosse o Sumo Sacerdote ou o Sacerdote comum que tivessem sido perdoados de um ano de pecados, sem lavar a imundícia deles imediatamente com a água da pia, essas pessoas não podiam evitar viver com a sujeira ainda sobre eles. 

Até mesmo se o Sumo Sacerdote tivesse toda espécie de sujeira sobre ele, porque havia a pia no Pátio do Tabernáculo, ele sempre poderia ser limpo. Até mesmo se um sacerdote fosse perdoado completamente de um ano de pecados, era por esse lavar dos pecados diários que estas pessoas eram limpas. Deus impôs que os sacerdotes que dessem ofertas a Ele tivessem que lavar-se de toda a sujeira na pia. Nós então podemos perceber por que Deus pôs a pia no Pátio do Tabernáculo. Nós também podemos saber por que esta pia foi colocada entre o Altar de Holocausto e o Santuário. 


Por que Precisamos da Pia? 

A verdade implícita na pia é revelada em João 13. Durante a Páscoa, depois de tomar a Última Ceia com os Seus discípulos, Jesus começou a lavar os seus pés, começando com Pedro. Quando Jesus tentou lavar os pés dele, Ele pediu para que Pedro levantasse os seus pés de forma que Ele os poderia lavar. Porém, Pedro recusou, dizendo, “eu deveria estar lavando os Seus pés; como Tu, Senhor, lavas meus pés?”. 

Pedro recusou porque ele pensou que não era apropriado para um mestre lavar os pés dos seus próprios discípulos. “Como eu posso ousar pedir para o meu Mestre lavar os meus pés? Eu não posso”.

Pedro continuou recusando o serviço de Jesus. O que Jesus disse aqui para Pedro é de uma importância profunda. 

“O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois”. (João 13:7). Isto é o que Jesus quis dizer: “Você não pode entender agora por que eu tenho que lavar seus pés. Mas isto seguramente será a chave para resolver o problema de seus pecados atuais. Você vai cometer muitos pecados atuais de agora em diante, mas eu já levei até mesmo os seus pecados do futuro em Mim, e por causa destes pecados, eu tenho que derramar o Meu sangue agora na Cruz. Você tem que saber e crer que eu sou o Messias que cuidou até mesmo de seus pecados do futuro”. 

Na mente de Pedro, parecia pouco ético o Messias lavar os seus pés, e isto é por que ele recusou ser lavado. Mas Jesus falou para Pedro, “Você compreenderá depois isto”, e lavou os pés dele. 

“Só quando Eu lavo os seus pés você poderá se relacionar comigo. Você não entende agora por que eu estou lavando os seus pés. Mas, depois que Eu for crucificado e ascendido ao Reino do Céu, você saberá por que eu lavei os seus pés. Porque eu sou o Seu Messias, eu já carreguei até mesmo os seus pecados futuros com o Meu batismo, e se tornando à oferta de sacrifício por seus pecados, eu me tornei o seu Salvador”. 

Como disse o nosso Senhor Jesus, Pedro não entendeu nada disto na ocasião, mas depois da ressurreição do Senhor, ele veio a perceber isto. Verdadeiramente, este foi o evento que destruiu até mesmo os seus pecados atuais. 

“Porque eu não posso evitar cometer pecados na atualidade, o Senhor Jesus lavou os meus pés de forma que eu creria que Jesus, o Messias, levou todos estes pecados atuais nEle com o Seu batismo recebido de João Batista! O batismo do Messias cuidou até mesmo desses pecados do futuro! Jesus levou todos estes pecados nEle com o Seu batismo, levou os pecados do mundo à Cruz, e levou à condenação de todos os pecados sendo crucificado! E ressuscitando de entre os mortos, Ele tem verdadeiramente e completamente nos salvado de todos os nossos pecados”!

Só em um tempo posterior, depois que ele traiu o Senhor Jesus por três vezes, Pedro veio a perceber e crer nEle. É por isso que ele disse em 1 Pedro 3:21, “Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo;”. Aqui, a palavra a ser entendida é ‘corresponder’, que quer dizer: “alguém que é a sombra do identificado como um primeiro símbolo ou figura, tal como uma figura no Novo Testamento que tem uma contraparte no Antigo Testamento”. Assim, o contexto precedente declara claramente que o batismo de Jesus é o mesmo que corresponde à ‘água’ no Antigo Testamento. 

No Antigo Testamento, quando a oferta de pecados do Dia da Expiação era dada a Deus para receber a remissão de um ano de pecados, o Sumo Sacerdote, representando o povo de Israel, tinha que impor às suas mãos sobre a oferta de sacrifício e confessar os pecados que os Israelitas tinham cometido para passar estes pecados para a oferta. Este método de imposição de mãos tinha o mesmo formato que o batismo de Jesus. No Antigo Testamento, a oferta de sacrifício tinha que sangrar até a morte porque tinha aceitado os pecados de todos os Israelitas passados para ela. Sua garganta era cortada, e sangrava totalmente. Os sacerdotes a esfolavam e cortavam em pedaços, e, depois, ofereciam à sua carne a Deus queimando com fogo. 

O Messias que é a real substância da oferta de sacrifício do Antigo Testamento veio a esta terra, aceitou os nossos pecados pela imposição de mãos, sangrou na Cruz, e morreu em nosso lugar. Hoje, você e eu recebemos completamente a remissão de nossos pecados pelo batismo de Jesus Cristo e pela Sua morte na Cruz. E temos que lavar os nossos pecados atuais cometidos em nossas vidas cotidianas crendo que estes pecados já foram limpos pelo batismo que o nosso Senhor Jesus recebeu e pelo sangue que Ele derramou na Cruz. Nós temos que conhecer esta verdade e temos que crer nisto. Nós só podemos ser libertos de todos os nossos pecados atuais quando crermos que Jesus já levou todos os nossos pecados nEle e os lavou pelo Seu batismo. Em outras palavras, sempre que nós cometermos os pecados atuais teremos que confirmar à nossa fé no evangelho da água e do Espírito. E meditando em cima da verdade de que até mesmo estes pecados atuais já foram eliminados por Jesus com o Seu batismo e a Cruz, não podemos perder à nossa salvação de nenhuma forma, e esta salvação poderá ser restaurada de imediato sempre que os nossos corações forem atacados por algum sentimento de culpa. 

Porque Jesus já destruiu até mesmo os pecados diários cometidos pelos justos que receberam a remissão de pecados, Deus permitiu a pia para eles de uma forma que estes justos, cuja remissão de pecados veio pela água, pelo sangue e pelo Espírito, sejam lavados dos pecados atuais pela fé no evangelho da água e do Espírito. 

É por isso que Deus fez a pia juntando e derretendo os espelhos de mão usados pelas mulheres que tinham estado servindo nas reuniões do Tabernáculo, e porque esses espelhos proporcionavam um reflexo de nós mesmos. Sempre que cometemos pecados atuais e entramos em desespero por causa de nossas fraquezas, temos que ir para a pia e lavar as nossas mãos e os nossos pés. O papel da pia é nos lembrar de que Jesus Cristo levou os pecados de toda a humanidade de uma só vez nEle quando foi batizado por João Batista. Foi para ensinar esta verdade para os justos que receberam a remissão de pecados que o nosso Senhor Jesus fez os Israelitas fazerem a pia derretendo os espelhos de mão destas mulheres, para encherem de água, e permitiu aos sacerdotes lavarem as imundícias das suas mãos e dos seus pés totalmente com esta água.

Nós cremos que Jesus é o Filho de Deus, o Criador, e o Salvador da humanidade. E nós temos que nos lembrar de que o Messias veio a esta terra na semelhança de homem e aceitou todos os nossos pecados passados para o Seu próprio corpo pelo batismo que Ele recebeu de João - isso é, sempre que cometemos pecados atuais neste mundo, caímos em fraquezas ou, então, às nossas fraquezas são reveladas, temos que nos lembrar de que o Messias se encarnou, foi batizado e crucificado, e, assim, eliminou todos os nossos pecados. 

Se não nos lembramos e cremos nisto, embora tenhamos recebido a remissão de pecados, nós ainda estaremos atados pelos nossos pecados atuais e tornaremos à nossa velha natureza pecaminosa. Como tal, nós temos que crer, em todos os dias, que todos os nossos pecados cometidos por causa de nossas fraquezas e limitações já foram passadas para Jesus pelo Seu batismo. Todos os dias, nós temos que nos lembrar novamente, crer e afirmar com convicção, que o Messias já levou todos os nossos pecados nEle com o Seu batismo recebido de João e os lavou completamente.

Não existe ninguém na face desta terra que pode receber a remissão de pecados crendo em Jesus sem crer que Ele levou todos os pecados do mundo sendo batizado por João e que Ele derramou o Seu sangue na Cruz. E até mesmo entre as pessoas que receberam a remissão de pecados, não há uma única que não cometa pecados na atualidade. Como tal, sem crer no batismo de Jesus, todos são pecadores, e a vontade de Deus nunca teria sido cumprida em todos. É por isso que Deus nos deu o Seu Filho, fez com que Ele fosse batizado por João, e O entregou à Cruz para dar o Seu sangue. 

Se nós crermos em Jesus Cristo como o nosso Messias, temos que crer que todos os nossos pecados foram passados para Ele pelo Seu batismo recebido de João, e que Ele levou à nossa condenação inteira junto com os pecados do mundo até a Cruz, sendo crucificado, e derramando o Seu sangue. Nós recebemos a nossa remissão de pecados crendo no batismo de Jesus e no Seu sangue. Todos os nossos pecados foram destruídos crendo nesta verdade. Nós alcançamos à justiça crendo no amor de Deus com os nossos corações. Nossos corações agora estão sem pecados, limpos e imaculados. Mas ainda há fraquezas em nossas carnes. É por isso que temos que nos lembrar do batismo de Jesus em todos os dias e sempre se lembrar desta fé. Sempre que são reveladas às nossas debilidades e fraquezas, sempre que pensamentos maus surjam e estejamos sujos, e sempre que os nossos atos nos desviem, nosso Senhor Jesus quer e se agrada se nos lembramos de que Ele levou todos estes pecados com o Seu batismo recebido de João, e que limpou os nossos corações, crendo, assim, uma vez mais, nesta verdade. 

Sempre que cometemos pecados, temos que admitir os nossos pecados primeiramente diante de Deus. Nós temos que crer, então, mais uma vez que todos esses pecados já foram passados para Jesus pelo Seu batismo. Nós que fomos limpos pela obra do batismo de Jesus devemos nos limpar de nossos pecados atuais crendo nesta obra. É por isso que temos que nos lembrar de absolutamente tudo e crer no fato de que nós podemos lavar todos os nossos pecados pela fé batismo de Jesus Cristo. 

Nós examinaremos agora por que Deus colocou a pia entre o Altar de Holocausto e o Tabernáculo. Deus colocou a pia entre o Altar de Holocausto e o Tabernáculo para que quando nós fossemos diante dEle, estivéssemos com os corpos e corações limpos. Até mesmo depois que nos tornamos os justos que receberam a remissão perfeita dos pecados pelo batismo de Jesus e pela Sua Cruz, nossos corações ainda são propensos a se tornarem sujos sempre que pecarmos, seja voluntária ou involuntariamente. É por isso que temos que limpar esta imundícia na pia quando nós aproximarmos do Altar de Holocausto indo diante de Deus, nós não podemos ir diante de Deus com qualquer resquício de imundícia. Por isso Deus colocou a pia entre o Altar de Holocausto e o Tabernáculo de forma que pudéssemos entrar na presença de Deus estando limpos, depois de sermos lavados com a água da pia. 


Que Tipo de Consciência É uma Boa Consciência Diante de Deus? 

1 Pedro 3:21, também define o batismo de Jesus como “indagação de uma boa consciência para com Deus”. Aqui, ‘uma boa consciência’ é aquela que crê que Jesus levou todos os pecados da humanidade, incluindo os pecados atuais que são cometidos diariamente, com o batismo que Ele recebeu de João no Rio Jordão. Para levar os nossos pecados nEle, nosso Senhor foi batizado por João e, assim, aceitou os nossos pecados sobre o Seu próprio corpo. Porque Jesus levou todos os nossos pecados no Seu corpo, Ele teve que morrer na Cruz. Se ignorarmos e não crermos no que Ele fez tornamos às nossas consciências más. É por isso que temos que crer no Seu batismo. Nós temos que ter consciências boas diante de Deus. Embora em nossa carne não possamos viver 100% perfeitamente, pelo menos em nossas consciências, podemos e devemos ter consciências boas diante dos olhos de Deus. 

Até meio século atrás, quando perdemos tudo nas ruínas da Guerra coreana, uma inundação de ajuda estrangeira entrou no país para aliviar a situação difícil. Embora os orfanatos tenham recebido tal ajuda primeiro, em vez de serem assim, algumas pessoas sem escrúpulos desviaram para seus próprios bolsos e construíram às suas próprias riquezas. Eles não tiveram nenhuma consciência. Quando os países estrangeiros deram leite em pó, farinha, cobertores, sapatos, roupas e outras ajudas, eles estavam enviando apoio para as pessoas nuas e famintas em necessidades extremas, que deveriam ser alimentadas corretamente; eles não poderiam imaginar que alguns funcionários públicos maus e alguns salafrários desviariam essas ajudas de bens humanitários. 

Pessoas com boas consciências teriam distribuído razoavelmente entre os pobres. Aqueles que distribuíram os bens corretamente entre os pobres que estavam morrendo de fome não teriam nada de que se envergonhar diante de Deus, já que viveram com uma boa consciência, em lugar de tornarem esta ajuda estrangeira em oportunidade de angariar riquezas. Mas esses que não fizeram assim teriam sido acusados de serem ladrões pelas próprias consciências. Claro que, estes ladrões ainda poderiam ser lavados de todos os seus pecados se eles viessem a crer no batismo de Jesus. 

Para levar os nossos pecados nEle e destruir todos os nossos pecados atuais, Jesus veio a esta terra e foi batizado. Sendo assim batizado por João, Jesus lavou todos os nossos pecados de uma vez. Eu gostaria de repreender os incrédulos de Seu batismo, dizendo: “Então o que te faz ser tão orgulho para não crer no Seu batismo? Com que confiança você não crê? Você é o suficientemente tão bom para entrar no Reino de Deus sem a fé no Seu batismo?”. 

Se nós quisermos ser verdadeiramente pessoas de boas consciências, temos que lavar todos os nossos pecados atuais com o batismo que Jesus recebeu de João. Para fazer assim, temos que crer em nossos corações que Jesus levou nEle todos os pecados que nós cometemos em todo o nosso tempo de vida e os lavar. Foi por isto que Jesus, o nosso Messias, foi batizado por João antes de ir à Cruz. 

Jesus disse à mulher que foi apanhada em adultério, “Eu tampouco te condeno. Eu tampouco te julgo”. Por que? Porque Jesus já tinha levado também o pecado de adultério desta mulher sobre Ele mesmo, e porque o próprio Jesus também levaria à condenação deste pecado. Ele disse, “Eu sou Aquele que será condenado por seus pecados, você está limpa de todos os seus pecados crendo em Meu batismo. Então, seja salva de todos os seus pecados crendo em Mim. Também seja salva de toda a condenação de pecados pela fé, e seja lavada de todos os seus pecados. Seja limpa dos pecados de sua consciência e beba água de Mim, a única água que faz com que nunca mais tenha sede”. 

Hoje, você e eu cremos que Jesus é quem nos salvou de nossos pecados. Você verdadeiramente crê que Jesus, realmente, levou os nossos pecados com o Seu batismo e os lavou? Nosso Senhor limpou os nossos pecados sendo batizado. Nós podemos ir diante de Deus com uma boa consciência. Por quê? Porque nosso Senhor Jesus levou todos os nossos pecados nEle e os lavou sendo batizado, levou estes pecados à Cruz, foi condenado em nosso lugar sendo crucificado, e ressuscitou de entre os mortos. Há muito tempo atrás, Jesus veio a esta terra, e durante os Seus 33 anos de vida, Ele levou todos os nossos pecados nEle e os lavou com o Seu batismo. 

Levando até mesmo os nossos pecados atuais sobre Si mesmo e os lavando, o nosso Senhor Jesus nos permitiu ir diante de Deus e nos tornarmos justos, e sermos julgados de todos os nossos pecados pelo sacrifício de Jesus Cristo. Em outras palavras, é crendo assim neste Deus que nós podemos chamá-Lo de Deus e de nosso Pai e ir diante da Sua presença. Como tal, os que creem nas obras de Jesus, realizadas na água, no sangue e no Espírito são aqueles que têm uma boa consciência. Já os que são contrários, seguramente, têm uma consciência má que não crê nos atos justos do Senhor Jesus, no Seu batismo e na Sua crucificação. 


Hoje em dia, Muitas Pessoas não Seguem à Palavra De Deus Seriamente por causa da sua Fé Supersticiosa

Muitos mentirosos, descartando a Palavra de Deus como se fosse somente um ornamento, só pregam que também deveríamos fazer o bem por cima de nossa fé em Deus para entrar no Reino do Céu. E quando se trata da salvação, eles só falam do sangue da Cruz, e, erradamente, pensam que têm que subir ao Monte para orar ou jejuar, e, assim, poderem conhecer a Deus pelas suas experiências carnais. Embora nada possa estar mais errado do que esta fé, eles têm absolutamente certeza disto. Eles dizem, “eu fui atormentado por meus pecados, e, assim, eu fiquei acordado orando toda a noite, ‘Deus, eu tenho pecados. Eu creio em Ti, Senhor’. Nesse dia, eu estava ainda atormentado durante a noite, mas depois de ter permanecido toda a noite em oração, quando amanheceu, de repente eu senti como se uma bola de fogo tivesse sido lançadas sobre mim, e, justo neste momento, minha mente foi totalmente clareada - os pecados do meu coração foram lavados e tão brancos como a neve meu coração ficou. Assim, foi neste momento que eu nasci de novo. Aleluias!”.

Tais pensamentos são somente pensamentos artificiais, ignorantes e tolos, e tornam à Palavra de Deus inútil. Você tem que se lembrar de que Deus castigará, por suas muitas mentiras, àqueles que falam dessas místicas insensatas e que, por isso, enganam as pessoas e guiam-nas ao fogo do inferno. 

“Dói-me muito os ouvidos, mas eu creio no que o Senhor Jesus disse, que nós seríamos curados se crêssemos, e, assim, eu resisti à minha dor dizendo, ‘Deus, que eu creio’! ‘Quando eu cri assim, então a dor se foi!”.

“Eu tive uma úlcera gástrica, e a cada vez que comia algo, meu estômago doía terrivelmente. Então, antes de eu comer, eu orei, ‘Senhor, estou aqui com dor, mas Tu disseste que ouviria tudo que orássemos com fé. Eu ainda creio em Sua Palavra’. Certamente, eu não tenho problemas de digestão!”.

O que é tudo isso? Estes são os casos onde as pessoas não conheceram o Senhor Jesus pela Sua Palavra. Estes casos demonstram como falsas são às suas fés que não creem pela Palavra. Estas não são as respostas às suas orações recebidas pela Palavra, senão somente suas fés místicas. Eles não creem em Deus pela Palavra, senão somente nas suas errôneas confusões baseadas em suas próprias emoções e experiências. O que é tão lamentável e entristecedor é que há tantos místicos entre os cristãos de hoje. 

Assim, colocando de lado a Palavra de Deus e crendo cegamente só em Jesus baseados nas emoções ou experiências chegam a uma fé supersticiosa. As pessoas que afirmam crer em Jesus embora não creiam pela Palavra precisam se examinar para ver se estão possuídos por demônios ou não. “Eu encontrei Jesus enquanto orava. Jesus apareceu em meu sonho. Eu orei ardentemente e minha doença foi curada”. Qualquer um com a sua boca religiosa pode fazer tais afirmações, mas o que é claro é que esta não é a fé dada por Deus, mas é a falsa fé dada por Satanás. 

Pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido, nosso Senhor Jesus se revelou a nós. Nosso Senhor Jesus se revela a nós de modos novos e diferentes na era atual? Ele realmente aparece diante de nós em uma visão ou em um sonho? Ele está arrastando cadeias enormes em Seus pés, sangrando por toda parte, tem uma coroa de espinhos na Sua cabeça, e diz, “Vê, assim é como eu sofri tanto por ti. Agora, o que farás por Mim?”. - é assim como o nosso Senhor Jesus se revela a nós? Tudo isso é tolice! -. 

Ainda há pessoas que, supostamente depois de ter este tipo de sonho, fazem um voto diante de Deus, “Deus, eu me tornarei Seu servo e O servirei com todo o meu coração para o resto de minha vida. Eu construirei uma casa de oração aqui. Eu construirei uma igreja aqui. Eu carregarei à minha cruz sobre os meus ombros pelo resto da minha vida e testemunharei de Ti às nações do mundo inteiro”. 

Na realidade, podemos nos encontrar facilmente com tais pastores devotos nas ruas ou lugares públicos. Sem exceção, eles são todos místicos e dizem que decidiram viver assim depois de terem visto a Jesus nos seus sonhos ou de terem ouvido à voz do Senhor Jesus enquanto oravam. Mas o Senhor Jesus só se revela pela Sua Palavra; Ele não fala conosco em um sonho ou enquanto estamos orando, especialmente nesta era em que toda a Sua Palavra tem sido dada à humanidade por completo. Os sonhos vêm do complicado mundo do subconsciente humano, e estas pessoas têm estes tipos de sonhos porque elas têm todos os tipos de imaginações sobre Jesus e seu amor incondicional e pensam muito nisso. 

Quando a sua mente enfatiza em algum assunto profundamente antes de dormir, é bem provável que você se veja também continuando esse assunto em seu sonho. Assim, os sonhos são formados no seu subconsciente. É por isso que pensamos muito e temos todos os tipos de sonhos estranhos. Todos eles não têm nada a ver com a fé, mas somente são uns reflexos das mudanças físicas ou do subconsciente. 

É por isto que se as pessoas pensarem muito em Jesus sangrando na Cruz, no seu sonho Ele aparecerá com uma coroa de espinhos na Sua cabeça. Em si mesmo, não há nada errado com tais sonhos. Mas levar esses sonhos muito seriamente é um grave erro. O que se passa se Jesus aparece diante deles, sangrando por todos os lados e lhes dizendo, “O que farás por Mim? Você viverá o resto de sua vida para Mim como um ascético. Para mim, você não terá nenhuma posse?”. Existem algumas pessoas tolas que, de fato, deixam todas às suas posses de forma que passem a viver assim. Há alguém que foi atemorizado por um sonho seriamente cuja vida foi mudada por causa deste sonho? Nada mais do que isso é o misticismo.

Deus nos encontra pela Sua Palavra. Ele não é alguém quem nós podemos encontrar em um sonho ou em uma visão durante as nossas orações. A Palavra de Deus está escrita no Antigo e no Novo Testamento, e quando nós ouvimos essa Palavra pregada, e a aceitamos em nossos corações, é que se pode encontrar-se com Deus através da Sua Palavra. Em outras palavras, é pela Palavra e só pela Palavra que seu espírito pode encontrar a Deus. 

É pela Palavra que sabemos que Jesus levou todos os nossos pecados nEle com o Seu batismo; e é por ouvir esta Palavra que cremos em nossos corações. A resposta à pergunta de por que Jesus teve que morrer na Cruz é encontra-se na Palavra. Foi porque Jesus levou os nossos pecados ao ser batizado que Ele pode morrer na Cruz e nos salvar. Pela Palavra, nós conhecemos a Deus, e pela Palavra, nós vimos a crer nEle. E que Jesus Cristo é Deus também o sabemos e cremos somente através da Palavra. 


Como Nós poderíamos Ter vindo a crer em Deus? 

Não foi Pela Palavra Escrita de Deus? 

Se não existisse a Palavra de Deus, como poderíamos ter chegado a encontrar e a crer em Jesus que fez todos os nossos pecados desaparecerem? Se não houvesse a Palavra de Deus, a nossa fé não seria nada. “Isto é o que eu penso!”. Nós podemos falar o que pensamos, mas esta não é a verdade, e enquanto os nossos corações estiverem cheios com o que não é a verdade, a real verdade não poderá entrar em nossos corações. A coisa mais certa para ser dita não é, “Isto é o que eu penso”, mas sim, “Isto é o que a Bíblia diz”. Quando lemos a Bíblia, a verdade falada por Deus entra em nossos corações e corrige os erros de nossos pensamentos prévios. 

De que é feita à sua fé no evangelho da água e do Espírito? É feita de seus próprios pensamentos? Ou você se tornou um nascido de novo conhecendo e crendo em Jesus por escutar a Palavra? É pela Palavra que nós viemos a crer e encontrar a Deus em nossos corações. É por isso que a porta do Pátio do Tabernáculo foi tecida dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. 

A água que estava na pia significa o batismo com o qual Jesus Cristo levou todos os nossos pecados nEle. “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”. (Mateus 3:15). Pela Palavra de Deus, nós viemos a conhecer o batismo com que Jesus levou os pecados do mundo nEle. Porque é pela Palavra que nós viemos a conhecer o batismo de Jesus que levou todos os pecados que você e eu cometemos ao longo de nossas vidas inteiras, esta Palavra nos fez ter a fé no batismo em nossos corações. É pela Palavra que nós descobrimos a verdade manifestada na pia. 

Pela Palavra de Deus, podemos descobrir que a pia foi feita de bronze. Na Bíblia, o bronze significa juízo. Como tal, o significado da pia de bronze é que quando nós olhamos para nós mesmos diante da Lei, que faz o papel de um espelho que nos refletem, todos estamos destinados à condenação. É por isso que a pia foi feita dos espelhos das mulheres que serviam no Tabernáculo. O Senhor Jesus nos salvou, nós somos aqueles que não podiam evitar sermos condenados por causa de nossos pecados, e o fez vindo a esta terra, sendo batizado, e morrendo na Cruz. Pela Palavra escrita de Deus, nós sabemos por que Jesus foi batizado, por que levou todos os nossos pecados nEle, e por que foi à Cruz, levando a condenação pelos pecados. E é por aceitar em nossos corações e por crer nesta verdade que fomos salvos. E você? Como você foi salvo? 

Em certa denominação que segue o misticismo, afirmam que seus membros têm que saber a data exata da salvação, em qual mês e dia que eles foram salvos. E um dito pastor desta denominação falou e testemunhou diante de muitos crentes que ele creu em Jesus e foi salvo quando ele subiu ao monte para orar e percebeu que não era nada. Ele afirmou orgulhosamente que nunca tinha se esquecido da data e da hora exatas em que nasceu de novo. Certamente que isso nada tem a ver com o tecido de linho retorcido, senão que somente é emocional. A fé deste pastor não tem nada a ver com os fios, azul, roxo, escarlate e com o tecido de linho retorcido. A salvação ensinada por esta denominação não tem nada a ver com a verdadeira salvação perfeita da Palavra de Deus, mas é de criação humana. 

Na realidade eles hipnotizam a si mesmos. Se as pessoas continuam insistindo que eles estão sem pecados, e pensam inúmeras vezes assim, então, eles acabam sendo hipnotizados por si mesmos e se fazem sem pecados por suas próprias contas. Se eles continuarem dizendo este encantamento a eles mesmos, então, logo eles podem realmente sentir que estão sem pecados, mas tais sentimentos não duram muito. Assim, num instante, eles têm que se hipnotizar novamente, dizendo o encantamento, “eu sou sem pecado. Eu sou sem pecado”. Quão egocêntrica, falsa, ignorante e supersticiosa é esta fé! 

O tecido de linho retorcido significa a Palavra de Deus no Antigo e no Novo Testamento. O que as portas do pátio do Tabernáculo, do Santo lugar e do Santo dos Santos tiveram dos tecidos dos fios, azul, roxo, escarlate e do o tecido de linho retorcido nos dizem que Jesus se tornou à porta de nossa salvação e o nosso Salvador exatamente como escrito no Antigo e Novo Testamento. Eu, portanto, verdadeiramente, dou graças a Deus por ser tão certa esta salvação que Deus falou conosco! 

É por isso que quando eu oro, não tento atrair as emoções ou organizar um espetáculo. Só oro deixando tudo em Deus e confiando nEle. “Pai, por favor, nos ajude. Faça-nos pregar o evangelho pelo mundo inteiro. Proteja e guarde meus companheiros ministros e santos. Nos dês obreiros que possam trabalhar e servir ao evangelho, permita que este evangelho seja proclamado, e faça os crentes perceberem e crerem em Sua Palavra”. Isto é tudo o que eu digo quando eu oro; eu não oro tentando incitar às emoções ou chorando, nada dessa insensatez é parte de mim nas orações.

Algumas pessoas, quando não podem despertar às emoções, não importando o quanto tentem, até mesmo pensam nos pais mortos de muito tempo atrás, para trazer lágrimas e para fingir em suas orações que são sérios diante dos outros. As orações inventadas são um monte de lixo que faria com que Deus vomitasse. As pessoas também incitam às suas emoções pensando na crucificação de Jesus e se mantendo, cegamente, aos gritos, “eu creio em Ti, Senhor!”. 

Mas, realmente, isto quer dizer que a fé dessas pessoas é forte? Se você pensa em seus pecados e tenta incitar às suas emoções, dizendo, “Deus, eu pequei. Ajude-me a viver em justiça”, então, na verdade, é muito possível se despertar emocionalmente. Tendo tal experiência emocional e um tempo chorando que pode fazer reduzir muita tensão, muitas pessoas sentem-se aliviadas, e pensam que isso se trata de fé. Embora estejam cheias de problemas, tais experiências emocionais pelo menos os fazem sentirem-se bem durante algum tempo, e, assim, eles continuam desta maneira com as suas vidas religiosas. 


Você tem Que crer que o Senhor Veio a Nós Pelos fios, Azul, roxo, Escarlate e pelo Tecido de Linho Retorcido

Nosso Senhor Jesus veio a nós pela Palavra. Portanto, você não O deveria esperar baseado em seus sentimentos, mas você tem que escutar o que a Palavra de Deus diz a você. O que é importante é se você crê ou não nesta Palavra de Deus em seu coração. Quando você ora, não tente se concentrar em suas emoções. Mas bem deve mantê-las em um nível apropriado. Por quê? Porque há muitos mentirosos neste mundo que chegarão a esses que gostam de se elevar e se inspirar emocionalmente para tirar proveito dos seus buracos emocionais. Porque as pessoas perdem com muita frequência a razão seguindo os seus sentimentos, quando são celebradas reuniões de avivamento debaixo de uma bandeira de “Grande Aviamento Espiritual”, frequentemente, o alvo é agitar os participantes com as emoções. 

Porém, agora que eu nasci de novo, eu não posso organizar tal tipo de avivamento e nem mesmo tentar, já que a pregação da Palavra de Deus não é incitar às emoções de pessoas com estas grandes reuniões de avivamento espiritual mundo afora. Porque eu nasci de novo da Palavra de verdade, eu tenho me despedido do meu aspecto emocional que se intrometia em minha vida espiritual. 

Nós, os justos que escutam a Palavra de Deus, usamos a razão, e cremos em nossos corações, e nunca gostamos de ser agitados emocionalmente. Nós cremos na verdade e percebemos rapidamente se alguém nos fala ou não da Palavra de Deus como é, e discernimos do mesmo modo se esta pessoa que fala conosco crê nela verdadeiramente. E porque nós sabemos e cremos na verdade dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido, nós temos o Espírito Santo em nossos corações, e todos nós sabemos que o estímulo emocional está longe da verdade, e aceitamos só a real verdade em nossos corações. 

Jesus veio a nós pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido. Quão maravilhosa esta verdade é? Quão maravilhoso é o amor de nosso Senhor Jesus que nos salvou? Pelas quatro obras de Jesus escritas na Palavra de Deus, todos nós viemos a crer que Jesus levou todos os nossos pecados nEle com o Seu batismo, que morreu na Cruz, e, assim, nos salvou com o cumprimento de toda justiça. 

Você crê nesta verdade no seu coração? Esses que pregam o evangelho têm que proclamar isto dentro do tecido de linho retorcido, que quer dizer, a Palavra de Deus no Antigo e no Novo Testamento, e o seu conteúdo deve ser os fios, azul, roxo e escarlate. E esses que ouvem isto têm que aceitar nos seus corações e têm que crer nisto totalmente. 


A Água da Pia Lava os Nossos Pecados

Pelo Seu batismo, Jesus levou todos os nossos pecados nEle e os lavou. O batismo de Jesus se refere à água da pia que limpou a nós, que estávamos destinados ao inferno por causa dos nossos pecados, e nos permitiu estar diante de Deus. Porque Jesus aceitou todos os nossos pecados sobre Ele pelo Seu batismo, Ele pôde ir à Cruz e nos lavar sendo crucificado à morte. O batismo de Jesus e a Cruz testemunham que Jesus levou à nossa condenação de todos os pecados. Pelo batismo e pela Cruz, Jesus cumpriu à nossa salvação. 

Fazer orações de arrependimento nunca poderá nos limpar de nossos pecados. Foi porque Jesus já levou os nossos pecados com o Seu batismo que todos os nossos pecados foram lavados. Por escutar esta Palavra e crer no que Jesus fez por nós é que podemos ser livres da condenação de todos os nossos pecados. Graças à condenação que Jesus suportou, nós já somos libertos da condenação pelos pecados através de nossa fé no Seu batismo. Verdadeiramente, nós fomos salvos por fé. De certa forma, a salvação é totalmente simples. Se nós crermos no presente de amor da salvação, nós poderemos ser salvos, mas se nós não crermos não poderemos ser salvos. 


A parte da Salvação Cumprida por Deus, Não Há Nada Que Possamos Fazer para sermos Salvos

Se não fosse por Deus, não poderíamos fazer nada por nossa salvação. Nosso Senhor Jesus decidiu nos salvar desta maneira ainda antes da criação do mundo e Ele realizou esta salvação, tudo depende do que o Senhor Jesus decide. Deus Pai decidiu nos salvar pelo Seu Filho e pelo Espírito Santo, e quando chegou o tempo determinado, Ele enviou o Seu Filho unigênito a esta terra. Quando Jesus completou trinta anos e chegou o tempo de realizar essas obras de salvação, o Pai fez com que o Cristo fosse batizado e morresse na Cruz, O ressuscitou, e, assim, nos salvou. Nós somos salvos aprendendo e conhecendo sobre o que o Senhor Jesus fez por nós na Palavra do Antigo e Novo Testamento, e crendo nisto em nossos corações. Assim, somos salvos por crer e aceitar à fé em nossos corações. 

Você crê que esta Palavra da Bíblia é a Palavra de Deus? Nenhuma outra coisa senão a Bíblia é o próprio Senhor Jesus, que tem existido desde o princípio e é a Sua própria Palavra. Pela Palavra do Antigo e Novo Testamento podemos conhecer e encontrar a Deus. E pela Palavra do Antigo e Novo Testamento, podemos perceber e crer que Ele nos salvou pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido. E, também, porque esses que creem nesta verdade são salvos, podem ser testemunhas de que esta Palavra tem poder com toda segurança. Nós não devemos julgar e medir à Palavra de Deus com os nossos próprios pensamentos restritos, mas temos que conhecer o suficiente acerca disso e saber exatamente como Deus nos salvou. 

Do Antigo e Novo Testamento, espero e oro para que todos vocês agora escutem e creiam na Palavra do fio azul (o batismo de Jesus), do fio roxo (Jesus é o Rei dos reis), do fio escarlate (a Cruz), e do tecido de linho retorcido (a Palavra de Deus do Antigo e Novo Testamento). Se você se afastou da Palavra de Deus e julga à Sua Palavra com a sua própria vara de medir pelo resto de sua vida, você nunca será salvo. 

Se você admite não conhecer bem à Palavra de Deus, você tem que escutar cuidadosamente o que os antecessores da fé dizem. Se eles são pastores, obreiros, ou leigos, quando você escuta a Palavra de Deus pregada por eles, e quando o que eles estão pregando realmente é certo diante de Deus, tudo o que você tem que fazer é reconhecer que está certo e crer nisto em seu coração. 

Esses que proclamam à Palavra não o fazem porque é fácil, mas eles fazem assim porque o que eles estão propagando é correto diante de Deus. É por isto que eles pregam o conhecimento correto diante de Deus - isto é, o evangelho da água e do Espírito, a verdade dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido. Não importa de quem O escutemos, se for a verdadeira Palavra de Deus, não existe nada mais do que possamos fazer senão aceitá-la com um sim, já que não há nenhum só til ou acento que seja incorreto na Palavra de Deus. 

Nós temos que crer na Palavra de Deus. O que é ‘Crer’? É aceitar. É confiar. Em outras palavras, porque o nosso Senhor Jesus foi batizado por nossa causa, nós confiamos às nossas fraquezas a Ele e dependemos dEle. “Realmente o Senhor me salvou fazendo isto? Eu confio e creio em Ti”. Crer assim é a verdadeira fé. 

Entre os teólogos deste mundo, é muito difícil de achar qualquer um que saiba e creia corretamente. Até mesmo antes de alcançar a pia, eles estão aprisionados na porta do Pátio do Tabernáculo, são incapazes de entrar até mesmo no Pátio. Quando eles pregam sermões sobre o Tabernáculo, eles fazem um esforço consciente de evitar a porta do pátio, e quando eles publicam livros sobre o Tabernáculo, eles inserem ilustrações que omitem a enorme porta que ocupava 9m. da cerca do pátio. 

Ocasionalmente, há alguns que corajosamente pregam sobre a porta do Pátio do Tabernáculo, mas porque eles não conhecem a substância fundamental do fio azul, eles só dizem, “azul é a cor do céu”. Assim eles afirmam que o fio azul é a cor do céu que manifesta que Jesus é o próprio Deus, e que o fio escarlate se refere ao sangue que Jesus derramou na Cruz enquanto esteve aqui nesta terra, e é assim que saltam, dissimuladamente, a verdade da porta do pátio do Tabernáculo. E o que há com o roxo? O roxo nos fala que Jesus é o Rei dos reis e o próprio Senhor. A divindade de Jesus já se sustenta perfeitamente no fio roxo, de forma de que não há nenhuma necessidade de reiterar à verdade com outra cor de fios. 

A verdade do fio azul é que Jesus Cristo veio a esta terra e levou todos os pecados da humanidade de uma única vez nEle sendo batizado por João Batista. Mas os teólogos deste mundo, porque não reconhecem este batismo de Jesus, nem podem conhecer isto, nem pregam isto, só proferem à sua insensatez. Esses que não têm nascido de novo, que não creem que Jesus veio nos fios, azul, roxo, escarlate e no tecido de linho retorcido não sabem que Jesus já levou todos os pecados pelo batismo e que já foi julgado e condenado. Como tal, eles se tornaram cegos espirituais incapazes de crer na Palavra, e, assim, eles fazem religiões a partir da Palavra de Deus interpretando-A arbitrariamente e com bases nos seus próprios pensamentos. Eles ensinam, “Creia em Jesus. Você então será salvo. E, de agora em diante, será bom e manso”. Eles têm feito da fé em Jesus Cristo uma mera religião que só enfatiza nas suas próprias obras virtuosas. 

Porque as pessoas sabem que elas não podem ser boas por mais que tentem, são enganadas facilmente por tais palavras que invocam à vontade da humanidade para tentarem ser bons. As religiões seguem o mesmo padrão velho, “Se você tentar, você pode fazer”, ou “Tente com o seu máximo esforço para chegar a ser santo”. O tema comum que corre por todas as religiões é que eles medem os pensamentos decentes, esforços, e a vontade da humanidade. E, por exemplo, o Budismo? O Budismo enfatiza os inúmeros esforços e a vontade da humanidade, e ainda ensina aos seus seguidores a tentarem ser santos por si mesmos, dizendo, “não mate; busque à verdade e seja bom”. Em certas áreas seus ensinos são bastante semelhantes às doutrinas Cristãs. A razão por que o Cristianismo e o Budismo se parecerem tão proximamente relacionados apesar de estarem em pontos extremos é porque ambas são meras religiões. 

Religião e fé são completamente diferentes um do outro. A verdadeira fé é reconhecer e aceitar em nossos corações o presente que o nosso Senhor Jesus nos deu, e que Ele nos salvou unicamente através da justiça de Deus. Fé é receber a remissão de pecados crendo em nossos corações que o Senhor Jesus veio a esta terra e foi batizado para levar os nossos pecados nEle, e que Ele foi condenado pelos nossos pecados sendo crucificado. Ter fé é crer que o Senhor Jesus nos libertou de todos os nossos pecados e da condenação deles, e que nos salvou pela água e pelo Espírito. Você crê? Nós verdadeiramente temos que crer em nossos corações. 


Deus Já Salvou a Mim e a Você de Todos os Nossos Pecados 

Como tal, tudo o que temos que fazer é crer nisto em nossos corações e aceitá-lo. Isto é o que os verdadeiros e obedientes filhos de Deus têm que fazer diante dEle, e tudo o mais não é tão importante. Porque Deus nos amou, Ele enviou o Seu único Filho a esta terra, O fez levar os nossos pecados nEle fazendo com que fosse batizado, e fez com que morresse condenando na Cruz, O ressuscitou, e, assim, nos salvou de todos os nossos pecados. 

Então, se você não crer nesta verdade, como o Senhor Jesus se sentirá? Até mesmo agora, se você quiser se tornar em um dos Seus obedientes filhos ou filhas que podem agradar o Seu coração, você tem que crer que Deus tem, através de Seu Filho, destruído todos os seus pecados e que o salvou deles. Se você crê em seu coração, em gratidão deve confessar com a sua boca. Você também quer crer nEle, mas lhe parece ser muito difícil crer em seu coração? Então, tente confessar à sua fé claramente com a sua boca. Quando você confessar que crê, a fé será plantada e irá crescer pouco a pouco. A fé pertence a esses que a levam corajosamente. 

Suponhamos por um momento que eu tenho um anel de diamante real. Suponhamos que mais adiante eu o daria a um de vocês, mas se um de vocês recusasse a aceitá-lo dizendo que não pode crer que o anel é feito de diamante real. Embora o anel seja realmente de brilhante real, porque esta pessoa não acreditou, não é nenhum diamante para ela, assim ela perdeu a chance para adquirir um anel de brilhante real. 

Fé é assim. Se um especialista autorizado provasse às pessoas com um certificado escrito de que o anel é feito de diamante real, elas então creriam. Deus tem nos dito em detalhes pela Sua Palavra escrita que a salvação que Ele nos deu é verdade. E esses que creem na Sua salvação porque a Sua Palavra a testifica são pessoas de fé. “É difícil para eu crer que é realmente verdade, mas porque Tu o dizes e és o Todo- Poderoso, eu creio”. Quando as pessoas creem assim, elas podem se tornar pessoas de fé, e o presente mais precioso será delas como prometido. 

Por outro lado, também há um tipo diferente de fé. Suponhamos que um trapaceiro fez uma imitação de um anel de brilhante, e que alguém o comprou pensando que fosse original estando admirado com as suas cores brilhantes. Esta pessoa está totalmente convencida de que ela fez uma escolha sábia, mas, na realidade, ela foi enganada. Quando as pessoas acreditam em testemunhos falsos que afirmam que o anel é feito de diamante enquanto, na verdade, não é, então, este falso diamante é igual ao diamante real para estas pessoas, porque elas acreditam cegamente que o anel é feito de diamante. Mas o que elas têm não passa de uma imitação. Igualmente, há pessoas que têm uma falsa fé. Embora elas estejam convencidas de sua fé, a mesma é falsa, sem bases e mística, já que não vem da Palavra de Deus. 

Deus disse, “Não terás outros deuses além de mim”. A Palavra de Deus é o próprio Deus, e a Palavra nos diz que a menos que nasçamos de novo da água e do Espírito, nós não poderemos ver o Reino de Deus (João 3:5). Deus está nos dizendo que sem passar através da porta do Pátio do Tabernáculo tecida dos fios, azul, roxo, escarlate e do tecido de linho retorcido, nós não poderemos entrar no Pátio do Tabernáculo, e que esses que não lavam as suas mãos e os seus pés na pia para deixá-los limpos não podem entrar no Tabernáculo. Como só esta Palavra é a verdade, qualquer coisa diferente disto é tudo falso. 

Só a fé na verdade é a fé real, e fé em qualquer outra coisa é totalmente falsa. Não importa quão ardentemente as pessoas possam crer, o que não for a Palavra de Deus não será a Palavra de Deus até o final. Quando Jesus lhe diz que Ele fez todos os seus pecados desaparecerem com o Seu batismo e Seu sangue na Cruz, tudo o que você tem que fazer é somente crer. Porque quem diz que Ele o tem feito assim é Deus, então, esta fé na Sua Palavra é real. Se o nosso Senhor Jesus não fez isto, então, este seria o Seu erro e a sua fé nisto não estaria equivocada. Por outro lado, se o Senhor definitivamente fez assim, e você ainda não creu, então, não está salvo, e isto é, claramente, por sua própria responsabilidade. É por isso que o que temos que fazer é somente crer. Nós temos que crer no que Deus fala conosco pela Sua Igreja. Você crê? 

Qual é a Palavra falada pela Igreja? É a Palavra de Jesus Cristo que veio a nós pelos fios, azul, roxo, escarlate e pelo tecido de linho retorcido. A Igreja proclama à Palavra de Deus, que diz que Jesus levou os nossos pecados nEle sendo batizado, que Jesus é o próprio Senhor, e que Ele levou à condenação de todos os nossos pecados à Cruz. A fé nesta verdade, que Jesus nos salvou assim, é a fé do diamante real garantida por Deus. 

Quando pela primeira vez conhecemos à vontade de Deus e os significados espirituais manifestados no Tabernáculo primeiro nós falamos deles, e isto é simples. Mas se nós fôssemos procurar, incapazes de conhecê-lo, o conhecimento só superficial sobre o formato externo do Tabernáculo, a palavra hebraica original para isto, ou seu antecedente histórico, nós não obteríamos nenhum benefício senão uma dor de cabeça. 

Creia no batismo de Jesus. Jesus recebeu o batismo que limpa todos os pecados escuros e sujos que ainda estão em nossos corações. O batismo significa lavar os pecados, passar a, sepultar, transferir, e cobrir. Foi porque Jesus recebeu tal batismo que Ele levou todos os nossos pecados nEle. Esses que não creem nisto serão condenados à morte e lançados ao inferno. “Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar, e a porás entre a tenda da congregação e o altar, e deitarás água nela. E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés. Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao Senhor. Lavarão, pois as suas mãos e os seus pés, para que não morram; e isto lhes será por estatuto perpétuo a ele e à sua semente nas suas gerações”. (Êxodo 30:18, 21). O não crer é estar debaixo de maldição. O não crer é ser lançado para o inferno. Se você não crer, a maldição de Jeová e a destruição descerão sobre ti, e você será lançado no fogo eterno. 

“Lavar-se-ão com água, para que não morram”. Deus falou isto ao Sumo Sacerdote, dizendo que é uma lei eterna e que seus descendentes, por todas as gerações, deveriam segui-la. Qualquer um que quer crer em Jesus como o seu Salvador tem que crer no Seu batismo e no Seu sangue sobre a Cruz. A fé pertence a esses que a agarram. A salvação se torna sua quando você aceita isto crendo em seu coração. A verdade só poderá ser benéfica a nós quando crermos nisto. Nós temos que crer no que Deus tem nos dito. Não há nenhum obstáculo maior para um coração que a incredulidade. 

Deus disse para que quando os sacerdotes viessem diante dEle, que eles teriam, primeiramente, que lavar as suas mãos e os seus pés na pia de bronze, e ainda há muitas pessoas que não têm nenhuma fé para lavar as suas mãos e os seus pés com a água da pia. Qualquer um que não tiver esta fé manifestada na pia será condenado à morte diante de Deus. Creia no evangelho da água e do Espírito em seu coração e seja limpo, e, assim, vá diante de Deus, evite à sua morte, e receba o Seu Reino como o seu presente. Não importa quanto discuta e insista diante de Deus, você certamente será condenado por não crer quando lhe foi dada uma oportunidade. Eu espero e oro para que ninguém entre vocês enfrente à morte por não crer na verdade. 

Se você não crer na verdade de salvação que destruiu os seus pecados com o batismo de Jesus e Seu sangue sobre a Cruz, você será grandemente prejudicado. Você crê? Nós temos que dar uma profunda e grande gratidão a Deus por nos salvar de nossos pecados e da condenação pela pia. 

A parte restante do Tabernáculo será discutida na sequência deste livro. Eu espero que todos vocês tenham o privilégio de se tornarem em filhos de Deus através das mensagens destes livros.

Voltar para a Lista