Estudo sobre o Tabernáculo

Os Sermões em Assuntos Importantes por Rev. Paul C. Jong

 

A Mesa de pão < Êxodo 37:10-16 >


< Êxodo 37:10-16 >

“Fez também a mesa de madeira de acácia; o seu comprimento era de dois côvados, e a sua largura de um côvado, e a sua altura de um côvado e meio. E cobriu-a de ouro puro, e fez-lhe uma coroa de ouro ao redor. Fez-lhe também, ao redor, uma moldura da largura da mão; e fez uma coroa de ouro ao redor da moldura. Fundiu-lhe também quatro argolas de ouro; e pôs as argolas nos quatro cantos que estavam em seus quatro pés. Defronte da moldura estavam as argolas para os lugares dos varais, para se levar a mesa. Fez também os varais de madeira de acácia, e os cobriu de ouro, para se levar a mesa. E fez de ouro puro os utensílios que haviam de estar sobre a mesa, os seus pratos e as suas colheres, e as suas tigelas e as suas taças em que se haviam de oferecer libações”.


The Table of Showbread

Colocando uma Moldura em Nossos Corações, Nós Devemos nos tornar as Pessoas que Comem o Pão da Vida Eterna

A mesa de pão, um dos instrumentos encontrados dentro do Tabernáculo, era feita de madeira de acácia, e era revestida com ouro puro. Medindo dois cúbitos (90 cm.) de comprimento, um cúbito e meio (67.5 cm.) de altura, e um cúbito (45 cm.) de largura. Na mesa de pão eram sempre colocados 12 pães, e estes pães somente poderiam ser comidos pelos sacerdotes (Levítico 24:5-9). 

As características da mesa de pão são: tinha uma moldura da largura de uma mão ao seu redor; um molde de ouro foi colocado ao redor desta moldura; quatro argolas de ouro foram colocadas nos quatro cantos; e as argolas seguravam os varais de madeira de acácia revestidos com ouro que eram usados para transportá-la. Os utensílios da mesa, suas tigelas, cálices, vasos e cântaros para despejar, também eram feitos de ouro.

Êxodo 37:11-12 registra, “E cobriu-a de ouro puro, e fez-lhe uma coroa de ouro ao redor. Fez-lhe também, ao redor, uma moldura da largura da mão; e fez uma coroa de ouro ao redor da moldura”. A mesa de pão no Santo Lugar da Casa de Deus tinha uma moldura que era tão alta quanto à largura da mão, e em torno da moldura um molde de ouro foi colocado. Por que Deus ordenou a Moisés que colocasse uma moldura desta maneira? Esta moldura da largura de uma mão, possuindo cerca de 10 cm. era para prevenir que o pão na mesa viesse a cair.

Como somente os sacerdotes podiam comer o pão que era colocado na mesa de pão, nós devemos, então, nos tornar as pessoas que podem comer deste pão espiritualmente. Só aqueles que foram salvos de seus pecados e receberam a vida eterna crendo no batismo de Jesus Cristo e no Seu sangue da Cruz, melhor dizendo, só aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito como a sua salvação, podem comer deste pão. 

Por ser uma moldura tão alta quanto à largura de uma mão especialmente colocada ao redor da mesa de pão do Tabernáculo, tinha-se a certeza de que o pão não deslizaria e cairia. E em todos os Sábados, quente e fresco, o pão era feito e colocado na mesa. Nós temos que prestar atenção particularmente para o fato de que uma moldura da largura de uma mão foi colocada em torno da mesa de mesa de pão, e que a moldura era coberta ao redor com um molde de ouro.

A moldura da mesa de pão nos ensina que devemos manter os nossos corações à Palavra da verdade que nos traz à salvação para, assim, recebermos a vida eterna. Isto nos diz que poderemos ter a fé espiritual dos fios, azul, púrpura, escarlate e do tecido de linho retorcido usados para a entrada do Tabernáculo somente quando crermos no batismo de Jesus Cristo e no Seu sangue derramado na Cruz. E nós viemos a perceber desta revelação que só aqueles que creem nesta verdade manifestada nestes fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido são feitos filhos de Deus. 

Nós não teríamos nada a ver com o Senhor Jesus a menos que creiamos deste modo, aqueles dentre nós que buscam ter o pão eterno precisam ter a fé que crê no evangelho da água e do Espírito manifestada nos fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido. Nós devemos crer que só o evangelho da água e do Espírito é a verdade real de salvação. Deus está nos dizendo, em resumo, para erguermos uma moldura de fé em nossos corações de forma que a Palavra de salvação não escape de nós.

Este evangelho da água e do Espírito vem sendo transmitido até nós desde a era da igreja primitiva. Desde a era da igreja primitiva até o presente dia, Deus vem limpando os pecados daqueles que creem neste belo evangelho. Nós podemos ver que, tanto agora como antes, Deus salva às almas daqueles que creem na verdade deste evangelho da água e do Espírito. Nós fomos salvos crendo na verdade manifestada na entrada do Tabernáculo, e Deus nos permitiu viver espiritualmente criando uma moldura em nossos corações. 

Pela nossa fé no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor Jesus, nós recebemos a vida eterna, e deste evangelho de verdade nós podemos compartilhar o pão de vida com os outros. E nós também estamos servindo às obras justas de Deus. Mesmo se estivermos crendo no evangelho da água e do Espírito, se falharmos em nos manter firmes à verdade deste evangelho, com o tempo, a perderemos, e, então, não significará nada mais diferente do que perder a nossa grande vida eterna. Como tal, nós devemos criar uma moldura de fé em nossos corações e sempre meditar profundamente no evangelho da água e do Espírito com a fé.


Em Nossos Corações Deve Haver a Fé Que Crê no Evangelho Contido nos Fios, Azul, Púrpura e escarlate

Se as pessoas não tiverem fé nesta verdade, não poderão ser salvas de seus pecados. Muitos podem até insistir sozinhos que são definitivamente salvos, mas, agora mesmo, porque os seus corações não estão firmados na crença do evangelho da água e do Espírito manifestado nos fios, azul, púrpura e escarlate, esta salvação que alegam ter é meramente defeituosa.

Não crer no evangelho da água e do Espírito como sendo a verdade é o mesmo pecado que abandonar o próprio Senhor Jesus. O pão da vida não é apenas algo que nós precisamos ter em posse, mas é algo que nós devemos pôr em nossas bocas, mastigar e comer, e, assim, fazer nossa à sua verdade. Quando continuamos sem crer na Palavra de Deus e mantemos isso em nossos corações, a verdade de salvação desaparecerá de nossos corações num instante.

Você pode se perguntar como é possível perder tal salvação tão preciosa quando já havia sido salvo dos pecados. Mas, infelizmente, muitos que não têm segurança sobre a Palavra de Deus, que inicialmente até receberam a verdade com júbilo, acabarão morrendo, por não terem a raiz da fé no evangelho verdadeiro. 

Relativo a este assunto, Jesus falou dos quatro terrenos diferentes que há no coração dos homens quando apresentou a parábola do semeador (Mateus 13:3-9, 18-23). Nesta parábola, as sementes da verdade de Deus foram semeadas em quatro terrenos diferentes no coração da humanidade. O primeiro terreno era à margem da estrada, o segundo era lugar pedregoso, o terceiro era terreno espinhoso, e o quarto era o bom terreno. Destes, as sementes que caíram nos primeiros três terrenos falharam em dar frutos, e somente as que caíram no quarto terreno, aquele bom terreno, deram frutos. Isto significa que muitas pessoas podem perder a sua salvação no meio do caminho embora uma vez tenham ouvido e aceitado o evangelho da água e do Espírito, o verdadeiro evangelho de salvação. Como tal, devemos nos lembrar de que, se o terreno de nossos corações não for bom, nos é possível perder a nossa salvação que o Senhor Jesus nos deu.

Se em nossos corações cremos na salvação que resultou dos fios, azul, púrpura e escarlate, os terrenos de nossos corações, então, podem ser bons. Mas, às vezes, vemos que algumas pessoas perdem a salvação por causa de suas inabilidades em defesa da fé, e isso é o resultado de não terem uma fé na Palavra de Deus profundamente arraigada. Isto é por que nós devemos ficar na Igreja de Deus, ter o pão da vida verdadeiro diariamente, e crescer em fé. Com a verdade manifestada nos fios, azul, púrpura e escarlate, Deus está nos nutrindo diariamente de forma que a nossa fé venha a crescer.

Nós devemos afirmar diariamente em nossos corações a remissão de pecados que nós recebemos. A verdade que deve ser achada em nossos corações é a salvação do evangelho da água e do Espírito manifestada nos fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido. Esta verdade de salvação está nos corações daqueles que receberam a remissão de pecados. Renovando a nossa fé neste evangelho verdadeiro da água e do Espírito, podemos viver dia a dia como filhos de Deus. 

Como tal, principalmente aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito devem também meditar diariamente no evangelho da justiça de Deus manifestado nos fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido, e afirmar esta fé diariamente. Por quê? Porque se nós não nos assegurarmos sempre sobre o evangelho da água e do Espírito, e firmemente não afirmarmos esta fé, nós poderemos perdê-la a qualquer hora. Nós devemos sempre nos lembrar do que o escritor de Hebreus disse à Diáspora judaica: “Portanto, convém-nos atentar, com mais diligência, para as coisas que já temos ouvido, para que, em tempo algum, nos desviemos delas”. (Hebreus 2:1).

Hoje, até entre aqueles que conhecem o evangelho da água e do Espírito, vemos que existem muitos cuja fé no evangelho se enfraquece com o passar do tempo. Isto porque, embora já tenham crido no evangelho da água e do Espírito, falharam em comer o pão de vida continuamente no Santo Lugar, e, como resultado, os seus corações não foram refinados com a fé verdadeira. 

Existem também muitos servos de Satanás neste mundo que estão tentando matar os justos alimentando-os com o pão fermentado, que quer dizer, com os ensinos de sua própria carne. Se um falso evangelho for introduzido na Igreja de Deus, a verdade mistura-se com as mentiras, e transforma os crentes em pessoas que não poderão mais ser aceitas pelo Senhor Jesus. Tais pessoas conhecem a verdade, mas não creem por causa de seus fracassos para erguerem a moldura da verdadeira fé, e acabam, então, como aqueles que não são mais completamente salvos de seus pecados. Provérbios 22:28 diz, “Não removas os antigos limites que teus pais fizeram”. 

Então é extremamente importante que não removamos o marco de nossa fé. Claramente devemos ter o limite de nossa fé verdadeira e defendê-la até o dia em que o nosso Senhor Jesus retorne. Só assim poderemos sempre nos alimentar do pão de vida; e somente assim, também, poderá o Senhor Jesus habitar no centro de nossos corações; e poderemos ter a vida eterna. Não importa quanto pão Deus nos dá, se nós não apreciarmos à sua preciosidade e falharmos em nos firmar sobre ele com os nossos corações, ou se nós removermos a moldura de nossos corações e deixarmos o pão de vida cair da mesa acabaremos nos transformando em filhos para a destruição.

Entre nós há quem recebeu a remissão de pecados muito recentemente, enquanto, para outros, faz décadas desde que, pela primeira vez, ouviram o evangelho da água e do Espírito e foram redimidos de seus pecados. Desde que nós ouçamos diariamente sobre a Palavra do evangelho da água e do Espírito, pode ser muito bem possível que alguns possam ficar cansados assim que a palavra “água” do evangelho da água e do Espírito seja mencionada. Mas, entretanto, nós devemos continuar comendo o pão do evangelho verdadeiro. Por quanto tempo nós devemos fazer isto? Até o dia que o Senhor Jesus retornar. 

Alguns de vocês podem se queixar de que eu esteja sempre e continuamente pregando sobre o evangelho da água e do Espírito, mas é preciso, antes, que entendam por que eu tenho que pregar desta forma. Devido à nossa fé precisar ser fortalecida cada vez mais com o evangelho da água e do Espírito, e, para que, dessa forma, possamos nos tornar obreiros de Deus, é que insisto nas minhas pregações. Nós devemos cumprir perfeitamente o papel de vigilantes fiéis para as almas desta era. Para as almas nascidas de novo, este evangelho da água e do Espírito é o pão de vida e a comida verdadeira da fé no batismo e no sangue de Jesus Cristo. Como tal, nós devemos ter este pão em todos os dias, mas não somente isto, pois, na verdade, não devíamos ter este pão de vida somente para nós mesmos, mas precisamos, também, compartilhar diariamente com os outros, de forma que possam, igualmente, receber a remissão de pecados.

O pão do justo é para propagar a Palavra do evangelho da água e do Espírito e, assim, libertar as outras pessoas do poder da escuridão e conduzi-las para o Reino do Filho de Seu amor (João 4:34, Colossenses 1:13). Se nós negligenciarmos em ter o pão do evangelho da água e do Espírito, inevitavelmente cairemos doentes ou morreremos. Às vezes, por causa da fraqueza de nossa carne, nossa fé no evangelho da água e do Espírito pode ser debilitada. Mas se nos firmarmos sobre o evangelho da água e do Espírito em tempos de dificuldades, ele pode se transformar em uma janela de oportunidades para as nossas almas se tornarem muito mais fortes. 

Quando nós ouvimos e meditamos profundamente neste evangelho de verdade, e quanto mais nós ouvimos dele, mais as nossas almas são fortalecidas, e mais fortes às nossas fés se tornam, e uma força mais renovada vemos surgir em nossos corações. Nós precisamos ouvir o evangelho da água e do Espírito diariamente, afirmar e refinar à nossa fé neste evangelho. Como Deus diz, “Tira da prata as escórias, e sairá vaso para o fundidor;” (Provérbios 25:4), nós precisamos do refinamento de nossa fé, o que significa que precisamos continuar ouvindo o evangelho da água e do Espírito, reconhecendo-o em nossos corações, e meditando profundamente nele repetidas vezes, para que o evangelho da água e do Espírito seja o pão de vida que nos faz viver! Como o Senhor Jesus disse na Oração Sacerdotal, “O pão nosso de cada dia nos dá hoje”. Nosso Senhor Jesus realmente nos deu à Palavra do evangelho da água e do Espírito. Por isto é que Ele disse que nós orássemos desta forma.

Quando vemos à nossa salvação por meio da remissão de pecados que Deus nos deu, devemos saber claramente como era a nossa fé antes de sermos salvos de todos os nossos pecados. “Antes de saber desta verdade, eu não tinha sido salvo de meus pecados”. Claramente, nós devemos admitir isto a todo o momento. Entretanto, a verdade é que, mesmo crendo em Jesus, não tínhamos sido salvos de nossos pecados. “Eu não havia sido completamente salvo de todos os meus pecados naquele tempo, mas, como eu continuei ouvindo este evangelho da água e do Espírito vim a crer nele em meu coração ainda em tempo”.

Embora antes cresse em Jesus ser o meu Salvador, a minha salvação não era perfeita até então, mas, agora, ouvindo o evangelho verdadeiro da água e do Espírito, eu estou verdadeiramente salvo. “Agora, eu posso crer no evangelho da água e do Espírito, e creio verdadeiramente”. Somente quando você perceber e crer que o Senhor Jesus lhe salvou completamente de seus pecados com o Seu batismo e o Seu sangue vertido na Cruz, é que o presente da salvação verdadeira sobrevirá em seu coração. Esta fé que crê na verdade é a fé verdadeira que salva você.

O evangelho da água e do Espírito revelado na Bíblia é diferente da fé que nós tivemos antes. Nós, naquele tempo, críamos no evangelho somente do sangue da Cruz, em vez do evangelho perfeito da água e do Espírito. A fé só na Cruz e a fé no evangelho da água e do Espírito podem se parecer semelhantes à primeira vista, mas são completamente diferentes no final das contas. Antes de você conhecer este evangelho da água e do Espírito, você não cria somente no sangue da Cruz? Todos os seus pecados estavam realmente redimidos? Claro que não! Quando você crê somente no sangue de Jesus Cristo derramado na Cruz, ainda haverá pecados reais (diários) em seu coração. Esta é a diferença entre a fé que crê no evangelho da água e do Espírito e a fé que crê só na Cruz. 

A diferença clara é que os que creem somente no sangue da Cruz não são salvos, enquanto que aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito são salvos de todos os seus pecados. Como tal, as suas almas são evidentemente diferentes. Mas as pessoas incompreensíveis não percebem isto. Embora os dois evangelhos sejam parecidos e semelhantes, existe uma grande diferença de fé entre os dois modos de crer, a qual tentam minimizar. Mas quanto a esta diferença que dizem ser pequena, quer sim, ou não, nós cremos que é o batismo de Jesus o que nos faz receber ou perder a vida eterna. Então nós reconhecemos que existe uma diferença entre estas duas fés que nunca pode ser minimizada.

Nós devemos entender exatamente qual é a fé que constitui o limite de nossa salvação de pecados. Para sermos salvos de todos os pecados, devemos crer no evangelho da água e do Espírito. Este evangelho da água e do Espírito é a verdade da remissão de pecados. A condição clara de salvação será sua quando você admitir que não estivesse certamente salvo antes de crer no evangelho da água e do Espírito, e que, agora, você verdadeiramente crê no evangelho verdadeiro com o seu coração. 

Se você crer no evangelho da água e do Espírito no centro de seu coração, claramente deve admitir estar diante de Deus, e que recebeu a remissão de seus pecados escutando e crendo no evangelho da água e do Espírito. Se você agora crê na verdade do evangelho da água e do Espírito, você pode, então, evidentemente achar esta evidência em seu coração.

Nós devemos examinar à nossa fé cuidadosamente diante de Deus. Não existe absolutamente nenhuma vergonha em examinarmos à nossa fé. Se você levasse cinco anos desde quando creu pela primeira vez em Jesus por meio do evangelho da água e do Espírito no centro de seu coração, não existiria nenhuma vergonha. Se você levasse 10 anos para ser salvo, não existiria nenhuma vergonha também, e se você levasse até 20 anos para ser salvo, ainda assim não existiria absolutamente nenhuma vergonha. Pelo contrário, é uma bênção! 

Porém, a realidade é que existem muitos que fingem ser salvos dos pecados que cometem. Mas o Espírito Santo, que sonda todas as coisas, não pode aprovar tal tipo de fé, porque não delineiam honestamente uma linha clara de salvação. É muito mais sábio, até agora, fixar a linha do limite de nossa salvação claramente - não é saber o dia exato em que fomos salvos, mas o que é importante aqui é distinguir com clareza entre antes e depois de sermos salvos - e confessar a fé perfeita com distinção.


Nossos Pais da Fé Também Criam no Mesmo Evangelho que Nós Agora Cremos

Tendo atravessado o Mar Vermelho, quando o povo de Israel buscou cruzar o Rio Jordão para entrar na Terra de Canaã, somente puderam cruzar o rio com segurança quando, realmente, seguiram os seus sacerdotes que primeiro passaram na frente levando a Arca do Concerto de Deus. Se ficarmos apenas pensando - “Oh, de que forma eu posso cruzar o Rio Jordão?” - e não o cruzarmos, não poderemos entrar na Terra de Canaã, e ainda estaremos parados na margem sem passar para o outro lado. Para entrarmos na Terra de Canaã, absolutamente devemos cruzar o Mar Vermelho e o Rio Jordão pela nossa fé no Senhor Jesus.

Espiritualmente falando, o Rio Jordão é o rio da morte e da ressurreição. A fé que nos salvou dos pecados é a fé que crê assim: - “eu deveria ser lançado no inferno, mas o Senhor Jesus veio a esta Terra e me salvou com o Seu batismo e o Seu sangue derramado na Cruz”-. Para nos salvar perfeitamente, nosso Senhor Jesus foi batizado no Rio Jordão e derramou o Seu sangue na Cruz. Deste modo Ele tomou todos os nossos pecados e pagou o salário destes pecados renunciando à Sua própria vida em nosso lugar. Agora, nós devemos crer nesta verdade e traçar uma linha de fé e uma linha de salvação bem claramente e definida em nossos corações.

Como eu prego a Palavra de Deus, eu posso ver que existem muitos na Igreja que ainda não definiram, claramente, a linha de salvação no centro de seus corações e permanecem incapazes de seguir perfeitamente ao Senhor Jesus. Eles se perguntam como podem traçar esta linha entre antes e depois de sua salvação. Eles se desculpam dizendo: “Há alguém nesta terra que tenha conseguido traçar esta linha? O Apóstolo Paulo fez? Pedro fez? Quem já fez isto?”. Mas os Apóstolos da fé como Paulo, Pedro e os demais, todos traçaram a linha de salvação. 

No caso de Paulo, ele traçou isto no caminho de Damasco. Então, ele mencionou frequentemente as palavras “uma vez, em tempos passados, ou depois”, sempre em contraste com a palavra “agora”. Como para Pedro, ele também disse as mesmas palavras acima (1 Pedro 2:10, 14, 25). Nós podemos ver que ele também traçou esta linha quando nós olhamos para as suas confissões: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. (Mateus 16:16), e, “Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo”. (1 Pedro 3:21). Paulo e Pedro claramente traçaram a linha da fé verdadeira entre antes e depois da salvação recebida.

Deste modo, a pergunta sobre você crer ou não crer no evangelho da água e do Espírito não é problema de outra pessoa, mas é um problema de sua própria alma. Os servos de Deus, na Bíblia, sem exceção, lidaram com o problema dos pecados cometidos. Este é um problema extremamente importante para todos nós, e devemos resolver por meio de nossa fé. Quando nós cremos no evangelho da água e do Espírito e resolvemos o problema de pecados no centro de nossos corações, Deus fica muito contente. Você quer agradar a Deus? Então, tudo que você tem a fazer é reconhecer a sua pecaminosidade e resolver este problema crendo no evangelho da água e do Espírito. Se por todo esse tempo você ainda não foi salvo, então, deve confessar isso e dizer assim: - “Deus, eu ainda não fui salvo”.

Jesus disse, “E tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”. (Mateus 16:19). Do nosso lado, primeiro devemos admitir, “Deus me salvou com a água e o Espírito. Agora, no centro de meu coração, eu creio na verdade do evangelho da água e do Espírito. Não existe mais nenhuma dúvida de que o Senhor Jesus me salvou pelo evangelho da água e do Espírito”. 

Todos nós devemos aceitar o evangelho da água e do Espírito em nossos corações. “Eu confio neste evangelho por ser a verdade com a qual o Senhor Jesus eliminou todos os meus pecados mais do que suficientemente. Então, eu creio neste evangelho totalmente agora. Eu fui salvo pela fé”. Quando reconhecemos e cremos no evangelho dado pelo Senhor Jesus, deste modo, Deus nos diz, “eu aprovo a sua fé”. 

Deus já nos deu a verdade da água e do Espírito que pode nos salvar perfeitamente, se nós, de nossa parte, não traçamos uma linha de salvação e não aceitamos esta salvação crendo nesta verdade, Deus, quanto a Ele, não pode nos reconhecer como os salvos. A salvação não é de qualquer forma, Deus nos trata com individualidade e não compulsoriamente, se você não crer no evangelho da água e do Espírito no centro de seu coração, Ele não pode lhe dar a remissão de seus pecados. Se você não reconhecer o evangelho da água e do Espírito em seu coração, em outras palavras, o Espírito Santo não pode habitar em seu coração.

Nós rejeitamos todos outros evangelhos como falsos, mas nunca o evangelho da água e do Espírito. Ou será que pensamos que tais evangelhos falsos são ainda úteis, e, assim, não há necessidade de jogá-los fora? Nós precisamos nos examinar com sinceridade absoluta para sabermos como exatamente estamos crendo. Vamos assumir por um momento que encontramos acidentalmente uma pilha de eletrodomésticos e eletrônicos usados. Vamos ainda assumir que nós trouxemos alguns para casa pensando que ainda podíamos recuperar algum deles, mas descobrimos mais tarde que nenhum deles funcionava e que eram todos inúteis. Nós devíamos, então, ainda assim mantê-los ou jogar fora? Uma vez que decidimos que são todos inúteis, claro que nós devíamos jogar todos eles fora. Quando você alcança uma conclusão de que algo nunca pode ser útil para você e não é mesmo autêntico, você deve também saber como o lançar resolutamente fora.

Se assim é como devemos agir nos negócios da terra, como devíamos, então, agir quando viesse para os nossos negócios espirituais? Nós devemos ser até mais decisivos em nossa rejeição de “ficar na cama” até tarde sem tomar uma rápida decisão em nossos negócios espirituais. Nós devemos traçar uma linha clara que possa distinguir a nossa fé no evangelho da água e do Espírito da falsa fé que crê somente no sangue da Cruz; nós devemos reconhecer que a fé só no sangue da Cruz nunca pode nos trazer à salvação; e nós devemos jogar fora esta doutrina falha. Qual é o evangelho biblicamente anunciado? É o evangelho só do sangue da Cruz? Ou é o evangelho da água e do Espírito? Sua fé que crê no evangelho da água e do Espírito lhe salvou de seus pecados e é o que agrada a Deus.

Em resumo, existem dois tipos de cristãos: Aqueles que sabem e creem no evangelho da água e do Espírito e aqueles que não. Pode parecer aparentemente que ambos se guiam para uma vida de fé similar, mas a verdade do assunto é que os dois são totalmente diferentes. De alguma forma, o evangelho falho que você cria ainda tem sido útil? Você ainda o mantém todo este tempo pensando que poderia vir à mão algum dia mais adiante? 

Tal fé é uma fé falsa, é algo que se originou de pensamentos humanos, e você deve jogar fora toda a bagagem velha de seu passado. É por ainda não ter jogado fora tudo o que é falso e mentiroso, que você está tendo problemas no centro de seu coração. Eu te aconselho a lembrar-se da Palavra de Deus: “Guardarás os meus estatutos; não permitirás que se ajuntem misturadamente os teus animais de diferentes espécies; no teu campo não semearás sementes diversas, e não vestirás roupa de diversos estofos misturados”. (Levítico 19:19).


No Santo Lugar Devemos Entrar Somente por Sua Entrada

Com quais materiais a entrada do Tabernáculo foi feita? Era tecida de fios, azul, púrpura, escarlate e do tecido de linho retorcido. Aqueles que nasceram de novo da água e do Espírito devem abrir esta entrada do Tabernáculo e entrar no Santo Lugar. Debaixo das colunas da entrada do Tabernáculo, bases de bronze foram colocadas. Estas bases de bronze nos fazem reconhecer que o evangelho da água e do Espírito é a verdade de salvação. 

Elas nos ensinam que não tínhamos nenhuma outra escolha e que seríamos condenados por Deus a morrer pelos nossos pecados. Mas recebendo a bênção de nascer de novo pelo evangelho da água e do Espírito, nos tornamos filhos de Deus. Nós somente poderemos entrar no Tabernáculo quando lançarmos fora a noção confusa sobre as cores dos quatro fios usados para a sua entrada. Nós não poderemos ser salvos crendo somente no ministério de Jesus Cristo manifestado no fio escarlate.

A menos que joguemos fora os nossos pensamentos e a fé egocêntrica, nunca poderemos crer na salvação manifestada nos fios, azul, púrpura e escarlate. Nós devemos reconhecer que a verdade manifestada nos fios azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido é o evangelho da água e do Espírito, e nós devemos reconhecer como são tão falhos os nossos pensamentos egocêntricos quando estamos crendo somente no sangue da Cruz. 

Se Deus está de acordo, Ele te levará à verdade do evangelho da água e do Espírito. Somente aqueles que creem nesta verdade do evangelho da água e do Espírito podem ser redimidos de todos os seus pecados e receber a vida eterna. Só poderemos abrir a entrada de salvação e entrar no Santo Lugar se crermos nesta verdade bem no centro de nossos corações.

Se você falhar em discernir o engano de sua velha fé, a que tinha antes de conhecer o evangelho da água e do Espírito, sofrerá o castigo dos pecados, pois você não poderá ser salvo. Se isto acontecer, você não poderá entrar no Santo Lugar e ter o pão da vida eterna. Quando você entrar no Santo Lugar crendo no evangelho da água e do Espírito você poderá ter a fumaça do pão de vida. 

Vocês devem perceber que o Senhor Jesus os fez filhos de Deus lavando os seus pecados com o Seu batismo, o fio azul, e aguentou a condenação de seus pecados com a morte na Cruz, o fio escarlate. Você, claramente, deve entender e crer que o evangelho da água e do Espírito é a verdade que é absolutamente necessária para você. Você poderá entrar na Igreja de Deus e compartilhar o pão de vida com os justos somente quando você souber que Deus é A pessoa que lhe deu o evangelho da água e do Espírito, e só quando você crer neste evangelho. 


A Carne do Senhor É o Pão de Vida da Remissão dos Pecados

Vamos olhar João 6:49-53: “Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como nos pode dar este a sua carne a comer? Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos”. Jesus disse que aqueles que comem a Sua carne e bebem o Seu sangue terão a vida eterna. Esta passagem significa que todos nós devemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue.

Como, então, nós podemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue? É crendo no evangelho da água e do Espírito que nós podemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue. Crendo que Jesus tomou todos os nossos pecados com o Seu batismo, nós podemos comer a Sua carne, e crendo que Jesus carregou os nossos pecados e foi condenado à morte na Cruz por eles, nós podemos beber o Seu sangue. 

Nós devemos também crer que pelas obras de salvação manifestadas nos fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido, Jesus eliminou todos os nossos pecados e nos fez filhos de Deus. Não importando o quanto você poderia ter crido antes de crer no evangelho da água e do Espírito, você deve reconhecer que a sua velha fé estava errada, e deve, agora, criar uma moldura de fé que inclua a carne e o sangue de Jesus, e comer o pão de Palavra.

João 6:53 afirma, “Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos”. Até agora, algumas pessoas usam esta passagem para discutir acerca da doutrina de transubstanciação. Esta doutrina afirma que o pão e o vinho usados na Santa Ceia são transformados na carne e no sangue real de Jesus quando são apresentados na cerimônia de fé. Mas nós devemos perceber e crer que esta passagem de João 6:23, longe de falar de transubstanciação, de fato, fala do evangelho da água e do Espírito.

Durante a Santa Ceia, se você esperar em um local e o padre por um pedaço de pão em sua boca, esta hóstia se transformaria no corpo de Jesus? Seriamente, Não! Nós podemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue crendo que Jesus veio a esta Terra, tomou os pecados do mundo e os limpou quando foi batizado, que levou estes pecados para a Cruz e morreu nela, e, assim, nos salvou da morte. 

Aqueles que comem a carne de Jesus e bebem o Seu sangue pela fé são aqueles que creem na verdade de que Jesus, com os fios, azul e escarlate, nos salvou tomando todos os nossos pecados e suportando a condenação destes em Seu próprio corpo. Nós devemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue com a nossa fé no Seu batismo e no Seu sangue.

Para aceitar os nossos pecados que foram passados para Ele, Jesus foi batizado por João Batista no Rio Jordão. Vamos nos voltar para Mateus 3:15-17: “Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”.

Foi por ter tomado todos os pecados do mundo quando foi batizado por João e morto na Cruz, que Jesus cumpriu toda a justiça de Deus. Nossa fé que crê na verdade do evangelho, que diz que todos os pecados do mundo foram passados para Jesus Cristo quando Ele foi batizado por João, é a fé verdadeira com que nós podemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue.

Se você reconhece esta verdade, você já comeu a carne de Jesus pela fé. Que os seus pecados e os pecados do mundo foram passados para Jesus Cristo de uma vez por todas é a verdade. Então, é extremamente importante para você crer nisto no centro de seu coração. Esta fé é a fé que lhe permite comer a carne de Jesus. Seus pecados foram passados para Jesus por Seu batismo? Só quando você crer nisto poderá comer a carne de Jesus. Depois de batizar Jesus, João Batista declara, “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”. (João 1:29).

Por ter aceitado todos os pecados do mundo por Seu batismo, Jesus Cristo os levou em Seu corpo, foi crucificado, derramou o Seu sangue e morreu. Deste modo, quando foi crucificado, pregado em ambos os Seus pés e mãos, e derramando o Seu sangue, Jesus Cristo gritou na hora que morreu, “Está consumado!”. Depois, Ele ressuscitou de entre os mortos em três dias, testemunhou por 40 dias, ascendeu ao Céu exatamente quando olhavam para Ele, e, agora, se assenta à destra de Deus Pai. E Ele também prometeu que retornaria da mesma maneira que ascendeu ao Céu. Você crê nesta verdade no centro de seu coração? É crendo nesta verdade que você pode comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue. É quando verdadeiramente cremos no centro de nossos corações que podemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue. É com esta fé que podemos comer o pão do Santo Lugar.

Nosso Senhor Jesus nos ordenou que nos lembrássemos de Sua carne e sangue sempre que nos reuníssemos (1 Coríntios 11:26). Como tal, em todas as vezes que nos reunirmos, deveremos celebrar a carne e o sangue de Jesus o tempo todo. Como é pela fé que devemos comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue sempre que nos reunirmos, como podemos manter a Santa Ceia somente como uma cerimônia formal? 

Porque cremos no batismo em que Jesus tomou os nossos pecados em Seu próprio corpo e no Seu sangue de sacrifício na Cruz, é pela fé que nós estamos nos lembrando de Sua carne e sangue diariamente. É porque cremos na verdade da água e do Espírito que diariamente comemos a carne de Jesus e bebemos o Seu sangue. Como Jesus disse, “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. (João 6:54). Ele arrebatará àqueles que comem Sua carne e bebem o Seu sangue no último dia.

Nós devemos admitir isto, mas se nossa fé não nos permitir comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue, então, se trata de uma fé defeituosa. Nosso Senhor disse, “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim”. (João 6:54-57). 

Aqueles que comem a carne do Senhor e bebem o Seu sangue pela fé viverão por causa Dele. Por outro lado, aqueles que não comem a carne, mas só bebem do sangue do Senhor morrerão, porque não creram completamente. Mas não é difícil para nós comermos a carne de Jesus e beber o Seu sangue pela fé.

Vamos assumir por um momento que aqui existe um exame de salvação que nós devemos passar para podermos entrar no Reino de Deus. Uma de suas perguntas é a seguinte: “Qual é a fé que lhe permite comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue?”. Como nós devemos responder a esta pergunta? Quando a carne e o sangue de Jesus constituem a verdade, nós podemos dizer que comemos a Sua carne quando, de fato, apenas bebemos o Seu sangue? Nós devemos escrever o batismo e a Cruz de Jesus como a nossa resposta. Nós poderemos entrar no Reino de Deus somente quando comermos a carne de Jesus e bebermos o Seu sangue. Ainda que antes fôssemos descrentes por mal compreendermos, se nós mudarmos os nossos corações, comermos a carne de Jesus e bebermos o Seu sangue, poderemos, então, passar pelo teste. Se nós crermos na carne e no sangue de Jesus agora mesmo, neste grande momento, nós poderemos passar pelo exame suficientemente aprovados.

As pessoas olham para a aparência exterior, mas Deus olha para o centro do coração, quando nós cremos em ambos o batismo de Jesus e o sangue da Cruz, estamos, então, comendo a carne de Jesus e bebendo o Seu sangue. Deus olha para o centro de nossos corações para ver se realmente temos fé na carne e no sangue de Jesus em nossos corações. Então, se nós não cremos na carne e no sangue de Jesus no centro de nossos corações, nós não fomos salvos dos pecados que cometemos. Não importa como você pôde ter crido antes, se você agora tiver a fé que crê em ambas a carne e sangue de Jesus, você pode entrar no Reino de Céu.

Muitos religiosos deste mundo estão permanentemente debatendo sobre a veracidade da doutrina de transubstanciação. O que realmente necessitamos, de fato, é a fé que nos permite comer a carne de Jesus e beber o Seu sangue. Mas isto só é possível quando crermos no evangelho da água e do Espírito em nossos corações. Crer em Jesus no centro de nossos corações pelo evangelho da água e do Espírito é estar comendo o pão verdadeiro e bebendo a verdadeira bebida.


Nós Devemos Crer no Batismo e no Sangue de Jesus como a Nossa Remissão de Pecados

Nosso Senhor disse, “Meu sangue verdadeiramente é bebida”. (João 6:55). Nosso Senhor Jesus carregou a condenação de todos os pecados na Cruz. A fé que crê que Jesus Cristo tomou os nossos pecados sendo batizado e derramando o Seu sangue na Cruz é a fé que nos habilita a beber o sangue de Jesus. Pelo batismo que recebeu de João, Jesus tomou todos os nossos pecados, incluindo aqueles de seus filhos, de seus pais, e de cada um de todos de nós; e derramando o Seu sangue na Cruz Ele carregou a condenação de todos estes pecados. Com o Seu batismo e sangue, Jesus Cristo resolveu todos os nossos problemas de pecados e os de todos neste mundo inteiro. Crendo que Jesus, deste modo, tomou os nossos pecados com o Seu batismo e foi condenado à morte na Cruz por nossos pecados, tendo derramado o Seu sangue na Cruz é estar bebendo o sangue de Jesus pela fé.

Hoje no mundo, existem muitos dizendo que creem no evangelho da água e do Espírito, mas somente em palavras. Porém, completamente não creem na carne e no sangue de Jesus. Qualquer um que não tenha a fé completa que crê na carne e no sangue de Jesus Cristo não pode ser redimido dos pecados que comete. Você pôde ter crido anteriormente que o sangue vertido na Cruz era a única verdade, mas como agora você encontrou a verdade real, você deve ter a fé que claramente crê na carne e no sangue de Jesus Cristo. Só assim Deus reconhecerá você como um salvo. Mas se, por outro lado, você não traçar uma linha clara de salvação neste assunto, que é a remissão de pecados recebida pela fé que crê na carne e no sangue de Jesus Cristo no centro de seu coração, então, você não pode ter a sua fé aprovada por Deus.

Nosso Senhor Jesus disse, “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele”. (João 6:56). Mas a menos que nós comamos a carne de Jesus e bebamos o Seu sangue pela fé, não poderemos entrar na presença de Deus. E qualquer um que não tenha esta fé que crê na carne e no sangue não poderá permanecer no Senhor Jesus. É minha esperança sincera que ninguém entre os santos, os obreiros e servos de Deus em nossa Igreja tragicamente venha a cair desta fé que crê na carne e no sangue de Jesus Cristo.

Quando Sodoma e Gomorra foram destruídas pelo fogo, em grande parte reconheceram a palavra que lhes daria a vida oferecida por Deus, anunciada para eles, como se fora uma piada. Para aqueles que não tomarem a Palavra de Deus seriamente, o julgamento de Deus será trazido sobre eles da mesma maneira como está escrito. Os incrédulos serão condenados por seus pecados de incredulidade. Eles serão destruídos por causa de seus pecados. E não importa que não estejam mais rindo como se houvessem ouvido uma piada, serão novamente castigados. 

O evangelho da água e do Espírito se refere à fé na carne e no sangue de Jesus. É crendo nesta verdade que nós fomos redimidos de nossos pecados e recebemos a vida eterna. Porque a fé na carne e no sangue de Jesus Cristo, que nós cremos, é o evangelho verdadeiro e a verdade real, nós devemos manter esta fé em nossos corações. Por primeiramente levantarmos alta a moldura da fé em nossos corações, devemos segurar firmemente toda a Palavra de Deus e nunca permitir que ela escape de nós. Crendo em nossos corações, devemos aceitar a verdade de que Deus eliminou todas as iniquidades dos pecadores com a carne e o sangue de Jesus Cristo. 

Eu espero e oro para que vocês todos creiam no evangelho da água e do Espírito cumprido pelo Senhor Jesus, comam o pão da salvação que salva você de seus pecados, e, assim, recebam a vida eterna.

Voltar para a Lista