Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-1] (Mateus 24:32-51) Bem-aventurados os que compartilham o pão da vida nestes últimos dias

(Mateus 24:32-51)
“Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar. Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis. Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu Senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo que o seu Senhor, quando vier, achar servindo assim. Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens. Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu Senhor tarde virá; e começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios, virá o Senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe, e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.”
 
 
Vamos ler a Palavra no evangelho de Mateus capítulo 24, versículos 6 a 8: “E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores.” O Senhor disse que quando a hora chegasse, ouviríamos de guerras e rumores de guerra e nação se levantaria contra nação, reino contra reino, e haveria fome e terremotos. E isso é mesmo verdade.
 
 
Só ouvimos notícias de catástrofes hoje em dia
 
Como ultimamente tenho ouvido notícias de catástrofes que acontecem no mundo, eu acho que o dia do Senhor está às portas. No texto bíblico do capítulo que lemos, o Senhor disse: “Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas” (Mateus 24:32-33). Folhas de figueira secam e caem, e seus ramos ficam estéreis durante o inverno. Porém, na primavera, novos brotos surgem dos ramos e depois pequenos figos brotam deles. Cada figo tem sua própria flor dentro da fruta. Não podemos ver seu florescer porque sua flor é interna, mas sabemos que um figo está maduro quando fica avermelhado. Foi da figueira que o Senhor falou ao dizer que saberíamos que o verão está próximo quando seus ramos se tornassem tenros e folhas brotassem deles.
É desse modo que o Senhor nos alerta que estará às portas quando fomes, terremotos e catástrofes começarem a acontecer no mundo. O Senhor está mostrando esses sinais aos que ainda estão vivendo na terra e a cada dia se cansam de viver nesse mundo. Há algum tempo atrás, vimos muitas pessoas morrer em Sichuan, na província da China por causa de um terremoto devastador, e o primeiro ministro de lá chorou pedindo ajuda para o povo de seu país. Muitos estudantes morreram durante o terremoto porque vários prédios desabaram. O governo da China votou para investigar os engenheiros que construíram essas escolas e puniram todos os responsáveis pelos maus operários usados na sua construção. Mas você realmente acha que eles sabiam que essas escolas iriam desabar quando viesse um terremoto? Já faz dez anos desde a última vez que visitei Yeonbyun na China, e naquela época eu vi que eles estavam fazendo uma obra de má qualidade. De todo modo, um forte terremoto medindo 7.8 na escala Richter abalou a província de Sichuan, e dizem que cerca de cem mil pessoas morreram naquela única tragédia.
O Senhor disse que saberíamos que o Filho do homem estaria às portas durante os dias de catástrofes, e isso significa que o dia da sua vinda está próximo. Disse também que toda Palavra dita por ele se cumpriria. Ele disse: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar” (Mateus 24:35). O texto bíblico desse capítulo pode ser interpretado de várias maneiras, mas o ponto principal é que o tempo da volta do Senhor está próximo. O primeiro mundo que Deus criou no princípio foi para Adão e Eva, mas todas as criaturas morreram durante o dilúvio, exceto a família de Noé e os animais que estavam na arca. Depois que a família de Noé deixou a arca, ele disse para o homem ser frutífero e se multiplicar. E somos descendentes de Noé. Portanto, essa nova geração foi produtiva, mas nós que somos da segunda geração estamos destinados a morrer.
Assim como a primeira geração desapareceu, a segunda está prestes a ser destruída e a terceira está agora se preparando para entrar no novo mundo. E o terceiro mundo é o Reino Milenial, e este é o início do reino eterno de Deus. Por isso que o Senhor disse: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar” (Mateus 24:35). Precisamos entender que a Palavra de Deus certamente se cumprirá. Então devemos viver pela fé na sua Palavra. Por outro lado, aqueles que não sabem o que esse tempo traz, não vivem pela fé e só se preocupam com coisas fúteis serão destruídos com esse mundo.
 
 
Ninguém sabe o dia e a hora que o Senhor virá; mas ele virá como veio o dilúvio de Noé
 
O Senhor disse que as pessoas estavam comendo e bebendo, casando e se dando em casamento até a hora em que veio o dilúvio de Noé. Ele disse que eles não sabiam da destruição iminente até o momento que destruiu a todos. A Bíblia diz que tudo, exceto a família de Noé, foi destruído no dilúvio. Naquele instante, ninguém daquele povo sabia da destruição que estava vindo até a hora em que morreram.
Quem não conhece esse acontecimento? Todo cristão hoje em dia sabe o que aconteceu. Mas apesar disso, eles não se importam que a hora da vinda do nosso Senhor está próxima, assim como o povo dos dias de Noé não se importava com a iminente destruição que estava por vir. Precisamos saber que a vinda do Senhor está muito próxima. Também é verdade que a hora da destruição desse mundo está bem próxima, mas também é verdade que é chegado o tempo de o Senhor voltar para nós.
O que o Senhor fará quando vir a esse mundo pela segunda vez? Ele fará com que todo aquele que recebeu a salvação de pecados viva aqui junto com ele. Ele virá julgar os pecadores que não creram em sua justiça. Precisamos saber que o tempo da volta do Senhor está perto e ficarmos alerta.
Nosso Senhor ensinou a nós pregadores e irmãos sobre sua segunda vinda. Ele disse: “Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa” (Mateus 24:40-43). O tempo da volta do Senhor está realmente próximo. Portanto, aqueles que dizem que não sabem quando o Senhor virá devem ficar atentos e crer nessa Palavra. O Senhor virá a esse mundo, levará um com ele e deixará o outro para trás.
Os dois homens dessa palavra representam dois tipos de pregadores. Todos os pregadores acham que estão fazendo a obra de Deus nesse mundo. Eles estão pregando o evangelho para as pessoas, e quando o Senhor voltar a esse mundo, um será levado e outro será deixado. O que definirá se eles serão ou não levados por Deus é se creem na justiça do Senhor. Todos os dois fazem a obra, mas o que definirá seu futuro é se serão aprovados ou não aos olhos do Senhor. Cabe a ele decidir se a pessoa será levada ou não por ele. Até mesmo entre os pregadores, alguns serão levados por ele e outros, deixados para trás. Isso significa que é nosso Senhor quem define o resultado final da nossa fé. O padrão que define quem será levado ou não é do Senhor e não nosso. Ele virá a esse mundo, levará os que merecem ser levados e deixará os que merecem ser deixados. O Senhor levará a nós que cremos no evangelho da água e do Espírito e somos fiéis ao seu reino e nos fará viver eternamente ali.
No texto bíblico desse capítulo, o Senhor disse: “Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra” (Mateus 24:41). Para quem o Senhor está falando aqui? O Senhor está dando essa Palavra aos pregadores que vivem nesse mundo. Ele está falando para nós; está falando para você e para mim. O Senhor está dizendo para ficarmos atentos. Ele está dizendo que devemos ficar alertas porque o tempo da sua vinda está muito próximo. Melhor dizendo, o Senhor está nos dizendo para nos prepararmos para sua segunda vinda.
Ele também está nos dizendo para pregarmos fielmente esse evangelho. Está nos dizendo para pregarmos fielmente esse evangelho para todas as pessoas desse mundo. Isso significa que entraremos no reino do Senhor no devido tempo se continuarmos pregando o evangelho assim. O Senhor disse: “Despertem e preguem esse evangelho. Quando eu voltar a esse mundo e vir o povo vivendo assim, eu os abençoarei. Mas se houver alguém bebendo e se misturando com o povo desse mundo, eu trarei sobre ele uma dura punição.” O Senhor disse que separaria até os maus dos justos (Mateus 13:49). A punição mais assustadora é ser lançado fora por Deus. Ele disse que fará essas coisas quando o tempo houver chegado.
 
 
Nós hoje estamos pregando o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo
 
O Senhor já está nos dizendo todas as coisas que acontecerão no futuro. Ele nos diz que quando o Filho do homem estiver às portas, as catástrofes acontecerão nesse mundo. E diz ainda: “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai” (Mateus 24:36). Ele novamente fala dessas duas coisas aqui. O Senhor nos adverte sobre o tempo de sua vinda. Mas ninguém desse mundo sabe o tempo da volta do Senhor. No entanto, as pessoas desse mundo precisam saber do tempo da sua vinda. Por isso que ele diz que ninguém sabe que o tempo da sua volta está próximo.
Há um homem chamado Julian Chaderton na Bélgica, que hoje tem cerca de 50 anos hoje. Ele disse que recebeu a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito depois de ler nossos livros, e que sua esposa e filhas também aceitaram o evangelho assim que ele o pregou para elas. Nós estamos pensando em nomeá-lo como um evangelista da nossa missão e confiar a ele a obra de pregar o evangelho às pessoas de sua terra, Saint Kitts e Nevis, nas Índias Ocidentais.
Os irmãos na Coreia e nossos parceiros do exterior estão pregando esse evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. O Senhor diz aqui em Mateus capítulo 24, versículos 45 e 46: “Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu Senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo que o seu Senhor, quando vier, achar servindo assim.” Isso significa que aqueles que cuidam do povo de Deus e lhes dá alimento espiritual no devido tempo são abençoados. Então, quem são aqueles que darão alimento espiritual no devido tempo aos que são imagem e semelhança de Deus? Os que pregam a Palavra da verdade do Senhor até o tempo da sua vinda. Os que pregam sobre o pão da vida de Deus em todo o mundo são abençoados. Nossos parceiros e irmãos estão trabalhando como botões ornamentais do candelabro de ouro para pregar o evangelho, oalimento espiritual de Deus.
Fazemos a obra de Deus sem cessar, mas alguns aceitam esse evangelho e outros não. Os que aceitam o evangelho da água e do Espírito em seu coração serão levados à presença de Deus, mas os que não creem nesse evangelho e não o aceitam serão deixados para trás. Estamos pregando agora o evangelho enquanto a volta do Senhor se aproxima, essas coisas certamente acontecerão quando ele voltar. Por isso que eu realmente desejo que sejamos aqueles que distribuem alimento espiritual no devido tempo. Muitas pessoas no mundo todo estão recebendo a remissão de pecados através de nós. Mas também há muitos que estão contra nós. No entanto, uma coisa é certa: a volta do Senhor é iminente.
Nos dias de Noé, as pessoas só estavam interessadas em casar, se dar em casamento e em outras coisas do mundo, até que a inundação devastou tudo. Naquele tempo, o dilúvio durou 40 dias, mas até o momento do seu início, todos estavam comendo e bebendo sem imaginar que seriam destruídos. Somente Noé e sua família obedeceram à Palavra de Deus que os alertou sobre a iminente destruição do mundo, e por isso prepararam a arca. Além da família de Noé, ninguém mais pensou nisso. Eles diziam: “Não importa o quanto chova e como a terra pode ser inundada, já que é tão imensa? Não importa o quanto chova, eu não acho que todos morrerão. Nós só temos que nos certificar que o sistema de drenagem esteja funcionando bem. E se a água inundar até o esgoto, então só teremos que subir em cima dos telhados. E se a água chegar até o telhado, só teremos que ir para o topo das montanhas. E se a água chegar ao alto das montanhas, então iremos para uma montanha mais alta ainda.” Eles diziam: “Não importa o quanto chova, eu duvido que o mundo todo seja inundado.”
Durante os dias de Noé, eles provavelmente não estavam numa montanha mais alta que o monte Everest, nas cordilheiras do Himalaia. As altas montanhas desse mundo foram sendo formadas pelas gigantescas mudanças da terra. De todo modo, eu não sei se havia montanhas altas nos dias de Noé, mas que o mundo todo foi inundado, isso é verdade. Mas as pessoas daquele tempo duvidavam que algo assim pudesse acontecer. Eles diziam: “Coisas assim não podem acontecer. E mesmo se acontecer, todos morrerão, e não apenas eu.” Eles pensavam nisso de maneira vaga, mas isso chegou mesmo a acontecer.
Como é o pensamento das pessoas de hoje comparado às dos dias de Noé? É tudo igual. A destruição de repente chegará a esse mundo assim como o dilúvio chegou nos dias de Noé. E isso certamente acontecerá de uma hora para outra. Quando? Esse tempo está tão perto assim? Não temos que ficar presumindo ou discutindo se o tempo está próximo ou não. E também não temos que ficar fazendo distinção entre denominações dentro do cristianismo. Por que ficar preso ao sectarismo? Independente da denominação que você faz parte, você será destruído se tiver pecado em seu coração, e, portanto, a única coisa que tem a fazer é preparar seu coração com a verdadeira fé no evangelho da água e do Espírito e receber a remissão dos seus pecados. Só temos que crescer como pessoas de fé que creem no evangelho da água e do Espírito, guardar essa fé preciosa em nosso coração e esperar a volta do Senhor. Então alcançaremos nosso propósito se formos levados pelo Senhor. Mas por que temos que fazer distinção entre denominações agora que já sabemos o que precisamos fazer? Por que temos que ficar brigando um com os outros dentro do próprio cristianismo nesse fim dos tempos?
As pessoas ficam se preocupam com as coisas materiais como se fossem viver nesse mundo por milhares de anos porque não conhecem a vontade de Deus, mas serão destruídas se viverem assim. E não apenas essas pessoas, mas também para os cristãos não há mais tempo de cuidar das coisas do mundo. Quando a pessoa ouvir alguém pregando o evangelho da água e Espírito ou ler alguns de nossos livros, ela deve rapidamente crer nele. Todos os pecadores devem se preparar agora para se encontrar com o Senhor em sua segunda vinda. Eles devem se preparar para se encontrar com ele e para entrar em seu reino. É por isso que nós nascidos de novo devemos pregar esse evangelho da água e do Espírito para todas as pessoas do mundo inteiro. Precisamos distribuir esse pão da vida que traz a verdadeira vida a todos.
O que é o alimento espiritual para a alma? É a Palavra de Deus. A verdadeira vida está na Palavra de Deus. E essa Palavra é a Palavra do evangelho da água e do Espírito. A Palavra de Deus é a Palavra da vida e da verdade. A Palavra de Deus renova nossa alma e nos torna abençoados.
A destruição do mundo está próxima agora, e por isso os pecadores não têm mais tempo de ficar pensando se devem ou não aceitar o evangelho da água e do Espírito. Nós agora estamos mandando nossos livros em grande quantidade aos nossos parceiros distribuidores, e também alguns exemplares a quem nos pede individualmente. Além de enviar um ou dois livros, também estamos enviando-os em grande quantidade, cerca de três a dez mil livros de uma vez. Enfim, estamos enviando muitos livros. Quando enviamos esses livros para pessoas de todos os países, alguns os leem e aceitam esse evangelho, enquanto outros não o aceitam; alguns os deixam de lado depois de ler uma parte e outros dão para outras pessoas; alguns deles veem que o que está escrito é diferente do que aprenderam e por isso o fecham e o consideram herético.
Mas como conseguem ser assim na situação terrível em que estão? Eles não podem ser assim porque estão numa situação desesperadora. Não podem rejeitar o evangelho de Deus já que são pecadores que serão destruídos por causa dos seus pecados. Eles são pecadoras que certamente devem ser destruídos. Mas como podem ser salvos dessa destruição iminente já que são tão teimosos assim? Eles devem ser gratos e aceitar logo o evangelho da água e do Espírito. Você também deve ser grato se quiser ser salvo por Deus de todos os seus pecados.
 
 
Independente de como as pessoas reajam, nós que somos pregadores devemos compartilhar o alimento espiritual com elas no devido tempo
 
Devemos fornecer o pão da vida com dedicação. E quando distribuirmos esse alimento, nós que somos pregadores não devemos ser parciais; não devemos dá-lo apenas para aqueles que gostamos e não para os demais. Por esse motivo que estamos trabalhando com esse ministério de literatura. Estamos produzindo e distribuindo muitos livros que contém o evangelho da água e do Espírito. Passamos por dificuldades e enfrentamos problemas às vezes quando distribuímos esses livros, mas as pessoas os leem e recebem a salvação. Os leitores que quiserem crer, crerão no verdadeiro evangelho, mas outros não crerão nele. Talvez alguns joguem fora esses livros ou os darão para algum amigo. Talvez digam: “Você está interessado nesse livro? Você vai à igreja, não vai? Então tome e leia-o. Eu não consigo entendê-lo embora o tenha lido todo.” Nossos livros são lidos por pessoas assim. E o Senhor nos abençoa por darmos esse alimento espiritual a todos neste mundo. Ele prometeu que daria o Reino Milenial e todo reino dos céus àqueles que distribuíssem esse alimento espiritual. O Senhor nos confiou seu reino para vivermos ali eternamente. Essa é a bênção que o Senhor dá a nós que somos justos.
Já que vivemos os dias fim, temos que fazer a obra de distribuir o alimento espiritual. Nossos parceiros também devem fazer a mesma obra. Nós criamos um website chamado “nlmbookcafe.com” para nossos parceiros no exterior, pois é bom que eles tenham comunhão uns com os outros através dessa ferramenta e agora possam trabalhar em conjunto. E eles ficam mais fortes espiritualmente quando estão em comunhão. Eles fortalecem uns com os outros.
Na verdade, acharemos muitas coisas boas para fazer se tão somente voltarmos nossa mente para fazer essa justa obra de Deus. Nós podemos distribuir nossos livros de pregação ou pregar o evangelho da água e do Espírito pessoalmente; e há diversos lugares que devemos distribuir esse alimento espiritual, pois há muitos pecadores nesse mundo. Há muitos nesse mundo que já receberam a remissão de pecados por ouvir esse verdadeiro evangelho e crer nele de todo o coração.
Antes costumávamos distribuir nossos livros somente na Coreia, mas, certa vez, um presbítero de uma igreja leu um de nossos livros e recebeu a salvação. Um de nossos irmãos colocou um livro dentro do portão que estava aberto em sua casa e o presbítero o leu, veio até nossa igreja, ouviu a Palavra do evangelho e com alegria recebeu a remissão de pecados. Essa pessoa era um presbítero de uma pequena igreja de uma vila rural e só não vem à nossa igreja porque não quer ser discriminado pelas pessoas de lá. De todo modo, esse presbítero crê no evangelho da água e do Espírito. Agora, Se ele vai ou não guardá-lo no futuro, devemos deixar isso com o Senhor. Só temos que distribuir nossos livros e muitos receberão a remissão de pecados através deles. Enfim, devemos saber que há muitas coisas que devemos fazer ainda. Nós saímos e pregamos esse evangelho para as pessoas em hospitais, nas ruas, nas escolas e em muitos outros lugares, e muitos na verdade receberam a remissão de pecados. Muitos recebem a remissão de pecados quando distribuímos nossos livros e pregamos esse verdadeiro evangelho. O Senhor se agrada de todos nós que fazemos essa obra.
Como devemos viver nesse fim dos tempos? A volta do Senhor está próxima e devemos fazer ainda mais a obra de distribuir alimento espiritual. Devemos nos alegrar por fazer isso. Não há nada mais com que devemos nos alegrar. Devemos guardar nossa fé, a oração e fazer a obra de dar esse alimento espiritual para outras pessoas. Distribuir alimento espiritual é muito importante. Haveria limitações em distribuir esse alimento espiritual se fôssemos pregar o evangelho apenas de forma verbal. No entanto, se o distribuirmos através do ministério de literatura, poderemos salvar diversas pessoas em muitos países em pouco tempo, pois aqueles que estão além do nosso alcance podem ler nossos livros e receber a remissão de pecados. Então, muitos se levantarão e se tornarão servos de Deus como nós, também farão a obra de distribuir o mesmo alimento espiritual e agradarão a Deus.
Nesse tempo de catástrofes, onde a volta do Senhor se aproxima, agora é a hora de fazermos a obra de distribuir esse alimento espiritual. Nossos parceiros no exterior também devem fazer essa boa obra, assim como nossos parceiros na Coreia. Eu estou dizendo que não é tempo de ficar pensando em como devemos viver nesse mundo com conforto e prosperidade. Devemos pregar esse evangelho de forma mais agressiva ainda.
Parece que nosso parceiro Julian Chaderton da Bélgica pregou esse verdadeiro evangelho a sua esposa e pediu a ela para voltar para sua terra natal, a Ilha Nevis, para pregar esse evangelho. Eu ouvi que sua esposa trabalha em uma embaixada. Eu vou ler uma das cartas que esse casal escreveu um para o outro. Julian Chaderton está agora em sua terra natal Nevis e esta foi a carta que sua esposa escreveu para ele. Ele sugeriu que ela voltasse a Nevis e trabalhasse junto com ele pelo evangelho, e essa foi a resposta de sua esposa.
Ela escreveu: “Julian, obrigada pelas palavras de ânimo e esclarecimento. Suas palavras são muito animadoras. Eu acredito em você. Tudo que tenho que fazer é crer no Senhor e ele certamente guiará meus passos. Leanna e Carida estão passando bem. Elas terão prova na escola no fim do mês e estão estudando o máximo que podem.” Esse parceiro escreveu uma carta a sua esposa pedindo que ela voltasse para sua terra natal com suas duas filhas, a fim de que pudessem pregar e trabalhar juntos pelo evangelho, e ela lhe respondeu. Eu acho que a esposa dele é uma boa mulher. Como seria bom se uma esposa respondesse de forma tão positiva tendo o mesmo sentimento quando um marido pregasse evangelho para ela. A esposa agradeceu a seu marido Julian por suas palavras de ânimo e esclarecimento. Isso não é maravilhoso?
Como seria difícil se um marido pregasse o evangelho para sua esposa, mas ela o acusasse de cair da graça e dissesse que iria deixá-lo por causa disso. É maravilhoso ter uma esposa tão educada assim. Quando o marido pediu para ela voltar para sua terra e viverem juntos para esse evangelho, ela respondeu: “Suas palavras são muito animadoras. Você está certo. Tudo que tenho que fazer é crer no Senhor e ele guiará meus passos.” Seu marido tinha acabado de pregar o evangelho e ela disse que as coisas que ele havia dito eram animadoras. Ela está dizendo que suas palavras estavam mesmo certas e que as coisas que ele faz e diz estão todas corretas. Eu acho que a esposa de Julian será muito abençoada. Também acho que ela se unirá a seu marido e servirá fielmente ao evangelho.
Eu contei que suas duas filhas estavam estudando muito para as provas e planejavam ir para um colégio no Canadá. Por isso eu acho que as crianças são alunas do ensino médio. O irmão Julian foi para sua terra natal há poucos meses atrás e viu que havia muitas pessoas que precisavam de alimento espiritual. Então, eu pedi para o nosso distribuidor central para enviar ainda mais livros para o irmão Julian. Eu dei a ideia para o líder da nossa missão de nomeá-lo como nosso evangelista. Eu também perguntei a ele quantos dos nossos livros ele poderia distribuir e que enviaria três mil livros. Há muito trabalho para ele fazer. Eu acho que a esposa do irmão Julian é fluente em vários idiomas porque trabalhou em uma embaixada. E creio que ela pode fazer um grande trabalho na obra de Deus.
Há muitas pessoas neste mundo que estão desesperadamente necessitadas desse alimento espiritual, não é mesmo? Mas ainda há os que o recusam e perseguem nossos pregadores, mas estes são em menor número; muitos são os que anseiam pela Palavra de Deus quando olham para esse mundo, que está fadado à destruição. Estou certo que muitos buscam por isso ansiosamente. É provável que haja muitos que estejam buscando esse alimento espiritual, embora ainda não os tenhamos encontrado. Se um pregador tiver um pingo de sensatez, ele verá que há muitos lugares que ele pode pregar o evangelho da água e do Espírito. Às vezes eu também quero parar de me dedicar a esse ministério de literatura e ir a cada país com alguns de nossos pastores para pregar o evangelho e distribuir os livros junto com nossos parceiros. Mas eu não posso fazer isso porque a obra de correção dos meus livros está inacabada, e ainda há muito trabalho para fazer aqui. Nós receberemos as bênçãos de Deus por causa dessa obra que estamos fazendo e seremos levados por ele por nossa dedicação. Seremos levados pelo Senhor ao seu novo reino que está preparado para nós.
 
 
Esse é o tempo em que o Senhor está às portas e sua volta é iminente
 
Precisamos saber que tipo de tempo é esse e ficarmos alertas. Por isso, devemos saber realmente que esse é o tempo de distribuir alimento espiritual de forma incansável. Precisamos discernir a realidade atual e compreender que o dia do Senhor está mais próximo agora. Temos ouvido que o povo da China está chorando e lamentando por causa do terremoto devastador que os atingiu. Mianmar foi outro país que perdeu quase cem mil pessoas por conta do ciclone Nargis. Mas vocês acham que não haverá esse lamento na Coreia também? É bem verdade que Deus, em sua providência, está protegendo a Coreia. Também é verdade que ele está protegendo nosso país porque os justos daqui estão fazendo a obra de distribuir alimento espiritual em todo o mundo. Porém, não há garantia alguma que o mesmo tipo de catástrofes que aconteceram na China e em Mianmar não acontecerão na Coreia. Essas catástrofes também acontecerão na Coreia quando acabarmos de pregar o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo.
Por que chorar pela morte de milhares de vítimas? Todos elas morreram debaixo da ruína completa. Ao invés de chorar pelas mortes trágicas, devemos antes preparar a salvação. Devemos preparar a salvação das nossas famílias. Vai adiantar alguma coisa chorarmos depois que eles morrerem? Então, devemos preparar agora a salvação deles, e depois iremos chorar quando eles realmente morrerem. É claro que choraremos porque estaremos tristes, mas devemos saber que todos nós iremos morrer um dia. A pessoa precisa saber se tem pecado em seu coração, pois será destruído por Deus e julgado por esses pecados. Aquele que tem pecado em seu coração é como os animais que perecem (Salmos 49:20). Essas pessoas precisam saber que receberão o juízo de Deus e também irão para o inferno por causa deles. Como alguém que tem pecado no coração pode não ser aprisionado, ser condenado e receber a maldição de Deus? É justo que os pecadores sejam julgados e amaldiçoados por Deus por causa dos seus pecados. Você precisa conhecer essa verdade, já que vive nesse mundo. Todas as pessoas do mundo inteiro também precisam saber dessas coisas, já que vivem aqui.
É ridículo alguém pensar que pode viver uma vida feliz e próspera por algum tempo, já que está condenado a ir para o inferno porque seus pecados permanecem intactos em seu coração. Essas pessoas precisar conhecer bem sua natureza humana, lamentar por seus pecados e buscar a misericórdia de Deus para receber a remissão deles. E também devem aceitar o evangelho da água e do Espírito com ação de graças, a fim de que assim sejam totalmente salvas. E mesmo depois de terem recebido a salvação de seus pecados, elas precisam saber que outras almas irão para o inferno se tiverem pecado e, portanto, devem fazer a obra de pregar esse evangelho para elas. Não adiantará nada se elas não fizerem essa obra e a destruição vir sobre elas. Eu acho que aquele que quer fazer a obra de pregar o evangelho só depois da Grande Tribulação é um grande tolo.
Nós colocamos placas de vidro grossas e largas no telhado do prédio da igreja no Centro de Treinamento de Discípulos em Inje e instalamos uma estufa em cima dessas placas, mas o vento foi tão forte que quebrou o vidro em pedaços. Então colocamos vigas debaixo da base da estufa e a firmamos no chão com escoras aparafusadas, mas elas foram parcialmente arrancadas. O vento foi tão forte que algumas dessas escoras foram levadas. Quando instalamos a estufa, nem pensamos o que aconteceria quando viesse um vento forte. E ela ficou em pedaços. Agora vamos pensar direito no que acontecerá se um vento forte vier novamente e fazer o trabalho direito para que ela não fique em pedaços no futuro. O povo da China saberia que esses prédios ruiriam se surgisse um terremoto. Deste modo, precisamos nos preparar antes que algo trágico aconteça. O que poderemos fazer depois que um desastre assim de fato acontecer? Devemos nos preparar para eles antes que aconteçam e pregar logo o evangelho da água e do Espírito.
Qual era o nome do ex-marido da diaconisa Soonok Park do Japão? Seu nome era Sakamoto, e certa vez, quando estava na Coreia, ele foi até Misiryung Hills, no monte Sorak. Enquanto caminhava, ele viu que havia muitas pedras na encosta à beira da estrada. E para ele, parecia que elas iriam rolar para cima dele. Sakamoto então ficou co medo daquelas rochas. Ele estava muito assustado porque há muitos terremotos no Japão e as pessoas lá nunca poderiam se dar ao luxo de deixar pedras penduradas tão precariamente assim. Então ele pensou que as pedras iriam rolar e o esmagariam se ficasse assim. Mas como é o povo coreano? Os coreanos nem se preocupam, apesar de rochas estarem penduradas precariamente nas bordas de uma montanha sobre sua cabeça. Eles pensam: “Deixe-as vir abaixo.Isso não me incomoda.” No entanto, essas rochas seriam assustadoras se um terremoto acontecesse.
Devemos informar as pessoas, até mesmo os pregadores desse mundo, que eles irão para o inferno se ainda tiverem pecado no coração. Devemos informá-los sobre essa verdade e antes distribuir-lhes o alimento que dá vida. Se não conhecermos essa verdade e a destruição realmente ocorrer, isso será inútil, não importa o quanto choremos e lamentemos por eles depois. Aí já será tarde demais. A vinda do Senhor está perto agora, e o que devemos fazer é ficar atentos e pregar o evangelho da água e do Espírito para as pessoas que estão indo para o inferno. Agora é o momento da ação. Temos de saber isso e ficar atentos. Estamos nos preparando para fazer esse trabalho, e fazendo isso muito bem agora. Além disso, temos que continuar a fazer esse trabalho. Não podemos nos sentar e ficar satisfeitos com o trabalho que temos feito até agora.
O evangelho e a Palavra de Deus que os justos estão pregando agora é o próprio pão da vida. Eu fico frustrado quando ouço alguma transmissão cristã nos dias de hoje. Então eu penso: “Será que é realmente a Palavra de Deus que ele está pregando agora? Será que ele acha que as palavras que está pregando trazem vida para os pecadores? Ele está pregando suas próprias palavras e pensamentos ou está se gabando do seu profundo conhecimento em um discurso? Será que ele entendeu realmente o texto das Escrituras que está pregando?” Eu fico frustrado quando vejo esses pregadores. Eles não sabem nada e não são o tipo de pessoas que ouviriam, mesmo que eu lhes dissesse a verdade.
Nem tudo que é pregado da Palavra de Deus é, na verdade, a Palavra de Deus. A Palavra de Deus deve ser o genuíno alimento espiritual para o povo. A Palavra de Deus deve ser o pão da vida para os ouvintes. Devemos pregar a Palavra de Deus que lhes ensina os sinais dos tempos, orientá-los para receber a salvação, ajudá-los a fazer a justa obra, e fazê-los receber a bênção de Deus. Devemos pregar-lhes as palavras que os façam receber a salvação da destruição. Esta é a verdadeira Palavra de vida. Este é o pão da vida. O que é o pão da vida de Deus? Este evangelho da água e do Espírito que estamos pregando é o próprio pão da vida. Temos de continuar pregando este evangelho. Estamos entregando este pão da vida agora mesmo.
Eu tenho pregado a Palavra do evangelho de Mateus capítulos 24 a 25 muitas vezes. E sempre que prego a Palavra nessas passagens é algo novo. Isso também acontece com você quando a ouve? Isso acontece porque esse é o pão da vida. A Palavra de Deus é o pão da vida; é a Palavra que precisamos refletir o tempo todo. Estamos pregando isso agora e as pessoas estão recebendo a salvação através do pão da vida que estamos pregando. Elas estão sendo muito bem nutridas. As pessoas de todos os países não estão apenas recebendo a salvação, mas também as bênçãos.
Por outro lado, os que serão condenados com certeza também serão julgados por essa Palavra. Para o Senhor, eles não têm desculpa, pois não creram nela mesmo depois de ouvir e conhecer a verdade. É assim que estamos realizando esses dois tipos de ministérios. Essa Palavra que estamos pregando torna-se a Palavra que dá vida para alguns, enquanto que, por outro lado, a mesma Palavra que pregamos sela certas pessoas definitivamente como as destinadas ao inferno. Tudo porque elas não creem na verdade, embora a conheçam e a ouçam.
O que eu quero dizer a você e aos nossos parceiros no exterior é que a segunda vinda do Senhor está próxima agora. Este é o momento em que ele está às portas. Como o Senhor mesmo disse, assim como o dilúvio de Noé ocorreu de repente, quando o povo estava bebendo e comendo, casavam e davam-se em casamento, ele virá de repente. Haverá fomes e terremotos em todos os lugares e catástrofes naturais acontecerão. Então se levantará nação contra nação, e reino contra reino, nessa hora começará a Tribulação e a volta do Senhor será iminente, pois ele virá logo depois disso. O Senhor nos falou sobre isso. Portanto, podemos saber quando essa hora vai chegar. Por essa Palavra, podemos saber que a vinda do Senhor é iminente.
Será que nós justos podemos saber quando isso vai acontecer? Claro que não, pois o Senhor disse que até mesmo os anjos do céu não sabem quando ele voltará. Mas isso significa que também não sabemos quando ele virá? Não! O Senhor já nos ensinou sobre as coisas que vão acontecer no futuro e está trabalhando conosco de forma confidencial. Deus já nos ensinou seu plano, mas disse que até seu Filho e os anjos não sabem, pois somente ele sabe esse segredo. No entanto, ele nos ensinou tudo sobre o seu plano.
O Senhor já nos ensinou o tempo de sua segunda vinda, já que somos uma família, embora não tenha ensinado isso às pessoas desse mundo. O Senhor disse que ninguém sabe o tempo de segunda vinda, mas será Jesus não sabe mesmo disso? O Senhor disse: “Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão” (Mateus 24:32). O Senhor está dizendo quando virá. Ele virá quando os terremotos e catástrofes naturais começarem a acontecer, quando houver fome em todos os lugares, quando ouvirmos falar de guerras e rumores de guerras, e quando se levantar nação contra nação, e reino contra reino. O Senhor nos disse tudo sobre os sinais desses tempos. A volta do Senhor está agora às portas. Esse mundo está perto do tempo da colheita.
Por isso, o Senhor nos abençoa porque estamos publicando esses livros do evangelho e distribuindo-os para as pessoas como alimento para sua alma. O Senhor virá quando estivermos quase terminando esse trabalho. O Senhor levará os escolhidos, mas deixará os que merecem ser deixados. Duas mulheres estarão moendo no moinho e trabalhando duro para ganhar a vida, e uma será levada pelo Senhor, mas ele nem sequer olhará para a outra que será deixada para trás. Não deve haver ninguém entre nós que será abandonado assim. Não deve haver ninguém entre nós que será lançado para longe do Senhor. Você nunca vai ser abandonado se crer no evangelho da verdade. E, embora você seja falho, você só tem que se unir com a Igreja e servir ao Senhor. Você apenas tem que servir ao Senhor na área que é mais capacitado. Assim você será aprovado por ele. No entanto, o Senhor disse que trará punição sobre os maus que não o servem, embora eles saibam muito bem o que têm de fazer.
Por isso que estamos servindo ao evangelho assim. Quando eu conheci o Senhor através desse verdadeiro evangelho, eu percebi que ele não poderia ser encontrado em qualquer lugar do mundo naquela época. Por isso, quando encontrei pessoas que diziam conhecer realmente o evangelho e o pregavam, eu tentei trabalhar com elas, embora fossem os que se dizem evangélicos. Mas, no fim, descobri que eles não criam mesmo nesse verdadeiro evangelho. Portanto, eu os deixei e estou trabalhando com vocês agora. Quando começamos a navegar na internet para descobrir se havia crentes no evangelho da água e do Espírito, chegamos à conclusão que não havia ninguém no mundo todo que cresse nele. Há alguém que crê nesse verdadeiro evangelho de forma independente até hoje? Somente eu fiz isso? Além das pessoas com quem temos pregado o evangelho da água e do Espírito, há alguma notícia do exterior sobre alguém que crê e prega esse mesmo evangelho que agora cremos e pregamos? Não, não há ninguém assim. Se não há ninguém entre os teólogos, então não há ninguém mais. Os pastores são os subordinados e os teólogos, os chefes. Os pastores aprendem e pregam o que os teólogos lhes ensinam.
Nossos parceiros no exterior devem saber que a vinda do Senhor está próxima e, portanto, devem trabalhar com afinco para distribuir ainda mais o alimento espiritual. Eles devem trabalhar duro para distribuir nossos livros. E se a semente brotar ou não, se a pessoa vai receber ou não a salvação, eu quero que você deixe isso com oSenhor. O resultado final cabe ao Senhor e não podemos fazer nada a respeito. Há pessoas que não creem mesmo neste evangelho, embora digam crer. Por outro lado, há muitos que creem, mas não têm muito conhecimento dele. Essas pessoas relutam em dar seu testemunho de salvação. Há outros que creem no evangelho da água e do Espírito, mas não sabem se creem nele ou não por causa da confusão de tantas coisas que ouviram antes.
Nós somos aqueles que plantam a semente e dão água, mas é o Senhor que faz a planta florescer. O Senhor faz com que as pessoas recebam a salvação, com que elas cresçam, e é ele que as colhe em seu celeiro. Não somos nós que colhemos. Nós somos pregadores; somos os semeadores. Semeadores têm de semear a boa semente com dedicação. O Senhor vai cuidar do resto e da colheita. Nós só temos que distribuir o alimento espiritual para o povo, pregar o evangelho, e orar pela obra de Deus para que o Senhor possa colher tudo quanto quiser.
Já que somos servos de Deus, temos trabalhar com afinco pela pregação do evangelho.