Проповеди

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-20] É bom que haja juízes na Igreja de Deus? (Juízes 3:7-14)

(Juízes 3:7-14)
“E os filhos de Israel fizeram o que parecia mal aos olhos do SENHOR, e se esqueceram do SENHOR, seu Deus, e serviram aos baalins e a Astarote. Então, a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e ele os vendeu em mão de Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia; e os filhos de Israel serviram a Cusã-Risataim durante oito anos. E os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, e o SENHOR levantou aos filhos de Israel um libertador, e os libertou: Otniel, filho de Quenaz, irmão de Calebe, mais novo do que ele. E veio sobre ele o Espírito do SENHOR, e julgou a Israel e saiu à peleja; e o SENHOR deu na sua mão a Cusã-Risataim, rei da Síria; e a sua mão prevaleceu contra Cusã-Risataim. Então, a terra sossegou quarenta anos; e Otniel, filho de Quenaz, faleceu.”
 
 
Todas as pregações que tenho feito neste acampamento para treinamento de discipulado têm sido no livro de Juízes. Este livro tem 21 capítulos, e levaria pelo menos um ano se eu fosse pregar sobre cada um deles em detalhes. Mas, por hora, eu quero concentrar minha pregação no propósito do livro de Juízes. E amanhã de manhã e à tarde veremos outras passagens.
Eu quero começar resumindo o ponto principal do texto bíblico acima. O povo de Israel estava fazendo o que era mal aos olhos do Senhor Deus. Eles estavam adorando baalins e Astarote. Deus então os entregou nas mãos de um rei estrangeiro chamado Cusã-Risataim, e os filhos de Israel o serviram por oito anos. Mas quando os israelitas clamaram ao Senhor por estar sofrendo no cativeiro, ele enviou alguém para libertá-los, um juiz chamado Otniel. Otniel era líder do povo de Israel. E Deus o usou para derrotar o rei Cusã-Risataim. Depois de vencer a guerra, Israel teve paz e prosperidade por quarenta anos.
Mas quando Otniel morreu, o povo de Israel rejeitou o Senhor e voltou a adorar ídolos. Deus então permitiu que os israelitas fossem derrotados por Eglom, rei de Moabe, e escravizados pelos moabitas por dezoito anos.
Este é o tema central do texto bíblico deste capítulo.
 
 
Você tem um líder espiritual?
 
Eu quero levantar uma questão aqui: era bom ou ruim para o povo de Israel ter juízes para governá-los? Esta é uma pergunta bem profunda, e é muito importante que todos nós saibamos respondê-la corretamente. Vocês sabem, pelas diversas experiências espirituais que tiveram, que é bom ter um líder. Por isso que, na época dos juízes, o povo de Israel sempre precisou ter um líder espiritual para governá-los. Mas os servos de Deus eram um incômodo para eles, pois os achavam chatos e inconvenientes.
Até hoje há alguns irmãos que já foram remidos mas não gostam dos servos de Deus e acham que a obra que a Igreja de Deus está fazendo para pregar o evangelho é algo cansativo, árduo e sem sentido. Enquanto muitos irmãos estão felizes por fazer a vontade de Deus na igreja, outros não se sentem assim. Na verdade, alguns deles acham que podem fazer o que querem e ser abençoados mesmo não tendo um líder. Eles acham que podem ser abençoados e crescer física e materialmente sem um líder espiritual. Eles devem acham que seu líder na Igreja de Deus é um grande incômodo para eles. Para eles, ter um líder espiritual é algo de pouca importância, pois acham que ele se mete em sua vida e os oprime ao invés de dar-lhes liberdade.
Mas o que acontecia com o povo de Israel sempre que eles ficam sem um líder? Eles perdiam suas guerras. E quanto a nós? Não ter um líder para nós também significa perder nossas batalhas. Como ficaremos se isso acontecer então? Seremos escravos. Todos têm que se submeter e servir ao Senhor ou a este mundo. Esta lei é irrevogável. O que você prefere então, ter Deus ao seu lado ou não ter ninguém?
Como vimos no texto bíblico deste capítulo, Deus levantou um juiz chamado Otniel para livrar o povo de Israel. E foi através dele que ele os livrou das mãos do rei da Mesopotâmia. Depois disso Israel desfrutou de quarenta anos de paz e prosperidade, como está escrito na Bíblia. Mas Israel poderia ter tido tanto tempo de paz se não tivesse um líder? Não, isso seria impossível.
Nenhuma igreja, seja qual for, pode crescer se não tiver um líder. E isso vale tanto para igrejas como nações. Uma nação sem líder não pode sobreviver por muito tempo num mundo onde as guerras são constantes. Por exemplo, quando a Coreia foi anexada como colônia do Japão em 1910, após ter sido uma nação independente por milhares de anos, um dos motivos mais preponderantes da sua queda foi a falta de uma liderança firme. Com isso, o povo coreano sofreu muito, perdeu sua soberania e se tornou escravo de uma nação estrangeira. E como foi colonizado, nosso povo era tratado como pessoas de segunda classe pelo estado colonial japonês e privado de muitos dos seus direitos. As condições eram tão ruins sob o domínio colonial que muitos coreanos migraram para a Manchúria e Rússia. Mas como eram uma minoria étnica sem líder ou estado em terras estrangeiras, eles continuaram sofrendo muitas formas de descriminalização. Na Rússia, o governo de Stalin chegou ao ponto de deportar imigrantes coreanos para toda a Ásia Central contra sua vontade. E até hoje seus descendentes sofrem descriminalização. Tudo isso aconteceu porque a Coreia no final do século XIX e início do século XX não tinha uma liderança política eficaz para resistir às investidas das nações estrangeiras.
Como vemos no exemplo acima, liderança é algo muito importante. Isso é tratado no texto bíblico deste capítulo, pois mostra que o povo de Israel só pôde ter paz quando havia um líder eficiente para guiá-los pelo caminho certo. Os filhos de Israel eram abençoados física e materialmente quando adoravam somente a Deus, e por isso precisam de um bom líder espiritual.
Este é um ensinamento bíblico muito importante. Mas eu raramente falei sobre liderança eclesiástica no passado, pois não achava necessário falar sobre isso, já que eu mesmo era o líder da minha igreja. Mas, com isso, a igreja enfrentou muitos problemas causados por alguns membros que se deixaram levar pela sua mente carnal. Alguns deles formaram seu próprio grupo dentro da igreja para realizar seus desejos carnais, mas quando não conseguiram o que queriam, pegaram suas coisas e cada um tomou seu rumo.
Mas isso poderia ter sido evitado se eles entendessem bem o que é liderança espiritual. Ter um líder espiritual é a base da fé do povo de Deus. Você deveria se alegrar muito por ter um líder. E também deveria ser uma alegria para você obedecê-lo.
Você não pode aprender tudo sozinho, muito menos fazer tudo sozinho. Há muitas coisas que você não sabe e não pode fazer sozinho, principalmente se está levando uma vida de fé na Igreja de Deus. Então, sempre que tomar uma decisão, é bom ter alguém sábio ao seu lado para buscar um conselho ou orientação. Portanto, se você tem um líder em quem confia, você deve se considerar muito abençoado. Na verdade, é uma grande bênção para os justos ter um mestre.
O problema, contudo, é que alguns irmãos rejeitam seu líder espiritual; e agir assim é uma estupidez. Nada mais natural do que os justos terem um líder, mas alguns deles estão perecendo porque não conhecem este princípio fundamental. Vamos supor, por exemplo, que eu viaje e nosso culto seja cancelado. Você pode achar isso normal, já que vem sempre à igreja e não teria problema algum cancelar um culto. Alguns de vocês até gostariam se isso acontecesse, pois assim teriam um dia livre. Mas se não tivéssemos mais cultos, todos pereceriam. Na verdade, não tivemos nosso acampamento para treinamento de discipulado de verão no ano passado porque uma terrível inundação fez muitos estragos no nosso centro de treinamento. Mas é bem provável que alguns irmãos carnais não tenham visto nada demais nisso, haja vista que havíamos realizado dois acampamentos para treinamento de discipulado dois anos antes.
Eu conheço bem essa gente. E por mais que não digam nada, eu posso ver o que estão pensando só de olhar para eles. É claro que há muitas coisas que não sei sobre vocês, mas sinto quando algo está errado. Alguns irmãos da nossa igreja são imaturos e ainda têm pensamentos carnais. E o que acontecerá se eles deram lugar a estes pensamentos? Em pouco tempo sua prioridade não será mais servir ao evangelho da água e do Espírito e eles acabarão vivendo para si. Todo justo tem este desejo no coração. No entanto, eles podem vencer estas tentações se forem orientados pelos servos de Deus, que os lembrarão dos mandamentos de Deus e que eles devem pregar o evangelho. Embora ainda haja pensamentos carnais em sua mente, eles jamais se deixarão levar por eles se tiverem um líder espiritual e fiel que os guiem. Não há outra maneira de vocês vencerem tais pensamentos carnais senão sendo guiados por seus líderes espirituais.
Já que você é um justo, se você não servir ao evangelho da água e do Espírito, sua vida não terá nenhum sentido ou propósito. Que alegria você terá em sua vida assim? O alimento que você comer não o satisfará, e tudo que você fizer para se divertir não terá graça alguma. Nenhum prazer deste mundo lhe trará satisfação. Muitos de vocês podem até não concordar, crendo que podem ter prazer nesta vida, mas isso é um grande erro. Já que recebeu a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, você não terá nenhuma alegria na vida se não viver para pregar este evangelho nessa terra. Na verdade, se eu dissesse a vocês que já fizeram muito até hoje e não precisam mais fazer a obra do Senhor, que vocês podem descansar e começar a desfrutar da vida agora, em um só ano haveria muitos suicídios entre vocês. Mas é claro que isso não aconteceria com um verdadeiro justo. Muitos não teriam prazer na vida e perderiam a alegria de viver. Já que ninguém é igual, cada um de nós age de uma maneira diferente, mas algo que todos nós jamais devemos fazer é formar um grupo na Igreja de Deus. Como nós que somos justos temos o Espírito Santo no coração, é uma grande alegria podermos viver para servir ao evangelho da água e do Espírito, pois esta é uma causa que vale muito a pena e nos proporciona experiências tremendas em nossa vida. A vida não teria alegria e nenhum sentido sem esta obra. Afinal de contas, existe algo mais divertido e emocionante do que fazer a obra de Deus? Alguns naturalmente gostam de passear e viajar, mas esta é uma alegria temporária. Você vai ficar muito cansado e até com depressão se viajar o tempo todo.
Vocês ficariam felizes se eu lhes dissesse? “Vocês não precisam mais trabalhar duro assim para apoiar o ministério do evangelho. Não façam mais nada. Por mais que queiram, não façam a obra de Deus. A partir de agora, a sede da Missão Vida Nova suprirá todas as suas necessidades e vocês não terão que fazer mais nada senão curtir a vida.” Eu sei que alguns de vocês adorariam ouvir isso. Contudo, amados irmãos, vocês precisam entender que isso nada mais é do que um caminho que leva à morte espiritual. Isso só traz morte e maldição espirituais.
Como vemos no texto bíblico deste capítulo, o povo de Israel teve paz por quarenta anos quando tinha um líder. Mas quando seu líder morreu, eles voltaram a pecar contra Deus adorando ídolos, e ele os puniu permitindo que fossem escravizados por outra nação. Está escrito no texto bíblico deste capítulo que o povo de Israel serviu ao rei Cusã-Risataim durante oito anos, e depois serviu ao rei Eglom de Moabe por dezoito anos. E como eram escravos, os israelitas tinham que entregar a outra nação todo fruto do seu penoso trabalho. Se nós justos não servimos ao Senhor, serviremos a alguém. Em outras palavras, se não servirmos ao evangelho do Senhor, serviremos ao poder ou às pessoas deste mundo. O povo de Israel era próspero e feliz quando obedecia aos mandamentos de Deus. Mas quando paravam de servir ao Senhor, não faziam a vontade de Deus e não tinham um líder, eles acabavam sendo escravizados por outra nação. Então oravam para Deus livrá-los de todo sofrimento. E sempre que faziam isso, ele levantava um juiz para libertá-los.
 
 

A verdade indubitável é que a Igreja de Deus precisa ter um juiz

 
Embora este seja um princípio simples que vocês devem conhecer, ele traz muitas implicações espirituais importantes. E é sobre este tema que eu quero falar esta semana, pois é muito importante que todos conheçam este princípio. Se você não tiver um líder, um pai na fé, não conhecer ninguém que serve ao evangelho, ou se ninguém confiar a você algo novo para fazer na obra do Senhor, você com certeza perecerá. E esta maldição será algo fatal na sua vida. Pare um momento e veja se você precisa de um líder espiritual, se isso será realmente bom para você ou não. Ter um líder é algo que de fato fará muito bem a você. Vai ser bom para você e para o reino de Deus.
Quem tem a mente pequena se satisfaz quando tem algo para comer ou consegue algumas coisas que quer na vida. Mas o que eles querem é apenas ter suas necessidades básicas supridas. Eu conheço muita gente assim. No entanto, como alguém pode servir ao Senhor deste jeito? Como alguém pode fazer a vontade de Deus pensando assim? Pessoas com o coração duro assim acabam levando a si mesmas e os outros à ruína. Até entre os justos há muitos que tentam escravizar os outros fingindo que estão fazendo a obra de Deus.
Por sua vez, os que servem ao evangelho da água e do Espírito com sinceridade sendo orientados pela igreja terão uma vida linda e próspera. Tudo que fizermos agora não deve ser para servir ao homem, mas ao evangelho da água e do Espírito. E é maravilhoso servir a este evangelho justamente porque assim servimos ao Senhor e a ninguém mais. Mas você deve ter cuidado, senão vai acabar servindo a quem não deve. Porém, isso não significa que você não deva servir a alguém na igreja. É bom servir a alguém na igreja, seja ele um líder ou não, contanto que isso o ajude ou apóie para que ele também sirva a este verdadeiro evangelho. Todas as outras formas de servir alguém estão erradas. E todos que seguirem sua própria ganância acabarão perecendo.
O líder da Igreja de Deus é bênção em sua vida ou não? O que você acha? Claro que seu líder espiritual é bênção para você. Quando penso em mim mesmo perante o Senhor, eu vejo que sou bênção para vocês. E por que tenho tanta certeza disso? Porque meu maior interesse é seu bem-estar espiritual. Por isso, não posso deixar que vocês se voltem para um caminho de maldição, por mais que seja tolerante com a fraqueza humana. Todos vocês também são bênçãos para a Igreja de Deus e sua missão de servir ao evangelho. E assim como vocês são uma bênção na obra do evangelho, seu líder na igreja também é. O líder de uma igreja não é alguém que apenas governa e oprime todos que estão abaixo dele. Ao contrário, ele é alguém que abençoa a pregação do evangelho e é indispensável para ela. O líder da sua igreja deve ter visão para planejar tudo antecipadamente e com sabedoria, deve deixar seus desejos carnais, e às vezes apoiar o ministério do evangelho de fora, como vocês fazem. Ele deve prover tudo que vocês precisam para fazer a boa obra e assegurar que seu trabalho não seja em vão. É isso que vocês precisam do seu líder na igreja.
Só que muitos na igreja não entendem isso e procuram viver segundo seus desejos carnais sempre que têm chance de fazer isso. Mas viver segundo os desejos carnais é o mesmo que ser amaldiçoado. Só porque agora recebeu a remissão de pecados, isso significa que você pode viver segundo seus desejos carnais e ainda assim ir para reino dos céus? Não há problema algum em querer ser próspero, mas será que é normal tentar encontrar o equilíbrio entre servir ao Senhor e realizar os desejos carnais? Não, isso não é nada normal. Este equilíbrio simplesmente não existe; cedo ou tarde você vai acabar cedendo à vontade da carne e, por esta razão, será amaldiçoado. E, na mesma hora, você não terá mais a paz do Senhor. Em pouco tempo perderá tudo e será amaldiçoado.
Você acha que o Senhor Deus jamais o amaldiçoará só porque ele é o bom Pastor e o Deus de amor? Você tem que pensar nisso porque, nestas circunstâncias, Deus com certeza o amaldiçoará. Ele tirara a paz e a alegria que você tanto desfrutou até agora. Como Deus é um Deus zeloso, ele não se contém quando provocam sua ira. Todos nós temos que fazer a vontade de Deus para sermos abençoados tanto física como materialmente. E temos que fazer sua vontade justamente porque recebemos a remissão de todos os nossos pecados. Mas só poderemos fazer isso se seguirmos à risca tudo que nossos líderes nos orientarem. É muito importante que todos nós entendamos isso. Portanto, já que queremos fazer a vontade de Deus, temos que seguir a orientação do nosso líder espiritual, ter um só coração com ele e servir ao Senhor em comunhão com a igreja. Assim teremos paz e abundância física e espiritual, receberemos as bênçãos de Deus e seremos vestidos de sua graça.
Nenhuma igreja pode dar certo se não tiver um líder. Sempre que agendamos um acampamento para treinamento de discipulado, os participantes se reúnem em grupos pequenos para que possam ter comunhão e chegar a um nível de intimidade maior. E todos estes pequenos grupos têm um bom líder. Sem um líder com discernimento espiritual, seria difícil ter uma comunhão edificante num pequeno grupo. Alguns acabam falando demais quando dão seu testemunho, outros são tímidos e mal conseguem dizer uma palavra quando estão juntos.
Podemos ver então que se perde muito quando não há um líder. Assim como um bom líder era indispensável para o povo de Israel em tempos de guerra, também precisamos de um bom líder para nos ajudar a travas nossas lutas espirituais. Hoje estamos pregando o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo, e esta obra é mantida por negócios que temos para financiar nosso ministério. Nós temos enviado milhares de livros para outros países. E isso é um grande empreendimento. Se tivéssemos que distribuir nossos livros nas ruas, seria muito difícil entregar 500 deles por dia. Mas diversos livros têm sido distribuídos em nosso website para inúmeras pessoas que precisam desesperadamente deles. E aqueles que receberam a remissão de pecados lendo nossos livros estão nos enviando seu testemunho de salvação. Há muitos pastores e missionários no mundo todo agora que se tornaram obreiros de Deus graças ao nosso ministério de literatura. E estes novos obreiros têm testificado com seus próprios lábios que nunca tinham ouvido um evangelho tão verdadeiro como este até hoje, e que agora não têm mais pecado porque creem nele. Por isso que devemos continuar pregando este verdadeiro evangelho no mundo todo. Também temos que orar a Deus para nos dar mais obreiros para nos ajudar nesta obra.
Nós cremos na justiça de Deus e temos servido ao Senhor de várias formas, inclusive gerindo um negócio para financiar o ministério do evangelho. Não servimos ao Senhor apenas com nossos lábios, mas também com nosso sangue e suor. Mas eu sei que alguns entre nós gostariam de servir ao Senhor de uma forma mais tradicional – por exemplo, cantando num coral. Mas e você? Você gostaria de fazer isso agora ou quem sabe no futuro? Para ser sincero, olhando pelos olhos carnais, cantar no coral pode parecer algo muito melhor para nós. É algo natural para muitos que fazem parte da igreja querer participar do coral. É uma maneira honrosa e culta de servir a Deus. E é isso que a maioria dos cristãos tem em mente quando pensam em fazer algo na igreja.
Mas nós somos diferentes. Se nosso ministério fosse como as igrejas do mundo, jamais poderíamos enviar nossos livros espirituais. Você sabe quanto trabalho é necessário e quantos recursos precisamos para publicar e distribuir nossos livros em todo o mundo? Eu não preciso explicar isso em detalhes para que você saiba quanto sacrifício isso requer. Imagine o trabalho que dá para preparar todos os livros. Imagine quanto dinheiro é preciso para publicar, traduzir e enviar nossos livros para o mundo inteiro. Imagine o trabalho que dá só para embalar e empacotar todos eles. Com certeza é algo muito trabalhoso. Mas o Senhor realiza esta obra através de nós.
Recentemente criamos uma nova versão do nosso hinário, que se chama Louvando o nome de Jesus. E cada letra deste hinário foi escrito de uma forma linda. Quem fez esta obra? É algo que nós fizemos ou Deus nos deu? Foi um presente Deus nos deu, algo que recebemos do Senhor e transcrevemos num hinário. Para nós é algo natural servir ao Senhor como estamos fazendo.
Mas no que diz respeito a servir ao Senhor, a maioria dos cristãos não pensa assim. Eles acham que precisam fazer algo especial. Por exemplo, recentemente um grupo missionário de uma igreja aqui da Coreia foi ao Afeganistão para proclamar o cristianismo, mas acabaram sendo raptados. No fim eles foram libertados depois de terem passado por um sofrimento físico terrível e gastado todos os recursos financeiros investidos neles. É uma tolice fazer isso, algo que beira à loucura. Ao que parece, eles foram para um região dominada pelos talibãs e andavam naturalmente com bermudas e camisetas. As mulheres do grupo nem se preocupavam em cobrir a cabeça, como fazem as mulheres afegãs. Pior ainda, elas usavam muita maquiagem, iam fazer compras de bermuda e faziam apresentações do coral em ruas movimentas. Mas o evangelho pode ser pregado assim? Será que pregar o evangelho é só se levantar e clamar: “Vocês vão para inferno se não crerem em Jesus”?
No entanto, é assim que as igrejas do mundo evangelizam hoje em dia. Mas eles estão errados ao pensar que podem evangelizar o mundo e servir a Deus assim. Eles acham que não há outro modo de servir ao Senhor além deste. Por isso que estão convictos de que é assim que devem servir a ele. Mas isso é servir ao verdadeiro evangelho, e sim uma tolice. Tentar converter os ímpios assim só trará retaliação. Se você tentar pregar o evangelho deste jeito, ao invés de fazer com que todos se convertam, você acabará se tornando um hipócrita, alguém que faz a obra só para satisfazer sua própria ganância. E o que é pior, ao invés de levar o evangelho às pessoas, você apenas oferecerá um paliativo para seus problemas. Se você oferecer às pessoas bênçãos materiais, e não a verdade do evangelho, elas só vão querer isso. E ao invés de procurar aprender a Palavra de Deus com você, elas só vão querer bens materiais. Por isso que é uma tolice tentar converter as pessoas ao cristianismo oferecendo bênçãos materiais. Naturalmente, seria algo muito nobre irmos para uma região sem recursos e oferecermos nossa ajuda às pessoas carentes. Só que algo mais importante do que isso seria levar o evangelho da água e do Espírito para elas em sua própria língua através do ministério de literatura. Esta é a obra de Deus. E ele nos deu sabedoria para fazê-la, e não há palavras que possam expressar como somos gratos ao Senhor por nos permitir servir ao evangelho da água e do Espírito com tanta dedicação. Nós temos servido fielmente ao evangelho da água e do Espírito até hoje, e continuaremos a fazer isso até o dia da volta do Senhor.
 
 

É para o seu próprio bem que há um juiz na Igreja de Deus

 
Também é preciso um líder para administrar um negócio que visa financiar o ministério do evangelho. Nós temos servido ao Senhor muito bem até hoje. E no que diz respeito a isso, eu sou muito obstinado. Eu não demoro muito para tomar decisões, às vezes nem cinco minutos. Mas geralmente procuro ouvir as opiniões com toda humildade quando não tenho alguma ideia sobre algo. E é nessas horas que todos nós temos que buscar a sabedoria de Deus em comunhão. Temos que pedir a opinião uns dos outros, dizer o que pensamos e fazer tudo pela fé. Nesta semana especificamente, eu quero ver com vocês como criar um website em japonês para nosso ministério de internet.
Eu não tenho palavras para expressar como é maravilhoso para a Igreja de Deus ter um juiz. E este juiz está na igreja para liderar a congregação segundo a vontade de Deus. E por mais que ele tenha algumas falhas, foi Deus quem o escolheu, quem o capacita e estará com ele, o guiará e protegerá todos os dias de sua vida. Precisamos crer nisso, caso contrário, não poderemos viver pela fé. Este é ponto principal do sermão de hoje.
O livro de juízes explica ao longo de seus 21 capítulos como os juízes livravam o povo de Israel e Deus agia por meio deles. Você verá isso se ler este livro. Reconhecer seu líder espiritual é a pedra angular de toda vida de fé. Nas igrejas do mundo, os novos membros logo acham que o pastor da igreja é o líder mais importante. Mas abaixo dele há pastores auxiliares, evangelistas, presbitérios, diáconos, etc. E todos estão sujeitos a uma cadeia de comando. Mas não é assim que funciona na Igreja de Deus.
Você sabe como um padre é chamado na igreja católica? Ele é chamado de pai, provavelmente porque é considerado um pai espiritual. Eu não sei por que os crentes do mundo acham tão difícil obedecer e respeitar seus líderes. Mas na Igreja de Deus não há uma obediência forçada, pois isso não se consegue pela força. É pela lei de Deus que todo santo nascido de novo obedece ao seu líder espiritual. E a vontade de Deus é realizar sua obra por meio destes juízes.
Todos nós temos que obedecer à vontade de Deus juntos. A igreja tem que se submeter à vontade de Deus, que é o nosso Sumo Pastor. Os que lideram a igreja têm que obedecer à vontade de Deus junto com os juízes, e os que seguem seus passos também precisam fazer isso juntos. É deste modo que a hierarquia se estabelece. Somente quando a igreja tem uma hierarquia organizada é que ela se torna linda, uma igreja poderosa, uma igreja que vence o inimigo. E só assim também ela levará a graça e a misericórdia de Deus a diversas pessoas.
Também é muito importante darmos atenção ao negócio que temos para financiar o ministério do evangelho. E embora nosso negócio esteja indo bem hoje, logo pode ter dificuldades. Então, enquanto temos este negócio, também temos que nos preparar para o futuro e planejar antecipadamente. Nós temos enfrentado muitos desafios na tarefa de servir ao evangelho. Sempre que os líderes de uma região da nossa igreja se reúnem, eles consultam uns aos outros e tomam decisões para apoiar nosso negócio de uma forma mais livre, enfática e efetiva.
Assim como todos vocês estão trabalhando para servir ao evangelho em sua igreja incansavelmente, todos os pastores de nossas igrejas também estão agindo assim. Se os pastores de nossas igrejas se reunissem e não fizessem nada, eles teriam coragem de chegar diante de vocês e pedir-lhes que fizessem alguma coisa? Claro que não. Eles não poderiam pedir nada a vocês se não estivessem trabalhando muito duro. Para ser bem sincero com vocês, quando os líderes de uma região se reúnem comigo, quase sempre jogamos futebol. Muitos dos nossos pastores gostam tanto de futebol que é quase impossível não jogarmos quando estamos juntos. Eu mesmo gosto muito de jogar, mas é claro que esta não é a razão principal de eu me reunir com nossos pastores. Nós nos reunimos porque há trabalho a fazer, e não apenas jogar futebol. Então, eu faço questão de fazer tudo que precisamos antes de jogar futebol.
Todos os nossos pais na fé têm o dever de servir ao evangelho da água e do Espírito, obedecer aos mandamentos de Deus, e cuidar de todos que seguem seus passos. Primeiro eles têm que obedecer, para só depois então fazer com que os irmãos de sua igreja os obedeçam, a fim de que juntos façam a vontade de Deus. Guiar o rebanho assim é algo benéfico tanto para o corpo para o espírito. É bom para alma, para o corpo, e até nos ajuda em certas situações. E, além disso, ainda somos abençoados por Deus. Isso não é fantástico? A alegria que temos ao obedecer ao Senhor é tão grande e maravilhosa que não há como sermos gratos a ele por isso. Quando ajudamos as pessoas a receber a remissão de pecados e servirmos a este precioso evangelho, somos tomados de alegria. Eu estou certo que você sabe o que estou falando. Não há nada que nos traga mais alegria do que fazer a obra de Deus. E embora isso nos deixe extenuados fisicamente, grande é nossa alegria espiritual.
 
 

A lição do livro de Juízes

 
O livro de juízes retrata um período em que o povo de Israel era governado por juízes, desde a conquista da terra de Canaã até Saul ser coroado como seu primeiro rei. E em seus 21 capítulos, o livro de Juízes narra o que aconteceu ao povo de Israel ao longo de todos estes anos, coisas boas e ruins. Mas podemos identificar um padrão bem claro e específico aqui: o fato de que o povo de Israel sofria muito quando não tinha um juiz, mas era vitorioso, próspero e fiel quando tinha um. O que livro de Juízes nos ensina então, é como nossos líderes espirituais são benéficos e indispensáveis para nós e o reino de Deus. Esta é a lição que Deus nos ensina aqui. E é para nos ensinar esta lição que o livro de Juízes narra tantos eventos que ocorreram ao longo desse período.
Então, eu posso dizer com toda a certeza que sou indispensável para vocês, assim como vocês são para mim. Todos nós somos um só corpo. Nós somos a Igreja de Deus, seu reino e sua única família. Cada um de nós é indispensável um ao outro para pregarmos o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. E já que todos nós somos membros do mesmo corpo, só poderemos fazer esta obra se unirmos nossas forças. Todos na igreja são indispensáveis, desde os irmãos aos obreiros, nossos líderes regionais, o líder principal e até as crianças da escola dominical. Eu tenho plena certeza disso, e espero que vocês também tenham. Sendo assim, todos nós temos que unir nossas forças e seguir a orientação que a igreja nos dá. E também precisamos ter uma visão ampliada, pois se tivermos uma visão só para daqui a um ou dois anos, com certeza estaremos fadados ao fracasso. Até nosso negócio não dará certo se tivermos uma visão pequena. Temos que viver hoje com uma visão bem definida do futuro, antevendo tudo até o fim.
Eu estou muito feliz por ter vocês ao meu lado. Mas e vocês, também estão felizes de me ter ao seu lado? Vocês estão felizes por me ter como seu líder? Assim como eu sou servo do evangelho da água e do Espírito, vocês também são servos deste mesmo evangelho. O Senhor nos abençoou para que nos conhecêssemos e levássemos juntos uma vida santa. E graças a esta bênção, estamos pregando o evangelho da água e do Espírito em todo mundo atualmente. Ninguém mais além de nós está pregando o evangelho da água e do Espírito.
Nossas orações devem estar voltadas para a pregação do evangelho, pois Deus responde a todas as nossas orações. Há muito tempo, quando encontrei o evangelho da água e do Espírito, eu orei a Deus para me ajudar a pregar este evangelho a todos neste mundo. Mas por um tempo eu me esqueci disso e me deixei levar pela situação que estava passando. No entanto, Deus me trouxe de volta ao caminho certo e me levou a fazer sua obra como líder de sua igreja. E esta obra não é algo que somente eu quero fazer, mas é o que Senhor quer que seja feito. Eu não sou um juiz por minha própria vontade. Muito menos sou servo de Deus porque sou melhor do que vocês de alguma forma. Hoje, vocês e eu estamos servindo ao evangelho da água e do Espírito juntos. E eu me sinto alegre e muito feliz por fazer esta obra.
Se fôssemos dividir as fases da nossa vida espiritual assim: infância, adolescência, fase adulta, meia idade e velhice, eu diria que estamos na fase adulta. Na Coreia, a expectativa de vida dos homens é de 75 anos. A das mulheres é de cerca de 82 anos. O evangelista Kim e eu estamos chegando aos 60, mas espiritualmente falando, ainda somos jovens adultos. Então eu vou gostar muito se vocês me chamarem de jovem adulto. E eu sou mesmo jovem em meu espírito e coração. E já que sou jovem, a maioria dos irmãos e obreiros ainda está na infância. Eu sou um jovem obreiro de Deus que serve ao Senhor com vocês. E vocês também são obreiros de Deus que servem comigo.
Eu sou muito grato ao Senhor. Aleluia!