တရားဟောချက်များ

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 1-3] Jesus e João Batista Foram Aqueles que Deus Preparou para Nossa Salvação (Lucas 1:1-23)

Jesus e João Batista Foram Aqueles que Deus Preparou para Nossa Salvação(Lucas 1:1-23)
“Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram, segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio, e foram ministros da palavra, pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio; para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado. Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel. E eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor. E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e ambos eram avançados em idade. E aconteceu que, exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, na ordem da sua turma, segundo o costume sacerdotal, coube-lhe em sorte entrar no templo do Senhor para oferecer o incenso. E toda a multidão do povo estava fora, orando, à hora do incenso. E um anjo do Senhor lhe apareceu, posto em pé, à direita do altar do incenso. E Zacarias, vendo-o, turbou-se, e caiu temor sobre ele. Mas o anjo lhe disse: ‘Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João. E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento, porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será cheio do Espírito Santo, já desde o ventre de sua mãe. E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, ‘para converter os corações dos pais aos filhos,’ e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.’ Disse então Zacarias ao anjo: ‘Como saberei isto? pois eu já sou velho, e minha mulher avançada em idade.’ E, respondendo o anjo, disse-lhe: ‘Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas alegres novas. E eis que ficarás mudo, e não poderás falar até ao dia em que estas coisas aconteçam; porquanto não creste nas minhas palavras, que a seu tempo se hão de cumprir.’ E o povo estava esperando a Zacarias, e maravilhava-se de que tanto se demorasse no templo. E, saindo ele, não lhes podia falar; e entenderam que tinha tido uma visão no templo. E falava por acenos, e ficou mudo. E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério, voltou para sua casa”.
 
 
Como diz a letra de uma canção popular: “Parado ou andando, estou sempre pensando em você”. E nós também estamos sempre pensando no que ainda não foi realizado e no que ainda nem começamos a fazer.
Há muitos produtos eletromagnéticos no mercado hoje e dizem que os íons negativos gerados por eles fazem muito bem à saúde. O ser humano precisa de muitos nutrientes e vitaminas, e os íons negativos são essenciais para nós. Obviamente, o íon positivo também é importante, mas dizem que são dos íons negativos que o homem mais precisa, pois eles são melhor para a saúde. Tudo que produz calor são íons positivos. Podemos dizer então que são os íons negativos que produzem umidade. Para ser bem simples, quando não há umidade, as correntes eletromagnéticas dos celulares e computadores se acumulam no corpo e as pessoas ficam doentes por falta de íons negativos. E isso acontece muito hoje em dia porque há muitos materiais químicos nas construções ao nosso redor. Quase tudo que se usa para construir uma casa hoje é material químico e artificial. Os materiais naturais quase não existem mais. Por mais que uma casa seja construída de madeira ou tijolos, Existe algum material natural nela? Não, não existe.
O Natal logo vai chegar. Daqui a menos de uma semana já será Natal. E depois que ele acabar, o mês de dezembro passará bem rápido e o ano logo acabará. Nós queremos nos reunir para fazer nossos planos para o ano que vem, mas eu acho que nós estaremos muito ocupados neste Natal. Mas antes da chegada do Natal, eu quero compartilhar com vocês algo sobre João Batista, aquele que Deus preparou. E quando o Natal chegar, vai ser fabuloso louvar ao Senhor, dar graças a ele de coração e glorificar a Deus por ele ter nos salvado e apagado nossos pecados.
 
 

Por que Lucas, Discípulos de Jesus, Escreveu sobre Ele?

 
Vamos ver a Palavra que lemos hoje no evangelho de Lucas capítulo 1, dos versículos 1 ao 23. O tema do sermão que eu quero pregar hoje é: “Jesus e João Batista, aqueles que Deus preparou para a salvação”, e explicar para vocês por que Deus preparou João Batista para nós.
Primeiro, podemos ver no evangelho de Lucas capítulo 1 que Deus enviou João Batista a este mundo antes de enviar Jesus Cristo, seu Filho. Neste capítulo, Lucas nos diz por que Deus enviou João Batista, que batizou Jesus nas águas, a este mundo antes da vinda do Senhor. Quando lemos o evangelho que escreveu Lucas, discípulo de Jesus, vemos que a razão de ele tê-lo foi contar em detalhes a vida de Jesus e a Palavra que ele testificou a nós. E ele também nos fala sobre João Batista e algumas coisas relacionadas a ele.
Está escrito: “Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram, segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio”. Lucas nos diz que muitos escreveram para contar sobre a vida de Jesus Cristo e como ele nos salvou. E ele também escreveu seu evangelho e Atos dos apóstolos com essa intenção. Lucas escreveu para testemunhar que Jesus é o nosso Salvador, que ele veio mesmo a este mundo para nos salvar e que a salvação que ele realizou também é verdadeira.
Só que não foi apenas Lucas que escreveu sobre isso, mas Mateus, Marcos e João também fizeram o mesmo. Dos doze discípulos, Pedro e João, além do apóstolo Paulo, escreveram para compartilhar conosco essas bênçãos. É por isso que hoje podemos ler o Novo Testamento. Lucas escreveu de coração seu evangelho e Atos dos apóstolos como forma de carta a Teófilo. Mas não sabemos se Teófilo foi alguém a quem Lucas pregou o evangelho pessoalmente. Em todo caso, ele escreveu essa parte da Bíblia porque achou melhor enviá-la como um documento a Teófilo, que deve ter sido alguém que ocupava uma alta posição, pois foi endereçada ao “excelente Teófilo”.
Para ser bem simples, o que Lucas estava fazendo era um ministério de literatura. Lucas, o discípulo de Jesus, estava realizando um ministério de literatura, assim como nós que hoje pregamos o evangelho em outros países através do mesmo ministério. Lucas fez missões assim como vocês e eu fazemos através do nosso ministério de literatura hoje. Nós estamos escrevendo sermões, traduzindo-os para o inglês e para as línguas de vários países.
Lucas escreveu a Palavra e a enviou ao excelente Teófilo porque sentiu que deveria escrever e contar às pessoas sobre Jesus. E embora a princípio tenha escrito ao excelente Teófilo, ele registrou tudo que viu e ouviu pessoalmente dos discípulos de Jesus, além de tudo que também viu e ouviu do apóstolo Paulo, porque sentiu esse desejo assim que começou a escrever.
 
 

Vamos Ler Agora o Relato sobre João Batista

 
O texto bíblico deste capítulo diz que “existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel. E eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor. E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e ambos eram avançados em idade”.
Esse texto explica por que Deus enviou João Batista a este mundo pela casa de Arão. Ele também explica mais tarde por que enviou João Batista a este mundo e através de quem. Ele fala do sacerdote Abias, neto do sumo sacerdote Arão. Só podia ser sacerdote quem era descendente do sumo sacerdote Arão, e nos dias do rei Davi eles foram separados em 24 divisões, pois havia muito deles. Havia muitos descendentes de Arão, o sumo sacerdote, que já tinham idade para assumir sua função. Se três filhos nascessem de algum descendente, por exemplo, esses três filhos gerariam outros descendentes e assim por diante. E já que o número de descendentes de Arão era muito grande quando Davi começou a reinar sobre os israelitas, ele resolveu esse problema separando-os em 24 divisões.
Mas somente um dos descendentes de Arão podia ser o sumo sacerdote. Na Coreia, por exemplo, cabe ao filho mais velho manter a família reunida e prestar culto aos ancestrais. O filho mais velho tem autoridade sobre toda a família por causa da forte influência do Confucionismo. Portanto, assim como o filho mais velho tem esse direito, os varões da linhagem do sumo sacerdote Arão tinham o privilégio de entrar na presença de Deus e realizar todo o ritual do sacrifício depois que eram devidamente preparados para isso quando completavam 25 anos de idade. Mas os descendentes de Arão cresceram muito e havia muitos deles. E Davi separou-os por sua linhagem porque estava havendo disputas entre as famílias naquela época. Eles determinaram a ordem do sacerdócio criando 24 divisões. Tudo isso está registrado no Primeiro e Segundo Livro dos Reis, mas eu não falarei sobre isso porque senão tomará muito tempo.
De todo modo, a Bíblia diz que João Batista nasceu da casa de Abias, da linhagem do sumo sacerdote Arão. E embora tenha acontecido há muito tempo, isso não é uma lenda ou um conto de fadas, pois a Bíblia prova sua veracidade ao relatar esse evento histórico dizendo: “Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias”. O relato do nascimento de João Batista não é uma lenda ou fábula; é uma história real que possui uma evidência histórica. Uma lenda ou fábula não possuem uma evidência histórica.
Por exemplo, nós coreanos cremos que nosso país teve início com a lei do rei Dangun, baseado na lenda de Dangun. A lenda diz que um urso e um leão entraram numa caverna para comer alho por 100 dias. O tigre, não aguentando mais, saiu da caverna, mas o urso aguentou até o final e virou uma mulher que veio a ser a mãe do rei Dangun. Mas se isso fosse verdade, todos nós coreanos seríamos descendentes de um urso. Só que não há base real ou histórica para uma história como essa.
Outro exemplo: vocês conhecem bem a história de Park Hyukgeosei, não conhecem? Essa lenda diz que Hyukgeosei Park saiu de uma grande abóbora e se tornou o ancestral da família Park. Essas lendas foram inventadas pelas famílias cujo sobrenome é Lee, Kim, Park e daí por diante para exaltar seus ancestrais ou dominar as pessoas mais facilmente. São histórias inventadas que foram passadas pela tradição oral, mas não são verdadeiras.
 
 

Tudo que Está Registrado na Bíblia São Eventos Históricos

 
João Batista nasceu da casa de Abias; isso é um fato histórico. Abias era neto do sumo sacerdote Arão. Dos dias de Arão e Abias até os dias de Jesus havia se passado 1,500 anos. Então, havia muitos descendentes da casa do sumo sacerdote na época em que Zacarias exercia seu sacerdócio. Imagine como era grande o número de descendentes de Arão que nasceu durante mais de mil anos na história de Israel. Nós coreanos brincamos que se subirmos numa montanha e arremessarmos uma pedra de olhos fechados, ela certamente acertará alguém com sobrenome Kim, Lee ou Park. Esses três sobrenomes são de reis que reinaram há muito tempo na Coreia. Do mesmo modo, também havia muitos descendentes de Arão.
Deus escolheu especialmente Zacarias, que nasceu da casa de Abias, dentre os descendentes de Arão. Ele também fez com que João Batista nascesse neste mundo na casa de Zacarias. O texto bíblico deste capítulo prova que Zacarias e Isabel eram descendentes do sumo sacerdote Arão, e que o representante de do povo de Israel perante Deus era o sumo sacerdote.
Eles dois eram fiéis à lei do Antigo Testamento perante Deus e aos seus olhos não tinham falta alguma. Não havia nada do que eles poderiam ser acusados pela lei. É por isso que está escrito que eles “eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor”. Na verdade, a lei naquela época era tão complicada que era quase impossível dizer que alguém era irrepreensível, por mais que ele a guardasse fervorosamente. E isso era impossível porque não havia ninguém que podia guardá-la totalmente. Era possível até guardá-la por um dia, mas no outro dia ela era quebrada. É por isso que precisamos de Jesus Cristo.
De todo modo, o fato de Deus ter enviado João Batista através de Isabel e Zacarias, que era da casa de Abias, que por sua vez era da linhagem do sumo sacerdote Arão, significa que ele já tinha preparado a nossa salvação. Quando o Senhor veio a este mundo e disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”, o que ele quis dizer é que ele não fez a obra sozinho, pois precisou do representante da humanidade para passar todos os pecados do homem para ele; e de fato foi este representante que passou todos os nossos pecados para Jesus Cristo.
Foi por isso que Deus preparou um representante. Temos que entender isso muito bem e não ter dúvida alguma. O que precisamos saber sobre isso? Precisamos saber tudo. A primeira coisa que o evangelho de Mateus, Marcos e Lucas falam é de João Batista. O evangelho de Marcos já começa falando sobre isso. Nós temos que ler a Bíblia como um todo ao invés de nos atermos apenas a algumas partes dela. Assim poderemos ver o quanto o relato sobre João Batista é real e importante. Todos os escritores dos evangelhos deixaram registrado isso como um evento importante e discorreram sobre ele em detalhes. Por essa razão, também temos que considerar João Batista e seu ministério muito importante, assim como os discípulos de Jesus que escreveram os quatro evangelhos o consideraram de grande importância também.
O que temos que entender aqui é que Deus fez com que João Batista nascesse seis meses antes de enviar seu Filho a este mundo. Isso é muito importante. Quem não compreende o verdadeiro evangelho diz que Jesus nos salva no momento em que confessamos que ele veio a este mundo e remiu todos os nossos pecados. Essas pessoas dizem que Jesus as salvou sem pedir nada em troca. Elas afirmam que o Senhor disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”, e por isso dizem que ele salva todos que creem nele. Elas dizem que Jesus nos salvou quando veio a este mundo e morreu na cruz.
Que preparativos devemos fazer antes de iniciarmos uma obra? Por exemplo, mesmo quando tentamos fazer um pequeno arranjo de flores, temos que ter um vaso e terra adequada. E também temos que preparar o vaso primeiro antes de plantar as flores. Também vamos precisar de alguns utensílios como uma tesoura, uma base para o vaso e barbante para fixar as flores. Antes de comprarmos as flores, temos que saber como vamos plantá-las. Vai dar um pouco de trabalho prepararmos tudo isso. Teremos que comprar tudo que precisamos e fazer tudo do jeito que planejamos. E só após todo este processo é que teremos um arranjo de flores.
Todo trabalho é assim. E isso diz respeito não apenas à nossa vida, pois fazer a obra de Deus para salvar muitas almas neste mundo do pecado também exige que preparemos tudo em detalhes. Deus preparou e planejou a salvação de todo ser humano em Cristo antes de criar o universo.
Mas o que Deus preparou antes de tudo para realizar a obra da salvação? Primeiro ele enviou João Batista a essa terra como o representante da humanidade para que ele transferisse todos os pecados do homem para o seu Filho Jesus Cristo. E ele nos mostrou como essa obra foi especial. Deus não tratou isso como se fosse uma obra qualquer; muito pelo contrário, ele a considerou tão especial que apareceu a Zacarias por meio do anjo e revelou que cumpriria tudo que disse. Deus fez com que João Batista batizasse seu Filho Jesus e o fez passar para ele todos os pecados do homem quando ele tinha 30 anos. Deus preparou tudo isso de antemão.
Quando formos fazer algo, a preparação é a metade do trabalho. E é assim em todo trabalho. Nada dá certo quando começa de qualquer jeito. Até para termos três refeição ao dia, isso exige preparação. Você pode até pensar que fazer arroz é fácil, pois é só esquentar a água, colocá-lo dentro da panela e pronto. Mas quando vemos como o arroz é feito, percebemos que isso exige alguns processos e trabalho duro. Só que nós às vezes jogamos tudo na panela de uma vez. Como chamamos as pessoas que fazem tudo assim, sem preparação alguma? Nós dizemos que alguém assim não passa de um tolo, alguém muito ignorante, não é? Viver neste mundo sem preparação alguma é uma verdadeira tolice.
Mas há muita gente tola hoje em dia. Nós vemos que em alguns hospitais os funcionários ficam sentados sem fazer nada, enquanto os equipamentos cirúrgicos precisam ser lavados e esterilizados. Quando chega um paciente, o médico diz: “Sente um pouquinho. Onde está doendo?” Ele então pressiona o lugar onde a pessoa está sentindo dor, pede a alguém que traga uma faca e opera o estômago da pessoa com um instrumento cheio de germes. A mesma faca que eles usam para cortar todo tipo de carne no hospital. E quando alguém faz uma cirurgia assim, com certeza o paciente morrerá de infecção devido aos germes.
Foi por isso que a salvação do Senhor precisou ser muito bem preparada, muito mais do que pensamos. A preparação que Deus teve que fazer foi infinitamente maior do que a que os médicos fazem para esterilizar seus instrumentos. Deus fez uma grande preparação para nos salvar. Deus preparou João Batista. E ele fez isso porque foi João Batista, o representante da humanidade, quem transferiu os pecados do mundo para Jesus Cristo para salvar você e a mim deles. É por isso que a preparação é muito importante. E Deus preparou tudo mesmo detalhadamente.
A maioria dos pastores de hoje diz isso: “Seus pecados foram perdoados”, quando alguém confessa Jesus como seu Salvador e sua fé no seu sangue. Esses pastores são aqueles que não se prepararam para a obra espiritual. E podemos dizer que todos eles são vigaristas espirituais. Nós podemos comparar essas pessoas com ferramentas que não servem para nada, não é verdade? Quando você e eu vemos o processo pelo qual Deus preparou João Batista para transferir todos os nossos pecados para Jesus, nós não vemos como tudo que ele fez foi preciso?
O sumo sacerdote, o representante da humanidade, tinha que ser descendente de Arão. Ele tinha que ser descendente de Arão e alguém aprovado por Deus para ser o representante de toda a humanidade, pois Deus confiaria a ele o papel de passar todos os pecados para Jesus. Por essa razão, ele tinha que ser qualificado para transferir todos os nossos pecados para Jesus Cristo.
Deus preparou tudo isso. E foi por isso que ele enviou um anjo. Zacarias entrou no santo lugar no tabernáculo onde ficava o altar de incenso. Para o lado de fora ficavam o altar de ofertas queimadas e a pia de bronze. Os sacerdotes costumavam entrar no santuário diariamente para cuidar do candelabro ou acender incenso no altar. Zacarias estava queimando incenso a Jeová e viu um anjo perto do altar de incenso. Ele deve ter levado um grande susto.
Você já viu um anjo? Talvez você nunca tenha visto um anjo, porém os anjos são mensageiros de Deus e eles existem realmente. A Bíblia diz que o nome do anjo que Deus enviou naquela ocasião era Gabriel.
O anjo apareceu a Zacarias e disse: “Não temas, Zacarias, pois sua oração foi ouvida”. Podemos ver que Deus preparou isso para cumprir sua vontade. Zacarias e Isabel não tinham filhos. Embora vivessem bem e desejassem muito ter um filho, o casal não tinha filhos, mas o anjo lhes disse que suas orações tinham sido respondidas. Zacarias orou muito. Ele era idoso e sua esposa já tinha idade para ser avó. Eles desejaram muito ter um filho, mas ficaram idosos sem conseguir gerar um sequer. É algo natural alguém querer ter um filho conforme vai ficando mais velho. E Deus ouviu a oração de Zacarias. Mas ele não escolheu uma família qualquer para que o representante de toda a humanidade nascesse nessa terra. Ao contrário, ele respondeu as orações do seu povo com seu grande poder, e, ao mesmo tempo, se manifestou na história humana e usou alguém para cumprir a obra da salvação segundo a sua vontade. E quem foi que ele escolheu? João Batista.
A Bíblia diz: “Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João. E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento, porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será cheio do Espírito Santo, já desde o ventre de sua mãe. E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus”. Foi assim que Zacarias soube da vontade de Deus através do anjo. E o anjo disse também que seu nome seria João e que ele seria grande na presença do Senhor. Este homem, João Batista, foi o maior de todos os homens na presença do Senhor. Ele simplesmente foi o maior de todos os representantes da humanidade entre todos os homens.
Vamos ler o versículo 17 novamente, que diz: “E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto”.
Está escrito que João Batista converteria os corações dos pais aos filhos no espírito e virtude de Elias. Quem então é o representante da humanidade? João. Que João? João Batista. Não o João que escreveu o evangelho com o mesmo nome. Quem é este que é maior do que todos os homens então? João Batista. João Batista é o maior de todos. E ele é o maior porque realizou um papel importante para a nossa salvação. A Bíblia diz que ele não beberia vinho ou bebida forte. Também está escrito que ele seria cheio do Espírito Santo desde o ventre de sua mãe. Isso nos mostra que ele seria alguém especial enviado por Deus. Deus deu João como filho a Zacarias pelo seu poder abundante.
A esposa de Zacarias, Isabel, não podia mais ter filhos. Seu ciclo menstrual já tinha cessado. Alguma mulher pode ter filhos depois da menopausa? Não, não pode. Biologicamente, isso é impossível. Nós temos que entender isso. Temos que entender quem foi que levou muitos pecadores a Jesus Cristo. Foi João Batista, que nasceu pela vontade de Deus, não pelo poder humano. João Batista é muito importante.
Mas o quanto ele é importante? A Bíblia nos diz sobre João Batista: “E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto”. Isso que dizer que ele agiu no espírito de Elias. Nos diz também que foi através de sua obra que muitos voltaram para Deus. João Batista é o pai espiritual que nos leva a Deus. Ele é maior do que o próprio Moisés. E nós veremos isso conforme continuarmos lendo a Bíblia. Foi ele que Deus preparou.
João Batista é aquele que Deus preparou para a nossa salvação, e Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que ele preparou para nos salvar de todos os nossos pecados, levando todos eles e sendo condenado em nosso lugar como oferta de sacrifício. João Batista é o representante de todos os seres humanos. Ele é o representante da humanidade que transferiu todos os nossos pecados para Jesus, o Cordeiro de Deus, o sacrifício. Estes dois homens, Jesus Cristo e João Batista, foram especialmente preparados por Deus para nos salvar. Um deles é o Filho de Deus que foi preparado como o Cordeiro para o sacrifício, e o outro foi aquele que transferiu todos os nossos pecados para ele como o representante da humanidade, embora fosse apenas uma criatura, um ser humano como eu e você. Você entende isso agora? Você tem que entender como isso é importante.
O Natal está chegando. João Batista nasceu seis meses antes do nascimento de Jesus. E Jesus, por conseguinte, nasceu seis meses depois disso. Então, João Batista nasceu e depois de seis meses nasceu Jesus. João Batista veio a este mundo e disse ao povo que se arrependesse com toda autoridade: “Raça de víboras, arrependei-vos”. A obra que ele realizou foi transferir todos os pecados do homem para Jesus Cristo ao batizá-lo no rio Jordão. Portanto, Jesus só pôde se tornar nosso verdadeiro Salvador porque foi batizado quando tinha 30 anos. Ele só pôde se tornar o verdadeiro Salvador a partir do momento que foi batizado por João Batista. Até os 30 anos, sua vida não teve muito sentido porque ele ainda não tinha tirado nossos pecados, embora tenha vindo como nosso Salvador.
Nós não podemos dizer que cremos na Palavra só porque ela é a Palavra de Deus. Ao contrário, temos que ter certeza no que cremos e no que a Bíblia diz sobre João Batista. Temos que meditar no processo pelo qual Deus planejou nossa salvação e como ele cumpriu seu plano. Você sabe o que acontece quando pensamos nisso? Nós entendemos por que Zacarias, pai de João Batista, ficou mudo. Ele ficou mudo porque não creu na palavra do anjo. Ele não creu na palavra que o anjo disse a ele pessoalmente. Ele então ficou mudo como o anjo disse e só creu depois de João Batista nascer. Sua esposa concebeu e teve um filho como o anjo lhe disse. Aí então ele finalmente creu. Sua língua se soltou e sua boca se abriu depois que ele disse que o nome da criança seria João.
Do mesmo modo, não podemos dizer que cremos em Jesus ou pregar seu evangelho se não cremos nisso. E isso quer dizer que não podemos anunciar o evangelho. Assim como Zacarias ficou mudo, nós não poderemos fazer nada se não crermos na Palavra da verdade de Deus depois de ouvi-la. Nós só poderemos fazer isso se crermos, só poderemos pregar o evangelho e dizer que fomos salvos se crermos na Palavra de Deus. Por outro lado, não poderemos receber a salvação se não crermos. Quando vemos o que as pessoas fazem, podemos ver como muitas delas creem em Jesus de modo errado, sem ter nenhum conhecimento da salvação que o Senhor preparou em detalhes para nós. Elas creem de qualquer jeito e só pregam o evangelho porque a Palavra lhes manda fazer isso. Mas é por isso que elas ainda têm pecado e não podem ter seu coração transformado, porque creem de modo errado.
 
 
“Ele Converterá o Coração dos Rebeldes à Prudência dos Justos”
 
Está escrito que João Batista prepararia um povo bem disposto para o Senhor. Foi João Batista que nos levou de volta à presença do Senhor. Foi João Batista que cumpriu o papel de nos levar de volta a Jesus. Você e eu não poderíamos conhecer Jesus ou crer nele se não fosse pelo ministério de João Batista. Como poderíamos conhecê-lo? Nós não conheceríamos Jesus de qualquer jeito confessando apenas que ele morreu na cruz para se tornar nosso Salvador sem entender a razão disso? Nós até poderíamos crer nele, mas será que saberíamos de tudo corretamente? Crer em Jesus sem entender tudo corretamente é o mesmo que amar e não ser amado, é o mesmo que crer sem entender como nossos pecados foram passados para ele. Essas pessoas no fim serão rejeitadas pelo Senhor.
Por isso, temos que entender os fatos históricos, a Palavra da verdade, o que Deus disse e o que ele fez por nós. E isso é muito importante. Zacarias ficou mudo porque não creu na Palavra de Deus. As pessoas estavam esperando por ele fora do santuário, não estavam? E elas devem ter pensando: “Isso não é estranho. Por que ele ainda não saiu?” Passado muito tempo, Zacarias finalmente saiu. Ele saiu, mas havia ficado mudo. Ele não podia mais falar. Ele então usou suas mãos e seus pés para tentar se comunicar. Ele usou a linguagem dos sinais. Todos então pensaram: “Algo deve ter acontecido no santuário”.
Deus enviou anjos a Zacarias. Deus sempre enviou anjos antes de enviar Jesus a este mundo. O arcanjo Gabriel era o mensageiro usado por Deus para trazer boas novas, enquanto que o arcanjo Miguel era o anjo da guerra. Era assim que os sacerdotes sabiam o que ia acontecer. Quando lemos a Palavra, podemos ver que João nasceu exatamente como ele disse.
A Bíblia nos mostra que João Batista foi preparado para mim e para vocês; que Jesus tirou todos os nossos pecados e foi condenado em nosso lugar como o Cordeiro de Deus para nos salvar; que, por essa razão, ele foi a oferta sacrificial preparada para apagar todos os nossos pecados. Nós só pudemos ser salvos por causa do sacrifício oferecido por estes dois homens preparados por Deus. Deus preparou seu Filho e João Batista, o representante da humanidade. E o que eu estou falando a vocês agora é do amor de Deus. Vocês estão entendendo?
Nós só podemos receber a verdadeira fé e a salvação se crermos nisso firmemente. Nós agora conhecemos bem João Batista, aquele que foi preparado por Deus, e Jesus Cristo, seu Filho. Mas é claro que não podemos comparar João Batista com Jesus, porque Jesus é o próprio Deus e João Batista foi uma criatura do Senhor como eu e você. Jesus foi o Deus que se tornou homem. Só que agora sabemos quem foi João Batista. Ele teve que vir primeiro para preparar o caminho a fim de que Jesus levasse todos os nossos pecados sobre si e nos salvasse. Nós temos que entender isso, meditar bastante sobre isso, crer nisso de coração e ver se temos essa fé. Eu quero que vocês meditem e vejam se vocês creem só porque lhes disseram para crer ou porque vocês entendem tudo corretamente.
João Batista repreendeu os rebeldes: “Raça de víboras!” Nós éramos mesmo pecadores. E seríamos pecadores por toda a eternidade se nossos pecados não fossem passados para Jesus de uma vez quando ele foi batizado por João Batista. Portanto, nós agora podemos ser salvos crendo no evangelho da água e do Espírito. Podemos ser salvos pela fé nessa verdade.
Vocês creem nessa verdade agora?