Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-34] (Gênesis 7:1-24) Temos que aprender a distinguir as obras da carne das obras do Espírito

(Gênesis 7:1-24)
“Depois disse o SENHOR a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque tenho visto que és justo diante de mim nesta geração. De todos os animais limpos tomarás para ti sete e sete, o macho e sua fêmea; mas dos animais que não são limpos, dois, o macho e sua fêmea. Também das aves dos céus sete e sete, macho e fêmea, para conservar em vida sua espécie sobre a face de toda a terra. Porque, passados ainda sete dias, farei chover sobre a terra quarenta dias e quarenta noites; e desfarei de sobre a face da terra toda a substância que fiz. E fez Noé conforme a tudo o que o Senhor lhe ordenara. E era Noé da idade de seiscentos anos, quando o dilúvio das águas veio sobre a terra. Noé entrou na arca, e com ele seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos, por causa das águas do dilúvio. Dos animais limpos e dos animais que não são limpos, e das aves, e de todo o réptil sobre a terra, entraram de dois em dois para junto de Noé na arca, macho e fêmea, como Deus ordenara a Noé. E aconteceu que passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio. No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram, e houve chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites. E no mesmo dia entraram na arca Noé, seus filhos Sem, Cão e Jafé, sua mulher e as mulheres de seus filhos. Eles, e todo o animal conforme a sua espécie, e todo o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil que se arrasta sobre a terra conforme a sua espécie, e toda a ave conforme a sua espécie, pássaros de toda qualidade. E de toda a carne, em que havia Espírito de vida, entraram de dois em dois para junto de Noé na arca. E os que entraram eram macho e fêmea de toda a carne, como Deus lhe tinha ordenado; e o Senhor o fechou dentro. E durou o dilúvio quarenta dias sobre a terra, e cresceram as águas e levantaram a arca, e ela se elevou sobre a terra. E prevaleceram as águas e cresceram grandemente sobre a terra; e a arca andava sobre as águas. E as águas prevaleceram excessivamente sobre a terra; e todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu, foram cobertos. Quinze côvados acima prevaleceram as águas; e os montes foram cobertos. E expirou toda a carne que se movia sobre a terra, tanto de ave como de gado e de feras, e de todo o réptil que se arrasta sobre a terra, e todo o homem. Tudo o que tinha fôlego de Espírito de vida em suas narinas, tudo o que havia em terra seca, morreu. Assim foi destruído todo o ser vivente que havia sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; e foram extintos da terra; e ficou somente Noé, e os que com ele estavam na arca. E prevaleceram as águas sobre a terra cento e cinquenta dias.”
 
 
Através da vida de fé de Noé, que é mostrada no texto bíblico deste capítulo, devemos meditar como devemos viver. Noé construiu a arca durante cem anos, e o grande dilúvio veio no ano que ele a terminou. Segundo a Palavra de Deus, sete dias antes da chegada do dilúvio, Noé levou para dentro da arca sua família e cada espécie de animais e aves do céu. É óbvio que foi Deus quem os atraiu para dentro da arca, mas Noé preparou tudo confiando na sua Palavra. Em suma, Noé fez a obra do Espírito.
Da mesma forma, enquanto vivermos nessa terra, também devemos viver para o Senhor e fazer a obra do Espírito. Devemos pregar a todos o evangelho, afirmando que Deus apagou seus pecados, e que por isso eles podem receber a remissão deles. Esta é a verdadeira obra do Espírito.
 
 
Nós devemos discernir claramente a obra do Espírito da obra da carne
 
Devemos separar a obra do Espírito da obra da carne, senão nossa alma se perderá. Está escrito: “Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz” (Romanos 8:5-6). A obra espiritual não combina com a obra da carne. Porém, como ainda temos um corpo, fazemos tanto a obra dele como a obra do Espírito, mesmo tendo nascido de novo. Não fazemos apenas um tipo de obra. No entanto, para Deus, nós que nascemos de novo devemos buscar fazer apenas um tipo de obra. Já que fomos salvos, devemos fazer a obra do Espírito. Como está escrito no texto acima, aqueles que desejam viver segundo a carne têm sua mente nas coisas carnais, mas os que anseiam viver segundo o Espírito têm-na nas coisas do Espírito. Embora sejamos tanto carne como Espírito, devemos nos dedicar apenas a obra do Espírito. Que tipo de obra devemos fazer? Devemos fazer a obra do Espírito, ou seja, servir a Deus.
O que então é a obra do Espírito? É salvar almas pregando o evangelho da água e do Espírito. O Senhor Jesus disse: “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em Espírito e em verdade” (João 4:24). A obra do Espírito não é outra senão pregar o evangelho de Jesus Cristo, que apagou todos os pecados do homem. As bênçãos de Deus também virão quando fizermos a obra para salvar as pessoas pregando o evangelho da água e do Espírito para elas. Somente os que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito têm sua mente na obra do Espírito, a discernem da obra da carne e fazem-na. Foi por isso que Deus disse que o animal que tinha unhas divididas, ou seja, unhas fendidas, era limpo (Levítico 11:3). Assim como os animais limpos tinham unhas fendidas, nós nascidos de novo devemos separar a obra do Espírito da obra da carne, e fazer essa obra espiritual. Se os justos não separarem o que é espiritual do que é carnal, eles não poderão fazer nem a obra do Espírito e nem a da carne. Embora em outros tempos às vezes tenhamos feito a obra da carne e a obra do Espírito, ainda assim devemos discernir a obra do Espírito da obra da carne de forma consciente. Viver para o evangelho que nos salvou é a obra de Deus e também do Espírito. E podemos fazer a obra do Espírito quando pensamos como fomos salvos. Lembre-se que é a obra do Espírito que salva almas. Guarde em seu coração novamente que é a obra do Espírito pregar o evangelho da água e do Espírito, que faz com que as almas recebam a remissão de pecados.
Para fazer a obra do Espírito, os nascidos de novo, ou seja, os justos que creem no evangelho da água e do Espírito devem saber exatamente o que é obra espiritual e a obra carnal. Os justos que nasceram de novo através do evangelho da água e do Espírito são tanto carne como espírito. Diferente dos incrédulos que têm apenas carne, os crentes nascidos de novo têm o Espírito Santo em seu coração. Então os que nasceram de novo através do evangelho da água e do Espírito fazem tanto a obra do Espírito como a da carne. É exatamente por isso que nós que somos justos devemos entender bem o que é obra do Espírito, o que é obra da carne, e procurar fazer a obra do Espírito. E se algum justo não sabe o que é a obra do Espírito ou como fazê-la, mas busca apenas a obra da carne, ele está levando então uma vida miserável e equivocada. Todos nós devemos reconhecer que pregar o evangelho da água e do Espírito é obra do Espírito, e buscar fazer essa obra espiritual.
Quando encontramos alguém, oramos: “Senhor, salve essa alma.” Na verdade, Deus já apagou todos os pecados dessa pessoa também. Ainda assim devemos pregar o evangelho para ela, para que ela possa reconhecer isso e crer nele. Devemos levá-la à salvação então. Pregar o evangelho da água e do Espírito não é algo que qualquer um pode fazer. Essa obra é algo que só pode ser feita por aqueles que foram redimidos crendo no evangelho da água e do Espírito; e esta não é outra senão a obra do Espírito. Se pregarmos o evangelho da verdade e proclamarmos que Deus salvou todos neste mundo do pecado apagando todos eles, as almas serão salvas ao ouvir esta verdade e crer nela de coração. Portanto, dependendo que tipo de obra faremos, as pessoas poderão ou não ser salvas.
Nós fomos salvos pelo evangelho da água e do Espírito. No entanto, é muito importante sabermos que tipo de obra os salvos estão fazendo. Todos nós devemos entender que tipo de obra devemos fazer para realizarmos a obra do Espírito. A não ser que saibamos o que é a obra do Espírito, não poderemos fazê-la. O que é a obra do Espírito? É pregar o evangelho às pessoas crendo que essas almas serão salvas quando pregarmos para elas.
Cada um de nós também deve discernir e fazer individualmente a obra do Espírito, mas isso de fato é algo muito difícil. Melhor dizendo, não é tão fácil fazer a obra do Espírito, pois ela requer que preguemos o evangelho e nos lembremos que é isso o que Deus realmente quer de nós. Embora essa obra não seja fácil, ao mesmo tempo ela é bem simples. Se formos fazer a obra da carne onde há muita carnalidade, será muito fácil fazê-la de fato, mas se formos fazer a obra do Espírito nos lugares certos, certamente faremos esta obra. Se ficarmos na Igreja de Deus, que faz a obra do Espírito, e tivermos comunhão com os justos, naturalmente iremos fazer esta obra então. Apesar disso, às vezes fazemos algo totalmente errado, e não a obra do Espírito. Então devemos entender claramente o que é obra do Espírito e o que é obra da carne. Nós estamos aqui para continuar a obra que Deus já fez. Devemos nos oferecer para fazer a obra de pregar o evangelho, mas o problema é que às vezes não cumprimos esse dever.
Quando Noé tinha cerca de 500 anos, Deus o mandou construir a arca; e ele a terminou quando tinha 600 anos. Quando a arca ficou pronta, Deus disse a Noé:
– Você e sua família devem entrar na arca agora. E você deve pegar sete pares de animais limpos e dois pares de animais imundos, macho e fêmea.
Por que Deus mandou Noé pôr na arca dois pares de animais imundos e sete pares de animais limpos? Porque os animais limpos tinham que ser preservados para procriar depois que o dilúvio acabasse, enquanto os imundos só tinham que continuar existindo. Por outro lado, os animais limpos tinham que continuar se multiplicando e ser perfeitos. Foi por isso que Deus separou sete pares de macho e fêmea. Como você bem sabe, o número sete na Bíblia representa Deus e a perfeição, enquanto o número seis representa o homem e a imperfeição. Veja o que Deus fez por nós, a obra da nossa salvação. De forma perfeita ele apagou todos os nossos pecados. A Igreja de Deus, que prega o evangelho da água e do Espírito, é perfeita ao fazer a obra de Deus. Assim como Noé fez com perfeição sua obra espiritual durante cem anos, nós também podemos fazê-la. Nós pregamos o evangelho da água e do Espírito para as pessoas e Noé construiu a arca; e ambos são a mesma obra espiritual.
 
 
Devemos nos dedicar mais a obra do Espírito
 
Embora façamos tanto a obra do Espírito como a obra da carne, devemos nos dedicar mais a obra do Espírito. Naturalmente, todos nós fazemos a obra da carne, sem que ninguém nos peça. Noé e sua família sobreviveram e se multiplicaram com apenas dois pares de animais imundos na arca. Mas os animais limpos são fracos, e se somente dois pares de macho e fêmea fossem colocados na arca, essa espécie talvez não fosse preservada. Foi por isso que Deus disse a Noé para levar para a arca sete pares de animais limpos, a fim de preservá-los.
Temos que crer nessa obra que Deus fez por nós de forma perfeita, e com esta fé fazer a obra do Espírito. Melhor dizendo, embora nós que nascemos de novo ainda sejamos carne, como também temos o Espírito dentro de nós, devemos fazer a obra de Deus. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse que o tesouro foi colocado em vaso de barro, como está escrito: “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós” (2 Coríntios 4:7). Isso significa que mesmo que os nascidos de novo sejam fracos e imperfeitos, eles ainda têm o Espírito Santo dentro deles. Nós devemos pensar na obra do Espírito, meditar como Deus nos salvou e fazer sua obra. Foi exatamente para esta missão que fomos chamados. Todos nós devemos pregar o evangelho da água e do Espírito para as pessoas, e fazer a obra do Espírito que leva todos que creem nesta verdade a alcançar a salvação.
O que significa fazer a obra do evangelho? Significa literalmente fazer a obra do Espírito. Isso não é apenas algum tipo de lição que nos ensina a ser moralmente corretos. Se pregarmos para as pessoas que Deus salvou de forma perfeita toda a humanidade e elas forem salvas por causa disso, temos que incentivá-las a ficar ainda mais firmes no evangelho e impedir que falsos profetas as levem novamente para a morte. E a obra do obra do Espírito é justamente isso. Em suma, pregar o evangelho da água e do Espírito e defendê-lo é fazer a obra de Deus. Portanto, devemos lutar e vencer os falsos profetas, defender o evangelho do seu engano, e por mais que eles sejam muitos, jamais devemos nos aliar a eles. Devemos fazer parte da Igreja de Deus e pregar o evangelho de dia e de noite. E o que quer que façamos, devemos fazer tudo pelo evangelho.
Os que não conhecem o evangelho da água e do Espírito dizem que devemos crer em Jesus e ser bons em nossa vida. Porém, quanto mais alguém tenta levar uma vida santa, mais descobre que é incapaz de fazê-lo. Somente quando a pessoa vive para o evangelho da água e do Espírito é que ela consegue levar uma vida santa. Todos os pastores nascidos da água e do Espírito devem falar do evangelho da água e do Espírito quando forem pregar. Só é possível pregar o evangelho da água e do Espírito quando o pregador tem-no em seu coração. Por outro lado, aqueles que não guardam o evangelho da água e do Espírito em seu coração nunca conseguem pregar esre evangelho em seus sermões. Eles só pregam sobre ter uma vida virtuosa, como ficar rico crendo em Jesus, e em como ficar curado de enfermidades crendo em seu nome. Mas isso é obra da carne. Esses falsos pregadores podem até ficar ricos e ser honrados pelas pessoas do mundo, mas eles estão apenas fazendo uma obra carnal, que não tem nada a ver com a obra de Deus. Até entre os nascidos de novo, muitos traíram o evangelho e se desviaram, mas nós o temos defendido, apesar de sofrermos muitas perdas e sermos perseguidos por causa dele. Mas é por isso que ainda estamos pregando este evangelho até hoje.
O pastor que está verdadeiramente fazendo a obra de Deus é aquele que prega o evangelho da água e do Espírito. E já que pregar este evangelho significa defendê-lo pela fé, mesmo que as pessoas de fé o preguem o tempo todo em seus sermões, elas nunca se cansarão. Ao contrário, o pregarão com mais vigor ainda. O sermão que proclama o verdadeiro evangelho é o mais espiritual de todos, e, ao mesmo tempo, é o mais difícil deles. Se a pessoa não consegue manter seu coração espiritualmente puro, mas busca os desejos carnais, nunca conseguirá pregar o evangelho da água e do Espírito. Para esse tipo de pessoa, o mais difícil na pregação é falar sobre o verdadeiro evangelho.
 
 
Obreiros do verdadeiro evangelho são muito raros no mundo
 
Em todo o mundo há poucos pregando que Jesus apagou o pecado das pessoas com o evangelho da água e do Espírito. Quando começamos a pregar pelo mundo este evangelho da verdade através do nosso ministério de literatura, nossos obreiros encarregados do ministério de internet usaram amplamente os sites de busca para ver se, de alguma forma, havia alguém servindo o evangelho da água e do Espírito como nós. Mas ninguém estava pregando este evangelho. E mesmo hoje em dia, embora existam alguns pregando assim:
– Nós nos tornamos justos sem pecado porque Jesus apagou todos os nossos pecados – este não é o evangelho da água e do Espírito que estamos pregando. Eles só pregam que Jesus levou todos os nossos pecados na cruz, e é só até aí que vai o conhecimento deles. Eles não conseguem pregar nada além disso. E embora eles conheçam a resposta certa, que nos tornamos sem pecado crendo em Jesus do modo correto, eles não sabem exatamente como Jesus apagou todos os seus pecados, pois só conhecem o sangue na cruz. É exatamente por isso que ninguém jamais recebeu a remissão de pecados ouvindo seus sermões. Por isso também que nós, que de fato nascemos de novo, devemos pregar e defender o evangelho da água e do Espírito, mesmo que corramos risco de vida.
Por isso que nossos pastores se dedicam somente à pregação do evangelho da água e do Espírito. E todos os nossos irmãos também estão vivendo para este evangelho. E unindo todas as nossas forças, estamos pregando o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. Temos que fazer com que o verdadeiro evangelho seja conhecido por todos aqueles que estão sendo enganados pelos falsos evangelhos.
Mas e você? Você é capaz de discernir o verdadeiro evangelho dos falsos? Por mais que procuremos em todas as igrejas cristãs em todo o mundo, não há ninguém pregando o evangelho da água e do Espírito como nós. Todo pregador só fala do sangue na cruz. Mas alguém é salvo somente através do sangue na cruz? Não, ninguém pode ser salvo assim. E até entre os teólogos famosos não há ninguém salvo. Nem mesmo os fundadores dos diversos seminários s teológicos são salvos. Somente os que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito estão sem pecado. E somente eles podem se confessar a Deus com uma consciência pura, pois não têm pecado. Portanto, nós que nascemos de novo pelo evangelho da água e do Espírito que devemos pregar este evangelho da verdade. Devemos servir ao Senhor junto com nossos pastores.
Quando pregarmos o evangelho, é bem provável que alguém não o aceite. Mas não é preciso pregar o evangelho para ninguém contra sua vontade. Se alguém tiver dificuldade de entender este evangelho, tudo que precisamos fazer é explicar a Palavra de Deus aos poucos para ele e com bastante calma, falando primeiro sobre o pecado, depois sobre a lei e o juízo de Deus, para que ele consiga ver como realmente é e aceite o evangelho. Depois que ele reconhecer que está destinado a ir para o inferno é que podemos pregar o evangelho. Mas se mesmo assim ele resistir ao evangelho depois que entender sua mensagem, você deve parar de pregar para ele. Devemos procurar os que realmente querem aceitar este evangelho, levá-los a alcançar a salvação e nutri-los com carinho, assim como fazemos com nossos filhos.
Se realmente fizermos um bom trabalho pregando o evangelho da água e do Espírito em detalhes para as pessoas, então é certo que iremos conseguir com que muitas delas creiam nele de todo o coração. E quem crer neste evangelho com certeza se tornará sem pecado pelo Espírito Santo, e não o considerará apenas como uma forma de conhecimento. Todo aquele que crê de coração no evangelho da água e do Espírito não tem mais pecado. Assim como a dinamite pode acabar completamente com um prédio inteiro ao explodir, se alguém simplesmente ouvir e crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito, ele se tornará totalmente sem pecado. Foi por isso que o apóstolo Paulo declarou: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê” (Romanos 1:16). A palavra “poder” aqui é “dunamis” em grego, de onde vem a palavra “dinamite” em português. Em outras palavras, o evangelho da água e do Espírito tem um tremendo poder que pode aniquilar todos os pecados do coração de uma vez por todas. Então, tudo que temos a fazer é pregar esta verdade. E já que este é o verdadeiro evangelho, se alguém o ouvir e crer nele, seu coração não terá mais pecado.
No entanto, na verdade são poucos os que conseguem receber a remissão de pecados quando ouvem o evangelho pela primeira vez. Cada um tem seus próprios pensamentos e preconceitos, e é por isso a maioria das pessoas não se rende a Palavra de Deus tão facilmente. Então temos que estar sempre pregando o evangelho, e aqueles que nos ouvirem devem deixar de lado seus próprios pensamentos se de fato quiserem nascer de novo. Com o tempo eles naturalmente passarão a crer.
Dentro de mais alguns anos, Deus espalhará o evangelho da água e do Espírito por todo o mundo. E se os nascidos de novo fizerem a obra do evangelho como ele mandou, ele assegurará que nada ficará em seu caminho. Só depois que o evangelho da água e do Espírito for totalmente pregado nos quatro cantos do mundo é que as catástrofes naturais começarão a guerras ocorrerão em escala mundial. Até as guerras iniciam com a permissão de Deus. A Bíblia diz: “Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do SENHOR, que o inclina a todo o seu querer.” (Provérbios 21:1). Mesmo se um reservatório estiver cheio de água, suas comportas só se abrem ao comando do operador. Do mesmo modo, somente Deus governa o coração dos reis deste mundo. Quando Deus mover o coração de cada governante para que entrem em guerra, o mundo inteiro será varrido por ela. Mas antes que o evangelho seja pregado totalmente, Deus porá temor no coração deles e impedirá que declarem guerra. Melhor dizendo, não importa quem governe cada nação, Deus é quem governa o coração de todos, e até o coração daqueles que se opõem ao evangelho. Então este mundo nunca acabará sem a permissão de Deus. A Bíblia diz que nem mesmo um passarinho cai no chão sem a permissão de Deus (Mateus 10:29). Melhor dizendo, nada acontece sem a permissão de Deus.
No mundo há muitos obreiros que receberam a remissão de pecados através do nosso ministério de literatura. E eles devem se afastar dos pastores e missionários que não nasceram de novo. Por sua vez, devem sempre estar juntos nos encontros e cultos com os nascidos de novo, pregando o evangelho da água e do Espírito todos os dias. Assim eles conseguirão defender sua fé e muitas almas serão salvas.
Deus levantará líderes onde quer que sua igreja esteja. E se estes líderes que foram designados para as congregações estiverem unidos com a igreja sede, Deus lhes dará forças para prosseguir. Nossos parceiros devem ir aos encontros, dirigir os cultos, pregar a Palavra e dar testemunho sempre que puderem. Eu aconselho vocês a perseverar com paciência e fazer a obra do evangelho aguardando o dia do Senhor. E nunca passem a salva durante o culto. Se alguém quiser ofertar, ele pode fazer isso quando e como quiser. Então, ao invés de passar a salva, coloquem um gazofilácio na entrada da igreja e deixem duas pessoas cuidando dele. Vocês entendem que o que estou dizendo é a Palavra de Deus? Se o evangelho da água e do Espírito que eu tenho pregado é mesmo o verdadeiro evangelho, então vocês também devem confiar que as minhas palavras são baseadas na Palavra de Deus. Eu não estou dizendo aqui que tudo o que eu falo está absolutamente correto. Por outro lado, visto sob a ótica da Palavra de Deus, o evangelho da água e do Espírito é a verdade, e por isso que devemos servir a este evangelho. E tudo que dissermos conforme a Palavra de Deus e sob a inspiração do Espírito santo estará correto. As pessoas receberão a remissão de pecados quando crerem na verdade do evangelho da água e do Espírito. Por isso que estou dizendo que você deve crer no evangelho da água e do Espírito.
 
 
Noé também fez a obra do Espírito
 
Nós somos carne e espírito. Noé também era carne e espírito. Mas só porque alguém é um homem de Deus, isso não significa que ele sempre fará a obra do Espírito. Todo salvo faz a obra da carne e do espírito porque mesmo um nascido de novo é de carne, apesar de ter recebido o Espírito Santo. Mas Noé fazia a obra do Espírito.
No entanto, o que vocês devem tomar cuidado é para nunca menosprezar seus líderes por eles fazerem a obra da carne. Por cem anos Noé fez a obra de Deus de todo o coração. E quando saiu da arca depois do dilúvio, ele plantou uma vinha no novo mundo. Depois ficou bêbado com o vinho produzido pela videira que plantou. Ao ver isso, Cão zombou da nudez de seu pai e por causa disso foi amaldiçoado.
Os servos de Deus podem até ter defeitos físicos, mas nossos irmãos não devem criticá-los por isso. A Bíblia relata que foi um grande erro Cão caçoar de seu pai. Embora Noé tivesse uma deficiência, ele ainda era um homem que fez a obra de Deus por toda a sua vida. Melhor dizendo, não importa o que dizem, Noé fez a obra do Espírito. Ele construiu a arca e disse a todos para entrar nela. E eles não foram salvos porque não deram ouvidos às palavras de Noé e se recusaram a entrar na arca; todos que creram nas suas palavras foram para a arca e ficaram livres do juízo de Deus. Noé foi um homem que fez a obra do Espírito.
Quando analisamos bem a vida de Noé, descobrimos que tipo de obra Deus nos confiou e como devemos fazer a obra do Espírito. Noé também foi salvo pela graça de Deus. A Bíblia diz que a água cobriu a terra por 150 dias (Gênesis 7:24). Isso significa que o mundo ficou submerso pela água por cinco meses. Já que todo o planeta ficou coberto por água 150 dias, nenhuma forma de vida que necessita de ar para viver sobreviveu.
O mesmo irá acontecer no fim dos tempos. Todo aquele que não crer no evangelho da água e do Espírito se sufocará com seus pecados e será lançado no inferno. Somente os que entrarem na arca serão salvos. Por isso que está escrito em 1 Pedro 3:21 está escrito: “Como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo.” Deus julgou com água os que não creram na sua Palavra e salvou os que creram nela os dias do Antigo Testamento. E Jesus nos salvou ao ser batizado e levando sobre si os nossos pecados nos dias do Novo Testamento. Por isso que a figura que nos salva é o batismo de Jesus. Se você vive de forma impensada, a tendência é fazer apenas a obra da carne. Por isso que precisamos fazer a obra do Espírito mesmo contra nossa vontade.
Vamos analisar como os compartimentos da arca foram feitos. Nitidamente a Igreja de Deus separa os salvos dos não salvos. A Igreja de Deus é uma igreja que tem misericórdia de todos. Para que alguém seja membro da Igreja de Deus, ele primeiro precisa ser salvo crendo no evangelho da água e do Espírito. Embora os animais imundos tenham ido para a arca junto com os animais limpos, eles não se misturavam. Compartimentos foram criados para colocar todos os animais segundo sua espécie, o gado, os coelhos e as ovelhas, todos postos em diferentes compartimentos, juntos com sua própria espécie. Então, até hoje, não importa quem venha para a Igreja de Deus, porque aquele que é justo não pode se misturar com quem não é salvo, pois eles ainda são pecadores. Deus divide os salvos dos não salvos, colocando os que são salvos juntos com outros salvos, os não salvos junto com os não salvos.
Você acha que a Bíblia é ensinada nos seminários? Não, isso não acontece. Provavelmente nossa escola missionária é o único lugar onde a Bíblia é lida, palestras são dadas baseadas nas Escrituras e vários assuntos são debatidos abertamente. Até mesmo os teólogos cristãos não conseguiram seu diploma pesquisando e explicando o que a Bíblia realmente diz. Eles receberam seu doutorado escrevendo dissertações sobre determinados assuntos relativos ao cristianismo segundo seus próprios pensamentos. Todas essas coisas saíram de sua mente, não da Palavra de Deus.
Como os líderes cristãos de hoje não nasceram de novo, todos eles interpretam a Bíblia segundo bem entendem. Vamos ver um exemplo disso. Está escrito em Malaquias 3:10-11:
“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro,
Para que haja mantimento na minha casa,
E depois fazei prova de mim nisto,
Diz o Senhor dos Exércitos,
Se eu não vos abrir as janelas do céu,
E não derramar sobre vós uma bênção
Tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.
E por causa de vós repreenderei o devorador,
E ele não destruirá os frutos da vossa terra;
E a vossa vide no campo não será estéril,
Diz o Senhor dos Exércitos.”
A mensagem central deste texto é que todas as coisas pertencem ao Senhor Deus. Por isso que ele fez o povo de Israel dar o dízimo de sua colheita em seu templo. Deus designou a tribo de Levi ao sacerdócio, mas havia outras onze tribos além dos levitas. Se as onze tribos não ofertassem o dízimo de sua colheita, os levitas, que eram sacerdotes, não teriam como sobreviver. Isso porque os sacerdotes não tinham outro trabalho. Então os levitas viviam do dízimo da colheita das outras tribos. Por isso que dar o dízimo de sua colheita era servir a Deus. E por causa desta ordenança, todas as coisas cooperam juntamente para o bem. Deus estava dizendo:
“Os sacerdotes não terão outro trabalho, mas farão a minha obra e me servirão em todo o tempo. Por isso que vocês devem dar o dízimo da sua colheita. Deste modo, os sacerdotes viverão do dízimo, e assim vocês estarão me servindo e eu os abençoarei.”
Este é o verdadeiro significado bíblico do dízimo, mas hoje em dia muitos cristãos estão abusando dele. Eles estão usando-o no sentido literal. Eles dizem que quem der o dízimo da sua renda ficará rico. Eles ensinam que não tem problema algum em dar o dízimo de sua renda, mesmo que não tenha recebido a remissão de seus pecados. Mas isso não é verdade.
Os que fazem a obra de Deus não dão apenas o dízimo de sua renda. Os que receberam a remissão de seus pecados vivem totalmente para Deus, pois tudo que possuem foi dado por ele. Dar apenas o dízimo é muito pouco. Deus alimenta, veste e supre todas as necessidades dos que vivem para ele. Melhor dizendo, se você trabalha só para Deus, ele suprirá todas as suas necessidades em abundância. Já que recebemos tudo de Deus, é natural que devamos servir a ele de todo o coração. E aos que verdadeiramente servem ao Senhor de todo o coração, Deus ainda lhes dará mais para que possam servi-lo muito mais. Em suma, quem mais serve a Deus receberá mais dele.
Minha consciência está tranquila perante Deus, ainda mais no que se refere à gestão financeira da nossa organização missionária. Pregar o evangelho em todo o mundo requer muitos recursos financeiros. Por isso que eu utilizo todas as ofertas dadas a Deus na proclamação do evangelho da água e do Espírito. Nossos irmãos também sabem muito bem que tudo que ofertam é usado para o evangelho; por isso eles ofertam sem preocupação alguma. Jamais devemos usar essas ofertas para fazer qualquer outra coisa. Cada oferta deve ser usada onde é absolutamente necessário.
Nenhum pastor deve pegar dinheiro para si mesmo. Mas apesar disso, alguns pastores acham que o dinheiro que conseguem é deles. Isso não está certo. Cada centavo que entra na Igreja de Deus deve ser totalmente usado para servir ao evangelho da água e do Espírito. Nós prosperaremos se oferecermos tudo que temos. Se vivermos para o Senhor, viveremos em abundância, mas se não fizermos isso, viveremos na pobreza.
Deus conhece bem nosso coração e nossas ações. E os que vivem para si mesmos perecerão. Mas Deus ajuda as pessoas espirituais que fazem sua obra fielmente. Os pastores da igreja de Deus são totalmente diferentes dos pastores das igrejas do mundo. Eles diferem em tudo que fazem. No futuro, usaremos muito mais recursos financeiros nem que seja para salvar uma alma, que é mais preciosa do que tudo nos céus. Embora estejamos fazendo muitos investimentos pelo mundo, a Igreja de Deus já é muito próspera. E é assim que a Igreja de Deus deve ser.
Devemos servir ao evangelho de todo o nosso coração. Nosso corpo, coração e bens devem ser ofertados ao Senhor. Assim é a nossa fé. Temos que ser grandes vasos de fé para o Senhor. Deus disse que “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem” (Hebreus 11:1). Embora agora não possamos ver os frutos da fé que tanto buscamos, com o tempo os veremos. E enquanto eles não chegam, nós oramos por ele, pois Deus no tempo certo os revelará a nós. Enquanto isso, os nascidos de novo fazem a obra de Deus, pois isso é o certo a fazer. Esta é a vida correta de um nascido de novo, pois quando fazemos a obra de Deus desfrutamos de todas as suas bênçãos.