Sermões

Assunto 25: CANTARES DE SALOMÃO

[25-2] Você faz parte dos que são amados por Deus? (Cantares de Salomão 2:1-7)

Você faz parte dos que são amados por Deus?(Cantares de Salomão 2:1-7)
“Eu sou a rosa de Sarom,
O lírio dos vales.
Qual o lírio entre os espinhos,
Tal é meu amor entre as filhas.
Qual a macieira entre as árvores do bosque,
Tal é o meu amado entre os filhos;
Desejo muito a sua sombra, e debaixo dela me assento;
E o seu fruto é doce ao meu paladar.
Levou-me à casa do banquete,
E o seu estandarte sobre mim era o amor.
Sustentai-me com passas,
Confortai-me com maçãs,
Porque desfaleço de amor.
A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça,
E a sua mão direita me abrace.
Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém,
Pelas gazelas e cervas do campo,
Que não acordeis nem desperteis o meu amor,
Até que queira”.
 
 
Vamos começar lendo Cantares de Salomão 2:1-2. “Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales. Qual o lírio entre os espinhos, tal é meu amor entre as filhas”. Quem é o alvo do amor que o Senhor está falando aqui? Os obreiros que trabalham na sua vinha.
 
 

Somos os amados de Deus

 
Os versículos que acabamos de ler falam dos verdadeiros servos de Deus. Então, a maneira correta de interpretar este texto é lendo-o como se fosse um diálogo entre o Senhor e os obreiros de Deus. A passagem diz que os santos de Deus e seus obreiros são o objeto do seu amor. E a Bíblia também que, para Deus, seus obreiros são como ‘a rosa de Sarom e o lírio dos vales’. Isso significa que embora passem por muitas lutas ao fazer a obra de Deus, o evangelho tem sido pregado ainda mais devido seu sacrifício. Como sabemos bem, a população do mundo atualmente é imensa, mas dentre todas estas pessoas, o amor especial de Deus está voltado para seus obreiros.
Sarom é uma região geográfica numa planície em Israel. Há um hino cujo título é ‘Jesus, a rosa de Sarom.’ As flores que brotam nos campos e vales de Sarom são muito especiais. Por isso que Deus descreve seus obreiros como rosas e lírios de Sarom. E o sentido especial do texto bíblico deste capítulo é o seguinte: nosso Senhor ama a todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito que ele nos deu. E hoje temos feito sua obra. Quem somos nós então? Todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito e estamos fazendo a obra de Deus somos como rosas e lírios de Sarom para o Senhor. É assim que ele vê a nós que pregamos fielmente o evangelho da água e do Espírito.
Apesar disso, às vezes sentimos um vazio no coração. Ele então desfalece e permite que as fraquezas nos desanimem. Mas podemos renovar nossas forças lembrando que Deus nos vê como a rosa de Sarom e o lírio dos vales. Já que estamos pregando o evangelho em todo o mundo, somos lindos aos olhos de Deus. E não temos como agradecê-lo por ter nos escolhido para amar. Nós estamos cheios do amor de Deus porque ele fez de nós alvo do seu amor ao nos escolher através do evangelho da água e do Espírito. Portanto, jamais devemos esquecer de que somos os amados de Deus, a fim de que isso sempre nos encoraje. O que Deus está dizendo aos crentes no evangelho da água e do Espírito é que ele nos ama a todos.
É muito importante entendermos quem realmente somos, e que Deus nos escolheu e nos amou. Quem somos nós para Deus? Às vezes nos desesperamos por causa das nossas fraquezas, mas pelo menos somos os amados de Deus. E temos que entender isso muito bem para levarmos uma vida de fé. Quando pensamos no amor de Deus e confiamos nele, nosso coração se aquece. Embora a obra que fazemos nem sempre dê certo, apesar do nosso esforço, ainda assim nos alegramos porque estamos fazendo-a para o Senhor. Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos muito felizes mesmo.
Como crentes no evangelho da água e do Espírito, todos nós somos muito gratos a Deus por sermos seus amados. É maravilhoso saber que ele nos escolheu como alvo do seu amor especial e nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. E quem somos nós para merecer este amor? Tudo isso vem da graça de Deus, e não há palavras para expressar como somos gratos.
Apesar de crermos no evangelho da água e do Espírito, ainda há muita gente contra a justiça de Deus. É tanta gente que é impossível dizer quantos são. Mas uma coisa é certa: estes que não creem na justiça de Deus serão condenados por seus pecados e destruídos nos últimos dias. Nós também estávamos condenados antes, mas então fomos escolhidos como os amados de Deus e recebemos a remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito. E não temos como agradecer a Deus por isso. É um milagre termos recebido o amor de Deus neste mundo. Temos que dar toda a glória a ele por ter nos abençoado a fim de que recebêssemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito e assim nos tornássemos seus preciosos filhos. É uma bênção maravilhosa podemos viver como amados de Deus e jamais sermos privados do seu amor.
Então devemos viver não para as coisas deste mundo, mas somente para a justiça de Deus. Está escrito: “Porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram” (Hebreus 13:9). Nossa felicidade vem de Deus, e nosso coração está firme por causa da sua graça, não por causa das coisas do mundo. Não é a comida deste mundo que traz conforto ao nosso coração e o fortalece, mas a graça que nos foi dada pelo amor de Deus. Eu me sinto muito feliz por Deus amar os crentes no evangelho da água e do Espírito e por sermos seus amados. E é formidável sermos gratos a ele pela fé por tudo isso. Palavras não podem expressar como sou feliz por ele ter escolhido a nós, seus santos e obreiros, como seus amados.
Cânticos de Salomão dizem muito sobre a relação entre Deus e seus obreiros. E o que Deus está dizendo neste livro é que, na verdade, seus obreiros foram plantados no seu campo. Sendo assim, eu posso garantir a todos vocês que estão fazendo a obra de Deus em sua igreja que vocês são o alvo do seu amor.
 
 

De que podemos receber a água eterna para saciar a sede do nosso coração?

 
Vamos ler Cantares de Salomão 2:3, “Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos”. Este versículo mostra como os obreiros de Deus veem o Senhor. É graças ao Senhor e à sua justiça que há refrigério em seu coração. Mas como os obreiros de Deus conheceram a justiça do Senhor? Como foi que eles beberam da sua água eterna e saciaram a sede do seu coração? Nós bebemos a água eterna que o Senhor nos ofereceu porque cremos no evangelho da água e do Espírito que ele também nos deu.
Por isso que a Sulamita disse: “Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos; desejo muito a sua sombra, e debaixo dela me assento” (Cantares de Salomão 2:3). O sentido deste texto é que bebemos da água eterna e hoje fazemos parte da Igreja do Senhor porque recebemos a remissão de pecados que ele nos deu. Foi o Senhor que nos deu a água eterna, tudo por causa do evangelho da água e do Espírito. Que fruto então Deus dá aos justos que estão fazendo sua obra? Ele lhes dá o fruto da salvação. Por isso que o Senhor é como uma macieira entre as árvores do bosque para todos nós. E enquanto permanecermos na sua Palavra da justiça pela fé, saciaremos nosso coração graças ao fruto da justiça que ele nos deu.
Você já viu uma maçã no pé? O que você faria se visse uma macieira? As maçãs não são agradáveis aos olhos apenas, mas também são muito saborosas. E as maçãs que crescem nos bosques são ainda mais doces e deliciosas. Por isso que a Sulamita disse: “Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos; desejo muito a sua sombra, e debaixo dela me assento”.
Nós nos alegramos com o evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu e com sua Palavra também. Tivemos um encontro com o Senhor em nossa vida e recebemos a remissão de pecados no evangelho da água e do Espírito; por isso que hoje vivemos como os remidos. Além disso, também fazemos parte do corpo de obreiros da Igreja de Deus e somos gratos ao Senhor por termos paz em nosso coração, em nossa vida. Para ser sincero, não teríamos alegria alguma se não fosse pela justiça do nosso Senhor. Mas como ele nos deu a verdadeira fé, recebemos a bênção da vida eterna.
Quem então é o Senhor de todos os santos e obreiros de Deus? Ele é como uma maçã entre as árvores do bosque. Jesus é o Senhor indispensável da nossa vida, um oásis no deserto. Ele é absolutamente indispensável a todos nós, pois precisamos dele o tempo todo. Nós somos muito felizes por causa do nosso Senhor, pois ele não somente veio ao nosso encontro através do evangelho da água e do Espírito, mas também nos deu a bênção da vida eterna. Nosso Senhor veio à procura de todos nós com o evangelho da água e do Espírito, e graças a isso conhecemos sua justiça pela fé. Todos nós temos que entender aqui como isso é uma bênção. O mundo está cheio de problemas e as pessoas vivem preocupadas, mas nós meditamos na justiça do Senhor e no amor que ele nos deu, e assim vivemos pela fé.
Não devemos ver no nosso Senhor como alguém que quer apenas que façamos a obra de Deus. Se nos deixarmos levar pelos nossos pensamentos, nosso corpo e alma acabarão sendo corrompidos. Se isso acontecer, logo vamos nos arrepender de ter recebido a remissão de pecados ou que Deus exige que façamos sua obra. O Senhor não é alguém que nos força a fazer sua obra sem nenhum motivo. Pelo contrário, ele nos dá muitas coisas para fazer na obra de Deus justamente para não nos desviarmos. Se não fizermos a obra de Deus, nosso coração vai se corromper e acabaremos sendo levados pelos nossos pensamentos carnais. Por isso que é muito importante fazermos sempre esta obra. Caso contrário podemos ser levados pelos nossos pensamentos errados.
Quem é o Senhor para nós então? O que ele significa para mim e para você? Ele é mesmo nosso amado? Ele é mesmo a fonte de todas as nossas bênçãos? Ou você acha que o Senhor não é isso para você? Quando meditamos bastante sobre o amor do Senhor e a sua justiça, somos levados a agradecê-lo, pois entendemos o que ele significa para nós. Por isso que devemos meditar bastante sobre o amor do Senhor e a sua justiça, a fim de sermos gratos a Deus e darmos a ele a glória devida. Não há como dizer o quanto isso é importante.
O Senhor convidou a nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito, para a casa da sua justiça e nos deu seu amor. E não foi apenas isso que ele fez, pois também nos serviu um banquete saboroso em sua casa. Portanto, não temos como deixar de ser gratos a ele por isso. Está escrito em Cantares de Salomão 2:4: “Levou-me à casa do banquete, e o seu estandarte sobre mim era o amor”.
Nosso Senhor é de fato uma alegria para os justos e a sua força. Ele é a nossa alegria, o nosso poder, a nossa bênção, o nosso amor. É isso que o Senhor significa para todos nós. Vocês concordam comigo? O Senhor nos convidou para a casa do banquete do evangelho da água e do Espírito, nos abençoou para que celebrássemos o amor de Deus e alegrássemos nosso coração. Quando a Bíblia diz aqui: “E o seu estandarte sobre mim era o amor,” isso quer dizer que o amor do Senhor e a sua justiça são a fonte da nossa força. Melhor dizendo, o amor justo do Senhor é uma tremenda bênção e a grande fonte da nossa força.
Nós só pudemos receber a salvação pela justiça do Senhor porque ele nos amou; e é só por causa do seu amor também que nossa alma é tão fortalecida. Nós somos salvos de todos os nossos pecados porque o Senhor nos amou; e não temos como agradecer a ele por isso. Então, sempre que lemos a Palavra de Deus podemos entender o amor do Senhor e como este amor nos fortalece. É assim também que entendemos o que o Senhor quer de nós. Já que ele nos amou primeiro e continua nos amando, não podemos deixar de fazer a sua vontade por causa deste amor. E é justamente por esta razão que hoje estamos pregando seu amor.
João 3:16 diz que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Isso é o que nos diz o Senhor. Foi assim que ele nos amou, e é por causa deste amor que estamos pregando o evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo. É assim que o justo amor de Deus nos confere o maior poder de todos. É por causa do amor do Senhor que dedicamos nossa vida ao evangelho da água e do Espírito. Jamais poderíamos fazer isso sem o amor de Jesus.
 
 

Somos a Noiva de Cristo

 
Apesar de ser um homem, espiritualmente sou Noiva de Cristo. Você pode até estar pensando como posso me considerar uma noiva sendo homem, mas a verdade é que todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito é Noiva de Jesus Cristo. Eu fiquei muito orgulhoso quando conheci a justiça do Senhor e me tornei sua Noiva. E eu não tenho dúvidas de que sou a Noiva espiritual de Cristo, pois me casei com ele espiritualmente.
Eu tenho certeza então que somos os amados do Senhor e sua Noiva. E assim como as noivas encontram renovo e alegria no amor do seu noivo, nós também temos isso tudo em Jesus Cristo, nosso Noivo. Não há palavras para expressar como somos gratos ao Senhor por nos ter feito sua Noiva. E ele não apenas deu todas as bênçãos celestiais a todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito, mas também nos abençoou para que vivêssemos no seu reino.
 
 

O Senhor é o nosso conforto

 
Vamos ler agora Cantares de Salomão 2:5-6. “Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor. A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace”.
Nós encontramos conforto em tudo que o Senhor fez por nós. E os obreiros de Deus encontram conforto para o seu coração quando servem ao evangelho da água e do Espírito e o pregam. Quando pregamos este evangelho, que é a Palavra de Deus, ouvimos nossos irmãos dando testemunho da sua salvação e encontramos grande conforto e fortalecimento para o nosso coração.
Nosso coração se renova no Senhor. E é no que ele fez por nós que encontramos conforto. E é assim que nosso coração se fortalece e tem refrigério também. E tudo por causa da obra do Senhor. Somos confortados pela remissão dos nossos pecados porque o Senhor nos deu o evangelho da água e do Espírito, que é a sua justiça. O próprio fato de termos recebido a remissão de pecados já é algo que nos renova. É um grande alívio para nós saber que o Senhor veio a esta terra e apagou todos os nossos pecados. O evangelho da água e do Espírito, com o qual o Senhor extirpou todos os nossos pecados, é o que traz refrigério ao nosso coração. E não há como agradecer ao Senhor por essa maravilhosa bênção.
Sempre que nosso coração estiver fraco, temos que nos lembrar que o Senhor renova nossas forças através da Igreja de Deus. Nossas forças são renovadas quando lembramos o que o Senhor fez por nós e tudo que ele ainda fará no futuro. É o próprio Senhor que nos guarda, nos conforta e trabalha em nossa vida, como diz a Bíblia: “Porque desfaleço de amor. A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace” (Cantares de Salomão 2:5-6).
Em suma, só estamos vivos por causa do amor do Senhor. Se não fosse por este amor, seria impossível vivermos. Apesar de termos recebido a remissão de pecados, não poderíamos levar uma vida de retidão se não fosse pela ajuda do Senhor. Mas como é nosso relacionamento com o Senhor? É uma relação baseada no amor. E é assim que ele nos ama; e nós o amamos muito também. Já que todos os irmãos e servos da Igreja de Deus amam o Senhor, ele toma todos eles em seus braços e os protege. Por isso que nosso coração se alegra quando lemos Cantares de Salomão.
Às vezes sentimos que as coisas não dão muito certo quando fazemos a obra de Deus. Verdade seja dita, nem tudo dá certo quando fazemos esta obra. E também podemos dizer que o resultado de tudo que fazemos nem sempre corresponde ao esforço que fizemos. Mesmo assim precisamos continuar fazendo a obra de Deus.
Sempre que me sinto fraco e passando por alguma luta, eu penso no amor de Deus revelado em Cantares de Salomão. E sempre que eu faço isso minhas forças se renovam, pois me lembro como o Senhor me amou, o quanto ele continua me amando, e que ele sempre me amará. Meu coração é renovado quando me lembro o que o Senhor fez por mim e o que ele ainda fará através da Igreja de Deus. O Senhor é a nossa força, e é seu amor que fortalece o nosso coração ao longo da nossa vida. É graças ao amor do Senhor que nosso coração se alegra e é fortalecido.
Nunca poderíamos viver sem o amor do Senhor. A noiva vive pelo amor do noivo. Por acaso uma esposa pode viver sem o amor do seu marido? Se o Senhor nos dissesse: “Eu não quero mais alguém ingrato como você. Você é tão inútil para mim que não lhe quero mais” isso significa que teríamos um grande problema espiritual nas mãos. É isso o que acontece em nossos relacionamentos pessoais. E como todo ser humano é egoísta, sem exceção, talvez seja algo normal as pessoas sempre discutirem. Só que este tipo de coisa não pode haver em nosso relacionamento com o Senhor, pois ele é o nosso Noivo e nós, sua Noiva. Se nós que somos Noiva de Cristo esquecermos do amor que o nosso Noivo tem por nós, acabaremos perdendo a fé.
Ao contrário das pessoas deste mundo que vivem apenas para as coisas humanas, os obreiros que fazem a obra na Igreja de Deus vivem pelo seu amor. Para ser sincero, é por causa do amor de Deus que existimos; tudo vem do seu amor. Se Deus parasse de nos amar, não teríamos mais nenhuma esperança. Não teríamos mais alegria em nossa vida e nem esperança alguma. Sempre que pensarmos na obra da justiça de Deus, devemos nos lembrar que ele nos amou incondicionalmente. Por isso que ele salvou os crentes ao ser batizado por João Batista e morreu na cruz para apagar todos os seus pecados. Deus nos amou muito mesmo; e ainda ama a todos nós. Seu amor por nós não tem fim. E nosso coração se renova justamente porque o Senhor nos ama. Ele nos abençoou para repousarmos nossa cabeça em seu colo. Ele nos toma pela sua destra, nos ama, nos conforta e renova nossas forças. Por isso que você e eu estamos vivemos agora. E é por este motivo também que somos gratos a Deus por seu amor. O que todos nós temos que entender aqui é que foi Deus que nos fez nascer neste mundo e nos deu seu amor.
 
 

Nós nascemos para ser amados

 
Há um louvor na Coreia chamado “Você nasceu para ser amado”. E Deus ama mesmo cada um de nós. Somos o alvo do seu amor. De todos que vivem neste mundo, somos os amados de Deus, aqueles a quem ele deu seu amor especial. Por isso que Cantares de Salomão nos descreve como “rosas de Sarom e lírios do vale”. Antes éramos apenas um espinheiro para o Senhor, mas agora somos rosas e lírios de Sarom. Não há como não amar o Senhor, pois ele nos dá forças, nos encoraja e fortalece nosso coração. Ele nos envolve com seus braços de amor.
Quem então é o Senhor para todos os servos de Deus, seus obreiros e filhos? Ele é o nosso Ajudador, que nos ama; ele é Aquele que apagou todos os nossos pecados. É ele quem nos abençoa e nos protege, quem nos guia em eterna felicidade. O Senhor nos ama de tantas formas que não temos como contá-las. Nosso Senhor está nos guiando para seu reino eterno. Ele salvou a todos nós, nos ama e nos abençoa abundantemente.
Infelizmente alguns se cansaram do amor bondoso de Deus e se recusam a aceitá-lo em seu coração. Todo aquele que culpa o Senhor por alguma coisa não conhece nada do seu amor. Isso acontece porque ele não consegue entender como o Senhor o ama. As pessoas deste mundo que sofrem com o jugo dos seus pecados são miseráveis porque não entendem como Deus as ama. Se soubessem o quanto ele as ama, seus dias de vida não seriam suficientes para adorá-lo e agradecê-lo.
Então, é muito importante nos lembrarmos do que o Senhor fez por nós e meditar nisso. É assim que nosso coração é fortalecido e somos gratos a Deus. Deus sempre age na nossa vida para nos ajudar. Ele renova nosso coração, o fortalece, nos conforta quando a obra nos enfraquece, e nos abençoa das formas mais maravilhosas. O Senhor nos ama a todos de todo o coração.
Está escrito em Cantares de Salomão 2:7: “Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis nem desperteis o meu amor, até que queira.” O Senhor nos deixa quietos quando queremos. Ele não nos desperta quando estamos dormindo. Está escrito aqui que se não amarmos o Senhor, ele não nos força a isso. Mas não é sobre isso que eu quero falar agora. A verdade é que devemos fazer a vontade de Deus, seja ela qual for. Às vezes em nossa vida de fé tentamos fazer com que o Senhor aja segundo os nossos interesses.
Não há nada demais pedir ao Senhor que ouça nossas orações e supra nossas necessidades. No entanto, não é porque buscamos o Senhor sem cessar que ele responde nossas petições. Ao contrário, ele realiza nossos desejos porque nos ama de coração e quer nos mostrar como seu amor é puro. Isso quer dizer que o amor do Senhor não tem nada a ver com os esforços que fazemos. Ao contrário, ele nos ama independente do que façamos, pois seu amor é algo que não podemos alcançar com mérito próprio.
Foi o Senhor que nos amou primeiro. E foi por isso que recebemos seu amor. Os que estão levando uma vida de fé errada procuram fazer tudo para ser amados pelo Senhor. Mas isso está totalmente errado. Alguém pode forçar o Senhor a amá-lo? Claro que não. Não podemos fazer isso, pois somos amados pelo Senhor somente porque ele nos amou primeiro.
Se o Senhor nos amasse apenas para ter nossa atenção, isso não seria um amor verdadeiro. Mas ele nos ama porque somos lindos e maravilhosos aos seus olhos. E seu amor é justamente verdadeiro porque ele nos ama assim. Somos o alvo do amor do Senhor. Mas, para ser sincero, o verdadeiro amor é o amor incondicional do Senhor. E jamais devemos fazer algo para, com nosso mérito próprio, recebermos este amor.
Para concluir este sermão, eu quero reiterar que somente somos amados porque o Senhor nos ama; é por causa dele que recebemos seu amor; e isso acontece porque somos valiosos para ele. Além disso, somos tão valiosos para o Senhor que ele continua nos amando até hoje. O amor do Senhor por nós não tem limites. Seremos para sempre os amados de Deus. Lembrem-se sempre disso quando vocês confundirem sua identidade. Nunca se esqueçam que todos os irmãos da Igreja de Deus e todos os obreiros que fazem sua obra são seus amados. Temos que entender quem realmente somos, compreender o amor do Senhor, saber que Deus ama a todos nós que servimos ao evangelho em sua igreja, e viver pela fé no amor do Senhor.
Hoje à noite vamos meditar nos versículo 8.