တရားဟောချက်များ

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-6] O Salvador Daqueles que São Pobres de Espírito (Lucas 2:1-20)

(Lucas 2:1-20)
“E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
‘Glória a Deus nas alturas,
Paz na terra, boa vontade para com os homens.’
E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: ‘Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.’ E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e o menino deitado na manjedoura. E, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita; e todos os que a ouviram se maravilharam do que os pastores lhes diziam. Mas Maria guardava todas estas coisas, conferindo-as em seu coração. E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes havia sido dito”.
 
 

Jesus Veio para Entrar na História da Humanidade

 
Quando Jesus nasceu, César Augusto (63 a.C. – 14 d.C.) era o rei do Império Romano e expandiu seu território por todo o mundo conhecido de então. Não é exagero dizer que Roma dominava todo o mundo naquela época. Foi por causa deste cenário que o imperador Augusto promulgou um censo para toda a população das colônias romanas. Isso aconteceu no primeiro ano do calendário ocidental. E já que isso aconteceu quando Jesus nasceu, este foi o ano 1. Portanto, podemos ver que Jesus Cristo é um personagem real da história e o nosso Salvador.
O Senhor nasceu durante o reinado do imperador romano Augusto. Deus profetizou seu nascimento através do profeta Isaías 700 anos antes de ele nascer; e depois que se passaram estes 700 anos, nosso Senhor de fato nasceu. Ele nasceu através do corpo da virgem Maria.
Maria estava noiva de um homem chamado José quando concebeu Jesus. Está escrito no texto bíblico deste capítulo que os dois foram a Belém segundo o decreto que exigia que todos em território romano fossem registrados; e como a hora do parto estava perto, Maria deu à luz ao seu bebê em Belém. Já que Maria entrou em trabalho de parto, eles precisavam de um lugar para ela dar à luz. Então, eles foram à procura de um quarto em muitas estalagens, mas todas estavam lotadas por causa dos viajantes que foram fazer o censo, e, no fim, Jesus nasceu num estábulo e foi posto numa manjedoura usada para alimentar os animais.
Naquela hora, havia pastores cuidando do seu rebanho no campo, e um anjo do Senhor apareceu para eles e disse: “Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo”. Assim, o anjo contou aos pastores do nascimento de Jesus. E quando o anjo disse: “Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura”, de repente apareceu os exércitos celestiais no céu e começaram a louvar a Deus cantando assim: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. Após adorar, o anjo e os exércitos celestiais voltaram para o céu.
Os pastores então foram a Belém e encontraram o menino Jesus, e disseram a José e Maria o que o anjo e os exércitos celestiais lhes disseram. Eles os ouviram cantando: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. Em outras palavras, já que o Senhor veio a essa terra, ele trouxe paz a todos que se alegram com as boas novas da sua vinda.
Assim como estes pastores e todos que se alegraram com a vinda de Jesus e creram nele receberam a paz do Senhor, há muitos hoje que a receberam tambem, assim como o favor de Deus. Mas quem são eles? Já que o Natal está chegando, temos que aproveitar essa chance para meditar sobre isso. Há muitas pessoas neste mundo, mas quem dentre elas recebeu a paz e o favor de Deus? A Bíblia diz que essa graça é dada àqueles que honram a Deus, que o temem de coração e querem adorá-lo, amá-lo e exaltá-lo, àqueles que querem glorificá-lo e creem nele. São destes que Deus se agrada e a quem ele dá a sua paz. Melhor dizendo, o Senhor apaga todos os seus pecados e os abençoa com a fertilidade da terra.
Na verdade, o Senhor veio a essa terra pelos pecadores. E os que alcançam o favor de Deus e recebem seu amor são os que justamente o amam, o temem e querem servir a ele em sua vida. E embora seus atos sejam falhos, seu coração deseja ter um encontro com Deus e servi-lo; embora pareçam soberbos e orgulhosos aos olhos do mundo, eles humilham seu coração perante Deus e o honram, pois desejam servi-lo em obediência à sua Palavra. São estes que Deus abençoa e habita em seu coração.
 
 

O Natal é para Aqueles que Estão Procurando Deus

 
Amados irmãos, por que Jesus Cristo veio a essa terra? Jesus veio a essa terra num corpo carnal através do corpo da virgem Maria para aqueles que desejavam encontrá-lo e estar com ele. Todos nós somos imperfeitos. Mas apesar das nossas falhas, amamos a Deus de coração e queremos servi-lo e louvar a ele com os exércitos celestiais cantando: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”.
Muitos receberam essa graça. E todos que receberam o favor de Deus foram salvos. Ao nascer, nosso Senhor foi posto numa numa manjedoura e envolto em panos; e os pastores que cuidavam de suas ovelhas no campo foram os que ouviram essa notícia abençoada pela primeira vez. Enquanto estes pastores estavam cuidando das suas ovelhas no campo, um mensageiro do Senhor apareceu e falou com eles. E quando a gloria do Senhor os envolveu, o anjo lhes disse: “Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo. Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor”.
O Senhor veio. O próprio Deus, o Sumo Sacerdote, o Profeta, o Rei dos reis veio a essa terra encarnado como um homem. Assim como foi profetizado no Antigo Testamento, o Salvador de fato nasceu na cidade de Davi, numa pequena cidade chamada Belém. O anjo disse aos pastores então: “E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura”. O próprio Deus se tornou homem e veio a essa terra, foi envolto em panos e colocado numa manjedoura – isso em si já é o maior milagre de todos. Dentre todos os milagres, este foi o maior de todos eles.
Quando Senhor veio a essa terra, Deus levou as boas novas, antes de qualquer um, aos pastores que cuidavam do seu rebanho. Os pastores viram os exércitos celestiais descendo do céu e adorando a Jesus Cristo. Eles foram os primeiros que ouviram o que disse os exércitos celestiais. Depois de Maria e José, estes pastores foram os primeiros que ouviram sobre o nascimento do nosso Senhor. Isso quer dizer que assim como os pastores foram os primeiros a saber do nascimento de Jesus, Deus hoje revela primeiro aos seus servos o que vai acontecer a este mundo. O que todos nós temos que entender aqui é que Deus fala primeiro com seus servos, ensina a eles primeiro e os prepara primeiro também.
Em breve este mundo entrará em conflito. Nações se levantarão contra nações e guerras após guerras acontecerão em todos os lugares. Como está escrito na Bíblia, o Senhor revela e mostra tudo aos seus servos. Assim como ele anunciou o nascimento de Jesus primeiro aos pastores, ele também revela primeiro aos pastores de Deus o que vai acontece a este mundo.
Então, precisamos meditar mais sobre a vinda do Senhor, que logo voltará a essa terra. O Senhor em breve voltará a essa terra, mas exatamente como e quando ele voltará? Ninguém sabe o dia e a hora que o Senhor vai voltar. Mas Deus disse que revelaria a volta do Senhor pelo menos aos filhos da luz (1 Tessalonicenses 5:4-5). Ele disse que quando o Senhor voltar a essa terra, ele levará todos que não têm pecado. Quando nosso Senhor voltar a essa terra, ele levará os que dele receberam a remissão de pecados, que temem a Deus, e receberam seu amor e suas bênçãos.
Amados irmãos, todos nós temos que nos lembrar que Deus anunciou a vinda do Senhor primeiro aos pastores. Temos que entender bem o significado disso e viver neste mundo pela fé. Temos que nos lembrar que Deus é o nosso Salvador e que ele traz paz àqueles que alcançam o seu favor.
Já que, por sermos humanos, somos limitados, nós sempre teremos falhas. Já que todos nós somos humanos, nem sempre conseguimos fazer tudo que queremos. Todos nós somos muito incapazes e pecamos sempre. Por isso que precisamos de Jesus Cristo. Graças a Ele podemos reconhecer como somos fracos, entender bem isso e admitir que somos pecadores. Aqueles que reconhecem Jesus Cristo como seu Deus dependem totalmente dele. Eles também são muito gratos a ele, pois creem que ele apagou todos os seus pecados com o evangelho da água e do Espírito. Gratos pela sua salvação, eles são levados a adorar o Senhor e a glorificá-lo. Além disso, Deus traz paz e alegria ao coração dos que o adoram.
Muitas coisas me vieram à mente quando eu meditei no texto bíblico deste capítulo. Na noite do primeiro Natal, Deus apareceu para os pastores e falou com eles. Mas o que Jesus Cristo está nos dizendo agora? Eu também meditei sobre quem recebe o favor de Deus. Os que não se satisfazem com as coisas dessa terra, que desejam encontrar a Deus, que querem servir a ele apesar das suas falhas, que querem ser remidos dos seus pecados para estar em paz na sua presença – foi para estes que o Senhor veio a essa terra. Ao meditar nesse texto, eu dou graças ao Senhor Deus por fazer de mim uma dessas pessoas que desejam o Senhor.
Amados irmãos, neste Natal também há pessoas que estão à procura de Deus. Segundo nosso jornal cristão, algumas delas foram à nossa igreja na cidade de Deajeon. Elas disseram que foram à nossa igreja porque ouviram a Palavra de Deus e então entenderam a verdade. O Senhor abençoa os que obedecem à Palavra de Deus, mesmo quando não estejam muito de acordo com seu entendimento ou com sua lógica. Ao invés de dizer: “Bom, é assim que eu penso, e não foi isso que eu aprendi”, essas pessoas aceitam o que a Palavra de Deus diz realmente, creem em Jesus segundo o que ela diz e são abençoadas.
Eu tenho certeza que há pessoas assim neste mundo. Os que não ficam presos aos seus pensamentos quando encontram a Deus, que se submetem à sua Palavra em obediência, e que reconhecem que essa Palavra é a verdade – são destes que o Senhor é o Salvador. Quantas pessoas assim você acha que existe? Quantas delas você acha que encontramos neste mundo tão corrompido pelo pecado? Provavelmente não há muitas. Mas independente do número, sejam elas algumas ou milhões, o Senhor concede a todas elas a lei da paz e da salvação.
Nós estamos pregando o evangelho para muitas pessoas, tanto na Coreia com em outros países. Mas não são muitos que aceitam a graça de Deus de boa vontade. O pastor Kim dirige há alguns anos nosso centro missionário em Nova Iorque, e ele me disse que a maioria dos cristãos de lá que crê no Senhor são fanáticos. Muitos confessam que creem em Jesus, mas será o que Senhor está à procura deles? Será que Ele realiza milagres e maravilhas e aparece no trovão quando tem um encontro com eles? Não, o Senhor só vai ao encontro daqueles que aceitam a Palavra em seu coração quietos, em silêncio. Ele não quer ter um encontro com os que só ficam gritando, mas com os que se rendem de coração à sua Palavra.
É importante entendermos o verdadeiro motivo pelo qual Jesus foi envolto em panos e posto numa manjedoura. E temos que reconhecer que somos seres miseráveis. Devemos entender e crer, com ações de graças, que nosso Salvador Jesus Cristo, que veio como o menino Jesus, veio a essa terra para nos dar o pão da vida; e que ele compartilhou gratuitamente conosco seu corpo e seu sangue.
Afinal de contas, por que o Senhor foi envolto em panos e posto numa manjedoura? Para dar vida a pessoas miseráveis como nós e se tornar nosso Salvador. Envolto em linho branco, o menino Jesus foi posto numa manjedoura feita de madeira. O Senhor veio para salvar pessoas miseráveis como nós e nos dar a vida.
Jesus Cristo, o Rei dos reis, nasceu num lugar de animais e veio num corpo carnal para nos ensinar que ele é o Senhor que veio salvar os humildes deste mundo. Foi por isso que o Senhor, o Rei dos reis, nasceu assim. Então, os que buscam a glória deste mundo e suas riquezas não podem encontrar Jesus Cristo. Por mais que eles procurem Jesus e creiam nele com todo fervor, eles não podem encontrar o Salvador que nasceu em uma manjedoura, que apagou todos os seus pecados com a água e com o Espírito, e que os salvou da destruição, da morte e da maldição. Os que estão com o coração neste mundo, e não em Deus, não podem encontrar o Senhor. Mas por quê? Porque nosso Senhor veio a essa terra para os que estão à procura de Deus e da verdade, e não das coisas do mundo, pois ele só pode dar paz para os primeiros.
É por isso que muitos não encontraram o Senhor até hoje. Muitos estão tentando encontrar Jesus em grandes palácios. Eles tentam encontrar Jesus nos lugares mais altos da igreja ou com os eruditos. Mas Jesus não está aí. O Senhor não nasceu no palácio de uma família real nem numa família rica. Pelo contrário, ele veio em busca dos que reconhecem que não são nada e que sua vida não vale nada também. Nosso Senhor veio para buscar aqueles cujo espírito deseja ter um encontro com Deus, o verdadeiro Salvador da vida; como Natanael, que esperava Jesus debaixo de uma figueira e ansiava pela vinda do Messias.
A Bíblia diz em Mateus capítulo 5: “Bem-aventurados os pobres de espírito”. Há pessoas neste mundo cujo coração é pobre, embora sejam materialmente ricos e prósperos e não têm necessidade de nada. Os que são pobres em seu coração não se satisfazem com as coisas do mundo. E os que não se satisfazem com as coisas do mundo são justamente os que são pobres de espírito. Nosso Senhor é o Salvador dos que se satisfazem com as coisas de Deus, nunca com as coisas do mundo.
Por outro lado, alguns são ricos em seu coração, embora não tenham nada neste mundo, nem bens materiais. Mas há outros que se satisfazem com as coisas deste mundo, mesmo que sejam poucas. Nosso Senhor nunca será o Salvador dessa gente. Por mais que nosso Senhor os procure e bata à sua porta, eles se recusam a aceitá-lo. Mesmo quando dizemos a eles que Jesus apagou todos os seus pecados, eles não aceitam mesmo assim. Eles até que aceitariam Jesus se ele os fizesse ser ricos e prósperos, mas quando ele lhes diz: “Eu apaguei todos os seus pecados através do evangelho da água e do Espírito”, eles não aceitam essas boas novas espirituais com alegria. Essa gente não é pobre de espírito. E não são eles que recebem o favor de Deus.
Jesus Cristo só pode ser encontrado por aqueles que, sendo ricos ou não neste mundo, tendo alguma honra ou não, nunca se satisfazem com o que há aqui. Ele é encontrado por aqueles que têm consciência de Deus, o Criador de todas as coisas, que procuram este Deus, que desejam encontrá-lo, que querem crer na sua Palavra que afirma que ele remiu todos os seus pecados, que anseiam por receber a remissão de pecados. São essas pessoas que Jesus quer encontrar. Ou seja, são os pobres de espírito que ele quer encontrar. Por isso que quando o texto bíblico deste capítulo diz: “Paz na terra, boa vontade para com os homens”, ele quer dizer que Deus quer encontrar os que procuram por ele ardentemente. Ele salva aqueles que procuram por ele.
Muitos cristãos neste mundo acham isso algo comum, mas, ao contrário, deveriam entender isso muito bem. Até hoje há muitos que buscam a Deus, desejam que ele traga satisfação ao seu coração e querem ser remidos de todos os seus pecados. E nosso Senhor tem encontrado essas pessoas hoje. Nosso Senhor tem encontrado pessoas nessa igreja, no mundo todo e dito para elas: “Vocês precisam de mim?” Porém, a resposta da maioria delas é que não precisam dele ou não têm tempo para ele. No entanto, há muitos que dizem: “Sim, Senhor. Eu preciso de ti mais do que tudo neste mundo”. São estes que recebem o favor de Deus.
Amados irmãos, quando Jesus nasceu nessa terra, foram os pastores que primeiro souberam disso. E hoje os servos de Deus e seu povo foram os primeiros que tiveram um encontro com ele antes de todo mundo. Quem é esse povo então? Os que creem e anunciam as boas novas de que o menino Jesus veio a essa terra, que ele cresceu e levou todos os pecados do homem ao ser batizado com 30 anos, que ele foi crucificado com 33 anos, que ele ressuscitou dos mortos e foi assunto aos céus, e que ele assim nos salvou – são estes o atual povo de Deus e os seus pastores.
Através destes que receberam a remissão de pecados, que têm vivido com Cristo e cuja fé espiritual tem crescido, muitos no mundo podem ouvir as boas novas, que o Salvador nasceu na cidade de Davi. Estas são as boas novas de alegria para todo o mundo. Sendo assim, todos nós temos que entender muito bem como Jesus Cristo apagou todos os pecados do homem. Nós também temos que entender como ele nos leva a nascer de novo da água e do Espírito. Com a água e o Espírito, o Senhor fez de nós seu povo. O Salvador nasceu na cidade de Davi, e estas são as boas novas de grande alegria para todo o mundo. Amados irmãos, todos neste mundo ouvirão as boas novas de alegria por meio destes que se tornaram povo Deus e dos seus pastores.
Já se passaram mais de dois mil anos que Jesus veio a essa terra. E este Jesus Cristo, que veio a essa terra, apagou todos os pecados do homem quando tinha 33 anos. Mas apesar disso, há muitos que ainda estão perdidos por não saber como Jesus apagou seus pecados. Nós temos que pregar em detalhes para essas pessoas tudo que o Senhor nos disse. Como os exércitos celestiais do texto bíblico deste capítulo, nós também temos que cumprir o ministério da pregação das boas novas e adorar o Senhor com ações de graças. Esta é a responsabilidade de todos que se tornaram filhos de Deus antes dos outros.
Já que eu nunca vi os exércitos celestiais, eu não posso descrevê-los em detalhes, mas a palavra ‘exércitos celestiais’ aqui se refere às miríades de Deus e seus soldados. Isso quer dizer que certamente há um reino espiritual além deste reino material. O evangelho de Mateus diz que Deus enviou um anjo para cada justo, e que estes anjos se reportam a Deus. Por isso, temos que entender que nossa vida nessa terra não é tudo que existe, e que há um reino celestial esperando por nós. Todos nós devemos nos lembrar que já que nos tornamos justos por crermos no batismo de Jesus e no seu sangue na cruz, existe de fato um outro mundo esperando por nós. É o reino dos justos que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito e no sangue de Jesus na cruz, ou seja, o reino celestial onde o povo de Deus irá viver. Jamais devemos esquecer que nossa vida nessa terra não é tudo que existe. Todos nós temos que dar graças a Deus e nos lembrar sempre que o evangelho da água e do Espírito deve ser pregado pela Igreja de Deus e que sua obra deve ser feita pela sua Igreja.
Como está escrito no texto bíblico deste capítulo, você e eu recebemos o favor de Deus nessa terra. E é por isso que eu sou sempre grato a Deus. Vamos falar sobre o que devemos fazer. E isso está muito claro: temos que pregar para todos o evangelho maravilhoso que declara que Jesus aceitou e tirou todos os pecados deste mundo ao ser batizado por João Batista, que ele foi condenado por nós na cruz, embora fôssemos nós que tínhamos que morrer, e que ele assim deu a vida eterna a todos nós.
Já que o Natal está chegando, é bom nos reunirmos para partir o pão e desfrutar deste momento. Mas como filhos da fé, temos que nos reunir em paz para adorar a Deus. Nós teremos a apresentação de uma peça na igreja na véspera de Natal e uma cantata de manhã. Como os exércitos celestiais do texto bíblico deste capítulo, nós também temos que louvar ao Senhor com uma cantata de Natal. Fazer uma cantata pela manhã é mesmo uma experiência maravilhosa. Enquanto as pessoas ainda estão na cama, elas podem ouvir lindas canções e a mensagem do evangelho de que nasceu o menino Jesus, que o Messias veio a nós e nos salvou. Através de tudo isso, nós podemos ser gratos a Deus e adorá-lo. Todavia, nossa gratidão ao Senhor não é só emocional, mas, acima de tudo, é do fundo do nosso coração que somos gratos a Jesus Cristo por ele ter vindo a essa terra nos salvar.
Eu espero ansiosamente a volta do meu Senhor. E quando esse dia chegar, o Senhor nos levará para o céu, e junto com os exércitos celestiais iremos louvá-lo e viver no Reino Milenial, e depois no glorioso reino dos céus. Apesar de não sabermos quando será esse dia, enquanto estivermos neste mundo temos que pregar as boas novas de que o menino Jesus nasceu nessa terra e nos salvou de todos os nossos pecados, da destruição, da maldição e da condenação.
Eu sou grato a Deus mais uma vez por ter vindo a essa terra para nos livrar de todos os nossos pecados, para ter um encontro conosco e salvar a todos nós.