ስብከቶች፤

Assunto 8: O Espírito Santo

[8-10] Ande no Espírito! (Gálatas 5:16-26, 6:6-18)

Ande no Espírito!
( Gálatas 5:16-26; 6:6-18 )
“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei. Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam. Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros”.
“Mas aquele que está sendo instruído na palavra faça participante de todas as coisas boas aquele que o instrui.
Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna. E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, senão desfalecermos. Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé. Vede com que letras grandes vos escrevi de meu próprio punho. Todos os que querem ostentar-se na carne, esses vos constrangem a vos circuncidardes, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo. Pois nem mesmo aqueles que se deixam circuncidar guardam a lei; antes, querem que vos circuncideis, para se gloriarem na vossa carne. Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura. E, a todos quantos andarem de conformidade com esta regra, paz e misericórdia sejam sobre eles e sobre o Israel de Deus. Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito. Amém!”.
 

O que nós devemos fazer para andar no Espírito?
Nós devemos pregar e seguir o belo evangelho.
 
O Apóstolo Paulo escreveu sobre o Espírito Santo em sua epístola aos Gálatas. Em Gálatas 5:13-14, ele disse: “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor. Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.
Em resumo, a mensagem é que nós fomos salvos e libertos dos pecados por crermos no belo evangelho; porém não devemos usar desta liberdade como uma desculpa que justifique cairmos nas concupiscências da carne, antes, por meio do amor, devemos servir uns aos outros e seguir o belo evangelho da água e do Espírito. Como Deus nos salvou de todos os nossos pecados, nos cabe pregar o evangelho. Paulo também disse: “Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede que não sejais mutuamente destruídos”. (Gálatas 5:15).
    


Ande no Espírito para ser cheio do Espírito Santo
    

Em Gálatas 5:16, Paulo diz: “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne”. E nos versos 22-26, ainda diz: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros”. Aqui, Paulo nos diz que, se andarmos no Espírito, daremos os frutos do Espírito. O Espírito Santo requer que andemos no Espírito, embora ainda vivamos na carne.
Nós, seres humanos, nascemos com uma carne que não pode produzir os frutos do Espírito. Mesmo se tentarmos andar no Espírito, nossa natureza não pode ser modificada. É por isso que somente aqueles que recebem a habitação do Espírito Santo pela crença no belo evangelho podem andar no Espírito e dar fruto do Espírito.
Quando a Bíblia nos diz para andar no Espírito, significa que devemos pregar o belo evangelho para que outros também possam ser perdoados por seus pecados. Se vivermos por este belo evangelho, daremos os frutos do Espírito. Em outras palavras, não se trata de mudar a natureza humana. Quando nós andamos com este belo evangelho, podemos dar os frutos do Espírito, ou seja, amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Os frutos do Espírito nos ajudam a salvar os outros de seus pecados para que tenham a vida eterna.
 


A concupiscência da carne versus os desejos do Espírito


Paulo disse: “Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer”. (Gálatas 5:17). Visto que nós, que fomos redimidos, possuímos a concupiscência da carne e o Espírito ao mesmo tempo, esses dois elementos estão sempre em conflito um com o outro. O resultado é que nenhum dos dois pode preencher completamente o coração.
 O Espírito nos leva a desejar, do fundo de nossos corações, pregar o belo evangelho e servir ao Senhor Jesus. Torna-nos zelosos em nos engajarmos em obras espirituais. Isso nos ajuda a salvar as pessoas de seus pecados, pregando o belo evangelho de Deus.
Mas, por outro lado, nossos desejos despertam a concupiscência da carne para que não possamos andar no Espírito. Este é o conflito eterno entre o Espírito e as concupiscências da carne. Quando uma pessoa é consumida pelas concupiscências da carne, ela acaba alimentando a carne. A carne coloca seu desejo contra o Espírito. Eles estão em oposição um ao outro, para que não possamos fazer as coisas que desejamos.
Então, o que está envolvido em andar no Espírito? E que tipo de coisas agrada a Deus? Deus disse que pregar e seguir o belo evangelho é a vida de quem anda no Espírito. Ele dá o coração para andar no Espírito para aqueles que têm a habitação do Espírito Santo, para que possam levar uma vida espiritual. O mandamento que Deus nos deu de dar os frutos do Espírito andando no Espírito foi uma admoestação e uma ordem para salvarmos outros de seus pecados pregando o belo evangelho da água e do Espírito. Andar no Espírito Santo significa viver uma vida que agrada a Deus.
Para andarmos no Espírito, precisamos ter Sua habitação, em primeiro lugar. Precisamos, primeiramente, crer no belo evangelho que Deus nos deu, se desejarmos receber o Espírito Santo e O ter habitando em nós. Se não crermos no belo evangelho do fundo de nossos corações, não receberemos a habitação do Espírito Santo e nem iremos obter a salvação dos pecados, o que significa que nós não estaremos aptos a andar no Espírito.
O Espírito nos dá o desejo de pregar o belo evangelho, para servir ao Senhor Jesus e glorificar a Deus. Este desejo vem no coração de quem é dedicado a Deus, para pregar o evangelho ao mundo inteiro. Também vem no coração de quem está desejando fazer alguma coisa para pregar o belo evangelho da água e do Espírito. Aqueles que creem no belo evangelho e recebem o Espírito Santo, após serem perdoados de seus pecados, estão aptos a andarem Nele e dedicarem-se a si mesmos para pregar o evangelho. Esta é a herança espiritual do alto.
Aqueles que têm a habitação do Espírito Santo, O obedecem e andam Nele, apesar de ainda terem as concupiscências da carne. Paulo disse: “Andai no Espírito”. O que ele quis dizer com isso é que nós devemos pregar o belo evangelho da água e do Espírito, para que possamos ajudar outras pessoas a serem perdoadas de seus pecados.
Algumas vezes, enquanto andamos no Espírito, o fazemos segundo a carne. A concupiscência desta e o desejo do Espírito lutam um contra o outro em nossas vidas, mas o que temos que saber e reconhecer claramente é que aqueles que têm a habitação do Espírito Santo devem viver a vida andando no Espírito. Apenas assim poderemos viver vidas repletas das bênçãos de Deus. Se aqueles que têm a habitação do Espírito Santo se recusam a dar os frutos do Espírito, eles acabam perecendo dando os frutos da carne. Seus frutos são perecíveis e miseráveis. É aí que reside a razão de vivermos andando no Espírito.
Nós ouvimos sobre “andar no Espírito”, contudo alguns podem pensar, “como eu posso fazer isso, se eu não posso sentir o Espírito Santo dentro de mim?”. Alguns pensam que só podem reconhecer a habitação do Espírito Santo se Deus aparecer e lhes falar diretamente. Mas isto é um erro. O Espírito nos dá o desejo de viver pelo belo evangelho da água e do Espírito.
Algumas vezes temos a certeza de que Ele habita em nós, mas não podemos senti-LO, porque estamos andando segundo a carne. Alguns podem até mesmo pensar que Ele está dormindo dentro de nós. Estes são os que receberam o Espírito Santo, mas ainda andam na carne.
Estas pessoas apenas confortam a sua própria carne e agem como ela determina, mas sofrem no fim, em razão das exigências da mesma. Mesmo aqueles, que receberam o Espírito Santo, tendem a viver de acordo com as concupiscências da carne, porque pensam que é natural viver assim. E aqueles que eventualmente se submetem à carne tornam-se escravos dela.
O Senhor Jesus nos diz que devemos viver segundo o Espírito, e isto significa servir ao belo evangelho. Também significa que devemos nos dedicar inteiramente ao belo evangelho da água e do Espírito. Alegrar-se no evangelho e viver por ele significa viver de acordo com o Espírito. Nós temos que viver assim, aprendendo a andar Nele. Você está andando no Espírito?
 


Uma pessoa que não tem o Espírito Santo pode andar no Espírito?


Aqueles que não são nascidos de novo não sabem o que significa andar no Espírito. Todavia, muitas pessoas tentam recebê-Lo e buscam fazer isso por seus próprios meios. Pensam que o ato de desejar o Espírito Santo é o mesmo que ser cheio Dele.
Por exemplo, quando as pessoas se reúnem em certas Igrejas para um culto, o pastor ora alto e todos começam a clamar o nome do Senhor Jesus. Algumas falam em línguas com se estivessem cheias do Espírito Santo, mas ninguém, nem mesmo essas, pode entender o que estão dizendo. Enquanto isso, outros caem no chão e seus corpos começam a tremer em êxtase. Eles certamente foram possuídos por demônios, mas pensam que receberam o Espírito Santo. Então vem o barulho quando as pessoas gritam: “Senhor, Senhor!”. Eles clamam por Ele, derramam lágrimas e batem palmas. Este fenômeno é normalmente chamado de “ser cheio do Espírito Santo”.
O pastor fala em línguas enquanto grita no púlpito e as pessoas gritam: “Senhor! Senhor!”. Elas amam este tipo de ambiente e algumas dizem que tiveram uma visão da árvore do conhecimento do bem e do mal no Jardim do Éden e do rosto de Jesus, durante seu transe. Elas entendem erradamente estas coisas, veem como caminhos para receber o Espírito Santo, para serem cheias Dele e para andar com Ele. Seus objetivos errados resultam de suas concepções, também erradas, sobre a Palavra de Deus e sobre o Espírito Santo.
“Andai no Espírito”. Isto é o que Deus diz para aqueles que são nascidos de novo. Significa fazer as coisas que estão agradando a Ele. Paulo comparou os objetivos da carne com os frutos do Espírito Santo. Ele disse: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei”. (Gálatas 5:22-23).
“Andai no Espírito”. Significa pregar o belo evangelho e salvar os outros de seus pecados. Se nós fizermos isso, poderemos dar os frutos do Espírito. Os frutos do Espírito são amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio, e só poderemos dar este fruto quando vivermos pelo belo evangelho. Se alguém serve e prega o belo evangelho, se sacrificando para isso, então esta pessoa pode viver uma vida espiritual com o Espírito Santo.
Como um fruto do Espírito, “bondade” significa fazer boas obras. Também significa virtude. Manter a virtude pelo belo evangelho e fazer algo em benefício dos outros é a bondade. A maior bondade, na visão de Deus, é pregar o evangelho em benefício dos outros.
E “benignidade” é sentir compaixão pelas pessoas. Aquele que é gracioso para com os outros e serve ao evangelho com paciência e bondade, ficará em paz. Aquele que anda no Espírito é feliz por ver a obra do Senhor Jesus sendo realizada, ama fazer o Seu trabalho, ama os outros e é fiel em todas as coisas. Apesar de ninguém lhe ter dado uma obrigação para fazer, este, que tem a habitação do Espírito Santo, é fiel em seu trabalho até que seja cumprido. É gentil e mantém o autocontrole. Ele tem os frutos do Espírito. A pessoa que tem o Espírito Santo tem que andar no Espírito. Apenas se ela assim o fizer, poderá dar os frutos do Espírito.
Você também pode dar os frutos do Espírito se andar no Espírito, mas se não o fizer, irá acabar andando com as concupiscências da carne. Em Gálatas 5:19-21, a Escritura diz: “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam”.
 

As obras da carne são evidentes
    
As obras da carne são evidentes. A primeira obra da carne é “prostituição”, que significa manter uma relação imprópria com o sexo oposto. A segunda é “impureza”. A terceira é “lascívia”. Que significa ser lascivo. A quarta é “idolatria”, que significa seguir a outros ídolos que não Deus.  A quinta é “feitiçarias”.  A sexta é “inimizades”. Se uma pessoa sem o Espírito Santo anda de acordo com a carne, ela irá mostrar seu ódio aos outros, conforme a sua natureza pecaminosa. A sétima é “porfias”. Isto significa agressividade com nossos amigos ou família. A oitava é “ciúmes”. A nona é “iras”. A décima é “discórdias”. Quando uma pessoa só anda segundo a carne, é impossível para ela fazer o trabalho da Igreja e acaba deixando-a. A décima primeira é “dissenções”. A décima segunda é “facções”. A pessoa que anda na carne só satisfaz sua própria vontade, mas esta vida é tão diferente da vontade de Deus que eventualmente se afasta do belo evangelho. Facções significa divergir da verdade bíblica. Ninguém que tem fé na Palavra de Deus e anda no Espírito se afastará da vontade de Deus. “As invejas, as bebedices, as glutonarias, e coisas semelhantes a estas”, também são obras da carne. Aqueles que andam apenas pelas obras da carne praticam estas coisas. É por isso que o Senhor Jesus disse: “Andai no Espírito”. Nós, que somos nascidos de novo, temos que andar no Espírito.
Aqueles que não são nascidos de novo não têm nada, apenas a concupiscência da carne há em seus corações. É por isso que eles se envolvem com “prostituição, impureza, lascívia e idolatria”. Falsos ministros, que não são nascidos de novo, praticam “feitiçaria” em seus seguidores, para persuadi-los a doarem muito dinheiro. Eles dão responsabilidades importantes e as altas posições da Igreja para aqueles que doam mais. Aqueles que vivem na carne mostram sua “ira” pelos outros, dividem a Igreja em muitas denominações, se gabam de suas denominações e censuram aos outros com heresia. “As porfias, os ciúmes, as iras, as discórdias, as dissensões, as facções, as invejas, as bebedices, as glutonarias e coisas semelhantes a estas”, estão todos nos corações daqueles que não nasceram de novo. Acontecerá o mesmo conosco se andarmos somente segundo a carne.
 

O Espírito faz os cristãos nascidos de novo dar os frutos do Espírito Santo

Aqueles que são nascidos de novo devem viver para pregar o belo evangelho. Como é muito difícil para nós seguirmos ao Senhor Jesus estando sozinhos, devemos fazer a obra de servir ao belo evangelho entrando para uma Igreja de Deus. Nós temos que orar juntos e dedicar nossas forças para nos tornarmos alguém que ande pelo belo evangelho do Espírito. As pessoas que andam no Espírito vivem para pregar o evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, andar segundo a carne significa viver uma vida apenas por si mesmo, enquanto andar no Espírito significa trabalhar para salvar as almas dos outros. Muitos cristãos nascidos de novo levam esse tipo de vida, vivem para o bem dos outros.
Existe um grande número de pessoas pelo mundo que nunca ouviram o belo evangelho. Nós amamos as pessoas da África e Ásia, amamos todos na Europa e nas Américas, bem como as pessoas das ilhas isoladas. Nós devemos mostrar o nosso amor apresentando a eles o evangelho da água e do Espírito.
Nós devemos andar no Espírito. Não há lei contra isto. “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei”. (Gálatas 5:22-23). Há alguma lei contra? Não. É a lei do Espírito que devemos obedecer. Paulo nos disse para andarmos no Espírito. Assim como nosso Senhor Jesus deu a Sua vida por nós, quando ainda éramos pecadores, devemos pregar o evangelho para os outros. Salvar os outros de seus pecados é andar no Espírito. E assim devemos andar Nele!
Paulo disse em Gálatas 5:24-26: “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros”. Nós devemos viver para salvar as almas perdidas. Se vivemos no Espírito, devemos fazer a obra do Espírito e andar com Ele. O Espírito Santo, que Deus nos deu, nos guia para vivermos com Jesus Cristo em nossos corações. O Espírito Santo é o Rei do amor. Deus nos usa como veículos para o Seu amor.
Paulo disse: “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências”. (Gálatas 5:24). Ele também disse que aqueles que são nascidos de novo morreram junto com Jesus Cristo. Aqueles que são realmente nascidos de novo já morreram com Jesus. Nós não percebemos isso, mas nós morremos com Jesus Cristo quando Ele foi crucificado para pagar por nossos pecados. Em outras palavras, o fato de Jesus Cristo ter sido crucificado significa que você e eu morremos com Ele na Cruz. Sua morte foi a nossa morte e Sua ressurreição simboliza nossa ressurreição garantida. Você e eu morremos e vivemos em Jesus por meio da nossa fé. Nós precisamos ter fé, a fé nos leva a andar no Espírito.
Deus nos deu o poder de andar no Espírito. Portanto, nós que fomos perdoados por todos os nossos pecados, devemos andar Nele. Aqueles que receberam o Espírito Santo devem ter gratidão, porque seus pecados foram perdoados, e devem se dedicar a pregar o evangelho, para a salvação dos perdidos. Mesmo se alguém for perdoado de seus pecados e nascer de novo, se continuar vivendo segundo a concupiscência da carne,     será separado da Igreja de Deus e incapaz de servi-Lo. Você e eu devemos viver pelo evangelho da água e do Espírito até o Dia de nosso Senhor Jesus Cristo.
 

Nunca se vanglorie, mas viva pela plenitude do Espírito

Paulo disse: “Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros”. O que é se vangloriar? É andar segundo a concupiscência da carne. Existem muitas pessoas neste mundo que vivem para seu próprio orgulho. Muitas pessoas acumulam dinheiro, lutam pela supremacia, amam a beleza mundana e vivem para o agora. Não há fidelidade nessas coisas e, portanto, elas se deteriorarão e desaparecerão com o tempo. É por isso que as pessoas que andam segundo a carne são chamadas de orgulhosas. Mesmo as pessoas tendo riquezas, será que realmente há paz e satisfação em seus corações? Os frutos da carne certamente decaem. As coisas terrenas não são para o uso da alma dos outros, mas são apenas para si mesmos, são apenas bons para sua própria carne.
A Bíblia diz: “A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda”. (Provérbios 11:24). Aqueles que não são nascidos de novo tentam guardar o máximo de dinheiro, porque as coisas do mundo são tudo para eles e não têm um lugar dentro deles para ajudar os outros. É por isso que só se importam com suas próprias vidas. Mas a Bíblia diz que, se alguém guarda mais do que é correto, isto leva à pobreza. As pessoas andam segundo a concupiscência da carne, mas os resultados são os mesmos como encontrar um ladrão e acabar morto. Todas estas coisas são o resultado do orgulho.
 

Aqueles que amam seguir os desejos do Espírito

Paulo queria viver uma vida no Espírito e ele fez isso. Ele nos ensinou a viver bem pela Palavra de Deus. Em Gálatas 6:6-10 ele disse: “Mas aquele que está sendo instruído na palavra faça participante de todas as coisas boas aquele que o instrui.
Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna.
E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos. Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé”. 
Paulo aconselhou aqueles que conhecem a Palavra de Deus a compartilhar todas as coisas boas com seus instrutores. O que ele quis dizer com “coisas boas” era agradar ao Senhor Jesus salvando almas perdidas por meio de uma vida que anda no Espírito pregando o evangelho. Aqueles que são nascidos de novo devem se unir àqueles que ensinam e andam no Espírito, tendo a mesma mente, amor e o mesmo julgamento.
“Faça participante de todas as coisas boas aquele que o instrui.” Coisas boas significa salvar outros de seus pecados por meio da Igreja. Paulo nos disse para fazer tudo na mesma mente, na mesma oração e na mesma devoção. Nós devemos fazer o trabalho do Senhor Jesus juntos.
Paulo disse: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Aqui, “zomba” significa “escarnecer ou desdenhar”. Então, “não vos enganeis: de Deus não se zomba”, significa não escarnecer ou desdenhar de Deus. Por exemplo, não se deve tomar a Palavra de Deus em vão, traduzindo-as em suas próprias palavras e não acreditando nelas. Paulo disse: “pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Isto significa que aquele que semear para a carne, irá ceifar corrupção, mas aquele que semear para o Espírito ceifará vida eterna.
O que ceifaremos se vivermos pelo belo evangelho da água e do Espírito? Receberemos vida eterna e salvação de nossos pecados. Ceifaremos os frutos do Espírito, levando as almas de outras pessoas à redenção de seus pecados e à vida eterna por meio das bênçãos de Deus.
Mas e as pessoas que vivem para sua própria carne? Eles ceifam a corrupção e não há nada além da morte no final. Não sobra nada deles após a morte. O homem nasce de mãos vazias e morre de mãos vazias.
Se a pessoa faz a obra de salvar os outros de seus pecados, ceifará os frutos do Espírito e a vida eterna. Mas se continua andando segundo a concupiscência da carne, acabará ceifando corrupção. Então, ceifará maldições e passará maldições para os outros. Portanto, Paulo, que conhecia tudo sobre viver pela fé, nos aconselhou a não andar segundo a carne.
“E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos”. Paulo foi um servo de Deus que andou no Espírito. Quando as pessoas veem na Bíblia que ele andou no Espírito, alguns podem pensar que o Espírito Santo teria ordenado diretamente que ele fizesse as coisas como: “Paulo, vá para a esquerda e encontre alguém”, ou, “você deve evitar o homem”. Mas isto não é verdade.
Ele andou no Espírito pregando o evangelho da salvação a outras pessoas e ajudando a salvar suas almas. Paulo também serviu ao Senhor Jesus unindo-se àqueles que também andavam no Espírito. Entre os cristãos, existem pessoas que não andam no Espírito, mas andam segundo as concupiscências da carne. Eles não acolheram Paulo, mas se opuseram e até o caluniaram. Paulo disse que não queria nada com aqueles que lutaram e caluniaram os discípulos de Jesus Cristo.
Se você quer andar no Espírito, tem que viver pelo evangelho. O circunciso e perseguido Paulo, em Gálatas 5:11, diz: “Eu, porém, irmãos, se ainda prego a circuncisão, por que continuo sendo perseguido? Logo, está desfeito o escândalo da cruz”. Os circuncisos eram aqueles que defendiam a prática da circuncisão, dizendo: “Mesmo se alguém for nascido de novo pela fé em Jesus, esta pessoa deve ser circuncidada. Se ela não é circuncidada na carne de seu prepúcio, ela não é filha de Deus”. Por que eles o perseguiam? Paulo acreditava que a redenção e a bênção da vida eterna vinham da fé no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz. Isto é o que ele pregava.
A fé que torna as pessoas justas vem de aprender a verdade e pregá-la. Paulo considerou a verdade da água e do Espírito muito importante. Ele acreditava que aqueles que conheciam a verdade podiam andar no Espírito e que não havia necessidade de serem circuncidados. Isso é o que ele pregou. Mas os circuncidados acreditavam que a circuncisão era uma parte essencial da fé de uma pessoa na salvação. No entanto, não existe outro evangelho senão aquele transmitido por Deus e, portanto, não devemos acrescentar nem subtrair nada dele.
Quando Paulo andou no Espírito, ele foi perseguido e ignorado por seus companheiros judeus. “Todos os que querem ostentar-se na carne, esses vos constrangem a vos circuncidardes, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo. Pois nem mesmo aqueles que se deixam circuncidar guardam a lei; antes, querem que vos circuncideis, para se gloriarem na vossa carne. Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura”. (Gálatas 6:12-15). E Paulo disse para os circuncisos: “Todos os que querem ostentar-se na carne, esses vos constrangem a vos circuncidardes, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo”.
Paulo reprovou aqueles que andavam de acordo com as concupiscências da carne. Eles andavam de acordo com as concupiscências da carne e havia muitas pessoas como eles. Mas Paulo encerrou suas relações com eles. Paulo disse:  “Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo”. Jesus Cristo foi batizado por João para levar todos os pecados do mundo e morreu na Cruz para salvar Paulo e todas as pessoas que o Senhor nosso Deus chamou. Paulo disse: “Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura”. Paulo, que estava morto para o mundo, viveu novamente por meio de Jesus Cristo. 
Nós estamos realmente mortos em Jesus Cristo, mas algumas vezes nos esquecemos desta verdade. Nós devemos crer nisto, pois se não tivermos fé nesta verdade, somos limitados pelas concupiscências da carne e por nossas famílias, e isto nos atrapalha a andar com Deus. Nossa carne é tão fraca que nem mesmo nossa família pode nos ajudar a andar com Ele, apenas o Senhor Jesus pode nos ajudar. Mas agora nós estamos crucificados para o mundo. Como um homem morto pode ajudar pessoas terrenas em assuntos terrenos? As pessoas que estão mortas neste mundo não podem possuir as coisas do mundo.
Jesus ressuscitou. Sua ressurreição nos permitiu nascer de novo para uma nova vida espiritual. Aqui temos um novo trabalho, uma nova família, uma nova esperança. Somos pessoas nascidas de novo. Nós, como soldados do Céu, temos a responsabilidade de pregar a Palavra de Deus. Paulo confessou que se tornou um homem de Deus ajudando outros a alcançar a salvação, não por meios físicos, mas por métodos espirituais. Ele disse que já havia morrido e nascido de novo por meio de Jesus Cristo. Vamos lutar para ser o tipo de pessoa que ousa confessar nossas crenças da mesma forma.
Em Gálatas 6:17-18, Paulo disse: “Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito. Amém!”. Paulo trazia as marcas do Senhor Jesus. Ele não cuidava de sua saúde pelo Senhor, a fim de andar no Espírito. Ele não podia nem mesmo escrever, pois gradualmente perdeu sua visão. Algumas cartas de Paulo foram escritas por seus companheiros, como Tércio, enquanto ele ditava as Palavras de Deus. Apesar de estar espiritualmente fraco, ele era feliz de ser capaz de andar no Espírito e dizia: “... mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia”. (2 Coríntios 4:16).
Paulo nos aconselha a ser o tipo de pessoa que anda no Espírito. Ele também diz: “Andar no Espírito significa viver para o evangelho”. Você e eu devemos ter em mente o que significa andar no Espírito. Não devemos buscar objetos de vaidade e, em vez disso, servir e viver para o evangelho. Vamos andar no Espírito pela fé pelo resto de nossas vidas.
Agora, crendo no evangelho da água e do Espírito, o verdadeiro Espírito está em nossos corações. Deus irá responder alegremente se nós orarmos segundo o Seu evangelho. Dar os frutos do Espírito significa andar no Espírito e redimir almas. Você pode produzir e dar os frutos do Espírito, chamado amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, e domínio próprio, quando você anda no Espírito e vive pelo evangelho. Para pregar o evangelho da água e do Espírito, nós devemos sofrer, permanecer tolerantes, exercitar a benignidade e fazer o bem aos perdidos.
Os frutos do Espírito vêm à tona para aqueles que salvam as almas perdidas fazendo o bem e pregando o evangelho que os leva a receber a habitação do Espírito Santo. Isso é o que é necessário para produzir e dar os frutos do Espírito e andar no Espírito.