Sermões

Assunto 23: A Epístola aos HEBREUS

[Capítulo 3-3] (Hebreus 3:1-19) Você tem permitido que o Senhor habite em seu coração?

(Hebreus 3:1-19)
“Por isso, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão, sendo fiel ao que o constituiu, como também o foi Moisés em toda a sua casa. Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. Porque toda a casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus. E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar; mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim. Portanto, como diz o Espírito Santo:
Se ouvirdes hoje a sua voz,
Não endureçais os vossos corações,
Como na provocação,
no dia da tentação no deserto.
Onde vossos pais me tentaram, me provaram,
E viram por quarenta anos as minhas obras.
Por isso me indignei contra esta geração,
E disse: Estes sempre erram em seu coração,
E não conheceram os meus caminhos.
Assim jurei na minha ira
Que não entrarão no meu repouso.
Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim. Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação. Porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés. Mas com quem se indignou por quarenta anos? Não foi porventura com os que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que não entrariam no seu repouso, senão aos que foram desobedientes? E vemos que não puderam entrar por causa da sua incredulidade”.
 
 
Sempre houve alguém querendo atrapalhar os obreiros de Deus
 
Mesmo estando na Igreja de Deus, este tipo de gente resiste em ter fé no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus. E sua desobediência a cada dia tem turbado o coração dos servos de Deus. Apesar de ouvir sempre o evangelho da água e do Espírito, seu coração se recusa a crer neste evangelho. E os servos de Deus sofrem muito por causa desta gente. Eu não tenho a menor ideia por que eles não aceitam a verdade plena do evangelho da água e do Espírito. Como podem ser tão teimosos e não crer na verdade da salvação que já conhecem?
O Senhor nos diz que seu coração está tão cheio de desejos do mundo que não há lugar ali para a sua justiça. Ele nos diz no capítulo 2 do evangelho de Lucas que alguns estão preocupados com as coisas do mundo e por isso não creem no evangelho da água e do Espírito, apesar de conhecer a verdade da salvação. É como se estivessem descansando à sombra de uma árvore, figurativamente falando. A verdade é que estes deixaram a justiça do Senhor. E podemos ver que o servo de Deus que escreveu o livro de Hebreus também estava com o coração turbado por causa desta gente.
Muitos judeus viviam numa mentira e não criam na justiça de Deus, embora confessassem crer em Jesus como seu Salvador. Alguns deles ainda criam que suas antigas doutrinas eram a verdade. Eles não tinham a mínima vontade de deixar sua fé iníqua e a misturavam com a justiça sem a menor cerimônia. Foi para salvar estes desviados dos seus pecados que um servo de Deus escreveu esta epístola. Nela podemos ver que muitos que confessavam sua fé em Jesus como seu Salvador o traíram depois.
 
 
É isso o que o autor de Hebreus quer nos dizer
 
Está escrito: “Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado” (Hebreus 3.13). O autor desta epístola exorta as pessoas de coração duro a crer no evangelho da água e do Espírito. E eu também quero pedir a você que creia neste evangelho. Tem gente que diz assim: – Eu cria na justiça de Jesus, mas agora não creio mais. Eles estão dizendo que foram salvos do pecado? Já que estão dizendo que creram no evangelho da água e do Espírito antes mas agora não creem mais, isso só demonstra que eles ainda não foram salvos.
O servo de Deus que escreveu o livro de Hebreus nos diz: “Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado” (Hebreus 3.13). Você precisa reconhecer diante de Deus quem realmente é antes de crer no evangelho da água e do Espírito. Melhor dizendo, seu coração tem que ser purificado dos desejos do mundo. Quem tem desejos mundanos não pode servir ao evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus. Por isso que todos nós não podemos ser gananciosos. Só assim poderemos ter uma fé pura em Deus.
Assim falou Jesus aos discípulos no Novo Testamento sobre quatro tipos de solo: – Há quatro tipos de solo no coração do homem: um que fica à beira do caminho, um pedregoso, um com espinhos e um bom solo. Naturalmente, o único que presta dos quatro é o solo bom. As sementes que caem à beira do caminho são devoradas pelos pássaros; as que caem nas pedras chegam a brotar mas não crescem; as que caem nos espinhos crescem mas são sufocadas por eles; só as sementes que caem no solo bom é que produzem uma colheita cem vezes maior (Lucas 8.4-15).
Amados irmãos, muitos conhecem o evangelho da água e do Espírito mas não creem nele de coração. Seu coração está tão cheio de desejos mundanos que a salvação de Deus não os alcança. Seu coração não é justo perante Deus. Eles só pensam na salvação em termos de vantagens materiais. E quando se interessam pelas coisas materiais em detrimento ao evangelho, eles perdem a espiritualidade. Quando ouvimos o evangelho da água e do Espírito a primeira vez, ficamos pensando se devemos aceitá-lo em nosso coração pela fé ou não. Passamos a conhecer o amor de Deus quando encontramos o evangelho da água e do Espírito. Mas será que seu coração não está cheio de desejos mundanos? Se está, você não aceitou o evangelho da água e do Espírito. Você não sofria por causa dos seus pecados antes de conhecer este evangelho? Você não foi salvo se creu realmente no evangelho da água e do Espírito? Agora, se você está cheio de desejos mundanos, este evangelho ainda não alcançou seu coração. Em outras palavras, o que determina a salvação do Senhor é a condição do coração daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito.
Muitos dos que ouviram o evangelho da água e do Espírito hoje em dia não são justos. Todos nós podemos ouvir este evangelho, mas o que vai definir o resultado final é a condição do nosso coração. Tem gente que crê em Jesus para resolver seus problemas; outros creem com pureza de coração. Outros ainda querem ser pastores para satisfazer seus desejos materiais. O Senhor define estes como sendo palha. Eles não precisam do evangelho da água e do Espírito para pastorear as pessoas, pois seu ministério não passa de um emprego.
Como eu disse antes, estes são os mercenários do cristianismo e buscam três coisas humanas ao mesmo tempo: poder, honra e riqueza. E nenhum outro emprego no mundo pode oferecer tudo isso. Mas os líderes cristãos que possuem um desejo mundano podem ter tudo isso se quiserem. Eu sei disso muito bem. Seu desejo é ser honrados pela igreja e ter fama, poder e riqueza ao mesmo tempo. Por isso que decidiram satisfazer seus desejos carnais e se tornar mentirosos diante de Deus. Esta gente vem para a Igreja de Deus com tais intenções e fingem ser justos.
Eles não perdem a oportunidade de ser hipócritas perante Deus e ainda se dizem bons pastores. Eles fazem tudo para mostrar que seu ministério está indo bem, mas o que buscam na verdade é somente riqueza, fama e poder. Eles não são pastores de Deus, mas dizem que seu ministério é para glória dele. Mas o fruto do seu ministério não deixa dúvidas de que eles só estão pastoreando para ter riqueza material. Só de olharmos para o fruto do seu ministério podemos dizer que eles são falsos mestres. Vemos o fruto do seu ministério na ostentação do templo, em como usam as ofertas e enganam o povo. Só de vermos como eles buscam ter grandes templos, carros, riqueza e honras neste mundo podemos dizer que são falsos mestres. Eles fazem de tudo para receber honra dos irmãos da igreja e das pessoas do mundo. No entanto, não creem no evangelho da água e do Espírito e rejeitam a justiça de Deus. E para piorar, eles proíbem as pessoas de crer no evangelho da água e do Espírito.
Devido à condição do seu coração, o evangelho da água e do Espírito não pode alcançá-los, levando-os a ser condenados por Deus. Se você crê no sangue da cruz, você deve crer então no evangelho da água e do Espírito e ser um verdadeiro cristão perante Deus. A verdade deste evangelho o levará a nascer de novo e ser liberto de todos os seus pecados.
 
 
Alguns dizem que é até possível crer no evangelho da água e do Espírito porque ele é interessante
 
Algumas pessoas dizem que achavam o cristianismo um pouco supersticioso, mas depois que ouviram o evangelho da água e do Espírito creram que ele é a verdade que traz salvação. A fé neste evangelho está baseada na Palavra de Deus e é a fé verdadeira. O evangelho da água e do Espírito provou ser a verdade bíblica, por isso as pessoas creem e confiam nele. Os falsos mestres, por sua vez, acham que ficarão famosos se usarem o evangelho ao seu favor. Em outras palavras, é assim que eles pensam: – Eu posso ser bem popular se pregar o evangelho da água e do Espírito. Só que quando ouvem este evangelho pensando assim, a verdade que traz salvação não cria raízes em seu coração. E esta verdade nunca será plantada em seu coração se eles quiserem tirar vantagem do evangelho da água e do Espírito. É uma tolice querer satisfazer os desejos carnais usando este evangelho sem que antes ele seja plantado no coração.
O que eles precisam fazer então para que seus pecados sejam purificados? Antes de tudo, precisam deixar o caminho errado e voltar para a Palavra de Deus. Depois precisam entender seus pecados através da lei de Deus. E se quiserem mesmo receber a remissão de pecados, eles precisam confessar: – Oh, Deus. Eu sou mesmo um pecador – e assim o evangelho da água e do Espírito entrará em seu coração.
 
 
Eles precisam fazer esta confissão
 
– Senhor, eu sou um pecador que tentou ter poder, honra e riqueza crendo em ti. Salve-me de todos os meus pecados. Livra-me da condenação deles. Eles devem buscar Jesus com humildade de coração, se prostrar perante ele, fazer uma confissão verdadeira e crer no evangelho da água e do Espírito. Também precisam entender que o Senhor tirou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista no rio Jordão. Assim eles crerão de coração que ele morreu por seus pecados na cruz. “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3.15). “Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado” (Hebreus 10:18). “Está consumado!” (João 19.30). “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1.29). Você só foi salvo por Deus se crê de fato em tudo que diz estes versículos da Palavra de Deus.
 
 
Os ímpios tentam usar o evangelho da água e do Espírito para satisfazer seus desejos carnais
 
Os que ouvem o evangelho da água e do Espírito, mas não creem nele e ainda tentam tirar vantagem dele, devem se arrepender dos seus pecados e iniquidades perante Deus. Eles devem fazer isso se ainda não deixaram os desejos carnais do seu coração, que é contra o conhecimento do evangelho da água e do Espírito. Você tem que se entregar ao Senhor e crer neste evangelho se quiser receber de Deus a remissão de pecados. E se quiser levar uma vida de fé diante dele, você tem que depender da sua Palavra. Caso contrário, sua alma não poderá ser salva dos seus pecados.
Todos que têm pecado no coração ainda são pecadores, seja, leigos ou pastores. Caso se considere enfermo pelo pecado, você tem que confiar em Deus, que cura todas as enfermidades, e na sua justiça. Você tem que crer no que Jesus – aquele que cura nosso espírito – fez, ou seja, foi batizado por João Batista e morreu na cruz. Todos os pecadores têm que depender de Jesus Cristo para ser remidos dos seus pecados. Todos que são controlados por seus pecados devem levar seu coração pecaminoso a Jesus, aquele que nos cura. Você deve orar assim: – Deus, eu vou viver se tu me curares. Se tu não me curares, eu vou morrer. Eu creio em ti. Me cure dos meus pecados.
Deus purifica nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito. Então devemos confiar neste evangelho de todo o coração. Se não fizermos isso, não seremos curados dos nossos pecados. Até quando um médico faz o diagnóstico de uma doença e prescreve uma medicação, é responsabilidade do paciente tomá-la para ficar curado. Se ele morrer, é porque não confiou no seu médico. Do mesmo modo, aqueles que parecem crer no evangelho da água e do Espírito, mas na verdade não têm fé, não serão curados. E acabaremos morrendo se vivermos assim, buscando fama, poder e riqueza neste mundo sem o Espírito Santo em nós.
Se um pecador se recusar a aceitar o evangelho da água e do Espírito para ser salvo por causa do seu desejo pelo mundo, ele nunca receberá a salvação. Estes sabem que é este evangelho que traz salvação, mas perecem por buscar os desejos mundanos, pois não podem servir a dois senhores. E assim o pecado os impede de entregar seu coração ao evangelho da água e do Espírito. O Livro de Apocalipse diz que o Senhor está à porta e bate, e só entra quando a porta se abre para ele. Se a porta não se abrir, ele não entra em nosso coração.
 
 
Nosso Senhor veio como o Salvador através do evangelho da água e do Espírito
 
Jesus diz aos pecadores: – Vocês têm pecado no coração, mas eu já tirei todos eles quando fui batizado por João Batista. Eu fui condenado na cruz pelos seus pecados. Depois ressuscitei dos mortos e me tornei seu Salvador. Somos salvos de todos os nossos pecados quando cremos no evangelho da água e do Espírito com pureza de coração. Tudo que temos a fazer então é levar nossos pecados ao Senhor e pedir a ele que cure nosso coração de todos eles. Assim veremos que nosso Senhor tirou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. Nós mesmos podemos ver isso; podemos ver que Jesus tirou todos os nossos pecados com este evangelho.
O Senhor permite que sejamos salvos quando entendemos o evangelho da água e do Espírito e temos fé nele. É a partir daí que nosso coração se convence de que todos os nossos pecados foram tirados pelo evangelho da água e do Espírito. Fomos salvos de todos os nossos pecados crendo que o Senhor tirou todos eles através deste evangelho. Cremos que Jesus tirou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. Todos os nossos pecados são purificados quando os confessamos e cremos neste evangelho. O Senhor tirou todos os nossos pecados de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito. É nisso que cremos agora.
Hoje recebemos pela fé a bênção de sermos um só com o Senhor. E ele passou a controlar nosso coração a partir do momento em que recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Jesus quer governar nosso coração, e poderemos ser guiados por ele se permitirmos. Só que ele não nos guiará se não quisermos. Se permitirmos que o Senhor nos guie, ele será nosso Pastor e o Deus dos que fazem parte da sua igreja. No entanto, se crermos na salvação apenas em nossa mente, o Espírito Santo não poderá habitar em nosso coração e nos guiar. Por isso que o autor de Hebreus diz que devemos deixar toda a maldade.
Amados irmãos, seja quando ou com que idade for, temos que crer no evangelho da água e do Espírito para sermos salvos. Agora é a hora de termos fé neste evangelho. Então é crucial crermos no dom do Senhor, que é o evangelho da água e do Espírito. O que mais importa para nós agora é crermos neste evangelho de coração. Todos nós éramos pecadores e estávamos condenados ao inferno, mas o Senhor nos salvou quando tivemos fé no evangelho da água e do Espírito. É isso que faz a diferença.
Você crê na verdade? Você crê na verdade que nos salva através do evangelho da água e do Espírito? Todos os nossos pecados foram passados para Jesus quando ele foi batizado por João Batista. Você crê nesta verdade? Você crê que o Senhor tirou todos os nossos pecados ao ser batizado e morrer na cruz? Jesus tirou todos os seus pecados quando morreu na cruz? Você tem fé que todos os seus pecados foram passados para o Senhor de uma vez por todas quando ele foi batizado e foi condenado à morte na cruz para pagar o preço por eles? Você crê que Jesus foi batizado por João, morreu e ressuscitou por nós? Quando temos fé na justiça de Deus, isso significa que também estamos unidos à justiça do Senhor.
Você será rejeitado pelo Senhor se não crer no evangelho da água e do Espírito. Como você se sentiria se isso acontecesse com sua pobre alma? Você não se sentiria mais errado do que aqueles que rejeitaram a Deus? Olhando por este ângulo, isso seria até injusto para eles.
 
 
As pessoas nos dias de Noé o viram construindo a arca?
 
Será que isso aconteceu? Podemos imaginar que todos viram Noé construindo a arca sim. Mas o que você acha que as pessoas pensaram quando o viram fazendo isso? Eles devem ter zombado dele e dito: – Esse Noé é ridículo. Naqueles dias não havia nenhum navio tão grande como a arca. Então as pessoas devem ter entrado nela para dar uma olhada enquanto Noé a construía. E se estivéssemos lá, nós perguntaríamos a ele: – O que o senhor está fazendo? Seus amigos devem ter zombado dele assim: – Cara, o que é isso que você está construindo?
Você acha que ninguém morava perto da arca de Noé? As pessoas devem ter perguntado a ele: – Para que servem estes compartimentos? E Noé deve ter respondido: – São para os animais. – Mas por que você está fazendo isso? Os animais podem ficar de fora. – Deus disse que condenará o mundo com a chuva. Ele disse que as águas cobrirão toda a terra e matarão todo ser vivente. Ele me mandou construir a arca para o Dia do Juízo. E quando este dia chegar, estaremos a salvo na arca. Deus me disse que destruirá a todos neste mundo com as águas. É isso o que Noé deve ter dito a eles. Então todos foram ver a arca que ele estava construindo. Quantas pessoas devem ter ido e vindo ao longo das centenas de anos que Noé levou para construir a arca? Mas somente ele e sua família creram no que Deus disse. Um dia então o céu ficou escuro e começou a chover.
O que dizemos quando está chovendo muito? Está caindo um toró. E quando é pouquinho dissemos que está chuviscando. E quando está chovendo forte, ouvimos o barulho forte da chuva. Dizemos que o céu está vindo abaixo quando chove muito. O céu ficou escuro nos dias de Noé e começou a chover. Uma chuva torrencial desceu com tudo dos céus sem parar. As nuvens ficaram escuras, trovões cruzaram o céu durante a tempestade. Qual a altura do monte Everest? Dizem que tem 8.848 metros de altura. Eu não estava vivo nos dias de Noé, então não posso dizer com certeza. Mas deve ter levado muito tempo para as águas cobrirem os montes. Assim que começou a chover, pequenas correntes se formaram aqui e ali, e depois grandes vales foram todos inundados. A água começou a inundar as casas até o teto.
Como será que eles se sentiram naquela hora? Todos devem ter tentado fugir para os montes. Para as donas de casa, o mais importante era levar comida. E algumas delas devem ter sido levadas pela correnteza enquanto guardavam alimento para sua família. Os que viviam nos montes devem ter fugido para os cumes. E enquanto fugiam, eles devem ter lembrado que Noé os avisou. Muitos devem ter se arrependido: – Noé estava certo. Quantas vezes eu entrei naquela arca, olhando os compartimentos... Amados irmãos, devemos ser como as pessoas nos dias de Noé? Devemos ter cuidado para não rejeitarmos os servos de Deus que pregam sua Palavra.
Deus fala conosco através dos seus servos; e ignorar os que eles falam é o mesmo que ignorar a Deus. O que eu estou dizendo é que devemos crer no evangelho da água e do Espírito antes de estarmos na presença do Senhor quando chegar a hora. Não sabemos com certeza se Noé construiu a arca no monte ou na praia, mas é certo que ele a construiu como Deus mandou. A arca tinha 250 m de comprimento. Um cúbito mede cerca de 50 cm. E como a arca tinha 50 cúbitos de altura, seria impossível construir a arca num outro lugar que não fosse um lugar aberto e de superfície plana. Não importa onde a arca foi construída, na praia ou no vale, as pessoas que antes nela entraram foram levadas pelo dilúvio. Os que morreram no dilúvio devem ter se arrependido muito. E os que antes entraram na arca devem ter se lamentado por não ter dado ouvidos a Noé e dito: – Eu vou morrer porque não acreditei no que Noé disse.
Os que ainda estavam vivos devem ter dito à sua família: – Crianças, só há um jeito de sobrevivermos. Achávamos que Noé está louco, mas ele está certo. A arca é grande o bastante para comportar todos nós. Vamos para lá então. Eles tinham esperança de que a porta seria aberta, mas já estava bem fechada. Como eles devem ter se lamentado! O mesmo acontecerá com aqueles que forem julgados por Deus por causa dos seus pecados. Eles perecerão porque não creram na Palavra de Deus.
 
 
Mas e as pessoas que vivem hoje em dia?
 
Felizmente, nós que vivemos hoje fazemos parte da Igreja de Deus, ouvimos o evangelho da água e do Espírito o tempo todo e levamos uma vida de fé. E a graça de Deus transborda através deste evangelho. Minhas pregações na Conferência de Avivamento são sempre sobre o evangelho da água e do Espírito. Mas entre aqueles que ouvem este evangelho, há aqueles que ainda estão presos aos seus desejos carnais e não conseguem ser libertos dos seus pecados. Eles não conseguem ouvir a verdade da salvação de Deus. E como seu coração está preso aos desejos mundanos, eles não podem experimentar a graça da salvação, por mais que ela seja abundante. Isso quer dizer que o evangelho da água e do Espírito não pode assumir o controle do seu coração.
Mas por que isso acontece? Porque eles não aceitam este evangelho no coração. Só quem se entrega ao Senhor é que pode receber a verdadeira salvação. E os que não creem no evangelho da água e do Espírito, que é o verdadeiro evangelho, não podem ser alcançados por esta salvação. A verdade irrefutável é que crer apenas no sangue da cruz não salva ninguém do pecado; muito menos crer no evangelho da água e do Espírito apenas na mente. Só recebemos a verdadeira salvação quando cremos neste evangelho do fundo do nosso coração; o que é uma bênção de Deus para todos nós.
Crer no evangelho da água e do Espírito significa reconhecer que somos pecadores sem esperança que deveríamos ir para o inferno por causa dos nossos pecados, perecer por causa deles e por não termos a justiça de Deus. Quando aceitamos o evangelho da água e do Espírito entendendo e crendo nisso, reconhecemos que Deus nos salvou de todos os nossos pecados. Mas nem todos pensam assim. Muitos acham que no fundo são bons e não fazem nada de errado. No entanto, o Senhor disse que não pode salvar tais pessoas. Devemos crer no evangelho da água e do Espírito de todo o coração. É assim que podemos ser salvos de todos os nossos pecados.
Quem se acha reto e justo perante Deus não pode ser salvo dos seus pecados mesmo depois de ter recebido a remissão de pecados. Mas por quê? Já que vivemos neste mundo, estamos sempre vulneráveis ao pecado e somente crendo no evangelho da água e do Espírito é que podemos ser salvos. Precisamos reconhecer que pecamos sempre. O evangelho do Senhor não nos ajuda se não soubermos que somos pecadores. Portanto, precisamos ter consciência de quem realmente somos. Temos que reconhecer nossa pecaminosidade diante de Deus e aceitar o evangelho da água e do Espírito.
Temos que reconhecer nossas iniquidades depois de recebermos a remissão de pecados através do evangelho da água e do Espírito. E mesmo depois disso, temos que reconhecer nossas fraquezas de coração pela fé neste evangelho, quer cometamos ou não algum pecado contra Deus. Através das boas obras, damos glória a Deus, e através dos nossos erros, reconhecemos nossa iniquidade. Tem gente que não sabe que há doze tipos de pecado em seu coração. Também não entendem ou muito menos creem que todos eles foram tirados quando o Senhor foi batizado. Isso não é estranho? Alguns acham muito fácil crer no evangelho da água e do Espírito, mas para outros isso é muito difícil.
 
 
Temos que fechar os botões das nossas roupas de cima para baixo
 
Quando colocamos uma roupa, fechamos os botões de baixo para cima. No entanto, quer comecemos por cima ou por baixo, o importante é fechar o primeiro botão no lugar certo. Caso contrário, os outros botões vão ficar fora do lugar. A Bíblia diz: “Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações” (Hebreus 3.7). Neste momento, dez minutos atrás, uma hora ou duas antes, não importa, sempre fomos pecadores perante Deus. Desde o dia em que nascemos somos pecadores. Jamais se esqueçam que pecamos o bastante para irmos para o inferno.
Por isso que precisamos de Jesus, que veio pelo evangelho da água e do Espírito e se tornou nosso perfeito Salvador. Então é necessário entendermos que ele nos salvou através deste evangelho e crermos nisso. Até ‘hoje’ devemos receber a Palavra de Deus no coração pela fé. Se não tivermos a fé correta no evangelho da água e do Espírito agora, não seremos aprovados pelo Senhor, por mais que nossa fé tenha sido poderosa no passado. Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente para quem crê no evangelho da água e do Espírito.
O efeito deste evangelho que tira nossos pecados hoje é o mesmo de antes. E o efeito da salvação que ele nos traz durará para sempre. Jesus tirou todos os pecados do mundo para sempre com o evangelho da água e do Espírito. Este evangelho, que o Senhor cumpriu, remiu todos os pecados do mundo e não deixou um sequer. Por isso que devemos reconhecer a justiça de Deus através do evangelho da água e do Espírito. E é por reconhecermos isso que declaramos: – Eu estava condenado ao inferno, mas o Senhor tirou todos os meus pecados com o evangelho da água e do Espírito. Só que não devemos apenas conhecer este evangelho que o Senhor nos deu e entendê-lo, mas também transferir nossos pecados pessoais para ele pela fé. Somos aprovados por Deus quando cremos no evangelho da água e do Espírito. E todos nós temos que ser salvos crendo neste evangelho. Amados irmãos, vocês querem que seu problema com o pecado seja resolvido pelo evangelho da água e do Espírito? Vocês creem neste evangelho para a salvação?
 
 
Deus planejou nos salvar dos pecados do mundo através do seu Filho
 
E para fazer isso ele enviou Jesus Cristo a esta terra. Mas quem é Jesus? Ele é o Filho unigênito do Pai. E ele disse que devemos considerar Jesus Cristo. Vamos ler Hebreus 3.1: “Por isso, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão” (Hebreus 3.1). Jesus é o apóstolo da nossa confissão. Os apóstolos da Igreja Primitiva eram discípulos de Jesus. E a Bíblia diz que o próprio Senhor Jesus é o apóstolo celestial. E isso quer dizer que ele foi enviado por Deus. Melhor dizendo, os discípulos de Jesus, assim como ele mesmo, foram apóstolos enviados por Deus.
Por isso que nossa confissão nos leva a salvação quando cremos na justiça de Jesus, que não tinha nenhum pecado. Em outras palavras, receber a remissão de pecados crendo na justiça de Jesus é a verdade que nos leva ao céu. E esta fé que nos traz salvação através do evangelho da água e do Espírito é a fé correta. Por isso que o autor do livro de Hebreus diz que devemos considerar o Sumo Sacerdote Jesus Cristo.
 
 
Mas por que Jesus é o nosso Sumo Sacerdote?
 
Porque ele tirou todos os pecados do mundo para sempre. E ele fez isso sendo batizado por João Batista e condenado pelos nossos pecados para nos abrir a porta do céu. Jesus é o Filho de Deus que resolveu o problema dos nossos pecados e os remiu pagando o preço por eles na cruz. Por isso que a Bíblia diz que devemos considerar o Sumo Sacerdote celestial, Jesus Cristo. Ele foi batizado por João Batista, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e se tornou nosso Salvador para dar a remissão de pecados a todos que creem na justiça de Deus. Por esta razão que ele é o Sumo Sacerdote celestial, o Juiz e o Senhor que habita em nós.
Muitos acham que vão para o céu porque creem em Jesus como seu Salvador. Mas alguns deles serão julgados pelo seu próprio Salvador. Apesar de crer que irão para o céu porque aceitaram Jesus como seu Salvador, eles na verdade estão num caminho de destruição. Um caminho leva ao céu e outro, ao inferno. E alguns acham que estão no caminho para o céu porque creem em Jesus como seu Salvador.
Eles vão saudar Jesus com toda alegria: – Oi, Senhor. Nós cremos em ti como nosso Salvador! Mas quando acharem que podem entrar no céu, os anjos irão impedi-los e dirão: – Vocês não podem entrar aqui. Vocês irão para o inferno. – Não pode ser. Nós cremos em Jesus como nosso Salvador. Então os anjos dirão: – Ainda não há pecado no seu coração? Então vocês não podem entrar no céu. E os religiosos que creem em Jesus reclamarão muito: – Quem neste mundo não tem pecado? Todos pecam. Nós não cremos em Jesus como nosso Salvador e reconhecemos nossos pecados para irmos para o céu? Nós cremos em Jesus até quando corremos risco de vida. Mas os anjos dirão a eles: – Quem não tem pecado se coloque deste lado; quem tem pecado vá para o outro lado. E aos que estiveram na fila errada, os anjos dirão: – Esta linha é para quem não tem pecado. E então continuarão: – Vocês que receberam a remissão de pecados porque creram na justiça de Deus que Jesus cumpriu, fiquem deste lado. Deste modo, o Senhor fará dois grupos: um dos que creem em Jesus mas não têm pecado, e outros de quem crê nele mas ainda tem pecado.
Jesus, o Sumo Sacerdote celestial, estará esperando por nós na porta do céu. E ele é chamado Sumo Sacerdote celestial porque preparou o caminho para o céu para quem crê na justiça de Deus. Ele fez isso depois que tirou os pecados do homem ao ser batizado por João Batista, derramou seu sangue na cruz por nós e ressuscitou dos mortos. E ao fazer isso, ele abriu a porta do céu para todos que creem no evangelho da água e do Espírito. Quem cumpriu a obra da justiça? Jesus, em quem nós cremos como nosso Salvador. Ele é o Sumo Sacerdote celestial que realizou a remissão de pecados. Ele tirou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista e pagou o preço por eles na cruz para completar a obra da salvação de uma vez por todas. Por isso que Jesus é o Sumo Sacerdote celestial.
Assim como os sumos sacerdotes terrenos faziam uma ligação entre Deus e os israelitas através do sacrifício de expiação, Jesus, o Sumo Sacerdote celestial, foi batizado e ofereceu a si mesmo como sacrifício na cruz para que pudéssemos entrar no reino dos céus crendo no evangelho da água e do Espírito. Por isso que devemos considerar a verdade da salvação e crer nela. Quando consideramos a justiça do Senhor, entendemos o que foi alcançado pelo evangelho da água e do Espírito. O Senhor nos salvou dos pecados do mundo de uma vez por todas.
“Sendo fiel ao que o constituiu, como também o foi Moisés em toda a sua casa. Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. Porque toda a casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus. E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar; mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim. Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação, no dia da tentação no deserto” (Hebreus 3.2-8).
O autor do livro de Hebreus retrata Jesus Cristo como o Sumo Sacerdote celestial e compara a obra que ele fez com a de Moisés. Está escrito que “Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar (v.5). O texto diz também que “toda a casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus (v. 4). E continua dizendo que a “casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim” (v.6). O que o autor do livro de Hebreus quer nos dizer aqui é que devemos crer na justiça de Jesus Cristo se quisermos construir nossa casa sobre a fé. Os homens constroem casas, mas Deus é o Criador de todas as coisas. Temos certeza disso. E Jesus Cristo, nosso Sumo Sacerdote, é também o Deus Criador.
Jesus é o Salvador que nos salvou de todos os pecados de uma vez por todas. E por ser o Criador de todas as coisas, ele é fiel ao seu Pai. Nosso Senhor Jesus Cristo obedeceu à vontade do Pai para o seu rebanho, e Moisés antes deu testemunho de que ele tiraria nossos pecados ao ser batizado. O servo de Deus que escreveu a carta aos Hebreus tinha muito conhecimento da lei sacrificial do Antigo Testamento. Em Mateus 7, na parábola de Jesus sobre a casa construída sobre a rocha, aprendemos uma lição importante. Segundo Jesus: “Desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu” (Mateus 7.25). No entanto, ele avisou: “Aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; e desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa” (Mateus 7.26, 27). Estes versículos são para o nosso bem.
Deste modo, o servo de Deus nos aconselha a construir a casa da fé para que ela não caia; e tal casa da fé é Jesus Cristo, o Senhor de tudo e o Salvador que nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. Nossa verdadeira casa da fé é Jesus Cristo. Mas quem constrói esta casa da fé? O próprio Jesus Cristo a constrói com o evangelho da água e do Espírito. Se prestarmos atenção ao texto bíblico que fala da casa da fé, entenderemos que o evangelho da água e do Espírito é a verdade. E quando cremos neste evangelho, Deus se torna nossa casa da fé, onde podemos habitar. Você entenderá que nosso Senhor é o Salvador se tiver fé no evangelho da água e do Espírito.
Jesus Cristo tirou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista e foi condenado por eles na cruz. Então somos salvos quando cremos no batismo e na crucificação de Jesus. Se crermos na justiça do Senhor e não tivermos mais pecado no coração, o Espírito Santo habitará em nós. Os homens são vasos que podem ser cheios de Deus. É isso o que diz sua Palavra. Está escrito que seremos morada de Deus se crermos até o fim que a justiça de Jesus Cristo é a verdade. Isso quer dizer que devemos crer até o fim que o Senhor nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito.
Em outras palavras, para cumprir a justiça de Deus, o Senhor tirou todos os nossos pecados de uma vez por todas, foi condenado por eles e nos salvou da morte eterna. Seremos casa de Deus se tivermos fé no evangelho da água e do Espírito até o fim. Mas o Senhor só poderá habitar em nós se nosso coração for purificado crendo neste evangelho. Por mais que sejamos falhos, podemos receber a salvação eterna se aceitarmos o evangelho da água e do Espírito de coração. Com esta fé podemos nos tornar cidadãos do Senhor e viver como seus servos. O Senhor habita em nós para sempre entrando no coração dos que creem no evangelho da água e do Espírito.
O Senhor também cumpre a vontade de Deus através daqueles que creem neste evangelho. Por isso que todos nós temos que crer nele. A partir de agora não devemos endurecer nosso coração, mas crer na justiça de Deus com um coração puro para recebermos a remissão de pecados. Mas para que isso aconteça, temos que buscar o Senhor e crer nele de coração para sermos perdoados dos nossos pecados. Tudo que precisamos fazer é crer no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus que Jesus já cumpriu. Você tem que crer neste evangelho se quiser ser purificado dos seus pecados e entrar no céu. Também deve orar com toda a sinceridade assim: – Senhor, o que tu farás por mim se eu crer na tua justiça? E então ele responderá: – Eu lhe darei a remissão de pecados, a vida eterna e muitas bênçãos por crer na minha justiça. Temos que crer na obra da justiça que o Senhor fez para tirar nossos pecados.
 
 
Eu procurei servir ao Senhor Jesus Cristo como um cristão leigo depois que cri na sua justiça
 
Eu costumava ficar a noite inteira acordado preparando minhas pregações. Você só vai saber a agonia que passa um pregador quando tiver que preparar comida para a família toda. Uma dona de casa sempre se preocupa com a comida. – O que vou preparar para o café da manhã? O que devo fazer para o almoço e o jantar? Puxa, o dia passou tão rápido. Ai meu Deus, o que vou fazer para o desjejum amanhã? Quem nunca cozinhou não sabe como é ficar agoniado assim. Os ingredientes são sempre os mesmos, mas como podemos fazer algo que agrada a todos?
Algumas irmãs e esposas de pastores cozinham para nós, e eu sou muito grato a elas. Irmãos, devemos ser gratos pelas mãos que nos preparam o alimento. Você pode até reclamar que é sempre a mesma comida, mas na verdade, apesar de parecer igual, toda refeição é diferente. Só quem sozinha sabe como é difícil preparar uma refeição. Tem gente que gosta muito de pratos especiais, mas será que eles imaginam como foi difícil prepará-los?
Eu tenho pregado o evangelho da água e do Espírito por mais de 30 anos. E você pode imaginar como é difícil para mim alimentá-los espiritualmente? Mas quer gostem de mim ou não, como servo de Deus eu tenho que explicar o evangelho da água e do Espírito para as pessoas. Os verdadeiros pregadores da justiça de Deus são aqueles que pregam este evangelho o tempo todo. Nem todos podem pregar sobre uma vida de retidão. Até os pastores que não conhecem o evangelho da água e do Espírito não podem pregar sobre isso. Quem não crê neste evangelho não pode pregá-lo. E se alguém que não crê no evangelho da água e do Espírito fizer isso, ele estará mentindo. Ele estará pregando algo que não crê. Qualquer um pode pregar, mas poucos podem pregar o evangelho da água e do Espírito pela fé.
Eu vou concluir meu sermão agora. Amados irmãos, temos que construir a casa de Deus pela fé na sua justiça para que ele habite nela com alegria. Mas só poderemos ser casa de Deus se crermos na justiça do Senhor. Antes éramos pecadores condenados ao inferno; estávamos prisioneiros do pecado e escravos de Satanás. Mas Jesus agora é o nosso Senhor porque cremos no evangelho da água e do Espírito. Somos felizes porque o Senhor nos ama, e é por isso que queremos fazer a obra de Deus.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito não temos mais pecado. O Senhor foi batizado, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos para salvar quem crê na verdade. Foi assim que ele se tornou nosso Senhor. Ele pagou o resgate e nos salvou de um modo perfeito. E já que cremos na obra da justiça que o Senhor realizou nesta terra, recebemos a remissão de pecados e uma nova vida. Foi assim que Jesus se tornou nosso Senhor. E agora que é o nosso Senhor, ele quer nos governar. Ele quer fazer a boa obra através de nós, a fim de que outras pessoas conheçam sua justiça e sejam salvas. Ele quer nos moldar como seus vasos preciosos. Não endureça seu coração diante do Senhor. Se seu coração se endurecer e buscar as coisas do mundo, ele vai se corromper.
Se você pecou contra Deus, confesse seu pecado, volte ao rio Jordão e confie na sua justiça. Deixe a dureza de coração e creia que o Senhor já tirou todos os seus pecados. Além de nos preparar o caminho, o Senhor nos prepara para andarmos pelo caminho certo. No seu tempo, Deus derramará suas bênçãos sobre nós. Eu espero que o fardo do seu coração seja aliviado sobremaneira quando você depender do Senhor e da sua justiça. Deus quer tirar o seu fardo. E aqui eu concluo meu sermão.