Sermões

Assunto 21: O Evangelho segundo MARCOS

[Capítulo 6-2] (Marcos 6:34-44) Deus nos Salvou de Forma Mais que Suficiente

(Marcos 6:34-44)
“Jesus, descendo do barco, viu uma grande multidão, e teve compaixão deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. Então passou a ensinar-lhes muitas coisas. Ao declinar a tarde os seus discípulos se aproximaram dele, e disseram: O lugar é deserto, e o dia já está muito adiantado. Despede-os para que vão aos campos e aldeias circunvizinhas, e comprem para si o que comer. Ele, porém, lhes respondeu: Dai-lhes vós de comer. Disseram-lhe: Iremos nós, e compraremos duzentos denários de pão para lhes dar de comer? Ele lhes disse: Quantos pães tendes? Ide ver. E, sabendo-o eles, responderam: Cinco pães e dois peixes. Ordenou-lhes que fizessem assentar a todos, em grupos, sobre a relva verde. Assentaram-se repartidos de cem em cem, e de cinqüenta em cinqüenta. Tomando ele os cinco pães e os dois peixes, levantou os olhos ao céu e os abençoou, e, partindo os pães, deu-os aos discípulos para que os distribuíssem. Ele também repartiu os dois peixes por todos. Todos comeram e se fartaram, e os discípulos levantaram doze cestos cheios de pedaços de pão e de peixe. Os que comeram dos pães eram quase cinco mil homens.”
 
 
Como descrito na passagem bíblica de hoje, havia muitas pessoas seguindo a Jesus. Movido de íntima compaixão por essas pessoas, Jesus pregou-lhes a palavra da vida e os ensinou, mas como a noite se aproximava, havia também pouca comida para alimentar a multidão, pois eles estavam em um lugar completamente deserto. Tudo o que pôde ser encontrado foi somente dois peixes pequenos e cinco pães. Obviamente isso não era suficiente para alimentar tantas pessoas. Isso não era nada além de um leve lanche que mal poderia alimentar uma só pessoa no máximo. E mesmo com esse pequeno punhado de comida que poderia ser posto em uma lancheira, nosso Senhor fez um incrível milagre. Com esses peixes e pães Ele alimentou toda a multidão que estava seguindo-O como se fossem ovelhas famintas.
Quantas pessoas estavam seguindo a Jesus naquele dia? A bíblia diz que cerca de 5.000 homens comeram o pão. Ela só menciona 5.000 homens. Mas como provavelmente havia mais mulheres do que homens, não é errado dizer que havia aproximadamente cerca de 7.000 mulheres. Se calcularmos que havia outras 3.000 crianças, qual seria o número total? Ele seria algo em torno de 15.000. Você pode imaginar como os discípulos ficaram perplexos quando Jesus lhes disse para assentar nada menos que 15.000 pessoas em um lugar deserto sem nenhuma comida, e ainda alimentou todas essas pessoas com somente dois peixinhos e cinco pães. Então os discípulos disseram a Jesus: “Diga a essas pessoas que vão para as aldeias circunvizinhas e comprem algo para comer”. Jesus então disse aos Seus discípulos: “Vão vocês e dêem-lhes o pão”.
É difícil de imaginar quanto pão seria necessário para alimentar 15.000 pessoas. Mesmo se eles fossem juntar todo o pão que havia nas aldeias circunvizinhas, eles provavelmente não encontrariam pão suficiente. Tal quantidade de pão não apareceria mesmo se os discípulos esvaziassem cada padaria que encontrassem. Então não é de se admirar que os discípulos tenham ficado tão surpresos assim.
Quando os discípulos trouxeram para Jesus os dois peixes e os cinco pães, Ele disse: “Faça todos se assentarem em grupos”. Então quando as pessoas se sentaram em grupos aqui e ali, Jesus tomou o peixe e o pão, olhou para o céu, abençoou-os orando. Ele então partiu os pães e os deu aos discípulos. Está escrito na Palavra que os discípulos alimentaram a multidão com os pães que Jesus partiu e com os peixes também, todos comeram até se fartarem e ainda sobraram 12 cestos de comida.
Queridos irmãos, o que o Senhor está tentando nos dizer com esse texto? Jesus testificou de que Ele é o próprio Deus, o qual alimentou várias pessoas com somente dois peixes e cinco pães no meio do deserto. Quem é o nosso Senhor? Quem realmente é esse Jesus em quem nós cremos? Ele não é outro além do nosso Deus que fez uma obra maravilhosa enquanto estava nesta terra em forma de homem. Quem é Jesus? O nome “Jesus” significa o Salvador e o Messias, o qual nós estávamos esperando. E o nome “Jesus Cristo” significa que Jesus o Salvador é Rei, Sacerdote e Profeta. Jesus é o seu e o meu Deus. Ele é o seu e o meu Salvador que nos salvou de todos os nossos pecados. E Jesus é o Profeta que nos mostra o caminho a seguir. Através do evangelho de Marcos, Jesus está mostrando que Ele é o Senhor das maravilhas que alimentou cerca de 15.000 pessoas ao realizar o milagre dos cinco pães e dois peixes.
Então agora, o que essa passagem miraculosa mostra a nós que nos tornamos filhos de Deus por crer em Jesus? Ela nos mostra que através da Sua igreja Deus provém a todos nesse mundo com o abundante pão da vida. Essa passagem mostra que Sua graça é tão abundante que ela é mais que suficiente para salvar a todos, e que todos nesse mundo que estão famintos por vida e salvação podem comer desse pão da vida para satisfazer seu coração e ainda sobrarão 12 cestos.
 
 
O Significado dos Dois Peixes
 
Os dois peixes aqui simbolizam a igreja. Durante o período da Igreja Primitiva havia um sinal secreto conhecido apenas pelos cristãos e este, era a figura de um peixe. Quando os cristãos eram perseguidos pelo imperador romano e arriscavam suas vidas para defender a sua fé, eles se reconheciam através desses símbolos secretos. Provavelmente você já viu um símbolo de peixe antes, olhando o número 8 deitado. Quando os cristãos viam esse símbolo eles sabiam que quem o tivesse era filho de Deus. E mais, os “dois peixes” aqui também representam duas simples testemunhas, assim como a unidade da igreja. Em outras palavras, quando “duas pessoas” se unem para orar, Deus ouve a sua oração e a responde. Isso nos diz que onde quer que duas pessoas se unam em nome do Senhor, Ele ali se faz presente.
Amados irmãos, assim como uma simples lancheira com cinco pães e dois peixes é pouca para alimentar 15.000 pessoas, à primeira vista pode parecer que a Igreja de Deus é muito pequena e fraca neste mundo. Contudo, assim como Jesus alimentou 15.000 pessoas com esse pequeno lanche e ainda sobraram 12 cestos, não importa quantas pessoas existam nesse mundo, Deus ainda provém pão da vida abundante através de Sua igreja. Não importa onde a Igreja de Deus seja edificada, se Seu povo e Seus servos trabalharem juntos sendo fiéis ali, então todos daquela região terão o pão da vida, terão sua alma saciada, alcançarão a remissão de pecados, se tornarão filhos de Deus e receberão todas as Suas abundantes bênçãos.
Essa é a obra que o nosso Deus está determinado a fazer. Ele deseja continuamente fazer essa obra. Por Deus ter compaixão de todos os pecadores, Ele irá continuar dando bastante pão da vida, o suficiente para alimentar a todos e ainda sobrar. Há muitos mentirosos neste mundo. E muitos usam a religião para explorar suas ovelhas ao invés de alimentá-las. Assim você pode pensar como é possível partilhar o pão da vida e pregar o evangelho dentre tantos mentirosos. Porém, quando eu vejo essa obra miraculosa do Senhor na passagem bíblica de hoje, eu passo a entender e crer que apesar da verdadeira Igreja de Deus ser pequena e fraca, ela encherá o mundo todo do evangelho e salvará a todos nele. Eu também percebo que Deus é mais que capaz de salvar a todos e que todas essas coisas são perfeitamente possíveis. Vocês também crêem assim?
O poder e a graça do nosso Senhor são tão abundantes que são mais que suficientes para salvar a todos no mundo inteiro através de nós, através do povo de Deus e de Sua igreja. Na passagem bíblica de hoje, Deus está dizendo para nos unirmos com Sua igreja. Ele está nos dizendo para irmos a todo e qualquer lugar nesse mundo imenso para pregar o evangelho a todos. Ele está dizendo para nos tornarmos Seus instrumentos que pregam a palavra da vida. Quando então formos e pregarmos, todos serão salvos. Os cinco pães aqui se referem à graça de Deus. O pão da vida se refere ao evangelho da salvação.
Na bíblia, o número cinco representa a graça de Deus e o pão se refere à palavra da vida. Se partilharmos os cinco pães aqui – isto é, se pregarmos essa maravilhosa graça, o amor do Senhor e o evangelho, proclamando que Jesus Cristo nos remiu de todos os nossos pecados – então todos no mundo inteiro serão salvos. A nossa salvação não é alcançada pela carne ou nossos dentes, mas tem sido alcançada tão abundantemente para que possamos partilhá-la com outros. A salvação do Senhor, Sua graça e Seu amor são abundantes. Queridos irmãos, não temos porque ser tímidos. Não precisamos nos preocupar com os mentirosos que se levantam contra nós ou se ficaremos longe do pão da vida. Nós temos que nos tornar numa tal igreja e santos que oram a Jesus, que é Deus encarnado, pedindo pelo Seu maravilhoso poder, confiando nele, e assim como Jesus, o Profeta nos mandou pregar a cada nação que Ele é Deus e o nosso Salvador.
Meus queridos irmãos, a Igreja de Deus tem sido estabelecida agora aqui na cidade de Gangneung, apesar de ela ser muito pequena e fraca. Todavia, nós temos o evangelista Lim e sua esposa aqui, assim como o irmão Choi e muitos outros que se juntaram a nós. Vocês estão juntos aqui como uma família, e oram juntos como uma família. Apesar de seu número ser pequeno, se vocês empregarem sua energia e esforços para servir ao Senhor o melhor que puderem, então estou certo que Deus será poderoso o bastante para salvar suas famílias e todos ao seu redor também. Nunca desanimem nem se sintam desencorajados só porque são poucos e fracos. Estou absolutamente convencido que se mesmo os poucos irmãos e irmãs aqui unirem seus esforços com nossos pastores para pregar o evangelho, e se a Igreja de Deus e os santos pregarem o evangelho com um só coração, isso será o bastante para partilhar o pão da vida com as incontáveis pessoas de toda a cidade de Gangneung.
Apesar de sermos fracos agora, devemos pregar o evangelho no mundo inteiro pela fé. Quando a Igreja de Deus compartilhar a Sua graça, o pão do Seu evangelho, várias pessoas serão salvas. Eu creio que assim como Jesus alimentou 15.000 pessoas e ainda fez sobrar 12 cestos, o pão da graça de Deus, o pão da Palavra, será o bastante para satisfazer a todos com abundância. E eu creio que pela graça de Deus, seremos plenamente capazes de fazer essa obra.