Проповіді

Assunto 21: O Evangelho segundo MARCOS

[Capítulo 7-4] Reconheça Sua Natureza Pecadora e Peça a Deus por Sua Graça da Salvação (Marcos 7:18-37)

Reconheça Sua Natureza Pecadora e Peça a Deus por Sua Graça da Salvação(Marcos 7:18-37)
“Ele lhes disse: Também vós não entendeis? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar, pois não lhe entra no coração, mas no ventre, e é lançado fora? Ao dizer isto, Jesus considerou puros todos os alimentos. E dizia: O que sai do homem é o que o contamina. Pois do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, e a loucura. Todos estes males procedem de dentro, e contaminam o homem. Levantando-se, partiu dali para as terras de Tiro e de Sidom. Tendo entrado numa casa, não queria que ninguém o soubesse, mas não pôde ocultar-se. Certa mulher, cuja filha estava possessa de espírito imundo, tendo ouvido falar a respeito dele, foi e lançou-se aos seus pés. Esta mulher era grega, de origem siro-fenícia, e rogava-lhe que expulsasse de sua filha o demônio. Disse-lhe Jesus: Deixa primeiro saciar os filhos, pois não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. Ela, porém, lhe respondeu: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos. Então ele lhe disse: Por causa dessa palavra, vai; o demônio já saiu da tua filha. Voltando ela para casa, achou a filha deitada na cama, e o demônio a tinha deixado. Então Jesus, tornando a sair das terras de Tiro e de Sidom, foi até o mar da Galiléia, através do território de Decápolis. Trouxeram-lhe um surdo e gago, e rogaram-lhe que impusesse a mão sobre ele. Jesus, tirando-o da multidão, à parte, pôs-lhe os dedos nos ouvidos, e tocou-lhe a língua com saliva. Depois, levantando os olhos ao céu, suspirou, e disse: Efatá, que quer dizer: Abre-te. Abriram-se-lhe os ouvidos, e logo o impedimento da língua se desfez, e falava perfeitamente. Jesus lhes ordenou que a ninguém o dissessem. Contudo, quanto mais proibia, tanto mais o divulgavam. Admiravam-se sobremaneira, dizendo: Tudo faz bem. Faz ouvir os surdos e falar os mudos.’”
 
 
Como lemos na passagem bíblica de hoje, uma mulher gentia tinha uma filha possessa por um espírito imundo. Então ela foi procurar por Jesus e pediu-lhe para expulsar o demônio que possuía sua filha. Mas o que Jesus disse a ela foi muito chocante. Ele falou com ela de forma tão dura que quando pensamos nisso baseados em nossos padrões, até pensamos como Jesus pôde dizer aquelas coisas, mas se pensarmos nisso com mais cuidado, veremos que o que Jesus disse era na verdade mais do que adequado. Embora, do ponto de vista humano, seja impossível compreender o que Jesus disse àquela mulher, há uma importante lição que Jesus hoje está tentando nos ensinar aqui na leitura da passagem bíblica.
Voltemos novamente para Marcos 7:27: “Deixa primeiro saciar os filhos, pois não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”. Então o que Jesus disse àquela mulher? Ele disse: “Não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”. Foi isso que Jesus disse à mulher siro fenícia. Essa mulher tinha vindo a Jesus pedindo por Sua ajuda por amor à sua filha, implorando a Ele: “Senhor, minha filha está possessa de demônio. Por favor, expulse esse demônio. Por favor, liberte minha filha desse espírito maligno”. Mas Jesus disse à mulher: “Não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”. Essas são palavras muito duras, dizendo que a mulher não era melhor do que um cão. Podemos até pensar como Jesus pôde dizer uma coisa dessas àquela mulher.
Mas houve um motivo para Jesus falar com a mulher daquele jeito. O povo de Israel costumava se referir a todos os gentios como cães. Quando eles encontravam algum gentio, eles costumavam pensar que eles não eram melhores do que os cães. Até hoje, muitos judeus ainda pensam mal de qualquer outro grupo étnico. A mente do povo de Israel está impregnada desse tipo de preconceito, pensando que por serem o povo escolhido de Deus, eles são melhores do que os outros povos.
Mas não era nisso que Jesus estava pensando quando falou para a mulher: “Não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”. Pelo contrário, ele tinha um presente que queria dar a ela.
 
 

Por Que Jesus Falou Tão Duramente Com a Mulher Siro Fenícia?

 
O motivo pelo qual Jesus falou tão duramente com a mulher siro fenícia, como se ela não fosse melhor do que um cão foi que Ele queria ver a disposição do seu coração. Em outras palavras, Jesus deliberadamente insultou aquela mulher para que ela encontrasse a graça de Deus. Aquela mulher entendeu que mesmo que fosse tratada como um cão, ela poderia alcançar a graça de Deus. Aqui nosso Senhor está nos ensinando que podemos receber a graça de Deus somente se nosso coração estiver disposto a se humilhar como aquela mulher se humilhou.
O Senhor está nos dizendo que se realmente quisermos receber a Sua ajuda e a salvação que Ele nos oferece, então devemos ter esse coração humilde. Melhor dizendo, somente se nos humilharmos como aquela mulher é que poderemos receber a graça da salvação de Deus. Essa é a lição que o Senhor está tentando nos ensinar através da passagem bíblica de hoje, e todos nós devemos compreendê-la.
O que teria acontecido se a mulher siro fenícia tivesse ido a Jesus com um coração arrogante? O que teria acontecido se ela com uma atitude arrogante tivesse dito a Jesus: “Jesus, minha filha está possessa de demônio, então eu apreciaria se Você pudesse libertá-la”. Se a mulher tivesse se aproximado de Jesus de forma arrogante sem reconhecer a si mesma, e se não houvesse sinceridade em seu coração quando ela pediu pela ajuda de Deus, então a mulher não teria encontrado a graça da salvação.
Se existe alguém sentado aqui que ainda não recebeu a remissão dos pecados, então essa pessoa deve ter uma atitude humilde como essa mulher da passagem bíblica de hoje. Assim todos poderão receber a remissão de pecados conforme seu anseio pela graça de Deus, dizendo a Ele com sinceridade: “Eu não me importo como Você me trata. Por favor, salve-me”. A não ser que peça pela graça de Deus com todo seu coração, você não poderá receber o evangelho da água e do Espírito, o verdadeiro evangelho da salvação. Com relação a sua salvação, o que Deus te disser, está certo, mesmo que Ele o chamar de cão ou coisa pior. Então o que você precisa é de um coração humilde para pedir a Deus que derrame de Sua maravilhosa graça sobre você. Em outras palavras, você deve desejar de todo o coração ser salvo de todos os seus pecados.
Essa mulher siro fenícia da passagem bíblica de hoje tinha um coração tão humilde que nosso Senhor não pôde deixar de responder sua pergunta. Nosso Senhor ficou feliz em ver a disposição de seu coração. Sua atitude pareceu boa aos Seus olhos, pois ela estava pedindo por Sua ajuda e graça com toda sinceridade, aceitando cada palavra Sua, mesmo quando Ele disse que ela não era melhor do que um cão.
Vamos pensar um pouco no que a mulher siro fenícia disse a Jesus. Sua resposta a Jesus foi a seguinte: “Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos” (Marcos 7:28). Ou seja, ela disse em sua resposta: “Senhor, Você está certo. Espiritualmente eu sou na verdade um cão. Mas mesmo os cães não comem das migalhas que caem da mesa de seus donos?” Essa mulher siro fenícia foi aprovada por seu coração honesto, vindo a presença de Jesus pedindo por Sua ajuda de todo seu coração. Então veio a Palavra da graça de Jesus: “Por causa dessa palavra, vai; o demônio já saiu da tua filha” (Marcos 7:29). Ouvindo isso, a mulher voltou para casa, e quando ela chegou: “Achou a filha deitada na cama, e o demônio a tinha deixado” (Marcos 7:30). O demônio foi expulso assim como ela desejava.
Queridos irmãos, a Palavra de Deus escrita na passagem bíblica de hoje nos ensina sobre a disposição de um coração que alguém deve ter para encontrar a graça de Deus. Todo coração que deseja receber a graça de Deus deve ser como o dessa mulher. Em outras palavras, a passagem bíblica de hoje nos ensina que devemos admitir quem somos para Deus.
Espiritualmente falando, chamar um pecador de cachorro é na verdade uma expressão branda. Quando as pessoas vinham até Jesus, todas traziam seus pecados consigo. E porque todos são pecadores aos olhos de Jesus, Ele diz: “Vocês são como um cão”. Por isso que Ele disse à mulher da passagem bíblica de hoje: “Não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos” (Marcos 7:27). Então, o que essa mulher disse em sua resposta? Ela disse: “Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos” (Marcos 7:28). Quando Jesus estava dizendo a ela: “Por que pede pela Minha graça já que és uma pecadora?” Ela prontamente disse em seu coração: “Senhor, sou mesmo uma pecadora, e a menos que derrame Sua graça sobre mim, eu irei para o inferno”. Foi assim que a mulher encontrou a graça de Deus. A passagem bíblica de hoje contém uma importante lição, tornando claro que os pecadores, menos aqueles que são humildes como aquela mulher, não podem nem alcançar a graça de Deus e nem a Sua salvação.
O desejo de nosso Senhor para todos nós está revelado na passagem bíblica de hoje, prometendo que Ele derramará Sua graça sobre aqueles que reconhecerem para o Senhor que são pecadores e pedirem por Sua graça. Contudo, se alguém for tão arrogante e presunçoso que não admita quem é para o Senhor e nem peça por Sua graça, então essa pessoa está fora dessa graça. Esse é o desejo sincero do nosso Senhor para todos nós revelado na passagem bíblica de hoje.
Se nosso Senhor chamasse-o de cachorro antes de você nascer de novo, você não admitiria isso prontamente? Assim como os ignorantes ficam facilmente machucados e ofendidos quando suas fraquezas são expostas, da mesma forma os pecadores ficam aborrecidos quando são chamados de pecadores. A maioria dos que sofrem de complexo de inferioridade ficaria irado se fosse chamado de cachorro, embora poucos deles talvez admitissem a verdade. Amados irmãos, o desejo sincero do nosso Senhor é derramar Sua graça sobre cada nação e cada tribo. O que as pessoas devem fazer então? Todos devem humildemente reconhecer quem são para Deus e ardentemente pedir por Sua graça. A passagem bíblica de hoje nos mostra claramente que somente assim alguém pode obter a graça de Deus.
Aos olhos de Deus, é a disposição do nosso coração que é importante. É claro que nossos atos também são importantes, mas eles vêm em segundo lugar. A disposição do nosso coração é muito mais importante do que nossas ações, pois mudamos nossas ações de acordo como o desejo do nosso coração. O que realmente importa é que devemos conhecer a nós mesmos e pedir do fundo do coração a Deus por Sua graça, e somente assim alcançaremos essa graça.
 
 

Antes de Receber a Remissão de Pecados por Ouvir e Crer no Evangelho da Água e do Espírito Você Deve Antes Manter Distância dos Falsos Profetas

 
Vamos agora voltar para o segundo evento descrito na passagem bíblica de hoje. Está escrito em Marcos 7:32: “E trouxeram-lhe um surdo, que falava dificilmente; e rogaram-lhe que pusesse a mão sobre ele”. Está escrito aqui que algumas pessoas trouxeram um homem surdo que falava com dificuldade, e elas imploraram para que Jesus o curasse. Temos que prestar uma atenção especial ao fato de que quando Jesus curou esse homem, Ele o separou da multidão.
Por que Jesus o afastou da multidão para curá-lo, ao invés de simplesmente curá-lo aos olhos de todos? Isso significa que se você realmente quiser receber a salvação do nosso Senhor, obter a remissão dos seus pecados e achar Sua graça, primeiro você deve se afastar de todos os falsos profetas. Em outras palavras, ninguém deve estar com nenhum falso profeta quando nosso Senhor estiver oferecendo a salvação. Se ficar com os falsos profetas, então mesmo que o Senhor esteja oferecendo Sua graça da salvação para você, você não saberá que esse é o evangelho da salvação e nem crerá nele, e, portanto não poderá receber nem a graça da salvação.
Existem muitos registros na bíblia mostrando que enquanto nosso Senhor Jesus estava nessa terra, Ele levava os deficientes tal como o cego e o surdo até um lugar reservado e os curava de sua dor. Isso mostra que quando se trata da sua salvação, se você ficar com aqueles que não creem no evangelho da água e do Espírito, então você não poderá receber a salvação dada por Deus não importa o quanto tente. Isso porque os não crentes impedirão que você tenha fé. Todo aquele que quiser ser salvo dos seus pecados devem, portanto, se separar de todo e qualquer falso profeta, pois só assim poderá receber a graça do Senhor. É isso que o nosso Senhor está nos ensinando agora.
Vamos voltar à passagem bíblica de hoje. Está escrito que nosso Senhor cuspiu quando curou o surdo que falava com dificuldade. Onde o Senhor cuspiu? Uma boa olhada no texto nos mostra que primeiro Jesus pôs Seus dedos nos olhos do cego, cuspiu em Sua mão, e então tocou a língua dele.
Existem outras passagens nos outros evangelhos onde Jesus cuspiu em Sua mão para curar o enfermo. Por exemplo, em João capítulo nove descreve como Jesus abriu os olhos do cego cuspindo no chão, fazendo barro com a saliva e colocando-o nos olhos do cego. Geralmente, cuspir traz uma conotação negativa. Em muitas culturas, cuspir em alguém é mostrar um profundo desprezo pela pessoa. Essa é uma das piores formas de insulto que mostra o quanto a outra pessoa é vil e desprezível. Na Coreia, algumas pessoas também cospem quando vêem algo ou alguém desagradável. Talvez tenha sido por repulsa ao pecado dos outros que Jesus cuspiu, mas de qualquer forma, a bíblia mostra claramente que não era raro Ele cuspir e pôr saliva na língua, ouvidos ou olhos do enfermo.
Erguendo os olhos aos Céus, nosso Senhor então suspirou e disse ao surdo: “Efatá” (Marcos 7:34). Aqui, a palavra “Efatá” significa “abra”. Por favor, note aqui que Jesus suspirou antes de dizer isso. Foi por pena que Jesus suspirou; lamentando pelo cego estar destinado à destruição, pois todos são pecadores e devem, portanto, ser lançados no inferno para sempre. Mas o que aconteceu depois de Jesus dizer todas essas coisas—isto é, depois de Ele pôr Seus dedos nos ouvidos do surdo, cuspir e tocar em sua língua, olhar para o Céu, e dizer para ele: “Efatá (abre-te)”? A bíblia diz que: “E logo se abriram os seus ouvidos, e a prisão da língua se desfez, e falava perfeitamente” (Marcos 7:35).
 
 

Aqui Podemos Ver o Desejo de Nosso Senhor Para Cada um de Nós

 
Qual o desejo profundo do coração do nosso Senhor para todos nós? Podemos ver aqui que Ele deseja derramar Sua graça sobre todos que reconhecem que são amaldiçoados e destinados a ir para o inferno junto com o diabo, aqueles que humildemente pedem pela graça da salvação do nosso Senhor não importa o que Ele diga ou faça a eles, e aqueles que de todo coração anseiam pela cura do Senhor.
Nosso Senhor remiu todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito e também resolveu todos os nossos problemas, mas antes de fazer isso, Ele fez primeiro com que nos afastássemos dos falsos profetas. O Senhor não trabalhou na vida dos que não creram em Sua graça. É o desejo do coração de Deus derramar Sua graça sobre todos que se afastam dos falsos profetas. Embora nós não sejamos leais em nosso estado pecaminoso, nosso Senhor quer primeiro nos afastar de todos os falsos profetas. Isso significa que devemos reconhecer não somente nossas falhas, mas também a fraude da fé desses falsos profetas. Nosso Senhor derrama Sua salvação sobre aqueles que reconhecem seus pecados e sabem que Ele está oferecendo-lhes a graça da água e do Espírito. Todos nós devemos entender esse desejo do Senhor. O Senhor deixou claro que é sobre essas pessoas humildes que Ele derrama Sua graça.
Na passagem bíblica de hoje, embora o Senhor tenha cuspido no cego e tratado a mulher siro fenícia como um cão, ambos encontraram a graça do Senhor porque desejaram de todo coração estar debaixo da graça de Deus. Precisamos entender que Deus olha para o fundo do coração dessas pessoas humildes e derrama Sua graça sobre elas. Devemos entender que Deus derrama Sua graça sobre aqueles que conhecem totalmente a Sua Palavra, não importa o que Ele fale deles. E também devemos entender que Deus derrama Sua graça sobre aqueles que se afastam de qualquer falso profeta. Essa é uma condição absolutamente necessária para se nascer de novo.
Deus derrama Sua graça sobre os corações humildes que aceitam cada palavra dita por Deus não importa o que Ele fale deles, mesmo que Ele os chame de cachorro, e sobre aqueles que reconhecem que somente Deus é a verdade e tudo o que Ele diz está certo. Esses são aqueles que acharam a graça de Deus. Devemos entender essa verdade e crer nela. Todos que neste mundo estão sob a graça do Senhor têm um coração humilde. Ninguém pode achar a graça do Senhor a não ser que tenha um coração humilde assim. Afinal de contas, como pode alguém receber a graça do Senhor se nem ao menos está pronto para recebê-la?
Antes de ouvimos e crermos no evangelho da água e do Espírito, nós não admitíamos que éramos cães. Mas para ser salvo, a pessoa primeiro deve admitir seu estado pecaminoso, dizendo: “Eu sou como um animal. Eu não sou melhor do que um cão, amaldiçoado por Deus para ser lançado no inferno”. A não ser que faça isso, você não poderá ser salvo. Quando olhamos para aqueles que foram salvos pelo Senhor, uma característica comum entre eles é que admitem sua iniquidade e conhecem cada Palavra de Deus em obediência, dizendo: “Sim, Senhor, Você está certo; Eu sou o que dizes que sou”. É sobre essas pessoas que a graça da salvação de Deus é derramada.
Por que tantos continuam sem a salvação dos seus pecados? É porque eles não admitiram que são cachorros, e que são seres completamente inúteis que merecem ser cuspidos. Todos esses continuam sem a salvação exatamente porque não admitem que a Palavra de Deus é a verdade.
Então, quando pregarmos o evangelho da água e do Espírito às pessoas, devemos primeiro arar muito bem a terra de seus corações. Antes de pregarmos para elas esse verdadeiro evangelho pela fé, primeiro precisamos estar atentos ao seu estado pecaminoso e de sua necessidade de salvação, fazendo-as saber que embora não sejam melhores que um cachorro, o Senhor ainda oferece-lhes a salvação através do evangelho da água e do Espírito. Essa é uma condição absolutamente necessária para pregar o evangelho. Antes de pregar o evangelho para alguém, devemos primeiro mostrar-lhe o pecador que é aos olhos de Deus e mostrar completamente seu estado pecaminoso. É isso que significa arar a terra do coração de um pecador.
Quando um fazendeiro cultiva a semente em um campo, primeiro ele prepara o campo arando-o bastante e pondo fertilizante nele, então ele planta a semente nele e cobre a semente com terra; e ele rega o campo com água para a semente brotar e futuramente dar fruto. Da mesma forma, quando se trata de levar pecadores à salvação, é indispensável nós ararmos bem o campo de seus corações. Devemos ensiná-los que são pecadores iníquos que aos olhos de Deus não são melhores que um cachorro, todos destinados a ser amaldiçoados e a irem para o inferno.
Amados irmãos, nosso Senhor é perfeito em todos os modos concebíveis, mesmo quando vemos Sua integridade como homem. Como Ele pôde então ter falado tão duramente com a mulher siro fenícia enquanto ela pedia por Sua graça? Além disso, a mulher estava pedindo pela graça do Senhor não para si mesma, mas para sua filha. Então como o Senhor pôde ter insultado com zombaria o caráter daquela mulher e ter-lhe dito: “Pois não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos” (Marcos 7:27)?
Precisamos entender o que motivou o Senhor a dizer essas coisas. Não era intenção do Senhor insultar o caráter da mulher e desprezá-la somente para mostrar Seu desprezo. Então por que o Senhor disse essas coisas? Ele disse essas coisas para a mulher sem nenhum outro propósito além de salvá-la, mostrar seu estado pecaminoso e derramar Sua graça e bênçãos sobre ela e resolver todos os seus problemas.
Queridos santos, Jesus nem sempre dizia esse tipo de coisa. Por isso é muito importante compreendermos a intenção escondida de Deus em Sua Palavra. Quanto mais entendermos o desejo profundo do coração de Deus, mais fácil é para nós vivermos pela fé. Então poderemos seguir a Sua Palavra pela fé.
Todavia, se não entendermos esse desejo de Deus, será muito difícil nós levarmos nossa vida de fé. Então, é primordial nós entendermos rapidamente na bíblia a vontade de Jesus e crer nessa vontade. Então vamos todos crer em cada palavra que Jesus Cristo nos falou e segui-Lo pela fé.