Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 12-6] (Lucas 12:25-34) Se Esforce para Fazer a Obra Espiritual

(Lucas 12:25-34)
“‘E qual de vós, sendo solícito, pode acrescentar um côvado à sua estatura? Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. E, se Deus assim veste a erva, que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pequena fé? Não pergunteis, pois, que haveis de comer ou que haveis de beber, e não andeis inquietos. Porque os gentios do mundo buscam todas essas coisas; mas vosso Pai sabe que necessitais delas. Buscai, antes, o Reino de Deus, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Não temas, ó pequeno rebanho, porque a vosso Pai agradou dar-vos o Reino. Vendei o que tendes, e dai esmolas, e fazei para vós bolsas que não se envelheçam, tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão, e a traça não rói. Porque onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração’”.
 
 
Dedique-se às Coisas Espirituais
 
Como vão vocês? Vocês estão bem hoje? Eu ouvi que ontem foi o décimo quinto dia do primeiro mês do calendário lunar. Não, é hoje? Então hoje é o décimo primeiro dia do primeiro mês do calendário lunar. Este é um dos nossos feriados. E o que fazemos neste feriado? Nós comemos cereais feitos com vários tipos de grãos. E o que mais fazemos? Nós sentamos para olhar a lua cheia. Mas, por favor, não brinquem com fogo. O que mais comemos neste feriado? Amendoins, nozes, pinhas, tudo isso nós comemos. Mas tem uma coisa que gostamos muito de comer. O que é? Alguns que estão aqui hoje diriam: “A lua cheia”. Sim, nossos ancestrais diziam isso, mas o que eles queriam dizer é que eles renovavam sua esperança observando a primeira lua cheia do ano. Como é que podemos comer a lua cheia? Vamos falar de comida. Nós tivemos um jantar delicioso hoje à noite.
Eu fui à casa do irmão Youngknown Kim ontem à noite. Quando eu cheguei lá, eles me ofereceram uma refeição com amendoins, nozes e tudo mais. Eu então perguntei por que eles me ofereceram tudo aquilo, e eles me disseram que era o décimo quinto dia do primeiro mês do calendário lunar. Foi aí que eu me lembrei deste dia. Eu costumava comer isso e soltar fogos neste dia, mas eu tinha me esquecido disso porque não sigo mais essas tradições hoje em dia. Mas nós tivemos nossa refeição com amendoins, nozes, pinhas e depois fomos dormir. Eu estou dizendo isso para saber se vocês também fazem isso hoje. Eu não me importo mais em ter uma refeição como esta, mas se quiser ter é só ir à casa de alguns de vocês. Antigamente as pessoas separavam o décimo quinto dia do primeiro mês do calendário lunar, durante o inverno, para comer algo saudável como legumes secos das montanhas e muitos amendoins, nozes e pinhas para evitar a desnutrição, pois os agricultores não tinham muito que comer no inverno.
Se houvesse bastante alimento e uma colheita farta não seria preciso comer isso no décimo quinto dia do primeiro mês do calendário lunar. Hoje a vida é bem melhor do que antes. Mas como não havia muito que comer antes, eles resolveram separar este dia para se alimentar bem no inverno. Nós agora temos galinha frita e outras comidas nutritivas em abundância, e por isso não precisamos mais do que eles comiam no décimo quinto dia do primeiro mês do calendário lunar. Mas se vocês quiserem comer estes cereais, prepare-os bem antes de comê-los. Eu não proibi-los de comer isso porque faz muito bem à saúde. Enfim, eu comi muito bem ontem na casa do irmão Kim. Eu não pude comer muito porque meu estômago já fica cheio com pouca comida.
Eu também dei um passeio em Seul, e o aeroporto de Kimpo continua lindo, com muitas mudanças. Só que havia muita gente lá. Eu não sei se tinha muita gente porque eu fui lá de manhã, mas tinha tanta gente que a fila da imigração estava lotada. De todo modo, nos despedimos dos nossos missionários esta manhã e pegamos um voo para casa à tarde. As irmãs foram resolver algumas coisas em Seul, assim como eu fui cuidar de algumas coisas; nos encontramos à tarde e voltamos para casa depois de passearmos lá. Eu me lembrei de muitas coisas ao voltar ali e fiquei muito cansado porque a viagem foi muito longa. Embora a hospedagem tenha sido maravilhosa e muito confortável na casa dos irmãos, é sempre cansativo e difícil fazer uma viagem longa. Coisas humanas vêm à minha mente quando dirijo por muito tempo, mas também penso em coisas espirituais, principalmente quando admiro a paisagem ao longo do caminho. E embora meu corpo já não aguente viajar para muitos lugares, meu coração me leva a pensar em muitas coisas espirituais. As coisas materiais que eu penso são as que precisamos para viver, pois o futuro será mais difícil porque seremos supervisionados pelo FMI. Espiritualmente eu penso na obra de evangelização na Rússia, na fé que está nos levando a pregar o evangelho para salvar muitos jovens nas faculdades através da Missão Natanael, um trabalho que começará em março e será feito em todo o país, e também na pregação do evangelho nos cultos de avivamento.
Nós teremos estes cultos todas as segundas quartas-feiras de março. Estamos planejando um evento de avivamento em abril, mas antes teremos um em março porque há muito tempo não nos reunimos para pregar o evangelho. Eu quero que vocês convidem muita gente para este evento de avivamento. Bom, eu tenho pensado sobre muitas coisas e minha cabeça não para um minuto. Esta viagem foi muito boa. Além disso, eu vou me reunir com nossos pastores, ouvir seus testemunhos e também pregar a Palavra para eles. Eu acho que eles têm várias dúvidas e preocupações neste mundo, assim como eu. Eu primeiro penso nas coisas humanas, em coisas pessoais, pois a situação hoje está bem difícil, e só depois penso nas coisas espirituais, como, por exemplo, por quanto tempo ainda poderei pregar o evangelho. Faz pouco tempo que começamos a pregar o evangelho na China, e eu fico pensando o que aconteceria se não tivéssemos enviado pastores para pregar o evangelho lá e imprimido cinco mil livros em mandarim. E eu também acho que foi muito bom pregar o evangelho na Rússia, enviar nossos pastores e fundar uma Igreja de Deus lá. Eu vejo que tudo que fizemos pela fé tem trazido grandes resultados agora. Quando olhamos para trás, vemos que tudo que fizemos pela fé foi muito certo, e logo colheremos os frutos da obra maravilhosa que fizemos.
 
 
Do que Adianta Se Preocupar? Temos que Pensar nas Coisas Espirituais!
 
Quando paro para pensar na obra que faremos no futuro, eu me preocupo com a luta que nossos irmãos, o povo de Deus, terão durante a Grande Tribulação para manter sua fé e ter suas necessidades básicas como água e comida supridas. Eu acho que não vamos perder a fé por causa da preocupação que teremos com nossa vida no fim dos tempos. E será aí que nós teremos que pensar mesmo sobre nossa vida e como podemos guardar nossa fé. É impossível manter a fé somente pela lei, e quando eu penso sobre isso, eu vejo que nós, você e eu, temos que nos esforçar muito para fazer a obra da evangelização, a obra de salvar almas, e pensar apenas nas coisas espirituais.
Se quisermos levar uma vida espiritual e transbordante de fé, temos que pensar apenas nas coisas espirituais então. Temos que pensar apenas na obra de salvar almas e para quem temos que pregar o evangelho. O que eu estou dizendo é que temos que pensar em coisas espirituais, tipo para quem iremos pregar o evangelho a fim de convencê-los a receber a salvação, além dos métodos que usaremos para conseguir isso. Mas se não pensarmos nisso, nós acabaremos pensando em coisas carnais, pois o homem é inclinado às coisas da carne. E eu sei que isso acontecerá conosco se não tivermos cuidado. Como o fim está perto, temos que nos esforçar mais para salvar almas pela fé. Embora sejamos fracos e falhos, nosso coração deve se dedicar à salvação de almas cada vez mais pela fé. E temos que pensar mais sobre isso agora. Nós vamos pensar nas coisas espirituais então, ou ficar presos às coisas carnais? Se pensarmos no que é carnal, acabaremos sendo dominados pelas coisas carnais. Mas se mudarmos nosso pensamento e pensarmos apenas nas coisas espirituais, elas encherão nosso coração e não teremos como deixar de fazer a obra espiritual.
Tudo acontece segundo nossa maneira de pensar. Embora os tempos sejam difíceis e sermos seres ainda de carne, nossa vida pode mudar dependendo da maneira que pensamos, pois somos seres preciosos que possuem uma alma ressurreta. Quando pensamos nas coisas espirituais, pensamos na obra de salvar almas e fazemos esta obra. Mas quando pensamos nas coisas carnais, só ficamos preocupados com o que vamos comer e beber. Aí não paramos de pensar nisso. Quando pensamos nas coisas carnais, há tanta coisa para pensar que isso não tem fim. É claro que as coisas espirituais não têm fim também quando pensamos nelas. Mas temos que pensar nelas. Já que vivemos neste mundo, frequentemente nos deixamos levar pelas coisas carnais. Mas isso não pode durar muito, pois temos que passar mais tempo pensando nas coisas espirituais. Embora sejamos levados pelas coisas carnais toda hora, temos que pensar nas coisas espirituais o tempo todo e fazer a obra espiritual. Nós não devemos ser pessoas que se deixam levar pelas coisas carnais só porque pensamos nelas; ao contrário, devemos mudar nossa maneira de pensar para pensarmos apenas nas coisas espirituais e nos concentrarmos na obra espiritual. Enfim, devemos pensar apenas na obra espiritual, a obra de salvar almas, assim como manter nossa mente focada somente nisso.
Nosso Senhor diz no texto bíblico deste capítulo: “E qual de vós, sendo solícito, pode acrescentar um côvado à sua estatura? Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam”. Isso quer dizer que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como os lírios do campo. E por mais esplêndida que tenha sido sua riqueza neste mundo, Deus fez os lírios do campo mais magníficos. Está escrito: “Não trabalham nem fiam”, e isso quer dizer que os lírios não produzem um fio ou qualquer produto têxtil. Está escrito que os lírios não trabalham, mas Deus os faz florescer e os abençoa pelo seu poder. O Senhor está dizendo que não devemos ficar ansiosos ou preocupados por causa das coisas materiais, mas pensar nas coisas espirituais, pois nem Salomão, em toda a sua glória neste mundo, se vestiu tão bem como os lírios do campo. Ele disse: “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33). Portanto, nosso Senhor está dizendo que devemos pensar primeiro nas coisas espirituais.
Nós somos um povo que deve pensar primeiro nas coisas espirituais. Mas nós que nascemos de novo podemos pensar em ambas as coisas. E também podemos fazer ambas as obras. Isto é, podemos fazer a obra espiritual e a material também. Porém aquele que não nasceu de novo não pode fazer a obra espiritual. Ele só pode fazer a obra material. No entanto, aqueles que receberam a remissão de pecados crendo na água e no sangue de Jesus Cristo podem fazer a obra espiritual. Portanto, temos que pensar primeiro na obra espiritual e fazê-la bem, embora também tenhamos que cuidar das coisas materiais.
Tem gente que só pensa nas coisas materiais e acabam tão absorvidos por elas que pensam assim: “Eu não posso fazer isso. Eu sou uma pessoa material. Eu só posso fazer a obra material”. Estes acabam perdendo a fé no evangelho da água e do Espírito. Mas não podemos ser assim. Por mais que às vezes nos deixemos levar por coisas materiais, podemos nos manter espirituais se voltarmos a pensar nas coisas espirituais. E a verdade é que só fazemos a obra material quando nos deixamos levar pelos pensamentos materiais. Isso é verdade ou não? Sim, é verdade.
Nós somos seres muito inconstantes. É por isso que temos que pensar com mais frequência nas coisas espirituais. Temos que pensar na obra para salvar almas; em dar testemunho do evangelho aos estudantes; em pregar o evangelho para a pessoa que mora do nosso lado para salvar sua alma; em publicar mais livros cristãos e usar a internet na obra de evangelização. Nós temos que pensar apenas em servir ao evangelho e evangelizar usando todos os recursos que o Senhor nos dá para fazer isso. Quando pensamos nisso, nosso coração, nossa mente e nossa alma são mais iluminados. Nosso coração se sente pleno, feliz e cheio de gozo quando temos pensamentos espirituais. Nós não estamos presos à carne, apesar de termos um corpo carnal, mas fazemos a obra espiritual e estamos totalmente ligados ao mundo espiritual. Todos podem viver assim. Todo servo de Deus como você e eu pode ser despertado espiritualmente de uma hora para outra, apesar de às vezes darmos lugar às coisas carnais. Somos seres que podem ser transformados. E temos que ser despertados agora. Temos que pensar na obra de Deus e viver para fazê-la sempre.
Além disso, podemos ter ajuda da Igreja de Deus sempre que nos dedicarmos à obra espiritual. Embora cada um de nós seja humano, já que pertencemos à Igreja de Deus podemos ser espirituais se ouvirmos a Palavra e fizermos a obra de Deus. Já que o Espírito Santo fala através da Igreja, quando ouvimos a Palavra de Deus nosso coração se torna espiritual. Ao longo da nossa vida, nosso coração se torna espiritual e carnal várias vezes. E isso acontece o tempo todo. E não podemos fazer a obra espiritual e carnal juntas porque o homem só consegue fazer uma coisa ao mesmo tempo. Você está entendendo? Os servos de Deus, os pastores e todos nós somos assim. A única diferença é que algumas pessoas pensam na obra espiritual mais do que as outras. Caso contrário, seriamos todos iguais.
 
 
Como Devemos Viver Nestes Últimos Dias Então?
 
Primeiro temos que entender que podemos muito bem fazer isso. E já que sabemos disso, como devemos viver então? Devemos nos esforçar para dar testemunho do evangelho a este mundo, o qual não resta mais muitos dias, e também pensar na obra espiritual e fazê-la. Mas como devemos fazer a obra espiritual e pregar o evangelho se as pessoas não creem nele, por mais que o preguemos para elas? Temos que pregá-lo com mais dedicação ainda. O que devemos fazer? A única coisa que temos que fazer é trabalhar com mais afinco ainda.
Vocês sabem como são os jornais, não sabem? Está nos nossos planos publicar um jornal evangelístico com alguns sermões. Cada sermão terá subtítulos e figuras, será publicado mensalmente e terá de oito a dez páginas. Vocês devem lembrar que a Igreja do Evangelho Pleno fazia isso antes. Nós iremos distribuir alguns livretos que ainda temos e trabalharemos por algum tempo assim. E quanto maior o número de material que imprimirmos melhor. E como o pastor Ha, a irmã Sangmin e outros irmãos sabem fazer isso muito bem no computador, nós vamos enviar nosso jornal para o país inteiro todo mês. E ele também trará notícias sobre nossos campos missionários no mundo todo. E também publicaremos testemunhos de fé. Nosso jornal será bem colorido também. E nós estamos planejando incrementá-lo muito, para ficar com a cara do nosso ministério. O tempo da tribulação está chegando. Então temos que pregar o evangelho ainda mais. Queremos traduzir e imprimir nossos livros com sermões do evangelho da água e do Espírito em todos os países antes que sua economia entre completamente em colapso. Enviaremos missionários para alguns países como Bangladesh, Estados Unidos, Japão e outras nações onde podemos plantar a semente do evangelho. Esta é a hora de fazer esta obra.
Temos que fazer a obra de dar testemunho do evangelho aos nossos familiares e aos nossos vizinhos, além de fazer isso também junto aos colegas de escola e do trabalho. E depois que fizermos isso teremos um encontro com o Senhor. Nós teremos um encontro com o Senhor depois que fizermos essa obra com toda dedicação. Apesar de termos dificuldades neste mundo e darmos lugar à carne às vezes, depois que fizermos a obra o máximo que pudermos teremos um encontro com o Senhor. Isso quer dizer que, no fim de tudo, não devemos negar nossa fé, deixar a igreja ou nossos irmãos, mas ficar com eles até o fim.
Deixar a igreja significa deixar nossos irmãos em Cristo, não apenas sair da igreja. Deixar a igreja significa deixar o povo de Deus, seus servos e o próprio Deus. Deixar a igreja significa exatamente isso. Você tem que entender isso. Por isso, não devemos deixar a igreja antes que Jesus volte, não deixar seus servos, nossos irmãos, e sim ter sempre comunhão com eles, ter nossas necessidades supridas por Deus, ter uma vida social juntos e fazer a obra espiritual, embora sejamos falhos e ainda haja muita obra para fazer neste mundo. Após pregarmos o evangelho para as almas perdidas teremos um encontro com o Senhor.
É assim que devemos viver pela fé nesta era tão decadente. Há um hino que diz: “♬Trabalhe porque a noite está chegando, Trabalhe até de manhã, ♩Trabalhe enquanto o sereno está caindo, trabalhe em meio às flores da primavera”. Devemos trabalhar sem cessar. Mas será que não podemos descansar um pouco? Sim, parar e descansar às vezes. Não pense assim: “Eu não sou bom em fazer a obra espiritual”. E também não pense assim: “Eu não tenho nada a ver com a obra espiritual; eu sou bom apenas em fazer obra material”. Deus nos deu habilidade para fazermos bem as duas coisas. Ele nos deu a carne e o Espírito. Portanto, podemos fazer tanto a obra material como a espiritual. Alguns irmãos que só fazem a obra material às vezes ficam desanimados e dizem: “Eu já perdi a esperança de fazer a obra espiritual”. Mas pensar assim é algo demoníaco. Nós cristãos podemos sempre fazer a obra espiritual e material ao mesmo tempo. E isso também é poder de Deus. Nós que nascemos de novo podemos ser muito espirituais, embora às vezes sejamos carnais.
Por isso que o apóstolo Paulo pôde servir ao evangelho ao longo de toda a sua vida. E isso só foi possível pelo poder de Deus. Então temos que nos livrar destes pensamentos radicais que nos levam a pensar assim: “Eu sou alguém que só pode fazer a obra espiritual” ou assim: “A obra espiritual não tem nada a ver comigo, pois eu só sei fazer a obra material”. Temos que entender que podemos sempre fazer a obra espiritual, unir nossos esforços à igreja para juntos fazermos a obra de pregar o evangelho, e fazermos a obra de salvar almas sempre que pensarmos na obra de Deus. Por outro lado, quando cedemos aos nossos pensamentos e fazemos o que eles querem, sempre fazemos a obra material apenas.
É por isso que estamos fazendo a obra espiritual a partir da igreja unindo nossos esforços e nosso coração. Todos nós somos espirituais quando unimos nossos esforços na igreja, quando servimos a ela, e quando fazemos a obra para salvar almas, não tentando ser espirituais por nós mesmos. E embora não sejamos espirituais no começo, podemos ser espirituais se servimos ao evangelho e fizermos a obra para salvar almas.
Não podemos servir ao Senhor se nem conhecemos a nós mesmos. Quando nos importamos só conosco e não queremos conhecer o Senhor, nós acabamos deixando que os problemas absorvam todas as nossas forças. Temos que conhecer a nós mesmos, o Senhor e a Palavra de Deus. Não devemos nos deixar levar por nós mesmos. Temos que conhecer a Deus e a nós mesmos para crermos no Senhor, segui-lo e fazermos a obra de Deus. Fazer a obra de Deus é alimento espiritual para nós. A obra de Deus é alimento para mim e para você. Nós podemos comer o alimento espiritual quando fazemos a obra de Deus, e nossa alma é abençoada quando damos testemunho do evangelho do Senhor, quando fazemos a obra para salvar almas. Nosso Senhor disse aos seus discípulos: “Vocês sabem o que é a minha comida. Eu trabalho porque meu Pai trabalha até agora”, quando pregou o evangelho à mulher samaritana no poço de Sicar. Ele disse que o evangelho é comida para ele e para nós. A comida para a alma daqueles que nasceram de novo é fazer a obra de Deus.
A comida para nossa corpo é arroz, feijão, carne. Mas no que diz respeito à comida espiritual, fazer a obra de Deus, especialmente a obra de pregar o evangelho, é a nossa comida espiritual. Pregar o evangelho é nossa comida espiritual. Quando pregamos o evangelho, aquele que o ouve recebe a remissão de pecados, e nossa alma, por sua vez, se torna plena. Nosso espírito assim se alegra e se alimenta. Ele fica feliz e se sente bem e pleno porque é fortalecido. Nós somos fortalecidos quando pregamos o evangelho.
Quando você tiver fome espiritual e seu coração se sentir exausto, pregue o evangelho para todo mundo, queriam eles ouvi-lo ou não. Assim você será fortalecido. Você se sentirá fortalecido se eles ouvirem ou não. Nos sentimos famintos, exaustos e apáticos quando não pregamos o evangelho. Se você se sente exausto espiritualmente, vá e pregue o evangelho para alguém. E quando alguém fugir de você por não querer ouvir, vá atrás dele e diga: “Jesus tirou todos os seus pecados, assim como os meus, ao ser batizado”. Ele talvez fique chateado, mas vai embora pensando: “Que chato! Como esse cara é insistente. Fica pregando para mim. Tomara que eu não o encontre mais”. Diga a ele então, quando ele for embora: “Eu morreria de fome se não pregasse para você”. Parece coisa do Drácula, não parece? O Drácula suga o sangue das pessoas para se alimentar. Quando vemos um filme de Drácula, sempre há uma cena em que a névoa cobre a lua e ele aparece sugando o sangue de alguém, não é verdade? Mas nós justos não somos como o Drácula. Não sugamos o sangue das pessoas e tiramos a vida de ninguém. Ao contrário, nós justos fazemos a obra de salvar almas e pregamos o evangelho, pois isso é comida para nós. Nos sentimos bem, realizados e cheios de energia quando pregamos o evangelho. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse a Timóteo para pregar o evangelho mesmo que as pessoas o ouvissem ou não, em tempo e fora de tempo. “Em tempo e fora de tempo” significa “mesmo que as pessoas creiam ou não”. A Bíblia diz que devemos pregar o evangelho a toda criatura, em tempo e fora de tempo.
Como podemos saber se alguém vai crer ou não? As pessoas geralmente não creem quando pregamos para elas a primeira vez. E o mesmo acontece quando pregamos para elas a segunda vez. Mas o que acontece quando pregamos para elas a terceira vez? Geralmente elas nos dizem coisas terríveis. E quando queremos pregar pela quarta vez, elas se escondem de nós sempre que nos veem, como se fôssemos seus inimigos. Quando nos encontramos com elas nas ruas ou em qualquer outro lugar, elas simplesmente desaparecem. Nós as vemos a dez metros de distância, mas logo elas entram em alguma rua e desaparecem. Não é fácil pregar o evangelho.
O que devemos fazer então? Devemos continuar pregando o evangelho de coração, dizendo: “Creiam no evangelho”, por mais que as pessoas nos desprezem por um mês, dois ou a vida toda. Temos que dar testemunho da nossa comida para eles, ser supridos assim e continuar fazendo isso com amor e adoração.
Tem um homem chamado senhor Hwang na nossa igreja em Daegu, filho de um presbítero da Igreja Presbiteriana que fica lá perto. Ele é casado com uma irmã da nossa igreja e sofre de problemas mentais; ele não é normal. Então, ele não crê no evangelho, embora os irmãos tenham pregado para ele ao longo de todo o ano. Ele faz coisas como fechar a Bíblia e ir embora enquanto o evangelho está sendo pregado. Mas em meio a isso tudo, o pastor da igreja de Daegu perguntou a ele semana passada se ele cria no evangelho, e ele disse que este é o verdadeiro evangelho e confessou com sua própria boca que cria. Até então, o pastor sempre me perguntava: “Pastor, tem um homem muito teimoso aqui. Eu devo descer o cajado nele?” É claro que descer o cajado é exortar com a Palavra, não fisicamente. Mas eu disse ao pastor: “Ele é assim porque nunca ouviu algo diferente. Tenha compaixão dele. O que sua esposa e sua irmã iriam pensar se descêssemos o cajado nele toda vez que ele viesse à igreja? Deixe-o em paz. Já que ele está vindo à igreja, seja paciente e deixe-lo à vontade”. O pastor conteve sua vontade de descer o cajado nele várias vezes e continuou pregando até que o coração daquele homem foi finalmente liberto. Ele confessou com sua boca que este evangelho é verdadeiro e creu. Depois de ouvir isso, eu pensei? “Que alma teimosa! Mas finalmente uma alma recebeu a remissão de pecados”.
 
 
Este Evangelho da Água e do Espírito é uma Grande Alegria para Nós
 
O Senhor é nossa vida e nossa alegria. Mas há outra coisa que nos dá vida e alegria. O evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, pelo qual ele apagou todos os nossos pecados ao ser batizado, e o fato de ele ter sido condenado na cruz por nós é nossa verdadeira vida e alegria. Este evangelho é comida e alegria para mim e para você, assim como vida para a nossa alma. E temos que compartilhar isso com os outros. Nós somos fortalecidos quando pregamos, quando fazemos a obra de Deus. Então temos que fazer sempre a obra do Senhor. Nós só temos que pregar o evangelho do Senhor a todos que encontramos, por mais que eles ouçam ou não. Por mais que leve um minuto, uma hora ou até mesmo um ano, temos que pregar o evangelho para todo mundo. Só então podemos ter comida espiritual para o nosso coração e viver segundo a vontade de Deus. Você e eu temos que pregar o evangelho e trazer muitas almas para a igreja estes últimos dias, no fim dos tempos.
Nós começaremos um culto de avivamento a partir do dia 10 de marco. Prepare seu coração, ore fervorosamente pelas almas até lá, traga muitas pessoas para a igreja nesta ocasião, pois assim você estará pregando o evangelho. Não diga: “Isso é muito chato”, quando eu peço a você para trazer pessoas para a igreja; e não se esqueça que trazer alguém para nossos cultos de avivamento consequentemente será nossa comida. Assim, o evangelho será nossa comida, nosso coração será fortalecido e nossa fé crescerá. Eu não estou dizendo que você só tem que fazer isso; o que eu estou dizendo é que temos que pregar o evangelho enquanto estivermos neste mundo.
O Senhor disse aos seus discípulos: “Não se preocupem com sua vida, com seu corpo ou com o que vocês vão comer ou vestir. Olhem para os lírios do campo. Eles florescem de forma magnífica embora ninguém os semeie ou cuide deles. Deus suprirá tudo que vocês precisam comer, vestir e tudo mais, como os lírios do campo”. Só que você e eu nos preocupamos sempre com o que vamos comer, vestir, como será nossa vida e como nossa alma será alimentada.
Para ser sincero, eu também me preocupo com isso. Eu não nego isso perante Deus. Mas, por outro lado, eu também tenho fé que Deus cuidará de mim. Eu creio mesmo que ele cuidará de mim, me alimentará e me vestirá. Eu também creio que ele vestirá sua igreja e a alimentará em toda a nação. Mas eu me preocupo com a necessidade que nossos irmãos passarão no fim dos tempos, quando eles passarem muitas dificuldades. E eu acho que eles devem ter pelo menos alimento e abrigo enquanto estiverem neste mundo. Eu não me preocupo com o que vai acontecer com aqueles que não nasceram de novo nessa época. Eu só penso como os justos lidarão com esta situação quando chegar a hora da tribulação, como eles precisarão das coisas materiais, e como eles terão alimento espiritual e viverão nesta época. Então vejo que o que devemos fazer é continuar pregando o evangelho para todo mundo. Assim vamos estar fazendo a obra espiritual. Nós temos que pregar o evangelho. E temos que nos preparar bem agora para lidar com a falta de coisas materiais quando chegar a hora.
Como vai estar o clima aqui quando chegar o verão? Os meteorologistas estão dizendo: “Vai chover muito”. Eles dizem isso porque estão prevendo como serão as condições climáticas no nosso país no futuro. E o que devemos fazer se chover muito no verão? Devemos nos preparar bem porque isso de fato pode acontecer, pois sempre acontece aqui com frequência. Por exemplo, o que eu estou dizendo é que vai chover tanto aqui que os bueiros não darão conta de tanta água, e ela vai tomar as ruas e até entrar pelas casas. Aí teremos muito a fazer. Que bom que nossa igreja está no segundo andar. Eu não gosto do primeiro andar. Eu gosto do segundo andar porque a chance de sermos inundados é bem pequena, mesmo numa enxurrada.
Por mais que nos preocupemos e nos preparemos para as mudanças climáticas e catástrofes naturais, não conseguimos lidar com elas. E só podemos nos preparar para vencermos as catástrofes que acontecerão no fim dos tempos se crermos na Palavra de Deus. Só poderemos suportar as intempéries que virão sobre nós neste mundo se crermos no Senhor e tivermos fé para vencê-las. Aí então poderemos dizer com tranquilidade: “Dizem que uma grande inundação está vindo, mas ela já está acontecendo”, e comer tranquilos em nossa casa, cantar louvores ao Senhor e aceitar as catástrofes que virão.
Logo chegará o tempo em que não poderemos mais pregar o evangelho, mesmo se quisermos. Nós temos que nos reunir agora, pregar a Palavra com dedicação, e nos preparar para o tempo que virá, quando não poderemos mais nos reunir. Quando a tribulação vier sobre nós, ninguém poderá mais pregar a Palavra. Cada um de nós então terá que guardar sua fé individualmente. Temos que nos lembrar sempre do que diz a Palavra do Senhor: “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas”. Nós temos que buscar mesmo seu reino e sua justiça. Quando nós seguimos o Senhor, pregamos o evangelho e vivemos assim, recebemos comida para o nosso espírito e para o nosso corpo.
Temos que aceitar tudo isso e crer de coração. Temos que crer de coração para sermos ricos e nossa fé crescer. E Deus, por sua vez, abençoará tudo que fizermos quando pregarmos o evangelho. Na verdade, nós cristãos somos abençoados pelo Senhor quando fazemos a obra de pregar o evangelho. E servir ao evangelho é justamente um atalho para recebermos bênçãos. Não há como não ficarmos ricos quando servimos ao Senhor. Tudo dará certo e viveremos bem quando fizermos isso. Nós não recebemos as bênçãos de Deus mesmo quando fazemos algo errado ou não somos prudentes? Esta é a graça da bênção de Deus. Este é o segredo para viver bem. O Senhor disse: “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas”. É assim que podemos ser felizes.
Nossos irmãos e todos os servos de Deus têm que pregar o evangelho enquanto viverem neste mundo. Em suma, a coisa mais importante que há é pregar o evangelho. E nós estamos vivendo justamente para pregar o evangelho, assim como guardamos nossa fé para pregar o evangelho também. Portanto, temos que fazer a obra de pregar o evangelho a todas as pessoas nestes últimos dias. Isso é o certo a fazer. Nós temos que pregar o evangelho com mais dedicação, já que estamos vivendo os últimos dias.
Como eu disse antes, a partir de agora vamos publicar um jornal evangelístico. Então precisaremos entregá-los em todas as casas. Estamos preparando este ministério passo a passo e pregando o evangelho pacientemente porque temos fé. E se fizermos isso com calma, riremos por último e seremos os verdadeiros vencedores. Por mais que alguém faça alguma coisa e celebre pensando que está na nossa frente, aqueles que chorarem no fim serão os perdedores. O mais importante é quem vai rir por último. Eu vou rir quando estiver na presença de Deus. Eu também creio que todo o esforço que fazemos para pregar o evangelho florescerá e dará muitos frutos. Eu creio nisso de coração. Não devemos desanimar quando estivermos fazendo a obra de pregar o evangelho, não devemos agir como loucos, mas fazer isso em tempo e fora de tempo.
Temos que nos alimentar bem, nos vestir bem e dormir bem. Deus nos dará as coisas materiais que precisamos. Não se preocupe tanto com as coisas materiais que você precisa, dê prioridade à pregação do evangelho, junte-se aos seus irmãos e aos servos de Deus na igreja para fazer a obra. Então tudo que Deus confiou a você dará certo. Ele resolverá todos os problemas da sua vida e colocará tudo no lugar certo. Tudo vai ficar bem.
Não se preocupe com as coisas materiais. Não se preocupe com o que comer, vestir ou qualquer outra coisa em sua vida. Você não terá que se preocupar muito com o que vai acontecer no fim dos tempos se ficar firme no Senhor. Você só tem que confiar em tudo pela fé.
Vamos viver pela fé.
Vamos pregar o evangelho.
Vamos orar a Deus. “Deus, nós vamos evangelizar este ano. Dai-nos fé. Nós vamos pregar o evangelho para muitas pessoas; muitos através de nós comerão o alimento espiritual com fartura; muitas almas receberão a salvação; e este será o ano em que muitos serão muito abençoados por Deus. Amém”.