Sermões

Assunto 21: O Evangelho segundo MARCOS

[Capítulo 14-2] (Marcos 14:3-9) Esta é a Hora de Servirmos ao Evangelho de Deus

(Marcos 14:3-9)
“E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com ungüento de nardo puro, de muito preço, e quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça. E alguns houve que em si mesmos se indignaram, e disseram: Para que se fez este desperdício de ungüento? Porque podia vender-se por mais de trezentos dinheiros, e dá-lo aos pobres. E bramavam contra ela. Jesus, porém, disse: Deixai-a, por que a molestais? Ela fez-me boa obra. Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes. Esta fez o que podia; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura. Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória”.
 
 
Que Tipo de Época é a Atual?
 
Hoje eu quero compartilhar com vocês o que a Palavra fala sobre bens materiais. Talvez alguns de vocês estejam pensando: “O pastor Jong nunca falou de dinheiro antes, mas parece que agora vai começar a falar sobre isso”. Mas não se preocupe, eu não vou pedir a vocês que ofertem todos os seus bens materiais.
Essa semana nós aprendemos bastante sobre o discipulado de Jesus. Aprendemos que é necessário autossacrifício para seguir o Senhor totalmente, que precisamos ter fé na Palavra de Deus para aprendermos sobre a verdadeira fé e nos tornarmos verdadeiros discípulos do Senhor. O que eu preparei hoje para falar da Palavra de Deus tem a ver com este assunto também.
O texto bíblico deste capítulo está em Marcos 14:3-9, e está escrito ali que quando Jesus estava sentado à mesa na casa de Simão, o leproso, em Betânia, veio uma mulher e derramou sobre sua cabeça um perfume muito caro, que custava 300 denários, e assim o preparou para o seu sepultamento. Todo aquele que é discípulo de Jesus Cristo e faz parte do seu povo tem que estar disposto a pregar o evangelho da água e do Espírito como fez aquela mulher. Todos nós que estamos reunidos aqui hoje temos sempre que temer a Deus. Já que nós sabemos que Deus é o nosso Criador e também o Salvador que nos livrou de todos os pecados do mundo, temos que entender que ele tem domínio não somente sobre a nossa vida e morte, mas também sobre a nossa felicidade e a maldição. E já que temos conhecimento disso, temos que honrar a justiça de Deus, amar e temer a ele, bendizê-lo e adorá-lo. É assim que aqueles que são discípulos de Jesus Cristo temem a Deus em sua vida.
Além de não se esquecerem do ministério da salvação que o Senhor cumpriu para salvá-los dos seus pecados, os crentes também se interessam muito pelo que o Senhor disse a eles e na verdade que ele quer ensiná-los. Embora eles não consigam guardar toda a Palavra de Deus, eles estão dispostos a viver pela fé diante dele. Assim deve ser a vida de um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo. Portanto, discípulos de Jesus Cristo são aqueles que amam a Deus e o seguem, que obedecem aos seus mandamentos todos os dias da sua vida.
Como eu disse antes, na pregação de hoje eu quero falar sobre ofertas. Todos que leem o texto bíblico deste capítulo podem ver muito bem que ele fala de ofertarmos nossos bens materiais ao Senhor. Mas o que eu quero aqui não é julgar suas ofertas, se são poucas, muitas ou quase nenhumas. É claro que as ofertas materiais são importantes, só que mais importante do que isso é a atitude do coração. Melhor dizendo, o que eu quero é que vocês examinem seu coração para ver se as ofertas que vocês estão dando ao Senhor de fato fazem jus ao temor que vocês têm por ele; e se vocês estão ofertando de fato segundo o que possuem a fim de servir e obedecer aos mandamentos do Senhor. É sobre isso que eu quero falar no meu sermão hoje.
Nosso Senhor disse: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mateus 6:21). Aqueles que amam mesmo o Senhor e o temem ofertam a ele o que têm de mais valioso. Isso é o mínimo que eles podem fazer para Deus. É claro que eles fazem muitas outras coisas, mas quando querem demonstrar sua gratidão e adoração a Deus, a melhor maneira de expressar isso é ofertando o que têm de mais valor ao Senhor. É por isso que eles querem sempre ofertar seus bens materiais a Deus. Em outras palavras, os que temem a Deus e vivem como discípulos de Jesus Cristo querem ofertar seu tesouro, o que têm de mais valioso ao Senhor. Só que o mais importante não são nossas ofertas materiais ao Senhor, e sim o que temos de melhor para ser usado por ele; e essa é a melhor maneira de honrarmos e adorarmos a Deus.
A mulher do texto bíblico deste capítulo fez uma oferta assim ao Senhor quando ele estava à mesa na casa de Simão, o leproso, e usou um perfume que valia mais de 300 denários, o equivalente ao salário anual de um trabalhador naqueles dias. O perfume aqui representa a obra sacrificial daquela mulher. Ela quebrou o lacre daquele caro perfume e o derramou sobre a cabeça de Jesus. E quando ela fez isso, a essência do perfume tomou conta do lugar. Só que quando as pessoas que estavam ali viram aquilo, elas ficaram indignadas com aquela mulher e disseram: “Por que essa mulher está gastando um perfume tão caro?” Todavia, o que temos que entender aqui é se derramar aquele perfume sobre a cabeça de Jesus foi um desperdício ou a coisa certa a fazer.
 
 
O Que Você Acha Disso?
 
A resposta é clara: a mulher fez a coisa certa, algo que foi feito por ela para servir ao Senhor. O Senhor disse: “Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes” (Marcos 14:7). E continuou dizendo: “Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória” (Marcos 14:9). Podemos dizer que essa mulher serviu à justiça do Senhor totalmente.
Os que não servem ao Senhor na sua vida têm que se lembrar dessa mulher. Quem não oferta seus bens materiais para servir ao evangelho mesmo depois de nascer de novo, e quem não oferta ao Senhor seu tesouro mais precioso, seja com seu tempo ou seu trabalho, não ama o evangelho da água e do Espírito, apesar de ter sido salvo. Melhor dizendo, não ama a justiça de Deus.
Nosso Senhor já preparou algo especial para aqueles que o servem com seu tesouro mais valioso: a promessa de que ele os protegerá na hora de tribulação. Quando lemos Apocalipse 3:10, vemos Deus dizendo à igreja de Filadélfia: “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra”. O Senhor promete claramente aqui que nos guardará na hora da tentação. E a hora da tentação virá a todos deste mundo, mas quando essa hora chegar, o Senhor protegerá os que guardam sua Palavra com paciência e os livrará dela.
A hora da tentação aqui diz respeito à Grande Tribulação descrita em Apocalipse 13:9-15, quando o Anticristo aparecerá e todos que não tiverem a marca da besta na sua mão direita ou na testa serão mortos.
Vamos ver o que o Senhor diz sobre a hora da tribulação e da tentação. Está escrito em Apocalipse 17:12-14: “E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, e eleitos, e fiéis”.
Como podemos ver aqui, quando chegar a hora dos dez chifres e dos dez reis, Satanás dará poder a um homem, e todos que pertencem a ele se levantarão contra Cristo. Mas o que a Bíblia diz que vai acontecer depois disso? Ela diz que Jesus Cristo, o Rei dos reis, vencerá todos eles. E continua dizendo algo muito importante: aqueles que estiverem com Cristo, os escolhidos, os fiéis, serão chamados e vencerão suas lutas. Os fiéis aqui se referem àqueles que temem a Deus e servem ao Senhor fervorosamente todos os dias da sua vida. São eles que servem a Deus com um coração sincero, não têm outros deuses perante ele, o amam acima de tudo e o seguem fielmente. Deus diz aqui que aqueles que o temem realmente lutarão com seus inimigos no fim e os vencerão junto com o Senhor. Os que temem a Deus triunfarão pela fé no fim dos tempos.
A vitória aqui não significa necessariamente que os santos não vão morrer, mas que eles vencerão toda a tribulação pela fé, mesmo que isso signifique o martírio para eles. Melhor dizendo, eles desfrutarão da vida eterna pela fé. Aqueles que vencerão pela fé são os que temem a Deus todos os dias da sua vida e servem ao Senhor com seus bens mais valiosos. Eles servem a Deus e amam seu evangelho de amor diariamente; não é algo que eles fazem de vez em quando ou farão apenas quando vier a hora da tribulação.
Aqueles que não servem a Deus em sua vida, por outro lado, não têm respeito e amor por ele, mesmo tendo sido salvos por ele. Eles acham que Deus não deve ser honrado e exaltado. É por isso que eles só buscam o que é bom para si mesmos e satisfaz sua carne. Eles não ofertam a Deus o que têm de melhor, pois não sabem como servi-lo.
Está escrito no texto bíblico deste capítulo que uma mulher levou um vaso de alabastro, com ungüento de nardo puro, o quebrou e derramou sobre a cabeça de Jesus. Aquela mulher, em seu coração, temeu, adorou e amou Jesus Cristo. Foi por isso que ele ofertou seu maior tesouro ao Senhor. Mas os que não temem ao Senhor, por outro lado, não são gratos a ele, mesmo tendo recebido a mesma remissão de pecados que todos os santos receberam. Embora essas pessoas sejam felizes por ter recebido a remissão de pecados, elas não sabem como servir a Deus corretamente.
Elas não servem a Deus em sua vida e também pensam assim: “Eu tenho certeza que vou começar a adorar a Deus, temê-lo e amá-lo quando vier a hora da tribulação”. Mas isso é ilusão. Essas pessoas que hoje não amam o evangelho da água e do Espírito de Deus ficarão ainda mais confusas quando chegar o dia da tentação. O desejo do meu coração é que você venha a temer a Deus quando este mundo estiver um caos, mas isso não vai acontecer. Portanto, todos nós temos que temer a Deus todos os dias. Embora sejamos imperfeitos, temos que seguir a justiça de Deus pela fé e ofertar a ele nosso maior tesouro. Só quando servirmos ao Senhor fielmente assim é que poderemos resistir na hora da tentação. Quem não agir assim agora não poderá suportar a hora da tentação. Eu já vejo isso claramente. Pense nisso! A hora da tribulação será tão terrível que só de ouvir sobre ela já ficamos com medo. Mas Deus disse que guardará a vida dos que são fiéis a ele todos os dias e os ajudará a vencer a hora da tribulação.
Quando chegar a hora da tribulação, aqueles que sempre temeram a Deus todos os dias de sua vida poderão lutar contra o Anticristo e vencê-lo pela fé e por causa do seu temor a Deus. E eles nem precisarão ser torturados, pois se levantarão contra o Anticristo e se recusarão a se render a ele, dizendo a ele com toda a coragem: “Você está contra Deus? Então, eu não vou obedecer às suas ordens!”.
Mas o que acontecerá com aqueles que não temeram nem adoraram a Deus em sua vida, e que não tiveram nenhum amor ou respeito por ele? Quando a hora da tentação chegar, eles não somente ficarão apavorados, mas também a pouca fé que têm não valerá de nada. Dizer que os fiéis vencerão é o mesmo que dizer que os infiéis perderão. O fato de Deus guardar alguns de nós na hora da tribulação e fazer com que outros sofram nessa hora vai depender da fidelidade com que servimos a ele e o tememos em nossa vida.
Então, para vivermos como discípulos de Jesus Cristo, não devemos segui-lo apenas pela emoção, mas temos que ofertar nosso tesouro mais valioso a ele, pois somos seus santos. Em outras palavras, nós temos que adorar a Deus e amá-lo todos os dias, além de crer nele de todo o nosso coração. E temos que aprender a fazer isso diariamente – ou seja, temos que aprender a temer a Deus e como servi-lo fielmente nestes dias de paz. Aqueles que não dão importância a isso hoje em dia não saberão o que fazer quando a hora da tribulação chegar de repente. Ao invés de terem fé, eles ficarão apavorados. Quem não ama a Deus não tem uma fé muito firme, então, quando o vento soprar e a tormenta chegar, seu coração vai se abalar com tudo que acontecer. No fim, eles ficarão confusos e serão todos destruídos.
 
 
Você e Eu Temos que Temer a Deus em Nossa Vida
 
Somos discípulos de Cristo e seguidores do Senhor. Como tais, temos que saber como servi-lo de todo o nosso coração. O que o Senhor quer de nós de uma forma muito particular é sinceridade de coração. Ele também requer nosso tesouro mais valioso. No entanto, mesmo que Deus exigisse isso de nós e não nos pedisse nada, teríamos que expressar nosso amor a ele ofertando nosso tesouro mais valioso. E dependendo de quem seja, esse valioso tesouro pode ser a fé, os bens materiais, o corpo ou o coração.
Nossos bens materiais podem ser descritos como o termômetro da devoção e fé do nosso coração. É claro que não podemos medir o coração de alguém baseados apenas nos seus bens materiais. Mesmo assim, sabemos que o coração busca o dinheiro, e onde está seu coração, aí está seu tesouro. A mulher do texto bíblico deste capítulo quebrou um vaso de alabastro, com ungüento de nardo puro, e o derramou sobre a cabeça de Jesus porque estava grata a ele por ter deixado seu trono celestial, vindo a essa terra encarnado como um homem, recebido o batismo para levar seus pecados e morrido na cruz para salvá-la. Foi por causa da sua gratidão a Jesus que ela ungiu seu corpo e o preparou para o seu sepultamento. E como servos do Senhor, temos que seguir seu exemplo.
Jesus disse: “Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes”. De fato, não é sempre que temos a chance de servir ao Senhor. Você acha que sempre haverá uma chance de servir ao Senhor? Não, não é bem assim. Além disso, nós estamos vivendo uma época muita incerta e não sabemos ao certo quantos anos ainda nos restam para servir ao Senhor. A verdade é que não nos resta muito tempo para servir ao Senhor.
 
 
Eu estou Servindo ao Evangelho da Água e do Espírito com Nossos Pastores e Irmãos
 
Eu estou servindo ao evangelho com você porque se não fizermos isso agora, não teremos outra chance de fazê-lo. É por isso que eu olho para o futuro com fé e sirvo ao Senhor da melhor forma que eu posso, por mais que eu ainda não possa ver o fim dos dias chegando. Mas já que eu prossigo com meu ministério, às vezes eu me sinto esgotado e até decepcionado com alguns irmãos. De vem em quando, eu vejo como sua fé é pequena, mas isso não acontece com todos. Mas eu fico muito decepcionado quando vejo esses irmãos. Não é sempre que teremos a chance de servir ao Senhor. Ao contrário, agora é o momento mais propício para servirmos ao Senhor o tempo todo. Além disso, o mundo vai acabar a qualquer hora, e muitos sinais já mostram isso. Mas apesar de tudo isso, alguns irmãos são tão tolos que nem se preocupam com isso. E eu às vezes acabo errando por causa desses irmãos, pois fico decepcionado por eles não estarem nem aí. Eu tenho me dedicado muito à pregação do evangelho, mas alguns de nossos irmãos não estão preocupados com isso; o que me leva pensar em quem está errado nessa história. Não é muito difícil ficar acomodado assim, mesmo quando cremos na Palavra de Deus, buscamos viver na sua presença e ser fiéis ao seu chamado em nossa vida.
Algo evidente para nós é que a vinda do Senhor está cada vez mais próxima. Podemos ouvir cada um de seus passos em nossa direção. E já que podemos ouvir isso muito bem, não podemos ignorá-lo. É por isso que temos que servir ao Senhor agora, enquanto podemos. Mas se não atentarmos a isso agora e perdermos essa chance, podemos acabar nos arrependendo para sempre. O que poderemos fazer quando a hora da tentação chegar? Poderemos continuar publicando nossos livros, mesmo se tivermos todo o dinheiro para isso? Será que poderemos continuar pregando o evangelho em outros países? Não, não poderemos fazer nada disso. Não teremos outra escolha senão ser confinados em nossa casa e tudo que faremos será comer e beber. Enfim, se pretendemos ofertar nossos bens materiais ao Senhor, temos que fazer isso agora. E se quisermos servir ao Senhor, temos que servi-lo agora também!
Nós temos que pregar o evangelho da água e do Espírito do Senhor no mundo inteiro antes da sua volta a essa terra. E devemos deixar que Deus trabalhe à sua maneira no fim dos tempos. Mas enquanto isso, temos que fazer o que pudermos. Eu vou deixar isso bem claro para você: se você quer servir ao Senhor, sirva-o agora. Não pense que você pode protelar isso por muitos anos e depois começar a servi-lo, pois então sua oferta será totalmente inútil para ele. Deus não quer que você faça isso no futuro; ele quer que você faça isso agora. Há um tempo determinado para todas as coisas, ainda mais no que se refere à plantação. Há tempo de semear, tempo de regar e tempo de fertilizar a terra. O mesmo acontece em nossa vida de fé. Se você quer servir ao Senhor, sirva-o agora então.
Se você teme mesmo a Deus e quer que seu evangelho seja pregado em todo o mundo, então comece a fazer essa obra agora. A hora de você trabalhar para o Senhor, ofertar seus bens materiais e viver para ele é agora. Quem sabe o que nos acontecerá no futuro? Ninguém sabe o que acontecerá amanhã. É por isso que todos nós temos que fazer a obra de Deus agora, nestes dias. Temer a Deus é fazer sua obra o tempo todo, cumprir fielmente tudo que ele nos confiou, amá-lo e adorá-lo através disso. É isso que significa temer a Deus e ter fé nele. O que o Senhor disse aos discípulos quando a mulher do texto bíblico deste capítulo ofertou seu tesouro mais valioso a ele? Ele disse: “Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes” (Marcos 14:7). Esse versículo nos mostra que há um tempo apropriado para tudo, até no que se refere à fé. E nunca devemos esquecer que agora é a hora de vivermos pela fé.
Nós temos enviado nossos livros para pessoas do mundo inteiro, e meu objetivo é completar esse ministério em breve. O evangelho da água e do Espírito logo será pregado no mundo todo. E se nos dedicarmos um pouco mais, poderemos pregar o evangelho do Senhor plenamente, e assim ele alcançará todos os cantos do planeta. Eu sei que alguns de vocês podem estar pensando como isso é possível. Mas o fato é que eu não estou trabalhando sozinho. Já que há obreiros trabalhando comigo, embora não sejam muitos, juntos poderemos fazer muito mais para pregarmos o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. Embora nem sempre o ideal é ter muitos obreiros.
Eu quero dizer o seguinte para você, e até para mim mesmo: vamos servir ao Senhor enquanto podemos. Não fique guardando suas energias para servir ao Senhor no futuro; ao contrário, se você quer mesmo servi-lo, faça-o agora. O Senhor disse que os fiéis que temem a Deus vencerão no fim dos tempos. E apesar de não sabermos exatamente como o Senhor nos guardará na hora de tentação, todos nós na hora certa descobriremos isso.
Todos vocês que temem a Deus em sua vida sabem muito bem o que eu estou falando. Todos nós temos que servir ao Senhor fielmente em nossa vida. Dizer que vai servir ao Senhor ano que vem ou daqui a alguns anos nada mais é do que uma desculpa. A hora de servir ao Senhor é agora, não depois. Mas eu não estou pedindo a vocês que sirvam ao Senhor apenas com seus bens materiais. Ao contrário, eu peço a vocês que sirvam a ele de coração e com temor. Melhor dizendo, vocês têm que amar a Deus, honrá-lo, exaltá-lo e ofertar a ele o seu tesouro.
Todos nós temos que ter fé em Deus e temê-lo. Só então poderemos vencer o mundo por causa dessa fé que teme a Deus, não importa o que acontece aqui. Mas o que vai acontecer se não servirmos a Deus e não temê-lo em nossa vida? Nós nos desviaremos do Senhor e perderemos a nossa fé. Aí então acabaremos dizendo adeus a ele. O dever de todo discípulo é seguir seu mestre. E já que nos tornamos discípulos do Senhor, para onde iremos no fim se não o seguirmos em nossa vida? Você acha que poderá correr para a igreja quando o tempo da tribulação chegar? Quando a hora da tribulação chegar, não haverá nenhum justo em nenhuma das igrejas onde os santos costumavam congregar.
Meu desejo é que dois terços de vocês que estão aqui hoje sejam martirizados. E quem não participar desse martírio não teme a Deus nem o serve. Estes já tomaram sua decisão e dizem assim: “Bem, agora que eu já fui salvo, eu vou fazer o mínimo que eu puder”. Essas pessoas levam uma vida de fé por obrigação, pois não temem a Deus em seu coração. É assim que elas pensam: “Não me peça para fazer muita coisa. Eu sou muito grato por Jesus ter me salvado, mas não quero ficar sobrecarregado fazendo muitas coisas. Você vai me deixar irritado se exigir as coisas de mim, e aí é que eu não vou fazer nada mesmo. Então, seja paciente e espere que eu faça algo. Eu vou trabalhar, mas daqui a dez ou doze anos. Então, espere até lá”. Isso, meus amados irmãos, é um insulto para Deus.
Esse não é o tipo de fé que teme a Deus. Você acha que a Igreja de Deus é algum tipo de empresa? A Igreja não é uma empresa onde você pode marcar o cartão de ponto e enrolar o dia inteiro, tirando muito tempo de almoço e recebendo ainda para não fazer quase nada. Não é assim que devemos servir ao Senhor. Ao contrário, servimos ao Senhor porque somos gratos por ele ter nos salvado dos pecados do mundo com o evangelho da água e do Espírito. Nós só servimos ao Senhor de coração e ofertamos a ele nosso tesouro mais valioso porque o amamos.
Se você não temer a Deus agora, prepare-se, pois mais cedo ou mais tarde você vai acabar deixando a igreja. Você pode até pensar assim: “Eu nunca vou deixar a igreja. Por que eu faria isso?” Mas ninguém sai da igreja simplesmente porque quer. Ao contrário, muitos acabam deixando a igreja mesmo quando não querem fazer isso. Por acaso alguém fica à deriva no mar só porque quer? Não, as pessoas ficam à deriva no mar quando há um problema no navio, quando sofrem um naufrágio ou seu barco é lavado pela corrente. De todo modo, se o barco bater num recife e rachar, com certeza ele irá afundar.
A moral da história então é essa: se não temermos a Deus de coração, acabaremos nos afastando do Senhor, apesar de termos sido salvos. Reconheça de todo o seu coração que Jesus é realmente Deus, respeite-o, ame-o, tema-o e seja grato a ele. Se você não fizer isso, você pode ser levado pelas correntes deste mundo e acabar se afastando do Senhor. Se você apenas crer na sua salvação mas não temer a Deus de coração, você acabará sendo levado pelas circunstâncias, dominado pela sua fraqueza e deixará a igreja no fim. Em suma, você não poderá vencer o mundo.
Nós temos que temer a Deus de coração. Todos nós temos que temer a Deus do fundo do nosso coração e crer que ele é o Senhor que nos criou, nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, nos deu o céu e reina sobre tudo e todos. Portanto, temos que ser gratos ao Deus vivo do fundo do nosso coração, respeitá-lo e adorá-lo, além de orar a ele e buscar sua graça. É isso que devemos ter no coração, além da fé para servir ao Senhor como nosso Deus. Só então poderemos viver pela fé de modo correto e seguir o Senhor até que ele volte. E só então poderemos viver como alguém que se tornou um discípulo de Jesus também.
Embora sejamos fracos, temos que entender que o Senhor é soberano, pois só assim poderemos ser amados por ele, e, em contrapartida, ser gratos a ele e servi-lo. Mas se não dermos valor ao Senhor, não realizaremos nada. E nunca alcançaremos coisa alguma, pois seremos ignorados por ele. É por isso que é importantíssimo temermos ao Senhor de coração.
Os que adoram a Deus de modo correto servem ao Senhor do jeito que podem, por mais que não façam muito. A mulher que derramou aquele perfume sobre a cabeça do Senhor não fez aquilo para ser salva, embora não tivesse sido salva ainda. Ela fez aquilo porque sabia quem era Jesus, porque ele tinha sido batizado e morreria na cruz. Ela derramou aquele perfume sobre sua cabeça porque sabia de tudo que ele havia feito e estava grata a ele.
 
 
A Mulher Fez Aquilo Porque Previu a Pregação do Evangelho da Água e do Espírito
 
Jesus disse que o que a mulher do texto bíblico deste capítulo fez foi uma preparação para a pregação do evangelho. Ela ofertou ao Senhor seu tesouro mais precioso porque tinha temor por ele. O Senhor disse: “Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mateus 6:20-21). Será que você não está pensando assim agora: “Eu estou vendo que o reverendo Jong não é diferente dos outros. Enfim, ele só quer que eu oferte meu dinheiro”? Mas eu não estou pedindo que você oferte só o seu dinheiro à igreja. Embora suas ofertas financeiras sejam importantes, isso é algo que diz respeito só a você. O mais importante não é ofertar seu dinheiro, mas que sua fé seja inabalável.
Em outras palavras, todos nós temos que temer a Deus em nossa mente e coração, além de amar o evangelho da água e do Espírito de coração também. Nós temos que honrar o Senhor. Em suma, temos que entender como Deus é soberano. Deus preparou algo para aqueles que não o temem e não dão valor a Jesus. E é justamente isso que ele trará sobre eles no dia da tentação. Quando essa hora chegar, estes vão se arrepender e implorar que Deus os ajude. Eles vão se sentir culpados e dizer: “Se eu soubesse que ia morrer assim e que perderia tudo que tenho na vida sem ao menos poder desfrutar disso, eu teria oferecido tudo ao Senhor. Eu guardei os meus bens valiosos em vão até agora; o que eu ganhei com isso?”
Por outro lado, quando a hora da tentação chegar, os que serviram ao Senhor fielmente, o temeram e oraram a ele, que cuidaram da igreja, valorizaram o evangelho e viveram para ele todos os dias da sua vida apenas dirão o seguinte: “Chegou a hora de morrer pelo Senhor e sofrer o martírio pelo seu nome”. Essas pessoas não se arrependerão de nada em sua vida. Elas jamais se arrependerão. Quando a hora da tentação chegar, elas vão orar ao Senhor assim: “Senhor, eu sou cheio de falhas, mas por favor, me ajude a suportar a tribulação que está por vir. Se for tua vontade me levar, ajude-me a vencer a tribulação para que eu não venha a trair minha fé, mas fique firme diante de ti”. Com essa oração, elas vencerão Satanás pela fé e chegarão com toda confiança na presença de Deus.
Aqueles que não temem a Deus em sua vida, ao contrário, gastam todo o seu dinheiro consigo mesmo. Eles não ofertam nada ao Senhor nem estão interessados na obra de pregar seu evangelho no mundo inteiro. E mesmo quando veem alguém sendo salvo, isso não faz a mínima diferença para eles.
Meus amados irmãos, já que somos todos fracos e cheios de falhas, temos que temer a Deus de coração se quisermos levar uma vida de retidão e permanecer no Senhor até o fim. E nenhum de nós está isento disso só porque nasceu de novo ou foi liberto da condenação do pecado. Temer ao Senhor é algo totalmente indispensável para o crente. Todos nós temos que adorá-lo, honrá-lo, temê-lo e dobrar nossos joelhos diante dele, reconhecendo que ele deve ser exaltado. Nós temos que negar todos os nossos pensamentos em obediência à sua Palavra para que possamos crer nele e segui-lo incondicionalmente. Essa é a fé e a dedicação que todos nós devemos ter. É claro que ainda temos nossas fraquezas, mas Deus mantem isso lacrado no fundo do nosso coração, cuida de cada fraqueza nossa e guia a nossa vida. Ele nos ajuda e nos abençoa para que sejamos cada vez mais justos. Embora o ser humano só olhe para a aparência, o Senhor vê o profundo do coração. Deus olha para o nosso coração para ver se estamos realmente dispostos ou não.
Nós hoje estamos procurando pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo todo, e apesar de não termos muito tempo, o Senhor já nos mostrou claramente que está trabalhando para que esse evangelho seja pregado o mais breve possível em cada canto da terra. É claro que o Senhor não nos disse o dia e o mês exato da sua volta, mas ele deixou claro na sua Palavra que ele vai voltar. Então, é hora de servirmos ao Senhor, pois se esperarmos mais pode ser muito tarde. Talvez alguns de vocês estejam pensando: “Apesar de ser imperfeito, Deus disse que a volta do Senhor é iminente. E eu sei disso porque creio na Palavra”.
O meu dever é dizer a vocês que é hora de fazer a obra do Senhor. Se os servos e santos do Senhor não o servirem agora, então poderá ser muito tarde. Nós poderemos servir ao Senhor na hora da tribulação? Alguém poderá pregar nessa igreja quando ela for inundada por uma enchente? Alguém de nós poderá servir ao evangelho quando isso acontecer? Poderemos pregar o evangelho e ter comunhão com todas as pessoas? É claro que não! A igreja ficará toda destruída e nós teremos que fugir para as montanhas. Nós temos que fazer a obra de Deus antes que venha a tribulação, antes da Grande Tribulação que o Senhor nos falou aconteça finalmente.
 
 
Nosso Plano Missionário Mundial para o Futuro
 
Nós estamos planejando abrir uma filial na Rússia ou no norte da Europa para ser a base para a pregação do evangelho da água e do Espírito em toda a Europa. Também queremos enviar um servo de Deus à Índia para termos uma filial lá, como temos na cidade de Nova Iorque. Mas é claro que não deixaremos de continuar publicando nossos livros. Eu não me preocupo com os recursos financeiros que precisamos para pregar o evangelho. Tudo que eu faço é cumprir fielmente tudo que o Senhor me confiou. A obra de Deus não pode ser feita de qualquer jeito. Ao contrário, nós temos que nos preparar para fazê-la sempre que pudermos, ter a ajuda dos servos de Deus sempre que pudermos, e dar nosso melhor para fazê-la sempre que pudermos também. Se continuarmos trabalhando fielmente nos próximos anos, muitas almas serão salvas no mundo todo. Quando a tribulação finalmente chegar, eu tenho certeza que essas pessoas sofrerão o martírio por causa da sua fé.
Está escrito no livro de Apocalipse: “Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro” (Apocalipse 7:9-10).
Como está escrito aqui, eu estou certo que muitas pessoas crerão no evangelho que estamos pregando agora, lutarão com Satanás, oferecerão sua vida corajosamente ao martírio, e no fim entrarão no reino de Deus conosco e viverão para sempre. Eu estou plenamente convencido que quando o Senhor voltar a essa terra, essas pessoas também ressuscitarão conosco e desfrutarão da vida eterna no mundo vindouro. É com essa fé inabalável que estamos fazendo a obra do Senhor. E a obra que estamos fazendo não é algo que acabará em um ou dois anos, mas algo que podemos contemplar que durará até o fim deste mundo.
Nós já publicamos e enviamos muitos livros para o mundo todo em vários idiomas. Recentemente assinamos um contrato com a quarta maior distribuidora dos Estados Unidos. E os gerentes de vendas dessa empresa não são tolos. Os pastores e peritos só assinaram o contrato conosco depois de analisar os nossos livros cuidadosa e meticulosamente. Se houvesse algo errado neles, eles não assinariam conosco.
Eu tenho escrito em meus livros de uma maneira muito franca e aberta para os cristãos dos países do ocidente: “Apesar de o Cristianismo que vocês creem ter centenas de anos, vocês não sabem nada sobre o verdadeiro evangelho. Aqui está o verdadeiro evangelho da água e do Espírito. O evangelho da água e do Espírito é o verdadeiro evangelho. E todos precisam ler nossos livros do evangelho, teólogos e mestres, pastores e leigos, e até os presidiários. Foi assim que Jesus salvou todos nós de todos os nossos pecados, toda a humanidade de todos os pecados em cada canto da terra – vindo a essa terra, tirando os pecados do homem ao ser batizado por João Batista, levando os pecados do mundo na cruz e nela morrendo, e ressuscitando dos mortos. Essa é a verdade da salvação. O Senhor é o nosso Salvador. Leia e creia!”
É assim que temos pregado o evangelho. E agora muitas pessoas estão lendo nossos livros e testemunhando em sua vida a maravilhosa obra de Deus que apagou os pecados do seu coração e remiu todos eles. Alguns pastores na Índia nos convidaram para ir lá e disseram: “Nós nunca vimos livros tão maravilhosos e impactantes assim. Vocês poderiam vir aqui e fazer um encontro de avivamento?” Nós gostaríamos de ter um evento assim em 2001, e ficaríamos muito felizes se vocês pudessem vir. E suas despesas serão por nossa conta”. Eles também disseram que querem financiar a publicação de nossos livros para seu próprio povo.
Eu não estou dizendo isso para me exaltar. Ao contrário, eu estou mostrando como essas pessoas reconhecem o valor de nossos livros. Você acha que eles são tolos? Todos os obreiros e colaboradores que trabalham conosco não são tolos. Elas são pessoas renomadas em seu campo de trabalho por causa do seu talento e competência. E também são pessoas muito influentes em suas denominações.
O evangelho que cremos não é algo que nos envergonha ou fere nossos interesses. Longe disso, é a única verdade que há neste mundo e seu maior tesouro. Alguns de vocês podem até pensar assim: “Eu já contribui muito dinheiro para servir a este evangelho, mas parece que foi um grande desperdício”. Só que servir ao Senhor com nossos bens materiais nunca é um desperdício.
Apesar de haver algumas limitações quando servirmos ao Senhor, pelo menos podemos temer a ele de coração, adorá-lo, amá-lo e exaltá-lo a todo o tempo. Deus é o soberano Criador do universo e tudo que nele há. O que temos para oferecer a ele então? Nossos bens materiais são apenas uma das coisas que podemos oferecer a ele. A Bíblia nos conclama vária vezes a servir ao evangelho como nossos bens materiais: “Granjeai amigos com as riquezas da injustiça; para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos eternos” (Lucas 16:9); “Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás” (Eclesiastes 11:1).
Amados irmãos, vale a pena servir a este evangelho que o Senhor nos deu; e nós temos mesmo que servi-lo. Se você não servir a este evangelho ou ao Senhor com seus bens materiais, embora confesse temer a Deus, isso só significa então que você não ama o Senhor de coração. Se você é pobre demais para servir ao Senhor, você pode orar a Deus assim: “Senhor, eu sou pobre demais para servi-lo. Por favor, me ajude a ser próspero para que eu possa fazer isso”. Se você orar ao Senhor desse jeito, você receberá tudo que pedir e prosperará, e assim poderá ofertar seus bens materiais a ele.
Eu não estou pedindo a você que oferte seu dinheiro à igreja. Ao contrário, só estou dizendo que você tem que temer a Deus de coração. Será que há algo impossível de você fazer se você realmente quiser fazê-lo? Será que há alguns irmãos que não querem fazer a obra do Senhor e só estão vendo as coisas acontecer, embora estejamos vivendo dias difíceis? Será que há alguém que está sentado apenas como espectador vendo este evangelho ser pregado no mundo todo? Há servos de Deus que estão trabalhando dia e noite para fazer este duro trabalho em outros países. Mas eu não estou pedindo a você que faça isso. Na verdade, todos nós somos servos de Deus. E você pode apoiar o ministério do evangelho de outra maneira, enquanto líderes da igreja usam suas melhores habilidades na linha de frente para fazer a obra.
Na verdade, nossos pastores se dedicam quase o tempo todo à pregação do evangelho. Nossos pastores e evangelistas na China enviaram notícias recentemente nos contando que várias pessoas entendem claramente agora o evangelho da água e do Espírito e por que Jesus foi batizado. Eles disseram que queriam receber mais livros também. Cerca de trinta pessoas já estão fazendo culto nas igrejas ‘underground’, e por isso eles nos pediram para enviar mais trinta livros. Nossos obreiros lhes deram esses livros então. Nesse processo, cerca de setecentos livros já foram enviados a China. E se as pessoas não jogarem fora estes livros depois de lê-los, eles circularão por toda a China.
A China tem mais de um bilhão e meio de habitantes, e muitos deles estão se convertendo ao evangelho ultimamente. Um grande avivamento está acontecendo na China, como o que aconteceu na Coreia quando o Cristianismo aqui chegou, e os crentes em Jesus estão vendo coisas maravilhosas acontecer. A coisa é tão forte que todos que tentam impedir o evangelismo são chamados de demônios. O problema, porém, é que embora este grande avivamento esteja acontecendo na China, não se pode encontrar o verdadeiro evangelho em lugar algum. Mas embora a situação seja difícil, nossos livros continuam sendo enviados para lá. Deste modo, o evangelho está sendo pregado e edificado na China. Os que temem a Deus ali e o buscam, desejam receber a remissão de pecados, querem ter um encontro com o Senhor e o temem encontrarão o caminho certo a seguir. Eu tenho certeza de que logo o evangelho será pregado em toda a China.
E essa mesma obra de Deus está acontecendo em todos os lugares do mundo, da Ásia aos países de língua inglesa, da África à América Central, da América do Sul à Europa. Nós estamos fazendo a obra de Deus em muitos lugares. E também temos produzido muitos outros livros. Eu já falei tanto destes livros antes que você já deve estar cansado de ouvir sobre isso. Mas não fique! Tenha paciência e amor pelo nosso ministério de literatura.
Como você sabe, a religião de alguns países da Europa é o Catolicismo. Mas eu creio que o verdadeiro Cristianismo logo florescerá ali. Há pouco tempo o evangelho da água e do Espírito entrou na Alemanha pela primeira vez. E como você deve saber, a Alemanha é o país onde nasceu Martinho Lutero, o famoso reformador que defendeu a justificação pela fé. Como um dos pais do Protestantismo, Lutero traduziu a Bíblia para a língua alemã pela primeira vez. Mas só agora que o verdadeiro evangelho chegou ao seu país. Podemos ver então que Lutero falhou ao pregar o evangelho da água e do Espírito, como todos os outros. Tudo que ele fez foi apenas romper com a Igreja Católica; ele não pregou o verdadeiro evangelho. Ao contrário, o evangelho que Lutero pregou era um pseudo-evangelho, como um anel de diamante falso, e não continha sua verdade central. Era um evangelho sem poder algum que não podia apagar qualquer pecado, por mais que as pessoas cressem nele fervorosamente.
Mas nesta última era, apesar das nossas falhas, o Senhor concedeu sua graça especialmente a nós, nos honrou, fez sua obra através de nós e cumpriu a sua vontade. Ele nos confiou sua obra para nos recompensar e abençoar. Muitas coisas maravilhosas estão acontecendo. E eu não falei de todas elas porque eu não quero que você pense que eu estou me gabando, mas coisas maravilhosas de fato estão acontecendo. Então, não deixe de fazer a obra do Senhor. Não fique sentado vendo a banda passar. Ao contrário, sirva ao evangelho da água e do Espírito com seus irmãos e apoie esse ministério com suas ofertas. Vamos trabalhar todos juntos. Se você não fizer a obra do Senhor, Deus usará alguém em seu lugar para fazer.
Agora é a hora de servirmos a Deus. O Senhor disse: “Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes” (Marcos 14:7). Mas isso não quer dizer que temos que servir ao Senhor o tempo todo, embora é bem provável que só tenhamos poucos anos para fazer isso. As igrejas cristãs na Coreia estão uma verdadeira bagunça. Só ficam discutindo sobre doutrinas o tempo todo e seus líderes acusando uns aos outros. Tudo que eles fazem é defender a doutrinas de suas respectivas denominações. Então, sempre que surge algo novo, eles não querem nem saber o que é e o rejeitam na mesma hora. Quando vou a outros países então, eu não dou muita atenção aos cristãos coreanos que vivem ali. Os estrangeiros não são tão radicais, e ao ver algo novo, eles procuram conhecê-lo em detalhes, o aceitam se gostarem, e até o exaltam se for algo maravilhoso. Quando publicamos nossos livros a primeira vez, nós enfrentamos muita resistência. Mas o que está acontecendo agora? Muitos estão sendo salvos através dos nossos livros; muitos têm recebido a remissão dos seus pecados. E Deus está feliz. Ele está feliz com a obra que estamos fazendo.
O que levaria cem anos para as pessoas deste mundo alcançar, nós alcançamos em apenas um ano. De fato, podemos fazer em um ano o que outros levariam 500 anos para fazer. Isso porque este evangelho que estamos pregando é a verdade. Depois que respondemos algumas dúvidas que as pessoas têm depois de ler nossos livros, elas passam a entender totalmente a verdade. Elas passam a entender e crer que Jesus Cristo é o seu Salvador e Deus, como ele as salvou do pecado, como ele apagou seus pecados e como elas irão para céu se crerem nessa verdade.
Então, todos nós temos que servir a este evangelho. Assim como a mulher do texto bíblico deste capítulo quebrou o frasco de alabastro e derramou o perfume sobre a cabeça de Jesus, eu peço a vocês que ofertem seu tesouro mais valioso ao Senhor, pois isso, meus irmãos, é a verdadeira fé. Vocês têm que estar dispostos a ofertar de bom grado seu tesouro mais precioso ao Senhor.
Vocês acham que eu estou dizendo tudo isso para pedir suas ofertas? É verdade, eu estou pedindo a vocês sua oferta. Só que eu estou pedindo para vocês ofertarem seu dinheiro não para mim, mas para o Senhor em quem vocês creem. Melhor dizendo, eu estou exortando vocês a ofertar seus bens materiais ao Senhor que salvou vocês e a todos neste mundo. Eu estou insistindo que vocês ofertem seus bens mais valiosos ao Senhor para a pregação do evangelho. E a minha consciência não fica nem um pouco pesada de pedir isso a vocês.
Nós temos que ofertar a nós mesmos ao Senhor e servi-lo. Nossa obra nunca é em vão; ela sempre valerá a pena. Eis que a oportunidade se apresenta diante de nós. Vamos aproveitar e servir ao Senhor agora então. Nós abriremos uma filial no norte da Europa como fizemos em Nova Iorque, enviaremos obreiros de Deus para lá e pregaremos o evangelho em todos os países da Europa com nossos obreiros ali. Nós teremos na Índia uma base do nosso ministério de literatura para cobrir toda a Ásia Central, assim como nossa base em Nova Iorque cobre todos os países de língua inglesa.
Todos nós temos que fazer parte dessa obra. Vamos trabalhar juntos então! Juntos podemos vencer todas as lutas na hora da tribulação confiando em Deus. Vamos viver pela fé na justiça de Deus então!