ስብከቶች፤

Assunto 19: A Epístola do Apóstolo Paulo aos EFÉSIOS

[Capítulo 3-2] As Bênçãos Imensuráveis de Cristo Estão no Coração de Todo Santo que Crê no Evangelho da Água e do Espírito (Efésios 3:1-21)

As Bênçãos Imensuráveis de Cristo Estão no Coração de Todo Santo que Crê no Evangelho da Água e do Espírito(Efésios 3:1-21)
“Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Cristo Jesus por vós, os gentios, se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada, isto é, o mistério que me foi manifestado pela revelação, como acima em poucas palavras vos escrevi. Quando lerdes o que escrevi, podereis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo, o qual em outras gerações não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora foi revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas. O mistério é que os gentios são co-herdeiros e membros do mesmo corpo e co-participantes da promessa em Cristo Jesus pelo evangelho. Fui feito ministro deste evangelho, segundo o dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder. A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas insondáveis de Cristo, e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que a tudo criou. E foi assim para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nas regiões celestiais, segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor, no qual temos ousadia e acesso em confiança, pela nossa fé nele. Portanto, peço-vos que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, que são a vossa glória. Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome. Oro para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior, para que Cristo habite pela fé nos vossos corações. E oro para que, estando arraigados e fundados em amor, possais perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a ele seja glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém.”
 
 
Nós acabamos de ler a passagem acima que está no capítulo 3 de Efésios. E nessa passagem, eu quero falar sobre a obra que Deus fez por nós. Em sua carta à igreja de Éfeso, o apóstolo Paulo nos fala sobre a Igreja de Deus, Seu plano da salvação e as abundantes bênçãos que Ele nos deu.
Se a epístola aos Gálatas nos ensina a rejeitar a heresia, a epístola aos Efésios nos fala sobre a Igreja de Deus. Ela aborda assuntos tipo como Deus nos abençoou abundantemente nessa terra através da Sua Igreja e que evangelho Ele nos leva a pregar através dela também. Em outras palavras, Deus está nos ensinando como Sua obra é feita em Sua Igreja para derramar Suas abundantes bênçãos sobre as nações.
Efésios 2:20 diz: “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra angular”.
Em que a fé dos santos da Igreja de Deus foi edificada? Ela foi edificada sobre a fundação dos apóstolos do Novo Testamento e dos profetas do Antigo Testamento. Em outras palavras, o evangelho de Deus e a verdade da salvação foram edificados e revelados sobre a fundação dos apóstolos e dos profetas da fé. Estes profetas aqui se referem aos profetas do Antigo Testamento, assim como os apóstolos se referem aos doze discípulos de Jesus, como Paulo, que foi separado por Deus nos dias do Novo Testamento.
 
 

Se Vocês Pertencem ao Reino dos Céus, Sua Fé Então Foi Construída sobre a Fundação dos Apóstolos e Profetas

 
Foi graças ao evangelho da água e do Espírito que você e eu fomos salvos de todos os nossos pecados e nos tornamos filhos e obreiros de Deus. Para irmos um pouco mais a fundo, o povo do Antigo Testamento se tornava obreiro de Deus sendo justificado pela fé no sistema sacrificial, enquanto que no Novo Testamento nos tornamos servos de Deus crendo que Jesus Cristo veio a essa terra, foi batizado por João Batista, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, Deus separou um povo dentre aqueles que criam na obra da salvação que foi prometida e cumprida por Ele, firmando-os na base da sua fé. Este é o povo que se tornou o próprio povo de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito. E agora, o evangelho do Espírito está sendo pregado por nós que nascemos de novo crendo nele.
 
 

Deus Derramou Seu Infinito Amor Sobre Nós Através de Jesus Cristo

 
A epístola aos Efésios é geralmente chamada de “epístola da prisão”. Foi da prisão que Paulo escreveu essa epístola aos efésios, dizendo: “Fui feito ministro deste evangelho, segundo o dom da graça de Deus, que me foi dado” (Efésios 3:7), a fim de pregar o evangelho. Paulo estava cheio de gozo e gratidão embora estivesse na prisão por sua dedicação ao evangelho da água e do Espírito. E ele nos diz aqui que Deus nos salvou por meio do evangelho da água e do Espírito, nos separou como Seus obreiros e nos levantou como apóstolos para pregarmos as insondáveis riquezas de Cristo aos gentios.
O que o apóstolo Paulo está tentando nos ensinar através do versículo que vimos acima é: pela Sua graça, Deus nos leva a pregar as insondáveis riquezas de Cristo no mundo todo. Em outras palavras, Paulo está nos falando da abundante graça de Cristo. Por essa razão, eu quero compartilhar este ensinamento da Palavra de Deus com você nessa hora e refletir sobre ela.
 
 

A Abundante Graça de Jesus Cristo

 
Vamos ler juntos Efésios 3:10-11: “E foi assim para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nas regiões celestiais, segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor”.
A primeira lição que o apóstolo Paulo quer nos ensinar é que o evangelho da água e do Espírito é pregado pela Igreja de Deus. Todo aquele que se tornou membro da Igreja de Deus crê no evangelho da água e do Espírito que é revelado em ambos os Testamentos nas Escrituras. Através da Sua Igreja, Deus nos leva a pregar as insondáveis riquezas de Cristo, a fim de que “a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nas regiões celestiais” (Efésios 3:10).
Os principados aqui se referem àqueles que hão de reinar e nos mostram que iremos viver e reinar para sempre no Reino dos Céus. Jesus nos livrou de todos os nossos pecados e da condenação através do evangelho da água e do Espírito e nos deu uma nova vida. E a Bíblia diz que todo aquele que recebe essa nova vida jamais morrerá, mas viverá para sempre no Céu. “Os principados e potestades nas regiões celestiais” citados aqui significa que todos nós que nascemos de novo por crermos no evangelho da água e do Espírito reinaremos no Reino dos Céus e teremos uma vida majestosa.
Já que nascemos novamente nessa terra, podemos entrar no Reino do Senhor agora que nós encontramos o evangelho da água e do Espírito e cremos nele. Nós crentes nos tornamos filhos de Deus. E é pela nossa fé que recebemos a remissão de pecados para entrarmos no Céu. Logo, todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito entraremos no Reino dos Céus. Nosso destino é o Reino celestial de Deus, e lá todos nós viveremos e reinaremos para sempre desfrutando de todos os privilégios como filhos de Deus.
A Bíblia descreve isso como a glória de Deus ou como as riquezas da glória de Cristo. Embora ainda estejamos vivendo nessa terra, nossa vida aqui não é tudo que temos, pois há uma nova vida esperando por nós; vida essa que nós viveremos no Reino de Deus onde nunca morreremos. E, além disso, não somente viveremos no Reino de Deus, mas também seremos os governantes que reinarão sobre todas as criaturas que haverá nele. Essa é a mensagem principal que o apóstolo Paulo está nos transmitindo aqui: “Foi assim para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nas regiões celestiais” (Efésios 3:10). Deus nos abençoou a todos e nos deu uma vida maravilhosa.
 
 

A Abundante Graça de Cristo Nos Fez Conhecer a Sabedoria de Deus

 
O outono chegou maravilhoso e essa mudança de estação manifesta as lindas obras de Deus. Nós podemos ver as árvores dando frutos abundantemente e louvando a Deus. E embora a natureza não diga nada e não possamos ouvir sua voz, ainda assim nós podemos vê-la expressando as riquezas do Reino de Deus, tudo que ele fez por nós e ainda fará no futuro, como diz Salmos 19:2: “Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite”. Nessa estação, onde todas as árvores dão frutos abundantemente, Deus nos faz lembrar das ricas bênçãos de Cristo que nos levará a viver para sempre no Reino de Deus e a reinar sobre todas as Suas criaturas.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito não apenas viveremos no Reino de Deus num futuro próximo, mas já temos todos os direitos e privilégios como filhos de Deus. E Ele está nos dizendo: “Eu os abençoei para vocês vivam como senhores e governantes do eterno Reino dos Céus que eu criei apenas para vocês”. E como o apóstolo Paulo sabia de coração que essa bênção era maravilhosa, ele tenta explicar isso à igreja de Éfeso.
Como essa bênção é maravilhosa! Embora ainda vivamos neste mundo, quando o Senhor voltar iremos para o Seu Reino. Já que nada dura para sempre, o mundo também chegará ao fim, e quando isso acontecer, o Reino eterno de Deus irá se manifestar diante dos nossos olhos. Ele nos deu o direito de reinar e viver para sempre no Reino dos Céus. Portanto, todos nós temos que meditar nessa bênção maravilhosa, crer nela, pensar na glória que Deus nos dará para desfrutarmos dela no futuro, ter fé na Sua promessa e viver com esperança.
Deus nos deu de fato bênçãos tremendas e maravilhosas. Mas nós não poderíamos receber nenhuma deles pelo nosso próprio esforço. Como diz a Bíblia: “O que foi, isso é o que há de ser, e o que se fez, isso se tornará a fazer; nada há novo debaixo do sol” (Eclesiastes 1:9), tudo neste mundo se tornará ultrapassado, perecerá e desaparecerá no final. Contudo, apesar de não vermos nada neste mundo que seja perfeito ou eterno, o Reino de Deus durará para sempre. E Deus nos abençoará para que reinemos para sempre neste Reino e desfrutemos da vida eterna e toda a sua glória. Todos nós temos que entender como essa bênção é maravilhosa, nos lembrar dela em nosso coração, agradecer a Deus por ela e glorificá-Lo em nossa vida.
Que bênção maravilhosa é essa que Deus nos deu! Ele não somente nos salvou de todos os nossos pecados, mas depois de nos dar a remissão de pecados, Ele também nos deu o direito de ser Seus filhos. Se você se tornou filho de Deus, você tem que entender então que Ele te deu uma bênção maravilhosa que só pode ser desfrutada pelos Seus filhos. Você precisa entender o glorioso poder e a vida que você desfrutará no Reino de Deus. O fato de Deus ter dado a nós e a todos os santos essa bênção maravilhosa não pode ser descrita por palavras, porém eu creio em todas elas. Assim como Deus livrou você e a mim de todos os nossos pecados, Ele também nos abençoou para vivermos para sempre e desfrutarmos de uma vida abundante, gloriosa e eterna. Eu creio de todo o meu coração que Deus abençoou a todos nós para vivermos em meio às insondáveis riquezas de Cristo.
Apesar de não termos nenhum mérito aos olhos de Deus, Ele nos deu essa abundante vida em Cristo, pois Sua escolha foi unilateral. Ele nos deu a vida rica e eterna de Cristo e nos abençoou para vivermos em meio às Suas infindáveis riquezas. E essas bênçãos são tão fabulosas que não podem ser medidas. Nós somos gratos por Deus ter nos salvado, nos levado a viver como Seus obreiros para fazermos a obra da justiça, e também nos abençoado para vivermos eternamente. Além disso, como se essas bênçãos não fossem o bastante, Deus também nos deu poder para reinarmos no Reino dos Céus. E ao nos dar o direito de governar Seu Reino, Deus nos permitiu ter uma vida eterna nos Céus. Essa bênção é tão grande que não pode ser descrita por palavras ou medida de maneira alguma. A bênção que Ele nos deu é maravilhosa e sem medida. O fato de Deus ter nos salvado de todos os nossos pecados já é suficiente para nos deixar sem palavras para agradecer, mas para nos levar a viver para sempre dando graças a Ele. E como se isso não fosse o bastante, Deus também nos deu grandes bênçãos celestiais, nos levou a viver como Seus obreiros e nos garantiu uma vida de infinitas bênçãos.
Todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito recebemos essas maravilhosas bênçãos de Deus. Nós temos que entender como são realmente grandes essas maravilhosas bênçãos que o Senhor nos deu. Eu não estou te dizendo agora que você deve servir mais ao Senhor, apenas mostrando como Deus nos deu essas bênçãos incontavelmente ricas em Cristo. É isso que o apóstolo Paulo está nos ensinando no texto bíblico deste capítulo; é isso também que o Espírito Santo está dizendo a todos nós. Deus nos deu o direito de reinar no Reino dos Céus. Ele nos deu essas bênçãos maravilhosas que não podem ser descritas por palavras. Sendo assim, não podemos deixar de confessar que temos fé nessas bênçãos, temos que ser gratos a Deus por elas e adorar a Jesus Cristo como nosso Salvador.
O que todos nós temos que nos lembrar agora é que Deus nos deu essas bênçãos maravilhosas. Nós temos que entender muito bem que os “principados e potestades nas regiões celestiais” (Efésios 3:10) dizem respeito a ninguém mais além de nós. Sendo assim, nós não devemos nos apegar à nossa vida nessa terra.
 
 

O Apóstolo Paulo Disse que as Bênçãos de Cristo São Insondáveis

 
A Bíblia diz que Deus nos deu bênçãos tão grandiosas que não podem ser contadas ou medidas. A maioria das coisas pode ser medida e calculada. Até a distância do sol pode ser medida e calculada. Entretanto, a remissão de pecados e as bênçãos que o Senhor nos deu não podem ser medidas ou calculadas. Essas bênçãos são tão perfeitas, tão grandiosas e tão eternas que são simplesmente maravilhosas e lindas para nós. Deus nos fez de fato totalmente sem pecado. Ainda há inúmeras pessoas neste mundo que ainda estão em pecado, embora tenham crido em Jesus por décadas. Você e eu, por outro lado, verdadeiramente nos tornamos sem pecado por crermos no evangelho da água e do Espírito.
Essa manhã eu ouvi dizer que um estrangeiro que mora na Coréia chamado Kerry nos enviou um e-mail dizendo que leu um de nossos livros do evangelho e recebeu a remissão de seus pecados. No seu e-mail, ele também expressa sua admiração pelo nosso ministério, dizendo que tem um grande respeito pela Missão Nova Vida e todos os seus ministérios por pregarem a verdade. Ele também disse que tinha pecado no coração apesar de ser um pregador há bastante tempo, mas que agora que leu um de nossos livros do evangelho, todos os seus pecados foram finalmente apagados. E ele demonstrou sua gratidão a nós nos dizendo que nos admira e respeita por pregarmos a verdade da salvação. Assim como Kerry, Deus também nos salvou e nos tornou totalmente sem pecado.
Muitos pastores e pregadores dizem que não há nenhum justo neste mundo, citando Romanos 3:10 que diz: “Não há um justo, nem um sequer”. Vários cristãos no mundo inteiro também pensam assim. Todavia, a passagem de Romanos 3:10 nos ensina, na verdade, que embora tivéssemos muitos pecados no coração, nós agora nos tornamos totalmente sem pecado pela graça de Jesus Cristo. O apóstolo Paulo está destacando o fato de que embora fôssemos devedores antes, nós agora não somos mais graças à salvação de Deus. Paulo não quis dizer que não havia nenhum justo porque Jesus Cristo já tinha tirado todos os pecados do mundo. O problema é que muitos cristãos não entendem todo o contexto de Romanos 3:10 e a mensagem principal deste versículo, baseando sua compreensão dele num versículo isolado de toda a passagem. É por isso que eles estão vivendo como pecadores.
Na verdade, estes cristãos desviados não conhecem o evangelho da água e do Espírito. Se eles o conhecessem, eles entenderiam a mensagem de Romanos 3 por completo e a lição principal do capítulo 8 também. Está escrito em Romanos 8:1: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Este versículo deixa bem claro que nós que somos os verdadeiros crentes não temos mais nenhum pecado. A “condenação” aqui se refere à condenação do pecado. E já que a Bíblia diz que não há mais nenhuma condenação, isso significa que todo aquele que crê na justiça de Jesus Cristo não tem mais nenhum pecado realmente. Mas muitos cristãos não sabem disso.
Kerry, o homem que eu mencionei acima, também achava que não havia nenhum justo nessa terra. No entanto, agora que ele recebeu a remissão de pecados e se tornou justo, isso foi suficiente para fazê-lo se alegrar e ser muito grato. E mais, ele também nos pediu para aceitá-lo como colaborador do nosso ministério, dizendo que também queria pregar o evangelho da água e do Espírito. Eu estou certo que Kerry está regozijando de alegria porque encontrou o evangelho da água e do Espírito. Ele deve estar caminhando nas nuvens, pois todos os pecados que o turbavam desapareceram. Como Kerry crê no evangelho da água e do Espírito cumprido por Cristo, o próprio Deus, não há mais pecado em seu coração de fato.
Se isso já foi suficiente para fazê-lo muito grato, quanto mais alegria então ele terá quando entender que recebeu todas as insondáveis bênçãos de Cristo! O apóstolo Paulo conhecia essas bênçãos de Cristo, e se nós as entendermos como Paulo, nós também seremos gratos a Deus mesmo em meio a todas as adversidades. Nós não somente precisamos entender como as coisas do mundo são inúteis comparadas às coisas do Reino de Deus, mas também agradecer a Ele pelas infindáveis bênçãos que encontramos em Jesus Cristo.
 
 

Nós Recebemos as Bênçãos Celestiais que Não Podem Ser Descritas

 
Nós não recebemos a salvação porque queríamos muito recebê-la, mas somente porque Deus quis dá-la a nós. Foi o próprio Deus que nos deu a salvação por Sua livre e espontânea vontade, segundo o propósito eterno que Ele realizou em Jesus Cristo. Nós nunca pensamos ou desejamos bênçãos tão grandes assim. Mas através de Jesus Cristo, Deus nos deu essas bênçãos grandiosas, perfeitas e incontáveis. Eu creio totalmente nisso e peço a todos vocês que creiam nisso também.
A bênção de Deus não tem explicação realmente, pois ela é insondável. Nenhuma expressão ou meu vocabulário limitado podem descrever a graça de Deus totalmente. Entretanto, algo que está muito claro é que viveremos para sempre desfrutando das bênçãos e da felicidade eterna com o poder que reinaremos no Reino dos Céus. Deus deu a todos nós o direito de ter uma vida maravilhosa, e é nisso que cremos.
Foi por isso que o apóstolo Paulo disse que considerava todas as coisas com refugo (Filipenses 3:8). E é assim na minha vida também. Embora eu não possa considerar refugo todas as coisas do mundo ainda, como fez o apóstolo Paulo, eu sei pelo menos que as coisas do mundo não podem se comparar ao que Deus nos deu. Os dons de Deus são infinitos, enquanto que as coisas do mundo não valem nada.
Este era o desejo que Paulo expressou em Efésios 3:18-19, que “possais perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus”. É isso que Paulo quer de nós. Ele quer que entendamos que Deus nos deu bênçãos abundantes e infindáveis em Cristo. Ele está nos ensinando que Deus nos deu o direito eterno de viver no Reino de Deus e reinar ali para sempre. E tudo isso aconteceu segundo a Sua sabedoria. Foi este o desejo de Deus; e foi através do Seu Filho Jesus Cristo que Ele não somente apagou todos os nossos pecados e nos fez Seus filhos, mas nos livrou de toda condenação também. Deus nos fez Seus filhos e filhas. Mas isso não é tudo, porque Ele não apenas nos fez Seus filhos, mas também nos abençoou com todos os direitos e privilégios do Senhor para vivermos para sempre no Reino dos Céus como Seus filhos. Essas bênçãos são tão grandiosas que palavras não podem descrever todas elas.
Só o fato de não morrermos mas vivermos para sempre já é algo maravilhoso, e como isso não fosse suficiente, Deus nos deu poder para reinar no Reino dos Céus. Você já teve poder para mandar fazer tudo conforme a Sua vontade? Isso até que pode ter acontecido, porém a Igreja de Deus não é lugar para alguém exercer seu poder assim. Ao contrário, é um lugar onde todos nós temos que servir e cuidar uns dos outros.
Mas o poder para liderar as pessoas traz uma influência tremenda. Quando um político é eleito presidente ou primeiro ministro de uma nação, ele tem poder para comandar todo o governo e determinar sua política. O poder torna tudo possível apenas com palavras. Mas o poder que temos nos foi dado por Deus. E a vida abençoada que temos está além da compreensão, algo que não pode ser contado ou medido. É por isso que nós pensamos que seremos felizes se recebermos apenas algumas bênçãos agora. Muitos de nós se alegrariam se Deus realizasse três desejos nossos como se Ele fosse um gênio da lâmpada. Todo mundo deseja algo assim.
Em Jesus Cristo, contudo, Deus nos deu um grande poder e muitas bênçãos que nunca poderiam ser contadas ou medidas, pois como seres limitados jamais as compreenderíamos de fato.
O apóstolo Paulo declarou em Romanos 8:18: “Para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada”. As bênçãos que recebemos de Jesus Cristo são tão fabulosas que nossas aflições neste tempo presente não se comparam ao que Deus tem para nós. Por essa razão, todos nós podemos ser prósperos em Cristo Jesus, pois temos essa esperança. Sempre que eu passo por dificuldade, eu me lembro do que Deus disse na passagem bíblica deste capítulo. Aí então, eu me sinto grato a Deus e suporto tudo, porque as bênçãos que Ele me deu são muito maiores do que isso. Se eu enfrentasse minhas batalhas e não vivesse para o Senhor, eu não poderia ser grato a Ele por ter recebido tamanhas bênçãos.
Deus disse que deu todas essas bênçãos aos “principados e potestades nas regiões celestiais” (Efésios 3:10), e eu creio nisso. Se você não é grato o bastante por essas bênçãos ou não consegue se lembrar delas, isso é porque você ainda está muito feliz com as coisas do mundo. Mas o mundo jamais poderá te satisfazer plenamente. Na verdade, é justamente pela vida ser tão dura aqui que esperamos o dia em que entraremos no Reino dos Céus. E todos nós temos que viver pela fé até este dia chegar, pois essa promessa com certeza se cumprirá algum dia e essa vida abençoada virá diante dos nossos olhos.
O apóstolo Paulo estava na prisão quando escreveu o texto bíblico deste capítulo. Ele estava preso. Por isso que ele pensou nas insondáveis riquezas de Cristo. E por pensar nestas bênçãos e crer em todas elas, seu coração não se turbava, embora ele estivesse preso. Paulo sempre foi grato a Deus, não importa o que acontecesse com ele. Foi por isso que mesmo estando na prisão, ele pôde ser o pastor dos santos em Éfeso e abençoá-los dizendo: “Que seu coração seja cheio das insondáveis riquezas de Cristo!” Como Paulo, nosso coração também de estar cheio das insondáveis bênçãos de Deus, pois nós somos Seus servos e obreiros hoje em dia.
Contudo, nós não recebemos essas bênçãos para fazermos algo por conta própria, mas para nos alegrarmos pela fé, pois o Senhor no-las deu gratuitamente. Nosso Senhor Jesus Cristo nos dá todas essas bênçãos, realiza todos os desejos da nossa mente e do nosso coração, e trabalha na Igreja de Deus a fim de cumprir todos os nossos desejos. Sendo assim, todos nós temos que confiar no Senhor e ser gratos a Ele. Nosso coração já está cheio das abundantes bênçãos de Cristo.
Eu sou muito grato a Deus!