Sermões

Assunto 9: Romanos

[Capítulo 3-3] (Romanos 3:10-31) Você Agradece a Deus pelo Senhor?

( Romanos 3:10-31 )
“Como está escrito: Não há justo, nem um sequer,
não há quem entenda, não há quem busque a Deus;
todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura; são os seus pés velozes para derramar sangue, nos seus caminhos, há destruição e miséria; desconheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos. Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus,
visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado. Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus. Onde, pois, a jactância? Foi de todo excluída. Por que lei? Das obras? Não; pelo contrário, pela lei da fé.
Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei. É, porventura, Deus somente dos judeus? Não o é também dos gentios? Sim, também dos gentios, visto que Deus é um só, o qual justificará, por fé, o circunciso e, mediante a fé, o incircunciso. Anulamos, pois, a lei pela fé? Não, de maneira nenhuma! Antes, confirmamos a lei”.
 

Os seres Humanos não têm nada do que se orgulhar na Carne

Romanos 3:10-12 afirma, “Como está escrito: Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer”. Todos nós somos cheios de pecados perante Deus em razão da carne. Alguém pode se tornar justo por si próprio por meio da carne? Pode haver carne justa por natureza diante de Deus? Um ser humano jamais poderia ser justo com a carne. A carne nunca pode ser justa sem ser liberta dos pecados através de Jesus Cristo.
Aqueles cujos pecados foram destruídos não têm do que se orgulhar com as suas carnes. Nós, cujos pecados foram destruídos, também não podemos evitá-los removendo-os da carne, e não temos a capacidade de ser bons. Nós não podemos dizer que vivemos vidas boas, exceto quando servimos ao Senhor Jesus e fazemos obras espirituais. Assim como Jesus disse, “O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito” (João 3:6), a carne apenas se agrada em andar na sua cobiça, e o espírito, no Espírito. A carne nunca poderá ser transformada no espírito.
Todos os seres humanos nascem pecadores, vivem sob o pecado, morrem em vão e são lançados no lago de fogo do inferno. Eles não teriam esperança se Deus não tivesse enviado Seu único Filho ao mundo para salvá-los de todos os seus pecados. Se há uma esperança para nós, é porque Deus nos deu uma verdadeira esperança. Se não fosse por Deus, nós não teríamos nem a Justiça, nem a esperança. Esta é a verdade quando nós analisamos o destino de cada um, incluindo eu e você, no mundo.
Apesar de sermos chamados “os senhores da criação”, nós estamos destinados a nascer no pecado, independente da nossa vontade, e viver em vão e ir para o inferno. Como nós somos transitórios! Usualmente identificamos a vida efêmera do ser humano com a de uma libélula, que nasce e vive toda a sua vida em um dia e morre, e retorna para a poeira. Nós não temos esperança sem Jesus. A única coisa necessária que os seres humanos fazem durante a vida é nascer, comer, beber, morrer e ir para o inferno, não importa quão famoso ou importante ele possa ser. Nós vivemos em vão e desaparecemos em vão, e estamos destinados a receber o julgamento eterno.
Contudo, Deus nos deu a Lei para nos dar o conhecimento do pecado e então gratuitamente nos fez justos pela Sua Graça através da remissão dos pecados em Jesus Cristo. Ele enviou Seu único Filho, que levou todos os nossos pecados e foi crucificado, sendo a propiciação para aqueles que creem no batismo e sangue de Jesus. Deus propôs Jesus para ser a propiciação para nós, e nos justificou.
Como aqueles que têm a remissão dos pecados podem ser justos? Nós, que temos a remissão dos pecados, temos justiça na carne? Você tem do que se orgulhar na carne diante de Deus? Nós não temos nada com que nos orgulharmos na carne. Por causa de Deus, no Senhor Jesus, somos libertos e damos graças a Ele, pois nós temos a remissão dos pecados, a confirmação da salvação e a vida eterna.
Nós que temos a remissão dos pecados não somos nada diante de Deus. A carne humana tem algo com que possa se gloriar? A carne é justa? Nós temos algo com que nos gloriar em nossos 70-80 anos de vida? Um ser humano não tem nada de justo. Do que podemos nos orgulhar diante de Deus? A carne realmente não tem com o que se gloriar. A carne não tem nada com o que se orgulhar, nem mesmo 0.1%.
 

A única coisa com a qual podemos nos orgulhar é a Justiça de Deus

O que nós podemos nos orgulhar é que o Senhor Jesus nos salvou de nossos pecados, como está escrito, “Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas”. O Senhor Jesus é a nossa vida eterna e nosso Salvador. Ele nos fez justos. Nós somos justos porque Jesus nos salvou perfeitamente. Não temos nada do que nos orgulhar na carne ou com as obras da Lei. Somos gratos e louvamos ao Senhor Jesus por ser batizado e por levar todos os nossos pecados para cumprir a Justiça.
Nós temos a Justiça da fé. O Senhor Jesus salvou todas as pessoas no mundo dos seus pecados, sem deixar ninguém de fora. A salvação de Deus nos traz felicidade e nos dá esperança. Isso nos dá um novo poder. Não temos nada do que nos orgulhar, a não ser com Deus. Longe de sermos orgulhosos diante de Deus, devemos ter vergonha.
Muitas pessoas tentam oferecer os seus esforços para Deus com orgulho das suas obras e sua própria justiça, mas sua justiça própria é como uma roupa suja. Eles podem ter algo sobre o que se orgulhar entre si, mas não perante Deus.
O Senhor Jesus é o nosso perfeito Salvador. “Jesus” significa “Salvador” e Ele também é chamado de Cristo. Isto significa que o Salvador que veio em aparência de homem era Deus. Nós O chamamos de “Jesus Cristo”. Jesus é o nosso Salvador e Deus. Nós damos graças ao Senhor Jesus, O louvamos, fazemos boas obras diante dEle e temos vidas fiéis porque Deus nos salvou completamente. Apenas os crentes em Deus podem fazer obras justas.
Nós podemos trabalhar com a Justiça e sem pecados, porque o Senhor Jesus levou todos os pecados do mundo e tornou-se o Salvador que nos salvou de todos os nossos pecados. Nós não podemos resolver os nossos problemas de pecados por nós mesmos. Um ser humano não pode nem eliminar os seus pecados, nem guardar a Justiça de Deus por meio das boas obras da carne.
Deus destruiu todos os nossos pecados e nós recebemos a Justiça de Deus. Nós somos justos. Nós podemos guardar a nossa justiça santificando a nossa carne com obras virtuosas de nós mesmos? Se alguém pudesse fazer isso, seria um irmão mais velho de Jesus. Jesus nunca poderia ser o Salvador para tal pessoa. Nós temos o instinto de tentar guardar a nossa própria justiça com a habilidade da nossa carne e emoções, sem perceber isso. A carne age por instinto. Instintivamente lutamos contra o perigo, queremos comer muito quando vemos uma comida gostosa, e queremos nos divertir quando vemos algo interessante.
Instintivamente queremos guardar a Justiça de Deus com a carne, porque a carne age por instinto. Contudo, não podemos fazer isso. Nossa salvação não vem pela nossa própria justiça. Nós nunca poderíamos ser salvos pela Lei, fazendo boas obras com a carne ou nos dedicando mais a Deus. Nossas obras não estão incluídas na Justiça de Deus, nem mesmo 0.1%. Nós somos justificados pela fé que Deus veio ao mundo em aparência de homem e recebeu o batismo de João Batista antes de ser crucificado para cumprir a Justiça, que nos salvou perfeitamente de nossos pecados.
 

O Senhor Jesus que nos Salvou é o Perfeito Salvador

O Senhor Jesus cumpriu toda a Justiça levando todos os pecados que os seres humanos cometem até morrerem, tornou-se o perfeito Salvador para eles, e os fez justos. Deus nos fez perfeitos cumprindo toda a Justiça. Deus nos capacita a trabalhar espiritualmente. Nós temos o direito de trabalhar espiritualmente diante de Deus porque nós recebemos a Sua Justiça, nos tornando sem pecados, apesar da nossa carne continuar agindo de forma carnal. Contudo, aqueles cujos pecados ainda não foram destruídos não podem trabalhar espiritualmente. Eles não estão qualificados para isso.
Nós fomos qualificados para fazer as coisas espirituais por Deus. Agora nós podemos fazer as coisas do Espírito. Nós podemos fazer a obra justa de Deus separada das coisas da carne. Deus se tornou o nosso perfeito Salvador! Deus, que criou todas as coisas, inclusive o ser humano, é revelado para nós como o Senhor da salvação porque Ele veio ao mundo e cumpriu toda Justiça. Em Sua relação conosco, Deus se tornou o nosso Salvador e Senhor que nos salva.
A salvação seria imperfeita se alguém que fosse fraco ou não fosse habilitado nos salvasse. Haveria uma possibilidade de falha algum dia. Pelo contrário, Aquele que nos salvou não é uma pessoa falha. Ele é Deus e o Criador que fez todas as coisas. João 1:3 afirma, “Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez”. Quem é Jesus? O Salvador. Quem é o Salvador? Ele é Deus, o Criador. Deus nos salvou perfeitamente. Nossa salvação é perfeita porque Ele nos salvou. Dura para sempre. Todavia, a nossa salvação seria inválida se Ele não fosse o nosso Criador. Se Ele fosse uma pessoa entre as outras criaturas, nossa salvação não duraria muito, e a sua Justiça seria como um tecido desgastado. Se uma pessoa veste roupas perfeitas de couro, nunca se cansará mesmo se jogar futebol ou descer de um escorregador. Mas se não tiver roupas perfeitas, se cansará rapidamente.
O Senhor Jesus, que nos salvou de todos os pecados, não é imperfeito. O Senhor Jesus, que nos salvou, é Deus. Ele é perfeito! A salvação de Jesus, que foi batizado para tirar todos os nossos pecados, que foi crucificado, que ressuscitou da morte e está assentado à direita de Deus, nunca se torna inválida. Esta é a salvação que Deus nos deu!
 

Nossa própria justiça deve ser quebrada para vivermos pela Fé

Na Bíblia, aqueles que foram cheios da sua própria justiça viveram em muitas dificuldades, pois Deus queria quebrar esta justiça por meio das dificuldades. Existem muitas passagens como “Mas os altos não se tiraram” nos livros sobre os reis. Significa que um ser humano não é perfeito na carne, mas ele é feito justo crendo no Senhor Jesus.
Meus amados santos, nosso Deus nos salvou perfeitamente, não importa quão fracos nós sejamos. Nós iremos morrer se nós vivermos apenas por nossa própria justiça. Mas o Senhor Deus nos salvou completamente dos nossos pecados. Ele irá se regozijar em nós se vivermos pela Justiça de Deus, não importando quão fracos sejamos. Isaías 53:5 afirma, “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades”. Deus levou as nossas iniquidades de uma vez por todas. Nós não precisamos ter medo de quebrar a nossa própria justiça.
Algumas pessoas têm personalidades semelhantes a vasos de vidro. Eu conheço uma irmã que foi para a América. Ela era muito nobre; falava cuidadosamente e nunca xingava, sempre que eu a encontrava. Ela costumava dizer, “Oh! Senhor, homem ruim”, para algum homem ruim, apesar de ela já ter recebido a remissão dos pecados. Ela recebeu a remissão dos pecados crendo no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz, apesar disso ela estava cheia de sua própria justiça, então ela era extremamente cuidadosa em tentar não se expressar por medo de que a sua justiça fosse quebrada. Muitas pessoas são como ela. A justiça delas dura muito? Não, rapidamente será quebrada.
Sua carne tem fraquezas apesar de você já ser salvo? Sim. Você vive uma vida perfeita? Nós podemos viver perfeitamente após a remissão dos pecados somente quando andamos com o Espírito. Apenas as justas obras são qualificadas como boas perante Deus. Nós somos dignos de louvor quando trabalhamos e andamos com o Espírito. Nós não temos nada com que nos orgulhar na carne. Algumas pessoas entre os santos que têm a remissão dos pecados tentam guardar a sua própria justiça por medo de ser quebrada.
Contudo, o Senhor Jesus não se regozija nelas. A justiça humana será quebrada de qualquer forma. Seria melhor que fosse quebrada o quanto antes. Seria quebrada de qualquer forma em 10 ou 20 anos. Portanto, seria melhor que o homem exterior fosse logo quebrado, para que o homem interior pudesse viver pela fé. As pessoas tentam não quebrar a sua justiça, apesar do fato de que será quebrada de qualquer jeito.
O Senhor Jesus tornou-se o nosso Salvador. Quão perfeito é o nosso Salvador! O Senhor Deus tornou-se o nosso Salvador. Ele salvou a mim e a você. Você se torna pecador novamente em razão das fraquezas da sua carne? Não. Deus cumpriu toda Justiça. Nossa justiça é quebrada muitas vezes depois que nascemos de novo da água e do Espírito. Nossa maldade é revelada muitas vezes enquanto nós seguimos ao Senhor Jesus. É revelada enquanto tentamos escondê-la, no caso dos introvertidos, e é revelada para outras pessoas no caso de um extrovertido. Quando nossa justiça é revelada, apenas ela é quebrada enquanto a Justiça de Deus permanece firme.
 

O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito

Eu quero que você acredite que o Senhor Deus tornou-se o nosso perfeito Salvador. Portanto, nós devemos viver pela fé. Deus quer que nossa justiça seja quebrada, pois Ele tem prazer nisso. João 3:6 afirma, “O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito”. A carne não pode se tornar espírito. No Budismo, existe a “doutrina da emancipação da existência mundana”. Tal doutrina insiste que a carne pode se tornar espírito. A carne nunca pode se tornar espírito. Não, não pode. Quem pode fazer isso? Ninguém pode fazer isso.
Sung-chul, um monge coreano muito famoso no Budismo contemporâneo, morreu há alguns anos atrás. Ele buscou a verdade meditando enquanto olhava para uma parede por quase duas décadas. Ele nem mesmo se deitou para dormir por uma década para alcançar a iluminação espiritual. Ele até mesmo dormiu sentado por 10 anos, e ele só tentava ter uma mente boa, derrotando os pensamentos ruins, adultério, fornicação, morte, roubo, maldades, orgulho e ignorância que vinham de seu interior. Muitas pessoas pensavam que ele era um Buda vivo. Contudo, ele mesmo sabia que não podia extinguir a luxúria da sua carne por completo, então ele deixou um pedaço de um poema do Nirvana quando estava prestes a morrer, após cultivar sua mente por quase duas décadas no coração das montanhas:
“Por eu ter enganado muitos homens e mulheres durante a minha vida, meus pecados são maiores do que as montanhas mais altas. Eu irei cair no mais profundo inferno, e a minha lamentação será dividida em dez mil formas. Um pedaço do sol vermelho desce por trás das montanhas azuis”.
Todas as pessoas religiosas do mundo admiravam a sua sublime personalidade e seus ensinamentos aparentemente profundos. Contudo, ele mesmo realmente disse que iria para o inferno.
A carne nunca pode ser espírito, mas as nossas almas tornaram-se filhas de Deus quando nós nascemos de novo crendo na Sua salvação. Nós só nos tornamos novas criaturas pela Graça de Deus que nos ressuscitou na Sua Justiça. Um ser humano não pode se renovado pelos seus próprios esforços.
Ministros, monges e padres católicos que participam de ministérios em prisões, aconselham os prisioneiros a levarem vidas virtuosas pelo resto de suas vidas. Contudo, a carne nunca muda. Deus quer que nós abandonemos nossa própria justiça e acreditemos firmemente que o Senhor Jesus é o nosso Salvador. Creia no batismo e na Cruz de Jesus. Então, você terá a grande fé na salvação.
 

Agora Deus olha para os Crentes

O Senhor Jesus tornou-se a propiciação por nós. Ele foi batizado para levar todas as coisas que separavam os seres humanos de Deus Pai. Ele foi crucificado para pagar o salário dos nossos pecados, foi julgado em nosso lugar, e nos salvou de todos os pecados. Deus tornou-se propiciação por nós.
Ele diz, “A quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus”. (Romanos 3:25-26).
Deus veio ao mundo e cumpriu toda a Justiça. Todos no mundo estão sem pecados. Ninguém vai para o inferno se crer na perfeita salvação de Deus. A pessoa vai para o inferno em razão de sua descrença. Uma pessoa pode ser salva se abandonar a sua própria justiça e hipocrisia e aceitar a Deus como seu Salvador, crendo no batismo e na morte de Jesus na Cruz. Nós vivemos sem pecados aos olhos de Deus, porque Ele levou todos os pecados do mundo sobre Si mesmo e os eliminou.
Eu creio em Deus. Você também. Ele é o Salvador. Nós não temos pecados. O Senhor Deus nos salvou perfeitamente. O único problema deixado para nós é como nós iremos gastar o resto das nossas vidas. Como devemos viver? Nós devemos andar no Espírito. Nós não temos que nos preocupar em eliminar os nossos pecados. As palavras, “Por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos” significam que Deus não nos condena por nossos pecados. Nós não temos pecados e nada para sermos julgados porque Deus já nos salvou de nossos pecados recebendo o batismo de João Batista e sendo crucificado. Dessa forma, Deus não nos condena por nossos pecados. Ele olha para aqueles que creem nesta verdade com o coração.
A Bíblia diz que não há justo, mas nós somos justificados pela fé em Deus, “Como está escrito: Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus;
todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura; são os seus pés velozes para derramar sangue, nos seus caminhos, há destruição e miséria; desconheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos”. (Romanos 3:10-18).
Deus veio ao mundo e levou todos os pecados, daqueles que fazem todo o tipo de maldade enquanto vivem neste mundo, não têm justiça e tornaram-se inúteis, no Rio Jordão. Você crê nisso?
Agora, Deus olha para as pessoas que creem que Ele as salva de todos os seus pecados. Os olhos do Senhor Jesus estão sobre os justos. Ele os encoraja. Ele toma conta de nós, está sempre conosco, nos guarda e trabalha conosco. Deus confiou a nós as obras justas. Jesus sofrerá mais do que nós se sofrermos com as maldades da carne. “Por que vocês sofrem com os seus pecados quando eu já os salvei de todos eles?”.
O que nós temos que fazer agora é crer em Deus, andar no Espírito e pregar o evangelho para as almas perdidas. Estas são as coisas que temos que fazer agora. Você crê nisso? Não mostre a sua própria justiça ou tente estabelecer uma comparação dela com as de outras pessoas para aparecer. Não ofenda as pessoas que não são justas por si próprias. De fato, não há ser humano justo por natureza.
 

Nós agradecemos ao Senhor Jesus que nos salvou através do Seu batismo e da Cruz

Nós não temos com o que nos orgulhar perante Deus, exceto pelo Seu amor, que nos salvou perfeitamente. Tudo o que nós temos a fazer é nos orgulharmos da salvação de Deus, louvá-la, glorificá-Lo, e pregar o evangelho da água e do Espírito. Nós não precisamos nos preocupar com o pecado ou em ir para o inferno. “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. (Romanos 8:1). Nunca. Você percebe? A pessoa só vai para o inferno se não se unir ao fato de que o Senhor Jesus a salvou com o Seu Ato de Justiça. Contudo, quem crê nisso não precisa se preocupar com o pecado ou em ir para o inferno.
O Senhor Deus nos salvou de todos os pecados com o batismo e o sangue de Jesus. Quão agradecidos nós somos! “Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei. É, porventura, Deus somente dos judeus? Não o é também dos gentios? Sim, também dos gentios”. (Romanos 3:28-29).
Deus não é somente o Deus dos Judeus, mas também o Deus dos Gentios. Ele é Deus para todos os seres humanos. O Senhor Deus nos salvou dos nossos pecados. Para isso, Ele veio ao mundo, foi batizado para receber todos os pecados, e foi crucificado para ser julgado por eles. Assim, Ele se tornou o Deus e o Salvador de todos os seres humanos. Esta é a conclusão de Romanos capítulo 3. O Apóstolo Paulo cria nisso. Nós também cremos nisso.
O Apóstolo Paulo não somente fala sobre a fraqueza da carne, mas também sobre a Justiça de Deus fora da Lei. Nós não podemos ser salvos pelas obras da Lei. Pelo que, então, podemos ser libertos? Pela fé na salvação de Deus. O Senhor Deus tornou-se a propiciação por nós e deixou impunes todos os pecados anteriormente cometidos. Assim, os incrédulos serão julgados pelo pecado de ser contra o Espírito Santo. Ele não julga os pecados que cometemos pela fraqueza da carne, porque não há pecado no mundo.
Dessa forma, nós temos que crer no Senhor Deus. Não há condenação ou julgamento para os crentes. Deus é o Deus dos crentes, então nós devemos gastar o resto de nossas vidas andando no Espírito. Nós sempre podemos fazer coisas do Espírito porque todos os nossos pecados já foram perdoados, apesar de nossa carne querer viver na luxúria. O Senhor Deus é o Deus dos Judeus e dos Gentios. Ele também é o Deus dos crentes e dos incrédulos. Isto significa que Deus quer que todos os seres humanos sejam salvos de seus pecados. Ele pode se tornar o Salvador dos incrédulos. Ele já se tornou o Deus dos crentes.
Eu agradeço ao Senhor Deus do fundo do meu coração. Quão miserável eu seria se Deus não tivesse vindo a este mundo na forma de carne humana, e se Ele não tivesse sido batizado no Rio Jordão para levar todos os nossos pecados. Se Ele não tivesse se tornado o nosso perfeito Salvador, nós seríamos novamente pecadores após recebermos a remissão dos pecados, porque nós somos fracos até o dia da nossa morte. Eu dou graças ao Senhor Deus.