Sermons

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 9-1] Creia em Jesus Cristo Que Veio Como Nosso Senhor (Mateus 9:1-13)

Creia em Jesus Cristo Que Veio Como Nosso Senhor
(Mateus 9:1-13)
“Entrando Jesus num barco, passou para o outro lado, e foi para a sua própria cidade. Alguns homens lhe trouxeram um paralítico deitado num leito. Vendo Jesus tão grande fé, disse ao paralítico: filho, tem bom ânimo; os teus pecados estão perdoados. Mas alguns escribas diziam entre si: Ele blasfema. Jesus, porém, conhecendo os pensamentos deles, disse: Porque pensais mal nos vossos corações? Qual é mais fácil? Dizer: os teus pecados estão perdoados, ou dizer: levanta-te e anda? Ora, para que saibas que o Filho do homem na terra tem autoridade para perdoar pecados – disse então ao paralítico: levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa. Levantando-se ele, foi para casa. A multidão, vendo isto, admirou-se e glorificou a Deus, que dera tal autoridade aos homens. Passando adiante, Jesus viu assentado na coleta um homem chamado Mateus, e lhe disse: segue-me. Ele se levantou e o seguiu. Enquanto Jesus estava jantando na casa de Mateus, chegaram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos. Os fariseus, vendo isto, perguntaram aos seus discípulos: por que come o vosso mestre com cobradores de impostos e pecadores? Jesus, porém, ouvindo isso, disse: não necessitam de médico os são, mas, sim, os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: misericórdia quero, e não sacrifícios. Pois eu não vim chamar os justos, e, sim, os pecadores ao arrependimento.”
 
 
Através dessa passagem das Escrituras aqui, eu desejo compartilhar as bênçãos de Deus com todos vocês. A passagem acima descreve a cura do paralítico feita por Jesus. Quando as pessoas trouxeram o paralítico até Jesus, Ele disse a ele: “filho, tem bom ânimo; os teus pecados estão perdoados.” Naquela hora, ouvindo o que Jesus disse, alguns dos escribas pensaram entre si: “este Homem blasfema! Ele é tão arrogante!” Sabendo o que estes escribas pensavam, Jesus disse a eles: “Porque pensais mal nos vossos corações? Qual é mais fácil? Dizer: os teus pecados estão perdoados, ou dizer: levanta-te e anda? Ora, para que saibas que o Filho do homem na terra tem autoridade para perdoar pecados.” Não tinha como Jesus não saber o que se passava no coração dos escribas. É por isso que Ele disse a eles: “por que pensais mal em vossos corações?”
O que, afinal de contas, é o mal? É não crer no poder do Senhor. Não conhecer quem o Senhor é nem crer nEle é o que é mal exatamente. Jesus perdoou todos os nossos pecados exceto o pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo, que é o único pecado que não pode ser perdoado. Esse pecado é não crer em Jesus, e não crer no evangelho da água e do Espírito que Ele cumpriu. Portanto é impossível para aqueles que cometem esse tipo de pecado se tornar justos. Se fôssemos falar do maior de todos os pecados, ele seria o pecado da descrença. Esse pecado da descrença é um milhão de vezes maior do que os pecados que nós cometemos com nossos atos. Não crer nEle é o maior dos males e o maior de todos os pecados.
Quando os quatro homens trouxeram o paralítico até Jesus, Jesus na mesma hora disse a ele: “filho, tem bom ânimo; os teus pecados estão perdoados.” Naquele tempo, havia escribas perto de Jesus. Os escribas eram homens de considerável educação e preparo. Na linguagem de hoje, eles eram como os oficiais de justiça. Então estes escribas eram os oficias de justiça do estado de Israel naquela época. Ouvindo o que Jesus disse ao paralítico, eles pensaram consigo mesmos: “Ele é tão arrogante! Ele é o mais arrogante dentre todos aqueles que já vimos! Como alguém ousa dizer: ‘filho, teus pecados estão perdoados’? Eu não posso entender como esse homem chamado Jesus pode dizer tais palavras! Ele é um blásfemo!” Eles achavam que Jesus proferiu palavras que nenhum homem deveria proferir. Uma vez que Jesus disse: “filho, teus pecados estão perdoados,” estes escribas, que não criam que Jesus era Deus, não tiveram como não pensar dessa maneira.
 
 

Jesus é Deus para Todo Mundo

 
Nestes dias atuais, quando assistimos televisão, nós sempre nos deparamos com líderes religiosos aparecendo e dizendo: “eu perdoei os seus pecados.” Já que essas pessoas, sendo meros seres humanos, estão dizendo tais palavras como se fossem Deus, nós só podemos considerá-las extremamente arrogantes.
Os escribas na passagem das Escrituras aqui também pensavam assim, considerando Jesus totalmente arrogante. Eles não disseram isso com palavras, mas mesmo assim Jesus sabia o que eles estavam pensando, e Ele disse a eles que eles estavam pensando mal nos seus corações. Ele então repreendeu seus pensamentos maus dizendo: “Eu disse isso para que vocês saibam que o Filho do homem tem autoridade na terra para perdoar pecados.” E Ele queria de fato que todos entendessem que Jesus Cristo que veio como Filho do homem realmente tinha autoridade para perdoar pecados.
Nós dizemos que alguém é blásfemo quando essa pessoa, no seu orgulho e arrogância, não sabe se colocar no seu devido lugar e tenta exaltar a si mesmo diante de Deus. Os escribas acharam que o que Jesus havia dito era um blasfêmia arrogante porque não criam que Ele era realmente o próprio Deus e o Filho de Deus.
Mas isso só foi um reflexo da sua maldade, porque Jesus de fato era Deus. Jesus é o Senhor de todas as coisas que criou a humanidade e o universo, e Ele é o Senhor dos senhores, de todas as coisas que se encontram nos domínios de todo o Seu universo. É isso que Jesus é realmente para nós, mas os escribas não entenderam Sua posição. Jesus lhes disse que eles tinham pensamentos maus porque Ele sabia que era isso o que eles pensavem dEle. Então Ele disse: “Eu disse o que disse para que vocês saibam que o Filho do homem tem autoridade na terra para perdoar pecados. Se eu ao invés tivesse dito: ‘filho, levanta-te, toma o teu leito e vá para casa,’ e se o paralítico se levanta-se, tomasse seu leito e fosse para sua casa, talvez vocês tivessem entendido isso. Mas a questão não é essa.”
Nosso Senhor disse isso comparando de duas formas diferentes o que Ele poderia ter dito, perguntando aos fariseus: “o que é mais fácil dizer: ‘teus pecados estão perdoados,’ ou dizer: ‘levanta-te e anda’?” O que vocês acham que os escribas achavam mais fácil? Seria mais aceitável para eles se Jesus tivesse dito: “filho, seja curado da sua paralisia, tome seu leito e anda,” ao invés de dizer: “filho, teus pecados estão perdoados.” Mas porque Jesus era o Ser Absoluto, cujo poder era muito maior do que este, Ele disse: “teus pecados estão perdoados,” para que as pessoas soubessem que o Senhor tinha poder para perdoar os pecados da humanidade. Foi para fazê-los saber disso que Jesus tinha essa autoridade de perdoar pecados que Ele disse.
Quando nós confessamos crer em Jesus, todos nós cremos que Ele é o Criador que criou todo o universo e o Salvador que nos salvou de todos os nossos pecados. Mas sinceramente, tem vezes em que diminuimos sua reputação, porque para Deus Pai, Jesus é Seu Filho. Todavia, embora Jesus seja de fato o Filho de Deus, Ele mesmo também é em Sua essência o Deus Todo Poderoso. Jesus é o próprio Deus que tem o poder de perdoar os pecados da humanidade, e Ele é o nosso Salvador. E Jesus Cristo veio a essa terra para apagar realmente todos os nossos pecados com Seu batismo e com Seu sangue na Cruz.
Qual é o seu entendimento sobre quem é Jesus, e como você crê nele em seu coração? Você, por acaso, não crê em Jesus como os escribas criam? Quando Pedro creu em Jesus e fez sua confissão de fé, ele disse: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.” Como você considera Jesus, e quem você crê que Ele é? Você realmente crê que Jesus Cristo é o verdadeiro Filho de Deus? Há um Deus que é Pai de Jesus Cristo, mas para você e eu, Jesus Cristo é o mesmo Deus.
 
 

Você conheceu a Jesus corretamente?

 
Quando Jesus veio essa terra, Ele foi realmente acusado e desprezado, tratado como uma pessoa desprezível. A Bíblia diz: “estava no mundo, o mundo foi feito por meio dele mas o mundo não o conheceu” (João 1:10). Em outras palavras, Ele que é o Criador e Senhor de todos nós veio a esse mundo, mas o mundo não O conheceu e falhou em recebê-Lo como tal. Quem exatamente não O recebeu? Todos neste mundo.
Nós não esquecemos essa verdade, embora tenhamos sido salvos de todos os nossos pecados por crermos nEle através do evangelho da água e do Espírito? Você, por acaso, não esqueceu quem Jesus é, ignorando Sua honra e Sua dignidade, colocando-O de lado e deixando-O para trás? O Pai está acima de Jesus Cristo, mas para nós, “Deus Pai,” o Pai de Jesus Cristo, é Deus, e Jesus também é o mesmo Deus Absoluto. E por quê? Porque Ele é o nosso Senhor, e porque ele de fato veio a essa terra e nos salvou de todos os nossos pecados por meio do evangelho da água e do Espírito. Ele não somente tem autoridade para perdoar pecados, mas é também nosso Senhor, e o Criador que realmente criou a todos nós. Ele de fato é o nosso Senhor, Deus e Salvador de todos.
Você, por acaso, não desprezou Jesus? Não estamos nós, em outras palavras, pensando em Jesus como alguém que é menor do que Deus Pai, apesar do fato de Jesus ser o próprio Deus? De ponto de vista humano, muitas pessoas têm o costume de pensar que Jesus está num nível mais baixo que o Pai. Mas Jesus também é o verdadeiro Deus para nós (1 João 5:20). Para o Pai, Jesus é realmente Seu Filho, mas para nós Ele é Deus.
Jesus é o próprio Deus que de forma alguma deve ser ignorado, o Todo Poderoso e Onipotente que não deve ser desprezado nem um pouquinho. Não crer na deidade de Jesus é o mesmo que cometer o pecado da blasfêmia. O Deus que não somente se tornou o Salvador que nos salvou de todos os nossos pecados, que também é nosso Deus hoje em dia, não é nenhum outro senão Jesus Cristo.
A não ser que você tenha a fé que conhece e crê em Jesus corretamente, você está fadado a ter pensamentos maus como os escribas. E assim acabará desprezando Jesus. Como é terrível acusarmos Jesus de blasfêmia! Como é maligno não crermos nEle! Não crer nEle é o maior de todos os pecados. É porque as pessoas não crêem nEle que elas estão condenadas ao inferno.
Você e eu temos que crer em Jesus como nosso Salvador e como nosso Deus. Nunca devemos pensar que nosso Jesus é inferior a Deus Pai. Nós temos que crer em Jesus como o próprio Deus que não tem deficiências. Jesus Cristo é Deus para nós. Ele é o próprio Deus que é semelhante ao Seu Pai.
Quando Jesus veio a essa terra, Ele fez isso se humilhando de uma forma inimaginável. Foi para salvar a humanidade dos seus pecados que Jesus Cristo veio a essa terra no corpo de um homem. Porém, indigno da Sua posição, como Ele teve pouco respeito, e como Ele foi desprezado! Quanto sofrimento Ele teve quando foi desprezado sem medida!
Nós, os nascidos de novo, não ficamos irados por dentro quando aqueles que não nasceram de novo ficam se exaltando, nos ignoram e nos desprezam? Isto porque em nossos corações temos fé de que somos o povo de Deus, e porque nós realmente pertencemos a Jesus e reinaremos com Ele. Por sermos povo de Deus, nós somos totalmente diferentes daqueles neste mundo que não crêem em Jesus Cristo. Nós somos novas criaturas, enquanto que eles são velhas criaturas, e vão perecer, enquanto que nós nos alegraremos na vida eterna e reinaremos com Jesus. É por isso que quando somos ignorados e escarnecidos por aqueles que ainda não nasceram de novo, nosso orgulho é ferido e nós ficamos totalmente indignados.
Então quando nós mesmos éramos assim, como Jesus, o próprio Deus, se sentiu? Não podemos nem imaginar como Ele deve ter se sentido insultado quando os Seus, meras criaturas, O ignoravam, o Deus Criador.
Quando quatro homens trouxeram o paralítico até Jesus, Ele disse a ele: “filho, teus pecados estão perdoados. Levanta-te e anda.” Isto era algo que Jesus estava mais do que qualificado para dizer. Jesus disse isso ao paralítico porque ele realmente cria que Jesus era o Filho de Deus e o Ser Absoluto. Esse paralítico realmente creu em seu coração que Jesus era o seu Salvador e o próprio Deus. Ele creu, em outras palavras, que Jesus veio a essa terra no corpo de um homem e o salvou.
Foi porque ele buscou a Jesus com um coração assim que nosso Senhor, conhecendo o fundo do seu coração, disse a ele: “filho, os teus pecados estão perdoados.” Foi pelo paralítico ter reconhecido quem Jesus era e crido nEle que ele foi realmente perdoado de todos os seus pecados.
Isso é muito importante para nós que conhecemos de fato quem é Jesus quando confessamos crer nEle. Se não tivermos a compreensão e o reconhecimento corretos de Jesus, então toda nossa fé está fadada a fracassar. É quando nós conhecemos a Jesus Cristo corretamente que nossa fé se torna completa. A não ser que conheçamos Jesus corretamente quando cremos nEle, nossos corações não poderão ficar firmes na fé, mesmo que nós tenhamos sidos salvos dos nossos pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que têm uma fé assim não conseguem se manter de pé. Embora eles tenham o conhecimento que os capacita a receber a remissão de pecados, eles não sabem como ser conduzidos, a quem obedecer, ou como viver. E no fim, eles acabam abandonando sua fé.
É por isso que devemos não somente crer nesse evangelho, mas viver um tipo de vida que crê em Jesus e segue a Ele. Se nós fomos remidos dos nossos pecados por crer em Jesus Cristo, então nós nos tornamos o Seu povo que tem que obedecer Sua vontade conforme Seus mandamentos. O mais apropriado é que Jesus dê a remissão de pecados e governe não apenas sobre o povo de Deus, mas sobre todos neste mundo.
Então o que Jesus disse foi muito apropriado a Ele dizer, e porque as pessoas não entendiam mesmo quem Ele era, elas não conseguiram entender a Palavra de Deus que Ele falou.
O próprio Jesus cristo, em outras palavras, pôde perdoar nossos pecados. Não há outro nome pelo qual nós podemos ser remidos dos nossos pecados. Está escrito na Bíblia: “em nenhum outra há salvação, pois também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12). Na passagem das Escrituras aqui, Jesus mesmo também disse: “pois eu não vim chamar os justos, e sim, os pecadores ao arrependimento” (Mateus 9:13). Somente Jesus tem essa autoridade.
Na verdade, o que parece tão formidável aos nossos olhos é muito simples para Ele. Nós devemos crer nEle de acordo com Seu ponto de vista. Com base nesta fé, nós primeiro clamamos a Deus sempre que oramos. E quando fazemos isso, confessamos que Ele é Deus, e clamamos não apenas a Deus Pai, mas a Jesus e ao Espírito Santo também. Para nós, Deus Pai é Deus, assim como Jesus Cristo é Deus, e o Espírito Santo também é Deus. Pelo fato do Deus Triuno ser um Deus, quando clamamos Seu nome e cremos nEle, nós não devemos pensar em Jesus ou no Espírito Santo como o Deus que de alguma forma é inferior a Deus Pai. Ao contrário, devemos pensar neles como o mesmo Deus.
Já que o Deus da Trindade é de fato o mesmo Deus, todos nós temos que crer nisso sem falhar. Deus Pai, Jesus, e o Espírito Santo são diferentes um do outro apenas nas Suas funções e posições, mas para nós, o Pai, o Filho, e o Espírito Santo são todos o mesmo Deus. Por isso, sempre que oramos, e sempre que pensamos em Jesus e clamamos a Ele, devemos crer nEle verdadeiramente como o Deus onipotente e onisciente, o Deus que tem o poder de perdoar os pecados da humanidade e julgá-los a todos.
Em nossos corações, deve haver essa fé que crê em Jesus Cristo como Deus, o Ser Abslouto que reina sobre todos nós. Quando tivermos esse tipo de fé, nós não ficaremos perdidos nem desviaremos do caminho da justiça, e poderemos viver um tipo de vida correta segundo toda a Palavra de Jesus Cristo. Por quê? Porque Jesus é Deus, o Ser Absoluto, nós não podemos considerar sem valor os atos realizados por Ele, mas devemos aceitar Suas obras como a Palavra absoluta que deve ser crida e seguida. Por esse motivo, nós nunca reagimos contrariamente ao fato de Jesus ter perdoado os nossos pecados, e que Ele reina sobre nós. É algo natural sermos governados e guiados por Ele, e para nós, isto é em si mesmo a fonte da nossa felicidade. Esse não é o seu caso?
Até os dias de hoje, a questão se Jesus é ou não Deus ou homem é aquela que tem sido discutida com mais frequência e contestada pelos teólogos, e com nenhuma conclusão à vista, não há um fim para este debate. Muitos deles não podem nem mesmo explicar a doutrina da Trindade quando perguntados sobre ela. Como resultado, embora eles professem crer em Jesus como seu Salvador, seus pecados ainda continuam intactos em seus corações; eles dizem que Jesus os salvou, mas eles não conhecem a verdadeira remissão de pecados; e em casos extremos, os pluralistas religiosos até dizem que há salvação em outras religiões também.
Pelo fato deles não conhecerem a deidade de Jesus e não crerem nela, eles não foram salvos dos seus pecados mesmo que confessem ter aderido ao Cristianismo. E eles afirmam que alguém pode encontrar a salvação e entrar no Reino dos Céus até mesmo através de uma religião não-cristã, justificando a si mesmos recorrendo a necessidade de se encontrar uma paz harmoniosa em outras religiões. E por isso que todos eles estão condenados a perecer.
O que leva esses chamados doutores em divindade dizer tais coisas? Eles dizem estas coisas porque não sabem quem Jesus realmente é, e não crêem que Ele é o próprio Deus. Então embora eles reconheçam que Ele é o Salvador que tem o poder de perdoar pecados, quando se deparam com a questão se Ele é homem ou Deus, eles não reconhecem que Ele é de fato Deus. Sua fé é como uma casa construída na areia, e cairá de uma vez só num piscar de olhos.
 
 

A Ruína do Fundador de uma Seita Poderosa

 
Houve um famoso fundador de uma seita cristã que costumava ser muito influente em toda a Coréia algum tempo atrás. Antes dele fundar sua seita, ele era presbítero da Igreja Presbiteriana. Um dia, um poder incrível, miraculoso veio sobre ele. Sempre que ele impunha suas mãos sobre as pessoas em nome de Jesus, elas eram curadas das suas enfermidades, e muitas pessoas começaram a reverenciá-lo e a segui-lo. Ele acabou deixando a Igreja Presbiteriana e fundou sua própria denominação. Usando vestimentas brancas e se colocando diante de muitos, ele aparentemente colocou em prática seu poder miraculoso, e sempre que ele fazia isso, seus seguidores pulavam, batiam palmas, e gritavam de alegria, e todos juntos faziam uma cena impressionante. Seus seguidores perderam a razão completamente, enchendo sua tesouraria com jóias preciosas, do ouro à prata. Só em realizar um simples culto, ele podia reunir um tesouro em jóias precisas e encher vários sacos com elas, e assim ele se tornou muito rico de uma hora para outra, comprando grandes pedaços de terra e propriedades.
Embora ele tenha acumulado essa grande riqueza por realizar tais sinais e maravilhas em nome de Jesus, pelo fato dele não crer em Jesus como o próprio Deus, nem em Deus e na Sua Palavra também, quando ele chegou nos seus últimos dias, ele acabou amaldiçoando Jesus e blasfemando contra Ele. Ele então ordenou aos seus subordinados que tirassem cada cruz das suas igrejas. No final, ele chegou a negar o nome de Jesus, e sua fé ruiu completamente. Este foi o fim de alguém que não creu em Jesus como Deus.
A raiz da nossa fé que crê em Jesus Cristo como nosso Salvador reside no fato de que “Jesus é Deus.” Somente quando nós cremos que Jesus Cristo é Deus é que podemos crer que Ele veio a essa terra no corpo de um homem por nós, levou os nossos pecados ao ser batizado, morreu na Cruz, e desta maneira nos salvou. É por crer nisso que nós recebemos a remissão dos nossos pecados. Somente quando cremos na deidade de Jesus é que podemos reconhecer que toda Palavra que Ele falou é verdade, e segui-la.
A não ser que você creia que Jesus é Deus, sua fé sem dúvida está fadada a ruir, não importa quão fervorosamente você possa crer nEle como Seu Salvador. E no fim, quando acontecer de você enfrentar lutas espirituais enquanto serve a Deus, você está propenso a deixar Jesus e a Deus Pai também. Por esse motivo, é extremamente importante que nós creiamos que Jesus é o nosso Salvador, o Deus da criação, e o Senhor do juízo também.
A razão pela qual os escribas na passagem das Escrituras aqui fracassaram em sua fé apesar deles crerem em Deus é porque eles não reconheceram quem Jesus era. Por outro lado, o paralítico na passagem reconheceu Jesus como Deus e assim creu em seu coração, e por causa disso Jesus disse a ele: “filho, perdoados estão os teus pecados” – ele então recebeu a bênção da remissão de pecados, foi completamente curado da sua doença, e pôde assim retornar a sua casa com seu corpo são. Os escribas, ao contrário, foram repreendidos, porque eles não reconheceram quem Jesus era e não creram nEle. Eles não foram apenas repreendidos, mas também não conseguiram receber a remissão dos seus pecados, e continuaram condenados ao lago de fogo eterno.
 
 
O Senhor Veio Chamar os Fracos Assim Como Nós
 
Jesus disse: “Eu não vim chamar os justos, e, sim, os pecadores ao arrependimento.” É por isso que a Bíblia também chama Jesus Cristo de Filho do homem, que nasceu nessa terra através do corpo de uma virgem chamada Maria, aparentemente como o filho de um homem. Porque Jesus se tornou o filho de um ser humano, e porque o Deus Todo Poderoso veio como o filho de um homem para nos salvar, Ele também é chamado de Filho do homem. Jesus, o verdadeiro Deus, veio para salvar toda a humanidade como o Filho do homem, mas enquanto um homem, o paralítico, O reconheu, outros tipos de pessoas não conseguiram reconhecê-Lo. Aqui está a encruzilhada que leva todos à salvação ou a não-salvação.
Portanto, ter fé em Jesus é indispensavelmente importante para que tenhamos fé no evangelho da água e do Espírito. Crer que Jesus é Deus é o fundamento básico da fé, e é essa fé que sustentará nossa vida espiritual até os últimos dias.
Teólogos e inúmeras pessoas têm debatido a questão se Jesus é divino ou humano, e esse debate ainda não acabou. Mas com fé, podemos resolver essa questão de uma vez por todas. Jesus é Deus. Ele é o Deus Todo Poderoso. Da mesma forma que Deus Pai é o Deus Todo Poderoso, assim como o Espírito Santo, também o é Jesus Cristo.
 
 
Jesus é o Nosso Deus Salvador e o Filho de Deus
 
Gênesis 1:2 diz: “E a terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas.”
O “Espírito de Deus” aqui se refere ao Espírito Santo. O Espírito de Deus pairando sobre a face das águas significa que o Espírito Santo pairava sobre esta atmosfera. Deus então criou todas as coisas uma por uma com Sua Palavra. Em Gênesis 1 e 2, que nos explica como Deus criou os céus e a terra, não é apenas Deus que é mencionado, mas Seu Filho e o Espírito Santo também são mencionados. Quando Deus criou o homem, Ele disse: “façamos o homem à Nossa imagem.” Portanto dessa expressão “Nossa,” podemos ver claramente que Deus é triuno.
Quando no começo Deus criou os céus e a terra, Ele disse: “Haja luz.” Essa passagem também fala de Jesus Cristo. A passagem, ‘o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas,’ refere-se ao Espírito Santo. Então Deus Pai, o Filho, e o Espírito Santo são todos um só Deus.
Todas as três Pessoas do Deus Triuno são o mesmo Deus Todo Poderoso. Nós não podemos esquecer que fomos salvos por crermos em todas essas três Pessoas do Deus Triuno. Meus amados irmãos em Cristo, vocês crêem que Jesus é o Deus Todo Poderoso e Absoluto, e que Ele é o Salvador? Todos devem crer nessa verdade, porque ela é extremamente importante. Então nós temos que reafirmar essa fé em nossos corações muitas e muitas vezes. Nós devemos dar lugar a essa fé em nossos corações e reafirmá-la.
Não importa quão fervorosamente cremos em Jesus como nosso Salvador, se nós não crermos na Sua Pessoa como Deus Absoluto, então nossa fé está fadada fracassar. Esse tipo de fé que está fadada a fracassar e se desfazer não tem ousadia, e nos torna incapazes de entender nossa posição como filhos de Deus e Seus obreiros. Assim sendo, isso torna impossível para nós ter algum orgulho. As pessoas que têm esse tipo de fé seguem o Cristianismo meramente como uma das religiões do mundo, e consideram Jesus como o mero fundador da sua religião. Como resultado, elas pensam: “eu devia ter crido apenas em uma das muitas religiões do mundo,” e acabam perecendo. Meu desejo e oração é que sua fé não seja como esse tipo de fé insignificante.
Quando eu compreendo o evangelho da água e do Espírito, eu passo a entender que a fé doutrinária, não importa o quanto alguém possa ter estudado, é totalmente vã, e não é nada mais do que fermento. Há muitos tipos de teologia que não são diferentes do conhecimento secular deste mundo, que devem ser jogadas na lata de lixo. Esse tipo de conhecimento inútil que não contém respostas nem a verdade, mas apenas cria controvérsias dia após dia, não passa de fermento.
Particularmente, deixe-me advertir vocês que nasceram de novo e aqueles que querem nascer de novo sobre o que vocês devem evitar. Nosso Senhor disse: “cuidado, acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus” (Mateus 16:6). E por quê? Porque uma vez que alguém coma desse pão levedado, é difícil nascer de novo, e se os nascidos de novo comerem desse pão levedado, eles estarão condenados a morrer. Eu sou tão grato por essa vida de fé que eu tenho agora, onde eu encontrei o evangelho da água e do Espírito e sou guiado por Jesus Cristo o meu Deus.
Nós temos que entender e crer que Jesus é completamente o próprio Deus para você e para mim. Jesus é o Ser Absoluto. Jesus Cristo é o Deus Absoluto. Ele é o verdadeiro Deus que tem a mesma autoridade, poder, força, e soberania de Deus Pai.
Jesus uma vez disse a Filipe: “quem me vê, vê o Pai” (João 14:9). Até agora, ninguém viu a Deus Pai, mas aquele que viu Jesus já viu o Pai. Isso porque Jesus é o próprio Deus. E Jesus também disse que Ele tem poder na terra para perdoar pecados. Nós devemos ter fé na Palavra de Deus. Eu desejo de todo meu coração que você e eu guardemos essa fé em nossos corações.
Enquanto eu gostaria que nós realmente tivéssemos esse tipo de fé, neste mundo, há muitas pessoas que são como os escribas. Nós precisamos estar bem cientes desse fato. Quando pregamos o evangelho, para aqueles que não crêem que Jesus é Deus, não importa o quanto falemos a eles do evangelho da água e do Espírito, tudo isso é em vão. Isso acontece porque quando tais pessoas ouvem a Palavra sem crer do fundo dos seus corações que Jesus é Deus, tudo que eles ouvem torna-se apenas uma mera doutrina.
Se você e eu não quisermos nos tornar pessoas assim, deve haver fé em nossos corações, crendo que Jesus que nos salvou é exatamente o próprio Deus. A Palavra de Verdade só pode agir em nossas vidas quando temos fé em Jesus como o Deus da criação que criou todo o universo e tudo que nele há, quando temos fé nEle como Salvador, e fé nEle como o Deus do juízo.
Jesus está vivo até agora, e Ele reina sobre nós como Deus Absoluto. Tendo se tornado nosso Pastor, Ele nos guia a lugares seguros, e também reina sobre todos da mesma forma – os bons e os maus, os crentes e os não-crentes. Nós devemos crer que nenhum outro a não ser Jesus Cristo é este Deus. Devemos saber que este mesmo Jesus Cristo em quem nós cremos e nos apegamos como nosso Deus é quem está governando o universo.
 
 
Quem Você Acha Que é Jesus?
 
Quem você acha que é Jesus Cristo? Você acha que Ele é Deus, ou você acha que Ele é um sábio entre os homens? Você pensa em Jesus como Deus, ou você crê nEle como Deus?
Jesus não pode ser comparado a meras criaturas, porque Ele, junto com Deus Pai e o Espírito Santo, é Aquele que criou os céus e a terra e tudo que há no universo desde o princípio. Quem criou e controla essa galáxia? Quem estabeleceu a ordem do universo e controla o universo inteiro com total precisão? É Jesus Cristo.
O nome Jesus quer dizer o Salvador, e o nome Cristo quer dizer o Rei ungido. Isto significa, em outras palavras, que Jesus é o próprio Deus. Jesus Cristo o nosso Deus é quem está agora governando este universo e tudo que nele há. O Céu e o inferno também estão sob o domínio de Jesus Cristo.
A razão pela qual eu continuo a enfatizar que nossos corações devem ter essa fé é porque a fé vem pelo ouvir a Palavra, assim como diz a Bíblia: “de sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10:17). Sua fé que está firmada na Palavra de Deus te dará forças para vencer qualquer perseguição ou tribulação que vier. É por isso que você deve continuar ouvindo a Palavra e se fortalecendo nessa fé, crendo que Jesus Cristo é o Deus Absoluto, e que você nasceu de novo por meio do evangelho da água e do Espírito.
Através dessa fé específica, você pode realmente ter a ajuda de Deus em sua vida todos os dias. E você pode ser ousado, e suas orações podem ser respondidas sempre que você orar a Deus colocando sua fé em Jesus como Deus Absoluto. Esse entendimento e essa fé é o que fortalece o poder das suas orações.
O Cristianismo foi pregado amplamente em todo o mundo, mas na verdade, nem mesmo o seu alicerce foi colocado de maneira sólida. Esse alicerce foi construído durante o período da Igreja Primitiva, mas desabou em pouco tempo. Não importa quão antiga a história do Cristianismo possa ser, pelo fato do seu alicerce ter se perdido, sua história tem que ser reescrita.
Dê uma olhada nos famosos professores e doutores de teologia deste mundo. Mesmo sendo criticados e acusados de forma explícita, eles não podem dizer uma palavra em troca, e quando é pedido a eles que critiquem as doutrinas e os falsos argumentos, eles são totalmente incapazes de levantar alguma crítica. Tudo que eles tentam fazer é tapar buraco com alguma coisa que eles podem ver, mas pelo fato deles não conhecerem nada sobre a Verdade, eles não podem fazer uma crítica séria. Quando aqueles que afirmam crer na Palavra de Deus não a compreendem, nem crêem nela corretamente, não é muito óbvio que eles não têm nenhum discernimento espiritual?
Quando eu publiquei primeiro pequenos panfletos contendo o evangelho da água e do Espírito, alguns pastores e teólogos tentaram me acusar, já que alguns pontos de vista que eu escrevi pareciam ser diferentes dos que eles acreditavam. Porém quando eles compararam o que eu disse com a Palavra contida nas Escrituras, eles não conseguiram encontrar nada para me criticar, e então deixaram a discussão por algum tempo. Muitos anos se passarão desde então, mas eles nunca disseram nem uma palavra contra mim até hoje.
Abra a Bíblia. Está escrito na Bíblia sobre o evangelho do batismo que Jesus recebeu e sobre Sua Cruz. Ela fala da água, que é o batismo que Jesus recebeu de João. Podemos encontrar a Palvavra do evangelho da água e do Espírito em qualquer lugar das Escrituras.
Todavia, pelo fato deles simplesmente não temerem a Deus, eles não ligam para a Palavra de Deus, e até mesmo tentar atacar a Verdade com seu conhecimento mundano, o qual Deus disse que não passa de esterco. Porque Jesus é Deus é que Ele veio a essa terra, foi batizado, derramou Seu sangue até a morte, ressuscitou dos mortos, tudo isso para nos salvar pessoalmente. Mas apesar disso ainda, pessoas que não sabem nada estão debatendo e discutindo por causa de falsas doutrinas que distorcem a verdade e são completamente infundadas. Aqueles que crêem em Deus devem temê-Lo, voltar para Sua Palavra, crer em Jesus que é o próprio Deus, e verdadeiramente crer no evangelho da água e do Espírito consumado por Jesus.
Cristo é o Profeta, o Filho de Deus, o Sumo Sacerdote celestial. Esse Jesus que veio a essa terra é o Rei dos reis que levou todos os nossos pecados e os apagou a todos. O Rei de todos é Cristo, e o Filho do Deus vivo é Jesus.
Quando Pedro confessou: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo,” ele quis dizer que Jesus é o Deus Absoluto. Ele é o Filho de Deus e o verdadeiro Deus, que criou o universo e tudo que nele há, e que nos salvou de uma forma perfeita também. Ao mesmo tempo que Ele é o próprio Deus, porque Ele tem o Pai, Ele também é o Filho de Deus Pai. Nosso Senhor é o Cristo, o Filho do Deus vivo. Depois que Pedro fez essa confissão de fé é que ele foi aprovado por Jesus.
Quando a fé de Pedro foi aprovada, com Jesus dizendo a ele: “sua fé está correta,” ele ficou tão abalado que acabou se colocando contra o justo caminho de Jesus por causa do seu pensamento carnal. Quando Jesus disse: “Eu devo ser crucificado até a morte,” Pedro estava tão emocionalmente abalado que mesmo sem entender a razão pela qual Jesus morreria, foi contra a Sua morte às cegas, dizendo: “Senhor, tem compaixão de ti. Isso de modo algum te acontecerá.” Jesus disse a Pedro então: “para trás de mim, Satanás!” Jesus não aceitava que ninguém, nem mesmo Pedro, atrapalhasse os planos de Deus por estar abalado por suas emoções carnais. Foi por isso que Ele o repreendeu severamente.
Existem horas em que nós também nos comportamos como Pedro. Às vezes, quando nós trabalhamos realmente duro para o Senhor, os servos de Deus podem nos chamar atenção porque o que estamos fazendo não é certo. É quando somos tomados pelas nossas emoções carnais, e quando somos superzelosos em nosso desejo de servir ao Senhor, que frequentemente cometemos os erros que Pedro cometeu.
Algumas vezes cometemos erros porque não conseguimos discernir o que é espiritual do que é carnal. Em outras palavras, nós geralmente falhamos em discernir o que é espiritualmente benéfico para nós. Por exemplo, ao lidarmos com aqueles que são incapazes, nós temos que mostrar nossa paciência sempre que é preciso. Porém temos que repreendê-los quando erros espirituais são cometidos, e eles precisam ser repreendidos. O que devemos entender aqui é que se nós erradamente pensarmos que sermos gentis uns com os outros apenas na carne é o mesmo que ter o verdadeiro amor, e se nos comportarmos assim, isso então nos levará a nossa destruição.
De qualquer forma, temos que entender que Jesus é Deus, crer no Seu batismo e no Seu sangue derramado, e viver uma vida guiada por Deus. E os pecadores de fato precisam entender que eles realmente precisam de Jesus, e que devem buscá-Lo. A salvação que Jesus Cristo, o próprio Deus e Ser Absoluto, nos comprou por meio do evangelho da água e do Espírito, é totalmente necessária a todos os pecadores.
Porque todos os pecadores precisam do evangelho da água e do Espírito é que os justos que já crêem nesse evangelho devem pregá-lo para esses pecadores. Como está escrito: “não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes,” nós precisamos ainda mais anunciar o evangelho àqueles que de fato conhecem sua pecaminosidade e por esse motivo estão sofrendo por causa dos seus pecados. Na verdade, todos neste mundo precisam de Jesus, mas existem aqueles que não entendem essa necessidade. Como resultado disso, eles acabam se tornando descrentes em Jesus.
Nós temos que crer que Jesus é o Deus Absoluto, que Ele apagou todos os pecados do mundo através do Seu batismo e do Seu sangue na Cruz, e temos que agradecê-Lo por todas essas coisas. Contudo, há muitas pessoas que não crêem assim. Porque elas não crêem no evangelho da água e do Espírito, todas elas serão destruídas em meio aos seus pecados.
A fim de nós recebermos a remissão dos nossos pecados e termos uma fé concreta em Deus, devemos crer em Jesus como Deus Absoluto. Isto que é realmente crucial. Você e eu nunca podemos esquecer mas sempre lembrar do fato de que porque fomos remidos dos nossos pecados e realmente aceitamos Jesus como Deus é que fomos libertos da nossa destruição.
Na verdade, nós estávamos enfermos com a doença do pecado, mas ao encontrarmos Jesus o Filho de Deus, nós fomos curados de todas as nossas enfermidades espirituais. Esse foi um acontecimento importante e valioso. Como alguém que não podia evitar de ser lançado no fogo eterno, nós estávamos condenados à destruição; então Deus teve tanta misericórdia de nós que revelou a Si mesmo a nós, dentre todas as pessoas, e nos concedeu Sua graça da salvação.
Nosso Senhor disse: “Eu não vim chamar os justos, e, sim, os pecadores.”
Quem precisa do Senhor? Ele é necessário aos pecadores como nós que conhecemos as doenças do pecado e queremos ser curados. Por Ele ser nosso Salvador e o Deus Absoluto, nós que estamos espiritualmente doentes presisamos deseperadamente dEle. Se não fosse por esse Deus, o Ser Absoluto, nós nunca poderíamos ter evitado de enfrentar nossa destruição. Foi por isso que Jesus, o próprio Deus, teve que se tornar nosso Pastor. Então foi porque esse Deus realmente livrou a você e a mim dos nossos pecados que nós nos tornamos quem somos agora – isto é, nós somos o próprio povo de Deus.
Nós somos seres que poderiam ser salvos somente se Jesus nos salvasse. Jesus teve que nos envolver com Seu poder supremo. Existe um futuro para nós somente se Ele assumir a responsabilidade pela nossa vida após nossa morte. Ele é o Ser que é absolutamente necessário a todos nós. Os que pensam que não precisam dEle podem não crer nEle, mas você e eu cremos nEle e O seguimos, porque precisamos dEle desespedamente. Nós precisamos de Deus a cada momento e a cada segundo.
Eu sei muito bem que por eu ser tão incapaz e fraco, eu não tenho outra escolha senão crer nEle e confiar nEle, e eu de fato preciso dEle desesperadamente. E quanto a você então? Você também precisa dEle deseperadamente? Ou você não precisa dEle assim tão desesperadamente? Todos nós na verdade precisamos querer a Jesus desesperadamente, e devemos crer nEle totalmente. Nós temos que crer pela fé e viver pela fé.
Uma vez que nos tornamos filhos de Deus pela fé, existem ainda mais razões para vivermos pela fé. Sendo assim, nós nos tornamos aqueles que são ricamente abençoados neste mundo. Eu sou tão grato por isso. Receber a remissão de pecados pode não parecer grande coisa, mas o que está oculto é realmente maravilhoso.
Meus amados irmãos em Cristo, ler esse sermão pode não ser grande coisa também, mas na verdade é uma grande bênção, e mesmo que para nós servir ao Senhor não pareça algo tão importante, é na verdade a melhor coisa deste mundo, porque pessoas como nós não são encontradas neste mundo.
O fato de termos sido remidos de todos os nossos pecados parece de pouco importância para você? Se parece, é tempo de você acordar. Nós, que recebemos a remissão de todos os nossos pecados, somos realmente grandes pessoas. Somos os homens e mulheres extraordinários que receberam sua maravilhosa salvação, que se tornaram os próprios filhos de Deus, e que creram nesse Deus majestoso.
O meu mais sincero desejo e minha oração é que vocês guardem essa fé até o fim, e sirvam ao evangelho em comunhão com a Igreja de Deus até o dia que vocês encontrarão com o Senhor. Juntos, vamos todos crer fielmente, vamos servir nosso Deus sabiamente, e assim vamos ao encontro do nosso Senhor com alegria.
Eu agradeço a Deus totalmente. E eu exorto a cada um de vocês a crer que Jesus é o Deus Absoluto.