শিক্ষা

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 19-3] Devemos Ter a Mesma Atitude de Zaqueu (Lucas 19:1-10)

Devemos Ter a Mesma Atitude de Zaqueu(Lucas 19:1-10)
“E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando. E eis que havia ali um homem, chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos e era rico. E procurava ver quem era Jesus e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura. E, correndo adiante, subiu a uma figueira brava para o ver, porque havia de passar por ali. E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu e recebeu-o com júbilo. E, vendo todos isso, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador. E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje, veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.”
 
 

Espiritualmente Falando, Quem entre Nós é como Zaqueu?

 
Meu sermão hoje será sobre a história de Zaqueu, que está no evangelho de Lucas capítulo 19. Amados irmãos, todos nós temos que conhecer bem Zaqueu, não temos? Talvez não exista nenhum cristão que não conheça Zaqueu. O texto bíblico deste capítulo é muito conhecido e fala de um publicano chamado Zaqueu, que subiu numa figueira brava para ver Jesus. Nós conhecemos bem essa história e temos até um novo hino sobre ela. Como lemos aqui, Zaqueu foi abençoado porque aceitou Jesus, e ao recebê-lo em seu coração, a mudança que houve em sua vida grande e maravilhosa. E a sua história nos traz um ensinamento fabuloso.
Está escrito: “E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando” (Lucas 19:1). A palavra ‘Jericó’ significa ‘aroma’, e isso se refere a este mundo. Espiritualmente falando, o texto que diz que Jesus passou por Jericó, que significa aroma, nos diz que Jesus deixou seu trono celestial para vir a este mundo.
E o texto continua dizendo: “E eis que havia ali um homem, chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos e era rico. E procurava ver quem era Jesus e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura. E, correndo adiante, subiu a uma figueira brava para o ver, porque havia de passar por ali. E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu e recebeu-o com júbilo” (Lucas 19:2-6).
Ao olharmos para a vida pessoal de Zaqueu, vemos que ele era chefe de publicanos e muito rico. Hoje em dia um chefe de publicanos seria comparado ao tesoureiro de uma grande empresa. Geralmente o salário de quem trabalha no governo é muito alto, então era natural que Zaqueu tivesse uma riqueza considerável em sua vida. Mas embora fosse um oficial do governo, a riqueza de Zaqueu era muito grande. Isso significa que ele tinha um cargo muito importante e desviava muito dinheiro. Até hoje vemos que muitos que trabalham para o governo, que possuem muitos bens e até mansões, são pessoas que ocupam altos cargos e enriquecem recebendo suborno. Nós sabemos que todos eles são assim, pois é muito difícil uma pessoa comprar uma casa simples por mais que trabalhe sua vida toda para o governo. Por isso, nove entre dez pessoas que ocupam altos cargos e possuem muitos bens e mansões ficam ricos recebendo suborno. Por essa razão, podemos dizer com toda certeza que Zaqueu enriqueceu com o dinheiro que ele desviou.
Este homem chamado Zaqueu era chefe de publicanos e muito rico, e isso quer dizer que ele era de classe alta nessa terra e sua riqueza, muito grande. O único problema de Zaqueu é que ele tinha pouca estatura. Mas quando ele soube que Jesus iria passar por Jericó, ele subiu numa figueira brava e pensou em seu coração: “Eu vou aproveitar esta chance para ver quem é Jesus.” Ele então subiu numa figueira brava, e foi assim que conseguiu ver Jesus.
Jesus disse então quando passou debaixo da figueira brava e viu aquela cena: “Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa” (Lucas 19:5). Zaqueu desceu bem depressa ao ouvir estas palavras, levou Jesus para sua casa e lhe ofereceu um banquete. E ao fazer isso, uma surpreendente mudança aconteceu em seu coração. E sobre isso, a Bíblia nos relata: “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado” (Lucas 19:8). Zaqueu, que era um oficial corrupto do governo, teve uma mudança surpreendente depois de receber Jesus.
 
 

O que Aconteceu com Zaqueu?

 
Qual foi a reação de Zaqueu quando Jesus lhe disse para descer da figueira brava? Ele desceu da árvore bem rápido, obedecendo as palavras do Senhor. E uma mudança aconteceu em seu coração quando ele recebeu Jesus. E o que o texto bíblico diz sobre isso? Amados irmãos, se vocês lerem o versículo 10 do capítulo 19, está escrito: “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” O Senhor veio buscar e salvar os que haviam se perdido. Em outras palavras, o que esse texto está nos dizendo é que Jesus veio a essa terra buscar os que são como Zaqueu e salvá-los.
Ao olharmos para Zaqueu, vemos que ele tinha seu poder mas também fraquezas, pois embora fosse chefe de publicanos e muito rico, era de pequena estatura. Mas independente da sua condição humana, o que está bem claro aqui é que seu coração foi curado por Jesus. Quando Jesus disse a Zaqueu para descer depressa, ele obedeceu às suas palavras e desceu bem rápido. Podemos ver muito bem aqui por que Zaqueu teve um encontro com o Senhor e como ele teve uma experiência que mudou seu coração. Humanamente falando, Zaqueu era um homem rico e de classe alta, mas por outro lado, era de baixa estatura e não impressionava muito. Mas independente disso, quando Jesus o mandou descer, ele não pensou duas vezes e obedeceu. E isso mostra que independente do tipo de homem que era, Zaqueu reconheceu quem era Jesus. Até então ele só conhecia Jesus de ouvir falar, mas depois de encontrá-lo pessoalmente, ele logo percebeu que era ele aquele que os israelitas esperavam, o Salvador que remiria todos os seus pecados e os salvaria. E Zaqueu aceitou essa verdade em seu coração. Por isso que ele aceitou Jesus como seu Salvador em seu coração e foi salvo.
Mas se Jesus dissesse para Zaqueu: “Desça desta árvore”, e ele por sua vez dissesse: “Meu Deus, como ele sabe meu nome?”, o levasse para sua casa e oferecesse um banquete para ele, mas tudo acabasse aí, isso não teria feito a mínima diferença em sua vida. No entanto, podemos ver que uma mudança surpreendente aconteceu no coração deste homem chamado Zaqueu pelo que ele disse a Jesus depois que o recebeu em sua casa. Ele disse que daria metade dos seus bens aos pobres e restauraria quatro vezes mais a todos que ele havia defraudado.
Ao lermos as Escrituras, temos que saber qual é o seu sentido espiritual e entender que mudanças ocorrem quando ouvimos estas palavras e cremos nelas. E isso vale para o texto bíblico deste capítulo também, pois todas as passagens bíblicas são palavras ditas pelo Senhor para nós. Você e eu temos que ser como Zaqueu. Como ele, temos riquezas materiais, fama e poder, embora tenhamos também nossas falhas e fraquezas. É por isso que temos que entender por que a mudança na vida de Zaqueu depois que ele teve um encontro com o Senhor foi tão surpreendente. E também temos que receber a bênção dessa transformação no nosso coração, como aconteceu com Zaqueu.
Eu não estou dizendo isso para exortar vocês a ajudar os pobres dando a eles suas riquezas. Ao contrário, o que devemos fazer hoje em dia é procurar guardar o que possuímos. De uma maneira geral, as pessoas acham que os cristãos são obrigados a ajudar os pobres e fazer muitas boas obras. E eu acho que os sermões pregados nas igrejas seguem mesmo esta linha. Mas a Bíblia não diz nada disso; ela diz justamente o contrário. Os adeptos das outras religiões deste mundo podem ajudar os pobres e desamparados melhor do que os cristãos.
A Bíblia fala sobre o homem e a nossa vida; ela fala do que é mais importante para o ser humano – a salvação dos pecados, a vida eterna e como entrar no céu. Portanto, temos que rejeitar nossos pensamentos quando ouvimos a Palavra e entender bem o que ele diz sobre nós.
De certa forma, temos riqueza e fama, assim como temos poder e nossas fraquezas carnais. Todos nós somos iguais. Até quem é bem alto certamente tem suas fraquezas. Há pessoas que parecem ser muito gentis por fora, mas dentro está tudo podre. E há aqueles que por fora parecem bem pobres, mas por dentro são nobres. Outros são inteligentes, tem boa reputação e são bons com todos, embora não tenham dinheiro. Agora, há outros que têm muito dinheiro mas nenhuma honra. Também há os que têm tudo, inclusive dinheiro e fama, mas são gordos e de pequena estatura.
Se você me perguntar se ter baixa estatura e ser gordo é uma fraqueza, eu vou te responder que sim. As pessoas de hoje desprezam quem é assim. As mulheres principalmente não gostam de gente que possui estas características. Houve um tempo em que pessoas assim eram bem vistas. Elas eram até invejadas porque todos pensavam que alguém gordinho podia ser presidente de uma empresa, que podia se alimentar muito bem e comer o que quisesse. Mas hoje em dia os gordinhos são vistos como pessoas que não conseguem cuidar de si mesmas, e não como presidente de empresas. E ‘ser considerado’ não seria o termo correto, pois é isso mesmo que acontece.
A verdade é que todos, quem quer que seja, têm alguma deficiência, seja na aparência ou não mente. Há certas pessoas que são materialmente muito ricas e têm boa aparência, mas não se sentem bem porque não têm muito estudo. Não é por isso que de vez em quando lemos nos jornais que estas pessoas estão voltando para a escola já adultas, para conseguir um diploma mais de trinta anos depois, e de outras que recebem um título honorário apesar de nunca terem cursado uma faculdade? Sendo assim, humanamente falando, todo mundo têm uma ou duas falhas com certeza.
Zaqueu subiu numa figueira brava e olhou para baixo, mas Jesus lhe disse para descer rápido. Por que você acha que Zaqueu subiu numa figueira brava? Ele fez isso por causa da sua limitação humana. Uma figueira brava é uma árvore que cresce muito, mesmo quando é plantada ao longo das estradas. Jesus passou por uma figueira brava, e naquele momento seu coração entendeu o coração de Zaqueu.
 
 

Na Verdade, Zaqueu Esperava o Salvador com Todo o Seu Coração

 
Ele esperava alguém que fosse digno do seu respeito, que pudesse resolver seu problema com o pecado e restaurasse sua honra; que lhe desse bênçãos, a salvação e a vida eterna. Ele estava esperando alguém assim. Aí então, no topo da figueira brava, Zaqueu viu Jesus passar, e Jesus, parando bem embaixo da figueira brava onde Zaqueu estava, olhou para cima e disse: “Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa.” Em outras palavras, o coração de Zaqueu se comunicou com o coração de Jesus. E ao encontrar Jesus, o coração de Zaqueu foi transformado. Seu coração se uniu ao coração de Jesus.
Qual foi a graça que Zaqueu recebeu? Como ele pôde receber a graça de Deus? Quando Zaqueu encontrou Jesus, ele não demonstrou apenas respeito por ele, humanamente falando. Ao contrário, ele reconheceu Jesus espiritualmente. E já que Zaqueu reconheceu Jesus, ele pôde receber sua graça em seu coração.
Jesus é o Filho de Deus é o Criador de tudo que há no universo, que veio a este mundo para salvar o homem dos seus pecados. Não podemos crer em Jesus achando que ele é apenas um dos quatro grandes sábios. Jesus não é um grande homem, ao contrário, ele é o Mestre da criação que criou o universo e tudo que nele há. Além disso, ele é o Salvador que veio para salvar seu povo dos seus pecados. Ele é o que veio a essa terra para nos salvar de todos os nossos pecados. Eu estou dizendo que ele é o Messias que apagou todos os nossos pecados e nos abençoou mudando nossa condição de pecadores para filhos de Deus. Ao encontrar Jesus, que cuidou do seu passado, presente e futuro, Zaqueu recebeu toda a graça que ele tinha para lhe oferecer.
O que significa o fato de Jesus ter entrado na casa de Zaqueu? Significa que Jesus reconheceu que Zaqueu estava procurando o Salvador e que ele o reconheceu como tal. E o fato de Jesus ter entrando na casa de Zaqueu também significa que ele o recebeu em seu coração e que Jesus entrou no seu coração. Isso nos mostra então que Jesus não somente deu a Zaqueu a remissão de pecados e a verdadeira salvação, mas também todas as bênçãos da vida eterna.
 
 

Quem Achamos que Jesus é?

 
“Quem eu sou para vocês?”, perguntou Jesus aos seus discípulos? No que Pedro respondeu: “Jesus, tu és Deus e o Filho do Deus vivo.” E é assim que devemos reconhecê-lo.
Ontem eu vi uma reportagem sobre a nave Columbia que explodiu no espaço. A Columbia era uma nave que já tinha viajado para o espaço sete vezes. Desta vez ela trazia sete astronautas que voltavam do espaço após terem feitos vários testes por sete dias. Faltando 15 minutos para aterrissar, ela explodiu no ar. Disseram que seus destroços caíram sobre um estado americano.
Quem foi que criou este universo que eles estavam tentando explodir? O próprio Jesus Cristo. O que o nome ‘Jesus’ significa? Significa ‘o Salvador’. Jesus Cristo é Deus, o Rei de todos os reis, o Mestre da criação que criou todas as coisas no universo, aquele que veio a essa terra como nosso Salvador. É por isso que o chamamos de Jesus Cristo. Quando dizemos que cremos em Jesus, na verdade estamos dizendo que cremos em Deus. Isso quer dizer que, ao invés de simplesmente crermos nele como Deus, cremos nele como o Deus Salvador, que nos salvou a todos e nos fez filhos de Deus ao nos salvar da destruição e da maldição.
O que Jesus fez por nós ao vir a essa terra? Ele nos salvou dos nossos pecados. E ele nos deu a bênção de nos tornarmos filhos de Deus. Nosso Senhor foi batizado por João Batista para apagar nossos pecados. Se você ler o evangelho de Mateus capítulo 3, você vai ver que Jesus foi batizado por João Batista. Bom, vamos ler então o evangelho de Mateus capítulo 3, dos versículos 13 ao 15. “Então, veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim? Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o permitiu” (Mateus 3:13-15).
Amados irmãos, temos que saber o que Jesus fez por nós ao vir a essa terra. Jesus veio a essa terra e se tornou nosso verdadeiro Salvador ao levar sobre si nossos pecados quando foi batizado, morreu na cruz por nós e ressuscitou dos mortos. Nós recebermos a grande bênção de nos tornarmos filhos de Deus porque Jesus levou todos os nossos pecados e foi condenado por nós. Desde o início do mundo Jesus prometeu que viria a essa terra nos salvar. E ele de fato nasceu neste mundo num corpo carnal e foi batizado por João Batista aos trinta anos. Como Jesus mesmo disse ao ser batizado: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”, ele levou todos os nossos pecados ao ser batizado. O que eu estou dizendo é que Jesus foi batizado para levar todos os seus e os meus pecados. E por ter se alegrado tanto com isso, Deus disse depois que Jesus foi batizado e saiu das águas: “Este é meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17).
Por que Jesus apagou todos os nossos pecados e se tornou nosso Salvador quando veio a essa terra? Por que ele apagou todos os pecados de Zaqueu também? Para apagar todos os nossos pecados e os de Zaqueu, Jesus veio a essa terra e aos trinta anos foi batizado por João Batista.
A Palavra batismo vem do grego “βάφτισμα (baptisma)”, que significa ‘ser imerso’. Esta palavra também significa ‘purificar’ ou ‘enterrar’. Jesus foi batizado por João Batista, o representante de toda a humanidade. No entanto, o batismo que ele recebeu não foi por efusão, como fazem alguns pastores hoje em dia, aspergindo com seus dedos água de uma bacia sobre a cabeça da pessoa e dizendo: “Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.” Jesus, ao contrário, foi batizado por imersão no rio Jordão quando o representante de toda a humanidade, João Batista, impôs as mãos sobre sua cabeça. É isso que chamamos batismo por imersão.
O importante no batismo de Jesus foi que João Batista impôs as mãos sobre sua cabeça. E temos que prestar muita atenção a isso. “Impor as mãos” significa “transferir pecados para o sacrifício.” Quando o sumo sacerdote Arão impunha as mãos sobre a cabeça do bode emissário, todos os pecados dos israelitas eram passados para ele (Levítico 16:21). Do mesmo modo, Jesus veio a essa terra e aos trinta anos foi batizado por João Batista, descendente do sumo sacerdote Arão. Por que então Jesus foi batizado? Jesus foi batizado aos trinta anos para cumprir toda a justiça. Ele foi batizado para fazer a obra de justiça que era apagar todos os pecados do homem.
O que Jesus fez por mim e por você ao vir a essa terra? Ele tirou todos os nossos pecados por completo ao ser batizado. Ao ser batizado por João Batista, Jesus levou todos os pecados do homem. O ser humano peca desde que nasce até sua morte; é assim desde os dias de Adão e será assim até que a morte do último homem dessa terra. Mas Jesus foi batizado para tirar todos estes pecados. Jesus tirou todos os pecados que cometemos desde nosso nascimento até a nossa morte, não importa quanto tempo vivamos. Jesus levou todos os pecados que cometemos ao ser batizado e não deixou nenhum para trás. E depois de tirar todos os nossos pecados com seu batismo, ele foi condenado na cruz por nós por causa deles. Ao fazer isso, ele cumpriu totalmente o plano de salvar dos nossos pecados. Jesus cumpriu toda a obra da justiça que foi planejada e prometida antes da fundação do mundo.
 
 

Que Transformação Aconteceu no Coração de Zaqueu?

 
Se Zaqueu tivesse recebido bem Jesus só por uma questão de educação, pensando: “Como é que ele sabe meu nome?”, e se Jesus tivesse entrado em sua casa, tido uma refeição com ele e depois ido embora, dizendo: “Obrigado. Eu desejo a você muitas bênçãos. Se cuide. Até logo”, como a Bíblia diz então, este encontro teria sido algo insignificante e não teria nada a nos ensinar. O mais importante para todo ser humano é resolver o problema do pecado que há em seu coração. Então se este problema não for resolvido, resolver qualquer outro problema não teria sentido algum. E vale para todo ser humano, inclusive eu, você e Zaqueu. Todos nós, assim como Zaqueu, temos pecado – nós pecamos consciente e inconscientemente, pecados que só nós sabemos, pecados que os outro sabem, e daí por diante – e este é o nosso maior problema. Então, só depois de resolvermos este problema é que outros problemas como riqueza e prosperidade, não ser famoso ou ter alguma fraqueza podem ser resolvidos. A questão mais importante da nossa vida é se queremos receber a remissão de pecados ou não, pois isso é o que nos levará para o céu ou para o inferno na próxima vida.
Embora Jesus tenha tido muito poder e realizado muitos milagres, sua obra mais importante e significativa foi apagar todos os nossos pecados, resolver este problema de uma vez. Temos que entender isso e crer nisso. Para salvar você e a mim dos nossos pecados, Jesus veio a essa terra e foi batizado. Creia no batismo de Jesus pelo qual ele levou todos os nossos pecados sobre si, a fim de que você possa receber a remissão de pecados enquanto estiver neste mundo e vá para o céu quando entrar na outra vida.
Quando nossos pecados foram transferidos para Jesus? Você sabe mesmo como isso aconteceu? O texto bíblico de Mateus 3:13-15 que acabamos de ler fala sobre isso. Como você crê em Jesus, você já deve ter lido isso na Bíblia, mas nunca ouviu um sermão como este. Mas ao ouvi-lo, caso você tenha ouvido-o no passado, esteja ouvindo agora ou ouvirá no futuro – tudo que você tem a fazer é entender a verdade assim: “Ah, Jesus não somente morreu na cruz para me salvar dos meus pecados depois que veio a essa terra. Ele não meu salvou apenas com o sangue da cruz.” Jesus não tirou nossos pecados na cruz, mas quando foi batizado. Eu quero que você entenda bem que Jesus tirou todos os nossos pecados ao ser batizado.
E já que ele nos purificou levando nossos pecados ao ser batizado, a palavra ‘batismo’ também significa ‘purificar’. Nossos pecados só puderam ser purificados porque todos eles foram transferidos para Jesus pela imposição de mãos. Temos que entender isso e confessar: “Meus pecados foram passados para Jesus quando ele foi batizado por João Batista. Jesus tirou todos os nossos pecados ao ser batizado.”
Alguns dizem que a Bíblia não é tão precisa como a ciência humana. Mas eles dizem isso porque não sabem nada. De certo modo, a Bíblia é a avó da ciência. O que o homem faz quando lança foguetes ao espaço? Eles calculam a distância, o tempo e se preparam de todas as formas, mas a Bíblia já fala sobre tudo isso. Então, todo o conhecimento e informação que precisamos neste mundo estão na Bíblia, e eles são infinitos. No entanto, a verdade mais valiosa em tudo isso é a obra de Jesus que apagou todos os nossos pecados por completo e, deste modo, purificou nossa consciência.
Quando Jesus Cristo tirou todos os nossos pecados então? Jesus Cristo veio a essa terra e quando tinha trinta anos tirou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista. E naquele momento, todos os seus e os meus pecados foram transferidos para ele. “Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o permitiu” (Mateus 3:15). Jesus levou todos os seus e os meus pecados quando eles foram passados para ele através do batismo. Todos os seus pecados podem ser purificados se você tiver fé nisso. E Jesus também foi pregado na cruz para ser condenado por estes pecados em nosso lugar. Em outras palavras, ele teve que passar pela morte, que é o salário do pecado, em nosso lugar. Sendo assim, quando você e eu cremos em Jesus, podemos passar para ele todos os nossos pecados, os que cometemos consciente ou inconscientemente em nosso coração e atitudes, e também podemos ser julgados pela fé. É assim que podemos receber a perfeita salvação pela fé.
Jesus acabou completamente com todos os nossos pecados e não deixou nenhum sequer. Alguns insistem que ele levou os pecados somente dos que foram escolhidos antes da criação, mas isso não é verdade. Deus é Deus de todos, não apenas de um grupo seleto de pessoas. Sendo assim, todos podem ser purificados dos seus pecados pela fé, ter seu coração limpo e escapar do juízo.
Como foi que o coração de Zaqueu foi transformado? Zaqueu também só pôde receber a remissão de pecados porque Jesus tirou todos eles ao ser batizado por João Batista no rio Jordão. Todos os nossos pecados foram purificados porque foram passados para Jesus através do batismo. E nosso coração hoje está totalmente purificado porque transferimos nossos pecados pela fé.
“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Como diz esse texto, Jesus levou sobre si o pecado do mundo, foi condenado ao ser pregado na cruz e nos salvou de toda condenação. Se Jesus não tivesse sido batizado, a cruz não seria necessária. “Sem derramamento de sangue não há remissão” (Hebreus 9:22). Se Jesus não tivesse derramado seu sangue não haveria remissão de pecados. Jesus só pode derramar seu sangue precioso por nós porque levou sobre si nossos pecados ao ser batizado. Ele morreu por nós, porém ressuscitou ao terceiro dia e hoje vive eternamente. E ele agora é o Deus daqueles que creem nele.
O Senhor Jesus é o Deus dos que creem que ele veio a essa terra e apagou todos os nossos pecados ao ser batizado e ao derramar seu sangue. Ele é o Mestre da salvação dos que creem nisso de coração, que transferem seus pecados pela fé, que são julgados por todos os seus pecados pela fé, e que foram salvos pela fé. É assim que o coração dos que creem no evangelho da água e do Espírito é transformado.
Que tipo de mudança acontece no coração dos que creem em Jesus? A mesma mudança que aconteceu com Zaqueu quando ele disse: “Eu darei metade dos meus bens aos pobres”, quando recebeu Jesus, que veio pelo evangelho da água e do Espírito como seu Salvador. Que mudança foi essa? Um desejo de cuidar dos outros nasce no coração dos que creem que o Senhor os salvou levando sobre si todos os seus pecados ao ser batizado e ao morrer na cruz, purificando assim todos eles. Uma mudança altruística de coração acontece. Os que creem no Senhor como seu Salvador vivem para as outras pessoas porque são profundamente gratos em seu coração pela salvação que ele lhes deu. Os justos sem pecado não conseguem deixar de fazer esta linda obra de pregar o evangelho para as pessoas. Além disso, embora nossa vida tenha sido injusta e miserável no passado, nós recebemos um novo coração que nos leva a viver para os outros depois que somos salvos.
Debaixo da figueira brava, Jesus disse a Zaqueu: “Desça daí, Zaqueu. Eu vou ficar em sua casa hoje.” Na mesma hora então, Zaqueu desceu da árvore. Ele levou Jesus para sua casa e o recebeu com todas as honras. Depois disso, o coração de Zaqueu foi transformado por ter recebido tamanha bênção que ele até confessou seu arrependimento.
Zaqueu desceu da árvore na mesma hora que Jesus mandou. E você? Você também é um homem como Zaqueu, que tem honra, riqueza e também fraquezas humanas. Já que você é assim, o que você vai fazer quando o Senhor disser: “Desça daí. Hoje eu vou ficar em sua casa. Eu vou te salvar e quero entrar no seu coração?” Você obedecerá à Palavra do Senhor e abrirá seu coração para ele, seja você uma boa pessoa ou não? Amados irmãos, vocês são gratos pelo Senhor tê-los salvado pela água e pelo Espírito? Vocês reconhecem isso? Como Zaqueu no texto bíblico deste capítulo, todos que reconhecem isso, creem nisso e seguem Jesus são ricamente abençoados. Aqueles que de fato aceitam o Senhor com um coração grato e fé recebem bênçãos maravilhosas e se tornam filhos de Deus. E eles também receberão bênçãos maravilhosas no mundo vindouro.
Amados irmãos, o Senhor nos disse que ele nos salvou pela água, pelo sangue e pelo Espírito (1 João 5:5-8). Quando aceitamos a Palavra da verdade no nosso coração, que o Senhor apagou todos os nossos pecados e nos tornou filhos de Deus, uma grande mudança acontece dentro dele. O Senhor tornou nossos pecados mais alvos que a neve e fez de nós filhos de Deus. Vocês e eu então somos como Zaqueu, pois descemos da figueira brava e dissemos a ele: “Eu creio em ti segundo as suas palavras.” Todas as pessoas, não importa se são de classe alta ou baixa, se são respeitadas ou desprezadas, se suas fraquezas humanas e transgressões são poucas ou muitas, têm que crer de coração no evangelho pelo qual o Senhor as salvou pela água, pelo sangue e pelo Espírito Santo.
Alguns dizem que creem em Jesus como seu Salvador, só que não sabem que ele apagou todos os seus pecados com seu batismo e seu sangue na cruz, fazendo assim com que eles nascessem da água e do Espírito. No entanto, há pessoas que não aceitam Jesus como seu Salvador em seu coração e creem nele porque são soberbas. Elas pensam assim: “Eu sou uma pessoa muito respeitada neste mundo, por que então teria que ir para uma igreja?” Há muitas pessoas neste mundo que pensam assim: “E prefiro ir para uma igreja grande. Por que eu tenho que ir para uma igreja pequena como esta? Eu prefiro ir para uma igreja grande quando crer em Jesus. Você acha que eu vou poder servir bem ao Senhor numa igreja pequena?”
Vemos assim que muitos não creem mesmo quando a Palavra de Deus está diante deles. Isso nada mais é do que outra desculpa dada por muitos que não creem na verdade de Jesus. Algumas pessoas têm tanto dinheiro que não creem, enquanto que outros dizem que não podem crer em Jesus Cristo, que veio pela água e pelo sangue, como seu Salvador porque são muito pobres. Aqueles que usam todo tipo de desculpa para não crer na Palavra de Deus quando a ouvem são tolos que bloqueiam o caminho da bênção sobre sua vida.
 
 

Como Era Zaqueu?

 
Ele devia ter muitas razões para não crer em Jesus, mas quando Jesus lhe disse para descer da árvore, ele não pensou duas vezes. Quando Jesus lhe disse: “Hoje eu vou ficar em sua casa”, Zaqueu recebeu na hora esta Palavra. E descendo rápido da figueira brava, ele convidou Jesus para ir à sua casa.
Amados irmãos, devemos ter a fé que nos leva a crer de todo coração em Jesus e dizer: “Sim, tu levaste todos os meus pecados. Eu pequei desde que nasci até os dez anos, mas estes pecados foram transferidos para ti. Tu levaste até os pecados que eu cometi até os vinte, trinta e quarenta anos. Eu creio que tu me salvaste ao vir a essa terra, levando sobre si os pecados que cometerei até o fim da minha vida, embora eu não saiba o quanto ela vai durar, ao ser batizado e morrendo crucificado.” Se a Palavra do Senhor diz isso, não importa qual a situação vocês estejam passando, desçam de onde vocês estão e aceitem Jesus Cristo como seu Salvador agora. Vocês precisam crer como Zaqueu. Aqueles que descem na hora e creem em Jesus, independente da sua classe ou do trabalho que fazem, deixam tudo que estão fazendo quando são chamados por Jesus para receber a sua bênção.
Amados irmãos, o Senhor nos salvou com a verdade do evangelho da água e do Espírito. Ele disse que só podemos entrar no reino dos céus se nascermos de novo da água e do Espírito; e a água mencionada aqui se refere ao batismo de Jesus. O Espírito testifica que Deus nos salvou ao vir a essa terra como homem, ao levar nossos pecados através do seu batismo, e ao ser condenado por eles em nosso lugar na cruz. Devemos ficar inventando desculpas então para não aceitarmos esta verdade em nosso coração? Eu quero que vocês examinem a si mesmos com cuidado para ver se são mesmo assim perante Deus. Será que vocês não estão inventando desculpas por causa do seu sentimento de superioridade ou inferioridade, achando que seu prestígio vai ser abalado ou que vocês não são tolos demais para aceitar isso? Ao invés de inventar desculpas para Deus, é mais sábio crer na verdade do evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor.
O Senhor sabe tudo sobre nós. Ele sabe tudo mesmo: como somos fracos, como somos soberbos, e também quais são os nossos problemas. Então, ao ouvirmos o Senhor dizer que nos salvou ao vir a essa terra, foi batizado, levou os pecados do mundo sobre si até a cruz, foi crucificado, condenado por estes pecados, acabou com eles, morreu e ressuscitou ao terceiro dia, temos que deixar tudo de lado e dizer: “Eu creio. Senhor, tu me disseste para descer, então eu desci. Tu me disseste como me salvaste, e eu creio nesta verdade.” Eu creio. Todos precisam ter a fé que os leva a crer verdadeiramente na salvação que Deus nos deu e também obedecê-lo. Amados irmãos, vocês creem nisso?
Isso não é apenas um sermão, amados irmãos. Sim, é um sermão, mas também a Palavra viva que apaga nossos pecados quando cremos nela de coração. E é esta verdade que eu prego para aqueles que ainda têm pecado no coração.
Se alguém for à ala psiquiátrica de um hospital, o médico de plantão perguntará à pessoa: “O que você está sentindo?” E quando a pessoa disser a ele: “Eu vim aqui porque estou com dor de cabeça”, ele lhe fará muitas perguntas: “Você trabalha em quê? Qual a sua idade? Como vão as coisas em casa? Seu negócio não está dando certo? Você já teve um colapso alguma vez?” A pessoa então responderá o médico, e ele vai escrever tudo que ela lhe disser. Ele também vai checar sua condição física como ver a temperatura e verificar a pressão. Só depois disso ele vai prescrever alguma coisa para a pessoa.
Dizem que Jesus é um Médico. Os médicos do mundo analisam os sintomas depois que fazem um check up e muitas perguntas, mas Jesus já conhece todos os nossos problemas. Ele sabe de todos os problemas que temos com o pecado, sabe muito bem das lutas que passamos e da maldição que o pecado nos traz. Ele também sabe que às vezes agimos como servos do diabo por causa do pecado e que não podemos evitar isso. Ele tem plena consciência que dentro do nosso coração há pecados que não podem ser remidos se não nos arrependermos. E já que o Senhor sabe de tudo isso, ele veio a essa terra e tirou todos os pecados do homem, inclusive os seus e os meus, ao ser batizado por nós. Jesus tirou todos os pecados ao ser batizado, não importa de quem fossem, até os pecados de Kim Il Sung, o ex-ditador norte coreano, assim como os de Adolph Hitler. Se alguém parece ser bom, sem defeito e perfeito, ele não passa de uma pessoa falsa, um hipócrita. Em se tratando do homem, todo ser humano é mal e perverso. Todos nós somos seres desprezíveis. Como está escrito: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram” (Romanos 5:12), nossa vida é assim porque nascemos com doze tipos de pecado e chegaremos ao fim da nossa vida cometendo todos eles dia após dia, ano após ano.
O Senhor tirou todos os nossos pecados ao ser batizado. “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). Depois ele foi à cruz levando sobre si todos os pecados do mundo de uma vez por todas, foi crucificado e condenado por todos estes pecados, e disse: “Está consumado!” (João 19:30). Mas ele ressuscitou ao terceiro dia depois da sua morte, deu testemunho da sua ressurreição por quarenta dias e subiu aos céus. Este Jesus Cristo é o nosso Salvador. Jesus Cristo veio a essa terra para apagar todos os seus e os meus pecados, e ao longo dos trinta e três anos ele completou sua obra aqui e apagou todos os pecados, inclusive os meus e os seus. E ao fazer isso, ele nos salvou de um modo perfeito.
O Senhor nos deu esta maravilhosa graça. Mas se inventamos desculpas e dissermos: “Eu não posso crer nisso”, nós estaremos enganando a Deus. “Eu não posso crer no evangelho da água e do Espírito porque fico com vergonha. Eu já tenho fé em Jesus, então por que tenho que complicar as coisas crendo neste evangelho da água e do Espírito? É claro que há pecados no meu coração, mas se eu disser que creio no evangelho da água e do Espírito mais uma vez, isso não seria embaraçoso e constrangedor para mim? Eu estou bem na igreja do jeito que estou e não preciso confessar mais uma vez que creio em Jesus. Minha posição na igreja cristã é muito alta; então, mesmo que eu não venha a nascer de novo, ainda assim estarei numa situação muito boa.” Você já pensou assim? Se pensou, você não deve esquecer que Zaqueu desceu da árvore na hora que o Senhor disse: “Zaqueu, desça daí.” E quando Jesus disse a ele: “Eu vou ficar em sua casa”, ele o recebeu na mesma hora. É assim que devemos receber Jesus Cristo também, pois é ele quem nos salva pela fé.
Temos que confessar: “O Senhor Jesus é o Cristo e o Filho do Deus vivo. Ele veio a essa terra como meu Salvador, tirou meus pecados ao ser batizado, morreu na cruz em meu lugar para me salvar e me salvou ao ressuscitar dos mortos.” Nós precisamos receber Jesus em nosso coração e dizer: “Tu és o Deus da minha salvação. Tu és meu Salvador.” Que tipo de fé devemos ter? Jesus veio a essa terra e tirou todos os nossos pecados de uma vez por todas ao ser batizado. Depois de viver trinta e três anos de vida, ele nos salvou de um modo perfeito de todos os nossos pecados, da maldição, de todas as nossas fraquezas e do diabo ao ser crucificado e derramado seu sangue. O que eu estou dizendo é que devemos ser salvos como Zaqueu, crendo nisso de todo o coração.
É exatamente isso o que está nos dizendo o texto bíblico deste capítulo. Ele não está dizendo que devemos fazer o bem. Aquele que crê no evangelho da água e do Espírito e recebe a remissão de pecados é muito grato a Deus pela graça que ele nos deu. O Senhor levou sobre si todos os nossos pecados ao ser batizado. E como devemos agradecer por isso? Sendo cada dia mais gratos a ele, tendo um coração justo que deseja pregar este evangelho para outras pessoas. E isso demonstra uma mudança de coração, um desejo de fazer a boa obra ao invés de obras más, embora tenhamos feito obras más até hoje, pois foi agora que ganhamos um novo coração. Vocês creem nisso, amados irmãos?
Amados irmãos, nós cometemos muitos pecados ou não? Na verdade, todos nós cometemos muitos pecados. O pecado é algo muito comum e normal especialmente para quem vive hoje em dia. Tanto que é quase uma grande indelicadeza dizer a alguém que ele não deve pecar, quando estamos falando sobre o pecado. Nós precisamos entender que o Senhor deu a valiosa verdade da água e do Espírito a nós que vivemos hoje.
O Senhor disse que nos salvou pela água e pelo sangue. Ele disse que nos salvou ao ser batizado e morrendo na cruz por nós. O mais importante agora então é se temos no coração a fé em Jesus como nosso verdadeiro Salvador. Jesus exige esta fé de nós. Apesar de Jesus ter nos salvado do pecado de um modo perfeito, isso será inútil para nós se não o aceitarmos em nosso coração. Meus pecados foram transferidos para Jesus quando ele foi batizado. Porém Jesus não levou apenas os meus pecados, mas os seus também. E mais, ele não levou somente os nossos pecados, mas os dos nossos filhos, dos nossos pais e de tudo mundo. Não devemos ser muito gratos por isso então?
Jesus disse que devemos pregar este evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo. E nós podemos receber a remissão de pecados crendo em Jesus Cristo porque ele apagou todos eles. É por isso que temos que aceitar Jesus Cristo como nosso Salvador pela fé. Vocês creem nisso, amados irmãos?
Amados irmãos, vocês pecaram desde a semana passada ou não? Sim, pecaram. Hoje é domingo, o dia do Senhor. Muitos estarão aqui no outro domingo. E se eu perguntar a vocês: “Vocês pecaram desde a semana passada?”, sua resposta será a mesma: “Sim, pecamos.” Mas é claro que Jesus já apagou todos os pecados que cometemos até hoje e os que cometeremos no futuro.
Mas como foi que Jesus apagou todos os nossos pecados? Ele apagou todos eles somente ao ser crucificado? Ao ser crucificado, Jesus foi condenado em nosso lugar; ele tirou todos os nossos pecados quando foi batizado por João Batista. É isso que precisamos entender bem. Foi por isso que o Senhor disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32), e “Aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus” (João 3:5).
As palavras ‘água’ e ‘Espírito’ aparecem constantemente na Bíblia. No livro de Hebreus vemos a frase: “O corpo lavado com água limpa” (Hebreus 10:22). E quando lemos o versículo 21 do capítulo 3 da 1 epístola de Pedro, vemos que o Senhor afirma categoricamente: “Como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo.” Como lemos nestas palavras, temos que crer de todo coração em Jesus Cristo, que nos salvou pela água, pelo sangue e pelo Espírito, como nosso Salvador. Jesus Cristo levou todos os pecados que o homem comete neste mundo ao longo de toda a sua vida, foi condenado por estes pecados em nosso lugar levando-os sobre si, e se tornou nosso Salvador ao ressuscitar ao terceiro dia após morrer. É por isso que devemos crer nesta verdade de todo o nosso coração.
O Deus vivo criou este universo, mas se você e eu não tivermos um coração que crê mesmo em Deus, o Deus criador não habitará nele. Mas se tivermos no coração a fé que crê em Deus e na sua Palavra, ele será alguém muito achegado a nós. Crer e seguir Jesus, que cumpriu o ministério sacrificial da remissão de pecados conforme está escrito na Bíblia, é receber Deus no coração. Se lermos a Palavra de Deus com nossos olhos, a ouvirmos com nossos ouvidos, a compreendermos e examinarmos através dos sermões e crermos em Deus, nós creremos na obra que ele realizou. E por esta fé receberemos a salvação.
Deus disse: “Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10). Quando ele diz que “com o coração se crê para a justiça”, a palavra ‘justiça’ em mandarim é escrita por pelo caractere ‘義(yi).’ Mas se olharmos bem para esta palavra, vemos que ela é formada por dois caracteres, ‘羊(yang),’ que significa ‘ovelha’ and ‘我(wo),’ que significa ‘eu’. Os caracteres em mandarim são hieróglifos, ou seja, são palavras representadas por figuras. Então podemos ver que a palavra ‘justiça’ traz um sentido espiritual dentro do caractere. Nós precisamos de um cordeiro sacrificial para receber a remissão de pecados e nos tornar justos. E isso, por sua vez, testifica que Jesus Cristo, que veio como o Cordeiro sacrificial, é nosso Salvador. Jesus Cristo veio a essa terra como o Cordeiro de Deus e salvou a todos nós ao ser batizado, tirando os pecados do mundo e morrido na cruz. Por isso que a obra da justiça de Deus é representada pelo batismo de Jesus e a cruz.
Do mesmo modo, a palavra ‘justiça’ em grego é ‘δικαιοσύνην (dikaiosunen),’ e significa o estado mais perfeito, onde não há defeito algum. O Filho de Deus veio a essa terra e cumpriu a obra da justiça do modo mais perfeito. Ao invés de vir a essa terra e simplesmente dizer: “Eu salvarei só aqueles que eu gostar e mandarei os outros para o inferno,” ele salvou toda a humanidade vindo a este mundo num corpo carnal para nos salvar dos nossos pecados sendo batizado de uma maneira justa, levando todos estes pecados, sendo condenado por nós na cruz e ressuscitando dos mortos.
Não devemos mais ter uma fé falsa enganados pelas falsas religiões; ao contrário, temos que crer que o Senhor nos salvou de um modo justo e aceitar isso de todo o nosso coração. O Senhor nos salvou do modo mais adequado e justo, porém o mais importante é se deixamos tudo para trás e cremos nele de todo o nosso coração. Vocês creem em Deus, amados irmãos? Vocês creem na obra que Deus realizou, que Jesus realizou?
Amados irmãos, no que diz respeito à nossa fé no Senhor, temos que crer nele e conhecê-lo através das Escrituras. Como nossos pecados foram passados para Jesus Cristo? Quando ele foi batizado por João Batista. E a passagem que nos mostra isso é bem clara na Bíblia, e vai do versículo 13 ao 17 do capítulo 3 de Mateus. E ao lermos esse texto no Novo Testamento, temos que entendê-lo e aceitá-lo como ele é. Assim como Zaqueu desceu da árvore na hora quando o Senhor lhe disse: “Zaqueu, desça daí”, temos que crer de todo o coração na Palavra que diz que o Senhor apagou todos os nossos pecados quando foi batizado e assim cumpriu toda a justiça. Nós temos que pensar assim: “Foi assim que Jesus levou sobre si nossos pecados, ao ser batizado e sair das águas. É por isso que está escrito em João capítulo 1, versículo 29: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” É por isso também que está escrito no capítulo 19 de João que o Senhor disse quando foi pregado na cruz e derramou seu sangue para expiar todos os nossos pecados: “Está consumado!” (João 19:30). Mas ele ressuscitou dos mortos ao terceiro dia após morrer, e foi assim que ele se tornou nosso Salvador.” Amados irmãos, temos que crer nisso de coração.
Zaqueu era um homem rico, famoso, mas também tinha suas fraquezas. Mas quando creu na obra que Jesus realizou e o aceitou como seu Salvador, ele recebeu a bênção de ter seu coração transformado. E eu espero que assim como aconteceu com Zaqueu, amados irmãos, vocês creiam de todo o coração no evangelho da água e do Espírito para que esta maravilhosa bênção venha sobre sua vida também.