Κηρύγματα

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 3-5] Nós Temos que Nascer de Novo Crendo no Evangelho da Água e do Espírito (João 3:1-15)

Nosso Senhor Veio a Este Mundo para Nos Salvar dos Pecados do Mundo
(João 3:1-15)
“Havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus. Pois ninguém poderia fazer estes sinais miraculosos que tu fazes, se Deus não fosse com ele. Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que quem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Poderá voltar ao ventre da sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Em verdade, em verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne, é carne, mas o que é nascido do Espírito, é espírito. Não te maravilhes de eu te dizer: Necessário vos é nascer de novo. O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim é todo aquele que é nascido do Espírito. Nicodemos perguntou: Como pode ser isso? Jesus respondeu: Tu és mestre em Israel, e não compreendes estas coisas? Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos do que vimos; contudo, não aceitais o nosso testemunho. Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais? Ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu - o Filho do homem [que está no céu]. Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna.”
 
 
Existem pessoas neste mundo que querem nascer de novo aceitando Jesus. Mas também existem muitas pessoas que se esforçam em sua vida religiosa de várias formas para nascer de novo livre dos seus pecados. Algumas tentam nascer de novo só pelo lado emocional, achando que é possível alguém receber a purificação de pecados fazendo orações de arrependimento. Alguns cristãos acham que dar ofertas muito substanciais pode levá-los a nascer de novo, e é por isso que eles ofertam grandes quantias em dinheiro. Enquanto isso, outros estão ocupados construindo igrejas, pois eles acham que se construírem muitas igrejas serão aprovados por Deus.
Alguns cristãos se dedicam à obra missionária, achando que alguém pode nascer de novo se for voluntário para a obra missionária e se preparar para fazê-la. Deste modo, eles tentam levar Jesus a todas as nações dedicando sua própria vida com paixão no coração pela obra missionária, por mais perigosa que ela possa ser. Essas pessoas entregaram sua vida a Deus por completo. Todas elas levam uma vida de fé achando que um dia nascerão de novo. Elas acham que Deus as fará nascer de novo um dia porque estão vivendo para Ele. Contudo, pensar assim está totalmente errado.
Mas você acha que só existe esse tipo de pessoas neste mundo? Além delas, há vários outros que procuram sua própria maneira de nascer de novo. As pessoas costumam achar que receberão a graça de nascer de novo se derem muitas ofertas materiais, fazendo muito a obra e sendo fiéis até a morte. Essas pessoas podem até pensar: “Se eu continuar a fazer o bem na presença de Deus, eu me tornarei um nascido de novo quando eu menos esperar”, mas mesmo pensando dessa maneira, não foi isso que Deus nos prometeu. O que nós podemos fazer, já que os pensamentos de Deus são diferentes dos nossos? Os pensamentos de Deus são muito diferentes dos pensamentos do homem: Ele nos diz que uma pessoa só pode nascer de novo, com toda certeza, crendo no evangelho da água e do Espírito. É impossível nascer de novo de outra forma, a não ser crendo no evangelho da água e do Espírito.
Como disse nosso Senhor, se alguém quiser nascer de novo e não ser mais um pecador, isso só é possível tendo fé no evangelho da água e do Espírito. Até mesmo se ofertássemos a Deus um monte de ouro ao invés do evangelho da água e do Espírito, nós não poderíamos nascer de novo realmente. Deus nos diz que nem as boas obras de alguém, seu sacrifício, sua dedicação ou seus bens materiais podem fazê-lo nascer de novo. Por mais que alguém sue, se esforce, e passe por lutas para servir a Deus, ele jamais poderá receber a salvação dos pecados que cometeu. O homem não pode escapar dos pecados da sua alma pelo seu próprio esforço.
Algumas pessoas podem até pensar que, já que o Senhor disse que “o vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim é todo aquele que é nascido do Espírito” (João 3:8), o nascer de novo é algo que ninguém pode alcançar porque somente Deus o conhece. Entretanto, elas pensam assim por não conhecerem a Verdade do evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu. Deus sabe tudo sobre nós. Ele sabe muito bem se alguém nasceu de novo livre dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Deus planejou e permitiu que as pessoas nascessem de novo pelo evangelho da água e do Espírito. No entanto, aqueles que ainda não foram libertos dos seus pecados não compreendem isso porque não conhecem a Verdade sobre o nascer de novo, crendo no evangelho da água e do Espírito. Mesmo assim, eles continuam sonhando com a sorte grande, achando que um dia nascerão de novo.
Quando as pessoas ouvem as palavras do evangelho da água e do Espírito pela primeira vez, elas podem até rejeitá-las, dizendo: “Essas palavras são verdadeiras, mas elas são muito diferentes do que eu aprendi até hoje. Já que é assim, como é que ficam as palavras que ouvimos até hoje?” Todavia, depois de ouvirem o evangelho da água e do Espírito, elas passam a dizer: “Ah, os meus pecados já se foram mesmo. Isso então significa que eu já fui salvo de todos eles”. Assim nós podemos ver a sua alegria. Mas existem muitas pessoas que, depois de ouvirem o evangelho da água e do Espírito pela primeira vez, não o entendem na mesma hora. É por isso que algumas delas buscam uma outra forma de ter a certeza da salvação dos seus pecados fora do evangelho da água e do Espírito.
Sendo assim, muitos cristãos podem pensar que palavras como: “nascer de novo”, “receber a salvação”, e “receber a remissão de pecados” são de alguma forma diferentes. Se por acaso eu perguntasse a alguém: “Você nasceu de novo?” Ele provavelmente diria que sim. Mas se eu perguntasse: “Bem, já que você nasceu de novo, você recebeu a remissão dos seus pecados e por isso não tem mais nenhum pecado?” Ele então responderia: “Eu nasci de novo, mas não recebi a remissão de pecados porque eu ainda tenho pecados até hoje”. Essa resposta é realmente uma piada.
Faz sentido uma pessoa que nasceu de novo e recebeu a remissão dos seus pecados ainda ter pecado? Já que alguém recebeu a remissão dos seus pecados crendo evangelho da água e do Espírito, é óbvio que ele nasceu de novo e se tornou um justo. Portanto, todos os termos: “nascer de novo”, “receber a salvação”, e “receber a remissão de pecados” têm o mesmo significado. Na Verdade, a frase ‘nascer de novo’ significa que alguém se tornou uma nova pessoa crendo no evangelho da água e do Espírito. Receber a salvação dos pecados significa que uma pessoa que tinha pecados se tornou alguém que não tem mais nenhuma ligação com o pecado. Todos esses termos parecem diferentes, mas se nós olharmos para o seu significado, eles querem dizer a mesma coisa. Alguém que tinha pecados recebe a remissão dos seus pecados e nasce de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. Nascer de novo significa que antes eu era pecador, mas que agora que eu recebi a purificação dos meus pecados, eu me tornei um novo homem, um justo. A partir do momento em que saímos do ventre de nossa mãe nós já somos pecadores, mas nascemos de novo quando ouvimos com nossos ouvidos o evangelho da água e do Espírito, quando passamos a conhecê-lo e cremos nele com nosso coração. Isso quer dizer que, apesar do nosso corpo e da nossa aparência externa parecer a mesma, nosso interior nasceu de novo porque nós cremos no evangelho da água e do Espírito.
Quem é Aquele que faz soprar o vento? É Deus. Quem é Aquele que faz o vento soprar mais forte, que criou a pressão atmosférica, que muda o curso do vento e da água, que cuida de toda a criação, que faz com que os ventos da atmosfera se tornem energia para toda a terra? É Jesus Cristo. É por isso que se queremos nascer de novo, nós temos que ouvir com nossos ouvidos e crer com nosso coração na Palavra do evangelho da água e do Espírito. E para fazermos isso, nós temos que crer de coração na Verdade da salvação que vem através do evangelho da água e do Espírito.
A Verdade pela qual Deus nos salva dos nossos pecados é o evangelho da água e do Espírito. Alguns cristãos dizem que receberam o Espírito Santo depois de orarem, mas esse não é o verdadeiro Espírito Santo. O Espírito Santo é um Ser sagrado que entra no coração daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito. Jesus levou todos os nossos pecados quando foi batizado por João Batista e foi condenado por todos os nossos pecados na Cruz. Então, já que não há mais pecados em nosso coração, nós podemos receber o Espírito Santo de Deus como um dom. A verdade é que o Espírito Santo só pode entrar no coração daqueles que receberam a remissão de pecados.
Em Gênesis capítulo 1 versículo 2 está escrito: “A terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas”. Deus pairava sobre a face das águas. O Espírito Santo não podia entrar no nosso coração porque ele estava todo errado, cheio de trevas. Deus disse: “Haja luz”, e houve luz. Por isso, só quando nós cremos no evangelho da água e do Espírito é que o Espírito Santo pode entrar no nosso coração e estar conosco. É por isso que Deus habita em nós através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito que Jesus nos deu. Portanto, nós podemos estar com Deus ao nascermos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito.
Nosso Senhor conversou com Nicodemos sobre “como podemos nascer de novo livres dos nossos pecados”. Ele disse: “Se alguém quiser nascer de novo, ele tem crer no evangelho da água e do Espírito”. Então Nicodemos perguntou: “Já que é assim, como é que alguém pode nascer de novo pela água e pelo Espírito? Ele tem que entrar no ventre de sua mãe mais uma vez?” Nicodemos pensou que nascer de novo era o mesmo que voltar ao ventre de sua mãe, e então sair dele novamente. Por esse motivo é que isso não faz sentido. Como é que a mãe de Nicodemos poderia fazer ele entrar em seu ventre de novo, já que seu filho ficou maior do que ela? O Senhor chamou a atenção de Nicodemos: “Tu és um rabino e mestre em Israel, mas ainda assim não sabes estas coisas?”
Na verdade, há muitos pastores no Cristianismo hoje que não nasceram de novo mas estão tentando guiar as pessoas. Em outras palavras, há muitos líderes cristãos como Nicodemos, um fariseu. O título “mestre em Israel” na verdade era dado a um membro do Sinédrio, o conselho de setenta e um judeus sábios que constituíam a Suprema Corte e o corpo legislativo da Judéia durante o domínio romano. Este homem, Nicodemos, era um membro desse conselho. Além disso, religiosamente falando, ele era um fariseu. Numa visão secular, ele era um membro do Sinédrio e um líder religioso. Portanto, ele tinha conhecimento humano, uma reputação moral e honra, mas ele não conhecia o evangelho da água e do Espírito. Havia rabinos na nação de Israel naqueles dias. Para a nação, a posição dos rabinos era a mais elevada. Aqueles rabinos ensinavam aos judeus nas sinagogas. Melhor dizendo, eles eram os respeitados mestres da nação de Israel. Porém, mesmo tendo conhecimento suficiente para ensinar a outros, eles não sabiam nada sobre o nascer de novo. Da mesma forma, até hoje em dia há muitos falsos mestres como Nicodemos. Até hoje no Cristianismo há muitos líderes cristãos que reinam sobre as comunidades cristãs sem conhecer o evangelho da água e do Espírito.
O ato de nascer de novo não tem nada a ver com as boas obras que alguém faz. As pessoas têm que saber que alguém só pode nascer de novo pela fé. Uma pessoa realmente nasce de novo quando entende e crê no evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Jesus perguntou a Nicodemos e a nós: “Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?” (João 3:12). As pessoas não entendem que Jesus faz com que todos nós nasçamos de novo livres dos nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito. Por isso, já que as pessoas não acreditam, mesmo Jesus usando palavras terrenas, como é que elas poderão entendê-Lo se Ele falar das coisas celestiais e da vida de fé, depois de se nascer de novo crendo no evangelho da água e do Espírito?
O Senhor nos purificou de todos os pecados recebendo em seu corpo o batismo de João Batista, morrendo em nosso lugar na Cruz e ressuscitando dos mortos. Por último, nosso Senhor deu essa explicação a Nicodemos, usando a Palavra do Antigo Testamento: “Ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu - o Filho do homem [que está no céu]. Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna” (João 3:13-15). Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, o Filho do homem tinha que ser levantado. E Deus exaltou aqueles que crêem em Jesus a fim de que eles recebessem a vida eterna.
Quando o Senhor disse: “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado”, Ele estava se referindo ao evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor morreu depois de dizer: “Está consumado!” (João 19:30). Isso porque Ele levou os pecados do mundo sobre Si ao ser levantado da terra e ser crucificado. Todos os que tinham pecado jamais poderiam ser pendurados na maldita cruz de madeira. Por essa razão, nosso Senhor levou todos os pecados da humanidade de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista, antes de ser pendurado na Cruz. E Jesus fez isso para que Ele pudesse derramar Seu sangue na Cruz como o salário pelo pecado de todo ser humano, a fim de que as pessoas que crêem Nele como seu Salvador nascessem de novo da água e do Espírito. Jesus está ensinando as Escrituras a Nicodemos aqui.
E visto que Nicodemos conhecia muito bem o Antigo Testamento, Jesus lhe disse: “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna”. Jesus está nos dizendo nessa passagem que Ele salvou todos os seres humanos ao ser batizado por João Batista e ao morrer na Cruz. Em outras palavras, Jesus está falando justamente sobre a salvação pelo evangelho da água e do Espírito; e Nicodemos entendeu isso.
O relato das serpentes venenosas em Números capítulo 21 é o seguinte: o povo de Israel, vivendo no deserto, se tornou impaciente e acabou falando contra Jeová e contra Moisés por causas das dificuldades ao longo do caminho. Por causa disso, Deus enviou serpentes para matar essas pessoas. Aqueles que eram picados pela serpentes venenosas inchavam na mesma hora e, depois de gemerem de dor por algum tempo, morriam espumando pela boca. Depois de ver o povo de Israel morrer em agonia após ser picado pelas serpentes venenosas, Moisés, o líder dos israelitas, orou a Deus. Quando ele orou: “Amado Deus, salve esse povo”, Deus disse: “Esse povo murmura tanto contra Mim que Eu mesmo vou castigá-lo”. Moisés suplicou de novo: “Ainda assim Senhor, Salve esse povo, por favor”. “Está bem então. Se você quer esse povo seja salvo, faça então uma serpente de bronze e a levante sobre uma haste. Diga ao povo que todo aquele que olhar para ela viverá”.
Moisés então falou ao povo de povo de Israel exatamente as palavras que Deus havia dito a ele. E de fato, todo aquele que olhou para a serpente de bronze pendurada na haste ficou curado do veneno. E assim como a serpente de bronze foi levantada numa haste, nosso Senhor Jesus levou sobre Si a maldição do pecado em nosso lugar ao ser batizado por João Batista, e ao ser pendurado na cruz de madeira como alguém amaldiçoado. A serpente diz respeito a Satanás na Bíblia. Para salvar aqueles que não tinham outra escolha a não ser morrer e ser amaldiçoado por causa do pecado espalhado por Satanás, nosso Senhor Jesus veio a essa terra, levou sobre Si todos os pecados do homem, e deu a vida eterna a todo aquele que crê no Seu batismo e no Seu sangue, assim como foi salvo todo aquele que olhou para a serpente de bronze pendurada na haste. Assim, Ele deu a graça de nascer de novo a todo aquele que crê dessa forma. A verdade é que Deus fez com que nosso Senhor levasse deste mundo toda a maldição do pecado.
Está escrito: “Quando alguém tiver cometido um crime que mereça a morte, e, condenado, for suspenso num madeiro, o seu cadáver não permanecerá no madeiro durante a noite. Certamente o enterrarás no mesmo dia, porque o que for pendurado é maldito de Deus. Assim não contaminarás a terra que o Senhor teu Deus te dá em herança” (Deuteronômio 21:22-23). O apóstolo Paulo também declarou: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, pois está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gálatas 3:13). Jesus levou sobre Si toda a maldição ao ser batizado e pendurado na cruz de madeira.
Quando foi batizado, morreu na Cruz e ressuscitou, Jesus salvou todos os pecadores por completo. O Senhor disse que ninguém tinha subido ao Céu a não ser Aquele que veio do Céu, isto é, o Filho do homem. A verdade é que nosso Senhor abriu as portas do Céu através da Verdade do evangelho da água e do Espírito. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6). Devido nosso Senhor ter aberto as portas do Céu pela primeira vez ao levar todos os pecados do homem sendo pendurado na Cruz, todo aquele que crê em Jesus como seu Salvador pode entrar no Reino dos Céus por causa da sua fé. O Senhor nos salvou com o evangelho da água e do Espírito.
Está escrito: “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado” (João 3:14). Por que razão nosso Senhor teve que ser pendurado na Cruz? Ele pecou como nós? Ele era fraco como nós? Ele era incompleto como nós? Não, não foi por causa disso. Mesmo assim, nosso Senhor foi pendurado na maldita cruz de madeira. Este seu ato de justiça foi para salvar você e eu de todos os nossos pecados. Depois de ter levado pessoalmente os pecados de todos neste mundo, assim como os seus e os meus, no rio Jordão para nos salvar, Jesus pôde pagar por eles ao ser crucificado. E Ele também fez com que todos que cressem no evangelho da água e do Espírito recebessem a salvação. Deus nos fez nascer de novo pela água e pelo sangue do Senhor (1 João 5:3-7).
Alguém só pode nascer de novo da água e do Espírito quando crê no evangelho do batismo de Jesus e no Seu sangue da Cruz (João 3:5). Os nascidos de novo se tornam filhos de Deus. A água em João 3:5 diz respeito ao batismo que Jesus recebeu, e o Espírito se refere à verdade de que Jesus, que é Deus, salvou toda a humanidade ao vir a este mundo num corpo carnal, levando todos os seus pecados ao ser batizado e sendo punido por causa desses pecados na Cruz. O Senhor nos salvou pelo batismo que Ele recebeu e por Seu sangue na Cruz. Nosso Senhor nos salvou pelo evangelho da água e do Espírito. Essas palavras significam exatamente que somente aqueles que nasceram de novo da água e do Espírito podem entrar no Reino de Deus. Nosso Senhor salvou você e eu de todos os nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito. Amados irmãos, vocês crêem nisso?
Nascer de novo da água e do Espírito é o mesmo que ser purificado de todos os pecados crendo no batismo de Jesus e no sangue da Cruz. Jesus é o verdadeiro Deus e a vida eterna (1 João 5:20). E Ele que é Deus e o Salvador veio a este mundo num corpo carnal, levou os pecados de toda a humanidade ao ser batizado por João Batista, apagou todos os pecados deste mundo ao ressuscitar dos mortos ao terceiro dia, e permitiu que todo aquele que Nele crê entre no Reino de Deus. É por isso que está escrito que nosso Senhor se tornou o Sumo Sacerdote celestial.
O Senhor disse: “Eu sou a porta das ovelhas” (João 10:7). Quem é que está na porta dos Céus? É o nosso Senhor que está lá. E quem é que abre essa porta? O nosso Senhor a abre. Para passar pela porta dos Céus é preciso crer na salvação que Jesus realizou com Seu batismo e Seu sangue. Aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito têm permissão para passar por essa porta, mas aqueles que não nasceram de novo e negam a verdade do evangelho da água e do Espírito não têm permissão para entrar. Aqueles que negam a divindade de Jesus ou a água que se refere ao Seu batismo não podem nascer de novo nem entrar pela porta dos Céus. Mas os que crêem no evangelho da água e do Espírito podem entrar no Céu e desfrutar das bênçãos eternas e da felicidade vivendo no Céu. Este não é outro senão o poder do evangelho da água e do Espírito.
Assim como a serpente de bronze foi levantada em uma haste, ao ser batizado por João Batista e pendurado na Cruz nosso Senhor recebeu a condenação do pecado em nosso lugar. Crer nessa Verdade nos leva à salvação dos nossos pecados e a nascer de novo. Este evangelho é a salvação da verdade através do qual a humanidade pôde receber a remissão de pecados.
Meus amados irmãos, vocês conseguem ver agora o que é a salvação pela água e pelo Espírito? Nascer de novo, renascer, se converter, se tornar nova criatura, ser salvos dos pecados e se tornar uma pessoa justa depois de ter cometido pecados – todos estes conceitos são aplicados a todo aquele que crê no evangelho do batismo de Jesus e no sangue da Cruz. Em outras palavras, as pessoas que crêem no evangelho da água e do Espírito são justamente aquelas que crêem no evangelho do batismo e do sangue que Jesus nos deu.
Mesmo assim, as pessoas neste mundo ainda acreditam em Jesus hoje em dia sem saber disso. Isso é lamentável! Elas são tão hipócritas na sua maneira de crer em Jesus que dá até tristeza ver seus esforços inúteis. Assim como Nicodemos não sabia nada sobre o nascer de novo da água e do Espírito, os teólogos, ministros e leigos hoje em dia também não o sabem. Em termos seculares, Nicodemos era um homem importante. Mesmo assim ele não conseguiu entender nada do que Jesus disse. Humanamente, ele era um grande homem, mas ele era cego espiritualmente.
Em João 3:1-21 podemos ver a conversa que Jesus teve com Nicodemos. Jesus disse a ele aquelas palavras como para que abrir os olhos de um cego. Só então Nicodemos entendeu a Verdade e disse: “Ah, eu sabia que Jesus não era um homem comum, e isso é mesmo verdade”. Depois desse encontro, os olhos espirituais de Nicodemos foram abertos e ele encontrou a verdadeira fé. Ele se tornou um nascido de novo depois de ter ouvido as palavras de Jesus. Então, quando Jesus morreu na Cruz, este mesmo Nicodemos enterrou Seu corpo usando cem medidas uma mistura de mirra e aloés. Ele junto com José de Arimatéia colocou o corpo de Jesus então num sepulcro onde ninguém jamais havia sido posto (João 19:38-41).
Meus amados irmãos, uma pessoa nasce de novo quando recebe a perfeita salvação crendo no batismo de Jesus e no Seu sangue. Nós nascemos de novo pela fé que crê no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz. Jesus fez com que nós e todas as pessoas do mundo nascêssemos de novo. E como é que Ele fez isso? Pela fé que crê no Seu batismo e no Espírito – a água que me diz que meus pecados foram passados a Jesus quando Ele foi batizado por João Batista, e o Espírito que me diz que Jesus é realmente Deus, que Ele fez com que nascêssemos de novo pela nossa fé neste evangelho da água e do Espírito.
Nos versículos 1 e 3 do capítulo 1 do evangelho de João está escrito: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Todas as coisas foram feitas por meio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez”. Quem é ele? Ele é Jesus que nos salvou através do batismo que Ele mesmo recebeu e através do sangue que Ele derramou na Cruz. Jesus nos permitiu nascer de novo pela salvação que Ele realizou ao vir a essa terra num corpo carnal, sendo batizado, morrendo na Cruz e ressuscitando.
Uma vez um pessoa respondeu asperamente dizendo que “água é apenas água e uma montanha é apenas uma montanha” quando lhe disseram que a água que Jesus se refere é o antítipo que nos salva (1 Pedro 3:21). Mas ao invés de agirmos assim, devemos ser sábios e ouvir atentamente a Palavra e crer nela, pois já foi provado que ela está correta. Se alguém assim não ouvir a Verdade dos justos que nasceram de novo da água e do Espírito, de quem ele ouvirá essa verdade então? São muito raros os nascidos de novo que podem ensinar a Verdade de que Jesus nos salvou de todos os nossos pecados sendo batizado por João Batista.
“Para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna” (João 3:15). É crendo nessa Verdade que você e eu podemos nascer de novo e receber a vida eterna. Nós nos tornamos nascidos de novo crendo no Senhor. Todo aquele que crê que nosso Senhor salvou os pecadores pela água e pelo Espírito podem nascer de novo. Essa é a Verdade. Então, se você não crê na água e no sangue de Jesus, você não pode desfrutar de tudo que ele nos trazem. Somente quando você crê na Palavra de Deus é que você pode desfrutar de todas as bênçãos que são prometidas nela. Essa salvação que foi cumprida pelo nosso Senhor quando Ele veio num corpo carnal a essa terra, recebeu o batismo, morreu na Cruz em nosso lugar, e ressuscitou dentre os mortos é exatamente o que Jesus realizou. Essa é a única Verdade pela qual podemos nascer de novo, receber a salvação pessoal e viver eternamente; mas isso porque nós cremos. Foi por isso que nosso Senhor disse a Nicodemos: “Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?” (João 3:12).
Meus amados irmãos, qual foi a obra que Deus fez por nós? A obra que Deus fez é a salvação que Jesus realizou com Seu batismo e Sua crucificação. Ele levou todos os pecados do mundo pelo batismo que recebeu, e foi condenado em nosso lugar sendo pendurado na Cruz e derramando Seu sangue. A obra da criação do universo e de tudo que nele há também é uma obra que Deus fez, mas Aquele que fez a obra de apagar os pecados da nossa alma foi justamente Jesus, nosso Salvador. O evangelho pelo qual Jesus nos salvou dos pecados do mundo é o evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, a salvação que Jesus realizou é a própria obra de Deus que nos salvou dos pecados do mundo e de Satanás pela água e pelo Espírito. A graça da salvação é tão grande que tudo que temos que fazer é crer na água e no sangue que nosso Senhor derramou por nós.
Há dois tipos de graça: a graça comum e a graça especial. A graça comum dada pelo Senhor se refere àquela pela qual Ele nos deu o sol, o ar, todas as plantas, o alimento e tudo que foi criado na natureza. Essa é a graça concedida de uma forma universal a todos, justos e pecadores. Todavia, a graça especial é exatamente a obra pela qual Jesus veio a este mundo num corpo carnal, foi batizado por João Batista, levou os pecados do mundo e apagou todos estes pecados ao ser pendurado na Cruz. A verdade é que recebemos essa graça especial para nascermos de novo da água e do Espírito e para recebermos a salvação. Meus amados irmãos, vocês crêem nisso?
Alguma vez eu preguei um sermão e não falei do batismo de Jesus e do sangue da Cruz? Nunca. Jesus salvou a todos nós com Sua graça especial. Não importa em que parte eu abra a Bíblia, pode ser em Gênesis ou em Apocalipse, a conclusão é sempre a mesma. Isso por causa da obra mais completa que Jesus, que é Deus, realizou. No passado, antes de eu nascer de novo, eu vivia como se seu fosse um anjo de luz, porque eu fui totalmente enganado por um anjo de luz. Quando as pessoas botavam sangue pela boca, eu as limpava. Quando suas feridas inflamavam e saía pus, eu as sugava com a boca. Mesmo não sendo um crente nascido de novo naquela época, eu era um grande homem, transbordando de amor. Por isso, os padres e freiras não paravam de me cumprimentar e me incentivavam a ir para um seminário católico. Eu soube mais tarde que eles faziam isso, assim como eu também, porque um anjo de luz havia nos enganado. É por isso que os falsos anjos são tão poderosos. As pessoas falam de experiências sobrenaturais como se elas fossem grandes sinais de Deus, sem saber que os falsos anjos estão prontos a enganá-las. Surpreendentemente, existem muitas pessoas que crêem nos enganos dos falsos anjos, que dizem que os pecados só desaparecem depois de se fazer orações fervorosas de arrependimento, e que alguém enfermo só pode ser curado depois de receber oração com imposição de mãos. Elas são todas mentirosas. As pessoas são assim mesmo antes de nascer de novo, como Nicodemos.
Pela Palavra de Deus nós vemos como foi possível nosso Senhor ter nos salvado. Quando nós cremos que o Senhor nos salvou pelo evangelho da água e do Espírito recebemos a graça especial de Deus. Falsos sinais e maravilhas estão tomando o mundo todo, assim como doutrinas e teorias da mente humana que não valem nada. Creia somente no evangelho da água e do Espírito pelo qual Deus nos salvou com Sua graça especial. Através do evangelho da água e do Espírito, o Senhor fez de nós aqueles que foram salvos do pecado e não têm mais nada a ver com ele. Você crê nisso? Você já se tornou um destes? Sim, você se tornou. É isso que é a salvação da água e do Espírito. Este é o evangelho que nos permite nascer de novo pela água e pelo Espírito. Eu realmente dou graças ao Senhor que nos permitiu receber a salvação.
Eu vou concluir agora. É realmente de quebrar o coração ver que tantas pessoas no mundo que não sabem nada sobre o nascer de novo da água e do Espírito. Há muitas pessoas que crêem em Jesus hoje, mas se passaram apenas 500 anos desde que houve a Reforma. Você sabe o que isso quer dizer? Por favor, não diga que sua denominação tem 2000 anos de história. Nós que agora temos o evangelho da água e do Espírito podemos dizer que temos a tradição da fé que tem 2000 anos de idade. Isso porque nós somos aqueles que têm a mesma fé dos apóstolos.
Olhando para a história do Protestantismo no mundo, nós vemos que se passaram apenas 500 anos que houve a Reforma. Ainda assim, mesmo que já tivesse passado 500 ou 1000 anos, as pessoas ainda não conhecem a Verdade do evangelho da água e do Espírito. No Cristianismo de hoje, contudo, raros são aqueles dentre os famosos líderes de cada denominação cristã que receberam a graça especial e nasceram de novo através do evangelho da água e do Espírito.
Portanto, nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito que as pessoas criam na época dos apóstolos, e temos que continuar vivendo para pregar o evangelho no mundo todo pela fé. Nós temos que entender que o objetivo da nossa vida dever ser anunciar o evangelho da água e do Espírito àqueles que ainda não conhecem este evangelho, e devemos continuar colocando nosso coração nesta obra.
Pregar o evangelho da água e do Espírito se tornou algo glorioso em nossa vida.