Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 1-14] (Gênesis 1:20-23) O Justo Viverá pela Fé

(Gênesis 1:20-23)
“E disse Deus: Produzam as águas enxames de seres viventes, e voem as aves acima da terra, no firmamento do céu. Assim Deus criou as grandes criaturas do mar, e todos os seres viventes que se arrastam, os quais povoavam as águas, conforme as suas espécies, e todas as aves que voam, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas dos mares, e multipliquem as aves na terra. E houve tarde e manhã - o quinto dia”.
 
 
Através da obra da criação que Deus realizou no quinto dia, Ele está nos falando como os justos viverão pela fé Nele e em Sua Palavra.
Já que Deus disse: “Produzam as águas enxames de seres viventes, e voem as aves acima da terra, no firmamento do céu?”, isso diz respeito apenas aos peixes e pássaros? Quando meditamos nesse texto, o que precisamos primeiro é ver para quem a Bíblia foi escrita. Aí então nós poderemos entender que esse texto foi escrito para aqueles que receberam a remissão de pecados, a fim de que eles vivessem pela fé.
Na passagem bíblica acima, Deus criou os pássaros do céu; com isso, Deus quis dizer que “os justos viveriam somente pela fé”. Nós os justos temos que examinar a nós mesmos então, a fim de vermos se estamos mesmo vivendo pela fé ou não.
Deus disse: “O justo viverá da fé” (Romanos 1:17). O que é fé? Fé é dizer apenas: “Eu creio?” Sempre teremos problemas em nossa vida. Contudo, por mais dificuldades que nós crentes no evangelho da água e do Espírito enfrentemos, se não nos apegarmos firmemente à Palavra de Deus e vivermos pela fé, até a nossa fé principal que nos levou a receber a remissão de nossos pecados perecerá e nós acabaremos deixando a Igreja de Deus. Eu já vi isso acontecer muito. Por outro lado, se nós soubermos o que é viver pela fé na Palavra de Deus, e se nós aplicarmos a Palavra de Deus à nossa vida de fé atual, ela nos ajudará e seremos muito abençoados. Os justos devem viver pela fé na justiça de Deus. Eles devem viver pela fé em Deus e na Sua Palavra.
Você e eu estamos tendo uma vida de fé confiando no Senhor, mas precisamos entender que tipo de fé é correta. Por que é tão importante vivermos pela fé?
A maioria de vocês, depois de ter recebido a remissão dos seus pecados, não tem vivido realmente colocando toda sua fé em Deus. Todos vocês têm vivido pela força das suas próprias pernas e não podem dizer que têm crido em Deus. Antes de nós nascermos de novo, vivíamos confiando no dinheiro e poder, na força das nossas próprias pernas.
Entretanto, quando nascemos de novo, Deus nos disse que deveríamos viver confiando Nele e seguindo Sua Palavra. Já que o certo é que todos nós vivamos tendo fé em Deus e na Sua justiça, é assim que nós devemos viver então. E já que isso está escrito na Bíblia, isso é o certo a fazer. Mas apesar de a Palavra de Deus estar certa, ao mesmo tempo nós vemos como é difícil viver assim. E quando passamos por algum problema, aí é que vemos que não podemos fazer isso.
Por exemplo, vamos falar agora do problema com as nossas necessidades básicas como roupas, comida e moradia. Antes de nascermos de novo pelo evangelho da água e do Espírito, nós investíamos 24 horas do nosso dia para ganhar dinheiro. Porém quando nascemos de novo, nós viemos para a Igreja de Deus e ouvimos a Palavra que nos dizia que tínhamos que viver pela fé, servir ao evangelho, dar ofertas, viver para o Senhor e fazer parte da Igreja também. E tudo isso está certo. Deus exige de nós agora uma vida totalmente diferente da de antes.
Antes, nós costumávamos viver pelas nossas forças, como um avestruz, mas agora que temos que viver pela fé, nós nos sentimos frustrados porque nossa fé é pequena. Um avestruz é capaz de correr 80 km por hora deixando poeira para trás. Sem precisar da ajuda de suas asas, ele pode escapar do predador só com suas duas pernas e ainda achar comida. Era assim que nós vivíamos antes, mas agora nós não podemos mais viver assim, confiando em nossas próprias forças. Antes, nossa força era física, mas já que viemos para a Igreja de Deus, nós temos que entender que nossa força humana é totalmente inútil. Em outras palavras, nenhum de nós consegue viver somente da sua força física. E por quê? Porque nós não podemos cumprir todas as exigências de Deus somente com nossas habilidades e nossas forças. É por isso que nós temos que viver colocando nossa fé na justiça de Deus e na Sua Palavra; é por isso que nós temos que mudar nosso antigo modo de vida.
A Bíblia diz que “o justo viverá da fé”. Só há uma maneira do justo viver, e é pela fé na justiça de Deus e na Sua Palavra. É por isso que temos que rejeitar nossos pensamentos carnais. Agora, então, vamos meditar em como devemos viver pela fé.
Deus diz na passagem bíblia deste capítulo: “Voem as aves acima da terra, no firmamento do céu”. E isso significa que o justo pode de fato viver pela fé. É isso que significa quando é dito que os justos devem viver confiando em Deus: eles oram ao Senhor e pedem a Ele que supra suas necessidades. E eles também crêem que sempre quando pedem algo ao Senhor, Ele os responde. Nós podemos viver pela fé quando cremos que o Senhor é nosso Pastor, que Ele é nosso Deus, nosso Salvador, que Ele é nosso Mestre. Melhor dizendo, isso quer dizer que todos nós devemos viver crendo que o Senhor trabalha em nossa vida quando nós oramos. Colocar nossa fé em Deus é o mesmo que orar pedindo ajuda ao Senhor quando nós estamos passando por alguma dificuldade na vida, e termos certeza que Ele responde nossas orações.
Se estamos com problemas, temos que orar a Deus então e pedir Sua ajuda. E temos que crer que o Senhor responde nosso pedido de ajuda. Ter essa fé pela qual o Senhor nos dá graça, sabedoria, resolve nossos problemas e responde nossas orações de várias formas quando oramos é algo fundamental. É assim que podemos viver confiando na justiça do Senhor, e, para ser mais específico, ser ajudados quando oramos a Ele. É isso que significa viver pela fé no Senhor.
Nós não cremos em Deus como se crêssemos naqueles que fundaram as religiões do mundo, mas nos curvamos diante do Senhor que vive hoje e sempre, que salvou você e a mim dos nossos pecados, e oramos pedindo a Ele Sua ajuda. Aí então é que encontramos Deus em nossas orações e somos abençoados por Ele em nossa vida. Quando oramos ao Senhor nós podemos ter comunhão com Ele pela fé e também vivermos pela fé. Nós temos que fazer com que Ele conheça nossos problemas, pedir Sua ajuda, lembrar da Sua Palavra, e crer que Ele nos ajuda e resolve nossos problemas sem falhar. É por essa fé que temos que viver. É isso que temos que fazer na nossa vida de fé agora. Aqueles que vivem pela fé na justiça de Deus oram ao Senhor e têm comunhão com Ele; por isso, eles podem viver pelo poder e graça que Ele lhes concede. É assim que nós temos que viver, tendo comunhão com o Senhor, recebendo respostas pela nossa fé e confiando Nele. Nada mais do que isso é viver confiando em Deus.
Várias pessoas neste mundo dizem que confiam em Deus, mas isso não é verdade. Sempre que os servos de Deus passam por dificuldades, eles primeiro pedem ajuda ao Senhor em suas orações. O apóstolo Paulo não orava ao Senhor todo o tempo? O apóstolo Paulo cria pela fé que Deus cumpre tudo que Ele promete de modo infalível. E é por isso que ele também nos exorta assim: “Orai em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito” (Efésios 6:18).
Sempre que nós orarmos ao Senhor quando tivermos algum problema, Ele responderá nossas orações de várias formas. Nós temos que viver pela fé crendo que Deus nos susterá e ajudará quando nós pregarmos o evangelho da água e do Espírito a este mundo.
Até hoje temos vivido crendo em Deus e na Sua justiça. O apóstolo Paulo também viveu pela fé em Deus e na Sua justiça. Todas as pessoas de fé na Bíblia viveram pela fé em Deus. Os que se converteram antes e estão guiando vocês agora também têm vivido pela fé até hoje.
Os que se converteram antes de você não estão livres de problemas e também têm enfrentado muitas dificuldades desde o momento em que creram no evangelho da água e do Espírito. Eles vêm se levantando contra o inimigo e têm lutado contra ele, têm sido desprezados, perseguidos, sujeitos a todo tipo de insulto e perderem todos os bens materiais que tinham.
Eu mesmo perdi muito por crer no evangelho da água e do Espírito, mas o que eu ganhei foi muito mais. Depois que eu tive um encontro com o Senhor eu fui duramente perseguido, dentro e fora da minha própria família. Eu não tinha nenhum bem material. Então eu tinha saúde? Não, eu não tinha saúde. Eu vivia doente. Às vezes quando minha hérnia inflamava, meu sangue engrossava e endurecia o meu corpo. Eu fiquei à beira da morte várias vezes. Quando procuramos viver tendo fé no Senhor nós encontramos muitos obstáculos, mas toda vez que oramos a Ele nossas orações são respondidas; e é assim que temos que viver agora. É assim que os justos têm que viver pela fé.
No quinto dia, Deus disse: “Produzam as águas enxames de seres viventes, e voem as aves acima da terra, no firmamento do céu”.
Como é que podemos voar sobre o firmamento da fé? Já que nascemos de novo, como nós podemos ter a vida de fé dos justos? Já que nós vivemos nessa terra com nosso desejo carnal ainda intacto, como nós podemos viver como justos? Isso só é possível quando vivemos pela fé na justiça do Senhor. E os justos têm que viver crendo em toda a Palavra de Deus, porque eles têm que dar testemunho do que são.
Já que todos nós passamos por tantos problemas e até já enfrentamos a morte, como é que pudemos viver até hoje? Isso só foi possível justamente porque temos vivido crendo apenas na justiça do Senhor. Nós temos vivido pela fé orando sempre ao Senhor, crendo que Ele responde nossas orações e que Ele se tornou nosso Pastor, nosso Pai e nosso Salvador. Essa é a verdadeira fé.
Nós temos enfrentado dificuldades em nossa vida a todo momento. Até agora nós não estamos livres das lutas. Todavia, por mais que enfrentemos dificuldades maiores ainda, vamos continuar vivendo colocando nossa fé na justiça do Senhor. A não ser que vivamos confiando na justiça do Senhor, nós não teremos outra escolha senão morrer física e espiritualmente.
Todos os homens de fé antes de nós, João Batista, Pedro, João, Paulo, Marcos e Mateus, viverão pela fé. Eles viveram pela fé confiando no Deus Todo Poderoso. Eles não viveram confiando na sua força física e nos seus bens materiais. Nós também temos que viver confiando no poder do Senhor agora. Na Bíblia, no quarto dia da criação Deus disse como Ele fez os Seus servos, e no quinto dia Ele disse como os Seus servos deveriam viver tendo fé no Senhor.
Quando você tem algum problema, como você o resolve? Você deve tentar resolvê-lo por meios humanos? Até mesmo isso requer certas condições e dinheiro; o que você pode fazer então quando não tem dinheiro algum?
Você deve viver confiando em Deus somente, confiando na Sua justiça, pedindo Sua ajuda e crendo Nele. Nós temos que aprender a ter uma vida que confia em Deus, na Sua justiça, e que busca Sua ajuda. Nós temos que pedir a ajuda de Deus até mesmo em coisas simples, dizendo: “Deus, por favor, me ajude nisso”. Nós temos que pedir ao Senhor com fé, e temos que crer que Ele nos dará o que estamos pedindo. Nós temos que levar nossos problemas ao Senhor e pedir a Ele: “Deus, por favor, resolva este problema e me ajude. Eu estou te pedindo que resolva isso para mim. Eu creio que Tu irás me responder”. Nós temos que viver pedindo a ajuda do Senhor e confiando Nele.
Se pedirmos ao Senhor com fé, e se nossas orações forem corretas, o Senhor irá nos responder. Deus trabalhará em nossa vida e em todas as circunstâncias com Seu poder. Sendo assim, é com a ajuda do Senhor que nós vivemos. Você agora tem que aprender a viver confiando no Senhor. Muitas pessoas tentam viver confiando em sua inteligência e nos seus bens materiais. No entanto, os justos nascidos de novo, leigos ou ministros, só podem vencer todas as dificuldades se confiarem totalmente no Senhor e viverem pela fé. Não importa qual seja o problema, quando o levamos para nosso Senhor, cremos Nele e pedimos Sua ajuda, Ele com certeza nos responde. A fé não é nada mais do que isso. Você agora tem que aprender a viver pela fé; você tem que viver pela fé realmente.
 
 
Deus Aperfeiçoou Minha Fé
 
Houve um tempo em que eu enfrentei grandes dificuldades mesmo confiando no Senhor. Naquela época eu não tinha ao meu lado os pastores que trabalham comigo agora, nem os irmãos e irmãs na fé, e muito menos bens materiais. Quando eu fui para uma cidade portuária chamada Socko naqueles dias, a única coisa que eu cria era que Deus era o meu Senhor, que eu era Seu servo, e que Ele me ouvia quando eu orava.
Eu orava a Deus confiando Nele. Aos meus olhos carnais, minha esperança era pequena, mas eu tinha fé e cria que “sem o evangelho da água e do Espírito aquela cidade era um deserto e que Deus havia me levado ali justamente para pregá-lo; que através disso Ele salvaria muitas pessoas do pecado e fundaria Sua Igreja ali”. Eu sabia qual era a vontade que Deus queria cumprir através de mim. Mas eu não tinha nada. Faltava tudo e eu não conhecia ninguém.
Antes de mais nada, eu tinha que encontrar um lugar para que minha família, eu, minha esposa e meu filho, pudéssemos morar. Eu procurei uma casa para alugar e encontrei uma com um quarto e uma pequena cozinha, num bairro bem pobre. O aluguel era 30 dólares por mês. Mas nem este valor eu tinha. E eu não tinha nem o depósito inicial.
Eu orei a Deus então. E já que Ele me ajudou eu consegui alugar a casa e morar lá. Já que íamos nos mudar, nós iríamos precisar de móveis e utensílios para a casa. Isso era algo muito difícil para uma família enfrentar. Desesperado, eu comecei a andar pela cidade e orei a Deus assim pedindo um emprego: “Deus, eu não sou Teu servo? Eu creio que sim. Tu me salvaste dos meus pecados através da Verdade do evangelho da água e do Espírito e eu tenho Te servido até hoje; mas agora eu estou passando por uma situação muito difícil”.
Primeiro, eu tive a certeza pela fé se eu era ou não servo de Deus. E quando eu tive a convicção em meu coração de que eu era realmente um servo de Deus, eu pedi a Deus com coragem: “Deus, eu sou Teu servo, Tu tens que me ajudar então. Se eu não fosse Teu servo Tu poderias me deixar sozinho. Mas eu sou Teu servo. Eu quero fazer Tua obra agora, mas primeiro eu preciso suprir as necessidades básicas da minha família. O que eu devo fazer, Senhor?”
Não havia nada que eu pudesse fazer fisicamente. Eu até procurei um emprego braçal num mercado, mas só que eu não tinha condições de fazer aquilo. Um simples dia de trabalho ia me custar mais em remédios do que eu ia ganhar. Para ter um emprego, é preciso que a pessoa tenha algumas habilidades ou conhecimentos exigidos pela sociedade, mas eu não tinha nada disso.
Por eu ter vivido num centro de orações todo aquele tempo, eu não tinha que me preocupar com necessidades básicas como roupa, comida e moradia. Mas já que eu não tinha nenhuma experiência, eu não sabia fazer nada quando eu me encontrei sozinho no mundo. Então, eu comecei a orar: “Deus, o que eu devo fazer? Por favor, sustenta-me Senhor, e ajuda-me a ter recursos para sustentar minha esposa e meu filho. Este é um problema muito sério. Eu sou Teu servo, o que é isso que está acontecendo comigo? Eu não estou passando essa luta por não estar pregando o evangelho da água e do Espírito. Mas apesar disso, eu estou em grande dificuldade. Deus, eu quero pregar o evangelho da água e do Espírito. Por favor, me ajude”. Eu tive que orar assim.
Andando sem destino nas ruas da cidade, eu orei e pensei: “O que eu posso fazer realmente para ganhar a vida?” Naquele momento, uma barbearia me veio à mente. Algum tempo trás, quando eu ainda estudava, meu cunhado tinha uma barbearia. Então, sempre que eu voltava da escola, eu costumava ajudar meu cunhado na barbearia lavando o cabelo dos clientes, e até ganhava algum dinheiro com isso. Mas isso não significa que eu podia realmente cortar o cabelo de alguém. Eu praticamente não tinha nenhuma habilidade. Ainda assim, eu decidi procurar emprego numa barbearia.
Havia uma barbearia na cidade perto de um salão de festas. Naquela hora eu não tinha mais nada senão minha fé em Deus. E eu não tinha mais nada a fazer. Ao entrar na barbearia, eu vi que o dono estava trabalhando sozinho.
Eu perguntei a ele então: “O senhor precisa de alguém para ajudá-lo?” Quando ele me disse que sim eu lhe disse que queria trabalhar para ele. Quando ele me perguntou quanto tempo eu havia trabalhado nesse ramo, eu deixei essas palavras saírem da minha boca: “Eu tenho trabalhado nisso por 20 anos”. Eu disse isso pela fé.
Ele então me perguntou: “De onde você é?”
Eu disse: “Eu sou de Busan”. Busan é a segunda maior cidade da Coréia.
Ele me perguntou de novo então: “Onde você trabalhou em Busan?”, e eu respondi: “Eu trabalhava no centro da cidade”. E já que eu era mesmo da Busan, eu disse que trabalhei na parte mais agitada da cidade por 20 anos. Ao ouvir isso, ele me pediu para começar a trabalhar no outro dia.
Então, na manhã seguinte, eu fui trabalhar na barbearia. Porém, o dono não chegou cedo. Quando eu abri a barbearia e comecei a limpá-la, o primeiro cliente entrou. Minhas mãos tremeram quando eu segurei a tesoura pela primeira vez. Eu podia fingir que estava fazendo um corte de cabelo, já que eu tinha visto meu cunhando cortando o cabelo dos clientes várias vezes, mas já que eu não sabia fazer aquilo, minhas mãos não paravam de tremer. Mas se eu desistisse eu seria demitido. Eu comecei a cortar o cabelo então, orando o tempo todo em meu coração: “Senhor, dá-me forças”.
A tesoura parecia ter vida própria e toda hora tentava cortar a orelha do cliente. Mas apesar de toda tremedeira, eu consegui cortar seu cabelo. Eu também o barbeei, mas só que então eu tremia mais ainda. Se eu fosse demitido tudo estaria acabado, então eu orei desesperadamente: “Senhor, eu nem tenho forças para orar mais. Por favor, Senhor, me ajude e me capacite a fazer o que estou fazendo agora”.
Tendo fé no Senhor, eu barbeei o cliente. Seu rosto ficou todo sangrando. Toda hora eu tinha que colocar um curativo no lugar onde sangrava, mas mesmo assim o cliente continuava parado e sem dizer nada. O dono também fingiu que não estava vendo nada e não disse nada. O cliente perguntou então quanto era e eu recebi meu primeiro pagamento. Com esse nível de habilidade, é claro que eu não poderia continuar fazendo isso.
Mas eu tinha uma forte convicção dentro de mim que dizia: “Tudo que posso fazer agora é crer em Deus. Isso é única coisa que eu posso fazer, pois agora o negócio é matar ou morrer”. E eu orei novamente: “Senhor, por favor, não permita que eu seja demitido deste emprego”. Contudo, algumas horas mais tarde, o cliente voltou e queria um novo corte de cabelo, dizendo que sua esposa reclamou daquele corte horrível. Dessa vez então, o próprio dono do salão cortou seu cabelo. O mais estranho, no entanto, foi que o dono do salão não me disse nada e me deixou continuar trabalhando lá.
Eu trabalhava 8 horas por dia naquela época e o dinheiro que eu ganhava não era muito. Apesar de que eu recebi um aumento depois. Então depois eu comecei a ganhar 50 dólares; 20 deles cobriam os custos com minha família, e o que sobrava eu dava para minha esposa guardar. Naquela época eu estava orando para fundar a igreja de Deus e juntando os recursos financeiros para isso. E já que não havia ninguém que me desse ofertas naquela época, eu tentei poupar dinheiro para alugar um local para fazermos o culto, a fim de que eu pudesse pregar o evangelho da água e do Espírito.
Sempre que eu tinha tempo eu procurava por alguém que cresse no evangelho da água e do Espírito. E mesmo tendo que trabalhar na barbearia, sempre que eu tinha um tempo livre eu saía e distribuía alguns panfletos que diziam: “Se você quiser ouvir o evangelho da água e do Espírito, contate-nos por este número”.
De vez em quando alguém lia o panfleto e até ligava. Uma vez um seminarista me ligou dizendo que não conhecia o evangelho da água e do Espírito, eu então o encontrei e preguei o evangelho da água e do Espírito para ele. Como resultado, ele recebeu a remissão dos seus pecados. E um certo número de pessoas de fato receberam a remissão de pecados com alegria. Mas não havia nenhum lugar, nem mesmo uma sala, onde nós pudéssemos nos reunir. E as pessoas ficavam decepcionadas ao saber que nós não tínhamos um lugar de adoração. Embora elas tivessem ouvido o evangelho, elas viram como era triste minha situação, pregando-o sem ter um lugar adequado para adoração, e acabaram todas me deixando.
Eu então orei: “Senhor, por favor, me envie obreiros com quem eu possa servir ao evangelho”. E conforme eu orei ao Senhor, eu pude pregar o evangelho da água e do Espírito para uma organização missionária, e quando seus membros ouviram o evangelho, eles deixaram sua fé antiga e errada, e puderam fundar a Igreja de Deus comigo.
Assim, quando eu comecei a pastorear a Igreja de Deus que pregava o evangelho da água e do Espírito, eu também abri uma escola missionária para preparar os obreiros de Deus para pregá-lo em todo o mundo. Algumas senhoras vieram assistir minha palestra e cerca de dez jovens se inscreveram na missão como os primeiros alunos. Foi assim que eu pude começar a escola de missões.
“Deus, eu vou pregar o evangelho ao mundo. E vou plantar Sua Igreja em cada região da Coréia. Por favor, Senhor, ajude-me”. Eu creio que Tu me farás levantar Sua Igreja, e que Tu me permitirás pregar o evangelho da água e do Espírito”. Eu cria no Senhor e orei com fé. Eu orei pela minha incapacidade. Eu fiz tudo confiando em Deus. Eu fiz tudo pela fé e isso quer dizer que sempre que eu enfrentava alguma dificuldade, eu me ajoelhava na presença do Senhor e pedia mais e mais sua ajuda fervorosamente. E tudo que eu fazia eu confiava que o Senhor me ajudaria com toda certeza.
E já que eu cria, Deus me permitiu realizar tudo isso. Eu inseri nos obreiros de Deus essa fé também. Apesar de meus irmãos na fé terem recebido a remissão dos seus pecados, ainda havia em seu coração muitas coisas deste mundo. Seu coração, melhor dizendo, podia voltar a ser carnal a qualquer momento. Pelo fato de seu coração não poder ser transformado se eu os ensinasse apenas com minhas próprias palavras, eu tive que tirar a maldade do seu coração com minha fé no Senhor. Eu tive que guiá-las ao Senhor.
Sempre que eu testificava da Palavra de Deus, eu também testificava da minha fé.
E já que eles tinham muitas dúvidas sobre a Palavra de Deus e sobre mim, eu tinha que ensiná-los muitas coisas da Palavra pela fé. Quando eu testificava a eles com a Palavra de Deus, a incredulidade do seu coração era tirada uma a uma. Assim, através da escola de missões, eu pude preparar os obreiros do Senhor e levantá-los como pregadores. A Igreja de Deus também foi construída assim.
Ter fé no Senhor é o mesmo que crer assim: “Deus é o meu Deus. O Senhor é o meu Salvador que apagou todos os meus pecados de uma vez por todas. Ele é meu Pastor que me ajuda. Se eu viver de acordo com a vontade de Deus e segui-Lo pela fé, qualquer problema que eu enfrente então, mesmo que eu corra risco de vida, o Senhor certamente me ajudará, pois Ele é o meu Pastor e o meu Salvador. Eu creio que o Senhor me dará tudo que eu pedir a Ele, e foi justamente com essa fé que eu me tornei um servo de Deus. Até agora eu faço a obra tendo fé no Senhor”. Às vezes, até meus obreiros acham difícil entender minhas atitudes, mas é pela minha fé no Senhor que eu estou realmente fazendo a Sua obra.
Eu vivo pela fé até nos momentos difíceis. Eu faço a obra confiando em Deus. O Senhor me salva e me sustenta quando eu creio Nele. Se você está passando por algum problema, você também tem que pedir ao Senhor para resolvê-lo. Se você pedir e realmente crer que Ele te responderá, sua oração de fato será respondida então. Se você servir ao Senhor assim, você poderá resolver um a um todos os problemas que está enfrentando. É pela sua fé no Senhor que você pode vencer todas as suas dificuldades.
Você está passando por algum luta ou aflição? É claro que sim; ninguém está livre de problemas. Como é que você pode resolvê-los então? Você pode resolvê-los tendo fé no Senhor. Você pode resolvê-los pela fé, orando ao Senhor e conseguindo Sua ajuda. É disso exatamente que se trata a fé. Se você orar pelos seus problemas, ter fé em Deus, confiar Nele e viver pela fé, Ele então acabará com todas as suas dificuldades. E isso não é uma hipótese.
Um certo líder de uma missão sempre dizia que vivia pela fé. Ele dizia: “Tudo que eu tenho na minha carteira são 10 dólares para alguma emergência. Apesar de eu receber apenas 300 dólares por mês para cobrir minhas despesas com minha família, todas as minhas necessidades são supridas porque eu oro a Deus com fé e Ele provê tudo”. Mas ele na verdade está enganando sua igreja. Pelo que eu sei, ele tem muitos cartões de crédito. E sempre que ele gasta alguma coisa no cartão, todas as suas despesas são pagas pela missão. Por isso, quando esse pastor diz que só gasta 300 dólares com suas despesas pessoais, ele está apenas exaltando sua justiça perante Deus.
Por outro lado, minhas despesas passam de 1000 dólares por mês. Como alguém pode viver somente como 300 dólares por mês? Hospedar uma pessoa na minha casa por 2 ou 3 dias me custaria mais de 300 dólares. A fé tem algo a ver com não gastar dinheiro? Se for para o Senhor, e se for preciso, eu vou gostar todo o dinheiro que for necessário. Mas eu oro quando eu não tenho dinheiro. Pode ser até milhões de dólares, mas se for para o Senhor, eles serão gastos.
Viver para Deus é viver tendo fé Nele. Todo aquele que é justo tem que viver pela fé. Os justos tropeçam justamente pela falta de fé, e é por causa da sua falta de fé que eles levam uma vida miserável. Mas se viverem pela fé, eles poderão vencer todas as suas fraquezas e terão tudo. Nós temos que confiar no Senhor para ganhar dinheiro também. É servindo ao Senhor que ganhamos dinheiro. E não há nenhuma vergonha nisso, já que o dinheiro que nós recebemos não é para nós mesmos, mas para o Senhor. É por isso que às vezes temos que pedir mais dinheiro ao Senhor.
Quando o Senhor estava próximo de Jerusalém, onde seria crucificado, Ele chegou a Betfagé, e enquanto subia o Monte das Oliveiras com dois discípulos Seus Ele disse: “Ide à aldeia aí em frente, e logo encontrareis uma jumenta presa, e com ela um jumentinho. Desprendei-a e trazei-mos” (Mateus 21:2).
O que o dono de um jumento diria se alguém o levasse? Ele não perguntaria: “Por que você está levando meu jumento?” e acharia que ele era um ladrão. O Senhor, no entanto, disse aos Seus discípulos para dizer isso ao dono do jumentinho se ele perguntasse: “O Senhor precisa dele”. Assim, os discípulos não tiveram nenhum problema para levar o jumento. E assim como foi profetizado na Palavra, o Senhor entrou em Jerusalém num jumentinho (Zacarias 9:9).
Nós temos que ter fé que a vontade de Deus sempre vai se cumprir sem falhar. Para nós, viver e ganhar a vida perante o Senhor, e enfrentar o desafio de pregar o evangelho de Deus – isso é viver pela fé. Como está escrito: “O justo viverá da fé” (Romanos 1:17). É pela fé que nós vivemos.
Existe tanta falta de fé no Senhor em nossos pensamentos. Satanás tenta semear a falta de fé em nós e nos impedir de viver por ela. Em tempos como estes, nós temos que derrotar Satanás pela fé, dizendo: “Em nome do Senhor Jesus Cristo eu te ordeno: para trás de mim, Satanás!”
Algum tempo atrás, eu viajei para uma certa cidade a fim de fundar uma nova igreja. Eu fui para lá com alguns pastores a fim de encontrar um lugar para o culto. Quando eu estava no hotel à noite, de repente eu comecei a sentir uma dor terrível no estômago. Então eu disse: “Senhor, eu não jantei hoje à noite, é por isso que meu estômago está doendo tanto?” Naquela hora, eu pensei que Satanás estava tentando tirar minhas forças, pois eu iria assinar o contrato de aluguel do imóvel no outro dia, e este era um grande passo para que nós começássemos a pregar o evangelho naquela região.
O diabo não pode entrar em nós, mas ele nos oprime por fora. Então, em minha mente eu ordenei: “Diabo, eu te ordeno, para trás de mim!” Assim, eu orei a Deus e ordenei que Satanás fosse embora. A dor no meu estômago era tão lancinante que passou para minha cabeça, mas se eu chamasse a ambulância tarde da noite isso nos causaria um grande problema, pois nós iríamos assinar o contrato de aluguel pela manhã. Então eu orei a Deus a noite toda. E eu venci Satanás pela fé. Quando estava para amanhecer, toda dor tinha ido embora. Eu acordei, tomei meu café da manhã, encontrei o proprietário do local a assinei o contrato de aluguel.
Meus próprios parentes e irmãos até me achavam estranho quando eu comecei a seguir o evangelho da água e do Espírito. E não somente isso, mas eu perdi meu próprio filho por servir ao Senhor. Naquela época, eu tinha que ir para igreja que era longe e confiei num dos meus colaboradores para tomar conta dos meus filhos pequenos. Mas ele esqueceu de fechar todas as janelas e meu segundo filho caiu de uma delas e morreu. Cada janela das nossas igrejas agora tem redes de proteção. Eu as instalei por causa desta lembrança dolorosa e porque segurança vem em primeiro lugar. Eu não culpei o colaborador que estava tomando conta dos meus filhos. Esta foi a declaração que eu dei à policia: “Eu não vou prestar queixa nem culpar ninguém por este acidente”, e o caso se encerrou naquele momento. Eu e minha esposa jogamos as cinzas do nosso filho num rio.
Antes da morte do meu filho, eu sempre o pegava no colo e ensinava o evangelho para ele, já que eu não sabia quando o Senhor iria levá-lo. Eu disse a ele diversas vezes: “Meu filho, você sabe que eu te amo, não sabe? Deus também te ama dessa maneira. Seus erros são pecados. Mas Jesus Cristo veio a essa terra, levou sobre Si todos estes pecados, os tirou quando foi batizado por João Batista no rio Jordão, e os apagou assim quando foi crucificado”.
Toda vez que eu pude eu falei do evangelho da água e do Espírito para ele. Alguns de vocês podem até perguntar como uma criança poderia entender tudo isso, mas eu creio que toda criança entende o coração de seu pai. Quando os pais ensinam o evangelho aos seus filhos com fé eles o aceitam também. Eu ensinei o evangelho da água e do Espírito para meu filho. Meu filho foi para Deus. “Adeus, meu filho”. Eu então joguei suas cinzas num rio.
Naquela noite eu preguei o evangelho da água e do Espírito e algumas pessoas receberam a remissão dos seus pecados no culto no outro dia. Eu perdi meu filho, mas o Senhor me deu outro filho espiritual naquele dia.
Eu disse a minha esposa: “Se nossos filhos crescerem e se tornarem homens bem sucedidos, nós não estamos colocando nossa esperança neles? Eu acho que Deus levou nosso filho antes de colocarmos nossa esperança em algo dessa terra. Por isso querida, você tem que aceitar a perda como eu aceito e não devemos chorar mais. Deus não tem um propósito para nós por ter levado nosso filho? No tempo certo Deus aliviará nossa dor. Tudo isso aconteceu enquanto eu estava fora pregando o evangelho da água e do Espírito; foi algo que aconteceu com a permissão de Deus”. Eu então me ajoelhei colocando minha fé em Deus.
Já que eu não passava de um ser humano, se meus filhos se tornassem bem sucedidos neste mundo, eu passaria a confiar neles. Contudo, eu venci tudo como minha fé no Senhor. Tudo que eu fiz foi pela fé. Você também tem que resolver tudo pela fé, não importa as lutas que você esteja enfrentando, e não importa como você agrada a Deus. Sem fé no Senhor nós não podemos seguir em frente, não podemos fazer a obra de Deus.
Quando eu conheci o grupo de irmãos que fundaram nossa missão, eles me convidaram para ser o preletor de num retiro, mas o horário que eles me deram para pregar foi 11 horas da noite. Apesar de ser muito tarde, eu não me importei e preguei a Palavra aquela hora mesmo. Como sempre, eu preguei pela fé. Mas eu não deixei de orar pedindo ajuda a Deus. Antes de pregar então, eu fui para o meu alojamento e orei: “Deus, se nenhuma alma receber a remissão de pecados nesse retiro, o evangelho terá fracassado aqui então. Portanto Deus, este retiro é muito importante. Este evento vai determinar se as pessoas aqui serão usadas por Ti ou não; e isso depende totalmente de Ti. As almas têm que ser salvas”.
No retiro, o período da tarde era reservado para que todos se divertissem. Alguns iam nadar, outros pescar. Isso fazia parte do retiro. Então, quando eu preguei o evangelho tarde da noite, as pessoas já estavam tão cansadas por causa das suas atividades durante o dia que algumas até cochilavam, tornando difícil que o evangelho fosse pregado corretamente.
Eu tinha um longo caminho a seguir e havia muito que eu queria falar, mas já que não era eu quem estava à frente do retiro, eu não pude fazer o que eu queria, e por isso eu subia ao monte todas as tardes. Depois de orar, eu voltava e via que eles serviam no jantar os peixes que haviam pescado. E tudo que eu podia dizer era: “Obrigado por vocês terem se esforçado tanto. Vamos comer”.
De todo modo, quando o retiro acabou eu conversei com alguns irmãos enquanto esperava o ônibus. Então, um grupo de jovens se aproximou. Deus preparou o tempo certo para mim. Naquela hora eu pude pregar o evangelho da água e do Espírito para eles mais uma vez assim: “O que é o pecado do homem? Ele é como uma onda. Elas vão e voltam conforme a maré. Todos pecam até morrer. As ondas continuam indo e voltando sem parar, por mais que alguém faça tudo para impedi-las. Essa é a natureza do pecado. Mas Jesus Cristo aceitou todos estes pecados ao ser batizado”.
Foi naquela hora que nosso irmão Wonki Choi, que hoje é pastor, aceitou o evangelho. E muitos outros jovens receberam a remissão dos seus pecados também. Foi assim que a obra do evangelho começou.
Quando eu preguei para o missionário Younghwa Lee, que era o líder da igreja, ele também se converteu pela fé. Naquela época eu o visitei em casa e, depois de nos cumprimentarmos, eu sentei no sofá. Ele me disse: “Deixe-me te perguntar só uma coisa”.
Eu disse: “O que é?”
Ele disse: “Por que Deus odiou Esaú e amou a Jacó? Eu não consigo entender isso”. Então, eu disse a ele: “Pegue sua Bíblia”, e ao abri-la no capítulo 9 do livro de Romanos, eu comecei a falar.
“Aqui diz que ‘o propósito de Deus, segundo a eleição, fica firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama’. Quem Deus chamou? Ele chamou pessoas como Jacó. Ele chama os pequenos, simples, desprezados, aqueles que além de crerem em Deus não têm nada do que se orgulhar. São estes que Deus chama e salva. Deus amou a Jacó e odiou a Esaú porque pessoas como Esaú confiam nas suas próprias forças e se opõem a Deus ao invés de confiarem nele”.
O missionário Lee então me disse: “Eu já estudei muito e aprendi muito esse tempo todo também, mas você é o primeiro que me explicou isso de modo claro. Que livros você leu?”
Quando eu vi o que ele tinha estudado, eu percebi que ele tinha muitos livros e disse a ele: “Você tem que mandar todos estes seus livros para serem reciclados. Eu li todos eles dez anos atrás, mas não havia verdade neles, somente fermento que corrompe a alma. Se você for muito apegado a eles, fique com eles por algum tempo, mas quando você ver o quanto eles são inúteis, jogue-os fora”.
A situação da igreja naquela época era tal que nós tivemos que ordenar o missionário Lee como pastor. Só então a igreja pôde ser organizada. Mas nós poderíamos levantar alguém que não havia nascido de novo como servo de Deus? Eu orei então: “Deus, já que eu preguei o evangelho da água e do Espírito, ele pelo menos tem que aceitá-lo. Só então eu não pecarei perante Ti. Só então sua obra será feita corretamente”.
Fazendo a obra de Deus desse jeito, eu preguei o evangelho da água e do Espírito pela fé. O missionário Lee não aceitou totalmente o evangelho naquele dia, mas ainda assim eu resolvi esperar e passei a explicar o evangelho para ele passo a passo. Assim, eu preguei a Palavra direto para o missionário Lee. Mas ele teve tantas dúvidas que eu tive que explicar a Palavra de Deus detalhadamente para ele pela fé. Enfim, o Reverendo Lee foi finalmente salvo, foi levantado como um servo de Deus, serviu o evangelho conosco pela fé e foi para o Senhor antes de nós.
Você precisa ter fé para crer nos servos que se converteram antes de você e segui-los. Não há nada na vida dos justos que não requeria fé no evangelho da água e do Espírito. É preciso ter fé para obedecer e seguir os que se converteram antes de nós – de fato, tudo requere fé. Se os que se converteram antes de você te pedissem para fazer algo, você não seria incapaz de obedecê-lo se você não tivesse fé na ordem estabelecida por Deus?
Nós devemos viver pela fé na Palavra de Deus e no Senhor. “A vontade de Deus é que o evangelho seja pregado no mundo todo. Portanto, temos que pregar o evangelho, o evangelho tem que ser pregado de qualquer jeito”. Quando nós cremos então, esses atos de fé começam a surgir em nós. Mesmo que nós não entendamos o que os que se converteram antes de nós estejam nos pedindo, se tivermos fé uniremos nosso coração ao deles e obedeceremos dizendo “sim”. A fé torna possível nós fazermos tudo que é bom para o evangelho, mesmo que isso não esteja dentro dos nossos padrões e fira nosso ego.
Os cristãos sabem muito bem que eles têm que pregar o evangelho no mundo, mas não é isso que eles estão fazendo de fato. Com seu método de evangelização atual, por mais que eles se esforcem, tudo é feito em vão. Se um missionário vai para outro país, aprende a cultura local, começa um serviço comunitário como um hospital ou uma escola, constrói uma igreja e consegue um bom número de membros, ele conseguiu um sucesso espetacular então. A obra missionária de William Carey, que foi à Índia para lá pregar o evangelho, e Hudson Taylor, que foi a China também para pregar o evangelho ali, continua sendo um marco na história das missões cristãs.
Mas e nós? Nós estamos pregando o evangelho da água e do Espírito no mundo todo através da nossa literatura. Se Jesus demorasse só mais um pouquinho para voltar, nós entraríamos para a história como aqueles que cumpriram a missão de pregar ao mundo o verdadeiro evangelho. Apesar de as pessoas não nos levarem muito a sério, elas entendem que somos pessoas que têm uma fé tremenda. É pela fé que vivemos agora. Nós temos servido ao Senhor pela fé até agora, e continuaremos fazendo isso nos dias que virão. A Bíblia diz: “A fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem” (Hebreus 11:1).
A obra de Deus só pode ser feita pela fé. O diabo também é derrotado pela fé, nossos inimigos vencidos pela fé, tudo é feito pela fé. Viver também é algo que fazemos pela fé. Nós temos que viver crendo na Palavra. Nós temos que ser um com o Senhor pela fé e segui-Lo pela fé. Mas você só pode viver pela fé quando não confia nas suas forças.
Os avestruzes têm asas enormes. Se eles usassem essas asas para voar, eles voariam mais rápido do que as águias. Eles são mais fortes também. Mesmo com um homem sentado nas suas costas eles podem correr como um cavalo. Os avestruzes são grandes e fortes assim. Eles podem correr 50 Km por hora. E já que suas pernas são tão fortes, eles nem tentam voar. É por isso que eles não precisam voar.
Todavia, o avestruz usaria suas asas se suas pernas fossem cortadas. Quando ele fosse perseguido por um predador como um leão, ele usaria suas asas para escapar da morte e voaria. “Uau, eu não sabia que minhas asas eram tão boas”. O avestruz só pode vencer a águia se ele voar. Mas nós temos que cortar as pernas do avestruz para fazê-lo voar. Nós Temos que cortá-las quando ele estiver dormindo. E se nós cuidarmos bem dos seus ferimentos e alimentá-lo bem, em um mês ele estará voando. Uma galinha pode voar também quando suas pernas são cortadas. Podemos fazer as galinhas voar na mesma hora. Se suas pernas foram cortadas assim que elas nascerem e seus ferimentos foram cuidados, elas logo voarão, já que não podem andar.
Você sabe por que você vive sem confiar no Senhor? Você não vive pela fé porque sua força é muito grande, porque você só em ela para confiar. Mas eu não tenho nada em que confiar. Eu me afastei da minha casa, dos meus amigos e da minha antiga denominação.
Se seu caráter é irrepreensível, se você é muito inteligente ou confia nas suas próprias forças, você acaba confiando nisso. Mas quando você entende que tudo isso não é nada, você passa a confiar apenas na Palavra do Senhor e a viver pela fé. O justo viverá pela fé. Não é quando tudo está indo bem que vivemos pela fé, mas sim quando as coisas ficam difíceis. Aí então é que passamos a orar a Deus.
Você tem que entender que Deus permite que você passe por dificuldades para que você tenha fé. Por isso, você tem que orar a Deus e segui-Lo crendo que Ele responderá todas as suas orações. Eu não posso esperar nada de mim mesmo. Eu falo o que penso e tenho pavio curto; eu não sou muito educado nem muito forte; eu tenho muitos problemas de saúde; eu também sou baixinho e gordinho. O que se pode esperar de um homem como eu? O que eu tenho que eu possa confiar? Não há nada no qual eu possa confiar.
Você ainda confia em si mesmo ou em alguma coisa? Você tem que entender que as coisas carnais não são nada. Você tem que entender que as realizações do homem não são nada para Deus. Se você tiver muito pão hoje, você não vai orar pelo pão de cada dia. Mas quando não há pão, nós temos que orar por ele. Quando nós entendemos nossas fraquezas é que podemos orar a Deus e pedir que Ele supra nossas necessidades. Quando entendemos como é importante a obra de Deus é que passamos a orar. Isso é fé.
Amados irmãos, quando vocês entendem como vale a pena servir ao Senhor é que vocês passam a viver pela fé.