Sermões

Assunto 14: A Primeira Epístola de JOÃO

[Capítulo 5-2] (1 João 5:4-8) Quem é Nascido de Deus?

(1 João 5:4-8)
“Pois todo que é nascido de Deus vence o mundo. Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. Quem é aquele que vence o mundo senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo. Ele não veio só pela água, mas pela água e pelo sangue. E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. Pois três são os que dão testemunho no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que dão testemunho na terra: o Espírito, a água, e o sangue; estes três concordam.”
 
 
As Pessoas, Nascidas de Novo, Vencem o Mundo
 
Aqui nessa passagem das Escrituras de 1 João 5:4-8, o Apóstolo João diz que a fé que vence o mundo depende de uma pessoa crer em Jesus Cristo como Salvador, e que Ele veio pela água e pelo sangue. Jesus Cristo veio a este mundo “não só pela água, mas pela água e pelo sangue.” João afirma aqui claramente que o evangelho da água e do Espírito é o único e verdadeiro evangelho que o Senhor realizou com o sacrifício do Seu próprio corpo.
Quando o Apóstolo João menciona: “Todo aquele que é nascido de Deus vence o mundo” (1 João 5:4), pela palavra “o mundo” ele quer dizer o pecado. Porque Satanás, o diabo, governa este mundo (Efésios 2:2), a palavra “o mundo” é usada freqüentemente como um sinônimo de pecado nas Escrituras. E a morte reina sobre toda a humanidade por causa do pecado, porque o pecado nos separa de Deus, a fonte da vida (Romanos 5:12-17).
Entretanto, Deus nos amou de tal maneira que deu Seu Filho unigênito, e Seu Filho Jesus Cristo nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. Você crê em Jesus, que veio pela água e pelo sangue, como seu Senhor e Salvador? A passagem das Escrituras “este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo” quer dizer isso, que por ter aceitado o batismo de João Batista e ter derramado Seu sangue na Cruz, Jesus Cristo nos concedeu a remissão dos nossos pecados.
O verdadeiro evangelho da água e do Espírito revela nitidamente o meio pelo qual a remissão de pecados foi realizada. A salvação que nós recebemos foi realizada por meio da vinda de Jesus a essa terra no corpo de um homem, por Ele ter aceitado o batismo de João Batista, ter derramado Seu sangue até a morte na Cruz, e por Sua ressurreição dos mortos logo após disso.
Aqui, “água” significa o batismo que Jesus recebeu de João Batista (Mateus 3:15; 1 Pedro 3:21). E já que o salário do pecado é a morte, Jesus, que levou sobre Si todos os pecados do mundo através do Seu batismo, teve que ser julgado por todos os nossos pecados neste mundo. Por isso, Ele foi pregado na Cruz, derramando Seu sangue até a morte. Sendo assim, dizer: “Jesus veio pelo sangue” quer dizer que Ele saldou a dívida de todos os nossos pecados com Seu sangue na Cruz.
Meus amados cristãos, vocês agora estão descobrindo o evangelho da água e do Espírito que o Senhor Jesus nos Deus como a Verdade da água e do sangue. Agora, nós estamos firmes em Jesus Cristo, porque Ele trouxe a vida a todos nós pela água e pelo sangue. Nós temos que dar ouvidos à Palavra viva da Verdade, que é essencialmente a própria vida, através do evangelho da água e do Espírito.
1 João 5:6 declara: “E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade.” Aqui, “o Espírito” se refere a Deus. Para nós, existe um Deus Triuno que é Deus Pai, Deus Filho, e Deus Espírito Santo. Deus Pai planejou nossa salvação. O Filho executou o plano pela água e pelo sangue. E o Espírito Santo garante a Verdade da salvação de Deus.
As obras de Deus na época do Antigo Testamento são os ensinamentos e atividades de Jesus Cristo e o testemunho do Espírito Santo sobre eles. Nós temos que crer que Deus nos libertou de todos os pecados do mundo através da água, do sangue, e do Espírito Santo. Nós só podemos ser limpos de todos os nossos pecados crendo no Filho de Deus, que veio a este mundo no corpo de um homem, recebeu o batismo e derramou Seu sangue na Cruz para anular todos os nossos pecados. O evangelho da salvação do nosso Senhor para nós é o próprio evangelho que veio pela água, pelo sangue, e pelo Espírito. Portanto, quando chamamos Jesus Cristo de “nosso Senhor,” nós estamos dizendo isso: “Tu és meu Deus e Salvador, que me salvaste de todos os meus pecados.”
Quando nós compartilhamos e ouvimos a Verdade do evangelho da água e do Espírito, com a Bíblia aberta, nós temos que verificar todas as passagens das Escrituras ao mesmo tempo, meditar em todas elas, e nos agradarmos de tudo numa só fé. Os sermões que pregam somente bênçãos no mundo não podem estar corretos.
Muitas pessoas vivem com seus pecados habituais. O Apóstolo João disse que podemos “vencer o mundo” porque nós podemos vencer todos os pecados.
Então, você pode se perguntar: “Como é que nós podemos vencer os pecados?” Nós podemos vencer os pecados porque todos eles foram apagados por causa da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Nosso conhecimento da fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito é diferente daqueles que dizem que nós podemos vencer os pecados não os cometendo. Porém, você tem que entender que eu não estou dizendo aqui que os crentes no evangelho da água e do Espírito não cometem pecados em suas vidas.
Nós vencemos os pecados porque cremos no nosso Senhor, que anulou todos os nossos pecados, e na Verdade do evangelho da água e do Espírito. Já que fomos limpos de todos os nossos pecados através da nossa fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito, nós podemos evitar a condenação segundo essa fé.
Já que todos nós somos humanos, nós temos um corpo de carne. É por isso que eu não posso viver minha vida sem cometer nenhum pecado. Quando estamos sob muita pressão psicológica, a maioria de nós se irrita sem nenhuma razão com qualquer coisa. Nós cometemos pecados neste mundo porque nossos corpos são deficientes. Por causa do nosso corpo pecador, nós somos incapazes de não nos envergonharmos diante de Deus. Todavia, depois de crermos na Palavra do evangelho da água e do Espírito, nós fomos libertos de todos os nossos pecados. E por isso, nós podemos vencer o mundo.
Nós temos que conhecer a Verdade que purifica todos os pecados do nosso coração, da nossa mente, e dos nossos atos. Através do evangelho da água e do Espírito, nosso Senhor levou todos os nossos pecados, e nos deu a remissão de pecados que nos guia à vida eterna. Enquanto vivemos neste mundo, nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito, que é a Verdade sobre a purificação de pecados. Desta maneira, nós vencermos o mundo.
Nos tempos de Noé, Deus decidiu julgar a humanidade por causa dos seus pecados. No entanto, para conceder a misericórdia e graça da Sua salvação à família de Noé, que era justa, Deus ordenou a Noé que construísse uma arca. Isso foi para mostrar a toda a humanidade Seu plano para salvação dos seus pecados.
Para a construção da arca, Deus deu ordens específicas a Noé para que ele usasse “madeira de cipreste” e “a revestirás de betume por dentro de por fora” (Gênesis 6:14). Quando Noé juntou as madeiras de cipreste para construir a arca, havia brechas entre as bordas da madeira. E é óbvio que a água iria entrar por essas brechas. A parte mais importante de um barco é o quanto ele é resistente à água. Por essa razão, Deus ordenou a Noé que revestisse a arca de betume por dentro e por fora.
A cobertura de betume que Noé deu a arca é uma analogia à verdade da libertação dos pecados que nosso Senhor nos deu através da nossa fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Nós pecamos por dentro e por fora, isto é, em nosso coração e na nossa carne. E assim como Noé revestiu a arca de betume por dentro e por fora, nós somos purificados por dentro e por fora com a fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, se nós quisermos receber a completa remissão dos nossos pecados, temos que crer no evangelho da água e do Espírito. O betume espiritual que o Senhor nos deu hoje é a Verdade do evangelho da água e do Espírito.
Como eu mencionei anteriormente, nós pecamos contra Deus desde o dia do nosso nascimento até o nosso último suspiro. Já que temos um corpo de carne, é impossível viver sem pecar. Nossos corpos estão tão acostumados com o pecado que nós não temos como nos livrar desses hábitos pecaminosos até o dia da nossa morte. Por isso, a não ser que creiamos no evangelho da água e do Espírito, nós não podemos ser libertos dos pecados. Toda a humanidade peca porque seu coração de carne alimenta seus desejos carnais. É por isso que nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito ainda mais.
O evangelho segundo Marcos relata assim os doze tipos de pecados da natureza humana, que comete pecado desde seu primeiro dia nessa terra até o dia da sua partida dela: “Pois do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, a prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, e a loucura. Todos estes males procedem de dentro, e contaminam o homem” (Marcos 7:21-23).
Os maus pensamentos das pessoas vão do seu coração para a sua mente, e se uma pessoa não conseguir controlar seus pensamentos maus ela acabará colocando-os em prática. Foi por isso que o Senhor disse que o que vem de dentro é o que contamina o homem.
Uma pessoa não pode evitar de cometer pecados enquanto ela tiver desejos carnais, entretanto, Deus tornou os crentes no evangelho da água e do Espírito Seus próprios filhos. Nós caímos em pecado freqüentemente, e vivemos pecando 7 dias por semana 24 horas por dia. As pessoas cometem pecados repetitivamente. Existem muitas pessoas que cometem uma variedade de pecados, mais do que os 12 tipos num só dia, enquanto buscam satisfazer os desejos da sua carne. Há alguns outros que durante algum tempo cometem apenas os doze pecados em seu coração, e assim, os colocam em prática várias vezes durante o mês. Alguns outros ainda, confessam Jesus como seu Salvador, mas vivem diariamente saturados de tanto pecado.
Apesar de vivermos em pecado, seja em nosso coração ou em nossos atos, nós podemos ser purificados de todos esses pecados. Crendo no evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, podemos ser purificados dos nossos pecados de uma só vez. Nós podemos ser purificados de todos os nossos pecados crendo em Jesus Cristo, que é o protagonista do evangelho da água e do Espírito, como nosso Salvador. Agora, vamos dar uma olhada na passagem da Bíblia que explica como Jesus anulou nossos pecados pela Sua vinda a este mundo.
A Verdade é que Jesus anulou nossos pecados através da Sua vinda pela água, pelo sangue, e pelo Espírito. É o evangelho da água e do Espírito que tem o poder da remissão de pecados. Porque Jesus Cristo já conhecia muito bem nossas falhas e fraquezas foi que Ele nos livrou de todos os nossos pecados e nos tornou Seus. Sendo assim, ao invés de tentar esconder os seus pecados, você deve primeiro confessar seus pecados a Deus. Depois, siga o evangelho da água e do Espírito. Você poderá encontrar a Verdade que te concederá para sempre a remissão dos seus pecados, se você apenas crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Se nós apenas revelarmos os pecados que nós cometemos na nossa fraqueza e crermos na Palavra do evangelho da água e do Espírito, nós receberemos a remissão de pecados. Além disso, uma nova vida nos será dada assim como o fortalecimento espiritual.
O batismo de Jesus Cristo realizado por João Batista está descrito na Bíblia como a Verdade que nos salva de todos os nossos pecados. Vamos ver a Verdade da água e do Espírito na Bíblia.
 
 
Jesus Levou os Pecados do Mundo Através do Batismo que Ele Recebeu de João Batista?
 
Mateus 3:13-17 diz que Jesus veio ter com João no rio Jordão para ser batizado por ele. Naquele tempo, Jesus tinha 30 anos de idade. A princípio, João se recusou a batizar Jesus, dizendo, “eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?” (Mateus 3:14), porque sabia que Ele era a própria encarnação de Deus. Então, Ele disse algo muito sério a João: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15).
Jesus tinha que cumprir toda a justiça de Deus recebendo o batismo de João Batista na forma de imposição de mãos. A justiça de Deus consistia em Jesus levar os pecados do mundo sobre Si ao receber o batismo. O momento histórico, quando Jesus abaixou a cabeça para João Batista e João Batista o batizou impondo as mãos sobre a Sua cabeça, foi o momento mais miraculoso de toda a historia do universo. Jesus recebeu o batismo de João Batista porque aquele era o único método através do qual a justiça de Deus poderia ser cumprida.
Jesus Cristo, o próprio Filho de Deus, recebeu o batismo de João Batista para que os pecados do mundo fossem passados a Ele de uma vez por todas. Por esse motivo, Jesus recebeu o batismo que João O ministrou. E já está escrito que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23), Jesus foi crucificado e derramou Seu precioso sangue na Cruz para pagar o preço por todos os nossos pecados em nosso lugar. Esse evento é a Verdade da eterna remissão de pecados, que nós chamamos de o evangelho da água e do Espírito. Jesus recebendo o batismo de João Batista e Seu sangue na Cruz juntos constituem os grandes eventos da nossa salvação.
Depois que Jesus recebeu o batismo de João Batista, Ele logo saiu da água. E os Céus se abriram para Jesus e Ele viu o Espírito de Deus descendo como uma pomba e pousando sobre Ele. E uma voz dos Céus disse: “Este é o meu filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17).
O batismo de Jesus foi definitivamente o meio mais apropriado dEle levar os pecados do mundo sobre Si. Nós temos que examinar as passagens das Escrituras no Antigo Testamento a fim de entendermos a necessidade que Jesus tinha de receber o batismo de João Batista.
Deus estabeleceu o sistema sacrificial para que todas as pessoas na época do Antigo Testamento pudessem oferecer seu sacrifício no Tabernáculo. Elas, em outras palavras, tinham que oferecer sacrifícios para expiar seus pecados que impediam sua comunhão com Deus. Assim sendo, as pessoas na época do Antigo Testamento podiam se reconciliar com Deus através das ofertas pelo pecado que eram oferecidas pela imposição de mãos e do sangue de animais. Deus exigia ovelhas e cordeiros sem manchas como oferta de sacrifício pelos seus pecados.
 
 
Quando João Impôs suas Mãos sobre Jesus, Todos os Pecados da Humanidade foram Transferidos para Ele
 
Levítico 4:1-4 diz: “Disse o Senhor a Moisés: dize aos filhos de Israel: quando alguém pecar por ignorância e fizer o que é proibido em qualquer dos mandamentos do Senhor – se o sacerdote ungido pecar para escândalo do povo, oferecerá ao Senhor pelo pecado que cometeu, um novilho sem defeito como oferta pelo pecado. Trará o novilho à entrada da tenda da congregação, perante o Senhor. Porá a mão sobre a cabeça do novilho, e o degolará perante o Senhor.”
A oferta pacífica, a oferta pelo pecado, e a oferta queimada eram sacrifícios que possibilitavam o povo do Antigo Testamento a se reconciliar com Deus.
Em Levítico 4:27-31, temos um exemplo concreto da oferta pelo pecado: “Se alguém dentre o povo da terra pecar por ignorância, fazendo uma das coisas que o Senhor ordenou não se fizessem, ele se tornou culpado. Quando o pecado que cometeu lhe for notificado, então trará por sua oferta uma cabra, sem defeito, pelo pecado cometido. Porá a mão sobre a cabeça da oferta pelo pecado, e a degolará no lugar do holocausto. Depois o sacerdote, com o dedo, tomará do sangue da oferta, e o porá sobre os chifres do altar do holocausto, e o restante do seu sangue derramará à base do altar. Tirará toda a gordura, como se tira a gordura do sacrifício da oferta pacífica, e a queimará sobre o altar, por cheiro suave ao Senhor. Assim o sacerdote fará expiação por ele, e ele será perdoado.”
Essa passagem das Escrituras explica como qualquer pessoa comum podia ser perdoada dos seus pecados diante de Deus. Como na passagem anterior, alguém tinha que trazer um animal sem mancha (uma cabra) e impor suas mãos sobre sua cabeça para passar a ela todos os seus pecados. Depois, ele degolava o animal do sacrifício e derramava seu sangue. Ele então dava o sangue ao sacerdote, e o sacerdote tinha que oferecer o sacrifício em seu lugar: o sacerdote tinha que tomar do sangue com seu dedo, e o colocar sobre os chifres do altar do holocausto, e derramar o restante do sangue sobre a base do altar; ele tirava toda a gordura do sacrifício e a queimava sobre o altar como cheiro suave ao Senhor. Ao fazer isso, o simples pecado de alguém podia ser expiado de modo adequado, e ele podia ser perdoado dos seus pecados diante de Deus.
Esse tipo de oferta era para que o povo oferecesse quando ele entendia que havia pecado contra Deus e uns contra os outros. Essa era a regra principal da Sua Lei e dos Seus mandamentos (Romanos 3:20).
Aqui, os mandamentos de Deus referem-se ao que o Senhor nos mandou fazer e não fazer. Quebrar qualquer desses mandamentos era pecado.
Todos os mandamentos de Deus podem ser divididos em duas categorias de fazer e não fazer. Deus nos ordenou: “Não terás outros deuses diante de mim” (Êxodo 20:3), mas nós tínhamos muitos outros deuses. No caso do meu país, a Coréia, existem muitas religiões e deuses. Por isso, muitas pessoas têm servido aos espíritos dos seus ancestrais por muito tempo. O Animismo e o Panteísmo têm sido fenômenos comuns em quase todos os grupos étnicos. As pessoas que vivem nas áreas montanhosas acreditam nos deuses da montanha, enquanto que as pessoas do litoral servem aos deuses do mar. Resumindo, as religiões nada mais são do que nossa própria fabricação de deuses artificiais. Cada grupo étnico criou seus próprios deuses e tem crido neles.
Contudo, o Deus que nós cremos é diferente dos deuses que as pessoas deste mundo criaram por si próprias. Tudo que existe foi criado por Deus. Mesmo assim, algumas pessoas podem olhar para uma grande rocha e dizer: “Tu és o meu deus a partir desse momento. Me abençoe.” Este é um exemplo de uma religião criada pelo homem. Muitas pessoas têm criado diferentes religiões. Praticar falsa religião é uma violação do primeiro mandamento de Deus.
Se eu fosse falar sobre adoração de ídolos, haveria muitas histórias para contar. Os jovens hoje em dia enlouquecem com os cantores populares. Até mesmo quando eles conseguem vê-los de longe, eles vão à loucura pulando e gritando. É até compreensível que os jovens se apaixonem por algo ou alguém na sua juventude, como já aconteceu com muitos de nós. Isso pode ser um fenômeno natural. Entretanto, o problema é que jovens que deveriam gritar apaixonadamente por Deus estão gritando para os artistas. O que mais poderia ser esse fenômeno, a não ser adoração de ídolos?
Você e eu somos pessoas incapazes de guardar os Dez Mandamentos. Não há um dia sequer que guardemos de forma perfeita todos os Dez Mandamentos. A pessoa não consegue viver um dia da sua vida sem quebrar um dos mandamentos. E se de alguma maneira uma pessoa for capaz de guardar 99,9% dos mandamentos ao longo de toda sua vida, se essa pessoa quebrar apenas 0,1% dos mandamentos, isso significa o mesmo que quebrar 100% dos mandamentos. Nós somos pessoas que começaram a pecar assim que saímos do ventre de nossas mães. É por isso que perante Deus nós somos pecadores.
Depois que Davi tomou Bate-Seba, a esposa de Urias, ele cometeu então um homicídio perante Deus. Em outras palavras, Davi cometeu adultério, e, num esforço para ocultar esse ato, Davi enviou o marido de Bate-Seba para a frente da batalha, matando-o indiretamente. Já que ele tomou a esposa de outro homem, ele cometeu um roubo. E já que Davi gostava tanto de Bate-Seba a ponto de enviar seu marido para a morte, ele também cometeu um homicídio. E Davi ainda tentou enganar a Deus e aos seus servos. Podemos dizer que Davi violou todos os Dez Mandamentos de Deus.
O Apóstolo Tiago disse: “Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, torna-se culpado de todos” (Tiago 2:10). Em Gálatas, o Apóstolo Paulo disse: “Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las” (Gálatas 3:10). Assim sendo, a Bíblia diz que todos, sem nenhuma exceção, pecaram contra Deus.
Está escrito em Levítico 4:27-28: “Se alguém dentre o povo da terra pecar por ignorância, fazendo uma das coisas que o Senhor ordenou não se fizessem, ele se tornou culpado. Quando o pecado que cometeu lhe for notificado, então trará por sua oferta uma cabra, sem defeito, pelo pecado cometido.”
O povo de Israel pecava por ignorância. A princípio, eles nem sabiam o que estavam fazendo. Porém, mais tarde, eles passaram a entender pela Lei de Deus que eles tinham pecado contra Deus. Então, tiveram que oferecer sacrifícios a Deus.
O pecador tinha que oferecer uma cabra ou uma ovelha como sacrifício por causa dos seus pecados. Nesse sacrifício, era essencial que ele impusesse sua mão sobre a cabeça do animal do sacrifício e o matasse derramando Seu sangue. Ele então levava o sangue para o sacerdote encarregado. Deus preparou esse método de purificação e libertação dos pecados dos pecadores através das ofertas do sacrifício.
 
 
Porá a Mão sobre a Cabeça da Oferta pelo Pecado, e a Degolará no Lugar do Holocausto
 
Levítico 4:30-31 diz: “Depois o sacerdote, com o dedo, tomará do sangue da oferta, e o porá sobre os chifres do altar do holocausto, e o restante do seu sangue derramará à base do altar. Tirará toda a gordura, como se tira a gordura do sacrifício da oferta pacífica, e a queimará sobre o altar, por cheiro suave ao Senhor. Assim o sacerdote fará expiação por ele, e ele será perdoado.”
Mesmo que fosse uma oferta pacífica ou uma oferta pelo pecado, o pecador tinha que impor suas mãos sobre a cabeça do sacrifício. A razão para a imposição de mãos no sacrifício era para que o pecado do pecador pudesse ser transferido para o animal do sacrifício, e sua garganta era cortada para seu sangue ser derramado. O sangue que é mencionado na passagem “com o dedo, tomará do sangue da oferta, e o porá sobre os chifres do altar do holocausto, e o restante do seu sangue derramará à base do altar” é a essência de toda a vida. Deus lidava com o pecador na época do Antigo Testamento recebendo o sacrifício apropriado pelo seu pecado.
Jesus Cristo, que é Deus em forma humana, levou nossos pecados sobre Si ao receber o batismo. Em nosso lugar, Ele morreu na Cruz, derramando Seu sangue até a morte. Ele ressuscitou dos mortos e se tornou nosso Senhor e Salvador.
Deus é justo e amoroso. Embora Deus seja o Deus de amor, por Ele ser também o Deus de justiça, Ele teve que julgar aqueles que não creram nEle mesmo depois dEle ter anulado todos os nossos pecados com o amor da Sua Verdade. Algumas pessoas reclamam que Deus é injusto, tendencioso, desleal, mas essas alegações estão longe da verdade. Como foi prometido no sistema sacrificial, Deus preparou Jesus Cristo como eterno sacrifício para anular todos os nossos pecados de uma vez por todas. Ao receber o batismo, Jesus levou sobre Si todos os nossos pecados. E Deus Pai ofereceu Seu Filho na Cruz para que Jesus derramasse Seu sangue até a morte sobre ela como sacrifício. Por meio da ressurreição de Jesus dos mortos, todo aquele que crê nessa Verdade pode agora receber a remissão dos seus pecados e uma nova vida. Agora então, Deus purifica nossos pecados através de Jesus, o Cordeiro de Deus, e do Seu sangue na Cruz. Deus apagou todos os nossos pecados através de um método simples, e os que crêem nessa Verdade são libertos de todos os pecados do mundo por meio dEle, o Deus justo e verdadeiro.
O aumento das dívidas no cartão de crédito deve um problema social comum em toda a sociedade. Isso aumenta o número de pessoas que cometem suicídio, que têm seu crédito negado, e que se escondem por causa das suas dívidas. Imagine que uma pessoa estava prestes a decretar falência. Então, um amigo, que amava muito esse devedor, paga todas as suas dívidas em seu lugar. Essa pessoa ainda teria alguma dívida? Claro que não.
Da mesma forma, nosso Senhor, recebendo o batismo e derramando Seu precioso sangue na Cruz, pagou todas as nossas dívidas com o pecado de uma vez por todas. Nosso Senhor nos purificou completamente de todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito. O homem tinha que ser julgado pelos seus próprios pecados. No entanto, Deus Pai enviou nosso Senhor Jesus, tornando-O um sacrifício em nosso lugar. Ao receber o batismo e derramar Seu precioso sangue na Cruz, Jesus anulou todos os pecados do mundo de uma vez e nos tornou filhos de Deus.
No Dia da Expiação, o sumo sacerdote tinha que impor suas mãos sobre a cabeça de um bode, e matá-lo derramando seu sangue (Levítico 16). À propósito, o denominador comum nas ofertas do Antigo Testamento era passar os pecados de alguém para o sacrifício através da imposição de mãos e derramar o sangue do animal do sacrifício, que era oferecido a Deus para purificar o seu pecado.
Todavia, esse sistema sacrificial em si era uma parte da Lei que tinha autoridade sobre os Israelitas até Jesus completá-lo. Portanto, isso era meramente uma sombra dos bens futuros, isto é, o eterno e perfeito sacrifício de Jesus Cristo (Hebreus 10:1).
 
 
Vamos Analisar Novamente o Evangelho da Verdade que Anulou Todos os Nossos Pecados
 
Até agora, nós temos visto a oferta do sistema sacrificial do Antigo Testamento. Vamos ver agora o eterno sacrifício de Jesus no Novo Testamento.
Mateus 3:13-17 declara: “Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João tentava dissuadi-lo, dizendo: eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim? Mas Jesus lhe respondeu: deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu. Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito Santo descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”
Jesus, que recebeu o batismo de João Batista, é o Filho de Deus. Para livrar toda a humanidade dos seus pecados, Jesus, o Filho de Deus, obedeceu a Seu Pai para cumprir Sua vontade, e ao ser batizado, Ele agradou a Deus, Seu Pai.
Por que Jesus recebeu ‘o batismo’ de um ser humano, João Batista? O motivo é revelado em Mateus 3:15. Foi para cumprir toda a justiça de Deus. Mateus 3:15 nos diz: “deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Aqui, cumprir toda a justiça se refere ao cumprimento do amor de Deus na vida dos pecadores. A fim de libertar todos os pecadores dos seus pecados, Jesus veio a este mundo como o Cordeiro de Deus, e recebeu o batismo de João Batista. Através do batismo, Jesus levou sobre Si todos os pecados deste mundo. Ao receber o batismo de João Batista no rio Jordão, Jesus, como o Cordeiro de Deus, levou sobre Si “todos” os pecados da humanidade. Por isso, Jesus teve que derramar Seu precioso sangue para pagar toda a dívida do pecado que Ele recebeu ao ser batizado. Foi por isso que Ele teve que receber o batismo.
Essa Verdade está intimamente ligada à passagem das Escrituras de 1 João 5:6, que diz: “Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo. Ele não veio só pela água, mas pela água e pelo sangue. E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade.” Jesus de fato se tornou nosso Salvador ao vir a este mundo pela água e pelo sangue. Jesus nos salvou de uma forma perfeita, e nos libertou de todos os pecados do mundo. Ele nos deu a justiça de Deus, que nos capacita a vencer o mundo. Sendo assim, as origens dessa Verdade podem ser encontradas tanto no Antigo quanto no Novo Testamento.
Está escrito em João 1:29, “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Jesus pôde levar os pecados do mundo até a Cruz porque Ele os tomou para Si através do batismo que recebeu de João Batista.
Dizer que Jesus veio pela água é o mesmo que dizer que a Verdade é que Jesus, o Filho de Deus, veio a este mundo no corpo de um homem, recebeu o batismo de João Batista, que por sua vez transferiu todos os nossos pecados a Jesus.
1 João 5:6 também diz que Ele veio “não só pela água, mas pela água e pelo sangue.” Jesus veio pela água. Isto é, Ele levou todos os nossos pecados por ter recebido o batismo. Além disso, através do Seu batismo, Ele levou os pecados do mundo à Cruz, onde foi crucificado, e derramou Seu sangue para receber de uma vez por todas todo o julgamento pelos nossos pecados em nosso lugar.
Mesmo sendo um pastor, eu ainda tenho muitas falhas. Não seria maravilhoso se nós pudéssemos fazer somente boas obras diante de Deus? Eu também me irrito facilmente às vezes, principalmente quando eu não consigo dormir por alguns dias por causa de alguns problemas sérios. Quando eu fico chateado com alguma coisa sem razão, meu coração se sente pesado diante de Deus. Nessas horas, eu me ajoelho e começo a refletir profundamente comigo mesmo.
Quando eu acho esse e aquele tipo de pecado em mim, eu confesso a Deus que agi inadequadamente nessas áreas e leio a Palavra em Mateus 3:15-16: “Mas Jesus lhe respondeu: deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu. Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito Santo descendo como pomba e pousando sobre ele.”
Quando eu medito nesses dois versículos, eu me lembro que Jesus levou os pecados da humanidade sobre Si mesmo ao receber o batismo. Meus próprios pecados também foram levados por Ele através do Seu batismo. E assim minhas forças são renovadas em meu coração. Eu sou fortalecido pela Palavra da Verdade desse evangelho. Nosso Senhor me livrou de todo o juízo, primeiro ao levar os pecados deste mundo sobre Si através do batismo de João Batista, e depois ao receber a condenação pelos meus pecados derramando Seu precioso sangue. Esse ato de justiça de Deus não foi apenas para mim, mas para você também.
Não importa o quanto somos insuficientes, na nossa fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito, nossos corações são limpos por essa mesma fé. O batismo que Jesus recebeu de João Batista foi suficiente para transferir todos os pecados do mundo a Jesus. Ao receber o batismo de João Batista, Jesus levou sobre Si todos os pecados da humanidade. Por essa razão, Jesus também levou os meus e os seus pecados sobre Si mesmo.
Todos os pecados que comentemos desde o dia do nosso nascimento até o dia da nossa morte somam os pecados que temos no mundo. A fim de conceder a remissão desses pecados a todo mundo, Jesus recebeu o batismo, levou sobre Si os pecados do mundo de uma só vez, e nos purificou de todos os nossos pecados derramando o Seu precioso sangue. No evangelho da água e do Espírito que Deus nos deu está o poder para anular os pecados dos crentes.
O Apóstolo João disse: “Pois todo que é nascido de Deus vence o mundo. Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1 João 5:4). A fé correta no nosso Senhor é a fé em Jesus Cristo, que veio a nós pela água e pelo sangue, como nosso Senhor e Salvador.
Jesus recebeu o batismo de João Batista por imersão. A maneira que algumas pessoas derramam água sobre a cabeça hoje em dia é uma maneira informal de batizar. O batismo que Jesus recebeu de João Batista foi assim. Jesus foi para o meio das águas que fluíam do rio Jordão e abaixou Sua cabeça para João Batista. João Batista, por sua vez, impôs suas mãos sobre a cabeça de Jesus, e O mergulhou nas águas. Esse batismo foi similar à imposição de mãos do Antigo Testamento que transferia o pecado do pecador para o animal do sacrifício.
Jesus, que deveria receber o batismo, foi imerso nas águas, e depois saiu delas imediatamente (Mateus 3:16). Dizer que Jesus recebeu o batismo é o mesmo que dizer que Ele recebeu a imposição de mãos sobre a Sua cabeça. Assim, Ele teria que morrer por causa dos pecados que recebeu. Por essa razão, Ele foi imerso nas águas. E então, Ele saiu das águas para nos mostrar Sua promessa da ressurreição. Através do batismo e do derramar do Seu sangue, Jesus apagou os pecados da humanidade de uma vez por todas.
Não há ninguém que consiga escapar do pecado na sua vida diária. Mas Jesus apagou todos os nossos pecados, até mesmo os pecados pessoais que nós cometemos todos os dias, através do Seu eterno sacrifício. Como foi que Jesus anulou os seus pecados? Jesus veio a este mundo para levar embora os nossos pecados. Aos 30 anos, Jesus recebeu o batismo de João Batista, levando sobre Si os pecados do mundo de uma vez por todas. Três anos depois, Ele morreu crucificado, depois de dizer: “Está consumado!” (João 19:30). Então, Ele ressuscitou dos mortos no terceiro dia. E 40 dias mais tarde, sendo assunto aos Céus, Ele nos prometeu retornar a este mundo como o Senhor da segunda vinda.
Jesus é o Filho de Deus, e essencialmente o próprio Deus para todos nós. Jesus levou nossos pecados sobre Si ao vir a este mundo e ao receber o batismo. Ele se tornou nosso Senhor e Salvador, quando venceu todos os nossos pecados de uma vez por todas com Sua morte na Cruz. Nós podemos vencer todos os pecados conhecendo e crendo em Jesus Cristo, que veio pela água e pelo sangue. Embora nós sejamos fracos e deficientes, nós não vivemos presos ao nosso pensamento limitado. Ao contrário, nós fomos livres de todos os nossos pecados ao olharmos para a Verdade do evangelho. E como resultado, nós automaticamente louvamos a Deus dizendo “aleluia.”
Nós podemos chegar na presença de Deus sem nenhuma vergonha porque cremos no evangelho da água e do Espírito. Eu agradeço a Deus porque nós podemos louvá-Lo “com verdadeiro coração, em plena certeza da fé, tendo o coração purificado de má consciência, e o corpo lavado com água limpa” (Hebreus 10:22). Nós, que cremos nesse verdadeiro evangelho da água e do Espírito, podemos adorar a Deus em espírito e em verdade porque não temos nenhum pecado em nosso coração.
Aquele que tem pecado não pode ter um encontro com Deus. Quando uma pessoa peca, essa pessoa não pode ter uma conversa franca com Deus. Como pode um pecador, que é torturado pelos seus próprios pecados, se aproximar do Espírito Santo sem temê-Lo? Todo aquele que peca é uma pessoa triste. Porque temos pecado em nosso coração, nós somos incapazes de receber as benções de Deus e sermos adotados como Seus filhos. Temos que conviver com os altos e baixos da vida e, além disso, receber a condenação eterna.
É por isso que nós temos que ter um encontro com Jesus, que veio pela água e pelo sangue. Nós temos que convidar Jesus, que veio a nós pelo evangelho da água e do Espírito, para entrar no nosso coração aceitando-O como nosso Senhor e Salvador. Somente então nós poderemos ter uma conversa com nosso Santo Senhor. Meus amados cristãos, se vocês ainda não conhecem o evangelho da água e do Espírito, vocês primeiro têm que receber a remissão dos seus pecados através dessa Verdade.
O evangelho da água e do Espírito dado por Deus tem o poder de anular os pecados de todos os crentes de uma só vez. Não importa quão deficiente sejamos, nós nunca pecaremos novamente porque nós vencemos o mundo com nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Embora pequemos por causa da nossa fraqueza, nós ainda podemos ter uma vida justa sem pecado em nosso coração porque nós cremos nesse poderoso evangelho. Nós nunca sofreremos presos ao pecado por causa da nossa fé nas palavras do evangelho da água e do Espírito.
Como dizemos antes, os crentes no evangelho da água e do Espírito podem vencer o mundo e o diabo através da sua fé na Verdade desse evangelho. Aqueles que têm essa fé podem agradar o coração de Deus. Nessa Verdade, podemos também oferecer nossos sacrifícios de fé com ação de graças. Por isso, nós podemos ser gratos a Deus em qualquer circunstância, nos achegando a Deus planando como águias no céu. Deus nos abençoou com a salvação, quando nós estávamos destinados a receber a condenação eterna.
O Senhor, que veio pela água e pelo sangue, é o nosso Salvador e o senhor do evangelho da água e do Espírito. Ele veio a este mundo no corpo de um homem porque Ele nos amou. Conhecendo até mesmo os pecados que vamos cometer no futuro, Ele recebeu o batismo de João Batista aos 30 anos. Seu batismo transferiu todos os nossos pecados para Ele de uma vez por todas. João 1:29 descreve como Jesus carregou esse peso tão grande dos pecados deste mundo: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”
Algumas pessoas vivem iludidas de que não têm pecado porque não colocam em prática os pecados do seu coração. Contudo, mesmo que os seus pecados estejam em seu coração ou nos seus atos, todos eles são os pecados deste mundo. O Senhor não faz distinção entre os tipos de pecado. Não importa se é pecado original ou pecados pessoais, o Senhor levou todos os pecados sobre Si através do batismo de João Batista e recebeu a condenação por todos os pecados da humanidade. Pelo fato do Senhor ter levado sobre Si todos os pecados através do batismo de João Batista, Seu precioso sangue na Cruz não foi desperdiçado. Através do Seu justo sacrifício, Ele pôde cumprir Sua justiça e Seu amor, como está escrito em Romanos 6:23 que “o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, em Cristo Jesus nosso Senhor.”
Depois do batismo de João Batista, Jesus foi crucificado em nosso lugar. Apesar disso, Ele não permaneceu morto mas ressuscitou dos mortos para dar testemunho de como Deus anulou todos os nossos pecados e nos adotou como Seus filhos. Jesus, o verdadeiro Deus, é o Rei dos reis, que completou nossa salvação através do evangelho da água e do Espírito.
Jesus veio a este mundo pelo evangelho da água e do Espírito e salvou os pecadores. Quando Jesus carregou os pecados de todas as pessoas através do Seu batismo, Ele foi desprezado e humilhado pelos homens, Homem de dores e experimentando no sofrimento (Isaías 53:3). No entanto, as pessoas entenderam errado Sua salvação e creram apenas no Seu sangue na Cruz. A maioria dos cristãos ainda não consegue ver Jesus Cristo como Aquele que veio pela verdade do evangelho da água e do Espírito.
Hoje, nós temos que crer em Jesus Cristo, que veio a este mundo no corpo de um homem, e recebeu o batismo para levar todos os nossos pecados sobre Si de uma vez por todas. Nós temos que crer que Jesus carregou os pecados deste mundo até a Cruz, onde Ele derramou Seu sangue até a morte, e que Ele de fato ressuscitou dos mortos para completar a salvação de Deus de uma vez por todas. Você ainda crê somente no sangue de Jesus? Ou você crê em Jesus, nosso Salvador, que recebeu o batismo no rio Jordão para levar os pecados da humanidade sobre Si e derramar Seu precioso sangue na Cruz?
Nós devemos crer no evangelho da água e do Espírito. Crer apenas no sangue da Cruz é ter uma fé pela metade. Já que muitas pessoas ainda não entenderam essa Verdade, elas vivem com uma fé tola que é inadequada para purificar todos os seus pecados. É por isso que nós,que somos salvos por crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito, devemos pregar a Verdade do evangelho às pessoas do mundo inteiro. É isso que o Senhor deseja de nós.
 
 
Nós Temos que Crer em Jesus Não Apenas com Nossas Emoções, Mas Seguindo a Palavra da Verdade
 
Se uma pessoa crê somente no sangue de Jesus na Cruz, nós podemos dizer que ela crê apenas com sua emoção. É por isso que tal pessoa leva uma vida de amargura mesmo depois de ter crido em Jesus Cristo. Jesus nos concedeu a remissão de pecados ao vir pela água e pelo sangue. Jesus recebeu o batismo de João Batista para levar sobre Si os nossos pecados. Jesus foi pregado na Cruz a fim de receber a condenação pelos nossos pecados de uma vez por todas.
Nesse caso, todo aquele que crê na Verdade do evangelho da água e do Espírito em seu coração conhece a Verdade da salvação que nos garante a remissão de pecados. Uma pessoa acaba caindo na mera religiosidade se ela não conhece Jesus Cristo que veio pela água e pelo sangue, e como resultado, não crê nEle corretamente. Se uma pessoa confia nas suas próprias superstições, essa pessoa continua vivendo em meio a dor e ao sofrimento mesmo depois de conhecer a Jesus.
Porém, há pessoas que crêem no nosso Senhor e Salvador Jesus tentando aprender do Seu amor e a viver em abundante graça. Elas se recusam a passar por dor e sofrimento por vontade própria. Se você é esse tipo de pessoa, você tem que entender o quanto Deus te amou ao te dar a remissão dos seus pecados através da água, do sangue, e do Espírito Santo. Você também tem que entender que Deus realmente te adotou como Seu filho.
A maioria dos cristãos tem que conhecer a Verdade do evangelho da água e do Espírito desde o primeiro momento que eles crêem em Jesus. Contudo, pelo fato deles crerem em Jesus de modo supersticioso, sua alegria inicial acaba com o passar do tempo, e eles se tornam ainda mais pecadores, vivendo em constante tristeza. Nós devemos conhecer a única Verdade que nos leva à completa salvação. Qual é essa Verdade? Jesus Cristo, que veio pela água e pelo sangue (1 João 5:6) é que é a Verdade. Só se nós conhecermos e crermos nessa Verdade da salvação é que teremos uma vida alegre e feliz.
A água na Bíblia significa o batismo que Jesus recebeu de João Batista (Mateus 3:15; Hebreus 10:22). A razão pela qual Jesus recebeu o batismo de João Batista foi exatamente para levar nossos pecados sobre Si de uma vez por todas. Nosso Senhor é o nosso Salvador, que purificou todos os nossos pecados. O batismo que Jesus recebeu de João Batista se tornou a figura da nossa salvação (1 Pedro 3:21). Todos os pecados da humanidade foram transferidos a Jesus de uma vez por todas através do batismo de João Batista, e assim nosso Senhor se tornou nosso Salvador de uma vez por todas, nos purificando de todos os nossos pecados.
Um crente no evangelho da água e do Espírito nunca mais peca na sua carne? Alguém pode pensar muito nessa pergunta. Já que nossa carne ainda é deficiente e fraca, nós não podemos evitar de continuar pecando. Por isso, temos que conhecer a Verdade do evangelho da água e do Espírito.
Se alguém pensa que não vai mais pecar porque confessou todos os seus pecados, ele está perdido em seus próprios sonhos. Como o ser humano continua vivendo em sua rotina diária, fazendo suas refeições e indo ao banheiro regularmente, ele continua sua rotina de pecado que vai do seu nascimento à sua morte. Não importa quão elegante alguém possa se vestir, a sujeira da humanidade permanece em todo mundo.
Todavia, Jesus veio a este mundo e recebeu o batismo de João Batista, levando sobre Si todos os pecados da humanidade de uma só vez. E Jesus se tornou o verdadeiro Salvador de todos os pecadores ao carregar seus pecados até a Cruz, onde Ele sangrou até morrer, somente para ressuscitar dos mortos. Nós agora fomos limpos de todos os nossos pecados e adotados como filhos de Deus, entrando para vida eterna, por crermos em Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador, que veio pela água, pelo sangue, e pelo Espírito Santo. Foi assim que Deus falou através do Apóstolo Paulo: “Pois com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10).
Eu não estou dizendo que você e eu vamos deixar de pecar porque recebemos a remissão de pecados. Como é que nós podemos dizer diante de Deus que não somos pecadores, quando tudo que nós fazemos é pecar por causa dos desejos da nossa carne? Nós podemos confessar corajosamente que não temos pecado através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Na verdade, Jesus levou os pecados de toda a humanidade com o Seu batismo e anulou todos os nossos pecados ao ser julgado por eles em nosso lugar. Se nós crermos tão somente nisso, nossa alma poderá ser purificada.
Eu dou graças ao nosso Senhor Jesus Cristo.