Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 24-1] (Mateus 24:1-8) Você Deve Ter Agora a Fé Que Te Preparará para a Segunda Vinda do Senhor

(Mateus 24:1-8)
“Saindo do templo, Jesus ia-se retirando quando se aproximaram dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Ele, porém, lhes perguntou: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra, que não seja derrubada. Estando ele assentado no monte das Oliveiras, aproximaram-se dele os discípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando acontecerão estas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim dos tempos. Respondeu-lhes Jesus: Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. Ouvireis de guerras e rumores de guerras, mas cuidado para não vos alarmardes. Tais coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim. Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes, pestes e terremotos em vários lugares. Todas estas coisas, porém, são o princípio das dores.’”
 
 
Os feriados têm chegado tão rápido ultimamente. Há pouco nos alegrávamos no Ano Novo e agora o Ano Novo lunar já está chegando. O feriado de Chuseok (o dia de ação de graças coreano) vai chegar mais cedo do que vocês esperam também. O tempo está passando muito rápido. As famílias não-cristãs na Coréia têm que prestar um culto religioso aos seus ancestrais todos os feriados, até o dia em que morrerem. Os não-cristãos têm que prestar um culto religioso aos seus ancestrais em muitos dias. É por isso que o ditado coreano que diz que “a cerimônia para adoração dos ancestrais chega mais rápido para os pobres” tem um fundo de verdade. Estes dias para adorar os ancestrais podem ser muito difíceis para uma família pobre que luta para ter o pão de cada dia.
Uma pessoa pode ter uma sopa ou algo para comer, mas às vezes não tem nada para colocar na mesa e oferecer aos seus ancestrais. Como dizem os coreanos: “Assim como os dias de cerimônia pelos ancestrais chegam logo para os pobres, o dia de pagar o aluguel chega logo também para o inquilino”. Esse ditado mostra como é difícil a vida de quem mora de aluguel. Para quem vive em casa alugada, o dia de pagar o aluguel chega bem rápido todo mês. Além disso, a pessoa ainda tem que pagar a conta de água e luz, assim como o IPTU. E o mês passa tão rápido que nem percebemos.
Tenham uma viagem segura de volta para casa neste feriado. E lembrem-se também de guardar sua fé intacta no coração. Aproveitem o feriado e tenham momentos agradáveis com seus familiares. Estes feriados são bons para comermos coisas deliciosas. E se vocês não tiverem algum lugar para ir neste feriado, venham passá-lo comigo. Eu vou pôr outro prato na mesa, deixar um pouco de tempero ao lado dele, e vou fazer uma sopa deliciosa para nós. Eu vou para In-je amanhã. Eu vou me encontrar com alguns pastores para examinarmos a edição de Sermões em Romanos antes de imprimi-lo. Eu desejo sinceramente que Deus nos guie em todas as coisas e derrame sobre nós as Suas bênçãos. Eu oro para que a vontade de Deus, não a nossa, se cumpra neste mundo.
Às vezes eu me sinto mais alegre em publicar a versão em inglês de Sermões em Romanos do que com a segunda vinda do Senhor, porque eu quero falar da justiça de Deus em todo o mundo por meio do ministério de literatura. Tem sido difícil evangelizar o mundo com o verdadeiro evangelho porque as pessoas aprenderam muito com as falsas doutrinas que foram criadas pela sua religião. Mas se pregarmos a justiça de Deus que é revelada no livro de Romanos, as pessoas a entenderão, assim como entenderão o batismo de Jesus de que Paulo fala.
Por outro lado, eu também desejo muito em meu coração a vinda do Senhor. Esse é o tempo de falar sobre isso, e é por isso que estou falando sobre esse assunto essa noite, embora eu já tenha falado pela manhã. Nós agora vamos estudar a Palavra de Deus com base no seguinte tópico: “Quando as catástrofes começarão a acontecer antes da vinda do Senhor?”
Quando nós lemos o capítulo 24 de Mateus, vemos Jesus apontando para o Templo e dizendo: “Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra, que não seja derrubada”. Mas ao ouvirem isso, os discípulos fizeram duas perguntas: “Quando acontecerão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim dos tempos?”
O Senhor sempre profetizou o que faria no futuro usando coisas reais deste mundo como ilustração. Ele disse que não ficaria pedra sobre pedra no Templo em Jerusalém. Assim, o Senhor usou estas palavras para dizer como o mundo seria destruído; o que levou os discípulos a fazer duas perguntas para Ele: “Quando acontecerão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim dos tempos?”
O Senhor usa a realidade do homem para ilustrar a obra que Ele fará no futuro. Ele fala do princípio das dores assim: “Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. Ouvireis de guerras e rumores de guerras, mas cuidado para não vos alarmardes. Tais coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim. Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes, pestes e terremotos em vários lugares. Todas estas coisas, porém, são o princípio das dores” (Mateus 24:4-8).
O princípio das dores que o Senhor fala aqui diz respeito às catástrofes que anunciarão os sete anos da Tribulação. Ele está dizendo que antes dos sete anos da Grande Tribulação, nação se levantará contra nação e haverá fome e terremotos em vários lugares. Os sete anos da Grande Tribulação começarão quando muitos aparecerem e disserem que são o Cristo.
Vamos ver Apocalipse 6:5-6. Está escrito: “Quando o Cordeiro abriu o terceiro selo, ouvi o terceiro ser vivente dizer: Vem! Olhei, e vi um cavalo preto. O seu cavaleiro tinha uma balança na mão. E ouvi uma como que voz no meio dos quatro seres viventes, que dizia: Uma medida de trigo por um denário, e três medidas de cevada por um denário, e não danifiques o azeite e o vinho”. Aqui diz que quando o terceiro selo for aberto, o tempo do cavalo preto chegará, e este será um período de fome. E este período de fome, segundo nós lemos na passagem bíblica de hoje, significa que haverá terremotos e fome em vários lugares e nações se levantarão contra nações. Depois disso, será o tempo do cavalo amarelo, onde o anticristo aparecerá e a matança dos israelitas acontecerá. Então, nós que recebemos a remissão de pecados seremos martirizados entre os gentios.
2 tessalonicenses 2:4 também fala sobre isso assim: “Ele se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de culto, de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus”. Isso significa que no final dos tempos, um líder disfarçado de servo do Senhor se levantará contra Deus e se autoproclamará o Messias. E Paulo continua dizendo: “A vinda desse iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais e prodígios da mentira, e com todo engano da injustiça para os que perecem. Perecem porque não receberam o amor da verdade para se salvarem” (2 Tessalonicenses 2:9-10).
No fim, muitos apoiarão Israel, alguns voltarão para Deus, mas um rei de Israel negará sua fé e desafiará a Deus. Tudo isso levará os israelitas à Tribulação. Todavia, antes disso tudo acontecer, Satanás fará suas obras com poder e falsos milagres. Muitos dirão que são servos de Cristo e de Deus, e farão sinais e maravilhas.
Só no nosso país há muitos que fazem falsos sinais e milagres. E o mesmo acontece em outros países. Como eu disse a vocês antes, havia uma banda chamada “Righteous Brothers”, cujo compositor, John Wimber, aceitou Jesus Cristo e passou a depender Dele quando sua popularidade acabou. Por crer em Jesus, ele disse que queria ver todos os sinais e milagres das Escrituras. E ele também queria fazer estes milagres.
Como resultado, Satanás trabalhou poderosamente em sua vida. Ele impunha as mãos sobre as pessoas nos cultos e elas caíam para trás, algumas tremiam e outras faziam um barulho estranho como “krrr krrrr”, “ruff ruff”, “muuu muuu”, ou riam “hah hah”, “huh huh”, e faziam outras coisas estranhas. Apesar de as pessoas ficarem maravilhadas com aquilo, elas estavam confusas e não sabiam se era obra do Espírito ou de Satanás. Muitos anos se passaram desde então, porém muitas pessoas continuam tentando receber o Espírito Santo desse jeito.
Benny Hinn é uma dessas pessoas. Ele é um judeu que ministra nos Estados Unidos e escreveu um livro sobre o Espírito Santo. Ele expressa sua fé neste livro e podemos ver que o que ele diz não faz sentindo algum. Suas palavras são fúteis e hilárias. Ele disse que eletricidade corria em seu corpo enquanto ele pregava. Ele ficava agitado, se tremia todo e dizia que aquilo era manifestação do Espírito Santo. Ele afirmou que o “Espírito Santo está em todos os lugares” e escreveu um livro chamado “Bom Dia Espírito Santo”. O jargão “Bom dia Espírito Santo” se tornou muito popular entre os cristãos, até mesmo em nosso país. Depois de acordarem pela manhã, os cristãos costumavam saudar o Espírito Santo dizendo: “Bom dia Espírito Santo”. Isso se tornou muito popular na Coréia também.
Há uma igreja de Vineyard na Coréia também. E quando as pessoas vão a esta igreja, que é liderada pelos seguidores do seu fundador, John Wimber, eles as fazem ficar de pé. Então, um dos líderes impõe as mãos sobre elas e elas caem para trás e começam a falar em línguas. As pessoas ali não adoram de uma maneira calma. Num lado, alguém fica latindo como um cão, e no outro, alguém fica tremendo todo sem poder se controlar. Enquanto alguém ruge como leão, outro fica tossindo bem alto como um idoso, e o culto vira um bagunça completa.
E as pessoas acham que isso é obra do Espírito Santo. Elas dizem que recebem o mesmo poder quando os líderes impõem as mãos sobre elas ali. É por isso que pastores do mundo todo que vão à América do Norte visitam a igreja de Vineyard, que fica ao lado do aeroporto de Vineyard no Canadá. As pessoas vão a essa igreja para ver o que realmente acontece lá, recebem a imposição de mãos, voltam para o seu país e fazem a mesma coisa lá.
Muitas coisas estranhas acontecem no nosso país também. Alguns aqui falam das bênçãos triplicadas ou do evangelho das bênçãos triplicadas. E alguns chegam até a falar do evangelho da quarta dimensão ou do evangelho das bênçãos quíntuplas. As chamadas bênçãos triplicadas se baseiam em 3 João 1:2 que diz: “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma”. Esse é o tema principal das pregações daqueles que querem fazer com que sua igreja cresça assegurando as pessoas que elas terão bênçãos espirituais e materiais se crerem em Jesus.
Na igreja de Beréia, os pastores fazem com que as pessoas sentem no chão, colocam uma de suas mãos em sua cabeça e a outra no seu ombro e as puxam para trás, fazendo com que elas caiam para trás. Às vezes o pastor fica andando ao redor de um grupo de pessoas e de repente toca a cabeça de alguém, e o diácono o puxa para trás. Mas se mesmo assim ela não cair, outro diácono a derruba. O que acontece então? A pessoa cai mesmo? É claro que cai. Mas se ainda assim ela não cair, eles empurram a pessoa. Esse é o mesmo tipo de comédia que acontece na igreja de Vineyard.
Inúmeros pastores coreanos foram lá, aprenderam essas coisas e fazem o mesmo no nosso país. Eles profetizam, oram e dizem que têm visões e falam em línguas que não têm sentido algum. Pessoas ignorantes invejam aqueles que falam línguas que elas não conseguem falar e competem entre si para fazer isso. Mas isso, na verdade, não é falar em língua. O verdadeiro falar em línguas não é a repetição de palavras sem sentido; é uma língua muito superior que algumas pessoas conseguem entender. Falar de modo bem claro com Deus não é a repetição de palavras que não podem ser entendidas e são como mímica ou balbuciadas.
Eu já falei em línguas antes? Sim, já. Eu posso falar sobre isso porque sei o que estou dizendo. Eu não falo inglês, mas eu falo em línguas em inglês. Mas eu mordia minha língua porque eu me sentia envergonhado. Por quê? Porque eu ouvia todos os meus pecados em inglês. Por isso que eu mordia minha língua uma vez, outra vez, e não parava de fazer isso. Mas depois que eu mordia minha língua pela terceira vez eu parava.
Coisas hilárias assim acontecem no mundo, especialmente nas igrejas chamadas pentecostais. Elas não estão baseadas na Palavra e não crêem no evangelho da água e do Espírito. Elas não possuem a justiça de Deus porque não crêem nela. Elas buscam uma dessas duas coisas: primeiro, procuram manifestar a aparência de Satanás recebendo poder como seus servos ou ser boas pessoas com um elevado padrão moral e boas ações.
As igrejas que fazem esse tipo de coisa caíram na tentação do diabo, mas muitos dos seus pastores se consideram servos de Deus. Alguns deles são tão arrogantes que se consideram o próprio Cristo. Um pastor chegou a dizer que vai andar sobre o rio Han em Seul algum dia desses. Dizem que este pastor foi a um evento nas Filipinas e que muitas pessoas foram curadas neste evento. Eu vi um cartaz sobre ele que dizia que uma cruz apareceu de repente no céu e que obras maravilhosas, milagres, sinais espantosos aconteceram então. Dizem até que as pernas de uma pessoa cresceram. Então, vocês que têm pernas curtas não precisam se preocupar; é só procurar este pastor. Ele vai impor suas mãos sobre vocês e logo suas pernas ficarão mais longas.
Crer em tal absurdo mostra como as pessoas podem ser ingênuas. Dizem que John Wimber curou muitas crianças com síndrome de down na igreja de Vineyard, porém quando essas crianças foram examinadas constatou-se na mesma hora que tudo não passava de uma mentira. Embora as pernas de alguém cresçam, isso é mesmo importante? A ciência pode fazer isso acontecer. A igreja deve se preocupar em salvar almas, e não em praticar medicina. Os pastores devem dedicar seus esforços para salvar almas e deixar que os médicos cuidem dos doentes. Mas muitos pastores estão fazendo o que citamos acima.
Nós vivemos tempos como estes. Hoje, muitos pastores tentam usar estes poderes e milagres maravilhosos, mas já que isso não funciona, muitas pessoas são enganadas. Entretanto, muitos têm ficado atentos a esse tipo de truque. Nós estamos vivendo o fim dos tempos. A segunda vinda do Senhor está muito próxima. Portanto, você tem que tomar cuidados com esses vigaristas.
O que acontecerá no fim dos tempos? Ouviremos rumores de desastres e catástrofes. Nações se levantarão contra nações. Haverá fome e terremotos. Então, logo acontecerá a Grande Tribulação de sete anos que anunciará a vinda do Senhor.
É isso que vai acontecer antes do tempo do fim: guerras, fome, terremoto. Imagine se houver um forte terremoto na Coréia. O que acontecerá conosco? A infra-estrutura coreana será destruída e não poderemos mais pregar o evangelho. Nós estamos pregando o evangelho agora, mas não poderemos mais fazer isso quando estes desastres acontecerem. O que vai se passar pela nossa cabeça quando isso realmente acontecer? O que será de nós quando isso acontecer? Nós vamos continuar respeitando nossos irmãos e irmãs em Cristo ou odiaremos uns aos outros? O apóstolo Paulo nos diz em 1 Tessalonicenses 5:8-10: “Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação. Pois Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigie mos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele”.
O que devemos fazer quando houver fome, terremotos e nações se levantarem contra nações? O apóstolo Paulo disse: “Revestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação”. Ele disse que devemos ter por capacete a esperança da salvação, porque isso nos levará a viver no paraíso do Reino Milenial quando formos arrebatados na segunda vinda do Senhor. O povo de Deus tem que entender como são valiosos os irmãos e irmãs que nasceram de novo. Eles têm que amar e cuidar uns dos outros de coração. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse: “Pelo que exortai-vos uns aos outros e edificai-vos uns aos outros, como também estais fazendo. Agora vos rogamos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós, e os que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam. Tratai-os com grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós” (1 Tessalonicenses 5:11-13).
Muitos até hoje não crêem que essas coisas acontecerão nos últimos dias. Por isso, Paulo diz em 1 Tessalonicenses 5: “Quando andarem dizendo: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida”. Ele disse isso para os descrentes. Mas os que crêem no evangelho da água e do Espírito e conhecem a justiça de Deus sabem quando será a segunda vinda do Senhor. Ele disse: “Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que esse dia vos surpreenda como um ladrão. Todos vós sois filhos da luz, e filhos do dia. Nós não somos da noite, nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios” (1 Tessalonicenses 5:4-6). Nós que nascemos de novo somos filhos da luz, e o dia da volta do Senhor não virá para nós como um ladrão na noite. Nós sabemos quando o Senhor vai voltar pelas Escrituras. Nós também sabemos muito bem quando vai ser isso e já podemos ver o que vai acontecer a este mundo. Embora os sete anos da Grande Tribulação não tenham chegado ainda, nós sabemos que haverá guerras, fome e terremotos nessa terra. Mas é claro que isso só vai acontecer depois que o evangelho for pregado no mundo todo. E no nosso país, isso também só vai acontecer depois que o evangelho for pregado.
Depois que o evangelho da água e do Espírito for pregado no mundo todo, qual será nosso sentimento quando todas essas coisas acontecerem? É por isso que o Senhor nos manda usar “o capacete da esperança da salvação”. Eu creio mesmo que o Senhor nos ressuscitará na Sua segunda vinda a fim de que vivamos como reis no Reino Milenial que Ele falou.
O Senhor disse: “Revestindo-nos da couraça da fé e do amor”. E os nascidos de novo realmente amam e cuidam dos seus irmãos cristãos. Ninguém é mais precioso do que seu próprio povo. Se nós dividirmos as pessoas em dois grupos, há somente os justos e os maus (Mateus 13:49). As pessoas mais preciosas para nós são o povo de Deus e nossos irmãos que são justos. O Senhor nos disse: “Revestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação”. Nós temos que olhar para o futuro tendo um entendimento correto e tratar o povo de Deus como algo muito precioso. Até a pessoa mais egoísta será tolerante com os outros quando vê-los como valiosos companheiros que irão para o Reino de Deus com ela; nós cremos assim.
Essas coisas acontecerão no tempo certo; elas com certeza acontecerão em nossa vida. Você e eu temos que compreender o fim dos tempos. Quando acontecerão as catástrofes que irão anteceder o fim dos tempos? Nós temos que crer que os sete anos da Grande Tribulação começarão quando houver fome, terremotos e guerras estourarem; e isso está acontecendo agora.
Nós temos que entender que a Grande Tribulação de sete anos chegará logo; e isso acontecerá num pequeno espaço de tempo. Aí é que teremos que usar o capacete da esperança da salvação. Nós temos o Espírito Santo dentro do nosso coração porque recebemos a completa remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito diante do Senhor. E é por isso que temos que entender que o Reino do Senhor virá a este mundo como está escrito em Sua oração: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”. O Senhor virá, fará tudo novo e Seu Reino será estabelecido nessa terra. Nós reinaremos como reis no Seu Reino por mil anos. É por isso que ansiamos por este dia e respeitamos nossos irmãos em Cristo. Nós viveremos assim no futuro.
Vamos pensar no futuro por um momento. Vamos dizer que o mundo todo seja devastado por terremotos. Nós vamos querer estar perto de quem quando isso acontecer? Dos nossos familiares ou dos nossos irmãos em Cristo? Eu vou querer estar com meus irmãos em Cristo porque eles são minha verdadeira família. Eu tenho uma família carnal, mas minha relação com eles acabou. Alguns crentes cuja fé é fraca não sabem quem são os verdadeiros membros de sua família. Mas quando estas coisas acontecerem, eles saberão que os filhos de Deus que receberam Sua justiça por crerem no evangelho da água e do Espírito são seus verdadeiros irmãos. Esta é verdadeira família deles em Cristo. Eles com certeza saberão disto na hora certa.
Nós temos que pensar nisso, ter fé e esperar a segunda vinda do Senhor. Temos que preparar nosso coração agora para as coisas que acontecerão no futuro. Temos que considerar que tipo de pessoas seremos quando estes dias chegarem, e com o que teremos que nos preocupar quando isso acontecer. Esta é a fé que os justos que vivem nestes últimos tempos precisam ter.
Eu creio mesmo que todas essas coisas virão sobre nós quando acabarmos de pregar o evangelho no mundo inteiro. O Senhor anunciará o fim do mundo quando acabarmos de pregar o evangelho. A mensagem da salvação foi pregada no mundo pelos judeus no Antigo Testamento, e nos últimos tempos ela será pregada pelos coreanos. É por isso que eu creio que Deus vai proteger nosso país.
Até hoje Deus tem nos protegido de uma forma especial. Como pode uma nação que recebeu ajuda do FMI se recuperar tão rápido? Um dos versos do nosso hino nacional diz: “Que Deus proteja esta nação até que o Mar do Leste e o Monte Baekdoo sequem e desapareçam”. Este é um verso grandioso e lindo que expressa o desejo da proteção de Deus a este país no fim dos tempos. Deus realmente nos protegerá e nos capacitará para pregarmos o evangelho.
A Moody Investors Service, uma organização financeira internacional, disse que irá aumentar em um ponto o crédito para a Coréia e diminuí-lo em um ponto para o Japão. E nossa economia está crescendo muito agora. As pessoas na Coréia e no Japão têm características muito diferentes. Nosso povo gasta muito mesmo não tendo muito dinheiro, mas a maioria dos japoneses trabalha muito e guarda cada centavo que ganha. Mas eles não aproveitam a vida. Embora trabalhem a vida toda, eles não se divertem muito. Dizem que os japoneses só põem tempero na comida no dia do pagamento. Somente em dias especiais é que eles colocam tempero na comida. Seu país pode até ser rico, mas a condição financeira das pessoas não é muito boa.
Os japoneses são tão sovinas com a comida que você tem que pagar pelo molho extra no restaurante. Isso não acontece na Coréia. Você não pode comer tudo que quer em um restaurante no Japão. O irmão Sakamoto, do Japão, ficou impressionado no Acampamento de Treinamento Espiritual no verão passado ao recebermos todos com arroz, sopa e molho para eles comerem à vontade. Ele disse que ficou maravilhado com duas coisas na Coréia: uma foi poder comer tudo que ele quisesse; a outra foi ter visto as grandes rochas nas colinas de Misiryoung. Essas rochas pareceram muito perigosas para ele. Quando ele viu o motorista passando em meio àquelas rochas, ele viu como a Coréia é um país maravilhoso. Nós comemos e também conversamos perto delas. Eu creio mesmo que temos uma vida próspera porque Deus nos protege de uma maneira especial.
Entretanto, haverá catástrofes em grande escala, fome, terremotos e guerras quando soarem as sete trombetas e as sete taças forem derramadas. Tudo isso acontecerá mesmo. Temos que preparar nosso coração para essas catástrofes porque elas virão sobre todos. E isso não é ficção, mas realidade. Temos que crer na Palavra de Deus e ver que tipo de fé devemos ter no coração. E também temos que ver como deverá ser nossa vida espiritual quando enfrentarmos tudo isso e preparar nossa fé agora. É por isso que eu estou pregando este sermão para vocês antes disso acontecer.
Naqueles dias, nós não teremos tempo como este para que fiquemos juntos e compartilhemos a Palavra de Deus. Nós estaremos correndo de um lado para o outro tentando escapar dos terremotos. Alguns mal sobreviverão e muitos morrerão. Alguns de vocês provavelmente morrerão também. Nós iremos dizer: “Uma irmã partiu diante de nós, e outro irmão também. Eu não vi o seu corpo, mas foi melhor assim. Nós iremos nos encontrar após o Jordão. Que bom que ele partiu levando sua fé antes de nós!” Nós encontraremos uns aos outros ou não? Sim, nos encontraremos. Quando o Senhor voltar, todos os justos se encontrarão novamente.
Nós precisamos pensar sobre isso agora, pois será tarde demais se passarmos pela Tribulação sem estarmos preparados. A Palavra de Deus diz que haverá fome e terremotos no fim dos tempos. Quando a fome é rigorosa, as pessoas morrem porque não têm o que comer. E se não há alimento, isso pode gerar uma guerra. Atualmente, há fome e terremotos no mundo inteiro.
Há muitos países que não têm alimento suficiente. Eu não creio que seja um exagero dizer que a maioria dos coreanos vive bem e tem fartura de alimento. Embora tenhamos acabado de entrar no ranking dos países mais desenvolvidos, há muito já estamos no topo da lista em termos de alimentos e condição de vida. As pessoas no nosso país comem bem e têm uma boa condição de vida. Não são muitos os países cuja condição de vida é como o nosso. Há pobreza no mundo todo hoje em dia, e este é um dos sinais que antecedem a Tribulação.
Nós temos que crer na segunda vinda do Senhor. Temos que nos preparar agora, física e espiritualmente, para a segunda vinda do Senhor, enquanto pregamos o evangelho. Se ficarmos satisfeitos apenas por pregarmos o evangelho, nós acabaremos perdendo nossa fé quando as tragédias começaram a acontecer. Todos nós temos que preparar nosso coração agora e cingir os lombos com o cinto da fé. Independente de qual seja nossa situação atual ou do que aconteça no futuro, nós temos que viver pela fé esperando a segunda vinda do Senhor. Quando o Senhor estiver para voltar, haverá todo tipo de dificuldade, mas nosso coração tem que estar preparado para que vençamos tudo isso pela fé.
Você e eu temos que nos preparar agora, pois será tarde demais se formos nos preparar quando o Senhor voltar. Temos que nos preparar com fé esperando a segunda vinda do Senhor. Nós precisamos ficar firmes porque, quando chegar a hora, enfrentaremos tudo sem medo até o fim. Pode ser até que nós soframos o martírio. Nós poderemos viver pela fé sem nenhum problema se crermos que haverá fome, terremotos e guerras, e se nosso coração estiver preparado para enfrentar tudo isso. Se tivermos fé e prepararmos nosso coração pela fé, não teremos que nos preocupar quando enfrentarmos tudo isso. E nós não teremos com o que nos preocupar porque já saberemos de tudo e estaremos preparados.
O Senhor disse: “Vocês não enfrentarão isso no começo, pois vocês são filhos da luz. Todavia, os filhos das trevas não sabem disso e a destruição virá sobre eles como um ladrão. Mas tudo isso já foi dito antes aos filhos da luz. Por isso, vocês têm se preparar com fé. Tomem o capacete da fé e estejam atentos a essas catástrofes. Guardem o amor em seu coração e vivam pela fé. Cuidem e respeitem uns aos outros”. Nós temos que viver agora como se já estivéssemos vivendo o tempo das dores e preparar nosso coração pela fé.
Quando enfrentarmos realmente essas catástrofes, muitos de nós morrerão, mas outros escaparão e juntos proclamarão o evangelho. Os justos se encontrarão e cuidarão uns dos outros, mas alguns serão odiados e perseguidos pelos seus familiares, passarão por sofrimentos terríveis e morrerão como mártires no final. Tudo isso vai acontecer. E eu estou falando justamente com vocês, justos da Coréia, sobre todo este sofrimento. Várias pessoas no mundo inteiro crerão no evangelho da água e do Espírito que nós estamos pregando e receberão a remissão de pecados. Elas crerão na justiça de Deus e também anunciarão este evangelho. Elas o proclamarão com poder. No fim, já que as catástrofes já terão começado, nós acabaremos morrendo.
A bíblia diz que os justos sofrerão o martírio, e nós iremos enfrentar o anticristo exatamente como está escrito. E já que vamos morrer mesmo, é melhor termos esperança no Reino que virá e pregarmos o evangelho com poder para que possamos ir para o Senhor quando Ele nos chamar. Independente se vamos morrer como mártires, em alguma catástrofe ou por causa da perseguição, nós temos que pregar o evangelho com alegria no coração. Como está escrito em Apocalipse, um grande número de pessoas em todo o mundo será salvo e morrerá como mártir mantendo sua fé. Depois de terem seu sangue derramado no martírio, elas ressuscitarão, estarão perante Deus e O louvarão (Apocalipse 7:9-14).
O Senhor, que está voltando, está nos dizendo que temos que estar preparados para Sua segunda vinda. Vocês entendem isso? Se vocês querem pregar o evangelho, a hora é essa. Se vocês querem estar preparados, vocês têm que fazer isso agora. Se vocês querem fazer a obra de Deus, vocês precisam fazer isso agora então. Não temos outra alternativa. É por isso que estamos pregando o evangelho, porque o fim está próximo. É por isso que eu quero tanto publicar meus livros com sermões em Romanos. Parece que trabalhamos muito tempo para que o livro com sermões em Romanos fosse publicado. Mas, na verdade, não foi tanto tempo assim. Nós estamos distribuindo inúmeros livros cristãos para as pessoas no nosso país e fora dele porque muitos obreiros da nossa Missão estão envolvidos nessa obra com sinceridade e dedicação.
Nós vamos distribuir aproximadamente 3 mil livros para um colaborador da Nigéria. Um pastor de uma organização missionária na Nigéria nos pediu 100 mil copias dos nossos livros. Essa quantidade de livros preenche a metade de um container. Entretanto, quando pensamos na população daquele país, nós vemos que 100 mil cópias não serão suficientes para ser entregues a todas as pessoas. Mas já que uma pessoa está pedindo tantos livros, temos que nos lembrar como é valioso pregar o evangelho. Então, inicialmente, estaremos enviando 3 mil livros para ele.
Uma só pessoa pode levar alguns anos para distribuir 100 mil cópias, porém não levaria tanto tempo assim para enviar tantas cópias para o lixo. Mas ele disse que poderia fazê-lo. E como vimos que ele tinha um grande coração, nós decidimos enviar 3 mil cópias da nossa versão em inglês primeiro. Ou seja, mil cópias dos volumes 1, 2 e 3. E enviaremos mais cópias para ele quando o livro de Romanos estiver pronto. Nossa oração é que muitas outras pessoas como este pastor surjam no futuro.
Nós enviaremos nossos livros para todos que quiserem fazer a obra de Deus e nos pedirem: “Por favor, me enviem 100 mil cópias dos seus livros. Eu distribuirei todos eles”. E nós não nos importamos se eles vão realmente distribuir ou vender estes livros. Alguém irá receber um deles e ouvir o evangelho, e é isso que nós queremos. Tem uma pessoa nas Filipinas que achou um dos nossos livros na lixeira a começou a lê-lo. Então, ele nos enviou uma mensagem dizendo que havia recebido a remissão de pecados.
As pessoas recebem a remissão de pecados de diversas maneiras. Eu só quero que nossos livros manifestem o poder do evangelho da água e do Espírito e alcancem aqueles que buscam a salvação. Este evangelho da água e do Espírito é o caminho que leva muitos à salvação, porém para muitos ele é uma pedra de tropeço e rocha de escândalo (1 Pedro 2:6-8).
Nós estamos pregando o evangelho de todas as maneiras possíveis. Nós agora estamos pregando o evangelho da água e do Espírito aos estrangeiros que trabalham em nosso país. Hoje, a estimativa é que há 500 mil trabalhadores estrangeiros no nosso país. Mas se incluirmos aqueles que estão ilegalmente aqui, o número se torna ainda maior. Muitos turistas vieram ao nosso país durante a copa do mundo em 2002, que aconteceu aqui e no Japão.
Na época, eu pensei em conversar com o ministro da cultura e do turismo para que nós pudéssemos distribuir nossos livros gratuitamente para todos os visitantes. Seria maravilhoso ter essa permissão do governo. Nós também iríamos mandar imprimir milhares de folhetos como os da “copa do mundo na Coréia e Japão 2002” para distribuirmos como suvenir. A estimativa do governo era que 50 ou 60 mil chineses viriam à Coréia, por isso, nós planejamos imprimir mais versões em mandarim a fim de pregar o evangelho para eles.
Nós temos que aproveitar toda oportunidade para pregar o evangelho. Minha cabeça está trabalhando bem estes dias. Eu conseguia pensar e tomar uma decisão em cinco minutos uns dois ou três anos atrás, mas agora, por mais que eu me esforce, eu levo mais de trinta minutos para resolver algo. Eu não sou tão ágil como antes.
Uma vez eu fui a uma barbearia e me chamaram de vovô. Olhe para o meu cabelo. Você não consegue ver meus cabelos brancos se não olhar bem para mim. Mas se você olhar bem para mim, você verá meus cabelos brancos e que eu me pareço mesmo um avô. Eu estava pensando: “Meu coração não é tão mais jovem como antes”. Eu disse na barbearia: “Sim, vocês têm razão. Eu pareço mesmo um avô”. No meu coração eu não concordava que eu parecia um avô, mas quando eu percebi que minha mente não funcionava tão bem quanto antes, eu tive que concordar com eles: “Eu envelheci mesmo”.
Eu acho que fizemos grandes obras este ano e também conseguimos produzir mais. Nós enviamos milhares de livros para os nossos colaboradores até agora. Mas quando os livros de sermões em Romanos estiverem prontos, eu estou pensando em enviá-los na quantidade de dez mil. Eu quero ver realmente o evangelho da água e do Espírito alcançando cada canto deste mundo rapidamente. O evangelho tem que ser pregado a todos o mais rápido possível porque muitas pessoas estão morrendo sem conhecê-lo. O evangelho tem que ser pregado no mundo inteiro.
Eu quero mesmo que o evangelho alcance o mundo todo, e também quero que todos vocês se tornem servos e santos, que esperem a segunda vinda do Senhor e se preparem para isso. O que eu quero agora é proclamar o evangelho. Eu também vou viver tendo fé e esperando a segunda vinda do Senhor, além de lidar com meus irmãos em Cristo com essa fé. É assim que eu quero viver. Eu vejo que nosso coração precisa estar preparado agora porque a quietude dos dias atuais não vai durar muito tempo. Por isso, nós temos que ter temor e dar graças a Deus, pois Ele nos deu a vitória. Mesmo que o Senhor viesse amanhã, teríamos que comer, beber, cumprir nossas responsabilidades e estar com o coração preparado para pregarmos o evangelho até Ele voltar.
É com esse tipo de fé que devemos viver. Eu oro para que todos vocês tenham um coração grato diante de Deus com essa fé. Eu oro para que vocês descansem neste feriado e renovem suas forças, a fim de que vocês possam se esforçar mais para fazer a obra do Senhor. Nós iremos descansar neste feriado e não faremos mais nada a não ser comer. No entanto, já que nós descansamos bem no feriado de fim de ano, eu quero me reunir com os pastores para discutirmos sobre alguns assuntos e sobre o que faremos no feriado do Ano Novo lunar.
Eu creio que o evangelho alcançará muitas pessoas em todo o mundo quando os Sermões em Romanos estiverem prontos. Aleluia!