Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 24-12] (Mateus 24:37-43) Fique Atento e se Prepare para o Julgamento

(Mateus 24:37-43)
“Como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Pois assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos - assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro. Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada a outra. Portanto vigiai, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mas considerai isto: Se o pai de família soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que sua casa fosse arrombada.”
 
 
Quando será a segunda vinda do Senhor? A passagem bíblica deste capítulo diz que “Como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.” Somente o Pai celestial sabe o dia da volta do Senhor, pois isso foi oculto do próprio Filho e dos anjos. Foi por isso que o Senhor falou conosco através de sinais. Quando a figueira florescer, ou seja, quando a nação de Israel for criada e mais uma vez restaurada, Deus diz que devemos entender isso como um sinal de que a segunda vinda de Jesus Cristo está próxima. Deus também nos diz que a segunda vinda de Cristo será como foi nos dias de Noé. É sobre isso que Deus está falando aqui.
A destruição do mundo virá sobre todas as pessoas. No entanto, o Senhor não revelou aos não-crentes quando será Sua segunda vinda. Foi só ao Seu povo que Ele mostrou que Sua vinda está próxima. A Bíblia toda fala sobre a salvação dos pecadores, do arrebatamento, do Céu, do juízo e da vida eterna.
O Senhor nos disse que Sua vinda será como nos dias de Noé. Há muito tempo, nos dias de Noé, as pessoas não tinham idéia do que era o juízo de Deus e, por essa razão, acabaram perecendo no dilúvio. Ele também disse que as pessoas que não entendem isso ainda serão destruídas quando Ele voltar. Elas serão julgadas porque não entendem o dia da segunda vinda do Senhor e não aceitam a graça de Deus que as leva a receber a remissão dos seus pecados.
Nós temos que entender em que condições as pessoas do Antigo Testamento, nos dias de Noé, agiam em relação ao juízo e a destruição de Deus. Gênesis 6:5-7 diz: “Viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e isso lhe pesou no coração. Disse o Senhor: Destruirei de sobre a face da terra o homem que criei, tanto o homem como o animal, os répteis e as aves do céu; pois me arrependo de os haver feito.”
A Bíblia diz que os pecados das pessoas nos dias de Noé eram muitos. E já que seu pecado havia se multiplicado, isso significava que o fim estava próximo. Como é o mundo em que você e eu vivemos hoje em dia? São muitas as suas iniqüidades? Ou nossa sociedade é justa e ética? O mundo em que vivemos está cheio de pecados. E até mesmo em suas leis, o mundo está cheio de pecados. É tempo do juízo de Deus vir sobre este mundo. Portanto, você e eu temos que nos apressar para escaparmos do Seu juízo.
Deus destruiu o mundo nos dias de Noé com a água. E todos foram condenados, exceto Noé e os oito membros da sua família. Ele até condenou todas as criaturas que tinham fôlego. As pessoas que viviam naquela época eram cativas do pecado. Os planos e os pensamentos de todos eram malignos. O Senhor já nos disse isso, e os historiadores dizem que também havia muitos homossexuais no dias de Noé, assim como em Sodoma e Gomorra, nos dias de Abraão (Gênesis 19:5). A Bíblia diz que em Sodoma e Gomorra, os homens cometiam adultério com outros homens e mulheres com outras mulheres, e por isso o Senhor os condenou com fogo e enxofre. Foi por isso que o mundo sodomita teve sua origem em Sodoma.
O pecado era abundante e não tinha limites nos dias de Noé. O normal é que um homem viva com uma mulher. É normal a mulher cuidar do seu marido e ele amar sua esposa. Mas os pecados nos dias de Noé eram tão abundantes que as pessoas daquela geração só buscavam o prazer carnal, e ainda pior, o hedonismo exagerado. Melhor dizendo, eles cruzaram os limites da moralidade e abusaram dos prazeres carnais que Deus nos deu buscando algo muito mais intenso.
E isso é o mesmo que acontece hoje em dia. Um cardeal da Igreja Católica disse: “Não devemos odiar os homossexuais. Nós não temos o direito de odiá-los”, defendendo-os assim. Em outra ocasião, um candidato à presidência dos Estados Unidos disse à nação durante sua campanha: “Se eu for presidente, eu vou reconhecer o direito dos homossexuais.” Dizem que até no meu país, a Coréia do Sul, existem muitos homossexuais. A destruição de Sodoma e Gomorra e o juízo que veio sobre as pessoas nos dias de Noé também ocorrerão no futuro, durante a segunda vinda do Senhor. Hoje em dia, o número de gays e lésbicas tem crescido muito no mundo inteiro. É claro, eles também têm que receber a remissão de pecados, mas esse é o tipo de gente que mais desagrada a Deus. E Deus não se agrada deles porque eles desprezam a providência divina e quebram a lei que Ele estabeleceu.
A maldade deste mundo é muito grande. Mas o Senhor diz que “Sua vinda será como nos dias de Noé.” E é isso mesmo. E já que as iniqüidades do mundo são muitas, o Senhor logo virá. Essa é a geração que temos no mundo hoje. Por isso, temos que estar atentos a isso. Aqueles que não estavam atentos a isso nos dias de Noé comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que ele entrou na arca, veio o dilúvio e tirou as suas vidas. Mesmo que o Dia do Juízo fosse amanhã, as pessoas ririam ao ver hoje o clima tranqüilo tendo alimento para comer. A Bíblia diz que essas pessoas são “semelhantes aos animais que perecem” (Salmo 49:20). Se hoje alguém der comida para um porco que será abatido amanhã, ele ficará muito feliz. Os animais são assim. Aqueles que não entendem os sinais dos tempos são como os animais, e ficarão assim até o dia em que irão perecer. Eles não entendem a volta do Senhor e Seu juízo. Mas nós que nascemos de novo temos que entender os sinais dos tempos e nos preparar para o futuro. Nós temos que ver o mundo hoje de uma forma crítica e nos preparar para o futuro.
Dizem que cerca de um bilhão de pessoas passam fome no mundo hoje em dia. No Pólo Sul da Antártida, um iceberg do tamanho da ilha de Cheju, na Coréia, se desprendeu e seguiu à deriva no oceano. Por causa disso, a salinidade da água do mar nos pólos diminuiu muito, colocando em perigo o ecossistema marinho. E já que os icebergs em ambos os pólos também estão derretendo muito rápido, o nível do mar tem crescido muito. Por isso, dizem que uma anormalidade de grandes proporções atmosféricas acontecerá em breve. É por isso que campanhas estão sendo feitas contra o aquecimento global e também esforços para controlar a poluição ambiental que pode derreter os icebergs e causar inundações na orla de todos os continentes. O clima está ruim no mundo inteiro hoje em dia. Secas terríveis estão acontecendo também. Furacões que aconteciam só em certas épocas, agora estão acontecendo o ano inteiro, em épocas que não são comuns. A teoria de que os furacões só começam no mar está sendo negada, pois eles estão acontecendo na terra também. Terremotos estão acontecendo mais freqüentemente agora também. E já que Deus disse que os desastres naturais seriam mais freqüentes, o mundo será abalado por eles muito mais rápido. Embora o fim do mundo não esteja longe de acontecer, temos que pregar o evangelho da água e do Espírito com mais zelo ainda nesse tempo que nos resta.
Se não houver alimento, como as pessoas e os animais irão sobreviver? Ninguém sobreviverá; todos morrerão. E a fome já começou no mundo todo. No futuro haverá uma guerra mundial também. Algum dia, inevitavelmente, haverá uma guerra nuclear. Nós não vivemos mais numa era de armas de fogo, canhões e trincheiras. Nós vivemos numa era onde um míssil nuclear é controlado por computador e destrói seu alvo com uma precisão cirúrgica. As nações que possuem armas nucleares estão apontando-as contra os seus inimigos a fim de intimidá-los. E eles estão dispostos a demonstrar seu poder de fogo ante a mínima provocação.
Em conflitos anteriores, quando a tensão aumentava entre dois países e eles resolviam entrar em guerra, era fácil prever o ataque do inimigo porque a guerra passava por um processo de voto antes de ser declarada. E mesmo quando havia uma declaração formal de guerra, levava um bom tempo para que os exércitos de ambos os países se enfrentassem, porque eles se locomoviam com carros ou cavalos. No entanto, hoje em dia, a guerra já começa com ataques aéreos e de mísseis. Em 1995, o terremoto que sacudiu Kobe, no Japão, durou só 15 segundos mas tirou a vida de mais de 6000 pessoas. Mas se uma guerra começasse agora, talvez ela acabasse no mesmo espaço de tempo. Por isso, não podemos mais pensar que as guerras hoje em dia seriam como antes. A vitória é decidida em 10 ou 20 minutos. E também não podemos esquecer que vivemos numa era em que uma catástrofe colossal é iminente. Por isso, nós temos que pensar muito bem no tipo de fé que devemos ter em tempos assim.
“Pois assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos - assim será também a vinda do Filho do homem” (Mateus 24:38-39). Quando as pessoas nem estiverem esperando o fim, nosso Senhor voltará. Meus amados irmãos, aqueles que não nasceram de novo podem não perceber, porém nós que nascemos de novo sabemos que haverá um período de tribulação e temos que ficar atentos a isso.
Amados irmãos, não é estranho que os fenômenos do El Niño e La Niña estejam aumentando muito? Não está correta a previsão do imenso desequilíbrio climático que está fazendo o nível do mar aumentar rapidamente? Epidemias como a gripe aviária e a vaca louca não estão sempre aparecendo? Antes nós tomávamos um remédio e a gripe durava no máximo dois ou três dias, mas agora ela dura de um a dois meses, e muitos morrem quando a gripe é mais forte. Veja como está o mundo hoje. Ele está indo em direção à unificação das superpotências. Tudo isso são sinais de que o mundo está caminhando para o seu fim.
Você consegue ver que isso é uma verdade? E já que o fim se aproxima, nós temos que entender o que está havendo e viver pela fé. O Senhor disse que voltaria quando a figueira florescesse. Ele disse que voltaria quando o anticristo estivesse diante da arca no Tabernáculo em Israel. Sendo assim, você e eu temos que ter um entendimento muito claro sobre o fim dos tempos. As Escrituras dizem que aqueles que não nasceram de novo não podem entender, e que assim como muitos morreram nos dias de Noé, eles também perecerão agora numa fração de segundos. O mundo inteiro vive com medo hoje em dia.
“Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro” (Mateus 24:40). Isso será no fim dos tempos. Quando não pudermos mais pregar o evangelho da água e do Espírito e os sete anos da tribulação começarem, no meio deste período o Senhor levará aqueles que nasceram de novo. Ele disse que quando dois estiverem trabalhando no campo, será levado um e o outro deixado.
Amados irmãos, o arrebatamento será algo real. E ele irá acontecer no período de três anos e meio durante os sete anos da tribulação. Aí então é que de duas pessoas que estiverem trabalhando no campo, uma será tirada e a outra deixada. Isso acontecerá tanto com aqueles que nasceram de novo como com aqueles que estiverem vivos neste mundo. O trabalho no campo significa o trabalho secular. Em nossa vida, nós trabalhamos, compramos e vivemos pela fé. Mas está escrito que um será tirado e o outro será deixado para trás a fim de que todos vejam com seus próprios olhos o arrebatamento do qual eles só tinham ouvido falar antes. Aqueles que não têm pecado serão tirados, enquanto que aqueles que tiverem pecado serão deixados para trás a fim de passarem pela terrível tribulação. Aqueles que não nasceram de novo serão deixados para trás.
Nosso Senhor virá quando a corrupção do mundo for tão grande quanto nos dias de Noé. E se nós estivermos vivos até lá, nós seremos tirados. Aqueles que não têm pecados serão levados por Deus. E isso acontecerá não porque nós queremos, mas porque é a vontade de Deus. Entretanto, aqueles que não nasceram de novo serão deixados para trás. As pessoas dirão então: “Ah, é verdade”, mas será tarde demais. Você só será salvo e não perecerá no fim dos tempos se aceitar o evangelho da remissão de pecados, ou seja, o evangelho da água e do Espírito. Mas se você rejeitar o evangelho da verdade, no fim você irá perecer. Nós agora estamos tendo a chance de ouvir e de pregar o evangelho antes que venha o fim dos tempos, pois não haverá uma segunda chance. Se você aceitar o evangelho agora, você será salvo. Todavia, se você rejeitá-lo, tudo estará acabado para você.
As pessoas estão com o coração muito duro ultimamente porque Satanás as manipula. Mas quando o Senhor voltar, os justos serão tirados. Portanto, aqueles que nasceram de novo têm que vislumbrar este dia pela fé. Mas aqueles que têm uma vida espiritual, embora não tenham nascido de novo, naquele dia serão deixados para trás pelo Senhor. Os que não crêem em Jesus Cristo, ou que crêem Nele mas rejeitam o evangelho do batismo, e os que crêem que ainda têm pecado no seu coração, serão todos deixados para trás.
“Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro. Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada a outra” (Mateus 24:40-41). O primeiro destes versículos fala de dois homens, o segundo, de duas mulheres, e as mulheres se referem à igreja. As duas crêem em Jesus e servem a Deus, mas uma é tirada e outra é deixada para trás. O fato de as duas mulheres estarem moendo no moinho significa que ambas estão fazendo o mesmo trabalho. Mas que trabalho é esse? É o mesmo que servir a Deus. Aqueles que ainda não nasceram de novo servem a Deus. É claro, Deus não aceita sua adoração, mas aceita a adoração dos que nasceram de novo.
Muitos cristãos se escondem em suas denominações que são aceitas pelo mundo e se sentem aliviados por fazerem parte dela. Tem gente que pensa assim: “Tudo ficará bem se eu fizer parte de uma igreja tradicionalmente cristã. E embora eu ainda tenha pecado no meu coração, eu vou entrar no Céu porque a minha fé é grande.” Essas pessoas que rejeitam o evangelho serão abandonadas. Sem dúvida alguma, os que serão levados pelo Senhor são aqueles que receberam a remissão de pecados. Somente aqueles que receberam a remissão de pecados e cujo coração está branco como a neve serão chamados pelo Senhor para as bodas no Céu. Os pecadores não podem entrar no Céu. Naquele dia, aqueles que profetizaram em nome do Senhor, que demonstraram ter grande poder em nome do Senhor, e que disserem que expulsaram demônios serão condenados e tirados da presença do Senhor. Aqueles que crêem em Jesus, mas que ainda têm pecado no coração, serão abandonados por Deus.
“Portanto vigiai, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor” (Mateus 24:42). O Senhor nos diz aqui para vigiarmos. Nós que vivemos no fim dos tempos temos que vigiar e nos preparar. Isso é tão importante quando pregar o evangelho. É muito importante conhecermos estes últimos dias em que estamos vivendo para que possamos nos preparar para a perseguição e para tribulação que virá. Aqueles que vigiam entendem que não nos resta muito tempo e com fé preparam seu coração. Mas eles também cuidam da sua vida nessa terra. Se alguém soubesse quando o ladrão viria e ficasse vigiando, ele de antemão faria um plano para se defender. Aqueles que de fato crêem que o Senhor virá não guardam tesouros nessa terra nem têm seu coração aqui.
Nós temos que vigiar. Em relação à nossa vida de fé, não devemos ficar como aqueles que dormem, mas temos que estar atentos a tudo. Entretanto, nestes últimos dias, há mais pessoas que estão dormindo do que despertas. Há dois tipos de fé entre aqueles que nasceram de novo, mas até os últimos dias, aquele que está desperto pregará o evangelho e estará se preparando para estes dias. Entre aqueles que nasceram de novo, há muitos que seguem o curso deste mundo. Mas o coração daqueles que estão despertos não está neste mundo, como se eles tivessem ainda milhares de anos pela frente.
Para que aqueles que nasceram de novo através do evangelho da água e do Espírito tenham vida, eles têm que ficar atentos a estes últimos dias. Nós não devemos nos preocupar com nossa morada terrena, mas devemos nos preparar para irmos para a morada celestial. Sábio é aquele que age assim. Os crentes que estão atentos não consideram importantes as coisas carnais. Eles aguardam apenas a volta do Senhor e pensam assim: “Que tipo de vida eu tenho que ter até que o Senhor volte e como eu devo vivê-la? Faltam quantas décadas para o fim do mundo? Será que faltam muitos anos?” Ao fazerem este cálculo, eles entendem que não resta muito tempo para fazer a obra e, por isso, procuram viver pela fé. Esse é o tipo de fé de uma pessoa que está atenta a tudo. Por outro lado, aquele que segue o curso deste mundo, como se ainda fosse viver milhares de anos, está dormindo ainda, embora já tenha nascido de novo por crer no evangelho da água e do Espírito.
“Portanto vigiai, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.” Nós temos que estar preparados e vigilantes. Nós temos que nos preparar desde já. Vocês entendem isso? Alguns de vocês que são solteiros talvez se casem antes da volta do Senhor, mas alguns não irão. Se o Senhor demorar a voltar, vocês poderão até se casar, mas se Ele vier logo, isso não vai acontecer. Pensem nisso! Pensem bastante sobre isso! Fazer isso é algo espiritualmente sábio.
Nosso coração não deve se apegar às coisas terrenas, mas, ao contrário, ele deve estar no Senhor e devemos continuar nos preparando. Mas o que devemos preparar? Devemos preparar nossa fé e continuar dedicando nosso coração ao Senhor, já que entendemos bem o que devemos fazer e como receberemos o Senhor quando Ele voltar. Isso é o mesmo que dizer que temos que nos preparar para encontrarmos com o Senhor, já que nós estamos levando uma vida de fé. E nós temos que nos preparar para isso porque nascemos de novo. Já que nascemos de novo, temos que esperar pelo Senhor. Já que Jesus é o nosso Senhor, temos que esperar por Ele. E nós temos que estar preparados porque Ele virá para que vivamos com Ele no Céu para sempre.
Se a Igreja de Deus não se preparar, isso será uma grande tolice. Se alguma das Igrejas de Deus estiver interessada em construir um grande templo, isso não será nada sábio. Vocês entendem isso? É uma tolice alguém que nasceu de novo só querer ganhar dinheiro e ter sucesso neste mundo. Aquele que se prepara com sabedoria para a volta do Senhor até no seu trabalho prega o evangelho, tem uma vida social em prol do evangelho e vive o resto de sua vida por ele. Aquele que vive para o evangelho é alguém está sempre vigiando e que agrada ao Senhor se preparando para a Sua vinda.
Amados irmãos, não fiquem decepcionados por vocês não terem bens materiais nessa terra. Não fiquem tristes por outras pessoas terem isso ou aquilo. A parte ruim é não podermos mais servir ao Senhor por falta de dinheiro, mas quanto ao fato de nós termos pouco dinheiro não significa que não podemos servir ao Senhor. Mesmo sem dinheiro nós podemos pregar o evangelho, orar e servir ao Senhor. Por isso, não se preocupem por serem pobres, necessitados ou imperfeitos. Ao contrário, temos que ser servos sábios que sabem como servir ao evangelho e pregar as boas novas para as pessoas. Nós temos que nos preparar para encontrarmos o Senhor e ouvirmos Dele quando Ele voltar: “Bem está, servo bom e fiel. Já que você foi fiel sobre o pouco, Eu te colocarei sobre muitas coisas.”
Meus amados irmãos, nós não somos uma igreja que têm grandes templos. Nós somos uma igreja cujo único desejo é pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro com todo zelo. Nós agora temos que receber a remissão de pecados, preparar nossa fé e viver atentos. Nós temos que nos preparar para irmos para o Céu. Vocês entendem isso? E já que o fim está próximo, nós não devemos deixar de congregar, como é o costume de alguns (Hebreus 10:25). Nós temos que congregar sempre.
Amados irmãos, apesar de sermos perseguidos e termos dificuldades, o Senhor logo voltará. O tempo que nos resta para fazer a obra do Senhor não é muito. Logo o Senhor certamente voltará, por isso, vamos nos preparar para este dia. O Senhor logo virá.