Predigten

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 25-1] Cristãos Tolos e Cristãos Sábios (Mateus 25:1-12)

Cristãos Tolos e Cristãos Sábios
(Mateus 25:1-12)
“Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo. Cinco eram insensatas e cinco, prudentes. As insensatas, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo. Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas. Demorando o noivo, todas elas acabaram cochilando e dormindo. Mas, à meia-noite ouviu-se um grito: Aí vem o noivo, saí ao seu encontro. Então todas aquelas virgens se levantaram e prepararam as suas lâmpadas. E as insensatas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite; as nossas lâmpadas se apagam. Mas as prudentes responderam: Não seja o caso que nos falte a nós e a vós. Ide antes aos que o vendem, e comprai-o. E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o noivo. As virgens que estavam preparadas entraram com ele para as bodas. E fechou-se a porta. Mais tarde, chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço.’”
 
 
Olá para todos. Como vocês estão hoje? A passagem bíblica de hoje nos lembra que havia cinco virgens sábias e cinco insensatas que foram ao encontro do noivo. As virgens insensatas pediram para que as sábias dividissem o seu azeite porque suas lâmpadas estavam vazias. As virgens sábias responderam: “Não seja o caso que nos falte a nós e a vós. Ide antes aos que o vendem, e comprai-o.” O noivo veio enquanto as insensatas saíram para comprar o azeite, e as sábias que tinham guardado azeite em suas lâmpadas puderam ir com ele ao casamento; e a porta foi fechada. As virgens insensatas então voltaram e disseram: “Senhor, senhor, abre-nos a porta!” Mas o Senhor respondeu: “Em verdade vos digo que não vos conheço.” Esse é o assunto principal dessa passagem.
No cristianismo de hoje há dois tipos de fé: a fé insensata e a fé sábia. Há religiosos insensatos no cristianismo, e eles são os que crêem no cristianismo como uma religião. Se Jesus apagou ou não todos os pecados do mundo para eles não interessa. Ao contrário, eles são guiados por onde sua paixão os levar. É difícil lidar com essas pessoas que só se sentam lá e nos menosprezam. Aqui nessa história as virgens insensatas estavam fazendo o seu melhor, mas o Senhor que é mesmo o noivo, já tinha voltado. Mas mesmo assim, elas ainda estavam fazendo uma confusão para comprar o azeite.
Entre muitos cristãos hoje em dia, há aqueles que vão de uma oração a outra, de uma conferência bíblica a outra, e a cada encontro de avivamento como borboletas espirituais, porque desejam estar cheios de paixão religiosa. Quando vão a um encontro de avivamento, se jogam no chão, aplaudem, criam todo o tipo de agito, levantam sua cabeça para que todos no encontro possam orar com eles com imposição de mãos. Essas pessoas tomam até atitudes extremas como ir para cavernas escuras, ajoelhar nas pedras e orar bem alto a Deus.
As dez virgens da passagem bíblica de hoje mostra as pessoas que estão no cristianismo e que só crêem em Jesus de aparência. Quem essas virgens estavam esperando? Todas estavam esperando por Jesus, o noivo. Elas tinham que preparar algo enquanto esperavam o seu noivo. Elas tinham que preparar azeite para pôr nas lâmpadas. Se você colocar azeite na lâmpada sem deixar derramar e conseguir acendê-la, o pavio dentro do azeite irá queimar criando a luz. Como o pavio absorve o azeite, a chama do pavio irá queimar o azeite. Assim é certo que a chama não apagará, e a lâmpada dará sua luz. Mas se você acender o pavio de uma lâmpada que não azeite, a chama só acenderá rapidamente e logo se apagará. Os cristãos que crêem e seguem a Jesus como uma tradição ou uma religião são assim. É porque eles não têm o Espírito Santo em seu coração e por isso precisam trocar o pavio freqüentemente.
E isso é verdade principalmente para os religiosos fanáticos que crêem no cristianismo ‘como uma religião’ queimando vários pavios todos os dias. Quando todo o pavio está todo queimado, eles o levantam e o queimam novamente uma, duas, três, quatro, cinco vezes e assim vai sem parar. Por exemplo, se o pavio tem 20 cm e o queimamos 1 cm por dia, nós podemos acendê-lo por 20 dias. Assim precisaremos substituir o pavio queimado por um novo pavio. Então você poderá acendê-lo por mais 20 dias e assim por diante. Eles terão que trocar o pavio regularmente porque fazendo isso eles o queimarão pelo menos sete vezes na semana, isso inclui os cultos de oração da manhã, os cultos da noite, os cultos do meio da semana, os cultos de sexta-feira à noite, os cultos de domingo de manhã e até o da noite. Eles vão ter que viver trocando o pavio por várias vezes.
As pessoas que crêem no cristianismo como ‘uma religião’ vão à igreja regularmente; elas também vão para as orações quando estão entediadas e para os cultos de oração uma vez no mês ou uma vez a cada três meses. Se elas não forem a esses cultos, elas insistem que precisam ir aos encontros de avivamento ou a algum outro evento religioso. Do contrário elas ficam irritadas e frustradas se não puderem fazer essas coisas, tudo porque seus pavios queimaram e a chama não acende mais. Elas têm que queimá-lo a todo o momento porque sua paixão já passou, a emoção desapareceu, e os sentimentos estimuladores também morreram. Elas têm que continuar procurando novos pavios para queimar em suas lâmpadas de novo.
Por isso é que elas vão a esses cultos cheios de emocionalismo, se enchem de novos pavios para queimar, voltam para suas respectivas igrejas e o queimam novamente durante os cultos e orações, dizendo: “Senhor, eu creio em Ti.” Esse tipo de cristão vive somente pela alegria momentânea ‘de queimar esses pavios.’ Esses são os que procuram somente a satisfação de suas emoções ao invés da Palavra de Deus, e por causa dessa triste situação eles encontrarão em breve um impostor religioso. Esse impostor será como um ladrão, ou um trapaceiro, ou um vigarista e por causa dele perderão tudo o que tem.
 
 

Os Que São Cheios de Paixão Religiosa Serão Proibidos de Entrar no Reino do Senhor

 
Essas virgens insensatas da passagem bíblica de hoje são assim. Nesse texto nós vemos que ‘Jesus o noivo’ finalmente chegou, mas elas pediram para as virgens sábias dividirem o seu azeite porque o azeite de suas lâmpadas acabou. É possível tirar o Espírito Santo que está nos ‘verdadeiros nascidos de novo’ e dá-lo para outra pessoa como se fosse biscoitos? Isso não e possível. Por isso é que as virgens insensatas foram comprar azeite mesmo no dia em que o noivo iria chegar. As pessoas que crêem em Jesus hoje estão em busca de emoção até mesmo quando chegar o dia da volta do Senhor. Isso é o que o Senhor está dizendo a todos.
Se formos à igreja, nossa prioridade é receber a remissão de pecados e receber a benção de nascer de novo através do evangelho da água e do Espírito. Então depois de receber essa tremenda salvação, haverá azeite em nosso coração ou não? Sim, haverá. Na bíblia, a palavra ‘azeite’ representa o Espírito Santo. Azeite é o Espírito Santo que mora dentro de alguém que recebeu a remissão de pecados. O Espírito Santo habita naturalmente dentro de alguém que recebeu a remissão de pecados, mas os tolos continuam trocando o pavio todos os dias porque eles não têm azeite mesmo indo à igreja por anos.
A passagem bíblica de hoje mostra que aqueles que têm ‘somente uma paixão religiosa’ serão proibidos de entrar no Reino de Deus quando o Senhor voltar. Os que crêem em Jesus precisam entender sua posição e se tornarem uma virgem sábia para Deus. As virgens insensatas não receberam a remissão de pecados e elas não têm a certeza da sua salvação. O Espírito Santo não pode entrar em seu coração porque está cheio de pecado ali, e o Senhor os lançará fora no último dia, declarando: “Eu não vos conheço.” Por isso é que essas pessoas precisam preparar o azeite com urgência antes que esse dia chegue. Elas precisam se preparar para isso o mais rápido possível ou agora mesmo quando ouvirem esse evangelho. Quem sabe que o Senhor voltará e não se preparar para a Sua vinda, passará vergonha por causa disso.
Eu tenho que ser honesto e dizer que viver nesse mundo hoje em dia não é algo tão agradável mesmo se você já recebeu a remissão de pecados. Há momentos em que viver pode ser muito cansativo, difícil, chato e aborrecido. Mas apesar desses sentimentos, no versículo 10 nós lemos que os sábios já prepararam o seu azeite. Isso significa que eles já prepararam seu azeite de antemão. Por isso é que eles poderão ir para o casamento, isto é, o Reino dos Céus. Então se é assim que vai acontecer, vamos ver agora na bíblia como devemos preparar o azeite, que é o Espírito Santo.
 
 

A Fé Sábia é Aquela que tem o Azeite

 
Você precisa preparar o azeite como as virgens sábias que esperavam pelo noivo. O Espírito Santo é Deus; e é Ele quem habita em alguém que recebeu a remissão de pecados. Então como o pecado é removido do coração de uma pessoa? Como alguém pode nascer de novo pela água e o Espírito? Eu vou falar sobre isso hoje. Hoje eu quero falar sobre o evangelho da água e do Espírito.
Em Mateus 3:13-17, podemos ver João Batista batizando Jesus: “Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João tentava dissuadi-lo, dizendo: ‘Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?’ Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu. Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: ‘Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.’”
Podemos ver aqui que quando Jesus foi ser batizado por João Batista, que era um descendente do sumo sacerdote Arão, e que nasceu 6 meses antes de Jesus, ele mesmo O reconheceu como sendo o unigênito Filho de Deus e a princípio, recusou-se a batizá-Lo. Então Jesus ordenou a João Batista dizendo: “Deixa por agora. Você João deve Me batizar, e há uma razão para você fazê-lo. É para cumprir toda a justiça.” “Justiça” aqui significa “justiça, justiça divina”, e “toda” significa “tudo, inteiro.” E “nos convém” fala sobre Jesus levar sobre Si os pecados de toda a humanidade ao ser batizado por João Batista. João batista batizou Jesus para tirar todos os pecados do homem. Jesus recebeu o batismo para levar todos os pecados do mundo.
Esse batismo também é chamado de batismo por imersão. E significam a mesma coisa. O batismo por imersão implica na transferência do pecado por imposição de mãos e a morte da antiga criatura nas águas, e o batismo de Jesus significa que Ele recebeu todos os pecados da humanidade e purificou nossos pecados pela imposição de mãos. Então vemos que o batismo e a imposição de mãos significam quase a mesma coisa. Dessa forma Jesus recebeu o batismo, que era o método mais apropriado para cumprir toda a justiça, para salvar cada ser humano de todos os pecados do seu coração e de todos os pecados que ele iria cometer em sua vida.
 
 

Sobre João Batista

 
Então quem é esse João Batista que batizou Jesus? Para reconhecer Jesus como o Salvador e crer nEle, nós precisamos entender o testemunho de João Batista. Através do texto bíblico que vamos estudar, nós veremos que João Batista é alguém importante que não pode ficar de fora da nossa discussão sobre a questão da nossa salvação. Precisamos mesmo reconhecer que João Batista foi o maior dentre os nascidos de mulher (Mateus 11:11). Ele é o representante de toda a raça humana. Deus em Seu grande plano para salvar o homem, enviou João Batista a esse mundo 6 meses antes de Jesus. A bíblia nos diz que João Batista foi um servo de Deus do qual foi profetizado pelo sumo sacerdote Zacarias, e ele também era um descendente de Arão (Lucas 1:5). Vamos verificar isso agora à luz da Palavra para ver se João Batista era realmente um servo de Deus ou se isso é algo que eu inventei da minha cabeça, vamos ler juntos.
Em Mateus 11:11 diz: “Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João Batista; contudo, o menor no reino dos céus é maior do que ele”, e o versículo 14 diz: “E, se quiserdes dar crédito, ele é o Elias que havia de vir.” E também em Malaquias 4:5-6 no Antigo Testamento diz: “Vede, eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o dia grande e terrível do Senhor. Ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos aos pais, para que eu não venha e fira a terra com maldição.”
Também podemos ver no livro de Malaquias que havia uma promessa principal que Deus fez ao homem através desse profeta Malaquias no final do Antigo Testamento que dizia que Ele enviaria Elias. Contudo, a bíblia nos diz que o profeta Elias já tinha sido levado. Isso aconteceu um pouco antes de ele ir se encontrar com o Senhor numa carruagem de fogo. Na verdade Elias foi arrebatado enquanto estava vivo. Deus disse que enviaria de novo esse mesmo Elias. É fácil algumas pessoas pensarem: “Deus está enviando Elias de novo a esta terra porque ele não morreu de uma morte natural neste mundo.”
Mateus 11:14 nos diz claramente: “E, se quiserdes dar crédito, ele é o Elias que havia de vir.” Deus testifica claramente que João Batista é de fato o profeta Elias. E o evangelho de Mateus capítulo 11 versículo 11 também declara: “Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João Batista; contudo, o menor no reino dos céus é maior do que ele.” Além disso, nos versículos 12 e 13 nós lemos: “Desde os dias de João Batista até agora, faz-se violência ao reino dos céus, e pela força apoderam-se dele. Pois todos os profetas e a lei profetizaram até João.” Isso significa que o Antigo Testamento termina mesmo com João Batista. Então, como começa e termina o Novo Testamento? O Novo Testamento começa com a primeira vinda de Jesus e termina com Jesus voltando a esta terra novamente.
Mateus 11:12 declara: “Desde os dias de João Batista até agora, faz-se violência ao reino dos céus, e pela força apoderam-se dele” e “pela força apoderam-se dele” implica em “destruir com violência” e “roubar pela força” no texto original. É fácil as pessoas pensarem que os humildes e retos entrarão no Reino de Deus, e não alguém que tem uma natureza violenta. Mas o que precisamos ter em mente é que a bíblia não é igual ao nosso modo de pensar. Aqui por exemplo o significado das Escrituras é muito claro, e não há nada de errado com ele.
Então se esse é o caso, não podemos evitar de fazer a seguinte pergunta: “O que João Batista fez de tão importante que nos permite entrar pela fé no Reino de Deus daquele dia em diante?” É muito importante você entender isso completamente, pois significa que se alguém crer firmemente no que ‘João Batista fez nessa terra’ e no que ‘Jesus fez’, ele receberá a remissão de pecados pela fé e entrará no Reino dos Céus.
Contudo, devemos saber que os que crêem ‘em Jesus como uma religião’ serão proibidos de entrar no Reino dos Céus. Os que estão ‘embriagados de religião’ não poderão entrar no Reino dos Céus. Tudo o que importa para eles é alimentar suas emoções, e tentar fazer essas coisas satisfazendo seus próprios pensamentos e sentimentos. Eles crêem em Jesus simplesmente como uma religião, como o Confucionismo ou o Budismo.
Então eles só estão fingindo ser humildes e justos, e além disso, continuam fazendo suas usuais orações de arrependimento, retiros de oração no monte, dizimando e fazendo serviços voluntários. Eles se recusam a aceitar que João Batista agiu conforme as Escrituras, vindo no ‘caminho da justiça’ e inclusive até a obra que Jesus fez. Por causa desses atos teimosos e desobedientes, eles serão lançados fora da vontade de Deus por viverem para si mesmos (Mateus 21:32, Lucas 7:30). Eles estão convencidos e satisfeitos com a própria justiça como se bebessem de uma bebida chamada emoção, igual às pessoas que estão intoxicadas com álcool. Eu poderia falar muito mais sobre isso detalhadamente. Mas o tempo é curto e o que eu estou dizendo é que uma pessoa religiosa não aceita o que João Batista fez ao vir no ‘caminho da justiça.’
João Batista participou da obra da salvação cumprindo toda a justiça ao batizar Jesus, pois fazendo isso ele transferiu todos os pecados do homem para Ele. A palavra “justos” mencionada aqui, significa a justiça de Deus. Há dois tipos de “justiça.” Uma delas é a justiça humana, e ela implica em viver de maneira reta e bondosa, protegendo e cuidando de outras pessoas. A outra é a justiça de Deus. Quando todos nesse mundo pecaram por desobedecerem Seus mandamentos, foi através da bondade e benevolência de Deus que toda a humanidade foi salva, ao fazê-los sem pecado através de Seu próprio Filho que levou todos os pecados do mundo. A justiça de Deus é a verdadeira justiça.
Se João Batista não tivesse completado a obra de transferir todos os pecados do homem para Jesus ao batizá-Lo, nós nunca poderíamos ter nos tornado sem pecado. Se isso tivesse acontecido, significa que ainda teríamos pecado em nosso coração, não importa o quanto nos esforçássemos para crer em Jesus. Por isso é tão importante nós sabermos que Jesus recebeu o batismo que purificou todos os nossos pecados. Quando ainda temos pecado do ponto de vista de Deus, Ele não somente olha essa situação e diz: “Todos os seus pecados foram purificados” ou “Você é justo.” Isso porque Deus é Deus, e é impossível Ele mentir.
Deus transferiu todos os pecados da humanidade para Jesus através do batismo de João Batista, que antes foi escolhido como o representante de toda a humanidade. Todos os pecados do mundo foram perfeitamente purificados por Seu batismo, e o resultado disso é que não temos mais pecado em nosso coração. O Senhor através de Seu ato justo purificou perfeitamente todos os pecados do mundo. Após ser batizado, Jesus se tornou o Cordeiro sacrificial de Deus que levou os pecados de toda a humanidade para a cruz por causa da desobediência de um homem (Romanos 5:19).
Devemos entender completamente essas palavras importantes em João 1:29: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Esse foi o testemunho que João Batista compartilhou com seus discípulos e com todos no mundo dois dias após ele batizar Jesus no rio Jordão.
 
 

Doze Tipos de Pecado

 
Agora eu gostaria de parar e perguntar a todos se admitem ou não diante da Palavra de Deus que todos, incluindo vocês mesmos, nasceram em pecado e que são criaturas incapazes de viver sem pecar. Marcos 7 declara: “Pois do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, e a loucura. Todos estes males procedem de dentro, e contaminam o homem” (Marcos 7:21-23).
Então se lemos corretamente, vocês concordam que esses pecados estão em seu coração? Oh, estão sim. Vocês têm luxúria em seu coração? Sim. Vocês têm um coração de ladrão? Sim. Há alguém que tenha olhado os bens de outra pessoa e os tenha cobiçado? Sim. Há alguém que já enganou outra pessoa? Sim. Há alguém que tenha odiado outra pessoa e até pensado em matá-la? Sim. Você já pensou em desobedecer aos seus pais e interferir com suas vidas? Sim. Em seu coração, e esse pecado é grande, nunca houve algum pensamento de matar seus pais e filhos para ser o beneficiário do seu seguro? Sim, estou certo que houve. Por favor, entendam e creiam na verdade bíblica de que todos somos pessoas que nasceram com esses doze pecados diante de Deus.
Deus fala em Isaías 1:4 que todos nós somos “uma descendência de malignos,” e vivemos toda nossa vida caindo nos doze tipos de pecado como declara esse versículo. Devemos então ser sinceros diante da Palavra de Deus. Você pecou nessa vida desde que você nasceu até fazer 10 anos? Sim. Todos esses pecados incluindo os pecados do mundo foram transferidos para Jesus quando Ele foi batizado? Sim. Então, você pecou dos 10 aos 30 anos? Sim. Esses são os pecados do mundo também. Eles também foram transferidos para Jesus? Sim. Os pecados que você cometeu nesse mundo dos 10 aos 30 anos também foram transferidos para Jesus. Os pecados que você cometeu desde os 40 aos 70 anos também são os pecados do mundo. Todos esses pecados também foram transferidos.
Deus hoje dá a salvação aos que crêem em Jesus como seu Salvador, porque Ele tomou sobre Si todos os pecados do homem da maneira mais correta através do Seu batismo. Todos os nossos pecados foram transferidos para Jesus através do batismo que Ele recebeu de João Batista na forma de ‘imposição de mãos’, e Jesus nos deu nova vida ao receber o julgamento da morte, ser pregado na cruz, derramar Seu sangue, morrer na cruz, derrotar a morte, e ressuscitar dos mortos.
Muitos cristãos religiosos hoje crêem firmemente que eles recebem a remissão de pecados se oferecerem ‘essas miseráveis’ orações de arrependimento. Precisamos parar um pouco aqui e pensar sobre isso; se Jesus perdoa cada um de nós sempre que fizermos essas orações de arrependimento, então Ele ainda não perdoou completamente todos os pecados do mundo. Na verdade há muitos pecados que as pessoas ainda não cometeram. As pessoas são criaturas que não podem evitar de cometer pecado até o dia que morrerem.
Então, por terem essa falsa crença, a justiça ainda não foi cumprida para esses que tentam se livrar dos seus pecados através desse método. Eles não crêem que Jesus tomou sobre Si todos os pecados do mundo. O apóstolo Paulo falou sobre essas mesmas pessoas no livro de Romanos; elas ignoravam a justiça de Deus e buscavam estabelecer sua própria justiça (Romanos 10:3).
 
 

O Alvo da Vontade de Deus é a Remissão dos Nossos Pecados

 
O que essas últimas palavras “Está consumado” ditas pelo Senhor antes de morrer na cruz significam? Essas palavras são poderosas e significam que Jesus cumpriu toda a justiça ao receber o julgamento e a punição por todos os pecados do mundo, quando os tomou sobre Si quando recebeu o batismo de João Batista. Jesus recebeu o batismo mais apropriado que Deus Pai planejou ao submergir nas águas do rio Jordão. Jesus submergir nessas águas representa Sua morte e ao sair da água, representa Sua ressurreição e através disso trouxe-nos de volta à vida. O que Deus disse quando Jesus foi batizado? “Tu és o meu Filho amado em quem me comprazo” Esse é o testemunho de Deus Pai e quer dizer: “Aquele para o qual, do modo mais apropriado, foram transferidos os pecados do mundo, é o Meu Filho do qual Eu me agrado e Aquele que obedece ao Pai.”
Consideremos agora a Palavra pegando o texto do evangelho de Mateus capítulo 7, que declara: “Nem todo o que me diz: ‘Senhor, Senhor!’ Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21). Há algum cristão nesse mundo que segue a vontade do Pai fielmente? Não haverá ninguém que possa obedecer a vontade de Deus se isso significar obedecer a lei através das obras. Todo o ser humano é fraco e frágil como Pedro, e não conseguimos fazer todas essas coisas pela vontade de Deus através das obras. Todos que têm a carne fraca, incluindo Pedro, não traem a Jesus várias vezes em seu coração e não vivem sempre voltando ao seu pecado?
Mas o mais importante é que o Senhor tomou sobre Si todos esses pecados e fraquezas. Através de Seu batismo Jesus tomou sobre Si todos os nossos pecados, assim como os da humanidade, que ainda continuam sendo cometidos. Por isso é que nem os doze discípulos de Jesus, incluindo o apóstolo Paulo, nunca fizeram essas orações de arrependimento por causa do seu pecado. Às vezes eles se arrependiam dos seus pecados após pensarem: “Isso não é a coisa certa a fazer.” Mas não há nenhuma evidência de que eles clamavam e diziam: “Senhor, por favor, perdoe os meus pecados”, como esses fanáticos religiosos que fazem isso quando estão juntos, só porque eles ainda têm pecados em seu coração e têm muito medo de ir para o inferno.
Jesus recebeu o batismo mais adequado por toda a humanidade. Foi da vontade de Deus que Jesus viesse a essa terra como uma pessoa humilde, que recebesse todos os pecados do mundo de uma só vez através do Seu batismo pela imposição de mãos feita por João Batista no rio Jordão, e que morresse na cruz para acabar com o julgamento do pecado. Jesus nos salvou perfeitamente ao obedecer a vontade de Deus Pai, e agora nós podemos ir para o Reino dos Céus por crer em Jesus o Salvador com todo o nosso coração, segundo a vontade do Pai. Agora nós podemos ir para o Reino dos Céus pela fé. Isso é o que significa o texto em Mateus 7, que nós fazemos a vontade de Deus e entramos na graça de Deus pela fé e não pelas obras.
O evangelho de João capítulo 1, versículos de 6 a 7 declara: “Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio como testemunha para testificar a respeito da luz, a fim de que todos cressem por meio dele.” João Batista foi quem testemunhou sobre Jesus. João Batista foi o sumo sacerdote que transferiu todos os pecados da humanidade para Jesus. Ele ainda continua testemunhando para todo o mundo essas poderosas palavras: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). Aqueles de nós que crêem nisso podem encontrar Jesus Cristo através do testemunho de João Batista. Em outras palavras, nós entendemos que “todos os nossos pecados foram transferidos para Jesus” porque João Batista testemunhou isso para nós.
Nós não poderíamos crer em Jesus como o nosso perfeito Salvador se não tivéssemos o testemunho de João Batista que testemunhou sobre Ele como sendo a verdadeira Luz. Como resultado disso, nós agora podemos conhecer Jesus por causa do Seu batismo e também pela palavra dita por João Batista. Jesus e João Batista completaram perfeitamente a obra da salvação por nós para que nunca mais sejamos considerados pecadores diante de Deus, mesmo se cometermos pecado no futuro.
 
 

Pregue o Evangelho

 
O batismo que Jesus recebeu no início de Sua vida pública foi o começo da obra da nossa salvação. Jesus disse para a mulher pega em adultério: “Nem eu também te condeno” (João 8:11), e isso significa “Você não tem pecado porque Eu tomei até mesmo esse pecado sobre Mim.” Jesus pregou o evangelho da remissão dos pecados por três anos, como o exemplo da bíblia citado acima; Ele derramou Seu sangue, morreu na cruz pelo julgamento do pecado e ressuscitou no terceiro dia, subiu aos Céus, e com isso completou totalmente a nossa salvação. Os que crêem nesse evangelho recebem a remissão dos pecados e se tornam pessoas de fé sábias que prepararam o azeite, que é o Espírito Santo, dentro do seu coração. Nós conhecemos Jesus através do testemunho de João Batista, e fomos vestidos de toda a justiça crendo em tudo o que Ele fez pela nossa salvação.

Agora como pessoas justas, como a parábola das virgens sábias que esperavam o noivo, devemos também pregar a abençoada Palavra sobre nascer de novo através da água e do Espírito para todas as pessoas desse mundo pelo resto das nossas vidas com fé, e fazer a vontade de Deus Pai. O Senhor nos ordena: “Prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo” (2 Timóteo 4:2).