Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 2-11] (Gênesis 2:18-25) A Igreja Estabelecida por Deus

(Gênesis 2:18-25)
“E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele. Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo animal do campo e toda ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome. E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para o homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele. Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar. E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”.
 
 
Deus criou o Jardim do Éden, o Paraíso. Deus criou o paraíso e todas as coisas aprazíveis que havia nele, e disse a Adão para não comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. Deus disse: “Porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. Isso significa que aquele que não crê na justiça de Deus não pode viver no Jardim do Éden. E também significa que só aquele que nasceu de novo pela Palavra de Deus pode viver nele.
Deus criou o Jardim do Éden, mas só quem nascer de novo pode viver no paraíso. Isso pode até parece um paradoxo, mas não é. Deus criou o Jardim do Éden nessa terra, mas só quem crê na sua Palavra pode viver no paraíso, pois quem não crê nela será expulso dele. E ele está certo. Deus preparou tudo para irmos para o reino dos céus pela fé na Palavra de Deus.
Adão viveu sozinho no Jardim do Éden por algum tempo. Eva não estava lá desde o início. Deus não estava feliz de ver Adão sozinho no seu reino. Isso quer dizer que ele quer estar conosco e com seu Filho. Deus quer viver para sempre com seu Filho e com aqueles que receberam a remissão de pecados, e se tornaram seus filhos no Jardim do Éden. Ele quer que o Jardim do Éden esteja repleto de justos. Deus o criou para que possamos viver juntos no seu reino, assim como vivemos neste mundo. Jesus Cristo não quer viver sozinho com o Pai e o Espírito Santo. Ao contrário, ele preparou tudo para viver com os filhos de Deus que creem no seu evangelho, o evangelho da água e do Espírito. Deus quer viver com os que se tornaram seus filhos crendo no evangelho da água e do Espírito, os que têm o Espírito Santo no coração. Enfim, Deus percebeu que não era bom que Adão vivesse sozinho no Jardim do Éden e resolveu criar uma companheira para ele.
Adão era o senhor do Jardim do Éden naquela época e deu nome a tudo que havia ali. E da maneira que ele chamou cada criatura, seu nome passou a ser este. E o Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”. Temos que entender aqui por que Deus quis criar uma companheira para Adão. Não é melhor estar com alguém do que estar sozinho? Até o homem vive mais feliz com uma esposa do que sozinho. É por isso que a Palavra de Deus está correta tanto na dimensão humana como espiritual.
Mas como Deus criou a mulher? Adão não tinha uma esposa para ajudá-lo, e foi por isso que Deus fez com que ele caísse num sono pesado. Deus então tirou uma das costelas de Adão, cobriu com carne e dela fez Eva. Ele então entregou Eva a Adão. E Adão disse quando viu a mulher:
“Esta é agora osso dos meus ossos
E carne da minha carne;
Esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam” (Gênesis 2:24-25).
Nosso Deus criou sua igreja. E como ele criou a noiva de Jesus Cristo? Ele a criou como parte do seu corpo. Deus não criou a esposa de Adão nem seu corpo do pó da terra. Ao contrário, ele criou Eva com a costela de Adão. Isso significa que ele nos tornou seus filhos ao nos dar seu único Filho, Jesus Cristo; ele nos adotou como seus filhos pelo sacrifício do seu Filho que remiu todos os nossos pecados e nos deu a salvação. Assim Deus tirou uma costela de Adão e criou Eva. Ele criou a noiva de Adão por sua própria vontade. Deus nos criou com seu amor. Em seu amor, Deus criou seu povo e seus filhos.
 
 
Deus Derramou o Espírito Santo sobre Nós
 
Deus enviou o Espírito Santo àqueles que creem no evangelho da água e do Espírito. E assim ele criou a Eva espiritual. Em outras palavras, foi Deus quem quis criar sua igreja. Desde o início da criação, Deus quis plantar sua igreja onde os que receberam a salvação, e assim se tornaram seus filhos, pudessem viver juntos para adorá-lo. Isso significa que Deus quer que sua igreja esteja onde sua noiva possa viver em comunhão. Deus criou Eva para viver com Adão. Do mesmo modo, ele primeiro tira nossos pecados e depois nos torna noiva do seu Filho, o verdadeiro Deus. Como Deus faz de cada um de nós sua noiva? Como cada um de nós se torna noiva de Jesus Cristo? Deus espiritualmente apagou todos os pecados de cada um de nós, que somos a noiva de Jesus Cristo. Só quem não tem pecado é que pode viver junto a Deus e estar sempre com ele. Por isso que ele tirou todos os nossos pecados. Nosso Senhor purificou nossos pecados.
Temos que ser a esposa de Adão pela fé. Espiritualmente, Adão aponta para Jesus Cristo (Romanos 5:14). Não podemos ter pecado se quisermos ser a noiva de Jesus Cristo. Por isso que nosso Senhor veio a este mundo, levou sobre seu corpo todos os nossos pecados ao ser batizado e foi condenado por nós. As Escrituras dizem: “Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu”, e esta é a palavra de revelação de que o Senhor seria sacrificado para expiar todos os nossos pecados.
Deus apagou todos os nossos pecados. O Pai fez de nós seus filhos por meio de Jesus Cristo, que é parte dele. Deus fez cair um sono pesado sobre Adão e tirou uma de suas costelas para dela fazer a mulher. Um filho é um retrato do seu pai, não é? Então Jesus Cristo é parte de Deus Pai. Está escrito que Deus nos criou através do seu Filho, que é parte dele.
Os que não receberam o Espírito Santo não entendem o que estamos falando quando leem o livro de Gênesis. O texto que diz que Deus criou Eva quer dizer que ele criou sua igreja. No entanto, muitos questionam por que esse texto quer dizer isso. Só que tentamos interpretar a Palavra segundo o comentário das Escrituras, por exemplo, Efésios 5:22-33. Há verdade e revelação espirituais abundantes nas Escrituras. Mas os que não creem na Palavra de Deus não podem ser salvos do pecado por mais que compreendam as revelações de Deus claramente e elas sejam reveladas uma a uma diante dos seus olhos. Isso porque carne é carne, e espírito é espírito.
Adão disse quando viu Eva: “Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada”. Deus chamou a mulher de Eva. E Eva significa “mãe da humanidade”. Deus chamou os santos porque eles foram purificados de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. E a Igreja de Deus é a congregação dos santos. 1 Coríntios 1:2 diz: “À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso”. Portanto, só os que são justos por crer na Palavra de Deus, os que não têm mais pecado por causa de Jesus Cristo, são chamados santos. As Escrituras também declaram: “Esta será chamada varoa”. Que verdade maravilhosa!” Deus nos chama de santos depois que somos salvos em Jesus Cristo. A palavra ‘santo’ significa aquele que não tem pecado e, por esta razão, é santo. Então a palavra santo diz respeito ao povo santo de Deus.
Diz assim a última parte do texto bíblico deste capítulo: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”. É algo natural o homem deixar seus pais espiritualmente. Não há nada de errado alguém deixar seus pais carnais, receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito e viver como justo em Jesus Cristo. Você está entendendo? Quem nasce neste mundo não deve viver apenas como um ser humano, mas casar-se com Jesus Cristo no evangelho da água e do Espírito e viver com seu Salvador. O certo é nos tornarmos um só corpo com o Senhor crendo no evangelho da água e do Espírito e fazer parte do seu povo como santos do reino de Deus. Como dizem as Escrituras: “E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”. Um casal não tem vergonha um do outro, e os que receberam a purificação de pecados também não se envergonham, mesmo quando suas fraquezas e falhas são reveladas perante o Senhor.
No livro de Gênesis capítulo 2, Deus criou os santos e formou a igreja. Ele criou Adão no Jardim do Éden e o pôs ali no paraíso para comer o fruto da árvore da vida. Esta é a verdade. A vontade de Deus é que não haja outra maneira de vivermos no seu reino a não ser crendo no evangelho da água e do Espírito. Quem não nasce de novo no evangelho da água e do Espírito de modo algum pode viver no Jardim do Éden. E Deus fez isso para que o homem não possa se tornar justo com seus pensamentos carnais. Só podemos nascer de novo em Jesus Cristo. Assim como Eva foi feita de uma parte do corpo de Adão, nossa salvação é realizada no evangelho da água e do Espírito, que foi cumprido por Jesus Cristo. Deus nos salvou de uma forma perfeita em seu Filho Jesus. Nós não contribuímos nem com 0,001% do nosso esforço para a nossa salvação. Ninguém pode ser santo por seu próprio esforço, e seu pecado não pode ser remido com orações de arrependimento quando ele diz: “Perdoe-me por este pecado! Oh, Senhor, perdoe meus pecados, por favor”. Se alguém insiste que recebeu a remissão de pecados com seu próprio esforço, esta não é salvação que vem de uma das costelas de Adão. Isso é o mesmo que insistir que Deus criou Eva com alguma substância da terra.
 
 
Deus Tirou uma Costela de Adão e Fez a Mulher com Ela
 
Isso é o mesmo que dizer que Deus nos criou através de Jesus Cristo, que veio do seio do Pai. Deus apagou todos os nossos pecados através de Jesus Cristo. Nós justos somos a obra-prima perfeita de Deus. Nem 0,001% de algum elemento humano fez parte da nossa salvação, pois assim isso não seria uma perfeita e completa criação de Deus. Em outras palavras, nossos pecados não desaparecem só porque pedimos perdão a Deus. A ideia de que o homem pode se purificar com seu próprio esforço e assim se tornar santo é uma inverdade que vem da mente humana. Nós somos purificados e nos tornamos filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito. Nem um til de esforço humano contribuiu para a salvação. Portanto, as pessoas fazem orações de arrependimento para receber a remissão de pecados, mesmo depois de crer em Jesus, porque não conhecem bem a Palavra de Deus e não creem no evangelho da água e do Espírito. Esta é uma doutrina que viola a Palavra de Deus.
Nossos pecados desaparecem só porque fazemos orações de arrependimento? Quem crê nesta doutrina não crê no evangelho da água e do Espírito. Nosso coração é purificado pela fé quando cremos que Jesus Cristo apagou todos os nossos pecados. A Palavra diz assim no capítulo 2 de Atos: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados (ARA)”.
Nós somos purificados do pecado pela fé. E recebemos a remissão de pecados pela fé em Jesus Cristo porque jamais poderíamos recebê-la pelos nossos próprios méritos. Todos são salvos do pecado e se tornam noiva de Jesus Cristo crendo na perfeita salvação que Deus criou de uma das costelas de Adão. Todos se tornam noiva de Jesus e parte do verdadeiro povo de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito.
Temos que entender no texto bíblico deste capítulo que a Palavra de Deus nos ensina que ele criou sua igreja e seus santos. Temos que entender corretamente como Deus nos fez seu povo. E também temos que entender o que é a Igreja de Deus. A Igreja de Deus é o lugar onde os que fazem parte do seu povo são santificados pela sua Palavra. Deus tirou uma costela de Adão, criou Eva e depois fechou a carne no lugar. Eva foi criada de uma só costela de Adão.
Como está escrito em João 1:14: “o Verbo se fez carne e habitou entre nós”, Jesus Cristo veio num corpo carnal e nos salvou de todos os nossos pecados. Jesus Cristo nos salvou mesmo com o evangelho da água e do Espírito. Deus tirou uma das costelas de Adão e fechou a carne em seu lugar. Isso diz respeito a como Deus criou todos nós, a Igreja de Deus. Temos que entender que Deus nos fez membros de sua igreja.
Então, quando nos perguntam o que é a Igreja de Deus e que tipo de pessoa é um santo, podemos dizer que a igreja é o lugar onde os santos que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito congregam. A Igreja de Deus é o lugar onde adoramos Jesus Cristo e vivemos com ele. E o povo de Deus deve deixar seus pais, estar com Jesus Cristo e receber a salvação; isso é o certo a fazer. Está escrito no texto bíblico deste capítulo: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”, e isso significa que temos que fazer parte da Igreja de Deus, que é o corpo de Cristo, e viver segundo sua Palavra. Quem recebeu a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito é um santo. Deus disse: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”, e todo aquele que faz parte da igreja, que é o corpo de Jesus Cristo, pode ser um só com ele.
Jesus Cristo nos salvou através da sua igreja. E ele trabalha em todas as áreas da Igreja de Deus, que é o seu corpo. O que determina se alguém recebeu a salvação é se ele faz parte da Igreja de Deus ou não. Sendo assim, quem é contra a Palavra de Deus é contra o próprio Deus e está afastado dele.
Deus nos fala sobre “vivermos” juntos. E ele diz que devemos fazer isso porque já completou nossa salvação. Por isso que ele disse que “deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. Deus já fez tudo. Ele fez sua igreja e seus santos. Ele fez Eva e levou até Adão; e fez o homem deixar seus pais e se unir à sua esposa para que ambos fossem uma só carne.
Você e eu temos que nos unir à Igreja de Deus. Se de fato quisermos ser a noiva de Jesus Cristo, temos que unir nosso coração à igreja, sua noiva. Temos que unir nosso coração aos santos e aos servos de Deus. Esta é a verdadeira união. Nós que nascemos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito temos que deixar nossos pensamentos humanos, rejeitar toda a maldade, imundície e incredulidade que herdamos de Adão e nos unir à Igreja de Deus, o corpo de Cristo. E temos que nos unir aos líderes da igreja também e entender como esta união é importante. Não poderemos ser um com o corpo de Cristo se não nos unirmos com sua igreja.
Unir-se com a igreja é o segredo de ser um com Cristo. E ser um com ele é o atalho para recebermos bênçãos celestiais. Crendo no evangelho da água e do Espírito nos tornamos filhos de Deus, um só com Jesus Cristo e filhos de Deus, assim como ele é. Há muitos cristãos que não se unem à Igreja de Deus; e há muitas igrejas que não são de Deus. Se você não se unir à Igreja de Deus, você não poderá ser um com o Senhor e estará longe de Deus. Há pessoas que são contra você? Estas pessoas estão afastadas de Jesus Cristo e por isso não se unem conosco, que realmente nascemos de novo. Foi por esta razão que Jesus disse: “Àqueles a quem perdoardes os pecados, lhes são perdoados; e, àqueles a quem os retiverdes, lhes são retidos” (João 20:23).
O Senhor deu à Igreja de Deus autoridade para perdoar os pecados das pessoas. Embora Jesus Cristo tenha apagado todos os pecados do mundo, é a Igreja de Deus, o corpo de Cristo, que prega estas boas novas da remissão de pecados. É a Igreja de Deus que faz esta obra. Melhor dizendo, os servos de Deus é que fazem esta obra. E se eles calassem a boca as pessoas iriam direto para o inferno. Eu espero então que você entenda com é importante se unir à Igreja de Deus. Você tem que entender como é importante se unir à Igreja de Deus que ele aprova, a igreja onde o Espírito Santo opera. Portanto, você tem que aprender como se unir à Igreja de Deus.
Está escrito: “E serão ambos uma carne”. Nós nos tornamos a noiva de Cristo e servos de Deus quando somos um só com ele. Você acha que se tornou quem você é por seu próprio esforço? Você entende que se tornou totalmente perfeito para ser a noiva de Cristo quando creu no evangelho? Se você não se unir à Igreja de Deus a pura água da vida não te encherá e você ficará totalmente seco. Os ramos secam e morrem quando não estão ligados à videira.
Deus levanta seu povo e seus obreiros para confirmá-los como seus servos. E a obra que ele faz em sua Igreja através dos seus obreiros está em suas mãos. Nós estamos sempre vivendo coisas novas na igreja. Um dos nossos pastores me disse que ele tem visto Deus trabalhar na sua vida e ajudando-o em muitas situações no campo missionário depois que ele se formou na Escola de Missões. Ele disse que não gostou da igreja enquanto estava lá, mas depois de passar algum tempo sozinho no campo missionário, ele desejou muito estar na igreja. Então ele se sentiu muito grato a Deus por tê-lo trazido à igreja para ouvir sua Palavra. É isso que significa “se unir à igreja”: os servos de Deus que se converteram antes se unem à igreja, e os que se converteram depois se juntam a eles. Assim Deus corrige suas falhas e faz deles seus obreiros, as estrelas do céu. Os que se uniram ao Senhor são as estrelas que brilham na escuridão da noite. Deus supre as necessidades materiais e trabalha naqueles que se unem à Luz. E isso é algo fabuloso.
Deus fez de nós seus servos. E temos que esperar até que ele nos confirme como seus servos. Há uma ordem na qual ele nos molda como seus servos. Deus trabalha na igreja em todas as partes do corpo. A Bíblia diz: “Antes, seguindo a verdade em caridade, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor” (Efésios 4:15-16).
Jesus Cristo é o cabeça da igreja. E através do cabeça, todas as partes do corpo são comandados, ficam ligados, são fortalecidos e têm todas as suas necessidades supridas na sua vida de fé. Viver pela fé é a maneira de se unir à Igreja. Você entende o que significa “se unir”, não é? Temos que nos unir e pregar o evangelho. Dentro de uma ordem, dentro da Palavra e dentro da verdade, temos que pregar o caminho de Jesus Cristo nos unindo a ele.
Deus trabalha em nós. Eu ainda fico maravilhado como Deus me trouxe a esta igreja. Eu nunca sonhei vir para cá. Eu estava num hospital católico cerca de vinte cinco anos atrás. E eu fiquei internado naquele hospital católico por nove meses porque sofria de uma doença. E havia muitas freiras naquele hospital. Sua diretora era uma freira e fiquei chateado quando vi o que ela ensinava aos pacientes. Então eu pensei: “Isso não está certo. Que ladrões! Eles deveriam curar a enfermidade do corpo, mas estão levando almas para o inferno. Como isso pode acontecer?” E uma ira santa surgiu em meu coração. Eu então orei a Deus com toda a sinceridade: “Deus, salve estas pessoas, por favor. Livre-as desta armadilha. Como algo tão terrível pode acontecer neste mundo? Como pode eles dar um pedaço de pão mas destruir a alma?”
Durante nove meses eu percebi bem que tinha que salvar os cristãos católicos. Eu não ia muito à missa. Eu ficava perto da chaminé atrás da cozinha na hora da missa porque foi um inverno muito frio. Eu costumava sentar num saco de palha e orar. E eu estudei os nove meses que passei ali. Eu li muitos livros de Santo Damião e São Francisco. Havia uma livraria ali, e por nove meses eu li muitos livros católicos e protestantes. Eu conheci totalmente o Cristianismo enquanto estive ali. E só comia e lia livros todos os dias. Eles me disseram que eu deveria ser padre, mas eu disse a eles que não queria. Então eles me disseram que iam me mandar embora. Então eu disse a eles: “Vão em frente, me mandem embora se vocês quiserem, pois eu sempre direi a vocês o que está em meu coração”. Mas depois eles passaram a gostar de mim. Eu fiquei totalmente curado então e pude estudar tudo que eu quis por nove meses. E eu orei assim lá: “Deus, salve-os. Ajude-me a pregar o evangelho para estes católicos”. E depois de muito tempo eu encontrei vocês, uma igreja que saiu da Igreja Católica, como eu tinha orado.
Depois de deixar o hospital católico, eu me matriculei no seminário teológico, me casei e comecei a servir ao Senhor. Só que eu me decepcionei enquanto estudava teologia. Os ensinos no seminário eram tão absurdos que eu fiquei muito confuso e entrei em conflito. Não é preciso aprender tudo no seminário, só ter créditos suficientes para passar. Algo espiritual que eu aprendi é que não podemos fazer nada se não conhecermos a Palavra de Deus. E eu percebi que de fato não conhecia as Escrituras, que eu não podia passar de ano porque não conhecia nada da Palavra, por mais que eu a tivesse lido. Então eu comecei a estudar a Bíblia a fundo.
Eu sofria muito naquela época por causa dos meus pecados e, quanto mais eu cria, mais eu ficava turbado com os pecados no meu coração. Eu sofria tanto por causa dos meus pecados pessoais que li muitos livros para apagar o fogo da agonia tendo um grande entendimento das Escrituras, mas no fim eu acabei deixando os livros também. Eu costumava ler a Bíblia com um coração puro e buscar outras referências quando não entendia alguma coisa. Só que eu não consegui encontrar respostas, por mais que pesquisasse em todo tipo de livros teológicos. Eu pesquisei em livros de referências esperando encontrar algo, mas não encontrei respostas. E eu fiquei muito decepcionado. Todas as pessoas famosas das igrejas cristãs não sabiam nada. E quando eu procurava a resposta para algo que eu não sabia, não encontrei resposta. E o mesmo aconteceu em relação a todos os famosos pastores e pregadores deste mundo. Todos os seus livros mais famosos eram a mesma coisa. Então eu ajuntei todos estes livros e os coloquei num armário.
Os pecados do meu coração me oprimiam muito, e não havia ninguém que pudesse me dar uma solução para isso. Havia muitos pastores antigos e professores considerados homens de fé que conheciam as Escrituras muito bem. Então eu tentei ouvir seus ensinamentos e encontrar respostas para as minhas perguntas, mas não consegui. Então eu não me submeti mais a nenhum teólogo que eu conheci. Eu os refutava com a Palavra sempre que eles diziam algo que não estava nela. Quando eu abria a Bíblia e falava, ninguém conseguia me refutar, por mais famoso que fosse. Eles ficaram maravilhados e sem palavras por não haver ninguém como eu nas igrejas naqueles dias. Mas os pecados do meu coração continuavam lá. Por mais que eu tivesse comunhão com eles e conversasse sobre pontos específicos da Bíblia, isso não adiantava nada.
Eu sabia muitas coisas, mas não o evangelho da água e do Espírito; e este era o problema. Eu percebi que tudo que sabia não passava de lixo, então coloquei tudo perante o Senhor e orei com toda sinceridade. Eu me entreguei a Deus e comecei a examinar minha fé. Foi quando eu ouvi a Palavra na igreja num evento de avivamento. Eles pregavam o evangelho assim: “Já que Jesus tirou todos os pecados do mundo, todos os nossos pecados do passado, do presente e do futuro já foram apagados também”. Mas isso, na verdade, é o que os evangélicos pregam e ensinam hoje em dia. E eu estava aflito porque não sabia disso.
Então eu pedi a um irmão que estava no evento para pregar o evangelho para mim. E ele me explicou o sistema sacrificial do Tabernáculo no Antigo Testamento, passou para o Novo Testamento e me pediu para ler Mateus 3:13-17. E quando eu li esta passagem, o Espírito Santo fez cair as escamas dos meus olhos espirituais. “Ah, ao fazer isso Deus disse que convém cumprir toda a justiça! Jesus levou sobre si todos os pecados ao ser batizado!” Eu interrompi o irmão, que ia dizer alguma coisa, e mergulhei a fundo na Palavra. A pedra da verdade caiu no lago do meu coração, e ondas serenas começaram a se mover dentro dele. “Ah, Deus realizou toda a salvação por meio deste ministério!”
Então eu li João 1:29 novamente: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” E analisei.
Quando alguém comete algum pecado, nós chamamos isso de ‘pecado pessoal’, mas é inútil separar o pecado original dos nossos pecados pessoais. Quando alguém nasce, é natural que depois de um tempo ele fique aflito com o pecado. Os maus pensamentos afligem nosso coração? Temos consciência dos maus pensamentos e nos sentimos agoniados com isso? Não, não nos sentimos assim. Eu cometi muitos pecados até hoje. Todos os pecados que eu cometi de 1 a 10 anos, dos 11 aos 20 anos, e todos os pecados da minha vida estão incluídos nos pecados do mundo. Mas eu achava que Jesus só havia tirado o pecado original, e que eu ainda tinha meus pecados pessoais. Só que todos estes pecados já foram remidos pela Palavra: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Pelo batismo que Jesus recebeu pela imposição de mãos, todos os meus pecados foram passados para ele com os pecados do mundo. Assim meu coração foi totalmente liberto do pecado. Ele se tornou mais alvo que a neve e depois disso o Espírito Santo passou a habitar nele.
Aí então eu entendi que todas as coisas não estavam certas e eram apenas fermento. E eu passei a dizer as pessoas se sua fé estava certa ou errada à luz do evangelho da água e do Espírito. Mas por isso eu não pude mais ficar com meus antigos obreiros. Eu era um homem muito gentil, mas tive que lutar bastante com muitas pessoas depois que recebi a remissão de pecados. Eu comecei a pregar o evangelho depois que os pecados do meu coração foram removidos. Muitas começaram a aceitar em seu coração a mensagem: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor” (Atos 3:19).
No entanto, os que voltaram para sua antiga igreja depois de receber a remissão de pecados diziam coisas erradas como: “Quem neste mundo não tem pecado? Eu não tenho como crer nisso”. E eu dizia: “Vamos lá então. Vamos conversar com o pastor da sua igreja. Vamos sentar e conversar. Se Jesus tirou o pecado, não há mais pecado. Dizer que ainda há pecado é apenas sua opinião”. Eu discutia tanto que não tinha como ser educado com as pessoas que rejeitavam tanto o evangelho. Eu tive que lutar contra eles porque eles continuavam matando as pessoas que recebiam o evangelho. Por isso eu travei muitas lutas espirituais. Eu fui tão ferido que quis morrer quando tive que retroceder porque os outros eram em maior número e mais fortes do que eu. Eu fui ferido porque eles me atacaram com toda a sua força denominacional, embora a verdade estivesse comigo. E eu senti vontade de amaldiçoá-los e dizer: “Seus covardes imundos”.
No entanto, Deus me levou a pregar este evangelho em todo o mundo. E depois de muitas idas e vindas eu fui morar numa pequena cidade portuária chamada Sokcho, no nordeste da Coreia. Minha família também sofreu com a dificuldade financeira naquela época e o vento soprou tão forte que meu coração ficou arrasado e solitário. A cidade na verdade era uma área rural, na periferia das grandes cidades onde eu cresci. Eu clamava a Deus: “Deus, eu não posso viver numa cidade assim. Cidade pequena não tem nada a ver comigo. Deus, eu sempre vivi em cidades grandes. Agora tu me dizer que tenho que viver numa cidade como esta? Tu me abandonaste? Por que tu me enviaste para este lugar?” Só que o Senhor não havia me abandonado.
No começo eu não sabia por que Deus tinha me enviado àquela cidade. Então eu orei: “Deus, dá-me um emprego, dá-me uma casa”, pois eu não tinha onde morar. Mas eu não consegui encontrar uma casa para morar porque não tinha dinheiro. Eu vivia para o evangelho, para sua verdade, mas eu tinha que sustentar minha família. Então eu tinha que ganhar dinheiro. Eu comecei a pastorear uma igreja, mas não havia nem um membro sequer na igreja naquela época. E eu orei: “Tudo bem então. Deus, eu não tenho dinheiro, eu não tenho nada. Será que um verdadeiro pregador do evangelho tem que deixar sua esposa e filhos? Não, eu não vou fazer isso. Eu não sei quanto preciso, mas dá-me dinheiro. Dá-me um emprego e dinheiro para alugar um pequeno quarto”. É fácil orar assim, mas você não sabe como eu estava decepcionado e sem esperança naquela época. Eu andava de um lado para o outro, de uma ponta a outra da cidade de Sokcho com uma mala e orava.
Deus me deu coragem e sabedoria para vencer minhas dificuldades e ganhar dinheiro. Quando eu entreguei todas as minhas dificuldades a Deus, ele me guiou e guardou minha vida. Eu não fazia nada, mas Deus me deu bênçãos materiais. Desde que eu comecei a viver pela fé, Deus me deu bênçãos materiais. Porém eu orava por mais bênçãos: “Deus, dá-me uma casa, por favor. Dá-me uma grande casa. Eu vou começar uma igreja se tu me deres uma casa grande. Eu não tenho dinheiro, mas faça isso, por favor”. Eu orei a Deus com fé e ele me deu uma casa. Deus me deu uma casa grande e cara, e eu pagava o aluguel com o dinheiro que tinha guardado. Eu vivi ali e comecei uma igreja com minha família. Pouco tempo depois eu aluguei um local para a igreja nos arredores da cidade. Eu prosperei em tudo que fiz porque fiz com fé que Deus já tinha cumprido. Foi quando eu encontrei vocês, membros da Igreja do Messias, que haviam saído da Igreja Católica. Então eu deixei tudo no pastorado e em janeiro comecei oficialmente a Escola de Missões. Alguns evangelistas me disseram: “Como sua igreja vai prosperar com você ministrando deste jeito? Isso nunca vai acontecer!” Mas eu comecei a obra do evangelho pela fé e disse: “Como pode não dar certo se Deus está comigo? Vocês verão que o poder de Deus está em Jesus Cristo, não no homem. Se Deus operar em nossa igreja, nós conseguiremos tudo. Vocês podem rir, mas eu não vou rir de vocês. Esperem e verão. Vocês podem zombar de mim agora, mas um dia ficarão sem palavras”.
A priori eu não sabia, mas Deus tem um plano em nossa vida e inflamou meu coração para salvar quem estava internado no hospital católico enquanto eu estava ali. E ele também tinha um plano de que eu encontrasse vocês, que estavam se reunindo fora da Igreja da Católica. Tudo fazia parte da providência de Deus. E se unir a Deus é compreender, crer e buscar sua providência.
Às vezes eu era repreendido e ouvia todo tipo de afronta, mas sempre fui humilde perante Deus. Deus permitiu que eu tivesse experiências amargas e algumas vezes pessoas interferiram na pregação do evangelho ao invés de se unir a nós. Eu também entendi que ser perseguido é algo glorioso para Deus, que é errado tentar evitar a perseguição, e que o certo é viver pela fé. Eu compreendi que não conseguiria fazer a obra de Deus sozinho. Tudo estava debaixo da autoridade de Deus. Quando Deus tem algo em mente, isso tem que ser feito; e quando ele quer destruir algo, isso vai ser destruído. O homem não pode fazer nada sozinho. Deus me ensinou que o homem não pode fazer nada sozinho, e o Senhor me ensinou que ninguém consegue se manter firme por mais que tente. Ele me ensinou que o essencial é ter fé.
Sempre que alguém diz que quer sair da nossa igreja e pregar o evangelho sozinho, eu digo para ele ir em frente. Mas que ele precisa ver primeiro se seu coração está unido a Deus ou não. Deus trabalhará através dele se seu coração estiver unido a ele, mas se não estiver ele em pouco tempo vai fracassar. Antes de tudo, o mais importante é que ele tenha seu coração unido a Deus. Deus trabalhará através dele se seu coração estiver unido a ele.
Você se unirá a Deus não importa a dificuldade que passe? É difícil dizer isso, mas você pode imaginar quanto sofrimento e dificuldades há quando seguimos o Senhor? Você acreditaria se eu dissesse para você que eu não podia alugar um quarto para minha família porque não tinha nem 30 dólares? Você pode imaginar como isso me fazia sofrer? Até quem fazia trabalho braçal naquela época ganhava 30 dólares. Então faz sentido um servo de Deus sofrer por não ter 30 dólares para pagar um aluguel? Mas Deus trabalhou em meio à dificuldade financeira e tem me guiado até hoje. Eu sou muito grato por isso e posso testificar com toda certeza que ‘o justo viverá pela fé’, pois tenho um testemunho vivo sobre isso.
Nós temos sido honrados porque Deus tem guiado nossa igreja. E não nos envergonhamos perante ele, não importa o que as pessoas digam. Nós não surgimos do nada; ao contrário, surgimos pela providência de Deus. É por isso que eu me orgulho ao invés de me envergonhar. E isso significa que a vontade de Deus tem sido feita em tudo que realizamos.
Eu sou grato ao Senhor por nos levar a nos unirmos com ele, e por ele ter preparado muitas pessoas para se unir a esta igreja. Eu sei muito bem que muitos são contra esta igreja, enquanto que outros se unirão a ela. Mas Deus trabalhará nestas pessoas que se unirem a esta igreja. Nós temos nos unido à igreja, como está escrito: “E serão ambos uma carne”.
Nosso Deus nos levou a crer no evangelho da água e do Espírito. Assim nascemos de novo e somos os santos que se uniram à igreja em que Deus habita. E não há pecado na sua igreja. A Bíblia diz: “E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”. Quanto mais entendemos a Palavra de Deus, menos nos sentimos envergonhados; e quanto mais conhecemos Jesus Cristo, mais nossa vergonha e nossas falhas são tiradas. Nós não ficamos envergonhados, por mais que estejamos nus perante Deus quando nossa verdadeira natureza é exposta diante dele. Quanto mais nossa verdadeira natureza é exposta perante Deus, mais nossa vergonha desaparece. No entanto, quanto mais tentarmos cobrir nossas falhas, mais seremos envergonhados por elas. Se tentarmos esconder o que realmente somos, nossas fraquezas e transgressões, elas não nos levarão a viver nas trevas. É bom que nossas fraquezas e pecados sejam revelados porque eles já foram remidos por Cristo. E nosso Deus fez isso para termos uma nova vida em Cristo.
As pessoas dizem muitas coisas que não têm nada a ver com Deus. E suas palavras não têm nada a ver conosco também. A Bíblia diz que Enoque andou com Deus por 300 anos, e aquele que se une a Deus permanecerá com o Senhor até que ele volte. Eu creio que nós andaremos com Deus para o resto da vida. E com toda certeza iremos para o reino de Deus se nossa carne morrer enquanto andamos com Deus. Alguns de vocês ouvirão que ‘fulano e cicrano andaram com Deus por 60 anos’. Se for assim, vocês terão que andar com Deus mais do que eu andei. Entreguem sua vida ao Senhor e andem com ele. Eu também vou andar com o Senhor até meu último dia de vida. Eu vou andar com o Senhor até morrer mesmo que ele me leve antes de voltar.
Eu tenho fé. Eu creio que este mundo não vai durar muito. Eu creio que o tempo de o Senhor voltar para nos buscar está próximo. Eu vou viver com fé na presença do Senhor até o último dia, quando eu for para ele. Como estamos vivendo os últimos dias, nosso coração tem que se unir ao Senhor e não podemos perder o foco; não podemos nos comprometer com ninguém mais senão o Senhor, e viver para o evangelho e para ele pela fé. Quando nossa mente carnal trouxer à tona maus pensamentos, temos que rejeitá-los e nos lembrar pela fé que o Senhor está voltando e que ele nos levará para o céu quando isso acontecer. O coração que vive para a carne não passa de um coração mal e carnal. Eu creio que o certo a fazer é vivermos fielmente para o Senhor nestes poucos anos que nos restam, dividir o pão da vida com as pessoas, plantar igrejas, preparar e enviar os servos de Deus. Eu quero ser um servo fiel de Deus e trabalhar com meus cooperadores, não sozinho, e também abrir portas para que eles façam uma boa obra perante Deus. Eu quero ser um servo de Deus que alimenta as ovelhas com o pão da vida. E eu sou grato ao Senhor por ter me dado um coração assim.
 
 
Nós Somos Um em Cristo Jesus
 
O texto bíblico deste capítulo fala sobre a verdade de que Deus nos deu sua igreja. Como a Igreja de Deus se manifesta nessa terra? A Bíblia diz que a igreja foi fundada por Jesus Cristo, o Filho de Deus, como está escrito: “Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar. E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada” (Gênesis 2:21-23). Como a Igreja de Deus foi estabelecida nessa terra? Ela nasceu através daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito, que Jesus Cristo veio a essa terra e apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas e nos purificou. A palavra ‘igreja’ é ‘έκκλησία’ (Eclesia) em grego, que significa ‘a congregação dos que foram chamados do mundo, o Egito espiritual’. E nos tornamos filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito e sendo resgatados do poder das trevas. Portanto, a Igreja de Deus é o lugar onde os que creem no evangelho da água e do Espírito se reúnem para servir a Deus e ao seu evangelho. Por isso que Adão olhou para a mulher e disse: “Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne”. Esse texto no mostra que Deus nos ama, nós que somos sua igreja. Jesus nos salvou de todos os nossos pecados de uma vez por todas e nos fez filhos de Deus. E a Igreja de Deus é o lugar onde seus filhos ser reúnem e fazem sua obra.
A Bíblia diz: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. O homem deixa seus pais e se une à mulher para constituir uma família. Do mesmo modo, nos tornamos filhos de Deus ao nos unir a Jesus Cristo. Você também será um só com Jesus Cristo e servo de Deus se crer no evangelho da água e do Espírito.
Deus percebeu que Adão estava muito sozinho. Ele então fez uma ajudadora semelhante a ele. O Senhor Deus fez Adão cair num sono pesado e ele dormiu; ele então tomou uma de suas costelas e fez Eva para ele. Deus deu Eva a Adão por ver que ele estava muito sozinho e viu que isso não era bom. Deus disse: “Far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”, e fez uma ajudadora para Adão. Deus fez Adão dormir e tirou uma de suas costelas. Isso significa que ele nos salvou com seu próprio filho.
  
 
Temos que Usar as Vestes da Justiça de Deus
 
A Bíblia diz que Adão e Eva não tinham vergonha, embora estivessem nus. No início eles ficaram com um pouco de vergonha sim, pois não se conheciam, mas depois não ficaram mais porque se conheceram melhor. Recém-casados às vezes brigam no começo por causa das diferenças do seu caráter e personalidade. Mas as brigas diminuem com o passar do tempo, pois eles passam a se conhecer mais. O motivo para as brigas não é mais importante quando eles se conhecem bem, mas como o marido impõe sua autoridade e a esposa não quer engolir o orgulho, eles acabam brigando. E o marido acaba desistindo quando a esposa fica irritada. Tudo que eles têm a fazer é pedir desculpas um ao outro e se reconciliar, mas se isso não acontecer, eles vão continuar brigando. Enfim, quando um homem e uma mulher se casam e formam um casal, eles não sentem vergonha um do outro, mesmo quando estão nus.
A Bíblia diz: “E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”. A palavra ‘nus’ aqui não significa nudez física. Se refere à nudez espiritual. As vestes apontam para a decência, ética e honra do corpo. Quando nos despimos podemos dizer tudo que está no nosso coração sem termos vergonha. Assim a distância no relacionamento se torna bem menor.
Como um relacionamento seria harmonioso e agradável se o casal tirasse as vestes do seu coração no início do casamento? No entanto, eles acham isso difícil porque põem uma barreira no coração por causa do orgulho. Eu também já fui muito duro. Eu costumava trabalhar muito depois da meia-noite. Então era difícil para mim trabalhar com eficiência quando havia alguém ao meu lado. Enquanto minha esposa dormia no quarto, eu levava um monte de material para o escritório para trabalhar, uma xícara de chá e alguma coisa para comer. E quando eu via já era duas ou três da manhã. Então minha esposa me dizia: “Você não casou comigo; você casou com Jesus. Você casou com seu trabalho, com o ministério de literatura”.
Mas depois que nos mudamos para o prédio da igreja, meu quarto fica distante do escritório. E eu me sentia tão sozinho e entediado. Antes de mudar era só abrir a porta e eu estava na cozinha ou na sala, mas agora meu quarto fica mais distante, e eu tenho que andar muito para falar com minha esposa. Então eu procuro não ir para meu escritório para não me sentir sozinho lá. Eu digo: “Querida, o que você está fazendo?” Por quê? Por que você não vai logo?” E eu digo: “Tudo bem se eu ficar aqui um pouco?” No que ela responde: “Eu estou com sono. Por que você quer ficar aqui?” E eu digo: “Deixe-me ficar aqui um pouquinho. Eu quero ver televisão um pouco com você”. E minha esposa diz então: “Você casou com Jesus para fazer sua obra. Vá para o seu escritório então, vá”.
Mas eu mudei de estratégia. Eu pego nas suas orelhas, conto uma piada e a faço rir. Pelo menos ela não me diz para sair quando eu a faço rir, embora eu ainda mantenha o hábito de dormir bem tarde. Eu estou acostumado a dormir sozinho e não consigo dormir quando estamos juntos. É por isso que eu vou para o meu escritório. Eu me sinto melhor quando puxo meu cobertor e durmo no escritório, ou quando coloco meus pés na mesinha e puxo o cobertor, ou quando durmo na posição que eu quero, porque devido ao meu estado de saúde, eu não me sinto bem quando tem alguém dormindo ao meu lado e eu tenho que dormir sem fazer barulho.
Está escrito: “E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”. Nada mais natural do que um casal viver juntos. Eles então precisam tirar as vestes do seu coração. Quando um casal se casa, eles não têm vergonha mais de nada porque conhecem um ao outro. Do mesmo modo, se nos unirmos de coração à Igreja de Deus, não precisaremos ter mais vergonha dos nossos pecados. Nada mais natural do que não haver vergonha entre um casal. Do mesmo modo, não temos mais vergonha quando nos unimos à Igreja de Deus. Quem não se une a Deus tem muita vergonha, ao contrário daquele que se une a ele. Não precisaremos mais ter vergonha por causa das nossas fraquezas se nos unirmos a Jesus Cristo. E não temos vergonha porque somos espiritualmente um com Jesus Cristo.
No entanto, os santos ficam envergonhados e em trevas quando não se unem à Igreja de Deus. Eles ficam em trevas e pensam assim: “O que o pastor e os irmãos pensariam de mim se conhecessem as minhas falhas?” Mas Deus nos deu sua igreja para nos unirmos a ela como seus membros. Por isso, temos que nos unir à Igreja de Deus. Deus trabalha através da sua igreja. Na verdade, temos que falar abertamente com Deus sobre nossas fraquezas. Temos que dizer com toda sinceridade a ele: “Deus, eu sou assim”. Temos que dizer a ele tudo que temos no coração crendo no evangelho da água e do Espírito.
Não há vergonha alguma em se unir à Igreja. Precisamos ter fé na justiça de Deus e dizer: “Eu tenho falhas. Mas tu, meu Deus, me amas mesmo assim. Tu me aceitaste como sua noiva. Tu és meu esposo e eu sou tua esposa, e não temos vergonha um do outro”. Quem está ligado à justiça de Deus não tem vergonha alguma. As falhas que minha esposa tem, eu também tenho; e as fraquezas que eu tenho, ela tem também. É por isso que um casal que se une em casamento não tem do que se envergonhar, pois eles são uma só carne.
Nós que somos santos ajudamos Deus como suas esposas. A Igreja de Deus é a instituição que faz a vontade de Deus. E a esposa na verdade é que ajuda o marido. Ela não usa seu marido para conseguir o que quer, pois sua função é apoiá-lo e ajudá-lo. Quando o marido decide seguir pelo caminho certo, a função da esposa e apoiá-lo e ajudá-lo. O casal que se torna um tendo uma fé sadia tem que buscar os mesmos objetivos. Se eles se amarem e cuidarem um do outro, não haverá motivo para muitas discussões.
Do mesmo modo, podemos fazer a obra do Senhor e apoiá-la fielmente como sua noiva quando estamos intimamente ligados a ele e à Igreja. Eu espero que todos os santos e servos que fazem parte da nossa igreja se unam a Deus e o glorifiquem.