Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 2-12] (Gênesis 2:18-25) “Não é Bom que o Homem Viva Só”

(Gênesis 2:18-25)
“E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele. Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo animal do campo e toda ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome. E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para o homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele. Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar. E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam”.
 
 
No texto bíblico deste capítulo, no livro de Gênesis, Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”. Quando lemos esse texto, podemos ver que Deus verdadeiramente não queria viver para si mesmo, pelo contrário, ele queria desfrutar para sempre da sua glória junto com os que creem no evangelho da água e do Espírito. Deus não queria viver sozinho em seu mundo, e sim viver para sempre conosco. Nosso Deus queria mostrar a graça da salvação aos pecadores e viver junto com eles para sempre em meio à glória eterna. Deus não quer viver sozinho em seu reino. Então ele revelou sua íntima intenção ao fazer para Adão uma ajudadora igual a ele, dizendo que não era bom que ele ficasse só.
Vamos ler o livro de Gênesis capítulo 2, versículo 21. Está escrito: “Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar”.
Por que Deus fez Eva? Porque quando ele viu Adão, não pareceu bom que ele ficasse só. Por isso ele criou Eva da sua costela depois de fazê-lo pegar num sono pesado, porque no mundo naquela época não havia nenhuma mulher para ser a ajudadora de Adão. Nenhuma das criações de Deus era adequada para se tornar a esposa de Adão, que foi criado à sua imagem. Foi por isso que Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, que foi criado à sua imagem, e de sua costela fez uma mulher para viver com ele como sua esposa.
Do mesmo modo, Deus deu seu filho a este mundo, e através dele ele nos fez seu povo. E ao fazer isso, ele cumpriu sua vontade. Você entende o que isso quer dizer? Você entende por que Deus teve que criar uma mulher de uma das costelas de Adão fazendo cair sobre ele um sono pesado? Isso significa que Deus nos fez seu povo através de seu grande plano da salvação, o qual estava em seu coração.
Esse texto mostra que Deus criou sua igreja para nós que vivemos neste mundo através dos que creem no verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Quando os israelitas ofereciam animais em sacrifício a Deus nos dias do Antigo Testamento, eles tinham que oferecer o sangue dos animais porque, por meio deste sacrifício, Deus purificava seus pecados e os salvava. Deus queria nos tornar seu povo ao purificar nossos pecados nos dando seu filho Jesus Cristo.
No entanto, Deus não tornou seu povo os que ofereciam sacrifícios como Caim. Pessoas como Caim buscam a remissão de pecados com uma oferta do fruto da terra, com a qual Deus não se agrada. Deus só se agradou da fé de Abel, e ele quer adotar os que creem no evangelho da água e do Espírito como seus filhos, dando-lhes a remissão de pecados.
Como Deus estabeleceu sua igreja nessa terra? E qual é a sua igreja? Que tipo de pessoas se une para formar a igreja de Deus? O texto bíblico deste capítulo responde estas perguntas. Deus quer que entendamos todos estes aspectos da verdade. Como prestamos bastante atenção a estas coisas, recebemos um grande benefício espiritual para nossa fé.
Ao tirar uma das costelas de Adão, Deus criou Eva, a esposa de Adão. Isso mostra que Deus remiu os pecados do homem pelo batismo de Jesus Cristo e por seu sangue na cruz, e nomeou os fiéis como sendo a sua igreja. Ao fazer isso, Deus fez de Jesus uma divina providência para sua igreja ser levantada por nós que cremos no evangelho da água e do Espírito. A palavra “igreja” é “έκκλησία” (Eclesia) em grego, que significa “a congregação dos que foram chamados do mundo”. Isso mostra que Deus adotou os que creem no evangelho da água e do Espírito como seu povo por causa do seu amor. Deus está nos dizendo que sua igreja foi feita a partir de uma costela tirada de Adão, que é um tipo do Jesus que viria (Romanos 5:14). Portanto, ele concedeu a remissão de pecados aos santos pelo evangelho da água e do Espírito para que o Espírito Santo pudesse habitar no coração de cada santo de sua igreja, que foi criada da costela de Adão. Deus fez o Espírito Santo habitar no coração daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito, e concedeu-lhes a remissão dos pecados para que eles pudessem ser chamados de seu povo santo.
 
 
A Noiva de Jesus Cristo
 
Deus nos fez ser seu povo santo ao nos dar seu único filho como uma oferta para os pecados. O próprio Jesus voluntariamente veio a esta terra em forma humana a fim de nos dar a verdade da salvação e ser batizado por João Batista por nós. E ao fazer isso, ele purificou todos os pecados da humanidade de uma vez por todas e salvou a nós, os crentes, ao derramar seu sangue na cruz. Jesus Cristo era a verdade da salvação escondida na costela de Adão. Jesus Cristo, que sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens (Filipenses 2:6-7). Ele foi a encarnação do amor assim como a origem da verdade.
Agora a pergunta é: quem Deus tornou seu povo? Foram feitos povo de Deus os que foram purificados de seus pecados de uma vez por todas crendo no evangelho da água e do Espírito. Então ninguém pode se tornar povo de Deus com uma fé tecida de pensamentos humanos, e não no evangelho da água e do Espírito. Os cristãos que creem em falsas doutrinas da vontade humana, e não no evangelho da água e do Espírito, não podem se tornar povo de Deus mesmo que queiram. Portanto, você deve realmente lançar fora a ideia de que alguém pode fazer parte do povo de Deus sem o evangelho da água e do Espírito.
Os que querem se tornar justos apenas se livrando dos pecados sem o evangelho da água e do Espírito não podem se tornar parte do povo de Deus; pelo contrário, eles só podem ser aqueles que serão destruídos devido aos seus pecados. Quem são então os que levaram os membros de sua igreja para o mundo com uma falsa fé sem o evangelho da água e do Espírito? Que tipo de pessoas são eles na verdade? São pessoas que tentaram crer em Jesus como seu Salvador sem a genuína palavra do evangelho da água e do Espírito. Aqueles que tentaram receber a remissão de pecados sem o evangelho da água e do Espírito são todos impostores e miseráveis. São pessoas religiosas que fabricaram uma fé que não é feita do evangelho da água e do Espírito. Deus não chama de seu povo os que fazem sua própria vontade e abandonam o evangelho da água e do Espírito. Ele só considera seu povo os que tiveram todos os seus pecados purificados de uma vez por todas pela fé no evangelho da água e do Espírito dado a eles por Jesus Cristo, seu Filho.
A verdadeira igreja de Deus é a congregação do seu povo; e estes são os que foram purificados de todos os seus pecados de uma só vez crendo no evangelho da água e do Espírito, assim como os que recebiam a remissão de pecados oferecendo sacrifícios no Tabernáculo no Antigo Testamento. Os sacrifícios do Antigo Testamento permitiam que os israelitas recebessem a salvação dos pecados quando eles ofereciam sacrifícios aceitáveis no Tabernáculo. No Dia da Expiação, o sumo sacerdote Arão impunha suas mãos sobre a cabeça do bode emissário e confessava todos os pecados anuais de todo o povo como seu representante. Então todos os seus pecados eram transferidos para a oferta de sacrifício e depois ele era levado para o deserto para morrer. Assim o povo era purificado de todos os seus pecados (Levítico 16). Agora, nos dias do Novo Testamento, podemos andar com o Deus santo por crermos no evangelho da água e do Espírito. Hoje é permitido a todos os pecadores entrar no reino de Deus, onde não há pecado, quando eles recebem a purificação de todos os seus pecados assim. O povo de Israel pôde compor a congregação de Deus pelo sistema sacrificial do Tabernáculo. Nos dias do Novo Testamento a igreja de Deus foi estabelecida por aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito.
E hoje há templos da Igreja de Deus? Os templos por si só não podem ser a igreja de Deus. Só porque alguém colocou uma cruz num templo isso não faz dele uma Igreja de Deus. A catedral que está sendo construída por mais tempo no mundo ainda está em construção na Espanha. Dizem que ela está sendo construída por 100 anos e ainda não foi concluída. No entanto, os templos que são visíveis aos homens não são a Igreja de Deus; pelo contrário, não passam de lugares para adorá-lo, nada mais.
Em 1 Coríntios 1:2 está escrito: “À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso”. Esse texto nos dá uma definição clara da Igreja de Deus. A Igreja de Deus é a congregação dos santos que foram santificados em Jesus Cristo, ou seja, daqueles que se tornaram justos ao receber a remissão dos pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito. O Senhor está onde estas pessoas se reúnem. Ali temos os santos da igreja de Deus e um líder designado por Deus. Servos de Deus são aqueles que orientam os santos a seguir a justiça de Deus. E Deus prepara este encontro. Na verdadeira igreja de Deus há seus servos e os santos que creem no evangelho da água e do Espírito, que juntos estão pregando a justiça de Deus.
O lugar chamado Igreja de Deus é a congregação sagrada dos santos que levarão as pessoas deste mundo a Jesus Cristo, que as farão receber a completa remissão de pecados ao pregar para elas o evangelho da água e do Espírito. Por terem se tornado povo de Deus e recebido o Espírito Santo em seu coração, eles podem ser chamados de membros da Igreja de Deus.
 
 
Falsas Noivas
 
As palavras sem fé dos teólogos modernos não vêm da Palavra de Deus e nem representam sua vontade. São pessoas que negam o evangelho da água e do Espírito e a divindade de Jesus. Seu objetivo é apenas tirar a divindade de Jesus Cristo ao negar seu poder sobrenatural e o fato de que ele é Deus. Eles dizem que Jesus não andou sobre o mar e que isso foi apenas uma ilusão, não um fato real. Eles dizem que os discípulos que testemunharam isso viram Jesus de muito longe, que eles o viram andando sobre os bancos de areia que refletia a luz vermelha do pôr do sol, que ele andava por cima de um banco de areia e na hora parecia que ele estava andando por sobre o mar. Assim eles insistem que Jesus andou sobre bancos de areia, e não sobre o mar. Aqueles que dizem isso são os que negam a divindade de Jesus e sua obra. Os teólogos modernos são então os que não creem na justiça de Deus.
No entanto, Jesus realmente andou sobre o mar, e com sua Palavra poderosa apagou todos os pecados do homem. E Jesus também acalmou as fortes ondas do mar com sua Palavra de poder. Jesus, no papel de Salvador da humanidade, apagou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista e derramar seu sangue na cruz. Os cristãos de cada denominação valorizam a sua respectiva doutrina, mas por Deus ter salvado o homem com o evangelho da água e do Espírito, ele valoriza somente os que creem na sua justiça e nada mais. Isso acontece porque os que creem no evangelho da água e do Espírito podem realmente se tornar o povo sagrado de Deus. Deus nos deu o evangelho da água e do Espírito, com o qual podemos receber a salvação dos pecados do mundo. É por isso que ele só reconhece como filhos os que creem neste evangelho. A prova disso é que Deus deu o Espírito Santo como um dom aos que creem no evangelho da água e do Espírito.
Devemos entender que Deus quer derramar sua grande ira, que é como lava incandescente, sobre os falsos crentes deste tempo. Os que têm uma falsa fé precisam entender que eles receberão o terrível juízo através da ira de Deus no futuro, e que eles têm que estar prontos para isso. Os falsos profetas de hoje estão explorando os membros das suas igrejas dizendo mentiras como se fosse verdade. São destes que está escrito: “Para matardes as almas que não haviam de morrer e para guardardes vivas as almas que não haviam de viver, mentindo, assim, ao meu povo que escuta a mentira” (Ezequiel 13:19). No entanto, como o Senhor é cheio de misericórdia e nos salvou de uma vez por todas com o verdadeiro evangelho da água e do Espírito, tudo que ele deseja de nós é que creiamos nele de todo o nosso coração.
Se alguém entre vocês crê em Jesus como Salvador sem saber exatamente como ele tirou e purificou nossos pecados e foi condenado por nós, você precisa entender que tem uma falsa fé e uma crença vã. De agora em diante, você deve conhecer o verdadeiro evangelho da água e do Espírito e crer nele. Você não se torna justo apenas confessando Jesus como seu Salvador. Esse tipo de fé não passa de uma desgraça para Jesus. Se uma pessoa que está se afogando tentar sair da água apenas segurando numa corda jogada por um helicóptero de resgate, crendo apenas em sua força, sem amarrar a corda em volta de seu corpo, no fim acabará exausta e perderá sua força e soltará a corda que salvará sua vida. Do mesmo modo, crer no Senhor como o Salvador por vontade própria não salva a alma de ninguém. Só por pensar que creem verdadeiramente em Jesus, apesar de não conhecerem a verdade da água e do Espírito, estes acabarão sendo destruídos no fim com seus pecados intactos em seu coração. O Senhor nos disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32). Então temos que ser destruídos no fim sem nem mesmo ouvir este evangelho verdadeiro? Se fôssemos morrer sem nem mesmo reconhecer a genuína verdade da salvação e entender que o evangelho da água e do Espírito é a verdade que nos libertou dos pecados, seríamos mesmo dignos de pena. Portanto, todos nós devemos ouvir o evangelho da água e do Espírito com nossos ouvidos e crer nele com nosso coração. Fazendo isso, receberemos a salvação e seremos aqueles que possuem a vida eterna. Se há alguém entre vocês que crê em Jesus incondicionalmente como o Salvador, mas sem conhecer o evangelho da água e do Espírito, você deve saber como sua fé é ignorante.
 
 
Os Falsos Profetas Serão Lançados para Longe de Deus
 
A maioria dos cristãos começa a ir à igreja sem procurar conhecer antes o evangelho da água e do Espírito. Logo então eles conhecem a lei de Deus e aos poucos descobrem seus pecados ao longo da sua vida de fé. No fim eles acabam presos às doutrinas cristãs religiosas e sendo destruídos. Mas também há pessoas que recebem a remissão de pecados por conhecerem o evangelho da água e do Espírito como uma benção de Deus e acabam crendo nele de todo o coração.
No entanto, o que mais me entristece é que hoje a maioria dos cristãos está morrendo com um lamento triste, sem mostrar nenhuma vontade de saber o que é o evangelho da água e do Espírito. Estes chorarão naquele dia rangendo os dentes. No final eles dirão: “Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas?” Só porque fizeram muitos sacrifícios em sua vida pelo Senhor, eles dirão: “Como o Senhor pode dizer que nunca nos conheceu?”
Mas você precisa entender que o Senhor nunca fará dos pecadores seu povo. O povo de Deus são aqueles que tiveram cada pecado de seu coração purificado de uma só vez crendo no evangelho da água e do Espírito. E os cristãos pecadores devem continuar fazendo a obra de Deus só depois de terem todos os pecados de seu coração apagados. Se eles não fizerem isso, ouvirão o brado de Deus dizendo: “Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!” (Mateus 7:23). O Senhor os repreenderá porque eles foram falsos profetas que tentaram pregar a Palavra de Deus sem antes receber a purificação dos seus pecados. São estes que trabalharam duro pelo Senhor só por zelo, pois não são qualificados como seus obreiros. Ou seja, eles são obreiros legítimos.
Amados irmãos, vocês compreendem o que eu estou dizendo a vocês? Se os pecadores que não estão qualificados para fazer a obra de Deus a fazem como se fossem obreiros legítimos, o que eles estão fazendo na verdade não é a obra de Deus. Pelo contrário, eles continuarão sendo pessoas que se opõem à obra de Deus e ao seu santo nome; e eles não poderão escapar de Deus por causa dos seus pecados. Se Deus vai te julgar por causa dos seus pecados, como você pode viver para os outros? Como pode um cego guiar outro cego? Pessoas assim são falsos profetas que praticam a iniquidade diante de Deus. Estes são os que nem mesmo receberam a purificação de pecados de Deus por não crerem no evangelho da água e do Espírito. Eles têm cometido fraude espiritual junto a muitas pessoas com suas mentiras enganosas.
Queridos irmãos, vocês precisam entender que quando o Senhor disse no evangelho de Mateus capítulo 7: “Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!” (Mateus 7:23), ele estava falando dos falsos profetas.
 
 
Precisamos Conhecer e Crer Corretamente no Evangelho da Água e do Espírito
 
Deus enviou seu filho Jesus Cristo a nós, e ao passar todos os nossos pecados para ele através do batismo, ele levou todos estes pecados e foi condenado por eles. Assim nós podemos verdadeiramente receber a remissão de pecados e nos tornar povo de Deus quando cremos em Jesus Cristo, que veio até essa terra pelo evangelho da água e do Espírito como nosso Salvador. Nós de fato nos tornamos povo de Deus quando cremos no evangelho da água e do Espírito. Por isso que devemos conhecer direito todos os nossos pecados e crer que eles foram passados para Jesus Cristo em seu batismo. Mas até hoje muitos creem em Jesus Cristo como o Salvador sem conhecer a verdade do evangelho da água e do Espírito. E por crer em Jesus segundo seus instintos e emoções carnais, eles continuam crendo numa farsa.
Os santos de Deus foram criados basicamente de uma das costelas de Adão. Melhor dizendo, somos feitos povo de Deus quando cremos no evangelho da água e do Espírito, que foi cumprido pelo sacrifício de Jesus Cristo. Você poderá ser filho de Deus se crer nisso. Se você não quiser mais ter pecado, você tem que crer no evangelho da água e do Espírito. Se você tentar purificar seus pecados baseado em seus instintos carnais, você não conseguirá. Portanto, você tem que purificar todos os seus pecados de uma vez por todas crendo no evangelho da água e do Espírito. O evangelho da água e do Espírito é a verdade que transforma pecadores em justos. Você precisa deixar a falsa fé, ou seja, os evangelhos diferentes do evangelho da água e do Espírito, e crer neste verdadeiro evangelho, que é perfeito. Mesmo nos dias de hoje muitos continuam vivendo em vão com uma fé que crê em sua própria justiça, ignorando a justiça de Deus. Se nos apegarmos à verdadeira justiça de Deus, nem Satanás poderá fazer nada contra nós.
Haverá dias em que toda a nossa fé será conhecida. Há muito tempo havia um certo homem que pintou de branco as penas de um pássaro para vendê-lo. E embora esta cor não fosse típica deste tipo de pássaro, só porque o homem o pintou de branco para vendê-lo, um homem rico pagou um alto preço e o comprou. Aquele homem rico ficou muito feliz por ter comprado o pássaro. Mas um dia choveu dentro da gaiola e a tinta escorreu, deixando o pássaro co sua cor natural. Naquele momento o pássaro ficou mais feio do que todos os outros pássaros. Então o homem rico foi até aquele que tinha vendido o pássaro para ele e pediu a devolução do dinheiro, cheio de ira e chamando-o de vigarista.
Amados irmãos, vocês ficarão muito confusos se enganar seu coração. Todos sofrem por causa dos seus pecados, e como o problema do pecado não consegue se resolver por si mesmo, eles têm que crer de seu próprio modo em um evangelho que é diferente do evangelho da água e do Espírito. Mas conforme o tempo passa, eles descobrem que são grandes pecadores. Então os cristãos que agora têm pecado em seu coração precisam confessar diante de Deus que têm pecado e crer no evangelho da água e do Espírito. Se você ainda tem pecado em seu coração, você deve confessar estes pecados com sinceridade ao invés de escondê-los, e então passar a crer no evangelho da água e do Espírito.
Eu quero falar agora do texto que está na primeira epístola de João capítulo 1, versículo 9, e aplicá-lo aos pecadores que ainda não conhecem o evangelho da água e do Espírito. Está escrito: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:9).
No capítulo um da primeira epístola de João, Deus fala aos pecadores e justos, usando “se” no modo subjuntivo. E podemos encontrar alguns “ses” neste capítulo: “Se dissermos que temos comunhão com ele e andarmos em trevas” (versículo 6); “mas, se andarmos na luz, como ele na luz está” (versículo 7); “se dissermos que não temos pecado” (versículo 8); “se confessarmos os nossos pecados” (versículo 9); e “se dissermos que não pecamos” (versículo 10).
 O que esse texto quer nos dizer? Ele diz que os cristãos de hoje não devem enganar a Deus dizendo que não têm pecado só porque creem em Jesus, apesar de ainda terem pecado em seu coração. Independente se alguém crê ou não em Jesus Cristo, se ele tem pecado e eles foram purificados pela fé no evangelho da água e do Espírito, então ele é um nascido de novo.
Alguns dizem que não têm pecado, embora ainda tenham pecado no coração. E embora isso aconteça, eles não cansam de repetir que não tem pecado algum, nenhum sequer. Eles falam isso só porque creem em Jesus como o Salvador. Mas na verdade eles apenas confortam a si mesmos enganando seu coração, pois ainda há pecado dentro dele. Estas pessoas não deveriam enganar a Deus que é Santo, e ainda mais a sua própria consciência. Temos que crer no que a Palavra de Deus está nos dizendo.
Está escrito no evangelho de Mateus capítulo 5: “Bem-aventurados os pobres de espírito”. Os cristãos comuns não entendem direito e interpretam de modo errado o texto bíblico de João 1.9. Seu ponto de vista sobre esse texto vem de uma perspectiva doutrinária, e eles insistem que devem fazer orações de arrependimento todos os dias para ser perdoados de seus pecados pessoais. Mas isso não é verdade porque esse texto fala primeiro de todos os pecadores, para que eles possam receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Se não crermos no evangelho da água e do Espírito, todos nós passaremos a ter pecado. E se tivermos pecado, a primeira coisa que devemos fazer é confessar isso. Não devemos tentar enganar nosso coração dizendo que não temos pecado.
Vamos ler juntos 1 João 1:8. Está escrito: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”. Esta frase “enganamo-nos a nós mesmos”, fala daqueles que ainda não nasceram de novo; eles dizem que não têm pecado, apesar de ainda ter pecado em seu coração. É certo que aqueles que agora têm pecado em seu coração são os que ainda não conhecem a verdade do evangelho da água e do Espírito. Esse texto bíblico nos diz que se alguém não conhece o evangelho da água e do Espírito, ele dirá que não tem pecado, embora haja pecados em seu coração, e a palavra da verdade não está nele. Deus está nos dizendo que se há alguém sem pecado entre nós, então certamente essa pessoa crê no evangelho da água e do Espírito.
Como Jesus pode ter apagado os seus pecados apesar de você dizer que não tem pecado? Na verdade, você tem pecado em seu coração. Então primeiro você deve confessar seus pecados se quiser receber de Deus a remissão deles. Se você tem pecado em seu coração, embora creia em Jesus por muito tempo, você tem que dizer: “Senhor, sou um pecador que vai para o inferno. Por favor, salve-me de todos estes pecados”. Você pelo menos tem que dizer isso com sinceridade, porque se você não fizer isso, como o Senhor poderá purificar os seus pecados? Você precisa manter a fé e um coração reto, porque senão o Senhor não poderá apagar seus pecados com a verdade do evangelho da água e do Espírito. Você precisa saber como Jesus apagou todos os seus pecados e crer nisso, pois somente então todos estes pecados desaparecerão.
O que precisamos levar em consideração é o fato de que o Senhor já apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas com a verdade do evangelho da água e do Espírito. E já que o Senhor já apagou os pecados deste mundo de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito, tudo que temos a fazer é nos tornar justos para confessar nossos pecados e receber a purificação deles crendo neste evangelho. Contudo, se não crermos no evangelho da água e do Espírito e dissermos que não temos pecado, apesar de haver pecado em nosso coração, então o Senhor não poderá apagá-los, embora ele seja o próprio Deus. Mas por que é importante conhecermos um verdadeiro servo de Deus? Porque apenas eles podem examinar nossa alma de forma correta.
Esta Palavra da verdade nos diz que o Senhor veio a essa terra e apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito; e se crermos neste evangelho, certamente receberemos a salvação. Mas, por outro lado, não crermos no evangelho da água e do Espírito de coração, certamente haverá pecado em nós. Vamos pensar nisto um pouco. O Senhor já apagou os pecados deste mundo com o evangelho da água e do Espírito. Há alguma necessidade então de ele apagar nossos pecados outra vez? O que estou dizendo é que se ainda há pessoas que não creem no evangelho da água e do Espírito, é porque a Palavra de Deus ainda não entrou em seu coração.
Hoje podemos ver muitos cristãos enganando seu próprio coração. Agora mesmo muitos cristãos estão enganando seu próprio coração. Eles oram assim confessando seus pecados: “Senhor, eu sou um grande pecador destinado a ir para o inferno”. Há alguém aqui que pensa assim: “Eu ainda creio em Jesus como o Salvador, então ficarei bem mesmo tendo pecado em meu coração?” Na verdade, você é um pecador porque tem pecado em seu coração. Ser um cristão apenas não faz de você um justo. Estou certo? Se diante de Deus você tem pecado, você não passa de um pecador. Aqueles que não conhecem o evangelho da água e do Espírito dado a nós por Jesus Cristo não podem dizer que conhecem a verdade da salvação. Não é mesmo?
Você acha que não há nenhum justo? Se tivermos apenas um encontro com Jesus Cristo, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, e crermos mele, nós nos tornaremos justos e não seremos mais pecadores. Você sabe quantas vezes as palavras “os justos” e “o justo” aparecem na Bíblia? Estas palavras aparecem mais de 300 vezes. No Antigo Testamento, elas aparecem inúmeras vezes. Alguns podem falar contra a verdade citando Romanos 3:10: “Não há um justo, nem um sequer”. O que esse texto nos diz é que não há ninguém entre nós que seja justo senão aquele que recebeu a remissão de pecados. Melhor dizendo, dentre todos os seres humanos normais que estão vivos não há um só justo.
Mas com a justiça de Deus que Jesus Cristo cumpriu com seu batismo e sangue, nós podemos nos justos pela fé. Por isso o Apóstolo Paulo mencionou em Romanos 3:24 que podemos ser justificados livremente por sua graça através da redenção, isto é, em Cristo Jesus. Paulo disse: “Para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus” (Romanos 3:25-26). Em suma, podemos nos tornar justos porque não temos pecado, pois cremos no evangelho da água e do Espírito e que Deus apagou todos os nossos pecados. No entanto, as pessoas ignorantes se apegam à Palavra em Romanos 3:10 no seu sentido literal. Na verdade, a esta palavra é um texto que cita um versículo do Antigo Testamento. O que devemos conhecer é a vontade de Deus.
Em Salmos 1:6 está escrito: “Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá”. “Noé era varão justo e reto em suas gerações; Noé andava com Deus” (Gênesis 6:9). Se procurarmos na concordância bíblica, veremos que houve muitos justos na Bíblia. No livro de Daniel está escrito: “E os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas, sempre e eternamente” (Daniel 12:3). E esse texto nos lembra a Palavra de Jesus: “Então, os justos resplandecerão como o sol, no Reino de seu Pai” (Mateus 13:43).
Como as pessoas podem dizer que não tem pecado se ainda há pecado em seu coração? Deus chama os que têm pecado de justos? Geralmente as pessoas têm pecado, mas elas receberam a remissão deles de uma vez por todas crendo no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo. Se recebermos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, então ficaremos para sempre sem pecado. Se pecarmos depois de crermos no evangelho da água e do Espírito nos tornaremos pecadores novamente? Nós não nos tornamos pecadores de novo. Aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito nunca mais serão pecadores. Uma vez justos, seremos justos para sempre. Mas a maioria dos cristãos não conhece o evangelho da água e do Espírito. Então, se quiserem conhecê-lo, eles devem lançar fora seus pensamentos instintivos. Se não fizerem isso, eles nunca conhecerão e sentirão o poder do evangelho da água e do Espírito. Durante toda nossa vida, deveríamos estar cientes dos nossos pecados e da remissão eterna pelo menos uma vez, mas a verdade é que a maioria das pessoas não pensa muito sobre isto.
Todos nós já nascemos em pecado, somos uma semente de malignos. Nós não somos virtuosos, nem no espírito e nem no corpo. Dizem que alguém pode saber se um homem é um cavalheiro ou não vendo como ele é quando está só. Então é melhor agirmos como cavalheiros mesmo quando estivermos sozinhos para nos tornamos um. No entanto, as atitudes de um cavalheiro podem ser mostradas no nosso estilo de vida? Nós mostramos essas atitudes mesmo quando estamos a sós? Nós agimos do jeito que Deus nos ama? Não, de modo algum.
Jesus Cristo apagou todos os nossos pecados de uma só vez com o evangelho da água e do Espírito. Assim como Deus fez a mulher tirando uma das costelas de Adão, ele nos fez seu povo pelo evangelho da água e do Espírito. Ao criar Eva, Deus não perguntou a ela depois de fazê-la: “Ouça-me Eva, o que é que está faltando em você?”. Vamos ler mais uma vez.
Vamos ler o primeiro livro de João capítulo 2, versículos 1 e 2. “E, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo” (1 João 2:1-2). Isso significa que nosso Senhor tirou os pecados de todo o mundo. Ele nos fez seu povo ao nos salvar de uma vez por todas do pecado com o evangelho da água e do Espírito. Deus nos fez seus filhos pelo evangelho da água e do Espírito.
Disse o Senhor: “Não é bom que o homem esteja só”. O texto bíblico nos diz que ele criou a Igreja de Deus nos tirando do mundo porque Deus se alegra em viver junto dos que creem no evangelho da água e do Espírito.
Somos gratos a Deus por seu amor incondicional. Nós damos graças a ele por nos ter feito membros de sua igreja. Deus nos fez seu povo pelo evangelho da água e do Espírito. Agora não estamos só. Nós somos um com Deus. Nós somos de Jesus Cristo. Aleluia! Obrigado, Senhor.