דרשות

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 3-11] O Que é Realmente o Bem e o Mal? (Gênesis 3:10-24)

O Que é Realmente o Bem e o Mal?(Gênesis 3:10-24)
“Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu, e escondi-me. Perguntou-lhe Deus: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Disse o homem: A mulher que me deste por companheira deu-me da árvore, e eu comi. Então disse o Senhor Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Disse, pois, o Senhor Deus à serpente:
Porque fizeste isto,
Maldita és entre todos os animais domésticos,
E entre todos os animais do campo;
Sobre o teu ventre andarás,
E pó comerás
Todos os dias da tua vida.
E porei inimizade entre ti e a mulher,
E entre a tua descendência e o seu descendente;
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar.
À mulher disse:
Multiplicarei grandemente a dor da tua gestação;
Em dor darás à luz filhos.
O teu desejo será para o teu marido,
E ele te dominará.
Ao homem disse:
Porque deste ouvidos à voz de tua mulher,
E comeste da árvore de que te ordenei, dizendo:
Não comerás dela, maldita é a terra por tua causa;
Em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida.
Ela produzirá também espinhos e abrolhos,
E comerás das ervas do campo.
Do suor do teu rosto comerás o teu pão,
Até que tornes à terra,
Porque dela foste tomado;
Pois és pó, e ao pó tornarás.
Chamou o homem a sua mulher Eva, porque era a mãe de todos os viventes. Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu. Então disse o Senhor Deus: O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal; assim, para que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente: o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada flamejante que se revolvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida”.
 
 

O Alimento de Satanás

 
Quais são as conseqüências da queda de Adão e Eva? Eu quero me ater a este assunto hoje ao compartilhar com vocês a Palavra de Deus.
Já que Adão e Eva foram tentados por Satanás e caíram, Deus amaldiçoou a eles e ao diabo. “Maldita és entre todos os animais domésticos, e entre todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida”. Nós podemos ver em tudo isso que antes de a serpente ser amaldiçoada por Deus, ela não rastejava. O diabo passou a comer pó todos os dias da sua vida e andar sobre seu ventre porque tentou Adão e Eva e os fez cair. E foi por causa disso que Satanás se tornou inimigo de Deus.
Satanás antes era um anjo cujo orgulho o levou a cair, mas depois ele foi amaldiçoado ainda mais porque tentou o homem e o fez cair. Deus criou o ser humano para fazê-lo seu próprio povo, mas para impedir isso, o diabo o tentou e o levou a cair, levando-o a se colocar contra Deus. Como resultado, Deus impediu Satanás de receber as bênçãos espirituais do Céu. Já que o diabo foi amaldiçoado a comer pó, ele levou o homem a viver para o desejo da carne então.
É isso que o anjo que caiu do Céu faz ao homem: ele o leva a buscar os prazeres carnais e se alimenta de seus pecados quando ele faz isso. Satanás opera nos pecados cometidos pelo homem e se alimenta deles.
Os servos do diabo também incitam o desejo do homem e se alimentam de seus pecados. Por exemplo, os servos do diabo mentem dizendo que as pessoas podem ficar curadas das suas enfermidades e ficar ricas se crerem em Jesus. Satanás incita o desejo carnal do seu coração para fazê-las pecar. É assim que ele alcança seu objetivo que é a sua morte. Os servos do diabo estão fazendo justamente o que Deus disse ao amaldiçoá-lo: “Serpente, você andará sobre seu ventre e comerá pó todos os dias da sua vida por ter tentado Adão e Eva e tê-los feito cair”.
As cobras só vivem do pó mesmo? Elas não se alimentam de rãs e outros animais parecidos? Mas Deus disse claramente que a serpente comeria pó. Isso significa então que a Palavra de Deus está errada?
Não, isso não significa de forma alguma que a Palavra de Deus está errada. Deus disse a Satanás, que entrou na serpente e O desafiou, que ele comeria pó todos os dias da sua vida. “Você entrará nos que são carnais e se alimentará dos seus desejos agora”. Foi isso que Deus disse a Satanás, e ele de fato se alimenta do desejo carnal do homem.
Antes de cair, Satanás tinha uma condição privilegiada e se alimentava do pão espiritual. Mas depois ele perdeu essa condição espiritual elevada e entrou no homem a fim de se alimentar dos seus desejos e prazeres carnais. O diabo sabe muito bem que para ter abundância de alimento, ele tem que incitar a ganância do homem. É por essa razão que ele engana as pessoas com mentiras para satisfazer seus desejos da carne, prometendo que se elas crerem em Jesus, elas ficarão ricas, seu negócio prosperará, elas estudarão nas melhores escolas, terão um bom casamento e daí por diante.
Em que tipo de gente Satanás entra e opera? O coração de quem não recebeu a remissão dos seus pecados é o lugar onde o diabo opera. Melhor dizendo, ele se alimenta do desejo carnal de quem não recebeu a remissão de pecados. Uma vez alguns demônios, seguidores de Satanás, imploraram a Jesus para que Ele os deixasse entrar nos porcos (Lucas 8:32). O diabo entra em quem só quer satisfazer seus desejos e encher sua barriga como um porco; e é no coração destes que ele constrói sua casa para habitar. Portanto, os pastores que ministram só para ficar ricos são típicos servos de Satanás.
Como podemos saber então quem é servo de Satanás e quem é servo de Deus? Os servos de Satanás, assim como ele, só querem as riquezas materiais. O que Deus ordenou ao diabo está sendo justamente realizado na vida dos seus servos. Antes de ser amaldiçoado, Satanás podia comer de tudo, mas porque Deus ordenou que ele comesse pó para o resto de sua vida, até hoje ele e seus servos se alimentam dos desejos impuros que há no coração das pessoas.
Os líderes cristãos que ainda não nasceram de novo só querem aumentar seu número de membros e construir igrejas maiores. Eles querem ter o máximo que puderem neste mundo. É por isso que sua igreja tem que ser a maior, assim como seu número de membros.
Por outro lado, os nascidos de novo que crêem no evangelho da água e do Espírito não se alimentam dos desejos carnais. Os justos se alimentam da Palavra espiritual de Deus e comem o pão da vida pela fé. É claro que os justos têm que comer o pão natural para viver, mas o que eles desejam comer é a Palavra espiritual de Deus, ou seja, o pão da vida. Isso está totalmente em desacordo com os servos do diabo que comem apenas pó.
Enquanto que os nascidos de novo comem tanto o pão carnal quanto o pão espiritual, aqueles que não nasceram de novo só comem pó. Se alimentar somente de pó é o mesmo que se alimentar somente das coisas carnais. Os servos de Satanás – ou seja, aqueles que ainda não nasceram de novo – só buscam seu desejo carnal e competem entre si para ver quem come mais pó.
Satanás se tornou inimigo de Deus então. E nosso Deus disse a ele:
“E porei inimizade entre ti e a mulher,
Entre a tua descendência e o seu descendente;
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar” (Gênesis 3:15).
Em outras palavras, Deus colocou inimizade entre Satanás e o homem. Houve um tempo em que a serpente e o homem eram amigos. Eles se davam bem e andavam juntos. Mas após Satanás entrar na serpente e levar o homem a comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, nasceu uma inimizade entre eles.
 
 

Nosso Senhor Veio Como o Descendente da Mulher e Acabou com o Poder de Satanás

 
Deus disse: “Jesus irá nascer como descendente da mulher e virá como o Salvador. Você tentará ferir sua cabeça, mas Ele é que ferirá sua cabeça e acabará com todo o poder dos pecados que você disseminou. Ele vai vencer a morte e a maldição que você trouxe à humanidade quando fez Adão e Eva pecar. Ele vencerá o mundo e você também”. E Tudo isso já se cumpriu.
Quando se fere o calcanhar de alguém, ele não pode pisar direito no chão. Satanás levou Jesus a morrer crucificado. Mas Jesus esmagou sua cabeça na cruz. Muito antes de Jesus morrer crucificado, Ele levou todos os pecados do mundo quando foi batizado por João Batista. Ao fazer isso, Ele foi condenado por todos os pecados que o diabo imputou a Adão e Eva, e fez com que o diabo nunca mais pudesse nos acusar do pecado. Então, ao ser crucificado, o Senhor esmagou a cabeça de Satanás.
Já que Jesus pisou na cabeça da serpente, Satanás não pode mais incomodar aqueles que crêem em Jesus Cristo e O aceitam como seu Senhor e Salvador. Isso porque a condenação do pecado já não existe mais e o diabo não pode mais atacá-los. Todavia, Satanás ainda opera e incita o desejo carnal daqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito e que, por essa razão, ainda não receberam a remissão dos seus pecados.
Deus disse a Adão: “Porque destes ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por tua causa; em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida”. Já que o homem comeu o fruto que a mulher lhe deu e pecou, daquele momento em diante seu jugo passou a ser cuidar da terra e sustentar sua família com o suor do seu rosto. No Jardim do Éden, ele podia viver sem ter que trabalhar duro, apenas comendo o que Deus deu a ele. Mas já que ele caiu e aborreceu a Deus, ele não pôde mais comer sem ter que trabalhar duro. Isso significa então que o homem de fato foi amaldiçoado e lançado num mundo hostil.
Está escrito: “À mulher disse:
Multiplicarei grandemente a dor da tua gestação;
Em dor darás à luz filhos.
O teu desejo será para o teu marido,
E ele te dominará” (Gênesis 3:16).
Nos dias de Adão e Eva, antes de sua queda, o desejo da mulher não precisava ser para o seu marido, e ela também não sentia dor ao dar a luz. Porém, quando ela caiu na tentação de Satanás e comeu da árvore do conhecimento do bem e do mal, ela passou a sentir dor ao dar a luz e a ser dominada pelo seu marido também. Se não tivesse pecado, ela não seria dominada por ninguém; ela passou a ser dominada por seu marido porque pecou.
Eva era dominada por Adão, e isso significa que o homem era dominado por Deus. Aqueles que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito têm que ser guiados por Deus em Sua Igreja. O desejo de todo aquele que nasceu de novo deve ser seguir o Senhor e ser guiado por Ele em Sua Igreja. Aqueles que não são guiados pela Igreja de Deus e não desejam fazer parte da sua obra para servir ao Senhor de bom grado, não recebem suas bênçãos espirituais. Pessoas assim não ficam na Igreja de Deus até o fim.
Nós precisamos entender o que a Palavra de Deus está dizendo. Deus disse que a mulher seria dominada pelo homem e que ela teria dor ao dar a luz. Disse também que o homem trabalharia duro e teria o fruto do seu trabalho com muito suor. Tudo isso foi escrito na bíblia com um significado tanto físico quanto espiritual. Nós fomos salvos graças à obra de Jesus Cristo. No entanto, o homem tem que trabalhar para sustentar sua família.
Está escrito: “Ela produzirá também espinhos e abrolhos,
E comerás das ervas do campo.
Do suor do teu rosto comerás o teu pão,
Até que tornes à terra,
Porque dela foste tomado;
Pois és pó, e ao pó tornarás” (Gênesis 3:18-19).
O próprio fato de Adão e Eva terem sido expulsos do Jardim do Éden em si já é um sofrimento. Viver neste mundo é o mesmo que caminhar sobre espinhos, e é muito difícil viver num mundo hostil. Nem um dia sequer é agradável. Este é o castigo que Deus impôs ao homem decaído. Se o homem não tivesse comido da árvore do conhecimento do bem e do mal, ele poderia ter vivido para sempre no paraíso do Éden. Porém, agora ele tem que voltar para o pó, para seu estado original.
O ser humano não passa de um monte de poeira ao morrer. Quando ele é enterrado, ele se torna lixo e apodrece. De fato, no que se refere à sua carne, o ser humano é totalmente inútil. Assim como os vermes comem um animal morto, a carne do homem no fim apodrece e volta ao pó. Não sobra nada da carne do homem. A carne original do homem vem da natureza, e no fim ela acaba voltando à natureza sem deixar nenhum vestígio.
 
 
Só Há Espinhos e Abrolhos Neste Mundo
 
Na difícil jornada da vida, as pessoas se machucam com espinhos e abrolhos. Mas elas têm mesmo que sofrer com tudo isso? Não, isso não é necessário. Se elas receberem a remissão dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito dado por Deus, todos os seus problemas serão resolvidos.
Todavia, quem não recebeu a remissão dos seus pecados tem que continuar lutando contra os abrolhos e espinhos sua vida toda. Muitos ainda não conhecem o evangelho da água e do Espírito, não receberam a remissão de pecados, só estão vivendo para seu desejo carnal, e por isso só vivem se ferindo, causando dor e sofrimento uns aos outros. Por mais que aqueles que não nasceram de novo busquem a felicidade, eles não a encontram. Eles andam de um lado para o outro tentando evitar os abrolhos e espinhos, mas são feridos o tempo todo e vivem sempre sangrando. A não ser que alguém nasça de novo e creio no evangelho da água e do Espírito, ele terá esse tipo de vida até o fim.
Por isso, você tem que ter fé no evangelho da água e do Espírito para escapar deste mundo cheio de abrolhos e espinhos. Não existe motivo algum para buscarmos essa felicidade vazia neste mundo tão duro e cruel. Nós temos que receber no nosso coração agora a verdadeira remissão de pecados e viver para desfrutarmos da alegria dada pelo Senhor crendo no evangelho da água e do Espírito. Todo aquele que foi salvo de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito já foi liberto dessa vida tão pesada cheia de abrolhos e espinhos.
Está escrito: “Chamou o homem a sua mulher Eva, porque era a mãe de todos os viventes. Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu” (Gênesis 3:20-21).
Tem gente que diz que havia outras pessoas além de Adão e Eva. Satanás espalhou essa mentira e muitos que ainda não nasceram de novo acreditam nela. Deus disse claramente que “Adão chamou sua mulher Eva, pois ela era a mãe de todos os seres viventes”. Isso significa que os pais da humanidade são Adão e Eva. Descobertas científicas recentes provam também que o homem é descendente de uma só mulher. Eles também descobriram que o DNA mitocondrial do homem é herdado de uma linha maternal apenas, enquanto que o DNA do núcleo da célula é herdado de uma combinação do DNA dos pais. O que é fabuloso é que o DNA mitocondrial de todo ser humano é exatamente o mesmo. Isso é a prova definitiva de que todos os seres humanos, sejam eles negros ou brancos, são filhos de uma só mulher chamada Eva.
No entanto, tem gente que ainda diz que Deus fez outras pessoas antes de Adão e Eva. Essa afirmação é defendida até por agências missionárias bem famosas. Eles dizem que Adão e Eva foram os representantes do homem que Deus criou no início do mundo. Eles dizem isso tendo como base o chamado princípio representativo em que a bíblia foi escrita. Mas isso é um absurdo!
Já sabendo que isso ia acontecer, a própria bíblia põe um fim a essa questão. Nós podemos até dizer que, ao longo dos seus 900 anos de vida, Adão e Eva tiveram não apenas Caim e Abel, mas muitos filhos. Contudo, é um grande absurdo dizer que o homem existia antes de Adão e Eva. A bíblia é uma farsa? Se ela é, tudo que Jesus Cristo fez foi algo inventado então, e Adão e Eva também são uma farsa.
Há muito tempo, quando eu estava no seminário, um certo professor disse não negar a existência de alienígenas. Então eu perguntei a ele: “Se existe alienígenas, isso não significa que há seres humanos vivendo em outros planetas além da terra?” Ele disse sim e eu fiz outra pergunta: “Onde isso está escrito na bíblia?” Aí ele me disse que só cria nisso mas não podia me dar nenhuma prova bíblica. Então eu perguntei de novo: “A bíblia diz que ‘Deus amou o mundo de tal maneira que Deus seu filho unigênito. Sendo assim, qual a razão de Jesus ter nascido no planeta terra em particular?” O professor então não disse mais nada.
Tem gente que diz que Deus criou o homem antes de Adão e Eva. Mas a bíblia diz que Adão chamou sua mulher Eva, que significa a mãe de todos os viventes. Isso significa que foi por meio de Eva que todo ser humano nasceu neste mundo. No início, Deus criou a mulher de uma das costelas de Adão, e seu nome era Eva. Através de Adão e Eva nós nascermos nessa terra, e através de Jesus Cristo nós nascemos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. Quem é a mãe de todo ser humano no planeta terra? Eva.
Pode ter havido anjos antes de Adão e Eva, mas não havia nenhum ser humano. Apesar de a bíblia não descrever como Deus criou os anjos, eles aparecem freqüentemente. E está escrito que o anjo caído entrou na serpente e a usou. Os justos têm uma base sólida, e essa base da nossa fé é a Palavra da Verdade de Deus. Apesar de Satanás ter tentado destruir a base da nossa fé, Deus a solidificou com a Palavra da Verdade.
 
 

As Vestimentas de Pele que Deus Fez para Nos Vestir

 
Gênesis 3:21 diz: “Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu”. Depois que Adão e Eva caíram, Deu fez vestes de pele para cobri-los. Isso quer dizer que Deus veste as pessoas com a remissão de pecados. Mas para fazer uma veste de peles, um cordeiro teve que morrer. A bíblia diz que sem derramamento de sangue não há remissão (Hebreus 9:22). O salário do pecado é a morte, mas ao morrer para fazer expiação, o Cordeiro pagou este salário para nos vestir de vida, salvação e graça.
Satanás disse a Adão e Eva para fazer vestes de folhas de figueira e as vestir, mas Deus os vestiu de vestes de pele. O diabo criou a religião, mas Deus trouxe a salvação. É através de Jesus Cristo que recebemos a remissão de pecados com o evangelho da água e do Espírito. Embora as pessoas pequem, elas se tornam justas e livres da condenação do pecado crendo na Palavra de Deus, no evangelho da água e do Espírito.
Vamos comparar as vestes feitas pelo homem com folhas de figueira com as vestes de pele feitas por Deus. Roupas que são feitas com folhas de figueira rasgam facilmente e, quando expostas ao sol, elas se secam e se quebram. Mas e as vestes de pele? Por mais que o sol esteja forte, elas nunca se quebram.
A verdadeira vida não se encontra nas religiões do mundo, e nelas a hipocrisia do homem só aumenta. Os religiosos são aqueles que buscam cobrir seus pecados com seus próprios atos. Entretanto, os atos hipócritas do homem somem com o tempo e, no final, seus pecados são revelados como um corpo nu. A vida religiosa do homem é assim.
Com o evangelho da água e do Espírito, Deus nos cobriu com as vestes da salvação pela remissão de pecados. Ele nos cobriu com as vestes de pele espiritual. Ele enviou Jesus Cristo e O fez completar o evangelho da água e do Espírito, a fim de que fôssemos salvos e cobertos pelas Suas vestes de salvação. Ao fazer isso, Deus tornou sem pecado para sempre todos que crêem no evangelho da água e do Espírito.
Amados irmãos, há pecado no seu coração? Embora Adão e Eva tenham pecado, eles não ficaram mais envergonhados quando vestiram as túnicas de pele feitas por Deus. É por isso que os seus descendentes também podem receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito cumprido por Jesus Cristo.
Gênesis 3:22-23 diz: “Então disse o Senhor Deus: O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal; assim, para que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente: o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado”.
Está escrito aqui: “O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal”. Em Gênesis 3:5 também está escrito: “Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, os vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal”. Foi uma maldição o homem ter passado a conhecer o bem e o mal.
O fato de o homem conhecer o conceito do bem e do mal em si não está errado, mas o conceito correto do que é o bem e o mal é algo que Deus estabelece. É por isso que nós temos que discernir o bem e o mal corretamente. Nenhum ser humano por si mesmo pode definir o que é bom ou mal. Apenas Deus pode definir ou julgar o que é bom ou mal. Mas Ele disse depois que Adão e Eva caíram e passaram a conhecer o bem e o mal: “O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal”.
Deus sabe realmente o que é bom e mal, não sabe? Mas nós seres humanos também conhecemos o bem e mal, não é? Mas acontece que o padrão é diferente. Em outras palavras, enquanto a bondade de Deus é absoluta, a bondade do homem é egoísta, voltada para si mesmo. O padrão perfeito e absoluto que devemos ter é o de Deus, porque a bondade do homem é simplesmente egoísta, e, por isso, enganosa. E já que essa é a bondade decaída do homem, ela não passa de hipocrisia.
Alguém tem sempre um motivo para iniciar uma guerra. Isso porque ela é travada sempre para se defender contra algo que é mal. No entanto, o padrão humano do bem e do mal é relativo; então, enquanto que pela nossa perspectiva os nossos inimigos não passam de uma nação maligna, da sua perspectiva nós é que somos a nação maligna. Quando nós olhamos para o conflito entre Israel e Palestina, ambos os lados defendem suas justificativas para destruir um ao outro. Por isso, é impossível encontrarmos uma bondade absoluta neste mundo terreno. O que uma nação afirma ser a bondade absoluta na verdade não é, e o mesmo acontece com a outra nação. O padrão humano de virtude não pode ser a verdade absoluta.
No entanto, nós temos sempre que lutar contra Satanás e vencê-lo, pois ele é o nosso inimigo eterno. Primeiro o padrão do que é bom tem que ser estabelecido em nós, pois de uma forma ou de outra temos que travar essa guerra espiritual. Já que o homem é imperfeito, se definirmos o que é virtude por contra própria nós estaremos nos colocando contra Deus. No reino de Deus, Sua Palavra é o padrão de toda justiça e virtude. A Palavra de Deus é a absoluta bondade e a Verdade imutável que desafia o tempo.
É errado estabelecer um padrão do que bom ou mal por contra própria. Isso porque este padrão em si é relativo. É um erro considerar algo relativo como um padrão absoluto.
Por exemplo, no meu país, quando os pais morrem, eles são enterrados. Mas tem uma tribo na ilha de Papua na Nova Guiné que vê como algo bom comer a carne de seus parentes mortos, porque é algo impensável para os membros da tribo ver seus parentes ser comidos pelos vermes. Qual dessas práticas é boa então? Toda prática tem sua virtude para quem a adota, mas essa é uma virtude absoluta? É certo os mortos voltarem ao pó? Se os vermes ou o ser humano comerem os mortos, uma prática é mais maligna do que a outra? Quando estabelecemos nosso padrão de virtude, isso é o mesmo que dar lugar ao nosso próprio orgulho e cair na armadilha de Satanás.
O mesmo princípio se aplica à nossa vida de fé. O que parece certo aos nossos olhos pode não ser tão certo assim aos olhos de Deus. Tem gente que diz: “Eu não estou dizendo que o evangelho da água e do Espírito é uma farsa. Tudo que eu estou dizendo é que a fé somente no sangue de Jesus não deveria ser considerada errada”. Como podemos ver, eles também crêem em Jesus e acham que devemos aceitar uns aos outros. Mas o que eles acham que é certo, na verdade é algo maligno para Deus. É por isso que, para nós, dar crédito àqueles que não crêem segundo a Palavra de Deus é um sinônimo da maldade que a desobedece.
Se nós fôssemos aprovar um falso evangelho diferente do evangelho da água e do Espírito, isso seria mal para Deus. Já que cremos em Deus, temos que conhecê-Lo de modo correto. No que se refere à natureza humana, os seguidores dos falsos evangelhos e nós não somos melhores nem piores. Mas o que eu estou dizendo é que Deus é o único Juiz, a única Verdade e quem define o padrão do bem e do mal. Melhor dizendo, a vara de medir a verdade pertence a Deus. Jamais devemos tentar ter uma vida de fé baseados em nossos próprios padrões humanos.
Deus impediu nossos primeiros pais que não creram na Sua Palavra de comer o fruto da árvore da vida. A árvore da vida estava no meio do Jardim do Éden, como diz Gênesis 2:9, “E o Senhor Deus fez brotar da terra toda espécie de árvores agradáveis à vista e boas para comida, bem como a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal”. O desejo de Deus era que Adão e Eva comessem o fruto da árvore da vida e vivessem para sempre. Mas eles, ao contrário, comeram da árvore do conhecimento do bem e do mal. Por quê? Porque eles foram tentados pelo diabo, cederam à sua tentação e comeram o fruto proibido. Enganados por Satanás, Adão e Eva acabaram indo contra Deus sem perceber.
Quando alguém tem seu próprio padrão, ele acaba indo contra Deus. Foi por isso que Deus disse a Adão e Eva para não comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, para que eles não fossem contra Ele. Porém, por causa de Satanás, eles foram contra Deus por terem seu próprio padrão do bem e do mal. Foi por isso que ele os levou a comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Por que o homem desafia a Deus? Ele faz isso porque tem seu próprio padrão do bem e do mal.
Na páscoa este ano, um certo líder cristão na Coréia disse o seguinte na coluna de um jornal: “Até hoje as pessoas falam do arrebatamento. Deus é bom. Mas como pode um Deus que é bom ter a mente tão fechada a ponto de levar apenas os crentes para o Céu?” Depois do Segundo Concílio do Vaticano (1962-1965), a igreja católica declarou: “Não há salvação fora da igreja”.
O que isso significa? Que todos podem receber a vida eterna e ir para o Céu, independente da sua religião, contanto que creiam de modo correto. Essa é uma declaração que apóia o chamado pluralismo religioso. Daí por diante, diversos teólogos protestantes também passaram a concordar que a salvação podia ser encontrada em todas as religiões. Mas o que a Palavra de Deus diz sobre isso? Ela diz que a salvação só pode ser alcançada em Jesus, como está escrito: “Em nenhum outro há salvação, pois também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12).
Por isso, pode até parecer que há virtude no pensamento humano que não condena as outras religiões e ainda as aprova, mas isso é um grande mal que nega abertamente a Palavra de Deus e O acusa de ser um Deus intolerante e egoísta. Mas essas afirmações não vêm de outro lugar a não ser do próprio padrão do bem e do mal do homem – isto é, do seu próprio padrão instintivo. Mas já que esse tipo de gente estabeleceu o seu próprio padrão do bem e do mal, eles acabam se colocando contra a justiça de Deus.
Quando nós pregamos o evangelho da água e do Espírito às pessoas, elas dizem: “Todas as pessoas que nunca ouviram antes o evangelho da água e do Espírito foram para o inferno então?” ou: “Isso quer dizer que todos os outros cristãos irão para o inferno também?” Assim, elas rejeitam abertamente o verdadeiro evangelho, dizendo que se esta é a justiça de Deus, elas se recusam a aceitá-la. O homem criou seu próprio padrão porque comeu da árvore do conhecimento do bem e do mal. Aqueles que discernem o bem e o mal por sua própria conta e por teimosia seguem seu próprio caminho não podem receber a remissão de pecados, pois não crêem no evangelho da água e do Espírito quando pregamos para eles.
Até mesmo se aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito continuarem a ter seu próprio padrão do bem e do mal, isso em si já será um grave pecado contra Deus e que os levará a deixar a Igreja de Deus no final. Nós seres humanos não temos o padrão absoluto do bem e do mal. Apenas Deus tem autoridade para estabelecer o padrão absoluto do bem e do mal. O homem por si mesmo não pode ter uma padrão do bem e do mal. Até mesmo os servos de Deus, se deixarem a Igreja, não poderão discernir o que é absolutamente bom ou mal. Somente quando estes servos de Deus meditam na Sua Palavra é que eles podem julgar o que é bom ou mal.
Nosso padrão do bem e do mal tem que ser estabelecido de forma correta. Por exemplo, é algo bom ou ruim subjugar os servos de Deus nascidos de novo, levantar dúvidas sobre eles e impedi-los de pregar a Palavra para os outros? Quando nós analisamos isso baseados na Palavra de Deus, vemos que isso é algo maligno. É errado julgar os irmãos nascidos de novo e os servos de Deus. O homem tem seu próprio padrão do bem e do mal porque no começo comeu da árvore do conhecimento do bem e do mal, mas este padrão não separa o que é bom do que é realmente mal.
Nós estamos destinados a cair por causa do nosso padrão do bem e do mal. Entretanto, é indispensável termos a Palavra de Deus como o verdadeiro padrão do bem e do mal. Nosso padrão de virtude deve estar de acordo com o que Deus diz que é bom e mal.
Eu também sempre faço essa pergunta enquanto faço a obra de Deus: “O que bom?” “O que a Palavra de Deus diz a respeito disso?” Deus se agrada quando o evangelho da água e do Espírito é pregado, mas o que devemos fazer para anunciar totalmente o evangelho? Seria melhor pregá-lo individualmente ou fazermos isso juntos? O que seria melhor para o evangelho? Deus também gosta das coisas organizadas; como nós podemos então organizar as coisas na Igreja de Deus? Como devemos servir ao Senhor?
Estas são as perguntas que eu sempre faço a mim mesmo. Deus deixa bem claro na Sua Palavra que os santos nascidos de novo têm que pregar o evangelho da água e do Espírito junto com a Igreja de Deus e Seus servos, porque certamente iremos saciar nosso próprio ego se o pregarmos individualmente.
Enquanto eu buscava ao Senhor, eu percebi o quanto meus pensamentos estavam errados. Lendo a Palavra de Deus, eu entendi: “Ah, meus pensamentos são realmente maus e apenas a Palavra de Deus é boa”. Se você usar óculos azuis, você vai ver o mundo todo azul, porém se você usar óculos vermelhos, você o verá vermelho. Uma situação pode parecer diferente dependendo de como você a vê. Nada é igual. Todavia, quando você coloca os óculos de Deus, você pode discernir claramente o bem e o mal.
Você entende o que eu estou dizendo? Por experiência própria, eu já vi muitas vezes que o que parece bom para o ser humano pode ser mau aos olhos de Deus, e o que parece mal para o ser humano pode ser bom aos olhos de Deus. Amados irmãos, nós só podemos distinguir o que é bom ou mal pela Palavra de Deus. Portanto, quando cremos na Palavra de Deus é que podemos andar por um caminho justo e evitar o caminho mal.
A filosofia, na verdade, nada mais é do que um exercício intelectual que explica algo simples de uma forma complicada. Um simples conceito, quando definido pelos filósofos, se torna um conceito metafísico tão complicado que quase ninguém entende. Por outro lado, a bíblia, que é a Palavra de Deus, é simples e bem clara.
Melhor dizendo, o que é bom e mal são divididos de modo bem claro aos olhos de Deus, mas quando vistos pelos olhos humanos, tudo parece diferente dependendo da cor dos óculos. Quando você tem como base a Palavra de Deus, o que é claro vai parecer realmente claro, e o que é escuro vai parece escuro realmente. O bem e o mal são nitidamente divididos quando olhamos para eles pela Palavra de Deus. E temos que perceber tudo pelos olhos de Deus, pela fé que temos Nele, dentro do evangelho da água e do Espírito. Só assim poderemos ver de modo bem claro.
As pessoas têm a mente muito fechada. A Igreja Presbiteriana critica a Igreja Pentecostal e, ao mesmo tempo, a Igreja Pentecostal critica a Igreja Presbiteriana. Mas tudo isso acontece porque cada denominação vê tudo com suas próprias lentes. Contudo, quando olhamos para algo usando a Palavra de Deus, todo pensamento humano é sempre enganoso e só Deus possui a maior das virtudes. E tudo que Ele diz que é mal é realmente mal. Nós podemos ver isso muito bem. O padrão de Deus do bem e do mal é absoluto e imutável.
Todo padrão do bem e do mal diferente do padrão de Deus vem das religiões do mundo. Deus não permite que ninguém que tenha seu próprio padrão do bem e do mal entre no Reino dos Céus. Aqueles que deixam seu próprio padrão do bem e do mal e crêem no evangelho da água e do Espírito de acordo com a Palavra de Deus é que Ele permite que entre no Seu Reino. A estes Ele diz para comer da árvore da vida.
Você tem que entender na passagem bíblica deste capítulo que padrão do bem e do mal você deve ter. Ao longo da nossa vida, nós temos olhado tudo com nossos olhos preconceituosos e julgado tudo pelos nossos padrões. Mas Deus disse: “O justo viverá da fé”. Os justos nascidos de novo que crêem no evangelho da água e do Espírito precisam deixar seus próprios padrões e viver pela fé no Senhor.
Está escrito: “O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada flamejante que se revolvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida” (Gênesis 3:23-24).
Aqui diz que Deus expulsou do Jardim do Éden Adão e Eva porque eles passaram a ter seu próprio padrão do bem e do mal. Por isso, Ele colocou querubins e uma espada flamejante para guardar o caminho para a árvore da vida. E este caminho foi aberto por Deus somente para aqueles que cujo padrão do bem e do mal não é diferente do Seu e que obedecem à Sua Palavra dizendo sim, para que possam comer da árvore da vida. Mas a espada flamejante de Deus já está pronta para quando os que têm seu próprio padrão do bem e do mal tentarem entrar.
Em outras palavras, Deus determinou que aqueles que têm seu próprio padrão do bem e do mal, e não Sua Palavra, sejam lançados no inferno. Portanto, aqueles que não se alimentam de toda Palavra de Deus jamais poderão comer da árvore da vida. Ao contrário, eles serão condenados por Deus.
Quando pregamos o evangelho e dizemos que todos que têm pecado serão lançados no inferno, as pessoas dizem como podemos dizer tanta bobagem. Elas dizem: “Deus não vai enviar ninguém para o inferno por causa dos seus pecados, pois Ele é amor. Eu creio que o Deus de amor jamais fará isso”. Mas elas dizem isso porque têm pecado e na verdade têm medo deles.
Aqueles que têm pecado mas não crêem no evangelho da água e do Espírito, apesar de ouvi-lo, é que têm seu próprio padrão do bem e do mal. Eles se recusam totalmente a aceitar o evangelho da água e do Espírito. Por outro lado, aos justos que afirmam que não têm pecado porque crêem no evangelho da água e do Espírito, eles dizem: “Como é que pode você não ter pecado, já que você ainda peca?” Então eles dizem que é algo natural todos terem pecados e que pedir a Deus todos os dias para perdoar seus pecados com suas orações de arrependimento é um ato de justiça.
No entanto, a justa lei de Deus é que todos que possuem pecados sejam lançados no inferno. Se alguém tem pecado, ele certamente será lançado no inferno. Deus preparou uma espada flamejante para o julgar. Ele será condenado por esta espada flamejante.
Nós dizemos às pessoas quando pregamos o evangelho da água e do Espírito para elas: “Se você tem pecado, você vai para o inferno”; e é isso mesmo o que Deus diz. Isso não é algo que nós inventamos para pregar, mas o que Deus de fato diz.
Mas apesar disso, a maioria dos cristãos diz que não há problema algum em ter pecado no coração, contanto que eles creiam em Jesus. E eles ainda dizem que vão para o Reino dos Céus mesmo tendo pecado, porque crêem em Jesus. Mas eles ficam agitados e ofendidos quando dizemos a eles: “Vocês são pecadores, e já que têm pecado, vocês vão para o inferno”.
Então perguntamos a eles: “Como pode alguém que diz crer em Jesus ter pecado no coração? Quando Jesus recebeu o batismo, Ele aceitou todos os pecados do mundo, pagou o preço por todos eles, foi à cruz e sobre ela morreu. Como é que pode você dizer que tem pecado no coração então, já que você diz que crê em Jesus?”
Todos que têm um padrão do bem e do mal diferente do de Deus não podem comer da árvore da vida. Quem é que pode comer dessa árvore então? Somente aqueles que não têm um padrão próprio do bem e do mal é que podem comer dela. Os que negaram seus pensamentos, que reconhecem a Deus e que receberam a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito – estes podem colher o fruto da árvore da vida e comê-lo. Você pôde ouvir a Palavra de Deus e aceitá-la dizendo amém porque rejeitou seu próprio padrão do bem e do mal. foi por isso que você recebeu a vida.
Aqueles que deixam seus próprios padrões e negam seus próprios pensamentos crêem em toda a Palavra de Deus, não importa o que ela diga. Eles crêem assim: “No que diz respeito aos pecados do mundo, Jesus levou todos eles, desde a criação dos céus e da terra até o fim do mundo. Sendo assim, onde está o pecado agora? Todos os meus pecados do passado se foram, assim como Jesus também tirou todos os meus pecados futuros. Quando todos os pecados do mundo são reunidos, aos olhos de Deus eles não passam de um grão.
O importante não é como olhamos para as coisas agora, mas como Deus olha para elas. E o julgamento mais perfeito é o de Deus. Aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito olham com seus próprios olhos para a Palavra de Deus, e não pelos olhos Dele.
O padrão do bem e do mal que devemos aceitar é o padrão de Deus.