Khotbah-Khotbah

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 3-12] A Providência de Deus (Gênesis 3:13-24)

A Providência de Deus(Gênesis 3:13-24)
“Então disse o Senhor Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Disse, pois, o Senhor Deus à serpente:
Porque fizeste isto,
Maldita és entre todos os animais domésticos,
E entre todos os animais do campo;
Sobre o teu ventre andarás,
E pó comerás
Todos os dias da tua vida.
E porei inimizade entre ti e a mulher,
E entre a tua descendência e o seu descendente;
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar.
À mulher disse:
Multiplicarei grandemente a dor da tua gestação;
Em dor darás à luz filhos.
O teu desejo será para o teu marido,
E ele te dominará.
Ao homem disse:
Porque deste ouvidos à voz de tua mulher,
E comeste da árvore de que te ordenei, dizendo:
Não comerás dela, maldita é a terra por tua causa;
Em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida.
Ela produzirá também espinhos e abrolhos,
E comerás das ervas do campo.
Do suor do teu rosto comerás o teu pão,
Até que tornes à terra,
Porque dela foste tomado;
Pois és pó, e ao pó tornarás.
Chamou o homem a sua mulher Eva, porque era a mãe de todos os viventes. Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu. Então disse o Senhor Deus: O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal; assim, para que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente: o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada flamejante que se revolvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida”.
 
 
Como foi que o homem se tornou pecador? Hoje, eu quero te explicar como o homem desobedeceu a Deus e se tornou pecador.
Deixe-me dizer primeiro que, quando o homem foi criado, ele não tinha pecado. O pecado de desobedecer a Deus e se opor a Ele não teve início com o homem, mas sim com Satanás. Mas como todo ser humano nessa terra passou a desobedecer a Deus e se opor a Ele? Isso aconteceu por causa do diabo; não foi o homem que fez isso.
Depois de comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, o homem ainda queria viver segundo a vontade de Deus, porém ele não podia mais fazer isso. Quando Deus perguntou a Adão: “Quem te mostrou que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Adão inventou uma desculpa e disse então: “A mulher que me deste por companheira deu-me da árvore, e eu comi”.
O fato de Adão e Eva terem dado uma desculpa a Deus nos mostra a fraqueza humana e também como somos criaturas imperfeitas. O homem não planejou se colocar contra Deus, mas fez isso por causa da sua fraqueza.
Deus disse que fez o homem fraco, inferior aos anjos. Ele quis nos ter como filhos até o fim, por isso nos fez fracos. Esta era a vontade de Deus. A bíblia diz que não foi por sua própria vontade que o homem pecou ao desobedecer a Deus e se opor a Ele, mas porque Satanás o fez desobedecer à Palavra de Deus e o levou a cair, levando-o a se tornar um ser pecador por causa da desobediência.
Desde o dia em que Deus o criou, o homem nunca teve um desejo profundo de se opor a Ele. Quando Deus diz na bíblia que criou o homem à Sua imagem, Ele quer dizer que ele foi criado com Seus atributos. Então, assim como deus, o homem também tinha atributos santos e divinos. O desejo fundamental do homem era viver debaixo da soberania de Deus. Portanto, desde o começo o homem não tinha o desejo de se opor a Deus.
Desde o começo o ser humano teve os atributos santos de Deus, e sua vontade era viver obedecendo à Sua vontade. Mas a questão aqui, é claro, é como o homem se tornou inimigo de Deus praticamente de uma hora para outra. A serpente, o próprio Satanás, arquitetou todo o plano. Levando o homem a desobedecer a Deus, ele cegou os seus olhos para que ele não percebesse como Ele devia ser temido.
A bíblia diz que o homem não tinha o desejo de se colocar contra Deus. Meus amados irmãos, nós precisamos entender essa Verdade e crer nela. Não foi o homem inicialmente que se colocou contra Deus, mas sim o diabo, a serpente, que fez isso para enganá-Lo. Foi o próprio Satanás que usou vários métodos para fazer com que o coração do homem desobedecesse a Deus e se colocasse contra Ele. Por isso, sempre que lidarmos com quem não nasceu de novo, nós temos que entender que eles têm uma fé falsa porque o diabo os enganou e os manipula.
Portanto, temos que refutar os truques do diabo pela fé na Palavra da Verdade. Os que se converteram antes de nós têm que nos ensinar a Palavra da Verdade na Igreja de Deus. E eles têm que livrar a todos do pecado. Todos nós precisamos fazer a obra da justiça de Deus pela fé.
 
 
“Diabo, Tu Somente Comerás Pó Todos os Dias da Tua Vida”
 
Vamos ler novamente Gênesis 3:14 na passagem bíblica deste capítulo. “Disse, pois, o Senhor Deus à serpente: Porque fizeste isto, maldita és entre todos os animais domésticos, e entre todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida”.
Foi Satanás que levou as pessoas deste mundo a sofrer, a ser amaldiçoadas, a ir para o inferno e ser destruídas. Deus disse que foi a própria serpente que trouxe maldição à vida do homem. Mas Ele a condenou por tê-lo levado a não crer. Deus foi bem específico quanto ao pecado da serpente, dizendo: “Tu fizeste isto ao homem”, e então pronunciou Sua sentença de maldição. Ele disse a ela: “Serpente, maldita és mais do que todos os animais domésticos e do campo. Tu rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó por toda a sua vida”.
Antes de Satanás, que na verdade era um anjo chamado Lúcifer, desafiar a Deus, ele se alimentava da Sua Palavra. Mas agora, por causa do seu pecado, ele foi amaldiçoado e comerá pó para sempre. Deus criou os anjos para que eles vivessem se alimentando das Suas bênçãos, mas depois que Satanás levou o homem a cair, Ele o amaldiçoou a comer pó todos os dias da sua vida. Foi isso o que Ele disse: “Tu nunca mais farás parte do reino dos Céus”.
Satanás agora vive se alimentando de pó, e isso quer dizer que o anjo caído vive neste mundo se alimentando do desejo e da ganância do homem. Satanás tentou o homem e o fez pecar, e, como resultado, ele passou a se alimentar dos seus pecados. Em outras palavras, Deus amaldiçoou o diabo a se alimentar dos pecados vis do homem e o impediu de ter a verdadeira vida. Deus o destituiu de tudo a fim de que ele nunca mais comesse o pão espiritual e também não recebesse mais Suas bênçãos. É por isso que quem está cativo do diabo não pode receber a Palavra espiritual nem se alimentar dela.
O homem precisa do pão deste mundo para viver, mas ele também precisa do pão espiritual. No entanto, muitas pessoas foram enganadas por Satanás, e por isso estão sempre cativas a Ele. Até mesmo quem não nasceu de novo deseja se alimentar da santa Palavra de Deus. Mas Deus diz que escondeu deles o alimentou espiritual para que eles nunca o comam. Gênesis 3:24 diz: “Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada flamejante que se revolvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida”. Nenhum pecador pode encontrar a Verdade na bíblia por si mesmo, nem se alimentar dela. E foi o próprio Deus que se encarregou de fazer isso.
Satanás tem o domínio completo de todos os pecadores. E é por essa razão que estes pecadores não conhecem a Verdade do evangelho celestial. Isso significa que, já que Deus disse a Satanás e a seus servos para se alimentar apenas de pó sua vida toda, essa Palavra dura se cumpriu segundo o Seu querer. E já que Deus fez com que Satanás e seus servos se alimentassem dos nossos pecados vis, eles não podem mais contemplar o reino dos Céus.
Até os falsos profetas e os filhos do diabo que os seguem buscam se alimentar da Palavra espiritual de Deus pela fé, mas não conseguem. Enquanto que os filhos de Deus que fazem parte da Sua Igreja encontraram na bíblia o evangelho da água e do Espírito – isto é, a Verdade da remissão de pecados – e a tomaram como seu pão, os filhos de Satanás não conseguem encontrá-la nem ver isso nela. E apesar de lerem muitos livros cristãos e ouvirem muitas fitas, ainda assim eles não podem ver nem ouvir o mistério da Verdade, o evangelho da água e do Espírito. É por isso que até hoje eles não podem crer no verdadeiro evangelho.
Quem é guiado por Satanás só se alimenta de pó sua vida toda. O pó na bíblia diz respeito ao coração do homem ou seu desejo carnal. As almas que não nasceram de novo não podem se alimentar do evangelho da Verdade celestial, só das coisas carnais – ou seja, só dos pecados impuros. É por isso que quem caiu na tentação do diabo só quer de Deus as coisas materiais. Sendo assim, aqueles que se colocam contra Deus é que ousam comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.
Na passagem principal aqui, Deus diz à serpente: “Porque fizeste isto, maldita és entre todos os animais domésticos, e entre todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida”. Esse texto explica a razão pela qual aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito são ainda mais malignos.
Satanás, que se opôs a Deus, não tem mais esperança. Até mesmo os desviados podem voltar atrás e receber a remissão dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, e também ser glorificados para novamente fazer parte do reino de Deus, mas Deus não permite isso a Satanás. O homem pode ser aprovado por Deus, fazer parte do Seu povo e viver no Seu lindo reino fazendo o que é certo; e isso é uma bênção. Porém, Deus disse a Satanás que ele praticaria a maldade para sempre, e sua maldição eterna nada mais é do que isso. E este castigo é o mesmo que ser completamente amaldiçoado. Foi assim que Deus amaldiçoou Satanás. Ele lhe disse: “Você nunca vai fazer o bem. Você vai praticar o mal para sempre e viverá sofrendo para sempre”. Essa foi uma maldição terrível realmente.
Todos que vivem neste planeta e foram criados por Deus estão cheios de maldade porque o diabo pratica o mal neste mundo. E já que ele só faz o que é mal neste mundo, ele não pode ser renovado. Dominado pelo diabo que é maligno, este mundo não tem nada que presta; ao contrário, ele está ficando cada vez pior. É por isso que as pessoas que nele vivem estão cada vez piores e quem é tentado por Satanás só faz o mal. Enquanto que os justos vivem para fazer somente o que é certo, Satanás está condenado a fazer somente o que é mal.
 
 

O Inimigo de Deus e do Homem

 
Vamos voltar para Gênesis 3:15. Deus pôs inimizade entre Satanás e o homem.
“E porei inimizade
Entre ti e a mulher,
E entre a tua descendência e o seu descendente;
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar”.
Os inimigos lutam entre si, e o homem e o diabo lutam porque são inimigos; o diabo é nosso inimigo e de Deus, o inimigo de toda humanidade. Todavia, não há inimizade entre Deus e o homem. O homem é uma criatura que Deus fez com um propósito específico. O homem se tornou inimigo de Deus neste mundo por causa de Satanás.
Quando Deus criou este anjo, ele não era seu inimigo, mas ao desafiar a autoridade de Deus, ele se tornou Satanás e fez o homem cair em pecado. Deus disse a Satanás que ele era Seu inimigo. E Deus lhe disse também que ele seria inimigo do homem. Então, com seu coração determinado a se opor a Deus, o diabo está levando para o inferno o homem criado por Ele. Satanás está enganando o homem, levando-o a pecar e a ir para o inferno porque é tanto seu inimigo quanto de Deus. Satanás está tentando nos destruir para nos impedir de crer na Palavra de Deus. É por isso que não devemos dar ouvidos às palavras de Satanás. Ele é o inimigo que destrói o homem. E o diabo desafia a Deus até hoje porque é inimigo Dele e do homem.
Já que Satanás está lutando contra Deus, quem vai vencer? Deus, é claro! A verdadeira batalha neste mundo é entre Deus e o diabo, e no meio dela nós estamos lutando contra ele ao lado de Deus. É pela fé no evangelho da água e do Espírito de Deus que nós os nascidos de novo lutamos contra o diabo. Nós seres humanos não somos páreos contra Satanás sozinhos, mas se tivermos fé no evangelho da água e do Espírito, seremos mais do que capazes de lutar contra ele e vencê-lo.
A batalha entre Deus e o diabo é uma batalha espiritual. Como, então, Deus e Satanás travam essa batalha entre si? Deus disse: “Seu descendente... te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”. Isso significa que Deus lutará e vencerá o diabo com o evangelho da água e do Espírito.
“Seu descendente” aqui se refere a Jesus Cristo. E Deus também disso ao diabo: “Tu lhe ferirás o calcanhar”. Quando Jesus veio a essa terra num corpo carnal, Satanás pensou que tudo que ele tinha que fazer era apenas matá-Lo. Ele pensou: “Se eu matá-Lo eu vou governar este mundo para sempre”. O plano de Satanás, porém, acabou sendo um completo fracasso, pois Jesus morreu na cruz sim, mas ressuscitou ao terceiro dia. Satanás então tentou dominar o mundo enganando o homem e aprisionando-o, mas por causa do evangelho da água e do Espírito, ele fracassou de novo.
Quando Deus no começo disse ao homem para dominar sobre este mundo, esta foi uma bênção que Ele lhe deu. Mas o diabo procurou dominar este mundo com suas mentiras e se tornou seu mestre, mas Jesus veio a este mundo num corpo carnal. É assim que os crentes no evangelho da água e do Espírito se tornam vitoriosos quando lutam contra Satanás. Tudo que Satanás conseguiu foi ferir o corpo de Jesus, mas apenas momentaneamente.
Satanás considerava Jesus apenas um homem. Mas o que aconteceu? Jesus Cristo veio a essa terra, foi batizado, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos. No momento em que Jesus ressuscitou dos mortos, o diabo gritou desesperado: “Oh não! Eu não devia ter crucificado Jesus. Está tudo acabado agora! O salário do pecado foi pago. Eu perdi a luta contra a Verdade. Jesus Cristo venceu. Ele realizou a salvação do homem através do Seu batismo e crucificação. Se Ele não tivesse vindo eu estaria reinando até hoje nessa terra!”
Deus teve que julgar os pecados do homem segundo a Lei porque o salário do pecado é a morte. Foi por isso que Jesus foi batizado, levou os pecados do mundo e pagou seu preço ao ser crucificado. Os pecados do homem só poderiam ser remidos se fossem pagos, mas Jesus levou todos eles pelo batismo que Ele recebeu de João Batista e com Seu sangue derramado na cruz. Agora, Satanás não pode dizer mais nada sobre os pecados do homem.
Certamente, Jesus Cristo só pôde morrer na cruz porque antes levou todos os pecados do mundo com Seu batismo. Por não entender isso, Satanás achou que só era preciso matá-Lo. Assim como Deus disse: “Tu lhe ferirás o calcanhar”, Satanás entrou no coração das pessoas e disse a elas para matar Jesus Cristo. Ele entrou no coração dos fariseus, no coração do sumo sacerdote, e depois no coração dos soldados romanos e de Pilatos, e disse a eles: “Matem-no! Matem-no!” Aos judeus, o diabo incitou a crucificar Jesus, e a Pilatos, ele levou a desistir de provar se Jesus era inocente ou não, e o fez lavar as mãos e desistir Dele. Assim, Pilatos mandou buscar água e lavou as mãos diante da multidão dizendo: “Estou inocente do sangue deste homem. A responsabilidade é vossa” (Mateus 27:24). Então, ele mandou Jesus para a morte. Isso significa que ele sabia que Jesus era inocente, mas, na verdade, ele não reconheceu Jesus como o Filho de Deus e Salvador de todos os pecadores, e acabou sendo usado como instrumento do diabo.
Segundo a tradição, o procurador Pilatos ficou maluco após condenar Jesus, pois sua consciência vivia atormentada devido ao seu veredicto. Ele disse a Jesus no julgamento: “Não me respondes? Não sabes que tenho autoridade para te soltar, e autoridade para te crucificar? (João 19:10). Jesus lhe disse então: “Nenhuma autoridade terias contra mim, se de cima não te fosse dada. Aquele, porém, que me entregou a ti maior pecado tem” (João 19:11).
Pilatos perguntou a Jesus: “Então, tu és rei? No que Jesus lhe respondeu: “Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz” (João 18:37). Ao ouvir isso, Pilatos ficou com medo, pois os judeus estavam pressionando-o para matar Jesus. Ele então O entregou a eles e aos soldados porque a situação estava ficando incontrolável. O diabo o incitou dizendo: “Somente mate Jesus. Crucifique-O. Finja que não sabe de nada e entregue-O à morte”. Então Pilatos, enganado por Satanás, se colocou contra Jesus. O fim de pessoas assim com certeza é lastimável. Dizem que o imperador Nero também acabou morrendo louco.
Ao fazer o homem à Sua imagem, Deus quis revelar Sua divindade e Sua gloria, mas com o pecado, Satanás fez cair o homem a quem Deus amava e, por causa disso, Ele disse ao diabo: “Tu és Meu inimigo. Está tudo acabado para ti agora. Tu não és mais Minha criatura, mas Meu inimigo”. Assim como está escrito: “Seu descendente... te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”, Deus declarou guerra contra Satanás.
Satanás pensou que venceria ao crucificar Jesus, mas Jesus deu a volta por cima e venceu ao ressuscitar dos mortos. No momento em que crucificou Jesus, Satanás teve que abrir mão de todo poder que ele tinha antes para acusar o homem de todo pecado e controlá-lo.
Quando nós lemos Mateus 28:18, vemos Jesus dizendo: “É-me dado todo o poder no céu e na terra”. Deste modo, toda autoridade foi dada a Jesus Cristo. Antes de Jesus recuperar a autoridade sobre essa terra, era o diabo que tinha autoridade sobre ela. A princípio, ela pertencia a Adão e Eva, mas já que eles a perderam para Satanás, Jesus Cristo recuperou o que foi perdido com o evangelho da água e do Espírito. Ele decidiu dar essa autoridade aos santos nascidos de novo; agora então, Jesus Cristo tem toda autoridade para governar os céus e a terra.
Foi por isso que Jesus disse que Ele é o Rei dos reis, ao proclamar: “É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (Mateus 28:18-19). É por isso que agora o diabo foge quando nós o repreendemos em nome de Jesus.
Agora que Satanás perdeu a batalha contra Jesus Cristo, Seu nome se tornou o que é mais temido por ele. Então, mesmo quando alguém que não nasceu de novo diz a Satanás: “Eu te ordeno em nome de Jesus, Saia!” ele sai pelo menos por algum tempo. Isso porque o nome de Jesus tem poder, e este poder foi conseguido pelo Senhor lutando contra o diabo e vencendo-o.
 
 

Satanás Traz Destruição à Humanidade

 
Satanás trouxe o pecado ao homem e o fez cair. E já que ele se tornou pecador, ele acabou levando-o a se opor a Deus. Contudo, Satanás agora está totalmente subjugado e aos pés de Jesus e diante do evangelho. Deus disse que está esperando que todos os inimigos de Jesus Cristo estejam diante dos Seus pés (Hebreus 1:13) até que o homem vença o juízo. Deus capacita o homem a vencer o diabo pela fé na Palavra. Em outras palavras, Deus nos leva a vencer o inimigo não pela força, mas pela verdadeira Palavra da salvação, a verdadeira Palavra dos nascidos de novo. Jesus Cristo já apagou todos os pecados do mundo e agora está esperando que aqueles que não crêem na Sua Palavra e estão do lado do diabo estejam sob Seus pés para serem condenado.
No livro de Apocalipse, vemos Deus tratando os que não nasceram de novo como Seus inimigos. E Ele diz que estes que seguem o diabo serão lançados no abismo reservado para ele. Por isso, nós temos que entender que o diabo nunca será nosso amigo e que ele não traz bem algum à humanidade.
Mesmo assim, as pessoas reconhecem todo tipo de deuses além de Deus. Mas estes deuses não passam de ídolos por onde ele se manifesta. Por mais que eles pareçam belos aos olhos humanos, todos os falsos deuses vêm de Satanás. É por isso que a bíblia nos adverte: “E não é de admirar, pois o próprio Satanás se transforma em anjo de luz” (2 Coríntios 11:14). Nós temos que entender que se não for o Deus triuno, nenhum outro deus neste mundo poderá abençoar o homem.
Os falsos deuses não podem nos ferir já que não cremos neles. Mas se alguém crer, ele inevitavelmente será ferido. Isso porque o diabo é inimigo do homem. Já que Satanás é inimigo tanto de Deus quanto do homem, como é que ele poderia trazer algo bom à humanidade? Nós temos sempre que nos lembrar que Deus colocou inimizade entre Satanás e o homem. E já que Deus considera Satanás Seu inimigo, o ser humano não poderá ser abençoado por Deus nem desfrutar das bênçãos dadas por Ele se crer nele. Todos serão condenados caso não recebam a remissão dos seus pecados crendo no batismo e no sangue de Jesus para serem salvos – isto é, no batismo que Jesus recebeu de João Batista para levar os pecados do mundo e no sangue derramado por Ele na cruz que pagou o preço por eles. Já que Jesus veio a essa terra para salvar todos dos pecados do mundo, os levou sobre si ao ser batizado por João Batista e os apagou a todos, ninguém deve se voltar contra Ele e se tornar servo do diabo, recusando-se a crer nisso.
Quando os nascidos de novo dizem a Satanás: “Eu te digo, Satanás, sai em nome de Jesus!”, por mais forte que ele seja, ele não tem poder algum diante do nome de Jesus e tem que sair. Na verdade, não há nada que Satanás possa fazer diante do nome de Jesus Cristo. É por isso que aqueles que não nasceram de novo usam o nome de Jesus para expulsar demônios.
Quando alguém crê em Jesus Cristo como seu salvador, Deus o abençoa e supre todas as suas necessidades. As pessoas dizem que podem ser felizes sem Jesus Cristo, mas não vêem que não há felicidade se estão afastadas Dele. Nós temos que entender que é Jesus quem concede a salvação, a vida eterna e bênçãos abundantes ao homem. Só Jesus é o amigo e o Pastor dos crentes. Nós temos que entender que somente este Deus é bom, e que todos os outros deuses não passam de inimigos.
“Pode haver algo bom se alguém deixar a Jesus Cristo e Sua Igreja?” Alguns entre os nascidos de novo pensam assim: “Eu nasci de novo agora, mas eu não serei feliz se for para o mundo e fizer coisas diferentes enquanto estou vivendo aqui? Já que eu vou para o Céu mesmo, por que eu não posso ser rico e feliz nessa terra também?” Mas a questão não é essa. Se nos afastarmos de Jesus Cristo e rejeitarmos a salvação que Ele nos deu através do Seu batismo e do Seu sangue, nós só teremos sofrimento e maldição. Quem deixa Jesus Cristo jamais pode ser feliz. É totalmente errado pensar que alguém pode viver feliz e prosperar depois de deixar a Igreja de Deus e voltar para o mundo. Ninguém pode ser próspero se deixar Jesus.
O diabo traz sofrimento ao homem e o humilha. Que tipo de inimigo desejaria que seus inimigos prosperassem? Satanás só finge que é bom, mas leva o homem à loucura ou o torna escravo dos valores mundanos. Ele jamais deixa o homem em paz e sempre traz algum tipo de doença ou dificuldade para ele. Para ser sincero, Satanás não tem motivo algum para ser bom para o homem.
Existem alguns dentre aqueles que receberam a remissão dos seus pecados que esperam algo do mundo, achando que de certa forma ele pode ser seu amigo. Mas, na verdade, quando eles têm amizade com quem não nasceu de novo, eles acabam sendo enganados e não ganham nada. Então, se os nascidos de novo alguma vez pensarem assim: “Eu serei mais feliz se for para o mundo do que se eu ficar na Igreja. Tudo dará certo se eu for para mundo”, eles têm que rejeitar estes pensamentos na mesma hora. Isso nada mais é do que Satanás sussurrando em seus ouvidos. Todos os pensamentos que vêm do diabo não passam de mentiras e só nos levam à destruição. É por isso que nossos próprios pensamentos são nossos inimigos. O mundo não é nosso amigo. Só Jesus é o nosso bom amigo.
 
 

O Caminho da Justiça é um Caminho de Lutas

 
Vamos ver Gênesis 3:16 agora.
“À mulher disse:
Multiplicarei grandemente a dor da tua gestação;
Em dor darás à luz filhos.
O teu desejo será para o teu marido,
E ele te dominará”.
Deus diz à mulher aqui que aumentaria muito suas dores de parto. E como a mulher sofre para dar à luz! Imagine carregar um bebê na barriga por nove meses. O bebê é algo maravilhoso para sua mãe, já que ela fica feliz de carregar na barriga seu amado filho, porém a gravidez vem acompanhada sempre de muita dor e sofrimento, até quando o bebê chuta sua barriga de manhã. Deus disse que multiplicaria grandemente “a dor da concepção” da mulher. Ele também disse: “O teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará”. Esta também foi um castigo que Deus deu à mulher.
Já que nascemos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito, nós agora desejamos de coração servir à justiça de Deus . Nós agora temos uma mente espiritual, e é por isso que fazemos a obra de Deus, não porque temos uma mente carnal. Somente quando a terra do nosso coração é preparada é que a mente espiritual é nela plantada. Se quisermos ter um coração justo e abençoado, temos que ter fé na Palavra da Verdade e praticar a justiça, apesar de isso dar muito trabalho e trazer um certo sofrimento.
Se não trabalharmos duro, jamais poderemos ter uma vida espiritual. Nós temos que lutar muito para vencer os obstáculos pela fé. Mas só podemos lutar e vencer a nós mesmos quando nós fazemos a obra espiritual e praticamos a justiça pela fé na Palavra da Verdade, quando fazemos parte da Igreja de Deus e cremos no evangelho da água e do Espírito. Para Deus, nada acontece por acaso. É errado pensar que nós seguimos a Deus e praticamos a justiça por vontade própria. Mesmos depois que nascemos de novo ainda temos que lutar contra nós mesmos, contra a injustiça, o mundo, todos os falsos ensinamentos deste mundo, e vencer todas estas batalhas.
Mas a Palavra de Deus tem que ser concebida em nós para fazermos isso. Também temos que nos apegar a ela e crer nela. E mesmo que essa Palavra às vezes no traga algumas lutas, só quando temos o Senhor no coração e nossa fé cresce é que nós podemos fazer a boa obra. Deus está nos dizendo que praticar Sua justiça requer sofrimento, e que ter um coração justo e fazer a obra espiritual também nos traz dor. Nós temos que entender que seguir ao Senhor não é algo fácil e crer nisso.
O caminho da justiça é um caminho de constante luta, é um caminho de constante autonegação. Nós devemos entender que conceber uma mente espiritual é algo sofrido. Se tivermos uma mente mundana em segredo, a mente espiritual não poderá crescer. Portanto, temos que perguntar a nós mesmos se ainda buscamos a ajuda do mundo quando estamos com problemas ou, ao invés disso, somos guiados pela Igreja de Deus. Embora as regras da Igreja de Deus sejam desagradáveis para a nossa carne, elas certamente são benéficas para nossa vida espiritual. É por isso que temos que obedecê-las mesmo que isso nos faça sofrer. Deste modo, nós poderemos crescer espiritualmente e andar pelo caminho correto. Só depois de sofrermos assim é que teremos uma mente espiritual e o poder espiritual nascerá em nós.
  
  
Os Filhos Espirituais Nascem com Dores de Parto
 
Como é doloroso para a mulher dar à luz a uma criança! É algo muito trabalhoso. Sem trabalharmos duro, nós filhos de Adão não teremos filhos espirituais. Assim como uma mulher dá à luz ao seu lindo bebê em meio a muita dor, nós também não podermos dar à luz a filhos espirituais se não trabalharmos duro para isso. Para termos filhos espirituais, nós temos que arar a terra do seu coração, plantar a semente, preparar o solo e regá-lo sempre. Como disse Deus, nós só podemos ter filhos se trabalharmos duro para isso. O nascimento de toda criança não é algo fácil.
Você entende como uma mulher sofre para dar à luz a um filho? Do mesmo modo, temos que trabalhar duro para termos filhos espirituais. Você tem que entender que filhos espirituais só nascem depois de muito trabalho e sofrimento. É assim que Deus nos faz crescer. Nenhuma criança nasce de modo fácil, mas com muito trabalho. Só assim ela pode nascer e crescer saudável.
Os nascidos de novo são a noiva de Jesus Cristo. Mas para que a noiva dê filhos ao Noivo, ela tem que trabalhar duro. O que Deus disse a Eva também serve para você e para mim. Nós temos que trabalhar duro para gerarmos filhos espirituais, temos que ler constantemente a Palavra de Deus, orar e colocar em prática a nossa fé. Depois de livrá-los das trevas, nós temos que alimentar alimentá-los com a Palavra de Deus e cuidar deles. É através do trabalho duro e de muito sofrimento que geramos filhos espirituais. Em outras palavras, se quisermos seguir o Senhor iremos sofrer, ainda mais se quisermos gerar filhos espirituais no evangelho.
Depois que Eva pecou, Deus disse a ela que seu desejo seria para o seu marido. Mas antes da queda era o contrário. Quando Deus criou a mulher, Adão disse: “Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne”. Assim, o desejo do homem era mais para a mulher do que dela para ele, mas uma vez que o pecado entrou, Deus disse que o desejo da mulher seria para o seu marido.
Ele também disse que o marido dominaria a mulher e que ela seria dominada por ele. Isso significa que nosso desejo deve ser para Jesus Cristo e que temos que ser governados por Ele. E não apenas o nosso coração, mas tudo que há em nós deve ser governado por Jesus Cristo.
Deus disse: “O teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará”. O Senhor governa sua vida agora que você teve um encontro com Ele? Claro que sim. É o Senhor que reina sobre nós. Sempre que nossos pensamentos não são corretos, Jesus nos mostra isso. Já que o Senhor nos governa e nos guia pelo caminho da justiça, tudo que temos a fazer é seguir por este caminho. Lembre-se que a mulher deve ser governada pelo seu marido.
Algumas pessoas não querem ser guiadas por Deus depois que nascem de novo e acabam deixando a Igreja. A Igreja de Deus é o lugar onde Jesus Cristo, o Rei, nos guia. Sendo assim, se recusar a ser guiado por esta Igreja é o mesmo que recusar ser guiado por Jesus. Existem muitos santos e servos que se recusam a obedecer às ordens da Igreja de Deus e a deixam, dizendo: “Eu não vou fazer isso”. Existem muitos obreiros que dizem: “Eu vou viver do meu jeito. Eu quero mudar o estilo da Igreja para se adequar ao meu. A Igreja só tem que fazer isso mesmo? Ela não pode fazer algo diferente? Por que nós não podemos simplesmente colocar uma cruz na frente da Igreja e recebermos a todos como santos? É isso que eu quero fazer”. Mas isso é errado. Nós temos que ser guiados por Jesus e fazer o que Ele nos manda.
O que é certo? Sermos guiados pelo Senhor ou não sermos guiado por Ele? O que nos faz mais felizes? Nos submetermos ao Senhor ou vivermos como quisermos? Quando os santos são guiados pelos servos de Deus é que eles são mais felizes. Quem mais poderia levá-los a ter uma vida espiritual correta a não ser os servos de Deus que os guiam? Contudo, os servos de Deus também têm que ser guiados pelo servo-líder se ele quiser ser um bom servo. Melhor dizendo, quando os santos são guiados por Deus é que eles ficam na posição que Lhe agrada, e quando o povo de Deus é guiado pelos Seus servos é que eles ficam na posição que lhes agrada.
Deus é o rei dessa Igreja e governa absoluto sobre os seus servos, sobre você e eu. Por isso, ninguém na Igreja de Deus pode fazer o que quer. Se alguém é seguidor de Jesus Cristo, ele jamais pode fazer o que lhe agrada então. A princípio, pode até parecer uma boa idéia não ser guiado por ninguém e fazer tudo segundo a sua vontade, mas se alguém não for guiado por Deus ele acabará se tornando um monstro com cinco olhos, dez bocas e dois chifres na sua caminhada. Se os cristãos nascidos de novo não forem guiados por Deus eles acabarão se tornando monstros. Os servos de Deus têm que ser guiados por Ele, e todo aquele que faz parte do povo de Deus tem que ser guiado por Jesus Cristo. Todos que fazem parte do povo de Deus têm que ser guiados por Jesus Cristo em Sua Igreja.
Você é guiado por Deus? Já que Deus guia todos nós, eu também sou guiado por Ele. Nenhum cristão nascido de novo faz o que agrada o seu coração. Se ele estiver levando uma vida cristã de fé corretamente, com certeza ele está sendo guiado por Deus. Alguém que é solteiro ou bastardo espiritual, por outro lado, não é guiado por ninguém.
Já que nascemos de Deus através de Jesus Cristo, nós só poderemos sobreviver se nos submetermos à Sua orientação. Já que fazemos parte da Igreja, temos que considerar uma bênção Deus nos orientar através dos que se converteram antes de nós. Na verdade, quando somos guiados por Deus é que somos mais abençoados. É assim que você pode procurar os servos de Deus trazendo todas as suas falhas, e ao fazer isso, você pode ser repreendido e guiado por essas pessoas de fé.
Quanto mais você é guiado, mais você é depurado para se tornar um grande servo de Deus de várias formas. Mas se você não for guiado o suficiente, dificilmente haverá algo depurado ou espiritual em você. É maravilhoso ser guiado em tudo. Deus abençoa quem se prepara para ser guiado. Por isso, os servos de Deus não devem deixar que os santos façam tudo que eles querem na Sua Igreja, mas sim exercer sua liderança sobre eles com muito cuidado.
Recentemente, alguns irmãos começaram a pensar e a agir por si mesmos, mas uma vez que se submeteram as regras de Deus, seu coração foi restaurado na mesma hora. Eu posso afirmar por experiência própria que quando somos guiados por Deus em nossa vida de fé, assim como em nossa vida diária, nós somos felizes. Por outro lado, quando a maldade nasce no coração de quem não é guiado, isso pode até parecer bom por algum tempo, mas depois ele acaba atormentado. É por isso que temos que ser guiados por Deus na Sua Igreja. Ser guiado é uma verdadeira bênção e esta é a verdadeira vida cristã correta, já que Deus disse: “teu marido... e ele te dominará”.
 
 

Os Justos Foram Vestidos com a Eterna Salvação para Sempre

 
Vamos ver agora Gênesis 3:17-19. “Porque destes ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por tua causa; em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida. Ela produzirá também espinhos e abrolhos, e comerás das ervas do campo. Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela foste tomado; pois és pó, e ao pó tornarás”.
Depois que Adão e Eva desobedeceram à Palavra de Deus, ou seja, depois que eles caíram em pecado, seu coração foi totalmente corrompido pelo maligno. A frase “maldita é a terra por tua causa”, significa que o coração do homem foi amaldiçoado. É por isso que não há nada de bom no coração do homem. E nada de bom podia ser encontrado no coração de Adão e Eva também.
Ao contrário, só havia maldade, sujeira e malícia. Disse Deus então: “Em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida. Ela produzirá também espinhos e abrolhos, e comerás das ervas do campo”. Com isso, Deus quis dizer que não havia mais nada na natureza para comer. Então, o homem teria que se alimentar da Palavra da Verdade que só poderia ser alcançada pela fé quando ele arasse e preparasse seu coração para ser guiado por Deus.
Deus continuou dizendo a Adão:
“Do suor do teu rosto comerás o teu pão,
Até que tornes à terra,
Porque dela foste tomado;
Pois és pó, e ao pó tornarás”.
Foi este o castigo que Deus deu a Adão. Todos voltam ao pó quando morrem. Todos que não têm seus pecados remidos vão para o inferno, mas os nascidos de novo vão para o Reino dos Céus e serão espíritos abençoados ao invés de voltarem ao o pó.
Vamos ver agora Gênesis 3:20. “Chamou o homem a sua mulher Eva, porque era a mãe de todos os viventes”. A mulher chamada Eva foi a mãe de todos os viventes. Foi por causa de Adão e Eva que todos herdaram o pecado. Eles foram os pais de todos os viventes. Se traçarmos nossa descendência, nós veremos que Adão e Eva são nossos ancestrais, e, por isso, somos seus descendentes.
Gênesis 3:21 diz: “Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu”. A vestimenta de peles aqui se refere a roupas de couro, que mesmo quando rasgam podem ser costuradas e vestidas de novo. Existe uma grande diferença entre essa vestimenta de peles e as vestes de folhas de figueira que Adão e Eva fizeram para si, pois a vestimenta de peles não acaba rápido, e mesmo quando rasga pode ser costurada e vestida de novo. As vestes que Adão e Eva fizeram para si eram de folhas de figueira, enquanto que a vestimenta que Deus fez para eles era de peles.
A vestimenta de peles que Deus fez era do tipo que não rasgava facilmente, e quando vestidas duravam a vida toda. As vestes de folhas de figueira, ao contrário, secavam rápido e em três dias acabavam. E quando isso acontecia, elas não podiam ser costuradas, aí então eles tinham que fazer outras com novas folhas de figueira. Vestes de pele, por outro lado, duravam mais, enquanto que as de folhas de figueira acabavam logo. Enquanto as folhas de figueira duravam poucos dias, as vestes de pele, se alguém cuidasse bem delas, podiam durar a vida toda.
Melhor dizendo, as vestes de pele – ou seja, a salvação de Jesus Cristo – nunca vai acabar. Adão vestiu aquelas vestes de pele até o dia em que morreu. Do mesmo modo, já que Deus enviou Jesus Cristo como nossa propiciação para nos dar a salvação eterna, as vestes dessa salvação durarão para sempre. Uma vez que vestimos as vestes da salvação que Deus nos deu, elas nunca acabarão a não ser que as tiremos. Jesus Cristo nos vestiu com as vestes de justiça, e esta é a perfeita salvação que é igual às vestes de pele que não se rasgam nem acabam.
Por outro lado, as vestes de figueira que o homem fez para cobrir sua vergonha tinham que ser trocadas a cada três dias. As folhas grossas e com boa textura podem durar três dias, mas as folhas pequenas e novas da primavera não duram nem um dia. Por mais que o homem queira ter sua própria fé, quando ele ouve a Palavra pela manhã e volta para casa à noite, tudo já se foi e a justiça que ele alcançou com suas próprias obras se acaba à noite.
“Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu”. Nesse texto, Deus está falando sobre a salvação que ele nos deu pelo evangelho da água e do Espírito. A salvação que Deus nos deu não é algo que se acaba em três dias, não se vai quando cometermos algum pecado nem faz de nós pecadores novamente. Estas vestes de pele feitas por Deus são as vestes eternas da salvação. Para se fazer uma veste de pele, um animal tem que ser morto. Uma vida foi sacrificada por nós e esta salvação pelo sacrifício permanece para sempre. O evangelho da água e do Espírito que Jesus nos deu não é uma salvação efêmera que desaparece, mas uma salvação que é imutável. Por outro lado, a falsa justiça que o homem criou por si mesmo com coisas como as orações de arrependimento ou a doutrina da santificação contínua se deteriora e acaba em três dias.
Quando Jesus Cristo fez as vestes de salvação com Seu batismo e Seu sangue para Adão e Eva e os vestiu com elas, Ele fez com que eles evitassem ser amaldiçoados para sempre. Deus vestiu Adão e Eva com as vestes da Sua justiça e feitas do batismo e do sangue de Jesus. E estas vestes de salvação duram para sempre, como as vestes de pele. Abel também usou as vestes feitas por Deus, e depois todos os descendentes de Adão tiveram que vesti-las também. Depois que Adão e Eva caíram, eles primeiro usaram vestes de folhas de figueira, mas só até que Deus fizesse vestes de pele para eles e os vestisse. Depois disso, todos os seus descendentes usaram vestes de pele.
Essas vestes de pele protegiam seu corpo. Enquanto que as vestes os protegiam contra os espinhos, abrolhos e insetos, as vestes de folhas de figueira não podiam proteger sua pele. Melhor dizendo, a salvação que Deus no deu é como as vestes de pele, e Deus protege o homem vestindo-o com Suas vestes de justiça feitas do batismo e do sangue de Jesus.
Deus nos vestiu com a salvação que é como as vestes de pele. Ele nos vestiu com Sua justiça. A justiça de Deus jamais acaba, e até agora ela continua a vestir nossa alma a fim de não deixá-la nua. Aqueles que já usam as vestes de justiça, ou seja, a salvação de Jesus, podem se achegar a Deus com fé apesar de serem imperfeitos. O efeito de usar estas vestes de justiça dura para sempre.
 
 
As Vestes Feitas pelo Homem
 
Vamos fazer mais comparações entre as vestes de folhas de figueira e as de pele como encontramos no capítulo três de Gênesis. Quando Adão e Eva caíram, eles fizeram vestes de folhas de figueira e as vestiram, mas Deus fez para eles vestes de pele e os vestiu com elas após ter amaldiçoado o diabo por tê-los feito cair. Estas vestes os salvaram de modo perfeito, os protegeu completamente e restaurou sua comunhão com Ele.
Deus amaldiçoou Adão realmente, mas também fez vestes de pele para ele, a fim de que ele não sofresse tanto e vivesse desesperado neste mundo. Isso quer dizer que embora Adão tenha sido expulso do Jardim do Éden, ainda assim Deus o fez justo para que ele escapasse de todos os pecados e da maldição.
No capítulo quatro do livro de Gênesis, Deus nos fala muito sobre a Verdade da salvação. Antes de tudo, Ele separa a fé da salvação da fé que não pode alcançá-la. A bíblia conclui aqui que a própria veste de peles que Deus fez para o homem é a salvação que ele recebe ao ser remido de seus pecados, e que a salvação criada pelo homem é a veste de folhas de figueira. Sua mensagem final é que as vestes de folhas de figueira não podem salvar ninguém do pecado.
Se alguém fizer vestes de folhas para ser salvo dos seus pecados, ele terá que fazê-las dia após dia sem descansar. Já que as vestes de folhas de figueira podem rasgar e se acabar num dia, ele teria que fazer várias delas. Estas vestes de folhas de figueira teriam que ser feitas sempre; seria preciso fazê-las toda hora e elas nunca seriam suficientes. Ele também teria que trocá-las constantemente, duas, três vezes ao dia ou até mais, e isso não teria fim. Quem fosse descuidado teria que trocá-las umas dez vezes ao dia e ainda assim não seria suficiente.
Por outro lado, as vestes de pele feitas por Deus duram bastante; uma vez colocadas, ninguém tem que mudá-las e pôr uma nova. Essas vestes duram um mês, um ano, dois, três anos e até uma década – elas duram para sempre, na verdade, pois não rasgam nunca. No que se refere à salvação que remiu todos os nossos pecados, essa é a diferença entre as vestes feitas de pele e as vestes feitas de folhas. Em outras palavras, a salvação do pecado criada pelo homem e a criada por Deus são muito diferentes.
As pessoas crêem assim: “A salvação é alcançada fazendo orações de arrependimento e se santificando”, e elas procuram esconder sua vergonha tendo uma vida de fé. Melhor dizendo, eles fazem vestes de uma salvação que é imperfeita e as vestem sempre. As vestes de pele feitas por Deus, por outro lado, são as vestes da perfeita salvação feitas ao se pagar o preço de uma vida com o animal sacrificial; e é por isso que este preço em si é diferente.
Já que é isso que Deus está dizendo no capítulo três de Gênesis, como o homem pode ser tão pretensioso se gabando por ter feito vestes de folhas que não duram, e afirmando que continuará obtendo a salvação todos os dias sendo santificado e fazendo orações de arrependimento? Só por isso já podemos ver que todos os religiosos deste mundo são espiritualmente cegos.
Por mais que as pessoas façam vestes de folhas de figueira e as vistam, elas são ineficazes e não têm utilidade alguma. Elas podem produzir uma coleção inteira de folhas de figueira, mas isso esconderia toda a vergonha do seu corpo realmente? Elas poderiam proteger sua pele de modo perfeito? Quando os espinhos rasgassem as folhas, seu corpo ficaria exposto; e se esticasse mais um pouco, ia rasgar mais ainda e aparecer tudo – então, quanto tempo as pessoas conseguiriam esconder os seus pecados com as vestes de orações de arrependimento criadas pelo homem? Como elas poderiam se esconder?
O ser humano é cheio de pecados e erros; ele não passa de um poço de pecados que comete transgressões com a mínima provocação e erra demais ao longo do caminho. Como pode ele ocultar todos os seus pecados com orações de arrependimento então? Você acha mesmo que pode esconder seus pecados se arrependendo, cobrindo-os com vestes de folhas de figueira?
Foi isso que Deus disse a Adão e Eva: “Purifiquem seus pecados se arrependendo?” Claro que não! O homem não pode simplesmente esconder seus pecados com suas próprias obras, por mais que ele tente. E foi justamente por causa disso que Deus matou um animal, tirou sua pele e dela fez vestes para vestir Adão e Eva; e foi só aí então que eles puderam esconder sua vergonha com essas vestes de pele.
Este animal aponta para ninguém mais senão Jesus Cristo, que veio como o Cordeiro. O ser humano recebe a verdadeira salvação quando crê no batismo de Jesus e no Seu sacrifício na cruz. Por isso que a salvação do pecado não é alcançada pelas nossas próprias obras, mas crendo no batismo e no sangue de Jesus. Toda humanidade tem que entender e crer nesta Verdade, no evangelho da água e do Espírito.
 
 
O Homem Precisa Deixar Seus Próprios Padrões, Preconceitos e Pensamentos para Nascer de Novo Livre do Pecado
 
Por ter nos vestido com vestes de pele, Deus está dizendo a nós: “Todo aquele que faz vestes de folhas de figueira e se veste com elas não pode entrar no Jardim do Éden”. Deus deixa bem claro que todo aquele que tem algo a ver com o pecado não pode viver no Jardim do Éden, mas tem que ser expulso dele. Nós temos que entender que Deus expulsou o diabo e o homem que eram arrogantes do Jardim do Éden.
Está escrito: “O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada flamejante que se revolvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida”.
Deus se recusa totalmente a manter no Jardim do Éden todo aquele que come da árvore do conhecimento do bem e do mal, que define o que é o bem e o mal com base no seu próprio padrão e que julga a Deus por si mesmo. Deus pôs querubins e uma espada flamejante para guardar a entrada da árvore da vida, pois todos que comeram da árvore do conhecimento do bem e do mal não podiam viver no Jardim do Éden. Isso significa que Deus fechou o caminho para o Céu, proibindo de entrar nele assim, todo aquele que crê pelos seus próprios padrões e não crê no batismo de Jesus e no sangue do Seu sacrifício.
Deus criou esta regra para que todos que cressem pelos seus próprios padrões jamais vivessem no Jardim do Éden. O que você precisa entender aqui é que todo aquele que crê pelos seus próprios padrões são expulsos do Céu e vão para o inferno. Deus expulsou do Jardim do Éden aqueles que pensavam pelos seus próprios padrões para que eles não vivessem mais lá, por mais que eles fossem justos, cressem em Deus, tivessem feito vestes de folhas de figueira para si, ou até mesmo se tivessem feito vestes de pele. E Deus pôs uma espada flamejante para guardar a árvore da vida. Em outras palavras, Deus está nos dizendo aqui que todos que crêem em Jesus Cristo pelo padrão da sua própria mente acabarão sendo lançados no inferno.
Diante de Deus, nós temos que rejeitar o padrão da nossa mente. Alguém vai para o Céu ou para o inferno dependendo se ele conhece e crê no que está escrito na Palavra de Deus e no que Deus disse. Mas aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito serão abençoados. Diante da Palavra de Deus, nós temos que deixar nossos próprios padrões.
O que Jeová fez por Adão e Eva? O que Ele disse a eles? O que Ele lhes ensinou? O que Ele lhes ordenou? O que Ele prometeu a eles em Sua Palavra? Essas são perguntas muito importantes que precisam ser respondidas corretamente para que possamos ser verdadeiramente abençoados.
Todo aquele que não nasceu de novo têm seus próprios padrões. E todos cuja mente tem seus próprios padrões foram expulsos do Jardim do Éden, e a grande razão de as pessoas não poderem nascer de novo é justamente o fato de elas terem se apegado a estes padrões.
O pior de todos os males que Deus vê no homem é o fato de ele ter seus próprios padrões; e foi por isso que Ele disse que isso nada mais é do que algo diabólico. A bíblia diz: “O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal”. Amados irmãos, se o homem conhecesse o bem e o mal corretamente, Deus não se agradaria ao invés de se irar? Deus não se sentiu ofendido porque Ele era egoísta e o homem passou a conhecer o bem e o mal, mas Ele disse que seu ato foi errado porque ele passou a conhecer o bem e o mal pelos seus próprios padrões, entendendo-os assim de forma errada. O conhecimento do bem e do mal que o homem possui pelos seus próprios padrões é maligno porque é diferente do padrão de Deus. Bom é seguir o Senhor segundo a Sua perfeita vontade e viver pelo Seu padrão.
O que acontece quando o homem procura ser como Deus? Ele é expulso. Todos nós devemos nos lembrar disso. Ninguém pode entrar no Reino dos Céus se tiver seu próprio padrão do que é bom ou mal; se alguém interpretar a Palavra de Deus segundo sua mente e crer nela segundo seu entendimento, ele nunca vai entrar no Céu, por mais que seja um bom cristão.
Aqueles que não nasceram de novo adotam seus próprios padrões. É por isso que hoje, apesar de haver muitos cristãos, poucos de fato podem entrar no Céu. Aqueles que profetizam, expulsam demônios e fazem sinais baseados em seus próprios padrões estão, na verdade, praticando a injustiça. E por causa deste pecado eles serão rejeitados pelo Senhor.
Todos neste mundo devem se lembrar disso: o caminho da destruição é ter aquilo que se pensa como padrão do bem e do mal. O único caminho para a vida é crer no Deus absoluto e no evangelho da água e do Espírito dado por Ele. Só Deus é quem tem toda a virtude, e Ele é o ser mais santo e justo que existe.
No final do capítulo três de Gênesis, Deus nos diz para deixarmos nossos padrões do bem e do mal – ou seja, para rejeitamos nossos pensamentos. Ele diz a todos os homens que se quiserem viver no maravilhoso Jardim do Éden, eles terão que deixar este padrão que são seus próprios pensamentos. Mas se, por outro lado, eles não quiserem entrar no Reino celestial de Deus, Ele diz a eles para manter seu padrão então.
Amados irmãos, como seria se fizéssemos vestes de pele de rinoceronte e as vestíssemos? Por mais que ela ficasse uma maravilha, nós nunca poderíamos entrar no Reino dos Céus vestindo algo assim? Nós temos que nos cobrir com as vestes de pele de animais específicos como cordeiros, cabras e vacas que o Senhor preparou para nós. Somente quando nós crermos segundo o sistema sacrificial estabelecido pelo Senhor é que de fato poderemos receber a remissão dos nossos pecados.
Nós temos que rejeitar nossos próprios padrões. Embora haja muitos neste mundo que crêem em Jesus Cristo, a maioria deles não pode entrar no Céu. Como Deus deixou bem claro para nós aqui no capítulo três de Gênesis, essas pessoas não podem entrar no Céu porque crêem em Jesus baseadas em seus próprios padrões. Nós temos que nos lembrar disso.
Do mesmo modo, quando pregarmos o evangelho da água e do Espírito, temos que usar a Palavra para romper com este padrão que muitos possuem. Seu conhecimento errado tem que ser rompido com a Palavra de Deus, caso contrário o evangelho não poderá entrar no seu coração. E é você que tem que ensinar isso a eles. Você tem que mostrar a eles na Palavra de Deus o que ela fala do pecado, do julgamento, o que é a salvação, o que é a justiça e quem são os nascidos de novo. Só então eles poderão nascer de novo. As pessoas não podem entrar no Céu mesmo crendo em Jesus porque seus padrões são diferentes dos da bíblia. Por isso, temos que explicar-lhes a Verdade para que elas sejam salvos.
Nos primeiros três capítulos do livro de Gênesis, Deus faz um resumo do tema principal de todos os 66 livros que existem nas Escrituras. Todos os princípios de uma vida correta de fé são encontrados aqui nesses três capítulos. Ele escreveu como o homem se tornou pecador, como ele pode receber a remissão dos seus pecados e nascer de novo, como ele pode ser guiado por Deus, como seus desejos devem ser para o Senhor e como eles têm que trabalhar duro para ter filhos espirituais. Tudo isso foi cumprido conforme Deus planejou, como podemos ver no capítulo três de Gênesis.
Todos nós devemos crer no plano da salvação de Deus que foi cumprido pelo Seu evangelho, o evangelho da água e do Espírito, para que assim todos recebamos a vida eterna.