Khotbah-Khotbah

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 3-14] Sempre Faça Tudo para o Bem de Deus (Gênesis 3:1-24)

Sempre Faça Tudo para o Bem de Deus(Gênesis 3:1-24)
“Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito. Esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, os vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal. Vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, que estava com ela, e ele comeu. Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; coseram, pois, folhas de figueira, e cingiram-se. Então ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia, esconderam-se o homem e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. Mas chamou o Senhor Deus ao homem, e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu, e escondi-me. Perguntou-lhe Deus: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Disse o homem: A mulher que me deste por companheira deu-me da árvore, e eu comi. Então disse o Senhor Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Disse, pois, o Senhor Deus à serpente:
Porque fizeste isto,
Maldita és entre todos os animais domésticos,
E entre todos os animais do campo;
Sobre o teu ventre andarás,
E pó comerás
Todos os dias da tua vida.
E porei inimizade entre ti e a mulher,
E entre a tua descendência e o seu descendente;
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar.
À mulher disse:
Multiplicarei grandemente a dor da tua gestação;
Em dor darás à luz filhos.
O teu desejo será para o teu marido,
E ele te dominará.
Ao homem disse:
Porque deste ouvidos à voz de tua mulher,
E comeste da árvore de que te ordenei, dizendo:
Não comerás dela, maldita é a terra por tua causa;
Em fadiga comerás dela todos os dias da tua vida.
Ela produzirá também espinhos e abrolhos,
E comerás das ervas do campo.
Do suor do teu rosto comerás o teu pão,
Até que tornes à terra,
Porque dela foste tomado;
Pois és pó, e ao pó tornarás.
Chamou o homem a sua mulher Eva, porque era a mãe de todos os viventes. Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu. Então disse o Senhor Deus: O homem agora se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mal; assim, para que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente: o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. Havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada flamejante que se revolvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida”.
 
 
A bíblia diz que Satanás é astuto e sagaz. Quando alguém cai na astuta cilada do diabo, ele começa a usar de hipocrisia. Um exemplo disso foi o próprio fato de Adão ter feito para si uma veste de folhas de figueira. Quanto mais alguém age com hipocrisia, mais ele se afasta de Deus, pois passa a confiar em suas próprias forças e estabelecer sua própria justiça, ao invés de buscar a graça de Deus em sua vida e ter fé na Sua justiça.
O capítulo três de Gênesis descreve como Adão e Eva foram enganados por Satanás e amaldiçoados por Deus por causa disso. A serpente perguntou a Eva: “É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? A serpente astuta usou o artifício da dúvida, e por causa disso, Eva caiu na armadilha de Satanás. Satanás fez essa pergunta de propósito para distorcer a Palavra de Deus e colocar dúvida na mente de Eva, se assegurando que ela responderia segundo sua própria concupiscência e cairia em sua armadilha.
Mas onde Deus diz a Adão e Eva que eles não poderiam comer de todas as árvores? O que Deus disse realmente foi: “Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás, pois no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gênesis 2:16-17). Satanás sem dúvida sabia de tudo isso, mas mesmo assim ele foi até Eva e lhe disse para não comer de todo fruto do jardim. Isso significa que Satanás tinha um plano malicioso em sua mente.
Se alguém disser algo totalmente ridículo e inconcebível, ninguém vai ouvi-lo. Mas se ele fizer com que suas palavras pareçam plausíveis, as pessoas irão ouvi-lo. Até hoje, o diabo, que é astuto, tenta desacreditar Jesus e enganar as pessoas para destruí-las. Se Satanás tentasse fazer com que as pessoas não cressem em Jesus abertamente, elas iriam contra ele. É por isso que ele primeiro faz com que elas creiam Nele e depois as engana fazendo-as crer em falsos ensinamentos, a fim de que elas não sejam salvas do pecado, apesar de crerem em Jesus. Satanás continua sendo astuto do mesmo jeito que era no dias de Adão e Eva.
Satanás é tão astuto e sagaz que usa palavras enganadoras para enfraquecer a fé do homem. Foi por isso que ele disse: “É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais”.
Por causa disso, Eva não apenas foi enganada pelo diabo, mas também foi ferida mortalmente. Em outras palavras, sua fé foi abalada pela astúcia de Satanás. Ela tinha que ter em mente o que Deus havia lhe dito até então, mas sua fé foi abalada por uma simples insinuação de Satanás. Portanto, quando alguém cai na astuta cilada do diabo, sua fé se corrompe dessa forma.
Sendo assim, nós temos que saber como discernir a obra espiritual da obra carnal. Se os obreiros de Deus não puderem discernir a obra do Espírito das obras da carne, eles acabarão inevitavelmente cometendo muitos erros. Se um pastor sabe o que é a obra espiritual e o que é a obra carnal, ele não será enganado e não cairá na astuta cilada de Satanás. Por isso, nós temos que discernir muito bem o que é espiritual e o que é carnal.
Mas pode alguém discernir o que é espiritual e carnal por si mesmo? Não. É por isso que deve haver líderes na Igreja de Deus e cada obreiro e cada santo seja guiado por estes servos de Deus. Quando Deus escolhe Seus servos, Ele dá a cada um deles discernimento espiritual. E Ele os guia de maneira correta se assegurando de que eles verão como Satanás está enganando muitos santos de várias formas hoje em dia. Deus estabeleceu Sua Igreja e separou Seus servos para trabalhar nessa área, a fim de que os santos sejam guiados de modo correto para não serem enganados pelas astutas mentiras de Satanás.
Como vimos na passagem bíblica deste capítulo, nem tudo que o diabo disse estava 100% errado. Cerca de 5% do que ele disse estava errado, mas os outros 95% estavam certos Ele não mencionou a árvore do conhecimento do bem e do mal que estava no meio do jardim, ao contrário, ele adicionou “certamente” às suas palavras e perguntou: “É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?”
O diabo adicionou a palavra “certamente” aqui, mas o resto da pergunta era praticamente idêntica ao que Deus havia dito. Eva respondeu então, dizendo: “Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais”. Assim, como podemos ver aqui, foi influenciada pela serpente que Eva disse essas palavras sem fé.
As pessoas também são influenciadas pela companhia. Quando elas estão com alguém espiritual, sua mente se torna espiritual, mas quando estão com pessoas carnais, sua mente se torna carnal também. E quando alguém está com o diabo, ele fica sob sua influência maligna e nem percebe, por mais que tente não ser influenciado por ele. É por isso que nós podemos ver aqui Eva sob a influência de Satanás. E foi por essa razão que ao invés de crer na Palavra de Deus exatamente como Ele havia dito – que ela “certamente morreria” se comesse do fruto proibido – Eva disse apenas que Deus havia dito a ela para não comer do fruto “para que não morresse”.
Mesmo depois de nascermos de novo, se continuarmos nos relacionando com os religiosos que conhecíamos antes, nós acabaremos sendo influenciados por eles. Apesar de tudo que eles dizem ser um absurdo, se nós continuarmos a vê-los, será inevitável não crermos neles. De fato, se continuarmos a ter comunhão com aqueles que não têm nada a ver com a Palavra de Deus, a ouvir suas pregações, participar dos seus cultos e orar com eles, aos poucos seremos atraídos pelas suas mentiras.
Já que a princípio suas mentiras se parecem muito com a Verdade, nós aos poucos vamos nos acostumando com isso sem perceber. Assim, nós acabamos perdendo a fé totalmente no final – a obra astuta e sagaz de Satanás não é outro senão esta. Foi por isso que o Senhor disse: “Cuidado, acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus” (Mateus 16:6). Se os justos continuarem dando ouvidos às pessoas deste mundo, sua fé acabará sendo corrompida. A fé de Eva foi enfraquecida porque ela deu ouvidos à serpente. Foi por isso que ela disse: “Do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais”.
Na bíblia está escrito nitidamente que Jesus levou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João. Mas ainda existem muitos cristãos que confessam: “Apesar de crer em Jesus como meu Salvador, ainda há pecado no meu coração”. Isso é apenas outra maneira de dizer: “Nem todos os meus pecados foram levados por Jesus”, o que quer dizer, basicamente: “Ele não é o meu Salvador”. Nós vemos tantas pessoas com a fé corrompida desse jeito.
Toda casa deve ter um muro e uma porta, e seu interior deve ser bem distintos da parte de fora. Se a fé daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito mudar, isso é porque eles não construíram o muro da fé. Estes continuam seguindo falsos profetas que estão sempre à espreita para ver se podem conseguir algo novo e continuam receptivos à mentira. No final, eles acabam se tornando pessoas sem fé.
Devemos sempre estar de olhos bem abertas para vermos tudo. Até os nossos inimigos possuem algumas verdades. Se olharmos por certo ângulo, acabaremos descobrindo que, de certo modo, nossos inimigos espirituais não estão totalmente errados. Mas se formos esquecer de todas as suas mentiras só por causa deste pequeno detalhe, nós acabaremos nos tornando totalmente como eles. Como eu tenho dito várias vezes, temos que traçar a linha divisória da Verdade entre nossos inimigos e nós, pois só assim nossa fé ficará firme e poderemos defendê-la enquanto vivermos.
A Igreja de Deus é a reunião do povo de Deus que crê na Sua Palavra. E aqui não há nenhum fermento espiritual. E caso entre algum fermento, é a Igreja de Deus que o removerá. A maneira de pensar do homem e o seu sistema de valores são fermento, mas a Igreja de Deus remove tudo isso com a Palavra de Deus.
Se não houvesse a Igreja de Deus neste mundo, as pessoas estariam vivendo num mundo apenas de fermento. Nenhuma obra do evangelho da água e do Espírito pode ser feita onde há o fermento do homem. Os livros escritos por aqueles que ainda não nasceram de novo não passam de um monte de fermento, e se alguém tolerar isso, sua alma acabará perecendo no final. Deus nos disse: “Não comam da árvore do conhecimento do bem e do mal que está no meio do jardim. Se vocês fizerem isso, vocês certamente morrerão”. Mas se não crermos nisso, nós acabaremos caindo na armadilha de Satanás e perderemos toda a fé que temos, por menor que ela seja.
Satanás nos tenta o tempo todo para que nos tornemos hipócritas. E sua tentação é muito astuta. É assim que o diabo se aproxima de nós com astúcia: ele se aproxima de nós como alguém que entende e se sensibiliza com nossas necessidades carnais, ou como alguém que nos incita a exigir que os servos de Deus aceitem e realizem nossos desejos carnais.
Em Cristo, nós procuramos entender aqueles que estão lutando contra seus desejos carnais. Mas mesmo assim, o que tem que ficar claro é que a Igreja não pode aceitar os desejos carnais das pessoas. Já que nós também somos carne, às vezes nos encontramos buscando os desejos carnais, mas isso não é ter a fé correta. Se nós seguirmos nossa mente carnal e a Igreja também aceitar nossos desejos carnais, o que nos restará então será um monte de doutrinas cristãs e relacionamentos humanos, a verdadeira fé será corrompida e, como conseqüência, nós acabaremos achando que o evangelho pode ser encontrado em qualquer igreja também.
Se a Igreja der muita importância aos assuntos carnais, saberemos de antemão que ela não poderá guiar as almas de modo correto. Por exemplo, vamos supor que uma família é tão pobre que necessita da nossa ajuda financeira. É claro, se ajuda financeira for abençoar estas almas, temos que ajudá-las então. Entretanto, existe uma armadilha aqui, e é que alguém que recebe ajuda financeira da Igreja está muito propenso a querer dela somente coisas materiais, e quando estes benefícios não são mais do seu agrado, ele acaba deixando-a. Eu já vi isso acontecer muitas vezes.
1 João 1:9 diz: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça”. Qual a diferença entre o Cristianismo mundano e a Igreja de Deus que crê no evangelho da água e do Espírito? Os cristãos do mundo também dizem que não têm pecado, já que Jesus tirou todos os seus pecados. E eles também dizem que a remissão de pecados é obtida quando eles os confessam e fazem orações de arrependimento diariamente.
Nós, por outro lado, cremos que Jesus já tirou todos os pecados do mundo, mesmo que não os confessemos. É Deus que convence nosso coração de algo que fazemos de errado. E é por isso que nós reconhecemos nossas falhas e confessamos nossos pecados, mas não porque temos pecado no coração e buscamos ser redimidos deles ao fazermos isso.
Na verdade, Adão era o cabeça de Eva. Sempre quando há duas ou mais pessoas, Deus acaba levantando um líder. Quando dois dos nossos obreiros foram para Yanbian, China, a fim de pregar o evangelho ali, a Igreja elegeu o evangelista Chang como seu líder. A Igreja designou o evangelista Chang para liderar o evangelista Park para que ele nunca agisse ou fizesse algo sozinho. Assim, eles serviram ao evangelho muito bem. É por isso que deve haver líderes na Igreja de Deus.
Só porque você e eu estamos servindo ao evangelho, isso não significa que todos somos pessoas de fé. Já que a impureza da nossa carne sempre vem à tona, nós temos que removê-la e seguir ao Senhor. Nós não nos tornamos líderes só porque recebemos a remissão de pecados e somos zelosos. Os servos de Deus têm que ser capazes de discernir claramente o que é espiritual do que é carnal, de conhecer as ciladas de Satanás e lidar com elas com sabedoria. Só então a Igreja de Deus poderá guiar os santos corretamente.
Os líderes da igreja têm que impedir que Satanás perturbe a Igreja de Deus. Todos acham que tudo que eles pensam está espiritualmente certo. Então, na ausência de um líder, nós não temos como discernir se os pensamentos que nos vêem à mente são espirituais ou carnais. Somente quando temos alguém que nos guia é que podemos defender nossa fé, guiar outras almas corretamente e não cair nas armadilhas do diabo.
Satanás é muito astuto. Ele é tão astuto que até os servos de Deus podem ser enganados. Para não sermos enganados por Satanás, nós temos que ficar firmes espiritualmente. Em outras palavras, nós temos que nos apegar à Palavra. Nossa mente tem tanto pensamentos carnais quanto espirituais, mas devemos dar lugar somente aos pensamentos carnais pela fé.
É por isso que aqueles que são espirituais não se baseiam na sua justiça carnal. Eles não confiam na sua carne, como o apóstolo Paulo disse: “Pois a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em Espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne” (Filipenses 3:3). Enquanto servem a Deus, aqueles que são espirituais não se apegam aos seus pensamentos carnais. Eles negam a si mesmos e seguem o Senhor. É por isso que eles sabem que são apenas carne e só o Senhor é Espírito; é por isso que eles negam a si mesmos e só seguem o Senhor. Nós pagamos o preço quando seguimos a Palavra de Deus e somos guiados pela Igreja, pois isso só é possível quando negamos a nós mesmos.
A bíblia diz: “Um vapor, porém, subia da terra, e regava toda a superfície do solo” (Gênesis 2:6). Isso quer dizer que os pensamentos que temos são sempre maus, que nós só buscamos nossos desejos carnais, e que uma mente carnal como esta não traz benefício algum à nossa vida espiritual. Como podemos negar a nós mesmos então? Nós só podemos fazer isso quando cremos que nossos pensamentos estão sempre errados e o que a Igreja de Deus fez está sempre certo. Os santos têm que entender que são carne e o Senhor é Espírito, têm que saber e crer que Deus levanta Seus servos em Sua Igreja, que Ele lhe deu a fé e uma mente espiritual, e que é assim que Ele guia Sua Igreja.
Se a Igreja de Deus fosse cheia do amor carnal, aceitasse todo mundo e até tolerasse os membros problemáticos, todos adorariam este amor. Se olhássemos pelo lado carnal, pode até parecer que a Igreja teria mais membros e passaria até por um avivamento espiritual se nós agíssemos assim, mas isso mataria nossa alma. Se os servos de Deus tolerassem os desejos carnais dos santos, isso até seria bom para eles a princípio, mas no fim os impediria de crescer e ser transformados espiritualmente.
Quando a maldade carnal de um santo é revelada e o líder da igreja o repreende com firmeza, ele pode até pensar assim: “Esse cara deve ser um líder sem coração; ele é tão ríspido”. Mas depois que isso passa, o Senhor o fará ver que não é bem assim. O Senhor o ensinará corretamente, dizendo: “Ele teve que fazer isso para te preparar, pois seus pensamentos não eram corretos”.
Nosso Senhor é a Verdade e o amor. Mas Seu amor não é do tipo que tolera tudo. O Senhor é justo. Em outras palavras, o Senhor é amor e justiça. Quando os santos precisam da nossa ajuda, nós os ajudamos mesmo que eles não queiram.
Por mais que alguém seja legal e generoso na carne, essa relação carnal não vai durar muito. Com o tempo ela vai acabar, pois ela é como uma casa construída na areia. Nós temos que discernir o que é espiritual. Mas enquanto não pudermos viver o tempo todo em espírito, temos que discernir no nosso coração o que é espiritual e o que é carnal; e temos também que viver pelo Espírito Santo. Deus então trabalhará em nossa vida, a Verdade nos guardará e nossa fé espiritual nos protegerá. Foi assim que a Igreja nasceu.
Na verdade, não é qualquer um que pode abrir uma Igreja de Deus. Só porque recebemos a remissão dos nossos pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito, isso não quer dizer que qualquer um pode abrir uma Igreja de Deus se quiser pregar o evangelho. Antes de tudo, é preciso ser um servo de Deus para abrir Sua Igreja. E os servos de Deus têm que ser capazes de prever o que pode acontecer aos santos no futuro, assim como saber discernir o que é espiritual do que é carnal, a fim de guiar as almas de modo correto. Só assim uma Igreja de Deus pode ser aberta para fazer Sua obra. Só então os servos de Satanás serão expulsos da Igreja, por mais que se escondam, e o próprio Deus a encherá com Sua bondade. Entretanto, se nós tentarmos servir ao Senhor e liderar a Igreja mesmo não tendo discernimento do que é espiritual ou carnal, acabaremos então servindo apenas ao diabo.
Meus amados irmãos, o que aconteceria se tivéssemos tão pouca fé e disséssemos: “Para que não morramos”, ou invés de dizermos: “Certamente morrerás?” Este seria o nosso fim. Qual seria o resultado se pregássemos o evangelho às pessoas assim? Depois de ouvirem toda a Verdade do evangelho, elas diriam: “Jesus levou todos os meus pecados. Aleluia! Mas já que eu peco todos os dias, eu tenho que ser remido dos meus pecados pessoais fazendo orações de arrependimento. Isso até que é biblicamente lógico. Veja bem. Leia 1 João 1:9. Não diz aqui que temos que fazer orações de confissão?” É isso que dizem aqueles cuja fé está corrompida.
Eu já falei sobre as orações de confissão anteriormente. Nós fazemos isso porque nossa mente está confusa, não porque Deus deseja recebê-las. Pelo fato de Deus já ter apagado todos os nossos pecados, quando vemos isso pela fé, entendemos que todos eles já sumiram realmente. Nós fazemos confissão para sermos livres do mal, não porque temos pecado. Você entende o que eu quero dizer?
Mas se fôssemos dizer em nossa falta de fé: “A remissão de pecados é recebida através da confissão”, daí por diante nós estaríamos contra Deus e edificando o reino do diabo. Por mais que trabalhemos duro e soframos, quanto mais nós pregarmos o evangelho sem termos a fé correta, mais as pessoas acabarão se alistando no exército do diabo. E mesmo que nossa intenção não seja esta, isso vai acabar acontecendo. Na verdade, seria melhor que essas pessoas não tivessem uma vida de fé.
No entanto, há muitos entre estas pessoas que querem ter uma vida correta. E eles buscam tanto isso que gastam dinheiro com os outros, e não consigo mesmos. Mas quando olhamos para sua condição espiritual, seria melhor para Deus se eles não fizessem nada disso. Essas pessoas fazem tantas coisas assim justamente porque não podem discernir as coisas espirituais das carnais. Em outras palavras, isso acontece porque elas caíram nas astutas ciladas de Satanás.
Durante nossa vida, todo tipo de pensamento imundo vêm sempre à nossa mente. Mas estes pensamentos sujos e egoístas surgem quando damos lugar aos pensamentos carnais ao invés de seguirmos o Espírito. Sendo assim, o mais sábio a fazer é seguir a Palavra de Deus e ser guiado por ela desde o começo. Assim como todo o povo de Israel seguia a Arca da Aliança, nós devemos seguir a Palavra de Deus.
Nós temos que ser obreiros de Deus que entendem o que é espiritual e que realmente seguem o Espírito pela fé. Nós temos que discernir o que é espiritual. Por exemplo, algo primordial não é ensinar aos nossos alunos na nossa Escola de Missões como pregar a Palavra de Deus, mas sim como fazer a vontade de Deus aprendendo a discernir a vontade do Espírito Santo e os desejos da carne. Melhor dizendo, eles são treinados para negar a si mesmos a fim de servirem fielmente ao evangelho da água e do Espírito. Seu propósito ao vir para a Escola de Missões é entender que tipo de vida correta devemos viver. Se eles entenderem isso de fato e colocarem isso em prática na sua vida pela fé, eles não terão mais nada a aprender então.
Você tem que ouvir a Palavra de Deus, crescer na fé, seguir aqueles que se converteram antes de você, obedecê-los e se unir a eles. Há muito tempo, havia um reino cheio de gente esperta e outro reino cheio de tolos. E estes reinos entraram em guerra. Todos no reino dos espertos eram cheios de sabedoria, o rei, o ministro da defesa e todos que estavam abaixo deles. Por outro lado, todos no reino dos tolos eram ignorantes, o rei, o ministro da defesa e todos os seus soldados. A guerra então estourou entre estes dois reinos muito diferentes.
O comandante do reino dos espertos ordenou: “Atacar!” Mas os soldados pensaram: “Se eu atacar eu serei o primeiro a morrer. Eu vou me esconder num buraco, e quando o inimigo estiver cansado, eu vou sair ao campo de batalha e me destacar muito na luta”. Todos eles fizeram um buraco e se esconderam então. Por outro lado, quando o comandante do reino dos tolos ordenou: “Atacar!” seus soldados foram em frente. Então, cada um deles foi matando os soldados do reino dos espertos que estavam escondidos nos buracos. Quem ganhou a guerra? Foi o reino dos tolos.
Do mesmo modo, nós só poderemos seguir as normas da Igreja de Deus se não dissermos nada. Na verdade, todos vocês são estúpidos. As pessoas do mundo dizem que não podem nos compreender, já que parecemos muito estúpidos aos seus olhos. Elas dizem que ninguém crê como nós, mesmo que a Palavra de Deus concorde conosco. Sendo assim, segundo o padrão do mundo, nós somos tolos. Somos idiotas. Os cristãos mundanos nos chamam de tolos e nos tratam como idiotas, já que eles se comprometem muito facilmente com o mundo e lidam muito bem com ele. Todavia, nós seguimos apenas a Palavra de Deus e só pregamos o evangelho da água e do Espírito.
Olhando pelo padrão mundano, parece mesmo estupidez seguir a Igreja de Deus. De fato, se seguirmos a Deus de modo correto, é algo mais que natural sermos tratados assim. Como disse o Senhor: “Ai de vós, quando todos os homens de vós disserem bem, pois assim faziam seus pais aos falsos profetas” (Lucas 6:26).
Às vezes, a Igreja de Deus pode até parecer que tem pouca compaixão pelos santos. Mas como não podemos esconder o que somos de fato, quando nossos pensamentos são revelados nós somos repreendidos. Contudo, a Igreja nos repreende para corrigir nossas falhas porque os nossos pensamentos não são corretos diante de Deus; mas se expressarmos nossas opiniões dentro da Palavra, a Igreja verá que elas estão corretas e as aprovará.
Seguir a Igreja de Deus é o mesmo que seguir ao Senhor. Mas somente quando somos espirituais é que podemos seguir a Igreja de Deus, e somente quando conhecemos e fazemos a vontade de Deus através da Sua Igreja é que podemos seguir o Senhor. Meus amados irmãos, vocês querem fazer a vontade de Deus? Vocês querem fazer a vontade de Deus não importa o que aconteça com vocês? Se vocês têm este desejo, vocês então podem seguir o Senhor.
Já que continuamos a fazer a obra de Deus, muitas vezes resultados não são bons, mas se nosso coração deseja seguir o Senhor, Ele realizará tudo. Se for a vontade de Deus que levantemos tijolos, nós temos que fazer isso então. E se a vontade do Senhor for derrubar o muro, temos que derrubá-lo com alegria no coração então. Se quisermos fazer a vontade de Deus, nós poderemos fazer tudo, em todo lugar. Só alguém que vai aonde o Senhor o guiar é que pode caminhar com Ele (Apocalipse 14:4).
Às vezes, quando uma tarefa é realizada, ela nos parece tão descuidada que pensamos: “Que tipo de trabalho é feito sem nenhum planejamento ou discussão?”
Mas depois de um tempo, acabamos vendo o resultado e concordamos, dizendo: “Ah, então o líder começou o trabalho com este planejamento. Ele já tinha tudo em mente no começo, apesar de não ter nada em mãos”. A Igreja de Deus não faz nada sem um propósito. Embora leve um tempo para que os resultados apareçam, é com um planejamento detalhado e bem meticuloso, além de constantes orações, que os líderes colocam cada tijolo para edificar o que têm em mente. Esta é a vontade e a sabedoria de Deus.
Nós temos que aprender a ter discernimento espiritual na nossa vida de fé com nossos líderes. Qual é a vontade de Deus? Se for do agrado de Deus, devemos negar a nós mesmos então, mesmo que isso vá contra nossa vontade e não nos faça felizes. Mesmo que morramos, o Senhor tem que viver; mesmo que fracassemos, o Senhor tem que triunfar. “Os seus desejos e os meus têm que ser negados, mas a vontade do Senhor tem que ser cumprida”. Tendo este discernimento espiritual, temos que nos sujeitar, negar a nós mesmos e fazer o que é bom para o Senhor. Nós temos que fazer tudo que glorifica o Senhor e é bom para o Seu Reino sem hesitar.
Se o Senhor nos disser: “Já que você recebeu a remissão dos seus pecados, você tem que se separar do mundo”, então temos que fazer isso imediatamente, quer gostemos ou não. E se o evangelho da água e do Espírito puder ser pregado ainda mais, temos que fazer o que for necessário então para que isso aconteça. Como nós poderemos agradar ao Senhor se ainda nos preocupamos tanto com nosso orgulho e nosso conforto? Se for para agradar ao Senhor, temos que nos dedicar de todo coração. Este é o tipo de atitude que devemos ter.
O Senhor disse: “Buscai o reino de Deus e sua justiça”. Nós temos que ser úteis ao Senhor e à Sua Igreja, mesmo que este mundo não nos ofereça nada. Você e eu temos que buscar o que é bom para o Senhor acima de tudo. Quando temos um coração assim é que podemos servir ao Senhor fielmente. E é aí que podemos ter experiências com o Deus vivo.
Nosso coração busca nosso próprio bem ou o bem do Senhor? Nós fazemos a vontade de Deus ou a nossa? Temos que entender isso muito bem e ter um tipo de vida que busca o bem do Senhor; e também temos que orar ao Senhor para nos dar um coração como este. Tendo um coração assim obtido por meio da oração, nós temos que prosseguir passo a passo. Nós temos que ser guiados passo a passo pelo Senhor ao longo do caminho para irmos em direção ao alvo.
No texto bíblico deste capítulo, se Eva tivesse procurado o bem do Senhor, ela teria percebido a cilada de Satanás. Mas, ao contrário, ela deu lugar a seus próprios pensamentos e acabou caindo na armadilha do diabo.
Quando o diabo disse a ela: “Deus não disse que vocês podiam comer de todas as árvores do jardim?”, sua tentação acabaria na mesma hora se ela usasse as palavras corretas. Ela deveria ter dito: “Não. Deixa eu te explicar. Deus disse que eu posso comer de todas as árvores do jardim, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal que está no meio dele. Você entendeu agora? Não perca seu tempo comigo”. Mas Eva não buscou o bem e a glória de Deus.
Deus permite que o ser humano coma da árvore da vida e viva para sempre. Mas é claro que existe uma razão de Deus ter criado o homem tão fraco. Sabemos que Deus nos criou fracos para que nascêssemos de novo por meio do Senhor e, como resultado, nos tornássemos Seus filhos.
Já que nascemos de novo agora, o que deveríamos fazer se enfrentássemos a mesma situação que Eva? Nós deveríamos buscar o bem de Deus. E nós temos que buscar os interesses de Deus justamente porque nascemos de novo. Temos que buscar o bem de Deus em todas as coisas. Já que nos tornamos filhos de Deus no momento em que cremos no evangelho da água e do Espírito e nascemos de novo, temos que buscar os interesses da Igreja da Deus e do evangelho. Aí então é que poderemos fazer tudo. Quando Deus nos disser para pregarmos a Palavra, poderemos pregá-la, e quando Ele nos disser para levantarmos recursos para servirmos ao evangelho, nós também poderemos fazer isso para ofertar a Ele.
Aos olhos de Deus, quem pode estar à frente para fazer algo são aqueles que buscam o Seu bem primeiro e, antes de mais nada, querem fazer Sua vontade. Aqueles que buscam o bem de Deus, do evangelho e da Igreja é que Deus levanta como Seus servos e é glorificado por meio deles. Você entende o que eu estou dizendo aqui? Você tem que ser alguém que busca o bem de Deus em primeiro lugar.
Nosso ministério atual não nasceu da nossa denominação. Para ser sincero, é ridículo como alguns cristãos consideram herética outra igreja que não é da sua denominação. Isso não é buscar o bem do Senhor. O homem tem uma mente tão fechada que busca seu próprio bem ao invés do bem de Deus. Mas já que nascemos de novo, nós temos que buscar o bem de Deus. O fato de termos que buscar o bem de Deus não significa que temos que fazer a obra de qualquer jeito, mas que temos que buscar o bem do Senhor com sabedoria e fazer nossos planos com calma para executá-los na hora certa, a fim de que o diabo não tenha vantagem sobre nós e o Reino de Deus seja erguido mais poderosamente ainda.
Você e eu temos que buscar o bem do Senhor em nossa vida. É para termos uma vida assim que estamos dirigindo essa Escola de Missões. A Escola de Missões não confere graduação ou diploma, nem é reconhecido pelo mundo. Todavia, eu tenho certeza que o melhor lugar que prepara os obreiros para crescer no exército do Senhor para buscar Seus interesses é a Escola de Missões.
O meu mais sincero desejo e minha oração é que todos os estagiários da nossa Escola de Missões cresçam na fé e vivam para o Senhor após completarem seus estudos aqui. Todos nós somos soldados de Deus que receberam a remissão de pecados e vivem nessa terra para o Seu bem. Vamos viver diante de Deus pela fé entendendo essa Verdade e confiando nela.