Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 4-5] (Gênesis 4:1-5) Nós Temos que Crer em Deus Baseados na Sua Palavra

(Gênesis 4:1-5)
“Conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e teve a Caim, e disse: Alcancei do Senhor um homem. Tornou a dar à luz, e teve a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra. Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante”.
 
 
Gênesis capítulo quatro descreve o primeiro sacrifício que o homem ofereceu a Deus. Adão e Eva, os primeiros ancestrais do homem, foram expulsos do Jardim do Éden após pecarem contra Deus e geraram dois filhos, um chamado Caim e o outro Abel. Com o passar do tempo, seus dois filhos tiveram uma ocupação, um se tornou agricultor enquanto que o outro, pastor de ovelhas.
E aconteceu destes dois homens trazerem ofertas a Deus. Caim, o agricultor, trouxe de oferta o fruto da terra, enquanto que Abel, o pastor de ovelhas, sacrificou o primogênito do seu rebanho e o ofereceu com sua gordura a Deus. Entretanto, Deus aceitou a oferta de Abel e rejeitou a de Caim. É por isso que a bíblia diz que Caim se irou e seu semblante caiu.
Até hoje as pessoas continuam adorando a Deus. Contudo, podemos ver que há muitos cristãos que adoram como Caim, que ofereceu o fruto da terra e sua oferta foi rejeitada por Deus. Muitos cristãos adoram a Deus com coisas carnais, ou seja, oferecendo a Ele sua própria vontade, sua devoção religiosa, sua paciência, seu sacrifício e suas boas obras. Esta é a mesma oferta que Caim ofereceu. Se você oferecer sua própria virtude a Deus, Ele aceitará sua oferta com prazer? Não, claro que não! Deus sempre rejeitará as ofertas carnais. Portanto, os cristãos têm que entender que quem oferece sua própria religiosidade a Deus acaba adorando-O em vão e levando uma vida de fé falsa.
Embora os eventos registrados na passagem bíblica deste capítulo terem acontecido muito tempo atrás, até hoje a maioria dos cristãos ainda adora a Deus em vão como Caim. Caim deu o fruto da terra como oferta a Deus em vão. Do mesmo modo, é em vão as orações de arrependimento que os cristãos fazem depois de pecarem. Algo assim é como a adoração de Caim. O pecado é remido quando se faz orações de arrependimento? Os pecados de alguém podem ser apagados se ele crer somente no sangue da cruz? Não, de modo algum. Os pecados de ninguém podem ser apagados se ele ofertar a Deus sua própria virtude, como fez Caim. Mas não há mais pecado no coração daqueles que conhecem e crêem na Verdade do evangelho da água e do Espírito, pois o Senhor já apagou todos eles.
A maioria dos cristãos hoje em dia adora como Caim, e isso é uma grande tragédia. Eles acham que se tornam justos crendo apenas no sangue da cruz e buscam a Deus de qualquer maneira confiando nas suas orações de arrependimento, apesar de o pecado ser algo que não pode ser apagado com orações de arrependimento. Se a pessoa não crer no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus, seus pecados jamais poderão ser apagados por causa do seu zelo religioso, sua dedicação, sua vontade ou suas orações de arrependimento. Mas apesar disso, muitos cristãos continuam crendo em Deus assim, e isso me entristece muito.
A oferta dos cristãos é sempre como a de Caim, apesar de eles mesmos saberem que tudo isso é em vão. Eles não aceitam a Verdade, mesmo quando ela é ensinada para eles, e adoram do seu próprio jeito. Eles teimam em dar a mesma oferta que Caim porque acham que têm algo a oferecer a Deus, ou seja, o fruto da terra. Como muitos pais da fé foram mártires, alguns acham que perderão tudo se não guardarem o sábado, têm orgulho deles e os têm como exemplo para sua vida de fé.
No entanto, como é que alguém pode receber a remissão de pecados se não crê na Palavra da água e do Espírito? Você pode ser remido de todos os seus pecados fazendo orações de arrependimento todos os dias? É impossível receber a remissão de pecados sem crer neste evangelho da Verdade. Por mais que você esteja determinado a nunca mais pecar e a ter uma vida correta, seus pecados não podem ser apagados com seu próprio esforço. Se sua fé for errada e não a Verdade de Deus, você jamais receberá a remissão de pecados, por mais que você tente levar uma vida santa. Como então alguém pode ser remido do pecado sem crer no evangelho da água e do Espírito? De fato, é nestes dias difíceis que vivemos que o evangelho da água e do Espírito se faz cada vez mais necessário. É nos dias de hoje, onde a ética a moral estão perdidas, onde as regras do mundo são cada vez mais desrespeitadas e a fé legalista está falindo, que o evangelho da água e do Espírito é realmente necessário. Já que nós vivemos num mundo onde é impossível o homem se libertar das cadeias do pecado, como pode alguém receber a remissão dos seus pecados sem crer no evangelho da água e do Espírito?
O Cristianismo ruiu. E o que é pior, a maioria dos cristãos hoje em dia ainda leva uma vida de fé como Caim. Eles crêem apenas no sangue da cruz, professam sua fé somente com seus lábios e tentam receber a remissão de pecados fazendo orações de arrependimento todos os dias. Mas quando alguém admite seus pecados diante de Deus, eles são apagados quando ele Lhe pede perdão. Caim trouxe o fruto da terra como oferta a Deus, mas Ele não a aceitou. Do mesmo modo, nenhum pecado pode ser apagado fazendo orações de arrependimento. É impossível remover pecados crendo apenas no sangue da cruz e fazendo orações de arrependimento.
Este mundo está cheio de iniqüidade. Isso porque Satanás derramou sobre ele suas transgressões malignas. O pecado se tornou algo tão comum que as pessoas hoje não o consideram mais pecado. Alguém pode vencer o pecado por si mesmo num mundo como este? Que tipo de vida santa você pode levar se tentar receber a remissão de pecados fazendo suas orações de arrependimento e se santificando? Melhor dizendo, como é que você pode receber a remissão de pecados se não dar uma oferta de fé a Deus como Abel e não ter uma fé como a dele?
Você já deve ter visto que loucura é um show de heavy metal. Os jovens se reúnem nestes shows hoje em dia como abelhas no mel, e tanto eles quanto os cantores vão à loucura. Os espectadores não se sentam e ouvem com calma, mas fazem todo tipo de loucura. Moças e rapazes, uns emaranhados nos outros, dançando e gritando. No palco os artistas tiram a roupa e agem como loucos. Todos eles parecem estar completamente enlouquecidos. Mas os cristãos ficam longe de lugares assim só porque são crentes?
Os tempos mudaram radicalmente. Vivemos num tempo em que, por mais que queira, ninguém consegue levar uma vida sossegada. Hoje não vivemos mais nos tempos da lei, onde os rabinos e fariseus usavam longas vestes para esconder o corpo. Naquela época, a cultura do pecado não tinha prevalecido tanto quanto hoje, e quando alguém cometia algum pecado, era só oferecer um sacrifício pelo seu pecado a Deus e viver com seu coração renovado. Hoje em dia, muito pelo contrário, o pecado é abundante, e por isso é simplesmente impossível se manter puro e não cometer nenhuma iniqüidade. Ligue a televisão e você verá todo tipo de imoralidade sexual. Como é possível então guardar o coração e ter uma vida santa, já que tudo hoje em dia é um produto da cultura do pecado? Além disso, com a evolução da internet, todo tipo de imundície pode ser achado facilmente com apenas um clique do mouse. Dizem que até os alunos do ensino fundamental e do ensino médio acessam sites pornográficos. E para alguém como eu que jamais acessei tais sites e nem tenho nenhum interesse, até o nome de alguns são infames para mim.
Se os pais descobrirem que seus filhos estão acessando sites pornográficos e os repreenderem dizendo: “Eu não quero vocês vendo isso”, eles vão dizer; “Que isso, pai? Este site nem é considerado pornográfico”. Este é o tempo em que estamos vivendo. E por vivermos numa época tão imunda, é difícil nós levarmos uma vida santa. Na verdade, só Jesus Cristo pode nos salvar do pecado. Ninguém pode ser salvo a não ser através do evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor. Mas como é que alguém pode conseguir isso em sua vida? Fazendo orações de arrependimento? Fazendo orações de confissão? Levando uma vida santa? Tudo isso é uma bobagem. É impossível receber a remissão de pecados ofertando o fruto da terra como Caim. Caim ofertou a Deus o fruto da terra, porém Ele não o aceitou . Isso significa que Caim não pôde receber a remissão de pecados.
O que significa ofertar o fruto da terra? Significa isso: crer segundo sua própria vontade; crer de uma forma religiosa; crer nos ensinamentos dos homens segundos os pais da fé; crer segundo seus próprios pensamentos em vez de crer na Verdade bíblica; tentar oferecer a Deus algo com sua própria virtude ao invés de segui-Lo pela fé. Tudo isso nasce de um tipo de fé que oferta o fruto da terra como fez Caim.
Hoje, assim como antes, há dois tipos de fé neste mundo: a fé de Abel e a de Caim. A fé de cada um deles foi expressada pela oferta que deram. A bíblia diz que Abel, diferentemente de Caim, sacrificou a Deus dos primogênitos do seu rebanho e sua gordura. Quem é o primogênito do rebanho? Jesus Cristo. O que é a gordura então? O Espírito Santo.
Para nos salvar, Deus enviou Seu único Filho a essa terra e O fez aceitar todos os pecados do homem ao ser batizado. E depois de levar sobre si os pecados do mundo, Jesus Cristo foi crucificado, derramou Seu sangue e assim nos salvou de todos os nossos pecados. Nós temos que crer nessa Verdade. Abel, que ofereceu um sacrifício de fé a Deus, não somente recebeu a remissão de pecados, mas também foi aceito por Ele. De fato, se não fosse nossa fé no evangelho da água e do Espírito, como é que poderíamos receber a remissão de pecados? De que modo poderíamos ser remidos? O que nessa terra nos tornaria sem pecado?
Meus amados irmãos, nós podemos receber a remissão de pecados através da oferta de Caim? Não, isso é impossível. No entanto, a maioria dos cristãos continua tendo essa fé enganosa. Seu catecismo tem um capítulo cujo título é: “Como receber a remissão de pecados”, e explica que ela é alcançada por meio das orações de arrependimento. Melhor dizendo, ele afirma que quando um cristão comete pecado, ele tem que fazer orações de arrependimento confiando no precioso sangue de Jesus que foi derramado na cruz, olhar para este precioso sangue e crer que o Senhor remiu o pecado que Ele cometeu. Ele ensina que os cristãos devem ter certeza de que o Senhor apaga seus pecados quando eles fazem orações de arrependimento.
Os pastores ensinam que os cristãos têm que ter certeza de que o Senhor apaga seus pecados quando eles fazem orações de arrependimento, e insistem que eles têm que crer nisso de todo modo, apesar de não terem nenhuma base para isso. E já que os pastores ensinam isso, a igreja acaba se convencendo e crendo assim: “Bom, já que meu pastor está dizendo isso, deve ser verdade então”. Entretanto, por mais que estejam convencidos e digam: “Eu creio nisso”, e façam orações de arrependimento com toda confiança, os pecados do seu coração são realmente remidos? Já que eles nunca passaram seus pecados para Jesus, eles podem mesmo ter certeza de que não há mais pecado em seu coração? Não, eles não podem ter essa certeza. O pecado só pode ser apagado se seu preço for pago; se seu preço não for pago, ele jamais poderá ser apagado. Foi Jesus que pagou o preço por todos os nossos pecados. E se você ignorar o fato de que o Senhor pagou totalmente o salário do pecado e achar que “não tem pecado”, você jamais será um justo.
Quando o Senhor veio a essa terra, Ele aceitou todos os pecados ao ser batizado e foi condenado por eles na cruz. Se Ele não tivesse feito isso, por mais que nós tentássemos seria impossível nossos pecados serem apagados. Só porque você tem certeza de que todos os seus pecados foram remidos apesar de você não conhecer a Verdade, isso quer dizer que você não tem pecado? Não, claro que não!
Será que todos os seus pecados desapareceram só porque “você crê com toda certeza que o Senhor remiu todos eles?” Nós não temos pecado agora porque o Senhor apagou todos eles ou temos certeza disso sem sabermos o que o Ele de fato fez por nós? Nós não temos pecado por causa do Senhor. Nós nos tornamos justos crendo na Verdade, que o Senhor veio a essa terra e foi batizado por nós, aceitou os pecados do mundo e os levou à cruz, morreu sobre ela e assim purificou todos eles. Nós nos tornamos sem pecado justamente porque cremos e reconhecemos que o Senhor purificou todos eles. Em outras palavras, por causa de tudo que o Senhor fez por nós, nossos pecados podem ser remidos quando cremos nessa Verdade e a entendemos. Se nos não conhecermos o batismo de Jesus e não crermos nele, jamais poderemos dizer que não temos pecado. Nós não temos mais nenhum pecado porque o próprio Deus os apagou a todos.
Deus aceitou o sacrifício de Abel onde ele ofereceu dos primogênitos das suas ovelhas e sua gordura. Deus enviou Seu único Filho a essa terra, O fez aceitar todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista, levou-os até a cruz e morreu sobre ela. Ao fazer isso, Ele apagou todos os nossos pecados. Foi decisão Sua extinguir o pecado através deste método, e foi justamente assim que ele apagou todos os pecados. Portanto, nós só nos tornamos sem pecado crendo nessa Verdade. Tudo mais é vão, por mais que creiamos fervorosamente em Jesus, ofertemos ouro, prata e tudo que temos a Ele, ou até mesmo se nos lançarmos no fogo por outra pessoa. Mesmo que juremos que vamos crer em Jesus e estejamos determinados a não pecar nunca mais, nossos pecados serão remidos assim? Só porque temos uma convicção inabalável de que Deus remiu todos os nossos pecados, isso significa mesmo que eles foram remidos, apesar não crermos no batismo e no sangue de Jesus? Não, não é bem assim. Isso não passa de um desejo do homem.
Muitos cristãos hoje dizem que crêem que Jesus apagou todos os seus pecados e foi condenado por eles derramando Seu sangue na cruz, mas até quando essa convicção vai durar? Um dia? Uma semana? Ela pode durar mais do que um mês? Talvez dois, três anos ou mais? Alguns têm essa convicção por anos. Todavia, ela não dura para sempre. Toda convicção que não está baseada na Palavra é como o fruto da terra, e por isso se acabará inevitavelmente com o passar do tempo.
Quando eu olho para os cristãos de hoje, eu fico muito desapontado. Isso porque muitos deles são como Caim. Eu não posso deixar de falar dessa realidade. Até hoje há muitos que dizem amém para ensinamentos enganosos e louvam a Deus cheios de emoção. O hino “Mensagem da Cruz” diz assim: ♪Sim, eu amo a mensagem da cruz, té morrer eu a vou proclamar; levarei eu também minha cruz, té por uma coroa trocar♪ Os cristãos geralmente cantam este hino com muita emoção. Mas só porque alguém louva ao Senhor com muita emoção, isso não significa que Ele aceita este louvor. Apesar disso, muitas pessoas O louvam assim.
Ao invés de darmos lugar à emoção, nós primeiro temos que receber a remissão de pecados crendo na Verdade do evangelho da água e do Espírito para depois então O louvarmos e sermos gratos a Ele pelas Suas bênçãos. O Senhor veio a essa terra para apagar nossos pecados, aceitou todos os pecados do mundo ao ser batizado, foi até a cruz e derramou Seu precioso sangue para pagar o salário do pecado, e assim nos salvou de uma maneira perfeita porque nos amou primeiro. Nós podemos louvá-Lo cheios de ação de graças que vem do fundo do nosso coração porque conhecemos e cremos na Verdade. Em outras palavras, nós podemos receber a graça da remissão de pecados pela fé mesmo quando cometemos transgressão ou caímos em pecado porque o Criador já apagou todos os nossos pecados primeiro. Jesus já apagou todos os nossos pecados, e por isso recebemos a salvação. E apesar de cairmos às vezes, mesmo depois de termos recebido a remissão de pecados, continuamos sem pecado porque cremos na Verdade que afirma que Jesus já apagou até mesmo este pecado. A Verdade de que o Senhor já apagou todos os pecados do homem foi estabelecida primeiro, e é por isso que recebemos a remissão de pecados crendo nessa Verdade.
Se você ainda não sabe o que é o perfeito sacrifício de expiação que foi oferecido por Jesus, o Cordeiro de Deus, e se você ainda louva a Deus derramando lágrimas de emoção, você acha que isso é a verdadeira adoração? Deus aceita este louvor e esta adoração? Não, pois isso não passa de algo que você faz como bem entende e não é o tipo de louvor e adoração que Deus aceita. Até os chamados cristãos “intelectuais” também se emocionam tanto que colocam suas emoções antes de tudo e confessam que crêem em Jesus de qualquer maneira. Contudo, Deus os aceita mesmo assim? Não, Deus não aceita nenhuma adoração que é feita de uma maneira carnal.
Caim trouxe o fruto da terra com o propósito de adorar a Deus. Ele O adorou com todo tipo de frutos da terra, tomates, milho, maçãs e etc. Mas Deus aceitou sua oferta e se agradou dela? Não, essa oferta não O agradou e Ele não a aceitou. Na verdade, isso ofendeu muito a Deus. Deus não gosta quando alguém Lhe traz coisas carnais, ou seja, o fruto do seu próprio suor e dedicação. O que Deus gosta é da oferta de sacrifício. Ele gosta quando um pecador passa seus pecados ao animal do sacrifício impondo as mãos sobre sua cabeça, quando o sangue deste animal é colocado nas quatro pontas do altar de ofertas queimadas e quando sua carne é queimada. Essa oferta, na qual o animal do sacrifício aceita os pecados de alguém e morre no seu lugar, é chamada de “oferta de expiação”. Deus se agrada quando o animal do sacrifício paga o preço do pecado. Ele aceita a oferta daqueles que dão um sacrifício de fé como este, e são essas pessoas que Deus considera sem pecado.
Todos devem oferecer sacrifícios que agradam a Deus. Se você der uma oferta que não agrada a Deus, como fez Caim, Ele não a aceitará com prazer. Caim ofertou a Deus o fruto da terra que ele havia trabalhado duro o ano todo para conseguir, mas Deus o aceitou? Não, Ele não o aceitou. Mas por que Deus não aceitou a oferta de Caim? Porque não era a oferta que Ele queria. Já que o homem pecou contra Deus, ele devia morrer segundo a Sua lei. Por isso, se alguém trouxer um caminhão cheio de frutos das suas boas obras e oferecer a Deus pedindo a Ele Seu perdão, Ele aceitará e apagará seus pecados? Não, de modo algum.
A lei de Deus deixa bem claro que o salário do pecado é a morte. E é justamente porque o salário do pecado é a morte que a oferta sacrificial é indispensável. Melhor dizendo, precisamos dar uma oferta sacrificial a Deus para que ela morra em nosso lugar. E essa oferta sacrificial oferecida por todos os homens não é nenhum outro senão Jesus Cristo, o unigênito de Deus. Ao vir a essa terra, Ele aceitou os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista e foi condenado para expiar todos estes pecados na cruz enquanto os carregava. Jesus só pôde ser condenado na cruz porque antes tirou todos estes pecados ao ser batizado.
Todos nós temos que crer que Jesus nos salvou assim. Quando buscamos a Deus crendo nisso, Ele aceita nossa oferta e a nós também. No texto bíblico deste capítulo, Deus aceita Abel e sua oferta justamente porque ele tinha esse tipo de fé. Caim, ao contrário, não ofereceu o sacrifício que Deus queria, e foi por isso que ele não foi aceito. Apesar disso, os cristãos no mundo todo ainda continuam adorando a Deus como Caim, dando de oferta a Deus o fruto da sua própria carne.
O evangelho da Verdade de fato é muito claro. Mas apesar de a oferta que agrada a Deus não poder ser mais clara, ainda tem gente que oferta o que não agrada a Ele. Abel ofereceu os primogênitos das suas ovelhas e sua gordura, e isso demonstra sua verdadeira fé no evangelho que declara que Deus apagou todos os nossos pecados ao enviar Seu único Filho. Deus Pai enviou Seu único Filho Jesus, que é o verdadeiro Deus, O fez aceitar todos os nossos pecados através do Seu batismo, ser condenado por eles derramando Seu sangue e ressuscitar no terceiro dia. Ao fazer isso, o Pai nos deu Seu Filho como nosso Salvador.
Se conhecermos este Salvador e crermos Nele, nós então receberemos a remissão de pecados. Quando nós admitirmos para Deus que somos pecadores condenados a ir para o inferno, crermos que o Senhor foi batizado e derramou Seu sangue para nos salvar e O adorarmos com essa fé, Ele aceitará então nossa adoração com prazer. Deus se agrada dessa adoração de fé. E é justamente essa oferta que Deus se agrada.
O que é a verdadeira bondade? Não é fazer a vontade de Deus? “Ninguém é bom, senão um que é Deus” (Lucas 18:19). Somente Deus é bom; que bondade há no ser humano? Os pensamentos do homem são perfeitos? De modo algum. Todos os pensamentos do homem são imperfeitos e impuros. Por isso, como pode a vontade ou devoção que vem dos pensamentos do homem ter alguma virtude? Melhor dizendo, nossa prioridade não deve ser nossa vontade ou devoção, mas entendermos bem qual é a vontade de Deus.
Todo aquele que crê na vontade de Deus é salvo. Contudo, muitos rejeitam a Sua vontade e O adoram como Caim. Você pode ter como ponto alto da sua fé a devoção e o esforço com que você crê no sangue da cruz somente, mas seus pecados são realmente remidos assim? Não, claro que não! Deus não apenas se recusa a aceitar esse tipo de sacrifício ou oferta, mas rejeita aquele que a oferece também. O que aconteceu quando Caim trouxe o fruto da terra como oferta a Deus e Ele o rejeitou? A bíblia diz que seu semblante caiu.
Até hoje há muitos que dão a mesma oferta de Caim. Assim como Caim ofereceu a Deus o fruto da terra, muitos cristãos se apresentam diante de Deus e ofertam sua própria vontade, devoção, mérito e dinheiro. Mas embora jurem a Deus com toda determinação dizendo: “Eu vou viver segundo a Sua vontade”, seu propósito será quebrado em um ou dois dias. Na verdade, seu juramento será quebrado em pouco tempo e vai durar mesmo poucos dias. Aí então eles farão suas orações de arrependimento e dirão novamente: “Eu vou levar uma vida santa, não importa como”. Mas essa decisão dura muito tempo? Não, ela resiste por pouco tempo. Apesar disso, infelizmente, há muita gente assim entre nós.
Amados irmãos, vocês receberão a remissão de pecados se sacrificarem a Deus o mesmo que Caim? Não, não receberão. Como vocês podem receber a remissão de pecados então? Tudo que vocês têm a fazer é oferecer o mesmo sacrifício que Abel. Nosso Senhor já remiu todos os seus e os meus pecados. Ao ser batizado, derramar Seu sangue na cruz e ressuscitar dentre os mortos, o Senhor remiu todos os nossos pecados. A única coisa que temos que fazer então é crer nessa Verdade.
Nós recebemos a remissão de pecados fazendo orações de arrependimento ou levando uma vida justa? Se recebêssemos a remissão de pecados por levarmos uma vida justa não haveria mais ninguém na igreja. Eu mesmo já teria me despedido e deixado a igreja. Já que o homem é tão imperfeito e fraco que tudo que ele faz e pecar contra o seu semelhante, como nós podemos dizer que alguém recebe a remissão de pecados levando uma vida justa? Quem crerá no Senhor assim? Quem O seguirá? Nós cremos no Senhor e O seguimos porque Ele remiu todos os nossos pecados. Mas quem seguiria o Senhor se nós disséssemos que é necessário oferecer o fruto carnal para conseguir isso.
O sacrifício que Abel ofereceu dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura é a revelação da nossa verdadeira salvação. Deus prometeu nos salvar assim. Melhor dizendo, há muito tempo Ele nos prometeu nos salvar através do Seu Filho Jesus Cristo; e Ele cumpriu Sua promessa. Jesus Cristo, o próprio Deus, veio a essa terra, aceitou todos os pecados ao ser batizado e foi condenado na cruz para pagar o preço por eles. Foi a providência da salvação de Deus que enviou Jesus Cristo para nos salvar levando nossos pecados através do Seu batismo e morrendo para pagar o preço por estes pecados. Essa é a Verdade do evangelho da água e do Espírito, e foi através deste método que o Senhor nos salvou.
O que devemos fazer diante dessa Verdade então? Não há nada mais a fazer senão crer na Palavra da Verdade exatamente como ela é. Se existe uma coisa indispensável que precisamos fazer é reconhecermos as nossas falhas diante de Deus e dos homens e crermos no evangelho da água e do Espírito. Todos nós temos que crer nisso pelo menos; o resto Jesus já cuidou ao resolver o problema de todos os nossos pecados. Jesus já não resolveu tudo isso? Claro que sim!
É crendo no Senhor que somos salvos. A verdade é que os nossos pecados já sumiram porque o Senhor apagou todos eles e porque cremos de coração que nos tornamos justos. Embora essa verdade que salva o homem seja bem clara, é frustrante ver que muitos ainda não acreditam nela.
Estes corações endurecidos deveriam mudar pelo menos um pouco com o passar do tempo, mas nós não vemos nenhum sinal de mudança. E apesar de estamos pregando o evangelho da água e do Espírito com toda determinação, as pessoas ainda são teimosas e continuam dando a mesma oferta de Caim. Uma coisa que tem que ser mudada é o coração de muitos que têm pecado no coração mas se acham justos. Melhor dizendo, cada vez mais as pessoas dizem que são justas, apesar de não crerem no batismo de Jesus. É isso que tem que mudar. Isso significa que os descendentes de Caim agora sabem o que é o mistério da salvação, mas não toda a Verdade. Eles sabem bem que é possível alguém se tornar sem pecado e, em relação a isso, eles pelo menos aprenderam alguma coisa, apesar de ainda não saberem exatamente como conseguir isso.
Alguém só pode dizer que é justo quando conhece e crê no batismo de Jesus. Mas alguém se torna realmente justo só porque diz que não tem pecado? Claro que não! Nós pregamos tanto o evangelho que ficamos exaustos, mas apesar do nosso trabalho duro, muitos cristãos no mundo todo, e especialmente na Coréia, não mudaram muito. E nada mudou porque eles continuam ignorando a vontade de Deus e crendo do seu jeito. Já que pregamos bastante o evangelho, nossa maior esperança era que os descendentes de Caim mudassem pelo menos um pouco, porém os cristãos na Coréia não mudaram nada; pelo contrário, parece que eles de desinteressaram mais ainda pela Verdade. Mas e você? Os cristãos perto de você tiveram uma mudança? Além daqueles que já receberam a remissão dos seus pecados, alguém mudou? Não? Então sua fé continua a mesma de sempre.
Em 2002 houve uma convenção cristã internacional na Coréia, e o pastor líder da convenção disse em sua pregação: “Nós temos que nascer de novo da água e do Espírito, mas o que é a água? É o fluido amniótico da mulher grávida”. Se o conteúdo das pregações dos chamados “líderes cristãos” do mundo forem tão absurdos assim, que tipo de comunhão eles devem ter tido? Eles não devem ter conversado sobre outra coisa senão sobre como alguém pode ter uma vida justa, ser piedoso e crer com toda convicção para nascer de novo.
Nós temos que despertar aqueles que estão dormindo. Há ainda muitas pessoas que não conhecem o evangelho da água e do Espírito e muitos lugares onde nós temos que pregar este evangelho. Tem muita gente ao nosso redor que não nasceu de novo ainda. Há muitos cristãos que crêem em vão, só porque não conhecem essa Verdade. Em outras palavras, há muitos cristãos que foram ensinados de maneira errada pelos falsos profetas e estão oferecendo o mesmo sacrifício de Caim todos os dias sem entender que estão enganados.
Já que nós sabemos que tem muita gente adorando a Deus como Caim, temos que fazê-los voltar atrás e ter a mesma fé de Abel. Nós recebemos a remissão de pecados através dos nossos próprios méritos? Não, de maneira alguma. Nós recebemos a remissão de pecados porque cremos que o Senhor apagou todos eles com a água e o sangue. É isso mesmo. E essa é a própria fé de Abel. Amados irmãos, todos nós temos que ter a mesma fé de Abel e pregá-la também.
A Palavra de Deus revelada em Gênesis capítulo quatro ainda tem muito efeito hoje em dia. Por ser a eterna Verdade, a Palavra de Deus transcende tempo e espaço e continua sendo verdadeira e fiel. Ela é a Palavra viva que continua sendo fiel a cada um de nós até hoje.
Quantas pessoas há neste mundo como Caim? Há muitas. É por isso que temos muito trabalho a fazer. Já que temos que pregar o evangelho até os confins da terra, mesmo que todos vocês se dedicassem a isso de tempo integral ainda nos faltaria obreiros.
Amados irmãos, nós temos que trabalhar juntos para que Satanás não encontre uma brecha para nos atacar. Ao invés de sermos egoístas, devemos nos apegar ao que Deus nos disse e nossa prioridade deve ser segui-Lo de coração. Eu aconselho a todos vocês a saber o que Deus disse e crer nisso, a adorá-Lo pela fé e fazer Sua obra. Você e eu temos que rejeitar essa fé egoísta e buscar sempre uma vida de fé centrada em Deus.
Deus nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. O quer que façamos, quer comamos quer bebamos, temos que crer nisso e viver para a glória de Deus (1 Coríntios 10:31). Nós devemos seguir o Senhor com essa determinação. Se você for egoísta, você poderá acabar como Caim, mas se você se libertar da sua fé egoísta, você poderá viver em paz com Deus e receber Suas bênçãos. Todos nós podemos conseguir isso.
Você e eu devemos estar sempre do lado de Abel; jamais devemos ficar do lado de Caim. Caim era muito determinado e poderoso, mas era egoísta. Abel, por outro lado, era um homem imperfeito, mas ele reconhecia isso e vivia pela fé confiando em Deus. Foi por isso que ele se tornou um dos nossos pais da fé.
Abel foi martirizado para defender a fé correta enquanto tentava levar seu irmão Caim para o caminho certo. E já que nós também temos a mesma fé de Abel, também temos que nos levantar para guiar os descendentes de Caim à Verdade e plantar a fé de Abel em seu coração.