Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 6-21] (João 6:60-71) Nós Temos que Ter o Entendimento Correto da Verdade

(João 6:60-71)
“Muitos de seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso, quem o pode ouvir? Compreendendo que seus discípulos murmuravam a respeito disto, Jesus lhes disse: Isto vos escandaliza? Que aconteceria então se vísseis o Filho do homem subir para onde primeiro estava? O espírito é que vivifica, a carne para nada serve. As palavras que eu vos disse são espírito e vida. Mas alguns de vós não crêem. Pois Jesus sabia desde o princípio quais eram os que não criam, e quem o trairia. Prosseguiu: É por isso que eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se pelo Pai não lhe for concedido. A partir de então, muitos dos discípulos voltaram atrás e já não andavam com ele. Então perguntou Jesus aos doze: Não quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. Nós cremos e conhecemos que tu és o Cristo, o Santo de Deus. Respondeu Jesus: Não vos escolhi eu aos doze? Contudo, um de vós é um diabo. Referia-se ele a Judas, filho de Simão Iscariotes, o qual, embora fosse um dos doze, mais tarde o trairia”.
 
 
Do Que Você Está Reclamando?
 
O capítulo seis de João também é de difícil entendimento para os cristãos hoje. Até mesmo os pastores raramente pregam nesse capítulo. Eles geralmente interpretam a mensagem deste capítulo assim: “O fato de Jesus ter nos dado Seu corpo quer dizer que Ele nos salvou ao morrer crucificado”. Entretanto, eles se referem somente ao sangue de Jesus, não à Sua carne. A carne de Jesus se refere ao fato Dele ter levado todos os nossos pecados de uma vez por todas ao ser batizado e sofrido na Cruz. Portanto, a não ser que alguém conheça o evangelho da água e do Espírito, ele jamais poderá entender este capítulo.
É por isso que os cristãos de hoje não nasceram de novo, simplesmente porque não entendem o capítulo seis de João e, como resultado, seu coração acaba ficando sem Jesus porque eles buscam as coisas do mundo. Em outras palavras, já que as pessoas não conhecem o evangelho da água e do Espírito, elas acabaram deixando Jesus mesmo já tendo crido Nele como Seu Salvador. Na época em que Jesus falou o que está escrito nessa passagem, havia mais de 5000 pessoas que testemunharam os Seus milagres e O seguiam. Mas quando Jesus disse que elas tinham que comer Sua carne e beber Seu sangue, todas elas O deixaram porque não puderam entendê-Lo. Pior ainda, muitos dos discípulos que se diziam seguidores de Jesus O deixaram também, dizendo: “Duro é este discurso, quem o pode ouvir?”
É uma verdade muito difícil de entender também para os cristãos de hoje o que Jesus quis dizer com comer Sua carne e beber Seu sangue. No entanto, pelo fato do evangelho da água e do Espírito ser a Verdade absoluta, se você o conhecer e crer nele, será muito fácil para você então comer a carne de Jesus e beber Seu sangue espiritualmente. E se você crer nessa Palavra de coração, você receberá a vida eterna então.
Jesus sabia muito bem que os Seus discípulos estavam reclamando do que Ele havia dito, então Ele lhes disse: “Isto vos escandaliza? Que aconteceria então se vísseis o Filho do homem subir para onde primeiro estava?” Em outras palavras, nosso Senhor estava dizendo: “Vocês ficaram confusos agora? Antes vocês queriam Me Seguir, mas agora vocês querem Me deixar e não Me seguir mais só por causa do que eu disse?” O Senhor então disse de maneira mais clara ainda que Ele era o próprio pão que desceu do Céu, dizendo a eles: “Eu sou o pão que desceu do Céu, mas o que vocês farão quando me verem voltando para o Céu? Eu já expliquei a vocês que Eu vim do Céu. Será que quando vocês me virem voltando para o Céu de novo vocês vão parar de me anunciar e de crer em Mim?” O Senhor é o pão que desceu do Céu. Ele nos alimentou com este pão da vida e voltou para o Céu. Ele está assentado à destra do trono de Deus agora; e Ele voltará novamente a essa terra para nos buscar.
Assim como as pessoas daquela época não entenderam o que Jesus estava dizendo, os cristãos de hoje não conhecem o evangelho da Verdade também. E é por isso que muito poucos hoje entendem realmente o que o Senhor quis dizer quando nos mandou comer Sua carne. Pior ainda, poucos realmente querem entender isso. Melhor dizendo, muitos cristãos não entendem a Bíblia justamente porque crêem em Jesus somente como uma mera religião. Se crermos na Palavra de Deus sem entendê-la, isso só significa que nós não cremos em Jesus de modo correto, mas ao contrário, nós O inventamos e agora cremos nesse Jesus inventado.
O Senhor disse: “O espírito é que vivifica, a carne para nada serve. As palavras que eu vos disse são espírito e vida” (João 6:63). Ele deixou bem claro aqui que é o Espírito quem dá a vida. Em outras palavras, é isso que Ele está dizendo: “Você tem que crer de coração no que Deus fez por você. Você não deve crer em Mim motivado a receber somente bênçãos materiais. O que Eu estou dizendo a você agora são palavras de vida. Eu apaguei os seus pecados e te dei a vida eterna. E no último dia eu trarei seu corpo à vida de novo. Se você receber uma nova vida pela fé, seu corpo também viverá para sempre. As bênçãos que eu te dei são as bênçãos da vida eterna que vêm dos Céus. Você pode receber essas bênçãos crendo na Minha Palavra. Portanto, você não deve crer em Mim apenas para ter bênçãos materiais”.
Melhor dizendo, nós temos que receber a salvação crendo de coração no que o Senhor fez por nós, ao invés de crermos Nele para realizar nossos propósitos carnais, pensando que de certa forma seremos curados das nossas enfermidades, teremos sucesso profissional ou ficaremos ricos se crermos em Jesus. O Cristianismo hoje está voltado para a cura das doenças físicas, para subir na vida e ter sucesso profissional, mas essa é uma visão totalmente errada.
O apóstolo João disse ao povo de Deus: “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma” (3 João 1:2). Usando este versículo, muitos pastores pregam que se alguém crer em Jesus ele será abençoado e prosperará em todas as coisas, até em sua alma. Eles usam esse texto para ensinar a “Teologia da Prosperidade”. Quando as pessoas que estão lutando para sobreviver neste mundo ouvem que terão sucesso e ficarão ricas se crerem em Jesus, elas ficam muito felizes ao ouvir isso. E é por isso que existe uma tendência notória no Cristianismo hoje das pessoas se dedicarem à sua própria igreja e honrarem os seus pastores cada vez mais; tudo isso para ganharem alguma coisa ou para receberem bênçãos materiais.
Os membros da Igreja Pentecostal na Coréia em particular crêem que, se eles orarem bastante, seus filhos poderão ir para a faculdade que eles quiserem, mas que eles não serão aceitos caso eles não orem o suficiente. Eles acham que todos os seus problemas podem ser resolvidos orando a Jesus, mas essa idéia está muito errada. É claro que, para os nascidos de novo, Deus concede Sua graça e encontra uma maneira de curá-los quando eles estão doentes. No entanto, para aqueles que receberam a remissão dos seus pecados, só porque eles crêem em Jesus isso não significa que eles serão abençoados em seu corpo. A idéia de que você pode ficar curado da sua enfermidade e ficar rico se crer em Jesus é um grande engano.
Uma vez eu assisti um culto num canal cristão com um avivalista conhecido no mundo todo, o Reverendo Paul Young Cho. Usando o texto de 3 João 1:2, ele disse do púlpito: “Ponha suas mãos onde está doendo. Deus vai curar sua enfermidade agora”. Então, as pessoas que estavam li começaram a pôr suas mãos em vários lugares do corpo, e entre a multidão algumas delas começaram a testemunhar que haviam sido curadas das suas enfermidades. Toda a igreja foi tomada por um sentimento de alegria. O pastor terminou sua pregação então concluindo: “Se você crer em Jesus, você será curado de todas as suas enfermidades, você expulsará demônios e sua pobreza terá fim, haverá paz na sua família e você receberá todas essas bênçãos”. A igreja ficou tão alegre em ouvir aquilo que todos disseram: “Eu nunca ouvi uma pregação tão maravilhosa como essa!” Entretanto, esse é um tipo de fé supersticiosa chamada de shamanismo. É algo muito errado crer dessa maneira.
Os demônios são expulsos quando alguém crê em Jesus cegamente? Aqueles que não nasceram de novo dizem às vezes que podem expulsar demônios porque crêem em Jesus. Porém isso não passa de um show onde os demônios fingem sair. Se você crê em Jesus você prospera de uma maneira ou de outra? Se você crê em Jesus e O segue, você tem que suportar muito sofrimento por causa da sua fé. Como alguém pode dizer que prosperará então?
Jesus disse: “O espírito é que vivifica, a carne para nada serve”. Nosso Senhor nos deu uma nova vida nos salvando do pecado, não trazendo-nos prosperidade material. Ele veio a esta terra para apagar nossos pecados, para nos dar uma nova vida, para nos fazer Seus Filhos e para nos dar as bênçãos da vida eterna no mundo vindouro. Nós temos que entender isso muito bem.
A mensagem principal de 3 João 1:2 é que, acima de tudo, nossa alma é que deve prosperar. Este é o ponto principal. O que significa então a prosperidade da alma? Antes de tudo, nós temos que crer de coração no que o Senhor fez por nós a fim de que nossa alma prospere, e desta maneira também recebamos a remissão dos nossos pecados, a vida eterna, e nos tornemos filhos de Deus. Só depois disso é que nós poderemos ver como o Senhor nos ajuda e abençoa nossa vida todos os dias. É isso que o texto acima quer dizer. Jesus nunca disse que poderíamos ser curados das nossas enfermidades ou ficarmos ricos crendo Nele apenas, sem primeiro recebermos a remissão dos nossos pecados.
O Senhor deixou bem claro aqui que buscar prosperidade carnal não leva a nada. Se você quiser crer em Jesus como Seu Salvador, primeiro você tem que receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. E assim que você receber a remissão dos seus pecados você poderá fazer a obra de Deus. Porém, se você crê em Jesus só para ter prosperidade material, sua fé está totalmente errada então. Todo pastor que ensina isso também está totalmente errado. Inúmeros cristãos vendem sua casa para dar o dinheiro de oferta na igreja quando são enganados pelos falsos pastores, achando que se ofertarem uma coisa ganharão duas. Da mesma maneira, eles até pegam empréstimos para dar o dízimo, achando que serão muito mais abençoados se derem mais dízimos. Eles pensam assim: “Meu salário é de R$ 1.000,00, então eu tenho que dar R$ 100,00 de dízimo, mas na verdade eu dou os R$ 1.000,00. Então eu tenho certeza que Deus vai me recompensar com R$ 10.000,00”. Se você crê em Jesus se baseando neste cálculo, você está sendo enganado espiritualmente então. Infelizmente muitos pastores estão tirando o dinheiro dos membros da sua igreja com essas mentiras. Crer assim nada mais é do que crer no Cristianismo somente como uma das muitas religiões deste mundo.
É claro que os nascidos de novo podem até ofertar tudo o que têm ao Senhor, caso seja necessário. Nossos obreiros estão de fato vivendo assim. Com o propósito de servir ao evangelho, eles ficam com apenas dez por cento do seu salário e o usam para suprir suas necessidades, e ofertam os outros noventa por cento para o ministério da pregação do evangelho. No entanto, eles não ofertam mais a Deus com a intenção de receber mais bênçãos materiais de Deus. Ao contrário, eles fazem isso com alegria e desejo no coração de servir muito mais ao precioso evangelho que o Senhor deu ao homem.
Os cristãos que ainda não nasceram de novo também se dedicam muito à sua igreja, mas só para satisfazer seus desejos carnais. Isso está totalmente errado. Por exemplo, muitos deles acham que, se tiverem uma vida de fé e chegarem ao ministério, Deus de algum modo os abençoará. Mas isso não passa de uma mentira. E por acharem que Deus os abençoará e os fará ficar ricos quando eles chegarem ao ministério, eles fazem de tudo para serem consagrados, dedicando-se à sua igreja e servindo aos seus pastores como escravos. E eles fazem isso justamente porque foram enganados pelos falsos ensinamentos dos seus pastores. Se você visitar uma prisão você ficará surpreso de ver que muitos dos presos na verdade já foram do ministério antes ou até mesmo pastores em suas igrejas. Qual a explicação para isso? Eles quiseram servir à sua igreja mais do que podiam e acabaram se desviando por causa disso.
Os pastores que ainda não nasceram de novo honram os ricos e poderosos deste mundo dando-lhes cargos elevados em suas igrejas. Quando essas pessoas se tornam membros de suas igrejas elas chegam rapidamente ao ministério. Ao fazer isso, elas levam a igreja ao engano fazendo-a pensar: “O negócio deste irmão está prosperando tanto, agora que ele faz parte do ministério. Eu também quero ser do ministério”. Contudo, você tem que ver também que há muitos cristãos que, iludidos com esse tipo de engano, acabam quebrando a lei e até indo presos, apesar de serem do ministério.
Nosso Senhor disse: “A carne para nada serve”. A carne realmente não serve para nada. Se Deus trouxer prosperidade à sua vida de algum modo depois que você nascer de novo, tudo isso será por causa da obra espiritual do Senhor. Você acha que se você orar por algum desejo carnal que não tem nada a ver com a obra do Senhor, mesmo assim Deus vai responder a sua oração? Não, claro que não. São muito tolos todos aqueles que crêem e pregam isso.
O Senhor é o pão que desceu do Céu. Ele é o Filho único de Deus. Ele é o próprio Deus que no começo criou o mundo. É por isso que Ele sabe de todas as coisas. Por acaso nosso Senhor não sabia que Judas iria trai-lo? É claro que Ele sabia. Como diz em João 6:64: “Mas alguns de vós não crêem. Pois Jesus sabia desde o princípio quais eram os que não criam, e quem o trairia”. Jesus tinha doze discípulos que O seguia, mas um deles não cria Nele como Salvador. Nosso Senhor já sabia que Judas iria trai-lo. Ele sabia muito bem que Judas teria que trai-lo para que Ele fosse crucificado e condenado por causa do pecado.
Pensando em Judas o Senhor disse: “É por isso que eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se pelo Pai não lhe for concedido” (João 6:65). Isso significa que ninguém pode crer em Jesus de maneira correta se o Pai não permitir. Em outras palavras, nem todos podem reconhecer e crer em Jesus, que veio pela água e pelo Espírito.
O Senhor disse: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mateus 5:3). Se alguém quiser crer em Jesus de modo correto, ele tem que reconhecer a si mesmo primeiro como um grande pecador. Melhor dizendo, ele tem que confessar que não tem como evitar de pecar nem ser lançado no inferno. E ele tem que clamar pela misericórdia de Deus admitindo que nada pode fazer. Em outras palavras, só quando alguém com um coração humilde assim se entregar a Deus é que Ele terá misericórdia dele e dirá: “Eu te salvarei através do Meu Filho”. São pessoas assim que Deus envia ao Seu Filho, e para elas é que Jesus dá Sua carne e Seu sangue, permitindo que elas recebam a remissão de pecados e a vida eterna. Elas são remidas de todos os seus pecados e recebem a vida eterna então, crendo em Jesus de coração.
 
 
Ninguém Crê em Jesus Como Seu Salvador Só Porque Quer
 
Judas sempre chamava Jesus de “rabi”, não de “Senhor”. Isso significa que ele não cria que Jesus era o seu Salvador que veio do Céu. O título rabi, que significa mestre, pode parecer bom em termos seculares, mas não para os nascidos de novo. Na Igreja de Deus, outros títulos como “senhor” e “senhora” também não têm muita importância. Se nossos servos de Deus chamarem você de “senhor fulano de tal”, isso é prova concreta de que eles te consideram alguém que não nasceu de novo. Na visão de Jesus, Judas era um filho do diabo. E não há como Deus ter misericórdia de pessoas assim. Deus Pai não envia essa gente para o Seu Filho.
Alguns irmãos dizem: “Eu creio em Jesus e reconheço que Ele veio pela água e pelo Espírito. Ao ouvir este evangelho pela primeira vez, eu fiquei tão feliz que mal pude acreditar. Mas meus amigos não creram. Eu não entendo porque eles não creram, já que tudo que eles tinham que fazer era apenas crer.” Nós não entendemos essas pessoas que não crêem neste lindo evangelho quando as encontramos. Então pensamos: “Por que elas não crêem, já que isso é tudo que elas têm a fazer? Elas devem ser tão ignorantes!” Todavia, Deus as vê como pessoas muito malignas, e é por isso que Ele não pode ter misericórdia delas. Em outras palavras, o que elas merecem mesmo é viver assim e ir para o inferno.
Deus estende Suas mãos e concede a bênção da remissão de pecados àqueles que se achegam a Ele clamando pela Sua misericórdia, não a alguém que mesmo em Sua presença não tem vergonha de se opor a Ele. Essas pessoas ingratas pensam assim: “Por que Deus me fez assim, para sofrer tanto? Por que Ele permitiu que eu nascesse numa família pobre? Se existe um Deus, por que Ele fez isso comigo? É esse que é Deus?” Estes cujo coração se opõe a Deus assim, que não lamentam pelo que são, cujo coração está endurecido e que se satisfazem somente com as coisas do mundo e não com as coisas de Deus – todos eles rejeitaram a Deus. Em outras palavras, o Senhor não leva pessoas assim ao Pai.
É por isso que é totalmente indispensável que todo mundo se humilhe perante Deus. Mesmo quando a maldade que há na nossa carne se levanta, temos que despertar e admitir com toda a honestidade. “Eu sou um ser desprezível”, e pedir a ajuda de Deus. São somente essas pessoas que Deus Pai envia para Seu Filho, para que elas sejam salvas. Em outras palavras, é a essas pessoas que Jesus ensina Sua Palavra, levando-as a reconhecer seus pecados, assim como a receber a remissão destes por meio do evangelho da água e do Espírito, fazendo-as assim, filhos de Deus.
Mesmo que haja muitos cristãos hoje em dia nessa terra que confessam crer em Jesus, eles não crêem no evangelho da água e do Espírito. Qual a explicação para isto? A resposta para essa pergunta difícil se encontra no texto bíblico deste capítulo. O Senhor disse: “ninguém pode vir a mim, se pelo Pai não lhe for concedido”. Ninguém pode alcançar a verdadeira salvação do Senhor se o Pai não o enviar a Ele, seja ele seu familiar ou seu amigo. E é justamente por causa disso que temos que orar por aqueles que amamos, pedindo a Deus: “Pai, por favor, guie meus familiares. Por favor, salve todos eles”. Eles também têm que fazer sua parte e humilhar seu coração pedindo a ajuda de Deus, dizendo a Ele: “Deus, por favor, me salve, pois eu sou uma pessoa má”. Se não fizerem isso, eles jamais crerão em Jesus, por mais que eles nos ouçam explicando como Ele veio pela água e pelo Espírito. Ao contrário, seu coração endurecerá ainda mais e eles dirão: “Se você for conversar comigo sobre isso eu não quero te ver nunca mais”.
Apesar do evangelho da água e do Espírito ser a grande Verdade, há muitos cristãos que são teimosos e se recusam a crer nele até o fim. Mesmo assim eu vou continuar pregando o evangelho da água e do Espírito centenas e milhares de vezes. Esses cristãos também têm que ser vestidos da misericórdia de Deus. Nós temos que orar para que Deus tenha misericórdia deles. Temos que orar assim: “Senhor, tenha compaixão dessas almas e salve-as, por favor”. Isso porque elas só serão salvas se Deus tiver misericórdia delas. E mesmo depois disso tudo, se sua alma ainda estiver endurecida e não merecer a misericórdia de Deus, elas no fim serão lançadas no inferno então.
Apesar de termos visto no texto bíblico deste capítulo que mais de 5000 pessoas seguiam a Jesus, quando o Senhor disse a elas: “Ninguém pode vir a mim, se pelo Pai não lhe for concedido”, muitas simplesmente O deixaram. Todas aquelas pessoas em meio à multidão seguiam Jesus por todos os lados, dizendo: “Meu Senhor Jesus”, mas todas elas O deixaram num piscar de olhos. A multidão era tão grande que só de homens havia mais de 5000, homens que seguiam Jesus por toda a parte e diziam: “Rabi, Tu és o nosso Rei, a nossa esperança”. Porém, todos eles O deixaram. Em outras palavras, quando o Senhor disse: “Eu dou a vocês Minha carne e Meu sangue. Comam Minha carne e bebam Meu sangue. Assim vocês alcançarão a vida eterna e receberão a remissão dos seus pecados”, muitos daqueles que O seguiam não entenderam e por isso O deixaram dizendo a si mesmos: “Isso é tão difícil de entender. Ele não nos dá mais nenhum pão e só nos diz que a carne para nada serve. Não vale mais a pena continuar seguindo-O. Eu acho que Ele não é quem eu pensava que fosse”.
A Bíblia diz que muitos dos discípulos de Jesus partiram e nunca mais andaram com Ele. O Senhor perguntou então aos doze discípulos: “Vocês não vão partir também?” Parece que em meio a mais de 5000 pessoas todos O deixaram, menos os doze discípulos. O Senhor perguntou a eles então: “Vocês não querem Me deixar também?” No que Simão Pedro respondeu: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. Nós cremos e conhecemos que tu és o Cristo, o Santo de Deus” (João 6:68-69).
 Está escrito na Bíblia: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). Deus Pai enviou Seu Filho a este mundo e Seu Filho veio no corpo de um homem, levou todos os nossos pecados ao ser batizado, foi crucificado até a morte, ressuscitou dos mortos e assim se tornou o nosso Salvador. Se Deus disse que foi dessa forma que Ele nos salvou dos nossos pecados, nós temos que dizer sim a Ele, entendendo e crendo nisso. Como é que alguém pode conhecer a Verdade se ele não crê em Deus? Se nós não entendermos pela Bíblia que foi isso que Deus falou, ou se nós não crermos nisso mesmo quando entendermos, como poderemos saber que Jesus é o próprio Deus e o nosso Salvador?
Pedro respondeu a Jesus dizendo: “Senhor, para quem nós iremos? Só Tu tens as palavras da vida eterna. Nós também cremos e reconhecemos que Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Os discípulos de Jesus sabiam e criam que Ele era o próprio Deus. E eles entendiam o que Ele dizia. Todavia, todos aqueles que não entenderam a Palavra de Deus O deixaram. A Palavra do nosso Senhor é a Palavra da vida eterna. Pelo fato da Palavra da Verdade que nos salva estar com o Senhor, nós jamais podemos deixá-Lo. Portanto, por mais que as tentações e perseguições venham sobre nós, jamais podemos abandonar nossa fé no Senhor e deixar Sua Igreja.
Devido ao fato da Palavra da vida eterna estar na Igreja de Deus, onde mais nós poderíamos encontrá-la? Você deixaria a Igreja de Deus por dinheiro? Você só deixa a Igreja se não crer na Palavra; mas se você crê na Palavra realmente, você nunca vai deixá-la. Você poderá ouvir a Palavra da vida eterna se deixar a Igreja? Não, você não poderá ouvi-la em nenhum outro lugar. Você poderá adorar a Deus verdadeiramente então? Você pensa assim: “Bem, eu vou fundar minha própria igreja; eu não sei porque eu não posso pastorear”? Nem todos podem fundar uma igreja e pastorear. Deus diz:
“Se o Senhor não edificar a casa,
Em vão trabalham os que a edificam.
Se o Senhor não guardar a cidade,
Em vão vigia a sentinela” (Salmos 127:1).
Você somente pode fundar uma igreja e pastorear se Deus estiver com você, trabalhar em você, e te der fé e Sua Palavra. A Verdade é que nem todo mundo pode pastorear uma igreja por decisão própria. Enquanto que todo mundo pode pregar o evangelho, nem todos podem fundar uma igreja para guiar as almas.
Quando o Senhor disse: “Vocês também não querem ir?” Pedro deu a seguinte resposta: “Já que só Tu tens a Palavra da vida eterna, onde mais poderíamos ir e encontrá-la?” Enquanto que os outros discípulos ficaram calados, Pedro disse isso. Ele foi o primeiro entre os discípulos, um verdadeiro pioneiro na fé.
O que o Senhor disse é a Verdade. Hoje em dia as pessoas continuam traduzindo novas versões da Bíblia. Ganha-se muito dinheiro toda vez que uma nova Bíblia é publicada, e visando isso, ela continua sendo traduzida em muitas versões. Mas será que eles poderiam fazer uma versão da Bíblia melhor do que a que temos hoje, mesmo que eles vivessem 5000 mil anos para pesquisar e traduzir as Escrituras esse tempo todo? Existe um ditado na Coréia que diz que um homem bravo é um homem ignorante – sendo tolos assim, essas pessoas trabalham duro para traduzir a Bíblia à sua própria maneira, sem conhecerem a Verdade do evangelho que os leva a nascer de novo realmente. E, na verdade, quando eles acabam sua tradução ela está cheia de erros.
Mesmo que alguém se considere um homem de grande conhecimento e com uma impecável habilidade para escrever, se ele buscar expressar as suas opiniões no que escreve, ele vai fracassar antes mesmo escrever as primeiras páginas. Talvez seja por isso que respeitamos os escritores de romances. Nós os respeitamos porque eles escrevem histórias fictícias, e nem sempre é fácil descrever o que está à nossa volta e as relações humanas com tanta profundidade, juntar tudo isso e colocar em um livro. Contudo, as habilidades humanas não valem nada na dimensão do Espírito. Por essa razão, nós temos que humilhar nosso coração diante de Deus e ouvir atentamente o que Ele está nos dizendo por meio da Sua Palavra.
A palavra da vida eterna está com o Senhor. É por isso que nós ouvimos a Sua Palavra e cremos nela entendendo-a. Nosso Senhor é o pão que desceu do Céu. E Ele é Aquele que, tendo descido do Céu, voltará a essa terra algum dia. O dia em que o Senhor voltar será o dia em que a história desse planeta chegará ao fim. Quando houver fome e guerras em todo lugar, vocês entenderão que este dia está próximo.
Quando o Senhor voltar a essa terra Ele vai ressuscitar os nossos corpos novamente. Esta é a Palavra da Verdade. Jesus mesmo disse: “Em verdade vos digo que até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido” (Mateus 5:18). A salvação que nosso Senhor trouxe a você e a mim através do evangelho da água e do Espírito valerá para sempre. E valerá até mesmo quando nós estivermos no Reino de Deus.
Eu dou graças a Deus por Ele nos ter dado a Palavra da vida eterna.