Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 9-1] (João 9:1-7) Nós Vivíamos Debaixo de Maldição, Mas o Senhor Nos Salvou

(João 9:1-7)
“E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus. Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. Tendo dito isso, cuspiu na terra, e, com a saliva, fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo”.
 
 
Como vão vocês hoje?
Uma das coisas mais lindas na Igreja de Deus é ver como várias pessoas fazem a obra juntas. Quando eu ponho em prática algum projeto, eu sempre me sinto fraco fisicamente, ainda mais quando tudo está chegando ao fim. Mas embora eu me sinta cansado, eu sou desafiado pelo trabalho e luto até acabá-lo, pois me alegro em ver esta preciosa obra terminada. Mas parece que alguns têm a tendência de voltar atrás quando enfrentam o desafio de fazer a ‘boa obra’ do Senhor.
Sempre quando pego o metrô ou ando de ônibus, eu vejo pessoas empunhando cartazes e gritando: “Jesus é o caminho para o céu! Não crer nele é o caminho para o inferno!” Quando eu vejo esse tipo de coisa, eu percebo que o evangelho da água e do Espírito é muito mais eficaz do que ficar segurando um cartaz ou gritando desse jeito. A razão disso é que as palavras que elas falam não é o evangelho da água e do Espírito, que diz que Jesus morreu levando todos os pecados do mundo depois que foi batizado por João Batista. Mas por não crerem nisso é que elas ficam gritando como loucas em lugares públicos hoje em dia: “Se crer em Jesus, vai para o céu! Se não crer, vai para o inferno!” E é por isso que o mundo trata pessoas assim como loucas e as despreza.
O Senhor nos disse claramente: “Granjeai amigos com as riquezas da injustiça” (Lucas 16:9). É por isso que nossos pastores e missionários, assim como os leigos, estão ganhando dinheiro com vários tipos de negócios para custear a pregação do evangelho da água e do Espírito. Se nós ficássemos somente gritando: “Jesus é o caminho para o céu! Não crer nele é o caminho para o inferno!”, mas não pregássemos o evangelho da água e do Espírito, ninguém jamais conheceria este evangelho e isso não passaria de palavras vazias sobre o céu. Sendo assim, o desejo que deve haver em nós é de sempre perseverar na obra da evangelização, pois assim teremos forças para irmos até o fim do trabalho que começamos.
Acima de tudo, eu quero dizer a vocês que é uma bênção a Igreja de Deus custear a obra de evangelização, sempre levantando obreiros de Deus para pregar o evangelho da água e do Espírito. Se a Igreja de Deus não estivesse aqui e nossos precursores na fé não tivessem deixado obra alguma a ser feita, nós jamais poderíamos pregar o evangelho com tanto vigor.
Se fosse assim, nós faríamos a obra de pregar o evangelho da água e do Espírito por nossa conta, sem a orientação da Igreja de Deus. Como resultado, dentro de um ano pararíamos de pregar o evangelho. E para algumas pessoas isso aconteceria em apenas um mês ou dois. Se nosso coração não estivesse firme no evangelho da água e do Espírito, ele logo esfriaria o amor que temos por Deus dentro dele. Como consequência, isso despertaria nossos desejos carnais e nós procuraríamos as coisas que não têm valor algum. Portanto, se não nos tornarmos obreiros de Deus depois de recebermos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, e se não continuarmos firmes servindo a este evangelho segundo a vontade de Deus, nosso coração encontrará a morte espiritual. Por essa razão, quando a Igreja de Deus confiar uma tarefa a você, você tem que procurar cumpri-la com todo zelo e se sentir grato por tão valiosa tarefa ter sido confiada a você.
De vez em quando, alguns obreiros do nosso ministério acham melhor fazer a obra de Deus sozinhos e deixam a Igreja de Deus. Seria até bom se eles servissem com todo o zelo ao evangelho da água e do Espírito sozinhos, mas a maioria deles não consegue fazer isso. A princípio, até parece que eles estão indo bem ao fazer a obra de Deus. Mas logo os desejos carnais começam a surgir no seu coração e os levam a desistir. Quando alguém começa a buscar seus desejos carnais, a morte é algo certo. Portanto, eu peço a todos os pastores, missionários e todos que estão fazendo a obra de Deus fielmente na Igreja, por favor, continuem na Igreja que serve ao evangelho da água e do Espírito até o fim sendo gratos a Deus.
É claro que se alguém quiser ser independente, eu permito que ele vá a hora que quiser. Se alguém não quiser fazer a obra comigo, eu permito que ele vá e sirva ao evangelho da água e do Espírito sozinho. Se você quiser ser independente, tudo que você tem a fazer é deixar a Igreja de Deus e servir ao evangelho da água e do Espírito. Mas antes de fazer isso, pense muito bem sobre isso. Procure ver se será fácil para você servir ao evangelho da água e do Espírito sozinho e, ao mesmo tempo, guardar seu coração. Aí então você vai perceber que bênção e que alegria é fazer a obra junto com obreiros da Igreja de Deus. Há alguém entre nossos alunos da Escola de Missões que deseja começar um ministério independente? Se houver, por favor, levante a mão. Eu vou apoiar você. Mas quanto àqueles que têm a mente pequena, que só querem ter suas necessidades supridas e ser honrados com pastores, ter carros luxuosos e receber um grande salário, é melhor para o nosso ministério que eles caminhem sozinhos mesmo.
Nós temos que entender que os apóstolos, nossos pais na fé da Igreja Primitiva, e nós que realmente amamos ao Senhor queremos pregar o evangelho no mundo todo e não seguir os nossos desejos carnais. Todo o nosso trabalho é em prol do evangelho da água e do Espírito. O Senhor disse no livro de Provérbios: “Tira da prata as escórias, e sairá vaso para o fundidor” (Provérbios 25:4). Como diz esse texto, se nós não refinarmos a prata, jamais teremos uma jóia de qualidade. Se deixarmos a prata no seu estado original, da prata mesmo não conseguiremos usar quase nada. Talhares, anéis, coroas e todos os utensílios de prata são criados a partir do derretimento e do refino da prata. Do mesmo modo, depois de nascermos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito, temos que passar por um treinamento espiritual, sendo depurados pelo evangelho da água e do Espírito a fim de que as impurezas e sujeiras possam ser tiradas do nosso coração. Ninguém é capaz de remover a sujeita do seu coração sozinho. No entanto, quando alguém se entrega de todo o coração ao Senhor, ele se torna uma ferramenta poderosa em suas mãos. Portanto, só depois que os desejos carnais são tirados do nosso coração é que nós podemos ser preparados na Igreja de Deus fazendo a obra do Senhor.
Eu tenho que ser sincero com vocês, tem horas que eu me irrito com alguns obreiros na Igreja. Há alguns irmãos que são tão frágeis, principalmente entre os jovens, que parecem ovelhinhas que vão morrer se forem deixadas sozinhas. Mas se cuidarmos deles e guiá-los, eles irão sobreviver. Há pessoas que não entendem como é importante e maravilhoso fazer a preciosa obra do Senhor na Igreja, e, por serem assim, eles não percebem que estão morrendo por ceder aos seus desejos carnais. Espiritualmente, isso é algo decepcionante para mim, pois eles não aprendem nada com meus ensinamentos. É por isso que eu os deixo sozinhos até que percebam isso.
 
 
Havia um Homem que Nasceu Cego
 
Nós lemos a Palavra de Deus no evangelho de João capítulo 9, e diz ali que Jesus estava passando com seus discípulos e viu um homem cego de nascença. Os discípulos perguntaram a Jesus então se aquele homem era cego porque havia pecado ou por causa do pecado de seus pais. E Jesus respondeu dizendo que nem ele nem seus pais haviam pecado, mas que ele era cego para que nele se manifestassem as obras de Deus. Essa passagem bíblica, na verdade, é muito simples. Jesus e seus discípulos viram um homem cego, e os discípulos lhe perguntaram a razão daquilo. E Jesus respondeu: “Nem este homem nem seus pais pecaram, mas ele é cego para que nele se manifestem as obras de Deus”. Essa palavra dita por Jesus quer dizer que todos que nasceram em pecado podem nascer de novo recebendo dele o evangelho da água e do Espírito.
Mas para entendermos isso corretamente, também temos que entender por que Jesus nos deu o evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, temos que entender a intenção do Senhor em nos dar o evangelho da água e do Espírito. Então, para entendermos o que significa o texto bíblico deste capítulo, primeiro temos que nascer de novo crendo no evangelho da água e do Espírito; caso contrário, essa verdade nunca será revelada a nós.
Está escrito na epístola de Romanos: “Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim, pela obediência de um, muitos serão feitos justos” (Romanos 5:18-19). De acordo com essa verdade encontrada na Bíblia, Adão e Eva pecaram, e por causa disso, nós que somos seus descendentes nascemos como ‘pecadores’ por termos herdado este pecado. Nós somos pecadores porque nascemos com pecado, e nossa descendência também nascerá com pecado. Esse texto nos diz que o pecado é hereditário; por essa razão, todos, sem exceção, são pecadores.
Mas o que o Senhor está nos dizendo aqui sobre o homem cego? Que ele não era cego porque ele ou seus pais pecaram, mas porque Deus quis mostrar sua obra através dele. Podemos ver então que é verdade o que a Palavra diz, que pela ofensa de um homem, Adão, todos se tornaram pecadores. Já que a Bíblia diz que pela ofensa de um homem todos se tornaram pecadores, todos nascem em pecado então. Mas ela também diz que “assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida” (Romanos 5:18). Assim, podemos ver que a intenção de Jesus era mostrar sua glória através do cego. A Palavra de Deus nos diz que Jesus curou o cego “para que se manifestassem nele as obras de Deus”.
Antes mesmo da fundação do mundo, Deus planejou apagar os pecados do homem em Jesus Cristo, seu Filho, com o evangelho da água e do Espírito. Desde o princípio, a vontade de Deus foi criar a humanidade e fazer deles seus filhos. É por isso que antes de nascermos, e antes mesmo de Adão e Eva caírem na tentação de Satanás e pecarem, Deus planejou o evangelho da água e do Espírito com o propósito de nos salvar do pecado e nos adotar como filhos. E por meio de João Batista, o representante da humanidade, ele passou todos os pecados do homem para Jesus quando ele foi batizado e o fez pagar o pagar o preço por todos estes pecados.
Todos nós nascemos com pecado. Mas todos nós somos ‘pecadores’ não porque nossos pais pecaram, mas porque Deus os fez pecadores com o propósito de nos tornar seu povo por meio de Jesus Cristo, seu Filho. Então, assim como o homem cego, Deus nos fez nascer ‘espiritualmente cegos’. É claro que há os que são cegos de nascença. Entretanto, quando olhamos para nós mesmos por um ângulo espiritual, vemos que também somos cegos de nascença e não podemos ver o evangelho da água e do Espírito. Mas isso não é culpa de ninguém, e sim para Deus mostrar a obra que ele realizou: o plano da salvação em seu filho Jesus Cristo.
Vamos ler os versículos 6 e 7 do capítulo 9 do evangelho de João: “Tendo dito isso, cuspiu na terra, e, com a saliva, fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo”.
Depois de anunciar que era a luz do mundo, Jesus cuspiu no chão e fez lodo com sua saliva. Com essa saliva então, ele ungiu os olhos do cego e mandou que ele fosse se lavar no tanque de Siloé. Ele então se lavou com a água do tanque e voltou a “ver”. O que isso significa? Que através da lei de Deus, o Senhor fez com que os pecadores entendessem seu pecado, mas por meio dela, eles foram salvos voltando para o Senhor através do evangelho da água e do Espírito dado por Deus.
Antes de curar o cego, Jesus cuspiu na terra e fez um lodo com a mistura. Então, ele ungiu os olhos do cego com o lodo. Pelo lado humano, isso seria um insulto ou algo humilhante. Mas ser cego já era uma grande humilhação, e foi por isso que Jesus fez lodo com saliva e terra para ungir seus olhos. Depois disso, ele disse ao homem para se lavar no tanque de Siloé.
O milagre é que todos que têm um encontro com o Senhor e o obedecem são curados de suas enfermidades, não importa quais sejam. Ao invés de ficar questionando por que Jesus ungiu seus olhos com lodo feito de terra e saliva, o cego foi obediente e foi calmamente até o tanque de Siloé, conforme o Senhor havia mandado. Sua visão então foi restaurada e ele passou a ver perfeitamente.
Eu quero explicar algo aqui: esse texto não está dizendo que seremos abençoados se obedecermos. Os líderes dentro do Cristianismo dizem aos seus seguidores que se eles ofertarem muito e derem seus dízimos, eles receberão muitas bênçãos, e que se eles fizerem um empréstimo e ofertarem uma grande soma de dinheiro, seu negócio irá prosperar mais do que eles jamais sonharam. Mas saiba que todos eles são mentirosos. O Senhor nos diz claramente aqui que nossos ‘olhos espirituais’ só serão abertos se ouvirmos, crermos e entendermos o evangelho da água e do Espírito. Ele nunca disse que nossos ‘olhos espirituais’ seriam abertos através das nossas ofertas.
O fato de Jesus ter cuspido na terra, feito lodo com sua saliva e ungido com ele os olhos do cego significa que somos amaldiçoados diante de Deus. Nós até cuspiríamos em alguém que é desprezível e que não vale nada, mas nunca faríamos isso com uma pessoa comum. Mas a verdade é que todos nós somos pecadores e fomos amaldiçoados por causa dos nossos pecados desprezíveis. Mesmo assim, podemos ver que Deus ‘cuspiu’ para salvar aqueles que estavam amaldiçoados. Isso nos mostra claramente que o homem estava ‘amaldiçoado’. Aqueles que têm pecado neste mundo não são ‘simples pecadores’ diante de Deus. Eles são muito mais do que isso; eles são ‘amaldiçoados’.
O Senhor disse que “o salário do pecado é a morte, mas dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23). Nada mais justo então que todos sejam amaldiçoados por Deus e vão para o inferno. Todos têm que pagar o preço pelos seus pecados. Mas por sermos muito preciosos aos olhos de Deus, seu desejo não é que sejamos destruídos por causa dos nossos pecados. Isso porque ele não nos criou para que fôssemos lançados no inferno. Foi por isso que ele enviou seu Filho unigênito como propiciação por todos os nossos pecados. E Jesus Cristo cumpriu sua missão, que era expiar todos os pecados do mundo através do evangelho da água e do Espírito. Portanto, temos que crer em Jesus Cristo, que é o Salvador de toda a humanidade, através do evangelho da água e do Espírito. Mas para crermos nele verdadeiramente, temos que entender muito bem o que é o evangelho da água e do Espírito, pois é através deste evangelho que nós recebemos a purificação dos nossos pecados.
Há algo muito importante que temos que entender antes de sermos purificados dos nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito: é que, por estarmos condenados ao inferno por causa dos nossos pecados, precisamos ser salvos de todos eles para recebermos a vida eterna. Mas temos não somente que receber a purificação dos nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito, mas também crer neste verdadeiro evangelho e entender que, por sermos ‘grandes pecadores’, não poderemos evitar o castigo de sermos lançados no inferno se nossos pecados não forem realmente purificados. Em outras palavras, antes de crermos no evangelho da água e do Espírito e sermos salvos, temos que reconhecer e confessar que, se nós fôssemos julgados pelos critérios estabelecidos na lei de Deus, seríamos condenados ao inferno por ele.
Por que o Senhor cuspiu na terra e fez lodo com sua saliva para ungir os olhos do cego? Ele fez isso para nos mostrar de modo bem claro como somos impuros diante de Deus, e que estamos destinados a ser amaldiçoados por ele, pois somos sementes do pecado. Nós temos que entender muito bem que o certo seria sermos amaldiçoados e destruídos por Deus por causa dos nossos pecados, e que também seria justo sermos lançados no fogo do inferno que nunca se apaga. É por isso que nós temos que buscar a Deus e reconhecer diante dele que merecemos ‘este juízo e a destruição eterna’ por causa dos nossos pecados. Se fizermos isso, o Senhor nos dirá: “Vá agora e lave-se no tanque de Siloé”. E se fizermos isso com mansidão e obediência, ele purificará todos os nossos pecados ‘de uma vez por todas’, limpando nosso coração que está totalmente manchado pelo pecado. E, segundo sua Palavra, ele nos curará de uma maneira perfeita. Portanto, para recebermos de Deus a purificação dos nossos pecados e nos tornarmos seu povo santo, a ‘primeira coisa’ que precisamos entender é que nós somos pecadores e estamos destinados a sofrer a ira de Deus. Só depois buscaremos a Jesus Cristo crendo no evangelho da água e do Espírito dado por Deus e seremos purificados de todos os nossos pecados pela Palavra da verdade.
Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus enviado por ele para apagar nossos pecados. Mas ele veio a essa terra para cumprir o plano da salvação não segundo a sua própria vontade. Ele veio a essa terra segundo a vontade do seu Pai, viveu aqui 33 anos, e cumpriu o plano estabelecido por ele levando nossos pecados quando foi batizado e morreu na cruz derramando seu preciso sangue em nosso lugar. A tradição da palavra ‘Siloé’ significa ‘o Enviado’. Jesus Cristo é o Salvador que veio a nós ‘enviado’ por seu Pai.
Se procurarmos ver o que diz o que texto bíblico em João 9:4, nós vamos ler: “Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar”. Jesus Cristo foi levado a cumprir esta obra segundo a vontade do Pai. Nossos pecados só poderão ser purificados para sempre se buscarmos a Jesus Cristo. Mas para fazermos isso, nós precisamos entender que somos realmente ‘impuros’ e temos pecado. Aí então, quando buscarmos a Jesus Cristo, nós receberemos a purificação dos nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito dado por Deus.
O que é a ‘água’ mencionada no evangelho da água e do Espírito? É o batismo de Jesus. Nós temos que entender a verdade bíblica pela qual Deus escolheu João Batista como sumo sacerdote e representante da humanidade, e por ele foi instruído a passar todos os pecados do homem para Jesus Cristo, batizando-o com ‘imposição de mãos’. Foi assim que João batizou Jesus Cristo, o Salvador que foi ‘condenado’ em nosso lugar ao ser crucificado por todos os nossos pecados. Quando cremos em Jesus Cristo, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, todos os nossos pecados são purificados e podemos ver o amor de Deus com nossa visão restaurada. Isso significa que só depois que recebemos a remissão de pecados pela fé é que podemos chamar a Deus de “Aba Pai” (Romanos 8:15).
Quando entendemos que nascemos neste mundo com a permissão de Deus, mas que estávamos condenados à morte por causa dos nossos pecados, vemos que temos que aceitar seu amor. Após vir a essa terra para salvar toda a humanidade, a primeira obra que Jesus Cristo realizou neste curto período do seu ministério público foi ser batizado por João Batista. Nós temos que conhecer e entender essa verdade na qual Jesus veio a essa terra e foi batizado para levar os pecados de toda a raça humana. Jesus veio a este mundo através do corpo da virgem Maria, e quando fez trinta anos de idade foi batizado por João Batista. Só então ele começou seu ministério público para salvar toda a humanidade.
 
 
A Primeira Obra que Jesus Realizou em Seu Ministério Público Foi Ser Batizado por João Batista
 
Ao ser batizado por João Batista, Jesus levou todos os pecados da raça humana sobre seu corpo, desde Adão, de uma vez por todas. E ao ser crucificado em nosso lugar por causa de todos estes pecados, ele nos salvou deles e da destruição. Se você se recusar a crer nisso, você jamais poderá ser um cristão verdadeiro. Quando alguém diz que é membro de alguma igreja e confessa Jesus com seus próprios lábios, mas não conhece o evangelho da água e do Espírito, Deus o considera somente como mais um religioso deste mundo, como os budistas que só vivem cantando sutras, mas não entendem seu significado. E isso acontece porque ainda há pecado em seu coração.
É por isso que é muito importante sabermos como Jesus levou sobre si todos os nossos pecados e resolveu de um modo perfeito o ‘problema do pecado’. Nós temos que entender bem por que ele foi batizado e qual o verdadeiro significado deste batismo, para só depois crermos então no evangelho da água e do Espírito. Só assim nossos pecados serão purificados de uma maneira perfeita, receberemos a vida eterna e a remissão de pecados, e nos tornaremos filhos de Deus. Quando nascermos assim realmente, passaremos a dar testemunho que o evangelho da água e do Espírito é a grande verdade, por mais que não sintamos vontade de pregar este evangelho. É por isso que é muito importante conhecermos a Jesus Cristo e termos fé nele, que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Nós também temos que nos conhecer muito bem. Temos que entender que, embora fôssemos pecadores desprezíveis, o Senhor nos salvou dos nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito.
Eu realmente espero que você não despreze essa verdade da salvação que veio pelo evangelho da água e do Espírito. O Senhor disse claramente: “Em verdade te digo que, de maneira nenhuma, sairás dali, enquanto não pagares o último ceitil” (Mateus 5:26). Embora muitos ouçam este precioso evangelho, eles ainda têm pecado e são escravos deles; o que os levará ao inferno. O preço do pecado é algo terrível. É tão agonizante e doloroso que a pessoa desejaria nunca ter nascido.
Nós temos que entender como somos miseráveis e que estamos amaldiçoados por causa dos nossos pecados. Depois então, temos que crer em Jesus Cristo, que foi enviado pelo Pai. No texto bíblico deste capítulo, podemos ver claramente que, ao ser batizado, Jesus levou todos os pecados do mundo ‘de uma vez por todas’. A Bíblia nos traz a palavra do evangelho da água e do Espírito que foi cumprida por Jesus Cristo, sua importância e seu anúncio no Antigo Testamento.
Nós temos que entender que não podemos ser purificados dos nossos pecados sem o evangelho da água e do Espírito. Nossos pecados não são purificados simplesmente porque ‘os conhecemos’ e pedimos perdão por eles. Ao contrário, temos que compreender a verdade bíblica desta purificação para que possamos entender o evangelho da água e do Espírito e crer nele. Nós temos que saber como o Senhor apagou todos os nossos pecados para que nosso coração seja liberto de ‘todos eles’. Nossos pecados não são purificados toda vez que nós pedimos perdão por eles. Mas embora a verdade bíblica diga isso, muitos cristãos têm orado a Jesus de modo errado. Eles continuam fazendo orações de arrependimento, confessando que erraram e clamando por perdão.
No entanto, a verdade é que não recebemos a remissão de pecados assim; isso não passa de uma perda de tempo. Nós temos é que crer que Jesus apagou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista e ao derramar seu sangue na cruz. O Senhor não apagou nossos pecados somente derramando seu sangue na cruz. A verdade bíblica é que, por ter levado todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista, Jesus foi condenado por todos eles em nosso lugar. Jesus de fato ‘levou’ todos os nossos pecados. Mas a verdade é que muitos ainda são ‘espiritualmente cegos’ porque continuam jejuando, fazendo orações de arrependimento e clamando a Deus sem saber que já foram totalmente remidos dos seus pecados. É por isso que o Senhor diz que eles são ‘cegos de nascença’.
Nós somos salvos quando cremos em Jesus, que veio pelo evangelho da água e do Espírito; este é o fundamento da nossa fé. Mas este ‘fundamento da fé’ não é alcançado tão facilmente. Você não sabe como é difícil estabelecer o fundamento da fé. Jesus veio a essa terra, e para nos salvar dos pecados do mundo, ele trabalhou incansavelmente por 33 longos anos. O que eu estou dizendo aqui é que ‘esse trabalho’ não é algo ‘tão simples’ como muitos pensam. Para nos dar o evangelho da água e do Espírito e pegar o preço pelos nossos pecados, Jesus teve que tirar os pecados do homem através de João Batista, que era seu representante, ser pregado na cruz e morrer em nosso lugar. Foi assim que ele nos salvou de todos os nossos pecados, da maldição e da destruição.
Se pudéssemos resumir todas as obras de Jesus em uma só frase, ela poderia ser esta: “Jesus nos salvou do pecado do mundo com o evangelho da água e do Espírito”. É por isso que temos que saber muito bem o que é a ‘água’ mencionada na Bíblia, quem de fato é o Espírito Santo, e o que é a verdade que nos salvou dos nossos pecados, para que depois de termos este conhecimento possamos crer. Melhor dizendo, nós temos que conhecer e crer na obra que o Senhor realizou por nós com o evangelho da água e do Espírito.
Após ter realizado todas as suas obras de modo perfeito, o Senhor ressuscitou e ascendeu ao reino eterno. Mas os seus discípulos permaneceram aqui na terra. E estes discípulos são os próprios apóstolos e seus seguidores da Igreja Primitiva. A palavra apóstolo significa ‘enviado’. Depois que os apóstolos morreram, os pais da Igreja se tornaram seus líderes, mas infelizmente o evangelho da água e do Espírito com o passar do tempo foi aos poucos desaparecendo. Na verdade, não seria exagero algum dizer que o evangelho da água e do Espírito foi totalmente banido da terra com a declaração do Edito de Milão em 313 d.C.
Mas louvado seja Deus que agora ele levantou um outro grupo fiel de pessoas que herdou a fé original dos apóstolos. E essas pessoas de Deus são exatamente eu e você. Juntos, nós agora estamos pregando o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Estamos pregando este evangelho da água e do Espírito para os 6,5 bilhões de habitantes deste mundo. Nós somos os defensores do evangelho da água e do Espírito, e estamos fazendo a obra de Deus em prol das pessoas deste mundo. E nós somos fieis e obedientes à esta obra porque foi o Senhor quem nos enviou.
Por isso, todos que ainda não tiveram um verdadeiro encontro com o Senhor e, como conseqüência, ainda estão em pecado, precisam procurar alguém que nasceu de novo para conhecerem a verdade do evangelho da água e do Espírito. E já que essas pessoas foram enviadas por Deus, quando você encontrá-las, ouça o evangelho da água e do Espírito e creia nele, pois assim você será purificado de todos os seus pecados e receberá a vida eterna. Mas para fazer isso, você primeiro tem que negar seus pensamentos, aprender toda a verdade passo a passo, e alcançar respostas para os seus questionamentos. Só então o problema dos seus pecados será resolvido. É isso que o texto bíblico deste capítulo está nos dizendo. Ele está dizendo que nós, que tivemos um encontro com o Senhor e através dele recebemos a bênção da remissão de pecados, somos aqueles que tiverem sua visão restaurada por Deus e veem o mundo realmente como ele é; além de sermos aqueles que receberam também a bênção que foi enviada pelo Senhor.
Amados irmãos, o homem cego foi rapidamente ao tanque de Siloé, lavou seus olhos e voltou com eles restaurados. Lavar aqui é um ato de limpar a sujeira. As pessoas dizem que a morte é o fim de tudo. De fato, o que espera pelos pecadores é o juízo pelos seus pecados e o fogo eterno do inferno. Mas o que espera pelos justos é a vida eterna nos céus. É por isso que você tem que ser purificado dos seus pecados com o evangelho da água e do Espírito o mais rápido possível. Você precisa receber a remissão dos seus pecados e ser totalmente purificado recebendo o Espírito Santo como um dom gratuito de Deus.
Para recebermos a salvação da nossa alma, nós temos que nos unir àqueles que já encontraram a verdade do evangelho da água e do Espírito e ouvi-los atentamente; e nosso coração deve estar disposto a aprender tudo que eles têm a nos ensinar. Só então nós creremos de todo o nosso coração. Deus nos deu a verdade do evangelho da água e do Espírito. Ele permitiu a nós, que éramos espiritualmente cegos antes de conhecermos nosso Senhor Jesus Cristo, que veio pela água e pelo Espírito, não somente conhecer a verdade do evangelho, mas também crer nela e nascer de novo. Portanto, ao ler o texto bíblico deste capítulo, eu espero que você entenda por que Deus nos fez segui-lo e servi-lo, e dê graças a ele por isso.

Eu também oro para que aqueles que são espiritualmente cegos possam aprender a Palavra do evangelho da água e do Espírito como os obreiros de Deus, os pastores, missionários e irmãos de nossa Igreja. Mas para que você aprenda a Palavra de um modo perfeito, você tem que começar a aprender a partir de agora e esquecer tudo que aprendeu até hoje, porque estes pensamentos antigos não passam de fermento. Contudo, você não deve tomar esta exortação como algo doutrinário, mas somente deixar o fermento que havia em seus pensamentos antes de você ter um encontro com o Senhor. Sendo assim, vá em frente e jogue fora o fermento do pensamento humano que você acumulou até hoje e creia no evangelho da água e do Espírito. Se você fizer isso, você receberá todas as bênçãos celestiais de Deus.