Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 10-3] (João 10:1-18) Ouça a Voz do Bom Pastor

(João 10:1-18)
“Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas, de modo nenhum, seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus disse-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor. Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai”.
 
 
Todo ser humano possui corpo, alma e espírito. E as pessoas que receberam a remissão de pecados do Senhor em seu coração sabem distinguir muito bem corpo, alma e espírito. No entanto, aqueles que não a receberam não sabem distingui-los, e, além disso, confundem a mente carnal com a espiritual.
O evangelho de João capítulo 10 que lemos hoje nos mostra claramente como nosso Senhor salvou nossa alma. Nosso Senhor veio mesmo a essa terra e salvou nossa alma de todos os pecados quando foi batizado e derramou seu sangue na cruz. Sempre que eu penso nisso, eu percebo que bênção grandiosa foi ter recebido de Deus a remissão de pecados em minha alma. E eu estou certo que você também é muito grato a Deus por isso. Portanto, é dever de todos nós que recebemos esta grande bênção compreender como Deus apagou por completo todos os pecados da nossa alma. Hoje vamos tirar um tempo para entender em detalhes todos estes assuntos na Palavra que se encontra em João capítulo 10.
 
 
Nós Somos Ovelhas do Senhor e Ele a Porta das Ovelhas
 
Nosso Senhor disse no evangelho de João capítulo 10 versículos 1 e 2: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas”. E ele disse em João 10:9: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”. Como podemos ver nesse versículo, o Senhor disse que ele é a porta das ovelhas e que nós somos suas ovelhas. E ele também disse que preparou o céu para nós e que ele é a porta do céu. Além disso, ele disse que é a própria porta da salvação porque já pagou de uma vez por todas o preço por todos os nossos pecados.
Os primeiros seres humanos, Adão e Eva, foram criados por Deus. Ele fez Adão do pó da terra, soprou em suas narinas o fôlego de vida, e assim o homem se tornou um ser humano. Isso significa que o ser humano jamais morrerá. Contudo, o homem que foi feito à imagem e semelhança de Deus caiu na tentação do diabo e pecou. Mas enquanto ele lutava contra o pecado, Deus planejou apagar este pecado que havia entrado em sua alma. Desde aquela época, o Senhor já tinha planejado ser a porta da salvação em pessoa. E a promessa do Senhor de apagar nossos pecados se encontra em muitos lugares na Bíblia.
Por exemplo, Gênesis capítulo 3 versículo 15 diz: “E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”. Diz aqui que o descendente da mulher ferirá a cabeça. O que isso significa? Que Jesus viria a este mundo em carne e destruiria o diabo. E a frase “tu lhe ferirás o calcanhar” significa que o Senhor seria batizado e derramaria seu sangue na cruz para cumprir a justa salvação e salvar nossa alma do pecado. A promessa do Senhor é que ele nos salvaria e seria a porta da salvação, a porta das ovelhas e nosso pastor. Portanto, o fato é que nosso Senhor se tornou a porta da salvação para nós, e este foi o plano de Deus preparado antes da fundação do mundo, antes mesmo que o homem caísse ao ser tentado por Satanás.
Desde que criou o homem, já era desejo do nosso Deus se tornar nosso Pastor e Salvador. Antes da fundação do mundo, Deus planejou se tornar nosso bom Pastor e nos dar a vida eterna para que recebêssemos o pão da vida eterna e as suas bênçãos. Nosso Deus se tornou nosso bom Pastor e nos guiou pelo caminho correto ao invés de nos abandonar. O evangelho de João capítulo 9 versículo 10 diz: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”. Esse versículo nos fala do plano e da promessa do Senhor. Também nos diz que recebemos uma nova vida, além de bênçãos e renovo físicos e espirituais, através do Senhor que é a porta para todas as bênçãos. É por isso que o Senhor é nosso Deus e Salvador, o nosso bom amigo do qual o diabo jamais pode nos afastar, por mais que ele tente. De fato, nosso Senhor é o bom pastor, o Senhor da vida e do juízo.
Deus apagou os pecados do nosso espírito de uma vez com o evangelho da água e do Espírito e fez de nós, que cremos, seus filhos. Nós nos tornamos os perfeitos filhos de Deus sem pecado e suas amadas ovelhas pela sua justiça, não pelo nosso próprio esforço. O Senhor recebeu pessoalmente o batismo em seu corpo de João Batista, e assim levou os pecados do mundo sobre si de uma vez e se tornou o perfeito Salvador daqueles que creem que ele entregou seu corpo para ser pregado na cruz e ressuscitou dos mortos. Nós podemos ser ovelhas do Senhor e chamá-lo de nosso bom Pastor por causa dessa obra da salvação que ele realizou. Jamais se esqueça disso!
Se não fosse pelo Senhor, nossa alma ainda estaria presa ao pecado e não poderíamos receber a eterna remissão de pecados. Nosso Senhor salvou de modo perfeito nossa alma dos pecados do mundo. Nós só pudemos nos tornar povo do Senhor e ele se tornar nosso bom Pastor porque ele nos salvou do pecado com o evangelho da água e do Espírito. Nós, seres humanos, temos corpo, alma e espírito. Em nosso corpo, nós não temos outra escolha senão viver pecando neste mundo, mas nossa alma recebe a salvação pela fé nas obras de justiça do Senhor. Ele foi batizado e derramou seu sangue na cruz para expiar todos os pecados do mundo. E você e eu, que cremos no evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, nos tornamos seus filhos e seu povo para sempre. Nada no universo existe por acaso, ao contrário, tudo foi criado para revelar a glória de Deus. Eu quero que você saiba que nós nascemos neste mundo pela vontade de Deus, e que seu propósito em tudo que fez foi nos tornar seus filhos.
 
 
Vamos Ser Crentes Agradecidos
 
O Senhor disse que todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito se torna filhos de Deus. E nos tornarmos filhos de Deus de modo perfeito crendo no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu. Como eu disse antes, toda obra da salvação estava dentro do plano de Deus que foi feito antes da criação do mundo. Quando nascemos neste mundo, havia um plano da salvação em Jesus Cristo, e nós recebemos a verdadeira remissão de pecados crendo nele, que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Então, quando chegar a hora, entraremos no reino de Deus que o Senhor preparou para nós quando deixarmos este mundo. Jamais devemos esquecer que nossa alma recebeu de Deus a remissão de pecados através do evangelho da água e do Espírito, e, por isso, devemos sempre adorá-lo.
Em tudo que pensamos, nós, seres humanos, por termos um mente carnal, não temos outra escolha senão seguir os padrões carnais ao invés dos espirituais. Porém, no que se refere à fé e à justiça de Deus, é algo muito errado seguir estes padrões. Por exemplo, é errado pensar assim: “Que bom isso que aconteceu comigo! O Senhor me abençoou de novo”, quando nossa vida material vai bem. Ou pensar assim: “Se eu creio em Jesus, por que estou passando por essa luta?”, quando ficamos doentes ou sofremos. Nossa carne é instável e está sempre mudando. E nós seríamos abalados todos os dias, como as folhas levadas pelo vento, se confiássemos nos nossos padrões carnais para seguir ao Senhor.
Assim, podemos ver que nosso corpo é imperfeito e será complemente transformado no futuro. Mas e a nossa alma? Nossa alma foi salva dos pecados do mundo de uma vez por todas pelo evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu. É por isso que podemos bendizer a Deus por sua justiça e viver felizes com o Senhor. Embora cometamos pecados em nossa carne enquanto vivemos neste mundo, nós, que somos o povo de Deus, não podemos julgar os outros com padrões carnais e achar que isso está certo. Temos que buscar a Deus crendo na justiça do Senhor que salvou a nossa alma de todos os pecados do mundo. Temos que ser ovelhas do Senhor e dar sempre graças a ele pela fé.
Não se esqueça que você é uma ovelha do Senhor. Jamais tome uma decisão baseado em padrões carnais, pense sempre na salvação da sua alma dada pelo Senhor e seja grato a ele crendo nisso. Através de Jesus Cristo, nós recebemos mesmo a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito e também o grande privilégio de nos tornarmos filhos de Deus. Devemos sempre nos lembrar do propósito de Deus, de sua bênção ao nos fazer nascer neste mundo, e que ele fez de nós os seus santos que estão sempre na sua presença adorando-o com ações de graças.
 
 
Algo Além da Nossa Fraqueza
 
Nós passamos por muitas coisas enquanto vivemos neste mundo. Há muito sofrimento, coisas boas e ruins, mas também provamos das coisas de Deus em tudo que vivemos. Por isso, quando estivermos na presença de Deus, devemos nos lembrar que tudo que fazemos para sobreviver neste mundo não passa de coisas carnais. Eu creio que a primeira coisa que temos que pensar é na graça de Deus que nos salvou de todos os pecados, e depois dar graças e glórias e ações de graças a ele. Deus nos abençoou de tal maneira que palavras não podem expressar. Portanto, temos que ouvir a Palavra de Deus e ser fortalecidos em nossa alma entrando e saindo do seu aprisco. Devemos ser ovelhas de tamanha fé que nossa alma louve a Deus e dê graças a ele de todo o coração.
Jamais devemos tomar uma decisão baseados em nossa mente carnal, não importa qual seja, pois todos somos filhos de Deus que receberam dele a graça da salvação. Vamos analisar a Palavra em Gênesis capítulo 1 para entendermos isso melhor.
Deus criou o universo. Ele criou a luz no mundo que estava um caos no primeiro dia da criação. E ele viu que a luz era boa. Depois, no segundo dia, ele dividiu as águas que estavam acima do firmamento das águas que cobriam a terra. Ele então juntou as águas que cobriam a terra no terceiro dia, fez com que elas surgissem aos poucos e separou a terra seca do oceano. Deus chamou a porção seca Terra, e as águas que ajuntou, ele chamou de Mares. E viu Deus que era bom. E Deus disse: “E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie e árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom”. Aqui diz claramente que Deus disse que tudo que havia criado era bom.
E quanto a nós que vivemos neste mundo como filhos de Deus? Será que nossa aparência parece algo bom para Deus quando ele nos vê? Os pensamentos carnais e espirituais vão e voltam como as ondas do mar na areia. Os pensamentos carnais surgem a todo momento como as marés que sobem e descem, enquanto que os pensamentos espirituais surgem quando nós louvamos a Deus e ouvimos sua Palavra. Os sentimentos carnais, a dor, a tristeza e muitas outras coisas surgem do nada até quando estamos fazendo a obra espiritual e pensando nas coisas espirituais.
Então, quando formos tomados por pensamentos carnais, como ondas que veem sobre nós, temos que entender que isso não vem do nosso verdadeiro eu, embora estejamos propensos a pensar o contrário. Isso é somente ondas do mar, ou seja, pensamentos carnais. O que eu estou dizendo é que isso não vem do nosso verdadeiro eu, mas é apenas um pensamento momentâneo que vem da nossa carne, emoção e ganância.
Quando o oceano está na maré cheia, se houver alguma tempestade no mar, a costa é varrida por ondas de mais de 10 metros de altura. E quando as ondas e o vento invadem a terra, as árvores ao longo da costa morrem por causa do sal que fica sobre elas. Os pensamentos carnais fazem o mesmo conosco, seres humanos. Eles surgem porque vivemos num corpo carnal neste mundo. E os que são muito apegados às coisas carnais pensam que os pensamentos carnais que eles têm de vez em quando são algo do seu próprio eu, da sua própria essência. E o que acontecerá se eles não vencerem isso pela fé? Sempre que sua fraqueza for revelada, eles farão um julgamento errado de si mesmos e acharão que são uma geração de malignos que não têm como viver pela fé. No fim, eles acabarão entrando em desespero e se afastando do Senhor.
A verdade da salvação sempre será a mesma para nós, seres humanos. Isso nunca muda. A carne é limitada. E tudo que é variável jamais poderia ser a verdade absoluta da salvação. Nós temos que entender que a carne jamais é santificada, mesmo quando recebemos a remissão de pecados. A nossa alma sim, que passa a ter uma boa consciência, é que é curada por Deus, como está escrito em 1 Pedro 3:21: “Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo”.
Assim como jamais houve um tempo em que as águas do oceano secaram ou as marés pararam de subir e descer, nosso Senhor sempre nos amará. Mas nossa mente carnal sempre tentará nos levar à morte através de pensamentos carnais. No entanto, você e eu não somos pessoas que vivem sendo derrotadas pela carne, pois somos de Deus. A verdade é que cada um de nós, que fomos salvos do pecado para sempre crendo no evangelho da água e do Espírito, somos filhos de Deus; e como seus filhos, somos também ovelhas do Senhor.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos um povo fabuloso para Deus, embora as emoções e os desejos do nosso velho homem sempre surjam, pois ainda somos carne. Os desejos da carne nos abalam e até confundem nossa alma sempre que surgem os pensamentos carnais. Mas por que isso acontece? Porque os pensamentos carnais ferem o nosso eu, assim como as plantas morrem por causa do sal que a maré traz quando varre a costa.
Nós temos que curar nossas feridas com o evangelho da água e do Espírito. Além disso, temos que nos lembrar sempre que somos aqueles que receberam de Deus a eterna salvação dos pecados. Este é o único modo de evitarmos os sentimentos carnais, nos ferirmos, e, por outro lado, nos tornamos ainda mais excelentes pela fé. Nós temos que crer na justiça de Deus e não nas nossas emoções. Temos que viver pela fé na Palavra de Deus ao invés de confiar nos pensamentos carnais que sempre surgem em nossa mente. Só assim nós, os santos, poderemos adorar a Deus pela sua justiça. Se não vivermos segundo a Palavra de Deus, mas segundo nossos pensamentos carnais, acabaremos perdendo a luta contra a carne e morrendo espiritualmente. Assim, não conseguiremos levar uma vida correta de fé, não seremos gratos a Deus e não receberemos dele o alimento espiritual. Só recebemos o alimento espiritual quando cremos na justiça de Deus. Recebemos este alimento para o nosso coração e uma nova vida, fortalecimento e bênçãos através da abençoada Palavra de Deus, assim como o pão da vida, quando encontramos os servos de Deus em Jesus Cristo.
Como você se sente quando surgem pensamentos carnais em sua mente? Você não pensa em desistir, embora tenha vivido pela graça de Deus até então? Você não pensa em deixar sua vida de fé por causa disso? Você não pensa em voltar à vida que tinha antes, como Pedro que voltou a pescar depois da morte de Jesus? Nós até que voltaríamos se pudéssemos, mas já somos ovelhas de Deus nascidas de novo porque cremos no evangelho da água e do Espírito. Já que existe um lugar melhor para nós, os nascidos de novo, ou seja, um lar celestial, temos que desejar este lar e enfrentar nossas lutas enquanto vivermos aqui. Aqueles que de fato receberam a remissão de pecados crendo no batismo de Jesus e no seu sangue na cruz jamais podem voltar à sua vida de antes.
 
 
Dois Tipos de Luta: A Luta Física e a Espiritual
 
Quando o justo volta para o mundo, ele se torna servo dele, e isso significa a morte da sua alma. Alguém assim é igual aos israelitas que estavam presos às cadeias do imperador egípcio: eles trabalhavam duro como escravos no Egito somente para receber seu pão diário. É por isso que nós que cremos no evangelho da água e do Espírito não podemos voltar para o mundo e nem desejar isso. A única diferença para nós que recebemos a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito é que vivemos entre dois mundos ao mesmo tempo: o mundo físico e o espiritual; e isso é algo difícil para nós.
Nossa alma sempre tem paz quando vivemos pela fé na Palavra de Deus e cremos nela, não em nossos pensamentos carnais. E o Espírito Santo confirma isso em nosso coração dizendo: “Sim, é isso mesmo!”, além de renovar nossas forças com a Palavra de Deus ao sermos assolados pelos pensamentos carnais. Assim, nossa alma vive em paz neste mundo e recebe o conforto espiritual se desprendendo de tudo que é carnal.
Mas o que acontece com os pensamentos carnais que temos neste mundo? Eles colocam em dúvida nossos pensamentos espirituais: “Será que é isso mesmo? Eu acho que nunca vou conseguir viver assim”. É por isso que a luta entre a carne e o espírito é muito acirrada. Quantas pessoas você conhece que podem travar essa batalha e vencê-la apenas como seu próprio esforço? Ninguém pode vencer essa luta senão o povo de fé que crê na justiça de Deus.
Nós jamais conseguiremos vencer as lutas espirituais e carnais se as travarmos com nossas próprias forças. Nós só podemos vencer essa guerra pela fé na justiça de Deus. Os nossos desejos carnais parecem insaciáveis, mas não é bem assim. Parece até que vamos comer o mundo inteiro quando estamos com muita fome, mas depois de um bom prato de arroz e feijão nos sentimos totalmente saciados. Isso significa que podemos ser libertos da carne e não ser escravos dela; é só não seguirmos nossos desejos carnais. Contudo, nossa alma não se torna justa pelo nosso próprio esforço. Nós só podemos ter uma vida espiritual se crermos na justiça de Deus. Mesmo assim, ainda damos muito lugar aos desejos carnais, achando que podemos vencê-los com nosso próprio esforço.
Não perca a luta espiritual só por causa de comida, bebida, roupas e outros pensamentos carnais que te assolam. Nosso Senhor disse que não devemos nos preocupar com o que vamos comer ou vestir. Ele disse: “Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles” (Lucas 12:27).
E é isso mesmo! Olhe para as flores. Cada uma delas parece mais linda que a outra. Por isso, nós que somos criaturas de Deus devemos sempre expressar a glória do Criador porque ele tem cuidado de nós. E se Deus cuida das mais simples flores, o que ele não fará a nós que cremos no evangelho da água e do Espírito? O Senhor nos veste, nos alimenta e sacia nossa sede. Ele tem cuidado do nosso corpo e da nossa alma, e continuará fazendo isso no futuro.
As pessoas se preocupam muito com as coisas carnais, mas não pensam no futuro da sua alma porque não creem na justiça de Deus. Elas são dominadas pelos seus pensamentos carnais porque não sabem que sua alma já recebeu de Deus a remissão de pecados, e como ela é preciosa. Mas você e eu não devemos desprezar a vida espiritual que levamos pela fé. O que há de mais importante para o nosso homem interior é nossa alma, não nosso corpo carnal que se satisfaz com muito pouco.
Nosso Senhor criou o plano da salvação e o colocou em prática através do evangelho da água e do Espírito a fim de nos salvar dos pecados do mundo. E nós fomos realmente salvos de uma vez por todas pelo evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor veio a este mundo em pessoa e salvou aqueles que nele creem levando seus pecados ao ser batizado por João Batista, morrendo na cruz para pagar o preço pelos pecados do mundo e ressuscitando dos mortos. Deste modo, nosso Senhor se tornou nosso perfeito Salvador, a porta das ovelhas e o bom Pastor da nossa vida.
O bom Pastor guia suas ovelhas a pastos verdejantes, as alimenta e sacia sua sede levando-as às águas tranqüilas. Do ponto de vista humano, pode até parecer que estamos vivendo pelas nossas próprias forças. Mas se olharmos atentamente, veremos que de fato temos vivido com tudo que o Senhor tem nos dado. E nós só vivemos assim porque o Senhor nos dá o ar fresco, águas potáveis, forças para trabalharmos e ganharmos dinheiro, além de nos proteger de todo o mal. E isso é verdade. Nós somos os únicos que não precisam se preocupar com nada em nossa vida porque o Senhor é o nosso Pastor. É por isso que você e eu temos que crer no Senhor e seguir sua voz. Além disso, nós temos que entender que recebemos todas as bênçãos espirituais de Deus, e por isso nosso coração deve ser sempre grato a ele.
O Senhor disse que é algo natural sermos supridos por ele em todas as coisas, já que recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Se nós crermos totalmente na Palavra, jamais precisaremos nos preocupar com as coisas carnais. E não devemos ficar decepcionados se não conseguirmos logo as coisas materiais que desejamos, pois não devemos olhar para o mundo apenas com nossos olhos carnais. Aqueles que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito vivem apenas para o evangelho. Então, como é que nossa natureza carnal imperfeita poderia ter algo a ver com nossa vida espiritual? A luta entre a carne e o espírito que é travada dentro de nós é uma luta eterna. E temos que entender que a coisa mais maravilhosa nisso tudo é a justiça de Deus que nos salvou dos pecados do mundo, e o que há de mais valioso para nossa alma é o evangelho da água e do Espírito que nos deu a vida eterna. Portanto, mesmo que não entendamos isso plenamente, basta apenas fazermos a obra de Deus e tudo ficará bem. Se nós que nascemos de novo agirmos assim, o Senhor sempre suprirá nossas necessidades.
Você e eu somos tratados com toda atenção porque nossa alma se tornou valiosa desde que nascemos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. É por isso que também temos que dar mais valor à nossa alma do que à nossa carne, além de cuidar bem dela e considerá-la algo de muito valor. Assim, o Senhor que é o bom Pastor e a porta das ovelhas protegerá nossa alma ainda mais e nos guiará pelo caminho certo. Temos que render graças pela fé ao Senhor, que é o nosso Pastor, e viver neste mundo seguindo a sua voz. O Senhor planejou ser nosso Pastor antes mesmo da criação. É por isso que se crermos no Senhor que salvou a nossa alma, ele suprirá todas as nossas necessidades e nos dará o alimento para a vida eterna.
 
 
Ainda Há Muitas Ovelhas que Não São Deste Aprisco
 
O Senhor diz no texto bíblico deste capítulo que ainda há muitas ovelhas que não são deste aprisco. Ele disse também que, por ser o bom Pastor, ele dá sua vida por essas ovelhas para salvá-las. Você e eu que somos ovelhas do Senhor, do bom Pastor, e recebemos seu amor, temos que unir nosso coração a ele para ajudá-lo a atrair as ovelhas que não são deste aprisco ainda. Para ser mais específico, o que eu estou dizendo é que temos que viver pela fé tendo uma fé espiritual, ou seja, não devemos viver como muitos que creem no Senhor somente como uma prática religiosa. Às vezes eu fico com medo de vocês se preocuparem demais com suas fraquezas e falhas carnais e desistirem de ter uma vida de fé ou levar uma vida espiritual. Mas é óbvio que aquele que uma vez se tornou justo será justo para sempre e viverá na presença de Deus. E nós temos essa fé. Eu creio nisso.
O Senhor foi batizado para levar todos os nossos pecados e se tornar nosso verdadeiro Salvador ao morrer na cruz. Eu sou muito grato ao Senhor por nos ter dado uma fé tão grande. Essa obra da salvação que Deus realizou por nós é algo muito valioso e eterno. E já que essa salvação é tão valiosa assim, a alma que foi salva também deve ser tratada como algo muito valioso. Assim como alimentamos os animais de estimação e cuidamos muito bem deles, é dever de cada um de nós, que temos essa fé tão valiosa, levar o alimento espiritual às almas que ainda não fazem parte do aprisco do Senhor e compartilhar com elas o evangelho, a fim de que elas recebam a remissão de pecados.
Nós, que recebemos do Senhor a remissão de pecados, somos o povo que foi resgatado da perdição. Nós não somos aqueles que morrerão e serão destruídos. Ao contrário, somos aqueles que têm a preciosa vida eterna. Embora nosso homem exterior seja imperfeito e só queira aparecer, quando pensamos na nossa alma na presença do Senhor, vemos o quanto ela é importante e valiosa. Então, por mais que nossa carne não supra nossas expectativas quando fazemos a obra espiritual, não devemos ficar desanimados. Devemos ser gratos só pelo fato de fazermos a obra de Deus e seguirmos a sua justiça. Às vezes nosso coração é ferido quando nos livramos dos desejos carnais, mas se suportarmos isso e fizermos a obra de Deus com amor e fé, seremos servos valiosos que abençoam a vida de muitas pessoas. O que eu quero dizer com isso é que, conforme seguirmos a justiça de Deus, surgirá em nós uma boa consciência e fé para levarmos o alimento espiritual a muitos. Eu dou graças a Deus por ter feito de nós um povo justo assim.
Jamais fique desanimado ao olhar para sua fraqueza física. O Senhor é o seu Pastor, a porta da salvação e o seu eterno Salvador. Nós agora somos seus filhos e seu povo, já que ele apagou todos os nossos pecados e nos tornou justos. Apesar de vivermos neste mundo que parece um deserto, nós sempre brilharemos e seremos cheios de vida se vivermos por essa fé. Meu desejo é que vocês confiem sempre no Senhor com fé, orem a ele e vivam em unidade na Igreja de Deus. Eu desejo que vocês sejam felizes pela fé e não fiquem desanimados por causa das coisas carnais. As bênçãos que recebemos em nossa alma sempre serão refletidas no corpo, e haverá um dia em que, conforme vivermos pela fé, a luta entre a carne e o espírito acabará.
Meus amados irmãos, nós somos mesmo um povo muito abençoado. Somos um povo que não fica desanimado por causa das coisas carnais. E eu creio que nós que somos assim temos que viver pela fé na justiça de Deus, para o bem da nossa própria alma e para pregarmos o evangelho do Senhor às ovelhas que ainda não são deste aprisco. O fato de termos recebido a remissão de pecados antes dessas pessoas deve ser motivo de ação de graças para nós, não um fardo. Jamais devemos esquecer que é nossa a responsabilidade de pregar o misericordioso amor de Deus para elas.

A verdadeira fé cresce aos poucos, conforme o passar do tempo: sua fé vai crescendo depois de um ano, dois anos, três anos, quatro anos, e assim por diante. Não é agora que nosso crescimento espiritual terá fim. Nós recebemos o alimento espiritual e nossa fé cresce em todos os sentidos conforme o tempo passa. Meu desejo é que vocês sigam a voz do Senhor, se dediquem à preciosa obra e vivam pela fé compartilhando o alimento espiritual com as pessoas segundo a sua fé.