Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 10-5] (João 10:1-18) Nós Temos que Crer que o Senhor é o Nosso Bom Pastor

(João 10:1-18)
“Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas, de modo nenhum, seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus disse-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor. Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai”.
 
 
Eu não sei se o Senhor ouviu nossa oração para que nossa obra evangelística crescesse mais rápido, mas nosso webmaster me disse que a média de acessos em nossa homepage chegou a 5.600 por dia (Nota do editor: em 2006 alcançamos o número de 20.000 acessos por dia). A resposta que estamos recebendo tem sido maravilhosa, já que começamos a produzir alguns e-books que contém o evangelho da água e do Espírito e os disponibilizado na internet, pois não podemos produzir muitos livros por causa de dificuldade financeira. Os pedidos de livros aumentam para cerca de 100 cópias toda vez que o número de visitantes na nossa homepage chega a 1000 pessoas. E isso me deixa feliz porque eu vejo que a obra do Senhor está indo bem no mundo inteiro.
Há muita preocupação em Seul atualmente porque vários incêndios criminosos têm acontecido. Eu acho que estes crimes estão aumentando porque a vida está cada vez mais difícil. Nosso coração fraco fica mais nervoso e ansioso quando essas coisas terríveis acontecem em nossa sociedade. Mas bom é saber que Deus tem cuidado de nós e nos abençoado para que sirvamos ao evangelho da água e do Espírito. Eu não sei quanto tempo teremos para pregar este evangelho, mas creio que Deus nos dará forças e nos fará pregá-lo cada vez mais.
Eu continuarei pregando o evangelho da água e do Espírito no mundo todo e escrevendo livros para o crescimento espiritual dos santos. Eu creio que o Senhor sempre trabalhará junto conosco para que as sementes do evangelho floresçam e nasçam flores e frutos abundantes, e as chamas do evangelho da água e do Espírito incendeiem o mundo todo.
Mas, por outro lado, há mais santos que estão nos deixando, mesmo tendo recebido a remissão de pecados, do que novos crentes vindo para nossa igreja. E eu acho que isso acontece porque somos humanos e fracos, mas também é bem verdade que eu fico decepcionado quando vejo um lugar vazio deixado por um santo cujo coração não estava firme na fé. Mas eu espero de todo o coração que Deus os traga de volta antes do fim para que eles não se tornem seus inimigos. O desejo do meu coração é que eles não se tornem servos infiéis como aquele das Escrituras que devolveu o talento para o seu mestre e foi condenado por isso.
O meu desejo é que você e eu possamos completar toda a obra que nos foi confiada até o dia da volta do Senhor. Eu também acho que essa vida de servir ao evangelho da água e do Espírito e andar com o Senhor é muito feliz. Apesar de sermos falhos, somos felizes porque servimos ao evangelho e somos confortados mesmo quando enfrentamos dificuldades, pois sempre permanecemos firmes no Senhor e no evangelho. Eu fico me perguntado às vezes para que eu viveria se não fosse para este evangelho. Será que seríamos realmente felizes se vivêssemos para nossos desejos carnais ao invés de servirmos ao Senhor, que veio pelo evangelho da água e do Espírito? Nossa vida seria de fato justa se vivêssemos para nós mesmos? Não, de modo algum. Viver sem conhecer o evangelho da água e do Espírito e o Senhor é inútil, como está escrito: “O homem que está em honra, e não tem entendimento, é semelhante aos animais, que perecem” (Salmos 49:20).
 
 
A Bíblia Diz que as Ovelhas Têm que Entrar pela Porta das Ovelhas
 
Hoje eu quero ler o capítulo 10 do evangelho de João com você. Quando lemos os versículos do 1 ao 5, podemos ver que o Senhor está falando de uma prática comum no mundo. Ele disse: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas, de modo nenhum, seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”.
Como você sabe, o pastor que cuida das ovelhas abre a porta para elas quando elas voltam do pasto. Elas então entram no aprisco e, quando o pastor abre a porta no outro dia e vai à frente delas, elas o seguem e vão pastar novamente. As ovelhas reconhecem muito seu pastor. E por mais que alguém esteja vestido com roupas de pastor, elas não seguem a ninguém mais, somente ao seu pastor. E por conhecerem muito bem a voz do seu pastor, mesmo que alguém se disfarce de pastor elas não o seguem por causa disso. Isso é algo incrível e maravilhoso, mas é verdade. E é justamente sobre isso que o Senhor nos fala na primeira parte do capítulo 10.
No capítulo 10 do evangelho de João, dos versículos 7 a 9, o Senhor fala sobre as coisas reais e espirituais e descreve a si mesmo como a “porta das ovelhas”. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”.
O Senhor é o nosso Deus. Jesus disse que é a porta das ovelhas porque ele é nosso Pastor, guia a todos nós que somos seu rebanho à porta correta, e nos nutre com o alimento da salvação que é o evangelho da água e do Espírito. Ele também nos diz: “Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores”. Isso quer dizer que, com exceção do Senhor, todo aquele que diz que é o salvador, o fundador de uma seita ou qualquer líder religioso são ladrões e salteadores. Eu não estou desprezando as outras religiões aqui, mas o ensino do budismo, no qual todos podem se tornar um Buda e alcançar o nirvana, vem de um ladrão e salteador segundo a Palavra dita pelo Senhor aqui. O Senhor disse que somente ele é o verdadeiro Deus e Salvador e Pastor que guia os justos pelo reto caminho e nos dá a vida eterna. Ele disse: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”.
Se crermos no Senhor segundo essa palavra dita por ele, crermos que ele é o nosso Deus, e se crermos que ele apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, você e eu poderemos receber a remissão de pecados pela fé, nos tornar seus filhos, alcançar a vida eterna, entrar e sair pela porta do Senhor e comer sempre o pão da vida. Isso porque o Senhor ao mesmo tempo é a porta das ovelhas, a porta do reino dos céus e a porta da salvação. É quase certo que todos os santos que creem nisso conheçam o texto que diz que as ovelhas “entrarão e sairão e acharão pastagens”. Quem entre os nascidos de novo não sabe que o Senhor é a porta de entrada no céu? Porém, o que há de mais importante na nossa vida de fé é a própria “fé”, e não o “conhecimento”. Através da Palavra desse texto bíblico, eu quero reafirmar essa verdade que você conhece muito bem, a fim de que você creia nela de coração e sempre dê graças ao Senhor.
 
 
O Senhor é o Bom Pastor e Dá Sua Vida pelas Ovelhas
 
O Senhor diz no versículo 11: “Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. O Senhor diz aqui que ele é o bom Pastor. O ladrão vem para matar e destruir, mas o bom Pastor veio a este mundo para que as ovelhas tivessem uma vida mais abundante e eterna. O Senhor que nos deu a verdadeira vida e a salvação é o bom Pastor; ninguém mais além do Senhor é o bom Pastor. Isso significa que apenas ele, ninguém mais, pode dizer: “Eu sou o bom Pastor”. E o que ele disse depois disso? Ele disse que o bom Pastor morre pelas ovelhas.
Entregar a própria vida de modo algum é algo fácil. E é bem provável que ninguém entregaria sua vida sem hesitar para salvar alguém. Mas o Senhor nosso Deus entregou sua vida e nos salvou porque ele teve compaixão de nós e muito nos amou. O que eu estou dizendo é que o Senhor veio a este mundo e foi batizado para levar todos os nossos pecados sobre si e morrer em nosso lugar para nos salvar da destruição. E o Senhor entregou mesmo sua vida para nos salvar. É por isso que dizemos com toda certeza que ele é o bom Pastor.
Quem é o bom Pastor que ama tanto as ovelhas que deu sua vida para salvá-las? Ele não é outro senão Jesus Cristo. Você e eu podemos entregar nossa vida pelas ovelhas? Não, não podemos. Não é fácil entregar sua vida por alguém. Pense nisso por um momento, não como algo que está escrito na Bíblia, mas como se fosse algo que aconteceu com você. Nosso Senhor fez uma obra que ninguém mais poderia fazer. O Senhor, que é o Deus Todo-Poderoso, veio a este mundo como nosso Salvador e pagou o salário por todos os nossos pecados ao ser batizado, ao se entregar para morrer na cruz e ressuscitar para salvar você e a mim de uma forma perfeita. Foi por isso que o Senhor disse que é o bom Pastor. Essa é uma verdade tão clara que não há nada mais a dizer ou explicar sobre ela.
O Senhor é mesmo nosso Deus e Salvador que nos salvou de modo perfeito com o evangelho da água e do Espírito. Ele é o Pastor que nunca nos trata com indiferença; ao contrário, ele sempre nos trata como amigos. Nós temos que confirmar em nosso coração essa fé de que o Senhor é o nosso Deus que nos dá a vida eterna. Só quem entende e crê nisso de modo correto é que possui a verdadeira fé.
O que aconteceria se não crêssemos que o Senhor é nosso bom Pastor, já que cremos nele e o seguimos? Ao passarmos por alguma dificuldade, nós tentaríamos resolver tudo por nós mesmos e não confiaríamos nele. Assim, sem percebermos, nos voltaríamos contra ele. Se cremos mesmo que o Senhor é nosso Salvador, temos que ficar firmes em prol do evangelho, mesmo quando seguimos o Senhor e isso não nos traz benefício algum. E nós podemos fazer isso porque cremos mesmo que o Senhor jamais nos feriria, pois somos suas ovelhas. Você tem que entender que se tornará um inimigo do evangelho se não compreender isso e crer de todo o coração.
O Senhor se referiu a si mesmo ao dizer: “Eu sou o bom Pastor”. E ele também disse que “o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. Nós temos que entender que já que o Senhor disse que é o bom Pastor, temos que crer nisso de todo o nosso coração. Nós nos tornamos ovelhas do Senhor quando cremos que ele é o bom Pastor, assim como recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Se não crermos nisso pela fé, não poderemos ser ovelhas do Senhor, pois sempre nos afastaremos dele.
Eu vejo pessoas ao meu redor que não conseguem viver para o Senhor e acabam se afastando dele. Essas pessoas até creem no Senhor, mas de uma hora para outra se voltam contra ele e o deixam, causando uma grande perda na sua vida de fé. Seu coração deveria estar firme na pregação do evangelho, mas, ao contrário, elas são balançadas como uma cana ao vento. E ainda dizem assim: “Quando foi que eu servi ao evangelho?”, sem se preocupar se isso prejudicará a pregação do evangelho ou não. Quando eu penso em alguém assim, eu vejo que essa pessoa se tornou meu inimigo, pois é um ser muito fraco que se opõe ao Senhor. Na verdade, isso também poderá acontecer conosco a qualquer momento se não cremos na Palavra que diz que o Senhor é o nosso verdadeiro Pastor e a porta do reino dos céus.
Você crê mesmo que o Senhor é o bom Pastor? Eu tenho certeza que sim. Quanto mais eu penso sobre isso, mais clara se torna a verdade de que o Senhor é a porta das ovelhas e o bom Pastor. Nós entendemos perfeitamente que o Senhor é a nossa porta dos céus, a porta da salvação, a porta da bênção, a porta da vida eterna e o bom Pastor, ao meditarmos profundamente assim: “Que relação de fato há entre mim e o Senhor?” ou “quem é o Senhor para mim?”. O que o Senhor diz no texto bíblico deste capítulo de modo algum é um exagero, absurdo ou mentira. O Senhor diz assim: “Eu sou o bom Pastor”. E ele também disse que “o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. O Senhor que assumiu a responsabilidade pelos nossos pecados no presente e no futuro, e nos deu a vida eterna, sem sombra de dúvida é o nosso bom Pastor. Nós vamos desistir do Senhor só porque passamos por lutas e dificuldades, agora que ele pagou o preço por todos os nossos pecados ao ser batizado e morrer na cruz para nos dar a salvação que não poderíamos conseguir de nenhum outro modo? Claro que não. Este é um erro que todo santo que nasceu de novo não pode cometer.
É claro que vamos cometer alguns erros e decepcionar uns aos outros enquanto seguimos ao Senhor e vivemos pela fé. E isso acontece porque nossa vida de fé envolve relacionamentos e uma vida social também. Só que todos os problemas são resolvidos naturalmente quando cremos no Senhor e dedicamos nosso coração à pregação do evangelho. Isso quer dizer que se alguém é falho ou errou comigo, mas se dedica à pregação do evangelho, eu posso aceitar seu erro e entendê-lo. Isso porque aquele que põe seu coração na obra do evangelho é alguém muito precioso.
Aqueles que servem ao evangelho da água e do Espírito e se dedicam à sua pregação são muito preciosos, apesar de suas falhas e erros. Todo aquele que põe seu coração no evangelho que o Senhor nos deu é alguém precioso. Mas e aquele que não faz isso? Este é um perigo à nossa vida espiritual. É alguém que pode mudar a qualquer momento e se tornar nosso inimigo.
Como você sabe bem, havia um homem chamado Judas Iscariotes entre os 12 discípulos que seguiam Jesus. Embora ele estive sempre com o Senhor, ele não o usou muito porque sabia que ele o trairia no futuro. E este Judas que seguiu a Jesus, que ouviu tudo que ele disse e comeu junto com ele, acabou mesmo traindo-o quando ele não fez o que ele esperava que ele fizesse.
Que lição podemos tirar disso que aconteceu com Judas? Que todos que não possuem uma fé inabalável podem se tornar inimigos do evangelho, mesmo que seja alguém que já tenha tido uma vida de fé junto a nós. Portanto, nosso coração tem que estar firme no Senhor, crendo nele para que isso não venha a acontecer conosco. Nós temos que crer na verdade que afirma que Jesus é a porta da salvação, a porta do céu e o bom Pastor que nos fez o bem no passado, faz no presente e fará para toda a eternidade. O Senhor jamais nos lançará fora da sua presença se a fé do nosso coração estiver firme e trabalharmos em prol do evangelho da água e do Espírito onde ele nos colocou.
O apóstolo Paulo disse que “a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz”. E como diz essa palavra na Bíblia, se prestarmos atenção aos pensamentos e sentimentos das pessoas, veremos como eles são impuros. Elas nem conseguem ver as coisas boas quando pensam nelas. E tudo que há em sua mente sempre as levar a uma conclusão negativa. Mas será que o pensamento espiritual é diferente? Sim, e ele só traz conclusões positivas, a verdadeira vida e paz.
Então, nós, que somos pessoas de fé e recebemos a remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito, não podemos deixar que nossos pensamentos venham a influenciar nossa fé. Nós só temos que firmar nosso coração no evangelho e confessamos pela fé: “O Senhor é o meu Pastor. Ele é a porta das ovelhas e a porta de todas as coisas. Ele me salvou, me deu a vida eterna e jamais me causará mal algum. Ele assumiu a responsabilidade pelo meu passado, presente e futuro, e também pela minha alma. Ele é mesmo um bom Pastor para mim. Portanto, eu servirei ao Senhor sempre que eu puder, por mais que eu seja imperfeito”. É assim que nosso coração deve estar firmado na fé.
 
 
Nosso Coração Tem que Estar Firme no Senhor
 
Eu sempre digo aos crentes e servos de Deus: “Vocês têm que se decidir pelo Senhor”. O que eu quero dizer com isso é que vocês precisam estar com o coração na boa obra. Devemos acalmar nosso coração e pensar assim: “O melhor lugar para eu estar é onde Deus me colocou”, pois como um avião sempre encontra um local para aterrissar, nós também estamos seguros no Senhor. Se nosso coração estiver firme na fé, ele nunca será abalado pelos pensamentos negativos que surgem enquanto vivemos neste mundo. Mas o que aconteceria se nosso coração não estivesse firmado na fé de modo correto? Nós deixaríamos o Senhor e nos voltaríamos contra o evangelho da água e do Espírito, pois somos seres humanos e é algo natural que os pensamentos negativos sempre nos assolem. É por isso que o texto bíblico deste capítulo é muito importante, pois ele nos diz que nosso coração tem que estar nas coisas certas e no Senhor que é a verdade eterna.
O Senhor disse que é o bom Pastor. E nós temos que ter fé nisso em nosso coração, pois é a Palavra do Senhor que nos diz que ele é de fato o nosso bom Pastor. Isso que dizer então que temos que aceitar esse fato em nosso coração e não somente entendê-lo através do conhecimento humano. O que nos leva a viver pela fé é o coração, não a mente. Se compreendermos a Palavra de Deus com o coração e também edificarmos nossa fé nela com ele, por mais que o diabo tente abalá-la ou nos separar do Senhor, isso nunca acontecerá. Mas se entendermos a Palavra somente pelo conhecimento, e não pela fé, nossa fé acabará sendo abalada.
Alguns pensam negativamente assim: “Já que eu sei que o Senhor é o bom Pastor e o que está escrito na Bíblia, por que você fica repetindo isso? Isso não é perda de tempo?” Mas isso é uma fé errada. Se nós crermos na Palavra do Senhor e nos apegarmos a ela, a verdade de que “o Senhor é o nosso bom Pastor” nunca será chata ou nos causará algum mal estar.
Nós fomos salvos por Deus e fazemos a obra do Senhor, mas a nossa fé seria correta se não crêssemos na sua Palavra? O que eu estou perguntando é se poderíamos caminhar com o Senhor se disséssemos: “Esta é a sua Palavra, mas eu penso de outra forma. A meu ver, é isso que está certo”, em resposta ao mandamento do Senhor que diz: “Assim deve ser sua vida espiritual. Vai dar tudo certo se você fizer assim”. Você terá a bênção eterna do Senhor se agir assim? Claro que não. Quando o Senhor disser: “Eu sou o bom Pastor”, é isso que devemos dizer a ele: “Eu creio que o Senhor é o nosso bom Pastor”. Isso é algo muito simples e fácil.
O Senhor não pode ser desprezado como o bom Pastor ou ser considerado um Pastor não tão bom assim, por mais que pessoas muito inteligentes estudem este assunto. Você só tem que pensar assim: “Eu pensei sobre isso outra vez e sei que o Senhor é o bom Pastor que assumiu a responsabilidade pelo meu futuro, meu deu a salvação e jamais me fará mal algum”, e crer nisso com a verdadeira fé. Pode até parecer que alguém assim é tolo e inocente, mas, na verdade, ele é muito sábio. Mas aquele que é teimoso e crê nos seus pensamentos perde uma grande chance de ter a verdadeira fé, pois só pensa no que passa em sua mente. Eu sou alguém que crê no Senhor de uma forma simples assim: “Como é que poderia haver outro deus, já que o Senhor levou meu pecado ao ser batizado e ao morrer na cruz, já que ele fez tudo isso por mim? O Senhor é o meu bom Pastor. Ponto final!”
Todas as religiões do mundo perdem seu valor quando nós dissemos: “Todas elas são lixo”. Nós só temos uma forma de pensar porque nossa mente está firme em nossa fé. Mas já que somos fracos, sempre procuraremos nosso bem estar material, isso antes e depois de nascermos de novo. Entretanto, se nosso coração estiver firme na Palavra de Deus e crermos que ela é a verdade, jamais seremos abalados, seja qual for a tentação que venha sobre nós. Não importa o que passemos, nosso coração estará sempre firme e diremos: “O Senhor é o meu Pastor e a porta do céu”. Mas nosso coração não fica assim de uma hora para a outra. Muito pelo contrário, nós conseguimos isso com o tempo. Isso significa que devemos sempre buscar a verdade em nosso coração. Aqueles que não fortalecem seu coração nunca terão dentro dele a verdade absoluta, nem que passem centenas de anos. E um lugar estará reservado para eles na parte mais quente do inferno.
O Senhor disse: “O mercenário, que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor”. O mercenário aqui diz respeito àqueles que só trabalham para ganhar alguma coisa, como acontece no mundo. E há muitos mercenários entre nós que enganam as pessoas dizendo que são bons pastores. Eles pastoreiam uma igreja, mas quando outra igreja lhe oferece um salário melhor, eles deixam sua igreja na mesma hora. Algo comum no mercenário é que ele deixa a igreja que Deus confiou a ele sem pensar duas vezes quando outra igreja lhe oferece um salário melhor.
Mas nosso Senhor não é assim. O Senhor disse: “Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas”. Ele disse que é mesmo o bom Pastor que dá sua vida para salvar outras almas. E ele também disse: “Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai”. O Senhor entregou sua vida por vontade própria para nos dar uma nova vida, exatamente como está escrito na Palavra de Deus. Ele levou sobre si nossos pecados através do batismo e entregou sua vida por nós ao ser crucificado. Ele disse sobre sua vida: “Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai”. Está escrito aqui que ele deu sua vida por vontade própria e ninguém pode tomá-la dele. E ele fez isso justamente para salvar a mim e a você.
O Senhor que nos amou assim é o nosso verdadeiro Deus. O Senhor é mesmo o nosso Deus e o nosso Salvador. O grande e Todo-Poderoso Deus que criou os céus e a terra entregou sua vida para morrer pelo pecado. É por isso que o Senhor tem que ser nosso bom Pastor. Não há ninguém como o Senhor neste planeta ou em todo o universo. O Senhor é o bom Pastor que nos salvou e nos guia pelo caminho da justiça. Você crê nisso também?
Nós temos que entender essa Palavra do Senhor, crer nela firmemente e guardá-la no coração. Nós temos que confirmar em nosso coração a verdade de que o Senhor é o bom Pastor que deu a sua vida para salvar nossa alma e nos fará viver de novo. Está escrito que o Senhor tem poder para dar sua vida e tomá-la de volta por mim e por você. Eu entendo isso e creio totalmente nisso também. Todos que já receberam a remissão de pecados ou não têm que crer nisso. Algo que deve estar bem claro em nosso coração é que nosso Senhor é o bom Pastor e devemos servi-lo na Igreja de Deus, buscando sempre o bem do evangelho da água e do Espírito.
Olhe para sua vida agora e veja se você tem vivido pela fé nos momentos difíceis. O Senhor disse que ele é o nosso bom Pastor. E não há razão alguma para não crermos nessa verdade. Vamos tomar uma decisão definitiva em nossa vida e dizer: “O Senhor me salvou com o evangelho da água e do Espírito. Ele é o meu Deus e o meu Salvador, Aquele que me deu a vida eterna e cuida de todas as coisas do passado, do presente e do futuro. Ele é o meu bom Pastor que faz sua boa obra através de mim”. Nós temos que viver para o resto da nossa vida em prol do evangelho da água e do Espírito. Vamos viver assim até deixarmos este mundo. O fim do mundo está perto. Se você é jovem ou idoso, um leigo ou oficial da igreja, eu sinceramente desejo que seu coração esteja na presença do Senhor e você possa viver assim neste mundo até seu último dia aqui.
O mundo hoje está calmo, como acontece antes de uma tempestade, e parece pacífico aos nossos olhos. Como a calma que antecede a tempestade, este mundo está instável em todas as áreas: política, econômica, militar, climática e na natureza. Você e eu estamos vivendo tempos terríveis. Se alguém deixou a Igreja de Deus, esta é a hora de despertar do seu sono e voltar para ela. Mas há alguns santos que são inconstantes e ainda vivem para o seu próprio bem. Jesus é o único que pode nos dar paz e conforto nesses tempos em que tudo é instável. Por essa razão, temos que crer que o Senhor é o bom Pastor e continuar guardando em nosso coração a verdade como está escrita na Bíblia. Já que vivemos neste mundo que está tão instável, nosso coração tem que estar firme e não podemos desistir da nossa fé quando romperem as crises ou a tentação vier.
Quando você estiver numa situação difícil e tiver desejos carnais, e, por essa razão, você não buscar o bem do evangelho da água e do Espírito e só pensar em você, você deve meditar pela fé mais uma vez na Palavra que diz que “o Senhor é o nosso Pastor”. Depois, você deve voltar seu coração para Deus e pensar assim: “Eu não posso agir assim porque o Senhor é o meu bom Pastor. Eu não deveria estar fazendo a obra do Senhor como ele deseja, já que ele me deu a salvação e nunca me fez mal algum?” Esta é a hora de você estar na presença de Deus de uma forma perfeita.
Na verdade, eu tenho vivido atualmente como se meu coração estivesse num campo de batalha. Isso porque a hora de uma guerra terrível pode chegar a qualquer momento e eu não poderei mais fazer a obra do Senhor livremente. Então, se eu não fizer essa obra agora, eu vou me arrepender muito. Eu vivo todos os dias com o coração na obra do Senhor, como se eu estivesse numa guerra, pois ainda é possível fazer essa obra. A humanidade passará por muitas crises por causa das diversas doenças infecciosas e catástrofes naturais que irão acontecer no futuro, assim como populações inteiras morreram no passado por causa dessas doenças chamadas de pestes.
Nós não temos tempo a perder. O Senhor logo virá. Nós agora temos que estar espiritualmente atentos. Nosso coração tem que estar firme crendo totalmente que o Senhor é a porta das ovelhas e o bom Pastor. Temos que nos entregar totalmente ao Senhor pela fé e nos dedicar a ele. Nós também temos que pensar na obra de Deus que foi confiada a nós como uma obra preciosa e fazê-la fielmente todos os dias. O que eu quero dizer com isso é que devemos viver pensando assim: “Eu sou alguém que pode morrer a qualquer momento. Então, eu vou aproveitar cada momento precioso para fazer a obra com todo o zelo, pois eu posso não ter essa chance depois”. O fundamento de uma vida assim é a fé na verdade que diz que “o Senhor é o bom Pastor”.
O Senhor de fato é a porta das ovelhas e o bom Pastor. E se crermos nisso, nada mais será problema para nós. Já que nós recebemos a remissão de pecados e nos tornamos justos crendo no evangelho da água e do Espírito, temos que conhecer muito bem Aquele que nos deu a remissão de pecados. Temos que crer nele entendendo que ele é o Senhor e o nosso bom Pastor.
Isso é ter uma vida de fé. E ter uma vida de fé significa não somente pensar na nossa salvação, mas crer que o Senhor nos deu esta salvação. Embora eu seja falho, eu farei a obra do Senhor com todas as minhas forças hoje e no futuro com meus obreiros e irmãos, pois foi o Senhor quem me confiou essa obra.

Eu creio que o Senhor nos guiará pelo caminho certo e nos protegerá enquanto servirmos ao evangelho. Eu sou muito grato ao Senhor que é o nosso bom Pastor.