Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 16] (João 16:1-21) Confie no Senhor

(João 16:1-21)
“Tenho-vos dito estas coisas para que vos não escandalizeis. Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim. Mas tenho-vos dito isto, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito. E eu não vos disse isto desde o princípio, porque estava convosco. E agora vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais? Antes, porque isto vos tenho dito, o vosso coração se encheu de tristeza. Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Do pecado, porque não crêem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado. Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; porquanto vou para o Pai. Então alguns dos seus discípulos disseram uns aos outros: Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; e: Porquanto vou para o Pai? Diziam, pois: Que quer dizer isto: Um pouco? Não sabemos o que diz. Conheceu, pois, Jesus que o queriam interrogar, e disse-lhes: Indagais entre vós acerca disto que disse: Um pouco, e não me vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis? Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria. A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo.”
 
 
No Fim dos Tempos, Coisas Terríveis Acontecerão Neste Mundo
 
Você se lembra do que Senhor disse que aconteceria neste mundo nos últimos dias? Ele disse que quando chegasse a hora, os nascidos de novo que creem em Jesus seriam odiados pelo mundo. Assim como Jesus foi perseguido pelas pessoas deste mundo quando veio a essa terra, seus servos também serão odiados e perseguidos neste mundo. O Senhor também disse que quando chegar o fim dos tempos, uma certa nação e uma certa organização vai separar os que nasceram de novo em Jesus Cristo. Isso está descrito na Bíblia como ser expulso das sinagogas (João 16:2). Quando chegar a hora do Senhor voltar a essa terra, acontecerá a Grande Tribulação, e nestes dias da tribulação, todos que não receberem a marca do 666 serão caçados e assassinados.
A fim de nos preparar para esse tempo, nosso Senhor disse em João 16:1-4: “Tenho-vos dito essas coisas para que vos não escandalizeis. Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. E isso vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim. Mas tenho-vos dito isso, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito; e eu não vos disse isso desde o princípio, porque estava convosco”.
Amados irmãos, algo imprescindível para nós levar uma vida de fé corretamente. Muitos cristãos levam uma vida de fé escondidos na floresta da religião – ou seja, o cristianismo para eles tem mais a ver com uma prática religiosa do que com a fé – mas essas pessoas sucumbirão nos final dos tempos. Os sete anos da Grande Tribulação não estão muito longe de acontecer. O fim dos tempos com certeza vai chegar nos dias em que estamos vivendo. Se vocês não têm a verdadeira fé, mas, ao contrário, estão satisfeitos com essa fé nominal e vivem escondidos nas religiões do mundo, quando vier a Grande Tribulação, vocês estarão entre aqueles que aceitarão a marca da besta. E o que é ainda pior, não se contentando apenas em receber a marca, vocês poderão até perseguir e matar os nascidos de novo. Por isso, vocês têm que crer piamente no Senhor e de todo o seu coração ao invés de somente fingir que creem. Vocês têm que viver pela fé na Palavra de Deus de todo o seu coração.
Vamos imaginar agora o que vai acontecer quando o fim dos tempos chegar. Já que somos fracos, se alguns membros do governo nos mandar receber a marca da besta, não ficaremos com medo e aceitaremos? Mas como isso não aconteceu ainda, você pode até não acreditar, achando que poderá simplesmente não aceitar a marca. Mas imagine se alguém do governo te pegar e disser: “Nós ouvimos que você não quer cooperar com a nossa organização de unidade global. Isso é verdade? Você vai se recusar mesmo a cooperar conosco? Nós vamos te dar só mais uma chance”. Nessa hora, todos que não têm fé na Palavra de Deus aceitarão a marca.
Então você dirá tremendo: “O que devo fazer?” “É muito simples. Você só tem que receber a marca na sua mão direita ou na sua testa. Só isso. Não vai doer nada. É algo tão simples como furar a orelha para colocar um brinco”. Mas enquanto você pensa, você vê uma grande guilhotina. “Ou você recebe a marca ou coloca a cabeça na guilhotina. Você decide! O que vai ser? Você tem que decidir agora”. As pessoas deste mundo serão mais violentas nessa época. E todos que desobedecerem serão presos na mesma hora e executados sem piedade.
Meus amados irmãos, acontecerão mesmo coisas terríveis no fim dos tempos. E como essa será a última chance que o diabo terá de reinar neste mundo, ele não vai ficar parado. O diabo fará sua última investida e lutará com toda a fúria até o fim. Não serão apenas os que ainda não nasceram de novo que enfrentarão essas terríveis tribulações, mas os nascidos de novo também. Cairá fogo do céu, acontecerão epidemias em toda a terra e o mundo ficará um caos devastado por todo tipo de catástrofes. Aí então, o diabo perseguirá os nascidos de novo e os matará.
Mas já sabendo que os sete anos da Grande Tribulação viriam, nosso Senhor nos disse para nos prepararmos para o dia em que os santos nascidos de novo serão perseguidos e mortos. Então, se você apenas finge ter fé em Jesus, você com certeza será enganado pelo diabo naquele dia. No fim dos tempos, você terá que defender sua fé sozinho, pois ninguém poderá te ajudar. Os que vivem neste mundo pela fé não a negarão, por mais que sua vida corra perigo, mas os que vivem somente para sua carne vão implorar para que sua vida seja poupada. Nem o amor de mãe será suficiente para que ela poupe seu filho. Todos, sejam filhos ou pais, terão que escolher entre a marca da besta ou a morte certa.
É isso que o texto bíblico desse capítulo nos ensina. Está escrito: “Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. E isso vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim. Mas tenho-vos dito isso, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito; e eu não vos disse isso desde o princípio, porque estava convosco” (João 16:2-4). Portanto, se você vive em cima do muro, como o morcego da fábula de Esopo, levado pelos ventos de doutrina deste mundo e inseguro sobre sua fé, sua fé nominal acabará desaparecendo e você inevitavelmente acabará recebendo a marca no último dia. E até na hora da morte, pessoas assim serão covardes, abrirão mão da sua fé e implorarão para que sua vida seja poupada.
 
 
O Livro de Apocalipse Fala Claramente sobre o Que Vai Acontecer no Fim dos Tempos
 
Está escrito: “E os seguiu o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta e a sua imagem e receber o sinal na testa ou na mão, também o tal beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro” (Apocalipse 14:9-10). E será assim mesmo! Nosso Senhor diz aqui “se alguém”. Então, você tem que decidir se quer passar pelo martírio ou não.
Mas tem uma coisa aqui que você precisa ter cuidado. Só porque você poderá ser martirizado ou não, isso não significa que essa decisão será fácil. O que vai determinar sua decisão aqui não é o momento, mas sim a sua fé sincera. O mais importante aqui é se você crê realmente em cada palavra dita pelo Senhor. Quando chegar a hora da última tribulação, você vai agir segundo a sua fé.
Você pode até achar agora que não receberá a marca da besta, mas todos nós sabemos como somos fracos e como cedemos facilmente quando somos pressionados. Eu tenho certeza que até mesmo entre nós, que somos muito resolutos, alguns acabarão recebendo a marca quando sua vida for ameaçada. Estes decidirão receber a marca ao invés de ser executados na hora, a fim de que possam por mais uns dez anos. Todavia, fogo e granizo logo cairão do céu, e será impossível eles continuarem vivos. Ou pode ser que eles contraiam uma doença incurável e tenham uma vida miserável até o dia da volta do Senhor. Se você não tiver a fé que te leva a crer do fundo do seu coração que o Senhor te salvou com a água e o sangue, o que acontecerá em sua vida será justamente como eu descrevi aqui.
Por causa da nossa fé, o Senhor já nos tem como justos. Só que precisaremos tomar uma decisão: escolher o martírio quando a tribulação vier segundo a nossa fé ou receber a marca da besta. Aqueles que forem resolutos, que juraram que nunca, jamais receberiam a marca da besta, acabarão recebendo-a antes de qualquer um. Assim como Pedro negou Jesus, embora tenha jurado que nunca o negaria, nossa determinação não será tão forte assim. A força do homem não é nada. E até mesmo aqueles que são muito determinados, se começarem a sofrer muito e alguém persuadi-los, a maioria deles acabará cedendo. A determinação do homem pode durar até alguns meses, mas não um ano. É por isso que, ao se referir à força do homem, há um provérbio na Coreia que diz que a determinação dura apenas três dias. A determinação da maioria das pessoas dura três dias; para os mais teimosos, ela pode até durar dois meses; mas até mesmo para os que têm uma tremenda força de vontade, ela não dura mais de um ano. A verdade é que todos, seja quem for, acabam cedendo mais cedo ou mais tarde.
 
 
Nós Preparamos Nossa Fé para o Fim dos Tempos Edificando-a na Palavra, Não Fortalecendo a Nós Mesmos
 
Você jamais deve confiar na sua determinação humana. Por mais resoluto que você seja, não há ninguém que possa suportar a violência até o fim. Se você for a um hospital psiquiátrico, você verá endemoninhados descontrolados, gritando, rolando no chão e gritando todo tipo de coisas sem sentido. Mas até os demônios dentro deles ficam com medo e param de atormentá-los quando veem que os seguranças do hospital estão vindo com seus cassetetes para contê-los. Até quando alguém está endemoninhando, ele é dominado com facilidade quando se usa violência. Isso porque todos têm medo de sofrer. E isso nos mostra também como a determinação do homem é pífia.
Então, sempre que a Palavra for pregada para você agora, você tem que crer nela e viver pela fé segundo o que ela diz. Por mais que tudo que você faça não seja perfeito, você tem que ter uma fé poderosa, pois ela em si será perfeita. Mas se você não crer, tudo será em vão. A falta de fé torna tudo inútil. E é agora, hoje mesmo, que você precisa crer. Quando o dia do seu martírio chegar, é a fé que você tem agora que fará com que você vença seus medos. O Espírito Santo te fará lembrar da Palavra que você já ouviu, te fortalecerá e encherá seu coração com essa fé para você escolher corajosamente ser martirizado ao invés de receber a marca da besta. Nessa hora, o Espírito Santo também colocará palavras na sua boca para você falar com fé.
Mas se você não crer na Palavra de Deus, tudo isso será inútil. Você jamais poderá vencer o diabo confiando nas suas próprias forças. Através da Palavra de Deus, precisamos ter um entendimento correto do que acontecerá nos últimos dias, e temos que crer nela agora para nos prepararmos para este dia. Quando o fim dos tempos chegar, o diabo e seus seguidores perseguirão os nascidos de novo, os obrigarão a receber a marca e matarão todos que se recusarem a recebê-la.
Mas Deus disse que providenciará uma forma de escapar para os que de fato vivem pela fé. É por isso que é totalmente imprescindível vivermos pela fé. Eu aconselho cada um de vocês a levar uma vida de fé não do seu jeito, segundo a sua teimosia ou as circunstâncias, ou pelos seus atos, mas pela genuína fé.
Amados irmãos, quando o fim dos tempos chegar, os nascidos de novo serão facilmente distinguidos daqueles que ainda não nasceram de novo. E estes que ainda não nasceram de novo vão liderar a perseguição para prender e assassinar os nascidos de novo. Só que os nascidos de novo não vão fugir deles. Os fiéis não serão covardes e defenderão sua fé mesmo se forem decapitados; e eles enfrentarão seu fim corajosamente pela fé. Os infiéis, ao contrário, vão se acovardar e lutar para salvar sua vida, mas acabarão tendo uma morte terrível.
Nós temos que viver pela fé correta. Temos que viver pela fé agora e também no futuro. Eu quero dizer novamente aqui que sua força e determinação não valerão nada no futuro.
 
 
O Espírito Santo Nos Dirá Três Coisas Quando Vier
 
Quando o Senhor disse aos discípulos que estava voltando para o Pai, eles ficaram tristes. Então, o Senhor disse a eles: “Eu vou para o Pai para o seu próprio bem. Mas depois que eu partir, eu vou enviar o Consolador. Eu vou enviar a vocês o Espírito Santo”. E o Senhor disse que o Espírito Santo nos diria três coisas quando viesse. Está escrito: “E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo: do pecado, porque não crêem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado” (João 16:8-11).
Vamos ver cada uma delas aqui. Primeiro Jesus disse que o Espírito Santo convenceria o mundo do pecado. Mas o que é pecado diante de Deus? A Bíblia diz que pecado nada mais é do que a falta de fé: “Do pecado, porque não crêem em mim” (João 16:9).
A falta de fé em si é pecado. Mas o que é a falta de fé então? É não crer no que o Senhor disse, na Palavra de Deus. Embora as pessoas errem e pequem umas contra as outras, aos olhos de Deus há um pecado bem distinto, específico, que leva para o inferno. E essa ofensa que leva a pessoa a ser lançada no inferno é não crer nas palavras ditas pelo Senhor. Se recusar a crer que o Senhor foi concebido no corpo da virgem Maria quando veio a essa terra como um homem, que ele levou sobre si todos os nossos pecados e os purificou quando foi batizado, que ele expiou todos estes pecados ao ser condenado em nosso lugar na cruz, e que ele ressuscitou ao terceiro dia para nos salvar – é este o pecado que condena a pessoa ao inferno.
Por que Jesus disse na Bíblia: “Do pecado, porque não crêem em mim?” Afinal de contas, há muitos outros pecados além de não crer no Senhor, que vão de adultérios, homicídios, roubo, inveja, ira, idolatria e daí por diante. Por que está escrito na Bíblia que não crer no Senhor é pecado? Na verdade, já que o Senhor levou todos os pecados do mundo – ou seja, todos os pecados do homem – os pecados que cometemos em nossa fraqueza carnal não determina em nada se vamos para o céu ou para o inferno. Melhor dizendo, por mais que cometamos os piores tipos de pecado neste mundo, eles podem ser remidos se crermos em Jesus como nosso Salvador e no evangelho pelo qual ele nos salvou, o evangelho da água e do Espírito. Porém, há um pecado que não pode ser perdoado, o pecado de rejeitar a Palavra da salvação que Deus nos deu. A Bíblia define esse pecado como o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo (Hebreus 6:4-6; 10:26-29). Enquanto que os pecados que são cometidos pela fraqueza carnal do homem podem ser remidos pelo evangelho da água e do Espírito, o pecado de blasfemar contra o Espírito Santo não pode ser perdoado de modo algum.
Algumas pessoas dizem que todos os pecados podem ser remidos, como o pecado de adultério, que é cometido no corpo, que é templo do Espírito Santo. Isso é um absurdo. Dizer também que o pecado de homicídio pode ser perdoado, que pecados grandes podem ser remidos, mas pecados pequenos não podem, também é contrário à Palavra de Deus. O Senhor apagou até os pecados de Hitler. Ele levou sobre si os piores e mais hediondos pecados deste mundo.
Mas por que as pessoas ainda vão para o inferno por causa dos seus pecados? Para Deus, o pecado que as impede de entrar no reino dos céus e as condena ao inferno é o pecado de não crer na salvação de Jesus e em toda a palavra dita por ele. O Senhor disse: “Do pecado, porque não crêem em mim?” Ele disse que quando o Espírito Santo, o Consolador, viesse, ele nos convenceria do pecado, da justiça e do juízo.
Através da igreja, o Espírito Santo diz a todos: “Qual é o pecado que te leva ao inferno? O pecado de não crer que Jesus remiu todos os seus pecados pela água e pelo sangue. Este é o pecado que os condena ao inferno. Este é o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo. Embora vocês possam ser remidos de todos os outros pecados, o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo não pode ser perdoado”.
Todos que blasfemam contra o que Deus fez para salvar todos os seres humanos não podem ser perdoados. Como está escrito: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós” (João 1:14), o Senhor é o Deus da Palavra que veio a essa terra num corpo carnal. Ele então recebeu todos os nossos pecados ao ser batizado, foi condenado a morrer na cruz, ressuscitou dos mortos ao terceiro dia, acendeu aos céus e está assentado à direita do trono de Deus. Foi assim que ele nos salvou de um modo perfeito. Todos que não creem nisso não têm outra escolha senão ir para o inferno. Deus disse que o nome de todo aquele que adicionasse algo à Palavra ou tirasse algo dela seria riscado do Livro da Vida, e ele derramaria sobre eles todas as maldições que há na Bíblia. Por essa razão, temos que crer no evangelho da água e do Espírito que Jesus cumpriu exatamente como diz a Palavra.
Deus, o Espírito Santo, falou claramente através da sua Igreja; Jesus, o Filho de Deus, veio a essa terra como um Homem, purificou todos os pecados do homem ao ser batizado aos 30 anos, foi condenado e derramou seu precioso sangue na cruz, ressuscitou dos mortos ao terceiro dia e está assentado à destra do trono de Deus agora. Todo aquele que crê em Jesus será salvo e entrará nos portões do céu ao invés de ir para o inferno. E é o Espírito Santo que dá esse testemunho de Jesus. Ele falou claramente sobre os pecados do homem e sobre os que serão condenados ao inferno.
Segundo, o Espírito Santo dá testemunho da justiça: “Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais” (João 16:10). Essa justiça se refere à justiça de Deus, significa que ele completou nossa salvação e que o Senhor cumpriu sua obra para nos salvar do pecado e nos livrar dele de uma vez por todas. Quando nosso Senhor veio a essa terra, ele recebeu todos os pecados do mundo pela água do batismo, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e assim apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas. O Senhor ressurreto está assentando agora à destra do trono de Deus. E a fé nesse Deus é o que nos salva.
O Senhor nos salvou de um modo perfeito e completo, sem nenhuma falha. Não há nada errado na salvação de Deus. Ela é perfeita. Nenhuma obra precisa mais ser feita para que isso aconteça. Então, crer que o Senhor salvou a todos pela água e pelo Espírito é crer na justiça de Deus; e a salvação nada mais é do que isso. Crer no evangelho da água e do Espírito, na salvação de Deus, é o que constitui a justiça para aqueles que creem nessa verdade. Abraão foi aprovado como um homem justo porque creu na Palavra de Deus; e por causa da sua fé, ele foi aprovado também como um filho de Deus, alguém do seu povo e o abençoado pai da fé. Nós também alcançamos a justiça de Deus de uma vez por todas pela fé em Jesus como nosso salvador, crendo que o próprio Deus veio a essa terra como um Homem, foi batizado, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e agora está vivo. Todo aquele que crê neste evangelho da salvação cumprido pela água e pelo Espírito se torna agora filho de Deus.
Está escrito: “Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais” (João 16:10). A salvação já foi completada. Em outras palavras, a justiça de Deus já foi cumprida. Por isso, não precisamos de mais nada para crermos em Jesus e sermos justos. Depois de ter completado nossa salvação, nosso Senhor ascendeu aos céus e agora está assentado à destra de Deus. E ele nos tornou um povo justo. Foi por isso que o Senhor disse: “Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais” (João 16:10).
Terceiro, o Espírito Santo fala do juízo. “Do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado” (João 16:11). O príncipe deste mundo aqui se refere ao diabo. Ele é o anjo caído, o soberbo que se levantou contra Deus, cujo nome é Satanás, o diabo. Jesus Cristo o derrotou quando veio a essa terra. Através do sumo sacerdote chamado João Batista, Jesus recebeu todos os pecados do homem no rio Jordão e foi condenado na cruz. Mas ao ser condenado, ele venceu o príncipe deste mundo.
 
 
Nós Não Somos Mais Pecadores
 
Satanás tentou Adão e Eva e os fez cair em pecado. E ao conseguir fazer isso, o diabo se tornou o príncipe deste mundo. Ele é o governador e o príncipe deste mundo. Todo ser humano ficou cativo do diabo e teve que obedecê-lo. Satanás reinava sobre a raça humana.
No entanto, quando o Senhor veio a essa terra, ele recebeu todos os pecados do homem ao ser batizado e entregou seu próprio corpo para ser crucificado. Assim, Jesus crucificou os pecados do homem ao morrer. E ao levar todos os nossos pecados sobre seu próprio corpo, nosso Senhor se entregou aos soldados romanos para que eles o crucificassem. Ele foi punido pelos pecados do homem ao derramar seu sangue enquanto levava sobre seu corpo todos os pecados do mundo. Mas a partir de então, Satanás não pôde mais reinar sobre a raça humana.
O homem passou a não ter mais pecados. Ele não iria mais ser condenado e ir para o inferno. Não havia mais nenhuma condenação esperando por ele. Isso significa que sua essência original foi restaurada. Quando Deus criou o homem, ele o criou à sua imagem e semelhança, e agora ele foi restaurado à sua imagem original. Na verdade, essa mudança foi ainda melhor, pois o homem foi elevado à condição de filho de Deus e um ser imortal que jamais será destruído.
Satanás foi julgado na hora em que Jesus foi condenado na cruz. O diabo então deixou de ser o príncipe e o governador deste mundo. Agora Jesus Cristo é o Rei deste mundo e do reino dos céus. Ao vir a essa terra, Jesus recuperou toda a autoridade no céu e na terra que foi dada a Satanás e se tornou o Rei dos reis. E ao cumprir toda a salvação, Jesus ascendeu aos céus e enviou o Espírito Santo em seu lugar.
 
 
O Espírito da Verdade Veio a Nós
 
Está escrito: “Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir” (João 16:13). O Senhor diz aqui que quando o Espírito da verdade vier, ele nos guiará em toda a verdade. O Espírito Santo, o Consolador, habita no coração de todos nós que recebemos a remissao de pecados crendo em Jesus Cristo. Mas para onde então o Espírito nos guia? Ele nos guia para a verdade. Melhor dizendo, ele nos guia a tudo que é verdadeiro e confiável. Isso significa que o Espírito Santo nos ensina quem é Deus, como podemos ter uma vida de retidão e o que é a verdade. Quem nos ensina todas essas coisas é o Espírito de Deus.
Jesus Cristo é o nosso Salvador, e o Deus Espírito Santo é o nosso Consolador que nos ajuda. O Espírito Santo nos liberta da ignorância e nos ensina tudo, quem é Jesus Cristo e como ele nos salvou, e também quem é seu Pai. Então, já que o Espírito Santo habita em nós, ele nos guia em toda a verdade, nos ensina e tira tudo que não é verdadeiro do nosso coração. Portanto, aqueles em cujo coração o Espírito Santo habita não dão ouvidos a nada que é falso. Eles não suportam nenhuma mentira, pois isso é repugnante para eles. Eles podem discernir o que é verdadeiro ou falso porque é o Espírito Santo quem os ensina.
A Bíblia diz que Deus, o Espírito Santo, “não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir” (João 16:13). Deus fez com que sua Palavra fosse escrita pelo Espírito Santo. Toda a Palavra foi escrita pela inspiração do Deus Espírito Santo. E hoje, quando você ler ou ouvir essa Palavra, o Espírito Santo virá até você e o ensinará, a fim de que você entenda o que ela quer dizer a você. Nessa hora, o Deus Espírito Santo falará com você sobre a fé. Nem todos sabem disso, mas quando eu leio a Bíblia em minhas pregações, o Deus Espírito Santo fala claramente comigo sobre o que ele quer dizer naquele dia e que verdade ele quer que eu ensine a vocês. Melhor dizendo, é o Deus Espírito Santo que habita em mim quem interpreta a Palavra para vocês. Enfim, o Espírito Santo não fala por si mesmo, mas segundo a Palavra escrita de Deus. O fato de ele falar tudo que ouviu (João 16:13) significa que ele fala segundo a Palavra escrita de Deus.
O Deus Espírito Santo nos aprova quando cremos nessa Palavra escrita exatamente como ela é, e sela nossa alma como justos. Eu creio, no momento em que Jesus foi Batizado, todos os meus pecados foram passados para ele. Eu creio que Jesus foi condenado na cruz em meu lugar. Eu creio que ele levou sobre si todos os pecados deste mundo e foi condenado por todos nós. Quando cremos na Palavra de Deus assim, o Espírito Santo que habita em nós dá o selo da sua aprovação e assegura a nossa salvação. Foi por isso que Jesus disse que o Espírito Santo é o nosso Consolador.
O Deus Espírito Santo nunca fala de si mesmo. Ele fala conosco pela Palavra escrita de Deus, nos convence do pecado, nos salva, nos dá a certeza da nossa salvação, nos ensina sobre a justiça e o juízo, nos repreende e nos elogia do modo certo. Sendo assim, o Deus Espírito Santo cumpre um papel muito importante. Essa era em que estamos vivendo é a era do Espírito Santo.
Se alguém reconhecer a Palavra escrita de Deus exatamente como ela é, o Espírito Santo habitará nele e lhe dará o selo da sua aprovação. É assim que todos passam a crer em Deus. É assim que eles passam a ser chamadas de justos. E é assim que eles têm certeza de que entrarão no céu. Só que isso não pode ser alcançado pelo poder ou sabedoria humanos. Ao contrário, é o Espírito Santo que nos dá essa certeza através da sua sabedoria e do seu poder. O Deus Espírito Santo nos diz: “Vocês com certeza foram salvos”. É assim que ele nos ajuda. Portanto, temos que crer no Deus Espírito Santo e na Palavra escrita de Deus.
O Deus Espírito Santo escreveu sobre Jesus Cristo. O Espírito Santo diz que Jesus nos salvou de todos os nossos pecados com a água e o sangue, com sua carne e seu sangue. O Senhor não nos salvou só pelo sangue, ou só pela água, mas pela água, pelo sangue e pelo Espírito; e estes três são um só (1 João 5:7). Todos eles vêm de um só. Então, é imprescindível crermos na Palavra escrita de Deus exatamente como ela é.
Algo muito importante é sabermos que a base da nossa salvação é a Bíblia. Você talvez não tenha percebido ainda a importância a Palavra de Deus, pois a fé não nasce de nenhum outro lugar senão dela. Se alguém crê em Deus baseado em alguma doutrina criada por homens e não na Palavra escrita de Deus, ele será lançado no inferno por causa disso. O que convence pessoas assim da salvação não é o Espírito Santo, mas as denominações que os homens criaram. Mas o destino final de todos cuja salvação está baseada na sua denominação não é outro senão o inferno. Só aqueles que têm a salvação garantida pelo Espírito Santo é que podem entrar no céu. O céu está reservado somente para aqueles que são aprovados pelo Espírito Santo.
Quem o Espírito Santo aprova então? Ele aprova aqueles que creem na Palavra de Deus exatamente como ela é. E é justamente por isso que cremos em Jesus segundo a Palavra de Deus. Deste modo, podemos ser aprovados pelo Deus Espírito Santo e guiados à verdade por ele. Aqueles que permanecem na verdade e são guiados pelo Espírito de Deus terão sua alma totalmente liberta e serão mais felizes do que príncipes e reis.
E já que a Bíblia diz que o Deus Espírito Santo “vos anunciará o que há de vir” (João 16:13), ele com certeza nos dirá que tribulações enfrentaremos no futuro e que glória receberemos, tudo segundo a Palavra de Deus. Mas embora iremos passar por tribulações, também seremos glorificados. As tribulações que passamos nessa terra não se comparam com a infinita glória que desfrutaremos no futuro.
Você consegue entender tudo que há no universo? O homem não consegue ter um entendimento completo do universo, pois ele é infinito. Ninguém jamais viu onde ele acaba, e nunca verá. Já que o universo é infinito, só podemos ver a pequena fração dele que nossos olhos podem alcançar. É impossível medir o tamanho do universo, assim como nossos pensamentos e nossa mente não podem entender sua ilimitada extensão. E o mesmo acontece quando tentamos entender toda a glória que nos espera.
 
 
Nosso Sofrimento Não Se Compara à Glória que Desfrutaremos Eternamente no Reino de Deus
 
Nós sofreremos muito nos anos que virão. Mas esse sofrimento não se compara à glória que desfrutaremos. Nosso sofrimento é passageiro, mas a glória que desfrutaremos é eterna. O Deus Espírito Santo nos mostra como será nosso futuro.
Quando os fiéis sofrerem realmente, sua fé será ainda mais edificada graças à Palavra de Deus gravada no profundo do seu coração. Mas aqueles que não têm fé na Palavra escrita de Deus exatamente como ela é, mas, ao contrário, a entendem e creem nela segundo sua mente e as circunstâncias, perderão totalmente sua fé quando o dia do sofrimento vier. Portanto, temos que crer na Palavra escrita de Deus agora, hoje mesmo, exatamente como ela é.
Todo pregador só deve falar da Palavra de Deus. Melhor dizendo, os pregadores não devem falar de outra coisa senão da Palavra de Deus. E também não devem adicionar a ela o que pensam e suas opiniões. O verdadeiro sermão é aquele em que o pregador explica a Palavra de Deus guiado pelo Espírito Santo que habita em seu coração, que reina sobre seus desejos e suas vontades.
Você e eu iremos para o reino de Deus e desfrutaremos de uma glória infinita. Isso porque somos aptos a receber a glória que Deus quer nos dar, pois recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito segundo a Palavra de Deus. É por isso que a Palavra da salvação é tão valiosa para nós. O Espírito Santo, nosso Consolador, nos ensina todas essas coisas. Ele está sempre com todos nós que nascemos de novo. É através dele, que habita em nós todo o tempo, que podemos entender a Palavra de Deus. Vocês creem nisso, meus amados irmãos?
Pregar a Palavra de Deus não é apenas fazer um sermão. É algo muito diferente de dar uma aula qualquer ou formular uma hipótese baseado num documento que foi bem estudado antes. O verdadeiro sermão é aquele que fala da Palavra de Deus. É o Deus Todo-Poderoso transmitindo sua Palavra aos seus servos. Então, todo vez que ouvirmos a Palavra de Deus sendo pregada, ou sempre que adorarmos a Deus, temos que deixar de lado nossa própria vontade e pensamentos, cortando-os como se fossem varas secas, além de nos submeter a Deus e ouvir sua Palavra de coração.
Nosso Senhor disse: “Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar” (João 16:15). Jesus falou das coisas do céu, de como as tribulações chegarão até nós. E também falou que, embora teremos que sofrer, desfrutaremos de uma glória ainda maior depois.
 
 
Jesus Foi Batizado, Morreu na Cruz e Ressuscitou dos Mortos
 
Tudo que pertence ao Pai pertence a Jesus. É por isso que todo aquele que crer em Jesus será salvo pelo Pai. E aqueles que são abençoados por Jesus são abençoados pelo Pai. O que Jesus nos diz é o que o Pai diz a nós. Nosso Senhor nos mostrou que ele sofreu por nós nessa terra, mas também nos mostrou que três dias após ter morrido na cruz, ele ressuscitou. Ele também já nos mostrou que vamos ressuscitar depois que sofrermos e morrermos. Ele revelou tudo antes aos seus discípulos, a nós que cremos nele, a todos neste mundo e até mesmo ao diabo.
Quando Jesus disse que deixaria os discípulos, eles não souberam o que dizer a princípio. Então perguntaram a ele: “Para onde tu irás?”, no que Jesus respondeu: “Eu vou para o meu Pai. Mas eu sei que vocês estão tristes. Uma mulher sofre quando sente dores de parto, mas quando dá a luz, grande é sua alegria. Do mesmo modo, vocês também ficarão tristes quando eu partir, mas será por pouco tempo, porque eu enviarei o Consolador, o Espírito Santo. E quando eu o enviar, vocês se alegrarão muito, pois ele os ajudará. Sua salvação será completa. Sua vida eterna será assegurada e vocês se tornarão filhos de Deus. Já que eu aceitei todos os pecados deste mundo quando fui batizado por João Batista no rio Jordão, eu tenho que morrer na cruz agora. Eu tenho que morrer, ressuscitar e voltar para o Pai, de onde eu voltei”.
Antes de morrer, ressuscitar, ascender aos céus e assentar à destra do trono do Pai, nosso Senhor revelou tudo aos seus discípulos – sobre o pecado, a justiça, o juízo, a tribulação que virá nos últimos dias e a glória que está reservada para todos os discípulos. Antes de deixar essa terra, Jesus falou tudo para os seus discípulos. Ele disse que embora soframos por algum tempo, nosso coração se alegrará como a mulher que sente dores de parto, mas esquece todo o sofrimento depois que dá à luz.
As irmãs que estão aqui, que ainda não sentiram dores de parto por não terem dado à luz, talvez não entendam o que quer dizer essa passagem. Considere isso então. Vamos dizer que você está passando por um problema bem difícil, um problema que é impossível resolver. Mas só que ele tem que ser resolvido. É um problema muito complexo que acabará com você se não for resolvido, mas que será um alívio se você o resolver. Por mais que você se preocupe demais com um problema, um dia tudo será resolvido de uma hora para outra. Você pode imaginar como você ficará feliz quando um problema que parecia insolucionável for totalmente resolvido. A glória que desfrutaremos depois de termos vencido o fim dos tempos trará uma alegria igual a essa.
Depois que Jesus veio a essa terra para nos salvar, ele teve que voltar para o Pai para nos salvar completamente. E depois de ter aceitado os pecados do mundo quando foi batizado, Jesus morreu na cruz, ressuscitou dos mortos ao terceiro dia e voltou para o Pai. Mas essa tarefa foi muito difícil. Ela lhe causou muito sofrimento. Jesus explicou antes aos discípulos que estavam com ele desde o começo por que ele tinha que passar por todo aquele sofrimento.
“Depois que eu partir, eu enviarei o Espírito Santo. Eu enviarei a vocês o Consolador. Eu lhes darei o Espírito da verdade. Já que vocês creem em mim, eu enviarei o Espírito Santo para que ele os ajude, para que sua fé não esmoreça, mas seja fortalecida, e para que ele sele vocês. Quando ele vier, ele convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Ele convencerá o mundo do pecado porque ninguém crê em mim. Todos que não creem que eu salvei os com a água, o sangue e o Espírito ainda estão com todos os seus pecados no coração, e, por isso, eu terei que pagar o salário por estes pecados. Não crer que o próprio Deus veio a essa terra encarnado como um homem para nos salvar, que ele foi batizado, morreu crucificado e ressuscitou dos mortos – isso é pecado. Não crer em mim é o pecado que condena as pessoas ao inferno”.
“O Espírito convencerá o mundo da justiça, pois eu completei sua salvação de modo perfeito para vocês. E agora, eu vou para o meu Pai. Vocês não precisam se preocupar com mais nada. Creiam em mim. Eu julgarei o príncipe deste mundo. Eu vou derrotar o diabo que tem dominado este mundo como se fosse seu rei. Já que eu fui condenado na cruz, o diabo, que antes os atormentava, nunca mais será seu rei. Ele nunca mais os atormentará. Eu sou o seu Senhor agora”.
O próprio Jesus disse isso. Na hora, seus discípulos ficaram confusos, sem entender realmente o que Jesus estava dizendo. Mas quando ele foi crucificado e ressuscitou, e o Espírito Santo veio sobre eles como Jesus tinha prometido, eles finalmente entenderam o que Jesus estava dizendo. Eles viram que Jesus estava certo o tempo todo. Depois disso então, todos os discípulos de Jesus deram testemunho do evangelho que o Espírito deu a cada um deles. Nós também temos que entender o que nosso Senhor nos diz no capítulo 16 de João.
 
 
Se Você Vencer o Fim dos Tempos Confiando em Jesus, Você Verá um Mundo Muito Melhor
 
No fim dos tempos, todos neste mundo irão nos perseguir e ter prazer em nos matar, achando que assim estarão fazendo a vontade de Deus. Muitos dirão: “Para sermos fiéis e servirmos a Deus, temos que banir essas pessoas da face da terra. Deus se agradará de nós se as matarmos”. A Bíblia diz que eles farão isso porque não conhecem Jesus Cristo nem a Deus. Está chegando a hora em que as nações se unirão, assim como todas as religiões se tornarão uma só, como toda a raça humana. Só um tipo de pessoas não se unirá a este mundo, os justos. E é por isso que todos neste mundo perseguirão os justos para matá-los.
Meus amados irmãos, eu aconselho a todos vocês de coração a se lembrar da Palavra de Deus quando chegar a hora da nossa morte. Nós não teremos nada a temer quando isso acontecer. Independentemente se sofrermos o martírio ou nos encontrarmos com o Senhor nas nuvens quando ele voltar, tudo que temos a fazer agora é a obra de Deus fielmente até o fim, para que possamos ter a alegria de encontrá-lo. Nós poderemos suportar o sofrimento crendo de coração que o glorioso reino dos céus espera por nós após o martírio ou o arrebatamento. Temos que nos lembrar da Palavra que nos promete que um paraíso na terra espera por nós para que desfrutemos de toda a glória e esplendor de Deus. Quando esse dia chegar, nos lembraremos novamente da Palavra que temos ouvido hoje e não temeremos. Não importa o que enfrentemos, temos que lidar com isso pela fé.
O apóstolo Paulo disse: “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” (Romanos 8:18). Nós temos que nos apegar a isso pela fé. Você e eu temos que viver somente pela fé. Nós não somos como esses pecadores que estão condenados ao fogo do inferno. Nós somos os justos. Os justos são aqueles que entrarão no paraíso onde Jesus está e ali viverão felizes para sempre com o Senhor. Nós temos que viver pela fé, entendendo bem quem somos. Temos que crer na Palavra de Deus o tempo todo durante nossa vida. Seja hoje ou amanhã, temos sempre que meditar nesse evangelho da água e do Espírito, viver pela fé até os últimos dias deste mundo até, que naquele dia que o Senhor nos prometeu, possamos ver um novo mundo se descortinar diante dos nossos olhos.

Que as abundantes bênçãos de Deus estejam sempre sobre todos vocês!