Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 14-1] (Gênesis 14:1-24) Use Sua Riqueza Para o Senhor

(Gênesis 14:1-24)
“E aconteceu nos dias de Anrafel, rei de Sinar, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goim, que estes fizeram guerra a Bera, rei de Sodoma, a Birsa, rei de Gomorra, a Sinabe, rei de Admá, e a Semeber, rei de Zeboim, e ao rei de Belá (esta é Zoar). Todos estes se ajuntaram no vale de Sidim (que é o Mar Salgado). Doze anos haviam servido a Quedorlaomer, mas ao décimo terceiro ano rebelaram-se. E ao décimo quarto ano veio Quedorlaomer, e os reis que estavam com ele, e feriram aos refains em Asterote-Carnaim, e aos zuzins em Hã, e aos emins em Savé-Quiriataim, e aos horeus no seu monte Seir, até El-Parã que está junto ao deserto. Depois tornaram e vieram a En-Mispate (que é Cades), e feriram toda a terra dos amalequitas, e também aos amorreus, que habitavam em Hazazom-Tamar. Então saiu o rei de Sodoma, e o rei de Gomorra, e o rei de Admá, e o rei de Zeboim, e o rei de Belá (esta é Zoar), e ordenaram batalha contra eles no vale de Sidim, contra Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goim, e Anrafel, rei de Sinar, e Arioque, rei de Elasar; quatro reis contra cinco. E o vale de Sidim estava cheio de poços de betume; e fugiram os reis de Sodoma e de Gomorra, e caíram ali; e os restantes fugiram para um monte. E tomaram todos os bens de Sodoma, e de Gomorra, e todo o seu mantimento e foram-se. Também tomaram a Ló, que habitava em Sodoma, filho do irmão de Abrão, e os seus bens, e foram-se. Então veio um, que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu; ele habitava junto dos carvalhais de Manre, o amorreu, irmão de Escol, e irmão de Aner; eles eram confederados de Abrão. Ouvindo, pois, Abrão que o seu irmão estava preso, armou os seus criados, nascidos em sua casa, trezentos e dezoito, e os perseguiu até Dã. E dividiu-se contra eles de noite, ele e os seus criados, e os feriu, e os perseguiu até Hobá, que fica à esquerda de Damasco. E tornou a trazer todos os seus bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os seus bens, e também as mulheres, e o povo. E o rei de Sodoma saiu-lhe ao encontro (depois que voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele) até ao Vale de Savé, que é o vale do rei. E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo.E abençoou-o, e disse:
‘Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra;
E bendito seja o Deus Altíssimo,
Que entregou os teus inimigos nas tuas mãos’.
E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. E o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me a mim as pessoas, e os bens toma para ti. Abrão, porém, disse ao rei de Sodoma: Levantei minha mão ao SENHOR, o Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, jurando que desde um fio até à correia de um sapato, não tomarei coisa alguma de tudo o que é teu; para que não digas: Eu enriqueci a Abrão; salvo tão-somente o que os jovens comeram, e a parte que toca aos homens que comigo foram, Aner, Escol e Manre; estes que tomem a sua parte’”
 
 
A Guerra se Levantou Entre os Reis na Terra de Canaã
 
Quando Abraão entrou na terra de Canaã já havia muitos reis naquela terra. Nos tempos antigos, havia muitos reis tribais e a terra de Canaã era habitada por várias tribos. Assim como nos Estados Unidos, vários grupos étnicos habitavam naquela terra; e entre esses vários reis, Quedorlaomer era o mais poderoso deles. Por isso os outros reis pagavam tributos a ele como súditos, mas essas tribos se juntaram e se rebelaram contra Quedorlaomer, rei de Elão. E por causa disso a guerra estourou entre os reis da terra de Canaã.
Envolvido nesta guerra, Ló sobrinho de Abraão foi capturado como prisioneiro de guerra. Sua esposa e filhas também foram capturadas e ele foi destituído de todos os seus bens. Quando o rei de Sodoma entrou nessa guerra, Ló não podia evitar de se envolver nela já que vivia na terra de Sodoma. Como era cidadão de Sodoma, ele tinha que ir para essa guerra com o seu rei, e quando eles perderam a guerra, ele e toda sua família foram feitos prisioneiros.
A Bíblia diz que quando Abraão soube disso, ele tomou 318 homens que cresceram em sua casa para ir atrás dos sequestradores; ele dividiu seu exército em dois e atacou o inimigo pelos flancos, derrotou-os em batalha e recuperou tudo que havia sido perdido, inclusive seu sobrinho, sua esposa, suas filhas e seus bens, além de todos os outros prisioneiros também. A partir desse texto podemos ver como as pessoas daquele tempo viviam em pequenas tribos. Quando vemos como Abraão conseguiu derrotar os sequestradores com apenas 318 homens e recuperar tudo que havia se perdido, percebemos como as tribos eram pequenas e como eles viviam próximos uns dos outros.
 
 
Mesmo Depois de Abraão ter Salvo Ló, Ele o Deixou Novamente
 
A vida de Ló foi poupada graças ao seu tio Abraão. Apesar disso, Ló voltou à terra de Sodoma. Embora tenha sido salvo por Abraão, ele ainda voltou para a terra de Sodoma; isso mostra como ele era tolo. Os tolos não sabem realmente que são tolos. Esta foi uma excelente oportunidade para Ló deixar essa terra de pecado, e se tivesse seguido Abraão, ele poderia ter mantido sua salvação e vivido prosperamente fazendo a justa obra, mas ele rejeitou essa oportunidade. Está escrito: “Então veio um, que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu; ele habitava junto dos carvalhais de Manre, o amorreu, irmão de Escol, e irmão de Aner; eles eram confederados de Abrão” (Gênesis 14:13). Os descendentes de determinado povo eram confederados de Abraão e eram protegidos por ele. Como eles eram súditos de Abraão, eles compartilhavam das bênçãos que Abraão recebia. Mas Ló não podia desfrutar disso embora tivesse recebido a remissão dos seus pecados.
Quando Abraão retornou após ter resgatado Ló e sua família, a Bíblia nos diz que: “E o rei de Sodoma saiu-lhe ao encontro (depois que voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele) até ao Vale de Savé, que é o vale do rei. E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo.” Então Melquisedeque rei de Salém abençoou Abraão, deu glória a Deus e recebeu o dízimo de Abraão. Isto nos mostra que ele já era um sacerdote. Com relação a este sacerdote chamado Melquisedeque, o livro de Hebreus diz que ele não tinha nenhuma genealogia (Hebreus 7:3), então esse Melquisedeque não se refere a outro senão Jesus Cristo. Teremos outra oportunidade de falar sobre esse assunto depois.
 
 
Abraão Sabia do Verdadeiro Motivo do Rei de Sodoma
 
O rei de Sodoma disse a Abraão: “Dá-me o povo e tome os bens para si.” Quando refletimos sobre isso podemos ver que o rei de Sodoma era um homem muito mau. Ele morava com Ló. Abraão resgatou seu sobrinho Ló e todos os sodomitas que foram levados cativos além de recuperar todos os seus bens. Mas o rei de Sodoma depois de aguardar, disse: “Dá-me o povo e pegue os bens para si.” Ele disse isso porque depois poderia atacar Abraão se tivesse bastante recurso humano. Portanto, podemos descrevê-lo não apenas como um homem mau mas também como um homem muito astuto.
Se o rei de Sodoma pegasse todos para si e atacasse Abraão, ele poderia se tornar o rei mais poderoso de Canaã. Foi por isso que Abraão derrotou Quedorlaomer que reinava sobre todos os outros reis. O rei de Sodoma estava tentando jogar em ambos os lados. Ao levar todo o povo para si e dar somente os bens a Abraão, ele poderia juntas suas forças contra Abraão no futuro e derrotá-lo.
Está escrito que Abraão rejeitou esta oferta feita pelo rei de Sodoma para que o povo não dissesse que ele fez de Abraão rico. Ele só separou uma parte para os 318 homens que foram à guerra com ele. Além disso, ele se recusou a aceitar sequer a correia de um sapato. Ele disse ao rei de Sodoma: “Eu não morarei nesta terra devido a sua generosidade, e nem viverei como seu súdito.”
 
 
Abraão Foi um Homem de Grande Fé
 
Este acontecimento nos mostra que Abraão era realmente um homem de grande fé. Com tantos despojos, a maioria das pessoas teria ficado feliz com a oferta feita. Abraão poderia ter se tornado o homem mais rico da terra de Canaã. Junto com os reis que eram seus aliados, Quedorlaomer derrotou todos os outros reis e ficou com suas riquezas, e Abraão poderia ter tomado os espólios daquela guerra e ter ficado extremamente rico. Tudo aquilo foi oferecido a Abraão mas ele se recusou a aceitá-los, dizendo ao rei de Sodoma que não aceitaria nem a correia de um sapato dele. Quando vemos como Abraão não tinha interesse algum nos espólios dessa guerra, percebemos como ele era espiritual.
Abraão era um homem de fé e uma pessoa espiritual. Melhor dizendo, ele estava mais preocupado com a alma do que com os bens materiais. Ele não era um homem influenciado pela riqueza. A riqueza não mandava na sua vida, nem o fazia feliz. Ele pensava nos bens materiais apenas como um presente de Deus e não fazia disso o tudo em sua vida e nem adorava a riqueza como seu Deus. Para a maioria das pessoas é extremamente difícil ficar indiferente à riqueza. Isso é quase impossível a não ser que a pessoa seja espiritual. Ver é querer. Quando a maioria das pessoas vê alguma coisa elas ficam gananciosas e tomam aquilo para si. Elas tomam aquilo não importa o que aconteça. E quando seu patrimônio cresce, elas acabam fazendo desses bens o seu deus. Por outro lado, Abraão nunca deixou isso acontecer. Ao contrário das demais pessoas, ele não tinha interesse em riqueza e nem era ganancioso.
Embora Deus tivesse abençoado Abraão e dado a ele muita riqueza, muitos servos, muita prosperidade, ele nunca parou de chamar o nome do Senhor e nem parou de buscá-lo. Aqui podemos ver como Abraão era tolerante, como era mesmo um homem de fé e como ele seguia fielmente a Palavra de Deus.
A estratégia do rei de Sodoma ficou totalmente abalada quando Abraão recusou sua oferta. Porém Ló voltou para o rei de Sodoma. Ele era mesmo tolo. Apesar de Abraão ser tão poderoso e forte que até o rei de Sodoma o temia, e também era tão próspero que tinha nada menos que 318 servos criados em sua casa, Ló preferiu voltar para o rei de Sodoma ao invés de seguir seu tio. Abraão era tão poderoso que tinha centenas de servos treinados prontos para a guerra. E quando a guerra estourou, ele dividiu suas forças assim como tinha treinado antes e facilmente derrotou todos os inimigos.
 
 
Abraão Não Seguiu a Mamom
 
Abraão não era alguém despreparado. Podemos confirmar isso vendo que ele formou uma força de elite de 318 homens. Quedorlaomer era um rei valente que tinha derrotado os exércitos aliados que não eram menos de quatro tribos; e embora tenha sido por causa de Deus que ele os derrotou, essa vitória também veio porque ele preparou muito bem os seus homens.
É muito importante você entender que Abraão não seguiu a Mamom. Aqueles que seguem a Mamom não podem fazer nenhuma obra espiritual. Aqueles que são totalmente presos ao materialismo têm uma visão limitada demais. Em pouco tempo seus corpos e mentes serão totalmente destruídos por Mamom. Isto aconteceu com várias pessoas. Os chamados evangélicos também se transformaram em denominacionalistas levados por Mamom e têm construído sua própria riqueza. O Senhor nos dá os tesouros do mundo para que possamos administrá-los como seus mordomos e usá-los para o evangelho e não para adorá-los. Deus nos deu tudo para que governássemos toda a criação e prosperássemos, mas a prosperidade material não pode ser o nosso Deus. Buscar a Mamom só pode causar a destruição da pessoa.
E quanto a Ló? Ao contrário de Abraão, Ló seguiu a Mamom. O rei de Sodoma deve ter distribuído os espólios da guerra, por isso Ló o seguiu, atraído por esses espólios. Será que esse homem carnal teria seguido o rei de Sodoma se o rei não tivesse nada? Não, Ló voltou à terra de Sodoma porque era aonde sua riqueza estava. Abraão e Ló eram pessoas totalmente diferentes. Embora ambos fossem homens justos que receberam a remissão de seus pecados, um amou tanto a Mamom que dedicou sua vida a juntar o máximo de riquezas, enquanto o outro não tomou posse da riqueza mesmo tendo a chance de fazê-lo.
Deus abençoa os que buscam sua Palavra e aqueles cuja fé ultrapassa tudo neste mundo, e concede a estes a riqueza material e espiritual, a bênção da fertilidade desta terra e as bênçãos do céu. É este tipo de pessoa que pode se tornar pai da fé. Deus abençoa o tipo de pessoa que crê no Senhor como seu Deus e busca somente a ele.
Está escrito: “Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração” (Lucas 12:34). Estamos propensos a ser atraídos pela riqueza deste mundo, e isso realmente acontecerá conosco se administrarmos mal as nossas prioridades. Todos nós temos um coração ganancioso, mas se não o controlarmos acabaremos buscando somente a riqueza deste mundo. No entanto, dinheiro é algo que precisamos administrar, não é algo que vai nos proteger ou nos abençoar. Ele nunca poderá fazer isso. Se você é rico, use o seu dinheiro para Deus; você nunca deve ansiar por ele e colocá-lo em um pedestal para ser adorado.
 
 
Se Você Seguir a Mamon Sua Vida de Fé Acabará
 
Seguir a Mamom mesmo sendo uma pessoa de fé resulta na própria destruição. Aqueles que buscam sua própria glória, fama e riqueza até parece que por um tempo estão buscando a Deus, mas no fim eles acabam desistindo de sua vida de fé. Eles acabam como Ló, que buscou a Deus só por um tempo e depois desistiu.
A maioria das pessoas não busca a Deus se ficam milionárias. No meu tempo de seminário, a maioria dos alunos dizia que não faria a obra do Senhor se ele os fizesse ricos. Muitos deles diziam que serviriam a Deus como anciãos. Eles diziam que estavam no seminário por falta de opção. Muitos pastores desistiriam do seu ministério se ficassem ricos de repente.
Eu não consigo ver dinheiro e ficar de braços cruzados. Quando eu vejo dinheiro, eu penso no que vou gastá-lo. Melhor dizendo, quando vejo algum dinheiro eu sempre penso em usá-lo para o evangelho. Se você não gasta dinheiro mas o poupa, ele obviamente irá se multiplicar. É emocionante ver suas economias crescerem. É realmente animador ver suas economias subindo de dez mil dólares para cem mil dólares e de cem mil dólares para quinhentos mil dólares.
No entanto, mesmo que tenha um milhão de dólares, você o gastará em que? Mesmo que você tenha dez milhões de dólares, de que serviria? Mesmo que você tenha dez milhões de dólares, que bem esse dinheiro faria a você? Isto é realmente uma alta quantia de dinheiro? Cem mil dólares pode parecer muito dinheiro, mas não é tanto assim. Além disso, o dinheiro pode nos proteger? Com dinheiro apenas você não consegue fazer nada. O mais importante é saber em que você gastará o seu dinheiro. O dinheiro precisa de um bom dono para usá-lo. Somente assim ele será usado para uma boa causa ao invés de ficar guardado em algum lugar. Assim como tudo mais, o dinheiro também deve ser bem gasto.
 
 
A Bíblia Diz que o Amor ao Dinheiro é a Raiz de Todos os Males
 
Se você for atrás só de dinheiro você nunca buscará a Deus. Mas é da natureza humana ir atrás e encontrar conforto no dinheiro. Se alguém vive em uma grande casa, tem um bom carro e dirige um negócio próspero, ele acaba ficando complacente. Mesmo entre os que dizem trabalhar pelo evangelho, existem pessoas superficiais que só buscam dinheiro. Ao invés de fazerem a obra de Deus, eles estão ocupados com seu próprio negócio. Existe um certo pastor em Gangneung que vive em uma grande e magnífica mansão, mas seus membros têm que se reunir para o culto em uma minúscula igreja. E só existem poucas igrejas desta denominação. Embora ele seja pastor há 20 anos, existem apenas três igrejas afiliadas, e mais, existem poucos pastores nestas igrejas. Isto nos mostra como esse pastor em questão não trabalha para expandir o Reino de Deus e não investe recurso algum nesse empreendimento. Ele está feliz contanto que sua própria casa e igreja sejam prósperas. Quando ele faz um retiro espiritual, ele o faz em sua própria igreja. Ele faz isso porque é ganancioso.
Uma vez eu convidei esse pastor para jantar quando ele visitou Chuncheon e como ele pediu, eu lhe mostrei a nossa igreja. Naquela época nossa igreja estava muito ocupada preparando a publicação de alguns livros. Ao ver isso, o pastor me disse que também estava planejando lançar um ministério de literatura e me perguntou se eu gostaria de participar com ele. Obviamente não existe hierarquia no tocante à pregação da Palavra de Deus, e não há nenhum problema de eu servir ao Senhor abaixo desse pastor. Mas primeiro eu disse a ele: “Por favor, me envie uma cópia do seu sermão. Eu ouvirei o seu sermão e decidirei se posso trabalhar com você ou não. Eu nunca julgo ninguém pela aparência. Então, por favor, me envie uma cópia de um dos seus sermões.” Até o dia de hoje eu nunca recebi cópia alguma dele.
Nós publicamos nosso primeiro livro antes desse pastor, e depois nós lançamos outro livro. Com o tempo, vários livros foram publicados por nós, esse pastor também publicou um livro, e quando nós publicamos uma revista mensal, ele também começou a publicar uma revista mensal. E para completar, ele escreveu outro livro sobre as origens da mitologia de Dangun, o fundador da nação coreana. Eu descobri que ele era um escritor talentoso. Esse pastor tem um jardim enorme em sua casa. Quando alugamos um lugar para adorar, ele não tinha nem o nome para sua igreja. O assunto aqui não é quanto dinheiro esse pastor tem ou gasta; não importa quanto dinheiro é gasto, mas ele é bem gasto se for usado para a obra de Deus. O problema é que esse pastor não usava seu dinheiro para a ampliação do Reino de Deus. Assim como esse pastor, quem busca só dinheiro não pode fazer a obra de Deus. Os que amam o dinheiro mais que a Deus não usam sua riqueza pelo Senhor, eles só a usam para si mesmos.
 
 
A Riqueza Deve Ser Usada na Obra de Deus
 
Este ano nós começamos a publicar nosso jornal mensal gospel e gastamos neste projeto cerca de 20.000 dólares. Se gastamos esse dinheiro para pregar o evangelho na Coreia, então esse dinheiro é usado para uma boa causa. Quando eu vejo alguém que tem algum dinheiro, eu peço a ele que use esse dinheiro para pregar o evangelho. Se conseguirmos levar uma pessoa apenas a receber a remissão dos seus pecados gastando 2.000 por mês, então esse dinheiro está sendo bem investido. Mesmo que tivermos que vender nossos bens materiais, o evangelho vale o nosso investimento.
A nossa riqueza é para Deus. Certamente não é apenas para nosso próprio prazer que temos riqueza. Ela tem que ser gasta para Deus. Estamos vivendo junto com Deus. Está escrito: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus” (1 Coríntios 10:31). Nós comemos e bebemos para a justa obra de Deus.
O pastor que eu acabei de citar também começou a publicar um jornal cristão. Mas tudo que ele está fazendo é para ficar rico e famoso. Como eu sei disso? Eu sei disso porque ele não distribui o seu jornal evangélico de graça. Ele faz apenas algumas cópias e as põe em sua própria igreja e o restante em livrarias cristãs para vender. É assim que é a ganância das pessoas.
Se tivéssemos um milhão de dólares, o investiríamos todo no evangelho. Se tivéssemos dez milhões de dólares, o investiríamos todo no evangelho. Se tivéssemos cem milhões de dólares, o investiríamos todo no evangelho. Independente de quanto dinheiro tivermos, cada centavo que Deus nos dá nós investiríamos em sua obra. Existe algum lugar neste mundo para guardar nossas riquezas? Contanto que tenhamos um teto sobre nossa cabeça, um lugar para pregar o evangelho e comida para comer, o restante deve ser investido no evangelho. Os santos deveriam investir o que lhes resta, e os nossos pastores e obreiros deveriam investir todos os seus bens materiais no evangelho. Esta é a atitude certa de se ter.
No texto bíblico deste capítulo vemos que Ló só estava interessado em juntar sua própria riqueza. No começo, ele ficou rico criando rebanho, mas Deus consumiu tudo com fogo no último dia. Por causa da sua ganância Ló não pregou o evangelho, e nem teve exército algum. Mas o exército de Abraão cresceu aos milhares.
Vendo tudo isso, podemos saber que tipo de homem Abraão era. Aqui foi revelado que Deus deu bênçãos a Abraão e que ele até trabalhou através dele. Determina-se o caráter de alguém vendo como ele gasta sua riqueza. Aquele que usa sua riqueza sabiamente é um verdadeiro obreiro de Deus, e notando como a pessoa gasta sua riqueza é que podemos ver claramente se ela vive para o evangelho de Deus ou não. Vendo como alguém gasta seu dinheiro é que sabemos que tipo de pessoa ele é.
A próxima viagem para a Rússia nos custará cerca de 7.000 dólares. Mas eu disse que levaremos mais um mês para terminar a edição do nosso primeiro livro em russo. É muito frustrante ver como a obra está caminhando lentamente. Eu deveria ter terminado ele há uma semana, mas isto está se arrastando não por sete semanas apenas ou mesmo sete meses, mas por sete anos! Este atraso demonstra claramente que alguns de nossos obreiros não estão se dedicando totalmente à obra do evangelho, nem se importando com o que acontece na obra de Deus. Quando pedimos algo a alguém, a pessoa finge que trabalha ao invés de cumprir fielmente com o trabalho tratado. Se estivessem realmente motivados, eles terminariam o trabalho em uma semana, mas ao invés disso estão enrolando por sete anos. Se continuar assim, Jesus voltará para julgar a terra antes do livro ficar pronto.
Como disse antes, irá custar cerca de 7.000 dólares para ir a Rússia, pregar o evangelho e distribuir nossos livros com o povo de lá. Mas se levarmos em consideração que lá há muito fruto espiritual para ser colhido tudo isso é tolerável, porque muitos em Moscou receberão a remissão de pecados graças ao nosso trabalho. Mesmo se apenas uma pessoa receba a remissão de seus pecados dos milhares de dólares que gastamos, já terá valido a pena. Nenhum centavo é desperdiçado. Se levarmos isso em conta, o custo da nossa viagem missionária é muito baixo. Nossa última viagem a Bangladesh custou 3.500 dólares e nossa viagem missionária a China custou apenas 1.000 dólares. Quando eu finalmente for a Rússia, eu gostaria de fazer um grande avivamento lá. Como nós já temos um intérprete lá, nós sempre conseguiremos reunir um número suficiente para o nosso encontro de avivamento através de nossos cooperadores na Rússia, este sonho ainda é possível.
O dinheiro está lá para ser gasto para Deus e para o seu evangelho. Diz assim um velho ditado: “Quanto mais se tem, mais se gasta”. Como diz o ditado, o dinheiro é difícil de se ganhar, mas quando for gasto, deve ser usado numa causa nobre e valiosa. O fato de Abraão nunca ter sido ganancioso é algo que devemos imitar. Abraão é o nosso pai da fé. No entanto, se ele tivesse sido ganancioso e interessado apenas em juntar sua própria riqueza, ele certamente teria se estabelecido em algum lugar na terra de Canaã. Levado por suas riquezas, ele não teria ido a lugar nenhum mesmo Deus o mandando ir.
Mas Abraão não fez isso. Ele não ficou nem com a corda de um sapato do rei de Sodoma. Ele fez isso porque não queria que a próxima geração dissesse que o rei de Sodoma o enriqueceu. Abraão recusou a oferta do rei de Sodoma para mostrar que era Deus quem o protegia, o abençoava e o tornava rico. O povo de fé rejeita as palavras do povo deste mundo. Por isso Abraão rejeitou as palavras do rei de Sodoma.
Ao servirmos ao Senhor, devemos sempre pensar onde gastar nosso dinheiro ao invés de pensar em como ganhá-lo. Antes de todas as coisas, devemos pensar primeiro em como gastar nosso dinheiro numa boa causa e em como devemos por e buscar a Palavra em primeiro lugar.
Na verdade, nós precisamos de muito dinheiro. Mas eu creio que se trabalharmos mais, Deus suprirá nossas necessidade todas as vezes. Eu peço e oro para que Deus nos dê a mesma fé que Abraão tinha.