Sermões

Assunto 27: Cartas de Deus para nós na era do coronavírus

[27-8] A Santa Semente é a Única Esperança para a Humanidade (Isaías 6:1-13)

(Isaías 6:1-13)
“No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo. Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. As bases do limiar se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniquidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado. Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim. Então, disse ele: Vai e dize a este povo: Ouvi, ouvi e não entendais; vede, vede, mas não percebais. Torna insensível o coração deste povo, endurece-lhe os ouvidos e fecha-lhe os olhos, para que não venha ele a ver com os olhos, a ouvir com os ouvidos e a entender com o coração, e se converta, e seja salvo. Então, disse eu: até quando, Senhor? Ele respondeu: Até que sejam desoladas as cidades e fiquem sem habitantes, as casas fiquem sem moradores, e a terra seja de todo assolada, e o Senhor afaste dela os homens, e no meio da terra seja grande o desamparo.
Mas, se ainda ficar a décima parte dela, tornará a ser destruída. Como terebinto e como carvalho, dos quais, depois de derribados, ainda fica o toco, assim a santa semente é o seu toco”.
 
 
No capítulo 6 de Isaías que acabamos de ler, podemos ver várias visões que Deus mostrou ao Profeta Isaías. Nessas visões, o Profeta Isaías viu serafins, cada um com seis asas. Com duas asas os serafins cobriam o rosto, com duas os pés e com duas voavam. Eles clamavam uns aos outros e louvavam a Deus, dizendo:
“Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória”. (Isaías 6:3).
Também podemos ver anjos louvando a Deus assim no livro de Apocalipse do Novo Testamento.
O Profeta Isaías tremeu de medo, dizendo a si mesmo: "Estou perdido, pois vi o Rei!". Quando ele se encontrou diante de Deus, ele percebeu que estava condenado à morte. Porém, um dos serafins tirou do altar uma brasa viva com a tenaz, tocou com ela na boca de Isaías e disse-lhe: "A tua iniquidade foi tirada".
 


Uma vez que alguém se torna inimigo de Deus, É difícil que se converta
 

Para aqueles que se tornaram inimigos de Deus, é difícil voltar e ser salvo. Quando Deus disse: "Quem há de ir por nós?". O Profeta Isaías disse: “Eis-me aqui, envia-me a mim”. (Isaías 6:8). Deus então disse:
“Torna insensível o coração deste povo,
endurece-lhe os ouvidos e fecha-lhe os olhos,
para que não venha ele a ver com os olhos, 
a ouvir com os ouvidos e a entender com o coração,
e se converta, e seja salvo”. (Isaías 6:10).
Quando Deus olhou para o povo caído de Israel, Ele estava preocupado que eles pudessem voltar para Ele e serem curados. Isso significa que era impossível para o povo de Israel deixar de se opor a Deus e voltar para Ele. Em outras palavras, Deus estava dizendo que o povo de Israel tinha que mudar seus corações e se converter a Ele, e que sem esse arrependimento genuíno e sincero, eles não poderiam resolver o problema de seus pecados apenas pedindo a Deus que os perdoasse. Esse arrependimento insincero é muito falho. Portanto, se o povo de Israel voltasse para Deus sem se arrepender de todo o coração de seu pecado de se colocar contra Ele apenas para buscar alívio de seu sofrimento, esse arrependimento duvidoso apenas ofenderia a Deus.
Portanto, a primeira coisa que o povo de Israel teve que fazer foi sinceramente desviar o coração de sua rebelião contra Deus. Se eles voltassem para Deus sem verdadeiro arrependimento apenas para se desculpar, Deus nunca os reconheceria. Eles merecidamente enfrentariam o julgamento de Deus por seu pecado de se posicionar contra Ele. Deus julga aqueles a quem julga e concede Graça àqueles a quem concede Graça. Devemos lembrar que Deus é justo.
Isaías 6:13 diz:
“Mas, se ainda ficar a décima parte dela, 
tornará a ser destruída. Como terebinto e como carvalho,
dos quais, depois de derribados, ainda fica o toco, 
assim a santa semente é o seu toco”.
Quando Deus olhou para Seu povo, Ele sabia que eles não seriam capazes de abandonar seu pecado de idolatria, voltar-se para Ele e parar de viver uma vida pecaminosa, adorando ídolos e se levantando contra Ele mesmo. Embora Deus tivesse exigido que o povo de Israel parasse de viver essa vida, era impossível para eles pararem.
Vamos imaginar que o povo de Israel abandonou seu pecado de se opor a Deus e voltou para Ele. Então, seria apropriado que Deus perdoasse seus pecados e os aceitasse. Deus deu a eles muitas oportunidades de mudar. No entanto, eles ainda se recusaram a abandonar o pecado da idolatria. Isso porque o desejo rebelde de se opor a Deus estava fundamentalmente enraizado em seus corações como um novelo de linha emaranhada que foi herdado de seus ancestrais. Em outras palavras, eles estavam vivendo uma vida errada porque já haviam nascido neste mundo com o desejo de desobedecer a Deus. Embora o primeiro homem, Adão, tenha sido criado por Deus, ele caiu na tentação do anjo caído, que se levantou contra Deus. Unindo seu coração com o desejo maligno do anjo caído, Adão acabou caindo no pecado grave de se rebelar contra Deus ao buscar usurpar Seu lugar. Foi assim que não apenas o coração de Adão, mas também nosso coração, como seus descendentes, ficou sob a influência do inimigo de Deus. Portanto, o povo de Israel naquela época deveria ter admitido os pecados malignos que herdou de Adão e se ajoelhar diante de Deus. Eles deveriam ter reconhecido que não podiam escapar do julgamento de Deus e voltado para Ele.
Quando nascemos neste mundo, também herdamos o coração rebelde que Adão tinha quando pecou. Tínhamos que perceber que, porque nascemos por natureza com o desejo de desobedecer e permanecer contra Deus, poderíamos receber as bênçãos de Deus somente se admitíssemos nossos pecados malignos a Ele. Aqueles de nós que vivemos na era atual também temos que reconhecer plenamente os pecados que cometemos ao nos opormos a Deus. Você também tem que admitir para Deus que, quando nasceu neste mundo, seu coração já desejava se opor a Ele e que você viveu desta forma. Portanto, todos os seres humanos devem retornar para Jesus Cristo, o Salvador da humanidade, e reconhecer “o evangelho da água e do Espírito” que Ele nos deu pela Graça da salvação. Todos os seres humanos devem admitir que herdaram o pecado de Adão e viveram como inimigos de Deus até hoje. Devem então pedir humildemente a Deus por Sua misericórdia.
Os seres humanos devem retornar a Deus e arrepender-se verdadeiramente, para serem curados dos pecados fundamentais que cometeram quando se opuseram a Deus. Eles também devem perceber que é impossível retornar a Deus sem confessar que eles são, por natureza, adversários de Deus que se levantam contra Ele. Para que todos nós nos arrependamos verdadeiramente diante de Deus e sejamos salvos de nossos pecados, devemos primeiro ter fé para reconhecer a autoridade de Deus, Sua santidade e Sua honra. Você também deve admitir que seu coração deseja se opor a Deus. Portanto, temos que nos render à santidade de Deus, crer e louvar Suas bênçãos misericordiosas, Sua Graça da compaixão e salvação justa. Para voltarmos a um Deus tão majestoso e misericordioso, temos que admitir que isso seria impossível sem a orientação da Palavra de Deus e a ajuda do Espírito Santo, e temos que obter essa ajuda crendo na obra de Jesus Cristo.
Com a chegada da era do Novo Testamento, todos os seres humanos têm que entender que é impossível para eles alcançarem a verdadeira salvação sem a ajuda da Palavra do evangelho da água e do Espírito que nosso Senhor Jesus nos deu como Seu presente. Agora, nunca devemos esquecer esse fato. Isso porque nascemos com um coração fundamentalmente pecaminoso, desejando permanecer contra Deus e Sua Palavra. Visto, assim, que vivemos como inimigos de Deus, nossa única esperança é a obra justa de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Nossa esperança de libertação de todos os nossos pecados neste mundo agora repousa em Jesus Cristo, que veio à nossa procura com a Palavra do evangelho da água e do Espírito. Portanto, é crendo em Jesus Cristo e em Sua justa obra de salvação que podemos alcançar nossa verdadeira salvação, tudo graças ao Senhor Jesus.
Para fazer isso, devemos primeiro compreender a obra de Jesus Cristo, que constitui a verdade da salvação. Esse entendimento é alcançado por meio da Palavra de salvação que Jesus Cristo prometeu à humanidade. Para apagar os pecados da humanidade, Jesus Cristo voluntariamente ofereceu Seu próprio corpo a Deus Pai como o sacrifício expiatório pela remissão de pecados. É quando cremos nesta verdadeira salvação que somos verdadeiramente libertos. Devemos entender que na era do Novo Testamento, Jesus Cristo completou a obra de apagar os pecados da humanidade com a verdadeira Palavra do evangelho da água e do Espírito.
Agora, temos que crer de todo o coração na verdade da salvação que veio a nós pela Palavra do evangelho da água e do Espírito. Quando temos essa fé, nossa salvação é aperfeiçoada graças à Justiça de Jesus Cristo. Quando cremos na Palavra do evangelho da água e do Espírito, o evangelho da remissão de pecados que Jesus Cristo fez por nós, podemos finalmente voltar para o Deus verdadeiramente santo. É então que podemos finalmente voltar para o Deus Santo que nos criou, louvar a Sua Justiça e viver para sempre. Para que nossa fé agora seja aprovada pelo Deus Santo, temos que crer que a Palavra do evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu é a verdadeira fé. Nossa salvação é concluída por meio do sacrifício expiatório de Jesus Cristo, que prometeu que apagaria os pecados da humanidade. 
 
 

Agora Devemos Colocar Nossa Esperança Somente em Jesus Cristo

 
Até hoje, todo ser humano viveu a mesma vida que o povo de Israel nos tempos do Velho Testamento - ou seja, todos os seres humanos viveram como inimigos de Deus. Porque o povo de Israel nos tempos antigos vivia como oponente de Deus contra Ele e Sua Palavra, eles mereciam viver muito sofrimento sob o jugo de outra nação. Para salvar o povo de Israel de todos os pecados cometidos, Deus teve que fazer Seu Filho Jesus Cristo pagar o preço do sacrifício. Cada vida humana era sempre uma ovelha perdida aos olhos de Deus.
Mencionei anteriormente que para os seres humanos retornarem a Deus, todos eles devem admitir que, por natureza, eles se opuseram à santidade e majestade de Deus, assim como Adão por natureza. É quando os seres humanos verdadeiramente gemem por causa de seu pecado de se rebelar contra Deus que a porta de Sua salvação e Graça é finalmente aberta. Todos nós agora devemos nos ajoelhar diante da verdade do evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo deu à humanidade, admitir nossos pecados e aceitar a Graça da salvação que Deus está oferecendo. Devemos reconhecer que todos nós estávamos condenados a ser lançados no inferno e enfrentar a condenação de Deus pelo pecado de nos levantarmos contra Ele e Sua Palavra. Não devemos esquecer que a qualificação para alcançar a verdadeira salvação só é alcançada se admitirmos que nos colocamos ao lado de nosso inimigo e nos posicionamos contra Deus. Até agora havíamos nos rebelado contra a santidade de Deus e Sua majestade. Os seres humanos devem reconhecer a “Justiça” de Jesus Cristo, seu Salvador, crer nela e, assim, retornar para Deus. Só então é possível que eles recebam a Graça da salvação que Deus está oferecendo.
Nós vivemos como inimigos de Deus, e para sermos salvos de todos os nossos pecados, era indispensável entender a legítima verdade da salvação que Deus nos deu para o nosso bem. Tendo nascido nesta Terra, Jesus Cristo, o Filho unigênito de Deus Pai, foi batizado por João Batista para levar todas as iniquidades da humanidade, e Ele derramou Seu precioso sangue na Cruz. Precisávamos ter fé para crer que esse batismo de Jesus e Seu sangue eram a oferta de sacrifício de redenção que o Senhor Jesus ofereceu para lavar nossos pecados. O evangelho da água e do Espírito perdoa nossos pecados, e a fé neste evangelho é o que a humanidade precisa. Quando nós cremos nesta Verdade da salvação que Jesus Cristo, o próprio Deus, completou quando Ele veio a esta Terra há mais de 2.000 anos, nós somos libertos de todos os pecados que nos aprisionaram em suas trevas até agora. Isso significa que a verdadeira salvação que Deus deu ao homem começa e se completa com o evangelho da água e do Espírito escrito na Palavra de Deus. Devemos entender que a salvação de nossos pecados é alcançada pela fé na Palavra de Deus.
Deus disse: “Assim a santa semente é o seu toco”. (Isaías 6:13). Para todos os pecadores que vivem nesta Terra, a salvação só pode ser alcançada se eles crerem no justo sacrifício de Jesus Cristo, que é a santa semente. Esta fé é a única esperança para todos os que continuam pecadores até hoje. Só podemos encontrar a verdadeira esperança se crermos que o Senhor Jesus cumpriu a verdadeira remissão de pecados com a verdade do evangelho da água e do Espírito. A revelação de Deus que o Profeta Isaías viu, fala sobre Sua Graça de salvação que viria na era do Novo Testamento. Todos os seres humanos caíram em pecado, mas a Palavra do evangelho da água e do Espírito os salvaria de todos os seus pecados, e Jesus Cristo daria esse evangelho a todo aquele que crer Nele. Se todos nós somos abençoados, ou não, para nos tornarmos filhos de Deus, depende se cremos, ou não, de todo o coração na verdadeira Palavra do evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu como nossa remissão de pecados.
 


A Humanidade Não Pode Alcançar a Salvação Confiando nas Religiões do Mundo
 

Os seres humanos devem entender que é impossível ser salvo de seus pecados confiando em qualquer religião terrena existente. As religiões deste mundo ensinam que as pessoas após a morte só podem ir para o Reino dos Céus se praticarem boas obras para redimir seus pecados. Eles acreditam que a única maneira de resolver o problema de seus pecados é sendo virtuoso e praticando muitas boas ações. Eles confiam em seus próprios pensamentos, pensando que se se arrependerem dos pecados cruéis que surgem em seus corações e mentes e viverem uma vida virtuosa, eles podem escapar de todos esses pecados. Acreditando em suas próprias boas ações ao invés crer em Deus e em Sua Palavra, eles pensam em vão que podem alcançar o Céu por causa de sua boa obra. Eles não poderiam estar mais enganados! Mesmo quando a verdadeira Palavra de salvação dada por Deus é oferecida a eles, eles não podem entendê-la. Assim, os religiosos acreditam que seus pecados são tratados aos poucos, à medida que se arrependem de suas transgressões. Esta é uma ilusão muito trágica!
Mesmo nas comunidades cristãs, muitas pessoas pensam que seus pecados são purificados gradualmente pela Graça de Deus, quando decidem não pecar novamente e oferecem, passo a passo, orações de arrependimento. Para mim, essas orações de arrependimento oferecidas pelos cristãos não são diferentes das religiões do mundo. Em outras palavras, esses cristãos estão apenas praticando uma vida religiosa com os mesmos pensamentos de qualquer outra pessoa religiosa deste mundo. Com o tempo, eles verão por si mesmos como sua própria fé religiosa e intencional se evapora e termina em um miserável fracasso.
Para que esses cristãos equivocados deixem todos os pecados que cometeram até hoje, permanecendo contra Deus, eles devem retornar ao evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu. Sem fé neste evangelho da água e do Espírito, é impossível abandonar os dogmas mentirosos. Eles devem entender que todos os esforços que colocam em suas orações de arrependimento para serem libertos de seus pecados são completamente inúteis. Por quê? É porque, por natureza, todos os seres humanos nasceram com pecados fundamentais para se opor a Deus. É porque, também, não podem evitar continuar a cometer tais pecados no futuro. Para libertar os pecadores de seus pecados, o Salvador da humanidade ofereceu o sacrifício da salvação em nosso lugar por meio do evangelho da água e do Espírito; e crer nisso é a única maneira de todos os seres humanos abandonarem o pecado da rebelião contra Deus e voltarem para Ele. A humanidade só pode voltar para Deus se crer na obra de salvação que Jesus Cristo fez para apagar seus pecados.
 


A Esperança da Humanidade Repousa Apenas Sobre Jesus Cristo 
 

Resta apenas uma esperança para todos os seres humanos: crer na obra de salvação de Jesus Cristo como a Graça de sua salvação. Só esta fé é a esperança deles. Por meio do batismo que Ele recebeu de João Batista, Jesus Cristo levou os pecados da humanidade que se levantou contra Deus em Seu próprio corpo de uma vez por todas; Ele pagou o salário por todos os pecados da humanidade sendo crucificado até a morte enquanto carregava os pecados deste mundo; e assim deu verdadeira esperança à humanidade. Jesus é o Salvador que trouxe esperança real aos seres humanos que creem nesta verdade da salvação. Ao vir a esta Terra, pessoalmente levando todos os pecados dos pecadores em Seu próprio corpo, derramando Seu sangue na Cruz enquanto carregava os pecados do mundo e ressuscitando dos mortos, Jesus Cristo completou a salvação da humanidade.
O Senhor Jesus permitiu a remissão de pecados e uma nova vida para todos aqueles que creem de coração na justa obra que Ele fez por nós. Portanto, devemos entender que crendo na verdadeira Palavra do evangelho da salvação que vem pela água e pelo Espírito, podemos ser libertos de todos os pecados que cometemos até hoje ao nos opormos a Deus. Cremos na Palavra do evangelho da água e do Espírito que Jesus nos deu, mas no passado não sabíamos como receber a verdadeira salvação pela fé porque por muito tempo estivemos aprisionados pelo pecado de permanecer contra Deus. A Graça da salvação para a humanidade foi possível graças ao batismo pelo qual Jesus Cristo levou seus pecados, o sacrifício que Ele fez na Cruz e o poder de Sua ressurreição. Agora, a única maneira de todos nós sermos salvos de nossos pecados é a fé de nosso coração na justa obra da salvação que Jesus Cristo fez para apagar nossos pecados quando Ele veio a esta Terra há 2.000 anos.
Somente a Justiça de Jesus Cristo é a verdadeira esperança para todos nós, seres humanos. Quando cremos que Jesus aceitou todos os pecados dos pecadores por meio do batismo que Ele recebeu no Rio Jordão quando veio a esta Terra, podemos ser lavados de uma vez por todas de todos os pecados que estão acumulando em nossos corações até hoje. Em outras palavras, somos salvos de todos os pecados deste mundo de uma vez por todas quando cremos que Jesus Cristo lavou todos os pecados deste mundo de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista no Rio Jordão, e quando nossos corações têm fé nesta verdadeira Palavra de salvação. Nossa salvação começa e se completa pela fé na Justiça de Jesus Cristo. Somente quando cremos na obra de redenção de Jesus Cristo podemos realmente nos tornar filhos de Deus. Melhor dizendo, quando a Bíblia diz que Jesus Cristo seria a "santa semente" nesta Terra, isso significa que Jesus semearia a humanidade com a Palavra do evangelho da água e do Espírito, a Palavra da salvação, e que Ele completaria a verdadeira salvação para todos que creem neste evangelho.
Quando estamos diante da santidade de Deus, todos os nossos pecados internos são expostos. Podemos então perceber que somos pecadores que deverão comparecer diante do Trono de Julgamento de Deus por nossos pecados. Não podemos alcançar a verdadeira salvação por meio da Lei de Deus, mas somente crendo na Palavra da Justiça de Jesus Cristo com nossos corações. Frequentemente citamos a Bíblia e dizemos: “Somos salvos de nossos pecados somente pela fé do nosso coração”. Isso significa que a verdadeira salvação não é possível por confiar em nossas próprias obras de justiça, mas apenas por entender e crer na obra de Justiça de Jesus Cristo. Portanto, devemos crer na justa obra de salvação que Jesus Cristo fez por nós, aceitar essa Palavra em nossos corações e agradecer a Deus por isso.
O evangelho da água e do Espírito que o Senhor Jesus nos deu permite que qualquer um alcance a salvação crendo nesta verdadeira Palavra da salvação. Todo aquele que crê de todo o coração na Palavra do evangelho da água e do Espírito como a verdade da remissão de pecados é salvo de todos os seus pecados de uma vez por todas. Em outras palavras, você só pode ser purificado de todas as suas transgressões se crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito que Jesus cumpriu por nós. Podemos, portanto, agradecer sem limites a Jesus Cristo, nosso Deus, pela fé.
Aqui na leitura das Escrituras de hoje, a Bíblia diz que os serafins louvavam a Deus enquanto cobriam seus rostos com duas asas, seus pés com duas asas e voavam com duas asas. Os anjos mencionados na passagem de hoje não são os anjos que se rebelaram contra Deus. Embora esses anjos não tenham se levantado contra Deus, podemos ver que eles ainda cobriram seus rostos e pés com asas, pois não podiam suportar expor sua impureza diante da santidade de Deus. Para nós também, é quando percebemos a santidade de Deus que nossa impureza é mais exposta e, como resultado, passamos a entender que não podemos deixar de morrer por nossos pecados; e, naquele momento, também percebemos que a Graça da salvação está perto de nós.
Tanto no Céu quanto na Terra, só o Deus Triúno é Santo. Não foram apenas os anjos que tremeram diante de tal santidade, mas o Profeta Isaías também temeu. Deus é tão Santo que quando o Profeta Isaías viu o Deus Santo sentado no Trono, ele não sabia o que fazer, pois sua impureza e transgressões foram expostas em contraste com a santidade de Deus, e então ele caiu com medo. Como o Profeta Isaías sabia que o próprio fato de ele, um mero ser humano, ver o Deus Santo significaria sua ruína, ele confessou: 
“Ai de mim! Estou perdido!
 Porque sou homem de lábios impuros,
 habito no meio de um povo de impuros lábios,
 e os meus olhos viram o Rei,
 o Senhor dos Exércitos!”. (Isaías 6:5).
Se os seres humanos com lábios impuros vissem o Deus Santo em pessoa, todos perceberiam que são seres imundos e miseráveis que não têm escolha a não ser enfrentar a morte diante de Deus. Isso porque, embora Deus seja Santo além das palavras, nós somos muito pecadores e desprezíveis. Não podíamos evitar morrer por todos os nossos pecados. Quando refletida sobre a santidade de Deus, nossa natureza humana é tão vil, suja, má e lamentável que somos compelidos a perceber e admitir que simplesmente não podemos evitar o julgamento de Deus. É isso que a passagem nos ensina aqui.
 

"Quem Irá por Nós?"
 
Quando Deus disse: " A quem enviarei, e quem há de ir por nós". O Profeta Isaías disse: “eis-me aqui, envia-me a mim". Mas Deus disse: “Mesmo se você for até eles, será inútil. Mesmo se eles me ouvissem, eles abandonariam o pecado de se rebelar contra Mim?”. O Profeta Isaías foi ao povo de Israel e pregou a Palavra de Deus para eles. Tendo recebido a revelação de Deus, ele falou do evangelho da salvação de Jesus Cristo, que não foi visto até a era do Novo Testamento, por meio de sua profecia não apenas para suas gerações, mas também para as gerações de hoje. Em particular, o Profeta Isaías falou em detalhes sobre a forma pela qual Jesus Cristo viria a esta Terra, que tipo de Salvador Ele seria e como Ele nos salvaria levando nossos pecados sobre Seu próprio corpo e levando sua condenação sobre a Cruz. De todos os profetas do Velho Testamento, o profeta que mais falou sobre o evangelho de Jesus Cristo não é outro senão o Profeta Isaías.
Mesmo assim, Deus disse: “O povo de Israel não mudará, mesmo que você grite para eles. É impossível para eles se desviarem de seu ato de se opor a Mim, virem a Mim por sua própria vontade e serem curados de seus pecados”. Isso porque seus corações já haviam rejeitado a Deus e se recusado a deixar de ficar contra Ele. Porém, Deus sabia que se Ele renovasse seus corações, eles O reconheceriam como seu Deus e Salvador. Então, por meio de Jesus Cristo, o Salvador da humanidade, Deus planejou salvar até mesmo o povo de Israel. Deus está esperando agora, sabendo que eles virão a crer na Sua Justiça e, assim, serão salvos de todos os seus pecados e louvarão a Deus. É por isso que Deus disse ao Profeta Isaías que, a menos que o coração do povo de Israel fosse renovado, Ele não tinha nenhuma expectativa em relação a eles.
Há uma lição importante para lembrarmos aqui, e é que devemos ter as mesmas expectativas quando tentamos evangelizar os inimigos de Deus. A Palavra de Deus se aplica da mesma forma na era presente. É apropriado pregarmos a verdade do evangelho da água e do Espírito, a Palavra de profecia de Deus, para aqueles que estão contra Deus. No entanto, aqueles cujos corações estão contra Deus não aceitam a Sua Palavra, mesmo que a preguemos para eles. Melhor dizendo, aqueles que estão se rebelando contra Deus de coração precisam da justa obra de salvação que Jesus Cristo cumpriu de uma vez por todas e, portanto, eles devem ser salvos crendo somente nesta verdade. Todos os pecadores que vivem nesta Terra precisam da Palavra do evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo ensinou.
Como nosso Salvador, Jesus nos disse que é indispensável pregar a verdade do evangelho da água e do Espírito a todos os pecadores que desejam crer na verdade da salvação. Hoje, quando as testemunhas que pregam o verdadeiro evangelho alcançam os pecadores, elas têm o dever de pregar a Palavra do evangelho da água e do Espírito, que foi cumprida com a verdadeira Palavra de Deus escrita no Novo e no Antigo Testamento. E todos os pecadores que ouvem essa Palavra só podem ser salvos se reconhecerem e crerem que somente a Palavra do evangelho da água e do Espírito falada por Deus pode livrá-los.
Se de outro modo pregássemos apenas sobre nossas próprias experiências espirituais ou acrescentássemos nossos próprios pensamentos carnais, as almas que nos ouvissem seriam arruinadas. Se uma testemunha prega algo diferente da verdade da salvação, então aqueles que a ouvem se desviarão do verdadeiro caminho de salvação pavimentado por Deus. Nunca devemos nos tornar essas testemunhas tolas que acabam matando almas que poderiam ser salvas. Aqueles que arruínam a obra de salvação que salva as almas das pessoas são aqueles que espalham o Cristianismo apenas como uma religião, sem conhecer a Palavra do evangelho da água e do Espírito.
 


O Ato de Justiça de Deus é a Esperança da Humanidade
 

Deus disse que assim como o toco permanece quando um terebinto ou um carvalho é cortado, a santa semente será a grande esperança para a humanidade. Em outras palavras, para salvar os pecadores, Deus Pai enviou Seu Filho a esta Terra como Salvador e resolveu o problema dos pecados deste mundo de uma vez por todas com o batismo que Jesus recebeu de João Batista e o sangue que Ele derramou na Cruz. Portanto, esta verdadeira Palavra é a esperança para toda a humanidade. O plano de salvação de Deus para libertar os seres humanos pecadores dos pecados deste mundo é a verdadeira esperança de salvação, pois este plano foi cumprido por meio da obra justa de Jesus Cristo, o Filho de Deus Pai. Deus está nos dizendo que somente Seu Ato de Justiça constitui a verdadeira esperança de salvação para a humanidade.
Porque os praticantes religiosos deste mundo, incluindo até mesmo os cristãos, não conhecem o evangelho da água e do Espírito, eles creem em Jesus em vão e estão ofuscando a Palavra da Verdade. Essas pessoas tentam alcançar a salvação confiando em seus próprios pensamentos ou religiosidade. Como eles não ouviram a Palavra do evangelho da água e do Espírito, a verdade da salvação, eles estão ocupados vivendo sua vida religiosa como pecadores. Eles ainda estão tentando purificar seus pecados com sua própria piedade, orando com fervor, emocionando-se com sua espiritualidade e oferecendo orações de arrependimento. No entanto, eles acabarão por perceber que tais atos religiosos são completamente ineficazes para apagar seus pecados. Pior ainda, existem alguns cristãos que, na tentativa de receber o Espírito de Deus, vão a uma caverna, oram enquanto jejuam e afirmam ter visões. Mas esse tipo de jejum e oração é completamente inútil para apagar seus pecados. Confiando na própria religiosidade, dizem que são “bons” cristãos, cuja fé em Jesus Cristo é impecável.
Nas comunidades cristãs de hoje, muitos crentes procuram pessoas que pensam ser mais espirituais do que eles e pedem que imponham as mãos e orem por eles, para que seus pecados sejam purificados. No entanto, estou certo de que nenhum deles poderia ter seus pecados purificados, nem mesmo uma transgressão, de tais líderes “espirituais”. Mesmo que esses líderes possam parecer espirituais, na realidade eles são fraudes espirituais e nada mais do que falsos profetas aos olhos de Deus. Seus pensamentos e corações já estão empenhados em fraudar seus seguidores para satisfazer seus próprios interesses e ganância, e o que eles fazem é semelhante a um mendigo exagerando seu infortúnio para provocar compaixão e conseguir um pouco de comida. A fé dogmática que eles mantêm é incapaz de trazer a verdadeira fé aos pecadores. Os líderes cristãos cujos pecados permanecem em seus corações nada oferecem para esperar a Graça de Deus.
Portanto, você deve perceber que existe apenas um Salvador de todos os pecadores deste mundo, e é Jesus Cristo. Os genuínos líderes espirituais que pregam realmente a verdade são aqueles que pregam o evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo deu à humanidade. Jesus Cristo é o Criador da humanidade e o verdadeiro Salvador que nos salvou dos pecados deste mundo de uma vez por todas. É indiscutível que Jesus Cristo é o Justo Salvador que cumpriu toda a Justiça de Deus quando veio a esta Terra. Foi exatamente para salvar Seu povo dos pecados que Jesus Cristo veio a esta Terra. Agora, para todos nós, nossa salvação é cumprida definitivamente quando conhecemos e cremos na Justiça de Jesus Cristo. Jesus Cristo é nosso Salvador, e a Justa verdade da salvação cumprida por Ele foi mais do que suficiente para salvar os crentes dos pecados deste mundo.
Devemos, portanto, crer que Jesus Cristo é nosso Salvador e Filho de Deus. As bênçãos da verdadeira salvação são recebidas quando percebemos e cremos de todo o coração que Jesus Cristo é nosso verdadeiro Salvador. Para levar os pecados da humanidade de uma vez por todas, Jesus foi batizado por João Batista e, ao fazê-lo, também levou todos os nossos pecados. Ele foi então crucificado, derramou Seu sangue até a morte e ressuscitou dos mortos. Ele se tornou nosso Justo Salvador. Quando entendemos os fatos desta verdade e cremos nela de coração, todos podemos receber a verdadeira remissão de pecados com certeza.
Por meio do batismo que recebeu de João Batista, nosso Senhor Jesus aceitou os pecados deste mundo de uma vez por todas e os levou à Cruz. Enquanto levava os pecados do mundo, Ele foi crucificado, derramou Seu sangue na Cruz, ressuscitou de Sua morte corporal e, assim, se tornou o verdadeiro Salvador para todos nós que agora cremos nesta verdade. Quando cremos de todo o coração na verdade dada por Deus sobre o novo nascimento da água e do Espírito, é então que podemos finalmente nos tornar filhos de Deus. Como crentes nesta inabalável verdade da salvação, podemos então receber o poder de viver de acordo com a vontade de Deus.
Portanto, os justos podem prosperar no corpo e no espírito permanecendo na Igreja de Deus. E a Igreja de Deus é onde o verdadeiro descanso é encontrado para todos os crentes, pois ela tem a Palavra de Deus. Crendo no evangelho da água e do Espírito, a verdade da salvação, nós alcançamos a verdadeira salvação e a vida eterna. Portanto, vamos todos viver pela fé, dando graças ao nosso Deus.
 


Vamos Orar a Jesus Cristo, não ao Muro das Lamentações
 

Ainda hoje, o povo de Israel vai ao Muro das Lamentações em Jerusalém para orar a Deus. Eles ainda estão contra Deus, pois não creem em Seu Filho Jesus Cristo como seu Salvador ou Deus. Eles não abandonaram o pecado de seus ancestrais de se rebelarem contra Deus e ainda estão contra Ele junto com seus falsos profetas. Eles estão se levantando contra Jesus Cristo porque estão vivendo a mesma vida que seus ancestrais viveram, ou seja, seus corações são um com os oponentes de Deus. Apesar de estarem cometendo os mesmos pecados que seus ancestrais cometeram, eles na verdade não se importam com seus próprios pecados. Até hoje vivem sem aceitar Jesus Cristo, o Filho de Deus que veio para salvá-los e a seus antepassados de todas as transgressões que cometeram.
Na verdade, se o povo judeu reconhecesse corretamente que Jesus Cristo veio para salvá-los de seus pecados e dos pecados de seus ancestrais, eles não O teriam aceitado em seus corações como seu Salvador? É por causa de sua ignorância que estão rejeitando Jesus. Mas, com o tempo, acredito que o povo judeu acabará por perceber que Jesus Cristo é o seu Deus Salvador e O aceitará em seus corações.
Vamos fazer uma pequena pausa aqui e orar pelo povo judeu: “Querido Senhor, oramos pelo povo de Israel. O Senhor não é apenas nosso Salvador, mas também o Salvador do povo de Israel e de todas as outras pessoas deste mundo. Por favor, liberte-os de seus pecados! Em nome de Jesus Cristo, Amém”.
Nos dias que virão, o povo judeu também aceitará Jesus Cristo, o Salvador, em seus corações. Deus preparará a fé em seus corações para libertá-los de seus pecados. Em um futuro não muito distante, eles perceberão que Jesus Cristo é o Governante deste Universo, o Senhor da humanidade, o Soberano de todas as coisas e o Deus da salvação para eles. Eles acreditarão que Jesus Cristo é o Salvador pelo qual eles esperaram todo esse tempo e se arrependerão de seu pecado de se opor a Deus. Eles ansiarão ardentemente pelo retorno do Senhor Jesus. 
“Senhor Jesus, por favor, faça o povo de Israel crer que Tu és o Deus que eles estavam esperando, Amém”.
O problema, porém, é que o povo de Israel ainda não aceita Jesus Cristo em seu coração como o Filho de Deus que veio para salvá-los, nem O reconhece como tal. Diz-se que o povo judeu não presta muita atenção ao capítulo 53 de Isaías. A passagem do Antigo Testamento que o povo judeu intencionalmente negligencia é o capítulo 53 de Isaías. Isso ocorre porque o capítulo 53 de Isaías revela que Jesus Cristo é o Salvador. É porque essa passagem fala sobre a vinda de Jesus, e como Jesus, o cordeiro sacrificial dos tempos do Antigo Testamento, levaria os pecados deste mundo de uma vez por todas e suportaria um terrível sofrimento por causa desses pecados. Está tudo escrito lá para o povo judeu entender.
O capítulo 53 de Isaías profetiza como Jesus viria a esta Terra e se sacrificaria pela salvação da humanidade. Em outras palavras, profetiza como Jesus Cristo, o Filho de Deus, demonstraria e provaria, por meio de Seu sacrifício, que Ele é o Salvador de todos os pecadores deste mundo. E nos tempos do Novo Testamento, Jesus de fato se sacrificou como oferta pelo pecado para a salvação, assim como profetizado no Antigo Testamento. De acordo com a Palavra de profecia de Deus, Jesus veio a esta Terra em um corpo carnal para salvar os pecadores. Com exceção do povo de Israel, as pessoas em todo o mundo conhecem Jesus Cristo como o verdadeiro Salvador da humanidade. Graças a Deus, muitas pessoas creem em Jesus Cristo como o próprio Deus e o Filho unigênito de Deus Pai. Mesmo assim, o povo de Israel ainda rejeita Jesus, recusando-se a crer Nele como seu Deus e Salvador. Longe de crer em Jesus Cristo, eles não o reconhecem como seu Salvador, e o rejeitam e se levantam contra Ele.
Sabemos que o povo de Israel está cometendo um erro grave e pecando assim porque não entendeu a Deus. Sua incompreensão de Jesus Cristo decorre de sua crença monoteísta. Eles acreditam que há apenas um Deus e que o Deus deles é esse Deus. Na realidade, Deus é Trino, mas eles reconhecem Yahweh como o único Deus. Então, eles acham difícil reconhecer a divindade de Jesus Cristo. É porque pensam que estariam traindo Yahweh, o único Deus em que acreditam, se reconhecessem Jesus como Deus. Mas isso é um mal-entendido. Deus não é apenas Yahweh, mas existem Três Pessoas: Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo. Que tipo de Deus o povo de Israel está esperando? Eles pensam apenas no Senhor Deus do Antigo Testamento e estão esperando pelo Deus Todo-Poderoso.
No entanto, o Deus que se revelou ao povo de Israel na era do Antigo Testamento não é apenas um Deus, mas sim o Deus Triúno. É absolutamente importante que entendamos isso. Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo são todos Deus para nós. Acontece que as Três Pessoas do mesmo Deus têm Ministérios diferentes. Para colocar isso em termos simples, Deus Pai fez o plano de salvação, Jesus Cristo, Seu Filho, cumpriu esse plano de Deus Pai quando veio a esta Terra, e o Espírito Santo, por meio da Palavra escrita de Deus, dá testemunho da veracidade de salvação planejada pelo Pai e cumprida pelo Filho. Assim, é o Deus Triúno que salvou a humanidade de seus pecados, fez dela Seus filhos e os abençoou para viver para sempre em Seu Reino. Este era o plano e propósito do Deus Triúno.
Então, vamos todos receber as bênçãos de Deus crendo nesta verdade. Por meio de Seu Filho unigênito, Deus Pai salvou os crentes de todos os pecados deste mundo de uma vez por todas e os abençoou para se tornarem Seus filhos. O que devemos compreender aqui é a verdade: que o Filho unigênito de Deus, Jesus Cristo, é o Salvador da humanidade; que Cristo apagou os pecados da humanidade quando Ele veio a esta Terra; e que assim Ele libertou e salvou os crentes de seus pecados. Saiba que Jesus Cristo é o mesmo Deus que Deus Pai e dê graças ao Deus Triúno com a sua fé.
No entanto, porque o povo de Israel hoje não percebe que Jesus Cristo é seu Salvador, eles O estão rejeitando. Eles O estão rejeitando em vez de aceitá-Lo em seus corações. Como resultado, o povo de Israel está cometendo um grande erro, acreditando apenas no Antigo Testamento e rejeitando o Novo Testamento. Mesmo hoje, eles ainda estão tentando guardar o dia de sábado, como Yahweh ordenou por meio de Moisés. Eles ainda se dedicam a guardar os 613 mandamentos e estatutos decretados no Antigo Testamento. Portanto, não há futuro brilhante para eles. Além disso, eles vão questionar cada vez mais por que seu Salvador Deus não está vindo, apesar de esperar por Ele por tanto tempo. Isso significa que eles estão desprovidos de qualquer esperança.
Também para o povo de Israel, somente Jesus Cristo é a esperança deles, assim como para você e para mim. O Deus da salvação é a esperança para o povo de Israel. Para todos aqueles que creem de coração na obra da salvação que Jesus Cristo fez quando veio a esta Terra para salvá-los, o caminho está aberto para purificar todos os seus pecados de uma vez por todas. Todos nós devemos ser gratos por podermos nos tornar, para sempre, o próprio povo de Deus, conhecendo e crendo em Jesus Cristo como nosso Deus. Somente crendo de todo o coração no amor de Jesus Cristo, nosso Deus, podemos ir para o Seu Reino e estar diante Dele. E devemos crer que seremos capazes de ver Jesus Cristo face a face, e viver e estar com Ele todos os dias para sempre.
Não devemos esquecer que éramos inimigos de Deus que nunca poderíamos estar com ele. Como os seres humanos poderiam falar com o Deus Santo face a face? Isso é absolutamente impossível, a menos que os pecados que eles cometeram ao se opor a Deus de coração sejam perdoados. Portanto, para nós, seres humanos, somente a Justiça de Jesus Cristo é a esperança de salvação e vida eterna. Além disso, Jesus Cristo significa tudo para todos aqueles que creem no amor e na salvação de Deus. Se Jesus não fosse o Salvador da humanidade, você e eu não teríamos honra agora. Se nosso relacionamento com Jesus Cristo acabasse quando fomos salvos dos pecados deste mundo, então ainda estaríamos completamente sem esperança. No entanto, porque Jesus Cristo não é apenas nosso Salvador, mas também nosso Deus, todos nós recebemos as bênçãos espirituais do Céu pela fé. A verdade da salvação é que Jesus Cristo apagou nossos pecados, mas se essa verdade não permanecesse em nosso coração como a Palavra de Deus, agora então seríamos completamente inúteis.
Pela fé, devemos nos apegar à Justiça de Jesus Cristo, as bênçãos do evangelho da água e do Espírito que Ele nos deu, a promessa do Céu que Ele nos fez e a Palavra da Aliança que Ele cumprirá no futuro. A menos que nos apeguemos à Palavra de Deus pela fé, estaremos destituídos de qualquer esperança. O que há de tão bom em nós, seres humanos, sem qualquer fé em Jesus Cristo? Quando examinamos a natureza do coração humano diante de Deus, vemos que não há absolutamente nada que seja justo. No entanto, graças a Jesus Cristo, temos uma coisa que nos diferencia, e é o Seu amor e Justiça, no qual cremos por meio da Sua Palavra. No início, fomos feitos à imagem de Deus. Isso significa que Deus planejou nossa salvação desde o início para que todos pudéssemos viver como Seus filhos, e Ele nos criou de acordo com Seu propósito. É por isso que, apesar de unir nossos corações com os inimigos de Deus anteriormente, nos tornamos honrados aos olhos de Deus, pois cremos em Sua salvação e em Sua Palavra de providência.

 


Desde os Dias de João Batista até Agora, o Reino dos Céus Sofre Violência
 

A Bíblia diz em 1 Pedro 1:23: “Pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente”. Melhor dizendo, o Novo Testamento também diz que a santa semente é o toco desta terra. Deus deixou Sua Palavra de profecia e seu cumprimento como a Escritura escrita para nós hoje, e quando nos voltamos para Malaquias, capítulo 4 do Antigo Testamento, vemos a Bíblia dizendo:
Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, 
antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor;
ele converterá o coração dos pais aos filhos
e o coração dos filhos a seus pais,
para que eu não venha e fira a terra com maldição”. (Malaquias 4:5-6). Deus prometeu enviar Elias a esta Terra. E também em Gênesis, Deus prometeu enviar o Salvador da humanidade a esta Terra, dizendo: “Este te ferirá a cabeça”. (Gênesis 3:15). Essas profecias foram dadas continuamente por Deus e também foram cumpridas por Deus.
Portanto, no Novo Testamento, Jesus disse o seguinte sobre João Batista: “Ele mesmo é Elias, que estava para vir”. (Mateus 11:14). Jesus também falou sobre o Ministério de João Batista, dizendo: “Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele”. (Mateus 11:12). Aqui, quando Jesus disse que o Reino dos Céus é tomado por esforço desde os dias de João Batista, e que os que se esforçam se apoderam dele, Ele estava dizendo que João Batista passaria os pecados da humanidade para Sua cabeça. A partir de então, os pecados deste mundo são passados ao corpo de Jesus Cristo por meio do Seu batismo. Tendo sido batizado por João Batista, Jesus carregou esses pecados do mundo até a Cruz. Está escrito em João 1:29: “No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”. O Reino dos Céus é dado a todos os crentes desde os dias de João Batista - isto é, desde quando João Batista passou os pecados deste mundo para Jesus por meio do batismo, e desde quando Jesus derramou Seu sangue na Cruz e ressuscitou dos mortos. É por isso que o Reino dos Céus sofre violência dos crentes.
Onde estariam os nossos pecados se João Batista não tivesse passado os pecados da humanidade para a cabeça de Jesus Cristo por meio do batismo, uma forma de imposição de mãos? Estaríamos vivendo como pecadores para o resto de nossas vidas, pois os pecados da humanidade teriam permanecido intactos até hoje. No entanto, por conta do batismo realizado por João Batista em Jesus Cristo no Rio Jordão, todos os pecados do mundo foram passados para Jesus, e nossos pecados foram então lavados. Foi nesse momento, quando João Batista batizou Jesus Cristo, que o Senhor Jesus levou todos os nossos pecados de uma vez por todas por meio desse batismo. Depois disso, exatamente desta forma Jesus Cristo levou os pecados deste mundo, Ele foi à Cruz e derramou Seu sangue até a morte. Ele então em três dias ressuscitou dos mortos, e hoje Ele está oferecendo a Graça da remissão de pecados a todos que aceitam esta verdade em seus corações. Em outras palavras, o Senhor Jesus deu o dom da verdadeira salvação para os crentes de hoje no evangelho da água e do Espírito. Jesus Cristo é a “Santa Semente” da qual a Bíblia fala tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, e Ele nos salvou por meio de Sua obra de Justiça. É por isso que o chamamos de Jesus Cristo nosso Salvador.
Jesus Cristo também é chamado de “Logos” na Bíblia. O “Logos” aqui significa a Palavra de Deus. Deus é Espírito, mas como Ele se manifestou a nós? Ele se manifestou a nós por meio de Sua Palavra escrita. Melhor dizendo, Deus é o Logos - isto é, a Palavra - e a Palavra é Deus. Vindo a nós como a Palavra, Deus quer salvar os crentes e abençoá-los. Isso significa que Deus não se revela de nenhuma outra forma a não ser por meio de Sua Palavra escrita.
Deus não se manifesta por meio de ruídos estranhos, trovões, sussurros ou quaisquer imagens. Em vez disso, Deus tem o prazer de se revelar a nós silenciosamente por meio de Sua Palavra escrita. O Deus Santo escreveu toda a Sua Palavra de profecia no Antigo Testamento, e quando chegou a hora, Ele cumpriu toda esta Palavra de profecia no Novo Testamento. Foi assim que Deus se revelou a nós. Porque Deus falou a todos os seres humanos por meio de Sua Santa Palavra, a compilação completa dessa Palavra de Deus é chamada de Escritura.
 

 
Deus Fala Conosco por meio de Sua Verdadeira Palavra Escrita
 

Deus está nos dizendo agora por meio de Sua Palavra escrita: “Levarei seus pecados de uma vez por todas sendo batizado por João Batista, serei condenado por todos os seus pecados sendo crucificado até a morte enquanto levo os pecados deste mundo, Eu ressuscitarei desta morte, e assim salvarei totalmente todos vocês que creem em mim. Se você simplesmente crer, pela Minha Palavra escrita, que eu o salvei dessa forma, você será salvo de todos os seus pecados, independentemente do estado da sua alma. Se você simplesmente admitir seus pecados diante de Mim, reconhecer que está enfrentando a destruição por eles e crer de coração que Eu o salvei de todos eles, você se tornará Meu povo. Agora você pode ser salvo dos seus pecados, apresentar-se com ousadia ao Santo Deus e viver face a face Comigo sem nenhuma vergonha. Acredite no que estou dizendo a você e medite na Minha Palavra. Você então será abençoado por entrar e viver no Céu”. Por meio de Sua Palavra, Deus nos falou de tudo o que Ele fez por nós, e tudo foi cumprido de acordo com essa Palavra.
Porque Deus falou conosco por meio da Palavra escrita, de agora em diante, nossa esperança depende de Deus e de Sua Palavra escrita. A Palavra de Deus escrita contém as promessas que Deus fez à humanidade. E assim como Deus falou, quando chegou a hora, Jesus Cristo veio até nós; e assim como Deus disse no Antigo Testamento, o Senhor Jesus cumpriu nossa salvação dos pecados do mundo de uma vez por todas na era do Novo Testamento. Nossa salvação depende do que Deus falou e fez. Portanto, além da fé na Palavra escrita de Deus, não precisamos de nenhuma obra nossa. Creia na Palavra de Deus escrita no Antigo e no Novo Testamento. Acredite nos sermões que explicam a Palavra escrita de Deus. A bendita remissão de pecados de Deus então entrará em seu coração.
O próprio Deus veio a esta Terra para salvar Seu povo dos pecados e, aos 30 anos, Jesus Cristo foi batizado por João Batista. Naquela época, Jesus disse: “Assim, nos convém cumprir toda a justiça”. (Mateus 3:15). E Ele cumpriu toda a Justiça de Deus de uma só vez ao ser batizado por João Batista. Este é o significado do batismo que Jesus recebeu de João Batista. Foi por meio do Seu batismo que Jesus Cristo levou nossos pecados em Seu corpo. E porque Jesus levou os pecados deste mundo ao ser batizado, Ele pôde levar esses pecados até a Cruz.
Está escrito em João 1:29: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”. Porque desta forma Jesus levou os pecados do mundo por meio do Seu batismo, e porque Ele derramou Seu sangue na Cruz enquanto carregava esses pecados, Ele deu uma nova vida a todos nós que agora cremos Nele. Jesus completou toda a Sua obra de salvação na Cruz. E Ele ressuscitou de Sua morte. A Bíblia diz: “Eu sou a ressurreição e a vida”. (João 11:25). O próprio Jesus nos disse aqui que Ele é o Senhor da ressurreição. É por meio de Sua Palavra escrita que conhecemos esse Deus da ressurreição; é por meio da Palavra de Deus que podemos a crer Nele; e é por meio dessa fé que recebemos a vida eterna. Nós agora podemos nos tornar filhos de Deus por causa da nossa fé obediente na Palavra do evangelho da água e do Espírito.
Portanto, graças ao nosso Deus e à Sua Palavra escrita, agora temos a verdadeira esperança. É impossível para a humanidade encontrar qualquer esperança além de Jesus Cristo e da Palavra escrita de Deus. Isso porque somente Deus pode trazer a verdadeira salvação e a esperança do Céu para nós. O que devemos entender aqui é que somente nosso Deus e Sua Palavra escrita são a fonte da verdadeira esperança para a humanidade. Porque a Palavra que Jesus Cristo falou para nós tem poder, ela pode nos trazer a remissão de pecados e vida eterna.
 


Ao Contrário dos Seres Humanos, Deus Tem Todo o Poder
 

Ao contrário de meros mortais, Deus tem todo o poder de salvação. Jesus Cristo tinha o poder de libertar toda a humanidade dos pecados do mundo. Jesus Cristo teve o poder de vir a esta Terra em um corpo carnal, embora Ele seja o próprio Deus, e Ele tinha poder mais do que suficiente para guardar e cumprir a Palavra da Aliança que nos falou. Como o Salvador de todos os pecadores, Ele poderia, portanto, libertá-los de seus pecados. É porque Jesus é fundamentalmente o próprio Deus que Ele pode cumprir Suas promessas com Seu poder. Por meio do corpo de uma mulher, Jesus Cristo pôde vir a esta Terra encarnado na mesma carne que a nossa. Ele fez isso para cumprir a promessa de Deus de que viria para trazer a salvação à humanidade. E Ele pôde levar os pecados da humanidade de uma vez por todas por meio do batismo que João Batista Lhe deu. Porque o próprio Jesus não tinha absolutamente nenhum pecado por natureza, Ele levantou um representante da humanidade e ordenou a ele, João Batista, que passasse os pecados deste mundo para o Seu corpo. Por meio do batismo que recebeu de João Batista, Jesus pôde aceitar todo e qualquer pecado cometido por todos os seres humanos de uma vez por todas. Tendo se tornado o Cordeiro de Deus, Jesus foi capaz de dar Sua vida por nós, Seus crentes, ao ser crucificado enquanto levava os pecados deste mundo.
Não importa como alguém possa alegar estar cheio de amor, nenhum ser humano pode amar tanto quanto Jesus nos ama. Algumas pessoas podem estar dispostas a ser crucificadas até a morte por seus entes queridos, mas nenhum ser humano comum pode fazer isso por outra pessoa. No entanto, como o próprio Deus, Jesus Cristo tinha o poder de amar verdadeiramente todos os seres humanos. A obra que Jesus Cristo fez quando veio a esta Terra - ser batizado por João Batista e sofrer na Cruz - é a obra justa que Jesus fez para salvar os seres humanos, que estavam destinados à destruição e ao inferno, de seus pecados. Esta é a obra de sacrifício que Jesus Cristo fez para salvar os condenados ao inferno de seus pecados e julgamento, pois Ele amou a todos, e é por isso que Ele podia suportar de bom grado todo aquele sofrimento. Então, por meio da água e do sangue, o próprio Jesus Cristo realizou pessoalmente a obra de Deus de salvar os seres humanos de seus pecados quando veio a esta Terra.
Pouco antes de morrer na Cruz, Jesus disse: "Está consumado!". Ele então ressuscitou da morte de Seu corpo. Jesus tinha o poder de ressuscitar dos mortos, pois Ele é o Deus da criação que fez os Céus e a Terra. Porque Jesus tinha o poder de vencer até a morte assim, foi possível para Ele cuidar da condenação maldita dos pecados da humanidade de uma vez por todas enquanto os carregava sobre Seu corpo por meio do batismo. Mesmo assim, quando Jesus Cristo suportou o sofrimento dos pecados na Cruz, Ele sentiu cada pedacinho desse sofrimento como um ser humano fraco. Esta foi a Justiça de Jesus Cristo e também o amor de Deus por nós.
Está escrito em Isaías 53:4:
"Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades
e as nossas dores levou sobre si”. Isso significa que Jesus Cristo teve as mesmas emoções que nós, e Ele sentiu a mesma humilhação e a mesma dor ao suportar a condenação de nossos pecados que nós teríamos. A diferença, entretanto, é que Ele tinha o poder da salvação para livrar a humanidade de todos os seus pecados de uma vez por todas. Nosso Deus é Todo-Poderoso para sempre e Seu poder de salvação é eterno. Isso porque Jesus Cristo não é uma mera criatura como os seres humanos, mas o Deus autoexistente. É por essa razão que Ele se chama Yahweh. Jesus Cristo tem o poder de salvação e criação. Então, tendo criado este Universo e todas as coisas nele, Ele pode erradicar os primeiros Céus e a primeira Terra e criar novos Céus e nova Terra. Jesus Cristo tem esses poderes e é o Deus que nos criou.
Ao salvar, de uma vez por todas, todos os pecadores deste mundo de todos os seus pecados, Jesus Cristo concedeu a salvação para aqueles de nós que creem na Sua santa Palavra da promessa. Quando Jesus Cristo veio a esta Terra, Ele cumpriu de uma vez por todas a Aliança que nos prometeu de acordo com Sua Palavra. Jesus agora está nos dizendo para crermos de todo o coração na Palavra de Justiça que Ele mesmo cumpriu. E Ele tem abençoado aqueles que creem na Justiça de Deus para receber a remissão de todos os pecados do seu corpo e do seu coração. Jesus Cristo, que está vivo neste exato momento, nos tornou filhos de Deus, e também deu a remissão eterna de pecados e a vida eterna a todos nós que cremos na Palavra de Deus. Como agora cremos que Ele é o Cristo, Ele nos abençoou para entrar e viver para sempre no Reino dos Céus.
Agora é possível para nós humanos sermos salvos de todos os nossos pecados crendo na Palavra da salvação que Jesus Cristo falou por nós. Jesus Cristo permitiu que todo aquele que crê na Palavra da salvação cumprida por Ele se tornasse filho de Deus. Isso só foi possível pela poderosa Palavra que Jesus Cristo, o Todo-Poderoso, cumpriu por nós; nunca pode ser alcançado por meio de nosso próprio esforço ou trabalho. Só Jesus Cristo é o verdadeiro Deus para todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito por meio da Sua Palavra. Ele não apenas salvou os crentes no evangelho da água, do sangue e do Espírito, mas também deu a eles a vida eterna. E Ele revelou essa verdade para nós em detalhes por meio de Sua Palavra.
Porque nossos ancestrais Adão e Eva permaneceram unidos com o inimigo de Deus, todos nós estávamos destinados a ser amaldiçoados por Deus. Porém, Deus veio a nós e prometeu que Ele nos salvaria pessoalmente, e de acordo com esta promessa, o Senhor Jesus realmente libertou todos nós que cremos na Palavra do evangelho da água e do Espírito em nossos corações dos pecados deste mundo. Assim, embora estejamos condenados ao inferno por nossos pecados, nosso Senhor Jesus Cristo nos salvou dos pecados do mundo e da condenação desses pecados da maneira mais justa e de uma vez por todas.
Porque Jesus Cristo nos salvou de forma reta, apropriada e justa, e porque o próprio Senhor Jesus provou que salvou todos os que creem nesta verdadeira Palavra hoje de todos os seus pecados de uma vez por todas, até Satanás está sem palavras diante de Sua obra de salvação. A incrível “Justiça” de Deus refere-se ao fato de que Ele salvou todos os seres humanos de seus pecados de forma completamente justa. Em outras palavras, a “Justiça” de Deus significa que o próprio Deus pagou o salário dos pecados da humanidade sendo batizado, derramando Seu sangue e ressuscitando dos mortos, e que Ele cumpriu a salvação dos pecados para todos aqueles que creem nessa verdade. Esta é a Justiça de Deus e Seu amor por aqueles de nós que agora creem na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Melhor dizendo, Deus não salvou a humanidade de maneira tendenciosa ou injusta.
Quão maravilhosa é a salvação justa de Deus para a humanidade? Não é fácil para os seres humanos serem justos. Não importa o quanto eles tentem ser justos com todos, eles geralmente falham nisso. Em nossa vida cotidiana ocupada, muitas vezes não damos consideração suficiente aos outros e, como resultado, causamos mal-entendidos. Assim, nossa injustiça fica inevitavelmente exposta. Isso ocorre porque somos todos humanos. Às vezes, acabamos tendo resultados injustos, mesmo que não seja nossa intenção, e fazemos o melhor para sermos justos, tudo por causa de nossas fraquezas humanas. Por isso, sempre peço aos líderes de nossa equipe que sejam justos e equilibrados quando se trata de atribuir tarefas diferentes a trabalhadores diferentes.
Por meio da nossa fé na justa Palavra do Deus Todo-Poderoso - isto é, Jesus Cristo - fomos libertos de todos os pecados do mundo. Jesus Cristo veio nos procurar com amor e nos abençoou para que nascêssemos de novo da água e do Espírito, e fomos salvos de nossos pecados crendo no Seu amor e salvação. Nossa salvação dependia da justa salvação de Jesus Cristo. Nós pudemos ser salvos de todos os pecados do mundo pela fé porque cremos em Sua obra justa de salvação. O Senhor Jesus nos prometeu que, quando crermos na salvação justa que Ele cumpriu por nós, Ele nos dará o direito de nos tornarmos filhos de Deus. Consequentemente, podemos realmente nos tornar filhos de Deus apenas por crer na salvação justa cumprida por Jesus Cristo.
Recebemos a remissão de pecados crendo de coração na Palavra de Deus escrita. Mesmo neste momento, não há pecado em nossos corações. Se alguém crê na salvação justa que Deus cumpriu, então todo aquele que tem essa fé não tem pecado no coração para sempre. Nossos pecados não são apagados apenas por tentarmos controlar nossas próprias mentes. Embora tenhamos muitas falhas em nossa carne, o Senhor Jesus aceitou nossos pecados ao ser batizado por João Batista, derramou Seu sangue até a morte na Cruz, ressuscitou dos mortos e, assim, apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas. Afinal, nossa fé nesta salvação justa, é por si só mais do que suficiente para que Jesus Cristo se torne nosso Deus e nosso Salvador. Por essa razão, é simplesmente impossível para nós, os crentes na verdade do evangelho da água e do Espírito, o evangelho da salvação justa, ter qualquer pecado. Portanto, a esperança de toda humanidade repousa na “santa semente” - isto é, Jesus Cristo e Sua Palavra. Qual seria a santa semente? É a Palavra de Deus, e essa Palavra se refere à Justiça de Jesus Cristo, que veio a esta Terra em um corpo humano.
A Bíblia diz:
“Como terebinto e como carvalho, dos quais, depois de derribados, ainda fica o toco, assim a santa semente é o seu toco”. (Isaías 6:13). Nós nos tornamos filhos de Deus crendo na Sua Palavra que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Como aqueles que agora creem no evangelho da água e do Espírito, nós estamos pregando às pessoas este evangelho de Deus que constitui a santa semente nesta Terra. E graças à Palavra do evangelho que estamos pregando agora, as pessoas podem entender, pela fé, a verdade da salvação que Deus cumpriu. Os justos estão espalhando a santa semente - isto é, a obra de Jesus Cristo - e Deus prometeu que ninguém, que crer neste evangelho graças à obra dos justos, jamais será lançado no inferno devido a seus pecados. Isso significa que Deus cumpriu a salvação de todos, para que qualquer um possa ir para o Céu se apenas crer na Justiça de Jesus Cristo.
 


Também no Tempo do Coronavírus, Jesus Cristo é Nossa Esperança
 

Amados irmãos, nesta Terra, a Palavra de Jesus Cristo é a esperança da humanidade e a Igreja de Deus é a esperança para todos os seres humanos. E para os pecadores, os servos e o povo de Deus são suas esperanças. Sem nós, os justos que vivem nesta Terra, não haveria esperança para este mundo. Deus não deixará esta Terra e este Universo em sua condição atual. Ele vai erradicar a humanidade e o primeiro mundo que Ele criou. O propósito original de Deus ao criar o Universo era salvar os seres humanos dos pecados do mundo, levar os crentes ao Seu Reino e viver com eles. O desejo de Deus é levar para o Reino dos Céus não apenas aqueles de nós que agora cremos no evangelho da água e do Espírito, mas também todos aqueles que ainda crerão neste evangelho.
Não importa quem seja, todos os seres humanos podem se tornar sem pecado se crerem de coração na justa Palavra de Deus. Deus cumpriu a salvação com Justiça para que todo aquele que crê na Sua Justiça possa entrar no Céu. Ele permitiu que todos os seres humanos se tornassem Seus filhos, desde que cressem de coração em Sua justa salvação. Ele abençoou a todos nós para que possamos encontrar e viver com o Deus Santo. O Profeta Isaías e os anjos não podiam deixar de temer por suas vidas diante da santidade de Deus quando eles estavam em Sua presença, e nós também estávamos no mesmo estado. No entanto, para aqueles que creram na salvação do Deus Santo e na Justiça de Jesus Cristo, Deus os tornou santos assim como Ele é Santo. Isso significa que aqueles de nós que creem na Justiça de Deus podem agora viver com Ele devido a nossa fé. Portanto, vivamos todos com gratidão, dando graças a Jesus Cristo pela sua Justiça, que é a esperança desta Terra.
Embora agora estejamos vivendo na época do coronavírus, Jesus Cristo ainda é a esperança para nós, os crentes. Quando o mundo está em turbulência, nossa esperança não está em outro lugar. Nem nossa esperança repousa em nossos corpos. Sua esperança não está em seu QI, inteligência ou habilidades. Nossos corpos irão inevitavelmente declinar com o passar do tempo. Somos tão frágeis que focar em apenas uma tarefa pode facilmente nos cansar quando assumimos outra tarefa. Portanto, sem Jesus Cristo e Sua Palavra, você e eu não temos esperança verdadeira. No entanto, ainda temos uma esperança, e é porque cremos na justa Palavra do Deus Santo. Temos essa esperança porque aceitamos a justa Palavra da salvação de Deus em nossos corações. Apesar de viver na época do coronavírus, ainda temos esperança porque Jesus Cristo está conosco.
Nós, os crentes na Justiça de Deus, temos esperança porque pregamos a Sua Palavra de salvação para a humanidade aprisionada no pecado. Isso significa que as pessoas deste mundo têm esperança porque estão vivendo na mesma época que os justos. Quando eles encontrarem os justos, eles encontrarão a grande esperança de salvação. Graças aos justos que creem na Justiça de Deus, os pecadores não apenas serão salvos de seus pecados, mas também entrarão no eterno Reino de Deus pela fé. Melhor dizendo, a esperança de toda humanidade agora está em você e em mim que cremos no evangelho da água e do Espírito. A verdadeira esperança de cada ser humano é encontrada na santa e verdadeira Palavra do evangelho de Jesus Cristo. A humanidade não pode encontrar a verdadeira esperança de salvação em nenhum outro lugar.
Temos esperança de salvação graças à “Justiça” de Jesus Cristo. Quando oramos a Deus e pensamos que o que estamos pedindo é impossível, podemos ter esperança colocando nossa fé em Deus. Pedimos a Deus nossas necessidades quando oramos a Ele, dizendo-Lhe que temos fé em Sua Palavra, que o próprio Deus nos disse para pedir a Ele, e que acreditamos que Ele irá suprir todas as nossas necessidades, nos protegerá a todos e nos abençoará em tudo. Na era do Antigo Testamento, a esperança era colocada somente em Deus, o Pai, mas na era do Novo Testamento, podemos orar a Deus, o Pai, assim como a Jesus Cristo.
Jesus disse em João: “Não orastes em meu nome? Eu vou te responder sempre que você orar em Meu nome”. É por isso que oramos a Jesus Cristo. Sempre que oramos, dizemos no final da oração: “Oramos tudo isso em nome de Jesus Cristo”. Dizemos isso no final de cada oração precisamente porque Jesus é nossa esperança, nosso verdadeiro Salvador e nosso Deus. É devido a nossa fé em Jesus Cristo, nosso Deus, que agora estamos qualificados para entrar em Sua presença.
Porque recebemos a remissão de pecados e as bênçãos de Deus pela crença na Sua Palavra, oramos em nome de Jesus Cristo. É porque Jesus salvou você e eu de todos os pecados deste mundo de uma vez por todas que sempre que oramos a Ele, dizemos: “Oramos em nome de Jesus”. Graças à nossa fé em Jesus nosso Salvador, podemos agora ir à presença de Deus Pai. Porque Jesus Cristo nos ama e apagou nossos pecados, nossa fé Nele é indispensável. A fé na Palavra de Jesus Cristo traz a verdadeira esperança para a humanidade e para cada um de nós. Todos nós acreditamos em Jesus Cristo como nosso Deus. Não somos nada se não tivermos fé em Jesus Cristo. Devemos, portanto, ter fé em Jesus Cristo, e essa fé é alcançada quando cremos na Palavra de Deus.
 


Também no Tempo do Coronavírus, Devemos Ter Fé na Palavra de Jesus Cristo
 

À medida que continuamos com nossas vidas nesta era do coronavírus, devemos ter fé na Palavra de Jesus Cristo. De nossa parte, devemos fazer o nosso melhor para tomar todas as medidas de precaução, como usar máscaras e praticar o distanciamento social seguro, para nos mantermos protegidos do coronavírus. Além disso, tudo o que precisamos fazer é viver pela fé na Palavra de Deus. Se estamos ansiosos e preocupados, só precisamos orar ao nosso Deus e viver pela fé. Tenho esperança de que Deus também nos forneça medicamentos eficazes. Deus não resolveria esse problema para nós? Aqueles que oram a Deus colocando sua fé em Sua Palavra serão protegidos por Ele. Quando chegar a hora Dele, Deus responderá nossas orações e resolverá nossos problemas. Até então, devemos estar alertas e trazer ordem aos nossos corações desordenados. Devemos perseverar.
Nossa esperança está em Jesus Cristo e em Sua Santa Palavra. Jesus Cristo é o seu e meu Salvador, e também é nosso Pastor. Ele é o Rei de amor para todos nós que cremos em Sua justa obra de salvação. Jesus é o Rei dos reis, mas acima de tudo, Ele é o Rei do amor por nós. Para aqueles que creem em Jesus Cristo, esta deve ser nossa confissão de fé: “Nosso Pastor é o Rei do amor e nosso escudo contra as tribulações. Por crermos no amor de Jesus Cristo e em Sua obra, ninguém pode nos destruir. Deus certamente nos livrará de nossas grandes tribulações”. Colocando toda a nossa esperança em Jesus Cristo, vamos todos viver pela fé em cada uma de Suas palavras. Espero e oro para que você tenha fé em Jesus Cristo como seu Deus e Salvador.
Hoje, muitas pessoas não conhecem a Justiça de Jesus Cristo e, como resultado, não podem crer nem pregar que Ele é seu Salvador. O nome “Jesus” significa o Salvador, e o nome “Cristo” significa que Ele cumpriu Seus três ofícios como Rei, Sacerdote e Profeta para alcançar nossa salvação. Por você e por mim, Jesus Cristo cumpriu todos os três ofícios como Rei, Sumo Sacerdote e Profeta quando veio a esta Terra e, ao fazer isso, Ele salvou você e eu de todos os nossos pecados e condenação. Portanto, embora sejamos pecadores, Jesus Cristo se tornou nosso Salvador e Pastor. Este é o fato da questão, mas como as pessoas neste mundo não sabem disso, elas não podem acreditar. E eles também não podem pregar esta verdade. Mas, acreditamos e estamos divulgando.
Deus disse ao Profeta Isaías: "Quem irá por nós?". Quando Isaías disse: “Eu irei”, Deus disse: “Mesmo se você for e pregar, essas pessoas são tão corruptas que não crerão na Minha Palavra, então como poderiam alcançar a salvação? Como eles poderiam abandonar suas crenças erradas?”. Uma vez que se embaraçam no caminho errado, é extremamente difícil retroceder. Muitos cristãos hoje não acreditam na obra da água e do Espírito de Jesus Cristo, nem são capazes de pregar a obra sagrada de salvação de Deus.
Portanto, o Senhor Jesus disse: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. (Mateus 6:33). O Senhor Jesus nos disse aqui para “buscarmos primeiro a Justiça de Deus”, mas as pessoas pensam erroneamente que a “Justiça” aqui é fazer a vontade de Deus. No entanto, quando o Senhor Jesus nos disse: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça”, Ele estava nos dizendo para primeiro crer na obra de Deus - isto é, na verdade da salvação que Deus cumpriu por nós, seres humanos. E também significa que devemos primeiro espalhar nossa fé na Justiça de Deus. Deus está nos dizendo aqui para pregar às pessoas sobre a fé na Sua Justiça, não apenas para viver virtuosamente ou dar muitas ofertas.
Deus disse: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça”. Qual é a Sua “Justiça” aqui? Significa o que é certo e justo. Em outras palavras, Deus está nos dizendo para crer que Ele nos salvou de nossos pecados com retidão e Justiça, e que Jesus Cristo, com o batismo que recebeu de João Batista e o sangue que derramou na Cruz, resolveu o problema de todos pecados sem exceção, não deixando para trás nem mesmo uma pessoa neste mundo. Jesus Cristo deu a verdadeira salvação e nova vida a todos nós que cremos no batismo que Ele recebeu de João Batista e no sangue que Ele derramou na Cruz. Quão absolutamente justa é essa verdade da salvação? De todas as pessoas deste mundo, Jesus levou apenas os pecados de algumas pessoas por meio do Seu batismo, enquanto não levou os pecados de outras pessoas? Não, claro que não! Isso seria injusto! Por meio do batismo que Ele recebeu de João Batista, Jesus levou todos os pecados deste mundo e Ele derramou Seu sangue até a morte enquanto carregava todos os pecados. Com que Justiça o Senhor Jesus nos salvou?
Não foram apenas palavras, mas foi realmente entregando Seu próprio corpo por Seu povo que Jesus Cristo salvou os crentes de uma vez por todas por meio do batismo que Ele recebeu de João Batista e do sangue que Ele derramou na Cruz. Levando os pecados do Seu povo que crê na água e no sangue que constituem a Justiça de Deus, e tomando pessoalmente as suas maldições e a condenação dos seus pecados no Seu próprio corpo na Cruz, Jesus Cristo os salvou com Justiça, com retidão e Justiça. Portanto, embora Satanás, se levantando contra Deus, deseje questionar como meras criaturas podem se tornar filhos de Deus, não há nada que ele possa dizer, pois Jesus Cristo, o próprio Deus, os salvou de seus pecados de forma reta e justa com Sua obra real de salvação, não apenas palavras. Assim como a Bíblia diz que “o salário do pecado é a morte”, o Senhor pagou o “salário do julgamento” por todos os nossos pecados na Cruz de uma vez por todas e salvou todos nós que cremos nisso. É por isso que Satanás simplesmente não pode refutar nossa salvação, não importa o quanto ele esteja ansioso para fazê-lo.
Jesus Cristo, o próprio Deus, levou todos os pecados deste mundo por meio do batismo que Ele recebeu de João Batista, foi condenado por todos os seus e meus pecados derramando Seu sangue até a morte e sofrendo na Cruz, ressuscitou dos mortos e completou a obra de salvação para nos libertar de uma vez por todas. Então, quem poderia reclamar e dizer que há algo errado com a justa obra de salvação que Jesus Cristo realizou nesta terra? Quem poderia dizer que o que o Salvador da humanidade fez é injusto? Absolutamente ninguém pode negar a Jesus Cristo. O Apóstolo Paulo testifica em Romanos capítulos 8: “Se Deus é por nós, quem será contra nós? Nenhuma tribulação, perseguição ou qualquer criatura pode se opor a nós”.
A verdadeira Palavra de Deus que você está ouvindo agora não pode ser ouvida em qualquer lugar, mas apenas na Igreja de Deus. Esta era atual verá muitas mudanças por vir. Mas, mesmo assim, o fim do mundo não chegará tão rapidamente. Quando chegará então? Quando os desastres naturais forem tão devastadores que as nações não poderão enfrentá-los por conta própria, e quando não apenas algumas, mas pelo menos 50 das cerca de 200 nações que existem neste mundo não poderem enfrentar seus desafios por si mesmas, é então que o Anticristo surgirá lentamente. Quando a situação piorar, você pode supor com segurança: “É hora de o Anticristo, o inimigo de Deus, aparecer. É hora desse inimigo de Deus ser lançado no inferno junto com seus seguidores”. O inimigo de Deus fará sua última batalha e se esforçará ao máximo para reunir e enganar o maior número de pessoas possível. Saiba e acredite. Para todas as pessoas feitas à imagem de Deus, o Anticristo afirmará ser Deus e fará tudo o que puder para se opor novamente ao verdadeiro Deus. Reunindo pessoas para si mesmo, ele atacará tentando ficar contra o Deus Santo mais uma vez.
No entanto, naquele momento, Jesus Cristo, o Salvador, retornará a esta Terra e vencerá todos os Seus inimigos com a Palavra que sai de Sua boca. Quando o fim dos tempos chegar, Deus retornará a esta Terra e os julgará a todos apenas com Sua poderosa Palavra. Portanto, para nós, os crentes na Palavra do evangelho da água e do Espírito, nossa esperança se encontra no Céu, e graças à nossa fé na Palavra de Deus, seremos abençoados em entrar no Reino dos Céus como Seu povo espiritual. Eu espero e oro sinceramente para que todos vocês entendam a quão abençoada é nossa fé no evangelho da água e do Espírito, e que Palavra bendita vocês estão ouvindo agora. Com todos vocês, eu louvo a Deus e dou todas as minhas graças a Ele para sempre. Deus sempre estará com você e comigo. Aleluia!