Sermões

Assunto 9: Romanos

[Capítulo 16] Saudai-vos Uns aos Outros

O Apóstolo Paulo disse aos santos em Roma e a nós também, para saudarmos uns aos outros em seu epílogo. A quem podemos saudar de todo o coração no Senhor Jesus, mesmo nesta era? Podemos saudar com alegria os Ministros e crentes que estão pregando a Palavra de Deus em todo o mundo. Nós podemos ter comunhão com aqueles que são salvos lendo os livros do evangelho da água e do Espírito. Nós também temos as Igrejas, os crentes e os servos de Deus a quem podemos saudar em Cristo.
Como nem todos creem no evangelho da água e do Espírito, os justos não podem saudar a todos. Não existem muitas pessoas neste mundo a quem nós podemos saudar com alegria. É lamentável que não existem muitas pessoas no mundo que creem no evangelho da água e do Espírito, a quem possamos saudar e ter comunhão na mesma fé. Nós não podemos ter comunhão com pecadores que fingem ser servos de Deus nas Igrejas mundanas.
Assim como o pecado e o Espírito Santo não podem habitar juntos, os pecadores e os justos não podem saudar-se uns aos outros. Aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito podem oferecer adoração espiritual a Deus e trabalhar pelas coisas espirituais. Os pecadores, que ainda não receberam a remissão dos seus pecados e tentam ser salvos guardando a Lei de Deus não podem ter comunhão espiritual com os justos. Assim como um animal e um humano não podem conversar um com o outro, os justos não podem ter comunhão espiritual com os pecadores.
É fácil ver que as únicas pessoas com quem Paulo tinha comunhão espiritual eram aquelas que tinham a mesma fé que a dele. Sabemos que se alguém teve comunhão com Paulo, isso significa que Paulo aprovou sua fé. Então, pensei: “Se eu fosse para uma determinada região hoje, quem devo visitar e saudar?”. Tenho certeza de que visitarei a Igreja de Sokcho se for a Sokcho, e a Igreja de Gangneung se for a Gangneung. Posso encontrar os servos e crentes de Deus, ter comunhão e partir o pão com eles. Também posso visitar as casas dos meus irmãos e irmãs e saudá-los. As pessoas a quem posso saudar são apenas aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito, e com quem posso ter a mesma fé no Espírito Santo.
Podemos ver o quão abençoados são aqueles cuja fé é aprovada por Paulo. Como é bom ter o evangelho da água e do Espírito para confirmar a fé uns dos outros e saudar uns aos outros. Você tem fé no evangelho da água e do Espírito que permite que vocês saúdem uns aos outros? Você pode confessar fielmente a Deus, sem dúvida, que você não tem nenhum pecado?
Tive a oportunidade de saudar os irmãos na China quando estive lá. Visitei um irmão que morava nas margens do Rio Heran. Assim que acordamos na manhã seguinte, ele nos preparou um farto café da manhã. Sentamos em uma enorme mesa redonda, do tipo que costumávamos usar para sentar com todos de uma grande família, e tivemos uma adorável comunhão com os crentes de lá. Também havia um evangelista em uma cidade próxima que estava muito ansioso para nos ver. Então, nós o visitamos e tivemos comunhão com ele também. Podemos saudar todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito.
Para onde eu iria se visitasse os Estados Unidos? Eu visitaria o Pastor Sangchan Lee e sua esposa em Flushing, Nova York. Eu também visitaria a Igreja The New Life para encontrar nossos irmãos e irmãs. Na Rússia também há uma Igreja de nascidos de novo que visitei alguns anos atrás. No Japão, eu adoraria visitar a casa da Diaconisa Soon-Ok Park em Tóquio.
Nós somos os justos que somos salvos pela nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Nós não fomos salvos devido a qualquer realização da nossa carne, mas devido à Justiça de Deus que recebemos por meio da nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
Como você pode ver, há pessoas reservadas para os justos saudarem, assim como Paulo tinha uma lista de pessoas para saudar em Romanos capítulos 16. Assim como Paulo fez, não podemos saudar todos os cristãos porque nem todos eles têm a fé correta, mas apenas aqueles que conhecem e creem na Justiça de Deus. Não podemos deixar de louvar a Deus por nos dar a fé na qual podemos saudar e ser saudados.
 

Paulo nos advertiu para ficar longe destas pessoas

A partir do versículo 17, a segunda admoestação que Paulo nos faz é ficar longe daqueles que só servem aos seus próprios ventres. “Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que provocam divisões e escândalos, em desacordo com a doutrina que aprendestes; afastai-vos deles, porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim a seu próprio ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos”. (Romanos 16:17-18). Existem aqueles que não servem a Cristo, mas ao seu próprio ventre. Eles são os que causam contendas entre os crentes e enganam os ingênuos com palavras suaves e discursos lisonjeiros. Não devemos saudar essas pessoas, mas ficar longe delas.
Paulo nos alertou para ficarmos longe dessas pessoas, pois elas só gostam de causar aflições na Igreja, atrapalhar aqueles que realmente creem em Deus e reunir os ingênuos apenas para alimentar sua própria ganância. Esses líderes cristãos fraudulentos tentam confinar as pessoas ao pecado, ensinando seus seguidores a obedecer à Lei completamente. Eles só enchem o próprio ventre usando o nome de Jesus e enganam os inocentes. Não há necessidade de saudá-los, pois eles estão no ministério apenas para servir o seu próprio ventre.
 

O evangelho da água e do Espírito deve ser propagado para todas as nações!

Em terceiro lugar, Paulo falou sobre a necessidade de pregar o evangelho a todas as nações. O versículo 26 diz: “E que, agora, se tornou manifesto e foi dado a conhecer por meio das Escrituras proféticas, segundo o mandamento do Deus eterno, para a obediência por fé, entre todas as nações”. O evangelho da água e do Espírito que Paulo pregou é verdadeiramente o evangelho que todas as nações devem crer e obedecer. É muito lamentável que a maioria das regiões nas quais Paulo plantou Igrejas com aqueles que criam no evangelho da água e do Espírito agora se tornaram regiões Islâmicas.
Naquela época, Paulo foi para essas regiões e estabeleceu líderes de Igreja entre os crentes no evangelho da água e do Espírito que contém a Justiça de Deus. Foi semelhante à maneira como enviamos obreiros para nossas Igrejas após treiná-los em nossa Escola de Missões. Embora as Igrejas daquela época mantivessem sua fé em “Um só Senhor, uma só fé, um só batismo”. (Efésios 4:5), elas falharam em manter sua fé no evangelho, pois não registraram o evangelho por escrito.
No momento, estamos traduzindo nossos livros para o turco. Alguém da Turquia ficou emocionado com nossas edições em inglês e se ofereceu para traduzi-las. Nós agora estamos começando a pregar o evangelho da água e do Espírito onde o próprio Paulo pregou o evangelho e plantou Igrejas de Deus. Estamos pregando o mesmo evangelho que Paulo pregou na mesma região que havia visitado. O evangelho que Paulo pregou era o evangelho da água e do Espírito que pode salvar todas as nações apenas por sua crença e obediência.
No último capítulo de Romanos, Paulo disse aos santos em Roma para saudar uns aos outros, ficar longe daqueles que só enchem o ventre e pregar o evangelho da água e do Espírito a todas as nações.
 

O evangelho da água e do Espírito nos fortalecerá

A quarta coisa que Paulo mencionou foi que este evangelho da água e do Espírito é a sabedoria de Deus que nos confirmará. “Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos, e que, agora, se tornou manifesto e foi dado a conhecer por meio das Escrituras proféticas, segundo o mandamento do Deus eterno, para a obediência por fé, entre todas as nações, ao Deus único e sábio seja dada glória, por meio de Jesus Cristo, pelos séculos dos séculos. Amém!”. (Romanos 16:25-27). O que poderia estabelecer os santos em Roma? Foi o evangelho da água e do Espírito de Paulo que pôde estabelecer e estabeleceu os santos em Roma. Este evangelho também é a sabedoria de Deus.
No evangelho que Deus nos deu está Sua sabedoria. Este evangelho tem o poder de tirar todos os pecados, mesmo daqueles que são cheios de falhas. Aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito não são apenas feitos sem pecado, mas também os pregadores desse evangelho, não importa o quão fracos e cheios de falhas sejam. Somente a sabedoria de Deus e o evangelho da água e do Espírito que vem Dele podem nos tornar um ser completo. Não há verdade além deste evangelho que possa fortalecer a alma, o coração, os pensamentos e o corpo de uma pessoa.
Paulo não chamava o evangelho de "o evangelho", mas o chamou de "meu evangelho". O evangelho que Paulo pregou era o evangelho da água e do Espírito que foi revelado tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Este evangelho da água e do Espírito é baseado no evangelho revelado pelos profetas no Antigo Testamento e cumprido por Jesus Cristo no Novo Testamento. É por isso que Paulo disse que "seu evangelho" se manifestou de acordo com a revelação do mistério mantido em segredo nas Escrituras proféticas.
O evangelho que Paulo pregou estava implícito no sistema sacrificial no Pentateuco do Antigo Testamento, especialmente em Levítico, e foi concluído por Jesus Cristo no Novo Testamento como Justiça de Deus por meio de Seu batismo, Sua morte na Cruz e Sua ressurreição. É por isso que Paulo deu toda a glória “Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho”.
O evangelho da água e do Espírito estabelece os santos e servos de Deus. Por meio desse evangelho, nossa fé, alma, pensamentos, mentes e corpos são fortalecidos. Como nossa fé pode ser fortalecida? O que nos faz permanecer fortes o tempo todo, quando estamos sempre fracos?
Nossa fé se torna cada vez mais forte porque recebemos a salvação de Cristo, que levou todos os nossos pecados por meio do Seu batismo e do Seu sangue na Cruz. Podemos dizer que não temos pecado diante de Deus porque nosso coração não tem mais do que se envergonhar, e com essa fé espiritual sem vergonha, podemos pregar o evangelho da água e do Espírito para aqueles que ainda estão condenados ao pecado.
 

Admoestações finais

Paulo termina o capítulo 16 com a oração de encerramento dizendo: “Ao Deus único e sábio seja dada glória, por meio de Jesus Cristo, pelos séculos dos séculos. Amém!”. O que mais glorifica a Deus? Pregar a Justiça de Deus em Jesus Cristo é o que mais glorifica a Deus. Também somos glorificados quando servimos ao evangelho de todo o coração.
A essência da mensagem de Paulo em Romanos 16 é esta: saudar uns aos outros, ficar longe daqueles que só se preocupam em encher o próprio ventre, e espalhar o evangelho a todas as nações. Esta foi a última admoestação que Paulo deu à Igreja em Roma. O evangelho da água e do Espírito que Paulo pregou tem o poder de nos fortalecer em todos os sentidos. É nisso que cremos. A fé no evangelho da água e do Espírito é a mesma que os Apóstolos da Bíblia tinham e na qual nossa Igreja crê agora.
Você pode perceber a semelhança? Fico surpreso sempre que leio a Bíblia e percebo que temos a mesma fé que os personagens bíblicos que viveram há dois mil anos.
Você já pensou com quantas pessoas compartilhamos o evangelho todos os dias? Compartilhamos o evangelho com não menos que duas mil pessoas por dia. Esses dois mil em breve se multiplicarão para dez mil se os santos recém-nascidos de novo em todas as nações pregarem o evangelho aos seus vizinhos, e as dez mil pessoas só precisam compartilhá-lo uma vez para se tornarem vinte mil. Como você pode ver, pregar o evangelho para o mundo inteiro não é uma tarefa impossível, afinal.
Obviamente, a principal característica dos nossos livros sobre o evangelho da água e do Espírito é que eles não desaparecem, mas são guardados, e seus significados não mudam, independentemente de quantas pessoas os leiam. Onde houver um livro que contém o evangelho da água e do Espírito, muitas pessoas o pegarão emprestado e o lerão, e o evangelho de Deus se espalhará. O dia em que o evangelho alcançará o mundo inteiro não está muito longe.
A Justiça de Deus que você tem pela fé é o evangelho da água e do Espírito, que nem mesmo os que vivem nos países desenvolvidos conhecem. O verdadeiro evangelho que queremos compartilhar com todo o mundo é um mistério desconhecido para este mundo e, portanto, desejamos ansiosamente revelar o segredo da salvação para todos aqueles que sufocam em seus pecados. Essa Justiça de Deus mostrada no evangelho da água e do Espírito é tão clara que todo aquele que aceitar este evangelho dará graças e glórias a Deus.
Algumas pessoas acham estranho que falemos repetidamente sobre o evangelho da água e do Espírito. Não importa quantas vezes o repetimos, ainda assim desperta alegria e gratidão em nossas almas. Já que há tantos cristãos que ainda pecam, nós pregamos repetidamente o evangelho da água e do Espírito para o mundo inteiro. Porque este evangelho é o próprio evangelho que foi transmitido pelos Apóstolos, incluindo Paulo, todas as almas devem crer neste evangelho. Precisamos ouvir e gravar o evangelho da água e do Espírito em nosso coração porque isso é essencial para todo cristão.
Compartilhamos o evangelho com mais de duas mil pessoas por dia por meio de nossos livros, impressos e eletrônicos, e de nosso site. Temos certeza de que, se a semente da verdade cair em boa terra, ela poderá produzir uma boa colheita - trinta, sessenta ou cem vezes mais do que foi semeada. Uma pessoa pode pregar o evangelho para dezenas de pessoas, e cada uma dessas pessoas pode pregar o evangelho para outras dezenas, espalhando o evangelho para um grande número de pessoas.
Quando ouvimos que nosso evangelho é pregado para mais de duas mil pessoas por dia, nosso coração fica cheio da Justiça de Deus. Agradeço a Deus por abrir o caminho para nós pregarmos esse evangelho em todo o mundo. Oro para que Deus fortaleça ainda mais a fé de Seus servos.
O evangelho da água e do Espírito que agora está se espalhando por todo o mundo é uma nova onda da verdade para a salvação. Este evangelho é a única maneira de receber o Espírito Santo e entrar no Reino de Deus. Não importa o quanto você busque nas religiões seculares, você não encontrará o evangelho da água e do Espírito.
Pessoas em todo o mundo agradecerão a Deus porque agora podem crer na Sua Justiça por meio do evangelho da água e do Espírito. Todos que lerem nossos livros exclamarão: “Ah! Foi assim que Jesus me salvou dos meus pecados!”. Pois, eles nunca ouviram esse evangelho antes.
Aqueles que querem ser livres da escravidão do pecado e aqueles que desejam continuamente receber o Espírito Santo receberão o perdão completo de seus pecados e paz de espírito quando finalmente conhecerem e aceitarem o evangelho da água e do Espírito. Deste momento em diante, o evangelho da água e do Espírito se espalhará por todas as nações do mundo.
Meu coração está cheio de alegria porque o evangelho da água e do Espírito está se espalhando por todo o mundo. Embora eu sirva ao evangelho, sei que ainda estou cheio de fraquezas e deficiências. Mas, porque eu creio completamente no evangelho da água e do Espírito e conheço a Justiça de Deus, eu sempre recebo uma nova força do Senhor Jesus para que eu possa continuar a servir ao Seu evangelho. O evangelho agora entrou em mais nações; mais pessoas leram nossos livros e ficaram maravilhadas com esse evangelho perfeito.
Aqueles que creem na Justiça de Deus em todo o mundo são aqueles que foram salvos pela fé no evangelho da água e do Espírito. A razão pela qual podemos permanecer inteiros e completos, apesar de nossas fraquezas, é que cremos em nosso Senhor Jesus, a Justiça de Deus. Somos obreiros de Deus. Não buscamos apenas satisfazer nossos desejos carnais, mas espalhar a verdadeira fé por todo o mundo. Eu abençoo e espero que muitos crentes justos estejam à altura de nosso desafio de pregar o evangelho em todo o mundo.
Conforme Paulo, nós podemos pregar o evangelho da água e do Espírito independentemente de quando o Senhor Jesus vier. Vamos trabalhar arduamente juntos para esta Grande Comissão. Quando pregarmos o evangelho até os confins da Terra, o Senhor Jesus virá de acordo com Sua promessa e nos levará para casa. Devemos ouvir atentamente o que Paulo nos admoesta, saudar e encorajar uns aos outros. Embora falhemos em nossas obras, somos grandemente fortalecidos espiritualmente por meio de nossa fé na Justiça de Deus. Nós passamos a saber o quão justa e certa nossa fé no evangelho da água e do Espírito realmente é. Nós realmente cremos em nosso Senhor Jesus, que é a perfeita Justiça de Deus.
Quando olhamos para este mundo com nossa fé na Justiça de Deus, descobrimos que há muito o que fazer. Todos nós podemos viver nossas vidas pregando o evangelho por todo o mundo, louvando a Deus com nossa fé em Cristo, que é a Justiça de Deus.
Aleluia! Eu sempre louvo nosso Senhor Jesus, a Justiça de Deus!