उपदेश

Assunto 10: O Apocalipse (Comentários sobre o Apocalipse)

[Capítulo 19-1] O Reino que Será Governado pelo Onipotente ( Apocalipse 19:1-21 )

( Apocalipse 19:1-21 )
“Depois destas coisas, ouvi no céu uma como grande voz de numerosa multidão, dizendo: Aleluia! A salvação, e a glória, e o poder são do nosso Deus, porquanto verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande meretriz que corrompia a terra com a sua prostituição e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos. Segunda vez disseram: Aleluia! E a sua fumaça sobe pelos séculos dos séculos. Os vinte e quatro anciãos e os quatro seres viventes prostraram-se e adoraram a Deus, que se acha sentado no trono, dizendo: Amém! Aleluia!
Saiu uma voz do trono, exclamando: Dai louvores ao nosso Deus, todos os seus servos, os que o temeis, os pequenos e os grandes. Então, ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso. Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou, pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos. Então, me falou o anjo: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus. Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia. Vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça. Os seus olhos são chama de fogo; na sua cabeça, há muitos diademas; tem um nome escrito que ninguém conhece, senão ele mesmo. Está vestido com um manto tinto de sangue, e o seu nome se chama o Verbo de Deus; e seguiam-no os exércitos que há no céu, montando cavalos brancos, com vestiduras de linho finíssimo, branco e puro. Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso.
Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES. Então, vi um anjo posto em pé no sol, e clamou com grande voz, falando a todas as aves que voam pelo meio do céu: Vinde, reuni-vos para a grande ceia de Deus, para que comais carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes de cavalos e seus cavaleiros, carnes de todos, quer livres, quer escravos, tanto pequenos como grandes. E vi a besta e os reis da terra, com os seus exércitos, congregados para pelejarem contra aquele que estava montado no cavalo e contra o seu exército. Mas a besta foi aprisionada, e com ela o falso profeta que, com os sinais feitos diante dela, seduziu aqueles que receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua imagem. Os dois foram lançados vivos dentro do lago de fogo que arde com enxofre. Os restantes foram mortos com a espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo. E todas as aves se fartaram das suas carnes”.
 

Exegese

Versículo 1: “Depois destas coisas, ouvi no céu uma como grande voz de numerosa multidão, dizendo: Aleluia! A salvação, e a glória, e o poder são do nosso Deus”.
A passagem descreve os santos louvando ao Senhor Deus quando o dia de seu casamento com o Cordeiro se aproxima. Nosso Senhor Deus deu aos santos sua salvação e Glória, para que eles possam louvá-Lo por uma boa razão. Os santos arrebatados no ar, portanto, continuam a louvar ao Senhor Deus, pois tão grande é Sua Graça de livrá-los de todos os seus pecados e de suas condenações inevitáveis.
A palavra “aleluia” ou “hallelujah” é uma palavra composta que une as palavras Hebraicas “halal”, que significa louvor, e “Yah”, que significa “Jeová” – seu significado, portanto é “louve a Jeová”. Em particular, os Salmos 113 – 118 do Antigo Testamento são chamados de “Hallel do Egito” e os Salmos 146 – 150 são chamados de “Salmos de Hallel”.
Os “Salmos de Hallel” são cânticos que acompanharam a alegria e a tristeza do povo judeu, dando-lhes força em tempos de tristeza e tribulações, eram cantados como cânticos de alegria em tempos de salvação e vitória. Essas canções também eram cantadas sempre que o louvor de “aleluia” podia ser cantado somente para Deus. A razão é porque o julgamento do Senhor das grandes pragas lançadas neste mundo é verdadeiro e justo, e, porque a salvação, o poder e a Glória pertencem somente a Deus.

Versículo 2: “Porquanto verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande meretriz que corrompia a terra com a sua prostituição e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos”.
O Senhor Deus vingar os santos derramando as pragas das sete taças sobre todos os religiosos da Terra e todos os incrédulos é o verdadeiro e justo julgamento de Deus. Os religiosos deste mundo assassinarão os servos justos e sem pecado de Deus, eles, em troca, merecem ser condenados à morte eterna por Deus.
Os servos de Deus já fizeram alguma coisa nesta Terra para merecer ser mortos pelos religiosos do mundo? Claro que não! No entanto, todos os religiosos do mundo se unirão em um esquema para assassinar os filhos do Senhor Deus. Como tal, o derramamento de Deus das pragas das sete taças sobre esses assassinos é justo, o que também manifesta a justiça de Deus.

Versículo 3: “Segunda vez disseram: Aleluia! E a sua fumaça sobe pelos séculos dos séculos”.
Os santos estão louvando ao Senhor Deus nos ares porque o dia de seu casamento com Jesus, que se tornou o Cordeiro, se aproxima.
“Sua fumaça sobe pelos séculos dos séculos”. Isso se refere à fumaça que sai deste mundo destruído e queimado pelas grandes pragas das sete taças derramadas por Deus. Mostra-nos que este mundo nunca se recuperará de suas ruínas porque sua destruição será fatal e eterna.

Versículo 4: “Os vinte e quatro anciãos e os quatro seres viventes prostraram-se e adoraram a Deus, que se acha sentado no trono, dizendo: Amém! Aleluia!”.
O fato de o dia das Bodas dos santos com o Senhor Jesus se aproximar é um evento tão glorioso que os 24 anciãos e os quatro seres viventes no Céu adoram e louvam ao Senhor Deus sentado em Seu Trono. É por isso que todos os servos de Deus estão louvando ao Senhor Deus nos ares.

Versículo 5: “Saiu uma voz do trono, exclamando: Dai louvores ao nosso Deus, todos os seus servos, os que o temeis, os pequenos e os grandes”.
Porque o dia das Bodas do Cordeiro com os santos é uma alegria tão indescritivelmente grande para todos os Seus servos e santos que foram salvos pela fé no Senhor Deus, a voz do Trono ordena que todos louvem a Deus. Chegou a hora dos servos de Deus e todos os Seus santos se regozijarem e louvarem ao Senhor Jesus.

Versículo 6: “Então, ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso”.
Este versículo nos diz que, à medida que o tempo para o reinado do Senhor Deus se aproxima, agora é o tempo para Seus santos e servos receberem sua paz eterna, alegria e as bênçãos que fluem como um rio. É por isso que eles estão louvando ao Senhor Deus. Os santos estão louvando nosso Deus no ar mesmo enquanto as grandes pragas continuam nesta Terra, por chegar a hora de serem reinados pelo Senhor Deus - isto é, agora é hora de Deus glorificar todos os Seus santos. O som do louvor dos santos neste tempo é como o som de trovões e de muitas águas. A Ceia das Bodas do Reino do Senhor Jesus começa assim com o belo louvor dos santos.

Versículo 7: “Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou”.
Agora que as pragas das sete taças trazidas por Deus estão terminando, este versículo nos diz que chegou a hora de todos os santos se alegrarem e se exultarem. Os santos estão alegres e se regozijam aqui por chegar o dia deles se casarem com nosso Senhor Jesus e viverem em Seu Reino. Para viver com os santos, nosso Senhor Deus preparou Seu Novo Céu e Nova Terra, a Cidade Santa e seus Jardins, e toda a Glória e riqueza, e Ele está apenas esperando por eles. Deste tempo em diante, os santos reinarão com o Senhor Jesus para sempre.

Versículo 8: “Pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos”.
O Senhor Jesus deu aos santos roupas novas, feitas de linho fino. Todo aquele que vive servindo ao Senhor Deus está vestido com essas vestes. Deus veste os santos, em outras palavras, com as vestes do Céu. Estas vestes celestiais de linho fino não estão molhadas de suor. Isso nos diz que o fato de nos tornarmos as noivas do Cordeiro não foi devido aos nossos esforços e investimentos próprios feitos pelo homem, mas devido à nossa fé no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor Deus.
Em contraste distinto com as vestes escarlate e púrpura usadas pelo Anticristo, este linho fino é o linho precioso usado para fazer roupas para sacerdotes e reis. Livre de suor, o linho branco e fino nos mostra que aqueles que estão vestidos com a Graça de Deus e Sua justiça agora se tornaram Seu povo.
A frase: “Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos”, significa que aqueles que se tornaram santos pela Graça da salvação dada pelo Senhor Deus deram Glória a Deus com seu martírio pelo Anticristo e seus seguidores em defesa de sua fé. “Os atos de justiça”, em outras palavras, não se referem à justiça da Lei, mas ao martírio dos santos em defesa de sua preciosa fé. Da mesma forma, todas as noivas de Jesus Cristo do fim dos tempos são mártires que, para defender a pureza de sua fé no Senhor Jesus, enfrentaram e lutaram contra o Anticristo e seus seguidores enquanto estavam nesta Terra.
Preparando a fé para o martírio, todos os santos devem ser nutridos espiritualmente durante os primeiros três anos e meio da Grande Tribulação, pois quando estes três anos e meio terminarem, eles serão realmente martirizados.

Versículo 9: “Então, me falou o anjo: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus”.
Quando as pragas de Deus terminarem neste mundo, o Senhor Deus convidará todos os santos para a Ceia das Bodas do Cordeiro (o Reino edificado e reinado pelo Senhor Jesus), e Ele permitirá que eles vivam no Reino de Cristo. Aqueles que são convidados para a Ceia das Bodas do Cordeiro são os bem-aventurados. Nosso Deus nos disse que Ele não deixará de cumprir esta Palavra da promessa. Finalmente chegará o dia em que os santos se casarão com o Senhor Jesus. Nosso Senhor Jesus voltará a esta Terra para levar Suas noivas, que foram purificadas de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. E o Senhor Jesus viverá com Suas noivas para todo o sempre em Seu Reino.
A união dos santos com o Senhor Jesus se completa quando eles são arrebatados por Cristo, momento em que devem receber Glória e recompensas sem fim no Reino Milenar. Aleluia! Eu louvo e agradeço ao Senhor Deus que nos fez Seu povo.

Versículo 10: “Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia”.
Os santos devem dar todas as Glórias somente ao Senhor Deus. Aquele que deve receber toda adoração e louvor dos santos é unicamente nosso Deus Triúno.
A frase: “Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia”, significa que o testemunho e a profecia de Jesus vêm por meio do Espírito Santo. 

Versículo 11: “Vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça”.
Quando o fim dos tempos chegar, nosso Senhor Deus, montado em um cavalo branco, lutará contra Satanás com Sua justiça e o prenderá lançando-o no poço do abismo e no lago de fogo.
Aqui, o nome de Jesus Cristo é “Fiel” e “Verdadeiro”. A palavra “Fiel”, significando que Cristo é confiável, expressa Sua veracidade e fidelidade, enquanto a palavra “Verdadeiro”, significando que Ele está livre de falsidade, nos diz que Cristo vencerá o Anticristo com o justo julgamento de Deus.

Versículo 12: “Os seus olhos são chama de fogo; na sua cabeça, há muitos diademas; tem um nome escrito que ninguém conhece, senão ele mesmo”.
Que os olhos do Senhor Jesus são "como chama de fogo” nos diz que Ele tem o poder de julgar a todos. A frase: “Na sua cabeça, há muitos diademas”, por outro lado, significa que nosso Senhor sempre triunfa sobre Satanás em Sua luta contra ele, pois Ele é o Deus Onisciente e Onipotente.

Versículo 13: “Está vestido com um manto tinto de sangue, e o seu nome se chama o Verbo de Deus”.
Nosso Senhor Deus vingará os santos de seus inimigos julgando esses inimigos, que se levantaram contra Ele, com Sua ira feroz. Este Deus não é outro senão o próprio Jesus Cristo. Assim como Ele havia prometido em Sua Palavra, nosso Senhor Jesus realmente veio a esta Terra na forma de um homem, foi batizado por João para levar todos os pecados do mundo, carregou-os para a Cruz e fez os pecados de toda a humanidade desaparecer.
O “manto tinto de sangue”. Este sangue não se refere ao próprio sangue de Cristo. Refere-se ao sangue dos inimigos sendo respingado no manto do Senhor Jesus, enquanto Ele traz Seu terrível julgamento de ira para eles e os pisa com Seus pés de poder.
“Verbo de Deus” aqui se refere ao caráter de Jesus. Porque nosso Senhor Jesus faz tudo pela Sua poderosa Palavra, Ele é chamado de “Verbo de Deus”.

Versículos 14-16: “E seguiam-no os exércitos que há no céu, montando cavalos brancos, com vestiduras de linho finíssimo, branco e puro. Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES”.
O Exército do Senhor Deus sempre serve às Suas obras, revestido de Sua gloriosa Graça. 
Deus julgará este mundo com a Palavra que sai de Sua boca. Nosso Senhor Jesus sempre nos prometeu com a Palavra de Sua boca, e Ele sempre cumpre essas promessas com Seu poder. Aquele que julga o mundo e destrói Satanás é Jesus Cristo, Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.

Versículo 17: “Então, vi um anjo posto em pé no sol, e clamou com grande voz, falando a todas as aves que voam pelo meio do céu: Vinde, reuni-vos para a grande ceia de Deus”.
Este mundo, com Satanás e seus seguidores, será finalmente destruído por Jesus Cristo. A Bíblia descreve a destruição deste mundo como a grande Ceia de Deus.

Versículo 18: “Para que comais carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes de cavalos e seus cavaleiros, carnes de todos, quer livres, quer escravos, tanto pequenos como grandes”.
Esta Palavra nos diz que porque o mundo inteiro e todos nele estarão mortos quando as grandes pragas do Senhor Deus terminarem, os pássaros voando no céu encherão suas barrigas alimentando-se de suas carcaças. Eles farão isso porque Deus derramará as grandes pragas das sete taças sobre este mundo. Nosso Senhor Jesus nos disse: “Onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres”. (Mateus 24:28). No mundo do fim dos tempos, haverá apenas destruição, morte e punição do inferno para os pecadores. Mas, para os santos, haverá a bênção de reinar no Reino de Cristo.

Versículo 19: “E vi a besta e os reis da terra, com os seus exércitos, congregados para pelejarem contra aquele que estava montado no cavalo e contra o seu exército”.
Até o fim, o Anticristo, servo de Satanás, e seus seguidores se oporão aos servos de Deus e Seus santos e tentarão vencê-los. Mas, porque nosso Senhor Jesus é o Rei dos Reis, Ele dominará o Anticristo e o falso profeta, os lançará no lago de fogo e matará todos os seus servos com a espada de Sua Palavra.

Versículo 20: “Mas a besta foi aprisionada, e com ela o falso profeta que, com os sinais feitos diante dela, seduziu aqueles que receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua imagem. Os dois foram lançados vivos dentro do lago de fogo que arde com enxofre”.
A “besta” aqui se refere ao Anticristo. O “falso profeta” é o servo do Anticristo que, realizando milagres e sinais, afasta as pessoas da fé na Palavra da Verdade. Nosso Senhor Deus destruirá Satanás, a besta (o Anticristo), o falso profeta e os seguidores de Satanás que adoraram o ídolo do Anticristo e se levantaram contra Deus, contra os santos e contra o evangelho da água e do Espírito.
O “lago de fogo que arde com enxofre”, se refere ao inferno. O inferno é diferente do poço do abismo. Enquanto o poço do abismo é onde as forças de Satanás estão temporariamente presas, o “lago de fogo” é o lugar de seu castigo eterno. Em particular, fogo e enxofre sempre foram usados na Bíblia como instrumentos de punição e julgamento de Deus.
Depois que este mundo for destruído, nosso Senhor Jesus retornará a esta Terra com os santos, destruirá Satanás e seus servos primeiro, e então abrirá o Reino de Cristo. Os santos assim viverão e reinarão com o Senhor Jesus no Reino de Cristo por mil anos.

Versículo 21: “Os restantes foram mortos com a espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo. E todas as aves se fartaram das suas carnes”. 
Este mundo foi criado pela Palavra que saiu da boca de nosso Senhor Deus; da mesma forma, todos os inimigos de Deus serão destruídos pela Palavra de julgamento que sairá de Sua boca. O Reino de Cristo será então estabelecido nesta Terra. Os santos, portanto, devem colocar sua esperança no Reino de Cristo e dar Glória a Deus lutando contra Satanás, o Anticristo e seus seguidores, e abraçando seu martírio com fé.