Perguntas Frequentes sobre a Fé Cristã

Assunto 1: Nascendo de Novo da água e do Espírito

1-22. Eu li os livros que você gentilmente me enviou e achei interessante alguns dos seus conceitos sobre o batismo de Jesus. Você pode me dizer qual a relação entre o nosso batismo e o batismo, a morte e a ressurreição de Jesus?

Antes de tudo, nós temos que prestar atenção às “doutrinas dos batismos” como está escrito em Hebreus 6:2. De acordo com a Bíblia, há três batismos diferentes: o batismo de João Batista para o arrependimento, o batismo que Jesus recebeu de João Batista e o nosso batismo. 
O batismo que nós recebemos é a nossa confissão de fé no batismo de Jesus. Isso significa que nós somos batizados para confessar que cremos que Jesus foi batizado para tirar todos os nossos pecados e que Ele morreu na Cruz para expiá-los. Agora você pode entender por que Jesus disse em Mateus 3:15: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” “Pois assim” significa que o próprio Jesus recebeu sobre Si todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista, que era o representante de toda a humanidade. 
O plano de Deus para nos salvar da terrível armadilha do pecado foi fabuloso. O Senhor Deus “fez cair sobre ele à iniquidade de nós todos” (Isaías 53:6) e nos deu a Sua justiça. “Justiça” aqui é “dikaiosune” em grego, e também significa “justiça e equidade”. Isso nos mostra que Jesus purificou as iniquidades de todo ser humano da maneira mais adequada e justa ao ser batizado pela imposição de mãos.
Nós somos salvos pela fé inabalável no batismo, na morte na Cruz e na ressurreição de Jesus. O poder da circuncisão espiritual (Romanos 2:29) do batismo de Jesus, purificou os pecados do nosso coração. Foi por isso que o Apóstolo Pedro disse no dia de Pentecostes: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo”. (Atos 2:38). 
Todo pecador tem que receber o perdão de pecados em seu coração crendo no nome de Jesus. O que significa o nome Jesus? “Ele salvará o seu povo dos pecados deles”. (Mateus 1:21). O nome ‘Jesus’ significa ‘o Salvador que salva o Seu povo dos seus pecados’. Como Ele nos salvou de todos os nossos pecados? Ele fez isso por meio de Seu batismo e da Sua morte na Cruz.
Quando os Apóstolos de Jesus Cristo pregavam o evangelho, eles explicavam claramente sobre o batismo de Jesus e a Cruz, depois batizavam só aqueles que criam. Assim, nós somos batizados para confessar publicamente que cremos no batismo e na morte de Jesus de coração. Quando somos batizados, nós confessamos: “Obrigado, Senhor! Tu levaste todos os meus pecados com o Seu batismo, morreste por mim e ressuscitaste para me salvar. Eu creio no Teu evangelho”.  Nós somos batizados na água pelos pastores de Deus como um símbolo da nossa fé no batismo e na morte de Jesus na Cruz, tal como Ele foi batizado por João Batista. Portanto, os santos da Igreja primitiva eram batizados como prova da sua fé, depois que eles confessavam a sua fé no evangelho e recebiam a redenção, o perdão de pecados. 
A cerimônia do batismo não é uma condição necessária para a salvação. Mesmo assim, é muito importante deixarmos bem claro a nossa fé e que o nosso batismo nas águas não tem nada a ver com a salvação. Nós só podemos ser salvos crendo no evangelho da água e do sangue. A Bíblia afirma que nós somos batizados em Cristo Jesus (Romanos 6:3, Gálatas 3:27) quando cremos no Seu batismo. Mas como podemos “ser batizados Nele?”. Isso só é possível quando cremos no Seu batismo, já que a carne, nosso velho homem, só pode ser uma com Jesus e crucificada com Ele pela fé no Seu batismo. Consequentemente, já que Jesus tirou todos os nossos pecados com o Seu batismo, Sua morte foi a condenação pelas nossas iniquidades. Portanto, nós também morremos na Cruz com Ele. Em outras palavras, nossa carne, que não tem como deixar de pecar até morrermos, morreu para o pecado e foi salva de todas as suas iniquidades nos fazendo ser um só com Jesus em Seu batismo.
Aqueles que se tornaram um só com Jesus por meio do Seu batismo e da Sua morte também se tornaram um com Ele em Sua ressurreição. A ressurreição de Jesus não é apenas a nossa ressurreição da morte do pecado, mas também é algo que nos leva a nascer de novo como filhos de Deus consagrados, que são puros e sem pecados diante Dele. 
Se não tivéssemos transferido os nossos pecados para Ele por meio do Seu batismo, Sua morte e Sua ressurreição não teriam sentido algum e não teriam nada a ver com a nossa salvação. Aqueles que com fé passaram os seus pecados para Ele estão unidos a Ele em Sua morte na Cruz, e isso os permite nascer de novo como justos. No entanto, aqueles que não passam os seus pecados para Ele pela fé no Seu batismo não têm nenhuma relação com a Sua morte e ressurreição. 
O batismo dos crentes é algo tão legal quanto um casal que se une como marido e mulher numa cerimônia de casamento. O batismo dos santos é uma declaração pública de uma fé interna. Quando confessamos diante de Deus, dos santos e do mundo a nossa fé no batismo de Jesus e na Cruz, ela se torna imutável. Quando anunciamos diante de Deus, dos santos e do mundo que cremos no Seu batismo e na Cruz, nossa fé torna-se mais imutável ainda.
Se entendermos de modo errado o verdadeiro significado do batismo que Jesus recebeu de João Batista, não devemos nos enganar achando que seremos salvos assim. Isso não passa de uma astuta cilada do diabo. Nós só poderemos receber a remissão de pecados e sermos bem recebidos no Céu se crermos no batismo de Jesus de coração, e não nos outros tipos de batismos.