တရားဟောချက်များ

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-38] Os que possuem a verdadeira fé são diferentes dos outros (Gênesis 21:8-12)

(Gênesis 21:8-12)
“E cresceu o menino, e foi desmamado; então Abraão fez um grande banquete no dia em que Isaque foi desmamado. E viu Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual tinha dado a Abraão, zombava. E disse a Abraão: Ponha fora esta criada e o seu filho; porque o filho desta criada não herdará com Isaque, meu filho. E pareceu esta Palavra muito má aos olhos de Abraão, por causa de seu filho. Porém Deus disse a Abraão: ‘Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua criada; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência.’”
 
 

O filho de Hagar zombou de Isaque

 
É muito importante você entender que foi Ismael quem zombou de Isaque, filho de Sara, mulher legítima de Abraão. Está escrito: “E viu Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual tinha dado a Abraão, zombava.” Como mostra o texto acima, Ismael, filho de Abraão, que nasceu de Hagar, sua criada, foi quem zombou de Isaque, filho de Sara. Naquele tempo, Ismael tinha cerca de 13 anos, e Isaque tinha acabado de desmamar. Está escrito que Abraão deu uma grande festa quando ele desmamou.
Quando é que nós damos uma festa para o nosso filho? Na Coreia, fazemos uma festa no centésimo dia depois do nascimento de um filho, e depois no seu primeiro aniversário. Provavelmente a festa que Abraão deu foi igual a essa. Mas enquanto a festa do bebê Isaque estava rolando, Sara viu Ismael, o filho de sua criada, batendo e chutando seu filho. Isso foi inadmissível para Sara. Então ela disse a Abraão: “Ponha fora esta criada e o seu filho; porque o filho desta criada não herdará com Isaque, meu filho.” Isso significa que embora Ismael também fosse filho de Abraão com Hagar, a criada, ele não poderia herdar sua riqueza, como seu filho legítimo Isaque. Ismael, filho de Hagar, não poderia viver com a família de Abraão, por mais que ele fosse apegado a ele e se esforçasse para viver bem com todos. Ele tinha que ir embora. De modo algum Deus não queria que esse filho de Abraão nascesse de uma criada e morasse em sua casa.
E por que você acha que isso aconteceu? Deus fez uma promessa clara a Abraão dizendo:
– Aquele que nascer de Sara será seu filho, e através dele farei seus descendentes mais numerosos que as estrelas do céu.
Deus disse que através de Isaque daria como herança a terra de Canaã, ou seja, a herança do céu. Ele prometeu que essas bênçãos viriam sobre Abraão e sobre seu único filho. Isso significa que somente o filho que nasceu de Sara, a mulher legítima de Abraão, receberia as bênçãos de Deus. E foi Isaque, e não Ismael, que nasceu de Sara. Isaque nasceu pela Palavra de Deus. O filho que nasceu segundo a promessa de Deus foi Isaque.
 
 

Aqueles que são justos segundo a Palavra de Deus é que recebem a herança

 
Amados irmãos, os que são como Ismael, que ainda não nasceram de novo, vivem entre nós, os verdadeiros cristãos. Isso mostra que somente alguns cristãos nasceram de novo crendo na pura Palavra de Deus, enquanto outros pensam que nasceram de novo através de esforços humanos e emoções, e a rejeitam. Por isso que estes cristãos permanecem pecadores. Na verdade, há entre os cristãos os que realmente dizem que nasceram de novo pela carne, e há os filhos de Deus que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. Como você acha que é a relação entre esses dois tipos de cristãos? Os que não nasceram de novo, ou seja, os que nasceram fisicamente, nunca poderão se juntar aos que nasceram de novo através do evangelho da água e do Espírito, que contém a justiça de Deus, não importa o quanto se esforcem para isso. Além disso, nunca poderão tomar posse da herança de Deus que está reservada aos que nasceram de novo pela sua Palavra.
Neste mundo em que vivemos, os cristãos nascidos de novo que creem no evangelho da água e do Espírito na verdade são a minoria. Mas são eles que receberam o Espírito Santo no seu coração porque creem no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus. Que outros tipos de cristãos existem além dos verdadeiros? São os que nasceram fisicamente ao invés de nascerem da Palavra de Deus, que não conhecem o evangelho da água e do Espírito e ainda dizem que a salvação é alcançada crendo apenas em Jesus.
Isaque é o filho que nasceu da promessa de Deus. É óbvio que Ismael também era filho de Abraão, mas como não nasceu da promessa de Deus, ele não podia herdar a riqueza de seu pai. É o mesmo que acontece com os cristãos que não creem no evangelho da água e do Espírito, não receberam a remissão de pecados e, por isso, não podem herdar o reino de Deus. Como sabemos, Sara, mulher de Abraão, era estéril. Por isso Deus prometeu a ela que lhe daria um filho; e ele realmente cumpriu sua promessa. Mas o que Abraão fez? Embora Deus tivesse prometido a Abraão que lhe daria um filho, ele ficou impaciente e não conseguiu esperar a promessa. Então deu um jeito de ter seu próprio filho.
Embora Isaque e Ismael fossem filhos de Abraão, Ismael se tornou uma ameaça à harmonia da família. Quanto ao caráter, esses dois filhos eram como água e óleo. Isaque herdou a fé de Abraão segundo a Palavra de Deus, enquanto que Ismael foi o filho concebido pela vontade do homem; por isso eles viviam brigando. Mais tarde, seus descendentes se tornaram inimigos de Israel. Era assim o relacionamento entre o povo de Deus e os que não eram seu povo. Isaque era filho de Deus porque nasceu segundo a Palavra do Deus Altíssimo, e não da vontade humana. Amados irmãos, nós que verdadeiramente cremos no evangelho da água e do Espírito somos como Isaque, pois nascemos de novo pela justa Palavra de Deus.
Mas há muitos neste mundo que dizem crer em Jesus, mas segundo sua própria vontade, e não conhecem o evangelho da água e do Espírito. A fé dos que creem no evangelho da água e do Espírito é totalmente diferente da fé dos que não creem neste verdadeiro evangelho. Eles são muito diferentes uns dos outros, assim como Isaque e Ismael. Havia essa diferença no passado e ainda existe entre os cristãos hoje. Atualmente acontece o mesmo. Hoje em dia podemos distinguir claramente o povo de Deus que nasceu de novo crendo na sua verdadeira Palavra. Os que nasceram de novo neste mundo crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito são aprovados por Deus, como Isaque também foi. Mas Deus jamais aprovaria a fé dos que não nasceram de novo neste verdadeiro evangelho e ainda dizem que creem em Jesus Cristo como seu Salvador baseados em suas próprias emoções, pensamentos carnais ou vontades.
 
 

Aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito não podem conviver com os que não nasceram de novo espiritualmente

 
Vamos analisar isso de forma espiritual. Imagine um justo que era pecador mas nasceu de novo crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito, que é justiça de Deus. Agora imagine um cristão nominal que ainda é pecador e crê em algumas doutrinas cristãs, e não na Palavra de Deus, e acha que a remissão de pecados pode ser alcançada crendo apenas em Jesus como Salvador. Como essas duas pessoas poderiam trabalhar juntas? Elas nunca poderiam trabalhar juntas nem receber a mesma recompensa; assim como Isaque e Ismael jamais poderiam viver juntos e receber a mesma herança.
O que a Bíblia diz sobre isso? Sara pediu a Abraão: “Mande essa criada e seu filho embora.” Era absolutamente impossível Isaque e Ismael viverem juntos. Sem dúvida, Ismael tinha que sair da casa de Abraão. Então por que, amados irmãos, é impossível nós nascidos de novo vivermos com os que ainda não nasceram de novo pela Palavra de Deus? Porque essas pessoas tem um temperamento ruim? Não. Até que os crentes do evangelho da água e do Espírito se esforçam para viver com essas pessoas. Eles tentam recebê-las mas elas sempre estão ocupadas. Portanto, se esses pecadores não receberam a remissão de pecados através da Palavra do evangelho da água e do Espírito, será impossível nos unirmos a eles. Como poderemos chamá-los de santos de Deus como nós se, na verdade, eles têm pecado no coração? Como podemos dizer que essas pessoas nasceram de novo se na verdade isso não aconteceu, pois elas não creem no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus?
Os cristãos pecadores deste mundo sempre reclamam assim com os crentes do evangelho da água e do Espírito: “Agora que eu lhe ouvi, vejo que tudo que você disse está correto. Mas você também deveria aprovar a nossa fé. por que você não faz isso então?” Eles se recusam a aprovar a nossa fé se não aprovarmos a deles. É por isso que ficam contra nós. Eles dizem: “Nós não aprovamos a sua fé no evangelho da água e do Espírito? Então você deve aprovar a nossa fé e o nosso evangelho.” Mas nunca faremos fazer isso.
Amados irmãos, já que nascemos de novo pela Palavra de Deus, somos aprovados por todos que são sinceros perante ele. Certa vez alguns cristãos entenderam nossa fé no evangelho da água e do Espírito e nos apoiaram em muitas igrejas cristãs, dizendo: “O evangelho da água e do Espírito no qual vocês creem está certo. Sua fé está correta!” Mas nós não aprovamos a fé dos que se negam a aceitar esse verdadeiro evangelho; e é por isso que eles nos perseguem.
Um pastor me disse certa vez: “Eu gostaria de trabalhar com você, então venha a minha igreja e pregue para nós.” Então eu disse: “Se eu pregar a Palavra de Deus na sua igreja, todos ficarão ofendidos. Depois que eu pregar a Palavra de Deus para sua igreja, eles não conseguirão levar sua vida de fé da forma como vinham levando antes. Seu coração ficará turbado e seu rosto ficará vermelho de raiva. Eles podem até sorrir no início, mas é isso o que vai acontecer depois que eu pregar a Palavra para eles. Se para você não tem problema, peça a permissão ao líder da sua denominação. Eu pregarei assim que você tiver a permissão.”
Eu disse isso porque sua fé era totalmente diferente da minha. Embora sejamos falhos carnalmente, nascemos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito, a justa Palavra de Deus. Nós somos totalmente diferentes dos que dizem crer apenas em Jesus como seu Salvador. Já que cremos na promessa da Palavra de Deus, nascemos de Sara, esposa legítima de Abraão.
 
 
Você se tornou descendente de Abraão crendo na justa Palavra de Deus?
 
Deus disse a Abraão: “Eu darei a terra de Canaã aos seus descendentes com uma condição: todos eles têm que ser circuncidados.” Então todos os descendentes de Abraão foram circuncidados. A circuncisão é a prova que mostra que alguém é descendente de Abraão. Isaque foi circuncidado quando tinha oito anos de idade.
Seu coração foi circuncidado espiritualmente através do evangelho da água e do Espírito, amados irmãos? Ele tem o sinal que mostra que você é crente no evangelho da água e do Espírito? Você realmente crê que Jesus Cristo levou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João? Você nasceu de novo pela Palavra de Deus? Sua fé no evangelho da água e do Espírito que é como um sinal em seu coração. Não há outra circuncisão espiritual além dessa. Paulo diz no livro de Romanos: “Circuncisão a que é do coração, no Espírito, não na letra” (Romanos 2:29).
Você nasceu de novo crendo no evangelho da água e do Espírito? Se nasceu, então você faz parte dos que nasceram de novo crendo na Palavra de Deus. Você é o filho nascido da Palavra de Deus. Somos nós que nascemos como filhos de Deus através do evangelho da água e do Espírito. Todos nós nascemos de novo através da justa Palavra de Deus? Sendo assim, somos crentes no evangelho da água e do Espírito. Nós somos aqueles que herdarão o reino de Deus, o céu. Somos os que herdarão o reino de Deus mesmo se não quisermos.
A diferença entre os que são filhos de Deus e os que não são é a fé no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus. Se você não crê no evangelho da água e do Espírito, e, portanto, não está totalmente unido com Jesus Cristo, então está testificando que não é um crente neste verdadeiro evangelho. Se os cristãos deste mundo compreendessem que podem nascer de novo crendo no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus, eles também poderiam ter comunhão com Deus, pois se tornariam seus verdadeiros filhos. Mas o homem não pode ter comunhão com Deus por causa dos seus pecados; e é por isso que ele ainda não nasceu de novo através do evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus.
Você deve ter visitado seus parentes no último feriado. E deve haver cristãos entre eles também. Por fora, esses cristãos e você parecem iguais. Assim como eles oram a Jesus, você também ora. Assim como eles adoram Jesus, você também adora. Você também oferta assim como eles ofertam. Enfim, por fora, não há o que os diferencie de você.
Mas há uma diferença clara, e é que, enquanto que eles nasceram de Hagar, vocês que creem no evangelho da água e do Espírito nasceram de Sara. Além disso, não há nada que os diferencie. Isaque e Ismael eram filhos do mesmo pai, Abraão, e o Senhor também era seu Deus. Mas e quanto à mãe? De quem eles nasceram? Isaque e Ismael eram totalmente diferentes se olharmos de que mãe cada um nasceu. A questão aqui é se nascemos de novo crendo no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus, ou cremos nas doutrinas cristãs feitas pelo homem.
 
 

Em que devemos crer para receber a remissão de pecados em nosso coração?

 
Recentemente eu encontrei a fita do sermão de um certo pastor. Esse pastor era um avivalista muito famoso na Coreia, que pregou o evangelho aqui durante décadas. Mas o que você acha que esse pastor disse à sua igreja quando lhe perguntaram como alguém pode se tornar filho de Deus? Sua resposta foi a seguinte: “Vocês creem que o Deus que fez os céus e a terra é o seu Pai? Se creem, então cada um de vocês é filho de Deus. Crer assim é a prova que você se tornou filho de Deus.”
Amados irmãos, nós crentes no evangelho da água e do Espírito nunca diríamos isso. Está escrito: “Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem!” (Tiago 2:19) O que este texto quer dizer? Que até os demônios creem que o Deus todo-poderoso existe e também o temem. Até as bruxas dizem que creem em Deus. Ou seja, crer apenas na existência de Deus não é o suficiente para se tornar filho dele. E são estas coisas absurdas que os avivalistas mais renomados da Coreia andam dizendo.
Por outro lado, perguntamos e nós mesmos damos a resposta à seguinte pergunta: “Você reconhece pela Palavra de Deus que é pecador? Você recebeu a remissão de pecados pela Palavra de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito? Você recebeu o dom do Espírito santo pela fé no verdadeiro evangelho da água e do Espírito? Você se tornou filho de Deus por sua fé neste verdadeiro evangelho?” Se todos os seus pecados foram devidamente purificados com a Palavra de Deus, então você não só se tornou seu filho, mas também recebeu o dom do Espírito Santo.
Na verdade, se você recebeu a remissão de pecados no coração pela Palavra de Deus, você recebeu o Espírito Santo, se tornou filho de Deus e automaticamente herdará o reino dos céus. Se você crê no evangelho da água e do Espírito nesta vida, você faz parte do povo de Deus e merecidamente será abençoado por ele. Você será um seguidor do Deus todo-poderoso, protegido por ele e receberá as suas bênçãos. Todas essas coisas são bênçãos que vêm somente pela Palavra de Deus.
Talvez seremos odiados pelos cristãos atuais por dizermos essas coisas. Mas, na verdade, temos que ter pena deles. Quando alguém da sua família ou outras pessoas zombam de você, o que eles dizem? Eles dizem num tom de condenação: “Por que você se acha tão diferente, já que todos nós cremos em Jesus do mesmo jeito? Por que vocês não nos aceitam? Você está dizendo que todo evangelho além do seu está errado?” Porém, amados irmãos, a fé que está apenas na cruz é diferente daquela que está no evangelho da água e do Espírito. Elas são totalmente diferentes uma da outra. Assim como Isaque e Ismael eram diferentes um do outro, a fé dos que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus, é totalmente diferente da fé dos demais.
No texto bíblico deste capítulo, Hagar era uma jovem. Se ela quisesse, facilmente teria tido muitos outros filhos. Ela poderia ter tido um filho por ano. E se tivesse tido gêmeos, teria mais filhos ainda. Naqueles dias, era comum às mulheres dar à luz a muitos filhos. A maioria delas tinha sete ou oito filhos, mesmo que perdesse alguns deles. Mas como era Sara, mulher legítima de Abraão? Depois de ter Isaque, ela não pôde ter mais nenhum filho.
O que isso significa? É claro que um motivo óbvio para isso era sua idade. Mas a lição que devemos tirar disso é que Deus queria multiplicar os descendentes dos justos nessa terra através de Isaque, ou seja, somente através de alguém que cria corretamente na Palavra de Deus. Mas embora este seja o desejo de Deus, os cristãos do mundo dizem: “Quem crer em Jesus como seu Salvador irá direto para o céu. Você será salvo se crer apenas em Jesus. Você também se tornará filho de Deus. Se quiser receber Jesus em seu coração, repita comigo: ‘Pai, eu sou um pecador, mas creio em ti. Senhor, apague meus pecados. Entra no meu coração. Em nome de Jesus, amém. Aleluia!’ Com essa oração você recebeu o Senhor. Você agora é filho de Deus.”
O que é isso, amados irmãos? Esse é o tipo de fé que vem do evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus? Não, isso não passa de uma fé inventada pelas doutrinas religiosas do cristianismo feitas pelo homem. Esta definitivamente não é a verdadeira fé que vem do evangelho da água e do Espírito.
 
 

Ninguém pode se tornar filho de Deus pelo próprio esforço

 
É fundamental você se lembrar que não pode se tornar um filho de Deus sem pecado através do próprio esforço confiando em qualquer doutrina cristã que existe. Esta é a diferença que nos separa dos demais, pois cremos que nossa salvação vem do evangelho da água e do Espírito, enquanto os demais creem em outras coisas. Embora tenhamos muitas falhas, nós crentes do evangelho da água e do Espírito somos filhos de Deus e entraremos no reino dos céus. Todos os pais, sejam carnais ou espirituais, perdoam seus filhos por amor, não importa o erro que cometeram. Abraão amou seu filho profundamente, como a menina dos seus olhos. Todos os erros que os filhos cometem são perdoados por seus pais. O mesmo acontece conosco. Se realmente somos filhos de Deus por crermos em sua justiça, então nosso Salvador Jesus Cristo levou todas as nossas falhas.
Vocês compreendem e creem nisso, amados irmãos? Pensem nisso. Como Ismael, filho de Hagar, devia ser tratado? Embora Abraão não o destratasse, Sara devia dizer: “Seu bastardo inútil. Você é filho de uma criada! Por que você nasceu?” Sara devia acusar Ismael assim toda vez que ele machucava Isaque ou fazia algo errado. E por que você acha que isso acontecia? Porque Ismael era fruto de um relacionamento ilegítimo. Ele nasceu porque sua mãe, uma criada, dormiu com seu senhor, embora não devesse fazer isso, por causa da impaciência de Abraão. E como filho ilegítimo, era fato consumado que Ismael nunca poderia ser herdeiro de Abraão, como Isaque.
Como você se sente quando alguém da sua família lhe ignora ou fala com você assim, para tentar persuadi-lo: – “Meu filho, você e eu cremos no mesmo Jesus, então vamos viver em harmonia. Vamos tentar viver bem.” Sua mente pode até ficar confusa. E você pode tentar entendê-los pensando: “Sim, meus pais também creem em Jesus assim como eu creio. Podemos todos viver bem então. Foi um erro rejeitá-los só porque eles não creem no evangelho da água e do Espírito, que eu tanto creio”.
Mas vocês não podem esquecer, amados irmãos, que nunca serão iguais a eles. Nós não temos nada em comum com eles. Cremos que nascemos de novo pela fé na Palavra de Deus, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, e devemos esperar com paciência até que eles um dia também possam nascer de novo através desta justa Palavra. Isso é o que deveríamos fazer. Nós sabemos que não devemos fazer o que aqueles que não nasceram de novo da Palavra de Deus nos pedem para fazer. Minha mãe adotiva liderou um trabalho de oração por muito tempo. Quando eu deixei seu trabalho, ela me disse seriamente: “Se você voltar e morar comigo, sua dispepsia será curada na hora.” Ela queria que eu morasse com ela e pregasse a Palavra junto com ela no seu trabalho de oração. E ainda prometeu passar seu cargo para mim se eu voltasse a morar com ela, mas eu não pude fazer isso porque minha fé é diferente da dela.
O mesmo acontece com a sua família. Eles não querem brigar com você, mas querem que você creia em Jesus da forma deles e trabalhe com eles. Mas o propósito deles é diferente do seu. Nós estamos trabalhando para salvar as almas do pecado através do evangelho da água e do Espírito, enquanto eles estão trabalhando para tornar as pessoas religiosas. Por isso que há uma clara diferença entre a fé deles e a nossa. Seu trabalho, ou seja, tentar transformar as pessoas em meros praticantes religiosos, não pode dar nenhum fruto espiritual. Por outro lado, o que nós estamos fazendo é a obra espiritual da salvação, libertando as pessoas do pecado pregando o evangelho da água e do Espírito para elas. E se não entender isso, você sofrerá muito.
O que as pessoas do mundo dizem de nós, crentes no evangelho da água e do Espírito? Quando dizemos que nos tornamos justos crendo no evangelho da água e do Espírito, os crentes legalistas nos acusam de hereges, embora sejamos todos cristãos. Eles não nos dizem que são diferentes de nós? E isso na verdade me faz muito feliz. Afinal de contas, não temos procurado esse tempo todo ser mesmo diferente deles? Então eu lhes digo: “Vocês estão certos, e disseram muito bem. Vocês e eu somos muito diferentes. O que aconteceria se fôssemos iguais? Eu também iria para o inferno igual a vocês. Como é bom então saber que sou diferente de vocês?”
Na verdade, quando vemos que somos diferentes deles, nosso coração se fortalece e encoraja. É assim que você deve pensar também. Não podemos esquecer que somos diferentes do povo religioso deste mundo, e devemos viver confiando no evangelho da água e do Espírito. Só assim encontraremos forças e buscaremos a justiça do Senhor fielmente. Já que somos verdadeiros cristãos, se tentarmos ser iguais às pessoas do mundo perderemos nossa fé. Nós somos diferentes deles em todos os aspectos. Nossa fé é diferente, assim como nosso modo de vida nessa terra também.
Amados irmãos, assim como vocês são filhos de Deus e diferentes dos demais, Isaque também era diferente de Ismael, filho de Hagar. Sob todos os aspectos, desde sua fé às bênçãos que recebeu, Isaque era diferente. Nossa vida também é diferente da vida dos que vivem no mundo. E já que temos conhecimento disso pela fé, devemos esperar no Senhor e viver pela fé em todos os sentidos, pois é isso o que Deus quer de nós.
O que Isaque fez quando se casou? Sua noiva foi trazida da casa de seu tio, um parente de Abraão, e não de outra tribo. Ele trouxe Rebeca da casa de Labão.
Você e eu devemos crer em Deus e na sua Palavra. Se você realmente crê no evangelho da água e do Espírito, a salvação virá ao seu coração. Se você realmente crê na justiça de Deus e no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor, então o Espírito Santo habitará em seu coração; e este mesmo Espírito reinará a sua vida. Portanto, ao invés de ser complacente, agora que recebemos a remissão de pecados, devemos continuar a crer em Deus e em sua Palavra da justiça. Eu espero que todos vocês esperem essa única e verdadeira fé.
Agora nós estamos vivendo em Deus e recebendo suas bênçãos. Eu aconselho você a aguardar na justiça de Deus e a viver pela fé. E para viver assim, você deve ter uma fé inabalável para ser diferente das pessoas do mundo. Você e eu nascemos pela Palavra de Deus. Isso é verdade ou não? É claro que é. Nós nascemos de novo crendo na Palavra da justiça de Deus. Então vamos viver com coragem, como o filho legítimo de Sara. Vamos proteger nossa posição. Vamos nos lembrar que somos filhos de Abraão que nasceram da sua esposa legítima. É óbvio que nosso corpo foi gerado por nossos pais, mas nossa alma nasceu de novo pela Palavra de Deus.
Devemos viver o resto da vida com orgulho então, crendo que nascemos da Palavra de Deus. Não devemos nos rebaixar buscando a companhia dos filhos ilegítimos da carne como Ismael. Vamos viver confiantes, dizendo com coragem: “Você segue seu caminho e eu vou seguir o meu.” Se vocês ainda não conseguem discernir direito os nascidos de novo dos que não nasceram, eu peço então que façam isso agora e se orgulhem de ser filhos de Deus nascidos de sua Palavra, como o filho que nasceu de Sara. E eu os aconselho a viver de uma maneira que valha a pena ser um filho nascido da Palavra, a fim de que possam crer em Deus e alcançar a alegria dele em sua vida.