説教集

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-63] Temos que entender muito bem quem são os verdadeiros e os falsos pastores (Gênesis 29:1-14)

(Gênesis 29:1-14)
“Então, pôs-se Jacó a pé e foi-se à terra dos filhos do Oriente. E olhou, e eis um poço no campo, e eis três rebanhos de ovelhas que estavam deitados junto a ele; porque daquele poço davam de beber aos rebanhos; e havia uma grande pedra sobre a boca do poço. E ajuntavam ali todos os rebanhos, e removiam a pedra de sobre a boca do poço, e davam de beber às ovelhas, e tornavam a pôr a pedra sobre a boca do poço, no seu lugar. E disse-lhes Jacó: Meus irmãos, donde sois? E disseram: Somos de Harã. E ele lhes disse: Conheceis a Labão, filho de Naor? E disseram: Conhecemos. Disse-lhes mais: Está ele bem? E disseram: Está bem, e eis aqui Raquel, sua filha, que vem com as ovelhas. E ele disse: Eis que ainda é muito dia, não é tempo de ajuntar o gado; dai de beber às ovelhas, e ide, e apascentai-as. E disseram: Não podemos, até que todos os rebanhos se ajuntem, e removam a pedra de sobre a boca do poço, para que demos de beber às ovelhas. Estando ele ainda falando com eles, veio Raquel com as ovelhas de seu pai; porque ela era pastora. E aconteceu que, vendo Jacó a Raquel, filha de Labão, irmão de sua mãe, e as ovelhas de Labão, irmão de sua mãe, chegou Jacó, e revolveu a pedra de sobre a boca do poço, e deu de beber às ovelhas de Labão, irmão de sua mãe. E Jacó beijou a Raquel, e levantou a sua voz, e chorou. E Jacó anunciou a Raquel que era irmão de seu pai e que era filho de Rebeca. Então, ela correu e o anunciou a seu pai. E aconteceu que, ouvindo Labão as novas de Jacó, filho de sua irmã, correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e beijou-o, e levou-o à sua casa. E contou ele a Labão todas estas coisas. Então, Labão disse-lhe: Verdadeiramente és tu o meu osso e a minha carne. E ficou com ele um mês inteiro”.
 
 
Jacó fugiu para Harã
 
Gênesis 29:1-2 diz assim: “Então, pôs-se Jacó a pé e foi-se à terra dos filhos do Oriente. E olhou, e eis um poço no campo, e eis três rebanhos de ovelhas que estavam deitados junto a ele; porque daquele poço davam de beber aos rebanhos; e havia uma grande pedra sobre a boca do poço.”
Como vemos aqui, Jacó fugiu da ira do seu irmão Esaú e foi para a casa de seu tio. Ele teve que fazer isso porque usou as roupas de seu irmão primogênito para ganhar a bênção de seu pai. E ele recebeu mesmo as bênçãos que eram de Esaú. Quando Jacó foi até seu pai, Isaque já não enxergava bem e perguntou quem ele era: “Você é mesmo Esaú?” E Jacó disse: “Sim, sou seu primogênito Esaú.” Foi isso o que ele disse ao seu pai. Mas antes disso, Jacó já tinha comprado o direito da progenitura por um prato de lentilhas; e depois recebeu de seu pai a oração da bênção no lugar de Esaú. E quando Esaú descobriu que Jacó o havia enganado, ele jurou matar seu irmão. Ao saber disso, Rebeca disse a Jacó: “Se eu não fizer nada, perderei meus dois filhos de uma vez. Vá para a casa do seu tio Labão, fique lá por algum tempo e volte quando as coisas se acalmarem.” Jacó então fez o que sua mãe disse e fugiu para salvar sua vida porque estava em maus lençóis. E a caminho de Harã, Jacó foi abençoado por Deus quando sonhou enquanto dormia em Betel.
Quando Jacó chegou em Harã, onde seu tio vivia, ele viu um poço. Gênesis 29:2-3 diz: “E olhou, e eis um poço no campo, e eis três rebanhos de ovelhas que estavam deitados junto a ele; porque daquele poço davam de beber aos rebanhos; e havia uma grande pedra sobre a boca do poço. E ajuntavam ali todos os rebanhos, e removiam a pedra de sobre a boca do poço, e davam de beber às ovelhas, e tornavam a pôr a pedra sobre a boca do poço, no seu lugar.”
O que Jacó fez depois que chegou na casa de seu tio Labão? Ele cuidou de suas ovelhas por catorze anos. Mas o texto bíblico deste capítulo trata do pastorado espiritual. Quem é um verdadeiro pastor perante Deus? Quem é um bom pastor? É sobre isso que Deus nos fala no texto bíblico deste capítulo.
 
 
A relação entre o pastor e as ovelhas
 
Antes de tudo, vamos ver como é a relação entre o pastor e as ovelhas. As ovelhas ficam com sede quando pastam no campo e precisam de um poço para beber água. Por isso que os pastores possuem poços no campo para dar água a suas ovelhas. A Bíblia diz que uma grande pedra cobria a boca do poço. Então, quando as ovelhas vinham ao poço, a função do pastor era tirar a pedra para que elas pudessem beber água. Era dever do pastor tirar a pedra para que as ovelhas saciassem sua sede à vontade. Isso é o que fazem os verdadeiros pastores. E é algo muito óbvio. Mas infelizmente há muito falsos pastores que não fazem isso.
Como agem estes falsos pastores? Eles não tiram a pedra que tampa a boca do poço e dizem a suas ovelhas: “Tirem vocês a tampa da boca do poço se quiserem beber água.” Estes não são bons pastores. Pense nisso. Por mais que as ovelhas fossem fortes, como poderiam tirar a pedra da boca do poço? Por mais que fossem santas, como poderiam guardar a Palavra da lei? As ovelhas podem até tentar viver segundo a Palavra de Deus, mas como conseguirão guardar toda a lei da justiça?
Vejam todos os pastores deste mundo que estão no ministério. Quando as ovelhas se aproximam deles para receber a graça da salvação, ao invés de pregar para elas, eles dizem: “Guardem a lei e vivam de acordo com ela. Vocês têm que viver segundo a lei para receber as bênçãos de Deus. Vocês só receberão as bênçãos de Deus se viverem segundo a lei.” Amados irmãos, fiquem atentos a isso. Vocês precisam entender que todos que dizem isso são falsos profetas.
 
 
O falso profeta diz a suas ovelhas para guardar a lei
 
Depois do culto desta manhã eu estava cansado e fui descansar um pouco. Então eu liguei a TV num canal cristão e assisti a uma pregação numa grande igreja do nosso país. O texto bíblico do sermão era Êxodo 15, onde as águas amargas se tornam doces. E o pastor disse: “Como as águas amargas se tornaram doces? Temos que guardar a lei em nossa vida para que isso aconteça.” Ele pregou para sua igreja como eles deveriam guardar a lei, ou seja, os Dez Mandamentos. E continuou: “Não tenham outros deuses diante de mim, não tomem o nome do Senhor em vão, não sirvam aos ídolos, santifiquem o sábado, honrem seus pais, não matem, não cometam adultério e não roubem. Vocês têm que guardar todos os mandamentos e o novo mandamento que Deus nos deu no Novo Testamento. Além disso, vocês têm que amar seu semelhante segundo o mandamento do amor. O Senhor Deus disse que temos que amá-lo e ao nosso semelhante de toda a nossa força e de todo o nosso coração. E como ele nos disse que temos que amar nosso semelhante, é isso que devemos fazer. Só assim as águas amargas se tornarão doces.”
A passagem da Palavra de Deus que diz: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a sua alma e de toda a tua força” está no livro de Deuteronômio. E este texto também está no Novo Testamento. Mas como é que os falsos mestres pregam neste texto? Eles dizem: “Se vocês guardarem a lei, todos os problemas que vocês tiverem em sua vida serão resolvidos.”
Vamos parar um pouquinho e meditar sobre isso. Nós podemos mesmo guardar a lei? Será que recebemos a remissão de pecados porque guardamos a lei? Eu vou falar um pouco sobre a lei daqui a pouco, mas para adiantar quero dizer o seguinte: é impossível o homem guardar a lei.
 
 

O verdadeiro pastor ajuda os membros da sua igreja a reconhecer primeiro que são pecadores perante a lei

 
Vemos no texto bíblico que lemos agora há pouco que Jacó ajudou as ovelhas de seu tio a beber água no poço. Quem então são os verdadeiros pastores entre todos os pastores deste mundo? Quem é realmente um bom pastor? O verdadeiro pastor é aquele que prega o evangelho da água e do Espírito às pessoas.
A grande pedra que vemos no texto bíblico acima se refere espiritualmente à lei de Deus. Deus mandou Moisés subir no monte Sinai, escreveu os Dez Mandamentos em duas tábuas de pedra e deu a ele. E o verdadeiro pastor ensina os Dez Mandamentos fielmente como estão escritos nas tábuas de pedra e explicam o pecado do homem e suas consequências. O apóstolo Paulo diz em Romanos capítulo 7 que ele antes achava que era mais santo por causa da lei, mas depois então compreendeu que a lei o tornava mais pecador ainda. Mas o que isso quer dizer? Paulo confessa aqui que pela lei viu que era um pecado pior ainda. Ele reconheceu que a lei de Deus e os mandamentos o levaram a enganar a si mesmo e ser um pecador ainda mais terrível.
O apóstolo Paulo, quando ainda era Saulo e não conhecia a lei de Deus corretamente, era alguém que se esforçava muito para guardá-la. Ele achava que era um homem melhor porque guardava a lei de Deus. Só que esta lei mostra a Paulo que ele na verdade era um adúltero, um ladrão, um homicida. A princípio, ele achava que a lei de Deus existia para ser guardada pelo homem, mas isso não era verdade. Depois então ele entendeu que ela existia para mostrar a ele que era impossível guardá-la, e que por isso era um pecador destinado ao inferno. Foi assim que o apóstolo Paulo entendeu a razão para a qual Deus nos deu a lei. E ele confessou que era um grande pecador porque compreendeu de modo correto o propósito de Deus ter dado a lei ao homem.
 
 

Discernindo os verdadeiros pastores dos falsos

 
Dentre todos os pastores que existem hoje, temos que discernir quem são os verdadeiros e os falsos. É sobre isso que Deus nos fala no texto bíblico deste capítulo. Dentre todos os pastores que há neste mundo, muitos levam seus membros a buscar a Deus através da lei; da grande pedra, espiritualmente falando. Eles não resolvem o problema do pecado em seu rebanho e ainda os ensina a fazer isso através de orações de arrependimento. Estes pastores dão muita ênfase à lei e dizem: “Vocês têm que guardar a lei de Deus.” Um pastor que prega a lei de Deus assim para sua igreja todo domingo é um falso pastor. Mas os membros da igreja podem guardar a lei de Deus? Não, não podem. Por que então eles pregam estes sermões legalistas para seus membros? Isso no fim acaba levando-os à morte.
Vamos voltar para Jacó. Jacó era um homem de Deus e recebeu suas bênçãos. Depois de ter recebido as bênçãos de Deus e nascido de novo, ele foi para a casa do seu tio Labão e ali se tornou um pastor. E a primeira coisa que ele fez como pastor foi tirar a pedra do poço. Isso mesmo. Ele tirou a pedra do poço para que as ovelhas de seu tio pudessem beber água e saciar sua sede.
Mas o que isso tem a ver conosco? Lembrem-se como vocês criam quando eram pecadores, antes de nascer de novo realmente. Uma multidão de líderes espirituais não vivia dizendo que vocês deveriam guardar a lei e a Palavra para crer em Jesus de modo correto? Certamente vocês já ouviram sermões assim. Oprimidos pelos pecados do mundo e com o coração quebrantado, vocês iam para a igreja em busca de conforto. Todavia, tudo que ouviam eram mensagens legalistas e sermões duros de que vocês tinham que guardar a lei. E isso quase os levou à morte espiritual, não é verdade? E como vocês só ouviam sermões legalistas quando eram pecadores, isso os tornou mais pecadores ainda e fez com que vocês detestassem a igreja. Com o passar do tempo, não havia mais esperança da salvação e tudo que vocês faziam era chorar.
Mas o que a justiça do Senhor, que é nosso verdadeiro e bom Pastor, nos diz? Que Deus nos deu a lei para nos ensinar que somos grandes pecadores. Melhor dizendo, através da lei ele nos leva a entender que somos pecadores hediondos que merecem ir para o inferno. Mas nosso Senhor renovou nossa esperança nos dando a garantia que fomos salvos de todos os nossos pecados através da obra da justiça que ele realizou. Ele levou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista e pagou o preço por eles derramando seu sangue na cruz.
Quem então é um verdadeiro pastor? Aquele que ensina que Jesus Cristo tirou toda a maldição da lei de Deus é um verdadeiro pastor. Então, aquele que liberta as pessoas dos seus pecados pregando a justiça de Deus é um servo dele. Este é um pastor espiritual de verdade. Mas uma trágica verdade, infelizmente, é que há muitos falsos pastores nesta terra. E eu quero denunciar isso. Muitos são assim de fato. E eles não tiram a grande pedra para as ovelhas. Eles não retiram a maldição da lei da vida de seus membros através da justiça de Deus. Por isso que pregam assim à sua igreja: “Guardem a lei. Vocês foram fiéis ao guardar a lei esta semana? Se não fizeram isso, vocês precisam se arrepender.”
Amados irmãos, o que Romanos capítulo 3 diz sobre a lei? Vamos ler juntos Romanos 3:20: “Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.” Este texto afirma que a lei foi dada para que todos entendessem que são pecadores. E o que diz o livro de Gálatas? Que a lei é um aio. A epístola aos Gálatas afirma que a lei foi necessária até crermos em Jesus Cristo. Foi por esta razão que ela nos foi dada.
Amados irmãos, vocês sabem o que é um aio. Um aio, epitropos em grego, é alguém que ensina e educa crianças, caso elas tenham pai vivo ou não. Seu dever é preparar os filhos do seu senhor para que eles gozem de todos os seus direitos quando crescerem. Portanto, quando as crianças chegam à fase adulta seu trabalho está terminado.
Qual o papel da lei em nossa vida então? Seu dever é nos levar a Jesus Cristo. Isso mesmo. Já que todos os descendentes de Adão são pecadores desde o nascimento, o papel da lei é nos levar a reconhecer nossa pecaminosidade e confessar perante Deus que somos pecadores mesmo. Quando reconhecemos nosso verdadeiro eu e nossa natureza pecaminosa através da lei, somos levados a crer em Jesus Cristo e a buscar nosso Salvador. É isso mesmo. É através da lei que buscamos o Senhor Jesus. Depois disso, ao ouvirmos a Palavra da verdade da justiça de Deus, entendemos como Jesus Cristo remiu todos os nossos pecados. E após crermos na justiça de Deus, nós declaramos: “Jesus Cristo é o nosso verdadeiro Salvador! O Senhor foi batizado por João Batista e tirou todos os meus pecados de uma vez por todas! E O Senhor morreu na cruz por mim levando todos os meus pecados. Ele foi batizado no meu lugar, morreu na cruz, ressuscitou e agora está assentado à destra do trono do Pai. Ele levou mesmo todos os nossos pecados! Ao ser batizado, o Senhor tirou não somente os meus pecados, mas os pecados do mundo inteiro e a maldição da lei. A justiça de Deus tirou todos os pecados do mundo, desde os dias de Adão até o dia em que o mundo acabar.” Esta é a verdadeira fé que devemos ter para recebermos a salvação e a vida eterna. Quando aprendemos realmente a Palavra de Deus é que podemos crer de coração na justiça de Cristo.
No entanto, há muitos no Cristianismo hoje que não conhecem o propósito da lei. Estes falsos pastores só pregam isso: “Vocês ficarão ricos se guardarem a lei.” E muitas igrejas e denominações defendem isso como se fosse um ensinamento. E eu tenho a certeza disso sempre que ouço as pregações dos pastores deste mundo ou o canal cristão. O que os membros da igreja fazem quando o pastor diz o seguinte? “Amados irmãos, vocês têm que guardar os Dez Mandamentos, pois fazer isso é o mesmo que tornar doce as águas amargas. Vocês serão muito abençoados em sua vida se guardarem os Dez Mandamentos.” Eles dizem bem alto: “Amém.” Os membros de uma igreja assim são cegos e surdos porque não conhecem a verdade. E eles dizem amém só porque o pastor disse que serão prósperos se confiarem em Jesus assim. Mas se eu disser a vocês: “Vocês serão abençoados se guardarem os Dez Mandamentos – ao invés de ouvir amém vocês me apedrejarão.”
 
 
Existe alguém que conseguem guardar os Dez Mandamentos?
 
Amados irmãos, há alguém entre vocês que consegue guardar os Dez Mandamentos? Até Moisés não podia fazer isso. Deixe-me falar um pouco de Moisés. Quando Moisés levou o povo de Israel ao deserto, o povo ficou sem água e começou a murmurar dele e de Deus. Deus então lhe disse para bater na rocha e dela tirar água para o povo.
Mas o que Moisés fez? Como o povo de Israel estava murmurando muito contra ele, ele ficou tão irado que bateu na rocha duas vezes, e não uma, como Deus havia mandado. Água jorrou da rocha em abundância naturalmente, e toda a congregação e os animais saciaram sua sede. Mas o que Deus disse a Moisés? Ele disse: “Porquanto não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis esta congregação na terra que lhes tenho dado” (Números 20:12).
Deus nos deu a lei através de Moisés, mas ele mesmo não pôde entrar na terra prometida. E Moisés foi o homem mais manso da terra. Mesmo assim não pôde guardar a lei de Deus. Alguém nesta terra pode guardar toda a lei de Deus então? Não, ninguém.
Apesar disso, muitos falsos líderes e pastores das igrejas cristãs continuam dizendo: “Vocês têm que guardar a lei. Vocês podem até crer em Jesus, mas precisam guardar a lei também.” O que essa gente está dizendo? Eles acham que mesmo crendo em Jesus precisam fazer sempre orações de arrependimento e confessar seus pecados para ser purificados. Mas este tipo de ensinamento só traz maldição sobre eles.
Amados irmãos, não se esqueçam de uma coisa: quer vocês confessem seus pecados ou não, Jesus já remiu todos eles. Ele remiu todos os nossos pecados antes mesmo de nascermos. Através de que método então podemos receber de Deus a remissão de pecados? Com toda certeza não é pela lei. Esta é a confissão que devemos fazer a Deus: “Eu sou um grande poço de pecados e dependo da sua misericórdia. Eu sou um pecador condenado ao inferno. Mas quando busco Jesus Cristo e olho para ele, eu vejo a cena em que ele recebe todos os meus pecados sendo batizado no rio Jordão. E também o vejo morrendo na cruz em meu lugar. O Senhor levou todos os meus pecados por mim.” Temos que fazer isso para estarmos próximos da justiça de Deus e sermos libertos de todos os nossos pecados de fato.
A Palavra de Deus diz em Romanos 8:1: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito”. A Lei não pode livrar ninguém da condenação, pois isso só é alcançado pela fé na justiça do Senhor. Um pecador só pode se tornar justo quando conhece a justiça de Deus e crê nela.
No entanto, muitos cristãos deste mundo não conhecem a verdade do evangelho da água e do Espírito. Alguns se dizem “pastores” e pregam aos membros da sua igreja: “Vocês têm que guardar a lei. Acima de tudo, vocês têm que guardar a lei – os oprimindo assim.” Devemos mesmo amar nossos semelhante perante o Senhor, mas o que é o amor verdadeiro? É o amor da verdade, o amor da salvação de Deus (2 Tessalonicenses 2:10). Mas os que ainda não nasceram de novo conseguem amar os outros? Não, de modo algum. É uma ilusão alguém pensar que pode salvar os outros sem conhecer o evangelho da água e do Espírito e nascer de novo, pois é pecador e ainda vive como se estivesse preso em uma masmorra. Amados irmãos, vocês estão entendendo? O ideal é que todos recebam a remissão de pecados para que possam amar as almas e salvá-las.
Mas e aqueles que ainda não nasceram de novo? Já que todos eles são pecadores, como podem salvar alguém do pecado? Alguém que está sob a maldição da lei não pode salvar ninguém do pecado. No entanto, não há muitos assim nesta terra? A verdade é que há muitos falsos pastores. Os verdadeiros líderes, por sua vez, creem na justiça de Deus pela fé, nasceram de novo e só começam seu ministério depois que são libertos dos seus pecados. Mas estes são minoria. O fato é que há muitos falsos pastores neste mundo.
 
 

A Palavra de Deus é misteriosa e profunda

 
O que diz o texto bíblico deste capítulo. Gênesis 29:2-3 diz: “E olhou, e eis um poço no campo, e eis três rebanhos de ovelhas que estavam deitados junto a ele; porque daquele poço davam de beber aos rebanhos; e havia uma grande pedra sobre a boca do poço. E ajuntavam ali todos os rebanhos, e removiam a pedra de sobre a boca do poço, e davam de beber às ovelhas, e tornavam a pôr a pedra sobre a boca do poço, no seu lugar”.
Amados irmãos, quando lemos os quatro evangelhos, inclusive o livro de Mateus, vemos que eles se referem ao reino de Deus como algo misterioso. Mateus 13:11 diz: “Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado.” O que isso quer dizer? Que quando alguém que não conhece o evangelho da água e do Espírito e nasceu de novo lê o Antigo e o Novo Testamento, tudo para ele parece ser a lei. A Palavra de Deus parece ser a lei para os que ainda são pecadores.
Está escrito que depois que todas as ovelhas bebiam água do poço, sua boca era fechada com uma pedra. Amados irmãos, fiquem atentos a isso. A Palavra de Deus parece ser a Palavra da lei para todos que ainda não conhecem o evangelho da água e do Espírito e nasceram de novo. Este é o mistério do reino dos céus. O que eu estou dizendo é que se alguém ainda não nasceu de novo pelo evangelho da água e do Espírito, ele não pode entender a Palavra de Deus de modo correto.
Os falsos pastores fazem suas pregações baseados no que pensam e dizem: “Jesus é o nosso Salvador. Não somos salvos pelas obras, mas pela fé no sangue da cruz. Jesus Cristo tirou todos os nossos pecados com seu sangue na cruz. Por isso somos justos. Mas apesar disso, pecamos todos os dias. Então temos que nos arrepender sempre para que assim sejamos santificados.” É assim que eles usam a lei para tampar a boca do poço.
No entanto, o que fazem os verdadeiros pastores nascidos de novo? Quando sua congregação vem ao poço, o verdadeiro pastor tira a pedra do poço e diz: “Vocês são pecadores segundo a lei. E por causa do pecado, vocês estão condenados ao inferno. Vocês não podem guardar a lei e precisam ser libertos dos seus pecados.” Os verdadeiros pastores pregam o evangelho genuíno e ajudam suas ovelhas a ter a verdadeira fé. Estes justos tiram a pedra da lei e anunciam a justiça de Jesus Cristo, que vem logo atrás desta pedra da lei. Eles levam as pessoas a beber da água viva do poço, e com esta água elas saciam sua sede e renovam suas forças. É assim que os verdadeiros pastores alimentam os santos com a Palavra de Jesus Cristo. E as ovelhas que fazem parte de uma igreja assim recebem a vida através da justiça de Jesus Cristo.
Mas os falsos profetas que ainda não nasceram de novo fazem justamente o contrário e toda semana pregam sermões legalistas assim: “Todos nós fomos salvos porque cremos no sangue de Jesus derramado na cruz, apesar de ainda sermos pecadores. Por isso que devemos nos arrepender dos nossos pecados e nos santificar todos os dias. Temos que nos arrepender dos nossos pecados diariamente. Os falsos pastores dão cargos de diáconos, presbíteros e evangelistas aos membros da sua igreja que dão muitas ofertas e têm aparência de piedade. E para isso nem precisam conhecer o evangelho da água e do Espírito em sua vida. Mas o que prega um pastor que ainda não nasceu de novo? Seu ministério se baseia apenas em sermões legalistas e ensinamentos sobre moral e ética. E qual é a visão ou características de uma igreja como esta? A vida espiritual dos seus membros é uma grande confusão. Eles não conhecem as Escrituras e muito menos o evangelho da água e do Espírito. E como seus pastores ainda não nasceram de novo, eles só pensam em construir grandes templos, ter altos salários e muita fama. Por esta razão, um novo convertido que dá o dizimo e se submete a pastores assim são consagrados presbíteros de um dia para o outro. O líder de uma igreja assim com certeza é um falso pastor. E é assim que estes falsos pastores pregam: “Vocês têm que guardar a lei, pois se fizerem isso serão abençoados.” Eles só falam disso em suas pregações. Eles dizem: “Se vocês quiserem ser abençoados, guardem a lei. Façam o bem e vivam segundo a Palavra de Deus.” Mas pensem nisso, amados irmãos. Será que o homem por si mesmo pode viver segundo a Palavra de Deus? Só podemos levar uma vida de retidão se Deus nos levar a conhecer sua justiça e nos der a graça da salvação, não é verdade?
Por isso que a Palavra de Deus é uma verdade misteriosa. E os falsos pastores que não nasceram de novo não podem entendê-la. Por isso que seu ministério é falso.
 
 

A Bíblia diz que há dois tipos de pastores

 
Há dois tipos de pastores neste mundo. O verdadeiro pastor retira a pedra e tira água viva do poço. E o falso pastor é aquele que não faz nada disso. E há muito mais falsos pastores neste mundo que não tiram a pedra do poço e só dizem às ovelhas que elas “precisam tomar cuidado”. Todos nós temos que saber quem são os verdadeiros e os falsos pastores.
Que método usamos para distinguir um verdadeiro pastor de um falso? O verdadeiro pastor não fala somente da lei às suas ovelhas, mas também da justiça de Deus, a fim de que elas se alimentem de ambas. Esta é a verdade. O verdadeiro e bom pastor não somente ensina a lei às suas ovelhas. A Palavra de Deus diz que “o justo viverá pela fé”. Os verdadeiros pastores falam da lei, naturalmente, mas não dizem apenas que devemos guardá-la. Eles mostram que a lei é perfeita e ensinam sua função. Deste modo, eles pregam como a justiça de Jesus Cristo acabou com todos os nossos pecados e enfermidades. Em outras palavras, o verdadeiro pastor liberta todo crente com a Palavra do evangelho que contém a justiça de Deus. Seu ministério é como o de Jesus, que permitiu que Lázaro fosse ressuscitado. Lázaro foi trazido de volta à vida quando Jesus clamou em alta voz: “Lázaro, sai para fora!” Então ele saiu do sepulcro todo enrolado em panos. E Jesus disse aos discípulos: “Desligai-o, e deixai-o ir.” (João11:44).
O mesmo vale para nós. Quando vamos para a Igreja de Deus, o verdadeiro pastor usa a Palavra de Deus para resolver nosso problema com o pecado e acabar com as fraquezas e limitações que temos na vida. Ele nos leva a conhecer toda a verdade nos dizendo: “Todos nós somos pecadores, mas a justiça de Jesus Cristo acabou com nossas fraquezas e limitações.” Os falsos pastores não podem resolver o problema do pecado, mas os verdadeiros pastores podem fazer isso na vida de todo pecador através da justiça de Deus. A verdade é que o bom Pastor alimenta as ovelhas que vêm à Igreja de Deus para que elas façam parte do seu rebanho e cresçam e prosperem. A primeira coisa que um servo de Deus faz é ensinar sua lei para que todos a conheçam muito bem. E quando eles reconhecem que são grandes pecadores condenados ao inferno, o verdadeiro pastor os ajuda a ser salvos através da justiça de Deus.
E o que o pastor faz depois então? Ele leva os novos convertidos a viver como obreiros da justiça para que eles ajudem outros a receber uma nova vida também. Em outras palavras, o verdadeiro pastor liberta as pessoas através do evangelho da salvação ensinando a justiça de Jesus Cristo. A verdade é que o genuíno pastor cuida do rebanho para que eles se alimentem do pão da vida e cresçam mais e mais a cada dia. Este é o verdadeiro pastor.
Mas como é o falso pastor então? Toda vez que as ovelhas querem beber água, o falso pastor põe uma pedra na boca do poço. Ele coloca a lei diante do rebanho e não permite que elas se alimentem da justiça de Deus. O falso pastor ensina a lei à sua igreja e a obriga a segui-la. Eles dizem às ovelhas para viver pela lei, mas para ser sincero, eles mesmos não fazem isso. Eles apenas sentam na cadeira de Moisés e dizem que os outros devem guardar a lei. Eles mesmos não fazem isso, mas vivem insistindo que os membros de sua igreja façam. Também ensinam às suas ovelhas que elas devem guardar a lei à risca para ser abençoadas. Ensinam que a teologia ortodoxa é como receber o amor de Deus. Mas quem faz isso é realmente um falso mestre.
O que os falsos pastores dizem em alta voz às suas ovelhas sobre a lei? Eles colocam sobre elas jugos e fardos pesados através das obras, e as oprimem tanto física como espiritualmente. Os fardos que colocam sobre elas são físicos e espirituais. Eles fazem com que os pecadores se tornem mais pecadores ainda para tirar seu dinheiro suado. E depois ainda dizem: “Vendam sua casa e ofertem para a igreja.” Eles não tosquiam suas ovelhas, mas as comem vivas.
Amados irmãos, por que servimos à justiça do Senhor? Porque ele nos salvou de todos os nossos pecados de um modo perfeito. Servimos à justiça de Deus porque somos gratos a ele pela justiça do Senhor. E servimos ao Senhor para que outros recebam a graça de Deus conosco. Mas estes falsos pastores só dizem que a igreja precisa servir a Deus com seus bens e seu dinheiro. Os falsos pastores que não nasceram de novo não conhecem limites.
Não há muitos cristãos pecadores que caíram na armadilha destes falsos pastores e tiveram a vida arruinada? Muitos cristãos venderam sua casa para agradar a estes falsos pastores. Há muito tempo eu ouvi um pregador avivado dizer: “Você será ricamente abençoado se der muito ao Senhor.” Uma senhora muito tola, que vivia no campo, ouviu isso e vendeu sua casa. Depois disse: “Já que minha casa vale dez mil dólares, se eu vendê-la e der de oferta para o Senhor, ele me dará vinte mil dólares a mais de bênçãos.” Mas o que aconteceu? Não há motivo algum para Deus abençoar alguém assim. Esta idosa esperou um, dois, três anos. Depois me disseram que ela morreu com um problema mental.
É assim que muitas pessoas levam uma vida cristã. Qual é a fé pregada pelo Cristianismo tradicional crido em toda a nossa nação? Ele ensina que seremos abençoados se vivermos pela fé. É uma fé que busca somente as bênçãos. Por isso que a vida espiritual destes cristãos faz com que eles pareçam anjos na igreja e quando não estão nela agem como o filho pródigo. Eles parecem muito humildes quando vêm para a igreja e perguntam uns aos outros: “Como vai você?” demonstrando falsa humildade. Mas como eles são quando não estão na igreja? Eles agem de um modo totalmente diferente e sua humildade desaparece.
 
 
Vocês sabem que há muitas pessoas que usam a Bíblia para enganar os outros?
 
Amados irmãos, vocês sabem que há muita gente que usa Bíblia no trabalho para enganar os outros? Talvez isso até não dê certo agora, mas funcionava no passado. As pessoas diziam algo mais ou menos assim: “Eu fui enganado numa loja onde havia uma Bíblia no balcão. Mas como pode alguém que crê em Jesus fazer isso?” Os coreanos têm bom coração e confiam muito nas pessoas. Não há ninguém neste mundo que confie mais nas pessoas do que nós. Nós coreanos cremos em todas as religiões que vieram para o nosso país. Cremos facilmente nos falsos pastores, naqueles que nos ensinaram que devemos guardar a lei para sermos abençoados, e achamos que é bom crer de qualquer jeito. O povo de nenhum país crê tão facilmente nas coisas como nós. Dizem que somos “o povo de roupas brancas”; isso quer dizer que somos simples e pacíficos. Mas acontece que o linho fino é muito fácil de tingir. Espiritualmente falando, nós coreanos cremos em tudo sem pensar. Os coreanos creem no que os curandeiros dizem, no que os cartomantes falam, e no que os falsos pregadores da Palavra ensinam – basicamente cremos em tudo e em todos. Nós coreanos cremos em tudo que nos dizem. Mas como reagimos quando um verdadeiro líder nos diz algo? Nós dizemos: “Ah, o que você está dizendo é diferente do que ouvimos dos outros pastores.” As pessoas aqui tratam o verdadeiro pastor que prega a verdade da justiça de Deus como herege. Mas isso é uma grande tolice.
Se visitarmos uma igreja cristã considerada ‘histórica’ ou sua agência missionária, veremos que eles dizem coisas que não fazem sentido algum. E se algo está errado, temos o dever diante de Deus de revelar isso. Se nosso coração for bom demais e pregarmos o que está errado como se estivesse certo, seremos castigados por Deus. O falso mestre impõe a lei. Ele só enfatiza as obras e exalta sua própria justiça diante dos outros. Mas só que não ajudam ninguém fazendo isso. E quando vemos que estão ajudando alguém, na verdade só estão fingindo. Eles só se preocupam em mostrar suas boas obras. Eles não estão interessados em glorificar o Senhor, pois só querem que sua igreja ou denominação sejam muito conhecidas. Isso não é fé, mas apenas obra do homem.
Amados irmãos, vocês precisam saber o que é uma igreja de verdade e um verdadeiro pastor. Como eu disse, um pastor que não conhece a justiça de Deus e só impõe a sua lei é um falso profeta. A primeira coisa que devemos ter na nossa vida espiritual é a fé que nos leva a crer na justiça de Deus. E nossa segunda prioridade são as obras. Quem veio primeiro, o ovo ou a galinha? A galinha, é claro. A Bíblia diz que no começo Deus criou tudo segundo a sua espécie. Pensem nisso: Adão foi um bebê? Não, Deus já o criou adulto, como um homem crescido. E da costela de Adão, Deus criou a mulher. A Bíblia diz que a fé vem primeiro, depois as obras.
Mas o que ensinam os falsos profetas? Eles dizem que a fé no sangue da cruz vem primeiro, e as obras depois. Os falsos profetas até se parecem conosco, mas só pregam o sangue da cruz. Mas na verdade sempre acabam dando mais importância às obras do que ao sangue da cruz. Eles dizem: “Sirvam a Deus um pouco mais, um pouco melhor.” Quando as pessoas tentam beber água viva da Palavra de Deus, estes falsos profetas impende-os de fazer isso pondo uma pedra na frente deles e dizem: “Vocês têm que se esforçar mais para levar uma vida mais justa. Precisam viver pela lei.” Mas o que acontece a estes irmãos? Eles se tornam fracos e desfalecem. Muitos ainda hoje ensinam isso e pastoreiam as pessoas assim.
Amados irmãos, temos que distinguir os verdadeiros pastores dos falsos, e também as verdadeiras igrejas das falsas. As falsas igrejas falam de amor, mas não há verdadeiro amor entre eles. Seu amor não vem de um coração cheio de gratidão.
Veja os criadores de porcos. Eles criam porcos para matá-los depois. O mesmo acontece nas falsas igrejas com os falsos pastores. Eles dizem aos membros o que eles precisam fazer só para receber seus dízimos e ofertas. Não amam as almas nem ensinam como elas podem receber a remissão de pecados. Eles também não alimentam estas almas com a Palavra de Deus para que elas se regozijem com suas bênçãos em sua vida. E quando os membros deixam de obedecer a eles, isso é o fim. Os pastores falsos e legalistas consideram inimigos os que não se submetem mais a eles.
Como vemos no texto bíblico deste capítulo, o bom pastor tira a pedra do poço e dá água às ovelhas. Quem é o verdadeiro pastor hoje em dia? Aquele que prega a verdade de que Jesus Cristo levou todos os nossos pecados e as maldições da lei para aniquilá-las. Vocês estão entendendo? E eu estou dizendo isso porque há muitos falsos profetas neste mundo.
Amados irmãos, pensem nisso. Vocês acham mesmo que há muitos verdadeiros pastores neste mundo? Eles são muito poucos; na verdade, pouquíssimos. Por isso que devemos pregar o evangelho da água e do Espírito às pessoas. Vocês acham que têm discernimento espiritual para distinguir quem são os verdadeiros e os falsos pastores? Se vocês pregarem o evangelho conosco, virem para a Igreja de Deus e ouvirem a Palavra da verdade, vocês descobrirão se nossa igreja é mesmo a Igreja de Deus ou não.
Vemos no texto bíblico deste capítulo que Jacó foi para a casa de seu tio Labão e cuidava de suas ovelhas. Amados irmãos, nós somos como Jacó. Jacó era um homem habilidoso e mentiroso, mas recebeu as bênçãos de Deus por ter obedecido à sua mãe. O mesmo aconteceu conosco, que éramos pecadores mas nascemos de novo pela fé na justiça de Jesus Cristo.
Jacó não era uma boa pessoa e mentia muito. Ele era um verme, na verdade. Mas e nós? Nós também éramos assim. No entanto, Deus nos salvou de todos os nossos pecados com sua justiça. E foi este mesmo Deus que levantou um líder como Jacó como seu pastor. Ele faz com que aquele que tira a pedra do poço e dá às ovelhas se torne um verdadeiro pastor. Sim, nosso Deus fez de Jacó um verdadeiro pastor. E ele quer ser o Deus daqueles que creem na sua justiça como Jacó.
Se a lei obstruir o caminho, ninguém pode receber a remissão de pecados. O Senhor Jesus disse: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.” (Mateus 5:17). Temos que fazer a obra de Deus para cumprir a lei com sua justiça. Devemos ensinar a lei às pessoas e depois falar da justiça de Deus, a fim de que eles recebam a remissão de todos os seus pecados pela fé.