Kazania

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-64] Temos que viver para a justiça de Deus (Gênesis 30:25-43)

(Gênesis 30:25-43)
“Aconteceu que, quando Raquel teve a José, disse Jacó a Labão: Deixa-me ir; que me vá ao meu lugar e à minha terra. Dá-me os meus filhos e as minhas mulheres, pelas quais te tenho servido, e ir-me-ei; pois tu sabes o meu serviço, que te tenho feito. Então, lhe disse Labão: Se, agora, tenho achado graça a teus olhos, fica comigo. Tenho experimentado que o SENHOR me abençoou por amor de ti. E disse mais: Determina-me o teu salário, que to darei. Então, lhe disse: Tu sabes como te tenho servido e como passou o teu gado comigo. Porque o pouco que tinhas antes de mim é aumentado até uma multidão; e o SENHOR te tem abençoado por meu trabalho. Agora, pois, quando hei de trabalhar também por minha casa? E disse ele: Que te darei? Então, disse Jacó: Nada me darás; tornarei a apascentar e a guardar o teu rebanho, se me fizeres isto: passarei hoje por todo o teu rebanho, separando dele todos os salpicados e malhados, e todos os morenos entre os cordeiros, e o que é malhado e salpicado entre as cabras; e isto será o meu salário. Assim, testificará por mim a minha justiça no dia de amanhã, quando vieres e o meu salário estiver diante de tua face; tudo o que não for salpicado e malhado entre as cabras e moreno entre os cordeiros ser-me-á por furto. Então, disse Labão: Tomara que seja conforme a tua palavra. E separou, naquele mesmo dia, os bodes listrados e malhados e todas as cabras salpicadas e malhadas, tudo em que havia brancura e todo o moreno entre os cordeiros; e deu-os nas mãos dos seus filhos. E pôs três dias de caminho entre si e Jacó; e Jacó apascentava o resto dos rebanhos de Labão. Então, tomou Jacó varas verdes de álamo, e de aveleira, e de castanheiro e descascou nelas riscas brancas, descobrindo a brancura que nas varas havia, e pôs estas varas, que tinha descascado, em frente do rebanho, nos canos e nas pias de água, aonde o rebanho vinha a beber, e conceberam vindo a beber. E concebia o rebanho diante das varas, e as ovelhas davam crias listradas, salpicadas e malhadas. Então, separou Jacó os cordeiros e pôs as faces do rebanho para os listrados e todo moreno entre o rebanho de Labão; e pôs o seu rebanho à parte e não o pôs com o rebanho de Labão. E sucedia que, cada vez que concebiam as ovelhas fortes, punha Jacó as varas diante dos olhos do rebanho nos canos, para que concebessem diante das varas. Mas, quando enfraqueceu o rebanho, não as pôs. Assim, as fracas eram de Labão, e as fortes, de Jacó. E cresceu o varão em grande maneira; e teve muitos rebanhos, e servas, e servos, e camelos, e jumentos”.
 
 

Esta é a última era

 
Amados irmãos, quando o Senhor voltará? Quando ele achar que é a hora. Quando o Senhor voltará? Ele voltará exatamente quando disse que vai voltar. Os santos serão arrebatados quando as sete trombetas soarem, e o Senhor voltará depois que derramar as sete taças sobre esta terra. Vocês creem nisso? Eu já ensinei a vocês o que vai acontecer nos últimos dias. E meus ensinamentos se baseiam justamente na Palavra de Deus. Como servo de Deus e seu líder, eu profetizei sobre o fim dos tempos baseado na Palavra, pois creio somente nela, e não no que vem à minha mente. O fato é que nossa atitude não deve ser outra senão crer em tudo que diz a Palavra de Deus. Tudo que temos a fazer é pregar o evangelho da água e do Espírito com dedicação até o dia da volta do Senhor.
Amados irmãos, já que o Espírito Santo habita em nosso coração, ele leva os servos de Deus e os santos a compreender o que está acontecendo e porque os ímpios levam os outros a se levantar contra a liderança da Igreja de Deus. Nós ordenamos alguns pastores recentemente, e eu tive um sentimento de que haverá uma grande retaliação contra a Igreja de Deus. E quando estes pensamentos vieram à minha mente enquanto eu ordenava os pastores, esta foi a oração que fiz a Deus: “Que se levantem todos que queiram se rebelar contra nós, para que aqueles que querem nos deixar nos deixem, e os que querem se unir a nós estejam cada vez mais aliançados conosco para pregarmos o evangelho com mais dedicação ainda.” Para nós não faz diferença se aqueles que não querem ficar conosco vão embora ou não. Nosso único propósito é pregar o evangelho da água e do Espírito juntos. Pouco tempo atrás alguns membros, inclusive um pastor, nos deixaram depois de criar muita confusão. Nós somos muito tolerantes e não expulsamos os que causam confusão. Mas o que me surpreende é que estas pessoas sempre causam confusão e acabam blasfemando contra a Igreja de Deus.
Amados irmãos, eu não sou o líder de uma seita. Eu sou alguém que faz parte do povo de Deus como vocês, um obreiro de Deus que crê no evangelho da água e do Espírito e serve a ele. Sou alguém que crê neste evangelho, que é a Palavra de Deus, e o obedeço, assim como todos vocês, não é verdade? Como vocês sabem, nossa igreja começou na cidade de Sokcho, quando o Senhor me levou a uma igreja de ex-católicos. Eu preguei o evangelho para eles e esta igreja se tornou a Igreja de Deus. Depois alguns irmãos sugeriram que eu deixasse esta ex-igreja católica e fundasse uma nova igreja. Se eu fosse um homem ganancioso e buscasse fama e dinheiro neste mundo, eu poderia ter fundado uma nova igreja com alguns irmãos que me seguiriam. Mas se fizesse isso, a Igreja de Deus teria sido dividida desde começo. Eu ficaria muito feliz em pastorear uma nova igreja se estivesse interessado em meu próprio bem-estar. Se eu quisesse pregar o evangelho da água e do Espírito por ganância, minha fé já teria sido corrompida há muito tempo.
Eu estava passando por um momento difícil quando encontrei essa igreja. Eu morei junto ao mar na cidade de Sokcho e clamava a Deus todos os dias. E era assim que eu orava: “Senhor, eu não sou seu servo? Eu sou ou não seu servo? Por que então tu me enviaste para este lugar tão longe onde não há justos? Por que tenho que sofrer tanto assim?” E depois de orar a Deus, eu percebi que ele tinha me enviado para lá porque não havia nenhuma igreja ali que pregasse o evangelho da água e do Espírito. Então meu espírito foi muito constrangido a pregar o evangelho ali. E eu pensei: “Eu vou pregar o evangelho da água e do Espírito não somente para todos na cidade de Sokcho, mas para todo o mundo um dia. E quando levar almas a Cristo, eu farei com que elas recebam a remissão de todos os seus pecados e fiquem mais alvas que a neve com este verdadeiro evangelho.” Deus me despertou para a grande responsabilidade espiritual que eu tinha. Por isso que tenho pregado o evangelho da água e do Espírito até hoje. Apesar de ser criticado por muitos neste mundo, eu simplesmente os ignoro porque só estou interessado no evangelho. A verdade é que meu único interesse é pregar o evangelho do Senhor, o evangelho da água e do Espírito.
Naquela época alguns novos convertidos me perguntaram sobre o arrebatamento. Um homem chamado Cyrus I. Scofield ensinou a doutrina pré-tribulacionista a todos neste mundo, e muitos cristãos creem nos seus ensinamentos sem saber o que realmente significam. E quando comparamos o que ele ensinou com a Bíblia, vemos que ele cometeu muitos erros. Então, como sua teoria não podia ser comprovada pela Palavra de Deus, as pessoas começaram a me perguntar sobre o arrebatamento. Então eu disse a elas: “Eu não estou bem certo, mas de uma coisa tenho certeza: o arrebatamento não vai acontecer antes nem depois da Grande Tribulação, mas no meio dela. Isso é tudo que eu sei.” Naquela época eu não podia provar isso biblicamente, já que não tinha estudado muito sobre este assunto e descoberto a verdade. Mas depois eu escrevi dois livros sobre o livro de Apocalipse. Agora todos que querem saber mais sobre o arrebatamento podem entender bem este assunto lendo estes livros, não é verdade?
Alguns cristãos estão muito preocupados com o arrebatamento, obcecados para saber quando vai acontecer. No entanto, não somos escatologistas que tentam fixar uma data para a segunda vinda do Senhor. Por acaso devemos parar tudo que estamos fazendo e apenas esperar a segunda vinda de Jesus? O que faremos se o Senhor não voltar no dia que achamos que ele virá? Vamos fixar outra data e esperar ainda mais? Os que creem na teoria do arrebatamento de Scofield – ou seja, os que creem na doutrina pré-tribulacionista do arrebatamento – geralmente predizem uma data para a volta do Senhor, mas este dia sempre chega a nada acontece. Houve muitos prognósticos assim no mundo todo que não se cumpriram. Eles aconteceram nos Estados Unidos, na Inglaterra e até em nosso país.
Eles sempre dizem: “Jesus voltará tal dia e tal hora.”
Pense nisso. Jesus virá à luz do dia? Ele virá antes ou depois que soarem as sete trombetas e as sete taças foram derramadas? A Bíblia diz que ele virá quando soar a trombeta, como está escrito: “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus” (1 Tessalonicenses 4:16). E já que a Bíblia diz isso claramente, o que mais podemos dizer? Eu quero deixar bem claro aqui que a doutrina pré-tribulacionista do arrebatamento é totalmente anti-bíblica.
Eu não tenho necessidade de me exaltar ou me humilhar. Meu único interesse é pregar o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. E se unirmos nossas forças, esta Grande Comissão se cumprirá. Eu só estou pregando o evangelho da água e do Espírito para vocês porque o conheci antes, porque Deus falou comigo que eu tenho que liderá-los. Eu só quero protegê-los daqueles que querem devorá-los, e guiá-los para que vocês possam fazer a obra da justiça na presença de Deus. Estamos unidos para salvar almas do pecado. Por isso que não tenho outro propósito na vida. Também não desejo nada mais do que isso. Alguns de vocês podem achar que estou tentando dominá-los, mas de modo algum quero fazer isso. E, para falar a verdade, já estou cansado de explicar isso. Eu e vocês somos iguais aos olhos de Deus. Tudo que eu quero é levar uma vida de retidão neste mundo; eu não desejo nada mais do que isso.
Eu sou muito grato ao Senhor por ele ter tido um encontro comigo através do evangelho da água e do Espírito. Tivemos alguns problemas recentemente. Como vocês sabem, um dos nossos pastores e alguns irmãos brigaram conosco e saíram da igreja. E eu quero deixar bem claro o que aconteceu. Eu creio que Deus quer falar conosco através destes problemas para que vigiemos mais. Nos dias que virão, mais de vocês também se afastarão de nós. Eu creio que Deus permitiu que estes problemas acontecessem para aprimorar nossa fé, a fim de que preguemos ainda mais o evangelho da água e do Espírito nesta terra. Ele quer nos preparar para a Grande Tribulação e para a vinda do reino do Senhor. Vocês creem nisso, amados irmãos? O que vocês acham disso? Vocês concordam com isso? Isso serve de aviso para vocês também?
Alguns de vocês devem estar achando muito estranho isso que aconteceu, não é? Saibam então que aqueles que realmente receberam a remissão de pecados nunca traem o Senhor. Os que tiraram os ídolos como Aserá e Baal do seu coração jamais fazem coisas como Judas Iscariotes. O que representam estes ídolos? Eles são deuses da fertilidade e prosperidade. Melhor dizendo, os adoradores de Aserá e Baal buscam as coisas deste mundo e têm mesmo que ser cortados do povo de Deus. E quem anda como essa gente pode se tornar como eles, mesmo tendo recebido a remissão de pecados. Portanto, temos que rejeitar nossos desejos carnais. O Senhor é a nossa justiça; ele é o nosso único Rei, nossa felicidade, nossa bênção, nossa glória. Quando entendermos e crermos nisso, o Senhor nos dará tudo que é bom e do que precisamos. Enquanto estivermos com o Senhor, nada nos faltará.
 
 

De onde vem a justiça de Deus?

 
Nós nascemos de novo porque cremos no evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Mas de quem nascemos? Nascemos de Deus, é claro. E a verdade é que, gostemos ou não, desde o dia em que nascemos até o dia em que estaremos diante do Senhor, não podemos evitar o pecado – ou seja, do berço ao túmulo. Mas como o Senhor nos amou e teve misericórdia de nós, ele veio a esta terra e apagou todos os nossos pecados.
Mas como foi que ele fez isso? Ao vir a esta terra como homem, Jesus Cristo foi batizado por João Batista e levou todos os nossos pecados. Ele então foi condenado, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos, cumprindo assim a justiça de Deus por nós. Nós alcançamos a justiça – ou seja, o fato de que fomos justificados e agora não temos mais pecado – porque ela nos foi dada pelo próprio Deus e cremos nela.
Tudo que temos vem de Deus. Toda justiça que temos não vem de nós mesmos, mas de Deus. Em outras palavras, o próprio Deus tornou sua justiça perfeita em nós. A Bíblia diz que Jesus foi entregue pelos nossos pecados e ressuscitou para nossa justificação (Romanos 4:25). A verdade é que depois de criar o universo e o homem, Deus planejou nos tornar justos, sem pecado e seu próprio povo. Ele mesmo veio a terra então como nosso Salvador encarnado como homem, foi batizado por João Batista para cumprir a justiça de Deus, levou os pecados do mundo à cruz, ressuscitou dos mortos, e assim se tornou nosso Salvador. Deus concedeu sua justiça àqueles que creem no evangelho da água e do Espírito. Ele de fato nos justificou e assim nos tornou completamente justos.
Já que é assim, somos justos ou pecadores? Não há dúvidas de que os que creem no evangelho da água e do Espírito são justos. Por natureza, não podemos evitar o pecado desde que nascemos neste mundo. Nós já nascemos com os doze tipos de pecado no coração, e por isso não podemos evitar o pecado até o dia da nossa morte, não é verdade?
Apesar disso, Deus nos vestiu com sua justiça através do seu amor e da sua salvação, e nos Deus todas as bênçãos neste mundo. Melhor dizendo, quando Jesus Cristo, o Filho de Deus e o próprio Deus, veio a esta terra, ele nos salvou de todos os nossos pecados com a água e o sangue. E ele agora vestiu a todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito com sua justiça, que ele cumpriu através da obra da salvação. E já que cremos na justiça de Deus, nós a recebemos junto com suas bênçãos. Embora não possamos evitar o pecado para o resto da nossa vida, agora somos justos porque não temos mais pecado. Graças ao Senhor, hoje somos filhos de Deus e justos. E esta verdadeira justiça que temos agora vem de Deus. Por isso que a obra que estamos fazendo é muito especial. Estamos de fato fazendo uma obra muito importante. E esta obra que estamos fazendo, em outras palavras, é pregar o evangelho da água e do Espírito que contém a justiça de Deus.
 
 
Jacó criou uma família enquanto se abrigava na casa de seu tio
 
Jacó enganou seu irmão e recebeu as bênçãos de seu pai. Como resultado, teve que fugir de Esaú e se tornou um fugitivo. Sua mãe o aconselhou a fugir e buscar abrigo na casa de seu irmão. E foi ali que ele se casou com as duas filhas de seu tio. Para casar com uma delas, ele teve que trabalhar duro por sete anos; e para casar com a outra, ele teve que trabalhar mais sete anos. Foi assim que Jacó acabou tendo duas esposas. A princípio ele só queria casar com uma de suas primas, mas no fim seu tio lhe deu suas duas filhas. Como está escrito, Labão disse a Jacó: “É melhor dá-la a você do que a outro homem.” E embora isso soe estranho, é o que está escrito na Bíblia.
Para ser sincero, há muitas passagens na Bíblia que eu acho difícil entender. Como alguém pôde dizer isso ao seu próprio sobrinho? “É melhor dá-la a você do que a outro homem.” Veja como são as pessoas hoje em dia. Alguém diria isso hoje a um parente? Claro que não. Ninguém faria isso hoje em dia porque sabemos que há sérios problemas genéticos quando parentes se casam. E as crianças geradas destes casamentos tendem a ter problemas para se desenvolver também. Por isso hoje não temos mais casamentos assim. Mas isso era costume nos dias do Antigo Testamento. Eu tenho certeza que Deus deixou isso registrado para nos ensinar uma lição espiritual: que não devemos misturar nossa fé com a dos que ainda não nasceram de novo.
De todo modo, Jacó teve que trabalhar catorze anos para seu tio. E por seu trabalho ele ganhou duas esposas e muitos filhos. Só que Jacó percebeu que não tinha bem algum, enquanto seu tio se tornou um homem muito rico, pois seu rebanho de gado, ovelhas e cabras era enorme. Seu tio tinha todo tipo de gado.
Você já viu o gado que é criado no campo? Eu estive na Mongólia e vi muitas vacas, ovelhas e cabras lá. E aonde quer que vá o pastor, os animais o seguem. Ovelhas, cabras e vacas reconhecem seu dono. Me disseram que a Mongólia tem o maior número de gado per capita. Enfim, os rebanhos neste país são enormes, quanto a isso não há dúvida. E para sua informação, nosso evangelho está sendo pregado ali. E tenho orado para que Deus salve muitas pessoas na Mongólia, tanto física como espiritualmente, e que ele conceda muitas bênçãos àqueles que se unirem a nossa igreja ali.
Vamos voltar à Palavra. Jacó teve duas esposas e elas deram a ele muitos filhos. Mas Lia lhe deu a maioria de seus filhos, pois Raquel, sua segunda esposa, foi estéril por muito tempo. E como não conseguia conceber, ela clamou a Deus. Ele então abriu sua madre e ela finalmente pôde dar à luz. E quem foi o filho que ela gerou? José. Quando Raquel deu à luz ao seu primeiro filho, ela disse: “Deus tirou minha vergonha ao me dar este filho” e o chamou José, que significa “Jeová me acrescentou”. E depois que Raquel teve José, Jacó viu que era a hora de deixar seu tio.
 
 
Vamos ver o que fez Jacó para se tornar independente do seu tio
 
Jacó gerou muito filhos e queria seguir sua vida longe do seu tio. E como já vivia há catorze anos com seus parentes, era hora de seguir seu caminho. Há um ditado coreano que diz que ninguém deve viver com seus parentes, por mais que tenha um saco de farinha. Só que hoje muitos coreanos se casam e vão viver junto aos seus parentes. E os jovens casais não querem mais ter filhos. Antigamente era normal um casal ter muitos filhos. Mas quando isso acontecia, era comum que alguns deles morressem. Pergunte aos idosos do seu bairro quantos filhos eles tiveram. A maioria dirá: “Eu tive sete. Bem, na verdade eu tive dez, só que três morreram.”
Vamos ver o que o texto bíblico deste capítulo diz sobre Jacó. Quantas esposas ele teve? Ao todo quatro. Além da primeira e segunda esposa, Jacó também teve as servas delas; ao todo quatro mulheres. Mas apesar de ter muitas esposas e filhos, ele ainda não tinha seguido seu caminho. Mas como queria partir, Jacó foi conversar com seu tio. Na verdade, antes disso acontecer, ele teve um sonho. Deus apareceu a Jacó em sonho e disse: “Eu sou seu Deus.” E em seu sonho ele viu que os bodes que cobriam as ovelhas eram listrados, salpicados e malhados. (Gênesis 31:10) Depois que Deus lhe mostrou tudo isso em sonho, Jacó disse ao seu tio que queria partir: “Deixe-me ir para que eu tenha minha própria família.” Mas seu tio lhe disse: “Me diga quanto você quer ganhar que eu pagarei.” No que disse Jacó: “Não precisa me pagar mais, pois não é isso que eu quero. Eu só peço a você que aceite minha proposta. De todo o seu rebanho, deixe que eu fique com os listrados, salpicados e malhados. O resto dos animais será seu. Antes de começarmos, separe todos os listrados e malhados para você. Dá-me como salário a partir de agora somente as ovelhas e cabras malhadas que nascerem dos seus animais brancos.”
Seu tio era um pecuarista experiente e pensou bastante na proposta de Jacó. Se uma cabra malhada cruzasse com uma branca e desse cria, muitos provavelmente seriam malhados, outros, brancos e outros ainda, salpicados. Mas o que aconteceria se as cabras que cruzassem fossem ambas brancas? Toda a cria certamente seria branca. Então, vendo que a proposta de Jacó era muito vantajosa para ele, Labão a aceitou de bom grado.
Mas por que Jacó fez isso? Porque sabia que se usasse varas de uma certa árvore a cria seria malhada. Mas eu mesmo não conheço bem esta árvore. O pai do evangelista Junghee, Yun que está aqui hoje, é um especialista em árvores. Eu então vou perguntar isso a ele, pois já que não sei muito sobre árvores, eu vou acreditar no que ele me disser. Já que a Bíblia diz que foi assim, eu tenho que pregar segundo o que ela diz. Mas vamos perguntar ao especialista em árvores que está aqui hoje só para entendermos isso melhor. Está escrito em Gênesis 30:37-38, “Então tomou Jacó varas verdes de álamo e de aveleira e de castanheiro, e descascou nelas riscas brancas, descobrindo a brancura que nas varas havia, e pôs estas varas, que tinha descascado, em frente aos rebanhos, nos canos e nos bebedouros de água, aonde os rebanhos vinham beber, para que concebessem quando vinham beber.”
Diz aqui que Jacó pegou varas de álamo, aveleira e castanheira, e descascou nelas listas brancas. Então eu pergunto ao pai do evangelista Yun: Se descascarmos varas de álamos, aveleiras e castanheiras, elas ficarão com listas brancas? Todas elas são brancas por dentro? Obrigado pela resposta. Eu já imaginava, mas só perguntei para ter certeza.
Jacó trabalhou duro para ter seu próprio rebanho. Depois de pastar no campo, os rebanhos buscavam os canos de água para saciar a sede. E Jacó sabia que eles cruzavam quando iam beber água e depois davam cria. Era normal o rebanho fazer isso.
E o que fez Jacó? Sempre que via um rebanho forte e saudável perto dos canos de água, ele colocava as varas de álamo, aveleira e castanheira com varas brancas diante deles para que pudessem vê-las enquanto estivessem cruzando. Em outras palavras, Jacó colocava as varas com tiras brancas diante do rebanho quando eles iam cruzar. E como as varas estavam na frente deles, eles não tinham como não ver. E o interessante é que quando o rebanho dava à luz, os filhotes eram malhados. Espiritualmente falando, isso significa que como o Senhor nos mostrou o evangelho da água e do Espírito, temos que crer que este é o verdadeiro evangelho.
Jacó só colocou varas com listas brancas na frente dos rebanhos saudáveis quando eles cruzavam. Mas quando rebanhos fracos iam cruzar, ele tirava as varas. Deste modo, a cria branca que nascia era toda frágil e fraca. Mas como era a cria malhada? Eles já nasciam fortes. Então o tio de Jacó veio ver o que estava acontecendo. E a taxa da cria malhada era quase 5 por 1; ou seja, para cada filhote malhado, um branco nascia. Labão então deve ter pensando: “O que está acontecendo aqui?” O número de filhotes brancos – ou seja, o que pertencia a ele – diminuiu, enquanto que o número de malhados – que pertencia a Jacó – aumentou em grande escala. Jacó então pegou seu rebanho e fugiu do seu tio. Mas o que ele disse a Labão antes de partir? Ele disse: “Minha justiça responderá por mim. Todos do rebanho que são pretos, listrados ou malhados são meus. Esta é a minha justiça. Todos eles são meus.” E sua palavra era verdadeira, pois ele se tornou um homem muito rico e conseguiu sua independência do seu tio.
 
 
Os crentes no evangelho da água e do Espírito são diferentes das outras pessoas
 
Amados irmãos, o que aprendemos com este relato da vida de Jacó? Que o povo de Deus é diferente das pessoas deste mundo. Isso quer dizer que somos especiais. Nós fomos, em outras palavras, vestidos com o amor especial de Deus e temos fé na sua justiça. E é por isso que a justiça especial de Deus pertence a nós. É isso que o texto bíblico deste capítulo nos ensina. Lembrem-se disso, amados irmãos. Os que receberam a remissão de pecados – ou seja, os que receberam a justiça de Deus e a possuem – são capazes de realizar e alcançar grandes coisas nesta terra.
Veja o que aconteceu com Jacó. Ele só colocou as varas diante do rebanho saudável, e as retirou de diante do rebanho fraco.
E como isso se aplica a nós que estamos pregando o evangelho neste mundo? Quando formos pregar o evangelho para quem está com o coração preparado para recebê-lo e teme a Deus, devemos fazer isso de uma maneira bem clara e direta. Melhor dizendo, temos que pregar tanto o batismo de Jesus como seu sangue na cruz em detalhes. Os outros cristãos que não querem ouvir o evangelho, por sua vez, criam sua própria justiça e ainda dizem: “Eu tinha um grande ministério no passado.” Mas como devemos lidar com estas pessoas? O que devemos dizer a estes que não temem a Deus nem têm fé na sua Palavra? Deixamos de lado tudo o mais nas Escrituras e só falamos sobre o pecado que há em seu coração.
Amados irmãos, somos especiais aos olhos de Deus, pois fomos escolhidos em Jesus Cristo. Somos filhos de Deus, seus obreiros, povo da graça, os herdeiros do céu. Em suma, somos herdeiros de tudo que pertence a Deus. Vocês creem nisso? Somos mesmo um povo muito especial.
 
 

Nós não pregamos apenas o sangue da cruz porque recebemos o amor especial de Deus

 
Amados irmãos, somos pessoas especiais, pois recebemos o amor especial de Deus e fomos salvos crendo no evangelho da sua justiça. Assim como Jacó e todo o povo da fé na Bíblia eram especiais, nós que cremos no evangelho da água e do Espírito também somos. Jacó aumentou o número do seu rebanho de forma bem específica usando uma técnica. E devemos fazer o mesmo. Quando pregarmos o evangelho, não devemos falar apenas do sangue da cruz, mas o evangelho especial que compreende tanto o sangue da cruz como o batismo de Jesus.
O que aconteceria se crêssemos apenas no sangue da cruz? Nossos pecados futuros jamais teriam fim se crêssemos assim, muito menos nossas fraquezas e imperfeições humanas. Será que precisamos fazer orações de arrependimento todos os dias, embora Jesus já tenha dito claramente que tirou todos os pecados do mundo? Devemos clamar todos os dias? Temos que crucificar Jesus todos os dias? Não, isso é um absurdo! Deus nos deu sua salvação especial e nos vestiu com sua graça especial também. E todos nós temos que entender isso muito bem.
Amados irmãos, nossa justiça vem do próprio Deus. Na verdade, a justiça que temos é a de Deus. Por isso que somos justos. Nós nos tornamos justos. E por mais que sejamos imperfeitos até a morte, ainda assim somos justos. Nós não temos pecado, não é verdade, amados irmãos? Claro que é. E o que acontece então quando reconhecemos nossas falhas? Nós sabemos que o Senhor já cuidou de todas elas e também de todos os pecados que cometeremos no futuro.
E como o Senhor já nos tornou completamente justos, o que acontecerá se negarmos que ele remiu todos os nossos pecados com a água e o Espírito? Cometeremos o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo. Mas que pecado é este? É o pecado que cometemos quando negamos as obras da salvação que Deus realizou por nós. E há perdão para todos os outros pecados, menos para este. Podemos ser remidos de todos os pecados, mas se cometermos o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo, nem Deus ou o homem poderá mudar isso. Ninguém pode fazer nada a respeito deste pecado, pois quem o comete com certeza irá para o inferno. E se nos envolvermos com algumas pessoas e formos influenciados por elas, acabaremos indo para o inferno junto com elas.
 
 

Os que creem na perfeita justiça de Deus são perfeitamente espirituais

 
Por acaso estou dizendo isso com medo de vocês serem corrompidos por tais pessoas? Não, de modo algum. Se vocês são tão vulneráveis a ponto de morrer com seu veneno – ou seja, se a salvação de Deus para vocês é tão incerta – então podemos dizer que ele não os salvou realmente. O que Deus disse a respeito dos justos? Que não morreremos mesmo se uma serpente nos picar ou tomarmos veneno (Marcos 16:18). Mas não deixe uma serpente picar vocês por causa disso. Não é isso que a Palavra está dizendo. O que ela está dizendo é que por mais que um endemoninhado tente nos enganar, nós que somos justos jamais seremos enganados a ponto de tomarmos o veneno de Satanás, não é verdade? Apesar de sermos falhos em nossa carne, espiritualmente somos perfeitos. Nós somos completos.
De vez em quando eu vejo minhas falhas. Mas não faço vista grossa a elas. É claro que eu fico chateado quando alguém me despreza, mas com certeza não quero estar num pedestal. O que aconteceria se eu quisesse crescer só para humilhar as pessoas? Nada seria mais vergonhoso que isso. Então, quando lido com as pessoas deste mundo, eu procuro ser o mais simples possível. E eu digo a elas: “É verdade, eu não sou bom em nada.” Mas quando alguém tenta menosprezar minha fé ou espiritualidade, eu digo na mesma hora: “Eu não dou a mínima para o que você está dizendo, pois tenho certeza que Deus já me salvou.” Eu sou um homem totalmente justo, não importa o que as pessoas digam. Vocês acham que só porque alguém diz algo sobre nós, somos 99% justos e apenas 1% pecadores? Não, nós somos perfeitos! Somos perfeitos e completos aos olhos de Deus.
 
 

Os justos não temem o fim dos tempos

 
Deus está nos preparando agora. Ele está nos preparando para que estejamos prontos para as dificuldades que teremos no fim dos tempos. E quando estes tempos chegarem, as pessoas com certeza tentarão nos prender e nos entregar para que sejamos mortos. Nós passaremos por isso no futuro. Eu sinto que quando o evangelho for totalmente pregado e vier o fim dos tempos, alguém muito próximo a mim irá me trair e me entregar para que eu seja morto. Mas eu já estou preparado para isso. Quem é essa pessoa? Eu não sei. Mas é assim que deve acontecer: “Reverendo, eu preciso que o Senhor vá comigo a um lugar.”
“Onde?”
“Eu fui chamado à delegacia, e me disseram que eu não deveria comparecer lá sem o senhor.”
“Está bem então. Vamos.” Na mesma hora eu já sabia de tudo que estava acontecendo. Mas mesmo assim iria com ele.
“Reverendo, o senhor está decepcionado comigo por estar fazendo isso com o Senhor?”
“Não, por que eu estaria? Se é o que você tem que fazer, faça logo.”
E quando chegasse à delegacia, os policiais me perguntariam: “Você tem pecado ou não?”
“Eu não tenho pecado?”
“Como você pode dizer que não tem pecado?”
“Porque Deus já me salvou de uma forma perfeita.”
“Mas nós checamos sua vida pessoal e encontramos um monte de sujeira a seu respeito.”
“Mesmo assim, eu não tenho pecado.”
“Como você pode dizer que não tem pecado se é cheio de falhas? Isso não é muito estranho?”
“Pode ser estranho para vocês, mas isso não muda o fato de que não tenho pecado.”
“Eu vou perguntar de novo: você não tem pecado? Se você disser que tem pecado, nós o libertaremos. Mas se continuar dizendo que não tem, o colocaremos na prisão.”
“Podem fazer o que vocês quiserem, porque eu não tenho pecado.”
“Neste caso, vamos mandá-lo para a cadeia. A lei diz claramente que todos que afirmam não ter pecado devem ser presos.”
Então eu serei preso, mas mesmo na prisão eu continuarei cantando os hinos que estamos cantamos hoje. No fim eles me matarão. Amados irmãos, pouco tempo depois que isso acontecer o Senhor voltará. Eu não tenho medo da morte; ao contrário, eu anseio por ela. O que vocês pensam sobre o martírio? Um dos louvores que compomos diz assim: “Nosso martírio é a nossa recompensa.” Mas se chegar esta hora e vocês não quiserem morrer, não morram então. Se escondam num esgoto e tentem salvar sua vida miserável. Mas é assim que vocês querem viver realmente, com granizo caindo do céu, terremotos acontecendo vários lugares e vulcões entrando em erupção, rios e oceanos se transformando em sangue, e assolados por uma fome tão terrível que até os ratos morrem de fome? Vocês sofrerão o martírio se tiverem o Espírito Santo no coração e clamarão enquanto esperam a volta do Senhor: “Senhor Jesus, volte logo!”
Vocês devem estar pensando: “Meu Deus, por que o pastor está falando sobre o fim dos tempos?” Só que eu tenho que falar sobre isso porque há muitos pastores hoje enganando as pessoas com a doutrina pré-tribulacionista do arrebatamento. Mas por que esta doutrina é tão popular? Porque os que creem nela acham que serão arrebatados pelo Senhor e não sofrerão na Grande Tribulação. Esta teoria tira todo o medo do seu coração. Só que isso os leva a não se preocupar com sua atual vida de fé. Amados irmãos, não devemos acreditar na doutrina pré-tribulacionista do arrebatamento, mas somente pregar este evangelho de modo correto.
Vamos voltar para a Palavra. Amados irmãos, nós somos perfeitos. Jacó tinha muitas falhas, como vemos no texto bíblico deste capítulo, além de ser astuto e enganador. Mesmo assim foi muito abençoado por Deus. Abraão, Isaque, Jacó e seus descendentes foram homens de fé que tiveram a mesma fé que temos. E assim como eles que serviram a Deus de todo o coração, nós também fomos vestidos com a justiça de Deus de uma forma especial. Por isso que somos totalmente justos e perfeitos. E estamos fazendo um trabalho muito especial também; ou seja, estamos pregando o evangelho da água e do Espírito. Algo que devemos entender muito bem é que somos especiais.
Eu tenho me preocupado com a maneira como pregaremos o evangelho no segundo semestre deste ano. Temos que colher as opiniões uns dos outros e fazer reuniões para decidir isso. Então eu peço a vocês que sirvam ao Senhor com toda a dedicação quando voltar para suas igrejas. Os pastores também se reunirão para discutir a respeito, orar e traçar um plano de trabalho.
Amados irmãos, embora sejamos falhos, Deus é perfeito. E este Deus perfeito nos deu sua justiça. E a justiça que temos não é outra senão a perfeita justiça dada por Deus. Portanto, ela durará para sempre. E todos que possuem esta justiça vencerão o mundo, o diabo, a si mesmos e prevalecerão. Vocês creem nisso? Nada poderá nos derrotar.
 
 
A obra de Deus que temos para fazer neste mundo é muito grande
 
Vários cristãos neste mundo estão enganando ou sendo enganados. E o resultado disso é que eles não passam de meros religiosos. Do que fazemos parte? De alguém tipo de religião ou de uma fé? Nós temos uma fé. Cremos que Deus nos tornou perfeitamente justos, e é pela fé que pregamos o evangelho para salvar as pessoas. Isso não é o certo a fazer? Claro que sim. É claro que sim. Não há neste mundo uma obra mais importante do que esta. Como é perfeita e fabulosa a salvação que Deus nos deu! Que bênçãos maravilhosas ele nos deu! Que Obra extraordinária e justa ele realizou! E como reconhecemos isso, jamais podemos esquecer de fazer a obra espiritual na presença de Deus.
Ainda há muitos neste mundo que precisam receber a remissão de pecados. Eu estive na Mongólia, e sua população é muito grande. Também encontramos ali alguns missionários coreanos; só que eles eram patéticos. Eles nos disseram que não poderíamos visitar sua escola porque eles já estava ali há sete anos. Ali também há uma faculdade cristã fundada por missionários coreanos, mas eles também não nos permitiram visitá-la. Isso é ridículo. Pense nisso. O campo missionário deveria estar aberto para que todos pudessem lançar a semente do evangelho. Mas só porque estes missionários estão ali, isso significa que eles estão pregando o evangelho para todos? Na verdade, eles não estão pregando o evangelho da água e do Espírito para ninguém, nem para uma pessoa sequer, pois não conhecem este verdadeiro evangelho. Mas mesmo assim eles não nos permitiram visitar seus alunos. Os professores nativos também nos disseram: “Estes missionários trouxeram muito benefícios para nós; então vocês não deveriam denegrir a obra que eles fizeram.”
Amados irmãos, há muito trabalho esperando por nós no mundo inteiro. Jacó pegou varas de álamo, aveleira e castanheira, descascou nelas listas brancas, e as colocava na frente do rebanho sempre que ia cruzar. Em outras palavras, ele induziu os animais a gerar filhotes malhados usando um método especial na pecuária. E o que isso significa? Que se fomos realmente salvos deste mundo crendo no evangelho da água e do Espírito, a partir de agora não podemos deixar de pregar este evangelho especial. É justamente isso que Deus está nos dizendo.
Amados irmãos, de modo algum devemos cometer o pecado de blasfemar contra o Espírito Santo. Já que somos falhos, devemos reconhecer o quanto falhamos e pecamos. Neste exato momento então, a justiça que o Senhor nos deu brilhará e fará toda a escuridão desaparecer. Ela fará com que haja plenitude novamente e o tornará perfeito. Apesar de tropeçarmos e cairmos ao longo da vida, está claro que Deus nos tornou perfeitos e justos.
Quando foi que o Senhor tirou todos os nossos pecados? Quando ele foi batizado e levou todos os pecados do mundo à cruz. E ao derramar seu precioso sangue, ele foi condenado por todos os nossos pecados. Foi assim que Deus nos salvou de uma forma perfeita. Como podemos então crer no que dizem os injustos e segui-los? Para ser sincero, o que eles dizem é uma piada. Eles só falam o que os famosos teólogos já disseram, mas isso é ridículo. “Vá em frente e faça milhares de seminários se vocês quiserem. Mas tudo isso será inútil, pois só de ler um capítulo da Bíblia eu posso dizer algo melhor do que seus ensinamentos.” Amados irmãos, a justiça de Deus é muito superior ao intelecto do homem. E também está acima de qualquer ensinamento humano. Vocês concordam comigo?
Amados irmãos, no próximo ano Satanás continuará nos atacando com assuntos cristãos que não estão de acordo com o evangelho da água e do Espírito. Ele atacará sua fraqueza também. Mas é nessas horas que não podemos esquecer de que a justiça de Deus é a nossa justiça. E eu peço a vocês que pensem sempre na obra de Deus, na obra do Espírito. Volte seu coração para a obra que fazemos para salvar almas. Deus já nos deu a salvação. Então pensem na obra da salvação que Deus fez por estas almas também. Quando vocês voltarem seu coração para a salvação de almas, lembrem-se de como Deus nos disse que devemos pregar o evangelho e que método usar. Lembrem-se também como ele abençoa nossa vida quando fazemos esta obra, pois assim todas as nossas falhas serão cobertas. Vocês jamais tropeçarão e cairão quando a justiça de Deus tomar conta do seu ser. E então serão obreiros da justiça que glorifica a Deus e guiarão inúmeras pessoas para o caminho certo. Vocês serão perfeitos obreiros de Deus.
Amados irmãos, o mundo é enorme e há muito a fazer. Foi isso o que disse Woo Jung Kim, o fundador de uma empresa internacional chamada Daewoo. Eu não sei onde ele se encontra hoje em dia, mas ele nos deixou palavras muito impactantes: “O mundo é enorme e há muito o que fazer.” Eu acho esta frase tão motivadora. O mundo é grande. A Coreia é grande. É quase impossível viajar por toda a extensão da Coreia. Imagine o mundo que é grande! Por isso que há muito o que fazer nele. Temos que salvar a todos: negros, brancos, cristãos e não-cristãos, sábios e tolos, soberbos e humildes, jovens e adultos, ricos e pobres, etc. Por isso que peço a vocês que voltem seu coração à obra que fazemos para salvar almas. Pensem na obra do Espírito, e não da carne.
Quando nos voltarmos para a obra do Espírito, teremos um perfeito entendimento de tudo, pois nossa mente será guiada pelo Espírito. E o que o Senhor nos disse? Que devemos nos voltar para as coisas do Espírito, e não da carne. Ele também nos disse que as obras da carne geram morte, mas a obra do Espírito traz vida e paz. Se nos voltarmos para as coisas do Espírito, faremos a obra do Espírito, mas se nos voltarmos para as obras da carne, faremos as obras da carne. Nossa mente e nossos atos são motivados por aquilo que cremos e pensamos. Vocês não concordam? Nós somos assim. Eu não tenho nada de especial. Quando eu vejo algo gostoso eu como, mesmo se fará mal à minha saúde. Todos nós somos assim. No que sou diferente dos outros então? Meu coração está voltado para fazer a obra do Espírito. Portanto, enquanto vivermos neste mundo, temos que nos voltar sempre para as coisas do Espírito e fazer a obra do Espírito Santo.
Eu sempre oro pelas almas perdidas, pelos nossos irmãos, e quero passar o resto da vida fazendo a obra de Deus, a fim de que um dia possa ir para o Senhor. E o meu desejo é que todos vocês tenham uma vida de retidão, que possamos ter uma vida de perfeição juntos. Às vezes minhas falhas são expostas e a ganância surge em meu coração, mas eu me tornei perfeito porque creio na justiça de Deus e procurarei viver para sempre com coragem e mais retidão ainda. Hoje eu posso levar uma vida de retidão porque fui justificado e agora sou um homem justo. Apesar de haver muito gado e rebanhos, eu quero criar um rebanho especial como Jacó, e não apenas um bando de animais comuns. Melhor dizendo, apesar de haver muitas almas e cristãos neste mundo, eu quero gerar justos preparados o bastante para estar na presença de Deus por terem recebido a remissão de pecados. Também quero enviar estas almas para o Senhor e partir para junto dele depois que fizer esta obra.
Eu espero que nossos irmãos e pastores jamais sejam abalados por nada ou ninguém e continuem fazendo o que deve ser feito. Mas qual é a obra que devemos fazer? Eu creio que tudo dará certo de fizermos tudo que o Senhor colocou em nossas mãos. E por mais que algo inesperado aconteça, eu tenho certeza que Deus estará conosco e resolverá tudo.
Alguém pode ser líder ou ter o que quiser só porque quer? Já que Deus nos disse que devemos fazer sua obra, é isso o que devemos fazer. Já que ele nos disse que é assim que devemos fazer sua obra, é deste jeito que devemos fazê-la. Só isso! Precisamos fazer mais alguma coisa? Não, só obedecer a Deus.
Alguns traidores nos deixaram me acusando de roubar sua igreja. No entanto, desde que encontrei o Senhor até hoje eu jamais tive ganância no meu coração. Eu não tenho nenhuma ambição pessoal, muito menos desejo tirar algo de vocês. Tudo que eu quero é que vocês tenham uma vida de retidão, sejam abençoados por Deus física e espiritualmente, e ajudem as almas que ainda não receberam a remissão de pecados a alcançar a salvação. Eu não tenho nenhum outro desejo além deste.
Se eu fosse viver como os outros cristãos, eu já teria desistido da minha fé há muito tempo. Se minha fé fosse apenas religiosa e me levasse a crer apenas no sangue da cruz, a pecar todos os dias e a receber a remissão de pecados fazendo orações de arrependimento diariamente, eu estaria morto espiritualmente e perguntaria a mim mesmo: “Por que passo por tantas luta se creio em Jesus?” Só que este não é o Jesus que eu e vocês cremos, amados irmãos? Nós temos a perfeita justiça de Deus porque é nela que cremos.
Eu sou muito grato a Deus por nos dar sua justiça e agora podermos tomar posse dela. E eu oro a ele que nos use e abençoe ainda mais para que possamos pregar o evangelho da água e do Espírito, este evangelho especial de Deus, em todo o mundo.