Khotbah-Khotbah

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-8] Viva pela Fé Crendo que Jesus é o Próprio Deus (Lucas 2:1-21)

(Lucas 2:1-21)
“E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: “Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura.” E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
‘Glória a Deus nas alturas,
Paz na terra, boa vontade para com os homens.’
E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: ‘Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.’ E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e o menino deitado na manjedoura. E, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita; E todos os que a ouviram se maravilharam do que os pastores lhes diziam. Mas Maria guardava todas estas coisas, conferindo-as em seu coração. E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes havia sido dito. E, quando os oito dias foram cumpridos, para circuncidar o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido”.
 
 
Embora eu já tenha falado muito sobre o significado do Natal, eu quero continuar pregando sobre isso. Talvez porque ainda seja Natal. Eu ontem descansei um pouco. E enquanto descansava, eu vi um vídeo sobre o derretimento das camadas de gelo e as conseqüências que isso causa. Este filme é uma história fictícia, é claro, mas ele foi baseado no aquecimento global e nas mudanças climáticas que estão acontecendo no planeta terra hoje em dia. Em uma das cenas, uma onda gigante cobriu a Estátua da Liberdade e inundou a cidade de Nova York. Somente alguns arranha-céus não ficaram submersos sob a água e grandes navios vagavam à deriva na cidade. Este filme é um sucesso de Hollywood.
Há muito tempo eu vi filme chamado O Arrebatamento, e na época eu pensei que seria muito bom se os nascidos de novo tivessem feito esse filme. O filme era antigo, a imagem não estava muito clara e o som era muito ruim também. Mesmo assim, ele era muito interessante e bem feito. Hoje em dia as pessoas não assistem mais a este tipo de filme. Eu fiquei muito impressionado quando o assisti, e ao lembrar dele, eu vejo que este filme não é só diversão, pois ele traz um despertamento para todos que o assistem. No filme, algumas pessoas somem de repente ao serem arrebatadas, enquanto outras ficam para trás para sofrer nas mãos do Anticristo e dos seus seguidores. Este filme foi muito instrutivo para mim e alegrou muito meu coração. Eu até pensei em fazer um filme assim para pregar o evangelho depois que o assisti.
Eu sei que vocês vão começar a rir agora e dizer: “Meu Deus! O Rev. Jong agora quer fazer um filme. Ele agora quer fazer tudo”. Mas isso não é mais difícil do que já temos feito. O começo é sempre difícil, mas uma vez que começarmos, nós acabaremos em pouco tempo. Há muitas irmãs que podem atuar como atrizes principais, assim como muitos irmãos podem fazer o papel de atores principais. E também temos muita gente para os outros papéis. Já está tudo pronto. É só eu não atuar nele que seu sucesso está garantido. Até quando nós tiramos fotos, eu digo aos irmãos para tirar sem mim. Sempre que eu vejo uma foto minha eu fico decepcionado (risos).
No Natal, a televisão sempre passa filmes sobre Jesus, mas eu fico chateado quando os assisto. Um destes filmes até mostra João Batista, mas só que como um mendigo. Embora João Batista fosse humilde em sua aparência, para Deus ele era um servo cujo coração era justo e cheio do Espírito Santo. Os produtores do filme retrataram João Batista com um homem comum, interpretando a Palavra de Deus à sua maneira para fazê-lo. Eu fiquei irritado quando vi este filme, pois ele com certeza foi feito por alguém que não conhece nada da Palavra de Deus. Recentemente foi lançado um livro que diz que Jesus se casou com Maria Madalena, e eu ouvi que só na Coreia foi vendido mais de um milhão de exemplares. Parece que as pessoas estão passando dos limites e cada vez mais rejeitam Jesus e o insultam.
É verdade que, quando Jesus veio a essa terra como um homem, Ele tinha uma aparência humilde e, fisicamente, era como qualquer outro ser humano. No entanto, seu coração, sua autoridade e seu poder não eram simples, pois o Senhor é o Deus Criador, o Deus Todo-Poderoso. Por mais que alguém não tenha boa aparência, Ele chamará a atenção das pessoas se for inteligente. Enfim, hoje em dia há muitos filmes e livros que deturpam a imagem de Jesus e o desprezam abertamente.
Os Dez Mandamentos é um filme maravilhoso, que foi feito baseado na Bíblia. Mas hoje em dia há muitos que distorcem o que diz a Bíblia com o pretexto de fazer algo novo. Eu acho que é por isso que o Senhor disse: “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18:8). Na verdade, quem vive nessa terra e crê no evangelho da água e do Espírito é muito abençoado; mas há muita gente que não tem fé e não crê neste evangelho. E nos filmes eles sempre desprezam a divindade de Jesus retratando-o como metade homem, metade divino, ou colocando-o abaixo do Pai. Tudo isso é obra do diabo.
O Senhor disse que “o justo viverá da fé”, e eu creio nisso. Está escrito no texto bíblico deste capítulo: “E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria)”. Onde nasceu Jesus Cristo? Ele nasceu durante o reinado do imperador romano Augusto, quando este promulgou um decreto de que todos os povos que estavam sob seu domínio deveriam ser recenseados. O imperador Augusto entregou este decreto aos seus liderados e ordenou que todos os habitantes das colônias de Roma fossem recenseados. Roma era o líder supremo de praticamente todo o mundo conhecido da época. Israel era sua colônia, assim como todas as nações ao seu redor. Segundo este decreto então, José e Maria tiveram que ir à sua cidade natal para fazer o censo. Este censo aconteceu para que todos fossem registrados e assim se soubesse o número exato da população.
Já que Jesus Cristo veio a essa terra, a partir daí muitos puderam ter seu nome escrito no Livro da Vida no reino dos céus. Isso significa que seu nome também pode ser escrito no registro da família do reino dos céus. O livro de Apocalipse diz que o nome das pessoas está escrito no Livro da Vida ou no Livro das Obras, e que aqueles cujo nome não estiver escrito no Livro da Vida serão lançados no fogo do inferno e passarão pelo segundo julgamento por causa dos seus pecados. Mas a Bíblia também diz que aqueles cujo nome estiver escrito no Livro da Vida viverão para sempre com o Senhor e desfrutarão da vida eterna ao seu lado. Algo de suma importância para nós foi o Senhor ter vindo a essa terra.
Nos dias do Antigo Testamento, a salvação se limitava apenas ao povo de Israel. No entanto, quando o Senhor veio a essa terra nos dias do Novo Testamento, todos neste mundo puderam ser salvos do pecado e se tornar cidadãos do reino dos céus. Eu não tenho palavras para expressar como sou grato pelo Senhor ter vindo a nós e nos aceitado como povo do reino dos céus.
 
 

O Senhor Jesus Veio a Essa Terra

 
O Natal é o dia em que celebramos a vinda do Senhor. Quem então é este Jesus que veio a essa terra? Embora Jesus tenha vindo a essa terra num corpo carnal como filho de José e Maria, ele era o próprio Deus. Além disso, ele não é apenas um Deus criado pelo homem, mas o Criador e o Rei dos reis.
Está escrito no texto bíblico deste capítulo: “E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida”.
Como podemos ver, Jesus nasceu na cidade de Davi. O que isso significa? Que Deus cumpriu sua vontade na história da humanidade, pois este Jesus que nasceu na cidade de Davi era o Cristo, o próprio Deus. Como também está escrito na Bíblia, Jesus Cristo nasceu como o Rei dos reis. O texto nos mostra que Jesus é o Rei dos reis e o próprio Deus. Ele é o próprio Deus, o supremo governador do universo. Em sua essência, Jesus é o próprio Deus soberano. Ninguém neste universo é maior do que Jesus Cristo.
Para nós que cremos no evangelho da água e do Espírito e vivemos pela fé, é importantíssimo entender e crer que Jesus é o verdadeiro Deus e a vida eterna (1 João 5:20). Todos nós recebemos a remissão de pecados da mesma maneira: ouvindo a Palavra do evangelho da água e do Espírito e crendo na Palavra da verdade. Mas depois que recebemos a remissão de pecados, o poder do Senhor pode se manifestar de uma forma grandiosa ou pequena em nossa vida, dependendo da maneira que entendemos quem é Jesus Cristo e de que cremos nele. Faz uma grande diferença vivermos pela fé crendo que Jesus Cristo é o próprio Deus e o Rei dos reis ou vivermos sem crer nisso. E a fé que determina se o poder de Deus se manifestará de modo abundante em nossa vida ou não.
O Senhor veio a essa terra como o Rei do reis e o próprio Deus. Foi ele quem nos tornou povo de Deus ao nos salvar do pecado. Mas se você, por outro lado, achar que Jesus é apenas seu Salvador e nada mais, seu poder não se manifestará na sua vida de fé. É por causa da falta de fé que o poder do Senhor não se manifesta. Então, quando este poder se manifestar em sua vida, as pessoas do mundo começam a te odiar e perseguir, e você passará por lutas e dificuldades. No entanto, se o poder do Senhor estiver em você, por mais que você seja fraco e imperfeito, você poderá viver totalmente pela fé, pois suas forças serão renovadas todos os dias.
Se você tem fé e crê que Jesus é o próprio Deus, você enfrentará qualquer desafio com coragem. E você poderá orar a Deus assim: “Senhor, eu estou passando por momentos muito difíceis. Por favor, me dê forças para que eu possa levar uma verdadeira vida de fé. Me ajude para que eu não seja covarde. Já que eu sou um falho, por mim mesmo eu não posso evitar ser um covarde em minha vida. Me ajude, Senhor, para que eu possa ter uma vida ativa e vitoriosa como um guerreiro que sempre vence suas batalhas. Tu me salvaste. Eu agora faço parte do teu povo e sou um filho teu que entrará no reino dos céus. Me dê forças, Senhor, para que eu possa vencer minhas fraquezas e com tua ajuda não venha me render às pessoas deste mundo nem seja derrotado por elas”.
Já que estamos levando uma vida de fé, você e eu temos que ter um entendimento correto de quem exatamente é o Senhor, nosso Salvador, e o que significamos para ele. Essa fé é a âncora que mantém firme nosso coração e deve governar nossa vida.
 
 

As Pessoas Hoje Vivem um Tempo Difícil

 
Os pastores e líderes religiosos deste mundo hoje tentam confortar sua igreja dizendo que Deus sempre os abençoará. Mas isso tudo é exagero e mentira. As pessoas hoje, cristãos e não-cristãos, e os santos também, enfrentam muitos problemas em sua vida.
Amados irmãos, se alguém crê somente na cruz ou diz que crê somente nela, porém não creem no evangelho da água e do Espírito, há ainda há pecado no seu coração porque sua fé é errada. Este é um método falso de salvação, pois através dele ninguém pode ser remido de seus pecados. Pessoas assim criam uma imagem de Jesus e creem nele à sua maneira, como se o adorassem como a um ídolo.
Deus ajuda as pessoas só porque elas oram a ele? Não, isso não é verdade. Muitos pastores neste mundo ensinam sua igreja pecaminosa que eles não precisam se preocupar com as dificuldades, pois Deus os ajudará simplesmente se eles orarem a ele. Mas tudo isso é mentira. Deus não recebe orações de pecadores (Isaías 59:1-2).
Quem de fato então recebeu a remissão de pecados? Os que creem no evangelho da água e do Espírito. Quem de fato nos salvou do pecado e nos tornou povo de Deus através da Palavra do evangelho da água e do Espírito? Foi o próprio Deus. Foi Jesus Cristo, nosso Salvador e o Rei dos reis. Jesus Cristo é o Juiz, o Salvador e o Criador que nos fez. Foi Jesus Cristo que nos abençoou, e é ele quem está assentado à direita do trono do juízo para punir e condenar os maus. Jesus é o Rei supremo. Ele é o Deus vivo que trabalha em nossa vida.
As religiões do mundo não passam de um produto criado pelo homem. Então, nunca creia em Jesus apenas como uma prática religiosa. Nosso Salvador não é uma imagem pintada na parede, mas o Deus vivo e imortal que trabalha em nossa vida a todo momento. Ele é o Deus vivo que protege os santos e renova suas forças quando eles passam por momentos difíceis. Mesmo quando você se sentir inseguro e achar que é imperfeito demais para levar uma vida de fé, e sentir que precisa de uma ajuda especial para continuar, se você confiar que Jesus Cristo é o seu Salvador e o próprio Deus, o Criador Todo-Poderoso que criou todo o universo e o Rei dos reis, ele responderá então as suas orações, te guiará, te ajudará e te abençoará. O fato de Jesus ter nascido na cidade de Davi, o maior de todos os reis de Israel no Antigo Testamento, significa que ele é o rei dos Reis. Significa que ele é o Rei soberano.
Então, se alguém afirma que foi salvo por crer em Jesus Cristo, mas acha que ele foi apenas um dos grandes sábios do passado como Confúcio ou Buda, ele irá sucumbir por causa da sua fé errada, será enganado por Satanás e terá uma vida muito amaldiçoada. O Jesus que salvou você e eu com o evangelho da água e do Espírito não é um destes sábios – ou seja, ele não é uma mera criatura, mas o próprio Deus Criador. E já que ele é aquele que existe por si mesmo, ele é o Rei dos reis. Ele reina e domina sobre todas as coisas, é o Juiz que concede a graça da salvação àqueles que merecem e amaldiçoa os que merecem também.
Quando recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, todos nós nos preocupamos em como será nossa vida a partir de então, o que comeremos, o que vestiremos. Mas se você crê realmente no evangelho da remissão de pecados, no evangelho da água e do Espírito, então você tem que saber quem de fato é o seu Salvador e que tipo de poder ele tem. O poder que eu e você temos não é importante, e sim o poder daquele que nos salvou do pecado e nos tornou povo de Deus. A pergunta então é se Jesus é Rei ou criatura, se ele é realmente onisciente e onipotente ou seu poder é limitado.
Como vemos, o poder de Jesus é o que determina nossa fé, e devemos entender isso corretamente. Se nós tivermos um entendimento preciso de tudo isso, então isso significa que cremos no Deus Todo-Poderoso, e, portanto, podemos buscá-lo em oração e receber sua ajuda. Em outras palavras, é assim que podemos levar uma vida de fé. Tanto Jesus como Davi são da casa de Judá. Isso significa então que já que Jesus nasceu da casa de Davi, ele é da linhagem real.
Segundo a tradição de Israel, somente os descendentes da tribo de Judá poderiam herdar o trono e se tornar reis. No que diz respeito aos sacerdotes, somente os descendentes de Aarão, da tribo de Levi, poderiam assumir o sacerdócio. Só essa tribo tinha o privilégio de servir a Deus no tabernáculo. Essa regra foi determinada por Deus. Nem todos podiam se reis. De quem o rei Salomão era descendente? Ele era filho de Davi, da tribo de Judá. Qual a linhagem de Davi? Sua linhagem era da casa de Judá. Jesus Cristo também era da linhagem da casa de Davi, da tribo de Judá. Isso nos mostra que ele é o rei celestial. E isso significa também que ele veio a essa terra como Rei para salvar seu povo dos seus pecados e guiá-los. É por isso que eu fico muito triste e profundamente ofendido quando eu vejo pessoas que creem em Jesus somente como uma prática religiosa, sem entender a Bíblia corretamente ou subestimando Jesus e seu poder. Eu às vezes até sinto vontade de xingá-las e dizer: “Seus idiotas! Vocês só fazem essas bobagens porque creem assim!”
Amados irmãos, se não tivéssemos sido salvos do pecado, Deus não ouviria nossas orações. Ele ouve nossas orações justamente porque recebemos a remissão de pecados. Agora, há uma condição: nossas orações primeiro devem ser sensatas e estar em conformidade com o reino e a justiça de Deus. É para isso que devemos pedir a ajuda de Deus. Só então ele ouvirá nossas orações, nos responderá e nos guiará. Deus deixou isso bem claro para nós. É por isso que você e eu temos que viver pela fé, como diz a Bíblia: “O justo viverá da fé”.
Você pode perguntar então: “Como eu posso viver pela fé se nunca fiz isso antes?” É mais fácil do que você pensa: Tudo que você tem a fazer é olhar para seus pais na fé, seguir os líderes da igreja e buscar seu conselho. Você acha que a função do seu pastor é só pregar? Não, seu pastor é mais do que um pregador; ele é seu líder.
Minha mente está cheia de idéias de como podemos pregar o evangelho em todo o mundo através da igreja. Mas embora não seja uma tarefa fácil, eu enfrento estes desafios porque creio em Deus e o sigo. Eu encaro essas lutas e enfrento o desafio de sempre criar ideias novas pela fé porque creio em Deus e ele é meu Rei. E mesmo quando eu não tenho nada em vista, eu enfrento os desafios pela fé e sigo em frente. É assim que eu faço a obra de Deus.
Mas e você? É assim que você faz a obra também? Sim, eu sei que você faz tudo pela fé. E é isso que significa viver pela fé. Todos vocês têm que aprender a viver assim. Eu estou certo de que se vocês aprenderem a ter essa fé e entenderem que quem os salvou foi o Deus Todo-Poderoso e o soberano Rei dos reis, além de compreenderem que ele tem poder, confiarem nele pela fé entendendo bem isso, pedirem sua ajuda e buscarem sua justiça, o Senhor com certeza abrirá todas as portas para vocês. Todos nós temos que permanecer na Palavra, vendo as coisas deste mundo e as coisas que virão pela fé. Deste modo, o Senhor nos mostrará o que acontecerá a este mundo. Pela fé, temos que ver e entender o que acontecerá nos anos que virão e nos preparar para isso agora, embora tudo isso ainda não esteja visível para nós no momento.
Quando José se tornou o primeiro ministro do Egito, ele sabia que haveria sete anos de fome e guardou provisão para este sete anos com a colheita que ainda era abundante. Ele criou depósitos em toda a nação. Depois de sete anos, houve mesmo fome no Egito. E o que fez José? Distribuiu os grãos que estavam guardados nos depósitos e alimentou o povo do Egito e sua família. Do mesmo modo, fé é crer na Palavra de Deus e segui-la, além de preparar tudo através dela. Vocês precisam aprender isso. Se vocês agirem conforme sua vontade e usar seus próprios métodos, seus esforços não terão efeito algum, pois sua fé não estará em Deus.
Algum tempo atrás, eu dei o seguinte conselho a uma de nossas irmãs que trabalhava como costureira: “Já que você tem tanto talento, porque você não abre um negócio e começa a desenhar e criar suas próprias roupas ao invés de ficar apenas consertando? No começo pode ser difícil, mas eu tenho certeza que você vai conseguir”. A princípio, pareceu que ela tinha aceitado meu conselho, mas depois ela me disse que não podia fazer aquilo. Ela não confiou no meu conselho. Se ela não encarar seus desafios pela fé, ela passará o resto de sua vida consertando roupas. A pessoa que apenas conserta roupas pode se tornar a estilista mais famosa do mundo, ainda mais se ela recebeu a remissão de pecados, for guiada por Deus e perseguir isso pela fé. Embora eu não entenda nada sobre confecção e não saiba fazer nada com um pedaço de tecido, até eu posso criar algo se me dedicar a isso. Tudo é possível se enfrentarmos nossos desafios pela fé. Eu sei disso porque creio em Deus. Aqueles que creem em Deus recebem dele seu poder. Eu estou certo que, em apenas um ano, eu iria me sobressair mais do que estilistas experientes. Isso com certeza é possível.
Você acha que eu estou delirando por dizer isso? Não. Se precisarmos de dinheiro para pregar o evangelho, o Senhor nos dará essas habilidades. Tudo que temos a fazer é aceitar o desafio pela fé. Nós poderemos alcançar nossos objetivos se começarmos a fazer a obra passo a passo e pela fé. Dinheiro não surge num passe de mágica. Mas se enfrentarmos nossos desafios pela fé, nos prepararmos bem e nos dedicarmos para isso, nós alcançaremos nossos objetivos e ainda iremos além. Quem não tem fé só entende isso depois que fracassa. Os fiéis, por outro lado, creem que serão bem sucedidos mesmo quando não têm nada no começo, pois trabalham duro para conseguir tudo. Nós temos que viver pela fé.
Jesus Cristo nasceu na cidade de Davi, mas José vivia numa cidade chamada Nazaré. Jesus então poderia ter nascido em Nazaré. Ele às vezes é chamado na Bíblia de Jesus de Nazaré porque foi nessa cidade que ele cresceu. Mas ele nasceu em Belém, a cidade de Davi. Naqueles dias, José e Maria não tiveram opção e foram obrigados a ir para a cidade de Davi, a fim de cumprir o decreto do imperador romano. Isso aconteceu pela providência de Deus. Tudo aconteceu conforme ele havia planejado. O próprio Deus prometeu que Jesus Cristo nasceria em Belém, e foi por essa razão, para cumprir essa profecia, que Deus levantou Augusto como imperador romano, permitiu que Israel se tornasse colônia de Roma e seu imperador fizesse este decreto.
É assim que Deus age na história. Ele controla a história do mundo. Nós temos que aprender a ter fé. Todos podem aprender o evangelho da água e do Espírito, e quem tem um coração humilde e sincero pode aceitá-lo e recebê-lo. Melhor dizendo, todos podem ser salvos. No entanto, ninguém pode aprender sobre a fé sozinho.
Antes de andar de bicicleta, as crianças aprendem a andar de velocípede, e só depois aprendem a andar de bicicleta. Mas não são seus pais que as ensinam isso, e sim outras crianças maiores. Algumas delas também aprendem isso com os seus amigos: “Me ensina a andar de bicicleta? Claro que te ensino. Eu vou segurar atrás para você”. “Mas e se eu cair?” “Não se preocupe”. Embora se atrapalhem e caiam algumas vezes enquanto estão aprendendo a andar de bicicleta, no fim todas conseguem. Seus irmãos mais velhos e amigos as ensinam a fazer isso: “Eu vou te mostrar como andar de bicicleta. Você não precisa se preocupar. Olhe para frente, segura firme no guidão e pedale sem parar. Se você achar que está indo rápido demais, aperte aqui. Isso é o freio”. Do mesmo modo, temos que aprender sobre a fé com nossos pais na fé.
Temos que orar em momentos difíceis. Você só terá a ajuda de Deus se pedir a ele. Mas se, ao contrário, você quiser fazer tudo sozinho e sem a ajuda de Deus, sem antes orar a ele e pedir sua ajuda, você não terá sua ajuda e suas orações não terão efeito algum. Isso é o mesmo que dizer a Deus: “Senhor, eu mesmo vou cuidar de tudo. Por que tu não descansas um pouco?” O que resta para Deus fazer então? Como é que ele pode agir em sua vida? Quando você estiver com problemas, você tem que fazer com que Deus saiba disso e pedir sua ajuda, e depois fazer tudo que puder. É assim que você receberá a ajuda de Deus.
Você está entendendo agora? A fé não é algo que pode ser aprendido. Muitos pulam de alegria ao receber a remissão de pecados, mas, na verdade, no que diz respeito a receber a fé verdadeira, isso é só o começo. É aí que começa a verdadeira fé. O que eu quero dizer com isso é que você tem que começar a aprender a ter uma vida justa de fé na igreja e com seus pais na fé a partir do momento que você nasce de novo no evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, você tem obedecer aos seus líderes na igreja para não ser enganado por Satanás e acabar perecendo.
Pouco depois de Jesus nascer nessa terra, depois que o rei Herodes soube disso através dos sábios do Oriente, houve um momento de alegria em Jerusalém. Mas como estes sábios do Oriente enganaram o rei Herodes e não disseram aonde Jesus tinha nascido, ele ficou irado e ordenou aos seus servos que matassem todas as crianças até dois anos de idade nascidas na cidade de Belém. Então, houve um massacre naquela região. Isso aconteceu porque os sábios do Oriente se desviaram da estrela guia e foram ver o rei Herodes. Do mesmo modo, se você não for guiado por Deus, você perecerá. Mesmo que você tenha recebido a remissão de pecados, será impossível evitar a morte.
Seguindo o curso da estrela, os sábios do Oriente chegaram a Belém e encontraram Jesus. Mas o que Deus disse a eles depois que eles ofereceram presentes a Jesus e iam voltar para casa? Ele disse a eles para tomar outro caminho, e não o mesmo pelo qual tinham vindo. Eles tomaram outro caminho então, segundo a orientação de Deus, e o rei Herodes rangeu os dentes de raiva quando soube disso. Ele esperava seu retorno, pronto para matar o Senhor, assim como os sábios, logo que descobrisse onde ele estava.
Mas Deus guiou aqueles homens em segurança. Ele disse a eles para não tomar o mesmo caminho por onde tinham vindo, mas para tomar outro caminho. E foi isso que eles fizeram. José e Maria também fugiram de Belém depois que Jesus nasceu, pois foram avisados por um anjo. Todos eles foram salvos da morte porque seguiram fielmente a orientação que o Senhor lhes deu.
 
 

É Muito Importante Você Ser Guiado por Servos de Deus

 
Só que muitas pessoas se recusam a ser guiadas por servos de Deus. Você acha que só porque você recebeu a remissão de pecados, você não precisa mais ouvir o conselho dos seus pais na fé e que eles estão te chateando com isso? A maioria das pessoas detesta ouvir esses conselhos. E não são poucos os que acabam desistindo da sua vida de fé por causa do seu orgulho e dizem assim: “Será que eles acham que eu sou criança? Será que eles pensam que são melhores e mais justos do que eu? Essa igreja está me irritando! Eu detesto quando eles ficam me dando ordens como se eu fosse um garotinho, me dizendo para fazer isso e aquilo. Eu desisto! Foi muito bom receber a remissão de pecados, mas eu estou muito chateado para continuar nessa igreja”.
Você tem que deixar de lado seu orgulho e o que pensa. Todos que receberam a remissão de pecados agora são novas criaturas em Cristo. A Bíblia diz que “se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17). Amados irmãos, sua fé é nova porque vocês estão vivendo uma nova vida. Vocês não possuem mais aquela velha vida. Tudo agora é novo. Vocês precisam então aprender tudo de novo e seguir seus pais na fé desde o começo. Vocês têm que serem humildes. Até os que receberam a remissão de pecados há bastante tempo, se julgarem tudo por si mesmos e tomarem decisões sozinhos, acabarão perecendo. Todos precisam ser instruídos e guiados pela igreja. Se alguém tem dúvidas, ele tem que perguntar. E isso não é algo que deve ficar apenas em nossas palavras, mas que devemos fazer todos os dias.
Por exemplo, vamos dizer que você não tem mais comida. Não que você esteja precisando de alimento, mas que você não tem dinheiro para comprar nada. Nós passamos necessidades na nossa vida às vezes e não temos dinheiro para comprar nada. Quando isso acontece, não tem problema algum nós pedirmos ajuda a alguém para suprir nossas necessidades, mas a primeira coisa que temos que fazer é pedir ajuda a Deus, confiar nele, e só depois buscar uma solução. Aí então é que ele trabalhará em nossa vida. É isso que significa andar com o Senhor. Se não formos guiados pelo Senhor, com certeza pereceremos.
Quando você faz o que quer na sua vida de fé, seus pais na fé te avisam para você não fazer isso. Mas se você não ouvi-los e não seguir seus conselhos, você desistirá da sua vida de fé e acabará morrendo. E se alguém que recebeu a remissão de pecados desistir da sua vida de fé, ele não estará desistindo apenas dela, mas da sua própria vida. Os nascidos de novo que desistem da sua vida de fé acabam desistindo da sua própria felicidade. Alguns de vocês podem até achar que eu sou muito duro ao dizer isso, mas minha intenção não é ser rude. Longe disso, eu digo isso com todo amor porque isso precisa ser dito. E o que eu estou dizendo aqui é algo indispensável para vocês.
A vida de fé que levamos após recebermos a remissão de pecados tem tudo a ver com nossa felicidade. Se alguém que recebeu a remissão de pecados não leva uma vida de retidão pela fé, nada na sua vida dará certo. É por isso que você tem que aprender a levar sua vida de fé de modo correto, aprender sobre a fé e fazer tudo a seu tempo. Embora não seja possível dar passos grandes no início, você tem que aprender a dar passos pequenos e ir progredindo aos poucos em sua vida de fé. Aos poucos você conseguirá resolver seus problemas pela fé e ter a ajuda de Deus em sua vida. É essa justamente a verdadeira vida de fé.
Alguns anos atrás, quando eu não tinha nada, eu orava a Deus e dizia a ele: “Senhor, eu não tenho nada. Eu não sou rico. Eu não tenho dinheiro para comprar alimento, quanto mais para fazer compras. Eu não tenho um centavo sequer. Eu não tenho nem 30 dólares para pagar o aluguel do meu quarto. Eu não sou seu servo, Senhor? Já que eu sou seu servo, como posso ser tão paupérrimo? Mas eu creio que tu estás permitindo que eu passe por isso porque tu estás me preparando para fazer tua vontade em minha vida. Senhor, apesar de não ter nada, eu quero continuar fazendo tua vontade. Eu obedecerei à tua vontade. Senhor, eu não tenho nada para comer agora. Eu estou muito envergonhado de pedir e fraco demais para trabalhar duro; então, dá-me algo para comer. Ajude-me a conseguir um emprego”. O Senhor então veio ao meu auxílio, e eu consegui arrumar um emprego para ganhar a vida. Depois, o Senhor permitiu que eu fundasse uma Igreja e pregasse o evangelho da água e do Espírito até hoje.
Amados irmãos, sua vida de fé não é mera teoria. Jesus é real. Sua vida é real. Você não está passando por dificuldades agora? Sua luta não é uma ilusão, mas algo real. Quando nós ouvimos sobre as lutas que alguém tem enfrentado, pensamos que não é real, mas é algo muito real quando acontece conosco. É nessas horas que temos que orar fervorosamente a Jesus, que nos salvou e é nosso Pastor de verdade, e não apenas fruto da nossa imaginação. O Senhor certamente resolverá todos os nossos problemas se nossa vida de fé for guiada por ele, dermos um passo de cada vez, nos achegarmos a ele e orarmos assim: “Senhor, é isso que eu estou passando. Me ajude, por favor. Me livre dessas dificuldades e resolva meus problemas, a fim de que eu possa ter uma vida de fé feliz e abundante”.
Um dos nossos pastores tinha algumas dívidas quando era apenas um membro de nossa igreja. Ele tinha um emprego, mas raramente conseguia arcar com seus compromissos no fim do mês e era impossível pagar todas as suas dívidas. Eu então o aconselhei assim: “Você tem que abrir um negócio, mesmo não tendo muito capital para isso. Você não poderá aumentar seus rendimentos se não tiver um negócio. O salário que você ganha no seu emprego mal dá para você sobreviver. Abra um negócio então”. Embora suas expectativas fossem pequenas no começo, ao seguir meu conselho, seu negócio prosperou, ele conseguiu pagar todas as suas dívidas e passou a viver muito bem. Hoje ele é servo e obreiro de Deus.
Eu estou contando essa história para mostrar como é algo indispensável sermos guiados por Deus em nossa vida, como este irmão. Mas para sermos guiados por Deus, nós temos que crer de todo o nosso coração que Jesus Cristo é o nosso Rei, o Rei dos reis e o Rei do poder. Jesus Cristo é o nosso verdadeiro Rei. “Emanuel” significa que Jesus Cristo, o próprio Deus, está conosco. “Cristo” se refere ao Rei dos reis e também significa o Ungido. E este Rei dos reis veio a essa terra como o Salvador que livrou seu povo dos seus pecados e nos salvou de um modo perfeito. Ao vir a essa terra para nos salvar, ele apagou todos os seus e os meus pecados, e agora está guiando e ajudando a nós, que somos seu povo.
Foi isso o que o Senhor nos disse: “Todos vocês podem fazer o que quiser; vivam como vocês quiserem. Eu não me importo com o que vai acontecer com vocês”? Claro que não! O Senhor não somente nos salvou, mas também é nosso Pastor que caminha ao nosso lado e nos guia pelo caminho correto, o caminho da felicidade, das bênçãos e da verdade. Mas como é que o Senhor faz isso? Ele faz isso através da Igreja de Deus.
 
 

O que Acontecerá Se o Senhor Não Encontrar Lugar em Nosso Coração?

 
Vamos ler Lucas 2:6-7 agora: “E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem”.
Quando José e Maria chegaram à cidade de Davi, Maria estava perto de dar à luz. A gestação da mulher geralmente dura nove meses. E como Jesus Cristo estava para nascer, Maria precisava de um lugar para tê-lo. Embora coisas abomináveis aconteçam em hotéis e pousadas hoje em dia, naquela época não era assim. As hospedagens eram lugares onde os viajantes cansados podiam comer e descansar. De todo modo, todas as pousadas na cidade de Davi naquela ocasião estavam cheias. E é bem provável que havia muito gente na cidade por causa do decreto do imperador romano.
Então, já que não havia um quarto na hospedaria, Maria teve que ficar num estábulo e deu à luz a Jesus ali, envolvendo-o logo depois em panos e colocando-o numa manjedoura. Uma manjedoura é um tabuleiro usado para alimentar animais. Nós vemos então que Jesus nasceu num estábulo, um lugar onde ficavam os animais. A Bíblia também diz aqui que Maria deu à luz ao seu filho primogênito, o envolveu em panos e o colocou numa manjedoura.
O que significa “filho primogênito” aqui? Significa que Jesus foi o primeiro filho de Maria. Em outras palavras, que ela deu à luz pela primeira vez. A Bíblia diz que a virgem Maria concebeu Jesus porque creu na Palavra, mas ela não dormiu com José até que seu filho nascesse. A Bíblia diz também que ela deu à luz ao seu filho primogênito. Todos os discípulos de Jesus conheciam muito bem sua família, pois eles o acompanhavam a todos os lugares. Por que então que os discípulos, que conheciam muito bem a família de Jesus, escreveram que ele foi o primogênito de Maria? Porque Maria teve mais seis ou sete filhos de José depois do nascimento de Jesus. Então, eu não consigo deixar de rir dos ensinamentos da Igreja Católica Romana sobre os outros filhos de José e Maria, que eles afirmam ser primos de Jesus só para deificar Maria.
Está escrito no texto bíblico deste capítulo que Maria deu à luz a Jesus, seu filho primogênito, e o pôs numa manjedoura envolvido em panos. O que isso nos diz? Que Deus tomou emprestado o corpo da virgem Maria por algum tempo a fim de vir a essa terra como um homem. Foi por isso que ele disse: “Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel”. O nome “Emanuel” aqui indica que Deus nasceu nessa terra encarnado como um homem para estar junto a nós. Melhor dizendo, o próprio Deus veio habitar com o homem nessa terra. Isso significa que o Senhor tornou seus filhos pessoas simples como nós, e agora habita conosco. Foi por isso que Maria disse para o anjo que era uma simples serva para Deus; e você e eu também temos que confessar que somos seres simples assim. Mas o Senhor veio para salvar realmente pessoas desprezíveis como nós, levar nossos pecados sobre seu corpo, morrer crucificado, ressuscitar dos mortos e purificar assim todos os nossos pecados. Deus, ao nos tornar seus filhos santos e sem pecado, nos recebeu em seus braços.
Assim como Deus usou Maria para realizar sua obra de justiça, ele também está nos usando como instrumentos da sua justiça para pregar o evangelho em todo o mundo. Deus usou Maria como ele nos usa, como instrumentos da sua obra de justiça. Então, jamais devemos colocar Maria no mesmo nível que Jesus e o Pai.
Quando os católicos rezam, eles dizem assim: “Ave Maria, cheia de graça, rogai por nós, pecadores”. E eles também oram para São Pedro e uma infinidade de santos para que intercedam por eles. Só que eles não podem fazer isso. Embora Maria tenha sido uma mulher cheia de graça, ela era apenas um ser humano criado por Deus. Por essa razão, ela não deve ser tão exaltada. É errado deificá-la desse jeito.
Jesus Cristo tomou emprestado o corpo da virgem Maria por algum tempo para nascer na cidade de Davi e cumprir a promessa de que viria nos salvar. Maria não concebeu Jesus porque era esposa de Deus. Maria é apenas alguém que recebeu a graça de Deus como nós. Quando o anjo apareceu para ela, ele disse: “Salve, agraciada”, e que ela foi “bendita entre as mulheres”. Isso significa que já que recebemos a remissão de pecados quando ouvimos a Palavra de Deus e cremos nela, nós agora somos usados por Deus assim como foi Maria.
Mas há muitos hoje que adoram mais a Maria do que a Jesus, e a deificam e adoram como um ser divino. Isso teve início nas religiões pagãs. As religiões pagãs costumavam adorar várias deusas, e Aserá era uma delas. As sociedades na época eram agrárias e a religião estava ligada ao culto feminino para se obter bênçãos celestiais por causa da fertilidade. Até hoje as pessoas estão ligadas a essas coisas, como a deusa da fortuna. Por exemplo, quando Brasil e Alemanha fizeram a final da copo do mundo, as pessoas discutiam sobre quem a deusa da fortuna iria favorecer. Elas deificaram uma mulher e a adoram como se fosse uma deusa.
Do mesmo modo, os católicos colocam Maria acima de Jesus e oram assim: “Ave Maria, cheia de graça”. Essa oração mostra que Maria pode conceder graça e salvação. A graça na frase “cheia de graça” se refere ao amor de Deus e o seu dom. Se refere à sua misericórdia, melhor dizendo. Mas será que o ser humano pode conceder misericórdia a outro ser humano? O homem pode até ter um pouquinho da misericórdia de Deus por ter sido criado à sua imagem, mas ele não concede graça como Deus. Ele pode até desejar isso em sua mente e coração, mas não pode fazer isso.
Como você sabe muito bem, tem muita gente que adora Maria. Mas, na verdade, Maria não merece adoração alguma. Jesus é o seu Salvador, embora tenha nascido dela. Mas parece que Maria se esqueceu disso algumas vezes. Quando lemos o evangelho de Lucas, vemos que quando Jesus tinha doze anos, toda a sua família foi para Jerusalém para a festa da Páscoa, e quando voltaram, Maria e José se perderam dele. Então, eles voltaram a Jerusalém e acharam Jesus no Templo, conversando com os rabinos judeus. Jesus estava ensinando-os. Ao ver isso, Maria disse: “Por que tu estás aqui? Eu estava te procurando em todo lugar e pensei que tu tinhas te perdido”. Mas Jesus lhe respondeu: “Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?”
Isso significa que, embora Maria fosse a mãe carnal de Jesus, que deu à luz a ele e cuidou dele, aos olhos de Jesus ela era apenas uma criatura. Jesus só tomou seu corpo emprestado por algum tempo. E só porque Maria era sua mãe carnal, isso não significa que ela era maior do que ele ou seu líder. Se Maria tivesse dado à luz somente a Jesus e mantivesse sua castidade, nós até que teríamos algum respeito por ela. Nós a respeitaríamos assim como respeitamos os padres católicos e as freiras por não se casarem e viverem para fazer boas obras. Só que Maria teve outros filhos, todos irmãos carnais de Jesus. Alguém pode até discordar disso dizendo que não é pecado gerar filhos, mas eu só estou dizendo isso para explicar que ninguém pode colocar Maria acima de Jesus ou dizer que ela é esposa de Deus.
As pessoas pensam muito em Deus e em Jesus de um modo carnal, baseando-se nos seus próprios padrões. Deixe-me te contar uma história engraçada. Há muito tempo, havia dois irmãos, mas um dia o mais velho morreu e seu irmão mais novo passou a tomar conta do filho dele. Ao ver que seu sobrinho parecia muito sozinho, sugeriu que ele frequentasse uma igreja. Seu sobrinho então começou a frequentar uma igreja e, aconselhado pelo seu pastor, levou seu tio para a igreja também. O tio, que foi para a igreja só por causa do sobrinho, se sentou e o viu orando, clamando ao Pai. Ao ver isso, seu tio pensou que já que seu sobrinho chamou Deus de Pai, Deus era seu irmão, já que ele era tio do rapaz. Mas como ele achou estranho Deus ser seu irmãozinho, ele chegou à conclusão que deveria chamá-lo de “irmãozão”. Ele disse então enquanto orava: Obrigado, Jesus, meu “irmãozão”. Eu vim a essa igreja hoje com meu sobrinho e te peço que nos abençoe”.
Muitas pessoas costumam olhar para Deus e para as coisas espirituais segundo sua visão e entendimento carnais. Isso é um absurdo! O tio da nossa história chamava Deus de seu irmão porque era ignorante; e como ele, muitos hoje em dia adoram Maria e a chamam de mãe de Deus. Os católicos geralmente oram assim: “Santa Maria, Rainha do céu, rogai por nós, pecadores”. Mas o que significa Rainha do céu? Não significa que Maria é a esposa do Pai de Jesus Cristo – ou seja, de Deus Pai? Não significa também que ela está acima de Jesus? Ao vermos isso em termos carnais, a mãe de fato está acima do seu filho porque é igual ao pai, não é verdade?
Pelo menos em termos carnais, isso é verdade. E é por isso que os católicos colocam Maria acima de Jesus o oram assim: “Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte”. Eles vivem orando a Maria. Mas isso está totalmente errado, pois é uma maneira carnal de pensar. Crer desse jeito e orar assim é uma blasfêmia contra Deus. É um atalho para o inferno. Os católicos dizem que creem em Maria, mas também creem em Jesus. E é por isso que eles oram para eles, para Deus e para o Espírito Santo. Mas isso está certo? Não, está totalmente errado.
Por isso que é muito importante termos o conhecimento correto e aprendermos como levar uma verdadeira vida de fé. Antes, quando eu era escravo do mundo, eu achava que era esperto. Então, eu tive um encontro com o Senhor e passei a viver no reino da fé. Mas para mim isso foi muito difícil, pois eu nunca tinha trilhado essa estrada antes. Para mim não seria problema algum se eu só tivesse que levar uma vida religiosa, já que eu tinha experiência nisso, mas só que eu nunca tinha vivido pela fé.
Deus então me preparou, mas essa preparação foi muito dura. Ele me colocou sozinho num deserto espiritual para me disciplinar. É por isso que eu hoje posso ensinar o que é levar uma vida de fé correta. Se eu tivesse vivido no luxo depois que tive um encontro com o Senhor e não tivesse tido nenhuma dificuldade, eu não poderia dizer nada sobre levar uma vida de fé. Mas já que eu cria no Senhor e sabia muito bem quem era ele, eu enfrentei meus desafios pela fé e passei a levar uma verdadeira vida de fé, entendendo bem o que significava isso. Já que eu confiava no Senhor e o seguia, ele abriu as portas para mim.
Portanto, temos que confiar em Jesus, nosso Salvador, andar com ele, orar a ele e viver em comunhão com ele, tendo a certeza de que ele é o nosso Rei e Salvador, e que ele sempre estará vivo.