Bài giảng

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 7-1] Nós Somos Como Aqueles que Deviam 500 Denários (Lucas 7:36-50)

Nós Somos Como Aqueles que Deviam 500 Denários(Lucas 7:36-50)
“Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa. E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento; e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-lhe os pés e os ungia com o ungüento. Ao ver isto, o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: ‘Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecador.’ Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: ‘Simão, uma coisa tenho a dizer-te.’ Ele respondeu: ‘Dize-a, Mestre.’ Certo credor tinha dois devedores: ‘um lhe devia quinhentos denários, e o outro, cinqüenta. Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais?’ Respondeu-lhe Simão: ‘Suponho que aquele a quem mais perdoou.’ Replicou-lhe: ‘Julgaste bem.’ E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: ‘Vês esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. Não me deste ósculo; ela, entretanto, desde que entrei não cessa de me beijar os pés. Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta, com bálsamo, ungiu os meus pés. Por isso, te digo: perdoados lhe são os seus muitos pecados, porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.’ Então, disse à mulher: ‘Perdoados são os teus pecados.’ Os que estavam com ele à mesa começaram a dizer entre si: ‘Quem é este que até perdoa pecados?’ Mas Jesus disse à mulher: ‘A tua fé te salvou; vai-te em paz’”.
 
 

De Quantos Pecados Deus Nos Perdoou?

 
Jesus perdoou todos os nossos pecados de uma só vez através do evangelho a água e do espírito. Aqueles que conhecem e crêem na justiça de Deus não podem ter pecado em seu coração. Aqueles que receberam a remissão de pecados por crerem no evangelho da água e do espírito são os que crêem e conhecem bem Jesus. Foi para remir todo pecado do mundo de uma vez por todas que nosso Senhor veio a este mundo e foi batizado por João Batista, derramando assim seu sangue na cruz. Aqueles que crêem no evangelho da água e do espírito não têm pecado porque o Senhor levou todos eles de uma vez ao receber o batismo e derramar seu sangue na cruz. Jesus disse à mulher que ungiu seus pés com unguento: “A tua fé te salvou; vai-te em paz.” Os que crêem no evangelho da água e do espírito, que é a justiça de Jesus, não têm mais pecado algum.
Disse Jesus a Simão o fariseu: “Certo credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários, e o outro, cinqüenta. Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais?” Respondeu-lhe Simão: “Suponho que aquele a quem mais perdoou.” Replicou-lhe: “Julgaste bem.” Jesus disse que aquele que foi mais perdoado é o que mais o ama. Ele disse que quem crê que ele perdoou todos os pecados do mundo através do evangelho da água e do espírito não tem pecado.
À luz dessa palavra, como está a sua situação? Nosso Senhor disse que uma pessoa devia quinhentos denários e a outra, cinquenta denários, mas o credor perdoou a dívida dos dois porque nenhum deles tinha como pagá-la. Isso significa que Jesus apagou todos os nossos pecados de uma só vez e aquele que crê neste evangelho da água e do espírito não tem mais pecado algum.
Então o mais importante na verdade é como conhecemos e cremos no evangelho. Alguns acham que cometeram tantos pecados como aquele que devia quinhentos denários. E como pessoas destinadas ao inferno, alguns pensam que o único modo de receber a remissão dos pecados é crer na justiça de Deus diante de sua presença. Os que podem receber a remissão dos pecados de seu coração são os que realmente crêem que o Senhor levou todos estes pecados com o batismo que recebeu e de seu sangue derramado na cruz. Os que compreendem que não teriam outro destino a não ser enfrentar o juízo por seus pecados puderam receber o perdão por crerem na justiça de Jesus que os salvou de todos os seus pecados, como aquele homem que devia quinhentos denários. Por isso Jesus disse que aquele que foi perdoado da dívida de quinhentos denários amava mais a ele do que aquele que foi perdoado da dívida dos cinquenta denários.
Aqui Jesus ilustra esta situação com estas duas pessoas, a mulher que ungiu seus pés com unguento e secou com seus próprios cabelos, e o fariseu que o convidou para jantar. O Senhor perdoou os dois da mesma maneira. O Senhor apagou os pecados dos dois de uma só vez. Aqueles que são iguais ao fariseu permanecem pecadores mesmo achando que levam uma vida perfeita, enquanto outros que parecem pecadores terríveis, e o são na verdade, se tornaram justos ao vir para a presença de Deus recebendo a remissão dos pecados. Assim como o fariseu e a pecadora na cidade, Deus salvou todo ser humano da mesma forma. Os dois tinham uma dívida tão grande que jamais poderiam quitá-la, mas o Senhor sabia disso e saldou as mesmas.
 
 

Nosso Senhor Apagou Todos os Pecados de Todos Neste Mundo

 
O Senhor é o Salvador que apagou os pecados de todos de uma só vez com o evangelho da água e do espírito, não importa o tamanho destes pecados. Mas as pessoas se vêem através de sua própria ótica e não do ponto de vista do Salvador. E por isso concluem: “eu peco menos que os outros” ou “eu peco mais que todo mundo”. Contudo, somos todos iguais para Deus. Éramos aqueles que não tinham outra escolha a não ser ir para o inferno porque todos nós tínhamos pecado. Nós não vamos para o inferno porque pecamos em relação às coisas materiais e nem vamos para o céu só porque não cometemos pecado algum. Diante de Deus éramos todos pecadores, não importa se cometíamos muitos ou poucos pecados. Eu fico um pouco envergonhado de usar esta ilustração, mas um quarto está sujo mesmo tendo um pouco ou muitas fezes nele. As consequências são as mesmas, já que ambos cheiram mal e precisam tiradas para que eles fiquem limpos.
Assim nosso Senhor apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do espírito. Para Deus, Jesus acabou com todos os nossos pecados de uma vez. As pessoas só podem receber o perdão de seus pecados se crerem na justiça de Jesus. Não pode mais haver pecado em seu coração se elas crerem no evangelho da água e do espírito. Porém, se ainda há pecado em seu coração mesmo depois de crerem no evangelho da água e do espírito, que é a justiça de Jesus, é porque não elas creram neste evangelho da forma certa. Aqueles que não entendem direito o evangelho da água e do espírito não podem receber a purificação de seus pecados.
Nosso Senhor comparou a mulher que ungiu os pés de Jesus com unguento e secou com seus cabelos com aquele que devia quinhentos denários, e Simão o fariseu, com aquele que devia cinquenta denários. Qual dos dois então amou mais a justiça de Jesus? É claro que o que recebeu o perdão maior da dívida amou mais a Jesus.
Precisamos entender que somos como aquele que devia quinhentos denários, igual àquela mulher. Porque assim como Jesus levou os pecados daquela mulher, ele também levou os nossos pecados quando veio a este mundo e recebeu o batismo de João Batista. Todos os pecados do homem foram passados para o corpo de Jesus através do batismo que ele recebeu de João Batista. Portanto, devemos crer no evangelho da água e do espírito para que todos os nossos pecados sejam purificados.
Mesmo tendo cometido tantos pecados, como a dívida dos quinhentos denários, podemos crer que não os temos mais, já que cremos no evangelho da água e do espírito. Nós não temos pecados porque Jesus levou todos eles ser batizado e derramar seu sangue, e porque ele considera pessoas sem pecado nós que cremos no evangelho da água e do espírito. Nós recebemos a salvação de todos os nossos pecados e nos tornamos justos por crermos na justiça de Jesus porque Jesus foi batizado e levou todos eles sobre si.
 
 

Nós Não Temos Pecado Porque Cremos que Jesus Perdoou Todos Eles

 
Nós que cremos no evangelho da água e do espírito não temos pecado porque Jesus veio a este mundo e foi batizado por João Batista, levando sobre si todos os nossos pecados de uma vez e derramando seu sangue na cruz. Nós continuaremos sendo pecadores se não crermos que o batismo de Jesus e seu sangue na cruz foram para nossa salvação. E eu quero dizer novamente que nos tornamos pessoas sem pecado porque nosso Senhor remiu todos os nossos pecados de uma vez por todas com o evangelho da água e do espírito. Foi assim que o Senhor purificou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do espírito.
Não existe ninguém neste mundo que pode receber a remissão de pecados resolvendo por si mesmo o problema dos pecados que cometeu. Mesmo tendo uma vida justa, ninguém não pode resolver o problema dos pecados que cometeu. Portanto, todos necessitam da justiça de Jesus. Se alguém diz que não tem pecado e crê na justiça de Jesus, este recebeu a remissão dos seus pecados, e, tendo esta fé, ele pode ser considerado como alguém sem pecado. Este se tornou alguém sem pecado e ficou alvo como a neve porque Deus apagou todos os seus pecados com sua misericórdia e amor. Todos que não foram purificados de seus pecados por não crerem no evangelho da água e do espírito ainda têm pecados em seu coração. Ninguém pode ser totalmente purificado dos seus pecados se não for através do evangelho da água e do espírito. É impossível alguém purificar seu próprio pecado, mesmo com a melhor das intenções.
O bidê foi introduzido como um novo objeto no banheiro. E dele sai água quente e fria ao mesmo tempo. A água quente é para lavar as genitais de alguém que vai ao banheiro. Ninguém precisa se limpar com papel, pois é só apertar o botão que sai água para limpar suas genitais. Assim, a pessoa está limpa ao sair do banheiro. A sujeira não pode ser limpa se não for pela água.
Nosso corpo fica limpo quando o limpamos com água. Do mesmo modo, o Senhor tomou todos os nossos pecados sobre si ao ser batizado por João Batista e purificou-os totalmente. Aquele que crê no evangelho verdadeiro da água e do espírito não pode ter pecado. Nós nos tornamos pessoas sem pecado porque cremos em Jesus, que ele veio a este mundo e recebeu o batismo de João Batista, o representante da humanidade. E por crermos no evangelho da água e do espírito, nós amamos e servimos à justiça do Senhor, pois através dela recebemos a remissão dos pecados.
Aquela mulher quebrou um vaso de alabastro com unguento e derramou sobre os pés de Jesus para prepará-lo para sua morte sacrificial. Quanto mais o tempo passa, mais o cadáver começa a feder. Então as pessoas passavam unguento caro antes do enterro para que os outros não sentissem o cheiro do cadáver em decomposição. Aquela mulher se prostou chorando aos pés de Jesus e começou a lavá-los com suas lágrimas e enxugá-los com seus cabelos, beijou seus pés e ungiu-os com o unguento. Foi assim que a mulher reconheceu Jesus como o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo através de seu batismo. Ela fez isso para o sepultamento do Senhor. Aqueles que receberam a graça da salvação do Senhor e o perdão dos seus pecados são os que amam ao Senhor, fazem sua obra e servem à sua justiça.
Nós não temos pecado porque o Senhor levou todos eles de uma vez ao derramar seu sangue. E nos tornamos pessoas sem pecado porque ele tomou-os sobre si através do batismo que recebeu de João Batista, purificando-os assim. As pessoas não têm seus pecados apagados porque não sabem que Jesus já tirou os pecados do mundo através do evangelho da água e do espírito antes mesmo de elas saberem disso.
Deus nos salvou dos pecados do mundo com sua palavra da verdade. Como os pecados de alguém podem ser apagados pela fé? Seus pecados são apagados porque Jesus já apagou todos os pecados do homem, e os que crêem nisso se tornam sem pecado. Mas existem muitos cristãos que desconhecem que se tornaram sem pecado, mesmo confessando crer em Jesus como seu Salvador. Então estas pessoas são na verdade crentes nominais que ainda têm pecado, porque não conseguem crer no que Jesus fez para remir seus pecados. Seus pecados somem quando você crê em Jesus Cristo, que veio a este mundo como o Salvador pelo evangelho da água e do espírito. Jesus tomou sobre si todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista e apagou-os ao ser crucificado por nós, salvando-nos assim dos pecados do mundo. Jesus se tornou o salvador que vive para sempre ao ser batizado por João Batista, ao morrer após ser pregado na cruz com os pecados do mundo sobre si, e ao ressuscitar ao terceiro dia. Portanto, nós finalmente nos tornamos santos sem pecado por crermos que Deus nos salvou com o evangelho da água e do espírito.
O verdadeiro evangelho é o evangelho da água e do espírito, que apagou todos os pecados do mundo de uma vez. E todos que conhecem e este verdadeiro evangelho e creem nele certamente se tornam sem pecado. Nós não nos tornamos sem pecado simplesmente porque dizemos que somos cristãos, mas sim porque Jesus veio a este mundo e tomou sobre si os nossos pecados através do batismo que recebeu de João Batista, pagando o preço deles ao derramar seu sangue na cruz. O simples fato de crermos nisso nos torna sem pecado. Algumas coisas não são feitas através de esforços humanos. As pessoas não são salvas nem por seus esforços e nem por seus sacrifícios. Assim como vimos no texto bíblico deste capítulo, foi Deus quem apagou todos os pecados daquela pecadora.
Os nobres da Europa possuíam muitas terras antigamente. E estes nobres tinham muitos servos que tiravam seu sustento do seu trabalho em suas terras. Também havia servos que tomavam emprestado as terras dos seus donos para cultivar e pagavam com a colheita. Quando olhamos para a vida de um nobre daquela época, seus depósitos transbordavam e sua riqueza aumentava só por cobrarem este imposto, embora não trabalhassem, mas apenas por possuírem muita terra. Porém, quando havia fome ou prejuízo causado por doença ou praga de insetos, os servos tinham que pedir comida emprestada por um alto preço. Se um servo pedisse um saco da colheita em outono, ele tinha que pagar de volta dois sacos no próximo outono para o dono.
Por isso, apesar de os servos trabalharem muito durante o ano todo, era comum algo dar errado quando a colheita era prejudicada por doença ou praga de insetos. E já que nada se colhia e tudo era perdido, não havia nenhuma semente. Então eles tinham que ir até o dono e pegar sementes com ele, fazendo sua conta aumentar mais ainda. Como resultado, seu débito aumentava, embora eles trabalhassem duro todos os dias. E quando os servos ficavam com uma dívida muito alta, impossível de ser paga, eles desistiam com o tempo e diziam ao dono: “Faça o que quiser fazer”. Quando isso acontecia, alguns donos de terra às vezes perdoavam a dívida. Por exemplo, um dono de terra costumava perdoar as dívidas quando era seu aniversário ou quando algum filho seu se casava. Eles diziam: “Hoje é um dia feliz, já que meu filho está casando. Então perdoarei toda dívida se me trouxerem o comprovante daquilo que me devem”. E quando todos traziam o comprovante do que deviam ao dono, ele o rasgava e dizia: “Vocês não me devem mais nada”.
Nosso Senhor nos disse: “Você viveu e viverá neste mundo cometendo este e este pecado. Traga para mim todos os pecados que você cometeu e os que você ainda cometerá. Eu irei apagá-los”. Nosso Senhor recebeu o batismo neste mundo, foi condenado na cruz e ressuscitou ao terceiro dia após morrer sobre ela. Deus apagou todos os pecados do mundo através de seu filho Jesus Cristo. Portanto, aquele que crê neste evangelho tem seus pecados apagados, e aquele que não crê nisso ainda continua sendo um pecador. Deus apagou o pecado de todas as pessoas do mundo através de seu filho.
 
 

Por que Deus Então Apagou Todos os Nossos Pecados? Porque Não Tínhamos Condição de Pagar por Eles

 
Quinze de agosto é o dia da independência do nosso país, a Coreia, e nós temos um sistema especial de perdão que liberta criminosos para celebrar esta data. Neste dia, o presidente de nosso país liberta alguns prisioneiros. Da mesma forma, Deus apagou todos os pecados daqueles que não tinham escolha a não ser ir para o inferno por causa de seus pecados, e assim os salvou. Porque Deus nos amou tanto, ele transferiu nossos pecados para seu filho Jesus Cristo e fez com que ele recebesse o juízo por nossos pecados, morrendo em nosso lugar. E Deus apagou totalmente os pecados dos que crêem em seu filho Jesus Cristo. Foi assim que recebemos a salvação de todos os nossos pecados.
Ao lermos este texto, vemos que Simão o fariseu convidou Jesus e seus discípulos para jantar com ele em sua casa. Mas em água Simão deu a Jesus para lavar suas mãos. Então Jesus disse enquanto comia: “Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.” Entre o fariseu e a mulher, quem amava mais a Jesus? Aquela mulher amava mais a Jesus. Ama mais quem foi mais perdoado.
Quando Jesus apagou nossos pecados com o evangelho da água e do espírito, eles foram apagados para sempre. Ele apagou todos os nossos pecados de uma vez, sem exceção. Aqueles que tiveram todos os seus pecados apagados fazem a obra de Deus a partir de então. Eles servem à justiça do Senhor. Aquela mulher também fez a obra de Deus quando ungiu os pés de Jesus pelo batismo que ele recebeu e para que sua morte fosse pregada por todo o mundo. Jesus disse: “Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória.” Os que tiveram todos os seus pecados apagados e que receberam a remissão de pecados por crerem na justiça do Senhor devem pregar seu evangelho. Apenas os receberam a remissão de seus pecados por crerem no evangelho da água e do espírito é que podem fazer a obra de Deus; somente os que tiveram todos seus pecados apagados é que podem ser gratos a Deus e fazer sua obra.
No entanto, os cristãos que não tiveram seus pecados apagados por não conhecerem o evangelho da água e do espírito não podem fazer a obra de Deus e nem ser gratos a ele. Por isso que eles não sabem que o Senhor apagou seus pecados de uma vez por todas. Jesus perdoou os pecados daquela mulher mesmo sabendo que ela era uma pecadora. E nós recebemos a salvação por crermos que o Senhor apagou todos os nossos pecados de uma só vez com o evangelho da água e do espírito. E também amamos e servimos à justiça do Senhor mesmo depois de sermos salvos de todos estes pecados. Meu desejo é que você pregue mesmo este evangelho da água e do espírito para outras pessoas. Eu desejo que este evangelho da água e do espírito seja pregado por todo o mundo.
Amados irmãos, nós recebemos a remissão dos pecados. Eu creio que nem vocês e nem eu temos mais pecados, que eles foram apagados de uma vez por todas e que Jesus já nos salvou com seu batismo e seu sangue derramado na cruz. Nosso desejo é que este evangelho da água e do espírito seja pregado em todo o mundo por nós, pois fomos nós que cremos primeiro neste verdadeiro evangelho. Se quisermos pregar o evangelho da água e do espírito para outras pessoas, precisamos entender que Jesus purificou nossos pecados de uma só vez dele antes de pregarmos este verdadeiro evangelho. Se quisermos fazer a obra de Deus, devemos começar crendo que recebemos a remissão de todos os nossos pecados ao crermos no evangelho da água e do espírito. Devemos crer entendendo que já não temos mais pecado porque Jesus purificou todos os nossos pecados ao receber o batismo de João Batista. Nosso desejo deve ser pregar o evangelho da água e do espírito no mundo todo e empenhar nossa fé e esforços nesta causa. Não podemos deixar de ser gratos por não termos mais pecado pelo fato de o Senhor ter nos salvado de todos eles. E por isso também não podemos deixar de fazer a obra de Deus voluntariamente.
Eu sou grato a Deus. Nós recebemos o perdão de todos os nossos pecados através da justiça do nosso Senhor. Todos os nossos pecados foram apagados porque nosso Senhor veio a este mundo e os levou de uma só vez através do batismo que recebeu de João Batista. E só foi possível recebermos a salvação dos nossos pecados porque ele foi julgado por eles ao ser pregado na cruz. Todos aqueles que crêem nesse verdadeiro evangelho dêem glória a Deus! Eu sou eternamente grato ao Senhor que nos deu a salvação para que pudéssemos fazer sua obra. Sou grato a Deus por derramar sua graça sobre tudo que fazemos para a obra da sua justiça, mesmo sendo pessoas com tantas falhas.
Agora nós entendemos que devemos fazer mais ainda a obra do Senhor. É por isso que às vezes ficamos tristes quando vemos pessoas que não aceitam a salvação do Senhor. Talvez seja por isso que somos tão gratos pela salvação que recebemos. Nós damos graças a Deus porque dentre todas as pessoas deste mundo que são tão numerosas como a areia do mar, fomos nós que recebemos a salvação. Eu quero mesmo o evangelho da água e do espírito a outras pessoas realmente, a fim de pagar e agradecer pela graça que ele nos deu. Eu quero muito mesmo fazer a obra do Senhor. Eu quero ser alguém que prega ainda mais o evangelho para os conhecidos e as demais pessoas que não conheço. Eu quero ir a muitos cultos de avivamento e fazer mais ainda a obra para o Senhor. Eu quero pregar o evangelho do Senhor por todo o mundo porque ele perdoou todos os meus pecados. Eu não teria esse sentimento se não tivesse sido perdoado dos meus pecados, mas sou imensamente grato, como alguém que já recebeu a preciosa salvação do Senhor por pura graça.
Agora eu dou mais graças ainda e quero fazer mais sua obra porque não tenho que me preocupar com meu pecado. Agora eu quero fazer a obra do Senhor, já que não tenho mais que cair por causa do pecado. Deus nos deu este entendimento. Eu dou graças ao Senhor que nos deu esta tão preciosa graça da salvação.