Khotbah-Khotbah

Assunto 17: JESUS CRISTO e JOÃO BATISTA

[17-7] Por que Jesus Teve que Ser Batizado? (João 3:22-36)

Por que Jesus Teve que Ser Batizado?
(João 3:22-36)
“Depois disto foi Jesus com os seus discípulos para a terra da Judéia, onde permaneceu algum tempo com eles, e batizava. Ora, João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque havia ali muitas águas, e para lá concorria o povo, para ser batizado. João ainda não tinha sido lançado na prisão. Suscitou-se uma contenda entre alguns discípulos de João e um judeu, acerca da purificação. Foram a João, e disseram: Rabi, aquele homem que estava contigo além do Jordão, do qual deste testemunho, está batizando, e todos vão ter com ele.”
 
 

A Função de João Batista, que Batizou Jesus, e o Propósito do Batista

 
Muitas pessoas não sabem por que Jesus veio a este mundo e foi batizado por João Batista. Mas nós temos que entender muito bem a razão pela qual Jesus foi batizado, por que João Batista O batizou e a relação entre eles. Então, através de alguns versículos muito importantes, eu quero analisar primeiro o propósito de João Batista ter batizado Jesus no rio Jordão. Mas para fazermos isso, nós temos que voltar ao evangelho de Mateus e analisar João Batista, que batizou Jesus.
No evangelho de Mateus capítulo 3 versículos 1 ao 12, nós vemos o cenário em que João Batista batizava as pessoas. Está escrito no evangelho de Mateus capítulo 3 versículo 3: “Este é aquele de quem o profeta Isaías falou, ao dizer: Voz do que clama no deserto, preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.” E o versículo 11 diz: “Eu vos batizo com água, para arrependimento. Mas após mim vem aquele que é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo”.
A vida de João Batista era diferente das outras pessoas. Ele vivia no deserto, suas vestes eram de pele de camelo e ele se alimentava de gafanhotos e mel. Ele revelou o pecado do povo de Israel. Ele lhes disse para deixar seu pecado de adorar ídolos e voltar para Deus. “Arrependam-se. Preparem o caminho para o Senhor”. A mensagem de João era que os israelitas tinham que deixar de adorar ídolos estranhos e se preparar para receber o Messias, porque Jesus Cristo, o Salvador de toda humanidade, estava vindo a este mundo.
João Batista é o servo de Deus que foi enviado a este mundo seis meses antes de Jesus. Ele já sabia que o Salvador, o Messias, levaria os pecados do mundo sobre Si ao ser batizado no futuro e purificaria todos eles. Foi por isso que ele pregou para muitas pessoas que elas deveriam deixar sua vida de pecado e voltar para Deus crendo em Jesus Cristo. E muitas delas que ouviram a palavra de João Batista e confessaram seus pecados, foram batizadas por ele no rio Jordão. O propósito inicial era fazer com que todos reconhecessem seus pecados e se arrependessem. Em segundo, e o propósito mais importante, era fazer com que eles recebessem a remissão dos seus pecados crendo em Jesus Cristo como seu Salvador.
Mas havia muitas pessoas que não queriam ser batizadas por causa do conforto que tinham e por não entenderam bem o propósito do batismo de João Batista. Eles eram os fariseus e os saduceus. João Batista disse a eles: “Raça de víboras! Quem vos ensinou a fugir da ira futura? Produzi frutos dignos de arrependimento. E não penseis que basta dizer: Temos por pai a Abraão. Eu vos digo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão” (Mateus 3:7-9).
Foram estas palavras de advertência que João Batista disse aos políticos, àqueles que adoravam ídolos e às pessoas que não criam em Deus e adoravam outros deuses, apesar de serem israelitas: “Não deixem apenas de fazer seus rituais e de adorar outros deuses, mas creiam de coração em Jesus, que através da expiação de pecados pode purificar todos eles de uma vez”.
O que é o verdadeiro arrependimento? É deixar o caminho errado e a falta de fé que nos leva a crer de modo errado. É aceitar o evangelho da remissão de pecados que Jesus Cristo nos deu. João Batista cumpriu a função de fazer com que os israelitas deixassem o caminho errado e se arrependessem com sinceridade perante Deus. Ele conseguiu ver, antes de tudo, que no futuro Jesus levaria sobre Si todos os pecados do povo em seu lugar através do batismo. Foi por isso que ele disse que nós temos que receber a salvação de todos os nossos pecados crendo em Jesus como nosso Salvador. Este foi o ponto mais importante da pregação de João Batista no deserto.
 
 
Você Crê que o Batismo que Jesus Recebeu foi o Batismo que Levou Todos os Nossos Pecados?
 
A primeira coisa que Jesus fez na Sua vida pública foi ser batizado por João Batista, a fim de levar todos os pecados do homem sobre Si. E a porta do Céu se abriu no dia em que Jesus recebeu de João Batista o batismo da expiação. O evangelho do Céu, que diz que nós recebemos a salvação de todos os nossos pecados crendo em Jesus como nosso Salvador, teve início naquele momento. Portanto, podemos dizer que a vida pública de Jesus começou com Seu batismo. E a cenário de Jesus sendo batizado em Mateus 3:15 revela o mesmo método de imposição de mãos do sistema sacrificial do Antigo Testamento (Levítico 1:1-3; 4:27-31).
Cada versículo da Bíblia, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, corresponde com um outro versículo específico, como está escrito em Isaías 34:16: “Buscai no livro do Senhor, e lede: Nenhuma destas coisas falhará, nem uma nem outra faltará. Pois a sua própria boca o ordenou, e o seu Espírito mesmo as ajuntará”. O sumo sacerdote transferia os pecados do povo para o bode expiatório impondo suas mãos sobre sua cabeça ao oferecer sacrifício no Antigo Testamento. E o que corresponde a isso no Novo Testamento é o fato de Jesus ter levado todos os pecados do homem ao ser batizado por João Batista, o representante de toda humanidade e o descendente do sumo sacerdote Arão. A obra da salvação que Jesus realizou através do evangelho da água e do Espírito foi o cumprimento da vontade de Deus predita desde o Antigo Testamento. Como eu disse, o povo no Antigo Testamento transferia seus pecados diários ou anuais para o animal do sacrifício pela imposição de mãos. As pessoas que pecavam recebiam a remissão dos seus pecados quando o sangue do animal que os levava em seu lugar era derramando. Do mesmo modo, Jesus veio a este mundo quando começou o Novo Testamento e cumpriu a Palavra ao levar sobre Si os pecados de toda humanidade, sendo batizado por João Batista no lugar de todos os pecadores, como foi profetizado em Isaías 53:1-7.
Mas que tipo de homem era este João Batista que batizou Jesus? João Batista foi o descendente de Arão que foi escolhido como o último sumo sacerdote. E ele se tornou o representante da humanidade e o servo de Deus que Ele mesmo enviou a este mundo antes de Jesus, para dar testemunho da Verdade de que Jesus viria a este mundo e levaria todos os nossos pecados ao ser batizado por ele.
Todos os nossos pecados foram transferidos para Jesus de uma só vez quando Ele foi batizado por João Batista no ano 30 A.D. A porta para a remissão de pecados foi aberta por essa obra. Nós temos que voltar para Jesus, que é o Senhor do evangelho da remissão de pecados, e receber a purificação de todos os nossos pecados de um só vez crendo Nele, que foi batizado realmente para salvar todos os homens do pecado.
 
 
A Verdadeira Sombra da Purificação de Pecados foi a Imposição de Mãos do Antigo Testamento, e o Seu Verdadeiro Antítipo foi o Batismo de Jesus no Novo Testamento
 
Vamos analisar mais atentamente o batismo de Jesus pelo qual Ele levou todos os pecados do mundo. O batismo que Jesus recebeu de João Batista significa ‘ser purificado, enterrar, transferir’. Como nos mostra o significado da palavra, o fato de Jesus ter sido batizado por João Batista significa que Ele levou todos os pecados do mundo de uma vez por todas. Sendo assim, isso significa: “Todos os pecados do mundo foram transferidos a Jesus”. Através do batismo, todos os nossos pecados foram passados a Jesus e toda humanidade pôde receber a purificação de pecados. Só para reafirmar isso, os pecados do mundo foram passados a Jesus e Ele pagou o seu preço em nosso lugar ao morrer na Cruz, pois Jesus foi batizado para levar os pecados e, por causa disso, Ele pôde dar a bênção da remissão de pecados a todo aquele que crê nessa Verdade.
O batismo que João Batista ministrou sobre Jesus foi o batismo da expiação que foi realizado da mesma maneira que a imposição de mãos do Antigo Testamento. A imposição de mãos do Antigo Testamento refere-se ao fato de que Jesus Cristo viria a este mundo e purificaria todos os seus pecados de uma só vez sendo batizado. João Batista testificou que Jesus era o Salvador ao batizá-Lo e ao passar todos os pecados para Ele. Assim, Jesus pôde nos salvar a todos levando todos os pecados do mundo sobre Seu corpo ao ser batizado por João Batista, da mesma forma que a imposição de mãos. E assim como o sumo sacerdote no Antigo Testamento impunha as suas mãos sobre a cabeça do bode expiatório no Dia da Expiação, João Batista no Novo Testamento impôs suas mãos sobre a cabeça de Jesus e O batizou transferindo os pecados do mundo para Ele.
Após Jesus ter saído das águas depois de ter sido totalmente submerso nelas ao ser batizado, ouvi-se a voz de Deus Pai vinda dos Céus: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17). O próprio Deus deu testemunho do evangelho da remissão de pecados dessa forma. Toda palavra profética do evangelho da salvação foi cumprida através do batismo de Jesus e do Seu sangue na Cruz.
O Novo Testamento testifica isso através da Palavra. A Profecia do Antigo Testamento, de que Jesus levaria sobre Si todos os pecados do mundo, se cumpriu no Novo Testamento quando Ele veio a este mundo e foi batizado para levar os seus pecados. a Palavra de Deus testifica que o batismo que João ministrou em Jesus foi o batismo do perdão de pecados que transferiu para Ele os pecados de todos os pecadores do mundo. Testifica também que foi o batismo da expiação que cumpriu a justiça de Deus quando Jesus levou de um só vez todos os pecados do homem.
Vamos ver em Mateus 3:15 o que Jesus disse quando Ele foi batizado. Está escrito: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15). A palavra “pois assim” é ‘οϋτως γάρ (hutos gar)’ no grego, que significa ‘só dessa maneira’, ‘o mais adequado’, ‘não há outra maneira além dessa’. Essa palavra nos mostra que Jesus levou os pecados do homem sobre Si irrevogavelmente e da maneira mais correta através do batismo que Ele recebeu de João Batista. Portanto, isso significa que o batismo que Jesus recebeu de João foi o “método exclusivo e que era mais justo e apropriado para remir todos os pecados do mundo”. A Bíblia deixou muitas coisas registradas sobre a Palavra do verdadeiro evangelho da água e do Espírito.
Os cristãos ministram dois tipos de batismo: o batismo por imersão e o batismo por efusão. O batismo por efusão, que é a forma simplificada do batismo realizada hoje em dia, não tem nada a ver com o batismo que Jesus recebeu para levar todos os pecados do mundo de uma vez por todas. A palavra ‘batismo’ em sua essência quer dizer: “purificar nossos pecados”. Mas a forma de batismo simplificada de hoje só significa que a pessoa é um cristão batizado. Jesus levou todos os pecados do homem através do batismo que Ele recebeu. O batismo simplificado parece o mesmo que Jesus recebeu no rio Jordão, mas o seu significado é completamente diferente. No Antigo Testamento, o verdadeiro batismo transferia os pecados do povo ao animal do sacrifício pela imposição de mãos sobre sua cabeça. E nosso Senhor levou os pecados do homem de uma só vez quando foi batizado por João Batista pelo mesmo método da imposição de mãos.
Jesus foi batizado por João Batista assim e cumpriu toda a justiça de Deus ao ser pregado na Cruz com todos os pecados do mundo. Os discípulos de Jesus que criam nisso clamavam aos judeus: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor” (Atos 3:19). A única maneira que o homem pode se tornar realmente sem pecado é através da fé que crê no batismo que Jesus recebeu de João Batista e no sangue da Cruz. Jesus é o Salvador que foi ao rio Jordão, foi batizado e levou todos os pecados do homem sobre Si de uma só vez através do batismo que recebeu. É por isso que a Bíblia diz que nós nascemos de novo e recebemos a salvação quando cremos no batismo de Jesus, que levou todos os pecados do homem, e no sangue da Cruz onde todo pecado foi julgado.
A Palavra em Mateus 3:13-17 diz: “Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João tentava dissuadi-lo, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim? Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu. Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”.
No Antigo Testamento, as pessoas transferiam seus pecados para o animal do sacrifício pela imposição de mãos. No Novo Testamento, Jesus levou os pecados do homem de uma só vez ao ser batizado por João Batista. A expressão “pois assim nos convém cumprir toda a justiça” em Mateus 3:15 significa que Jesus cumpriu a justiça de Deus ao ser batizado para purificar os pecados de todas as pessoas. Foi assim que Ele nos deu a salvação pela remissão de pecados.
Lucas capítulo 1 diz que Zacarias, o pai de João Batista, era um sacerdote da divisão de Abias, neto de Arão. Por que Deus enviou João Batista, um descendente de Arão, a este mundo? Deus enviou João Batista como aquele que transferiria todos os pecados do mundo para Jesus. Toda palavra contida na Bíblia corresponde a alguma coisa (Isaías 34:16). Levítico 16:29-30 fala da cerimônia do Dia da Expiação. Naquela época, eles separavam um dia do ano e o sumo sacerdote Arão, que era o representante do povo de Israel, realizava a imposição de mãos sobre a cabeça do bode expiatório para transferir os pecados do povo para ele.
Mas para que Jesus oferecesse o eterno sacrifício de acordo com o sistema sacrificial, tinha que haver alguém que viesse a representar a humanidade como Arão no Antigo Testamento. E para cumprir essa função, Deus enviou João Batista à família do sumo sacerdote Arão seis meses antes da vinda de Jesus. João Batista, que veio a este mundo segundo o chamado de Deus, clamava: “arrependei-vos, raça de víboras”, e também dizia: “o Messias chegou. Aqueles que não abandonarem seus ídolos queimarão no fogo eterno”.
Atos capítulo 3 versículo 19 afirma: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor”. Os discípulos de Jesus estão falando aqui do batismo para a purificação de pecados, que os tempos de refrigério pela purificação dos pecados do coração seriam cumpridos pelo Senhor se eles cressem no evangelho da água e do Espírito. Os que crêem no batismo da purificação de pecados receberão a salvação e a vida eterna transferindo todos os seus pecados a Jesus, pois João Batista já ministrou sobre Jesus o batismo que transferiu todos os pecados do mundo para Ele. As pessoas recebem a purificação de pecados de uma só vez crendo no batismo e no sangue de Jesus que perdoou os pecados de toda a humanidade.
Vamos voltar para o momento em que Jesus é batizado por João Batista. Em Mateus 3:14-16, podemos ver Jesus chegando perto de João Batista e dizendo: “Me batize”. João então tentou recusar, dizendo: “Como é que eu posso batizá-Lo?” “Como podes Tu vir a mim?” “Eu é que preciso ser batizado por Ti”. João Batista, que tinha vindo para declarar quem era Jesus, não entendeu por que uma pessoa tão simples como ele tinha que batizar Jesus. Mas no final ele acabou ministrando o batismo que transferiu os pecados do mundo a Jesus, pois ele entendeu o propósito que Jesus queria alcançar por meio do batismo. A salvação pelo perdão dos pecados de toda a humanidade foi cumprida dessa forma. Este é o verdadeiro evangelho da água e do Espírito.
João Batista diz a Jesus em Mateus 3:14: “Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?” Mas João Batista teve que batizá-Lo para que Ele levasse sobre Si todos os pecados do mundo, a fim de cumprir a palavra que havia sido profetizada no Antigo Testamento. Deste modo, Jesus pôde levar todos os pecados sobre Si e se tornar o verdadeiro Salvador do mundo. Todos os pecados deste mundo desapareceram quando Jesus foi batizado por João Batista.
Jesus é o próprio Filho de Deus, mas Ele veio não como o rei deste mundo. Ao contrário, Ele levou todos os pecados do mundo pessoalmente sendo batizado para salvar os pecadores de todos eles. Foi assim que Jesus se tornou o Salvador que nos salvou de todos os pecados deste mundo. Eu quero que vocês saibam e também creiam que, para nos salvar, Jesus primeiro teve que ser batizado por João Batista para levar os pecados do mundo, e só depois Ele foi à Cruz. O batismo ministrado por João Batista em Jesus foi a prova da remissão de pecados pela qual Ele assumiu a responsabilidade pelos pecados de todos os homens. Assim como Deus enviou a Lei no Antigo Testamento, onde os pecados do povo eram passados ao animal do sacrifício pela imposição de mãos, os pecados do mundo foram passados a Jesus quando Ele foi batizado por João Batista. Foi assim que nós recebemos a bênção da remissão de pecados pela fé.
Jesus tinha que cumprir a promessa de Deus levando os pecados ao ser batizado por João Batista, o representante da humanidade. A própria Bíblia testifica que o batismo que Jesus recebeu no Novo Testamento foi o ‘batismo da transferência de pecados’ igual à imposição de mãos do Antigo Testamento. Todas as pessoas neste mundo só poderão ser libertas dos seus pecados se entenderem e crerem que tanto o batismo de Jesus quanto o sangue da Cruz compõem a Verdade que tirou o pecado. Entender essa Verdade é a forma de receber a salvação do pecado.
 
 

O Batismo da Purificação de Pecados que Jesus Recebeu

 
Em Mateus capítulo 3, podemos ver que João Batista tenta fazer com que Jesus não seja batizado. Ele diz: “Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?” Mas Jesus respondeu e lhe disse: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça”.
Se nós explicarmos essas palavras, elas significam: “João Batista, Eu tenho que levar todos os pecados do mundo sobre Mim mesmo através do seu batismo, a fim de que as pessoas neste mundo recebam a remissão de todos os seus pecados de uma vez por todas, crendo no Meu batismo que levou os seus pecados e no sangue que Eu derramei. Sendo assim, deixa por agora, deixa mesmo”. Depois de passar por tudo isso, Jesus recebeu de João Batista o “batismo que levou nossos pecados” e o evangelho da remissão de pecados teve inicio neste mundo. Todos os pecados do mundo foram transferidos para a cabeça de Jesus Cristo quando João Batista ministrou sobre Ele o batismo que tira o pecado. E todo aquele que crê na remissão de pecados realizada por Jesus pela água e pelo Espírito se torna filho de Deus, pois Jesus levou nossos pecados ao morrer em nosso lugar e agora está assentado à direita do trono de Deus. O evangelho da remissão de pecados pela água e pelo Espírito teve início quando Jesus Cristo veio a este mundo e foi batizado para levar assim os pecados do mundo sobre Si.
O apóstolo Paulo deixou registrado em Gálatas 3:27: “Pois todos vós que fostes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo”. E não somente aqui, mas muitas passagens da Bíblia também dão testemunho do batismo da purificação de pecados. Nós temos que crer que o batismo de Jesus e o sangue da Cruz são o evangelho da purificação de pecados que nos faz nascer de novo pela água e pelo Espírito.
 
 

“Deixa Por Agora”

 
Em Mateus capítulo 3 versículo 15, o Senhor Jesus diz: “Pois nos convém cumprir toda a justiça”. “Toda justiça” aqui diz respeito ao batismo de Jesus que tornou todas as pessoas sem pecado por Ele ter levado todos eles sobre Si. A Bíblia se refere ao batismo da purificação de pecados que Jesus recebeu como toda a retidão ou “toda a justiça” de Deus.
João Batista transferiu todos os pecados do mundo a Jesus ao batizá-Lo da mesma forma que a imposição de mãos sobre a cabeça do animal do sacrifício era feita no Antigo Testamento. João Batista, que foi enviado a este mundo como o sacerdote representante da humanidade, cumpriu a palavra da aliança ao fazer com que os pecados deste mundo fossem tirados quando os transferiu a Jesus (Levítico 16,17). E através disso, todos os pecados foram passados à cabeça de Jesus como Deus havia planejado. O meu desejo é que todos vocês aceitem a Verdade pela qual todos os seus pecados também foram passados para Jesus.
O batismo que passou os pecados à cabeça de Jesus pela imposição de mãos foi exatamente o batismo da imposição de mãos que levou os pecados para a justa salvação de Deus. Jesus resgatou todos nós que cremos no batismo e no sangue, e Ele nos salvou de modo perfeito de todos os pecados do mundo ao receber de João Batista o batismo que levou os pecados de toda humanidade.
 
 

Os Céus se Abriram Naquela Hora

 
Mateus 3:16-17 diz: “Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”.
A porta dos Céus se abriu quando Jesus foi batizado para levar os pecados do mundo e cuidar deles de uma forma justa. Daí por diante, muitas pessoas receberam a graça de fazer parte do Reino dos Céus através do batismo de Jesus, que levou os pecados, e do sangue na Cruz. Jesus cumpriu o evangelho da remissão de pecados, que Deus havia prometido na Sua Palavra muitos anos antes, ao ser batizado nas águas do rio Jordão já no Novo Testamento. Todos os pecados do mundo foram passados à carne de Jesus quando Ele foi batizado por João Batista. Isso quer dizer que todos os pecados do homem foram perdoados segundo a vontade de Deus. Sendo assim, toda a humanidade recebeu a salvação dos seus pecados neste mundo.
Jesus, que tirou todos os pecados do mundo, levou nossos pecados à Cruz no monte chamado Gólgota para pagar o preço por eles, apesar de que Ele mesmo nunca teve pecado algum. Durante os três anos da Sua vida pública, após ter sido batizado, Jesus pregou o evangelho por meio do qual Ele estava levando todo os pecados do mundo por ter sido batizado. Ele pregou o evangelho da Verdade do batismo que levou os pecados e do sangue de todos os pecadores onde quer que fosse, dizendo: “Filho, tenha bom ânimo. Seus pecados estão perdoados”. No evangelho de João capítulo 8 versículo 11, Jesus diz à mulher que foi apanhada em adultério: “Nem eu também te condeno”. Isso significa que ele não podia condená-la, pois Ele já havia levado até o pecado de adultério. Isso quer dizer que Jesus, que levou todos os pecados, era o único que poderia ser julgado por causa dos pecados do mundo. Durante os três anos da Sua vida pública, Jesus testificou aos pecadores que estavam oprimidos e sobrecarregados pelos seus pecados que todos eles haviam sido perdoados. Isso porque Ele mesmo era o Salvador que recebeu os pecados dos pecadores através do Seu batismo.
Jesus levou todos os pecados deste mundo sobre Seu corpo através do batismo que tirou os pecados, e recebeu um castigo terrível na Cruz para pagar o preço por todos eles. Ele pensou na terrível dor que sentiria ao ser castigado na Cruz e disse a Deus: “Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Embora Eu tenha levado todos os pecados do mundo ao ser batizado, não existe outra solução a não ser minha morte?”
Como eu disse na introdução dessa pregação, o batismo de Jesus foi realizado da mesma forma que a imposição de mãos no Antigo Testamento. Pelo fato de eles sempre imolarem o animal que levava os pecados através da imposição de mãos e oferecerem seu sangue para o sacrifício no Antigo Testamento, Jesus levou os pecados da humanidade da mesma forma que a imposição de mãos e teve que derramar o Seu sangue para o sacrifício. Mas apesar de saber disso desde o começo, Ele sabia também como seria terrível o castigo na Cruz pelo fato de ter um corpo humano. Jesus orou até que Seu suor se tornasse em sangue por medo e aflição do grande sofrimento que passaria, mas ele resistiu firme até o fim. Ele então foi orar outra vez e disse: “Meu Pai, se este cálice não pode passar de mim sem que eu o beba, faça-se a tua vontade” (Mateus 26:42). Então, em obediência Ele bebeu o cálice do sofrimento na Cruz. Jesus levou todos os pecados do mundo sobre Si através do batismo e pagou o preço do pecado ao morrer na Cruz, perdoou o homem de todos os seus pecados e salvou todos aqueles que crêem no evangelho da água, do sangue e do Espírito que levou todos os pecados do mundo.
Jesus só pôde morrer na Cruz no lugar de todos os homens porque Ele foi batizado. Como dizem as Escrituras: “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 6:23). Jesus sofreu e morreu em nosso lugar porque o salário por cada pecado é a morte. Deus realizou a salvação na vida das pessoas que crêem Nele por meio de Jesus, a Palavra da aliança. Ele prometeu que enviaria o Salvador que levaria os pecados do mundo através do batismo da imposição de mãos. E Jesus foi condenado pelos pecados do mundo em nosso lugar segundo a vontade de Deus, como Ele mesmo disse: “Aba Pai, faça-se a Tua vontade e não a minha”.
No que se refere a Satanás, ele foi derrotado com a morte de Jesus porque o problema do pecado de toda a humanidade foi resolvido e o caminho para a salvação também foi aberto com a Sua morte. Isso porque o problema do pecado de toda a humanidade não teria sido resolvido, e todos os seres humanos iriam para o inferno, se Jesus não tivesse morrido na Cruz. E era isso que Satanás queria.
Foi por isso que Satanás estava sempre perto de Jesus e O tentou para que Ele não fosse pregado na Cruz. Mas Jesus não hesitou e no fim realizou a salvação. E foi deste modo também que a Palavra que Deus disse a Satanás em Gênesis 3:15 foi cumprida:
“E porei inimizade
Entre ti e a mulher,
E entre a tua descendência e o seu descendente;
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar”.
Todo ser humano é descendente de Adão, descendente do primeiro homem. Mas Jesus é o único descendente da mulher, pois Ele nasceu sem que Maria tivesse tido relação sexual com um homem; ao contrário, Ele nasceu porque foi concebido pelo Espírito Santo. Jesus acabou com as obras de Satanás quando salvou o homem. Foi assim que Ele feriu a cabeça de Satanás.
A profecia de que Jesus nos salvaria aparece de modo bem claro no Antigo Testamento, no livro de Números. Foi quando Moisés orou para que Deus salvasse os israelitas que haviam sido picados pelas serpentes de fogo por terem murmurado contra Deus enquanto vagavam pelo deserto. Deus respondeu a oração de Moisés e disse: “Faze uma serpente, e põe-na sobre uma haste. Todo aquele que for mordido, e olhar para ela, viverá” (Números 21:8). Moisés revelou a Palavra de Deus ao povo que estava morrendo por causa das picadas das serpentes. Ele disse a eles: “Ouçam bem, povo de Israel! Olhem para a serpente de bronze no alto da haste. Todos que olharem para ela viverão”. Assim, os que creram e olharam para a serpente de bronze pendurada na haste foram libertos do pecado de murmurar contra Deus e receberam a salvação. Este relato da Palavra de Deus diz que o Senhor já julgou Satanás e nos curou do seu veneno através do Seu ato de justiça, isto é, através do Seu justo batismo e da Sua morte na Cruz. Este relato também nos mostra a profecia de Jesus que veio a este mundo e recebeu o batismo da expiação e foi castigado pelo pecado no lugar dos pecadores.
Você agora sabe que “aqueles que pela fé contemplam o batismo da purificação de pecados que Jesus recebeu para levar os pecados, e Seu sangue derramado através da Sua morte na Cruz, serão libertos da condenação de todos os seus pecados”. O verdadeiro evangelho que o Senhor nos deu é o evangelho que diz que “temos que crer no Senhor que veio a este mundo e levou todos seus pecados ao receber o batismo da purificação de pecados, derramou Seu sangue até a morte na Cruz para pagar o preço por eles, ressuscitou dos mortos e nos salvou de modo perfeito a fim de que recebêssemos a salvação de todos os nossos pecados”.
 
 

Todo Aquele que Olhar para Ela Viverá

 
Entre as pessoas que foram picadas por reclamarem de Deus, como vemos no livro de Números, os que deram ouvidos à palavra de Moisés e olharam para a serpente de bronze no alto da haste tiveram suas feridas totalmente saradas pela fé. Sendo assim, as pessoas que hoje em dia crêem no batismo de Jesus e no Seu sangue também podem ser totalmente curadas dos seus pecados e da condenação na mesma hora; mas o que não crêem nisso não podem ser salvos dos seus pecados, assim como aqueles que foram teimosos e não creram na Palavra de Deus, não olharam para a serpente de bronze na haste, e no fim acabaram morrendo pelo fato do veneno ter se espalhado por todo o seu corpo.
Como diz a Palavra em João 3:16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira” e em João 3:14: “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado”, Jesus levou todos os pecados do mundo através do batismo da expiação, sendo levantado na Cruz e, conseqüentemente, remindo todos eles e não deixando um sequer. E os que crêem em tudo isso podem se tornar filhos de Deus e entrar no Reino dos Céus. Foi dessa maneira que Jesus foi batizado e derramou Seu sangue, morreu na Cruz com os pecados do mundo e ressuscitou dos mortos. Todos podem receber a verdadeira salvação olhando para Jesus com fé, para Ele que nos salvou pelo batismo da expiação e com Seu sangue na Cruz.
João Batista disse: “Vocês mesmo me viram testemunhando que “eu não sou o Cristo”, e que “eu não sou o Senhor nem o verdadeiro Salvador, pois Cristo é o verdadeiro Salvador. Eu sou apenas um dos Seus servos que foi enviado antes Dele. Eu sou o servo de Deus que deve transferir os pecados do mundo para Jesus porque Ele é o noivo”. João Batista também disse: “A noiva pertence ao noivo. O amigo do noivo, que lhe assiste, espera e ouve, e alegra-se muito com a voz do noivo. Essa alegria é minha, e agora está completa. É necessário que ele cresça, e que eu diminua” (João 3:29-30). E Jesus se tornou nosso verdadeiro Senhor segundo seu testemunho. João Batista batizou Jesus, passou todos os nossos pecados para sua cabeça, e todo aquele que crê em Jesus, que recebeu nossos pecados e pegou o preço por eles com Sua morte, serão salvos dos seus pecados e receberão a bênção da vida eterna. Deus nos deu este evangelho do batismo e do sangue que faz com que todos os pecadores se tornem justos pela fé. Deste modo, todos os que crêem no batismo de Jesus, que tirou o pecado, e no sangue da Cruz, recebem a salvação. Você tem que receber a perfeita remissão de pecados crendo neste evangelho de coração.
 
 

A Verdadeira Oração Só Pode Ser Feita Quando Cremos no Batismo de Jesus que Purificou os Pecados do Mundo

 
Até mesmo os servos de Deus não podem batizar ou orar por qualquer pessoa. Eles só podem orar e batizar aqueles que crêem no batismo da purificação de pecados e no sangue da Cruz como evidência da sua fé. Quando um pastor batiza um santo nascido de novo que crê no evangelho da água e do Espírito, ele primeiro põe suas mãos sobre sua cabeça e ora assim: “Deus, eu te peço que abençoes este irmão (irmã) para que ele (ela) venha a te servir fielmente durante sua vida”. Esta oração é feita supondo-se que tanto o pastor quando aquele que está sendo batizado crêem de coração no evangelho do batismo e do sangue.
Mas por que as pessoas são batizadas? O batismo é o sinal de que todos os meus pecados foram transferidos a Jesus por meio do batismo que Ele recebeu, e que eu morri com Jesus quando Ele morreu na Cruz e ressuscitei com Ele quando Ele ressuscitou. Sendo assim, quando alguém é batizado, que é o mesmo que receber o batismo de Jesus, ele está confessando que recebeu a completa salvação crendo no batismo de Jesus e no Seu sangue derramado na Cruz. É por este motivo que a cerimônia do batismo nas águas é realizado. Os que crêem de todo coração que o batismo que Jesus recebeu foi o batismo do perdão de pecados, podem ser batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Isso porque eles já foram realmente salvos de todos os pecados do mundo. O verdadeiro propósito de batismo é confirmar que a pessoa que está se batizando se tornou uma nova criatura e o velho homem já morreu. Como está escrito em 2 Coríntios 5:17: “Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, tudo se fez novo”.
A nossa vida de fé, depois de recebermos a remissão de pecados, deve ser aquela que crê e segue toda a Palavra de Deus. Nós não devemos viver pela fé segundo nossas emoções passageiras. A verdadeira fé representa a nossa convicção de que Jesus levou todos os nossos pecados com Seu batismo da purificação de pecados. Através do batismo de João Batista, Jesus purificou e levou todos os nossos pecados que eram mais densos do que as nuvens do céu. E Ele recebeu o castigo por causa do pecado na Cruz. Mas três dias antes de ser crucificado, Ele pregou o evangelho como o Cordeiro de Deus e também testificou que Ele era Deus ao fazer a obra de Deus Pai. Nós temos que crer de coração que o Senhor levou nossos pecados com o batismo da purificação de pecados e viver todos os dias confirmando isso através da Palavra.
Se alguém não nasceu de novo pelo evangelho da água e do Espírito, ele pode até pensar assim por ter uma mente carnal: “Como é que pode não haver pecado em mim, já que não tenho como deixar de pecar todo dia?” Por essa razão, aqueles que receberam a remissão de pecados têm que se desfazer da sua mente racional e servir a Deus, crendo na Sua Palavra e no evangelho da água e do Espírito enquanto vivem neste mundo. Essa é a vida daqueles que receberam a remissão de pecados e sua verdadeira fé.
João Batista declarou que Jesus, que expiou os pecados do mundo, é o “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1:29), e que Ele levou os pecados que cometeremos no futuro assim como os que cometemos hoje. Assim como Ele testificou, a raiz do pecado que nós herdamos desde o ventre de nossa mãe, e os pecados grandes e pequenos que cometemos desde o nosso nascimento – todos eles foram transferidos para Jesus na hora que Ele foi batizado por João Batista. Nós temos que verificar de fato nas Escrituras o batismo da purificação de pecados que Jesus recebeu e aplicar este evangelho no nosso dia-a-dia. E temos que crer com toda convicção que não apenas os pecados que nós cometemos foram transferidos para Jesus quando Ele foi batizado há 2000 mil anos, mas também todos que cometeremos no futuro. Este é o verdadeiro evangelho da água e do Espírito revelado na Palavra de Deus. É o verdadeiro evangelho celestial. Nós temos que entender este evangelho e crer nele. Crer nisso é o mesmo que ter a verdadeira fé e a bênção da salvação.
O evangelho em João 1:29 dá testemunho de Jesus: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!” E a Bíblia diz também: “Ele testifica do que viu e ouviu, mas ninguém aceita o seu testemunho. Aquele que aceitou o seu testemunho confirmou que Deus é verdadeiro” (João 3:32-33). Aqueles que crêem no batismo do perdão de pecados e no sangue da Cruz como sendo a Verdade, recebem a salvação de todos os pecados do mundo. Mas aqueles que não reconhecem que seus pecados foram transferidos para Jesus no Seu batismo e não crêem nisso, continuam crendo que seus pecados continuam dentro deles e, conseqüentemente, estão caminhando rumo à porta do inferno. Muitas pessoas estão sendo enganadas pelos falsos mestres e possuem uma fé errada porque não conhecem a Verdade do batismo que Jesus recebeu e do Seu sangue na Cruz.
Se você pensa como eles, que você continua tendo pecado mesmo depois de crer em Jesus, isso é a prova de que você está sendo enganado por Satanás. O diabo está te dizendo: “Como é que pode você não ter pecado, já que você peca todo dia?” No entanto, apesar de ser uma pessoa que tem pensamentos carnais, você pode receber a remissão de pecados se crer na Palavra de Deus manifestada através do evangelho da água e do Espírito. O diabo, muito astucioso, engana as pessoas sem fé, dizendo: “Você é um pecador porque comete pecado todos os dias”. Mas podemos vencer essa tentação do diabo já que nos tornamos pessoas sem pecado e que crêem no batismo e no sangue de Jesus. Você ainda acha que é pecador mesmo crendo em Jesus? Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito não temos pecados. Jesus apagou todos os nossos pecados através do Seu batismo e com Seu sangue.
Na verdade, jamais poderemos dizer que não temos pecado se olharmos para as coisas deste mundo. Mas nós recebemos a verdadeira remissão de pecados crendo na salvação que Jesus nos deu através do evangelho do batismo e do Seu sangue. Nós passamos a saber que não há pecado em nós quando cremos de modo perfeito no batismo do perdão e no sangue de Jesus na Cruz. Nós cantamos: “você tem a salvação” e queremos com alegria e cheios de entusiasmo anunciar o evangelho. É assim que somos guiados pelo Espírito.
Eu reafirmo que aquele que nasceu de novo não tem pecado por causa do batismo da expiação de Jesus e do Seu sangue. O nosso coração estava preso ao pecado antes de conhecermos o batismo da expiação de Jesus, mas como pode ainda haver pecado em nós, já que cremos que todos eles foram passados a Jesus através do Seu batismo de perdão? Como diz a Palavra em Romanos 8:1: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. E eu quero te dizer que nós não temos mais nenhum pecado.
A Palavra de Deus confirma a salvação de Jesus, dizendo: “Esta é a aliança que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento” (Hebreus 10:16). Podemos entender que não temos pecado quando lembramos do batismo que Jesus recebeu para o perdão de pecados e do Seu sangue na Cruz. E o evangelho que Deus nos deu dessa maneira para nos salvar do pecado se tornou ainda mais valioso, inestimável. A verdadeira vida espiritual é renovada pela fé na Palavra de Deus e no evangelho da água e do Espírito.
 
 

Quem Crê no Batismo da expiação de Jesus e no Seu Sangue Não Pode Se Tornar um Pecador Novamente

 
Aqueles que crêem no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz não têm pecado. Antes, quando eu não cria no evangelho da água e do Espírito, os pecados do meu coração não podiam ser eliminados, mesmo eu fazendo sempre minhas orações de arrependimento. Mas um dia, depois de entender o evangelho do batismo de Jesus para a expiação e a Cruz, eu entendi que todos os meus pecados tinha sido tirados. Algumas pessoas vêem a transformação que houve conosco e perguntam: “Como foi que o coração de vocês ficou tão limpo?” Mas quando nós respondemos: “Isso aconteceu porque não temos mais pecado no coração”, elas dizem: “Mas vocês com certeza pecariam se não tivessem pecado!”
Nós então respondemos essas pessoas dessa maneira: “Não diga isso. Apesar de todos nós sermos criaturas que não têm como evitar o pecado, Jesus já resolveu os problemas de todos os pecados deste mundo ao receber o batismo do perdão de pecados. E eu não tenho pecado agora porque eu creio nisso! É por isso que eu quero me dedicar para servir o evangelho na Igreja de Deus, pois Ele deixou gravado em Romanos capítulo 6 que todos têm que fazer isso. O meu desejo é fazer a boa obra porque eu não tenho pecado em meu coração. A obra de Deus para nós significa crer no batismo da remissão de pecados de Jesus e pregar isso. Portanto, nós temos que pregar o evangelho do batismo da expiação e da salvação no mundo inteiro. Nós jamais seremos pecadores de novo se cremos em Jesus, que é o Senhor do batismo da expiação. Nós devemos crer na salvação do batismo do perdão de pecados e no sangue expiatório do Filho de Deus; e devemos guardar essa fé. Eu sou muito grato hoje! Eu recebi a salvação. Eu me tornei filho de Deus agora! Eu sou um justo! Aleluia!” Você pode imaginar como Deus fica feliz ao nos ver declarar isso?
A Bíblia diz: “Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça aumente? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?” (Romanos 6:1-2). E diz também: “Que diremos, pois? Havemos de pecar por não estarmos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum. Não sabeis vós que a quem vos oferecerdes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? Mas graças a Deus que, tendo vós sido escravos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues. Fostes libertados do pecado, e vos tornastes escravos da justiça. Falo como homem, por causa da fraqueza da vossa carne. Pois assim como oferecestes os vossos membros à escravidão da impureza e da iniqüidade, para a iniqüidade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para a santificação. Quando éreis servos do pecado, estáveis livres da justiça” (Romanos 6:15-19).
 
 

Quem Recebeu o Espírito Santo de Deus?

 
Quem recebe as bênçãos celestiais são aqueles que foram salvos de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, o evangelho do batismo de Jesus e do Seu sangue. Atos capítulo 2, versículos 38 e 39, nos mostra como podemos receber o Espírito Santo: “Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo. A promessa diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe - a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar”. Ser batizado em nome de Jesus Cristo significa crer que Ele levou todos os nossos pecados e depois receber a purificação de pecados pela fé.
Nós recebemos o Espírito Santo, que Deus nos dá como um dom, quando cremos no batismo de Jesus, que levou todos os pecados do mundo, e no Seu sangue na Cruz. O Espírito Santo entra no nosso coração no momento em que cremos no batismo e no sangue de Jesus. O Espírito Santo de Deus passa a habitar no coração dos crentes nascidos de novo na hora em que eles entendem e crêem que todos os seus pecados foram passados a Jesus Cristo através do Seu batismo, e que toda condenação foi eliminada com o castigo de Jesus na Cruz. Por isso, o Espírito Santo testifica a nós e nos diz: “Sim, é isso mesmo”, quando cremos que o batismo e o sangue de Jesus é a Palavra da nossa salvação. O Espírito Santo testifica: “É isso mesmo! Você não tem pecado porque você crê que Jesus foi batizado para apagar todos os seus pecados, e que Aquele que derramou Seu sangue na Cruz não é nenhum outro senão o Filho de Deus”.
Agora, nós temos que crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito de coração, que diz que Jesus recebeu o batismo da purificação de pecados e nos salvou de todos eles morrendo em nosso lugar na Cruz. Vamos procurar entender então que o Espírito de Deus habita no coração daqueles que crêem no batismo que levou o pecado e no sangue da Cruz. Eu dou graças a Deus por crer no evangelho da água e do Espírito de todo o meu coração. Aleluia!