Sermoni

Assunto 9: Romanos

[Capítulo 6-1] Introdução a Romanos Capítulo 6

Nós devemos perceber o Segredo do Batismo de Jesus


Você conhece e crê no segredo do batismo que Jesus recebeu de João? Eu gostaria de falar com você sobre isso por intermédio de Romanos 6:1-4. “Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que seja a graça mais abundante? De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos? Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida”.
Para entender a Escritura e descobrir a verdade, nós devemos inicialmente compreender a fé de Paulo demonstrada em Gálatas 3:27 e ter a mesma fé que ele. Ele diz, “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes”. O que isto significa? Agora nós podemos entender estas palavras quando lemos Mateus 3:13-17.
Paulo pergunta se nós deveríamos continuar pecando, já que nós recebemos a remissão dos pecados de uma vez por todas pela da fé na Justiça de Deus. A resposta de Paulo é não, e é também a resposta que aqueles que realmente creem na Justiça de Deus devem dar. Isto não significa que o justo nunca peca na carne. Isto não é verdade.
Isso também não significa que em razão dos nossos pecados terem sido perdoados, nós devemos planejar pecar ainda mais. Os justos já foram batizados na Sua morte. Como aqueles que já têm a fé na Sua Justiça poderiam viver no pecado? Isto não pode ser verdade. Paulo explica a razão em Gálatas 3:27, dizendo, “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes”.
Em outras palavras, Jesus levou todos os nossos pecados com o Seu batismo e morreu na Cruz para que aqueles que cressem Nele pudessem ser “batizados em Cristo”, pela fé. Portanto, nós devemos possuir este tipo de fé.
 


Nós devemos possuir uma Fé unida com o Batismo de Jesus


Nós devemos possuir uma fé que seja unida ao batismo de Jesus e a Sua morte. Está dito, “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes”. Isto significa que quando Jesus foi batizado por João no Rio Jordão, Ele levou todos os nossos pecados de uma vez por todas. Isto também significa que a morte de Jesus na Cruz foi a expiação de todos os nossos pecados, porque ele os levou do mundo por meio do Seu batismo. Entender e crer nesta verdade é ter a fé unida com o nosso Senhor Jesus.
Nós estávamos separados da Justiça de Deus em razão das nossas iniquidades. Você sabia que Jesus levou todos os nossos pecados e transgressões quando Ele foi batizado? Jesus levou todos os pecados de uma vez por todas por meio do Seu batismo e morreu na Cruz para pagar o salário do pecado. Nós somos os seres que não podem evitar o pecado diante de Deus durante toda a nossa vida. Dessa forma, devemos ter a fé unida com Cristo, colocando nossos fundamentos de fé no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz. Nós seremos unidos com Cristo apenas quando nós crermos que Jesus cumpriu a Justiça de Deus por meio de Seu batismo.
Quem obedeceu à vontade do Pai, o cumprimento da Sua Justiça? Foi o próprio Jesus Cristo. Jesus cumpriu a Justiça de uma só vez. Ele só poderia pagar o salário do pecado com a Sua morte, levando todos os pecados do mundo sobre Si, por meio do batismo que recebeu de João. Se nós quisermos nos unir a Cristo, devemos ter a fé no Seu batismo que levou todos os nossos pecados.
Nós devemos nos unir com o nosso Senhor Jesus e crer Nele, pois Ele se tornou o nosso eterno Salvador por meio de Seu batismo. A única opção deixada para você agora é aceitar ou não esta verdade. Depende totalmente de você ser filho de Deus pela fé no Seu batismo e sangue derramado na Cruz, ou ser lançado na morte eterna do inferno, rejeitando a verdade. Jesus foi batizado para que os nossos pecados pudessem ser transferidos para Ele. (Mateus 3:13-15).    
Se olharmos em Mateus 3:15, nós podemos encontrar a frase “porque, assim” como um significado do cumprimento de toda a Justiça de Deus. A frase “porque, assim” é “hutos” em Grego, que significa “dessa forma” ou “não há outro modo além desse” afirmando que o batismo foi o modo indubitável de transferir os nossos pecados. Esta palavra esclarece que Jesus tomou sobre Si os pecados da humanidade, por meio do batismo que Ele recebeu de João.
Quando Jesus foi batizado, os nossos pecados foram transferidos para Ele. Nós devemos crer na verdade de Romanos 6:5-11, de que Jesus foi batizado para que os nossos pecados pudessem ser levados e que Ele morreu na Cruz a fim de salvar a humanidade.
Para você pagar alguém, você tem que pagar o salário equivalente ao seu débito. Da mesma forma, nós devemos saber como e quanto o nosso Senhor Jesus pagou pelo salário do pecado.
Quando Jesus foi batizado, Ele levou todos os pecados cometidos desde que nascemos até os nossos 10 anos, e dos 10 até os 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, e os pecados que nós cometeríamos até o nosso último suspiro. Ele levou todos eles por meio de Seu batismo e pagou pelo salário deles. Jesus levou todas as nossas iniquidades de uma vez, cometidas conscientemente ou inconscientemente. Ele foi batizado para lavar os nossos pecados e pagou pelo salário do pecado na Cruz. Esta é a verdade que contém o evangelho da água e do Espírito e da qual a Escritura nos fala.
Nós podemos ver aqui que a maioria dos Cristãos tenta aceitar Jesus como seu Salvador estabelecendo e apoiando a Doutrina da Santificação, porque eles não entendem o segredo do “batismo”, sobre o qual Paulo falou. Se Jesus não tivesse vindo a Terra e recebido “o batismo” que João realizou, os pecados da humanidade permaneceriam para sempre. Portanto, nós não devemos crer nestas falsas doutrinas que ensinam que os nossos corações e corpos podem ser santificados com o passar do tempo.
A única e eterna verdade nesta Terra é que Jesus foi batizado e levou todos os nossos pecados. A fé no evangelho da água e do Espírito nos ajuda a superar todas as falsas doutrinas e traz vitórias para aqueles que creem. Dessa forma, nós temos que crer nesta verdade. Alguns cristãos vão para o inferno porque não nasceram de novo, em razão de não terem se unido ao batismo de Jesus.
Você já viu uma imagem de um coração perfurado por uma adaga? Isto mostra o sacrifício do amor de Jesus. Deus nos amou tanto que nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16).
Você tem que aceitar o amor que Jesus nos deu por meio de Seu batismo e do derramamento de Seu sangue na Cruz. Nossos corações devem se unir à Justiça de Deus. Devemos viver em união com Jesus. Uma vida fiel em união com a Justiça de Cristo é muito bela. Paulo diz decisivamente em Romanos capítulo 6 que nós temos que viver pela fé na união com a Justiça de Deus.
Nós servimos a Lei de Deus com nossas mentes, mas a lei do pecado com nossa carne, como Paulo fala em Romanos 7:25? Sim nós servimos. É por isso que, como Paulo, devemos sempre ter nossos corações unidos à Justiça de Deus. O que acontecerá se não unirmos nossos corações com a Justiça do Senhor Jesus? Destruição completa.
Aqueles que se unem à Justiça de Deus vivem unidos com a Sua Igreja. Se você crê na Justiça de Deus, deve se unir à Sua Igreja e aos Seus servos. A carne sempre tenta servir à lei do pecado, mas nós devemos viver pela fé, sempre pensando segundo a Lei do Deus da vida. Se tivermos na mente a Justiça de Deus, todos os dias estaremos unidos a Ele. É por isso que a Bíblia diz que os animais que ruminam são puros. (Levítico 11:2-3).
Na união com a Justiça de Deus, você sente uma nova força surgir ou não? Tente se unir à Justiça de Deus agora! Vamos dizer que você já tenha unido o seu coração ao batismo de Jesus. Então, você ainda tem pecado em seu coração ou não? – Eu não tenho -. Agora Jesus Cristo morreu na Cruz. Creia em seu coração. Você também já uniu o seu coração a esse fato? Então, nós morremos ou não? - Nós estamos mortos. - E Cristo, ressuscitou dos mortos? - Sim -. Então, nós ressuscitamos dos mortos também. Quando unimos os nossos corações a Cristo, nossos pecados são lavados; nós morremos na Cruz junto com Ele e ressuscitamos dos mortos com Cristo. 
Contudo, o que acontece quando não nos unimos a Cristo? “Sobre o que você está falando? Oh, claro, você está falando sobre o batismo de Jesus. Você quer dizer que, no Antigo Testamento, havia a imposição de mãos na oferta pelo pecado e no Novo Testamento há o batismo que Jesus recebeu de João. Talvez você esteja certo! Mas o que tem de tão grande nisso para que todos deem tanta importância para isso?”.
Aqueles que só creem em Seu batismo teoricamente não têm uma fé verdadeira, portanto, deixarão a Cristo no final. A fé teórica, como uma mera informação que estudantes recebem dos professores na escola, não é suficiente para se adquirir a Justiça de Deus. Mas existem estudantes que realmente respeitam seus professores e tentam aprender o caráter e a liderança deles. Nós não devemos aceitar a Palavra de Deus como mero conhecimento, mas devemos fixá-las firmemente em nossos corações, juntamente com o Seu caráter, amor, misericórdia e palavras de Justiça. Devemos jogar fora o nosso desejo de simplesmente aprender o conhecimento, quando nos é ensinada a Palavra de Deus.    
As mentes daqueles que já estão profundamente unidos com a Palavra de Deus estão determinadas a servir ao Senhor Jesus e ter um relacionamento bom com Ele, e não são facilmente alteradas pelas situações. Elas só se movem com prudência para cumprir a Grande Comissão. Mas as pequenas coisas podem facilmente afetar aqueles que ainda não uniram seus corações a Cristo.
Nós devemos ter a nossa fé unida com a Justiça do nosso Senhor Jesus. Não devemos deixar que nossos corações sejam abalados pelas pequenas coisas do mundo. Aqueles que uniram os seus corações a Cristo foram batizados em Jesus, morreram na Cruz com Ele e ressuscitaram com Ele para serem salvos de todos os pecados. Nós não somos pessoas deste mundo, portanto, devemos crer. Temos que nos unir à Justiça de Deus para agradá-Lo porque Ele é aquele que nos chama de servos da Sua Justiça.
Se você se unir à Justiça de Deus, o seu coração estará sempre em paz e cheio de alegria, porque o poder do Senhor Jesus será nosso. Nós podemos viver vidas grandiosamente abençoadas, porque Deus derrama com abundância sobre nós as Suas bênçãos e o Seu divino poder.
Deixe seu coração se unir à Justiça de Deus. Então você será capaz de se unir aos servos de Deus, como eu, e terá uma fé mais forte na Sua Palavra, por meio da comunhão mútua, e servirá a Sua Palavra vigorosamente. O Senhor Jesus lavou todos os seus pecados, apesar de sua fé ser pequena como um grão de mostarda. Permaneça unido a Ele, especialmente com Seu batismo, apesar de você ser fraco.
Nós agradecemos a Deus por nos dar fé unida ao Senhor por meio do batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz. Temos que unir nossos corações com o Senhor Jesus de agora até o dia em que O encontrarmos. Nós somos fracos por nós mesmos, por isso temos que nos unir. Você aprendeu a unir sua fé à Justiça que Jesus cumpriu? Você já tem a fé unida ao batismo de Jesus? Você deve agora ter a fé que é unida ao batismo de Jesus e Seu sangue derramado. Aqueles que não a possuem irão falhar em ser salvos e viverão vidas infiéis. Assim, a Justiça de Deus é essencial para a sua vida.
Unir-se ao Senhor Jesus traz as bênçãos da remissão dos pecados e da vida como filho de Deus por meio da fé na Sua Justiça. É o meu desejo sincero que a Justiça de Deus se torne a sua justiça. Jesus Cristo é o Senhor da sua fé e da Justiça de Deus. Creia! Obtenha a Justiça de Deus. Então, as bênçãos de Deus estarão com você.
 

Nós não devemos Oferecer a Deus apenas a nossa Devoção

Alguns cristãos não creem na Justiça de Deus e apenas louvam ao Senhor, “Oh, Deus pegou o que era meu e o tornou Seu, Minha pequena devoção, minha vida, o meu sacrifício, apesar de ser pequeno, Eu dou tudo o que é meu para Ti, meu Rei. Eu viverei somente para Ti, meu Senhor! Oh, o Espírito Santo vem como fogo”. Nós não devemos ser como esses cristãos. Eles louvam todos os dias e continuam colocando a sua devoção diante de Deus, e assim Deus não tem nenhuma chance de fazer algo por eles.
Os seres humanos irritam a Deus quando são devotos demais. Deus está cansado dessa devoção cega. Eles pedem para Deus receber a sua justiça “humana”. Clamam incessantemente ao Senhor, “Oh, Senhor! Aceite a nossa devoção!”, enquanto estão limpando o chão, varrendo o quintal, orando, louvando ou mesmo comendo. É impressionante que a maioria dos cristãos de hoje só pedem para Jesus aceitar a sua devoção na carne, enquanto não conhecem a Justiça de Deus ou creem nela. Nós devemos deixar de lado por um momento a nossa devoção e aceitar a Justiça de Deus, que consiste do batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz.
A devoção da carne não tem nenhum efeito diante de Deus, mas os humanos ainda pedem para Deus aceitá-la e em troca perdoar os seus pecados. Isto é tão louco quanto um pedinte maluco dando todos os seus pertences a um milionário e pedindo para viver na mansão dele, como compensação pela sua oferta suja e sem valor. Deus não quer de nós a nossa própria justiça. Ele quer que tenhamos a fé pela crença no batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz.
O Cristianismo não é um tipo de religião que os homens criaram neste mundo. O Cristianismo não é como as outras religiões mundanas, como o Budismo, que requer que a pessoa permaneça orando continuamente, se humilhe e se purifique. Nós não devemos ter este tipo de fé, nos humilhando e orando por bênçãos ao fundador de uma religião mundana. Nós não devemos dar a nossa devoção e pedir a Sua bênção em troca, mas, pelo contrário, devemos conhecer e aceitar a Justiça de Deus, pois é Ele que nos há de concedê-la.
Nós iremos receber a remissão dos pecados quando crermos no batismo de Jesus por João e no Seu sangue derramado na Cruz. Jesus foi batizado para levar todos os pecados do mundo e morreu para destruí-los de uma vez por todas. Dessa forma, ele não precisa repetir o Seu batismo e morte.
Hebreus 10:18 afirma, “Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado”. Jesus levou todos os nossos pecados ao ser batizado e morto uma vez, cumprindo toda a Justiça de Deus. Agora, nossa fé no batismo e sangue de Jesus Cristo restaurou nosso relacionamento com Deus.
Paulo fala que, “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões”. (Romanos 6:12). Nós iremos reinar com Jesus Cristo, que é o nosso Senhor e eterno Rei dos reis. O pecado não terá domínio sobre nós. Os tempos em que o pecado nos dominava estão acabados. Nós não devemos seguir a ganância má ou as ambições da carne, mas podemos superar todas estas coisas, porque Deus nos deu a Sua perfeita salvação.
 


Ofereça o seu Coração e Corpo como Instrumentos da Justiça de Deus


“Nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça”. (Romanos 6:13).
Paulo fala de três importantes axiomas para resistir ao pecado. Primeiro, não devemos obedecer aos nossos corpos mortais em suas paixões. Devemos recusar o que o nosso velho homem tenta fazer em suas paixões. Segundo, não devemos apresentar os nossos membros como instrumentos do pecado. Devemos evitar que os nossos membros, que são as nossas habilidades, sejam usados como instrumento de injustiça. Terceiro, devemos apresentar os nossos membros como instrumentos da Justiça de Deus.
Antes de crermos em Jesus, apresentávamos as nossas mãos, pés, boca e olhos ao pecado. Nós éramos instrumentos do pecado e seguíamos para onde ele nos guiava. Mas agora, devemos parar de usar os nossos membros como instrumentos da injustiça para o pecado. Nós não devemos permitir que o pecado nos domine sem nenhuma resistência. Quando uma tentação de pecado se aproxima, devemos declarar, “Pecado, você morreu em Cristo”, e nós devemos confessar que Deus é o Senhor de toda a nossa existência.
    
Em uma vida de fé, devemos ter em mente as coisas que devem ser feitas e as que não devem ser feitas. Nós não devemos apresentar os nossos membros ao pecado, mas apresentá-los a Deus. O que temos que fazer é tão importante quanto o que não devemos fazer. Se não apresentamos nada a Deus, consequentemente isto significa que estamos apresentando ao pecado. Por exemplo, se apresentamos o nosso tempo para Deus, não iremos ter tempo para apresentar ao pecado. Nós devemos nos tornar inimigos do pecado e pertencer a uma família com Deus.
Nós poderíamos dizer, por exemplo, “Eu não tenho coragem para vencer o pecado”. Contudo, Paulo nos fala em Romanos 6:14 que nós não devemos pensar dessa forma: “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça”. Se nós ainda estamos sob o domínio do pecado, certamente iremos pecar novamente. Mas se estamos sob a Graça de Deus, ela irá nos abraçar e nos dará a vitória. Por isso o salmista orava, “Firma os meus passos na tua palavra, e não me domine iniquidade alguma”. (Salmos 119:133).
Enquanto vivermos neste mundo, o pecado encontrará o seu caminho até nós. Mesmo após confessarmos que já morremos em Cristo, ele tentará nos derrubar e nos dominar. Se tentarmos ser justos por nós mesmos, sob a Lei, não poderemos ser libertos do domínio do pecado. Nós temos que ter em mente que temos a fé na Justiça de Deus. Então o pecado não pode ter domínio sobre nós. Nós temos que saber e falar sobre isso.
Todos vocês devem crer na Justiça de Deus e confessá-la com as suas bocas. “Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação”. (Romanos 10:10). É realmente importante que vocês creiam na Justiça de Deus com o coração e que a confessem com suas bocas.    
Dessa forma, seja lá como for que o pecado tentar reinar sobre nós - todas as vezes que a raiva tentar dominar a sua mente, todas as vezes que o adultério e a lascívia tentarem nos depravar, a avareza nos tentar a enganar aos outros para melhorarmos de vida, o ódio e a dúvida crescerem, ou a maldade surgir em nosso coração - temos que gritar, “Pecado! Você não pode me dominar. Deus, com a Sua Justiça, me salvou absolutamente de todos os meus pecados, destruição e maldições de Satanás”.
A frase, “Nós vivemos para Deus”, significa que vivemos de forma justa, em razão da nossa fé na Sua Justiça. A Justiça de Deus tornou perfeitos aqueles que creram no batismo e sangue de Jesus. É por isso que morremos para o pecado e vivemos para Deus pela fé na Sua Justiça. Não há nada mais importante do que conhecer e confessar que somos espiritualmente ressurretos pela fé na Justiça de Deus.
Paulo disse que onde abundou o pecado, superabundou a Graça (Romanos 5:20). Então as pessoas o entenderam de forma errada e disseram que deveriam continuar pecando para ganharem mais Graça. Mas Paulo os respondeu. As coisas ainda estão pendentes após crermos no Seu batismo e sangue. Os pecados mundanos nos cercam e tentam dominar os nossos corações.
Contudo, sempre que isso acontecer, nós podemos confiar na Justiça de Deus e vencer a nossa fraqueza ou desconfiança com a fé. Nós podemos viver como filhos de Deus, com os quais Ele está satisfeito. Com esta fé, podemos morrer para o pecado e viver para Deus. Nós podemos viver o resto de nossas vidas crendo e buscando a Justiça de Deus, e viveremos para sempre em Seu Reino.
Romanos 6:23 diz, “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”. Amém. Aqueles que confessaram Jesus Cristo como o seu Salvador creem no poder do Seu batismo e no efeito do seu julgamento na Cruz. Amém.
Aleluia! Louve ao Senhor!