คำสอน

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 14-1] Os Lábios dos Sacerdotes Espirituais devem Guardar o Conhecimento da Verdade (Mateus 14:1-12)

Os Lábios dos Sacerdotes Espirituais devem Guardar o Conhecimento da Verdade
(Mateus 14:1-12)
“Por aquele tempo ouviu Herodes, o tetrarca, a fama de Jesus, e disse a seus servos: Este é João Batista; ressurgiu dos mortos, e por isso nele operam estes poderes miraculosos. Herodes havia mandado prender a João. E o fizera acorrentar e lançar no cárcere por causa de Herodias, mulher de seu irmão Filipe, pois João lhe dissera: Não te é lícito possuí-la. Queria matá-lo, mas temia o povo, porque o tinham como profeta. Festejando-se, porém, o dia natalício de Herodes, dançou a filha de Herodias diante de todos e agradou tanto a Herodes, que este prometeu, com juramentos, dar-lhe tudo o que pedisse. Então ela, instruída por sua mãe, disse: Dá-me aqui num prato a cabeça de João Batista. O rei se entristeceu, mas, por causa do juramento e dos que estavam à mesa com ele, ordenou que lha dessem. E mandou degolar a João no cárcere. A cabeça foi trazida num prato e dada à jovem, e ela a levou a sua mãe. Então chegaram os seus discípulos, levaram o corpo e o sepultaram. Depois foram anunciá-lo a Jesus.”
 
 
A passagem bíblica que lemos hoje descreve a morte de João Batista. Quando o Império Romano governou Israel como sua colônia, colocaram Herodes como o tetrarca, e foi por ele que João Batista foi morto por ter denunciado o seu pecado. O rei Herodes tinha um irmão chamado Filipe, que tinha uma esposa chamada Herodia. Quando Herodes tomou a mulher de seu irmão para viver com ela, João Batista denunciou duramente o seu pecado. Herodes não gostou nada disso e quis matar João Batista imediatamente, mas ele não pôde fazer isso. Naquele tempo, as pessoas pensavam em João Batista como sendo um dos profetas do Antigo Testamento e por causa disso não era tão fácil para Herodes matá-lo. Então João foi preso.
Um dia em meio a uma celebração, a filha de Herodia que era sobrinha de Herodes, dançou tão bem que a celebração prosseguiu. A dança foi espetacular. Herodes ficou tão satisfeito com ela que ele lhe fez um juramento, prometendo: “Eu te darei tudo o que você quiser”. Então, incitada por sua mãe ela pediu a cabeça de João Batista. Herodes ficou desorientado mas porque ele não podia voltar atrás em sua promessa, ele ordenou aos seus soldados que decapitassem João Batista.
João Batista foi morto por Herodes e sua mulher porque ele repreendeu o seu pecado. Dessa forma, muitos servos de Deus foram mortos por falarem a verdade.
 
 

Quem Foi João Batista?

 
No Antigo Testamento João Batista foi o último profeta e sacerdote enviado por Deus. E ele era o descendente legítimo de Arão. Nosso Senhor disse que desde os dias de João Batista o reino dos céus passou por violência (Mateus 11:12). João Batista foi um servo de Deus que cumpriu seu sacerdócio como o sumo sacerdote do Antigo Testamento batizando Jesus Cristo e sendo testemunha de que Ele era o Cordeiro de Deus.
João Batista também repreendeu as pessoas comuns por seus pecados dizendo: “Arrependam-se, raça de víboras”. Graças a sua repreensão, muitos do que o ouviram voltaram para Deus. A ouvir as duras palavras de João o povo de Israel reconhecia seus pecados e se voltavam para Deus.
Os servos de Deus não faziam distinção entre os reis e os plebeus e repreendiam igualmente seus pecados. João Batista não deixou passar os erros de Herodes mas os denunciou duramente. João ousou censurar o pecado do rei Herodes, mostrando que grande servo de Deus ele era. Como João Batista era servo de Deus ele era corajoso o bastante para censurar até mesmo o pecado de um rei. No Antigo Testamento todos os servos de Deus eram assim.
Mas e nos dias atuais? Os chamados servos de Deus estão apontando os pecados da congregação e pregando o evangelho da água e do Espírito? Em seu esforço de agradar a sua igreja e evitar o conflito a qualquer preço, eles não somente falharam em apontar os seus pecados mas também falharam em pregar o evangelho da água e do Espírito. Os crentes no evangelho da água e do Espírito devem primeiro mostrar o pecado das pessoas e depois testificar a verdade da salvação para que eles possam nascer de novo.
João Batista foi alguém que veio antes de Jesus Cristo para preparar o caminho de Sua salvação, e seu ministério foi muito importante. Já que ele repreendeu corajosamente o rei por seus pecados, ele concluiu que poderia repreender também as pessoas comuns. Ao fazer isso, ele fez com que muitas pessoas se voltassem para Deus. Em outras palavras, as pessoas vieram a reconhecer seus pecados a partir de sua censura e aí se voltaram para Deus.
A não ser que os servos de Deus apontassem os pecados das pessoas, elas não poderiam reconhecê-los e continuariam a pecar. Eles pecavam tão regularmente que era como se fizessem suas refeições diárias, não atentando para o fato de que a fonte de seus pecados estava latente em seus corações. Eles não sabiam o que era pecado e nem a sua gravidade pois tinham pouco conhecimento sobre esse assunto. Por isso é que tantos cristãos crêem em Jesus somente como uma religião do mundo, sem saberem que estão destinados ao inferno por causa de seus pecados.
Então, a não ser que os servos de Deus apontem os pecados das pessoas através do evangelho da água e do Espírito, como elas poderão reconhecer a gravidade deles? Elas são pecadores que não conhecem a Deus e nem a condenação que as aguarda. Elas passam a reconhecer o pecado de seu coração e se voltam para Deus quando os Seus servos vão até elas e apontam os seus pecados e a partir daí passam a crer no evangelho da água e do Espírito.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos os sacerdotes reais do reino dos céus. Como sacerdotes espirituais nós podemos continuar realizando bem essas duas tarefas: apontar os pecados e iniqüidades dos pecadores a fim de que eles os reconheçam, e fazê-los voltar a Deus para serem salvos ao crerem no evangelho da água e do Espírito.
Atualmente as pessoas estão tão desinteressadas na Palavra de Deus que não podemos evitar em apontar seus pecados. Não são raras as pessoas que não compreendem a gravidade de seus pecados mesmo os cometendo constantemente. E mesmo entre os líderes religiosos, existem aqueles vigaristas que exploram sua congregação através de enganos sutis. Portanto, o apóstolo Paulo também advertiu os verdadeiros crentes de seu tempo que eles tinham que tomar cuidado com esses falsos profetas, dizendo: “Pois muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora novamente digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. O seu fim é a perdição, o seu Deus é o ventre, e a sua glória é a vergonha. Só pensam nas coisas terrenas” (Filipenses 3:18-19).
Os líderes religiosos têm levado inúmeras pessoas a serem apenas religiosas, levando-as à destruição. Eles dizem à sua igreja para terem fé mas só por emoção pois é assim que levam a sua vida de fé, e a igreja sucumbe ao emocionalismo através de suas tristes histórias ou é emocionalmente guiada por canções de adoração. Devido a isso, talvez seja muito natural que os cristãos com pouco conhecimento de Jesus passem dar tanto valor ao seu emocionalismo religioso.
Por isso é que esses líderes religiosos estão constantemente inventando novidades para agradar sua igreja. Em outras palavras, eles sabem como satisfazer as vontades carnais de sua igreja. As pessoas querem aproveitar a vida enquanto podem, como se elas soubessem que em breve terão uma morte miserável e sofrerão para sempre. Sabendo o que acontecerá a elas, elas tentam desfrutar de cada momento que têm e de todas as formas possíveis tentam aproveitar logo de todos os prazeres que a vida pode oferecer. É por causa disso que seu futuro é sombrio. Em suma, no cristianismo secularizado de hoje, a lei da oferta e procura está sendo aplicada e é por isso que uma vida religiosa é nada mais do que uma condição de bem-estar de alguém.
As pessoas dizem que João Batista foi um fracassado já que foi decapitado, mas isso está longe de ser verdade. João Batista foi um servo especial de Deus que cumpriu todo o seu dever enquanto estava vivo. João Batista viveu nessa terra até os 30 anos de idade e ele clamava no deserto: “Arrependam-se, raça de víboras” e repreendeu até mesmo o rei. Então embora João Batista fosse muito amado, ele era muito odiado também. Nós também não podemos evitar de censurar muitos líderes cristãos que estão desencaminhando os seus membros. Na verdade, eles não conhecem a Palavra de Deus ou a Sua lei. Eles tentam somente impedir que seus membros ouçam a verdadeira Palavra de Deus, dizendo: “Vocês nunca devem ir a esse tipo de igreja onde as pessoas só falam da Palavra de Deus. Eles são fanáticos”. Não podemos evitar de censurá-los. É correto repreendermos somente os cristãos que se desviaram e são odiados, assim como João Batista.
Dentre as denominações cristãs, os que são ligados à Igreja Presbiteriana pregam somente sobre a lei de Deus e exigem que seus membros vivam somente uma aparente vida piedosa. Por não conheceram o evangelho da água e do Espírito, eles não o pregam aos seus membros, mas somente apontam seus pecados e os deixam entregues e amarrados a eles - e isso também é um erro grave.
 
 
O Que Devemos Fazer?
 
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos definitivamente servos de Deus. Então, devemos cumprir nossas duas tarefas – apontar o pecados das pessoas e pregar o evangelho da água e do Espírito para elas. Nós devemos apontar o pecado das pessoas e censurá-los e, como sacerdotes, devemos oferecer sacrifício por seus pecados com o evangelho da água e do Espírito. Nós fomos incumbidos dessa preciosa tarefa que leva as pessoas ao evangelho da água e do Espírito, mas isso não é tão fácil assim.
Quando os servos de Deus apontam o pecado das pessoas, elas começam a reconhecer suas iniqüidades e encontram refúgio no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo. Somente quando os servos de Deus apontam corretamente o pecado das pessoas é que elas podem vir diante de Jesus Cristo e receberem a remissão de seus pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito, e se não fizerem dessa forma, será impossível acontecer essa entrega.
Dessa maneira, eu tenho apontado o pecado das pessoas de diversas formas tais como meus livros, pregações e artigos em nosso site. Quando eu prego o evangelho da água e do Espírito eu também aponto claramente o pecado das pessoas. Não importa quem esteja diante de mim, se aquela pessoa precisa ouvir o evangelho, então eu digo a ela claramente o quanto ela é pecadora e como ela irá para o inferno por causa de seu pecado.
Há um tempo atrás eu preguei o evangelho a uma enfermeira e ela disse que nunca tinha pecado na vida. Nós conversamos por algumas horas e em todo o tempo ela dizia que nunca tinha pecado em nenhuma vez sequer, e que ela nunca tinha quebrado a lei, a Palavra de Deus. Não importava o quanto eu explicasse os Dez Mandamentos a ela e dissesse que quebrar um deles era pecado, mas ela continuava insistindo que nunca tinha pecado. Então eu fiquei muito frustrado.
“Você tem certeza que nunca pecou?”
“Sim, eu nunca pequei.”
Então eu perguntei sinceramente: “Você já teve algum pensamento de adultério com algum homem?”
Sua face corou e então ela confessou que tinha tido tais pensamentos. Na verdade todos são assim, como pode existir alguém que nunca pecou quando isso está descrito na Palavra de Deus?
Contudo, o que acontece quando alguém admite seus pecados diante de Deus? Deus permite que essa pessoa ouça o verdadeiro evangelho. Então, ao ouvir e crer no evangelho da água e do Espírito, ela recebe a remissão de seus pecados. A enfermeira primeiramente dizia nunca ter pecado, mas depois admitiu sua natureza pecaminosa e ao ouvir o evangelho da água e do Espírito, ela ficou imensamente grata.
Antes de pregar o evangelho da água e do Espírito, eu primeiro aponto os pecados das pessoas. Não somente eu faço isso, mas todos os pregadores do evangelho o fazem também. Esse evangelho pode ser gravado na tábua do coração somente quando alguém recebe a remissão de seus pecados, conhecendo-os e admitindo-os, fazendo isso crendo no evangelho da água e do Espírito. Quando o pecado das pessoas é mencionado apenas de leve, a remissão dele não se cumpre totalmente no coração delas.
Amados irmãos, todos nós somos fracos diante de Deus. Você nunca cometeu tais pecados como maus pensamentos, assassinato, inveja, adultério, roubo, orgulho e futilidade? Você nunca cometeu esses pecados?
As pessoas geralmente pensam que elas não cometem tais pecados. Por isso é que temos que aponta-los de uma maneira concreta. Nós devemos pregar o evangelho da água e do Espírito.
É tarefa nossa, dos nascidos de novo, pregar o evangelho da água e do Espírito aos pecadores. Quando nós pregamos o evangelho da água e do Espírito, nós precisamos primeiro apontar o pecado da pessoa e fazê-la entender que ela é uma pecadora. Pregar o evangelho da água e do Espírito depois disso é fácil. “Jesus levou todos os seus pecados ao ser batizado, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e assim nos salvou de todos eles”. Nós devemos então confirmar se agora há pecado em seu coração ou não: “Jesus levou não só os seus pecados mas também todos os pecados do mundo? E Ele foi condenado por seus pecados ou não? Se foi, você tem pecado em seu coração ou não?” Nós precisamos confirmar isso com a confissão de fé da pessoa.
Quando nós temos comunhão com alguém que queremos que receba a remissão de pecados, devemos fazê-lo com um coração sincero. Nós os nascidos de novo, somos profetas de Deus e sacerdotes e devemos definir o que é certo e o que é errado. Quando você e eu pregamos o evangelho da água e do Espírito pelo mundo todo, nós devemos ser testemunha do pecado das pessoas para então falar do evangelho da água e do Espírito.
 
 

João Batista Foi um Servo de Deus Enviado por Ele para toda a Humanidade

 
João Batista foi um servo enviado por Deus. Não é tão fácil criticar um rei por causa de seus pecados. Mas João Batista foi aprisionado por ser fiel à sua missão. Aprisionado e enfrentando uma possível morte ele ainda continuou a apontar os pecados do rei e a repreendê-lo. O próprio João Batista sabia que iria morrer. Ele sabia muito bem que seria morto se continuasse a criticar o rei. Mas ele foi adiante e repreendeu o rei. Ele foi fiel à sua tarefa pois verdadeiramente ele era servo de Deus. João Batista não pedia nada como representante da humanidade e ele era mais que qualificado para ser o maior de todos os profetas do Antigo Testamento. Em outras palavras, João Batista foi maior do que Abraão, Moisés, Davi, o profeta Isaías, o profeta Ezequiel ou mesmo o profeta Daniel. Verdadeiramente ele era servo de Deus.
Já que somos imperfeitos, há áreas na nossa vida que precisam ser tratadas, mas diante da Palavra de Deus, nós precisamos pelo menos admitir que o que é errado, é errado. Nós precisamos ser sinceros conosco em relação a isso. Somente quando nosso coração é honesto e puro diante de Deus é que podemos receber a remissão de pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito. E as pessoas que recebem o Espírito Santo e se tornam servos de Deus são as que receberam a remissão de pecados.
Se de fato nós falharmos em apontar o pecado das pessoas mas ao invés disso escondê-los delas, a remissão de pecados não poderá ser alcançada pois as pessoas não conhecerão os seus pecados. A não ser que admitamos os nossos pecados, nenhum de nós alcançará a remissão deles ou o Espírito Santo, não importa quão fervorosamente confessarmos nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Na bíblia, Marcos 7:21-23 relaciona vários pecados que não podemos cometer diante de Deus. Nós devemos nos mostrar a Deus como pecadores que cometeram esses pecados tanto em atos como em pensamento. A bíblia nos diz que o salário do pecado é a morte e que a destruição aguarda a quem pecou, então nós devemos apenas admitir que temos tais pecados e que seremos condenados ao inferno se não recebermos a remissão deles. Então nós devemos crer que para nos salvar de nossos pecados Jesus foi batizado e derramou Seu sangue. Se nós pregarmos o evangelho de qualquer outra maneira a salvação não poderá ser alcançada.
Nós sabemos que João Batista foi o maior servo de Deus. Foi por isso que João Batista batizou Jesus primeiramente em obediência à missão que Deus Pai confiara a ele. Ele também exaltou a Jesus testificando: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). Devido ao seu testemunho, nós agora sabemos a verdade que Jesus levou nossos pecados em Seu batismo, e que podemos também ser salvos deles de uma vez por todas ao crermos no evangelho da água e do Espírito. Como luz do mundo, nós devemos cumprir a mesma tarefa de João Batista, e cumpri-la fielmente como sacerdotes reais que pregam o evangelho da água e do Espírito.
Portanto, os servos de Deus devem ter tanto fé quanto sabedoria como está escrito na bíblia: “Eu vos envio como ovelhas ao meio de lobos. Portanto sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas” (Mateus 10:16). Servos de Deus devem falar claramente o verdadeiro evangelho a todos que desconhecem a Deus e levá-los a admitirem sua natureza pecaminosa; se você perguntar a alguém que não conhece a Deus e nem a Sua Palavra sobre os seus pecados, dizendo: “Você tem pecado em seu coração?”, você será apenas odiado e denunciado por ele. Em outras palavras, servos de Deus têm que ser prudentes.
Nesse mundo existem aqueles que são pobres de espírito, os que procuram satisfação nas coisas do mundo, aqueles que se lamentam de seus pecados e aqueles que estão perdidos procurando a verdade. Para essas pessoas nós devemos apontar os seus pecados usando a Palavra de Deus e pregar o evangelho da água e do Espírito.
Nós somos os sacerdotes reais do tempo do Novo Testamento, os que proclamam o evangelho da água e do Espírito nessa terra. Porque o pecado está tão disseminado em nosso tempo atual, é fácil mostrá-lo às pessoas. Nós temos que ensiná-las o que a Palavra de Deus fala sobre o pecado. Se nós pregarmos o evangelho da água e do Espírito para aqueles que admitem sua natureza pecaminosa, então certamente, eles poderão ser remidos de seus pecados. Como nós temos pregado o evangelho da água e do Espírito, muitas pessoas têm recebido a remissão de seus pecados e retornado para Deus.
A tarefa dos sacerdotes no tempo do Antigo Testamento era ofertar segundo o cerimonial de sacrifício. Eles faziam alguém impor as mãos sobre a cabeça do animal do sacrifício para passar os seus pecados, tiravam o seu sangue e o colocavam nos chifres do altar de oferta queimada e ofereciam sacrifício queimando sua carne. Fazendo isso, os sacerdotes tornavam possível o cumprimento do justo amor de Deus. E era assim que as pessoas eram aptas a receber a remissão de seus pecados pela fé.
Nós somos os sacerdotes reais diante de Deus. Os sacerdotes ficavam entre o povo e Deus e transferiam os pecados do povo para a oferta de sacrifício. Não devemos nunca nos esquecer que somos os sacerdotes espirituais diante de Deus e que devemos continuar sabiamente nossa tarefa crendo dessa forma.
Agora nós devemos mostrar as pessoas os seus pecados quer elas os tenham ou não, e ensiná-las que aquelas que tiverem pecado não serão salvas, e aqueles que entendem isso preguem o evangelho da água e do Espírito. Elas irão crer no evangelho da água e do Espírito e receberão a remissão de seus pecados. Arar a terra de seus corações e semear a semente da palavra da vida é a principal tarefa dos sacerdotes espirituais. Não importa o que os outros digam, os lábios dos sacerdotes espirituais devem guardar o conhecimento da verdade e eles devem dedicar seus esforços à pregação do evangelho da água e do Espírito.
Nós não sabemos o que acontecerá no dia de amanhã. Mas nós devemos estar unidos ao evangelho da água e do Espírito até o fim do mundo. Nós precisamos entender que seremos lançados no inferno se tivermos pecado e devemos realmente crer nisso. Se há pecado em seu coração agora, você precisa entender que todos eles serão apagados se você crer no evangelho da água e do Espírito e em toda a Palavra de Deus. Nós precisamos seguir e reconhecer o que Deus fala conosco e também precisamos dessa sabedoria e compreensão.
Eu creio que esse mundo não durará muito tempo. Nesses últimos dias eu estou determinado a pregar o evangelho da água e do Espírito a todos antes de eu partir. É por isso que eu quero tanto pregar esse evangelho junto com você. Eu vejo como as pessoas de outros países cujos nomes eu nunca ouvi antes, continuam a pedir nossos livros e aí eu me convenço mais ainda. Muitas pessoas nesses países estão recebendo a remissão de seus pecados. Eu estou realmente grato a Deus por isso.
Eu tenho um respeito muito grande por João Batista. Como o representante da humanidade, João Batista foi fiel à sua tarefa até o fim. Ele é realmente o maior de todos os nascidos de mulher e o último sumo sacerdote do Antigo Testamento. Houve muitos sacerdotes antes dele, mas quem transferiu os pecados do homem para Jesus sendo o sacerdote representante de toda a humanidade foi João Batista.
Por isso Jesus disse em Mateus 11:12: “Desde os dias de João Batista até agora, faz-se violência ao reino dos céus, e pela força apoderam-se dele”. Essa passagem nos diz que Jesus através de João Batista, aceitou todos os pecados da humanidade com Seu batismo. A violência aqui se refere aos crentes que têm uma fé justa e concreta o suficiente para se apoderar do reino de Deus. Então todos devem receber a remissão de pecados e tomar os céus pela força por crerem realmente no evangelho da água e do Espírito. Mas os que não crerem não entrarão no reino dos céus e por isso serão lançados para sempre no fogo do inferno.
O propósito da nossa vida é pregarmos o evangelho da água e do Espírito juntos. E é meu sincero desejo viver uma vida de plena fé como um servo de Deus assim como João Batista. Não há nada que eu queira mais desse mundo além de pregar o evangelho. O que há para se querer nesse mundo? Não somente eu, mas todos os nascidos de novo não têm que ter outro desejo além de pregar o evangelho da água e do Espírito. E nosso maior desejo é entrar no reino do Senhor e viver na Sua glória. Nós queremos ser recompensados para sempre em Seu Reino pelos sofrimentos que passamos nessa terra. E não queremos mais derramar nossas lágrimas, nem ver o sofrimento, mas desfrutar da glória e do esplendor para sempre. Já que o Senhor nos prometeu que Ele faria tudo isso por nós, nós cremos nessa promessa.
Eu considero extremamente importante manter promessas, mesmo se forem feitas por outra pessoa. Há muitas pessoas nesse mundo que não se importam muito com promessas e não acreditam que elas se cumprem, mas estou certo que manter uma promessa, não importa a quem tenha sido feita é muito nobre. E sobre as promessas de Deus? Elas não devem se cumprir já que Deus nunca quebrou e nunca quebrará nenhuma delas? Então eu não considero um desperdício oferecer meu tudo a Ele para alcançar o cumprimento de Suas promessas. Para entrar no reino que Ele nos prometeu, nós temos que ser fiéis ao nosso ministério que traz a remissão de pecados para as pessoas, segundo a Palavra de Deus.
Eu gostaria de lhe pedir um favor para que juntos preguemos esse evangelho da água e do Espírito até fim do mundo. Eu peço para que você ore por esse evangelho, para sofrer uns com os outros mesmo que sejamos imperfeitos, a fim de pregá-lo comigo para que desfrutemos juntos dessa glória até o fim. Vamos todos cumprir nosso ministério fielmente e colocarmos nossa fé no evangelho da água e do Espírito para então irmos para o nosso Deus.