Проповеди

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 4-4] A Mulher Samaritana que Tinha Cinco Maridos (João 4:6-26)

A Mulher Samaritana que Tinha Cinco Maridos
(João 4:6-26)
“Estava ali a fonte de Jacó, e Jesus, cansado da viagem, assentou-se junto à fonte. Era quase a hora sexta. Vindo uma mulher samaritana tirar água, Jesus lhe disse: Dá-me de beber. (Seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.) Disse-lhe a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (Pois os judeus não se dão com os samaritanos.) Respondeu-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus, e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que tirá-la, e o poço é fundo. Onde tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, do qual ele próprio bebeu e, bem assim, os seus filhos e o seu gado? Respondeu Jesus: Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui tirá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. Respondeu ela: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Tens razão em dizer que não tens marido, pois já tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido. Isto disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, mas vós, os judeus, dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós, os samaritanos, adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, pois o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Disse-lhe a mulher: Eu sei que o Messias (chamado Cristo) vem. Quando ele vier, nos explicará tudo. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo”.
 
 
─ Intérprete japonês: “Aqui está o pastor que nos falará hoje. Ele é o presidente da Missão Nova Vida. Ele é o pastor Paul C. Jong e já escreveu cerca de cinqüenta livros sobre a Bíblia. A maioria dos seus livros foi traduzida para diversos idiomas do mundo e ele está no Japão agora para apresentar seus livros para nós. Eu me sinto grato por essa oportunidade de também estar aqui com o senhor e a senhora Kawashima e o senhor e a senhora Sakamodo. Vamos ouvir então a pregação do pastor Jong agora”. ─
“Hajimemashte” (“Como vão vocês?” em japonês). Eu sou o pastor Paul C. Jong e saúdo a todos. Eu estou muito feliz por estar aqui e sou grato a Deus por poder vir ao Japão para ter um encontro com todos vocês que crêem em Jesus. Eu não falo japonês e só aprendi essa saudação para dizer olá a vocês.
Eu estudei calvinismo em um seminário presbiteriano. Existem duas correntes teológicas chamadas de calvinismo e arminianismo. No entanto, estas correntes teológicas possuem inconsistências quando comparadas à Bíblia. A primeira apenas defende a soberania de Deus, enquanto a segunda dá ênfase à vontade do homem e se baseia mais nisso. Todavia, estes dois conceitos teológicos não têm nada a ver com Deus. A teologia como uma ciência foi criada pelo pensamento egocêntrico do homem.
Eu não vim aqui para falar da minha própria denominação. Eu vim da Coréia para o Japão para compartilhar como vocês o evangelho da água e do Espírito dado por Deus; a Palavra de bênçãos. Por isso, eu não me importo com a teologia ou com o que vocês têm crido até hoje. O que nós queremos é que vocês creiam e confiem na Palavra da verdade que afirma que Jesus apagou todos os nossos pecados. Nós estamos aqui para ajudá-los a entrar no Céu pela fé. E se crermos da mesma forma, nós poderemos nos tornar irmãos em Jesus Cristo.
Eu estou pregando a Palavra de Deus de um ponto de vista interdenominacional. Todo aquele que crê em Cristo como seu Salvador, recebeu a remissão de pecados e nasceu de novo pela fé é meu irmão. Sendo assim, eu quero ler a Palavra de Deus e compartilhar com vocês a Sua graça. Vamos meditar então em João 4:6-26.
São 19h30min agora, e apesar de não termos muito tempo, eu quero que vocês fiquem à vontade enquanto eu compartilho com vocês a Palavra. Eu sou especialmente grato ao senhor e a senhora Kawashima, ao senhor Sakamodo e ao diácono Pak Sunok por podermos adorar juntos aqui hoje.
 
 

Tendo um Encontro com Jesus

 
A Palavra que nós lemos hoje nos mostra uma mulher samaritana. Essa mulher veio até um poço ao meio dia para pegar água. Na mesma hora, Jesus ia passando por Samaria, viu a mulher que vinha tirar água e pediu um pouco a ela. Aí então, ela perguntou a Jesus: “Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana?”
Mas antes de continuar, eu quero falar um pouco sobre a região da Samaria, porque nós temos que entender isso para que eu possa pregar a Palavra corretamente. Samaria era uma província de Israel onde havia muitos povos misturados vindos de várias nações gentias. Por isso, os judeus consideravam os samaritanos um povo impuro e os desprezavam. E eles nem mesmo falavam com os samaritanos. Foi por isso que quando Jesus pediu água àquela mulher, ela ficou muito surpresa. Mas Jesus lhe disse quem Ele era: “Se conheceras o dom de Deus, e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva”.
Jesus queria de coração que ela soubesse quem Ele era. Mas ela não reconheceu quem Ele era realmente. Foi por isso que quando Jesus disse que lhe daria uma água e ela nunca teria sede, ela respondeu: “Senhor, tu não tens com que tirá-la, e o poço é fundo. Onde tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, do qual ele próprio bebeu e, bem assim, os seus filhos e o seu gado? No que Jesus respondeu: Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna”. Depois de ouvir essas palavras, a mulher disse: “Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui tirá-la”.
Jesus então lhe disse: “Vai, chama o teu marido, e vem cá. No que ela respondeu: ‘Não tenho marido’. E Jesus lhe disse: ‘Tens razão em dizer que não tens marido, pois já tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido. Isto disseste com verdade’. Aí então ela disse: ‘Senhor, vejo que és profeta’”.
Até aqui nós vimos um pouco da Palavra em João capítulo 4. Mas quando lemos essa passagem na Bíblia não podemos dizer apenas: “Ah, sim”. Nós temos que entender muito bem que ela foi escrita ali para entendermos que Deus quer nos dar a água da vida eterna. Nós podemos descobrir muitas coisas nessas palavras. Antes de tudo, nós descobrimos que a mulher samaritana não era uma mulher honrada. Assim, nós podemos ver que o desejo do coração de Jesus era lhe dar a água da vida eterna. Apesar de Jesus ter lhe pedido água, Ele na verdade não queria que ela lhe desse água. Ele é que queria lhe dar a água que faria com que ela nunca mais tivesse sede.
Aquele que realmente crê em Jesus Cristo e o tem como Salvador possui este rio de água viva que jorra do seu coração e que lha dá a vida eterna. Jesus disse tudo isso àquela mulher samaritana, e a nós também, para nos dar a água viva; e o que Ele quis dizer com isso foi que se bebermos essa água uma vez só, nós nunca mais teremos sede. Se alguém bebe a água que vem da terra, ele matará sua sede por algum tempo, mas em pouco tempo ficará com sede novamente. Mas se ele beber da água que vem do Céu, a água que está acima do firmamento, ele nunca mais terá sede.
Está escrito em Gênesis 1:6-8: “E disse Deus: Haja um firmamento no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. Fez Deus o firmamento, e fez separação entre as águas que estavam debaixo do firmamento e as águas que estavam por cima do firmamento. E assim foi. Chamou Deus ao firmamento céu. E houve tarde e manhã - o segundo dia”. Esse texto descreve o que Deus fez no segundo dia da criação. Deus nos diz que há dois tipos de água: a água da terra que satisfaz nossa sede quando a bebemos e a água acima do firmamento, que é a água da vida que satisfaz a sede do nosso coração para sempre. A água da terra se refere aos pensamentos, à filosofia, à literatura e às boas ações das pessoas religiosas.
Jesus disse à mulher samaritana: “Se você quer mesmo beber da água da vida, vá e chame seu marido!” Mas ela estava acostumada a beber água dessa terra. Ela já havia tido cinco maridos, estava vivendo com o sexto, mas isso nunca a deixou satisfeita. Nós, como seres humanos, também temos vários maridos terrenos. Eu quero falar sobre isso um pouco e depois continuar falando do assunto principal.
Por que as mulheres querem se casar? Porque elas acham que um marido as fará felizes e lhes dará conforto. E se isso é verdade, nós podemos dizer que todos nós temos seis maridos enquanto vivemos nessa terra. Em primeiro lugar, as pessoas adoram o dinheiro como se ele fosse seu marido. Elas acham que não terão problema algum se tiverem muito dinheiro e se tornam dependentes dele. Elas acham que tudo pode ser resolvido se tiverem muito dinheiro e que se sentirão realizadas se o tiverem. Mas a verdade é mesmo que alguém tenha rios de dinheiro, ele nunca poderá saciar a sede da sua alma.
Em segundo lugar, as pessoas têm o respeito como seu segundo marido. Elas acham que se sentirão realizadas se elas forem respeitas, reconhecidas e honradas pelos outros. Mas por acaso eu beberia essa verdadeira água viva só para que as pessoas me reconhecessem? Não há satisfação alguma nisso. A verdadeira satisfação ocorre quando alguém tem um encontro com Jesus Cristo e Ele torna todos os pecados do seu coração mais alvos que a neve. Portanto, o dinheiro não nos traz nem satisfação nem respeito.
Em terceiro lugar, as pessoas fazem do prazer seu marido. Elas acham que se sentirão realizadas se tiverem muito prazer, tomando bebidas alcoólicas, cantando e dançando. No entanto, por mais que elas busquem o prazer, o verdadeiro rio de água viva jamais jorrará em seu coração. Este prazer é o mesmo que aquela mulher samaritana tinha quando bebia um copo d´água, mas logo depois tinha sede novamente. Nós temos nossa sede saciada quando bebemos água, mas não é assim que a sede do nosso coração é saciada pela verdadeira água viva. Mas mesmo assim, as pessoas morrem para ter prazer neste mundo. E ter prazer pelo nosso próprio esforço e com nossas próprias forças só vai acabar matando nossa alma no final.
Deus criou o coração do homem. É por isso que ele é um lugar sagrado onde podemos servir a Ele. E já que nós fomos criados por Deus, só poderemos nos sentir realizados quando nós O tivermos em nosso coração. Sendo assim, nós temos que estar atentos à verdade de que não existe nenhuma satisfação nos prazeres mundanos.
O que eu estou dizendo é que não podemos ter nenhuma satisfação em nosso coração tendo algum tipo de autoridade ou poder. E mesmo que alguém tenha poder para fazer com que um pássaro caia do céu somente com sua palavra, ele não terá em seu coração a verdadeira água viva. Uma pessoa só sente a verdadeira satisfação ao receber a remissão de todos os seus pecados e quando eles são purificados e se tornam como a mais pura neve. É por isso que Jesus é o resplendor da glória de Deus e a expressa imagem da Sua pessoa (Hebreus 1:3). Em outras palavras, já que Jesus é o verdadeiro Deus, só podemos ter a verdadeira satisfação quando Ele habita em nós. Se uma pessoa tiver um encontro com Deus realmente, ela obterá a verdadeira satisfação em seu coração, pois receberá a remissão do pecado original e de todos os pecados pessoais que cometeu neste mundo “de uma vez por todas”, crendo no evangelho da água e do Espírito de todo o coração.
A “religião” não pode fazer com que as pessoas se sintam realizadas em seu coração. Todos os atos religiosos do homem, inclusive suas orações fervorosas e suas tentativas de agradar a Deus, não podem fazê-lo feliz. E quanto mais ele tenta, mais ele sofre privações.
Até agora eu falei sobre cinco tipos de maridos. Ninguém pode ter a verdadeira satisfação através dessas cinco coisas: o dinheiro, o respeito, o prazer, a autoridade e o poder, e nem a religião. Isso é algo que nós temos que analisar. É o ‘ego do homem’ que busca ter satisfação levando-o a crer em ninguém mais a não ser em si mesmo. Mas confiar em si mesmo é algo totalmente inútil. É por isso que temos que ter um encontro com Jesus. Mas isso só é possível através do evangelho da água e do Espírito.
Eu encontrei o senhor e a senhora Sakamodo e o senhor Kawashima hoje. Eu já conhecia os Sakamodo antes, mas só hoje eu conheci os Kawashima pessoalmente. Eu ouvi dizer que o senhor Kawashima trabalha num banco, e eu vejo que seu cargo é muito importante. Contudo, no que se refere a crer em Jesus, todos os trabalhos são iguais. O que mais me importa é saber se todos vocês já crêem em Jesus e se já tiveram um encontro com Ele, se seu coração já foi purificado e está alvo como a neve.
O tema de meus sermões, esteja eu na Coréia ou em outro país, sempre será sobre o evangelho da bênção de nascer de novo da água e do Espírito. Deus nos deu Sua Palavra para que conhecêssemos o evangelho que diz que Jesus purificou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, nos fez nascer de novo, nos tornou justos, filhos de Deus, e nos deu a remissão de pecados. Eu traduzi os meus sermões para o japonês, os publiquei em livros e os enviei para cá. O título de um desses livros é “A Bênção de Nascer de Novo da Água e do Espírito”.
Eu não estou pregando aqui para tentar vender meus livros para vocês. Eu estou aqui hoje porque meu desejo é pregar para vocês, e para todos que realmente crêem em Jesus, a Palavra de Deus que fala das bênçãos de nascer de novo através da água e do Espírito (o evangelho das bênçãos). O que nós temos que fazer realmente para nascermos de novo da água e do Espírito na presença de Deus? É sobre isso que eu quero pregar para vocês hoje. Como é que podemos nascer de novo da água e do Espírito? Vocês sabem alguma coisa sobre o “nascer de novo da água e do Espírito” que Jesus disse a Nicodemos em João capítulo 3.
 
 

O Senhor Disse que Se Alguém Quiser Nascer de Novo da Água e do Espírito, Há Algo que Ele Precisa Saber Antes

 
João 3:5 diz claramente: “Jesus respondeu: Em verdade, em verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus”. Diz claramente aqui que se alguém quiser entrar no Reino de Deus, ele tem que nascer de novo da água e do Espírito e da verdade; e se alguém não nascer de novo, ele não entrará no Reino de Deus. Eu vim aqui para encontrá-los pessoalmente e pregar para vocês a coisa mais preciosa que eu recebi de Deus, que é o evangelho que nos leva a nascer de novo.
Qual a primeira coisa que temos que fazer se quisemos nascer de novo da água e do Espírito? Primeiro, nós temos que reconhecer diante de Jesus quem realmente somos e confessar: “Eu não tenho marido”, como a mulher samaritana.
Como podemos conhecer Jesus? Essa pergunta é muito importante. Existe alguém entre nós que acredita que Jesus era apenas um homem comum? Está escrito no livro de Mateus 1:21 que o nome Jesus significa “Aquele que virá e salvará Seu povo dos seus pecados”. Melhor dizendo, significa que Jesus é o Deus que nos salvou. Significa que Ele é o Deus que se tornou homem e nos salvou de todos os nossos pecados.
Jesus sempre foi Deus. Ele criou o universo e tudo que nele há. E na Santa Trindade, Jesus é o Filho de Deus. Quando Deus criou todas as coisas no universo, Ele não fez isto sozinho. E Ele também não estava sozinho quando nos criou.
Vamos ler o livro de Gênesis agora. Em Gênesis 1:26-28 está escrito: “Então disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra, e sobre todos os répteis que se arrastam sobre a terra. Assim Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra, e sujeitai-a. Dominai sobre os peixes do mar, sobre todas as aves dos céus e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra”.
Deus disse: “Façamos”. E essa palavra nos mostra que Ele não é um único ser divino. Quando vemos essa palavra, nós vemos que Deus existe como um Deus triuno, ou seja, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. E nós também fomos feitos à imagem deste Deus. Quando Deus nos criou, todas as três Pessoas da trindade (o Pai, o Filho e o Espírito Santo) disseram juntos: “Façamos o homem à nossa imagem”, assim como está escrito na Bíblia.
Se isso está escrito então, a fé correta não é aquela que nega o Deus triuno; fazer isso é ter uma fé herética. Jesus é o ‘Deus da Palavra’ desde o começo do universo. Está escrito no evangelho de João 1:1-2: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus”. Desde o começo da criação, Jesus disse: “Haja luz”, e houve luz. Quem foi ‘este Deus’ que disse: “Haja isso e aquilo”. Foi Jesus Cristo, que veio nos salvar dos ‘pecados do mundo’ de uma vez por todas. Quem foi que disse: “Haja luz, e houve luz”? Foi Jesus Cristo, o ‘Espírito de Deus’. Antes de Jesus salvar os pecadores, Ele era o ‘verdadeiro Deus’ (1 João 5:20). Portanto, temos que entender e crer que Jesus é o ‘Deus da salvação’, e que Ele sempre foi o verdadeiro Deus.
Jesus mandou a mulher samaritana chamar seu marido antes de lhe dar a água da vida eterna. E algo que nós temos que entender é que Jesus nos manda chamar nossos maridos quando quer nos dar a água da vida eterna. Vocês crêem em Jesus? Vocês já beberam esta água da vida eterna? Essa água da vida eterna é o próprio evangelho da água e do Espírito, e todos podem beber dela o quanto quiserem, mas somente pela Palavra do batismo e do sangue de Jesus. Mas tragicamente, muitos cristãos ainda não beberam dessa água da vida, embora leiam sempre esse versículo na Palavra de Deus. Todavia, isso acontece porque não há ninguém que possa explicá-lo para eles corretamente.
Jesus é o ‘Deus santo’. E ao mandar a mulher chamar seu marido, Ele na verdade estava dizendo a ela para trazer até Ele os seus pecados. A água da vida eterna é a água do batismo que vem de Jesus para apagar totalmente os pecados do homem. E se alguém quiser receber a bênção de nascer de novo através da água e do Espírito, ele tem que saber que tipo de pecador ele é de fato diante de Deus. Nós não poderemos dizer que cremos em Jesus se não conhecermos Sua verdadeira natureza. Se uma pessoa crê em Jesus sem conhecê-lo bem, sua fé será como a da mulher samaritana que todo dia ia tirar água do poço e tinha uma vida de fé sem honra, e continuará buscando sempre água para beber, mas que nunca saciará sua sede.
 
 

Se Quisermos Realmente Nascer de Novo através do Evangelho da Água e do Espírito, Temos que Reconhecer que Somos Pecadores Terríveis

 
Se quisermos receber a graça de nascer de novo, temos que entender que tipo de pecadores somos diante de Deus. A mulher samaritana tinha vivido com cinco homens, e ela estava vivendo com o sexto quando encontrou Jesus. Se essa mulher continuasse trocando de maridos, quantos ela teria até morrer? Se supormos que ela tinha uns 35 anos naquela época, ela teria mais cinco maridos no futuro. Isso nos mostra a fraqueza da natureza que todos nós possuímos. Significa que nós sempre cometeremos pecados nessa terra.
Você e eu já tivemos cinco maridos até agora e estamos vivendo com o sexto. Quantos maridos das coisas deste mundo teremos no futuro para nos sentirmos realizados? Nós temos pecado até agora. Nós pecamos antes de crermos em Jesus e continuaremos pecando depois de crermos Nele. Mas quantos pecados nós cometeremos no futuro? Se admitirmos que temos pecado até hoje, nós veremos que não podemos evitar o pecado no futuro por causa das nossas fraquezas. A verdade é essa. Nós pecamos até agora e não temos como evitar o pecado no futuro porque somos fracos.
A verdade é que não queremos mais pecar, porém somos imperfeitos. E continuaremos pecando porque somos fracos e imperfeitos. Nós não temos como evitar o pecado e temos que reconhecer isso. Você já deve ter passado por isso: você diz a si mesmo que não vai mais pecar, mas depois acaba cometendo os mesmos pecados. Então, você decide que não vai mais pecar, mas acaba pecando novamente. Isso acontece por causa da nossa fraqueza, e todos neste mundo são assim. Foi por isso que Jesus mandou a mulher samaritana chamar seu marido. Mas ela disse a Jesus: “Não tenho marido”. Nós temos que entender que o único ‘marido’ que nos dará a satisfação eterna nessa terra é Jesus. Não há um marido verdadeiro como Ele.
 
 
Por que as Pessoas Cometem os Pecados que Não Querem Cometer?
 
Primeiro, porque elas são fracas. E segundo, porque nós herdamos os doze tipos de pecados dos nossos ancestrais que se chamavam Adão e Eva. Quais são estes pecados que nós herdamos? O que a Bíblia fala sobre eles? Jesus disse que nós herdamos doze tipos de pecados de Adão e Eva. Vamos checar na Bíblia para ver se ela fala sobre isso ou não.
Está escrito em Marcos 7:20-23: “E dizia: O que sai do homem é o que o contamina. Pois do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, e a loucura. Todos estes males procedem de dentro, e contaminam o homem”.
Jesus disse claramente: “O que sai do homem é o que o contamina”. Que tipos de pecados o homem herdou? Que tipos de pecados ele comete? Nós podemos ver isso no texto bíblico acima.
Mas se nós olharmos o relato que há antes desse texto, nós veremos os fariseus criticando Jesus e Seus discípulos por não lavarem as mãos antes de comer. Os fariseus lavavam as mãos até os cotovelos, lavavam os pés, o rosto, sacavam com uma toalha, e só então se sentavam para comer. Foi por isso que eles repreenderam os discípulos de Jesus por não terem se lavado assim antes de comer.
Isso significa que eles tinham uma vida religiosa e pura diante dos homens. Eles achavam que eram puros, mas Jesus e Seus discípulos, impuros. Isso com certeza era soberba. Me diga, o pecado entra no coração do homem só porque ele come sem lavar as mãos? Não, não entra. É pecado você também não lavar as mãos e os pés? É claro que não. Apesar de que é bom lavar as mãos antes de comer. Mas me diga, se acontecer uma guerra, nós teríamos tempo de lavar as mãos antes de comer? Seria um pecado comer sem lavar as mãos? Os pecados que levam o homem ao inferno não entram pela boca, por mais que comamos sem levar as mãos.
 
 
O Pecado Está no Coração do Homem desde o Início
 
O pecado impuro está no pecado do homem desde o início. Nós os herdamos dos nossos ancestrais. Tem gente que acha que o pecado entra no coração do homem por causa de alguma coisa externa. Infelizmente, a maioria das pessoas pensa assim. Mas isso está totalmente errado, e é por isso que elas têm uma fé errada também. Mesmo que alguém coma sem lavar as mãos, toda sujeira é transformada e depois é expelida por ele. Todo alimento entra no seu estômago e depois sai, mas o pecado que há em seu coração continua saindo pela boca e seus membros.
Quais são os verdadeiros pecados do homem? O pecado verdadeiro é aquele que herdamos dos nossos ancestrais e dos nossos pais por causa de Adão e Eva. A Bíblia diz:
“Enganoso é o coração,
Mais do que todas as coisas,
E incorrigível. Quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9). Os pecados do coração do homem são mais impuros do que podemos imaginar. Os pecados do coração do homem são mais impuros do que as fezes de alguém. Você crê nisso?
Quando pensamos nos “pastores ou ministros”, nós temos uma idéia deles usando batina e pregando seus sermões de uma maneira muito santa. Vocês gostariam se eu estivesse aqui usando uma batina branca, levantando minhas mãos e dizendo: “Aleluia”, parecendo muito santo por fora? Ou seria melhor se eu pregasse a Palavra para vocês primeiro, mesmo que eu não estivesse usando um terno? Eu estou pregando meu sermão sem terno agora simplesmente porque está calor aqui. Não que eu não goste de usar terno, mas é que eu não conheço as regras sociais aqui. Eu tirei meu terno porque está calor, pois se eu estivesse usando-o, eu suaria muito e isso não seria agradável aos seus olhos. Ninguém se torna um verdadeiro pregador só porque está usando terno. Eu creio que um verdadeiro pastor e um verdadeiro missionário vão para outros países e vivem o que pregam, e eles dedicam tudo em sua vida ali para pregar a verdadeira Palavra de Deus e ensiná-la corretamente. A outra razão de eu não usar terno é para ficar mais próximo a vocês. Portanto, eu espero que vocês compreendam por que eu não estou usando terno e não se sintam ofendidos.
Eu tenho certeza que vocês entenderão a Palavra porque vocês são inteligentes. Eu vejo os japoneses como um povo muito sensato, em todos os aspectos. Por isso, já que eu estou aqui, eu quero ler a Palavra de Deus e pregá-la para vocês em detalhes. E como vocês vão ouvir essa Palavra por algumas horas ou talvez até mais, vocês com certeza nascerão de novo através do evangelho da água e do Espírito. E eu creio que se isso acontecer com vocês, vocês proclamarão o evangelho em detalhes para os japoneses e em todo o mundo.
Eu trabalho como diretor da Escola de Missões da Missão Nova Vida na Coréia. E eu ensino a Palavra de Deus ali assim como estou pregando para vocês aqui. Eu também dou estudos bíblicos e prego o evangelho em vários cultos de avivamento. Mas eu não cobro nada para participar destes eventos. E se alguém quiser ouvir essa Palavra, eu vou pregá-la no lugar e na hora que eles quiserem, mesmo que seja por uma semana ou mais. E eu faço isso porque creio que melhor do que rios de dinheiro é a grande colheita que haverá se pregarmos a Palavra para as almas, a fim de que elas recebam a bênção de nascer de novo pela água e pelo Espírito. Essa Palavra abençoada de Jesus que faz com que as pessoas nasçam de novo da água e do Espírito não pode ser comprada com ouro, diamante ou outras coisas preciosas deste mundo.
Tem muito gente neste mundo hoje que crê em Jesus. Mas podemos ver que não há muitos deles que de fato nasceram de novo da água e do Espírito. Nós podemos ver que é muito difícil encontrar em meio a tantos pastores alguém que prega sobre o nascer de novo da água e do Espírito, como Jesus disse a Nicodemos: “Em verdade, em verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus” (João 3:5). Isso significa que eles ainda não nasceram de novo, embora Jesus tenha dito de modo bem claro a Nicodemos: “Você tem que nascer de novo da água e do Espírito para entrar no Reino dos Céus. Você tem que crer no evangelho da água e do Espírito para que todos os seus pecados sejam apagados”.
Quantos pastores há que pregam o importante evangelho da água e do Espírito? Os pastores que não nasceram de novo podem ser encontrados em todos os lugares. Eles pregam isso: “Creiam em Jesus, recebam bênçãos materiais e fiquem ricos. Creiam em Jesus e seu corpo será saudável e vocês receberão muitas bênçãos, bênçãos celestiais e terrenas”. Eles dizem que as pessoas receberão bênçãos quando pregam como se fossem eles que dessem essas bênçãos. E algumas mulheres levantam até suas saias para ganhar alguma coisa. Há muitos pastores que confundem seus membros e outras pessoas antes de pregar a Palavra. Eles pregam a Palavra depois de fazê-los invocar o nome do Senhor três vezes e orar bem alto. Mas eles deveriam pregar a Palavra de Deus calmamente, pondo em prática sua fé de uma maneira bem tranqüila.
Deus é o Ser santo que nos falou sobre os doze tipos de pecado que nasce do coração do homem. Jesus diz em Marcos 7:21-22 que há doze tipos de pecado que nasce no coração das pessoas. O que Ele diz que torna uma pessoa impura? De onde Ele diz que vem este pecado que torna uma pessoa impura? Ele diz que isso vem do coração do homem, que é isso que o torna impuro. Ele não disse que alguém se torna impuro pelo pecado que entra no seu coração; Ele diz que é o pecado que sai do coração do homem que o torna impuro e o mundo também.
Jesus disse que os pensamentos maus saem do coração do homem. Você já percebeu que pensamentos maus são pecado? Você já viu que um pensamento mau é pecado mesmo que não seja colocado em prática? Deus disse que os pensamentos maus também são pecado. Mas embora Ele tenha dito isso, a maioria das pessoas não vê dessa jeito. Elas acham que os pensamentos maus não são pecados, sejam eles quais forem, contanto que não sejam colocados em prática. No entanto, enquanto Jesus vê o coração do homem no profundo, nós julgamos uma pessoa somente pela aparência.
Jesus conhece os maus pensamentos do nosso coração e os considera pecado. Ele também diz que furtos e avareza são pecados. Ele diz que o desejo homicida, o desejo de matar as pessoas, também é pecado. Deus disse que um pecador possui todos estes tipos de pecado no coração: “Adultério, prostituição, homicídio, furtos, avareza, maldade, engano, lascívia, inveja, blasfêmia, soberba e loucura.” E mesmo que alguém cometa um pequeno pecado, Ele o considera pecador e o manda para o inferno.
Estes são os pecados que devemos considerar ‘graves’ e tratá-los de acordo. É importante sabermos se temos esses doze tipos de pensamentos maus e desejos em nosso coração. Porém, Deus disse que eles com certeza existem no nosso coração. Nós temos que entender que esses doze tipos de pecado são aqueles que cada um de nós herdou de Adão, além de entendermos que somos pecadores desde o nosso nascimento, porque nascemos com eles no coração e na alma. Jesus disse: “Todos vocês têm esses doze tipos de pecado no coração. É por isso que vocês os cometem sempre; é por isso que vocês são pecadores”. Vocês são pecadores? Vocês são pecadores diante de Deus? Vocês também pecam contra si mesmos?
Jesus repreendeu os fariseus dizendo: “Os pecados do seu coração são mais sujos do que comer sem lavar as mãos”. Nós podemos ver claramente nisso tudo que, do ponto de vista de Deus e do homem, o pecado é muito diferente. As pessoas acham que não serão condenadas pela lei se não colocarem em prática seus desejos e pensamentos maus. É por isso que elas acham que não têm pecado. Este é o seu ponto de vista, mas Deus vê as coisas de uma forma muito diferente. Para Deus, se alguém não comete uma transgressão mas tem no coração os doze pecados herdados de Adão e Eva, ele é um pecador e cometerá estes pecados todos os dias de sua vida.
Todos nós somos descendentes de Adão e Eva. Você e eu nascermos neste mundo com os doze tipos de pecado no nosso coração? Todos nasceram assim. Todos nós nascemos com os doze tipos de pecado. Portanto, do ponto de vista de Deus, nós somos pecadores malignos. Nós até fingimos que não somos pecadores, que somos bons, justos, e tentamos demonstrar que somos assim, mas Deus diz: “Todos vocês são pecadores. E se vocês não nascerem de novo através do evangelho da água e do Espírito, todos vocês irão para o inferno. Vocês serão lançados no lago de fogo e enxofre”.
 
 

A Lei de Deus Diz que “o Salário do Pecado é a Morte”

 
Nós temos que ver o que realmente somos na Palavra de Deus. Temos que crer no que ela diz, e crer agora. Jesus disse que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23). E Ele também disse que a pessoa irá para o inferno mesmo que seus pecados sejam muito pequenos.
Mas a questão é: quem não tem pecado diante de Deus? Quem neste mundo não peca? Todos são pecadores. Mesmo assim, as pessoas acham que não têm pecado diante de Deus. Em sua hipocrisia, muitos fingem ser justos, bons, e acham que não têm pecado porque levam uma vida religiosa e justa.
Deus disse isso a Adão e Eva no princípio: “Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás, pois no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gênesis 2:16-17). Mas eles caíram na tentação da serpente e acabaram comendo do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Até Satanás era um anjo no começo. E embora ele não fosse Deus, ele tentou ser como Deus e acabou se tornando o diabo. O pecado da soberba é terrível assim. Adão e Eva cobriram seu corpo com folhas de figueira depois que caíram em pecado. Eles fizeram para si vestes de folhas de figueira para tentar cobrir os pecados do seu coração. Mas o sol logo secou as folhas e elas caíram. Essas folhas da figueira representam a justiça do homem. Elas jamais poderiam apagar os pecados que eles cometeram com a sua própria justiça ou pensamentos.
Há muitas pessoas que levam uma vida religiosa fazendo boas obras e a obra da justiça, somente isso. Mas os religiosos deste mundo não podem remir o pecado do coração do homem. A religião faz com que as pessoas tenham uma boa aparência e pareçam dedicadas, mas não pode apagar um simples pecado do seu coração. Todas as obras religiosas deste mundo são como as vestes de folhas de figueira que Adão e Eva fizeram depois que pecaram.
Se alguém quer nascer de novo da água e do Espírito, ele tem que entender como Deus é santo. Deus é o Ser perfeito e santo que não tem um simples pecado, como está escrito em 1 João 1:5: “Deus é luz, e nele não há treva nenhuma”. Mas o homem é impuro. O homem é um ser muito sujo comparado ao Deus santo. Se quisermos receber a graça de Deus, temos que entender como somos pecadores imundos. Somente então nós conheceremos o Deus santo e receberemos Sua misericórdia e graça. Se conhecermos a santidade de Deus e nossa imundícia, nós O buscaremos com humildade e confessaremos os nossos pecados. Nós somos pecadores que não têm outra coisa a fazer senão confessar diante de Deus: “Eu sou pecador”. É por isso que 1 João 1:9 afirma: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça”.
O que significa “confessar nossos pecados”? Significa que devemos reconhecer diante de Deus que nós herdamos os doze tipos de pecados de Adão e Eva e cometemos todos eles ao longo da nossa vida. Que pecados então temos que confessar? Uma coisa que temos que prestar atenção aqui é que a palavra “pecados” está escrita no plural, pois ela diz respeito a todos os pecados do mundo. Ela está nos mostrando que cometemos os doze tipos de pecados que herdamos de Adão e Eva, nossos ancestrais. E significa também que devemos reconhecer que a Palavra de Deus fala de um juízo, que todos irão para o inferno se forem condenados pelos seus pecados. Por sermos um poço de pecados, sempre pecaremos, querendo ou sem querer. Nós devemos confessar que somos pecadores porque sempre iremos pecar, mesmo querendo ou sem querer. O verdadeiro sentido desse versículo é que devemos confessar que somos pecadores e pecaremos até morrermos, que “eu sou esse tipo de pecador, um pecador que não pode evitar o pecado e que pecará até morrer”. A verdadeira confissão diante de Deus é aquela que reconhece que “Ele é santo e que nós somos pecadores desde o início. Nós somos pecadores que têm pecado até hoje e pecarão até morrer”.
 
 

Aqueles que Reconhecem que São Perfeitos Pecadores Podem Se Tornar Justos Perfeitos

 
Se alguém quiser receber de Deus a graça da remissão de pecados, ele tem que confessar que é um poço de pecados, uma pessoa que pecará no futuro e que não pode escapar do inferno. E ele também tem que crer em todas as obras que o Senhor fez. “Eu sou alguém que não pode escapar do inferno. Eu sou um pecador realmente e Tu és um Deus justo e perfeito.” A atitude primordial para alguém receber a graça de Deus é confessar que é um grande pecador e irá para o inferno.
Que tipo de pecadores Deus chama para nascer de novo da água e do Espírito? Deus procura por aqueles que são como a mulher samaritana, que reconhecem seus pecados. A estes Ele dá a bênção da remissão de pecados e de nascer de novo da água e do Espírito. Deus apaga todos os seus pecados e os abençoa quando eles confessam que são 100% pecadores, não simples pecadores.
Mas o que todos pensam sobre si mesmos? Mesmo que creiam em Deus ou não, eles se acham grandes ou simples pecadores diante de Deus? Alguns dizem que não cometem muitos pecados. No entanto, aos olhos de Deus, eles são 100% pecadores, embora confessem que sejam quase justos. Mesmo que Deus dê a eles a completa remissão de pecados, eles não podem recebê-la, pois são o que são. É por isso que temos que reconhecer diante de Deus que nós somos um grande poço de pecados, pecadores que não têm como evitar o pecado até a sua morte. Alguém assim tem que buscar a Jesus e dizer a Ele: “Eu sou um poço de pecados, alguém que pecará até morrer. Eu sei que vou para o inferno. Por favor, Jesus, salve-me”. E por confessar que é um grande pecador e que irá para o inferno, ele receberá a remissão de pecados e crerá no evangelho de Jesus, o que o fará nascer de novo da água e do Espírito.
Os pecadores dizem: “Eu só tenho alguns pecados. E eu os cometi só porque os outros me irritaram. Por favor, perdoe estes meus pecados”. Eles só trazem estes poucos pecados até Jesus todos os dias e pedem a Ele que os perdoe. É por isso que eles não podem receber a remissão dos seus pecados. Eles irão para o inferno porque ainda há muitos pecados em seu coração, embora creiam em Jesus. Nós temos que saber o que a Palavra de Deus diz sobre nós e não torcê-la dando outro significado a ela. Isso é muito importante.
A mulher samaritana confessou para Jesus: “Não tenho marido”. Ela disse que não era legalmente casada, pois já havia tido cinco maridos e aquele com quem ela estava vivendo no momento era apenas seu companheiro. Ela disse isso porque não era casada legalmente com ele. Assim, podemos ver que não temos justiça alguma diante de Deus e que nossas obras não valem nada para Ele. Como aquela mulher, tudo que nós podemos dizer é que temos os doze tipos de pecado que nós herdamos dos nossos ancestrais e os pecados que cometemos todos os dias, até o dia da nossa morte. Nós somos totalmente pecadores diante desse Deus santo e iremos para o inferno por causa disso. Se Deus não perdoar todos estes pecados, e se Ele não nos salvar de todos eles, nós com certeza os carregaremos para o fogo e o tormento eterno. Nós somos pecadores que estão condenados a isso.
Irmãos, vocês são pecadores diante de Deus? Vocês têm poucos ou muitos pecados? Vocês são simples pecadores ou grandes pecadores? Por mais que vocês tenham um simples pecado diante de Deus, vocês serão culpados por causa dele. Mas ainda assim podemos ser vestidos com a graça da salvação de Cristo.
Eu espero encontrar todos vocês aqui amanhã, se Deus permitir. Se vocês ainda quiserem me ouvir, eu espero que nos encontremos de novo amanhã, porque eu vou continuar falando deste mesmo assunto. Eu vou pregar até sexta à noite. Eu tenho muitas coisas para fazer na Coréia, porém separei um tempo especialmente para estar com vocês aqui no Japão. Portanto, seria importante vocês separarem um tempo também para estar nestes cultos.
Aleluia!